Você está na página 1de 32

SISTEMAS ESTRUTURAIS

SEÇÃO
ATIVA
Sistemas Estruturais de seção ativa são formados basicamente por
elementos lineares de material resistentes a solicitações de
compressão, tração e flexão.
Sistemas estruturais de SEÇÃO ATIVA são sistemas compostos por
elementos lineares, retos, sólidos e rígidos nos quais a redistribuição
de forças é efetuada através do REDIRECIONAMENTO DAS
FORÇAS SECIONAIS.

Os membros do sistema são principalmente submetidos à FLEXÃO.

As características típicas destas estruturas são:


• O perfil da seção transversal e
• A continuidade de massa dos elementos estruturais.
Estamos então falando de:

VIGAS

PÓRTICOS

SISTEMAS RETICULADOS

LAJES
Sistemas de SEÇÃO ATIVA
como: vigas, pórticos,
sistemas reticulados e lajes

... tornam possível obter


GRANDES VÃOS E ESPAÇO
LIVRE sem auxílio de
suportes, sem abandonar
as vantagens da forma
retangular em plano e
seção.
Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves, Arq. Oscar Niemeyer,
Belo Horizonte, 2010
Vigas

Redirecionamento de cargas verticais aos apoios.


VIGAS: POSSUEM RESISTÊNCIA A COMPRESSÃO, A TRAÇÃO E RIGIDEZ A
FLEXÃO.
A S VIGAS ALÉM DE SE RE M CA PA ZES DE RESIST IR A S FO RÇA S Q UE AT UA M NA
DIREÇÃO DE SEU EIXO, PODEM TAMBÉM, POR MEIO DE ESFORÇOS SECIONAI S,
SUPORTAR FO RÇA S PE RPENDICULA RES AO SE U E IXO E T RA NSMITI -LA S
LATERA LMENTE AO LO NGO DEST E AT É SE US E XT REMO S.
VIGAS DE CONCRETO

Muito empregadas na
construção civil e
residencial.
VIGAS DE AÇO
VIGAS DE MADEIRA
VIGAS

MOM, Arq. Oscar Niemeyer, Curitiba, 2002


VIGAS

MUBE, Arq. Paulo Mendes da Rocha, São Paulo, 1986


Pórtico de vários pavimentos
Pórtico rígido

Pórtico de vãos múltiplos

PÓRTICOS: A DUA L I DA DE V I G A - PIL AR FOI G R A DATIVA MENTE S U BSTITU Í DA P OR


P ÓRT I COS R Í G I DOS, U N I N DO E M U M A Ú N I CA P EÇA E L E M ENTOS EST R UTU R AIS COM
E F I CI ÊNCI A E VA N TAGENS CON ST RU TIVA S.
Pórticos

Diferença entre o funcionamento de VIGAS x PÓRTICOS.


MUSEU DE ARTE MODERNA, RJ Exemplo de Pórtico
Transversal
ARQ. AFFONSO EDUARDO REIDY, 1952
PÓRTICOS

Grande Arco de La Défense, Arq. Otto von Spreckelsen, Paris, 1989


PÓRTICOS

MASP, Arq. Lina Bo Bardi, São Paulo, 1968


Lajes uniformes

Lajes com nervuras

Lajes em balanço

LAJES: ELEMENTO ESTRUTURAL MONOLÍTICO DE ESPESSURA RELATIVAMENTE


PEQUENA, USADO PARA COBRIR ÁREAS E SEPARAR OS DIVERSOS PISOS DE UM
EDIFICIO.
ELAS CLASSIFICAM-SE EM MOLDADAS NO LOCAL DA OBRA OU PRÉ-FABRICADAS.
Lajes de edifícios
Lajes
• Lajes são os elementos planos das edificações (horizontais ou inclinadas), de estrutura monolítica e de
altura relativamente pequena.
• São caracterizadas por duas dimensões: sua largura e seu comprimento, predominantes em relação à sua
altura, e que servem para separar os diversos pisos de um edifício.
• As lajes possuem um comportamento análogo ao das vigas perpendiculares, pois podem ser consideradas
como se fossem formadas por infinitas vigas, paralelamente ou perpendicularmente entre si e dispostas
umas ao lado das outras, formando uma malha.
MOLDADAS NO LOCAL DA OBRA

Laje maciça
Laje cogumelo

Laje nervurada
LAJE MACIÇA

Em construção Finalizada
LAJE COGUMELO

Em construção
PRÉ-MOLDADAS / PRÉ-FABRICADAS

Laje pré-fabricada convencional Laje alveolar


LAJE CONVENCIONAL
LAJE ALVEOLAR PROTENDIDA
SISTEMAS RETICULADOS (OU GRELHAS): COMBINA VIGAS (OU NERVURAS) EM
MAIS DE UMA DIREÇÃO.
SISTEMAS RETICULADOS

Combina vigas (ou nervuras) em direções perpendiculares.


LAJE NERVURADA

Em construção Finalizada
LAJE NERVURADA
VÍDEO

https://vimeo.com/104801410