Você está na página 1de 6

Tecnologia Aplicada em Legendagem

e Dublagem
APRESENTAR UM RESUMO SOBRE OS AVANÇOS TECNOLÓGICOS NA TRADUÇÃO AUDIOVISUAL

AUTOR(A): PROF. ELAINE ALVES TRINDADE

Neste tópico teremos uma breve explanação sobre os avanços tecnológicos na área da Tradução

Audiovisual.

LEGENDAGEM
 
Veja abaixo a cronologia dos avanços no processo de legendagem no Brasil apresentadas por décadas.

 
1980  – As traduções para legenda eram feitas em folhas de papel quadriculados, inserindo uma letra em

cada quadradinho. Não era possível fazer a marcação do tempo de entrada e saída das legendas, então,
nessa época existia a função de marcador de tempo de legendas, que era um profissional que recebia  essas
folhas e tinha de anotar o TCR (time code record) do início e do término das falas para cada uma das

legendas. Depois de ter feito a inserção dos TCRs, essas folhas eram enviadas para técnicos que gravavam
as falas na película respeitando o número de quadros do filme.
 

1990  – Com a chegada da informática com o PC (personal computer) os tradutores puderam alterar o

processo de tradução e ele era feito de duas formas:


 

O tradutor fazia as legendas no editor de texto contando o número de caracteres por linha. Esse arquivo
era enviado ao “marcador do tempo”  que abria o arquivo em um software específico para legendagem
fazia a marcação do TCR do início e término das falas de forma eletrônica e enviava para o outro técnico
que fazia a inserção das legendas na película. Esse processo de inserção das legendas era chamado de
“queimar legendas”.
As grandes empresas que podiam comprar os softwares, pois custavam muito caro, contratavam tradutores
para trabalharem diretamente nesses softwares para a criação das legendas. Essas empresas criavam “ilhas
de legendagem” individuais nas quais o tradutor tinha computador, monitor, vídeo cassete e televisão. O
computador, o vídeo cassete e a televisão eram integrados, mas os softwares não tinham capacidade de
exibição de vídeo, portanto, o tradutor tinha de trabalhar com o vídeo na TV e com o texto no computador.
Esses programas permitiam que o tradutor fizesse a marcação do tempo de forma eletrônica das legendas,
portanto, a função “marcador do tempo” não é mais necessária. Após o tradutor finalizar a tradução e a
marcação do tempo o arquivo era enviado ao técnico que fazia a “queima das legendas” na película.
 

2000 – Surgem os softwares que permitem a união do vídeo com o texto. E podemos dividir essa década em

duas fases:
 

O surgimento dos softwares para legendagem e rapidamente os tradutores instalaram esses programas em
seus computadores. E o tradutor só precisa de um arquivo com o filme que é aberto no programa e o
processo de tradução pode ser iniciado. O Subtitle Workshop foi um dos primeiros softwares criados e ele
sempre foi gratuito permitindo um grande avanço na área de Legendagem, pois os tradutores podiam fazer
a tradução e a marcação do tempo em suas casas, e depois apenas enviar o arquivo por email para os
técnicos que faziam as queimas das legendas. fazendo com que a tradução pudesse ser feita totalmente em
suas casas.
Após 2005, os processo digital começa a ser utilizado amplamente, e isso permitiu que o processo de
“queima de legendas” não fosse mais utilizado. Com o filme digital, tornou-se possível trabalhar com
múltiplos arquivos, ou seja, um arquivo com o vídeo e um arquivo com o texto das legendas. Esses arquivos
sincronizados são exibidos em “players de vídeo” que trabalham com os dois arquivos simultaneamente.
Entretanto, o processo de tradução e marcação do tempo continua como na primeira metada dos anos
2000, ou seja, o tradutor faz a tradução e a marcação do arquivo.
 

2010  – Nesta década tivemos um novo avanço no processo de legendagem. Hoje é possível trabalhar

totalmente online, sem ter a necessidade de abrir arquivo de vídeo e de texto. As grandes empresas da área

criam áreas de trabalho em seus sites e o tradutor precisa apenas acessar essa plataforma, fazer o login com
nome e senha e você pode acessar o software, o filme e as legendas originais com o tempo marcado. Veja a

imagem abaixo.

A imagem acima é da plataforma de legendagem de um cliente sediado nos Estados Unidos. Nessa tela é
possível ver a tela do filme, e na parte direita da tela três colunas. Na primeira está o texto original, na

segunda o texto traduzido e na terceira a área para o revisor fazer as alterações do texto traduzido. Após o

trabalho de tradução e/ou de revisão, o tradutor ou o revisor envia o arquivo automaticamente pela mesma
plataforma. Durante o processo de envio o programa faz uma série de checagens técnicas e interrompe o
envio caso identifique algum problema técnico não resolvido. O tradutor ou o revisor só conseguirão enviar

o arquivo se ele estiver totalmente correto do ponto de vista técnico.

Atualmente, ainda podemos contar com vários tipos de softwares para legendagem, vejam abaixo três

exemplos e algumas observações sobre cada um deles. Considerando ainda que todos são gratuitos e podem

ser facilmente localizados na internet.

Acima, você vê o Subtitle Workshop 6.0b, um dos softwares mais utilizados profissionalmente. Ele permite
trabalhar com dois arquivos de legendas simultaneamente com uma única marcação de tempo.

O software acima é o Subtitle Edit 3.3 e observe que esse software apresenta além do campo de legendas

localizado na parte superior à esquerda e o filme à direita, temos também na parte inferior do software a

trilha de áudio. Essa trilha pode ser utilizada para fazer o spotting.

DUBLAGEM
 

Na área de dublagem, nós não tivemos os mesmos avanços observados na legendagem. O processo de

tradução para dublagem pode ser apresentado de duas formas.

O tradutor faz a tradução para dublagem utilizando um editor de texto e um player de vídeo, trabalhando
com duas janelas simultâneas.
Alguns clientes, geralmente dos EUA ou Europa, enviam para o tradutor um programa que é inserido no
Word fazendo com que o Word apresente uma pequena janela na qual é possível ver o filme que está sendo
exibido. Esse programa permite que o dublador faça marcações de tempo das falas apenas clicando um
conjunto de teclas após a pausa no início e no final de cada fala.
 

Infelizmente esse tipo de programa raramente está disponível no Brasil e a maioria dos estúdios de

dublagem sequer sabe que esses programas existem.

EXERCÍCIO
Faça uma pesquisa e busque informações sobre outros avanços na área da Tradução Audiovisual,

levante alguns softwares utilizados para legendagem e dublagem e apresente as principais

características de cada um deles.

REFERÊNCIA