Você está na página 1de 13

EBOOK

GRÁTIS

REDAÇÃO
NOTA 1000
UNIVERSIDADE DO ENEM
REDAÇÃO NOTA 1000

Como atingir nota máxima na redação do Enem

WWW.UNIVERSIDADEDOENEM.COM.BR
Sumário
1. APRESENTAÇÃO .............................................................................................................. 3
.................................................................................................................................. 3
1.1. O PESO DA REDAÇÃO NO ENEM ..................................................................................... 3
2. ESTRUTURA DA REDAÇÃO .................................................................................................. 4
2.1. TEXTO DISSERTATIVO ARGUMENTATIVO .......................................................................... 4
2.2. TEMA PROPOSTO ....................................................................................................... 4
2.3. TESE ...................................................................................................................... 5
2.4. ARGUMENTOS .......................................................................................................... 5
2.5. PROPOSTA DE INTERVENÇÃO ........................................................................................ 6
3. COMPETÊNCIAS .............................................................................................................. 7
3.1. COMPETÊNCIA 1: DEMONSTRAR DOMÍNIO DA MODALIDADE ESCRITA FORMAL DA LÍNGUA PORTUGUESA.
.................................................................................................................................. 7
3.2. COMPETÊNCIA 2: COMPREENDER A PROPOSTA DE REDAÇÃO E APLICAR CONCEITOS DAS VARIAS ÁREAS DE
CONHECIMENTO PARA DESENVOLVER O TEMA, DENTRO DOS LIMITES ESTRUTURAIS DO TEXTO DISSERTATIVO-
ARGUMENTATIVO EM PROSA. .............................................................................................. 8
.................................................................................................................................. 8
3.3. COMPETÊNCIA 3: SELECIONAR, RELACIONAR, ORGANIZAR E INTERPRETAR INFORMAÇÕES, FATOS, OPINIÕES
E ARGUMENTOS EM DEFESA DE UM PONTO DE VISTA. .................................................................. 8
3.4. COMPETÊNCIA 4: DEMONSTRAR CONHECIMENTO DOS MECANISMOS LINGUÍSTICOS NECESSÁRIOS PARA A
CONSTRUÇÃO DA ARGUMENTAÇÃO. ..................................................................................... 9
3.5. COMPETÊNCIA 5: ELABORAR PROPOSTA DE INTERVENÇÃO PARA O PROBLEMA ABORDADO, RESPEITANDO OS
DIREITOS HUMANOS. ........................................................................................................ 9
4. FORMA DE CORREÇÃO .................................................................................................... 10
5. MOTIVOS PARA ZERAR NA REDAÇÃO. .................................................................................. 11
5.1. FUGIR DO TEMA ...................................................................................................... 11
5.2. NÃO POSSUIR A ESTRUTURA DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO .............................................. 11
5.3. ESCREVER 7 LINHAS OU MENOS .................................................................................... 11
5.4. APRESENTAR DESENHOS NO MEIO DO TEXTO ................................................................... 11
5.5. CONTEÚDO QUE DESRESPEITE OS DIREITOS HUMANOS ........................................................ 11
5.6. APRESENTAR PARTE DO TEXTO COMPLETAMENTE DESCONTECTADO DO TEMA PROPOSTO ............ 11
5.7) CÓPIA DE TEXTO MOTIVADOR ..................................................................................... 11
6. CONSIDERAÇÕES FINAIS .................................................................................................. 12
6.1. COMECE A PROVA PELA REDAÇÃO. ............................................................................... 12
6.2. TREINE O TEMPO. .................................................................................................... 12
6.3. NÃO ESCREVA EM PRIMEIRA PESSOA. ............................................................................. 12
6.4. SEJA MODERADO. .................................................................................................... 12
REDAÇÃO NOTA 1000

2
1. Apresentação
O Exame Nacional do Ensino Médio - Enem está se consolidando a cada ano como o principal sistema de seleção
para o ingresso no ensino superior em todo o pais. A cada ano, um número cada vez maior de universidades públicas
passa a adotar a prova em substituição ao seu vestibular. Algumas universidades federais ainda realizam o seu
concurso próprio para algumas vagas, mas a maioria delas já disponibiliza a totalidade das vagas para o Enem.

Mesmo aquelas que ainda não aderiram completamente, estão caminhando para a ampliação do Enem em seu
processo de seleção. Outro fator importante é que muitas instituições estaduais estão indo no mesmo caminho,
visando abolir seus vestibulares e utilizar exclusivamente o Exame Nacional do Ensino Médio como forma de
seleção.

1.1. O peso da redação no Enem


Após realizar o Enem, o ingresso no ensino superior depende da sua inscrição do Sisu - Sistema de Seleção
Unificada. Cada instituição tem liberdade para atribuir pesos diferentes para cada uma das áreas do
conhecimento. Na prova do Exame Nacional do Ensino Médio temos as seguintes áreas.

- Linguagens, códigos e suas tecnologias (português, literatura, artes, educação física e língua estrangeira).

- Ciências da natureza e suas tecnologias (química, física e biologia).

- Matemática e suas tecnologias (matemática).

- Ciências humanas e suas tecnologias (história, sociologia, geografia e filosofia).

- Redação.

Algumas universidades utilizam exatamente o mesmo peso para cada uma das áreas, fazendo com que a prova de
redação valha o mesmo que a prova de Matemática e suas tecnologias ou Ciências da natureza e suas tecnologias.
Outras, no entanto, optam por diferenciar os pesos de cada uma das áreas de acordo com os seus cursos.

Enquanto uma instituição pode atribuir em seu curso de jornalismo, peso 2 para Linguagens, peso 1 para Matemática
e peso 3 para Redação, essa mesma universidade pode optar por aplicar em seu curso de engenharia peso 3 para
REDAÇÃO NOTA 1000

Matemática, peso 1 para Linguagens e peso 2 para Redação.

O fato é que, em geral, as instituições que diferenciam os pesos costumam aplicar sempre um valor expressivo para
a Redação, pois espera-se que o candidato tenha competência para se expressar por escrito.

No caso do aluno que realiza o Enem para obter certificação do ensino médio, será necessário que ele obtenha no
mínimo 500 pontos na redação, além de não ter pontuação inferior a 450 nas demais áreas do conhecimento.

3
2. Estrutura da Redação
O órgão governamental que organiza o Enem é uma autarquia federal ligada ao Ministério da Educação chamada
INEP, cuja sigla significa Instituo Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira.

O INEP publicou em seu Guia da Redação, informações bastante relevantes sobre como deve ser a estrutura da
redação, ou seja, como o candidato deve estruturar o seu texto de forma a ter o melhor desempenho possível. O
resumo gráfico segue abaixo. Em seguida, detalharemos cada um dos itens.

Tema proposto
1- Tese

2- Argumentos

3 - Proposta de
intervenção

2.1. Texto dissertativo argumentativo


Antes de explicar cada um dos itens, é importante deixar claro que a redação precisa ser em prosa (não é verso) em
um texto do tipo dissertativo-argumentativo. É uma modalidade cujo objetivo é convencer o leitor com
embasamento e argumentos. Ele precisa de explicações que o justifiquem.

2.2. Tema proposto


O tema é o assunto apresentado e você terá que escrever sobre ele. É muito importante que você siga as
metodologias que estamos apresentando para que tenha um bom desempenho. Entretanto, também é fundamental
que esteja atento ao seu dia-a-dia e aos acontecimentos do Brasil e do mundo de forma que você possa escrever com
facilidade sobre o tema proposto. Veja a seguir, os últimos temas abordados no Enem:
REDAÇÃO NOTA 1000

2015: "A persistência da violência contra a mulher no Brasil".

2014: "Publicidade infantil em questão no Brasil".

2013: foi solicitado que os candidatos dissertassem sobre os efeitos da aplicação da Lei Seca no país.

2012: foi apresentado um texto sobre os movimentos imigratórios para o Brasil no século XXI.

4
2011: "Viver em rede no século 21. Os desafios entre o público e o privado".

2010: foi apresentado um texto sobre trabalho escravo e outro sobre o futuro das profissões.

2009: "O indivíduo frente à ética nacional"

2.3. Tese
Após ler o texto, você deverá ter uma opinião sobre o assunto. A tese deve ser o primeiro parágrafo da sua redação.
Abaixo, temos um exemplo do primeiro parágrafo da redação de Beatriz do Nascimento Carvalho, que obteve nota
1000 no Enem 2013, cujo assunto era a aplicação da Lei Seca no país.

"Desde sua invenção, a bebida alcoólica faz parte da cultura de diversas civilizações. Porém, com o surgimento do
automóvel, esse e aquela não podem ser variáveis da mesma equação. Nesse aspecto, a Lei Seca implantada no Brasil
reduziu consideravelmente o número de mortes por acidente de trânsito. Entretanto, o individualismo da sociedade e o
sistema de transporte dificultam um efeito definitivo".

Veja que a candidata deixou claro que bebida e direção não podem andar juntas. Ela introduziu dois argumentos:

1) Há muitas mortes por acidentes no Brasil e a Lei seca busca reduzir esse número.

2) O sistema de transporte brasileiro contribui para o problema.

Nesse exemplo, fica claro como deve ser estruturada a tese dentro da introdução da redação. A introdução
teve três momentos: primeiro a explicitação da opinião, que foi feita na segunda frase. Depois, enunciar cada um
dos argumentos, que temos nas terceiras e quartas frases.

2.4. Argumentos
A sua opinião, ou tese, pela própria definição do texto dissertativo-argumentativo, precisa estar baseada em
argumentos sólidos. Eles precisam estar estruturados coerentemente e de forma coesa. Normalmente são
utilizados dois parágrafos para apresentá-los. Utilizando o exemplo da redação mencionada no item anterior,
vamos ver como a candidata apresentou os seus argumentos:

"A aplicação do código de trânsito encontra seu maior desafio no alto índica de transgressão. Isso ocorre devido a
mentalidade individualista da maioria das pessoas, já citada pelo filósofo John Locke, que acredita que as leis servem
para os outros, mas não para si. Além disso, a má qualidade educacional, principalmente do ensino público, reduz o
conhecimento acerca da cidadania e dos direitos necessários para a sua execução. Dessa forma, a quantidade de
acidentes nas cidades e estradas ainda é grande, assim como o número de mortes."

Ademais, o sistema de transporte no Brasil também dificulta a execução da Lei Seca. Isso é consequência da baixa
disponibilidade de ônibus, trens e metrôs durante a noite e a madrugada, horário em que há maior consumo de bebidas
alcoólicas. Essa falta ocorre, principalmente, em bairros periféricos, cidades pequenas e médias. Além disso, a escassez
de segurança desincentiva o uso desse. Assim, muitas pessoas optam por dirigir, colocando em risco a vida delas e de
outras."
REDAÇÃO NOTA 1000

Veja que nos dois parágrafos, a candidata abordou os argumentos de forma estruturada. Foram citados dados
concretos para apoiar a sua opinião, como a baixa disponibilidade de ônibus, horário de consumo de bebidas
alcoólicas e uma citação de um reconhecido filósofo. Também notamos que o texto tem fluidez e é conduzido de
um parágrafo ao outro com naturalidade.

5
2.5. Proposta de intervenção
Até então vimos que a redação deve ser estruturada com a introdução no primeiro parágrafo, contendo a tese. No
segundo e terceiro parágrafos o aluno suporta os argumentos. No último parágrafo temos a proposta de intervenção,
ou seja, uma sugestão de intervenção social que respeite os direitos humanos.

A proposta de intervenção precisa respeitar os direitos humanos, caso contrário a sua redação
poderá ser zerada. Em um texto sobre criminalidade, por exemplo, você não pode afirmar que
"bandido bom é bandido morto".

Vamos ver alguns exemplos de propostas de intervenção de redações que atingiram 1000 pontos no Enem.

A primeira a ser analisada é a da Beatriz do Nascimento Carvalho, do Enem 2013, que vimos nos exemplos
anteriores:

"Portanto, a Lei Seca é importante para a redução do número de acidentes de trânsito. Porém, sua efetividade
completa só ocorrerá com a mobilização da sociedade. Sendo assim, é preciso que o governo acrescente ao currículo
escolar disciplinas como cidadania e segurança no tráfego, além de tornar mais rígidas as punições pelas transgressões
e aumentar o número de postos de fiscalização. Ademais, deve-se fazer uma reforma no sistema de transportes públicos,
aumentando o número desse nos horários noturnos e nas cidades periféricas. Dessa forma, será possível reduzir o
número de mortes no trânsito e chegar a uma sociedade menos individualista."

Veja que a candidata ofereceu soluções concretas como acrescentar uma disciplina sobre educação de trânsito no
currículo escolar, bem como tornar as punições mais rígidas e reformar o sistema de transporte público.

Outro texto a ser analisado é o do aluno Carlos Eduardo Lopes Marciano, participante do Enem 2014, cujo tema
foi publicidade infantil.

"Fica clara, portanto, a necessidade de uma ampliação da legislação atual a fim de limitar, como já acontece em
países como Canadá e Noruega, a propaganda para esse público, visando à proibição de técnicas abusivas e
inadequadas. Além disso, é preciso focar na conscientização dessa faixa etária em escolas, com professores que abordem
esse assunto de forma compreensível e responsável. Só assim construiremos um sistema que, ao mesmo tempo, consiga
vender seus produtos sem obter vantagem abusiva da ingenuidade infantil."

Mais uma vez fica claro que o candidato ofereceu propostas concretas, como a ampliação da legislação, assim
REDAÇÃO NOTA 1000

como ocorre em outros países, e também a abordagem em sala de aula do assunto por parte dos professores.

Enfim, o que o candidato precisa ter em mente é que a conclusão da redação deve ser uma proposta de intervenção
objetiva e prática.

6
3. Competências
Segundo o edital do Enem, a redação é corrigida levando em consideração cinco competências, sendo que o texto
é corrigido através da atribuição de até 200 pontos para cada uma delas.

Cada competência é analisada em 6 níveis de conhecimento, desde o 0(zero) até o 5 (cinco). A seguir, vamos
detalhar cada uma das competências, segundo o edital do Exame Nacional de Ensino Médio, e os níveis de
pontuação atingidos em cada nível. Assim, você entenderá como a redação é corrigida e ao entender isso, terá
condições de realizar uma redação nota 1.000.

3.1. Competência 1: demonstrar domínio da modalidade escrita formal da


Língua Portuguesa.
Nível 0 (0 pontos): demonstra desconhecimento da modalidade escrita formal da língua portuguesa.

Nível 1 (40 pontos): demonstra domínio precário da modalidade escrita formal da língua portuguesa, de forma
sistemática, com diversificados e frequentes desvios gramaticais, de escolha de registro e de convenções da escrita.

Nível 2 (80 pontos): demonstra domínio insuficiente da modalidade escrita formal da língua portuguesa, com
muitos desvios gramaticais, de escolha de registro e de convenções da escrita.

Nível 3 (120 pontos): demonstra domínio mediano da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha
de registro, com alguns desvios gramaticais e de convenções da escrita.

Nível 4 (160 pontos): demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de
REDAÇÃO NOTA 1000

registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita.

Nível 5 (200 pontos): demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de
escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita serão aceitos somente como excepcionalidade
e quando não caracterizem reincidência.

7
3.2. Competência 2: Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos
das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos
limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo em prosa.
Nível 0 (0 pontos): fuga ao tema/ não atendimento à estrutura dissertativo-argumentativa. O candidato com zero
nesta competência terá zero na redação.

Nível 1 (40 pontos): apresenta o assunto, tangenciando o tema ou demonstra domínio precário do texto
dissertativo-argumentativo, com traços constantes de outros tipos textuais.

Nível 2 (80 pontos): desenvolve o tema recorrendo à cópia de trechos dos textos motivadores ou apresenta
domínio insuficiente do texto dissertativo-argumentativo, não atendendo à estrutura com proposição,
argumentação e conclusão.

Nível 3 (120 pontos): desenvolve o tema por meio de argumentação previsível e apresenta domínio mediano do
texto dissertativo-argumentativo, com proposição, argumentação e conclusão.

Nível 4 (160 pontos): desenvolve o tema por meio de argumentação consistente e apresenta bom domínio do
texto dissertativo-argumentativo, com proposição, argumentação e conclusão.

Nível 5 (200 pontos): desenvolve o tema por meio de argumentação consistente com base em um repertorio
sociocultural produtivo, e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo.

3.3. Competência 3: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar


informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.
Nível 0 (0 pontos): apresenta informações fatos e opiniões não relacionados ao tema e sem defesa de um ponto de
vista.

Nível 1 (40 pontos): apresenta informações, fatos e opiniões pouco relacionados ao tema ou incoerentes e sem
defesa de um ponto de vista.

Nível 2 (80 pontos): apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, mas desorganizados ou
contraditórios e limitados aos argumentos dos textos motivadores, em defesa de um ponto de vista.
REDAÇÃO NOTA 1000

Nível 3 (120 pontos): apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, limitados aos argumentos dos
textos motivadores e pouco organizados, em defesa de um ponto de vista.

Nível 4 (160 pontos): apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com
indícios de autoria, em defesa de um ponto de vista.

Nível 5 (200 pontos): apresenta informações fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente
e organizada, configurando autoria, em defesa de um ponto de vista.

8
3.4. Competência 4: Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos
necessários para a construção da argumentação.
Nível 0 (0 pontos): não articula as informações.

Nível 1 (40 pontos): articula as partes do texto de forma precária.

Nível 2 (80 pontos): articula as partes do texto, de forma insuficiente, com muitas inadequações, e apresenta
repertorio limitado de recursos coesivos.

Nível 3 (120 pontos): articula as partes do texto, de forma mediana, com inadequações, e apresenta repertorio
pouco diversificado de recursos coesivos.

Nível 4 (160 pontos): articula as partes do texto com poucas inadequações e apresenta repertorio diversificado de
recursos coesivos.

Nível 5 (200 pontos): articula bem as partes do texto e apresenta repertorio diversificado de recursos coesivos.

3.5. Competência 5: Elaborar proposta de intervenção para o problema


abordado, respeitando os direitos humanos.
Nível 0 (0 pontos): não apresenta proposta de intervenção ou apresenta proposta não relacionada ao tema ou ao
assunto.

Nível 1 (40 pontos): apresenta proposta de intervenção vaga, precária ou relacionada apenas ao assunto.

Nível 2 (80 pontos): elabora, de forma insuficiente, proposta de intervenção relacionada ao tema, ou não
articulada com a discussão desenvolvida no texto.

Nível 3 (120 pontos): elabora, de forma mediana, proposta de intervenção relacionada a discussão desenvolvida
no texto.

Nível 4 (160 pontos): elabora bem a proposta de intervenção relacionada ao tema e articulada à discussão
desenvolvida no texto

Nível 5 (200 pontos): elabora muito bem a proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à
discussão desenvolvida no texto.

Proposta de redação - Enem


2015.
REDAÇÃO NOTA 1000

9
4. Forma de correção
A redação do Enem é corrigida de forma a reduzir a questão da subjetividade. Cada redação é corrigida por, no
mínimo dois corretores, que atribuirão uma nota de zero a duzentos para cada uma das cinco competências
analisadas, de forma que a nota máxima possa ser mil.

Possibilidade 1: se a diferença entre as notas finais for menor que cem, então a nota do aluno será a média
aritmética da nota de ambos os corretores.

Corretor 1 - nota total: 490


NOTA DO ALUNO = 520
Corretor 2 - nota total: 550

Possibilidade 2: se a diferença entre as notas finais for maior que 100 pontos, a redação passa por uma nova
correção realizada por outro avaliador. Caso a nota se aproxime da nota de um dos dois corretores anteriores, será
feita a média entre as notas mais próximas.

Corretor 1 - nota total: 300


Corretor 2 - nota total: 600 NOTA DO ALUNO = 340
Corretor 3 - nota total: 380

Possibilidade 3: se a diferença entre as notas finais for maior que 100 pontos, a redação passa por uma nova
correção realizada por outro avaliador. Caso a nota desse terceiro avaliador também não se aproxime da nota de
um dos dois corretores anteriores, uma banca de avaliadores corrigirá a redação e atribuirá a nota.

Corretor 1 - nota total: 200


NOTA DO ALUNO = será atribuída
Corretor 2 - nota total: 350
por uma banca
Corretor 3 - nota total: 530

Possibilidade 4: discrepância na nota de uma competência específica. Dentre as cinco competências avaliadas, se
houver discrepância superior a 80 pontos, a prova segue para um terceiro corretor, que atribuirá uma nota a essa
competência. Então, será feita a média com a nota da competência atribuída pelo corretor anterior que mais se
aproximar, de forma que essa média será a nota do aluno naquela competência.
REDAÇÃO NOTA 1000

10
5. Motivos para zerar na redação.
É necessário que o aluno fique atento para não cometer erros básicos que possam fazer com que ele tire nota zero
na redação. Aqui, vamos apresentar os itens que podem fazer com que o aluno zere na prova.

5.1. Fugir do tema


A orientação simples, básica e talvez até óbvia para que o candidato não fuja do tema na redação, é que seja feita a
leitura de todos os textos de apoio que estiverem no enunciado. O participante precisa se certificar que
entendeu realmente o que está sendo solicitado.

No Enem 2013, o tema foi a Lei Seca e sua efetividade prática sobre o uso concomitante de bebidas alcoólicas e
direção. Alguns candidatos não entenderam o tema e falaram do problema da seca no Nordeste. Parece absurdo,
mas é importante ser humilde diante do tema e lê-lo e relê-lo com bastante atenção.

5.2. Não possuir a estrutura dissertativo-argumentativo


É obrigatório que o texto seja em prosa, ou seja, não é em forma de verso. Além disso, o aluno deve respeitar a
estrutura contida no item 2 deste e-book. Não é permitido que o aluno faça uma narração ou uma poesia, por
exemplo.

5.3. Escrever 7 linhas ou menos


Segundo a estrutura apresentada no edital do Enem, é sugerido que o texto tenha em torno de quatro parágrafos.
Então, redações com 7 linhas ou menos não são nem corrigidas. O máximo são 30 linhas.

5.4. Apresentar desenhos no meio do texto


Fazer desenhos no texto da redação é considerado pela equipe de correção como uma forma proposital de anulação
e implica em atribuição de zero.

5.5. Conteúdo que desrespeite os direitos humanos


O respeito aos direitos humanos é obrigatório na composição da redação. Textos com mensagens de ódio,
preconceito, racismo ou outra forma de desrespeito implicam em nota zero. Tome bastante cuidado com opiniões
radicais que possam ser interpretadas negativamente pelos corretores. Especial atenção para não cometer deslizes
em textos sobre criminalidade, imigração, religião, política ou homossexualidade.

5.6. Apresentar parte do texto completamente desconectado do tema


proposto
A vezes um ou outro candidato opta por inserir no meio do texto assuntos sem nexo, como uma receita de bolo
ou a narração de uma partida de futebol. Mesmo que o restante de sua redação esteja adequado, colocar esse tipo
de conteúdo resulta em nota zero na redação.

5.7. Cópia de texto motivador


A prova do Enem apresenta o tema e junto com ele, um ou mais textos de apoios ou informação, especialmente
para colaborar com os candidatos que têm pouco ou nenhum conhecimento sobre o assunto. Esses textos são
chamados de "textos motivadores". Alguns alunos sem ideia do que escrever, simplesmente copiam os textos ou
parte deles em sua redação. Saiba que esse tipo de atitude implica em nota zero na redação.
REDAÇÃO NOTA 1000

11
6. Considerações Finais

Com a leitura e a absorção deste e-book, certamente você estará tecnicamente bastante preparado para fazer uma
boa redação. Deixamos para o final, algumas dicas de forma que farão você ter condições de realizar uma redação
nota 1000.

6.1. Comece a prova pela redação.


A prova do Enem é bastante extensa e cansativa. Uma boa redação exige, além de bom conhecimento das técnicas
de escrita, que você consiga pensar com clareza. Leia e entenda o tema, faça o rascunho, defina o título, releia o
rascunho, corrigindo eventuais erros e, por fim, passe a limpo na folha oficial.

6.2. Treine o tempo.


Até a prova do Enem, você deve realizar pelo menos uma redação por semana, mesmo que ela não seja corrigida.
Além disso, você deve seguir o procedimento semelhante ao Enem, fazendo um rascunho e passando a limpo.
Entre ler o tema e finalizar a versão final da sua redação, você deve levar, no máximo, uma hora. No início pode
ser um pouco difícil, mas depois de algum treino, você conseguirá facilmente.

6.3. Não escreva em primeira pessoa.


Essa regra é importante por se tratar de um texto dissertativo-argumentativo. Utilize a terceira pessoa do singular
ou plural (ele, eles, ela, elas). Nunca utilize "eu acho que", por exemplo.

6.4. Seja moderado.


Não seja radical ou definitivo em suas opiniões. "O Brasil só terá solução quando os políticos não existirem", ou
"pessoas que abortam devem morrer". Isso pode reduzir a sua nota ou até zerar, caso seja interpretado que você
feriu os direitos humanos. Proselitismo político ou religioso não é adequado. Frases como "somente com Jesus no
coração o problema será resolvido" ou "com Bolsonaro presidente, teríamos um país sem crimes", não são
adequadas.

Boa prova!

Gostou desse material? A Universidade do ENEM pode fazer muito mais por você! REDAÇÃO NOTA 1000

12