Você está na página 1de 2

 Após ler a música acima, tente responder as seguintes questões:

1) Quem é Pedro, personagem da música de Chico Buarque?


R: Uma pessoa simples, que trabalha e está sempre à espera de algo

2) Por que a personagem se chama Pedro?


R: estabelecida pelo morfema “pedr” que nos remete à pedra, ao que é fixo, sólido e
imóvel, associando-se, assim, à história da canção.

3) O que você entende da seguinte passagem de Pedro pedreiro: “esperando o sol,


esperando o trem, esperando aumento desde o ano passado para o mês que vem”?
R: Pedro é uma pessoa incapaz de qualquer mobilidade social, e fica sempre nisso de
esperar algo.

4) Quantas vezes o verbo esperar e suas conjugações são repetidos na música? Que
efeito de sentido essa repetição provoca?
R: São repetidas mais de 10 vezes. Nos passa o mesmo sentimento de Pedro, uma
espera angustiante

5) Reescreva a 5ª estrofe da música, de “Pedro pedreiro” até “apito de um trem”,


evitando repetir a palavra “esperando”. Feito isso, compare a sua versão com a
versão original. Elas provocam o mesmo impacto no leitor? Explique.
R: Não, pois a repetição da palavra esperar nos remete a angustia e sem ela não temos
a representação desse sentimento.

6) Por que o verbo esperar é usado predominantemente no gerúndio?


R: O uso do gerúndio no verbo ‘esperar’ reforça a ideia de uma espera contínua, que
nunca acaba, é um ciclo de esperas.

7) Os versos: “Pedro pedreiro tá esperando a morte//Ou esperando o dia de voltar pro


Norte” retratam a realidade de muitos brasileiros. Quem são eles e que realidade é
essa?
R: brasileiros são aqueles que, por algum motivo, deixam sua terra natal e vão para
outras cidades ou países em busca de uma melhor qualidade de vida.

8) Que sentidos podemos atribuir à palavra “norte” usada nesse texto?


R: como região do país, bem como uma direção, ou seja, algo que norteie, que guie o
personagem.

9) Por que Pedro pedreiro “quer voltar atrás, quer ser pedreiro pobre e nada mais”?
R: depois de tentar de tudo para ascender socialmente e só ter frustrações, ele acha
que o melhor a fazer é voltar para casa e continuar sendo uma pessoa sem
perspectivas de melhorar sua vida.
10) Quando se diz: “Pedro não sabe, mas talvez no fundo//Espere alguma coisa mais
linda que o mundo”, que coisa mais linda poderia ser essa?
R: pode ser o sonho de voltar para sua terra e poder viver bem, mesmo que na
simplicidade, sem ter de sofrer com os efeitos da desigualdade social, que se tornam
ainda mais evidentes quando se passa por esse processo de migração, como é o caso
de Pedro pedreiro.

11) O verso: “Esperando um filho pra esperar também” revela um ciclo difícil de se
romper no Brasil. Que ciclo é esse? Por que ele acontece e como ele poderia ser
quebrado?
R: O ciclo em que o pobre está fadado a sempre ser pobre, acontece por causa da
desigualdade social e só poderá ser quebrado quando houver menos corrupção e os
políticos distribuem renda de forma igualitária

12) O que nos sugere o efeito sonoro produzido pelo final da música: “que já vem...// que
já vem...// que já vem... que já vem...”?
R: Sugere o barulho do trem que Pedro tanto espera.

13) Pode-se dizer que Pedro pedreiro é um homem esperançoso? Justifique sua resposta.
R: Acredito que sim, pois mesmo com todas as frustrações e empecilhos, ele continua
na sua espera.
14) Imagine agora que o trem que Pedro pedreiro tanto esperara chegou. O que você
acha que aconteceu? Ele entrou ou não no trem? Tente criar uma forma de mostrar
como ficou a vida de Pedro pedreiro 10 anos depois de sua decisão.
R: Ele entrou no trem e voltou para sua terra natal, onde pode ver seu filho nascer e
conseguiu uma melhora de vida.

Você também pode gostar