Você está na página 1de 22

Psicologia  12º  Ano|    Antes  de  mim:  Cérebro  Joana  Inês  Pontes  

COGNITIVOS
PROCESSOS

PERCEPÇÃO, SENSAÇÃO E ILUSÃO
Psicologia  12º  Ano|    Antes  de  mim:  Cérebro  Joana  Inês  Pontes  

O QUE É APERCEPÇÃO?
  A palavra percepção provém do
latim “perceptio” que significa
acção de recolher e, por
extensão, “conhecimento” como
apreensão.

  a percepção é a captação significativa do
mundo.
Psicologia  12º  Ano|    Antes  de  mim:  Cérebro  Joana  Inês  Pontes  

PSICOLOGIA DA GESTALT (Forma)

  A   Gestalt   é   uma   das   escolas   da   Psicologia   que    
tentou   descobrir   como   absorvemos   as   mensagens  
que  nos  surgem  diariamente.    

  Desenvolveu-­‐se   no   SÉC.   XIX   (anos   20)   na   Áustria   e  
Alemanha,   focando   o   estudo   da   percepção,   em  
especial  da  percepção  visual.    

  O   seu     principal   objecQvo   centrava-­‐se   na   explicação  
da   forma   como   nós   vemos   o   mundo,   mediante   um  
estudo  aprofundado  da  percepção.    
Psicologia  12º  Ano|    Antes  de  mim:  Cérebro  Joana  Inês  Pontes  
  Para   a     Gestalt,   o   cérebro   é   um   sistema   dinâmico  
no   qual   se   produz   uma   interacção   entre   os  
elementos   através   de   princípios   de   organização  
perceptual   como:   proximidade,   conQnuidade,  
semelhança,  simplicidade,  figura.    

  Esta  teoria  parte  do  princípio  que  o  objecto  sensível  
não   é   apenas   um   pacote   de   sensações   para   o   ser  
humano,   uma   vez   que   a   percepção   encontra-­‐se  
“para   além   dos   elementos   fornecidos   pelos   órgãos  
sensoriais.    

  Representantes:   Max   Wertheimer   (1880-­‐1943);  
Kurt  Koca  (1886-­‐1940)  
Psicologia  12º  Ano|    Antes  de  mim:  Cérebro  Joana  Inês  Pontes  
INFLUÊNCIAS:  

  Filósofo  William  James:  considerava  que  as  pessoas  
percepcionavam   as   coisas   não   como   conjuntos   de  
elementos  formados  por  sensações,  mas  como  uma  
UNIDADE  (todo).  

  Fenomenologia   (Husserl):     a   consciência   é  
consciência   de   alguma   coisa,   não   funciona   cmo  
uma   só,   sendo   consQtuída   por     actos   (percepção,  
imaginação,   etc.)   com   os   quais   visa   aQngir   um  
objecQvo.    
Psicologia  12º  Ano|    Antes  de  mim:  Cérebro  Joana  Inês  Pontes  
DEFINIÇÃO DE PERCEPÇÃO

  A  percepção  é  um  processo  psicofisiológico  através  
do  qual  o  sujeito  organiza  e  interpreta  os    eshmulos  
do     meio   que   foram   captados     através   dos   orgãos  
dos  senQdos  (sensação),  permiQndo-­‐nos  idenQficar  
os  objectos  e  acontecimentos  significaQvos.    

  É  um  processo  de  interpretação  da  realidade  como  
um   conjunto   de   global   organizado,   em   função   dos  
nossos     das   nossas   experiências,   implica:   i)  
existência   de   eshmulo;   ii)   impressão   construída  
pelo  receptor  e  transmiQda  ao  SNC;  iii)  um  processo  
psicofisiológico  que  origina  a  sensação.  
Psicologia  12º  Ano|    Antes  de  mim:  Cérebro  Joana  Inês  Pontes  
SENSAÇÃO E PERCEPÇÃO

  O   processo   através   do   qual   aprendemos   e  
conhecemos  envolve  dois  momentos  disQntos:  

1)  SENSAÇÃO:   resulta   do   primeiro   contacto   com   a  
realidade,   captação   pura   e   simples   de   um   objecto  
sensorial.  É  um  estado  bruto  e  imediato,  cujo  papel  
principal   é   proporcionar   à   percepção   os   dados   de  
que  necessita.    

2)  PERCEPÇÃO:   organização   das   informações  
transmiQdas  pelas  sensações,  informações  essas  que  
nos   permitem   conhecer,   em   primeiro   grau,   a  
realidade.  
Psicologia  12º  Ano|    Antes  de  mim:  Cérebro  Joana  Inês  Pontes   COMPONENTES DO PROCESSO PERCEPTIVO

1.  A  CONSTÂNCIA  PERCEPTIVA:  
           1.1.  CONSTÂNCIA  QUANTO  À  DIMENSÃO  OU  TAMANHO  

O  Quarto  
ilusório  de  Ames  

Adelbert  Ames  
inventou  este  
quarto  para  
provocar  ilusões  
quanto  ao  
tamanho  dos  
objectos  e  
pessoas.  
Psicologia  12º  Ano|    Antes  de  mim:  Cérebro  Joana  Inês  Pontes  

1.2.  CONSTÂNCIA  QUANTO  À  FORMA  

    A   tendência   para   percepcionarmos   um   objecto  
como  tendo  uma  forma  constante  mesmo  quando  
muda  a  imagem    que  projecta  na  reQna.  (ex.  aQrar  
uma  moeda  ao  ar)  

1.3.  CONSTÂNCIA  QUANTO  À  COR  

      Refere-­‐se   à   capacidade   de   percepcionar   a   cor   de  
objectos   familiares   como   constante,   apesar   de   a  
sensação  de  cor  mudar.    
Psicologia  12º  Ano|    Antes  de  mim:  Cérebro  Joana  Inês  Pontes  
2.    A  PERCEPÇÃO  DA  PROFUNDIDADE  
Psicologia  12º  Ano|    Antes  de  mim:  Cérebro  Joana  Inês  Pontes  
Psicologia  12º  Ano|    Antes  de  mim:  Cérebro  Joana  Inês  Pontes  
Psicologia  12º  Ano|    Antes  de  mim:  Cérebro  Joana  Inês  Pontes  
LEIS DA PERPEPÇÃO (texto 1/2 – 102, 103p.)
Psicologia  12º  Ano|    Antes  de  mim:  Cérebro  Joana  Inês  Pontes  
Psicologia  12º  Ano|    Antes  de  mim:  Cérebro  Joana  Inês  Pontes  

DISCRIMINAÇÃO (FIGURAS e PLANOS)

  A  percepção  actua  de  forma  selecQva.  Umas  partes  são  
destacadas  (a  figura),  sendo  as  restantes  colocadas  em  
segundo   plano   (o   fundo).   Esta   relação   é  
sucessivamente   alternada,   isto   é,   o   fundo   transforma-­‐
se  em  figura  e  a  figura  em  fundo.    

  Tal   como   na   figura,   o   mesmo  
conjunto   de   eshmulos   é  
organizado   pelo   cérebro   em  
respostas/percepções  diferentes.    
Psicologia  12º  Ano|    Antes  de  mim:  Cérebro  Joana  Inês  Pontes   AMBIGUIDADES DA FIGURA

  Pode   acontecer   que   a   figura   seja   ambígua   e   suscite  
varias  interpretações.    
Psicologia  12º  Ano|    Antes  de  mim:  Cérebro  Joana  Inês  Pontes  

Quando  percepcionamos  um  aglomerado  de  
PROXIMIDADE     objectos  tendemos  a  ver  os  que  estão  mais  
próximos  uns  dos  outros  como  formando  um  
grupo  ou  unidade.    
Psicologia  12º  Ano|    Antes  de  mim:  Cérebro  Joana  Inês  Pontes  
Os  objectos  semelhantes  ou  em  posição  
SEMELHANÇA   semelhante  são,  por  tendência,  agrupados  
juntos  ou  vistos  como  uma  unidade.    

O  X  O  X  O  X  O  X  O  X  O  X  O  
O  X  O  X  O  X  O  X  O  X  O  X  O  
O  X  O  X  O  X  O  X  O  X  O  X  O    

É  tendência  a  nossa  percepção  ver  formas  
CONTINUIDADE   suaves  ou  con_nuas  em  vez  de  formas  
descon_nuas.    
Psicologia  12º  Ano|    Antes  de  mim:  Cérebro  Joana  Inês  Pontes  
Figuras  inacabadas  tendem  a  ser  vistas  como  
FECHAMENTO  
completas.  

Tendemos  a  organizar  ps  es_mulos  
SIMETRIA  OU  
percepavos  ou  objectos  da  forma  mais  
SIMPLICIDADE  
simples  possível.    
Psicologia  12º  Ano|    Antes  de  mim:  Cérebro  Joana  Inês  Pontes  
FACTORES QUE INFLUENCIAM A PERCEPÇÃO
Na  organização  da  percepção  intervêm:  

1)  FACTORES   SUBJECTIVOS   (respeitantes   a   estruturas  
biológias  e  psicológicas)    
a)  factores  internos  que  podem  ser  biológicos  (como  
por   exemplo:   a   fome   e   o   sono;   funcionalidades  
dos   orgãos   dos   senQdos;   funcionamento   do  
sistema  nervoso)    
b)   Factores   psicológicos:   moQvação,   expectaQvas   e  
factores  culturais;  a  experiência  de  vida,  a  idade,  
a  moQvação  e  a  predisposição  percepQva.      
Psicologia  12º  Ano|    Antes  de  mim:  Cérebro  Joana  Inês  Pontes  
2) FACTORES OBJECTIVOS
      Os   objectos   que   se   destacam   em   fundo   neutro.   Os  
objectos   mais   estruturados   captam   mais   a   nossa  
atenção.  Este  facto  é  aproveitado  pela  publicidade.  
3) FACTORES SOCIOCULTURAIS
        Existem   variações   culturais   na   forma   como   se   vê   e  
interpreta   a   realidade.   Diferentes   culturas   adoptam  
diferentes  visões  e  interpretações  do  “real”.  

As  pessoas  que  vivem  em  regiões  sem  
estradas  com  linhas  que  convergem  num  
ponto  ou  sem  casas  rectangulares  com  
telhados  que  formam  ângulos  têm  
dificuldade  em  ter  esta  ilusão  percepQva.    
Psicologia  12º  Ano|    Antes  de  mim:  Cérebro  Joana  Inês  Pontes  

Realizado por:

Joana Inês Pontes