Você está na página 1de 5

Atividade Revisão

Turma: 1001 Bimestre: 1°


Professor (a): Douglas Data: 07/07/20
Aluno (a):_____________________________________________ Nº___
 Leia atentamente o que se propõe.
1-(Uece 2015) Analise as descrições a seguir, considerando os tipos de rocha, seus processos de formação e ambientes
de ocorrência. I. Estas rochas podem ser formadas por processos diagenéticos e a partir dos fragmentos de outras
rochas. II. Rochas desse tipo podem se formar lentamente no interior da terra a partir do resfriamento do magma. III.
Estas rochas podem se formar a partir dos processos de metamorfismo sofridos por outros tipos de rocha. Assinale a
opção que relaciona corretamente os tipos de rochas às suas características.
(A) I – ígneas; II – metamórficas; III – sedimentares.
(B) I – sedimentares; II – ígneas intrusivas; III– metamórficas.
(C) I – metamórficas; II – magmáticas; III – sedimentares.
(D) I – magmáticas; II – sedimentares extrusivas; III – metamórficas.

2 - (Ucs 2015) Observe o mapa a seguir:

Assinale a alternativa que melhor explicita a relação entre as placas tectônicas.


(A) As placas tectônicas deslizam sobre o núcleo externo, formado por um material quente e líquido, que é integrante
do manto inferior, cuja movimentação se dá em virtude do calor que emana de dentro da Terra, formando as células de
reflexão, transferindo energia e massa: o material aquecido afunda e o resfriado ascende.
(B) Os possíveis encontros de placas, presentes nos limites convergentes são de três tipos: encontro de placas oceânica
e continental, em que a placa mais densa – a continental – mergulha sobre a menos densa – a placa oceânica; entre
placas oceânica e oceânica, cujo resultado consiste em uma compressão e dobramento das rochas, originando as
cadeias de montanhas; e entre placas continental e continental, em que os fenômenos geológicos que se constituem
podem ser subducção, sismos e vulcanismo.
(C) Os limites de placas tectônicas são três: divergentes ou destrutivos, em que o mais comum é a ocorrência do
afastamento de fossas e destruição de vulcões; convergentes ou construtivos, que são resultantes do choque das placas;
e degenerativos ou transformantes, em que as placas se afastam uma em relação à outra, sem que haja fusão ou
geração de crosta.
(D) Os limites entre as placas tectônicas constituem áreas de intensas atividades geológicas, suscetíveis à ocorrência de
vulcões, como o Kilauea no Havaí; terremotos, como os que acometem os Andes e formação de cordilheiras, como a do
Himalaia.
(E) Os dois tipos de movimentos existentes e divergentes entre placas, ou seja, entre placas oceânica e continental, que
geram o afundamento dos oceanos, geração de sismos e vulcanismo intrusivo e, entre continental e oceânica,
constituem um sistema de sismos, cujos fenômenos geológicos que ocorrem com o dobramento dos continentes, geram
vulcanismo.
3 - A crosta terrestre sofreu, no decorrer da história da Terra, processos endógenos presentes na formação do relevo.
Em relação aos processos endógenos presentes nessa formação, considere as afirmativas a seguir.
I. Orogenia de dobramento resulta de pressões horizontais que formam ondulações no terreno em estruturas plásticas.
II. Orogenia de falhamento é submetida a um esforço interno de grande intensidade (vertical ou inclinado) sobre rochas
de estruturas rígidas que se quebram.
III. Diastrofismo resulta de movimentos da crosta produzidos por processos tectônicos provocados e propagados pela
energia interna da Terra.
IV. Dobramentos geológicos resultam de pressões verticais que ocorrem, geralmente, sobre as rochas basálticas.
Assinale a alternativa correta.
(A) Somente as afirmativas I e II são corretas.
(B) Somente as afirmativas I e IV são corretas.
(C) Somente as afirmativas III e IV são corretas.
(D) Somente as afirmativas I, II e III são corretas.
(E) Somente as afirmativas II, III e IV são corretas.

4 - Os agentes externos desgastam, destroem e reconstroem o relevo, modelando a superfície terrestre numa ação
denominada erosão. Relacione as colunas, ligando o tipo de erosão às características/informações correspondentes.
1. Erosão eólica ( ) Forma, como ação construtiva ou de acumulação, as restingas e os
recifes, e, como ação destrutiva ou de desgaste, provoca as falésias.
2. Erosão fluvial ( ) Torna mais intensa sua ação sobre solos sem cobertura vegetal. Seu
tipo mais agressivo forma as voçorocas, que resultam em prejuízos às lavouras.
3. Erosão glaciária ( ) É responsável por escavar o leito, modelando vertentes e formando
vales. Transporta materiais de grandes altitudes e distâncias, originando planícies e deltas.
4. Erosão marinha ( ) Atua principalmente nos desertos e nas praias, onde o depósito de
materiais resulta em uma acumulação típica de areias móveis, denominadas dunas.
5. Erosão pluvial ( ) Atua em regiões de altas latitudes ou de altas montanhas e, ao longo
de eras geológicas, sua ação forma os fiordes. As morainas são ações típicas dessa forma de erosão.

A sequência correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é:


(A) 2 – 5 – 3 – 4 – 1.
(B) 1 – 2 – 5 – 4 – 3.
(C) 4 – 2 – 1 – 5 – 3.
(D) 4 – 5 – 2 – 1 – 3.
(E) 3 – 5 – 2 – 1 – 4.

5 - Associe algumas formas de relevo do território brasileiro com sua descrição.


1. chapada
2. planalto
3. planície
4. depressão

( ) Relevo aplainado, rebaixado em relação ao seu entorno e com predominância de processos erosivos.
( ) Forma predominantemente plana em que os processos de sedimentação superam os de erosão.
( ) Terreno com extensa superfície plana em área elevada.

A sequência correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é


(A) 1 – 2 – 3
(B) 3 – 1 – 4
(C) 3 – 4 – 2
(D) 4 – 3 – 1
(E) 4 – 1 – 2