Você está na página 1de 18

SINOPSE DOS CÁLCULOS DE TEMPERAMENTO

E DA QUALIDADE DA ALMA NA ASTROLOGIA1

BRUNO MELCHIORI

O presente texto não visa a outra coisa que expor os cálculos do temperamento e das
maneiras segundo os grandes mestres na arte da Astrologia. Para uma melhor compreensão
desses cálculos e das descrições dos temperamentos e, sobretudo, das maneiras, ver sua obra.
Cabe dizer que é preciso ter em conta as qualidades planetárias conforme cada autor, as quais
foram mostradas também sinopticamente em texto anterior, a saber: Sinopse das Qualidades
dos Planetas ao Longo da História da Astrologia.
Todos os textos abaixo são traduções interlineares minhas, que não passaram por ne-
nhuma sorte de revisão tradutória ou gramatical muito aprofundada.

***

CLÁUDIO PTOLEMEU (I-II):


a) TEMPERAMENTO:
“Devemos, pois, em geral observar o horizonte leste e os planetas que estão nele ou
assumir seu regente do modo já explicado; e em particular também a Lua do mesmo
modo; pois é através do poder formativo desses dois lugares e de seus regentes e através
da mistura dos dois tipos, e ademais através das formas das estrelas fixas que estão as-
cendendo nesse mesmo momento, que a conformação do corpo é averiguada; os planetas
regentes tem muito poder nesse quesito e os caracteres especiais de seus lugares os aju-
dam.” (Tetrabiblos, Book III, Chapter 11.)
b) QUALIDADE DA ALMA:
“Das qualidades da alma, aquelas que concernem à razão e à mente são apreendidas
por meio da condição de Mercúrio observada numa ocasião particular; e as qualidades
da parte sensorial e irracional são descobertas pelo luminar que é mais corpóreo, isto é,
a Lua, e pelos planetas que estão configurados com ela em suas separações e aplicações.
Mas, dado que a variedade dos impulsos da alma é grande, é lógico que deveríamos
fazer uma tal inquirição não de uma maneira simples ou imediata, mas por meio de

1
O temperamento é também chamado de forma, constituição, compleição ou temperatura do corpo; a qualidade
da alma tem também suas variantes vocabulares: almas (no sentido aristotélico) ou potências/poderes, maneiras
ou modos, movimentos ou moções da mente, ou ainda mentalidade do homem, do nativo, etc.
muitas observações complicadas. Pois de fato as diferenças entre os signos que contêm
a Mercúrio e à Lua, ou os planetas que os dominam, podem contribuir muito para os
caracteres da alma; do mesmo modo que os aspectos ao Sol e os ângulos mostrados
pelos planetas que estão relacionados à classe de qualidades sob consideração, e, mais
ainda, a qualidade natural peculiar de cada um dos planetas que estão relacionados aos
movimentos da alma.” (Ibidem, Book III, Chapter 13.)

ANTONIUS DE MONTULMO (XIV-XV):


a) TEMPERAMENTO:
“O ascendente da natividade é o fator que sempre significa o corpo do nativo; por
isso considerar primeiro o que ele talvez signifique no concernente às formas e à com-
pleição. Segundo, considerar o Almuten do Ascendente e o signo em que ele está, e o
que cada um possa significar no concernente às formas. Terceiro, você considerará o
lugar da Lua porque a Lua [também] significa o corpo do nativo. Veja também se há
algum planeta no grau do Ascendente, especialmente se ele teria alguma dignidade nes-
ses lugares, e, se não houver de acordo com o centro [de seu orbe], pelo menos se ele
projeta raios de acordo com a metade de seus orbes, porque, se estiver assim, será um
significador principal da forma do nativo. [O efeito será obtido] misturando ao mesmo
tempo a forma do Almuten no signo no qual ele está com a forma do lugar da Lua, [com
a forma] de qualquer planeta que aspecta os ditos lugares, incrementando ou diminuindo
[a influência] como for apropriado. Mas se não houver nenhum planeta no Ascendente
do nativo, considerar de acordo com a figura do Almuten no lugar em que ela está, e
principalmente o signo ascendendo, especialmente se o Almuten aspecta o Ascendente;
e você há de julgar 2 a forma do Ascendente de acordo com o que predominar, mistu-
rando ao mesmo tempo a forma da Lua e dos outros planetas que aspecta os ditos luga-
res. Considerar também quais formas das imagens das estrelas fixas estejam no Ascen-
dente ou no lugar do Almuten do Ascendente, e também julgando por meio dessas ajudas
incrementando ou reduzindo de acordo com o que for apropriado. Também é de acordo
com a combinação que o nativo terá do Almuten do Ascendente, e do [próprio] Ascen-
dente com o signo em que ele está, também de acordo com o supracitado estado de ser

2
A palavra julgar em Astrologia o mais das vezes não tem a mesma ideia de decisão ou sentença que se toma após
uma investigação ou coisa que tal, senão que tem o mesmo sentido que análise. E este sentido é, sim, validíssimo
em português, malgrado sua pouca ocorrência.
com respeito à latitude, retrogradação ou direção, etc. 3 [Com tudo isto] você será capaz
de julgar no que concerne à compleição do nativo.
“E mais. Considerar o período da natividade, se estiver de dia ou de noite, e em qual
quarto do ano ele tenha nascido porque esses períodos tem um incremento ou remissão
das formas dos significadores principais
“E ver também os significadores principais, especialmente se eles estão em graus
luminosos, cinzentos ou negros…
“Com efeito, saiba que o Ascendente significa o corpo, que o Almuten do Ascen-
dente significa principalmente a face do nativo de acordo com seu estado de ser4, etc.”
(On the Judgement of Nativities, Part 2, tradução ao inglês de Robert Hand [os acrésci-
mos em colchetes são de Robert Hand].)
b) ALMA VEGETATIVA, ALMA SENSITIVA E ALMA INTELECTIVA:
“Os principais significadores da alma vegetativa primeiro são o Ascendente, a Lua
e o Almuten do Ascendente, [qualquer] planeta que está no Ascendente, especialmente
se ele tiver alguma dignidade aí, o senhor da triplicidade do Ascendente, e o lugar que
foi escolhido como o Hyleg. No entanto, os principais significadores da potência sensi-
tiva são a Lua, o Almuten do Ascendente e [o] planeta que está no Ascendente, e o
luminar que é a autoridade. Os principais significadores da potência intelectiva são Mer-
cúrio, o Almuten do Ascendente e a Lua.” (Ibidem.)

JOHANNES SCHOENER (XV-XVI):


a) FORMA DO CORPO:
“Para a forma do corpo considerar o seguinte:
1. O Ascendente.
2. O Almuten do Ascendente.
3. O lugar da Lua.
4. Um planeta ou os raios de um planeta que caiam no Ascendente.
5. A imagem dos céus. [Isto parece referir-se às constelações e às estrelas fixas
que estão no Ascendente ou com o Almuten do Ascendente.]
6. O quarto do ano.
7. A Parte da Estabilidade. [Fórmulas: Dia = Ascendente + Espírito – Fortuna;
Noite = Asc + Fortuna – Espírito.]

3
Quer dizer, as dignidades acidentais desse planeta, sua circunstância, sua situação.
4
Ver nota anterior.
8. A Parte das Coisas Futuras. [Também chamada Parte do Espírito: Dia = Asc
+ Sol – Lua, Noite = Asc + Lua – Sol.]

“Outros estabelecem a constituição ou compleição do corpo a partir do seguinte:


1. O signo do Ascendente.
2. O Almuten do Ascendente.
3. O signo do Almuten do Ascendente.
4. O planeta ou os raios de um planeta no Ascendente.
5. Planetas que aspectam o Ascendente.
6. O quarto do mês lunar.
7. O signo da Lua.
8. Um planeta aspectando a Lua.
9. O quarto do ano do Sol.
10. O Almuten da Genitura.
“Você deduzirá a compleição a partir das quatro qualidades desses pontos.” (Three
Books on the Judgment of Nativities, Book I, Chapter 5 [acréscimos nos colchetes de
Robert Hand].)
b) QUALIDADES DA ALMA
“Para as qualidades da alma considerar o seguinte:
1. Mercúrio.
2. O Almuten do lugar de Mercúrio.
3. A Lua.
4. O Almuten do lugar da Lua.
5. O Ascendente.
6. O Almuten do Ascendente.
7. O senhor da segunda triplicidade da décima segunda casa.
8. O senhor da terceira triplicidade da décima segunda casa.
9. O senhor da terceira triplicidade da sétima casa.” (Ibidem.)

JOHANNES GARCAEUS (XVI):


a) TEMPERAMENTO OU COMPLEIÇÃO DO CORPO5:

5
Contrastado ao exemplo que Garcaeus nos dá após a exposição do método, o cálculo trai algumas incongruências,
como a ausência do cálculo do Sol considerado por si só como significador ou a maneira como ele mistura as
“Estas são as significações de compleição:
1. O Horóscopo e seu senhor.
2. O planeta ou planetas localizados no Horóscopo, ou que aspecte o planeta por
um aspecto partil ou que caia no signo que está interceptado entre a primeira e
a segunda [cúspide].
3. Planetas que aspectam o grau do Horóscopo, entre os quais H e I são conta-
dos.
4. A Lua.
5. Planetas que aspectam a Lua pela metade de seus orbes.
6. O quarto do ano ou o signo em que o Sol está no momento do nascimento.
7. O Senhor da Genitura.
8. Qualquer planeta que compartilha regência com o precedente.
9. Estrelas fixas.
10. [Dispositor da Lua 6.]
REGRAS
“Consideram-se por esta tabela as qualidades dos significadores, e coligam-se os teste-
munhos das qualidades singulares, de quente, de úmido, de frio e de seco, e segundo o
número vencedor dos testemunhos é julgada a compleição. Pois se o calor e a umidade
superam o número de testemunhos das demais qualidades, o nativo é de compleição san-
guínea, etc.
CAUTELA
“Acautele-se o estudante na coleta dos testemunhos das quatro qualidades. Pois talvez
ocorra que as qualidades do planeta e dos signos obtenham o mesmo número de testemu-
nhos, como um ser de calor e um de frio, ou um de secura e outro de umidade. Sendo essas
qualidades repugnantes, elas não são registradas: onde não há contradição, esses testemu-
nhos são registrados.
OUTRA CAUTELA
“Se um planeta for o Senhor da Genitura e do horóscopo, e também incidir corporea-
mente no horóscopo, seus testemunhos são contados três vezes. Se a Lua incidir no horós-
copo, seus testemunhos são contados duas vezes. [Etc.]
OUTRA CAUTELA

qualidades dos significadores com os signos em que eles estão, ou quando devemos considerar somente as quali-
dades dos significadores independente do signo em que estão, e vice-versa, etc.
6
Na prática Garcaeus o usa, mas não o explicita em sua exposição.
“Os planetas maléficos, A e C, o Sol e a I do Dragão no horóscopo, aspectando o
horóscopo ou a Lua com um aspecto maligno, misturam suas qualidades intemperadas.
Pois, ainda que todos os testemunhos estiverem bons, por causa daquelas posições gera-se
grande intemperatura do corpo no temperamento.” (Astrologiæ Methodus, Caput VL)

JEAN-BAPTISTE MORIN DE VILLEFRANCHE (XVI-XVII):


Não encontrei nada a esse respeito na Astrologia Gallica, mas no livreiro Jean Hunault
de La vie de maistre Jean Baptiste Morin se diz que a primeira casa é aquela “dos costumes e
do temperamento” (grifos meus), donde eu supor que talvez Morin a usasse única e exclusiva-
mente em seu “cálculo”, se é que podemos chamar assim, do temperamento e das maneiras.

WILLIAM LILLY (XVI-XVII):


a) COMPLEIÇÃO OU TEMPERAMENTO DO CORPO:
“Os significadores da compleição são:
Primeiro, o signo ascendendo, e o senhor deste.
Segundo, o planeta ou planetas postos no Ascendente, ou a H ou a I ou os pla-
netas partilmente7 aspectando o ascendente.
Terceiro, a G e o planeta ou planetas aspectando-a dentro da metade de seus
orbes.
Quarto, o quarto do ano ou o signo em que o D está.
Quinto, o Senhor da Genitura.
[Sexto, o Regente ou Dispositor da Lua.] 8
“A qualidade dos significadores e dos signos em que eles estão postos hão de ser
ordenadamente examinadas; pois você não deve esquecer que, se ou Saturno ou Marte
contempla o Ascendente ou a Lua com um aspecto malévolo, eles entremisturam suas
qualidades intemperadas ao corpo, ainda que todos os outros testemunhos concorram
muito bem.
“Considerar as qualidades dos significadores e dos signos, e coletar os testemunhos
de todas as quatro qualidades, ou seja, quente, úmido, frio, seco; de acordo com os mai-
ores testemunhos, então julgar a compleição.

7
Na prática Lilly considera indiferentemente aspectos partis e pláticos.
8
Não está previsto na exposição do cálculo, todavia na aplicação deste, assim como Garcaeus, se usa o regente ou
dispositor da Lua como um significador.
“Se calor e umidade se sobressaírem, o nativo é de compleição sanguínea: se frieza
e umidade, então ele é fleumático: se calor e secura, então colérico: se frieza e secura,
então melancólico.
“Você deve proceder com cuidado na coleta dos testemunhos dos quatro humores,
do calor, da umidade, da frieza e da secura; pois talvez ocorra que as qualidades do
planeta e dos signos obtenham o mesmíssimo número de testemunhos, e um ter tantos
testemunhos de calor que o outro de frieza; sendo essas qualidades repugnantes, uma
anula a outra, e elas não são numeradas ou contadas9: onde não há contradição, esses
testemunhos são aceitos10; quando um planeta é o Senhor da Genitura e do horóscopo,
você há de permitir-lhe uma virtude ou influência triplicada na compleição11: estando a
G no ascendente, os testemunhos desta hão de ser duplicados.” (Christian Astrology,
Chapter CVI.)
b) MANEIRAS:
“Primeiro, se algum planeta ocupar o signo ascendendo, ou o que esteja interceptado,
ele há de ser o principal significador das maneiras; mas também há de participar da
mesma significação, qualquer planeta que seja, aquele que tiver dignidade no lugar do
significador das maneiras.
“Segundo, considerar o planeta que é o significador, e seu dispositor; pois se ele for
um planeta benévolo, ou em aspecto com tal, e forte, ele denota maneiras louváveis ou
completa, de acordo com sua natureza: se ele se provar um planeta malévolo, ou estiver
infestado com o raios hostis de um planeta, e estiver impotente ademais, ele torna as
maneiras más e corruptas, assim como naturalmente o que o planeta significa. Se um
planeta bom por natureza for o significador, ou configurado com os bons, mas estiver
fraco, ele mostra maneiras boas e saudáveis, mas interiormente são algo obscuras, la-
macentas ou muito simples: os infortúnios potentes arguem condições boas, bonitas,
mas sempre misturada com uma tintura de veneno ou com os restos de uma ou outra
condição mal-humorada, o que eu sempre encontrei verdadeiro.

9
Lilly parece seguir esse preceito algumas vezes, outras o ignora de todo, sem oferecer-nos nenhuma explicação,
donde abrir-se-nos um leque bastante grande respeitante a quando e como devemos misturar as qualidades dos
planetas com os signos em que eles estão.
10
Ver nota anterior.
11
Só devemos triplicar os efeitos de dado planeta se ele aparecer três vezes como significador do cálculo (o que é
lógico), como previsto em Garcaeus. Assim, triplicamos os efeitos do Senhor da Genitura e do Horóscopo se ele
fazer aspecto ao Ascendente, ou estiver neste, ou estiver aspectando a Lua, etc. Foi deslize de Lilly ao copiar as
prevenções de Garcaeus.
“Mercúrio oferece maneiras de acordo com a natureza do planeta cuja natureza ele
assuma; e tal ele faz de duplo modo:
1. Quando unido a um planeta por conjunção, mas se ele estiver unido a muitos,
ele assume a natureza do planeta com o qual ele está mais perto e que esteja
mais fortificado ou dignificado.
2. Se ele não estiver em conjunção com nenhum planeta, assume a natureza
daquele em cujas dignidades essenciais ele estiver posto: o Nodo do Norte é
equivalente a Júpiter, o Nodo do Sul a Saturno e Marte.
“Os luminares no horóscopo não fazem grande coisa, mas o fazem de um modo
geral, exceto se eles estiverem maravilhosa e fortemente fortificados.
“Se muitos planetas ocuparem o horóscopo, todos hão de ser significadores, e eles
geram variedade de maneiras: mas o mais poderoso planeta entre eles há de dar as [ma-
neira] mais duradouras e que continuarão; os outros não são permanentes. Quanto tempo
hão de continuar, você talvez o descubra por direções; pois, quando a Lua está direcio-
nada aos termos ou aspectos do mais potente planeta, então o nativo é quase inteiramente
participante de suas maneiras, e há de manifestá-los mais aos mundo em suas ações;
quando a Lua varia seu termo ou aspecto, e se encontra com um outro de uma outra
qualidade, então torna suas maneiras variadas, e ela assume as condições do planeta a
cujos termos ou aspecto ela está direcionada, ou seja, se a Lua chega aos termos ou
aspecto de Vênus, o nativo é alegre; aos termos ou aspecto de Júpiter, discreto, modesto,
religioso; aos termos de Marte, nervoso, colérico, brigão; aos termos ou aspecto de Sa-
turno, grave, melancólico, amuado, cheio de medos, laborioso, etc.
“Não posicionado nenhum planeta no ascendente, observar que planeta está unido à
Lua ou Mercúrio, julgar as maneiras do nativo para assimilar com a natureza deste pla-
neta.
“Se o planeta estiver unido tanto à Lua como a Mercúrio, é como se houvesse muitos
planetas no horóscopo, pois eles significam discrepância nas maneiras; mas ainda aque-
les significadores pelo mais poderoso planeta hão de continuar por mais tempo, etc.
“Se nenhum planeta estiver no ascendente, ou unido a Mercúrio ou à Lua, então
tomar o senhor do ascendente, de acordo com sua natureza, seja boa ou fraca, e julgar
dele as maneiras; mas tal, se seu dispositor contemplá-lo com algum aspecto. Se nenhum
planeta o aspecta, proceda ao planeta que fortemente aspecta a Lua e Mercúrio com um
aspecto partil.
“Se nenhum formar um aspecto partil a Mercúrio ou à Lua, então há de significar as
maneiras aquele que estiver no lugar de Mercúrio e da Lua tiver mais dignidades essen-
ciais.
“O significador das maneiras unido à estrelas fixas de primeira ou segunda magni-
tude, estando pouco distante da eclíptica, tem grande significação nas maneiras, e torna
aqueles significados mais aparentes.” (Ibidem, Chapter CVII.)

NICHOLAS CULPEPER (XVII):


Culpeper, como bom médico e decumbitor de olho clínico que era, direcionava seu olhar
antes para a aparência da pessoa que para as características da carta natal dessa mesma pessoa
em ordem a desvendar qual fosse a temperatura elemental e qualitativa de seu cliente, donde
ele não ter-nos herdado um cálculo matemático-dedutivo com respeito ao temperamento. Se
por um lado não no-lo herdou, herdou-nos por outro, contudo, talvez as melhores descrições
físicas e médico-anatômicas desses temperamentos, acompanhadas das combinações possíveis
destes. (Sei pois o Astrologicum Judgment of Diseases: from the Decumbiture of the Sick much
Enlarged um ótimo ponto de partida para o estudo do temperamento, pelo menos respeito à
aparência)

HENRY COLEY (XVII-XVIII)


a) TEMPERAMENTO:
“ I. Considerar que signo possui o Horóscopo (ou ascende num nascimento) a
julgar de acordo com a natureza desse signo, por exemplo, se Gêmeos, um
signo aéreo, ascende, o nativo é sanguíneo; se Câncer, um signo aquoso, fle-
umático; se Leão, um signo fogoso, colérico; se Escorpião, um signo terrestre,
melancólico, etc. Se dois signos são ocupados no Ascendente, misturar suas
significações.
II. Você há de considerar também o senhor do Ascendente, o planeta, ou planetas
aí [no Ascendente], ou em aspecto (partil) a ele.
III. A Lua, e os planetas com os quais ela está em aspecto.
IV. O Senhor da Genitura, e o signo em que o Sol está (quer dizer, o Quarto do
Ano).
V. Por fim, considerar as qualidades dos muitos significadores, e coletar seus
testemunhos, ou seja, quente, úmido, frio, seco; e julgar de acordo com os
maiores testemunhos.
“Se calor e umidade predominarem, o nativo é sanguíneo; se frieza e umidade, fle-
umático; se calor e secura, colérico; se frieza e secura, melancólico. [Notar que, se um
planeta for o Almuten da Genitura e o Senhor do Horóscopo, se lhe triplicam a virtude
na compleição do nativo, ou, se a Lua estiver no Ascendente, você há de duplicar seus
testemunhos.]”(Clavis Astrologiæ Elimata or a Key to the whole Art of Astrology New
Filed and Polished, Part 3, Chap. 10, Sect. 1, §4.)
b) MANEIRAS:
“ I. Qualquer planeta no Ascendente, se interceptado, ou sobre a cúspide deste,
há de ser o principal significador das maneiras [especialmente se ele for o
senhor do Ascendente, ou da Natividade, ou tiver dignidades no signo ascen-
dendo, ou estiver num aspecto partil da Lua ou de Mercúrio.]
II. Muitos planetas no Ascendente dão variedade de maneiras, i.e. [mostram que
as qualidades da mente são consequentemente mutáveis e variada] mas o
planeta que estiver mais forte, poderoso, significa a mais durável; e os que
são menos potentes entremisturam sua natureza e influenciam na descoberta
das maneiras do nativo também.
III. Se nenhum planeta estiver no Ascendente, julgar pelo senhor do Ascendente
(se seu dispositor o contemplar) ou o Senhor da genitura, ou o planeta que
forçadamente contemple Mercúrio ou a Lua, tendo consideração às estrelas
fixas próximas da eclíptica, que estão unidas ao significador.
IV. Quando isto acontecer, que um planeta bom ou benévolo seja o significador
das qualidades da mente, isso argui que o nativo seja de um comportamento
e conduta excelente e louvável: do contrário, se um planeta malévolo signi-
ficar as maneiras do nativo, isso declara que seja de uma má disposição, su-
ficientemente grosseira e brutal. Enfim, dotado com maneiras ou comporta-
mentos desfavoráveis e corruptos; e isto de acordo com a natureza do signi-
ficador e sua posição.
V. A durabilidade ou continuação das maneiras dos nativos é descoberta pelas
direções do Ascendente e da Lua. E as várias mudanças e renovações são
descobertas pela natureza dos (vários) promitores 12 para os quais eles estão

12
Promittor, nas palavras do dicionário da Oxford, é “um planeta, estrela fixa ou ponto nos céus que, quando um
significador é trazido para algum aspecto particular com ele, prognostica a ocorrência de algum evento.” Por ter
origem no radical promit-, creio que vertê-lo por promitor não constitua erro nem fira nenhuma regra de formação
de palavras em português; pode traduzir-se com promitente, prometedor, promissor, etc.
direcionados; se para os bons aspectos dos planetas afortunados e bons, isso
importa que as maneiras e inclinações dos nativos são então comendatícios;
suas ações civis e honestas, etc. Ao contrário, se sob uma direção má desses
significadores para algum mau aspecto dos infortunados, então o nativo é de
um comportamento e conduta muito pouco generosa, incivil; e suas maneiras
não são louváveis, mas ofensivas e desagradáveis, etc.” (Ibidem, Part 3,
Chap. 10, Sect. 1, §5.)

JOHN GADBURY (XVII-XVIII):


a) TEMPERAMENTO E COMPLEIÇÃO:
“Para o descobrimento de quais desses [humores] predominam no nativo, você deve
observar as seguintes:
1. O horóscopo ou signo ascendendo.
2. O senhor do Ascendente, e sua posição.
3. Os planetas no Ascendente, ou aspectando-o.
4. A Lua e os planetas que ela contempla.
5. A estação do ano.
6. O Almuten da Figura. 13
“Tendo coletado os testemunhos por esta tabela14, você há de julgar a temperatura e
compleição do nativo pela maior parte deles, assim:
“Primeiro, se calor e umidade se sobressaírem, o nativo é sanguíneo, e de uma dis-
posição e têmpera gentil, cortês, afável.
“Segundo, se calor e secura prevalecer, ele é colérico, e de uma disposição robusta,
rude e tirânica.
“Terceiro, se frieza e umidade sorem predominante, o nativo é fleumático; mas é ele
por vezes dado a hilariedade.
“Quarto, mas se frieza e secura superar o resto, então é o nativo melancólico, e de
uma disposição mental, reservada e fechada.

13
Gadbury entende por Almuten o planeta que tenha mais força tanto essencialmente como acidentalmente, indo
em sentido contrário à quase totalidade dos astrólogos, que não consideram em sua análise senão as qualidades
essenciais dos planetas. O Senhor da Genitura é, sim, segundo muitos astrólogos, o que tiver mais qualidades
essenciais e acidentais na figura, mas ele não é o Almuten Figuris, apesar de muitos o confundirem.
14
A tabela a que Gadbury se refere se encontra no texto Sinopse das Qualidades dos Planetas ao Longo da História
da Astrologia, assim como a de todos os demais autores, é óbvio.
“Nota, se os testemunhos forem iguais na natividade, misturá-los de acordo com
estas últimas regras, e você não poderá falhar em encontrar a têmpera do nativo.” (The
Doctrine of Nativities, Chap. 12, Sect. 5.)

b) MANEIRAS OU CONDIÇÕES:
“ 1. Um planeta ou planetas possuindo o signo ascendendo, ou interceptado aqui,
há de ser o principal significador das maneiras.
2. Observar que planeta tem mais dignidades no signo ascendendo, pois ele há
de participar e tomar parte na significação das maneiras, com o planeta o
planetas no Ascendente.
3. Se não houver nenhum planeta no Ascendente, então o planeta que está unido
a Mercúrio, ou por corpo ou por aspecto, há de representar as maneiras do
nativo.
4. Quando algum planeta ou planetas estiverem unidos à G e a F, eles descre-
vem as maneiras do nativo, tão verdadeiramente quanto se houvesse muitos
planetas no horóscopo.
5. Quando um planeta benévolo for o senhor das maneiras, o nativo será de uma
conduta louvável e excelente, como a natureza do planeta importa.
6. Mas se os significadores forem malévolos, então equipará o nativo com ma-
neiras brutas e corruptas, de acordo com a natureza dos planetas.
7. Quando um planeta bom (sendo o significador das maneiras) estiver essen-
cialmente dignificado, o nativo é de uma conduta e comportamento mais no-
bre; mas se infortunado, as maneiras que ele significa serão obscurecidas.
8. E se um planeta mau importa maneiras, e estiver essencialmente dignificado,
o mal que ele significa há de ser abatido: mas se ele estiver debilitado, elas
serão mais óbvias.” (Ibidem, Chap. 12, Sect. 6.)

JOHN PARTRIDGE (XVI-XVIII):


a) TEMPERATURA E COMPLEIÇÃO:
“Os significadores da compleição são,
1. O Ascendente e seu senhor.
2. O planeta ou Planetas postos no Ascendente, ou contemplando os mesmos
com um aspecto partil; entre os quais a H e a I são também numeradas.
3. A Lua.
4. O planeta contemplando a Lua dentro [da metade] dos orbes.
5. O quarto dos céus, ou o signo que o D possui. 15
6. O Senhor da Natividade.
“Observar isto, que A, C ou a I contemplando o Ascendente ou a Lua com um
mau aspecto descompõem a temperatura do corpo, embora todos os significadores esti-
verem bem-postos.”
“Tendo então coletado todos os testemunhos, tanto dos significadores como dos sig-
nos, com suas denominações de quente, frio, úmido e seco, observar qual excede, e
julgar de acordo com a Compleição; pois, se calor e umidade exceder as outras qualida-
des em número de testemunhos, o nativo há de ser sanguíneo; mas, se úmido e frio,
fleumático; se calor e secura, colérico; e por fim, se frio e seco, melancólico.
“– Aviso ao Estudante – Em coletando os testemunhos das quatro qualidades acima
mencionadas tome esta advertência: quando um planeta for o Senhor da Natividade, e
do Ascendente e posto no Ascendente, ele deve ser contada três vezes na coleta de tes-
temunhos; então a G, se estiver posta no ascendente, ela deve ser contada duas vezes; e
assim por diante.” (Mikropanastron: or an Astrological Vade Mecum, Second Part,
Chap. 4.)
b) MANEIRAS OU COMPORTAMENTOS:
“Primeiro – Se algum planeta está realmente e localmente no Ascendente, no mesmo
signo, ou em outro signo no Ascendente, desde cinco graus antes da cúspide da primeira
casa até dentro de cinco graus da cúspide da segunda, o mesmo há de ser o principal
significador das Maneiras, mas seu dispositor há de compartilhar e participar com ele
na significação deste – considerar também o planeta que é o significador com seu dis-
positor; pois, se eles forem estrelas benévolas e afortunadas, isso mostra que o nativo é
inspirado com uma natureza humana mais gentil, cortês.
“Mas, se esses significadores forem planetas malévolos, infectados com os raios
malignos de estrelas más, isso dá uma inclinação mais má, com uma propensão ao mal
– também, se um planeta benévolo por natureza for o significador ou configurado com
os benéficos, e eles estiverem fracos, isso torna o comportamento e as condições louvá-
veis e virtuosas de seu tipo; mas serão obscuras, dúbias e simples –; se um planeta ma-
lévolo for o significador, e ainda forte e bem-posto, ele dá boas maneiras e um espírito

15
“A qualidade do Sol é considerada: primeiro, de acordo com o quarto do ano; segundo, pelas triplicidades” dos
signos, no sentido de elemento a que esses signos pertencem, conforme Partridge em seu Mikropanastron, no
capítulo IV da segunda parte.
generoso; mas para a maior parte labefaz16 o intelecto com alguns motivos para más
ações.
“F dá maneiras da natureza do planeta com o qual ele está em L; mas, se ele estiver
em L com muitos, ele participa da natureza daquele que está mais forte entre eles; mas,
se ele não estiver unido a nenhum planeta por corpo ou aspecto, ele toma a natureza
daquele em cujas dignidades essenciais ele estiver.
“A H segue a constituição de B, a I de A e C; os luminares postos no Ascendente,
sua significação é geral, e toma [a esta] da natureza de seus dispositores.
“Segundo – Se muitos planetas estiverem no Ascendente, eles hão de ser todos sig-
nificadores, e darão variedade de maneiras; mas o que estiver mais forte há de exceder
ao resto nos efeitos de sua natureza, e sua influência só vai ser duradoura no progresso
inteiro da vida do nativo; a natureza dos outros sumirão quando os efeitos de suas dire-
ções passarem.
“Terceiro, se nenhum planeta estiver no Ascendente, ver qual está unido à G ou F,
e julgar apropriadamente; se muitos estiverem assim unidos, julgar como você foi ensi-
nado na regra precedente de muitos planetas no Ascendente; pois o que estiver mais
forte há de ser mais duradouro em seus efeitos.
“Quarto, quando nenhum planeta estiver no Ascendente, ou unido à G ou F, tome
o senhor do Ascendente, e de acordo com sua natureza, julgara disposição do nativo;
considerando também que raios ele recebe de seu dispositor, ou que dignidades ambos
têm no lugar da G e de F.
“Quinto, unidos os significadores às principais estrelas fixas, da primeira ou segunda
magnitude, e próximos à elíptica, são maravilhosamente reforçados em suas influências,
e tanto os efeitos dos planetas como o das estrelas hão de aparecer com um grande es-
plendor, nas maneiras e nas condições do nativo – por exemplo, os significadores com
Cor e adiciona magnanimidade, gravidade e nobrezas, com Spica f diligência, e gra-
vidade temperada com agradabilidade, com Cor h, & oculus tauri, um tipo de audácia,
violência e crueldade, & sic de cæter secundum naturam eorum 17.
“Por fim, quando essas regras estiverem tão igualmente balanceadas que um julga-
mento certo não possa ser dado, o Senhor da Natividade há de ser o moderador, e de

16
O verbo labefy tem origem no latino labefactare, tendo por tradução etimológica labefazer, o qual ocorria em
português, ainda que raramente, com o mesmo sentido em textos altamente cultos, e significa ‘enfraquecer’. Am-
bos os verbos, o inglês e o português, se encontram hoje, porém, obsoletos.
17
“E assim por diante segundo a natureza delas”.
acordo com sua natureza, boa ou má, marca seu julgamento; ademais, se o senhor do
Ascendente por posição e aspecto se aplicar aos significadores de sua própria natureza,
os efeitos hão de ser os mais certos; pois em algumas natividades muito dessas regras
talvez estejam aplicadas de uma só vez: por exemplo, se um planeta estiver no Ascen-
dente em O ou M à G ou a F, ou a ambos, e contemplando seu dispositor, aí em razão
de diversos testemunhos, o Julgamento é tanto mais perfeito, [ilegível] quanto mais
certo.” (Ibidem, Second Part, Chap. 5.)

JOHN FRAWLEY (XX-):


a) TEMPERAMENTO:
“Para isso [acessar o temperamento do nativo], devemos considerar:
1. a primeira casa e seu regente
2. o Sol e a Lua
3. o Senhor da Genitura, que é o planeta mais forte na carta. 18” (The Real Astro-
logy, p. 129.)
O método de Frawley não é explicado com longas, prolixas e detalhistas regras,
senão que se nos é oferecido com aquilo que o autor preza: a prática, o exemplo prático.
Mas posso extrair algumas como regras e observações desse método:
Devem considerar-se as qualidades naturais dos planetas somadas às qualidades ad-
vinda da ocidentalidade ou orientalidade destes, excetuados o Sol e a Lua, pois aquele
deve ser entendido conforme à estação do ano e esta, conforme à fase em que se encon-
tra.
Todos os planetas têm suas qualidades aumentadas ou diminuídas pelas do signo em
que estão e pelos aspectos que fazem com outros planetas. Já o Ascendente tem suas
qualidades incrementadas ou atenuadas segundo os planetas nele posicionados e pelos
planetas com os quais faça aspecto. – Quanto mais próximo e exato o aspecto, mais forte
ele o será, e isto vale tanto para os planetas como para o Ascendente.
b) MANEIRA:
(O mesmo método que William Lilly usa.)

LUIZ GONZAGA DE CARVALHO NETO ou GUGU (XX-):

18
[Nota do mesmo Frawley] “O mais forte, isto é, por dignidade essencial e acidental, em contraste ao almuten da
carta, que é o planeta com mais dignidades essenciais (almuten, do árabe al-matin, significando ‘o inerentemente
forte’, e então ‘o resistente’). É bastante óbvio que esses são, no entanto, amiúde o mesmo planeta.”
a) TEMPERAMENTO:
i. PRIMEIRO MÉTODO 19:
“Todas as fórmulas de cálculo de temperamento variam em torno de quatro
componentes principais:
1. O primeiro componente no cálculo do temperamento é o signo As-
cendente;20
2. O segundo componente é a estação do ano moderada (ou modulada)
pelo signo em que está o Sol;
3. O terceiro componente é a fase da Lua modulada pelo signo em que
ela está;
4. O quarto componente é o planeta mais forte do mapa (o regente do
mapa) modulado pelo signo em que ele está.”
ii. SEGUNDO MÉTODO 21:
1. Ascendente;
2. Regente do Ascendente;
3. Planetas em aspecto com o Ascendente;
4. Fase da Lua;
5. Dispositor da Lua;
6. Planetas em aspecto com a Lua;
7. Estação do Sol;
8. Planeta mais forte.
b) MENTALIDADE:
“As características mais constantes e gerais da mentalidade são dadas pelo Almuten
(do árabe al-matin: o forte, o firme) da Lua e de Mercúrio. Se Mercúrio, a Lua e os
Almutens desses planetas estão fortes, bem dignificados ou bem recebidos, o indivíduo

19
Aula 2 do curso de Cosmologia e Astrologia Tradicional. Nesse primeiro método se usam as qualidades ele-
mentais dos planetas: “O Sol é de fogo, a Lua é de água, Mercúrio quando está oriental é de ar, quando está
ocidental é de terra, Vênus quando está oriental é de ar, quando está ocidental é de água, Marte é de fogo, Júpiter
é de ar e Saturno é de terra.”
20
Acrescenta o Gugu em seus exemplos os planetas colocados no signo Ascendente.
21
Método apresentado na aula 10 e 11 do mesmo curso. – As qualidades dos planetas e dos Nodos são as mesmas
que a de William Lilly. Ademais, esse método é inspirado no método garceusiano-lilliano, mas, enquanto Garceus
e Lilly comisturam as qualidades dos signos com a dos planetas (segundo método arbitrário e confuso, sobretudo
o de Lilly), o Gugu leva em consideração tão só as qualidades segundo as posições dos planetas, ou seja, se está
oriental ou ocidental; ao fim do cálculo, se não houver uma disparidade tão grande entre os testemunhos de quali-
dades conflitantes, como 5 pontos de secura a 3 de umidade, o Gugu considera-as como mais equilibradas, apesar
de entender uma leve tendência para o lado seco do temperamento, neste caso. Outro fator que ele leva em consi-
deração é o que chama de mentalidade, que não é senão o mesmo que as qualidades da alma, maneiras do nativo,
etc.
tende mais facilmente a apresentar as características mais positivas da mentalidade; se
são fracos, debilitados, mal recebidos e mal aspectados, as características mais negativas
se manifestam com mais facilidade e têm que ser reprimidas por educação moral e força
de vontade.
“Das condições acidentais dos significadores:
“Deve-se observar se há um predomínio de signos da mesma ordem (cardinal, fixo
ou mutável) nas posições dos significadores da mentalidade (Mercúrio, Lua e Almu-
tens).
“Se predominam signos cardinais, a mentalidade se torna mais extrovertida, polê-
mica, engenhosa, aguda, curiosa, inventiva e especulativa.
“Se o predomínio é de signos fixos, a mente tende a ser mais justa, intransigente, de
propósitos firmes e constantes, prudente, paciente, trabalhadora, rigorosa, firme na
busca dos seus objetivos, avarenta e pertinaz.
“Já quando predominam os signos mutáveis, a mentalidade é mais variável, versátil,
fácil de ser incompreendida, volátil, artística, descuidada, hábil na improvisação e cheia
de expedientes.
“Significadores (Lua, Mercúrio e Almutens) orientais ou próximos ao Meio do Céu
tornam a mente constante, de boa memória, firme e prudente, mas inflexível. Ocidentais
e próximos ao Fundo do Céu tornam a mente engenhosa, curiosa e sagaz, mas displi-
cente.
“Se os significadores observam qualquer dos luminares de seu lugar próprio, eles
tornam a mente liberal, franca, autoconfiante, corajosa, engenhosa, aberta e aguda. Os
lugares próprios são:
- Mercúrio: um signo antes da Lua ou um signo depois doSol;
- Vênus: dois signos antes da Lua ou dois signos depois doSol;
- Marte: três signos antes da Lua ou três signos depois do Sol;
- Júpiter: quatro signos antes da Lua ou quatro signos depois do Sol;
- Saturno: cinco signos antes da Lua ou cinco signos depois do Sol.
“O Sol e a Lua também contribuem para a disposição geral da mente. Quando perto
dos Nodos, a Lua torna a mentalidade mais prática, mais incisiva e ativa; quando em
quadratura com os Nodos, ela torna a mentalidade mais sensível, artística e volúvel. Já
o Sol afeta mais a qualidade geral da mentalidade. Se está bem posicionado ou bem
recebido ou bem aspectado, ele fortalece as características mais positivas da
mentalidade; mas se está mal posicionado, mal recebido e mal aspectado, o Sol fortalece
as características mais negativas.
“O mesmo ocorre com o regente do Ascendente: se está bem posicionado ou bem
recebido, ele fortalece as características mais positivas da mentalidade; se mal posicio-
nado e mal recebido, fortalece as características mais negativas.
“Por último, planetas do Ascendente podem modificar a mentalidade se estiverem
em condições excepcionalmente boas ou más.” (Notas sobre Mentalidade ou Disposi-
ção Geral da Mente.)

Você também pode gostar