Você está na página 1de 67

Nº (CONTRATANTE) PÁGINA

RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO


DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 1/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

REVISÕES
TE: TIPO A - PRELIMINAR C - PARA CONHECIMENTO E - PARA CONSTRUÇÃO G - CONFORME CONSTRUÍDO
EMISSÃO B - PARA APROVAÇÃO D - PARA COTAÇÃO F - CONFORME COMPRADO H - CANCELADO

Rev. TE Descrição Por Ver. Apr. Aut. Data

A C PARA APROVAÇÃO DAB PCC JHM JHM 12/02/2020

B C PARA APROVAÇÃO PCC PCC JHM JHM /09/2019


02/03/2020

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 2/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

ÍNDICE

ITEM DESCRIÇÃO PÁGINA

1. OBJETIVO ................................................................................................................... 3

2. INTRODUÇÃO ............................................................................................................. 4

2.1. LOCALIZAÇÃO E APRESENTAÇÃO DA OAE ............................................................ 4

2.1.1. Ponte Colombo Salles.................................................................................................. 4

2.1.1. Ponte Pedro Ivo ........................................................................................................... 5

3. DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA ............................................................................. 6

3.1. DOCUMENTOS DO PROJETO ORIGINAL ................................................................. 6

4. RELATÓRIO DE INSPEÇÃO VISUAL DA PONTE COLOMBO MACHADO SALLES


7

4.1. PATOLOGIAS PRESENTES NO BLOCO DE COROAMENTO DO EIXO 4 ................ 8

4.2. PATOLOGIAS PRESENTES NO BLOCO DE COROAMENTO DO EIXO 6 .............. 12

4.3. PATOLOGIAS PRESENTES NO BLOCO DE COROAMENTO DO EIXO 10 ............ 17

4.4. VERIFICAÇÃO DO MOMENTO MÁXIMO RESISTENTE COM BASE NA ARMAÇÃO


DE PROJETO........................................................................................................................ 24

4.4.1. Modelo numérico........................................................................................................ 24

5. RELATÓRIO DE INSPEÇÃO VISUAL DA PONTE PEDRO IVO .............................. 39

5.1. PATOLOGIAS PRESENTES NO BLOCO DE COROAMENTO DO EIXO 7 .............. 39

5.2. PATOLOGIAS PRESENTES NO BLOCO DE COROAMENTO DO EIXO 7N ........... 45

5.3. PATOLOGIAS PRESENTES NO BLOCO DE COROAMENTO DO EIXO 9 .............. 51

5.4. CAPACIDADE RESISTENTE DOS BLOCOS DA PONTE PEDRO IVO COM BASE
NA ARMAÇÃO DE PROJETO............................................................................................... 56

6. CONCLUSÕES E RECOMENDAÇÕES .................................................................... 65

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 3/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

1. OBJETIVO

O objetivo deste relatório é apresentar e avaliar os resultados das inspeções visuais dos
blocos de coroamento considerados críticos quanto às patologias presentes, das obras de
arte Ponte Colombo Salles (Blocos dos eixos 04, 06 e 10) e Ponte Pedro Ivo (Blocos dos
eixos 07, 07N e 09), situadas em Florianópolis / SC e emitir um laudo técnico quanto ao nível
de criticidade das patologias.

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 4/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

2. INTRODUÇÃO

2.1. LOCALIZAÇÃO E APRESENTAÇÃO DA OAE

2.1.1. Ponte Colombo Salles

A Ponte Colombo Machado Salles (segunda Ponte) foi inaugurada em 1975.

Toda a estrutura da Ponte (infraestrutura, meso e superestrutura) foi construída em concreto


armado e protendido, cujo comprimento de 1.226,20 metros e a seção transversal em
vigacaixão propiciou a transposição na travessia continental, de tubulações de água, cabos
de energia elétrica, cabos telefônicos, e previsão para outras tubulações. Outras
características são também relevantes. Ou seja, viadutos de acesso sobre os aterros, em
seção celular protendida, constituídos por caixões separados por junta longitudinal, com
vãos de 49,7 metros e 42,5 metros, numa extensão de 340,70 metros, com vigas isostáticas
de altura 2,40 metros.

Os viadutos sobre o mar com vãos de 75,00 metros, localizados junto à parte central
principal da obra de arte, constituídos por duas seções celulares transversalmente
independentes, separadas por junta longitudinal. As vigas principais protendidas têm 4,50
metros de altura. A estrutura é inicialmente isostática por razões construtivas de utilização
das treliças metálicas e posteriormente tramos vizinhos tornados contínuos mediante
protensão.

O trecho oeste é formado por 5 tramos e trecho leste por 3 tramos, de 75,00m metros cada
um.

Por sua vez, o trecho central situa-se sobre a zona de maior profundidade do mar,
respeitando o gabarito mínimo e 80,00 metros largura e 17,00 metros de altura exigido para
a navegação, contados do nível do mar. O trecho é constituído por seções celulares com 3
módulos, os tramos laterais possuem 77,50 metros de vão e o trecho central 160 metros. A
seção varia em altura de 4,67 metros nos vãos laterais de 9,26 metros sobre os pilares
centrais até 3,36 metros no meio do vão de 160 metros.

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 5/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

2.1.1. Ponte Pedro Ivo

A Ponte Pedro Ivo apresenta a mesma identidade em relação à Ponte Colombo Machado
Salles nas características físicas do projeto da arquitetura e na operacionalidade – em
termos de capacidade e extensão (1.251,91 metros) e largura do tabuleiro (17,00 metros).
Contudo, a Ponte Pedro Ivo Campos contemplou na sua concepção estrutural uma
superestrutura mista composta por vigas de aço e tabuleiro de concreto armado e no trecho
central (77,5m+160m+77,5m) cim vigas de aço e tabuleiro em placa ortotrópica também de
aço.

Por sua vez, a obra foi iniciada apenas 7 anos após (1982) a inauguração da segunda Ponte
(1975). A terceira Ponte contemplou viadutos de acesso sobre os aterros projetados e
executados no formato de seção mista, em caixões metálicos unidos por laje misular de
concreto com vãos bi-apoiados de 49,71 metros e 42,50 metros, totalizando 254,40 metros.
A altura média das vigas principais apresenta 2,55 metros.

Os viadutos sobre o mar também apresentam vãos iguais aos da segunda Ponte, ou seja,
75,00 metros, adjacentes ao trecho central, constituídos por dois caixões metálicos mistos
interligados através de tabuleiro em concreto de 17,00 metros de altura. As vigas metálicas
principais tem altura de 4,76 metros. Da mesma forma que na segunda Ponte o trecho oeste
tem 5 vãos e o trecho leste 3 vãos.

O trecho central acompanha a localização do canal de navegação definido pela concepção


da segunda Ponte com os mesmos gabaritos de altura e largura estabelecidos para esta
obra de arte. O segmento é formado por um único caixão metálico contínuo de seção
variável com a altura das vigas metálicas variando de 9,26 metros sobre os pilares até 3,36
metros no meio do vão central da estrutura.

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 6/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

3. DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA

3.1. DOCUMENTOS DO PROJETO ORIGINAL

 Ponte Colombo Salles - Projeto Executivo – Projeto Estrutural – Planta Geral das
Fundações - 1973

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 7/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

4. RELATÓRIO DE INSPEÇÃO VISUAL DA PONTE COLOMBO MACHADO SALLES

Foram inspecionados os blocos dos eixos 04, 06 e 10 que são os blocos considerados
críticos devido ao estado patológico da ponte Colombo Machado Salles. A geometria dos
blocos é apresentada na Figura 1.

Figura 1 – Blocos de coroamento nos Eixos 04, 06 e 10.

Como trata-se de um relatório preliminar foram inseridas algumas fotos do relatório de


vistoria (registro fotográfico) disponibilizados pela SIE/SC, além das imagens das inspeções

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 8/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

realizadas pela RMG. As imagens marcadas com (*) são as fotos disponibilizadas pela
SIE/SC, utilizadas para melhor identificação dos blocos.

4.1. PATOLOGIAS PRESENTES NO BLOCO DE COROAMENTO DO EIXO 4

a) Faces laterais com manchas de corrosão, armaduras expostas e fissuras;


b) Face inferior com desplacamento do concreto de cobrimento, manchas de corrosão,
armaduras expostas e em processo acentuado de corrosão, e armaduras
longitudinais rompidas.

DESPLACAMENTO DO CONCRETO DE RECOBRIMENTO


ARMADURAS EXPOSTAS
ARMADURAS COM CORROSÃO

FISSURAS

Figura 2 – Identificação das patologias no Eixo 04.

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 9/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

(*)
(*)

(*) (*)

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 10/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 11/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 12/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

4.2. PATOLOGIAS PRESENTES NO BLOCO DE COROAMENTO DO EIXO 6

a) Face inferior com desplacamento do concreto de cobrimento, manchas de corrosão,


armaduras expostas e em processo acentuado de corrosão, e armaduras
longitudinais rompidas. Além disso, foram identificadas áreas com vazios no concreto
devido a falhas de concretagem, resultando em brocas no concreto.

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 13/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

DESPLACAMENTO DO CONCRETO DE RECOBRIMENTO


ARMADURAS EXPOSTAS
ARMADURAS COM CORROSÃO

FISSURAS

Figura 3 – Identificação das patologias no Eixo 06.

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 14/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 15/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 16/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 17/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

4.3. PATOLOGIAS PRESENTES NO BLOCO DE COROAMENTO DO EIXO 10

a) Faces laterais com fissuras;


b) Face inferior com desplacamento do concreto de cobrimento, armaduras expostas e
em processo acentuado de corrosão, além de armaduras longitudinais rompidas.

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 18/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

DESPLACAMENTO DO CONCRETO DE RECOBRIMENTO


ARMADURAS EXPOSTAS
ARMADURAS COM CORROSÃO

FISSURAS

Figura 4 – Identificação das patologias no Eixo 10.

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 19/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

(*) (*)

(*)

(*)

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 20/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 21/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 22/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 23/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 24/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

4.4. VERIFICAÇÃO DO MOMENTO MÁXIMO RESISTENTE COM BASE NA ARMAÇÃO DE


PROJETO

4.4.1. Modelo numérico

O modelo numérico foi desenvolvido no SAP2000 considerando as cargas máximas


admissíveis para o aparelho de apoio e para a fundação.

- Apoio 4 e 10
Carga nominal / aparelho de apoio = 3.848,10 ton/apoio.

- Apoio 6
Carga nominal / aparelho de apoio = 3.090,60 ton / apoio.

Adotada carga nominal de 3.848,10 ton.

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 25/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

Figura 2 – Modelo numérico com carga aplicada

- Reação nas estacas

Figura 3 – Reações nas estacas (tf)

Considerando o tubulão assentado sobre rocha de boa qualidade:


Qadm max = 1.717,6 tf / tubulão

Reação máxima = 1676,5 tf → OK.

- Bloco 4

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 26/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

Figura 4 – Armação de projeto

- Diagramas de momento fletor longitudinal e transversal

Mmax transversal = 512 tf.m


Mmin transversal = -250 tf.m
Mmax longitudinal = 850 tf.m

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 27/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

Mmin longitudinal = -100 tf.m

DADOS DA PEÇA DADOS DOS MATERIAIS DADOS AUXILIARES ESFORÇOS


B (cm ): 150 fck (MPa): 25 Pernas Estribo: 2 M (tf.m ): 650,0
H (cm ): 250 γc: 1,4 Área Crítica (cm ²): 18750 Nt (tf): 0,0
d' (cm ): 15 AÇO CA- 50 Flecha Im ediata (cm ): 0 V (tf): 0,0
Cob. (cm ): 3 γa: 1,15 Wk (m m ): 0,3 T (tf.m ): 0,0
Vão entre
K-fadiga (fletor) 1,000 K-fadiga (torção) 1,000 K-fadiga (cisalhamento) 1,000 1000,0
apoios (cm ):

DIMENSIONAMENTO A TORÇÃO
Situação da Seção: -
Ver. Conjunta: Torção - Cortante: -

Asl (cm ²): 75,00 Arm ação de pele

Asw (cm ²/m ): 0,00

DIMENSIONAMENTO AO CISALHAMENTO
Asw (cm ²/m ): 7,69 τw d (KN/cm ²): 0,0000 τtd (KN/cm ²): 0,0000
Sm áx. Long. (cm ): 30,0 τw d2 (KN/cm ²): 0,4339 τtd2 (KN/cm ²): 0,0000 Sm áx. Trans. (cm ): 80,0

DIMENSIONAMENTO A FLEXÃO COMPOSTA


CASO 1 - Existe arm adura tracionada podendo ou não ter arm adura com prim ida
0 As real (cm ²): 92,54 σs I I (KN/cm ²):
As (cm ²): 92,54 19 Ø 25.0mm - 93.27 cm²
A's* real (cm ²): 0,00 LN I I (cm ):
A's (cm ²): 0,00

DADOS DA PEÇA DADOS DOS MATERIAIS DADOS AUXILIARES ESFORÇOS


B (cm ): 150 fck (MPa): 25 Pernas Estribo: 2 M (tf.m ): 900,0
H (cm ): 250 γc: 1,4 Área Crítica (cm ²): 18750 Nt (tf): 0,0
d' (cm ): 15 AÇO CA- 50 Flecha Im ediata (cm ): 0 V (tf): 0,0
Cob. (cm ): 3 γa: 1,15 Wk (m m ): 0,3 T (tf.m ): 0,0
Vão entre
K-fadiga (fletor) 1,000 K-fadiga (torção) 1,000 K-fadiga (cisalhamento) 1,000 1000,0
apoios (cm ):

DIMENSIONAMENTO A TORÇÃO
Situação da Seção: -
Ver. Conjunta: Torção - Cortante: -

Asl (cm ²): 75,00 Arm ação de pele

Asw (cm ²/m ): 0,00

DIMENSIONAMENTO AO CISALHAMENTO
Asw (cm ²/m ): 7,69 τw d (KN/cm ²): 0,0000 τtd (KN/cm ²): 0,0000
Sm áx. Long. (cm ): 30,0 τw d2 (KN/cm ²): 0,4339 τtd2 (KN/cm ²): 0,0000 Sm áx. Trans. (cm ): 80,0

DIMENSIONAMENTO A FLEXÃO COMPOSTA


CASO 1 - Existe arm adura tracionada podendo ou não ter arm adura com prim ida
0 As real (cm ²): 130,21 σs I I (KN/cm ²):
As (cm ²): 130,21 27 Ø 25.0mm - 132.54 cm²
A's* real (cm ²): 0,00 LN I I (cm ):
A's (cm ²): 0,00

DADOS DA PEÇA DADOS DOS MATERIAIS DADOS AUXILIARES ESFORÇOS


B (cm ): 150 fck (MPa): 25 Pernas Estribo: 2 M (tf.m ): 850,0
H (cm ): 250 γc: 1,4 Área Crítica (cm ²): 18750 Nt (tf): 0,0
d' (cm ): 15 AÇO CA- 50 Flecha Im ediata (cm ): 0 V (tf): 0,0
Cob. (cm ): 3 γa: 1,15 Wk (m m ): 0,3 T (tf.m ): 0,0
Vão entre
K-fadiga (fletor) 1,000 K-fadiga (torção) 1,000 K-fadiga (cisalhamento) 1,000 1000,0
apoios (cm ):

DIMENSIONAMENTO A TORÇÃO
Situação da Seção: -
Ver. Conjunta: Torção - Cortante: -

Asl (cm ²): 75,00 Arm ação de pele

Asw (cm ²/m ): 0,00

DIMENSIONAMENTO AO CISALHAMENTO
Asw (cm ²/m ): 7,69 τw d (KN/cm ²): 0,0000 τtd (KN/cm ²): 0,0000
Sm áx. Long. (cm ): 30,0 τw d2 (KN/cm ²): 0,4339 τtd2 (KN/cm ²): 0,0000 Sm áx. Trans. (cm ): 80,0

DIMENSIONAMENTO A FLEXÃO COMPOSTA


CASO 1 - Existe arm adura tracionada podendo ou não ter arm adura com prim ida
0 As real (cm ²): 122,57 σs I I (KN/cm ²):
As (cm ²): 122,57 25 Ø 25.0mm - 122.72 cm²
A's* real (cm ²): 0,00 LN I I (cm ):
A's (cm ²): 0,00

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 28/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 29/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 30/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

Para o bloco B4 toda a armadura existente foi desprezada.

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 31/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

Para o bloco B4 recomendamos reforço com barras DYWIDAG.

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 32/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

- Bloco 6 e 10

DADOS DA PEÇA DADOS DOS MATERIAIS DADOS AUXILIARES ESFORÇOS


B (cm ): 150 fck (MPa): 25 Pernas Estribo: 2 M (tf.m ): 900,0
H (cm ): 250 γc: 1,4 Área Crítica (cm ²): 18750 Nt (tf): 0,0
d' (cm ): 15 AÇO CA- 50 Flecha Im ediata (cm ): 0 V (tf): 0,0
Cob. (cm ): 3 γa: 1,15 Wk (m m ): 0,3 T (tf.m ): 0,0
Vão entre
K-fadiga (fletor) 1,000 K-fadiga (torção) 1,000 K-fadiga (cisalhamento) 1,000 1000,0
apoios (cm ):

DIMENSIONAMENTO A TORÇÃO
Situação da Seção: -
Ver. Conjunta: Torção - Cortante: -

Asl (cm ²): 75,00 Arm ação de pele

Asw (cm ²/m ): 0,00

DIMENSIONAMENTO AO CISALHAMENTO
Asw (cm ²/m ): 7,69 τw d (KN/cm ²): 0,0000 τtd (KN/cm ²): 0,0000
Sm áx. Long. (cm ): 30,0 τw d2 (KN/cm ²): 0,4339 τtd2 (KN/cm ²): 0,0000 Sm áx. Trans. (cm ): 80,0

DIMENSIONAMENTO A FLEXÃO COMPOSTA


CASO 1 - Existe arm adura tracionada podendo ou não ter arm adura com prim ida
0 As real (cm ²): 130,21 σs I I (KN/cm ²):
As (cm ²): 130,21 27 Ø 25.0mm - 132.54 cm²
A's* real (cm ²): 0,00 LN I I (cm ):
A's (cm ²): 0,00

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 33/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B
DADOS DA PEÇA DADOS DOS MATERIAIS DADOS AUXILIARES ESFORÇOS
B (cm ): 150 fck (MPa): 25 Pernas Estribo: 2 M (tf.m ): 850,0
H (cm ): 250 γc: 1,4 Área Crítica (cm ²): 18750 Nt (tf): 0,0
d' (cm ): 15 AÇO CA- 50 Flecha Im ediata (cm ): 0 V (tf): 0,0
Cob. (cm ): 3 γa: 1,15 Wk (m m ): 0,3 T (tf.m ): 0,0
Vão entre
K-fadiga (fletor) 1,000 K-fadiga (torção) 1,000 K-fadiga (cisalhamento) 1,000 1000,0
apoios (cm ):

DIMENSIONAMENTO A TORÇÃO
Situação da Seção: -
Ver. Conjunta: Torção - Cortante: -

Asl (cm ²): 75,00 Arm ação de pele

Asw (cm ²/m ): 0,00

DIMENSIONAMENTO AO CISALHAMENTO
Asw (cm ²/m ): 7,69 τw d (KN/cm ²): 0,0000 τtd (KN/cm ²): 0,0000
Sm áx. Long. (cm ): 30,0 τw d2 (KN/cm ²): 0,4339 τtd2 (KN/cm ²): 0,0000 Sm áx. Trans. (cm ): 80,0

DIMENSIONAMENTO A FLEXÃO COMPOSTA


CASO 1 - Existe arm adura tracionada podendo ou não ter arm adura com prim ida
0 As real (cm ²): 122,57 σs I I (KN/cm ²):
As (cm ²): 122,57 25 Ø 25.0mm - 122.72 cm²
A's* real (cm ²): 0,00 LN I I (cm ):
A's (cm ²): 0,00

Os cálculos mostram que para o sentido longitudinal da ponte, os esforços solicitantes


máximos são bem próximos dos esforços resistentes máximos, considerando os fatores de
segurança, logo, o coeficiente de aproveitamento das armações é próximo de 100 %.

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 34/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 35/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 36/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 37/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 38/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

Para os blocos B6 e B10 recomendamos reforço com barras DYWIDAG.

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 39/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

5. RELATÓRIO DE INSPEÇÃO VISUAL DA PONTE PEDRO IVO

Como trata-se de um relatório preliminar foram inseridas algumas fotos do relatório de


vistoria (registro fotográfico) disponibilizados pela SIE/SC, além das imagens das inspeções
realizadas pela RMG. As imagens marcadas com (*) são as fotos disponibilizadas pela
SIE/SC, utilizadas para melhor identificação dos blocos.

5.1. PATOLOGIAS PRESENTES NO BLOCO DE COROAMENTO DO EIXO 7

Face inferior com desplacamento do concreto de cobrimento, armaduras expostas e em


processo de corrosão, além de armaduras rompidas.

DESPLACAMENTO DO CONCRETO DE RECOBRIMENTO


ARMADURAS EXPOSTAS
ARMADURAS COM CORROSÃO

FISSURAS

Figura 5 – Identificação das patologias no Eixo 07.

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 40/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

(*) (*)

(*)

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 41/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 42/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 43/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 44/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 45/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

5.2. PATOLOGIAS PRESENTES NO BLOCO DE COROAMENTO DO EIXO 7N

Face inferior com desplacamento do concreto de cobrimento, armaduras expostas e em


processo avançado de corrosão, além de armaduras rompidas. Além disso, foram
identificadas áreas com vazios no concreto devido a falhas de concretagem, resultando em
brocas no concreto.

DESPLACAMENTO DO CONCRETO DE RECOBRIMENTO


ARMADURAS EXPOSTAS
ARMADURAS COM CORROSÃO

FISSURAS

Figura 6 – Identificação das patologias no Eixo 07N.

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 46/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

(*) (*)

(*)

(*)

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 47/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

(*) (*)

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 48/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

(*)

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 49/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 50/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 51/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

5.3. PATOLOGIAS PRESENTES NO BLOCO DE COROAMENTO DO EIXO 9

Face inferior com desplacamento do concreto de cobrimento, manchas de corrosão,


armaduras expostas e em processo de corrosão, e armaduras longitudinais rompidas.

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 52/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

DESPLACAMENTO DO CONCRETO DE RECOBRIMENTO


ARMADURAS EXPOSTAS
ARMADURAS COM CORROSÃO

FISSURAS

Figura 7 – Identificação das patologias no Eixo 09.

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 53/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

(*)

(*)

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 54/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 55/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 56/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

5.4. CAPACIDADE RESISTENTE DOS BLOCOS DA PONTE PEDRO IVO COM BASE NA
ARMAÇÃO DE PROJETO

As cargas adotadas para o cálculo dos blocos são aquelas referentes às capacidades
máximas dos aparelhos de apoio da ponte.
Os blocos 7 e 7N não possuem geometria para serem tratados como blocos rígidos. Dessa
forma foram verificados à flexão. O bloco do eixo 9 é tratado como bloco rígido.

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 57/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 58/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

A análise do bloco 7N foi feita desconsiderando a 1ª camada de armação nas duas direções
devido à corrosão e considerando que a 2ª camada está 100% íntegra. O fator de segurança

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 59/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

considerando esses fatores foi > 1, o que indica que a situação desses blocos não é tão
crítica quanto os demais.
Devido às incertezas que envolvem os parâmetros considerados, recomendamos um reforço
parcial para o bloco 7N, dimensionado para 50% da carga total utilizando barras dywidag.

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 60/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 61/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

A análise do bloco 7 foi feita desconsiderando a 1ª camada de armação nas duas direções
devido à corrosão e considerando que a 2ª camada está 100% íntegra. O fator de segurança
considerando esses fatores foi > 1, o que indica que a situação desses blocos não é tão
crítica quanto os demais.
Devido às incertezas que envolvem os parâmetros considerados, recomendamos um reforço
parcial para o bloco 7, dimensionado para 50% da carga total utilizando barras dywidag.

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 62/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 63/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 64/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

Para o bloco B9 recomendamos que seja adotado o reforço com barras DYWIDAG.

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 65/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

6. CONCLUSÕES E RECOMENDAÇÕES

Foi identificado que durante a construção dos blocos, tanto da Ponte Pedro Ivo quanto da
Ponte Colombo Salles, houveram falhas de concretagem devido à densa armação, brita
(agregado graúdo) com diâmetro incompatível com o espaçamento das armações e
prováveis falhas no processo de adensamento. Não houve a passagem adequada do
concreto entre as ferragens na fase da construção, resultando em uma camada de
cobrimento bastante porosa e heterogênea.

A porosidade do concreto permite a passagem de cloretos vindos da água do mar, e com a


presença de cloretos, acorre a despassivação da armação, inicia-se e acelera-se a corrosão
das armaduras, que por sua vez aumenta de volume devido à corrosão e causa o
desplacamento da camada de cobrimento.

Os quatro blocos críticos, sendo os blocos dos eixos 04, 06 e 10 da Ponte Colombo
Machado Salles e o bloco do eixo 09 da Ponte Pedro Ivo Campos, precisam ser
reforçados urgentemente para não correr o risco de acontecer um acidente grave.
Rupturas devido à insuficiência de armação são rupturas frágeis, que não apresentam
evidências ou indícios prévios ao rompimento. Dentre as técnicas normais conhecidas hoje,
não há testes não destrutivos que poderiam fornecer diagnósticos confiáveis sobre uma
possível fissuração interna dos blocos. Isto porque os ensaios por ondas eletromagnéticas,
termografia por ondas de infravermelho e ensaios usando ondas ultrassônicas não são
eficientes para analisar a parte interna destes blocos, pois não conseguem alcançar a
profundidade necessária para avaliar o interior dos blocos, que apresentam grandes
dimensões, pois, os equipamentos existentes apresentam um alcance máximo de 2,50m de
profundidade. E um teste de carga nas condições destes seis blocos não é recomendável
neste momento, porque não se pode determinar exatamente a real capacidade atual dos
blocos.

Os blocos 7 e 7N da Ponte Pedro Ivo Campos apresentaram fator de segurança maior


que 1 nas verificações, desconsiderando a 1ª camada de armação (mais externa) e
considerando as armaduras a partir da 2ª camada 100% íntegras. O fator de segurança

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 66/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

maior que 1 indica que a situação desses blocos não é tão crítica quanto os demais, mas
devido às incertezas que envolvem os parâmetros considerados, recomendamos um reforço
parcial para os blocos 7 e 7N da Ponte Pedro Ivo Campos, dimensionado para 50% da carga
total utilizando barras dywidag. O reforço nesses blocos deve ser executado depois que os
reforços dos blocos críticos forem realizados (blocos 04, 06 e 10 da Ponte Colombo Salles e
bloco 09 da Ponte Pedro Ivo Campos).

Durante a inspeção visual constatou-se armadura com alto índice de corrosão, armadura
rompida em algumas regiões, e armadura não aderente ao concreto em alguns pontos.
Diante destas três patologias, não é mais possível um diagnóstico confiável sobre a real
capacidade destes blocos. Os cálculos efetuados pela RMG Engenharia mostram que a
ferragem inferior indicada nos projetos destes seis blocos está com 100% de aproveitamento
para a solicitação atual, considerando a armação de projeto. Percebe-se que já houve perda
de seção das armações, há armações rompidas e regiões onde a armação não está
aderente ao concreto. Sendo assim, a situação está realmente crítica. Estes cálculos
partiram da capacidade dos aparelhos de apoio e da estimativa da capacidade de carga dos
estacões. Portanto, estes quatro blocos não possuem uma reserva estrutural adicional.

Em função dos itens acima relacionados, a RMG Engenharia recomenda que seja
executado o mais rápido possível o reforço estrutural destes seis blocos porque não
tem como garantir a utilização destes blocos dentro dos coeficientes de segurança
estabelecidos pelas normas vigentes. A RMG Engenharia não assume qualquer
responsabilidade técnica quanto à segurança atual da Ponte Pedro Campos e da Ponte
Colombo Salles Machado.

Um envelopamento dos blocos não atinge a eficiência estrutural necessária porque a nova
ferragem não pode ser posicionada por cima da cabeça da estaca onde atua a biela de
compressão/tração dos blocos. Estão sendo estudadas duas alternativas de reforço. A
primeira alternativa consiste no reforço dos blocos por meio de barras protendidas Dywidag
passando nas duas direções dos blocos. Esta técnica é usada largamente para a
recuperação de blocos deste tipo. A segunda opção de reforço que está sendo avaliada,

PE-G-606 - Rev. 2
Nº (CONTRATANTE) PÁGINA
RELATÓRIO DE INSPEÇÕES VISUAIS E LAUDO TÉCNICO
DOS BLOCOS DE COROAMENTO CRÍTICOS xxxxx 67/67
PONTES COLOMBO MACHADO SALLES E PEDRO IVO Nº (CONTRATADA) REV.
CAMPOS
FLORIANÓPOLIS / SC 3424.210.0001.60 B

consiste na construção de um bloco abaixo dos existes, com transmissão de carga para as
estacas por meio de conectores soldados nas camisas das estacas e por atrito da camisa
metálica com o núcleo de concreto.

Para os demais blocos, a RMG Engenharia está aguardando os resultados das inspeções
que estão se tornando bastantes difíceis devido à agitação do mar.

A RMG Engenharia poderá fornecer o projeto básico de reforço para os blocos críticos com
as quantidades estimadas conforme cronograma:

O.S.
REGISTRO 07/01/2020
ITEM DESCRIÇÃO Duração
Data inicio Data final
(dias)

1 Entrega quantitativos estimados e desenho esquemático (projeto básico) 18/02/2020 10/03/2020 21

Entrega projeto executivo de reforço Bloco eixo 4 da ponte Colombo Machado


2 09/03/2020 19/03/2020 10
Salles

Entrega projeto executivo de reforço Blocos eixo 6 e 10 da ponte Colombo


3 16/03/2020 30/03/2020 14
Machado Salles

Entrega projeto executivo de reforço Blocos eixo 7, 7N e 9 da ponte Pedro Ivo


4 24/03/2020 06/04/2020 13
Campos

Jurn Jewe Maertens


Diretor técnico RMG Engenharia

PE-G-606 - Rev. 2