Você está na página 1de 16

PUB Quarta-feira • 24 de junho de 2020 • •1

1068
24 junho 2020
Ano 20
quarta-feira
 0.75 iva incluído
Diretor: Luís Baptista-Martins
semanário

Guarda perdeu 3.572


habitantes desde 2011
Segundo as estimativas reveladas esta semana pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), todos os concelhos das
Beiras e Serra da Estrela perderam residentes entre 2011 e 2019. A Guarda é, a seguir a Portalegre, a segunda
capital de distrito mais afetada pelo despovoamento Pág.6

Pavilhão multiusos encalhado


Saúde
Distrito da
Guarda com
cinco casos
ativos de
Covid-19
Coordenadora da Unidade de
Saúde Pública da ULS admite
que, «com a mobilidade, é natural
que possam surgir novos casos»,
mas apela aos cidadãos que
mantenham o distanciamento e
cumpram as recomendações da
Direção-Geral de Saúde _______ 4

Política
Promessas
por cumprir,
ordenado
milionário e
contas marcam
Assembleia Presidente da Câmara da Guarda assume dúvidas sobre o procedimento e já não exclui a realização
Municipal da de um concurso público para a construção do equipamento no Rio Diz ou mesmo a desistência
Guarda do fundo de investimento. Pág.5
Críticas ao Governo por promes-
sas que tardam a ser cumpridas
na Guarda e críticas à Câmara pelo
ordenado do diretor executivo da PSD Covilhã
candidatura da cidade a Capital
Europeia da Cultura em 2027 e
Júlio Santos concorre contra GNR desmantela rede
pelas contas de 2019, assim foi «governo sombra» da Câmara na de tráfico de droga
a última Assembleia Municipal.
Sobre a sessão extraordinária e a concelhia da Guarda Quatro homens foram detidos – três na Covilhã e um em Loulé – na semana
polémica que se seguiu nem uma passada por tráfico de droga, falsificação de notas e posse ilegal de armas.
Candidato quer que secção local seja o garante da «estabilidade
palavra, como se o caso nunca Na operação foram apreendidas 330 doses de vários tipos de estupefa-
política, harmonia e serenidade» que o partido «tanto precisa» na
tivesse existido _____________ 8 cientes com um valor de rua superior a 10 mil euros _______________ 16
Guarda e acusa o adversário Sérgio Costa de ser oposição ao partido
na Câmara _____________________ 7

IPG Desporto
Vila Cortês - Guarda vai jogar
Biotecnologia Medicinal no Campeonato de Portugal
é nova licenciatura
A primeira licenciatura nesta área na região Centro e a segunda a nível O terceiro classificado do Distrital será o representante da Guarda no
nacional vai começar a ser lecionada na Escola Superior de Saúde terceiro escalão do futebol nacional após Sp. Mêda e AD Manteigas
do Instituto Politécnico da Guarda em setembro _______________ 4 não terem aceite convite da Associação de Futebol_______________ 13
2• • Quarta-feira • 24 de junho de 2020

Cara
Entrevista
no  fio  da  navalha

a P e r f i l
cara
João Morgado
CCDR Vila Cortês
do Mondego
«Um Consulado Presidente da direção da Casa do Brasil –
Terras de Cabral

do Brasil nesta
Idade: 55 anos

O concelho da Guarda está de regresso aos Naturalidade: Aldeia do Carvalho, Covilhã.


Nacionais de futebol com a inesperada promoção
do terceiro classificado do Distrital da Iª Divisão na Currículo (resumido): Foi operário têxtil, jor-

região do
última época. É certo que a subida “caiu do céu”, nalista, consultor de comunicação; foi chefe de
após as recusas do Sp. Mêda e da AD Manteigas, gabinete dos presidentes de câmara de Castelo
Branco, Covilhã e agora Belmonte. Cofundador
mas o Vila Cortês do Mondego – que deverá passar
da Câmara de Comércio da Região das Beiras.
a incluir Guarda na sua designação oficial – não É poeta e romancista, já recebeu oito prémios

interior será de
terá a tarefa fácil. E este passo de gigante só será literários. Entre outros, destacou-se com “Vera
viável com os apoios financeiros necessários para Cruz”, o romance biográfico de Pedro Álvares
garantir um plantel forte para a próxima época. Cabral, que lhe mereceu a Grã-Cruz da Ordem do
Caso contrário, o clube pode viver o inferno do Mérito Cívico e Cultural, oficializada pela República

uma importância
fundo da tabela, tal como os seus antecessores. Federativa do Brasil, e o Troféu “Cristo Redentor”
da Academia de Letras e Artes de Paranapuã – Rio
de JaneiroTerritorial.

Livro preferido: “A Sombra do Vento”, in memo-

enorme»
riam a Carlos Ruiz Zafón recentemente falecido.
IPG Filme preferido: “The Bucket List”, com Jack
O Instituto Politécnico da Guarda (IPG) Nicholson, Morgan Freeman, entre muitos outros.
vai iniciar em setembro uma nova licencia-
P – Como surge a Casa do Brasil – Ter- sidade de encontrar diferentes respostas e Hobbies: Ler e, naturalmente, escrever…
tura em Biotecnologia Medicinal, que junta
ras de Cabral, de cuja direção é o primeiro harmonizar o trabalho que está a ser feito.
a engenharia à medicina e será lecionada na
presidente?
Escola Superior de Saúde. O curso será a
R – É uma ideia de muitos anos… e que P – E que trabalho está a ser feito?
primeira oferta formativa nesta área na região des, o estabelecer parcerias, o acompanhar
nasce da vontade de muita gente, portugueses No campo político, o presidente António
Centro e a segunda a nível nacional. Pela sua e brasileiros. Havia duas missões a que im- Rocha, em Belmonte, tem vindo a desenvolver empresários que queiram investir na re-
especificidade a nova formação poderá ser portava dar resposta. Uma no campo político um trabalho profícuo no afirmar de ligações gião, ou empresários locais que pretendam
uma mais-valia para atrair novos estudantes e diplomático, outra no campo social e apoio com o Brasil. Estabeleceu ligações com a Bahia contactos no Brasil. Ao contrário de outras
para a cidade mais alta. Além disso junta-se às comunidades emigrantes que chegam à – com a chamada costa cabralina, assinou uma associações, a Casa do Brasil é constituída
à já recém-criada licenciatura em Mecânica nossa região. Pela ligação umbilical de Cabral, geminação com São Paulo, luta pela criação por portugueses e brasileiros. A ideia não é
e Informática Industrial e aos CteST ligados a Câmara Municipal de Belmonte já tem uma de um Consulado Honorário do Brasil em manter a comunidade agregada num gueto,
à construção civil, ao setor automóvel e estratégia de dinamização das relações políti- Belmonte… um trabalho valioso. O Consulado pelo contrário, é facilitar a sua integração na
robótica, que também foram anunciados cas e económicas com o Brasil. Por outro lado, nesta região do interior será de uma impor- sociedade portuguesa e ajudar a potenciar o
recentemente. por toda a região, havia movimentos disper- tância enorme. Hoje, um brasileiro, para tratar seu valor. É preciso quebrar alguns precon-
sos de brasileiros mais ou menos organizados. de um papel, terá de ir a Lisboa ou Porto, ceitos e resistências, e evidenciar que uma
Havia que harmonizar todo este trabalho que não faz sentido. No campo social há grupos grande parte da nova emigração brasileira
estava a ser feito. A Casa do Brasil é agora uma dispersos e voluntariosos, como a Associação nos oferece gente com formação superior,
organização formal que pode trabalhar com de Brasileiros da Covilhã, de alguns alunos com capacidade económica e com a juventude
a Câmara de Belmonte – entre outras, com a da UBI, que funciona como uma embaixada que falta ao nosso tecido social. Vamos dar a
Embaixada, com o Consulado do Brasil, e com de conhecimento, que partilha informação e conhecer exemplos fortes de emigrantes que
as famílias que escolheram esta região para orienta quem chega à região, e dá explicações estão a desenvolver grandes investimentos na
estudar, trabalhar, ganhar raízes… É preciso a quem está no Brasil a equacionar a possibi- região, que trabalham na investigação cientí-
fica, que são ativos culturalmente. E mostrar
Chaves Monteiro sublinhar que há muita gente que não está
de passagem e quer refazer aqui a sua vida.
lidade de trabalhar ou estudar em Portugal.
É preciso unir estas linhas de trabalho para o que temos muito a ganhar na sua integração!
Precisam de um apoio especial neste salto trabalho ser eficaz.
Quando tudo parecia bem encaminhado enorme das suas vidas… temos aqui um papel P – Ser um lóbi da região no Brasil
e negociado, o presidente da Câmara da a desempenhar. E que projetos/ iniciativas vai desen- também pode ser um deles?
Guarda recuou na construção do futuro Centro volver?
de Exposições Transfronteiriço no Rio Diz. P – Quais são os seus objetivos prin- R – A Casa do Brasil não tem recursos R – Claro que sim. Lóbi enquanto pro-
Chaves Monteiro tem agora dúvidas sobre o cipais? económicos, mas irá criar as suas atividades dutores de informação, de conhecimento,
procedimento a realizar, já admite promover Como referi, importa harmonizar o e envolver parcerias – serão comunicadas a enquanto edificadores de um “networking”
um concurso público ou até mesmo a desis- trabalho que já está a ser desenvolvido por seu tempo. Mas esta não é uma associação ativo entre os dois países. Mas não se trata de
tência do fundo de investimento interessado outras entidades e tentar colmatar lacunas de arraial e festivi- um menu de ofertas, é preciso que os empre-
no projeto. O que, em fevereiro, era tido como existentes, por exemplo na questão cultural. dades, está virada sários e dirigentes locais tenham capacidade
a fórmula certa para esta obra avançar deixou Na Beira Interior temos mais de quatro sobretudo para de trabalho, imaginação e ousadia. À Casa do
de o ser. O processo encalhou e parece cada mil brasileiros. É muita gente e com forte a partilha cul- Brasil cabe-lhe apenas uma certa diplomacia
vez mais difícil que veja a luz do dia. Entre- tendência para aumentar. Temos a ideia de tural entre os política e económica que pode facilitar à nossa
tanto, como “antigamente”, a Câmara da que somos países irmãos, a mesma língua, dois países, região encontrar novos mercados e atrair
Guarda (executivo e oposição) continuam a a mesma cultura... mas, não é assim tão a partilha de investimentos, mas não se vai substituir a
adiar o que é estruturante para o concelho e básico. É preciso entender que o Brasil é informação, ninguém. Uma coisa é certa, o Brasil pode
o “quanto pior melhor” voltou a ser a escolha um país continental onde cabe quase toda o desblo- estar a viver uma crise (neste momento, quem
dos políticos da Guarda. a Europa. Cada estado é como um país di- quear de re- não está?), mas é um país-continental com um
ferente e, quando falamos da comunidade lações entre potencial económico fabuloso…
brasileira que chega até nós, falamos de entida-
Cidália Valbom um conjunto de pessoas com origens muito
diferentes, com status económicos
P – O que falta fazer para a região tirar
maior partido da relação umbilical
diferenciados, formações acadé- que há entre Belmonte e o Brasil?
Após a polémica convocação de As- R – Belmonte está em vias de rece-
micas variadas. O emigrante
sembleia Municipal Extraordinária, que ber um Consulado Honorário do Brasil
da Bahia não é o mesmo
foi anulada pelo Presidente da Câmara da – o único no interior do país – será uma
de Espírito Santo, que
Guarda, Cidália Valbom recua e remete-se ao marca para recentrar Belmonte aos
é mesmo ao lado, e
silêncio, contrariando as promessas de con- muito menos é o emi- olhos dos brasileiros. António Rocha
testação que fez há semanas atrás. Durante grante Santa Catarina, está muito empenhado neste projeto.
a sessão desta segunda-feira a presidente mais a Sul… A família A sua geminação com São Paulo terá de
da Assembleia Municipal não teceu qualquer que vem procurar tra- ser agora potenciada, pois é uma cidade
comentário relativo à Assembleia cancelada balho para recome- com 12,2 milhões de habitantes, a ca-
por Chaves Monteiro depois de muito ruído çar a vida não vive a pital económica do Brasil e que possui
e pareceres divulgados publicamente mas mesma realidade da uma comunidade judaica muito grande
que no local próprio acabaram por não ser família de empresá- e influente. O trabalho diplomático que
apresentados. rios que vem para in- está a ser feito com a Bahia, sobretudo
vestir em Portugal, ou Porto Seguro e Cabrália, também terá
dos académicos que frutos em breve. Creio que há passos
querem desenvolver seguros. Temos de abandonar o olhar
investigação no nosso de desconfiança em relação ao Brasil.
país. Entre nós, não há No meio das suas fragilidades, há gente
uma Comunidade Bra- muito forte, séria e com enormes capa-
sileira, existem várias. cidades, um país com enormes recursos.
Por isso falo da neces- Que o Atlântico nos una e não nos separe.
Quarta-feira • 24 de junho de 2020 • •3

editorial Luís Baptista-Martins


baptista-martins@ointerior.pt

O estado de alarme
está de volta
Depois de semanas convictos de que Portugal estava a fazer frente ao
Covid-19 com sucesso e tranquilidade; depois de semanas de aplauso
público a tudo e a todos, porque todos estavam de “parabéns”, fomos
“cilindrados” pelas notícias de que a Dinamarca e mais um dezena de
países fechavam as suas fronteiras a Portugal por termos mais de 20
infeções por 100 mil habitantes por semana (só a Suécia regista mais
novos infetados do que Portugal).
Na verdade, nem fomos extraordinários na resposta à pandemia em
março, nem agora temos uma situação descontrolada.
Os profetas da desgraça que aprendam a viver com o “novo normal”,
em que todos os cuidados serão poucos, mas o país não pode voltar a
entrar em confinamento, porque temos de regressar “à vida”, pela so-
brevivência das pessoas, das famílias, da economia, pelo turismo, mas


especialmente porque quem não trabalha no Estado e não tem salário
assegurado tem de adaptar-se ao “novo normal” e continuar… Quem
tem o seu negócio está falido; quem trabalha nos serviços, na cons-
trução-civil, no campo, nas
fábricas, nos transportes, e
em tantos outros sectores,
tem todos os dias de sair
de casa, como o fez duran-
te os meses de pandemia,
para ir trabalhar, produ-
zir e ganhar para comer,
Todo o cuidado é
A direita e o racismo
opinião para pagar as despesas
António Ferreira pouco, mas se todos diárias, para dar de comer
antonio.ferreira.adv@netvisao.pt
aos filhos, para sobreviver
O ponto de vista de alguma direita sobre a morte do de tornar ainda mais grave o passado criminal de Floyd. formos cuidadosos é apesar do vírus. Todo o
negro George Floyd às mãos de um polícia branco assenta É sabido que esteve preso, pelo menos três vezes, e possível recuperarmos cuidado é pouco, mas se
na seguinte narrativa básica: não se trata da morte de um uma delas por um crime grave. Estava acusado de ter todos formos cuidadosos
negro, mas sim de um homem que acabou de praticar forçado a entrada em casa de uma mulher para a roubar, a normalidade. é possível recuperarmos a
um crime e resistiu à prisão, que tinha sido previamente ele e mais quatro cúmplices, e de lhe ter apontado uma normalidade.
condenado por crimes graves, que estava sob a influência arma de fogo à barriga. O “New York Times”, sobre este Em Espanha, durante duas semanas, não houve atualização dos dados;
de drogas e que pode ter morrido por outras causas. assunto, limita-se a dizer que Floyd cumpriu quatro a maioria dos países da Europa separou a morte por Covid-19 da que
Segundo essa mesma direita, todas as vidas im- anos de prisão por se declarar culpado do crimes de ocorria por outras doenças, mesmo que também infetados pelo novo
portam, não apenas as dos negros, e têm razão até roubo agravado com uso de arma de fogo, e bem: não coronavírus; os líderes portugueses, na sua irresponsável prosápia e
aqui. Onde não têm razão é quererem com isso retirar houve julgamento, não foi exercido contraditório e, como vontade de voltar ao normal e ao “está tudo bem”, deram um mau exem-
legitimidade ao movimento “Black Lives Matter”, que permitido pela lei americana e pelo seu sistema do “plea plo entre os espetáculos do Campo Pequeno e a “festa” da Champions,
nasceu da constatação de que a violência policial sobre bargain”, Floyd deu-se como culpado dos crimes, não da que os jovens seguiram e as consequências estão à vista. Mas aprender
os negros se traduzia num número anormal de mortes prática dos factos, e foi preso sem julgamento a troco com os erros não é defeito, pelo que as autoridades têm de corrigir
e de que algo teria de mudar para acabar com isso. Por de uma pena menos pesada. Assim, apenas podemos algumas opções, tomar medidas por região (inclusive com cordões sa-
muito que se queira ignorar a questão racial, a verdade é concluir que, se se deu culpado do crime é porque, pelo nitários concelhios ou distritais) e não se porem em bicos de pé cada
que não há, ou não são conhecidas, imagens de polícias menos, achou que iria ser condenado pela sua prática. vez que há uma vitória, porque a filosofia de vida atual, das palmadinhas
a estrangular brancos até à morte. Pode ser verdade Mais grave é a introdução no discurso de outro fator: nas costas e dar os parabéns por tudo e por nada, não nos leva a lado
que a violência policial é um problema, e é-o em muitos a mulher assaltada estaria grávida. Este elemento não nenhum.
países, e em relação a pessoas de todas as raças, mas consta do processo crime e não é referido por nenhum ... E acabou o ano letivo! Inacreditavelmente, no novo normal foi norma-
este movimento existia antes de George Floyd e mantém jornal de referência, tendo sido introduzido na tal narrativa lizada a ideia do ensino à distância e silenciado o erro de abrir creches
legitimidade, até porque outro negro foi morto pela polícia da direita sobre o assunto apenas, aparentemente, para e jardins-de-infância e manter encerradas as escolas primárias, prepa-
americana, desta vez a tiro, poucos dias depois. tornar mais grave o passado criminal de George Floyd e ratórias e secundárias – mais importante e porventura menos perigoso
O passado de George Floyd, que tinha cadastro menos grave a atuação do polícia que o matou. “Era um
seria abrir as escolas a crianças com mais de 6 anos, mas a voz dos
criminal e um histórico de penas de prisão, tem sido, a perigoso bandido e, para cúmulo, ameaçou com uma
sindicatos dos professores é mais forte. Durante mais de três meses as
pretexto de contextualização, utilizado para de alguma pistola, apontada ao seu ventre, uma mulher grávida!”.
crianças e adolescentes não tiveram escola, não aprenderam, não con-
forma justificar a sua morte. É verdade que há logo um A conclusão só pode ser a que retiraria qualquer um dos
viveram, não brincaram, não cresceram, não evoluíram no seu habitat, a
ou dois “disclaimers”, protestos de apenas se pretender que este fim de semana aplaudiram Trump em Tulsa, no
escola. Houve crianças que receberam um email por semana com fichas
contextualizar, mas logo vem o refrão: “George Floyd Oklahoma: “É melhor ele estar morto” ou “o polícia que
e perguntas, mas nem receberam as correções; houve professores que
não era nenhum santo!”. Isto já é suficientemente mau, o matou, Derek Chauvin, é um herói”.
se esforçaram imenso neste novo normal para as crianças aprenderem
até porque as mesmas pessoas não se preocupam em Já as mentiras difundidas sobre a causa da morte,
e houve professores que não deram aulas síncronas, que não quiseram
vasculhar da mesma forma o passado do polícia que por abuso de metanfetaminas que teria agravado uma
aprender a trabalhar com plataformas ou sequer com computadores –
o matou, e se não é para justificar aquela morte, então doença cardiovascular pré-existente, não passam de um
esse argumento não passa de um inútil detrito vazado no insulto a todos os que viram as filmagens dos momentos deviam mudar de vida e deixar o ensino para quem se reinventa todos
discurso. É tão trágica essa morte como se George Floyd que antecederam a morte de Floyd. Tanto assim que o os dias; houve pais que reclamaram e houve outros que nem deram
fosse merecedor do Nobel da Paz e quem não entende relatório final da autópsia é muito claro sobre a causa conta que os seus filhos não tinham escola, nem aprendiam. Foi um
isto tem noções muito distorcidas sobre o bem e o mal. da morte: paragem cardiorrespiratória por compressão ano perdido e que não se pode recuperar, especialmente para as crian-
Sobre o crime que ele teria acabado de cometer, a do pescoço, sem qualquer menção relevante a drogas ças que foram encerradas num confinamento indesejado, numa crise
tentativa de passagem de uma nota falsa de 20 dólares, no sangue. pandémica que destroçou sonhos e anseios, que matou a aprendizagem
não descobri qualquer confirmação credível, a não ser a Por tudo isto, continua a ser pertinente a pergunta e a evolução, que tragicamente deixou uma marca negativa em todos.
da existência da suspeita, tal como não vi confirmação “Há ou não um problema de violência policial com mo- Esperemos que em setembro a escola regresse, que os professores e
da resistência à prisão: pode ter tentado passar a nota, tivações racistas nos Estados Unidos?”. A direita, pelo alunos recuperem o ânimo para que as novas gerações rapidamente
ou não, tal como pode, ou não, num momento inicial, menos alguma direita, e pelo menos a que estaria do recuperem o tempo perdido. Se assim não for será uma tragédia para os
ter resistido à prisão, já que nas filmagens não parece lado vencido na guerra civil americana ou no combate mais jovens! Será uma tragédia para o país! Se a escola não voltar em
estar a resistir. dos anos 60 pelos direitos civis, parece achar que esta setembro será uma catástrofe que não podemos permitir!
Muito pior é a tentativa, naquela “contextualização”, pergunta nem deve ser feita.

PUB
4• • Quarta-feira • 24 de junho de 2020

Distrito da Guarda IPG


Biotecnologia

com cinco casos ativos


Medicinal é nova
licenciatura
O Instituto Politécnico da Guar-
da (IPG) vai iniciar em setembro

de Covid-19
uma nova licenciatura em Biotec-
nologia Medicinal, que junta a enge-
nharia à medicina e será lecionada
na Escola Superior de Saúde.
O curso será «a primeira oferta
AR formativa nesta área na região Cen-
teve mais um caso, sendo já dois tro e a segunda a nível nacional».
os infetados neste concelho. Seia Segundo o comunicado enviado a O
e Trancoso não reportaram novos INTERIOR, o Politécnico guardense
contágios, e mantêm 12 e 22 infe- «está a fazer uma forte aposta na
tados no total (respetivamente). investigação ligada à biotecnologia
Em Seia o covid-19 fez já um óbito. através do desenvolvimento tridi-
Observando o gráfico oficial é mensional de dispositivos médicos
possível verificar que, de um modo para a regeneração da pele e de
geral, o número de casos de Co- produção de lentes de contacto com
vid-19 registou uma subida mais nanossistemas de libertação contro-
significativa no período compre- lada de fármacos». Paula Coutinho,
endido entre 26 de março e 15 de professora e investigadora no IPG e
abril, altura a partir da qual a curva coordenadora do curso, adianta que
começa a “achatar”. A maioria dos a Biotecnologia Medicinal é consi-
doentes infetados no distrito da derada «uma área emergente que
Guarda tinha mais de 80 anos (72 num futuro próximo irá contribuir
casos, 49 dos quais diagnosticados fortemente para a resolução rápida
em doentes do sexo feminino). e eficaz dos novos desafios da me-
Ana Isabel Viseu afirma que
dicina, da indústria farmacêutica e
não há, neste momento, razão para
para prolongar a esperança de vida».
alarme no que toca ao número
«Permite fazer diagnósticos
de casos de infeção no distrito,
precoces, investigar novos trata-
mas alerta que «a situação requer
acompanhamento e vigilância em mentos para necessidades médicas
todo o país». A médica refere que não atendidas e lançar terapêuticas
«com a mobilidade é natural que inovadoras que poderão ter um
possam surgir novos casos», mas impacto decisivo na vida dos pa-
os cidadãos devem «sobretudo cientes», acrescenta. Por sua vez, o
estar conscientes de que temos presidente do Politécnico acredita
de manter o distanciamento» e que a nova licenciatura será «uma
cumprir as demais recomendações vantagem competitiva no mercado
Até terça-feira, não havia doentes internados nos cuidados intensivos do Hospital Sousa Martins da Direção-Geral de Saúde. dos cuidados de saúde e da indús-
tria, que tem procurado licenciados
Estes doentes «estão a O INTERIOR a médica Catarina totalizando os mesmos 8, 2 e 4
ULS da Guarda para responder a desafios como as
todos estáveis», diz Quinaz, infeciologista responsável casos positivos respetivamente. constantes epidemias da atualidade,
Catarina Quinaz, pela enfermaria Covid-19. Em Gouveia a situação também continua a ser de as mutações de vírus ou as bactérias
infeciologista da ULS No mais recente relatório permanece inalterada, sem novos referência para a que antes estavam controladas». O
Guarda local oficial da ULS, divulgado na infetados além dos 24 já conta- curso de Biotecnologia Medicinal
Durante o fim de semana sexta-feira, verificava-se que se bilizados anteriormente. Houve Covid-19 na região vai formar quadros para a prevenção
foram detetados dois novos casos mantinha o número de 16 óbitos, neste concelho cinco óbitos desde Centro precoce de doenças graves e malig-
de Covid-19 na Guarda. De acordo tendo aumentado para 217 o total o início da pandemia. Na Guarda nas e para a produção e transforma-
com Ana Isabel Viseu, coordena- de doentes recuperados, mais dois houve dois novos casos de infeção A ULS da Guarda vai con- ção de novos produtos biomédicos
dora da Unidade de Saúde Pública face aos números divulgados a detetados entre 12 e 19 de junho, tinuar a ser um dos dois hos- e sistemas terapêuticos emergentes,
12 de junho. 39 pessoas estavam acumulando-se um total de 26 pitais de referência para a com aplicação na medicina regene-
da Unidade Local de Saúde (ULS),
ainda a ser vigiadas pelas enti- casos de coronavírus no concelho. Covid-19 na região Centro na rativa e personalizada.
ambos os doentes «não são da fase atual da pandemia. A outra
Guarda, mas sim de Aveiro», tendo dades competentes. Não havia, Manteigas e Pinhel não registaram unidade é o Centro Hospitalar O último semestre do curso con-
ficado internados no Hospital Sou- até à hora do fecho desta edição, novos contágios desde 12 de junho. Universitário de Coimbra. A sistirá na realização de um estágio
sa Martins, onde foram testados. doentes internados nos cuidados Enquanto o primeiro teve um decisão, tomada pela tutela, curricular em hospitais, centros de
Além destes dois casos, há, intensivos, informação confirmada total de sete infetados, o segundo foi comunicada na passada investigação, empresas da indústria
de acordo com a responsável, a O INTERIOR por Ana Isabel Viseu totaliza 32 casos de infeção e dois quinta-feira pela presidente farmacêutica ou instituições ligadas
cinco casos ativos de coronavírus e Catarina Quinaz. óbitos. Mêda mantém-se sem qual- do Conselho Diretivo da Ad- à biotecnologia parceiras do IPG.
Ainda segundo o relatório quer caso positivo de covid-19. Em ministração Regional de Saúde
na área de abrangência da ULS do Centro e pelo Coordenador
(menos um que o indicado no semanal, registaram-se mais 3 ca- Vila Nova de Foz Côa, o concelho Regional dos Cuidados Inten-
relatório oficial de sexta-feira), no sos no concelho de Almeida (total mais afetado na região desde o sivos, acrescentou a ULS em
qual foram identificados 240 casos acumulado de 9). Os concelhos de início da pandemia, não houve comunicado, onde agradece
de infeção no total. Estes doentes Celorico da Beira, Figueira de Cas- novos casos, mantendo-se o valor «uma vez mais o profissionalis-
«estão todos estáveis e um deles telo Rodrigo e Fornos de Algodres já noticiado de 92 casos positivos e mo, o empenho e a resiliência Sabugal
não registaram novos contágios, oito óbitos por covid-19. O Sabugal de todos os profissionais».
terá alta hoje [terça-feira]», disse Esplanadas
isentas de taxas
Família infetada leva ao fecho de infantário no Fundão até ao final do ano
O infantário de Aldeia Nova do Cabo, no con- testes nas referidas estruturas. Nos Bombeiros os A doente, uma mulher de 60 anos, é o primeiro
O município do Sabugal decidiu
celho do Fundão, foi encerrado «por precaução», 27 testes realizados foram negativos, enquanto no caso registado no concelho desde 27 de maio, e
após cinco pessoas da mesma família testarem
suspender a cobrança de taxas de
Lar Misericórdia houve uma funcionária que tes- está a ser acompanhada a partir do domicílio. Já
positivo para covid-19. A informação foi avançada em Belmonte estavam, esta terça-feira, confir-
ocupação do espaço público, incluin-
tou positivo. Todos os utentes tiveram resultados
pela autarquia no passado domingo, em conferên- mados dois casos ativos de infeção por covid-19, do esplanadas, e de publicidade a
negativos no teste ao novo coronavírus.
cia de imprensa. As duas crianças infetadas frequentavam segundo relatos de António Dias Rocha à Rádio todos os estabelecimentos comer-
A situação terá tido início no sábado, com a um infantário em Aldeia Nova do Cabo, razão Caria. O edil contava que as duas pessoas, um ciais até ao final do ano. A medida
deteção de um caso positivo de uma senhora se pela qual o local foi imediatamente encerrado. casal residente na vila de Belmonte, estavam está incluída no programa “Covid-19
60 anos, que realiza tratamentos de saúde fora Foram realizados testes a todas as pessoas com «confinados à sua residência e têm tido a pre- - Sabugal Solidário” e destina-se «a
da região. Após a confirmação do diagnóstico de quem terão contactado as crianças infetadas. Até ocupação de não receberem pessoas amigas na revitalizar a economia local». Os
covid-19 foram realizados testes à família mais à hora de fecho desta edição havia três funcioná- sua casa. Eles compreendem, porque eles é que estabelecimentos cuja licença anual
próxima, onde se registaram mais quatro casos rias infetadas. Os testes às crianças estão ainda a trouxeram o vírus numa viagem que fizeram, caduque durante este período terão
positivos, dois adultos e duas crianças. Um destes decorrer, não havendo até ao momento nenhum e agora têm que suportar as consequências. apenas de solicitar a renovação e
adultos é colaborador dos Bombeiros Voluntários caso positivo. Lamento profundamente, por eles, e também efetuar o pagamento a partir de 1
do Fundão e o outro trabalha no Lar da Misericór- Também na Covilhã foi detetado um caso pela preocupação que nos trazem em termos de janeiro de 2021.
dia do Fundão. Por este motivo foram realizados positivo no passado domingo, dia 21 de junho. de saúde pública», disse o autarca.
Quarta-feira • 24 de junho de 2020 • •5

Câmara da Guarda recua


Trancoso
Feira de
S. Bartolomeu

no Centro de Exposições
cancelada
A AENEBEIRA – Associação
Empresarial do Nordeste da Beira e
o município de Trancoso decidiram

Transfronteiriço
não realizar a edição deste ano da
centenária feira de S. Bartolomeu,
que acontece anualmente em agosto.
A decisão foi tomada na semana LM
passada, tendo os organizadores
concluído que «não estão reunidas
as condições de segurança que
salvaguardem a saúde e bem-estar
de todos» após análise da situação
que o país vive em consequência da
pandemia da Covid-19. O evento es-
tará de regresso em 2021, assumiu
a AENEBEIRA.

Guarda 2027
Sede da Candidatura
a Capital Europeia da
Cultura fica no centro
histórico
A candidatura da Guarda a Ca-
pital Europeia da Cultura em 2027
inaugurou simbolicamente a sua
sede na quarta-feira.
O espaço fica na Rua da Paz,
junto ao Passo do Biu, no centro
histórico, num edifício reabilitado
de três pisos que já acolheu o ga-
binete do Polis Guarda, a extinta
Agência para a Promoção da Guarda
(APGUR) e foi sede provisória da
Comunidade Intermunicipal das
Beiras e Serra da Estrela. «Esta
sede é um espaço de trabalho, mas «Quando tivermos todos os elementos que consideramos necessários avançaremos», disse o presidente do município
será aberto ao público quando for
possível», disse Pedro Gadanho, di-
retor executivo da candidatura, que Carlos Chaves Monteiro «O processo judicial tem-nos intenção de cumprir uma promessa com 10 mil metros quadrados, bem
assumiu dúvidas sobre criado um impasse e se a Câmara eleitoral e de resolver «um proble- como a requalificação de toda a
está a reunir com os 17 municípios
não decidir entretanto pode ser o ma» com 19 anos. área envolvente, está orçada em 19
parceiros do projeto para «recolher o procedimento e já não tribunal a determinar o arresto do De resto, «a Câmara tem sempre milhões de euros, totalmente supor-
ideias, propostas e expetativas». O exclui a realização de terreno da antiga fábrica têxtil a alternativas, até porque já pensamos tados pelos investidores privados,
objetivo destes contactos é construir
«uma candidatura de território, que
um concurso público favor do município, não sei é quan- neste projeto há muito tempo e te- que, em contrapartida, celebrarão
para a construção do será», adiantou Carlos Chaves mos que defender os interesses dos com o município um contrato pro-
reflita os seus anseios e iniciativas»,
Monteiro. Mas se isso acontecer munícipes», garantiu o presidente messa de arrendamento para fins
disse o responsável, que doravante do equipamento no também se perspetiva uma batalha do município. Em fevereiro último, não habitacionais que implicará o
estará «mais presente» na Guarda. Rio Diz ou mesmo a judicial, pois a Sociedade Têxtil a Greenfield, a Câmara e a Têxtil Ma- pagamento de uma renda mensal
Para Carlos Chaves Monteiro, pre-
sidente da Câmara, a marca Guarda
desistência do fundo de Manuel Rodrigues Tavares irá «de- nuel Rodrigues Tavares chegaram a «de valor fixo» durante 20 a 25
investimento. fender os seus interesses, exigindo acordo para a construção do CET nos anos aos promotores, que será da
2027 «está viva, pujante e quem está
nomeadamente indeminizações e terrenos da antiga fábrica. Conforme ordem dos 800 mil anos por ano.
envolvido sabe qual é o caminho».
A Câmara da Guarda deu um a salvaguarda dos seus direitos», noticiou O INTERIOR, o fundo de Estava igualmente acordado que,
O edil revelou que a reabilitação do
passo atrás na construção do Cen- assume o edil guardense, que já não investimento faria a obra depois findo o prazo de arrendamento, o
imóvel custou cerca de 7 mil euros.
tro de Exposições Transfronteiriço exclui que o fundo de investimento de pagar 2 milhões de euros ao imóvel, que também vai acolher o
Na sessão, a Matos & Prata oficiali-
(CET) na zona do Rio Diz. O projeto interessado em construir o CET município e cerca de 950 mil euros futuro Centro Tecnológico Fernando
zou também o empréstimo de uma
deveria ter sido apresentado na possa desistir do projeto tendo em à empresa, incluído uma parcela de Carvalho Rodrigues, reverterá para
viatura cem por cento elétrica à
reunião quinzenal do executivo da conta a demora em resolver o assun- terreno que estava omissa no acor- o município por um valor que não
candidatura.
última segunda-feira, mas à última to. «Ninguém faz investimento num do celebrado com a autarquia em poderá ultrapassar os 25 mil euros.
da hora o presidente retirou-o da terreno alheio», disse, reiterando a 2001. A construção do equipamento
Celorico da Beira
ordem de trabalhos e voltou a adiar
Adjudicada gestão de o assunto sine die.
eficiência energética No final da sessão, Carlos Cha- Relatório intercalar para os 365 dias do ano». ciou que a autarquia vai criar
ves Monteiro assumiu ter cada vez Atualmente, «vamos auscul- uma zona de esplanadas na
do concelho por 3,2 mais dúvidas sobre o procedimento da Guarda 2027 tando e escrevendo para dar so- Praça Velha que acolherá quatro
milhões de euros a adotar e já não exclui a realização
apresentado lidez a um documento final que estabelecimentos nos meses de
de um concurso público ou mesmo terá que ser apresentado depois julho e agosto. Serão 54 metros
A gestão da eficiência ener- que seja o tribunal a decidir a posse Na segunda-feira o executi- das autárquicas de 2021», referiu. quadrados para cada interessa-
gética do concelho de Celorico da do terreno. «Se a decisão não for vo ficou a conhecer o relatório O autarca voltou a reiterar que a do, que ficarão isentos de taxas
Beira foi adjudicada por mais de 3,2 política que seja judicial», disse aos intercalar da candidatura da candidatura da Guarda está a «ser e usarão estruturas cedidas pela
milhões de euros à empresa HEN, jornalistas. O autarca considera Guarda a Capital Europeia da trabalhada» e tem «pressupos- Câmara. «É um contributo posi-
sediada na Guarda, para os próximos agora que é preciso «aperfeiçoar» Cultura em 2027. Trata-se de um tos válidos», como são o diálogo tivo para ajudar estes pequenos
treze anos. a proposta e acrescentar «mais as- documento que identifica o que inter-religioso, a diáspora da emi- negócios no pós-pandemia,
O contrato permitirá «uma par- petos» para a sua fundamentação. já foi feito pela equipa executiva gração portuguesa, a cooperação esperemos que a situação não
tilha de poupança de 15 por cento», «Quando tivermos todos os elemen- e as áreas diferenciadoras que transfronteiriça e a emergência piore até lá», disse. Dependente
garantida com a substituição das tos que consideramos necessários devem nortear o dossier guar- climática. O executivo aprovou da evolução do coronavírus está
luminárias convencionais existentes avançaremos», afirmou o presidente dense. O relatório apresenta por unanimidade a prorrogação também a realização de uma
na rede pública do município (cerca do município, sublinhando que a ainda as atividades a realizar até 2021 do concurso público partida da Volta a Portugal na
de 7.000) por luminárias LED. Em proposta do fundo de investimento até 2021, entre as quais está internacional para a concessão da cidade mais alta, a 3 de agosto.
comunicado, a autarquia acrescenta deve estar «melhor instruída» para o uma bienal de arte internacional. rede de transportes públicos. Em «Se não estiverem garantidas
que esta adjudicação «não implica processo ser finalizado. No entanto, Contudo, Carlos Chaves Montei- consequência, a Transdev, atual todas as condições cancelare-
qualquer investimento» da parte do o principal problema continua a ser ro admitiu que só depois, se a concessionária, vai receber uma mos a passagem da prova pela
município. Atualmente, a despesa o facto do terreno ainda não estar candidatura for aprovada, é que compensação de 174.897 euros Guarda, mas para já tudo se
municipal em iluminação pública é em nome da Câmara e decorrer uma haverá «ações concretas e pro- desde 1 de janeiro de 2020 até ao mantém como contratualizado»,
de 440 mil euros por ano e, com a ação de arresto dos bens da Socieda- jetos no terreno para culminar final do contrato. adiantou Chaves Monteiro.
vigência do contrato celebrado com de Têxtil Manuel Rodrigues Tavares em 2027 com uma programação Carlos Chaves Monteiro anun-
a HEN, a Câmara «garantirá uma no Tribunal da Guarda.
poupança de 49.500 euros por ano».
6• • Quarta-feira • 24 de junho de 2020

S
Guarda perdeu 3.572
habitantes desde 2011
Segundo as estimativas reveladas esta semana pelo Instituto Nacional de Estatística (INE),
todos os concelhos do distrito da Guarda e das Beiras e Serra da Estrela perderam residentes
Sociedade SC
cento face a 2011 e 9,1 por cento
relativamente a 2014, tendo 4.652
habitantes em 2019. Fornos de
Sociedade Algodres perdeu 8,8 por cento em
relação aos Censos de 2011 e 6 por
cento face às projeções de 2014,
tendo 4.528 habitantes em 2019.
Entre os concelhos da “corda da
Serra”, Seia tinha em 2019 22.234
habitantes, -9,1 por cento do que em
2011 e -5,4 por cento que em 2014,
enquanto Gouveia perdeu 10,8 por
cento face a 2011 e 6,6 por cento
relativamente a 2014, tendo 12.387
residentes.
Mais afetados pelo despovoa-
mento foram os concelhos da raia
Faleceu com Almeida a passar a contar 5.830
Rui Quinaz residentes, -17,4 por cento que em
Rui Quinaz, antigo líder 2011 e -9,8 por cento que em 2014.
da concelhia do PSD da O Sabugal desceu para 10.585 resi-
Guarda e ex-vereador na au- dentes, -14,3 por cento que em 2011
tarquia entre 2009 e 2013, e -9,4 por cento que em 2014; e Pe-
faleceu no passado dia 19 namacor tinha no último ano 4.755
devido a doença prolongada. pessoas, menos 14 por cento que
O advogado e empre- em 2011. Celorico da Beira perdeu
sário natural do Rochoso 8,9 por cento da sua população face
(Guarda) estava internado a 2011 e tinha em 2019 6.928 habi-
na unidade de cuidados con- tantes, enquanto Manteigas passou
tinuados do Hospital Nossa a ter 3.007 habitantes, menos 11,5
Senhora da Assunção, em por cento que em 2011. Também a
Seia. A Câmara e a Assem- Covilhã continua a perder população
bleia Municipal da Guarda e em 2019 tinha 46.787 habitantes,
aprovaram dois votos de -8,6 por cento que em 2011 e -4,8
pesar pelo seu desapareci- por cento que em 2014.
mento, tendo os deputados O concelho do Fundão perdeu
municipais realizado um face a 2011 8,4 por cento e 5,08 por
minuto de silêncio em me- cento face a 2014, ficando em 2019
mória do social-democrata. com 26.495 residentes. Enquanto
Rui Quinaz foi colunista de Belmonte tinha em 2019 6.398 re-
O INTERIOR em meados da sidentes, -6 por cento que em 2011
primeira década do novo e -2,7 por cento que em 2014.
O despovoamento do interior continua a aumentar e de forma mais acentuada nos últimos anos
milénio e voltou a publicar Se o período em análise ficou
mais recentemente três O despovoamento do país é surpresa, todos os concelhos per- 9,9 por cento e 5,7 por cento com- marcado pela crise, a presença da
artigos de opinião, um dos um dado adquirido e, de ano para deram residentes nestes últimos parativamente a 2014, tendo 6.503 “troika” ou a emigração, os dados
quais a propósito dos 20 ano, os resultados estatísticos com- oito anos. No distrito da Guarda, em residentes em 2019. Na Mêda há confirmam o despovoamento ge-
anos deste jornal. O funeral provam que as maiores cidades do 2019, o concelho da capital de dis- agora 4.587 residentes, -10,38 por neralizado por todo o país, com
realizou-se no sábado, no litoral atraem cada vez mais gente trito tinha 38.969 habitantes, menos cento que em 2011 e -5,7% que em exceção dos concelhos do litoral.
Rochoso. em detrimento do interior. Entre 8,3 por cento do que nos Censos de 2014. Já Figueira de Castelo Rodrigo Os concelhos de maior crescimento
O INTERIOR apresenta 2011 e 2019 Portugal terá perdido 2011 e menos 3,9 por cento que as perdeu em relação aos Censos de foram mesmo Alcochete (10,4 por
sentidas condolências à cerca de 246.500 habitantes, ou seja, projeções do INE em 2014. Aliás, 2011 10,2 por cento de residentes cento), Montijo (10 por cento) e
família. um decréscimo de cerca de 2,34 entre as capitais de distrito do país e 6,8 por cento em relação a 2014, Odivelas (9,6 por cento). Já o con-
por cento da população residente, apenas Portalegre (-9,9 por cento tendo em 2019 5.584 residentes. celho que perdeu mais população
segundo as estimativas reveladas face a 2011) perdeu mais residentes Pinhel passou a ter 8.511 re- foi Alcoutim (-23,3 por cento). E,
Guarda esta semana pelo Instituto Nacional que a Guarda. Ou seja, o concelho sidentes, menos 10,4 por cento tal como Almeida, também os mu-
de Estatística (INE). Mais, de acordo guardense passou de 42.541 resi- que em 2011 e -6,3 por cento que nicípios de Gavião, Nisa e Mora, no
Jovem de 17 anos com um estudo do “Jornal de Negó- dentes em 2011 para 38.969 em em 2014. Em Trancoso havia no Alentejo, e Castanheira de Pêra e
detido por tentativa cios”, em 86 por cento dos concelhos 2019. Mas o despovoamento nos ano passado 8.875 residentes, -9,5 Idanha-a-Nova, perderam mais de
15 por cento da sua população em
portugueses (264) a população demais municípios do distrito foi por cento que em 2011 e -5,6 por
de homicídio portuguesa diminuiu. muito mais efetivo. Vila Nova de Foz cento que em 2014. Já o concelho oito anos.
durante rixa No que concerne à região, sem Côa perdeu, face a 2011, cerca de de Aguiar da Beira perdeu 14 por
Segundo comunicado
do Departamento de Inves-
Agricultura
tigação Criminal, o crime
foi «perpetrado ao início
da noite de domingo, na se-
quência de uma rixa desen-
Linha de credito bonificado de 20 milhões
cadeada por motivos fúteis
entre dois alunos institucio-
nalizados num Colégio da
para produtores afetados pelas intempéries
Após avaliar os prejuízos cau- a celebrar com os municípios que se da instalação de equipamentos de nhamento do Sistema de Seguros
cidade da Guarda». Do con-
sados pela trovoada e granizo que manifestaram interessados, entre prevenção, como por exemplo redes Agrícolas foi abordada a possibilida-
fronto físico entre ambos, a
afetaram a zona da Cova da Beira os quais os do Fundão, Covilhã e antigranizo». Em estudo encontra- de de abertura de seguros a novos
vítima, com 18 anos, acabou
e o Douro Sul no final de maio, o Belmonte. Segundo o gabinete de se a possibilidade da cobertura de riscos e culturas e da redução do va-
por ser atingida nas costas Ministério da Agricultura anunciou Maria do Céu Albuquerque, está pomares com painéis fotovoltaicos lor do prejuízo mínimo indemnizável,
com «um golpe profundo a abertura de uma linha de crédito ainda a ser equacionada a possibi- que permitem, «não só minimizar tendo sido debatida «a reavaliação
de uma navalha manuseada bonificada no valor de 20 milhões lidade de abertura de uma medida prejuízos provocados pela queda das franquias, das tarifas, o eventual
pelo detido, a qual foi en- de euros. específica de apoio a investimentos, de granizo ou gelo, como produzir ajustamento de zonas de tarifação, a
tretanto recuperada e apre- Compromete-se também a no âmbito do PDR2020, destinados energia e assim aumentar a rentabi- uniformização de princípios e regras
endida pela investigação», apoiar os custos relativos aos trata- «a reduzir ou prevenir o impacto de lidade dos produtores», acrescenta o de peritagem na avaliação de risco».
adianta a PJ. O suspeito vai mentos de pomares e vinhas para o catástrofes naturais, fenómenos cli- Ministério da Agricultura.
ser presente a tribunal. rápido restabelecimento da capaci- máticos adversos ou acontecimentos Já numa recente reunião de
dade produtiva, mediante protocolos catastróficos, nomeadamente através trabalho da Comissão de Acompa-
Quarta-feira • 24 de junho de 2020 • •7

Júlio Santos Partido Socialista


Federações com
concorre contra eleições marcadas
para 16 e 17 de julho
«governo sombra» A Comissão Permanente do
PS decidiu agendar para 17 e 18
de julho as eleições para presi-
dentes de federação do partido,
guradas as condições sanitárias
para a realização daqueles atos».
Serão, no entanto, atos eleitorais
diferentes, pois deverão «res-

da Câmara
um ato que deveria ter ocorrido peitar as devidas condições de
em março e foi adiado devido distanciamento social, proteção
à Covid-19. Já os congressos individual com máscara, higieni-
federativos, também suspensos, zação dos espaços eleitorais e a
foram remarcados para 12 e 13 não realização de ajuntamentos

no PSD da Guarda
de setembro. de mais de 10 pessoas», lembra
As novas datas serão ratifi- o PS. Na Guarda, Alexandre Lote,
cadas pela Comissão Nacional – o vice-presidente da Câmara de
órgão máximo do partido entre Fornos de Algodres, é candida-
congressos – que terá lugar a 4 de to único, enquanto em Castelo
julho. Num comunicado enviado Branco Vítor Pereira, autarca da
às redações, a direção do PS diz Covilhã, e Leopoldo Ferreira, pre-
que estarem «reunidas as condi- sidente da Junta de Freguesia da
LM ções para reinício dos processos cidade albicastrense, concorrem
democráticos internos e asse- à sucessão de Hortense Martins.

Freguesias
ANAFRE defende reversão
de 750 a 800 agregações
A Associação Nacional de 750 ou 800 freguesias, das cerca
Freguesias defende a reversão de de 1.200 que “saltaram fora”,
750 a 800 freguesias agregadas estamos disponíveis para isso».
em 2013. A estimativa foi reite- De resto, a ANAFRE já enviou o
rada na sexta-feira, na Guarda, seu contributo sobre esta matéria
onde decorreu uma reunião do à ministra da Modernização do
conselho diretivo da ANAFRE. Estado e da Administração Pú-
«O plano do Governo tem blica, Alexandra Leitão. O autarca
uma base de 502 freguesias que disse-se confiante que o processo
poderão reverter a sua agregação. de reversão de freguesias avance
A ANAFRE quer mais e estamos e acredita que o mesmo esteja
cá para que possamos, eventual- completo «até 31 de março de
mente, na próxima discussão da 2021», esperando que nas pró-
proposta de lei, termos condições ximas eleições «já possa haver
para conseguir reverter ainda um novo mapa autárquico, com
mais algumas freguesias», disse algumas freguesias a voltarem ao
hoje Jorge Veloso. Para o presi- que eram em 2013». Nesse ano
dente do conselho diretivo da foram extintas 1.168 das 4.260
Nunca fui “apaniguado” de nenhum líder, não tenho “atilhos” políticos e não pauto as minhas decisões por Associação Nacional de Fregue- Juntas de Freguesia.
“conselhos telefónicos», disse Júlio Santos sias, se conseguíssemos chegar às

Candidato à concelhia intrigas», em relação ao presidente declarou, para afirmar logo de-
guardense teceu críticas da Câmara e acusou Sérgio Costa pois que Carlos Chaves Monteiro vinhos
a Sérgio Costa, que acusa de ter passado a «ser oposição do é, «indubitavelmente, o nosso
de ser oposição ao PSD
na Câmara da Guarda
seu presidente e do seu próprio
partido» desde que foi demitido da
presidente de Câmara» e que verá
com «bons olhos» que possa ser
Aprovado reforço
Júlio Santos é candidato à con-
vereação a tempo inteiro. «Vamos
deixar que queira agora destruir
indicado pela direção nacional do
partido para concorrer em 2021.
de 15 milhões
celhia do PSD para ser o garante da
«estabilidade política, harmonia e
o que tanto custou a conquistar?»,
interrogou.
De resto, «criar condições de es-
tabilidade na governação do con-
de euros para apoiar setor
serenidade» que o partido «tanto Também Júlio Santos apontou celho e credibilizar a ação política» A ministra da Agricultura, «a dotação orçamental é de 5
precisa» na Guarda. «Seremos “baterias” ao ex-vice-presidente são os dois principais objetivos da Maria do Céu Albuquerque, apro- milhões de euros», especifica a
o escudo político do executivo da autarquia, de quem disse que sua candidatura. «O PSD é poder vou na sexta-feira um pacote de tutela. Os pedidos de pagamento
municipal», promete o militante, nestas eleições lidera uma lista na Câmara da Guarda depois de medidas excecionais para apoiar devem ser apresentados, no caso
que acusa o adversário de querer candidata à autarquia. «A nossa largas e penosas décadas. É um o setor dos vinhos. dos destiladores, até 13 de se-
instaurar um «governo sombra» da não é uma lista personalizada, legado que devemos preservar O reforço de 15 milhões de tembro e, no caso do armazena-
Câmara na secção local. somos um grupo de militantes», e consolidar», acrescentou. Da euros destina-se à «à destilação mento, até 30 de setembro. Maria
«Não pode haver um PSD con- começou por dizer, antes de acres- sua lista fazem parte Granja de de vinhos com Denominação de do Céu Albuquerque afirma que
celhio que esteja contra o PSD que centar que o seu adversário de Sousa e Ricardo Neves de Sousa, Origem ou Indicação Geográfica estes apoios visam «dar res-
dirige os destinos da Câmara», cri- sábado é atualmente «oposição» candidatos a vice-presidentes da e ao apoio ao armazenamento posta às necessidades do setor,
ticou o antigo presidente da mesa à maioria social-democrata na comissão política concelhia. Isabel de vinho em situação de crise», permitindo aos operadores pla-
de plenário na apresentação da sua Câmara da Guarda. «Não podemos Lopes, Orlando Cordeiro, Vítor adianta uma nota de imprensa near a próxima vindima e gerir
candidatura na segunda-feira. O deixar que intenções pouco claras Cunha, Luís Soares, Eloisa Lopes, enviada a O INTERIOR. As medi- adequadamente os seus stocks
candidato derrotado há dois anos e obscuros interesses de terceiros Carlos Baía, Mário Madeira, Luís das constam do Programa Nacio- com vista a apoiar um regresso
surgiu ao lado de Ester Amorim, destruam o capital político conse- Batista, Ricardo Duarte, Gustavo nal de Apoio relativo ao Exercício gradual a uma situação normal
que pertence à Comissão Nacional guido e instaurem um “governo Pires, Telmo Castro (JSD), António Financeiro FEAGA de 2020. Dez de mercado». A titular da pasta
de Auditoria Financeira, «a convite sombra” na concelhia da Guarda», Barata e Sónia Cabral Marques são milhões de euros destinam-se à da Agricultura anunciou ainda
pessoal de Rui Rio», fez questão de alertou. O candidato fez também os vogais. destilação de vinho, «num total um reforço do Regime de Apoio
frisar. A dirigente nacional é candi- questão de frisar que nunca foi António Pissarra e Odete Al- de 100 mil hectolitros de vinho à Reestruturação e Reconversão
data à mesa do plenário e assumiu «“apaniguado” de nenhum líder», meida concorrem com Ester Amo- com Denominação de Origem e da Vinha (VITIS) no valor de
que esta lista está «vedada a pes- nem tem «“atilhos” políticos» ou rim à mesa do plenário de secção. de 200 mil hectolitros de vinho 23,5 milhões euros, passando
soas que se intitulam donos disto toma decisões por «diretivas ou Nas eleições de sábado há 407 de Indicação Geográfica». Quan- assim dos atuais 50 para os 73,5
tudo e querem mandar na Guarda, “conselhos telefónicos”». militantes em condições de votar. to ao apoio ao armazenamento, milhões de euros.
mesmo à distância». Ester Amorim «Estamos de cabeça limpa
disse não admitir «calúnias, nem para pensar por nós próprios»,
8• • Quarta-feira • 24 de junho de 2020

Promessas por cumprir,


ordenado milionário e contas
marcam Assembleia Municipal
da Guarda
Críticas ao Governo por promessas que tardam a ser cumpridas na Guarda, críticas à Câmara pelo ordenado do
diretor executivo da candidatura da cidade a Capital Europeia da Cultura em 2027 e pelas contas de 2019, assim
foi a última Assembleia Municipal. Sobre a sessão extraordinária e a polémica que se seguiu nem uma palavra,
como se o caso nunca tivesse existido.
LM
PSD, Bloco de Esquerda (BE) e CDS-PP
protagonizaram uma aliança estranha na As-
sembleia Municipal (AM) da Guarda da passada Contas de 2019
sexta-feira. No período de antes da ordem do
dia, os três partidos convergiram nas críticas
aprovadas por
ao Governo e ao PS pelo não cumprimento
de promessas eleitorais, como a instalação
maioria
A AM ficou também marcada pela inter-
na cidade do comando nacional na Unidade venção de Henrique Monteiro, que disse estar
de Emergência Proteção e Socorro (UEPS) interessado na construção do Centro de Ex-
da GNR e do Centro Nacional de Educação posições Transfronteiriço (CET), uma vez que
Rodoviária, ou da construção do Pavilhão 5 e a Câmara vai «pagar 800 mil euros por ano a
da segunda fase de requalificação do Hospital um fundo de investimento». O presidente pro-
Sousa Martins. Já os socialistas denunciaram o meteu falar no assunto «no momento certo e
«contrato milionário» do diretor executivo da nas instâncias devidas, primeiro na Câmara e
candidatura da Guarda a Capital Europeia da depois na AM». No período da ordem do dia,
Cultura em 2027. a prestação de contas de 2019 foi aprovada
Sem qualquer alusão à polémica da AM por maioria com Aires Diniz (CDU) a declarar
extraordinária, a sessão decorreu no grande que estaria «tudo bem se nos limitássemos
auditório do Teatro Municipal (TMG) para aos números, o problema é que a Câmara
cumprir as regras impostas pela Direção-Geral não tem políticas de apoios aos idosos, aos
da Saúde (DGS) por causa da pandemia da jovens, ao comércio e às PME’s». Por sua vez,
Covid-19. Apenas Cidália Valbom, presidente Henrique Monteiro (CDS-PP) constatou que
da mesa, destacou o facto da assembleia ter os proveitos da autarquia subiram «à custa
decorrido normalmente, «o que prova que é do bolso dos munícipes, com o IMI, o IMT e
possível quando se cumprem as regras», disse as tarifas da água e saneamento».
no encerramento dos trabalhos. Muito antes Já Rui Ribeiro (PS) considerou que a
disso, foi aprovado por unanimidade uma Câmara é «uma locomotiva a perder vapor
moção do BE sobre a instalação do comando porque as taxas de execução estão a abran-
da UEPS. «A AM exige ao Governo uma resposta dar». Além disso, há dívida à Águas do Vale
clarificadora e conclusiva» sobre a data da do Tejo, que continua a não ser reconhecida,
instalação deste comando na Guarda, lê-se no Sessão decorreu no TMG para garantir o devido distanciamento entre os eleitos lembrou o socialista, para quem essa opção
documento apresentado por Marco Loureiro «desvirtua» o valor da dívida real do muni-
e que vai ser enviado ao primeiro-ministro, cípio. Quem também votou contra foi Marco
ao ministro da Administração Interna, ao Contrato «ruinoso e desleal» Europeia da Cultura». O problema é que a can- Loureiro (BE) por considerar que houve
presidente da Assembleia da República e aos Já o PS voltou ao tema da candidatura a didatura «não envolva ninguém do concelho» e «demasiado aumento de impostos». Opinião
grupos parlamentares. Capital Europeia da Cultura, com António Mon- «muito menos o vulgar cidadão que olha para contrária defendeu o social-democrata Ricar-
«Faltando um mês para completar um teirinho a acusar a autarquia de ter celebrado tudo o que se está a passar de modo distante e do Neves de Sousa, que destacou «o rigor»
ano após o anúncio, continuam a ser muitas as um «contrato ruinoso» com o diretor executivo desinformado, porque os promotores parecem das contas da maioria PSD e o crescimento
dúvidas relativamente ao início das obras de da candidatura, Pedro Ganhado. «É ruinoso e recusar aproximar-se, informar, envolver e da capacidade de endividamento da Câmara.
adaptação do edifício, bem como quando esta- desleal para com os guardenses pelos valores agregar». Na resposta, o presidente da Câmara «Em 2012 esse indicador andava próximo do
rão concluídas», refere a moção, onde se recor- que implica», sublinhou o socialista, revelando concordou que o valor a pagar a Pedro Gadanho zero, hoje aumentou quase 24 por cento»,
da que o comando ficaria instalado na antiga que o arquiteto vai cobrar 120 mil euros, mais «é elevado, mas os bons profissionais fazem-se apontou o deputado, que lembrou ainda a
sede da Infraestruturas de Portugal, que acolhe IVA, até 2021. «São mais de 7 mil euros por pagar bem». Quanto à informação, anunciou amortização de mais de 2,2 milhões de euros
atualmente o IMT (Instituto da Mobilidade e mês. É um contrato milionário e escandaloso», que o relatório intercalar do trabalho da can- de empréstimos contraídos pelos antecesso-
dos Transportes Terrestres) e a Secretaria de exclamou António Monteirinho, constatando didatura seria revelado na reunião de Câmara res socialistas. «O PS endividou-se e o PSD
Estado da Ação Social, após obras de adaptação que o diretor executivo vai ganhar mais do que desta segunda-feira (ver pág.5). Carlos Chaves teve que pagar a conta», ironizou Ricardo
a realizar pela autarquia. Henrique Monteiro o presidente do município e dos vereadores. «O Monteiro esclareceu também que «está previs- Neves de Sousa.
(CDS-PP) concordou com o teor do documento PS, neste período sensível que a todos obriga to gastar 400 mil euros no projeto, até aqui só Carlos Chaves Monteiro esclareceu
e considerou que a vinda do comando da UEPS a repensar gastos e investimentos, não pode gastámos 46 mil euros». que a dívida à Águas do Vale do Tejo «não
para a Guarda «já cheira a mais uma promessa deixar de expressar a sua perplexidade com O edil admitiu que esta aposta «é cara, mas subiu e não existe nas contas porque está
não cumprida pelo Governo, tal como o Centro um contrato ruinoso, que, para além de ou se está ou não se está e nós estamos». No em provisões», uma situação que perdurará
Nacional de Educação Rodoviária. É aquilo a extremamente oneroso para as finanças entanto, garantiu que «vamos ser racionais e enquanto o litígio não for resolvido. O pre-
que já estamos habituados». Tiago Gonçalves municipais, ainda contém uma alínea que prevê responsáveis nos gastos» da candidatura. Car- sidente da Câmara negou ainda que tenha
(PSD) aproveitou a deixa para acrescentar o pagamento integral do montante contratado, los Chaves Monteiro fez igualmente o ponto da havido aumento de impostos ou alteração
outros casos que «carecem de consolidação», haja ou não apresentação da candidatura», situação do comando da UEPS, dizendo que o das taxas municipais: «O que há é aumento
como o Hotel Turismo, o centro de acolhimento denunciou. município está a aguardar uma reunião técnica ou redução das receitas conforme a dinâmi-
do Serviços Estrangeiros e Fronteiras (SEF), O coordenador da bancada socialista com a GNR para saber quais as obras necessá- ca económica do concelho», contrapôs. Na
a variante da Sequeira e a requalificação dos acrescentou que o contrato é um «ato de rias no edifício. «Também é preciso saber o que sexta-feira a AM aprovou por unanimidade
acessos ao terminal rodoferroviário da cidade. grande deslealdade» do presidente da Câmara se faz com o IMT, estando a Câmara a aguardar o Regulamento Municipal de Atribuição de
«A reabertura da Pousada da Juventude para com a cidade e o concelho «neste período uma reunião com os seus responsáveis», disse Apoios às IPSS do concelho e a atribuição de
não sai do sítio e continuamos sem saber nada crítico em que importa apoiar as famílias, o edil, que no caso do Hotel Turismo revelou um apoio excecional de 40 mil euros à Junta
do Pavilhão 5 do Hospital Sousa Martins», os comerciantes e os empresários e garantir que o Ministério das Finanças ainda não auto- de Freguesia de Gonçalbocas para compra do
lamentou o social-democrata, alertando que a continuidade dos postos de trabalho aos rizou a entrega da posição contratual da MRG edifício que acolhia a IPSS local e foi vendido
a AM «não pode esquecer estes assuntos». A guardenses». O PS criticou ainda gastos de à Greenfield. Quanto ao centro de acolhimento em hasta pública por a associação ter sido
assembleia também aprovou por unanimidade 400 mil euros em consultorias e prestações de do SEF, Chaves Monteiro informou que aquele declarada insolvente.
uma moção da CDU que defende o investimento serviços num projeto «de que pouco ou nada organismo fez uma candidatura ao POSEUR e Os deputados aprovaram igualmente
na ferrovia e a «reposição de todo o serviço se conhece», disse o deputado municipal, que aguarda a sua provação. «Até lá nada», disse o votos de pesar pelo falecimento de Rui Quinaz
de comboios na Linha da Beira Alta». No texto pediu mais informação e propôs que «nem presidente, que espera que a Infraestruturas (antigo vereador e deputado municipal do
apresentado por Aires Diniz é reclamado um mais um cêntimo seja autorizado a pretexto de Portugal lance o projeto da variante da PSD), de Pereira da Silva (antigo deputado
plano «estruturado e em articulação para o da candidatura da Guarda a Capital Europeia Sequeira em setembro. Mais atrasado estarão municipal do CDS-PP) e de Laurindo Prata.
futuro próximo entre a Linha da Beira Alta e da a Cultura sem que venha a esta AM uma expli- as obras na Guarda-Gare. «A Câmara tem 750 Os sociais-democratas propuseram mesmo
Beira Baixa, sem descurar a ligação internacio- cação, um plano estratégico e um orçamento». mil euros para esse efeito, mas o processo que o nome do empresário venha a constar
nal, via Vilar Formoso, potenciando o transpor- «O presidente e vice-presidente da Câmara está na Direção-Geral do Tesouro para apro- da toponímia da cidade. A AM regressa na
te ferroviário como suporte de interconexões ainda hão de agradecer este travão proposto vação», indicou, adiantando ter solicitado uma próxima terça-feira para a sessão ordinária
a outros serviços públicos, sejam na saúde e pelo PS», garantiu António Monteirinho, que reunião com esta entidade para «acelerar» o de junho.
educação e na mobilidade em geral nas Beiras». defendeu que a Guarda «merece ser Capital procedimento.
Quarta-feira • 24 de junho de 2020 • •9

PUB
10 • • Quarta-feira • 24 de junho de 2020 Publicidade

Dra Assunção Vaz Patto Prof. Doutor


L. Taborda Barata
Neurologista
Consultas de Neurologia
Imunoalergologista
Exames: Electromiografia Asma e Doenças Alérgicas
e Potenciais Evocados
Rua Comendador Campos Melo, nº 29 – 1º Esq, Covilhã;
CLIFIG - Rua Pedro Álvares Cabral - Tel: 275334876
Edifício Gulbenkian, s/n Cliniform, Rua Mouzinho da Silveira nº 15 R/C, Guarda;
6300-745 Guarda Tel: 271211905

Prof. Celso Pereira ADVOGADOS


Imuno-Alergologia Vitor Nascimento
(Doenças Alérgicas)
Ass Graduado HU Coimbra /
Bárbara Brigas
Fac Medicina UC Telefone: 271 086 518
Covilhã: Clínica Médica Serra da Estrela e_mails:
Galerias de S. Silvestre - Piso 3 Telf: 960023455 vitor.nascimento-5874c@adv.oa.pt
Guarda: Clínica de Fisioterapia da Guarda
barbarabrigas-4041c@adv.oa.pt
Av. Rainha D. Amélia, nº 6 - 271238581/96
Coimbra: 239802700; 968574777 e 918731560 Rua do Encontro, nº 9 - 3º • 6300-704 Guarda

ADVOGADOS Médico
António Ferreira, Paula Camilo Diogo Cabrita
& Associados Cirurgião geral
Sociedade de Advogados, RL

Telefone: 271 213 346 • Fax: 271 082 765 tratamento de varizes e suas
e_mails:
complicações, pequenas cirurgias,
antonio.ferreira.adv@gmail.com • paula.m.camilo@gmail.com hérnias, hidrocelos, vesícula Litiásica.
Marcações : (Clínica Cembi)
Rua Alves Roçadas, nº 27 A, 1º CM2
Telef.: 271213445
(ao lado da loja MANGO)
6300-663 Guarda Protocolo com a Médis

PUB

António Gil Advogado


Tel. / Fax 271 238 344
R. Dr. Lopo de Carvalho, 30-2º • 6300-700 Guarda

antonio.gil-5388C@adv.oa.pt
Quarta-feira • 24 de junho de 2020 • • 11

Manteigas Vila Nova de Foz Côa


“Lano Kaj Nego”
no Centro Cívico
O teatro está de regresso
«Revolução» científica
em curso no Vale do Côa
a Manteigas, cujo auditório
do Centro Cívico recebe esta
quinta-feira a peça “Lano Kaj
Nego – A Lã e a Neve”, inspira- Os sete projetos de investigação
DR

da no romance homónimo de
científica, financiados com 2 milhões
Ferreira de Castro.
de euros da primeira edição do Vale
A criação da companhia
do Côa International Research Awar-
ASTA baseia-se na obra consi-
derada «uma referência para a ds, promovido pela Fundação para
identidade da região da Beira a Ciência e Tecnologia, em conjunto
Interior, abordando a vida e com a Fundação Côa Parque, foram
o trabalho entre a serra e a apresentados no sábado e vão arran-
cidade, por volta dos anos 40 car até ao final do ano.
do século passado, durante «Ao longo de vários anos vamo-
o período áureo da indústria nos comprometer com a abertura
têxtil na região». “Lano kaj deste tipo de concursos, com obje-
Neĝo” significa “A Lã e a Neve” tivo de formar um corpo sólido de
na língua esperanto, que é re- conhecimento que permita valo-
ferida no livro através de um rizar cientificamente, socialmente
personagem emblemático e e economicamente o território do
fulcral para a narrativa, Marre- Vale do Côa», disse Manuel Heitor,
ta, que representa a busca dos ministro da Ciência, Tecnologia e
ideais progressistas que Fer- Ensino Superior, que participou na
reira Castro subliminarmente sessão realizada no Museu do Côa.
insere. A peça acompanha o Os projetos selecionados vão da vendo investigadores portugueses e sendo desenvolvidos pela Funda- da Côa Parque, Bruno Navarro, con-
percurso de Horácio, de pastor área do clima e alterações climáticas estrangeiros que vão trabalhar em ção Côa Parque, Universidade de siderou que estes novos projetos são
em Manteigas que anseia reu- à origem da vida e às dinâmicas de articulação com a Côa Parque para Coimbra, Universidade do Minho, uma «revolução completa» na forma
nir condições financeiras para interação sociocultural ao longo valorizar e conceber melhor o terri- Universidade de Trás os Montes e de olhar para o Vale do Côa como
poder ter a casa que sonha do tempo, passando pela biodi- tório do Vale do Côa», acrescentou o Alto Douro, Universidade de Aveiro, «um verdadeiro laboratório vivo
para viver com a família, até se versidade e recursos biológicos, governante. Instituto Politécnico de Bragança, ao dispor da comunidade científica
tornar tecelão numa fábrica na patrimónios naturais e culturais e A pretensão dos agentes envol- Faculdade de Farmácia da Univer- nacional e internacional». Na sessão
Covilhã e confrontar-se com a pelo desenvolvimento regional sus- vidos nestes sete projetos multidis- sidade do Porto, Universitat Autó- contou ainda com a presença da
dura realidade do operaria-
tentável. O objetivo é que permitam ciplinares é fazer do Vale do Côa um noma de Barcelona e Universidad ministra da Cultura, Graça Fonseca,
do. A encenação é de Miguel
«aprofundar o conhecimento, envol- «grande laboratório internacional», Politécnica de Madrid. O presidente e vários secretários de Estado.
Pereira e a interpretação está
a cargo de Bruno Esteves, Car-
mo Teixeira e Sérgio Novo. O Gouveia Manteigas
espetáculo é uma coprodução
das Câmaras da Guarda, Gou-
veia, Freguesia de Famalicão
Alunos de Mecânica Trilhos pedestres
da Serra, TMG, Cine Teatro de
Gouveia e Casa da Cultura de
da escola profissional limpos para atrair turistas
Famalicão da Serra.
vencem concurso da CIMBSE O município de Manteigas
procedeu à limpeza dos 16 per-
Pedro pelo valor de 14.455 euros.
Totalmente integrado na área
duas tecnologias: uma apresentação cursos pedestres do concelho do Parque Natural da Serra da
Teatro Armando Santos e António
Figueiredo, alunos do curso de Me- áudio, a explicar os pormenores a integrados no projeto “Trilhos Estrela, o município possui mais
ESTE estreia cânica de Automóveis Ligeiros do nível arquitetónico e nível artístico; Verdes” para os tornar «mais de 200 quilómetros de percursos
monólogo “O Relato Instituto de Gouveia – Escola Pro- e a recriação do monumento em 3D, atrativos». pedestres, que incluem 16 peque-
«Esta iniciativa de preserva- nas rotas do projeto “Manteigas
de Alabad” fissional (IG), venceram a primeira
edição do Concurso Supramunicipal
para que os utilizadores possam ver
o monumento e os seus pormenores, ção e manutenção dos caminhos e Trilhos Verdes” e duas grandes
“O Relato de Alabad” é a de Ideias de Negócio “The Future is por meio do tato, ao mesmo tempo das veredas, outrora percorridas rotas do Zêzere e das Aldeias
nova peça que a ESTE – Es- que ouvem a explicação áudio», de pelos pastores e gentes serranas, Históricas de Portugal. Mais in-
You” promovido pela Comunidade
tação Teatral na quinta-feira acordo com a mesma nota. enquadra-se na valorização e formação sobre estes percursos
Intermunicipal das Beiras e Serra
(21h30) na Moagem, no Fun- promoção do território como pode ser consultada em mantei-
da Estrela (CIMBSE). Estiveram a concurso diver-
dão. destino turístico de natureza de gastrilhosverdes.com ou na APP
O projeto vencedor, intitulado sas escolas da área da CIMBSE. A
A 39ª produção do grupo excelência», sublinha a autarquia Manteigas - Trilhos Verdes para
“Sentidos”, tem como finalidade «fa- iniciativa insere-se no âmbito do
é um monólogo escrito e inter- em comunicado. Segundo a nota, dispositivos Android e IOS, ferra-
pretado, entre 2002 e 2003, cilitar a visualização dos monumen- Projeto “ATUA!”, incluído no Projeto
tos a pessoas invisuais», segundo de Combate ao Insucesso Escolar, o corte de mato foi adjudicado menta que facilita a orientação e
por Nuno Pino Custódio, com
comunicado enviado pelos promo- financiado pela União Europeia ao aos Conselhos Diretivos das Fre- interpretação das rotas.
encenação de Miguel Seabra
tores. «O “Sentidos” consiste em abrigo do Centro 2020. guesias de Santa Maria e de São
no Teatro Meridional. Em
palco, Alabad bin Muhammad
PUB
Almançor, arqueiro e poeta
mouro, narra o cerco e a defe-
sa de Lisboa, no ano de 1147,
contra portugueses e cruzados
em trânsito para a Terra Santa
na segunda Cruzada. A história
conta com acompanhamento
musical-sonoro ao vivo. O
espetáculo é reposto até do-
mingo e repete novamente
de 2 a 5 de julho. O texto e a
encenação são de Nuno Pino
Custódio e a interpretação é
de Pedro Diogo e Pedro Rufino
(músico). Devido à pandemia,
a lotação do auditório da Mo-
agem será reduzida e o acesso
ao espetáculo respeitará todas
as normas da Direção-Geral
de Saúde.
12 • • Quarta-feira • 24 de junho de 2020 Publicidade
PUB

PUB
Santa Casa da Misericórdia da Guarda

CONVOCATÓRIA

João Inácio Monteiro, na qualidade de Presidente da Mesa da Assembleia Geral, da Santa Casa da
Misericórdia da Guarda, convoco todos os irmãos, nos termos dos art. 24º nº2 al. b) e 25º, nº1, 2 e 3, do
Compromisso e art. 18, nº 2, do DL 24-A/2020, de 29/5, a reunirem em Assembleia Geral Ordinária, na
Igreja da Misericórdia, nesta cidade, sita no Largo General João de Almeida, no próximo dia 4 de Julho
de 2020, pelas 14.30 horas.

Ordem de trabalhos:
1 – Leitura, discussão e votação da Ata da Assembleia Geral Ordinária anterior;

VIDENTE
2 – Apresentação, discussão e votação do Relatório e Contas e Aplicação de Resultados do ano de 2019, com
prévia leitura da Ata do Conselho Fiscal;

3 – Outros assuntos e informações de interesse geral;

Com longos anos de experiência NB: Não estando presentes, à hora acima designada, a maioria legal dos irmãos, para que a Assembleia Geral
funcione, convoco desde já a mesma Assembleia Geral, para o mesmo dia e mesmo local, meia hora mais tarde
Trata inveja, mau olhado, espiritual, estudos, negócios, (15.00 horas), a qual decorrerá desde que estejam presentes, pelo menos, 26 irmãos, nos termos do art. 26º,
nº 1, do Compromisso.
empresas, amor, problemas familiares, saúde, etc.
Sempre pronto a dar resposta aos seus problemas. Para conter a propagação do coronavírus – Covid-19, por razões de saúde pública, atendendo ao estado de
emergência decretado pelo Ex.mo Senhor Presidente da República e no cumprimento das medidas restritas da
Saiba tudo sobre o seu futuro e o porquê que tudo liberdade de reunião, emanadas do Governo Português e aconselhadas pela Organização Mundial de Saúde,
foi desconvocada a Assembleia Geral Ordinária, designada para o dia 28 de Março de 2020, pelas 14h30m,
corre mal em sua vida? conforme desconvocação de 16/3/2020.
Não hesite, fale com quem sabe. Tenha FÉ: A presente convocatória faz-se de acordo com o DL 10-A/2020, de 13 de Março, DL 24-A/2020, de 29 de Maio e
271238451 ou 969012923 Resolução do Conselho de Ministros nº 40-A/2020, de 29 de Maio, devendo os irmãos munirem-se de
máscaras e devendo a Mesa Administrativa da SCMG providenciar para garantir o distanciamento legalmente
exigido dos participantes na Assembleia Geral e o cumprimento das prescrições legais de higiene.

A AG é convocada para a Igreja da Misericórdia por a exiguidade do Auditório do Hospital da Misericórdia


não reunir as condições de funcionamento de acordo com as exigências constantes dos diplomas legais atrás
mencionados.

Guarda, 15 de Junho de 2020


O Presidente da Mesa da Assembleia Geral
João Inácio Monteiro

O Interior, nº 1068 de 24/06/2020 O Interior, nº 1068 de 24/06/2020

Empresa de transportes admite:


COMERCIAL
Procuramos profissional com o seguinte perfil:
• Fluente na língua francesa (imprescindível);
• Conhecimentos de língua inglesa;
• Informática na ótica do utilizador;
• Valorizam-se conhecimentos e relações comerciais
no setor de transportes;
Oferecemos:
• Formação;
• Disponibilização de computador portátil;
• Trabalho a partir de casa;
Enviar Curriculum Vitae para Apartado 196, 6300-909 GUARDA

Diretor e Editor: Luís Baptista-Martins • Rua da Corredoura, 80 - R/C Dto - C


• 6300-825 Guarda •

Redação: Luis Martins (Chefe de Redacção) e Sofia Craveiro. • Conselho Editorial: António
Ferreira, Nuno Amaral Jerónimo, Cláudia Quelhas, João Canavilhas, José Carlos Alexandre, Diogo
Cabrita e Maurício Vieira.

Colunistas e Colaboradores: Acácio Pereira, Albino Bárbara, Ângela Guerra, António Costa,
António Ferreira, António Godinho, Cláudia Quelhas, David Santiago, Diogo Cabrita, Eduardo
Lourenço, Fernando Pereira, Fidélia Pissarra, Frederico Lucas, Hélder Sequeira, Honorato Robalo,
João Canavilhas, Joana C. Pereira, Joana Dente, João Mendes Rosa, João Morgado, João Santiago
Correia, Joaquim Igreja, Jorge Noutel, José Carlos Alexandre, José Carlos Breia Lopes, José Pires
Manso, Júlio Sarmento, Melanie Alves, Miguel Castelo Branco, Miguel Moreira, Miguel Sousa Tavares,
Filipe Pinto Norberto Gonçalves, Nuno Jerónimo, Telma Madaleno e Víctor Afonso. Desporto: António Silva,
Fotojornalista Arlindo Marques, Cristina Sofia, Daniel Soares, José Luís Costa, Miguel Machado e Rui Geraldes.
• Cartoon: Maurício Vieira. • Paginação: Jorge Coragem • Projeto Gráfico: Maurício Vieira. •
Departamento Comercial: Natalina Martins • Impressão: FIG-Indústrias Gráficas, S.A. • Rua
Adriano Lucas – 3020-430 Coimbra • Telefone 239 499 922 • Fax 239 499 981 • e-mail: fig@fig.
pt • Sede, Redação e Publicidade: Rua da Corredoura, 80 - R/C Dto - C • 6300-825 Guarda
N.I.P.C. – P-504847422. • Nº de registo na ERC: 123436 • Depósito Legal:146398/00 • Tiragem
Escadas do Quebra Costas, Nº 2 • 6200-170 COVILHÃ desta edição: 5.200 exemplares • Periodicidade: Semanário • Edição Internet: O Interior •
Telef. 275 336 805 • Telem. 919 487 978 • Telem. 964 196 950 Propriedade: JORINTERIOR - Jornal • O Interior, Ldª. Detentores com 5% ou mais do capital
E-mail: filipepintofoto@sapo.pt • fotoacademica@hotmail.com da empresa: José Luís Carrilho Agostinho de Almeida e Luís Baptista-Martins.

Estatuto Editorial: https://www.ointerior.pt/ficha-tecnica/ •


Guarda - Redacção/Publicidade: 271212153 • www.ointerior.
www.ointerior.pt pt • publicidade@ointerior.pt

Cupão de Anúncios Classificados


Envie o seu anúncio classificado para Jornal O Interior, Rua da Corredoura, 80 R/C Dto C • 6300-825 Guarda
Condições gerais dos classificados
Localização Identificação
do anúncio
1. Preencha o cupão com texto em maiúsculas,
deixando um espaço entre cada palavra. Nome: __________________________________________________________________
Grátis

2. O preço é acrescido de IVA à taxa legal em vigor. Imobiliário


*

3. É obrigatório o envio do número de contribuinte (NIF).


4. A identificação é um campo de preenchimento
Vende-se Aluga-se Morada: ________________________________________________________________
obrigatório. A falta de elementos pode implicar a não Trespassa-se Diversos
publicação do anúncio.
5. A “O Interior” reserva-se o direito de rejeitar a
Emprego Código Postal: ________ - _____ Localidade: ___________________________
Euros
2,50

publicidade que não esteja de acordo com a sua Oferece-se Precisa-se


orientação editorial.
6. A recepção de anúncios para cada edição Veículos Contribuinte nº: _________________ Contacto: ______________________
termina 72 horas antes da data da publicação. Vende-se Procura-se
7. Não se aceitam cópias, faxes ou emails deste cupão. Assinatura ________________________________ Data ___/___/______
Euros
4,00

Diversos
* Grátis até à 2ª publicação, a partir
da qual acresce um custo de 2 euros. Para esclarecimentos pode contactar-nos através do telefone 271212153 ou para ointerior@ointerior.pt

Modo de Pagamento: O recibo ser-lhe-á enviado posteriormente


Transferência Bancária (forma mais rápida e vantajosa) Transferência Avulsa Transfira o valor em questão para o NIB indicado e junte
Autorização de pagamento: Exmos Senhores, por crédito na conta abaixo indicada, queiram proceder,
até nova comunicação aos pagamentos das subscrições que vos forem apresentadas pelo Jornal O Interior. IBAN: PT50 001000002256785000177 a este cupão o talão comprovativo da transferência.

Banco _____________ Balcão _____________ NIB _________________________ Data ___/___/______ Assinatura ________________________________________
Nome do Titular _______________________________________________________ Cheque / Vale Postal nº _____________________ Banco _________________
Data ___/___/______ Assinatura ________________________________________ Numerário
Quarta-feira • 24 de junho de 2020 • • 13

Vila Cortês
Coletividades
António Pissarra reeleito
no Guarda Unida Desportiva

do Mondego
António Pissarra foi reconduzido na presidência do Guarda Unida Des-
portiva para o próximo triénio.
As eleições decorreram na sexta-feira, não tendo sido registados votos
brancos ou nulos. Conhecidos os resultados, o presidente reeleito recordou

no Campeonato
o trabalho do clube nos seus 12 anos de existência e destacou a saúde finan-
ceira da coletividade. Além de António Pissarra, a direção é composta por
Hugo Neves, Luís Cabral, Joaquim Mateus e José Queiroz (vice-presidentes),
Rita Neto (secretária) e Marco Ferreiro (tesoureiro). João Ribeiro preside
ao Conselho Fiscal e José Martins Igreja à Assembleia-Geral. A tomada de

de Portugal
posse ocorrerá em breve.

atletismo
Meeting internacional da Guarda cancelado
A Associação de Atletismo da Guarda (AAG) cancelou a edição deste ano
do Meeting Internacional “Cidade da Guarda”, que estava agendado para 3
de julho no estádio municipal da cidade mais alta.
A decisão é justificada pelo facto do levantamento da suspensão das
provas de atletismo devido à pandemia da Covid-19 por parte da Federação
Portuguesa da modalidade só ocorrer no dia seguinte. A direção da AAG
ainda ponderou
a possibilidade de realizar o 21º meeting em data posterior, mas uma vez
que os atletas estrageiros não podem viajar para Portugal e os portugueses,
«na melhor das hipóteses, estarão a retornar aos treinos e à competição»,
considerou-se «impossível manter o nível de qualidade da última edição, que
lhe conferiu o título de Melhor Meeting de Portugal em 2019», acrescenta a
associação em comunicado. Além do meeting, a pista do estádio guardense
deveria também receber o meeting jovem.
O terceiro classificado do (FPF). «O convite foi feito primeiro da alteração da designação na
Distrital da Guarda será o repre- ao Sp. Mêda e à AD Manteigas, FPF para alinhar no Campeonato
Basquetebol sentante da Guarda no próximo primeiro e segundo classificados, de Portugal a partir de setembro.
Campeonato de Portugal. respetivamente, da Iª Divisão da
Tiago Nascimento O Vila Cortês do Mondego, AFG aquando da interrupção das
O Vila Cortês, que já assegurou
a continuidade do treinador Rui
preside à associação da Guarda equipa do concelho da Guarda, vai competições, mas os dois clubes Nascimento e de vários atletas,
ocupar o lugar deixado vago pelo decidiram não aceitar», adianta vai jogar no Municipal da Guarda
Tiago Nascimento é o novo presidente da direção da Associação de Sp. Mêda, primeiro classificado, a AFG, que acrescenta ter delibe- e também no seu reduto, o Campo
Basquetebol da Guarda, cuja eleição dos corpos sociais para o próximo que desistiu de participar no ter- rado indicar o seu representante 3 de Maio, onde só falta instalar a
quadriénio decorreu no passado dia 12. ceiro escalão do futebol nacional no Campeonato de Portugal de relva sintética. Segundo a FPF, com
O tesoureiro da direção cessante sucede a Miguel Espírito Santo, que por falta de recursos financeiros 2020/21 «tendo em conta o mérito 300 habitantes, a aldeia do Vale do
passou a presidir à Assembleia-Geral. Tiago Nascimento pretende dar para ser competitiva. Também a desportivo». Mondego será a mais pequena ins-
continuidade ao projeto de desenvolvimento da modalidade no distrito, AD Manteigas declinou o convite O clube do Vale do Mondego já crita no Campeonato de Portugal,
assumindo como desafios para este mandato «uma maior proximidade com pelo mesmo motivo. A decisão terá um acordo de princípio com mas terá a missão de representar
todos os clubes, criar medidas de apoios para clubes e escalões de formação foi divulgada na sexta-feira pela a Câmara da Guarda para obter o concelho da Guarda, que não
e potenciar prática do 3x3 ao ar livre». Da direção fazem ainda parte Carla Associação de Futebol da Guarda um apoio financeiro superior ao tinha um representante desde a
Pitt, Eduardo Terras, Claúdia Brito, Miguel Pinto e Inês Caldeira (diretores), (AFG), à qual coube indicar o seu da última época, sendo que a con- época 2002/ 2003, quando o Mileu
enquanto Inês Pais é tesoureira. Gonçalo Camacho preside ao Conselho representante na prova devido a trapartida é que a equipa passe a Guarda Futebol Clube alinhou na
Fiscal, João Bandurra ao Conselho de Disciplina e Eduardo Bernardo é interrupção da competição não designar-se Vila Cortês - Guarda. IIIª Divisão.
presidente do Conselho Jurisdicional. O Conselho de Arbitragem é dirigido profissional organizada pela Fe- De resto, o último vencedor da
por Manuel Duarte. deração Portuguesa de Futebol Taça da AF Guarda está a tratar

Ler Jornais é saber Mais


PUB

Assine O INTERIOR
Renove a sua Assinatura
Identificação: Nacional_ ____ Semestral.....(16€) Anual.. (30e)
Nome: _________________________________________________________________________________________________________
Estrangeiro_ Semestral.....(18€) Anual.. (35e)

Morada: ________________________________________________________________________________ Código Postal: _________ - ______ Localidade: _____________________________________________

NIF: ________________________ Telefone/Telemóvel: __________________________________________________ Email: ________________________________________________________________

Modo de Pagamento:
Enviar para: Rua da Corredoura 80, R/C Dto C • 6300-825 Guarda
Transferência Avulsa
IBAN: PT50 001000002256785000177
Data ___/___/______ Assinatura ________________________________________ Assinatura __________________________________________________ Data _____/_____/________
Transfira o valor da Assinatura para o NIB indicado e junte a este cupão o talão comprovativo da transferência.
O Jornal O Interior compromete-se a adoptar as medidas de segurança necessárias para garantir a salvaguarda dos dados
Cheque / Vale Postal nº _____________________ Banco _________________ pessoais / empresas dos assinantes contra a sua eventual utilização abusiva ou contra o acesso não autorizado.
O contrato de assinatura renovar-se-á por iguais e sucessivos períodos de tempo (seis/12 meses), até que qualquer das partes
Numerário denuncie a desistência por meio de comunicação escrita com antecedência mínima de 30 (trinta) dias.
14 • • Quarta-feira • 24 de junho de 2020

agoradigoEU
opinião
FIOdePRUMO
opinião
Albino Bárbara
Acácio Pereira

Galos capões, Como reformar


galinhas poedeiras o Hospital da Guarda?
e galinheiros engalanados No início de junho, a SIC emitiu uma longa
reportagem sobre o Hospital Sousa Martins,
na Guarda, muito crítica sobre o seu funcio-
promover otimizações regionais?
Dir-se-á que é o Governo. Mas a ministra
da Saúde passa os dias embrulhada na luta
Não há galos nem galinhas perfeitas. Isso não há. O que há é namento. contra a Covid-19, as pressões de sindicatos
Perante isto, o que fazer? A resposta não e ordens profissionais, as negociações sala-
uma série de pássaros, passarinhos, passarões, mochos, gaviões,
é fácil, pela dimensão e pela importância es- riais, as idas ao Ministério das Finanças, as
palmípedes, corredouras e outras aves de rapina que, a leste do tratégica do problema. O hospital da Guarda é conferências de imprensa, as reuniões com
paraíso, adotam coloração diforfisma, de penas iridescentes, de longe a maior empresa do distrito e o setor as Administrações Regionais de Saúde (ARS)
assumindo um protagonismo digno da vã glória de mandar ou a da saúde o que maior impacto económico tem: que só lhe pedem dinheiro, os Conselhos de
vã cobiça. É evidente que por mais poedeiras que sejam, essas dizer isto é aludir à pequena dimensão do tecido Ministros, os telefonemas do primeiro-ministro,
pitas não conseguem ser tão bonitas como as nossas. empresarial regional e, também, ter consciência etc. “Mutatis mutandis”, com os secretários de
Pelo sim, pelo não e, nos entretantos, vamos testemunhando, que a atividade de saúde pública, por produzir Estado é igual. A qualidade da gestão específica
poucos bens e serviços transacionáveis, vive do de um hospital como o da Guarda não lhes cabe
de forma privilegiada, uns tantos casamentos bicolores (onde
Orçamento do Estado. As coisas são o que são. nas 24 horas do dia.
se mistura o rosa choque com a laranja azeda) vestindo, todos Apesar disso, os grandes hospitais pú- Com a ARS do Centro é pior: são funcio-
eles, indumentária super-fashion, deixando antever uns tantos e blicos são geradores de muita atividade eco- nários, não têm a soberania que só a eleição
quantos affaires, contando estórias de conteúdo velho e estafado, nómica e de desenvolvimento. E os cidadãos democrática dá. Não mandam, não têm autori-
da tal Alice (a do país das mil e tantas maravilhas) e também do do interior têm exatamente o mesmo direito à dade para fazer reformas. E os presidentes das
admirável reino do Marão. qualidade da saúde pública que os moradores Câmaras, por mais esforçados que sejam, têm
Com o calafrio de Torga, o penedo já falou e o grande oce- de Lisboa, do Porto ou de Coimbra. Ou seja, pouca (ou nenhuma) influência política quando
para usar bem o dinheiro dos impostos que lhe a escala é regional.
ano megalítico ordenou: Entra. E todos eles entram. Com toda
é entregue, um hospital como o Sousa Martins Apesar de não simpatizar com a regiona-
a liberdade que o poder político lhes dá, repetindo a tal história precisa de ser bem gerido internamente. E, lização (por criar novos “terreiros do Paço”),
que é, nem mais nem menos, a historieta do passado neste hino também, de otimizar os seus recursos numa devo admitir que este é um problema típico
à nossa permissividade, com a eterna promessa (inquestionável) ótica regional, articulando-se com hospitais para uma entidade com legitimidade político-
das tais costeletas de pulga e do coração de um simples piolho. próximos de dimensão equivalente como os administrativa que fique entre o ministro e o
Habituemo-nos a ver os Guerras, Cardotes, Vitorinos, Assis, de Viseu e da Covilhã. presidente de Câmara. Portugal é o único país
Barbosas, Mouras, Meirinhos, Matias, Frasquilhos, Valdezes, Se- É aqui que começam as dificuldades. Quem da União Europeia onde as regiões não existem.
é que escolhe uma boa equipa de gestão (com É caso para pensar.
guros, Campos, Marias, Anas e mais outros tantos servirem-se e,
quadros realmente vocacionados para a gestão
depois disso, darem de frosques, esquecendo de imediato (deixem operacional, financeira e logística) para dirigir o * Dirigente sindical
que diga isto de forma politicamente correta) os territórios de hospital? E quem é que tem competência para
baixa densidade, a que se somam os Linos, os Carlos Rodrigues,
que penosamente vieram servir-nos, ajudar-nos, com os seus
estimáveis préstimos (devemos ficar eternamente reconhecidos)
neste distrito que foi, e ainda é, o maior exportador de inteligência.
Neste mercantilismo de conveniência, pactuado pelo grande
irmão (o tal que continua a fazer questão de zelar por nós), o A inutilidade
das coisas
estatuto continua a ser: o nascer cá o pai, a mãe, o avô, a avó, opinião
a tia, o primo ou os sogros serem de cá, e na volta, escolhendo Maria Afonso

o agradecimento necessário, a valsinha das medalhas, iremos


atribuir, a todos eles, a célebre e única distinção que temos “a
ordem de mérito evidente”, verificando-se que a ambição não
A sombra que vai descendo as escadas se vão destapar para o sorver. Dança nua, em
pode ser considerada acidental, é (seguramente) hipócrita, as-
agarra-se às paredes e faz esmorecer as flores balões de ar quente, sob o olhar pesado do
sumindo o controlo deste rincão, neste estado unitário onde não do papel de parede. Sentada num velho sofá candelabro. Arrisca tocar na sua sombra sem
há fronteiras, venham eles de Lisboa, das Caldas, da Covilhã ou segura a luz com as mãos. A pose é de espera. saber quem é. Num labirinto de velas procura
de Coimbra gozando dos mesmos direitos e tendo por obrigação Entre ela e a distância interpõe-se uma solidão a dor. Tem que perceber se vive quando as
os mesmos deveres. incolor. O vestido de alças tem o tom da au- flores partirem.
Olhamos depois para a saúde dos mais velhos: a avó Mariana sência e permite apenas o presságio da pele. Lá fora, todos os bichos se movem e as
(em vez do Covid) está com uma grande bezana e os Porquinhos Sabe que lá fora corre um rio por onde as flores heras tomam conta do caminho que leva à
navegam. Das montanhas conhece a implosão casa. Uma mulher de lábios vermelhos, sentada
da Ilda fazem o diagnóstico que o avô Anacleto tem problemas no
nos olhos quentes dos náufragos. numa cadeira, escuta a surdez que endurece as
olho e no reto, concluindo (de forma deveras inteligente e chica- A lareira sem sinais de fogo não é mais do vidraças. Flores em tons rosa e verde alagam o
esperta) que isto nunca mais chega ao Texas, ficando a Micaela que uma utopia projectada na ondulação das papel de parede onde as sombras constroem
a chupar eternamente no dedo. cortinas. Um holograma de vazios. Levanta-se lintéis. Sai de casa como se despertasse de
As quintinhas são outro fator a considerar. Cada um cultiva acometida por um relâmpago de luz fria. Ainda um sonho. Desconhece se as escadas servem
a sua, olhando de soslaio, com laivos de inveja, para a quinta- tenta defender os olhos quando uma meia lua para subir ou para descer. Olha para o alto. E
rola do vizinho, mas… (há sempre um mas), basta uma simples se lhe desenha na face. Corre exasperada pela é ela o desabrochar de uma flor. Folhas secas
sala como se fantasmas antigos a mortificas- como pedaços de pele dormente demoram-se
palavra, um simples gesto ou um pequeno toque na pontinha do
sem. Vai de encontro às paredes na manifesta no ar. São a poalha do tempo.
calo. Curiosamente, ou talvez não, todos eles têm um sininho, loucura de quem vive há muito na escuridão. As heras ganham vida e avançam como
todos eles sabem tocar a rebate, todos eles leram pela mesma Como se a luz golpeasse por dentro. O mundo cobras ondulantes. Fazem cama no meio da
cartilha e, todos eles juntos têm uma força do caraças. São estes deixa de girar. sala, como se aquele lugar fosse o centro do
os proprietários da Quinta do Bill. São estes os filhos da nação. Tinham prometido que haveriam de des- mundo. Com o corpo arrefecido vai-se deixando
Já agora… No meio de 140.000 utentes que corresponde a cobrir distintas formas de levitar. Conhecer cobrir. Abandona-se à lentidão dos dias. As
população dos 13 concelhos da área de intervenção da ULS da o real peso dos corpos. Tomar de assalto o cortinas retomam o seu lugar na imobilidade
invólucro de cada palavra. Recortar presenças das janelas. São demasiado frágeis agora as
Guarda e, para não falar em paraquedas e paraquedistas, a per-
para as untar de querer. Aniquilar desistências suas mãos para construir um abrigo. Lembra-
gunta é inevitável: não há por cá uma alma, uma simples alminha, e abandonos. As suas mãos ainda percorrem se de ele lhe ter deixado uma certa raiva e de,
com capacidade para assumir a presidência dessa Instituição. cada vértebra da ausência. Solta os cabelos e ainda assim, o amar.
C’um raio e com um corisco… uma luz coada trespassa as cortinas. O choro a Mais do que tudo quer voltar a ouvi-lo di-
lembrar o lento deslizar da água quando fere o zer – nós vamos descobrir. E se não acontecer,
delta. E os fetos encharcados da chuva a suster o mundo continuará a girar? E as flores vão
o cinzento do céu. regressar? De qualquer forma as montanhas
Um bule de porcelana fina e um cavalete erguer-se-ão.
na fundura da queda. Sombras chinesas tocam Deixa que as alças do vestido descaiam
a seda solta de um silêncio enfunado. Nunca sobre os braços. Ignora onde a leva o seu olhar.
se sabe de onde vem o vento, nem que lábios
Quarta-feira • 24 de junho de 2020 • • 15

opinião
opinião
Observatório de Ornitorrincos
Vera Aquino Soares *
Nuno Amaral Jerónimo

Otites no Verão extremo.acidental@gmail.com

Abaulatinados
Com a chegada do Verão, estamos cria um meio perfeito.
em contacto com a água de uma forma Se sentir prurido (comichão) no
mais intensa, seja no mar ou na piscina, ouvido; dor, que pode ser muito intensa
o que pode levar à ocorrência da otite e é exacerbada pela pressão no tragus
externa, popularmente conhecida como (aquela pequena cartilagem que temos à Portugal receber a Final Eight da Liga dos O sucesso da estratégia da Dinamarca e da
otite do nadador. frente da entrada do nosso canal auditivo Campeões. Hungria é não acreditar no Governo português.
A otite externa é uma infeção da externo); perda de audição (hipoacusia),
A República Checa não recebe portugueses 85% dos recentes casos são na área me-
pele do canal auditivo externo, que se com a sensação de ouvido cheio/tapado
estende desde o tímpano até ao nosso e drenagem de pus do ouvido, deve pro- no seu território. tropolitana de Lisboa.
pavilhão auricular ou orelha. Felizmente curar aconselhamento médico. O número de infectados com Covid desce Quem vive na Beira Interior está proibido
este canal tem uma proteção natural A observação médica permite o pouquinho. de ir à Finlândia.
contra as infeções: o cerumen (“cera”). diagnóstico correto, importante para o O desemprego aumentou 34%. A Liga dos Campeões, em Lisboa, será
O cerumen tão desprezado por todos tratamento adequado. As escolas estão fechadas para conter a jogada à porta fechada.
é essencial à boa saúde do nosso canal Nestes casos, a terapêutica geral- infecciosidade. A Liga dos Campeões, em Lisboa, será
auditivo externo, protegendo-o contra mente é local, com aplicação de gotas
A Lituânia mantém as fronteiras fechadas transmitida em canal fechado.
as agressões e impedindo o crescimento auriculares com antibiótico, anti-infla-
dos micro-organismos. Então, porque matório ou antifúngico de acordo com à entrada de cidadãos portugueses. Os portugueses, diz o nosso Governo, não
existe a otite externa? Quase sempre, por o agente causal provável; se tiver pus, o O presidente americano felicita o povo viverão mais austeridade.
nossa causa. Porque causamos disrupção canal deve ser limpo para permitir a efi- português. Os portugueses, diz o Governo deles, não
da continuidade da pele e abrimos uma cácia da aplicação local das gotas e dimi- Os portugueses juntam-se aos milhares farão viagens a Eslováquia.
porta de entrada para micro-organismos. nuir o ambiente húmido predisponente para insultar o presidente americano. Já se pode ir ao café, já se pode ir ao
Sempre que manipulamos o nosso à proliferação dos micro-organismos. O Governo de Portugal não permite ajun- barbeiro.
canal auditivo externo, principalmente Deve evitar-se a entrada de água
tamentos de centenas de pessoas. Não se pode ir ao Chipre, não se pode ir
se tentamos a remoção de cerumen, no canal, a sua oclusão com tampões
seja com cotonetes (de qualquer tipo) ou auriculares, e mais que tudo a sua A Grécia não permite a entrada de pessoas à Áustria.
ou com os nossos dedos, removemos a manipulação e traumatismo. de Portugal. O Presidente da República diz que é um
proteção natural do canal e predispomos O início precoce do tratamento evita Na rua, grita-se contra o racismo e o milagre português.
à ocorrência de infeção. a evolução para um quadro mais grave e sexismo. Tem razão, só acredita nisso quem tem fé.
Mesmo a utilização de protetores doloroso. Por isso, não adie. Os hospitais Em casa, os divórcios aumentam signifi-
auditivos ou auscultadores intraca- estão disponíveis para responder às cativamente. * O autor escreve de acordo com a antiga
nalares predispõem a este problema, necessidades da população com toda a
O Governo português afirma que a sua es- ortografia
principalmente se utilizados durante segurança. A dor de ouvido é indicação
muito tempo. tratégia de combate à pandemia é um sucesso.
para procurar ajuda médica.
A permanência de água no ouvido,
mesmo após o banho, pode contribuir * Otorrinolaringologista do Hospital CUF Viseu
para a remoção do cerumen e “macera” a
pele, tornando-a mais suscetível à entra- N.R.: Esta secção é uma colaboração mensal
da e proliferação de agentes infeciosos. do Hospital CUF Viseu, na qual os seus pro-
Os micro-organismos gostam de crescer fissionais partilham conselhos e dão dicas
num ambiente quente e húmido e a hu- sobre saúde.
midade retida no canal auditivo externo

do Leitor
cosmografia, da mineralogia, da botânica, da física, da astro-
Espaço Pouco tempo depois decidiu partir para Marrocos, ini- nomia e ótica.
Público ciando a sua missão pessoal em busca do martírio pela fé, na Esses dons excecionais fizeram dele um verdadeiro intelec-
senda da conversão dos mouros ao cristianismo. Infelizmente tual da Idade Média, podendo mesmo inferir-se que terá sido

Santo António de Lisboa,


foi acometido de grave doença e em desespero por não ter o primeiro português a alcançar um reconhecimento universal
proferido um único sermão ou convertido mouros, tentou pela sua eloquência e pelas suas múltiplas e invulgares capa-
regressar a Portugal, mas uma forte tempestade arrastou o cidades, aliadas a um invulgar sentido de humildade e justiça

uma devoção Universal barco em que viajava até à Sicília, onde encontrou antigos
companheiros frades.
Ali permaneceu até 1221 e dirigiu-se a Assis, para se
social que granjeou devotos em todo o mundo. A sua fama de
santidade foi de tal ordem que foi canonizado no ano seguinte
à sua morte, em 30 de maio 1232, pelo Papa Gregório IX.
A ideia de escrever um pequeno artigo sobre Santo Antó- encontrar com São Francisco de Assis por altura do Capítulo Os seus restos mortais repousam na Basílica de Pádua,
nio de Lisboa, de quem sou devota há vários anos, surgiu na daquela Ordem religiosa. Em Forli, na região Emilia-Romagna, construída em sua memória, daí que em Itália e noutros países
sequência da visita de um amigo ao Sri Lanka (antigo Ceilão) por ocasião da ordenação de alguns frades franciscanos, faltou seja venerado como Santo António de Pádua, dado que no cris-
que, ao saber da minha devoção, me estimulou a fazê-lo. o pregador designado para o efeito e Frei António foi convidado tianismo os santos adquirem o sobrenome do local onde se dá
Na verdade, o percurso de vida deste homem singular, a pregar, o que lhe granjeou de imediato enorme admiração o seu falecimento ou o seu aparecimento.
sempre exerceu sobre mim uma enorme curiosidade e conse- pela forma admirável e fluente como falou. Em Portugal e nos países de origem lusófona, continua a ser
quente devoção, não só pelos milagres que lhe são atribuídos, A partir deste episódio, recebeu do fundador da Ordem venerado como Santo António de Lisboa e todos os anos, a 13 de
mas pelo prestígio e reconhecimento granjeado na sua curta dos Franciscanos, Francisco de Assis, especial aprovação para junho, há grandes festividades em sua homenagem, incluindo
passagem pelo planeta Terra. o exercício pastoral. Fixou-se em Bolonha, onde se dedicou ao os célebres casamentos de vários casais na Sé de Lisboa, onde,
Segundo reza a estória, terá nascido em Alfama, numa casa ensino da teologia, da filosofia e à pregação. Também lecionou por coincidência, o menino Fernando de Bulhões que vivia ali
próxima da igreja de Santa Maria Maior, hoje Sé de Lisboa, em nas Universidades de Toulouse e Montpellier, em França. ao lado – ainda sem ser Frei António, deu os primeiros passos
15 de agosto de 1195, tendo morrido em Pádua, a 13 de junho Já em 1226, após a morte de Francisco de Assis, foi no- para a santidade.
de 1231, após prolongada doença, com apenas 36 anos de idade meado enviado da Ordem franciscana ao Papa Gregório IX É considerado o padroeiro dos pobres e oprimidos, dos
(não há um documento fidedigno que ateste a data exata do e, em 1227, foi indicado como Ministro Provincial da Ordem animais, dos pescadores, dos idosos, das grávidas e dos agricul-
seu nascimento). Franciscana na região de Emilia-Romagna, tendo passado três tores e é invocado para acharmos o que se perdeu o paradeiro...
Aliás, só no século XIV e a partir de tradições orais, come- anos a pregar naquela região, incluindo Pádua, onde escreveu A devoção e o apego à sua sapiência e intercessão junto de Deus
çou a atribuir-se o nome de Martim ou Martinho de Bulhões ao muitos dos seus famosos sermões. é tanta que se tornou num dos santos mais amados, pelos muitos
seu pai, dito descendente de Godofredo de Bulhões, Comandan- Em 1230, Frei António solicitou ao Papa dispensa das milagres que lhe são atribuídos.
te da Iª Cruzada, e de sua mãe Maria Teresa Azevedo Taveira, funções como Ministro Provincial para se dedicar totalmente Por todo o mundo existem muitas igrejas e capelas que lhe
que dizem, descenderia do Rei das Astúrias Fruela Iº (Froila Iº, à pregação e à contemplação, vivendo quase em clausura no são dedicadas, tal como no antigo Ceilão (atual Sri Lanka), na
em galego-português da época), mas essa descendência nunca Mosteiro que entretanto tinha fundado em Pádua. cidade de Colombo, onde foi construída a St. Anthony’s Church
foi confirmada, bem como o nome que lhe foi dado no batismo, Em 1231 sentiu-se mal e foi-lhe detetada hidropisia, uma Kochchikade, que este meu amigo visitou como devoto e que
que terá sido Fernando de Bulhões. doença que tem a ver com a acumulação de serosidade nos teci- muito o impressionou pela sua grandiosidade.
Fernando fez os primeiros estudos na Sé, sob orientação dos celulares ou numa cavidade do corpo, e teve que descansar Inicialmente era uma pequena capela, construída com lama
dos cónegos da Ordem dos Regrantes de Santo Agostinho, nas no Eremitério de Campo San Pietro, nos arredores de Pádua. e pedras. Só em 1828 é concluída a construção de uma nova igre-
artes liberais do trivium e do quadrivium, o que determinou o Mas Frei António, ao perceber que a sua morte estava ja, erigida com o apoio financeiro de gente de todos os credos.
seu carácter intelectual. próxima, quis regressar a Pádua, onde veio a falecer no Con- Ao longo dos anos tornou-se um monumento de culto de
Ainda adolescente ingressou como noviço no Mosteiro de S. vento das Clarissas de Araceli, nos arredores da cidade, a 13 tal modo popular que todas as terças-feiras ali chegam devotos
Vicente de Fora, muito perto da casa materna, mas poucos anos de junho de 1231. e curiosos vindos de todas as paragens para agradecer e louvar
depois (15 anos) pediu transferência para o Mosteiro de Santa As qualidades de Frei António como teólogo e pregador Santo António, o grande amigo de Deus, o grande amigo dos que
Cruz, em Coimbra, para aperfeiçoar a sua formação religiosa suscitaram crescente entusiasmo pelos seus sermões e exerce- o adoram pela sua entrega ao Bem e aos Outros.
e ter um maior distanciamento de familiares e amigos que o ram enorme fascínio junto das multidões, sobretudo da gente *Lucinda Coutinho Duarte, socióloga
visitavam em S. Vicente de Fora com demasiada frequência. A mais pobre, mas também junto dos clérigos doutos, o que, aliás,
cidade de Coimbra era nessa época a capital e o centro inte- pode ser comprovado através da leitura dos seus “77 sermões Consultas:
lectual de Portugal e durante a sua estadia naquele mosteiro Dominicais e Festivos”, repletos de fervor e autenticidade mes- Calafate, Pedro, Santo António de Lisboa, https://www.instituto-
envolveu-se profundamente no estudo da Bíblia e nos textos siânica, sempre na defesa dos mais pobres e na reprimenda dos camoes.pt/en/
dos doutos padres da Igreja. ricos que viviam em função dos bens materiais, tendo até sido Instituto Camões
Ainda em Coimbra travou conhecimento com missionários cognominado de “martelo contra os hereges”. Freire, José Geraldes, Santo António de Lisboa, Centro de Estudos
franciscanos que tinham chegado a Portugal em 1217, mas que Esse extraordinário desígnio que Frei António cultivou e clássicos e humanísticos da Universidade de Coimbra
estavam a caminho de Marrocos para evangelizar os mouros. desbravou em termos espirituais era alicerçado pelo estudo https://en.wikipedia.org/wiki/St._Anthony%27s_Shrine,_Kochchi-
Fernando ficou particularmente sensível ao espírito de profundo adquirido nas múltiplas leituras nas bibliotecas que kade
simplicidade, fraternidade e desapego destes frades. Foi auto- frequentou ao longo dos anos e pelo profundo conhecimento Museu dedicado a Santo António www.museudelisboa.pt/equipa-
rizado a juntar-se aos franciscanos que tinham um eremitério da Bíblia e dos clássicos, tais como Aristóteles, Tibulo, Plínio o mentos/santo-antonio.html
dos Olivais, em Coimbra, sob a invocação de Santo António do Velho, Sêneca, Horácio, Ovídio e outros, complementado pelo https://www.facebook.com/Santo-Antonio-de-Lisboa-Lo-
Deserto, e foi então que mudou o seu nome para António. conhecimento das ciências naturais, da história natural, da vers-189010001305165/
16 • • Quarta-feira • 24 de junho de 2020

opinião
rua da corredoura, 80 - R/C Dto - C 6300-825 Guarda
Redacção/Publicidade: 271212153 • www.ointerior.pt

bilhete postal
publicidade@ointerior.pt • ointerior@ointerior.pt

Covilhã

GNR desmantela rede


dcabrita@iol.pt
Diogo Cabrita

Desejo e virtude
de tráfico de droga
Que pode fazer o desejo se o incomoda
a virtude? Vem aquele calor, uma vontade,
um tremor e pumba lá está a voz da igreja,
o som das súplicas da mãe, o longínquo
clamor crítico da avó.
doses de MDMA, 38 doses de - Não te percas minha filha. Não te des-
cannabis, uma planta de can- virtues. Não caias na boca grande do mundo.
nabis, um veículo ligeiro, 141 Ela, lá no ginásio, vê corpos lindos, in-
euros em numerário, 120 sinuações indecentes e outras não. Sobem-
euros em notas falsas, oito lhe hormonas e descem desejos, disparam
sonhos e aparecem loucuras. Há dias viu
telemóveis, três moinhos
na Internet um filme explícito da Erika Lust,
e duas balanças digitais de depois atreveu-se no Pornhub e lá estavam
precisão. O valor de rua da várias “instagirls” famosas que, afinal, eram
droga apreendida ultrapassa atrizes de pornografia. Imaginou-se enlou-
os 10 mil euros. quecida no lugar da Kendra Lust e mais que
A GNR confiscou ainda um dos rapazes do ginásio.
diversas armas brancas, uma Transpirou e excitou-se naquela noite.
A avó entrou pelo sono em gritos, abriu a
carabina de ar comprimido,
porta blasfemando, soaram asneiras na boca
uma munição de calibre .50 do pai e da mãe. “Ordinária” foi a menor. Fe-
mm, diversos aparelhos ele- lizmente foi um sonho atípico. Abandonou o
trónicos e material para cor- ginásio. Deixou a roupa com licras justas, os
te, preparação, acondiciona- tops mais insinuantes e dedicou-se mais aos
mento e consumo de droga. A estudos. A virtude para já ganhava terreno.
operação envolveu militares Desligou o Instagram, abandonou o Face-
book e percebeu que ganhava tempo, muito
dos comandos territoriais de
mais tempo para fazer outras atividades.
Castelo Branco e da Guarda, Ontem bebeu uns copos com o Ema-
de diferentes valências, no- nuel e deixou-o avançar. Deixou-se levar. As
meadamente Investigação hormonas aqueciam-lhes os beijos, o fulgor
Criminal, Intervenção, Cino- da juventude incendiava as têmporas, a for-
A GNR da Covilhã deteve quatro homens um ano e resultou «no desmantelamento tecnia e ainda com o apoio midável vontade da penetração incendiava
da Polícia de Segurança Pública (PSP), num o espaço e assim se amaram várias vezes
– três na Covilhã e um em Loulé – por tráfico de uma rede que se dedicava ao tráfico de
os dois. Meninos, ambos, dois adolescentes
de droga, falsificação de notas e posse ilegal estupefacientes». A GNR acrescenta que os total de 73 elementos. Com idades entre os
fogosos.
de armas. suspeitos atuavam de «forma organizada e 19 e 24 anos, os detidos têm antecedentes Ao fim do dia chorava porque a inquie-
Segundo o Comando Territorial de Cas- hierarquizada» na venda direta ao consumi- criminais por tráfico e foram presentes ao tava o pecado, a virtude, a vergonha de se ter
telo Branco, a operação foi levada a cabo pelo dor de cocaína, haxixe, MDMA e cannabis. Tribunal Judicial da Covilhã na quinta-feira, deixado queimar. Vinha logo depois, às gol-
Núcleo de Investigação Criminal da Covilhã Nas cinco buscas domiciliárias e duas em tendo o juiz determinado a prisão preventiva fadas, o sorriso dos sabores adquiridos. Foi
na passada quarta-feira na sequência de veículos realizadas foram apreendidas 135 do mais novo. Os restantes ficaram sujeitos tão bom! No dia seguinte o desejo ganhou
uma investigação que durava há cerca de doses de haxixe, 106 doses de cocaína, 51 a termo de identidade e residência. à virtude e depois percebeu que a melhor
virtude é ter desejo com quem tem por ela.

PUB