Você está na página 1de 28

FUVEST 2015

1ª Fase − Conhecimentos Gerais (30/11/2014)

 VV


000
000/000












PROVADECONHECIMENTOSGERAIS

30/11/2014

Instruções
 
1. Sóabraestecadernoquandoofiscalautorizar. 6. Preencha a folha óptica de respostas com
cuidado,pois,emcasoderasura,elanãopoderá
 ser substituída e o uso de corretivo não será
2. Verifique se sua folha óptica de respostas permitido.
pertenceaogrupoV.

 7. Duração da prova: 5horas. O candidato deve
3. Este caderno compõeͲse de 90 questões controlarotempodisponível.Nãohaverátempo
objetivas que versam sobre o conjunto das adicional para transcrição de gabarito para a
disciplinas do núcleo comum obrigatório do folhaópticaderespostas.
Ensino Médio: Português, História, Geografia, 
Matemática, Física, Química, Biologia e Inglês. 8. O candidato poderá retirarͲse do localde prova
Aprovacontémquestõesinterdisciplinares. apartirdas16h.

 9. Durante a prova, são vedadas a comunicação
4. Emcadateste,há5alternativas,sendocorreta entre candidatos e a utilização de qualquer
apenasuma. material de consulta, eletrônico ou impresso, e
 deaparelhosdetelecomunicação.
5. Assinale a alternativa que você considera 
correta, preenchendo o retângulo corresponͲ 10. Ao final da prova, é obrigatória a devolução
dente na folha óptica de respostas, utilizando destecadernodequestõesedafolhaópticade
necessariamente caneta esferográfica com respostas.Poderáserlevadosomenteogabarito
tintaazuloupreta.Exemplo: provisórioderespostas.
 


Observação
Adivulgaçãodalistadeconvocadosedoslocaisdeexameda2ªfaseseráfeitanodia22/12/2014.




ASSINATURADOCANDIDATO:_____________________________________________________________
PAG 01/28 V
Caderno Reserva
CONCURSOVESTIBULARFUVEST–2015


01 


ExamineestasimagensproduzidasnoantigoEgito:




Asimagensrevelam

a) ocaráterfamiliardocultivoagrícolanoOrientePróximo,dadaaescassezdemãodeobraeaproibição,noantigoEgito,
dotrabalhocompulsório.
b) ainexistênciadequalquerconhecimentotecnológicoquepermitisseoaprimoramentodaproduçãodealimentos,oque
provocavalongastemporadasdefome.
c) oprevalecimentodaagriculturacomoúnicaatividadeeconômica,dadaaimpossibilidadedecaçaoupescanasregiões
ocupadaspeloantigoEgito.
d) adificuldadedeacessoàáguaemtodooEgito,oquelimitavaasatividadesdeplantioeinviabilizavaacriaçãodegado
demaiorporte.
e) a importância das atividades agrícolas no antigo Egito, que ocupavam os trabalhadores durante aproximadamente
metadedoano.


02 

 

Em certos aspectos, os gregos da Antiguidade foram Combasenotexto,podeͲseapontarcorretamente


sempreumpovodisperso.Penetraramempequenosgrupos 
nomundomediterrânicoe,mesmoquandoseinstalarame a) a desorganização política da Grécia antiga, que
acabarampordomináͲlo,permaneceramdesunidosnasua sucumbiu rapidamente ante as investidas militares de
organizaçãopolítica.NotempodeHeródoto,emuitoantes povos mais unidos e mais bem preparados para a
dele,encontravamͲsecolôniasgregasnãosomenteemtoda guerra,comoosegípciosemacedônios.
aextensãodaGréciaatual,comotambémnolitoraldoMar b) anecessidadedeprofundacentralizaçãopolítica,como
Negro, nas costas da atual Turquia, na Itália do sul e na a ocorrida entre os romanos e cartagineses, para que
Sicília oriental, na costa setentrional da África e no litoral umpovopudesseexpandirseuterritórioedifundirsua
mediterrânico da França. No interior desta elipse de uns produçãocultural.
2500 km de comprimento, encontravamͲse centenas e c) acarência,entrequasetodosospovosdaAntiguidade,
centenas de comunidades que amiúde diferiam na sua de pensadores políticos, capazes de formular
estruturapolíticaequeafirmaramsempreasuasoberania. estratégias adequadas de estruturação e unificação do
Nem então nem em nenhuma outra altura, no mundo poderpolítico.
antigo, houve uma nação, um território nacional único d) a inadequação do uso de conceitos modernos, como
regidoporumaleisoberana,quesetenhachamadoGrécia nação ou Estado nacional, no estudo sobre a Grécia
(ouumsinônimodeGrécia). antiga, que vivia sob outras formas de organização

M.I.Finley.OmundodeUlisses.Lisboa:Editorial
socialepolítica.
Presença,1972.Adaptado. e) a valorização, na Grécia antiga, dos princípios do
 patriotismo e do nacionalismo, como forma de
 consolidar política e economicamente o Estado
 nacional.
 
 




 

V

PAG 02/28 V
Caderno Reserva
CONCURSOVESTIBULARFUVEST–2015


03  05 
 


Acidadeé[desdeoano1000]oprincipallugardastrocas Examineaseguinteimagem,quefoiinspiradapelasituação
econômicasquerecorremsempremaisaummeiodetroca daÍndiade1946.
essencial: a moeda. [...] Centro econômico, a cidade é 
tambémumcentrodepoder.Aoladodoe,àsvezes,contra
o poder tradicional do bispo e do senhor, frequentemente
confundidos numa única pessoa, um grupo de homens
novos, os cidadãos ou burgueses, conquista “liberdades”,
privilégioscadavezmaisamplos.

JacquesLeGoff.SãoFranciscodeAssis.
RiodeJaneiro:Record,2010.Adaptado.

Otextotratadeumperíodoemque

a) os fundamentos do sistema feudal coexistiam com
novasformasdeorganizaçãopolíticaeeconômica,que
produziamalteraçõesnahierarquiasocialenasrelações
depoder.
b) o excesso de metais nobres na Europa provocava
abundância de moedas, que circulavam apenas pelas
mãos dos grandes banqueiros e dos comerciantes
internacionais.
c) o anseio popular por liberdade e igualdade social
mobilizavaeunificavaostrabalhadoresurbanoserurais
e envolvia ativa participação de membros do baixo
clero.
d) a Igreja romana, que se opunha ao acúmulo de bens 
materiais, enfrentava forte oposição da burguesia 
ascendenteedosgrandesproprietáriosdeterras. Legenda:
MOSLEM:muçulmano;
e) asprincipaiscaracterísticasdofeudalismo,sobretudoa NEWCONSTITUTION:novaConstituição;
valorização da terra, haviam sido completamente CIVILWAR:guerracivil;
superadasesubstituídaspelabuscaincessantedolucro FAMINE:fome.
epelavalorizaçãodolivrecomércio. 
 A leitura correta da imagem permite concluir que ela
 constituiumacrítica
04 


a) àpassividadedaONUedospaísesdochamadoTerceiro
Uma observação comparada dos regimes de trabalho Mundodiantedoavançodofundamentalismohinduno
adotados nas Américas de colonização ibérica permite sudesteasiático.
afirmarcorretamenteque,entreosséculosXVIeXVIII, b) àoficializaçãodareligiãomuçulmananaÍndia,dianteda
 qual seria preferível sua manutenção como Estado
a) aservidãofoidominanteemtodoomundoportuguês, cristão.
enquanto, no espanhol, a mão de obra principal foi c) aocolonialismobritânico,metaforicamenterepresentado
assalariada. por animais ferozes prontos a destruir a liberdade do
b) a liberdade foi conseguida plenamente pelas povohindu.
populações indígenas da América espanhola e da d) aos políticos que, distanciados da realidade da maioria
Américaportuguesa,enquantoadosescravosafricanos da população, não seriam capazes de enfrentar os
jamaisofoi. maioresdesafiosqueseimpunhamàuniãodopaís.
c) a escravidão de origem africana, embora presente em e) à desesperança do povo hindu, que deveria, não
várias regiões da América espanhola, esteve mais obstante as dificuldades pelas quais passara durante
generalizadanaAméricaportuguesa. anosdedominaçãobritânica,sermaisotimista.
d) nãohouveescravidãoafricananosterritóriosespanhóis, 
pois estes dispunham de farta oferta de mão de obra 
indígena. 
e) o Brasil forneceu escravos africanos aos territórios 
espanhóis, que, em contrapartida, traficavam escravos 
indígenasparaoBrasil. 
 

 

 
V

PAG 03/28 V
Caderno Reserva
CONCURSOVESTIBULARFUVEST–2015


 

06  08 
 

Se o açúcar do Brasil o tem dado a conhecer a todos os A colonização, apesar de toda violência e disrupção, não
reinos e províncias da Europa, o tabaco o tem feito muito excluiu processos de reconstrução e recriação cultural
afamadoemtodasasquatropartesdomundo,emasquais conduzidos pelos povos indígenas. É um erro comum crer
hojetantosedesejaecomtantasdiligênciaseporqualquer queahistóriadaconquistarepresenta,paraosíndios,uma
viaseprocura.Hápoucomaisdecemanosqueestafolha sucessão linear de perdas em vidas, terras e distintividade
se começou a plantar e beneficiar na Bahia [...] e, desta cultural.Aculturaxinguana–queapareceráparaanação
sorte, uma folha antes desprezada e quase desconhecida brasileira nos anos 1940 como símbolo de uma tradição
temdadoedáatualmentegrandescabedaisaosmoradores estática,originaleintocada–é,aoinverso,oresultadode
doBrasileincríveisemolumentosaosEráriosdospríncipes. uma história de contatos e mudanças, que tem início no

séculoXd.C.econtinuaatéhoje.
AndréJoãoAntonil.CulturaeopulênciadoBrasilporsuasdrogase 
minas.SãoPaulo:EDUSP,2007.Adaptado. CarlosFausto.OsíndiosantesdoBrasil.
 RiodeJaneiro:Zahar,2005.
O texto acima, escrito por um padre italiano em 1711, 
revelaque Combasenotrechoacima,écorretoafirmarque
 
a) o ciclo econômico do tabaco, que foi anterior ao do a) o processo colonizador europeu não foi violento como
ouro,sucedeuodacanaͲdeͲaçúcar. secostumaafirmar,jáqueelepreservoueatémesmo
b) todoorendimentodotabaco,aexemplodoqueocorria valorizouváriasculturasindígenas.
comoutrosprodutos,eradirecionadoàmetrópole. b) várias culturas indígenas resistiram e sobreviveram,
c) nãosepodeexagerarquantoàlucratividadepropiciada mesmo com alterações, ao processo colonizador
pela canaͲdeͲaçúcar, já que a do tabaco, desde seu europeu,comoaxinguana.
início,eramaior. c) a cultura indígena, extinta graças ao processo
d) os europeus,naquele ano, já conheciamplenamente o colonizador europeu, foi recriada de modo mitológico
potencialeconômicodesuascolôniasamericanas. noBrasildosanos1940.
e) aeconomiacolonialfoimarcadapelasimultaneidadede d) a cultura xinguana, ao contrário de outras culturas
produtos, cuja lucratividade se relacionava com sua indígenas, não foi afetada pelo processo colonizador
inserçãoemmercadosinternacionais. europeu.
 e) não há relação direta entre, de um lado, o processo
 colonizador europeu e, de outro, a mortalidade
07 
indígenaeaperdadesuaidentidadecultural.


ConsiderandoͲse o intervalo entre o contexto em que 
transcorreoenredodaobraMemóriasdeumsargentode 09
milícias,deManuelAntôniodeAlmeida,eaépocadesua 

publicação, é correto afirmar que a esse período OMovimentodosTrabalhadoresRuraissemTerra(MST)foi


correspondeoprocessode criadoem1984,inseridoemumcontextode
 
a) reformaecrisedoImpérioPortuguêsnaAmérica. a) abertura política democrática no Brasil e de crescente
b) triunfo de uma consciência nativista e nacionalista na insatisfação com as políticas agrárias nacionais então
colônia. vigentes.
c) Independência do Brasil e formação de seu Estado b) fortalecimento da ditadura militar brasileira e de
nacional. aumentodaimigraçãoestrangeiraparaopaís.
d) consolidação do Estado nacional e de crise do regime c) declíniodaoposiçãoarmadaàditaduramilitarbrasileira
monárquicobrasileiro. edeaumentodamigraçãodascidadesparaocampo.
e) Proclamação da República e instauração da Primeira d) aumentodadívidaexternabrasileiraededisseminação
República. dapequenapropriedadefundiáriaemtodoopaís.
 e) crescimento de demanda externa por commodities
 brasileiras e de grandes progressos na distribuição de
 terra,noBrasil,apequenosagricultores.
 










V

PAG 04/28 V
Caderno Reserva
CONCURSOVESTIBULARFUVEST–2015


10  
 
Observeatabela: 
 
IMIGRAÇÃO:BRASIL,1881Ͳ1930(EMMILHARES) 
 
Ano Chegadas 

1881Ͳ1885 133,4 

1886Ͳ1890 391,6 
1891Ͳ1895 659,7 

1896Ͳ1900 470,3 

1901Ͳ1905 279,7 
1906Ͳ1910 391,6 

1911Ͳ1915 611,4 

1916Ͳ1920 186,4

1921Ͳ1925 386,6 

1926Ͳ1930 453,6 
Total 3.964,3 

LeslieBethell(ed.),TheCambridgeHistory 
ofLatinAmerica,vol.IV.Adaptado. 
 
Os dados apresentados na tabela se explicam, dentre 
outrosfatores, 
 
a) pela industrialização significativa em estados do 
NordestedoBrasil,sobretudoaquelaligadaabensde 
consumo. 
b) pela forte demanda por força de trabalho criada pela 

expansãocafeeiranosestadosdoSudestedoBrasil.

c) pela democracia racial brasileira, a favorecer a 
convivência pacífica entre culturas que, nos seus 
continentesdeorigem,poderiamatémesmoserrivais. 
d) pelos expurgos em massa promovidos em países que 
viviam sob regimes fascistas, como Itália, Alemanha e 

Japão.

e) pela supervalorização do trabalho assalariado nas 
cidades,jáquenocampoprevaleciaamãodeobrade 
origemescrava,maisbarata. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 


V

PAG 05/28 V
Caderno Reserva
CONCURSOVESTIBULARFUVEST–2015


11  12 
 
Observeacharge. Considere que a motorização de um país constitui um

importanteindicadorparaoplanejamentodostransportes
e da mobilidade urbana. Esse indicador pode ser obtido,
por exemplo, com base na relação entre o número de
habitantes e o de autoveículos, tal como expresso no
gráfico abaixo. DestaqueͲse o fato de que, quanto menor
essarelação,maioramotorizaçãodeumpaís.




Com base na charge e em seus conhecimentos, avalie as
afirmações:


I. O rápido e intenso crescimento econômico chinês se


deu às custas da exploração de recursos florestais da
UniãoEuropeia. 

II. A despeito da distinta condição econômica da União Com base no gráfico e em seus conhecimentos, é correto
Europeia e da China na atualidade, essas economias afirmarqueamotorização
permaneceminterligadas. 

III. AdependênciaeconômicadaChinaemrelaçãoàUnião a) aumentou, discretamente, na Alemanha, graças à


EuropeiaassentaͲsenoconsumodoetanoleuropeu. estabilidadeeconômicadopaís.
IV. Enquanto parte da União Europeia vive uma crise b) diminuiu,sensivelmente,noBrasil,emfunçãodasaltas
econômica,aeconomiachinesacresce. taxasdejurosparaofinanciamentodeautoveículos.
 c) manteveͲse alta nos Estados Unidos, no Japão e na
Estácorretoapenasoqueseafirmaem França,apesardareconhecidaqualidadedotransporte
 públicodessespaíses.
a) IeII. d) diminuiu na Argentina e na Coreia do Sul, em
b) I,IIeIII. decorrência da recessão econômica que atingiu esses
c) IIIeIV. países.
d) I,IIIeIV. e) manteveͲse baixa na Itália, apesar de fortes
e) IIeIV. investimentosnaindústriaautomobilística.
 

13 


Umtemarecorrentenodebatecontemporâneoéamigraçãoglobal.AOrganizaçãodasNaçõesUnidasestimaqueexistam
232milhõesdemigrantesemtodoomundo(ONU,2013).Há,atualmente,maismobilidadequeemqualqueroutraépoca
dahistóriamundial.ComparandoamigraçãoatualcomadoséculoXIX,écorretoafirmar:

a) Até o século XIX, as nações norteͲamericanas destacaramͲse como emissoras de migrantes, enquanto, hoje em dia,
encontramͲseentreasprincipaisreceptorasdessesfluxos,sobretudoosorigináriosdocontinenteafricano.
b) Diferentemente do que ocorreu no século XIX, os recursos envolvidos são um traçodiferenciadorna atualidade, pois
remessasenviadaspormigrantesorigináriosdenaçõespobres,comoHaitieJamaica,são,muitasvezes,utilizadaspara
sustentarsuasfamíliasnopaísdeorigem,alémderepresentarempartesignificativadoPIBdessespaíses.
c) Países europeus, como Irlanda, Itália, Grécia e Espanha, foram importantes emissores de migrantes no século XIX e
continuamafigurar,hojeemdia,dentreospaísescommaiorfluxomigratórioparaosEUA.
d) NoséculoXIX,aemissãoearecepçãodemigrantesconcentravamͲsenaEuropa,enquanto,naatualidade,aemissão
restringeͲseàAméricadoSulearecepçãotemalcanceglobal.
e) O movimento migratório do continente africano para a Ásia foi significativo no século XIX e, atualmente, apresenta
importante crescimento decorrente de políticas de cooperação internacional (Ásia/África) para o desenvolvimento

socioeconômicoafricano,especialmenteparaAngolaeÁfricadoSul.
V

PAG 06/28 V
Caderno Reserva
CONCURSOVESTIBULARFUVEST–2015


14  16 
 
O grupo Boko Haram, autor do sequestro, em abril Observeafigura,comdestaqueparaaDorsalAtlântica.


de 2014, de mais de duzentas estudantes, que,


posteriormente, segundo os líderes do grupo, seriam
vendidas, nasceu de uma seita que atraiu seguidores com
um discurso crítico em relação ao regime local. Pregando
um islã radical e rigoroso, Mohammed Yusuf, um dos
fundadores, acusava os valores ocidentais, instaurados
peloscolonizadoresbritânicos,deseremafontedetodosos
malessofridospelopaís.BokoHaramsignifica“aeducação
ocidental é pecaminosa” em haussa, uma das línguas
faladasnopaís.
www.cartacapital.com.br.Acessadoem13/05/2014.Adaptado.

Otextoserefere 

 Avalieasseguintesafirmações:
a) aumadissidênciadaAlͲQaedanoIraque,quepassoua


I. Segundoateoriadatectônicadeplacas,oscontinentes
atuarnopaísapósamortedeSadamHussein. africano e americano continuam se afastando um do
b) aumgrupoterroristaatuantenosEmiradosÁrabes,país outro.
economicamentemaisdinâmicodaregião. II. A presença de rochas mais jovens próximas à Dorsal
c) aumaseitareligiosasunitaqueatuanoSuldaLíbia,em Atlânticacomparadaàderochasmaisantigas,emlocais
francaoposiçãoaosxiitas. maisdistantes,éumindicativodaexistênciadelimites
d) a um grupo muçulmano extremista, atuante no Norte entre placas tectônicas divergentes no assoalho
da Nigéria, região em que a maior parte da população oceânico.
vivenapobreza. III. Semelhanças entre rochas e fósseis encontrados nos
e) aoprincipalgruporeligiosodaEtiópia,ligadoaoregime continentes que, hoje, estão separados pelo Oceano
político dos tuaregues, que atua em toda a região do Atlântico são consideradas evidências de que um dia
Saara. essescontinentesestiveramunidos.
 IV. A formação da cadeia montanhosa Dorsal Atlântica
 resultoudeumchoqueentreasplacastectônicasnorteͲ
15  americanaeafricana.



Estácorretooqueseafirmaem
O efeito estufa e o lixo são, talvez, as duas 

manifestações mais contraditórias da vontade de a) I,IIeIII,apenas.


dominação da natureza posta em prática pela b) I,IIeIV,apenas.
racionalidade instrumental e sua tecnociência. Com o c) II,IIIeIV,apenas.
objetivo de aumentar a produtividade, que na prática d) I,IIIeIV,apenas.
significasubmeterostemposdecadaente,sejaelemineral, e) I,II,IIIeIV.
vegetal ou animal, a um tempo da concorrência e da 
acumulação de capital, esqueceuͲse de que todo trabalho 17 
dissipa energia sob forma de calor (efeito estufa) e que a 

desagregação da matéria, ao longo do tempo, tornaͲa São objetivos do Plano Diretor  SP: promover melhor
irreversível(lixo). aproveitamento do solo nas proximidades do sistema

CarlosW.PortoͲGonçalves.AGlobalizaçãodaNaturezaeaNaturezada
estruturaldetransportecoletivocomaumentonadensidade
Globalização.RiodeJaneiro:CivilizaçãoBrasileira,2006.Adaptado. construtiva, demográfica, habitacional e de atividades
 urbanas; incrementar a oferta de comércios, serviços e
Conformeoexcertoacima,écorretoafirmar: emprego em áreas pobres da periferia; ampliar a oferta de

habitações de interesse social nas proximidades do sistema
a) Comoaumentodaprodutividade,serápossívelvencero estruturaldetransportecoletivo.
efeitoestufaesuperaroproblemadaproduçãodelixo. 

DiárioOficial.CidadedeSãoPaulo,01/08/2014.Adaptado.
b) A humanidade superou os problemas decorrentes da 

produçãodelixo,graçasàracionalidadeinstrumentale Écorretoafirmarquetaismedidasvisama

àtecnociência. a) estimular a aproximação espacial entre moradia,
c) Ostemposdaconcorrênciaedaacumulaçãodecapital empregoeserviçosnacidade.
vêmsendosubordinadosaotempodanatureza. b) inibir a verticalização em áreas próximas a vias de
d) A aceleração do tempo de acumulação de capital circulaçãoenasperiferias.
permiteeliminarairreversibilidadedaproduçãodolixo. c) reduziradensidadedemográficaemáreaspróximasao
e) A busca pelo aumento da produtividade impõe a sistemaestruturaldetransportecoletivo.
diferentes elementos da natureza o tempo dos d) coibiradistribuiçãoespacialdosetorterciárioemáreas
interessescapitalistas. pobresdaperiferia.
e) restringir a concentração espacial de habitações de
interessesocialaáreasperiféricasdacidade.
V

PAG 07/28 V
Caderno Reserva
CONCURSOVESTIBULARFUVEST–2015


18 


ConsidereosmapassobreaproduçãodeleitenoBrasil.



Combasenosmapaseemseusconhecimentos,écorretoafirmarqueaproduçãodeleitenoBrasil,noperíodoretratado,

a) cresceunaregiãoNordeste,devidoàsubstituiçãodasplantaçõesdealgodão,naZonadaMata,pelosrebanhosleiteiros.
b) avançouemdireçãoaosestadosdoNorteedoCentroͲOeste,emfunçãodapredominância,nessasregiões,declimas
maissecos.
c) consolidou a hegemonia de Minas Gerais, graças à alta produtividade alcançada com o melhoramento genético dos
rebanhosnoValedoJequitinhonha.
d) aumentou, tanto em quantidade produzida quanto em número de estados produtores, graças, em grande parte, ao
crescimentodoconsumointerno.
e) abarcoutodooterritórionacional,excetuandoͲseosestadosrecobertospelaflorestaamazônica,devidoàpresençade
unidadesdeconservação.



19 

Sobreoecossistemamanguezal,écorretoafirmar:
Leiaoseguintetexto.


a) É formado por uma rica biodiversidade vegetal, com
O quilombola Francisco Sales Coutinho Mandira até
presençaprincipaldeconíferasenelevivemsobretudo
tentousairdalama,maslogopercebeuqueomangueerao
crustáceos, os quais servem de alimento e renda para
seu lar. Tivesse investido em continuar como ajudante de
populaçõescosteiras.
pedreiro,quandoficoudoisanosforadoquilomboqueleva
b) DefineͲse como formações rasteiras ou herbáceas que
seu sobrenome, certamente hoje não conheceria África do
atingem até 60 cm, constituindo ambiente propício à
Sul, Dinamarca e Itália. Tudo porque organizou os
reprodução de espécies marinhas e favorável à pesca
quilombolas para fazer uso racional dos recursos naturais.
artesanal,fontederendaparapopulaçõestradicionais.
Fez tão bem que virou exemplo internacional (...). A
c) É constituído de solo predominantemente lodoso,
mudançacomeçouem1993,quandopesquisadoresdaUSP
deficiente em oxigênio, com espécies vegetais
e órgãos do governo passaram a divulgar o conceito de
adaptadas à flutuação de salinidade, onde se
reserva extrativista, em que populações tradicionais
reproduzemespéciesdepeixes,moluscosecrustáceos,
continuam retirando seu sustento da natureza, mas de
fontedealimentoerendaparapopulaçõestradicionais.
formaplanejada.
 d) Corresponde a cordão arenoso coberto por vegetação
RevistaUnespCiência,maiode2014. rasteira, rico em nutrientes, onde se alimentam
 mamíferos, aves, peixes, moluscos e crustáceos,
 constituindoͲse fonte de alimento e renda para
 populaçõescosteiras.
 e) CaracterizaͲse por vegetação caducifólia, predominanͲ
 temente arbustiva, de raízes muito profundas e galhos
 retorcidos,abrigandoomineralferro,comgrandevalor
 de mercado, o qual constitui fonte de renda para
 populaçõestradicionais.




V

PAG 08/28 V
Caderno Reserva
CONCURSOVESTIBULARFUVEST–2015


 

20  21 
 

O Brasil possui cerca de 7.500 km de litoral, ao longo dos As perspectivas ficaram mais pessimistas porque a
quais encontramos distintas paisagens naturais, pouco ou seca atual do Sistema Cantareira é mais crítica que a de
muitotransformadaspelohomem. 1953,atéentãoapiordahistóriaequeserviadeparâmetro
Combasenasimagenseemseusconhecimentos,assinalea paraostécnicosdosgovernosestadualefederal.

alternativa que contém informações corretas sobre a OEstadodeS.Paulo,17/03/2014.Adaptado.
paisagemaqueelassereferem. 
 Acerca da crise hídrica apontada no texto acima e vivida
a) pela cidade de São Paulo e pela Região Metropolitana, é


 corretoafirmarqueasituaçãoapresentadaédenatureza,
Essa paisagem, resultante de entreoutras,
derramamentos vulcânicos em 
eras geológicas recentes, a) geográfica e geopolítica, dado que a grave crise no
restringeͲse,noBrasil,apoucos abastecimento experimentada por essa região levou à
trechos do litoral da região importaçãode água de outros estados, assim como de
Sudeste. paísesdoConeSul.
b) social e demográfica, já que políticas públicas de
 incentivoàsmigrações,naúltimadécada,promoveram
b) ocrescimentodesordenadodapopulaçãoemáreasque


 Na ausência de cobertura seriam destinadas a represas e outros reservatórios de
vegetal, essas formações água.
decorrentes de ação eólica c) climática e pedológica, pois as altas temperaturas
constituem paisagens que se duranteoanoprovocaramaformaçãodechuvaácidae
modificam constantemente, aconsequentelaterizaçãodossolos.
estando presentes no litoral e d) econômica e jurídica, levandoͲse em conta a
tambémnointeriordoBrasil. flexibilidade da legislação vigente em relação a
desmatamentos em áreas de nascente para

implantaçãodeatividadesindustriaiseagrícolas.
c)
 e) ecológicaepolítica,postoqueareposiçãodeáguados
 Paisagem comum nas orlas reservatórios dependedefatoresnaturais,assimcomo
 litorâneasdaregiãoSul,emque do planejamento governamental sobre o uso desse
se destaca o coqueiro, espécie recurso.
arbórea nativa dessa região, 
utilizada de forma ornamental 
emoutrasregiõeslitorâneasdo 
país. 
 
d) 


 
Este tipo de morroͲtestemunho
constitui uma forma de relevo 
tabular, sem cobertura vegetal, 
formando uma paisagem 
comum, sobretudo em praias 
doSudesteedoNortedoBrasil. 

 
e) 


 Ora mais largas, ora mais 
estreitas, paisagens desse tipo 
resultam da erosão de partíͲ 
culas argilosas decorrente da 
ação das ondas do mar. No 
Brasil,estãoausentesapenasda 
regiãoNorte. 


 






V

PAG 09/28 V
Caderno Reserva
CONCURSOVESTIBULARFUVEST–2015


22  TEXTOPARAASQUESTÕES23E24
 
Examineafigura. Como sabemos, o efeito de um livro sobre nós,
 mesmonoqueserefereàsimplesinformação,dependede
muita coisa além do valor que ele possa ter. Depende do
momento da vida em que o lemos, do grau do nosso
conhecimento, da finalidade que temos pela frente. Para
quem pouco leu e pouco sabe, um compêndio de ginásio
pode ser a fonte reveladora. Para quem sabe muito, um
livro importante não passa de chuva no molhado. Além
disso,háasafinidadesprofundas,quenosfazemafinarcom
certoautor(eportantoaproveitáͲloaomáximo)enãocom
outro,independentedavaliadeambos.

AntonioCandido,“DezlivrosparaentenderoBrasil”.
Teoriaedebate.Ed.45,01/07/2000.


23 


 Traduzumaideiapresentenotextoaseguinteafirmação:
Os versos de Carlos Drummond de Andrade que mais 
adequadamente traduzem a principal mensagem da figura a) Oefeitodeumlivrosobreoleitorécondicionadopela
acimasão: quantidadedeinformaçõesqueotextoveicula.
 b) A recepção de um livro pode ser influenciada pela
a) Stop. situaçãovividapeloleitor.
c) A verdadeira erudição não dispensa a leitura dos bons
Avidaparou
manuaisescolares.
oufoioautomóvel? d) Aleituradeumlivroaqualtemfinalidadesmeramente
 práticasprejudicaaassimilaçãodoconhecimento.
b) Ascasasespiamoshomens e) O reconhecimento do valor de um livro depende,
quecorrematrásdemulheres. primordialmente,dossentimentospessoaisdoleitor.
Atardetalvezfosseazul, 
nãohouvessetantosdesejos. 


 24 

c) Umsilvobreve.Atenção,siga.
Constituirecursoestilísticodotexto
Doissilvosbreves:Pare. 
Umsilvobreveànoite:Acendaalanterna. I. acombinaçãodavariedadecultadalínguaescrita,que
Umsilvolongo:Diminuaamarcha. nele é predominante, com expressões mais comunsna
Umsilvolongoebreve:Motoristasapostos. línguaoral;
(Aestesinaltodososmotoristastomamlugarnos II. a repetição de estruturas sintáticas, associada ao
empregodevocabuláriocorrente,comfeiçãodidática;
seusveículosparamovimentáͲlosimediatamente.)
III. o emprego dominantedo jargão científico, associadoà
 exploraçãointensivadaintertextualidade.
d) p ro i b ido  pas se ar sentimentos 
ternosou Estácorretoapenasoqueseindicaem
nessemuseudopardoindiferente 
 a) I.
e) Sim,meucoraçãoémuitopequeno. b) II.
Sóagoravejoquenelenãocabemoshomens. c) IeII.
d) III.
Oshomensestãocáfora,estãonarua.
e) IeIII.
 









V

PAG 10/28 V
Caderno Reserva
CONCURSOVESTIBULARFUVEST–2015


 

TEXTOPARAASQUESTÕESDE25A28 26 
 

Tornandodamalogradaesperadotigre,alcançouo Considerada no contexto, a palavra sublinhada no trecho


capangaumcasaldevelhinhos,queseguiamdiantedeleo “malseusolhosdescobriramentreosutensíliosaenxada”
 mesmo caminho, e conversavam acerca de seus negócios (L.17Ͳ18)expressaideiade
 particulares. Das poucas palavras que apanhara, percebeu 
5 Jão Fera que destinavam eles uns cinquenta milͲréis, tudo a) tempo.
 quantopossuíam,àcomprademantimentos,afimdefazer b) qualidade.
 ummoquirão*,comquepretendiamabrirumaboaroça. c) intensidade.
 ʊMaschegará,homem?perguntouavelha. d) modo.
 ʊHádeseespicharbem,mulher! e) negação.
10 Umavozosinterrompeu: 
 ʊPorestepreçodoueucontadaroça! 
 ʊAh!ÉnhôJão! 27 
 Conheciam os velhinhos o capanga, a quem tinham 

 por homem de palavra, e de fazer o que prometia. As práticas de Jão Fera que permitem ao narrador
15 Aceitaramsemmaishesitação;eforammostrarolugarque classificáͲlocomo“capanga”assemelhamͲse,sobretudo,às
 estavadestinadoparaoroçado. dapersonagemcitadinado
 AcompanhouͲos Jão Fera; porém, mal seus olhos 
 descobriram entre os utensílios a enxada, a qual ele a) valentãoChicoͲJuca,nasMemóriasdeumsargentode
 esqueceraummomentonoafãdeganharasomaprecisa, milícias.
20 que sem mais deu costas ao par de velhinhos e foiͲse b) malandro Prudêncio, nas Memórias póstumas de Brás
deixandoͲosembasbacados. Cubas.
JosédeAlencar,Til. c) arrivistaMiranda,emOcortiço.

d) agregadoZéFernandes,emAcidadeeasserras.
*moquirão=mutirão(mobilizaçãocoletivaparaauxíliomútuo,decaráter
gratuito). e) soldadoamarelo,emVidassecas.
 
 
25  28 
 

Considere os seguintes comentários sobre diferentes Considerada no contexto históricoͲsocial figurado no
elementoslinguísticospresentesnotexto: romanceTil,abruscareaçãodeJãoFera,narradanofinal
 doexcerto,explicaͲse
I. Em“alcançouocapangaumcasaldevelhinhos”(L.1Ͳ2), 
o contexto permite identificar qual é o sujeito, mesmo a) pela ambição ou ganância que, no período,
esteestandoposposto. caracterizavaoshomenslivresnãoproprietários.
II. Overbosublinhadonotrecho“queseguiamdiantedele b) por sua condição de membro da GuardaNacional, que
o mesmo caminho” (L. 2Ͳ3) poderia estar no singular lheinterditavaotrabalhonalavoura.
semprejuízoparaacorreçãogramatical.
c) pela indolência atribuída ao indígena, da qual era
III. Notrecho“quedestinavamelesunscinquentamilͲréis”
herdeiroo“bugre”.
(L.5), podeͲse apontar um uso informal do pronome
pessoalreto“eles”,comonafrase“Vocêtemvistoeles d) pelo estigma que a escravidão fazia recair sobre o
poraí?”. trabalhobraçal.
 e) pela ojeriza ao labor agrícola, inerente a sua condição
Estácorretooqueseafirmaem dehomemletrado.
 
a) I,apenas.

b) II,apenas.

c) III,apenas.

d) IeII,apenas.

e) I,IIeIII.














V

PAG 11/28 V
Caderno Reserva
CONCURSOVESTIBULARFUVEST–2015


 

TEXTOPARAASQUESTÕESDE29A31 30 
 

CapítuloCVII Ao comentar o bilhete de Virgília, o narrador se vale,


Bilhete principalmente,doseguinterecursoretórico:
 
“Não houve nada, mas ele suspeita alguma cousa; a) Hipérbato: transposição ou inversão da ordem natural
está muito sério e não fala; agora saiu. Sorriu uma vez daspalavrasdeumaoração,paraefeitoestilístico.
somente, para Nhonhô, depois de o fitar muito tempo, b) Hipérbole: ênfase expressiva resultante do exagero da
carrancudo.Nãometratoumalnembem.Nãoseioquevai significaçãolinguística.
acontecer; Deus queira que isto passe. Muita cautela, por c) Preterição:figurapelaqualsefingenãoquererfalarde
ora,muitacautela.” coisassobreasquaisseestá,todavia,falando.
 d) Sinédoque: figura que consiste em tomar a parte pelo
 todo, o todo pela parte; o gênero pela espécie, a
CapítuloCVIII espéciepelogênero;osingularpeloplural,opluralpelo
Quesenãoentende singularetc.

e) Eufemismo: palavra, locução ou acepção mais
Eis aí o drama, eis aí a ponta da orelha trágica de agradável, empregada em lugar de outra menos
Shakespeare. Esse retalhinho de papel, garatujado em agradávelougrosseira.
partes, machucado das mãos, era um documento de 
análise,queeunãofareinestecapítulo,nemnooutro,nem 
talvezemtodoorestodolivro.Poderiaeutiraraoleitoro 
gosto de notar por si mesmo a frieza, a perspicácia e o
ânimo dessas poucas linhas traçadas à pressa; e por trás 31 

delasatempestadedeoutrocérebro,araivadissimulada,o
Os seguintes aspectos compositivos considerados pelo
desespero que se constrange e medita, porque tem de
narrador do excerto: concentração e economia de meios
resolverͲsenalama,ounosangue,ounaslágrimas?
 expressivos, orientação realista e analítica, previsão do
MachadodeAssis,MemóriaspóstumasdeBrásCubas. papeldoleitornaconstruçãodosentidodotexto,suprindo
 o que, neste, é implícito ou lacunar, podem também
 caracterizar,principalmente,aobra
29  
 a) Viagensnaminhaterra,deAlmeidaGarrett.
Atenteparaoexcerto,considerandoͲonocontextodaobra b) Memórias de um sargento de milícias, de Manuel
a que pertence. Nele, figura, primeiramente, o bilhete AntôniodeAlmeida.
enviado a Brás Cubas por Virgília, na ocasião em que se c) Til,deJosédeAlencar.
torna patente que o marido da dama suspeita de suas d) Vidassecas,deGracilianoRamos.
relações adúlteras. SegueͲse ao bilhete um comentário do e) CapitãesdaAreia,deJorgeAmado.
narrador(cap.CVIII).Feitoisso,considereaafirmaçãoque 
segue:

No excerto, o narrador frisa aspectos cuja presença se
costuma reconhecer no próprio romance machadiano da
fasemadura,entreeles,

I. o realce da argúcia, da capacidade de exame acurado
das situaçõese da firmeza de propósito, ainda quando
impliquemmalignidade;
II. arelevânciadaobservaçãodasrelaçõesinterpessoaise
dosfuncionamentosmentaiscorrespondentes;
III. a operação consciente dos elementos envolvidos no
processo de composição literária: narração,
personagens, motivação, trama, intertextualidade,
recepçãoetc.

Estácorretooqueseindicaem

a) I,somente.
b) II,somente.
c) IeII,somente.
d) IIeIII,somente.
e) I,IIeIII.


V

PAG 12/28 V
Caderno Reserva
CONCURSOVESTIBULARFUVEST–2015


TEXTOPARAASQUESTÕESDE32A36 34 
 
E Jerônimo via e escutava, sentindo irͲseͲlhe toda a Entre as características atribuídas, no texto, à natureza
almapelosolhosenamorados. brasileira, sintetizada em Rita Baiana, aquela que
Naquelamulata estavaogrande mistério,a síntese corresponde, de modo mais completo, ao teor das
dasimpressõesqueelerecebeuchegandoaqui:elaeraaluz transformações que o contato com essa mesma natureza
ardentedomeioͲdia;elaeraocalorvermelhodassestasda provocaráemJerônimoéaqueseexpressaem:

fazenda; era o aroma quente dos trevos e das baunilhas,
a) “eraocalorvermelhodassestasdafazenda”.
que o atordoara nas matas brasileiras; era a palmeira
virginaleesquivaquesenãotorceanenhumaoutraplanta; b) “era a palmeira virginal e esquiva que se não torce a
nenhumaoutraplanta”.
eraovenenoeeraoaçúcargostoso;eraosapotimaisdoce
queomeleeraacastanhadocaju,queabreferidascomo c) “eraovenenoeeraoaçúcargostoso”.
seu azeite de fogo; ela era a cobra verde e traiçoeira, a d) “eraacobraverdeetraiçoeira”.
e) “[era] a muriçoca doida, que esvoaçava havia muito
lagarta viscosa, a muriçoca doida, que esvoaçava havia
muito tempo em torno do corpo dele, assanhandoͲlhe os tempoemtornodocorpodele”.

desejos, acordandoͲlhe as fibras embambecidas pela
saudade da terra, picandoͲlhe as artérias, para lhe cuspir 
dentrodosangueumacentelhadaqueleamorsetentrional, 35 

umanotadaquelamúsicafeitadegemidosdeprazer,uma
larvadaquelanuvemdecantáridasquezumbiamemtorno O efeito expressivo do texto – bem como seu
da Rita Baiana e espalhavamͲse pelo ar numa pertencimento ao Naturalismo em literatura – baseiamͲse
fosforescênciaafrodisíaca. amplamente no procedimento de explorar de modo
 intensivo aspectos biológicos da natureza. Entre esses
AluísioAzevedo,Ocortiço. procedimentosempregadosnotexto,sóNÃOseencontraa
 

 a) representação do homem como ser vivo em interação


constantecomoambiente.
32 

b) exploração exaustiva dos receptores sensoriais
O conceito de hiperônimo (vocábulo de sentido mais humanos(audição,visão,olfação,gustação),bemcomo
genérico em relação a outro) aplicaͲse à palavra “planta” dosreceptoresmecânicos.
em relação a “palmeira”, “trevos”, “baunilha” etc., todas c) figuração variada tanto de plantas quanto de animais,
presentes no texto. Tendo em vista a relação que inclusiveobservadosemsuainteração.
estabelececomoutraspalavrasdotexto,constituitambém d) ênfase em processos naturais ligados à reprodução
umhiperônimoapalavra humanaeàmetamorfoseemanimais.
 e) focalização dos processos de seleção natural como
a) “alma”. principalforçadirecionadoradoprocessoevolutivo.
b) “impressões”. 
c) “fazenda”. 
d) “cobra”. 36 
e) “saudade”. 

 Para entender as impressões de Jerônimo diante da


 naturezabrasileira,éprecisotercomopressupostoquehá


33  a) umcontrasteentreaexperiênciapréviadapersonagem
 esuavivênciadadiversidadebiológicadopaísemque
Em que pese a oposição programática do Naturalismo ao agoraseencontra.
Romantismo, verificaͲse no excerto – e na obra a que b) uma continuidade na experiência de vida da
pertence–apresençadeumalinhadecontinuidadeentre personagem, posto que a diversidade biológica aqui e
omovimentoromânticoeacorrentenaturalistabrasileira, emseulocaldeorigemsãomuitosemelhantes.
asaber,a c) uma ampliação no universo de conhecimento da
 personagem, que já tinha vivência de diversidade
a) exaltaçãopatrióticadamisturaderaças. biológicasemelhante,masaexpandeaqui.
b) necessidadedeautodefiniçãonacional. d) um equívoco na forma como a personagem percebe e
c) aversãoaocientificismo. vivenciaadiversidadebiológicalocal,quenãocomporta
d) recusadosmodelosliteráriosestrangeiros. osorganismosqueelejulgaver.
e) idealizaçãodasrelaçõesamorosas. e) um estreitamento na experiência de vida do
 personagem, que vem de um local com maior
diversidadedeambientesedeorganismos.







V

PAG 13/28 V
Caderno Reserva
CONCURSOVESTIBULARFUVEST–2015


 

TEXTOPARAASQUESTÕESDE37A39 38 
 

OOPERÁRIONOMAR Atente para as seguintes afirmações relativas ao texto de

Drummond, considerado no contexto da obra a que
Naruapassaumoperário.Comovaifirme!Nãotemblusa.
pertence:
Noconto,nodrama,nodiscursopolítico,adordooperário

está na sua blusaazul, depanogrosso,nasmãosgrossas,
I. A referência inicial aos modos de se representar o
nos pés enormes, nos desconfortos enormes. Esse é um
operário sugere uma crítica do poeta aos estereótipos
homem comum, apenas mais escuro que os outros, e com
presentes na literatura da época em que o texto foi
umasignificaçãoestranhanocorpo,quecarregadesígnios
escrito.
esegredos.Paraondevaiele,pisandoassimtãofirme?Não
II. O alcance simbólico da figura do operário depende,
sei. A fábrica ficou lá atrás. Adiante é só o campo, com
inclusive,dofatodeque,notexto,eleéconstituídopor
algumasárvores,ograndeanúnciodegasolinaamericanae
tensões que o fazem, ao mesmo tempo, comum e
osfios,osfios,osfios.Ooperárionãolhesobratempode
extraordinário, familiar e enigmático, próximo e
perceberqueeleslevametrazemmensagens,quecontam
longínquoetc.
da Rússia, do Araguaia, dos Estados Unidos. Não ouve, na
III. A imagem do operário que anda sobre o mar pode
Câmara dos Deputados, o líder oposicionista vociferando.
simbolizar a criação prodigiosa de um mundo novo  a
Caminhanocampoeapenasreparaquealicorreágua,que
“vida futura” , igualmente anunciado em símbolos
mais adiante faz calor. Para onde vai o operário? Teria
comoodas“mãosdadas”,oda“aurora”,odo“sangue
vergonha de chamáͲlo meu irmão. Ele sabe que não é,
redentor”,tambémpresentesnolivro.
nuncafoimeuirmão,quenãonosentenderemosnunca.E

medespreza...Outalvezsejaeupróprioquemedesprezea
Estácorretooqueseafirmaem
seus olhos. Tenho vergonha e vontade de encaráͲlo: uma

fascinação quase me obriga a pular a janela, a cair em
a) I,apenas.
frente dele, sustarͲlhe a marcha, pelo menos implorarͲlhe
b) II,apenas.
que suste a marcha. Agora está caminhando no mar. Eu
c) IeII,apenas.
pensava que isso fosse privilégio de alguns santos e de
d) IIeIII,apenas.
navios.Masnãohánenhumasantidadenooperário,enão
e) I,IIeIII.
vejorodasnemhélicesnoseucorpo,aparentementebanal.

Sinto que o mar se acovardou e deixouͲo passar. Onde

estãonossosexércitosquenãoimpediramomilagre?Mas
agora vejo que o operário está cansado e que se molhou, 39 

nãomuito,massemolhou,epeixesescorremdesuasmãos.
VejoͲoquesevoltaemedirigeumsorrisoúmido.Apalidez Embora o texto de Drummond e o romance Capitães da
e confusão do seu rosto são a própria tarde que se Areia, de Jorge Amado, assemelhemͲse na sua especial
decompõe. Daqui a um minuto será noite e estaremos atençãoàsclassespopulares,umtrechodotextoqueNÃO
irremediavelmente separados pelas circunstâncias poderia, sem perda de coerência formal e ideológica, ser
atmosféricas,euemterrafirme,elenomeiodomar.Único enunciado pelo narrador do livro de Jorge Amado é,
eprecárioagentedeligaçãoentrenós,seusorrisocadavez sobretudo,oqueestáem:
mais frio atravessa as grandes massas líquidas, chocaͲse 
contra as formações salinas, as fortalezas da costa, as a) “Na rua passa um operário. Como vai firme! Não tem
medusas,atravessatudoevembeijarͲmeorosto,trazerͲme blusa.”
umaesperançadecompreensão.Sim,quemsabeseumdia b) “Esseéumhomemcomum,apenasmaisescuroqueos
ocompreenderei? outros(...).”
 c) “Não ouve, na Câmara dos Deputados, o líder
CarlosDrummonddeAndrade,Sentimentodomundo. oposicionistavociferando.”
 d) “Teria vergonha de chamáͲlo meu irmão. Ele sabe que
37  nãoé,nuncafoimeuirmão,quenãonosentenderemos
 nunca.”
Dentre estas propostas de substituição para diferentes e) “Masagoravejoqueooperárioestácansadoequese
trechosdotexto,aúnicaqueNÃOestácorretadopontode molhou,nãomuito,massemolhou,epeixesescorrem
vistadanormaͲpadrãoé: desuasmãos.”
 
a) “Paraondevaiele,(...)?”=Aondevaiele,(...)? 
b) “O operário não lhe sobra tempo de perceber” = Ao 
operárionãolhesobratempodeperceber. 
c) “Teria vergonha de chamáͲlo meu irmão” = Teria 
vergonhadechamáͲlodemeuirmão. 
d) “Tenho vergonha e vontade de encaráͲlo” = Tenho 
vergonhaevontadedeoencarar. 
e) “quemsabeseumdiaocompreenderei”=quemsabe 
umdiacompreendereiͲo. 

V

PAG 14/28 V
Caderno Reserva
CONCURSOVESTIBULARFUVEST–2015


 

TEXTOPARAASQUESTÕESDE40A42 42 
 

Youknowtheexitissomewherealongthisstretchof Deacordocomotexto,apesquisamencionadapode

highway, but you have
a) colaborarparaacompreensãodenossasatitudesfrente
never taken it before
anovastarefas.
anddonotwanttomiss
b) ajudar pessoas que possuem diversos distúrbios
it. As you carefully scan
mentais,aindapoucoconhecidos.
the side of the road for
c) ajudarpessoasque,normalmente,sãomuitodistraídas
the exit sign, numerous
edesorganizadas.
distractions intrude on
d) colaborar para a compreensão do modo como
your visual field:
enxergamosomundo.
billboards, a snazzy
e) colaborar para a compreensão do que ocorre no
convertible,acellphone
cérebrodepessoascomproblemasdeatenção.
buzzing on the

dashboard.Howdoesyourbrainfocusonthetaskathand?
TEXTOPARAASQUESTÕES43E44
To answer this question, neuroscientists generally 

study the way the brain strengthens its response to what Betweennowand2050thenumberofpeopleliving
you are looking for – jolting itself with an especially large in cities will grow from 3.9 billion to 6.3 billion. The
electrical pulse when you see it. Another mental trick may proportionofurbandwellerswillswellfrom54%to67%of
bejustasimportant,accordingtoastudypublishedinApril theworld’spopulation,accordingtotheUN.Inotherwords,
in the Journal of Neuroscience: the brain deliberately for the next 36 years the world’s cities will expand by the
weakens its reaction to everything else so that the target equivalent of six São Paulos every year. This growth will
seemsmoreimportantincomparison. largely occur in developing countries. But most
Such research may eventually help scientists governments there are ignoring the problem, says William
understandwhatishappeninginthebrainsofpeoplewith Cobbett of the Cities Alliance, an NGO that supports
attention problems, such as attentionͲdeficit/hyperactivity initiativessuchastheonelaunchedbyNewYorkUniversity
disorder. And in a world increasingly permeated by tohelpcitiesmakelongͲtermpreparationsfortheirgrowth.
distractions–amajorcontributortotrafficaccidents–any “Whetherwewantitornot,urbanisationisinevitable,”say
insightsintohowthebrainpaysattentionshouldgetours. specialists. “The real question is: how can we improve its

ScientificAmerican,July2014.Adaptado.
quality?”
st
TheEconomist,June21 2014.Adaptado.


40 
43 


Ofocoprincipaldotextosãoas
 Deacordocomotexto,

a) várias distrações que se apresentam quando estamos
a) a população rural crescerá na mesma proporção que a
dirigindo.
populaçãourbananospróximos20anos.
b) estratégiasquenossocérebroutilizaparaseconcentrar
b) a população, nas cidades, chegará a mais de 6 bilhões
emumatarefa.
depessoasaté2050.
c) informaçõesquenossocampovisualprecisaprocessar.
c) a expansão de cidades como São Paulo é um exemplo
d) decisões que tomamos quando queremos usar um
docrescimentoglobal.
caminhonovo.
d) acidadedeSãoPaulocresceuseisvezesmais,naúltima
e) várias tarefas que conseguimos realizar ao mesmo
década,doqueoprevistoporespecialistas.
tempo.
e) ocrescimentomaiordapopulaçãoemcentrosurbanos

 ocorreráempaísesdesenvolvidos.
41  
 44 
Segundo estudo publicado no Journal of Neuroscience, 

mencionadonotexto, SegundoWilliamCobbett,
 

a) nossabuscapelarealizaçãodetarefasdiversasaumenta a) várias ONGs estão trabalhando para minimizar os


onúmerodepulsaçõeselétricasproduzidaspelocérebro. problemasenfrentadosnascidades.
b) os neurocientistas estão estudando como, sem grande b) asmaioresmigraçõesparaascidadestiveraminíciohá
esforço,conseguimosfocalizarumacoisadecadavez. 36anos.
c) as pulsações elétricas produzidas pelo cérebro são c) a maioria dos governantes de países em
intensaseconstantes. desenvolvimento não está dando atenção à explosão
d) nosso cérebro reduz sua reação a estímulos que são demográficanascidades.
menos relevantes para a tarefa a ser realizada, d) uma cidade como São Paulo será pequena se
mantendoofoco. comparadaaoutrasnoanode2050.
e) o tipo de resposta que nosso cérebro fornece frente a e) os países em desenvolvimento estão lidando melhor
novas tarefas ainda é uma questão a ser respondida com a questão do êxodo rural do que os países
pelospesquisadores. desenvolvidos.
V

PAG 15/28 V
Caderno Reserva
CONCURSOVESTIBULARFUVEST–2015


 

45  48 
 

A trajetória de um No triângulo retângulo ‫ܥܤܣ‬, ilustrado na figura, a
projétil, lançado da തതതത medeͳʹܿ݉eocateto‫ܥܤ‬
hipotenusa‫ܥܣ‬ തതതത mede͸ܿ݉.Se
beira de um penhasco തതതത
‫ ܯ‬é o ponto médio de ‫ ܥܤ‬, então a tangente do ângulo
sobreumterrenoplano ෣ éiguala
‫ܥܣܯ‬
ehorizontal,épartede
umaparábolacomeixo 

de simetria vertical, a) ξʹ
como ilustrado na ͹
figura.Opontoܲsobre 

o terreno, pé da b) ξ͵


͹
perpendiculartraçadaa 

partir do ponto c) ʹ


ocupado pelo projétil, ͹

percorre ͵Ͳ݉ desde o instante do lançamento até o d) ʹξʹ
instanteemqueoprojétilatingeosolo.Aalturamáximado ͹

projétil,deʹͲͲ݉acimadoterreno,éatingidanoinstante ʹξ͵
emqueadistânciapercorridaporܲ,apartirdoinstantedo e)
͹
lançamento,édeͳͲ݉.Quantosmetrosacimadoterreno

estavaoprojétilquandofoilançado?


a) ͸Ͳ 49 

b) ͻͲ
Osólidodafiguraéformadopelapirâmideܵ‫ܦܥܤܣ‬sobreo
c) ͳʹͲ
d) ͳͷͲ paralelepípedoreto‫ܪܩܨܧܦܥܤܣ‬.SabeͲsequeܵpertenceà
e) ͳͺͲ retadeterminadapor‫ܣ‬e‫ܧ‬eque‫ ܧܣ‬ൌ ʹܿ݉,‫ ܦܣ‬ൌ Ͷܿ݉
 e‫ ܤܣ‬ൌ ͷܿ݉.Amedidadosegmentoܵ‫ܣ‬ തതതതquefazcomque
 Ͷ
o volume do sólido seja igual a    do volume da pirâmide
46  ͵

ܵ‫ܪܩܨܧ‬é
Na cidade de São Paulo, as tarifas de transporte urbano 
podem ser pagas usando o bilhete único. A tarifa é de 
ܴ̈́͵ǡͲͲparaumaviagemsimples(ônibusoumetrô/trem) a) ʹܿ݉
e de ܴ̈́Ͷǡ͸ͷ para uma viagem de integração (ônibus e b) Ͷܿ݉
metrô/trem). Um usuário vai recarregar seu bilhete único, c) ͸ܿ݉
que está com um saldo de ܴ̈́ͳʹǡͷͲ. O menor valor de d) ͺܿ݉
recarga para o qual seria possível zerar o saldo do bilhete e) ͳͲܿ݉
apósalgumasutilizaçõesé 
 
a) ܴ̈́Ͳǡͺͷ 
b) ܴ̈́ͳǡͳͷ 
c) ܴ̈́ͳǡͶͷ 
d) ܴ̈́ʹǡͷͲ 50 
e) ܴ̈́ʹǡͺͲ 

 ܽ‫ ݔ‬െ ‫ ݕ‬ൌ ͳ
 No sistema linear ൝ ‫ ݕ‬൅ ‫ ݖ‬ൌ ͳ  , nas variáveis ‫ݔ‬, ‫ ݕ‬e ‫ݖ‬,
‫ ݔ‬൅ ‫ ݖ‬ൌ ݉
47 
ܽe݉sãoconstantesreais.Écorretoafirmar:


A equação ‫ ݔ‬ଶ ൅ ʹ‫ ݔ‬൅ ‫ ݕ‬ଶ ൅ ݉‫ ݕ‬ൌ ݊, em que ݉ e ݊ são a) No caso em que ܽ ൌ ͳ, o sistema tem solução se, e
constantes, representa uma circunferência no plano somentese,݉ ൌ ʹ.
cartesiano.SabeͲsequeareta‫ ݕ‬ൌ െ‫ ݔ‬൅ ͳcontémocentro b) Osistematemsolução,quaisquerquesejamosvalores
da circunferência e a intersecta no ponto ሺെ͵ǡ Ͷሻ. Os deܽede݉.
valoresde݉e݊são,respectivamente, c) No caso em que ݉ ൌ ʹ, o sistema tem solução se, e
 somentese,ܽ ൌ ͳ.
a) െͶe͵ d) Osistemasótemsoluçãoseܽ ൌ ݉ ൌ ͳ.
b) Ͷeͷ e) O sistema não tem solução, quaisquer que sejam os
c) െͶeʹ valoresdeܽede݉.
d) െʹeͶ 
e) ʹe͵ 


V

PAG 16/28 V
Caderno Reserva
CONCURSOVESTIBULARFUVEST–2015


 

51  54 
 

SabeͲse que existem números reais ‫ ܣ‬e ‫ݔ‬଴ , sendo ‫ ܣ‬൐ Ͳ, Examineográfico.
taisque 
•‡‫ ݔ‬൅ ʹ…‘•‫ ݔ‬ൌ ‫•‘…ܣ‬ሺ‫ ݔ‬െ ‫ݔ‬଴ ሻ
paratodo‫ݔ‬real.Ovalorde‫ܣ‬éiguala

a) ξʹ
b) ξ͵
c) ξͷ
d) ʹξʹ
e) ʹξ͵


52 



Dadas as sequências ܽ௡ ൌ ݊ଶ ൅ Ͷ݊ ൅ Ͷ, ܾ௡ ൌ ʹ௡ ,

ܾ௡ାଵ 
ܿ௡ ൌ ܽ௡ାଵ െ ܽ௡ e,definidasparavaloresinteiͲ
݀௡ ൌ 
ܾ௡ Com base nos dados do gráfico, podeͲse afirmar
rospositivosde݊,considereasseguintesafirmações: corretamentequeaidade
 
I. ܽ௡ éumaprogressãogeométrica; a) mediana das mães das crianças nascidas em 2009 foi
II. ܾ௡ éumaprogressãogeométrica; maiorque27anos.
III. ܿ௡ éumaprogressãoaritmética; b) mediana das mães das crianças nascidas em 2009 foi
IV. ݀௡ éumaprogressãogeométrica. menorque23anos.
 c) mediana das mães das crianças nascidas em 1999 foi
Sãoverdadeirasapenas maiorque25anos.
 d) média das mães das crianças nascidas em 2004 foi
a) I,IIeIII. maiorque22anos.
b) I,IIeIV. e) média das mães das crianças nascidas em 1999 foi
c) IeIII. menorque21anos.

d) IIeIV.

e) IIIeIV.
55 
 
 A grafite de um lápis tem quinze centímetros de
53  comprimento e dois milímetros de espessura. Dentre os
 valores abaixo, o que mais se aproxima do número de
De um baralho de ʹͺ cartas, sete de cada naipe, Luís átomospresentesnessagrafiteé
recebe cinco cartas: duas de ouros, uma de espadas, uma 
decopaseumadepaus.Elemantémconsigoasduascartas a) ͷ ൈ ͳͲଶଷ 
de ouros e troca as demais por três cartas escolhidas ao b) ͳ ൈ ͳͲଶଷ 
acasodentreasʹ͵cartasquetinhamficadonobaralho.A c) ͷ ൈ ͳͲଶଶ 
probabilidade de, ao final, Luís conseguir cinco cartas de d) ͳ ൈ ͳͲଶଶ 
ourosé: e) ͷ ൈ ͳͲଶଵ 

 
a) ͳ 

ͳ͵Ͳ Nota:


ͳ 1) Assuma que a grafite é um cilindro circular reto, feito de
b) grafitapura.Aespessuradagrafiteéodiâmetrodabasedo
ͶʹͲ
 cilindro.
c) ͳͲ 2) Adoteosvaloresaproximadosde:
ͳ͹͹ͳ 3
ඵ2,2g/cm paraadensidadedagrafita;


d) ʹͷ ඵ12g/molparaamassamolardocarbono;
23 1
͹ͳͳ͹ ඵ6,0ൈ10 mol paraaconstantedeAvogadro.
 

e) ͷʹ

ͺͳͳ͹

 

V

PAG 17/28 V
Caderno Reserva
CONCURSOVESTIBULARFUVEST–2015


56 

 
DizͲsequedoispontosdasuperfícieterrestresãoantípodas 
quando o segmento de reta que os une passa pelo centro 
daTerra. 
Podem ser encontradas, em sites da internet, 
representações, como a reproduzida abaixo, em que as 
áreasescurasidentificamospontosdasuperfícieterrestre 
queficam,assimcomoosseusantípodas,sobreterrafirme. 
Por exemplo, os pontos antípodas de parte do sul da 
AméricadoSulestãonolestedaÁsia. 
 














 
Seumpontotemlatitude‫ݔ‬grausnorteelongitude‫ݕ‬graus 
leste, então seu antípoda tem latitude e longitude,
respectivamente,

a) ‫ݔ‬graussule‫ݕ‬grausoeste.
b) ‫ݔ‬graussuleሺͳͺͲ െ ‫ݕ‬ሻgrausoeste.
c) ሺͻͲ െ ‫ݔ‬ሻgraussule‫ݕ‬grausoeste.
d) ሺͻͲ െ ‫ݔ‬ሻgraussuleሺͳͺͲ െ ‫ݕ‬ሻgrausoeste.
e) ሺͻͲ െ ‫ݔ‬ሻgraussuleሺͻͲ െ ‫ݕ‬ሻgrausoeste.






























V

PAG 18/28 V
Caderno Reserva
CONCURSOVESTIBULARFUVEST–2015


 

57  59 
 

Para impedir que a pressão interna de uma panela de DispõeͲsedeváriaslâmpadasincandescentesdediferentes
pressão ultrapasse um certo valor, em sua tampa há um potências, projetadas para serem utilizadas em 110V de
dispositivo formado tensão. Elas foram acopladas, como nas figuras I, II e III
por um pino abaixo,eligadasem220V.
acopladoaumtubo 
cilíndrico, como
esquematizado na
figura ao lado.
Enquanto a força
resultante sobre o
pino for dirigida
parabaixo,apanela
está perfeitamente
vedada.Considereo
diâmetrointernodo
tubocilíndricoiguala4mmeamassadopinoiguala48g.
Nasituaçãoemqueapenasaforçagravitacional,apressão
atmosférica e a exercida pelos gases na panela atuam no
pino,apressãoabsolutamáximanointeriordapanelaé

a) 1,1atm 
b) 1,2atm Noteeadote:
c) 1,4atm S=3
5
1atm=10 N/m2
d) 1,8atm
aceleraçãolocaldagravidade=10m/s2 
e) 2,2atm 

 Em quais desses circuitos, as lâmpadas funcionarão como


 se estivessem individualmente ligadas a uma fonte de
 tensãode110V?
58  
 a) SomenteemI.
Nodesenvolvimentodosistemaamortecedordequedade b) SomenteemII.
um elevador de massa m, o engenheiro projetista impõe c) SomenteemIII.
queamoladevesecontrairdeumvalormáximod,quando d) EmIeIII.
oelevadorcai,apartir
e) EmIIeIII.
do repouso, de uma
altura h, como 
ilustrado na figura ao 
lado. Para que a 60 
exigênciadoprojetista 

seja satisfeita, a mola Luz solar incide verticalmente sobre o espelho esférico
aserempregadadeve convexovistonafiguraabaixo.

ter constante elástica
dadapor


a) 2mg(h൅d)/d2
b) 2mg(hെd)/d2
c) 2mgh/d2
d) mgh/d 

e) mg/d Os raios refletidos nos pontos A, B e C do espelho têm,

 respectivamente,ângulosdereflexãoTA,TBeTCtaisque
Noteeadote: 
forçasdissipativasdevemserignoradas;
aaceleraçãolocaldagravidadeég. a) TA>TB>TC

b) TA>TC>TB
c) TA<TC<TB
d) TA<TB<TC
e) TA=TB=TC

V

PAG 19/28 V
Caderno Reserva
CONCURSOVESTIBULARFUVEST–2015


 

61  63 
 

A notícia “Satélite brasileiro cai na Terra após lançamento Umtrabalhadordemassamestáempé,emrepouso,sobre


falhar”, veiculada pelo jornal O Estado de S.Paulo de uma plataforma de massa M. O conjunto se move, sem
10/12/2013,relataqueosatéliteCBERSͲ3,desenvolvidoem atrito, sobre trilhos horizontais e retilíneos, com velocidade
parceriaentreBrasileChina,foilançadonoespaçoauma de módulo constante v. Num certo instante, o trabalhador
altitudede720km(menordoqueaplanejada)ecomuma começa a caminhar sobre a plataforma e permanece com
velocidade abaixo da necessária para colocáͲlo em órbita velocidade de módulo v, em relação a ela, e com sentido
emtornodaTerra.Paraqueosatélitepudessesercolocado opostoaodomovimentodelaemrelaçãoaostrilhos.Nessa
emórbitacircularnaaltitudede720km,omódulodesua situação,omódulodavelocidadedaplataformaemrelação
velocidade(comdireçãotangenteàórbita)deveriaserde, aostrilhosé
aproximadamente, 
 a) (2m+M)v/(m+M)
a) 61km/s b) (2m+M)v/M
b) 25km/s c) (2m+M)v/m
c) 11km/s d) (Mm)v/M
d) 7,7km/s e) (m+M)v/(Mm)
e) 3,3km/s 

 
Noteeadote:
3 64 
raiodaTerra=6ൈ10 km
24 
massadaTerra=6ൈ10 kg Certa quantidade de gás sofre três transformações
11 3 
constantedegravitaçãouniversalG=6,7ൈ10 m /(s2 kg) sucessivas, A՜B, B՜C e C՜A, conforme o diagrama pͲV

apresentadonafiguraabaixo.
 


62 


Em uma aula de laboratório de Física, para estudar


propriedades de cargas elétricas, foi realizado um
experimento em que pequenas esferas eletrizadas são
injetadasnapartesuperiordeumacâmara,emvácuo,onde
há um campo elétrico uniforme na mesma direção e 

sentidodaaceleraçãolocaldagravidade.ObservouͲseque, Arespeitodessastransformações,afirmouͲseoseguinte:
comcampoelétricodemóduloiguala2x103V/m,umadas 

esferas, de massa 3,2x1015kg, permanecia com I. OtrabalhototalrealizadonocicloABCAénulo.


velocidadeconstantenointeriordacâmara.Essaesferatem II. A energia interna do gás no estado C é maior que no
 estadoA.
a) omesmonúmerodeelétronsedeprótons. III. Durante a transformação A՜B, o gás recebe calor e
realizatrabalho.
b) 100elétronsamaisqueprótons. 

c) 100elétronsamenosqueprótons. Estácorretoapenasoqueseafirmaem


d) 2000elétronsamaisqueprótons. 
a) I.
e) 2000elétronsamenosqueprótons.
 b) II.

Noteeadote: c) III.
19
cargadoelétron=1,6x10 C d) IeII.
19
cargadopróton=+1,6x10 C e) IIeIII.
aceleraçãolocaldagravidade=10m/s2 


Noteeadote:
 ogásdevesertratadocomoideal;
atransformaçãoB՜Céisotérmica.












V

PAG 20/28 V
Caderno Reserva
CONCURSOVESTIBULARFUVEST–2015


 

65  67 
 



A figura acima mostra parte do teclado de um piano. Os
valores das frequências das notas sucessivas, incluindo os
 sustenidos, representados pelo símbolo #, obedecem a
 uma progressão geométrica crescente da esquerda para a
Oguindastedafiguraacimapesa50.000Nsemcargaeos direita; a razão entre as frequências de duas notas Dó
pontosdeapoiodesuasrodasnosolohorizontalestãoem consecutivasvale2;afrequênciadanotaLádotecladoda
x=0ex=5m.Ocentrodemassa(CM)doguindastesem figuraé440Hz.Ocomprimentodeonda,noar,danotaSol
carga está localizado na posição (x=3m, y=2m). Na indicadanafiguraépróximode
situação mostrada na figura, a maior carga P que esse 
guindastepodelevantarpesa a) 0,56m
 b) 0,86m
a) 7.000N c) 1,06m
b) 50.000N d) 1,12m
e) 1,45m
c) 75.000N 

d) 100.000N Noteeadote:
1/12
e) 150.000N 2 =1,059
2 
 (1,059) =1,12
 velocidadedosomnoar=340m/s


66  
 
A figura abaixo mostra o gráfico da energia potencial
68 
gravitacionalUdeumaesferaemumapista,emfunçãoda 
componentehorizontalxdaposiçãodaesferanapista. O desenvolvimento de teorias científicas, geralmente, tem
 forterelaçãocomcontextospolíticos,econômicos,sociaise
culturaismaisamplos.Aevoluçãodosconceitosbásicosda
Termodinâmicaocorre,principalmente,nocontexto

a) daIdadeMédia.
b) dasgrandesnavegações.
c) daRevoluçãoIndustrial.
d) doperíodoentreasduasgrandesguerrasmundiais.
e) daSegundaGuerraMundial.
 


A esfera é colocada em repouso na pista, na posição de

abscissax=x1,tendoenergiamecânicaE<0.Apartirdessa



condição,suaenergiacinéticatemvalor



a) máximoiguala|U0|.

b) iguala|E|quandox=x3.

c) mínimoquandox=x2.

d) máximoquandox=x3.

e) máximoquandox=x2.
 

Noteeadote: 
desconsidereefeitosdissipativos. 


 


V

PAG 21/28 V
Caderno Reserva
CONCURSOVESTIBULARFUVEST–2015


 

69  71 
 

Quando começaram a ser produzidos em larga escala, em Considere as figuras a seguir, em que cada esfera
meados do século XX, objetos de plástico eram representaumátomo.

consideradossubstitutosdequalidadeinferiorparaobjetos
feitos de outros materiais. Com o tempo, essa concepção
mudoubastante.Porexemplo,canecaseramfeitasdefolha
de flandres, uma liga metálica, mas, hoje, também são
feitas de louça ou de plástico. Esses materiais podem
apresentar vantagens e desvantagens para sua utilização
emcanecas,comoaslistadasaseguir:


I. ter boa resistência a impactos, mas não poder ser


levadodiretamenteaofogo;
II. poderserlevadodiretamenteaofogo,masestarsujeito
acorrosão;
III. apresentar pouca reatividade química, mas ter pouca
resistênciaaimpactos.


Os materiais utilizados na confecção de canecas os quais


apresentamaspropriedadesI,IIeIIIsão,respectivamente,
 

a) metal,plástico,louça.
As figuras mais adequadas para representar,
b) metal,louça,plástico.
respectivamente,umamisturadecompostosmolecularese
c) louça,metal,plástico. umaamostradasubstâncianitrogêniosão
d) plástico,louça,metal. 
e) plástico,metal,louça. a) IIIeII.
 b) IVeIII.
 c) IVeI.
70 
d) VeII.

e) VeI.
Cincocremesdentaisdediferentesmarcastêmosmesmos 
componentes em suas formulações, diferindo, apenas, na 
porcentagem de água contida em cada um. A tabela a 72 
seguirapresentamassaserespectivosvolumes(medidosa 

25oC)dessescremesdentais. AGrutadoLagoAzul(MS),umacavernacompostaporum

lagoeváriassalas,emqueseencontramespeleotemasde
Marcade Massa Volume
cremedental (g) (mL)
origem carbonática (estalactites e estalagmites), é uma
importante atração turística. O número de visitantes,
A 30 20
entretanto, é controlado, não ultrapassando 300 por dia.
B 60 42 Umestudante,aotentarexplicartalrestrição,levantouas
C 90 75 seguinteshipóteses:

D 120 80
I. Os detritos deixados indevidamente pelos visitantes se
E 180 120 decompõem, liberando metano, que pode oxidar os


Supondo que a densidade desses cremes dentais varie espeleotemas.


apenas em função da porcentagem de água, em massa, II. O aumento da concentração de gás carbônico que é
contida em cada um, podeͲse dizer que a marca que liberado na respiração dos visitantes, e que interage
apresentamaiorporcentagemdeáguaemsuacomposição com a água do ambiente, pode provocar a dissolução
é progressivadosespeleotemas.
 III. Aconcentraçãodeoxigênionoardiminuinosperíodos
a) A. de visita, e essa diminuição seria compensada pela
b) B. liberaçãodeO2pelosespeleotemas.

c) C. O controle do número de visitantes, do ponto de vista da
d) D. Química,éexplicadopor
e) E. 
 a) I,apenas.

o
Dado:densidadedaágua(a25 C)=1,0g/mL. b) II,apenas.

c) III,apenas.
 d) IeIII,apenas.
 e) I,IIeIII.
 

V

PAG 22/28 V
Caderno Reserva
CONCURSOVESTIBULARFUVEST–2015


 

73  74 
 

Oeugenol,extraídodeplantas,podesertransformadoem Um estudante utilizou um programa de computador para


seu isômero isoeugenol, muito utilizado na indústria de testarseusconhecimentossobreconcentraçãodesoluções.
perfumes. A transformação pode ser feita em solução Noprogramadesimulação,eledeveriaescolherumsoluto
alcoólicadeKOH. paradissolveremágua,aquantidadedessesoluto,emmol,

e o volume da solução. Uma vez escolhidos os valores
desses parâmetros, o programa apresenta, em um
mostrador, a concentração da solução. A tela inicial do
simuladorémostradaaseguir.



Foramfeitostrêsexperimentosdeisomerização,àmesma
temperatura, empregandoͲse massas iguais de eugenol e
volumesiguaisdesoluçõesalcoólicasdeKOHdediferentes
concentrações.Ográficoaseguirmostraaporcentagemde
conversãodoeugenolemisoeugenolemfunçãodotempo,
paracadaexperimento.




OestudanteescolheuumsolutoemoveuoscursoresAeB
até que o mostrador de concentração indicasse o valor
0,50mol/L.Quandoessevalorfoiatingido,oscursoresAe
Bpoderiamestarcomomostradoem

 
AnalisandoͲseográfico,podeͲseconcluircorretamenteque

a) aisomerizaçãodeeugenolemisoeugenoléexotérmica.
b) oaumentodaconcentraçãodeKOHprovocaoaumento
davelocidadedareaçãodeisomerização.
c) o aumento da concentração de KOH provoca a
decomposiçãodoisoeugenol.
d) a massa de isoeugenol na solução, duas horas após o
iníciodareação,eramaiordoqueadeeugenolemdois
dosexperimentosrealizados.
e) aconversãodeeugenolemisoeugenol,trêshorasapós
o início da reação, era superior a 50% nos três
experimentos.












 
 
 
 
 


V

PAG 23/28 V
Caderno Reserva
CONCURSOVESTIBULARFUVEST–2015


75 


Amôniaegáscarbônicopodemreagirformandoureiaeágua.
Ográficoaoladomostraasmassasdeureiaedeáguaquesão
produzidas em função da massa de amônia, considerando as
reaçõescompletas.
A partir dos dados do gráfico e dispondoͲse de 270g de
amônia, a massa aproximada, em gramas, de gás carbônico
minimamente necessária para reação completa com essa
quantidadedeamôniaé

a) 120
b) 270
c) 350
d) 630
e) 700


 

76  77 
 

O 1,4Ͳpentanodiol pode sofrer reação de oxidação em Uma estudante de Química realizou o seguinte
condições controladas, com formação de um aldeído A, experimento:pesouumtubodeensaiovazio,colocounele
mantendoonúmerodeátomosdecarbonodacadeia. umpoucodeNaHCO3(s)epesounovamente.Emseguida,
O composto A formado pode, em certas condições, sofrer adicionouaotubodeensaioexcessodesoluçãoaquosade
reação de descarbonilação, isto é, cada uma de suas HCl,oqueprovocouareaçãoquímicarepresentadapor


moléculasperdeCO,formandoocompostoB.Oesquemaa
seguirrepresentaessasequênciadereações: 

 Após a reação terͲse completado, a estudante aqueceu o
sistema cuidadosamente, até que restasse apenas um
sólidoseconotubodeensaio.Deixouosistemaresfriaraté
a temperatura ambiente e o pesou novamente. A

 estudanteanotouosresultadosdesseexperimentoemseu
OsprodutosAeBdessasreaçõessão: caderno, juntamente com dados obtidos consultando um
 manualdeQuímica:




Aestudantedesejavadeterminaramassade

I. HClquenãoreagiu;
II. NaClqueseformou;
III. CO2queseformou.

Considerandoasanotaçõesfeitaspelaestudante,épossível
determinaramassade


a) I,apenas.
 b) II,apenas.

c) IeIII,apenas.



d) IIeIII,apenas.

 e) I,IIeIII.
V

PAG 24/28 V
Caderno Reserva
CONCURSOVESTIBULARFUVEST–2015


 

78  80 
 

Soluções aquosas de ácido clorídrico, HCl (aq), e de ácido A ardência provocada pela pimenta dedoͲdeͲmoça é
acético,H3CCOOH(aq),ambasdeconcentração0,10mol/L, resultado da interação da substância capsaicina com
apresentam valores de pH iguais a 1,0 e 2,9, receptores localizados na língua, desencadeando impulsos
respectivamente. nervososquesepropagamatéocérebro,oqualinterpreta
Em experimentos separados, volumes iguais de cada uma essesimpulsosnaformadesensaçãodeardência.
dessas soluções foram titulados com uma solução aquosa Esse tipo de pimenta tem, entre outros efeitos, o de
de hidróxido de sódio, NaOH (aq), de concentração estimularasudoresenoorganismohumano.

adequada. Nessas titulações, a solução de NaOH foi
adicionada lentamente ao recipiente contendo a solução
ácida,atéreaçãocompleta.SejamV1ovolumedasolução
deNaOHparareaçãocompletacomasoluçãodeHCleV2o
volume da solução de NaOH para reação completa com a
soluçãodeH3CCOOH.ArelaçãoentreV1eV2é

a) V1=103,9V2 

b) V1=(1,0/2,9)V2 Considereasseguintesafirmações:
c) V1=V2 
d) V1=2,9V2 I. Nas sinapses, a propagação dos impulsos nervosos,
e) V1=101,9V2 desencadeadospeloconsumodessapimenta,sedápela
 açãodeneurotransmissores.
 II. Ao consumir essa pimenta, uma pessoa pode sentir
79  maiscalorpois,paraevaporar,osuorliberacalorparao
 corpo.
Partedosolodabaciaamazônicaénaturalmentepobreem III. A hidrólise ácida da ligação amídica da capsaicina
nutrientese,consequentemente,poucoapropriadaparaa produz um aminoácido que é transportado até o
agricultura comercial. Por outro lado, em certas porções cérebro,provocandoasensaçãodeardência.
desse território, são encontradas extensões de terra rica 
em carvão e nutrientes (sob a forma de compostos de Écorretoapenasoqueseafirmaem
fósforoecálcio),osquaisnãoresultaramdadecomposição 
microbianadavegetação.Essetipodesoloépopularmente a) I.
chamadode“terrapreta”. b) II.
Dentre as hipóteses a seguir, formuladas para explicar a c) IeII.
ocorrênciada“terrapreta”,amaisplausívelseriaada d) IIeIII.
 e) IeIII.
a) decomposição gradativa de restos de peixes e caça e 
deposição da fuligem gerada pela queima de madeira, 
empregadanocozimentodealimentos. 
b) decomposiçãomicrobianadeafloramentosdepetróleo, 
seguida pela combustão completa dos produtos dessa 
decomposição. 
c) reação dos carbonatos e fosfatos, existentes na 
vegetação morta, com chuvas que apresentam pH 
menordoque4(chuvaácida). 
d) oxidação, durante a respiração noturna, do carbono 
contidonosvegetaisdaflorestaamazônica. 
e) decomposiçãotérmicadecalcário,produzindoóxidode 
cálcioecarvão. 
 














V

PAG 25/28 V
Caderno Reserva
CONCURSOVESTIBULARFUVEST–2015


81  84 
 
No processo de síntese de certa proteína, os RNA Considereaárvorefilogenéticaabaixo.
transportadoresresponsáveispelaadiçãodosaminoácidos 
serina, asparagina e glutamina a um segmento da cadeia
polipeptídica tinham os anticódons UCA, UUA e GUC,
respectivamente.
No gene que codifica essa proteína, a sequência de bases
correspondenteaessesaminoácidosé


a) UCAUUAGUC.
b) AGTAATCAG.
c) AGUAAUCAG.
d) TCATTAGTC.
e) TGTTTTCTG.


82 


Nagametogênesehumana, 
 
a) espermatócitos e ovócitos secundários, formados no Essa árvore representa a simplificação de uma das
final da primeira divisão meiótica, têm quantidade de hipótesesparaasrelaçõesevolutivasentreosgruposaque
DNA igual à de espermatogônias e ovogônias, pertencem os animais exemplificados. Os retângulos
respectivamente. correspondem a uma ou mais características que são
b) espermátides haploides, formadas ao final da segunda compartilhadaspelosgruposrepresentadosacimadecada
divisãomeiótica,sofremdivisãomitóticanoprocessode umdelesnaárvoreequenãoestãopresentesnosgrupos
amadurecimentoparaoriginarespermatozoides. abaixodeles.
c) espermatogônias e ovogônias dividemͲse por mitose e A presença de notocorda, de tubo nervoso dorsal, de
originam, respectivamente, espermatócitos e ovócitos vértebras e de ovo amniótico corresponde,
primários, que entram em divisão meiótica, a partir da respectivamente,aosretângulos
puberdade. 
d) ovogônias dividemͲse por mitose e originam ovócitos a) 1,2,3e4.
primários, que entram em meiose, logo após o b) 1,1,2e5.
nascimento. c) 1,1,3e6.
e) espermatócitoseovócitosprimáriosoriginamomesmo d) 1,2,2e7.
número de gametas, no final da segunda divisão e) 2,2,2e5.
meiótica. 
 

85 
83  

 Nas figuras abaixo, estão esquematizadas células animais


A energia entra na biosfera majoritariamente pela imersasemsoluçõessalinasdeconcentraçõesdiferentes.O
fotossíntese.Poresseprocesso, sentidodassetasindicaomovimentodeáguaparadentro
 ou para fora das células, e a espessura das setas indica o
a) é produzido açúcar, que pode ser transformado em volumerelativodeáguaqueatravessaamembranacelular.
várias substâncias orgânicas, armazenado como amido 

ou,ainda,utilizadonatransferênciadeenergia.
b) é produzido açúcar, que pode ser transformado em
várias substâncias orgânicas, unido a aminoácidos e
armazenado como proteínas ou, ainda, utilizado na
geraçãodeenergia.
c) é produzido açúcar, que pode ser transformado em
substâncias catalisadoras de processos, armazenado 

como glicogênio ou, ainda, utilizado na geração de
Aordemcorretadasfiguras,deacordocomaconcentração
energia.
crescentedassoluçõesemqueascélulasestãoimersas,é:
d) é produzida energia, que pode ser transformada em

várias substâncias orgânicas, armazenada como açúcar
a) I,IIeIII.
ou,ainda,transferidaadiferentesníveistróficos.
b) II,IIIeI.
e) é produzida energia, que pode ser transformada em
c) III,IeII.
substânciascatalisadorasdeprocessos,armazenadaem
d) II,IeIII.
diferentesníveistróficosou,ainda,transferidaaoutros
e) III,IIeI.
organismos. 

V

PAG 26/28 V
Caderno Reserva
CONCURSOVESTIBULARFUVEST–2015


 

86  89 
 

Certa planta apresenta variabilidade no formato e na Abaixo estão listados grupos de organismos clorofilados e
espessura das folhas: há indivíduos que possuem folhas característicasqueosdistinguem:
largas e carnosas, e outros, folhas largas e finas; existem 
também indivíduos que têm folhas estreitas e carnosas, e I. Traqueófitas–vasocondutordeseiva.
outroscomfolhasestreitasefinas.Essascaracterísticassão II. Antófitas–flor.
determinadas geneticamente. As variantes dos genes III. Espermatófitas–semente.
responsáveis pela variabilidade dessas características da IV. Embriófitas–embrião.
folhaoriginaramͲsepor V. Talófitas–corpoorganizadoemtalo.
 
a) seleçãonatural. Considere que cada grupo corresponde a um conjunto e
b) mutação. queainterseçãoentreelesrepresentaocompartilhamento
c) recombinaçãogenética. de características. Sendo P um pinheiroͲdoͲparaná
d) adaptação. (araucária),indiqueaalternativaemquePestáposicionado
e) isolamentogeográfico. corretamente,quantoàscaracterísticasquepossui.
 

87 


Existemvírusque

a) sereproduzemindependentementedecélulas.
b) têmgenomaconstituídodeDNAeRNA.
c) sintetizamDNAapartirdeRNA.
d) realizam respiração aeróbica no interior da cápsula
proteica.
e) possuemcitoplasma,quenãocontémorganelas.


88 


Num determinado lago, a quantidade dos organismos do


fitoplâncton é controlada por um crustáceo do gênero
Artemia,presentenozooplâncton.Graçasaesseequilíbrio,
a água permanece transparente. Depois de um ano muito
chuvoso, a salinidade do lago diminuiu, o que permitiu o
crescimentodonúmerodeinsetosdogêneroTrichocorixa,
predadores de Artemia. A transparência da água do lago 
diminuiu. 
 
Considereasafirmações: 90 
I. A predação provocou o aumento da população dos 

produtores. No intestino humano, cada uma das vilosidades da


II. A predação provocou a diminuição da população dos superfície interna do intestino delgado tem uma arteríola,
consumidoressecundários. umavênulaeumarededecapilaressanguíneos.Apósuma
III. A predação provocou a diminuição da população dos refeição, as maiores concentrações de oxigênio, glicose e
consumidoresprimários. aminoácidosnosanguesãoencontradasnas
 
Estácorretooqueseafirmaapenasem  Oxigênio Glicose Aminoácidos
 a) vênulas vênulas vênulas
a) I.
b) II. b) vênulas vênulas arteríolas
c) III. c) arteríolas arteríolas arteríolas
d) IeIII.
e) IIeIII. d) arteríolas arteríolas vênulas
 e) arteríolas vênulas vênulas








V

PAG 27/28 V
Caderno Reserva
XXX.XXX.XXX.XXX DD/MM/AAAA HH:MM:SS

FUVEST 2015
1ª Fase − Conhecimentos Gerais (30/11/2014)

000
000/000

PAG 28/28 V
Caderno Reserva