Você está na página 1de 1

Deus,…Não te entendo!

Muitos questionamentos sobre Deus, e sobre acontecimentos da vida permeiam a vida da humanidade.
E em alguns indivíduos, estas questões chegam a ser tão latentes que conseguem abalar a fé no próprio Deus.
Se Deus é bom, se Ele é amor...
- Por que Deus permite o mal?
- Por que nada na minha vida da certo?
- Por que coisas ruins acontecem a pessoas boas?

E com certeza muitas outras perguntas poderiam ser acrescidas a estas.


Mas, a verdade por detrás destas e de tantas outras perguntas, muito embora possa parecer dura a resposta, está na incapacidade da
humanidade em obedecer a Deus desde a fundação do mundo. Daí também vem à inaptidão para entender os planos de Deus e
reconhecê-lo em toda nossa existência.

A verdade absoluta é que Deus é AMOR, e Deus é BOM, em todo tempo. Mesmo que eu ou você, meu caro leitor não tenhamos a
clareza do entendimento sobre os caminhos e planos dEle a nosso respeito.
As Escrituras no livro do profeta Jeremias nos mostram a fala do próprio Deus a este respeito:
Porque Eu bem sei os pensamentos que penso a vosso respeito, diz o SENHOR; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar
um futuro e uma esperança. (Jr 29:11)

O que o homem não quer admitir é que ele mesmo, em sua natureza caída não é bom, como disse o apóstolo Paulo... o pecado que
habita em mim (Rm 7,17)

Estou longe de entender plenamente o texto de Romanos 8:28, porque também como humano que sou existem coisas que
acontecem onde não consigo encontrar explicação.
Mas de uma coisa tenho certeza, sendo Ele muito mais de que Deus, Ele é meu Pai. E como Pai verdadeiro e amoroso, Ele tem
cuidado de nós!

O problema é existencial, e na essência do problema está o entender a verdadeira fé, sendo esta fundamentada em um
relacionamento intimo, um lugar onde ouço (não apenas escuto), a voz Dele.
Pois as Escrituras nos ensinam a ter fé... inclusive:
Sem fé é impossível agradar a Deus, pois quem dele se aproxima precisa crer que ele existe e que recompensa aqueles que o
buscam. (Hb 11:6)

Acontece que Fé, não consiste de anseios, desejos, devoção ou muito falar de forma até mesmo visceral. As pessoas acreditam ou
foram ensinadas de forma equivocada que:
- Se eu for insistente no meu pedido, se orar muito, se me fizer ouvir por Deus de modo que eu o comova, então Ele vai fazer a
minha vontade
Não estou dizendo de forma alguma, que Deus não ouve a oração, até por que... a oração do justo pode muito em seus efeitos.
Nem mesmo estou afirmando que não se deva levar as petições a Deus...
Não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, e com ação de graças, apresentem seus pedidos a
Deus. (Fp 4:6)

O que estou tentando explicar, é que fé segundo as Escrituras é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das
coisas que se não veem (Hb 11:1)
Portanto é crer naquilo que se espera, a partir da Palavra dita, mas que ainda não consigo ver, tendo certeza que irá acontecer.
Quando isto deve e pode acontecer?
As Escrituras respondem: De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus. (Rm 10:17)

Então, meu caro irmão e leitor, creia sim, tenha muita fé sim, coloque seu pé no degrau sem enxergá-lo, mas somente faça isto a
partir da Palavra proferida por Deus. Pois Ele jamais irá te desapontar, porque Ele é fiel em cumprir a sua Palavra.

Lembre-se que Deus é bom em todo tempo e em todo tempo Deus é bom, a despeito da minha incapacidade de entender todos os
seus caminhos e desígnios!

Deus é BOM!
Joelson Jones Borges – pr.

Você também pode gostar