Você está na página 1de 15

Recebo diariamente centenas de dúvidas sobre os saltos de

desenvolvimento.

Na 2ª aula da Jornada da Super Mãe você aprendeu como os saltos


podem influenciar no sono e na rotina do bebê. E como você deve
estar atenta a essas importantes fases da vida do bebê para poder
ajustar sua rotina conforme o seu bebê cresce e se desenvolve.

Mas vamos relembrar o que são os saltos de desenvolvimento.

O que são os saltos de desenvolvimentos?

São períodos de enormes mudanças que ocorre um grande


aprendizado do bebê. O bebê passa um bom tempo captando
informações e estímulos, para de repente ter um salto de aprendizado.

O aprendizado não é homogêneo, não é contínuo, ele ocorre em


saltos. O desenvolvimento motor, cognitivo, social e de linguagem
ocorrem em saltos.

E durante esses saltos podem ocorrer duas coisas: toda vez que
algo muda na rotina do bebê ou ele fica alerta ou fica assustando.

Então a cada salto o bebê vai mudar sua visão de mundo tudo,
vai mudar inclusive a sua rotina. Ou ele fica muito alerta, porque ele
fica muito empolgado, por causa dessas habilidades novas, desse
novo aprendizado, ou ele fica muito assustado porque ele não estava
pronto ainda para essas habilidades que surgiram.

O que acontece durante os saltos?


É comum o bebê ficar assustado devido às grandes mudanças
que ocorrem em tão pouco tempo. Ele manifesta uma maior
necessidade de colo e de sucção não nutritiva, ele fica mais choroso,
irritado e irritável.

O que é referido por muitas que o bebê fica mais chato, carente
e chorão. E eu, carinhosamente, denominei de os “3Cs dos saltos de
desenvolvimento”.

Qual a duração dos saltos?

Alguns duram uma semana outros duram muitas semanas.


Depende muito de cada bebê, depende muito de cada salto. O salto
dos 04 meses e dos 9 meses são conhecidos por serem os mais longos,
mais difíceis e que o bebê demanda muito mais atenção da mãe do
que os outros saltos.

Porque não se deve chamar de crise e sim de


saltos?

O ideal é que não se chame mais de crise porque não é uma


coisa ruim, é um período difícil, porém é um período ótimo. É um
período de grande desenvolvimento, um período de grande
diferencial para o seu bebê. Então não chame mais de crise, chame
de salto.

E como identificar em qual salto de desenvolvimento seu bebê se


encontra?
Ao todo são 10 saltos nos primeiros 20 meses, 08 nos primeiro 12
meses, quando ele completa 01 ano é o oitavo salto. Cada salto
muda completamente a visão de mundo.
O primeiro acontece com 05 depois, com 08, depois com 12, 19,
o tão terrível dos 4 meses, 26, 37, 46 e 55 semanas.
Mas lembre do que eu sempre digo! Bebê não lê tabela! Use essas
quantidades como forma de orientação e para se preparar. Mas é
muito possível que o período de grande desenvolvimento ocorre um
pouco antes ou um pouco depois.

Então a melhor forma de identificar o início de um salto de


desenvolvimento e determinar em qual salto o bebê se encontra é
observando os sinais que ele emite.

Você vai perceber que o bebê vai emitir os “3Cs" e vai manifestar
novas habilidades. E conhecer as habilidades esperadas para cada
marco de desenvolvimento é fundamental!
O primeiro salto acontece entre 04 e 05 semanas de
vida, ou seja, assim que ele completa um mês de vida.

E o que acontece nesses primeiros 30 dias?

O bebê cresce em uma velocidade assustadora, cresce muito.


Começa as se familiarizar mais com as pessoas da família. Tem um
aumento do perímetro cefálico, o que significa que seu
desenvolvimento neurológico está acontecendo, mas ele só vai
aprender novas habilidades entre 04 e 05 semanas, que é o primeiro
grande salto. Por ser uma grande quantidade de informações para o
bebê, ele acaba não assimilando, o que torna o salto bem difícil para
ele.

Como sabemos que aconteceu um salto de desenvolvimento?

De repente o seu bebê que estava ótimo passou a apresentar os


03 c’s, ficou chato, chorão e carente. Com um choro inconsolável,
muito irritado e um grude enorme, não consegue mais ficar em outro
lugar que não seja os braços da mãe. Se você observar com cuidado
você perceberá que ele está aprendendo novas habilidades.

E o que o bebê vai aprender no primeiro mês?

Desenvolvimento: 1 mês?
+ Motor:
- Pernas mais estendidas;
- Postura tônico-cervical;
- levanta o queixo quando pronado;
+ Cognitivo:
- Segue 90º.
- Acompanha objeto da lateral até linha média;
+ Social:
- Sorri reativamente;
08 semanas (2 meses)

É idade do padrão de da repetição ele passa várias horas


fazendo a mesma coisa, passa a ser um bebê muito mais observador,
mas ele ainda tem pouco controle do corpo e, uma semana antes do
salto, tem um grande crescimento do perímetro cefálico.

O que acontece quando entra no salto?

Os 3 c’s, ele fica chato chorão e carente, choro inconsolável,


bastante irritado e muito carente, vai ser sempre assim. Passa a
estranhar outras pessoas, só querer a mãe, passa a dormir mal e a
chupar o dedo. Passa a recusar o peito ou a querer o peito toda hora.
Ele não está mamando mal, nem seu leite está ruim, apenas está
passando por um salto.

E o que o bebê vai aprender no segundo mês?

Desenvolvimento: 2 meses

+ Motor;
- Postura tônico-cervival;
- Levanta a cabeça quando pronada.
- Cabeça firme quando fica sentado na cadeirinha, ou no colo;
+ Cognitivo;
- Acompanha objeto até 180º;
+Linguagem;
- Sorri socialmente;
+ Social.
- Vocaliza sons consonantais;
11 ou 12 semanas.

A característica principal do bebê é um bebê com muito mais


mobilidade, os sentidos dele estão mais diferenciados, o que é
importante ele saber o que é olfato, audição, para as diferentes
experiências de desenvolvimento de habilidades novas.

O que acontece quando o bebê entra nesse salto?

Os 3 c’s, como todos os outros saltos, ele vai estranhar mais outras
pessoas que não a mãe, até o pai. Vai dormir mal e passa a chupar
mais o dedo devido à fase oral e em busca de sucção não nutritiva
como forma de consolo.

E o que o bebê vai aprender no terceiro mês?

Desenvolvimento: 3 meses
+ Motor:
- Postura tônico-cervical;
- Levanta a cabeça e o tronco quando pronada;
- Sustentação pendular da cabeça
Quando você puxa uma criança, que estava deitada, para ficar
sentada, ela consegue segurar a cabeça;
+ Cognitivo:
- Acompanha objeto a mais de 180º;
- Estende as mãos para pegar um objeto;
+ Social:
- Contato social; Ri e emite alguns sons.
+ Linguagem:
- Sons guturais (TTrrrrr, Brrr...)
19 semanas (04 meses).

É o salto mais problemático, mais duradouro e provavelmente o


salto mais especial e que acontecem maiores mudanças no bebê. E é
por isso que ele é difícil, porque o bebê muda muito. Há uma evolução
na mobilidade e na maneira de interagir com as coisas. Ele passa a ter
mais personalidade, já escolhe os brinquedos e pessoas preferidas.

O que acontece quando o bebê entra nesse salto?

Os 3 c’s, choro inconsolável, irritado, sem comer direito, sem


mamar direito e sem dormir direito. O bebê passa por uma oscilação
de humor muito grande, atermando mudanças bruscas de humor, de
gargalhadas ao choro inconsolável rapidamente.

E o que o bebê vai aprender no quarto mês?

Desenvolvimento: 4 e 5 meses
Perda dos reflexos primitivos (Reflexo de Moro, por exemplo);
+ Motor;
- Cabeça centralizada;
- Mãos juntas sobre a linha média (3 a 4 meses);
- Criança rola
- Senta COM apoio: 4 a 5 meses;
+ Cognitivo;
- Pega cubital;
+ Social;
- Ri alto;
- Gosta que falem quando falam com ele. Sorri ao estímulo
verbal.
+ Linguagem;
- Sons guturais;
26 semanas (06 meses).

A grande mudança é que o bebê passar a ter noção de


distância, percebe que nem tudo está ao seu alcance e isso se dá pelo
desenvolvimento da sua visão, ele passa a ver melhor. Começa a sentir
a ausência da mãe, o que já motivo para muito choro.

O que acontece quando o bebê entra nesse salto?

Os 3 c’s, chato, chorão e carente. Dorme mal, e começam a ter


pesadelos, que mesmo de olho fechado ele está irritado,
choramingando. Isso é apenas um salto, ele tentando assimilar as
muitas informações e habilidades novas. Fica com apetite horrível que
coincide com a introdução alimentar. A troca de fralda se torna um
terror. Eles ficam com uma necessidade enorme de ter algo para
abraçar então dê uma naninha.

E o que o bebê vai aprender no sexto mês?

Desenvolvimento: 6 a 7 meses
+ Motora
- Rola muito;
- Senta SEM apoio por algum tempo;
+ Cognitivo
- Transfere objetos de uma mão para a outra (6º ao 8º mês).
- Tenta alcançar objetos.
+ Social
- Gosta do espelho;
- Prefere a mãe.
+ Linguagem
+ 6 meses:
- Fala uma sílaba e repete (da da da da, ba ba ba ba, ma ma
ma ma); Não é “Mama” e nem “papa”!!!
36 a 40 semanas (09 meses).

O bebê passar a se concentrar mais no que faz, fica mais


detalhista no que faz. Ele perde muito tempo fazendo coisas simples,
prestando bastante atenção nas coisas que acontecem. Pior fase em
perceber a ausência de algumas coisas, principalmente a ausência da
mãe. Ele já vai estar engatinhar, vai querer conhecer tudo. É o segundo
pior salto em relação ao choro.

O que acontece quando o bebê entra nesse salto?

Esse salto tem uma diferença em relação aos outros, ou ele vai
ficar com os 3 c’s ou ele vai ficar extremamente doce. Ou vai ficar em
um choro inconsolável querendo colo ou vai ficar mais doce do que o
normal, querendo te abraças, te beijar. Ambas as atitudes tem o
mesmo objetivo: querer que você pegue nos braços. O bebê demora
mais a pegar no sono e passa a acordar bem mais durante a noite. E
ainda podem acontecer os pesadelos, que é aquela situação em que
o bebê está dormindo e fica irritado e choramingando. Aconteça o
que acontecer não o acorde, tente consolar no berço. Trocar fralda se
torna bem difícil.

E o que o bebê vai aprender no nono mês?

Desenvolvimento: 8 a 10 meses

Período de mais alterações no DNPM!!


+ Motor:
- Senta sozinha e sem apoio.
- Se locomove: Engatinha, se arrasta, etc.
(engatinhar é marco facultativo. Pode andar sem nunca ter
engatinhado)
+ Cognitivo:
- Consegue segurar um objeto em cada mão e bater um contra
o outro.
- Começa o movimento de pinça. Ainda um pouco grosseiro.
- Solta os objetos só se forem retirados. Já não faz mais tanta
resistência.
- Alcança objetos.
+ Social:
- Por imitação: Da tchau e bate palmas;
- Brinca de “esconde-achou” -> Permanência do objeto.
- Permanência do objeto: sabe que um objeto existe, mesmo
que a criança não esteja mais vendo.
OBS: Antes disso, ao sair do campo visual, a criança perde o
interesse pelo objeto.
- Tem como consequência:
Sentir falta dos pais;
Estranha desconhecidos;
+ Linguagem:
- Criança é inibida com um NÃO!
Mas não pelo entendimento. É por causa do tom.
- Comunicação gestual de uma ação;
Ela entende a comunicação gestual, não-verbal. Você mostra
uma ação e ela repete.
- Começa a falar “mama” e “papa”; Mas sem nenhum
significado específico.
- Entende o som do seu nome;
entre 44 e 47 semanas (11 meses).

O bebê começa a perceber que algumas coisas exigem certa


ordem para que ele consiga fazer.

O que acontece quando o bebê entra nesse salto?

O bebê passa a ter bastante ciúme quando a mãe dá atenção


para outra pessoa.

E o que o bebê vai aprender no décimo primeiro mês?

Desenvolvimento: 11 a 12 meses

+ Motor:
- Se levanta sozinha;
- Anda com apoio;
OBS: Pode até andar sem apoio, mas o esperado é isso.
+ Cognitivo;
- Pinçamento fino. Consegue passar páginas de livro.
- Pega objetos já fazendo a pinça.
- Entrega objetos por solicitação.
+ Social;
- Interage com os pais. Ajuda a se despir. Brinca. Socializa com
os outros.
+ Linguagem;
- Segue comando verbal de uma ação. (Linguagem verbal
receptiva);
Entende o que deve ser feito sem precisar mostrar a ação.
- Fala as primeiras palavras; Nomear pessoas e objetos;
Geralmente 3 palavras: Mama, água e não.
55 semanas (01 ano).

Elebê acabou de fazer um ano e muita coisa muda para ele.

O que acontece quando o bebê entra nesse salto?

Os sintomas se repetem. Não há mais tanta novidade quanto nos


saltos anteriores. Os 3 c’s, choro inconsolável, muito ciúme e estranha
mais as pessoas.

E o que o bebê vai aprender no décimo segundo mês?

Desenvolvimento: 11 a 12 meses

+ Motor:
- Se levanta sozinha;
- Anda com apoio;
OBS: Pode até andar sem apoio, mas o esperado é isso.
+ Cognitivo;
- Pinçamento fino. Consegue passar páginas de livro.
- Pega objetos já fazendo a pinça.
- Entrega objetos por solicitação.
+ Social;
- Interage com os pais. Ajuda a se despir. Brinca. Socializa com
os outros.
+ Linguagem;
- Segue comando verbal de uma ação. (Linguagem verbal
receptiva);
Entende o que deve ser feito sem precisar mostrar a ação.
- Fala as primeiras palavras; Nomear pessoas e objetos;
Geralmente 3 palavras: Mama, água e não.
64 semanas (15 meses)

A grande diferença é que o bebê passa a testar diferentes


personalidades. Ele tem a sua personalidade bem definida, mas quer
testar a reação da mãe. Comportamentos negativos devem ser
repreendidos, pois ele já tem noção do sim e do não.

O que acontece quando o bebê entra nesse salto?

De novidade, o bebê passa a querer mais o colo de estranhos.

E o que o bebê vai aprender no décimo quinto mês?

Desenvolvimento motor grosseiro após 12 meses?


+ Motor:
+ 16 meses:
- Corre (e cai pouco depois);
OBS: Corre bem mesmo aos 3 anos.
- Escala escadas;
+ Cognitivo:
+ 13º mês:
- Rabisca: Coordenação visual-motora;
+ 12º ao 15º mês:
- Faz torre de 2 cubos; (Combina objetos);
+ Linguagem:
+ 15 meses:
- Aponta várias partes do corpo.
Décimo salto, 75 semanas.

Marca o começo da formação de uma consciência, ele já


começa a estabelecer seus valores, ética, começa a estabelecer sua
personalidade.

Quais são as habilidades que o bebê adquire neste salto?

A partir desse salto o bebê já é uma criança com suas próprias


atitudes.

E o que o bebê vai aprender no décimo oitavo mês?

+ Motor:
+ 18 meses:
- Sobe escadas melhor. Só se apoia com 1 das mãos.
+ Cognitivo:
+ 18º mês:
- Torre de 4 cubos.
OBS: Fazer a torre mostra a união da coordenação visual,
motora fina e motora grosseira.
+ Linguagem:
+ 18 meses:
- Fala de 10 a 15 vocábulos;
+ Social:
+ 18 meses:
- Brinca sozinha; Início do pensamento simbólico.
Começa a fingir que está fazendo coisas.
- Objeto de transição:
Objeto simboliza os pais ausentes.
Importante até que o pensamento simbólico seja completo. A
partir daí a criança tem a lembrança dos pais sem nenhum
objeto de transição.