Você está na página 1de 53

Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 1 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

Padrão de Instalação RBS 6601 / Base Band em Gabinete de Serviço


(BMGB907087_1 e BMG907127_4)
Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 2 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

REVISÕES:

Documento Observações Data Revisão


VIVO Padrão de Instalação RBS
6601
Documento Inicial 13/11/2012 PA1
em Gabinete de Serviço
BMG907087/1)
VIVO Padrão de Instalação RBS
6601
Revisão item 5 e 12.4.2 02/01/2013 PA2
em Gabinete de Serviço
BMG907087/1)
VIVO Padrão de Instalação RBS
6601
Revisão item 12.3 e 13 30/01/2013 PA3
em Gabinete de Serviço
BMG907087/1)
VIVO Padrão de Instalação RBS
6601
Revisão item 9 27/03/2013 PA4
em Gabinete de Serviço
BMG907087/1)
VIVO Padrão de Instalação RBS 6601
Detalhamento Banco
em Gabinete de Serviço 30/10/2015 PA5
BMG907087/1) de Baterias
Padrão de Instalação RBS 6601 /
Base Band em Gabinete de Serviço Instalação 6620/6630 09/08/2019 B
(BMGB907087_1 e BMG907127_4)
Controle de
Padrão de Instalação RBS 6601 /
Tempratura em
Base Band em Gabinete de Serviço 20/08/2019 C
(BMGB907087_1 e BMG907127_4) gabinete com Filtro
GORE
Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 3 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

ÍNDICE

1 Objetivo ........................................................................................................................... 5
2 Usuários .......................................................................................................................... 5
3 Preparação ..................................................................................................................... 5
4 Segurança e Meio Ambiente ........................................................................................... 5
5 Documentação ................................................................................................................ 6
6 Projeto de Instalação ...................................................................................................... 6
7 Gabinete de Serviço ........................................................................................................ 7
8 Fixação do Gabinete ....................................................................................................... 8
9 Barra de Transporte ........................................................................................................ 9
10 Aterramento do Gabinete de Serviço .............................................................................. 9
11 Instalação do Sistema de Energia no gabinete de serviço ............................................ 10
12 Posicionamento da Fonte.............................................................................................. 10
13 Conexão de Aterramento da Fonte ............................................................................... 12
14 Energização AC da Fonte no Gabinete de Serviço Principal ......................................... 12
15 Conexão dos Cabos de Baterias ................................................................................... 14
16 Posição do Sensor de Temperatura de Baterias ........................................................... 15
17 Instalação de Baterias ................................................................................................... 15
18 Instalação e Interligação dos cabos e Kit Gás do Primeiro Banco ................................. 16
19 Instalação do segundo Banco de Bateria ...................................................................... 18
20 Instalação de PDU em Gabinete de Serviço ................................................................. 20
21 Posicionamento da PDU ............................................................................................... 21
22 Instalação da RBS 6601 e Base Band no Gabinete ...................................................... 22
23 Aterramento da RBS 6601 ............................................................................................ 23
24 Aterramento da Base Band ........................................................................................... 24
25 Aterramento Geral do Gabinete .................................................................................... 25
26 Energização da RBS 6601 ou Base Band ..................................................................... 26
27 Identificação dos cabos de alimentação das Base Band. .............................................. 26
28 Instalação dos Cabos de F.O ........................................................................................ 27
29 Encaminhamento de cabos de fibra ópticas para RBS6601 DU .................................... 29
30 Teste da Fibra óptica .................................................................................................... 30
31 Passagem dos cabos pelas placas de passagem do gabinete ...................................... 30
32 Acomodação dos Cabos de F.O ................................................................................... 31
33 Identificação dos cabos de Fibras Ópticas .................................................................... 32
34 Energização da Rádios / RRU....................................................................................... 32
35 Entrada dos Cabos de Alarmes Externos da Fonte ....................................................... 33
36 Ligação de alarmes externos na RBS6601 SUP ........................................................... 35
37 ALARMES EXTERNOS CONEXÃO EM BASE BAND 6620 e BB6630 ......................... 38
38 Ligação de alarmes externos na Base Band. ................................................................ 38
39 Base Band 6620 e 6630 Portas de Conexão de Alarmes – RJ45.................................. 38
40 Padrão dos cabos no RJ45 da Base Band .................................................................... 39
41 Pinagem conector RJ45 - Conexão de Alarmes ............................................................ 40
42 Identificações dos cabos de alarmes externos na Base Band ....................................... 40
43 Alarmes Externos – SWAP para Baseband 6620/6630 ................................................. 41
44 Sequência de instalação de OVP de alarme no SWAP ................................................. 42
45 Posição dos cabos na OVP de alarmes ........................................................................ 43
46 Energização do Trocador de Calor ................................................................................ 44
47 Instalação de Cabos de Transmissão (TX), Fibra Óptica, Ethernet ou (E1)................... 44
48 Conexões de Transmissão ............................................................................................ 45
Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 4 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

49 DUG - Transmissão em 120 Ohms (E1) ........................................................................ 45


50 DUW e DUS <->Transmissão ETHERNET ................................................................... 46
51 BB 6620 e BB 6630 Transmissão ETHERNET .......................................................... 46
52 Identificação Transmissão ............................................................................................. 47
53 Transmissão fora dos gabinetes de serviço .................................................................. 48
54 Posições na Placa de Passagem .................................................................................. 49
55 Vedação da Placa de Passagem externa do Gabinete.................................................. 50
56 Controle de Temperatura em Gabinete com Filtro GORE ............................................. 50
57 Logística reversa – Desinstalação de Equipamentos .................................................... 51
58 Conclusão de Instalação de Gabinetes de Serviço ....................................................... 52
59 Meio Ambiente - Retirada de resíduos .......................................................................... 52
60 Resíduos Orgânicos...................................................................................................... 52
61 Entrega de documentação final ..................................................................................... 53
Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 5 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

1 Objetivo

Definir o padrão a ser adotado para instalação de RBS 6601 / Base Band com aplicação nas tecnologias
de acesso, GSM, WCDMA e LTE, em gabinetes de serviço e solução de energia fonte, estas fontes são
energizados em corrente alternada (AC), à qual energiza um sistema “Power core”, com retificadores e
unidade de distribuição (disjuntores), disponibilizando energia -48VDC para os equipamentos a serem
instalados (ex.: RBS 6601, Base Band, Rádios Remotos, TX).

2 Usuários
Colaboradores Ericsson e fornecedores envolvidos nas atividades de instalação de equipamentos de
estação rádio base para a operadora VIVO.

3 Preparação
Esta seção contém informações sobre documentação e equipamentos para a instalação da RBS 6601 /
Base Band.

4 Segurança e Meio Ambiente


Para execução da atividade de instalação os colaboradores devem estar habilitados, com os certificados
abaixo dentro de sua validade, com objetivo de promover a proteção do trabalhador no seu local de
trabalho e na prevenção de acidentes
 ASO - Atestado de Saúde Ocupacional
 Certificação em treinamento “NR-10 Segurança em instalações e nos serviços em
eletricidade”.
 Certificação em treinamento “NR 35 Treinamento para trabalho em altura”.

A documentação e os treinamentos acima, são de responsabilidade da empresa contratada fornecer e


disponibilizar a seus colaboradores. Recomenda-se que o colaborador tenha uma cópia em seu poder ou
contato do empregador para disponibilização dos mesmos, quando requisitado.
Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 6 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

5 Documentação

Certifique-se de que os documentos a seguir sejam lidos e compreendidos:


 Última versão do “Projeto Preliminar de Instalação” (PPI) do site.
 Última versão do check list de instalação.
 Última versão da instrução global de instalação equipamentos RBS 6601, BB 6620 e BB
6630 CPI Store - Alex.
 Anexo VIVO – Padrão de Identificação.
 Padrão de Instalação VIVO – Sistema Irradiante.
 Última versão do Formulário de tratamento DTR e Limpeza de Site.
 Aplicativo Ericsson ou da operadora instalado e atualizado.

6 Projeto de Instalação
Após o término da instalação, o PPI deve conter todas as informações atualizadas (Verde/Vermelho)
referentes às alterações sofridas durante a instalação do Site.

PPI
Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 7 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

7 Gabinete de Serviço

O gabinete de serviço possuem as seguintes características técnicas:


 Rack 19” interno com 20 U’s disponíveis para fixação de equipamentos (sendo 7 U’s
reservados para Sistema de Energia);
 Capacidade de 2x banco de baterias de 105h;
 Sistema de Energia com capacidade de energização de até 12 RRUs em – 48VDC.

Gabinete Gabinete de Serviço


Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 8 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

8 Fixação do Gabinete

O gabinete deve ser fixado nos pontos de fixação, disponíveis em sua base, conforme figura abaixo.

Pontos de Fixação na Base do Gabinete

Nota: Atenção na posição de instalação do gabinete, sua parte frontal (Porta) não deve ter
obstruções.

O gabinete deve ser fixado nos 4 pontos, conforme figura abaixo:

Ponto de Fixação do Gabinete


Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 9 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

9 Barra de Transporte
Quando o gabinete entregue em campo for pré integrado em fábrica, para auxilio no transporte é
enviado abaixo das RBs/BBs uma barra com a finalidade de suporte.

Esta barra deve ser removida após a fixação do gabinete.

Remover a Barra de Transporte

Barra auxiliar para transporte

10 Aterramento do Gabinete de Serviço

O gabinete deve ser conectado a malha de aterramento do site, através de cabo 35 mm² com
isolação verde.

O cabo deve ser identificado com etiqueta adesiva, na extremidade próxima ao gabinete, seguir o
modelo de identificação abaixo:

Conexão de Aterramento da Malha do Site

NOTA: Para itens de infraestrutura (exp: instalação do cabo e aterramento do gabinete), deve ser
avaliado o escopo de acordo com a fase do projeto.
Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 10 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

11 Instalação do Sistema de Energia no gabinete de serviço


Os gabinetes são energizados com tensão de corrente alternada (AC 220V), à qual energiza um
sistema “Power core”, com retificadores, convertendo a tenção para DC -48VDC, e unidade de
distribuição (disjuntores), disponibilizando energia -48VDC, para os equipamentos a serem
instalados no gabinete.

Fonte de energia possui PDU principal acoplada e possibilidade de instalação de PDU de expansão.
Ambas devem ser instaladas no gabinete Gabinete de Serviço, conforme a instruções e fotos abaixo
e para maiores detalhes técnicos consulte manual do fabricante.

12 Posicionamento da Fonte
O gabinete de serviço, possui espaço de 7Us reservado para instalação de FONTE + PDU de
expansão.

7 U’s

Posição do Sistema de Energia


Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 11 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

Para este tipo de borne não é obrigatório a utilização de terminais agulha, realizar a conexão
diretamente do cabo -> borne (Caso o cabo tenha vindo de fábrica com terminal não há problema
pois este item é opcional).

O gabinete possui uma bandeja de sustentação para o sistema de energia.

Suportes de Fixação da Fonte


A fonte deve ser posicionada acima da bandeja e fixada no rack 19”, conforme figura (foto abaixo):

PDU
FONTE
FONTE

Posição da Fonte Posição da Fonte + PDU


Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 12 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

13 Conexão de Aterramento da Fonte

O cabo deve ser conectado na barra de aterramento existente do gabinete, e identificar o cabo com
etiqueta adesiva na extremidade próxima ao terminal de conexão com a barra de aterramento.

Conexão de Aterramento da Fonte

14 Energização AC da Fonte no Gabinete de Serviço Principal


A energização AC do Gabinete de Serviço Principal será por meio de cabos disponibilizados pela
Infraestrutura VIVO. As fontes de energia ELTEK tem o funcionamento com 220VCA.

O Disjuntor de entrada A/C recomendado é de 50A (Bipolar ou Monopolar).


CUIDADO: Antes de iniciar a atividade, verifique se os disjuntores/fusíveis do Quadro de Alimentação
QDCA foram retirados ou se o disjuntor está na posição desligado.

Os cabos AC devem ser conectados na fonte, e identificados na fonte conforme ilustração abaixo.

Para este tipo de borne não é obrigatório a utilização de terminais agulha, realizar a conexão
diretamente do cabo -> borne (Caso o cabo tenha vindo de fábrica com terminal não há problema
pois este item é opcional).
Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 13 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

Identificação dos cabos de Entrada AC

Podemos ter dois tipos de fornecimento AC pela concessionária, sendo necessário avaliar o tipo de
fornecimento em cada site. Configuração 220V (duas fases mais terra de proteção), conforme figura
abaixo:
 Opção 1 – Tensão 220V – Configuração 2 Fases + Terra (PE)

Configuração 220V (fase, neutro mais terra de proteção), conforme figura abaixo:
Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 14 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

 Opção 2 – Tensão 380V – Configuração 1 Fase + Neutro + Terra (PE)

15 Conexão dos Cabos de Baterias


OBS: Verificar se o disjuntor DJB1 e DJB2 correspondente aos bancos de bateria na fonte está
desligado, antes de conectar os cabos das baterias.

DJB01 BANCO 1 DJB02 BANCO 2

Conexão dos Bancos de Bateria na Fonte Banco 1 e Banco 2

Para este tipo de borne não é obrigatório a utilização de terminais agulha, realizar a conexão
diretamente do cabo -> borne (Caso o cabo tenha vindo de fábrica com terminal não há problema
pois este item é opcional).
Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 15 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

16 Posição do Sensor de Temperatura de Baterias


Na fonte possui um sensor para medição de temperatura das baterias, este sensor deverá ser
posicionado entre as baterias 1 e 4 instaladas na parte inferior do gabinete, conforme ilustração
abaixo.

17 Instalação de Baterias
O gabinete possui capacidade para instalação de 2 bancos de baterias -48VDC/105Ah.
Podemos ter 2 situações para instalação dos Bancos de Baterias, um com fonte de Energia única ou
com Fonte de Energia + PDU Adicional.

Sempre que tivermos 2 Bancos de Baterias, o Disjuntores de Baterias deverão ser de 63A (DJB1 e
DJB2). Se necessário, fazer a substituição dos disjuntores de 32A por 63A.
Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 16 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

18 Instalação e Interligação dos cabos e Kit Gás do Primeiro Banco


O primeiro banco de bateria deve ser instalado na parte de baixo do gabinete, sobrará espaço para
instalação da 5ª bateria pertencente ao 2º banco de bateria, conforme figura abaixo.

Para fazer a interligação das baterias e também do kit gás, siga o diagrama da figura abaixo.
Quando instalado um único banco de baterias, podemos instalar as baterias em 2 osicionamentos
ao fundo do gabinete conforme demonstrado a seguir.

Opção 1 :
Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 17 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

Opção 2:

As mangueiras do kit gás das baterias deverão ser direcionadas para fora do gabinete utilizando a
placa de passagens de cabo, conforme figura abaixo.

Direcionamento da mangueira de gás para o ambiente externo


Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 18 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

19 Instalação do segundo Banco de Bateria


Importante observar que para as baterias instaladas nas bandejas devem ter seus cabos encaminhados
atrás das bandejas. Para a instalação da 4ª bateria do segundo banco, é necessário reposicionar as
baterias do primeiro banco permitindo que a ultima bateria do segundo banco seja conectada as demais
conforme ilustrado na figura abaixo.
Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 19 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

O segundo banco de bateria deverá ser instalado nas bandejas laterais conforme figura abaixo.

2° Banco de
Baterias

Disposição do 2°Banco de Bateria no Gabinete

Para fazer a interligação das baterias do 2º Banco deve-se utilizar os cabos Azul e Vermelho:
Jumpers de interligação das baterias devem passar pelo fundo da prateleira.
Ligar o segundo banco de bateria na segunda posição da fonte correspondente ao DJB2.

2º Banco de Bateria, deve ser utilizado cabos Vermelho para o (+ 0V) e Azul para o (-48V)
Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 20 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

Gabinete montado com os 2 bancos de bateria e ligados na fonte e interligação do kit gás.

Para este tipo de borne não é obrigatório a utilização de terminais agulha, realizar a conexão
diretamente do cabo -> borne (Caso o cabo tenha vindo de fábrica com terminal não há problema
pois este item é opcional).

Para fazer a interligação das mangueiras de saída de gás, veja o diagrama acima.

20 Instalação de PDU em Gabinete de Serviço


Quando necessário, será instalado uma PDU aumentando a capacidade de distribuição DC no
gabinete.

As conexões de potência e alarmes entre PDU e FONTE, devem ser feitas seguindo os documentos:

E73255702-91_C - Manual de Usuário Instalação

Documento para auxilio: Derivação da PDU Eltek.


Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 21 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

21 Posicionamento da PDU
A PDU será posicionada logo acima da fonte, sendo necessário a instalação dos suportes laterais, que
possuem a função de guia para PDU.

Posição de Fixação do Suporte da PDU PDU Montada Acima da Fonte

Os cabos das DC dos Rádios / RRUs devem ser instalados na PDU de modo a não obstruir acesso
frontal a unidade retificadora, sendo feito um encaminhamento dos cabos pelo lado direito do
gabinete.

Para este tipo de borne não é obrigatório a utilização de terminais agulha, realizar a conexão
diretamente do cabo -> borne (Caso o cabo tenha vindo de fábrica com terminal não há problema
pois este item é opcional).
Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 22 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

22 Instalação da RBS 6601 e Base Band no Gabinete


Para gabinetes novos (sem ocupação de equipamentos existentes) a RBS 6601 ou a Base Band será
posicionada na parte superior do rack 19”, conforme figura abaixo.

A RBS 6601 ou Base Band, deve ser fixada através de 4 parafusos, 2 de cada lado e travados com
porca gaiolas nas furações de U’s nas laterais.

A instalação das RBS6601 ou das Base Band no gabinete deverá ser sempre de cima para baixo
conforme fotos abaixo.

Posição de Fixação da Base Band em Gabinete de Serviço

RBS 1

RBS 2

Posição de Fixação da RBS6601 em Gabinete de Serviço


Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 23 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

Para gabinetes novos, pré-integrados de fábrica, as unidades BB / RBS6601 já serão enviadas para
campo instaladas e fixadas nos gabinetes.
Para as futuras modernizações quando possível seguir o padrão de instalação das novas unidades.
Gabinetes Pré- integrados:
 A RBS6601 1 / BB1 de cima e a RBS6601 2 / BB2 a de baixo, instaladas juntas.
 Cabos de energia -48VDC instalados e identificados.
 Cabos de aterramento instalados, fixados na barra interna e identificados.
 Cabos de alarmes externos, cabo 1 e cabo 2 instalados, testados e identificados.

Também irá um suporte fixador de cabos, para acabamentos e fixação dos cabos de alimentação e
das fibras ópticas, etc., próximos das unidades.
OBS. Os cabos de Fibras Ópticas deverão ser passado e fixado na lateral direita do gabinete, deverão
passar pela frente das unidades e serem fixadas no suporte adicional.

23 Aterramento da RBS 6601

O cabo de aterramento da RBS 6601 deve ser de 16 mm² com isolação na cor verde
Utilizar terminal olhal nas 2 extremidades do cabo para conexões, na traseira da RBS 6601 e na barra
interna do gabinete, monte o aterramento na conexão terra da RBS conforme figura 28.

Ponto de Aterramento da MU
Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 24 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

O cabo de aterramento da RBS6601 deve ser encaminhado pelo lado direito do gabinete, e fixado
nos perfilados.

Deve ser conectado a barra de aterramento do gabinete e identificado, conforme figura abaixo.

Encaminhamento do Cabo de Aterramento e Conexão na barra terra

24 Aterramento da Base Band

O cabo de aterramento da Base Band já chega em campo, pré-conectorizado com terminal duplo
para fixação do lado direito da BB, o cabo de aterramento é verde 16mm, é necessário cortar o
excesso da distância/medida e confeccionar a outra ponta com terminal olhal par fixação na barra
de aterramento interna do gabinete.
OBS. O Cabo de aterramento deverá sempre ser fixado do lado direito da Base Band, sendo fixado
nos pontos de fixação interna do gabinete até a barra.
Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 25 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

Caso as orelhas de fixação da BB venham na posição invertida é necessário trocar de lado as


orelhas na BB, de forma que os cabos de aterramento sempre fiquem direito .
As identificações com bandeirola Terra RBS 1 ou Terra RBS 2.....RBS3, 4, devem ficar próxima a
barra interna.

Posicionamento do cabo de Aterramento na BB e Barra Terra Interna


Todas as RBS / Base Band instalados no gabinete devem ser aterrados na barra interna do gabinete e
identificados.

25 Aterramento Geral do Gabinete


Utilizar cabo de 35 mm² na cor verde para aterramento mecânico do Gabinete de Serviço, o cabo de
aterramento deve ser conectado na barra interna de aterramento do gabinete e conectar a outra ponta na
malha geral do site ou em algum ponta de aterramento (FCI /TGB) que esteja interligado com a malha

Identificar com Etiqueta Bandeirola o cabo Terra Geral do Site dentro do gabiente
Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 26 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

26 Energização da RBS 6601 ou Base Band


A RBS 6601 ou as Base Band devem ser energizada pela Fonte ou PDU instalada no gabinete, sendo
identificado por etiquetas adesivas nas extremidades do cabo conforme figura abaixo:

A 1ª e 2ª RBS devem ser energizadas nas posições MU 1 e MU 2 da Fonte.

A 3ª e 4ª RBS devem ser energizadas nas posições RBS 1 e RBS 2 da PDU.

Borne de Energização das MU’s

Para este tipo de borne não é obrigatório a utilização de terminais agulha, realizar a conexão
diretamente do cabo -> borne (Caso o cabo tenha vindo de fábrica com terminal não há problema
pois este item é opcional).

27 Identificação dos cabos de alimentação das Base Band.


Os cabos de alimentação das Base Band devem ser identificados nas 2 extremidades, lado da saída da
fonte e entrada da Base Band, conforme padrão de identificação Vivo.

Obs. Para primeira RBS ou Base Band, identificar os cabos de alimentação como Energia -48VDC
RBS1, para segunda identificar com Energia -48VDC RBS3, e assim por diante a 3ª, 4ª .
Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 27 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

O cabo de alimentação DC, deve ser encaminhado pelo lado direito do gabinete, e fixado por
abraçadeiras plásticas brancas no perfilado, conforme figura abaixo:

Encaminhamento do Cabo de Energização da UM

28 Instalação dos Cabos de F.O


Para sites com 6620 ou 6630, as fibras ópticas para LTE seguirão um padrão de conexão em relação
a frequência independente da tecnologia. Importante observar o cenário do PPI pois em cada site
temos variação de frequências e portadoras a serem utilizadas.

Atenção para os casos de 2600 no LTE pois onde temos a utilização de 2600X e 2600P temos
conexão diferente na Baseband (2600X = Portas ABC e 2600P = NPQ).

Os cabos de Fibra Óticas a serem utilizados nas portas CPRI das Base Band, devem ser passadas por
baixo do gabinete, passando na placa de passagem entre as borrachas de Neoprene, e deve ser fixado
na lateral direita do gabinete com fita set branca, as fibras devem seguir pela frente da BB, sendo
fixadas no suporte de fixação frontal do gabinete, com fita set branca, a sobra das fibras devem ser
acomodadas em baixo do gabinete.

OBS: Não pode ser cortado os Neoprene da placa de passagem


Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 28 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

Passagem dos cabos de FO e fixação na lateral do gabinete

Os cabos de fibra ópticas devem ser fixados com fita set branca.
Identificados com fitas das cores dos setores + a tecnologia correspondente e identificados com
bandeirolas adesivas, conforme padrão Vivo.

Cabos de FO fixados no suporte adicional e identificados

Para casos de substituição de RBS6601 para BB6620/6630 deve-se seguir o mesmo encaminhamento
dos cabos mesmo que nao se tenha o suporte auxiliar para cabos, sendo necessário realizar a amarração
e acabamento conforme fotos abaixo :

Encaminhamento de Fibra Óptica em troca de RBS6601 para BB


Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 29 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

29 Encaminhamento de cabos de fibra ópticas para RBS6601 DU


Para os sites com RBS 6601 DU após a conexão de cabos FO na DU, os cabos de F.O devem ser
encaminhados e fixados no lado direito do gabinete e na parte superior RBS 6601, ao lado esquerdo do
rack 19”, sendo preso por abraçadeira plástica branca, conforme figura abaixo.

Encaminhamento dos Cabos de F.O DU

O cabo deve ser encaminhado por cima da RBS 6601, até a canaleta de cabos localizado ao lado
direito do gabinete de serviço, conforme figura abaixo.

Encaminhamento dos Cabos de F.O para DU


Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 30 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

30 Teste da Fibra óptica


As RBSs possuem script de fábrica, ao qual ao término da instalação já é possível verificar a integridade
das fibras ópticas visualmente através dos leds da RBS.

Script Padrão em TODAS as RBs/Baseband – VIVO :

• Check das Fibras ópticas após a instalação (Sem o site estar integrado);

• Se as fibras estiverem OK os LEDs das portas da RBS ficarão acesos e Verdes.

• Se as fibras estiverem NOK os LEDs das portas da RBS não acendem (Verificar se as fibras estão
conectadas, se os SFPs estão conectados e verificar o percurso da Fibra para identificar algum
dano.

Obs: Se atentar aos procedimentos de manuseio de Fibra óptica complementares a este documento.

31 Passagem dos cabos pelas placas de passagem do gabinete


Os cabos de Fibra Óticas internos ao gabinete devem ser passados por baixo do gabinete, passando
na placa de passagem entre as borrachas de Neoprene e a sobra das fibras devem ser acomodadas
em baixo do gabinete.

OBS: Não pode ser cortado os Neoprene da placa de passagem


Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 31 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

32 Acomodação dos Cabos de F.O

A sobra dos cabos de fibra ópticas (reserva técnica) deve ser cuidadosamente organizada em rolos,
obedecendo o raio de curvatura mínima, separada e identificadas pelas com fitas coloridas por setores e
tecnologias, fixadas com abraçadeira plástica (sem aperto).

Cabos de F.O raio mínimo de 40 mm

Em gabinete, as sobras de fibras ópticas (quando houver) devem ser armazenadas na parte inferior do
gabinete, dentro da base (“soleira”) ou no esteiramento abaixo do gabinete conforme foto abaixo.

Sobra de Cabos de F.O no Gabinete

As identificações com fitas isolantes coloridas devem ser correspondentes ao setor e tecnologia do
sistema, consultar o documento Padrão de Instalação SI referente VIVO.
Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 32 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

33 Identificação dos cabos de Fibras Ópticas

Os cabos de fibra óticas devem ser identificados com fitas isolantes coloridas nas cores dos setores +
da frequência da tecnologia e também com as com etiquetas adesivas, próximo à conexões da BB ou
RBS 6601.

Modelo de Identificação dos Cabos de F.O

Para maiores detalhes consultar o documento Anexo - Padrão de Identificação Sistema Irradiante.

34 Energização da Rádios / RRU


Para configuração de 6xRRUs, os rádios devem ser alimentados na FONTE, acima de 6xRRUs, os
rádios devem ser alimentados na FONTE + PDU.

Exemplos de Etiquetas Adesivas de identificação

Não é necessário isolar as malhas dos cabos de energia das RRUs.


Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 33 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

Para este tipo de borne não é obrigatório a utilização de terminais agulha, realizar a conexão
diretamente do cabo -> borne (Caso o cabo tenha vindo de fábrica com terminal não há problema
pois este item é opcional).

Os cabos DC de alimentação dos rádios/ RRUs devem identificados com fitas isolantes coloridas e seguir
o padrão do sistema irradiante e também devem ser identificados com etiquetas adesivas como
exemplo abaixo.

Mixed Mode - Para RRUs em Mixed Mode, além de seguir o padrão de codificação colorida ,deve-se
identificar cada tecnologia com bandeirolas individuiais indicando as 2 frequencias e tecnologias
presentes na mesma RRU.

Para maiores detalhes consultar o documento Anexo - Padrão de Identificação Sistema Irradiante.

35 Entrada dos Cabos de Alarmes Externos da Fonte


Os alarmes de Porta Aberta, Trocador de Calor e Alta temperatura, dos gabinetes.
Para os gabinetes pré-integrados de fábrica, estes já vão ligados e testados, em formato de RJ45
para BB ou ligados ao borne de alarme da SUP TBS6601.
Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 34 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

Para os sites com gabinetes a serem integrados em campo, estes deverão efetuar as conexões
conforme instrução abaixo, estes alarmes estão localizados na lateral direita dos gabinetes e a
conexão dever ser feita através dos bornes.

Estes alarmes, quando efetuado esta interligação será também gerenciado pela fonte, onde passará
por um relé de saída a ser externado na RBS ou Baseband.

Bornes de Alarmes dos Gabinetes


Os cabos possuem identificação dos alarmes de entrada, conforme foto abaixo

Cabos de Entrada de Alarmes

Para fazer as conexões dos cabos de entrada de alarmes, com o borne de conexão do gabinete.
Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 35 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

36 Ligação de alarmes externos na RBS6601 SUP

As saídas de alarmes da Fonte devem ser conectadas na RBS 6601, através do conector de alarmes
localizado na placa SUP.

Conexão de Alarmes Externos da RBS 6601


A fonte possui saída de 6 alarmes:

Label de Alarmes da Fonte


Os parâmetros para configuração dos 6 alarmes externos na RBS 6601 / BB, devem estar conforme
a tabela abaixo

Parâmetros de Configuração

Os alarmes externos devem ser conectados seguindo as descrições abaixo:


Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 36 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

Tabela Alarmes Externos

Os cabos possuem identificação de fábrica, R1, R2, R3, R4, R5, R6, conforme figura abaixo:

Cabos de Alarme de Saída da Fonte


É necessário identificar os alarmes com etiqueta adesiva próxima a conexão da RBS 6601,
conforme foto abaixo:
Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 37 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

Conexão de Alarmes da Fonte na RBS 6601

Identificar o cabo de alarmes na parte interna do Gabinete, utilizando etiqueta adesiva


confeccionada por etiquetadora, adotando modelo abaixo:

Descrição de Etiquetas Adesivas


Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 38 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

37 ALARMES EXTERNOS CONEXÃO EM BASE BAND 6620 e BB6630

38 Ligação de alarmes externos na Base Band.


Para a Baseband 6620 e 6630 a conexão dos alarmes externos é realizada através de dois cabos
UTPs com terminal RJ45 (Cabo de rede) dividindo os alarmes conforme descrito abaixo.

39 Base Band 6620 e 6630 Portas de Conexão de Alarmes – RJ45


Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 39 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

40 Padrão dos cabos no RJ45 da Base Band

CABO 1 – Relé 1: Falha de AC – Alarme 1


CABO 1 – Relé 2: Falha de Retificador – Alarme 2
CABO 1 – Relé 3: FCC não Urgente – Alarme 3
CABO 1 – Relé 4: Porta Aberta – Alarme 4

CABO 2 – Relé 5: Falha Trocador de Calor – Alarme


CABO 2 – Relé 6: Alta Temperatura – Alarme 6
CABO 2 - Posições 7 cabear e deixar como reserva, não habilitado
CABO 2 - Posições 8 cabear e deixar como reserva, não habilitado
Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 40 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

41 Pinagem conector RJ45 - Conexão de Alarmes

42 Identificações dos cabos de alarmes externos na Base Band

A descrição das etiquetas adesivas segue conforme figura abaixo.

Descrição de Etiquetas Adesivas


Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 41 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

43 Alarmes Externos – SWAP para Baseband 6620/6630


Para os casos de substituição de 6601 para 6620/6630 em fonte ELTEK existente é necessário
instalar um OVP para adaptação do padrão de cabo manga na RBS 6601 existente para o novo
padrão de cabo UTP da RBS nova 6620/6630.

RBS6601 a ser realizado SUAP para BB Remanejar Alarmes Externos

Para instalação do OVP é necessário um trilho, 2 cabos UTPs e o 1 OVP de alarmes.

Está OVP faz necessário para reencaminhamento dos alarmes externos dos gabinetes VIVO nos sites
onde teremos uma RBS6601 externando os alarmes externos, pois os cabos ligados na SUP não têm
como ser modificados para RJ45.
Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 42 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

44 Sequência de instalação de OVP de alarme no SWAP

1 O trilho deverá ser encaixado na parte traseira do OVP de alarme.


2 Na parte direita superior da Fonte ou PDU tem um espaço entre os perfilados “U” o trilho deve
ser encaixado entre os perfilados “U”, não há necessidade de parafusar ou amarrar, nesta
posição o trilho com a OVP ficará fixado.
3 Encaixar o trilho entre os perfilados.
4 Empurrar o trilho para baixo entre os prefilados “U”.

1 2 3 4
1 1 1

Sequência da instalação da OVP de alarme externos no gabinete

Remanejar os alarmes externos instalados na SUP para OVP adicional de alarmes na mesma sequência

Remanejar os alarmes da SUP RBS6601 para OVP de alarmes externos


Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 43 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

45 Posição dos cabos na OVP de alarmes


A posição dos alarmes na OVP deve obedecer a mesma ordem de instalação e configuração,
conforme instalado no conector da SUP.

Cabo 1

A1 +/-: Relé 1: Falha de AC – Alarme 1


A2 +/-: Relé 2: Falha de Retificador – Alarme 2
A3 +/-: Relé 3: FCC não Urgente – Alarme 3
A4 +/-: Relé 4: Porta Aberta – Alarme 4

Cabo 2
A5 +/-: Relé 5: Falha Trocador de Calor – Alarme5
A6 +/-: Relé 6: Alta Temperatura – Alarme 6

Os 2 cabos de alarmes de interligação das OVP / BB cabo 1 e cabo2 deverá ser instalado e fixado
do lado do gabinete conforme fotos abaixo. Os 2 cabos, cabo 1 e cabo 2 deverá ser identificado com
etiquetas bandeirolas
Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 44 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

46 Energização do Trocador de Calor


Os cabos de alimentação do trocador de calor, devem ser conectados na fonte através dos bornes
identificados como (HEX) localizados no lado direito da fonte.

Conexão do Trocador de Calor na Fonte

Para este tipo de borne não é obrigatório a utilização de terminais agulha, realizar a conexão
diretamente do cabo -> borne (Caso o cabo tenha vindo de fábrica com terminal não há problema
pois este item é opcional).

Para conexão de cabos de energia do trocador de calor na fonte, seguir a descrição localizada
próximo ao conector de energização do trocador de calor na porta do gabinete.

Para identificação dos cabos de energia do trocador de calor, na conexão da fonte, utilizar uma
bandeirola.

47 Instalação de Cabos de Transmissão (TX), Fibra Óptica, Ethernet ou


(E1).

Todos os cabos de transmissão, onde o equipamento provedor de TX não estiver dentro do gabinete,
deverá ser protegido por Seal Tube.
Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 45 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

Todos os cabos TX vindo de fora do gabinete, deverá passar pela lateral do gabinete na placa de
passagem externa, que posteriormente deverá ser vedada com espuma expansiva.

Na parte interna do gabinete deverá passar pela placa de passagem entre os Neoprene, que não
poderá ser cortado, e devem ser encaminhados pelo lado direito do gabinete de serviço, sendo fixados
por abraçadeiras plásticas brancas.

Encaminhamento de cabo TX (transmissão)

48 Conexões de Transmissão
As RBS 6601/BB 6620/BB 6630 são conectadas ao equipamento de transmissão, disponibilizado pela
Claro, por meio de cabos UTP e/ou fibras ópticas.

49 DUG - Transmissão em 120 Ohms (E1)


Deverá ser utilizado cabo UTP para conexão entre portas DUG ET-A ou ET-B Equipamento de
Transmissão.

DUG portas ET-A e ET-B - Conexão Transmissão


Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 46 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

50 DUW e DUS <->Transmissão ETHERNET


O tipo de conexão a ser utilizada entre DUW/DUS Equipamento de Transmissão é definida pela
Claro, de acordo, com equipamento e porta a ser disponibilizada no site, ou seja:
 Conexão Elétrica - Cabo UTP: porta TN A
 Conexão Óptica - Fibra Óptica: portas TN B e TN C

Atenção: toda conexão com fibra óptica utiliza-se conector SFP próprio, isto é, o modelo de
conector SFP para transmissão não, necessariamente, é o mesmo que o utilizado nas
conexões CPRI para Radio/RRU.

DUW e DUS portas de Transmissão

51 BB 6620 e BB 6630 Transmissão ETHERNET


O tipo de conexão a ser utilizada entre BB 6620/BB 6630 Equipamento de Transmissão é definida
pela Claro, de acordo, com equipamento e porta a ser disponibilizada no site, ou seja:
 Conexão Óptica - Fibra Óptica: portas TN A e B
Atenção: toda conexão com fibra óptica utiliza-se conector SFP próprio, isto é, o modelo de
conector SFP para transmissão não, necessariamente, é o mesmo que o utilizado nas
conexões CPRI para Radio/RRU.
Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 47 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

 Conexão Elétrica - Cabo UTP: portas TN C e D

BB 6620 e 6630 - portas de Transmissão

52 Identificação Transmissão
Os cabos de transmissão devem ser identificados em ambas as extremidades, utilizando etiquetas
adesivas, confeccionadas por etiquetadora, seguindo o padrão definido pela Vivo, como segue:

Conexão de Transmissão no Equipamento de TX Acesso BB

Conexão de Transmissão no Equipamento de TX VIVO


Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 48 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

53 Transmissão fora dos gabinetes de serviço


Quando o TX for disponibilizado em outro local fora do gabinete a ser instalado, deverá ser utilizado
Seal Tube para passagem e proteção dos cabos de Transmissão. Podendo ser 2 gabinetes, um
gabinete com uma sala ou contêiner.

Segue abaixo uma foto de exemplo de interligação de gabinete utilizando Seal Tube.

Interligação de Gabinetes com Seal Tube

Não esquecer de aplicar a espuma expansiva na saída de cabos e Seal tube.


Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 49 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

Os cabos podem também, ser encaminhados para dentro do gabinete por baixo, conforme

54 Posições na Placa de Passagem

:
Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 50 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

55 Vedação da Placa de Passagem externa do Gabinete

Será utilizado espuma para vedação da placa de passagem externa do gabinete de serviço,
geralmente as placas ficam nas laterais inferiores dos gabinetes.

Vedação da Placa de passagem externa de gabinete de serviço

56 Controle de Temperatura em Gabinete com Filtro GORE


Para os gabinetes fornecidos com Filtro GORE, importante observar o ste point de temperatura que deve
estar ajustado para alarmar com 50ºC.

Gabinete com Filtro GORE e posição da placa de controle


Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 51 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

No próprio gabinete na tampa da placa de controle possui uma descrição das configurações possíveis
para as DIP Switches. Importante verificar se as mesmas estão configuradas conforme descrição abaixo :

Localização das DIP Switches

Posição correta para as DIP Switches

57 Logística reversa – Desinstalação de Equipamentos


A Logística Reversa trata-se da desinstalação de equipamentos (RBS, Rádios, Gabinetes…) e/ou
componentes do Sistema Irradiante e Periféricos (antenas, combinadores, …), que serão retirados e
destinados pela VIVO.

É de responsabilidade da Equipe, seguir a rotina abaixo:


 Desinstalar os equipamentos com cuidado, preservando-os para futuras instalações.
 Devem ser inventariados todos os equipamentos e componentes desinstalados, utilizando o
aplicativo “doForms”, formulário “Inventário de Desinstalação VIVO”.
 Proteger todas as Conexões, isolá-los contra entrada de pó e água.
Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 52 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

 Embalar os equipamentos e componentes em plástico bolha e fita adesiva.


 Alocar os “volumes” em local no site, tirar foto e enviar ao grupo “WhatsApp” solicitando
retirada.

58 Conclusão de Instalação de Gabinetes de Serviço

Nos projetos VIVO, a atividade de instalação só será concluída após instalação de Rádios e Sistema
Irradiante não contemplados neste Padrão, porém, vale lembrar e deixar registrado as atividades de
Conclusão de responsabilidade da Equipe de Instalação, como segue:
 A conclusão de instalação é de responsabilidade do ASP (Líder da Equipe e Coordenador),
informar o ao responsável da regional da EGS e este dê o “de acordo”, verificando se os itens
abaixo foram executados e concluídos.

59 Meio Ambiente - Retirada de resíduos


A Ericsson recomenda enfaticamente que os instaladores tenham atenção especial ao local de trabalho
mantendo-o limpo e organizado. Limpar o site após a instalação, separando e classificando os resíduos
(lixo) que possam ser reciclados do demais para que eles possam ser eliminados de acordo com os
regulamentos locais (Ex.: Eco pontos, Pontos de coleta seletiva ...).
Antes de sair do site:
 Limpe o local e remova todos os resíduos de obra, separando e classificando, devendo ser
entregues em local adequado – ex.: Eco pontos, estações de reciclagem, pontos de coleta seletiva de lixo
(estes em prédios).
 Resíduos Plásticos - ex.: isolamento de cabos de crimpagem, fitas isolante e auto
fusão, recortes de abraçadeiras (hellermann), plástico bolha, sacos plásticos.
 Resíduos de papel - ex.: caixas de papelão, bobina de fitas auto fusão e isolante.
 Resíduos de metal - ex.: recortes de esteiramento e abraçadeiras, recortes de cabo com alto teor
metálico, porcas, parafusos, arruelas e parafusos.
 Resíduos de madeira – ex.: bobinas de cabos, pallets.

60 Resíduos Orgânicos
Os resíduos orgânicos, restos de alimentos consumidos pelos Instaladores, devem ser
descartados, no mesmo dia, para evitar a proliferação de animais (ratos, baratas ...), mantendo o site
limpo.

Recomenda-se que o Líder recolha, ensaque adequadamente e leve até local adequado.
Confidentiality Class External Confidentiality Label Document Type Page

Open Acceptance Criteria 53 (53)


Prepared By (Subject Responsible) Approved By (Document Responsibile) Checked

ETHIBES Thiago Besse MELAIBGG [RODRIGO PINTO C] EQTDFGH


Document Number Revision Date Reference

EDB-12:009482 Upb C 2019-08-20

61 Entrega de documentação final


O Líder da equipe de instalação junto com Coordenador da ASP, são responsáveis pelo preenchimento,
conteúdo e envio dos documentos de conclusão de instalação.
A conclusão da atividade de Instalação é determinada após a entrega e aceitação dos documentos,
listados logo abaixo:
 Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) – responsável Coordenador ASP
 Verde/Vermelho (correções e/ou atualizações do PPI) – responsável Líder Instalador
 Preenchimento do aplicativo “Do Forms” – responsável Líder Instalador onde, são preenchidos os
formulários:
 Acesso ao Site
 NRO FCI
 NRO VIVO Vandalismo (se necessário)
 Análise de Risco
 Diário de Obra
 NRO Inventário Instalação - VIVO
 Relatório Instalação - VIVO
 Relatório Fotográfico - VIVO
 Checklist - VIVO
 Inventário de Desinstalação - VIVO
 Checklist, e outros se solicitado pelo Projeto.

Estes documentos e/ou formulários, serão utilizados nas auditorias do QASIS (Auditória de Qualidade),
onde devem conter as observações sobre quaisquer desvios desse e/ou outros procedimentos Ericsson
aplicáveis, sendo estes de responsabilidade do Líder e equipe de Instaladores.
A regra de dimensionamento de materiais, base para especificação (BoQ), foi definida conforme padrão
de instalação definido neste documento. Quaisquer alterações necessárias deverão ser comunicadas à
EGS-Engenharia e Quality Assurance, para atualização dos documentos e procedimentos envolvidos.

Você também pode gostar