Você está na página 1de 2

1- Em recentes discussões acaloradas na ONU em relação ao conflito Israel-Palestina,

vários países exararam seus entendimentos sobre o caso. O primeiro a falar foi o
representante norte-americano que defendeu os bombardeiros israelenses afirmando que
o grupo terrorista Hamas já matou muito mais gente com seus atentados e que tem
certeza que Israel está tentando evitar mortes de civis, mas que estas podem ocorrer e
são inevitáveis para o fim do terrorismo na Palestina. Pediu a palavra o representante
francês e afirmou que nunca se poderia legitimar a morte de qualquer civil, de qualquer
pessoa para alcançar qualquer outra finalidade, pois toda vida possui valor, e por isso
Israel estaria agindo de forma equivocada. O representante japonês afirmou que todo o
conflito deverá ser analisado pelas normas jurídicas de direito internacional, e sendo
assim, Israel deverá obedecer tais normas pois foram elaboradas de forma racional por
todos os Estados membros da ONU. Por fim, o representante da Arábia Saudita foi
questionado pelo Presidente da ONU Ban Ki Moon por não oferecer ajuda aos
palestinos, no que foi respondido pelo representante da Arábia Saudita que deve apenas
se preocupar com os cidadãos sauditas e que não iria tomar partido. Identifique as
teorias morais utilizadas por cada representante conceituando cada uma das 4 teorias
utilizadas. (4 pontos)
R: O representante norte-americano está baseando sua fala na teoria da ética utilitarista,
que trabalha a ideia de que é impossível levar felicidade para todos, e sendo assim a
resposta certa seria levar a felicidade ao maior número possíveis de pessoas, mesmo que
levando a infelicidade para algumas outras. O representante francês se baseou na teoria
ética kantiana, que pensa que uma vida, uma pessoa, tem valor em si mesmo, e portanto,
sacrificar uma vida que seja em prol de outra já seria um erro. O representante japonês
utilizou a teoria ética contratualista, que entende que existem normas morais e jurídicas
elaboradas pelos homens e que estas sempre devem ser respeitadas pois foram pensadas
por seres racionais, e outro ser racional, caso aja de forma racional, se veria impelido a
seguir tais normas. Por fim, o representante saudita se baseou na teoria do egoísmo
ética, onde a resposta correta seria que devemos primeiro nos preocupar primeiro com a
nosso felicidade para depois se preocupar com a felicidade dos outros, e sendo assim, A
Arábia Saudita deveria primeiro se preocupar com a felicidade do povo saudita, e essa
seria a resposta certa.

2 – O Poder Judiciário vem ganhando ao longo dos anos uma importância muito grande
em relação a concretização dos direitos fundamentais previstos na CRFB/88. Além das
garantias constitucionais ligadas a magistratura, a Carta Política de 1988 também trouxe
uma série de deveres para a magistratura. Elenque 3 deveres da magistratura explicando
cada um deles e mostrando a sua importância para uma boa prestação jurisdicional. (3
pontos)
R: O aluno deveria escolher, dentre inúmeros deveres para a magistratura como
presteza, coragem, estudo permanente, frequência a cursos de aperfeiçoamento, residir
na comarca, desinteresse, dedicação exclusiva, abstenção política, moralidade, etc., 3
para elencar e explicar a importância deles para uma boa prestação jurisdicional.
3 – Immanuel Kant vai afirma na sua Fundamentação da Metafísica dos Costumes:
“Ora, todos os Imperativos preceituam ou hipoteticamente ou categoricamente. Os
imperativos hipotéticos representam a necessidade de uma ação possível, como meio
para alcançar alguma outra coisa que se pretende (ou que, pelo menos, é possível que
se pretenda). O imperativo categórico seria aquele que representa uma ação como
necessária por si mesma, sem relação com nenhum outro escopo, como objetivamente
necessária. Dado que toda lei prática representa uma ação possível como boa é,
conseguintemente, como necessária para um sujeito capaz de ser determinado
praticamente pela razão, todos os imperativos são fórmulas, pelas quais é determinada
a ação que, segundo os princípios de uma vontade de qualquer modo boa, é necessária.
Ora, quando a ação não é boa senão comomeio de obter alguma outra coisa , o
imperativo é hipotético;mas, quando a ação é representada como boa em si, e portanto
como necessária numa vontade conforme em si mesma a razão considerada como
princípio do querer, então o imperativo é categórico” . A partir do texto transcrito,
diferencie a ideia de moral e ética dentro do pensamento de Kant e Nietzsche. (3
pontos)

R: O aluno deverá explicar o método kantiano dos imperativos categórico e hipotético e


o meio pelo qual o homem alcança verdades morais utilizando-se desse método. Deve
mencionar também a existência de uma autonomia da vontade, onde sempre o um
homem tem sua autonomia suprimida, haverá um erro, onde tal teoria terá grande
importância no desenvolvimento dos direitos humanos e na ideia da dignidade da pessoa
humana, onde o homem deve ser visto como sendo um fim em si mesmo e não um meio
para que outro homem alcance um fim. A verdade é encontrada portanto no uso da
racionalidade, ondea moral terá papel predominante na teoria kantiana. Em relação a
Nietzsche o aluno deverá demonstrar que conhece toda a originalidade do autor, toda
sua crítica a ideia de uma única verdade nos moldes kantianos, sua crítica ao
pensamento clássico, em especial ao pensamento socrático-platônico. Deverá apresentar
sua distinção da ética com a moral, da transvaloração de todos os valores, onde a
racionalidade deverá estar em equilíbrio com os instintos. Deverá portanto demonstrar a
crítica nietzschiana sobre a moralidade em prol de uma vida ética, de múltiplas
verdades, sem a existências de verdades universais.