Você está na página 1de 11

UNIVERSIDADE TIRADENTES – UNIT

DIRETORIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA


CURSO DE PEDAGOGIA EAD

RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO ENSINO

Educação Infantil ( ) Ensino Fundamental ( X ) Gestão Escolar ( )

IDENTIFICAÇÃO DOS DISCENTES

Nº Nome Completo dos alunos que compõem a equipe de estágio Matrícula

01 Taís Donato de Souza Silva 1177164091


02 Jessica de Jesus Souza Barreto 1177163419
03

Curso a que está vinculado: Licenciatura em Pedagogia


Polo de Apoio Presencial: Alagoinhas
Campo de Estágio (Instituição): Centro Educacional Vovô Silvano
Endereço do Campo de Estágio (Instituição): Segunda Travessa Luiz Viana n° 08
Período: Início 20/08/2019 Término 17/12/2019
Carga Horária: ( X ) 100horas ( ) 160 horas
EQUIPE DE TRABALHO:
Coordenação do Curso:
Profª Drª Helena Tavares de Souza
Professor da Disciplina:
Prof. M.Sc Marcio José Fidelis Neri
Professor Tutor Presencial: Sane Antonia Souza Silva

Gestor da Instituição (Campo de estágio): Izidória Almeida de Brito Andrade Matias

Supervisor Acadêmico: Sane Antonia Souza Silva

Supervisor de Campo: Izidória Almeida de Brito Andrade Matias

1 APRESENTAÇÃO

O estágio em Educação Fundamental foi realizado no Centro Educacional Vovô Silvano,


localizado na Segunda Travessa Luiz Viana nº 08, Centro, Acajutiba-BA.
O estágio foi feito em dupla. Sendo acompanhado pela supervisora de campo e Gestora da
Instituição IZIDORIA ALMEIDA DE BRITO ANDRADE MATIAS.
A intervenção foi feita no período vespertino nos dias: 21 de Outubro a 01 de Novembro de
2019, com o objetivo de observar e analisar o processo de ensino com crianças de
Educação Fundamental I.
O estágio nos dá a oportunidade de testar na prática, o aprendizado teórico que tivemos ao
longo do curso. É hora de pôr em teste os conhecimentos adquiridos e refletir sobre o quê e
como devemos melhorar. Portanto, nosso objetivo é o constante processo de
aperfeiçoamento.
O Centro Educacional Vovô Silvano têm capacidade para 200 crianças. Mas, atualmente
atende 177 no período vespertino, com idade entre 2 e 8 anos. O CEVS conta com sete
salas, que são divididas em grupo 2, grupo 3, grupo 4, grupo 5, 1° ano, 2° ano e 3° ano,
respectivamente.
A instituição conta com 7 professores; 7 auxiliares de classe; 1 secretária, 1 cozinheira; 1
coordenadora pedagógica; 1 por porteiro; 1 coordenador administrativo e a gestora. Quanto
à estrutura física, a escola infantil conta, além das salas de aulas, uma secretaria, uma
diretoria, 4 banheiros, uma cozinha e cantina e um auditório. Ainda existe a disposição das
crianças, uma área externa com parquinho caixa de areia, espaço gramado e arborizado
para recreação, onde são realizadas as brincadeiras livres.
A sala de aula na qual realizei o estágio, possui 2 grandes basculantes, 1 portas de acesso,
quatro lâmpadas fluorescentes, um armário, quadro branco, uma mesa do professor, 30
carteiras proporcionais ao tamanho das crianças, dois ventiladores de teto e uma televisão.
A decoração das paredes é feita com desenhos, letras, números, cartazes com letras
musicais, datas de aniversários e regras. Essa decoração é feita pela professora em
conjunto com as crianças. Vale lembrar que através da interação em momentos de decorar a
sala, por exemplo, que as crianças se desenvolvem, aprendem.
A rotina do CEVS é organizada, mas bastante flexível. O segundo ano do ensino
fundamental, onde fizemos o estágio, chega às 13:00 horas, tem aula com a professora
regente e aula de educação física 2 horas semanais e saem às 17:00 horas.
O planejamento é feito a nível de unidade, ou seja, segue-se o referencial da Educação
Fundamental I.
Isto é, conforme acordado no Projeto Político-Pedagógico da unidade de ensino, dessa
forma, o professor (a) prepara seus planos de aula que é supervisionado pela coordenadora
da unidade.
O Centro de Educacional Vovô Silvano não tem problemas com espaço e é um local
adequado para a educação. O CEVS tem como missão a formação de alunos autônomos,
conscientes de seu papel na sociedade.

2 RELATOS DO ESTÁGIO
Fomos apresentadas às crianças, pela professora, que ficaram cheias de contentamento por
contarem com novos integrantes para interagirem, brincarem e aprenderem.
Conforme combinado com a professora regente, que nos passou antes os conteúdos com os
quais estava trabalhando: Projeto interdisciplinar da última unidade que teve como tema,
Cultura e arte por toda parte, e a Turma do segundo ano ficou com o subtema Poesia.
Em nossa prática docente, levamos para a sala de aula, materiais abordando os assuntos
relatados pela professora regente, utilizamos muito material concreto e a ludicidade.
Na primeira semana trabalhamos o Gênero literário Poesia, introduzindo o tema, agrupando
as informações, apresentamos vários poetas brasileiros e suas obras, leitura de poesias e
confecção de poesias próprias, atividades diferentes com utilização de material concreto,
quadro branco, urso de pelúcia, cola, papel entre outros recursos. Mais uma vez os alunos
corresponderam bem a aula e o objetivo foi alcançado. Nenhuma dificuldade encontrada.
Na semana sequente trabalhamos uma poesia especifica com intuito multidisciplinar. Teve
apresentação da poesia com recursos de multimídia, leitura de livros, artesanato e
apresentação dos trabalhos na mostra cultural que foi a culminância do projeto.
O aproveitamento das aulas foi maravilhoso e mais uma vez pude perceber como é de
extrema importância a utilização do concreto e da ludicidade para o processo de ensino
aprendizagem.
A experiência vivida na sala do CEVS me mostrou claramente o que significa ser professor
na Educação Fundamental. Saber como trabalhar determinado conteúdo, para que a
criançada realmente se desenvolva e aprenda com compreensão.
Portanto, é no estágio prático em sala de aula, que o futuro professor tem a oportunidade de
se aperfeiçoar para exercer com êxito sua profissão. Segundo Silva, 2007, p. 35. “A primeira
concepção que deve nortear o papel do professor é: ‘aprender e ensinar’ e ‘ensinar e
aprender’. Ambas constituem um processo dinâmico, onde um não existe sem o outro.
Ensinar pressupõe um aprendizado.”

3 CONSIDERAÇÕES FINAIS
O estágio nos deu a oportunidade de estar, efetivamente, frente à sala de aula. Tivemos o
prazer de estar na pele do professor de educação fundamental, literalmente. Percebi como
será nossa prática, nosso dia a dia em um Centro de Educação Fundamental, como
educador. Para Telma Weiz citada por Schotten (2007, p. 55) “Quando analisamos a prática
pedagógica de qualquer professor, vemos que, por traz de suas ações, há sempre um
conjunto de idéias que os orienta. Mesmo quando ele não tem consciência dessas idéias,
dessas concepções, dessas teorias, elas estão presentes.” É no contato com os mestres
(as) e alunos na escola, que o futuro professor elabora um perfil que norteará sua prática.
Na atuação em sala de aula, tem-se a oportunidade de reflexão, de analisar onde e como
devemos melhorar. Que situações nos deixaram pensativos, intrigados. Ou seja, planejamos
uma coisa pensando ser excelente, mas na hora de por em prática, ledo engano. Segundo
Weiduschat (2007, p. 34) “[…] queremos dizer que existe um exercício intencional do
professor que o leva, constantemente, a refletir sobre o que realizou, a mudar sua ação
sempre que necessário e a refletir novamente sobre os rumos de sua nova ação”. Assim
temos: “Ação- reflexão-ação”.
Pensando criticamente, os estágios supervisionados de licenciaturas deveriam ter uma
carga horária bem maior do que é atualmente. É comum lermos anúncios em jornais,
dizendo: precisa-se de professores de Matemática; História; Geografia ou Pedagogia, que
tenha no mínimo seis meses de experiência. Então, por que os formandos já não saem da
faculdade com essa experiência?
A arte de educar certamente é a mais nobre de todas. Weiduschat (2007, p. 49) nos informa
que: “Certamente, a grande preocupação que se apresenta gira em torno da formação do
educador e da educadora, para que estes deem conta de discutir e de participar da
construção de uma escola com valores humanísticos, de formação de sujeitos autônomos.”
O mestre, professor, deve estar sempre atento à sua formação, pos, o mundo está em
constante transformação. Paulo Freire apud Weiduschat (2007, p. 51), diz que: “Esta
atividade exige que sua preparação, sua capacitação, sua formação se tornem processos
permanentes”.
Quero registrar a importância da professora Sane, monitora do curso de Pedagogia. Ela
passa muita segurança aos acadêmicos através de seus relatos pedagógicos e,
naturalmente, mostra-nos o melhor caminho para obtermos êxito.
Foi um momento enriquecedor que serviu mais uma vez para agregar conhecimentos e
propôs uma nova reflexão sobre a prática. Partindo do que vivenciei foi possível
compreender mais uma vez a necessidade de uma ação reflexão e ação constantes, pois,
como salienta Freire (2001) a prática docente crítica, implicante do pensar certo, envolve o
movimento dinâmico, dialético, entre o fazer e o pensar sobre o fazer.
Através do Estágio Curricular Obrigatório em Educação Fundamental foi possível não
apenas observar o ambiente e a atuação do corpo de apoio , mas estar em contato direto
com a realidade escolar, conhecer os elementos presentes na rotina da instituição, bem
como a prática pedagógica de cada professor das turmas de Educação Infantil. Este contato
possibilita ao estagiário que agregue conhecimentos que no futuro lhes servirão em sua
própria prática.
Os objetivos traçados para cada aula puderam ser alcançados por conta da preocupação
com o planejamento contínuo e a reflexão-ação, o que evidenciou a necessidade de que o
professor esteja bem instrumentalizado para adentrar o ambiente escolar e desempenhar
suas funções realizando um trabalho de competência.
É possível perceber, também a importância de cada um dos “mecanismos” envolvidos no
processo de ensino e aprendizagem, bem como de cada uma das pessoas envolvidas neste
processo.
Enfim, o período de estágio em si é uma experiência enriquecedora e de extrema
importância na formação do profissional.

REGISTROS FOTOGRÁFICOS

Alunos confeccionando poesias em sala de aula. Alunos confeccionando poesias em sala de aula
.
Dia da culminância do projeto. Mostra Cultural. Dia da culminância do projeto. Mostra Cultural.

TIPO DE ATIVIDADES REALIZADAS

Identifique abaixo a(s) atividade(s) desenvolvida(s):


( X ) Observação.
( ) Questionário
( ) Entrevista

A rotina do CEVS é organizada, mas bastante flexível. Está repleto de afetos nas atividades como: cantar, rezar, brincar,
aconselhar, etc. As crianças chegam por volta das treze sete horas, entram na sala de aula, esperam tocar o sino e
começam a participar das atividades. No primeiro momento acontece a acolhida, com músicas, orações e bate-papo. No
segundo momento dão início aos trabalhos pedagógicos. Sempre antes de iniciar os conteúdos o professor faz alguma
introdução do assunto, com músicas, bate-papo eu material concreto. A relação professor e aluno é bem amigável e
carinhosa, o professor consegue manter a disciplina na sala de aula de maneira leve e correta respeitando o momento dos
alunos. Todas as aulas são guiadas por seus planos de aula, que são padronizados por um caderno dado pela instituição.
Nem sempre as aulas saem como programadas no plano porque existe a intervenção dos alunos e a aula se transforma,
mas nada fora do programado. Além do livro didático o professor utiliza vários recursos para passar o conteúdo, como
material concreto, vídeos, músicas e jogos pedagógicos. A avaliação se dá de forma contínua, verificando os resultados
do processo de ensino-aprendizagem dos alunos. Através do conhecimento diagnosticando os níveis, observando
diariamente as atividades de sala, participação, interação e organização dos trabalhos. Serão realizados testes e trabalhos
avaliativos. Espera-se que o aluno consiga até o final do ano letivo chegar ao objetivo que desejados. Seu efetivo
desempenho nas atividades programadas (avaliações, exercícios, etc.). Do ponto de vista normativo, são seguidas as
diretrizes do Centro Educacional Vovô Silvano.
Apêndices – Plano de Aula – Atividades Pedagógicas /Plano de
Ação
UNIVERSIDADE TIRADENTES
ESTÁGIO SUPERVISIONADO EAD

PLANO DE AULA - 2019

 INSTITUIÇÃO DE Centro Educacional Vovô Silvano


ENSINO

Taís Donato de Souza Silva


ESTAGIÁRIOS
Jessica de Jesus Souza Barreto
PROFESSOR REGENTE Patrícia de Oliveira Santos
SÉRIE 2° Ano Fundamental I
TURNO Vespertino

PLANEJAMENTO DA 1ª SEMANA DE AULA: 21/ 10/ 2019 a 25/10/2019

COMPETÊNCIA HABILIDADES

 Oralidade, leitura e escrita;  Identificar a leitura como fonte de


 Interpretação oral e escrita; prazer;
 Bibliografia de poetas brasileiros;  Aprofundar o contato com a
 Escrita espontânea. poesia por meio dos elementos
que a estruturam (os efeitos
sonoros, o ritmo, as rimas);
 Desenvolver a linguagem e a
expressão oral;
 Participar de atividades que se
relacionam ao universo poético e
as infinitas possibilidades de
palavras, vocabulário e texto;
 Realizar escritas espontâneas de
acordo com sua hipótese de
escrita;
 Reconhecer misturas de cores;
 Relacionar o universo lúdico dos
jogos confeccionados usando a
criatividade;
 Apresentar os trabalhos
realizados.
Data DISCIPLINAS/ CONTEÚDOS ESTRATÉGIAS DE ENSINO

21/10 Projeto interdisciplinar - Introduzindo o Começar a aula com uma breve exposição sobre
tema a Poesia e a sua importância como gênero
textual. Fazervuma leitura interpretativa da
poesia de Elias José, “Tem tudo a ver com tudo”
em que o poeta ressalta a definição da poesia.
Posteriormente, pedir à turma que se expressem
sobre o poema, dando a sua interpretação do
texto. Após os comentários, dividir o poema em 4
estrofes e a sala em 4 grupos. Cada grupo ficará
com uma estrofe respectivamente. Solicitar para
cada grupo que faça um painel com desenhos
que retratem para eles aquela definição de
poesia sugerida pelo poema abordado.

22/10 Projeto interdisciplinar - Agrupando as Propor que cada grupo apresente o seu painel e
informações de maneira informal relatem um pouco sobre o
que desejaram expressar na construção dos
desenhos. Arranjar um espaço para expô-los em
sala de aula.

Após essa predição do assunto,


explanar um pouco mais sobre a poesia,
os poemas e os sentimentos que as
mesmas causam no ser humano, se
reportando sempre aos
desenhos/painéis construídos pelos
alunos.

Posteriormente, distribuir poemas de diversos


cunhos, autores e temáticas (amor, medo,
solidão, melancolia… etc) aos alunos e diga que
os grupos terão que encontrar uma nova
maneira de expressar o que o poema diz
(mímica peça teatral, desenho, gravuras, entre
outros). Contribuir com as equipes com
informações sobre os poetas que produziram
esses textos, falando sobre a vida e a obra de
cada um deles.

23/10 Projeto interdisciplinar - Conhecendo os Antes da apresentação das equipes conversar


poetas com toda a sala de aula sobre os poetas
abordados por você, sobre a história de vida e
obra, por exemplo, escolheu-se trabalhar com
Fernando Pessoa, Cruz e Sousa, Cecília
Meireles, Carlos Drummond de Andrade e
Vinícius de Moraes. Apresentar um trabalho com
a imagem de cada um e informações possíveis
que certamente ajudarão as equipes antes das
suas apresentações.

24/10 Projeto interdisciplinar - Apresentação Em sala, equipada com recursos de


das Poesias multimídia, pois alguns grupos poderão
utilizá-los, as apresentações dos
poemas ocorrerão. Observe a
criatividade, a interpretação do teor dos
poemas, o despertar sentimental do
grupo entre outros itens que achar
relevante para avaliar a tarefa proposta.

25/10 Projeto interdisciplinar - Concluindo a Para finalizar, fazer um paralelo sobre a


tarefa poesia e os sentimento/dramas
humanos como ferramenta de descrição
da alma, de desejos, anseios e
sentimentos que habitam o corpo e a
mente. E como nada é concluso quando
se trata do Ser, estimule cada aluno a
produzir uma poesia a partir do que foi
lido, visto e exposto durante a aula.
RECURSOS AVALIAÇÃO

Tv, revistas, jornais, quadro branco, pincel, A avaliação se dá de forma contínua, verificando
apagador, filmes, DVDs, aula expositiva, conversa os resultados do processo de ensino-
aprendizagem dos alunos. Através do
informal, gravuras, cola, tesoura, régua e livros.
conhecimento diagnosticando os níveis,
observando diariamente as atividades de sala,
participação, interação e organização dos
trabalhos. Serão realizados testes e trabalhos
avaliativos. Espera-se que o aluno consiga até o
final do ano letivo chegar ao objetivo que
desejados.

Seu efetivo desempenho nas atividades


programadas (avaliações, exercícios, etc.).

Do ponto de vista normativo, serão seguidas as


diretrizes do Centro Educacional Vovô Silvano.

PLANEJAMENTO DA 2ª SEMANA DE AULA: 28/10/ 2019 a 01/11/2019

COMPETÊNCIA HABILIDADES
 Identificar a leitura como fonte de
 Oralidade, leitura e escrita; prazer;
 Interpretação oral e escrita;  Aprofundar o contato com a
 Bibliografia do Vinicius de Moraes; poesia por meio dos elementos
 Escrita espontânea. que a estruturam (os efeitos
sonoros, o ritmo, as rimas);
 Desenvolver a linguagem e a
expressão oral;
 Participar de atividades que se
relacionam ao universo poético e
as infinitas possibilidades de
palavras, vocabulário e texto;
 Realizar escritas espontâneas de
acordo com sua hipótese de
escrita;
 Reconhecer misturas de cores;
 Relacionar o universo lúdico dos
jogos confeccionados usando a
criatividade;
 Apresentar os trabalhos
realizados.

Data DISCIPLINAS/ CONTEÚDOS ESTRATÉGIAS DE ENSINO


28/10 Fazer a Leitura do poema e propor a
Projeto interdisciplinar - Apresentação exploração oral sobre os versos e
do poema: As borboletas, de Vinícius estrofes e, na sequência convide-os a
de Moraes.
pintar as estrofes e recitar várias vezes.

Procurar as rimas e circular, pintar as


borboletas de acordo com o poema.

Questionar os alunos sobre o


nascimento da borboleta e anotar as
hipóteses levantadas por eles.
29/10 Após a exibição do vídeo da música, pode-
Projeto interdisciplinar - Apresentação se conversar com os alunos sobre o poema
do vídeo com o poema recitado, observar os sentimentos, as rimas.
Pode solicitar também que eles:

Reconheçam palavras do texto.

Interpretem de forma oral e escrita.

Cruzadinha sobre o poema.

Caça-palavra sobre o poema.

Leiam a bibliografia do autor


30/10 Roda de conversa sobre o livro e fazer o
Projeto interdisciplinar - Leitura do livro levantamento das diferenças textuais da
“Romeu e Julieta” de Ruth Rocha história e do poema.
31/10 Após apresentação do vídeo , fazer a
Projeto interdisciplinar - vídeo da roda de conversa sobre o vídeo e peça
metamorfose e arte que escrevam sobre a metamorfose da
borboleta. Produção de um desenho das
etapas. Sugerir que pintem o desenho
de acordo com as cores mencionadas.
Produzir uma borboleta. Dobrando uma
folha sulfite ao meio, em um dos lados
pinga-se guache com as cores das
borboletas do poema, fecha a folha e
com a mão vai-se espalhando as cores
e tentando fazer o movimento como se
estivesse desenhando uma borboleta.
Quando se abre a folha tem um desenho
simétrico e com misturas de cores e
formatos diferentes de borboletas.

01/10 Apresentar para visitantes através de


Projeto interdisciplinar – Culminância uma mostra cultural os trabalhos e
do projeto aprendizados do projeto interdisciplinar.
RECURSOS AVALIAÇÃO

Tv, revistas, jornais, quadro branco, pincel, A avaliação se dá de forma contínua, verificando
apagador, filmes, DVDs, aula expositiva, conversa os resultados do processo de ensino-
aprendizagem dos alunos. Através do
informal, gravuras, cola, tesoura, régua e livros.
conhecimento diagnosticando os níveis,
observando diariamente as atividades de sala,
participação, interação e organização dos
trabalhos. Serão realizados testes e trabalhos
avaliativos. Espera-se que o aluno consiga até o
final do ano letivo chegar ao objetivo que
desejados. Seu efetivo desempenho nas
atividades programadas (avaliações, exercícios,
etc.). Do ponto de vista normativo, serão
seguidas as diretrizes do Centro Educacional
Vovô Silvano.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

https://www.institutonetclaroembratel.org.br

WEIDUSCHAT, I. . Manual do Professor-Autor. 2006. (Guia do Autor - EAD).

FURTADO, S. A. M. ; WEIDUSCHAT, I. . A formação inicial e continuada do/a professor/a alfa

CHOTTEN, P. C. ; SCHOTTEN, M. V. S. ; FACHIN, SOLANGE ; SOARES, RODRIGO S .


EXECUÇÃO DO PNAE:Um Contexto de problemas relatados pela midia brasileira. In:
EIGEDIN - Encontro Internacional de Gestão, Desenvolvimento e Inovação, 2018, Navirai MS.
II Encontro Internacional de Gestão, Desenvolvimento e Inovação, 2018.betizador/a no Brasil:
ênfases e trajetórias. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Você também pode gostar