Você está na página 1de 16

PUB Quarta-feira • 01 de julhoo de 2020 • •1

1069
01 julho 2020
Ano 20
quarta-feira
 0.75 iva incluído
Diretor: Luís Baptista-Martins
semanário

Pedidos de ajuda alimentar


disparam na região
A pandemia da Covid-19 fez aumentar significativamente o número de pessoas que recorrem a donativos alimentares.
A Covilhã foi o concelho mais afetado, segundo o Banco Alimentar, enquanto a Cáritas da Guarda passou a apoiar o
dobro de pessoas Pág.5

EB Carolina Beatriz Ângelo


é a melhor classificada no
ranking das escolas

A média obtida pelos alunos da escola da Guarda no ano letivo de 2018/2019 foi a mais
Política alta do distrito e colocou estabelecimento de ensino no 77º lugar do ranking das escolas
Sérgio Costa básicas do país, a melhor classificação da região. As duas principais escolas da cidade
vence PSD voltaram a cair na tabela. Na Covilhã destacou-se a Escola Quinta das Palmeiras Pág.6 e 7
Guarda
Vinhos
Desporto
Beira Interior põe produtores à
prova «num ano diferente» Presidente e vice concorrem
Comissão Vitivinícola aposta em concurso de vinhos e de gastronomia
à Associação de Futebol da Guarda
para reforçar a «visibilidade» dos produtores e dinamizar a restauração Após 17 anos juntos, Amadeu Andrade Poço e Artur Batista são adversá-
da região ___________ 8 rios nas eleições deste sábado _________________________________ 13

Guarda
Escolas Câmara interessada
Novo líder concelhio compro- Amianto vai ser retirado na sede da ACG
mete-se a manter uma «relação
institucional» com o presidente em 13 escolas O município poderá adquirir a sede da insolvente Associação Comer-
da Câmara, que associou à derro- Lista atualizada do Governo revela que ainda há treze escolas com cial (ACG), que está à venda no âmbito do processo de liquidação da
ta de Júlio Santos nas eleições de amianto na região das Beiras e Serra da Estrela e serão alvo de obras instituição, revelou Chaves Monteiro na Assembleia Municipal de
sábado ________________________ 4 para retirar substância cancerígena das suas estruturas __________ 9 terça-feira_______________ 16
2• • Quarta-feira • 01 de julho de 2020

Entrevista
no  fio  da  navalha

Cara
a
cara

UBI «O candidato à Câmara da


Guarda será quem estiver
A Universidade da Beira Interior (UBI) terá
um valor mais baixo de propinas no próximo ano
letivo, segundo anunciado no site da instituição.
O Conselho Geral definiu o valor da propina dos

em melhores condições
cursos do 1.º Ciclo e Mestrado Integrado em 697
euros anuais. Esta é uma redução de cerca de
170 euros face aos valor anteriormente praticado
de 871,5 euros, numa medida importante para

para que o projeto


atrair mais alunos para região. E mais importante
ainda num tempo de pandemia e dúvidas quanto
ao futuro.

Sérgio Costa político do PSD não seja


Sem surpresa, o ex-vice-presidente da Câma-
ra da Guarda foi eleito presidente da Concelhia do
PSD Guarda. Depois do polémico afastamento do
executivo da autarquia, com a retirada de pelouros,
quebrado»
o novo líder da concelhia terá agora de procurar P – Qual é a sua prioridade neste man- P – E o que espera o líder concelhio do
consensos com Chaves Monteiro (e a defesa da dato? autarca da Guarda? P e r f i l
gestão laranja na autarquia) ou defender outro R – No passado sábado decidiu-se uma R – Respeito pelas estruturas do partido e o
caminho para o partido (e outro candidato à Câ- parte da história da Guarda e do PSD. Queremos apoio à continuidade da execução do programa Sérgio Costa
mara) – ser a verdadeira oposição ao executivo assegurar que o projeto político que a Guarda es- eleitoral que foi sufragado maioritariamente Presidente eleito da concelhia da Guarda do PSD
do PSD. Os próximos meses serão de grande colheu, iniciado em 2013 e reforçado em 2017, em 2017.
apreensão entre os militantes social-democratas não seja interrompido e tenha continuidade Idade: 44 anos
e, com a vitória de Sérgio Costa, é o PS que, com as eleições autárquicas de 2021. Para isso, P – A sua eleição para a concelhia é uma
sem fazer oposição, fica à espreita das próximas o PSD tem de estar altamente mobilizado e uni- derrota para Carlos Chaves Monteiro? Naturalidade: Peso da Régua
divergências e divisões no seio do PSD Guarda. do em torno deste mesmo objetivo. Mas o PSD R – Como sempre disse, as lutas eleitorais
da Guarda não pode, e não deve, preocupar-se terminam no dia das eleições. A única coisa que Profissão: Eng. Mecânico
apenas com a Câmara Municipal. Os guardenses posso acrescentar foi o que todos constatámos,
estão preocupados com a situação da ULS e a que durante toda a tarde do dia das eleições, o Currículo (resumido): Licenciatura em Eng.
falta crónica de profissionais nos últimos anos presidente da Câmara esteve sempre à porta da Mecânica pelo Instituto Politécnico da Guarda;
Pós-graduação em Sistemas Públicos de Abaste-
Escola Carolina e consequente degradação da prestação dos
cuidados de saúde. O PS está em vias de tornar
sede do partido e sempre junto da candidatura
de Júlio Santos.
cimento de Água e Drenagem de Águas Residuais;
Técnico superior na Empresa Águas do Vale do
Beatriz Ângelo a nomeação do Conselho de Administração
num verdadeiro folhetim. O PS fez promessas P – Qual é a sua posição sobre a polémi-
Tejo, do Grupo Águas de Portugal; e vereador da
Câmara Municipal da Guarda.
A escola da Guarda, que durante anos à Guarda que não cumpriu e que teima em não ca entre Carlos Chaves Monteiro e Cidália
se debateu com o estigma de “escola das cumprir. Exemplo disso é a instalação na Guarda Valbom? Livro preferido: Bíblia
aldeias” tem este ano destaque no ranking dos vários serviços desconcentrados do Estado, R - Muito se tem falado na comunicação
anunciados em plena campanha para as legis- social sobre o cancelamento da Assembleia Filme preferido: “Ben-Hur”
das escolas básicas, que classifica os re-
sultados obtidos pelos alunos do 9º ano do lativas, mas, a julgar pelo atraso das mesmas, Municipal por parte do senhor presidente da
mais parecem promessas próprias de campanha Câmara Municipal da Guarda. Porque já muito Hobbies: Agricultura familiar, pedestrianismo,
ensino básico. A instituição guardense, que viajar, passear ao longo das linhas de água com
eleitoral, feitas apenas para aumentar as suas se falou e por muitas pessoas – talvez até demais,
surge em 77º lugar a nível nacional, é a que familiares e amigos.
votações à custa da mentira aos guardenses. considero que esse assunto deve ser tratado
possui a média mais alta do distrito (3,73) no
Os cidadãos querem emprego, criação de ri- pelos órgãos próprios e no local próprio, a bem
que respeita às notas dos alunos nos exames
queza e melhor qualidade de vida. Sentimos a do bom funcionamento quase 25 anos, vereador eleito da Câmara Mu-
de Português e Matemática no ano letivo de
preocupação diária dos nossos comerciantes e legal e da boa ima- nicipal há quase sete anos e agora presidente da
2018/2019. Importa também destacar a Esco- empresários. Somos testemunha da sua luta em gem pública dos concelhia do PSD, considero ter uma responsa-
la Básica e Secundária de Fornos de Algodres levar a bom porto os seus negócios e queremos órgãos legal- bilidade acrescida na gestão deste episódio, pelo
que, no ranking relativo aos percursos diretos que sejam bem-sucedidos, mas vemos a sua mente cons- que da minha parte terão sempre a vontade da
de sucesso do ensino básico - que considera apreensão com a escassez de clientes que os tituídos. conjugação de todos os esforços para ajudar a
o desempenho global dos alunos em todo o aflige. Quero ser um presidente próximo dos Os tempos dirimir com elevação e respeito por todos toda
3º ciclo - ocupa a sexta posição do ranking guardenses e continuar a ouvir as suas preocu- aconselham a situação a que assistimos.
a nível nacional. pações e anseios, como sempre o fiz. Quero ser pondera-
o seu porta-voz e defender as suas causas. Quero ção, calma, P – Que conselhos tem recebido de Ál-
lutar pela Guarda. Os guardenses merecem e serenidade e varo Amaro?
queremos ajudar nessa grande causa que é a discernimen- R – Ao longo de seis anos aprendi muito
defesa da Guarda. to. Enquanto com Álvaro Amaro e estou grato por isso, pois
Escola Secundária de P – O que pode esperar o pre-
militante do
PSD há
na política também temos de ser gratos. É claro
que. num processo de aprendizagem, há sempre
Figueira de Castelo sidente da Câmara do líder
concelhio?
coisas mais positivas e menos positivas, mas o
saldo final é que interessa e foi francamente
Rodrigo R – Muito traba-
lho, respeito institu-
positivo.

cional e uma expe- P – Apoia a recandidatura de Chaves


A mais baixa classificação do distrito no riência adquirida ao Monteiro à Câmara da Guarda? Assume
ranking que avalia o desempenho escolar longo de sete anos, poder ser o candidato? Qual é o perfil
global do ensino básico cabe à Secundária que será colocada ao do candidato que apoiará?
de Figueira Castelo Rodrigo, que ocupa o serviço de todos. To- R – Tal como sempre disse, este não é
912º lugar a nível nacional. Esta é também dos temos de aju- o tempo para falar do candidato à Câmara
a escola do distrito com maior taxa de reten- dar a alavancar uma da Guarda, nem de nenhuma outra do
ção de alunos (19,35 por cento) neste ciclo grande mobilização país. Esse processo será decidido,
de estudos. Além disso, esta instituição de para as eleições au- tal como assisto no meu partido há
ensino está ainda incluída no conjunto das tárquicas de 2021. cerca de 25 anos, após a articulação
seis escolas que tiveram um desempenho in- Trabalharemos com entre as várias estruturas do PSD:
ferior ao esperado, tendo em conta o contexto todos e para todos. concelhia, distrital e nacional. Será
socioeconómico. No que respeita ao ensino Todos temos de dar a pessoa que estiver em melhores
secundário a escola de Figueira também ocu- as mãos, agregando condições para que este projeto
pa a mais baixa posição do distrito da Guarda militantes, simpa- político não seja quebrado. Este
no ranking que se refere ao desempenho dos tizantes, autarcas processo não deve ser pessoali-
alunos nos exames nacionais do 9º ano. eleitos e o cidadão zado e quero ser também aqui
comum. O nosso coerente, tal como sempre fui,
grande inimigo é o que é um bem essencial na política.
atraso do desenvol-
vimento da Guarda e é
isso que todos temos de ajudar
a combater.
Quarta-feira • 01 de julhoo de 2020 • •3

editorial Luís Baptista-Martins


baptista-martins@ointerior.pt

“Estudasses!”
Como tantos já o disseram, a pandemia ainda não passou e as sequelas ainda
não são mensuráveis. Porventura, na história, haverá mais do que um pará-
grafo para falar “do tempo do Covid-19” e da forma errática como o mundo
lidou com a pandemia.
Entre nós, e seguindo o que as televisões nos iam mostrando noutras latitu-
des, e em especial em Itália e Espanha, cantámos nas varandas e aplaudimos
os heróis. Quais heróis? Numa pandemia não há heróis! Há vítimas e sobre-
viventes; há sacrificados e abnegados; há lutadores e há medo. E foi pelo
medo que durante um par de meses Portugal resistiu ao novo coronavírus:
escondidos em casa, qual guerra biológica, isolados e confinados reduzimos
a zero o risco de contágio. O problema foi quando tivemos de voltar “à vida”
e os novos contágios apareceram – destapou-se o estado de sucesso que
o pânico tinha escondido e a pobreza veio ao de cima: os novos contágios
apareceram em festas, pela parvoíce de alguns, mas foi essencialmente no
país pobre e frágil da periferia de Lisboa, dependente dos transportes públi-
cos, nos subúrbios apinhados de pessoas que se atropelam na correria para
o emprego, nos parques empresariais onde se trabalha mais de 40 horas por
semana para se receber 500 euros por mês e nas obras, onde nunca se parou,
que os novos surtos puseram Portugal como o segundo pior país da Europa
no combate ao Covid-19 e nos excluiu dos “corredores” de turistas europeus
de que tanto precisamos.
Por isso, como escreveu Miguel Sousa Tavares no “Expresso”, e por muito
que nos desagrade, «estamos a acordar de uma doce ilusão, assente em duas
apressadas verdades: o heroíco comportamento cívico do povo português


perante a pandemia a o exemplar desempenho do Serviço Nacional de Saúde.
opinião (…) É uma pena, mas ambas as supostas verdades são falsas». E o comen-
Fidélia Pissarra tador explica, «o heroíco comportamento
cívico português assentou no medo, puro
e simples» E sobre os heróis sugere «os
autênticos, os que não ficaram em casa:
“Não somos racistas” os agricultores, incluindo os imigrados, os
pescadores, os camionistas que traziam os
Agora, que des- seus produtos para os supermercados e os
Um dos temas que perpassa todos os policiais mas nós não. Aqui é diferente, nunca houve racismo cobrimos o Portu- trabalhadores destes que nos abasteciam,
os que trabalharam nas farmácias, nas ta-
de origem americana é a honestidade e perseveran- como na América”, apesar de bastar o “como” para gal de sempre, o bacarias que não fecharam ou no pequeno
ça do polícia herói. Politicamente isento, religiosa- assumirmos que há, prosseguimos em negação
país desigual com comércio de bairro, os trabalhadores dos
mente neutro e de inteligência superlativa, nunca adicionando-lhe o bonzinho, tolerante, quase que transportes, os polícias, os voluntários que
falha na missão de repor a justiça nas situações uma manifestação de afeto pelas pessoas de outras 2 milhões de po- acorreram aos sem-abrigo, etc. E quanto
socialmente mais disruptivas. Por oposição, nas origens e nacionalidades. bres, sem saber ao brilhante desempenho do SNS, ele
explica-se por uma simples razão: porque
obras dedicadas ao tema, o polícia europeu surge Por isso, irromper em contestações disruptivas
com as certezas de um bronco e as fragilidades de contra o racismo, na América é compreensível e como fazer frente nunca esteve sobre verdadeira pressão.
Trancados em casa, os portugueses ga-
uma criança na fé de que todos os santinhos estão legítimo, por cá não. Uma camada de pessoas não à pandemia. rantiram que a parte do SNS dedicada em
do lado dele. E, se não fosse o cérebro de um Poirot, consegue referir-se ao nosso primeiro-ministro exclusivo à covid nunca ameaçasse rutura. E tirando os profissionais dedica-
de uma miss Marple ou de um Sherlock, por aqui, sem pronunciar “preto” ou “monhé”, mas não dos a isso, que cumpriram, de facto, o seu dever tudo o resto no SNS fechou
não se passava da ineficiência judicial. Na tarefa de somos racistas. Brasileiros e africanos, a menos cautelarmente mesmo antes de a epidemia nos ter atingido». Olhando para
manter a coerência narrativa, ou cénica se preferi- que sejam políticos, ricos ou, de preferência, os trás, todos o sabemos, milhares de consultas foram adiadas, cirurgias ficaram
rem, será o desempenho dos atores a adaptar-se dois em simultâneo, vêm-se da cor da abelha para por fazer com desfechos por vezes trágicos, mas de que ninguém fala porque
ao público. O que nos leva à conclusão de que, a alugar casa, mas não somos racistas. Bem, às a culpa foi do coronavírus, e tantos tratamentos que ninguém fez porque as
existir tal necessidade, são públicos diferentes: vezes somos, mas nunca mais do que os outros pessoas tiveram medo de ir aos hospitais, e nos hospitais todos tinham medo
o americano mais dado ao individualismo e o e muito menos com a mesma perversidade. Pren- de tocar nos doentes… Agora, que passámos do confinamento à realidade
europeu ao colaboracionismo. O polícia americano demos mais africanos que europeus, mas não os (ainda que os professores continuem confinados), vemos a realidade do país:
matamos por dá lá aquela palha. Insultamo-los um Portugal a duas velocidades, os portugueses ricos ou remediados e os
aniquila todos os criminosos sozinho, mas o polícia
portugueses pobres; os que têm emprego para a vida ou podem ficar em
europeu não alcança nada sem terceira mãozinha. pela sua origem e ascendência, mas nunca por os
teletrabalho sem correr riscos e os outros, que têm de trabalhar sem horário
Mas, para este texto, isso não interessa. A questão considerarmos intelectual e socialmente inferiores. e a ganhar o salário mínimo; os que são tratados por heróis pelo Presidente
aqui é: por que razão, a par da coca-cola, das pizzas Porque nós não somos racistas, a prová-lo, além de da República, que metem baixa quando deviam ir trabalhar, que se alimentam
e dos hambúrgueres (de que os americanos até tudo o resto, está esta nossa preponderância para da riqueza produzida pelos outros, que têm mais educação e cultura, que fre-
já parecem ser os pais), importamos com tanto o voluntariado em países africanos esteticamente quentam restaurantes caros e se escondem em resorts isolados entre o Douro
entusiasmo esta representação literária e cinéfila descrito nas imagens que captamos com um pre- e o Alentejo à espera que os problemas passem, e os outros, os que trabalham
e recusamos importar caraterísticas subjacentes a tinho sujo, esfomeado e desvalido ao colo que a mesmo que o vírus ande por aí; os que saem de casa para ir de férias e os que
este tipo de narrativas? Se calhar, somos seletivos nossa consciência, não racista, em jeito de memória querem continuar a trabalhar cheios de medo de perder o emprego…
nas importações. Ou então, à semelhança dos fe- propagandística, há de disseminar pelos murais de Agora, que descobrimos o Portugal de sempre, o país desigual com 2 milhões
nómenos da pizza e dos hambúrgueres, até nos dá curta duração em todas as redes sociais. Ao fim e de pobres, que continua na cauda da Europa, com tiques de novo-riquismo,
ao cabo, lembrando o que diz Goffman, a bem da olhamos invejosos para Espanha que com 29 mil mortos, pelo menos, pro-
algum jeito atribuir as despesas da paternidade do
vocados pela Covid-19, é tratado como um país com um estado que soube
racismo aos do lado de lá do Atlântico dizendo que coerência narrativa é apenas o que se espera de
resolver e ultrapassar as maiores dificuldades, enquanto Portugal com 1.600
isso, do racismo, é coisa de americanos. Declaran- cada um de nós. mortos por Covid-19 continua sem saber como fazer frente à pandemia. Ago-
do solenemente que “Os americanos são racistas, ra, com os hospitais da capital a abarrotar, há doentes a serem transferidos
para os hospitais de Santarém, de Castelo Branco e da Guarda…

PUB
4• • Quarta-feira • 01 de julho de 2020

Eleição de Sérgio Costa


deixa Chaves Monteiro
entre a espada e a parede AR
e 2017» para a Câmara da Guarda. tem dito, que é «muito cedo» para
«Esse é o nosso trabalho e priori- falar do assunto e que o candidato
dade a partir de agora, tudo o resto será escolhido «em uníssono» pela
é extemporâneo. O momento é de concelhia, distrital e comissão
arregaçar as mangas e trabalhar política nacional. «Naturalmente
em prol da Guarda e do PSD», disse que o candidato ou a candidata
o vencedor de uma das eleições será sempre aquele que estiver em
mais participadas – votaram 389 melhores condições para avançar,
dos 431 militantes inscritos –para são estas as regras. Eu nem estou
a comissão política concelhia com mais próximo, nem mais longe, de
239 votos contra 145 de Júlio o ser», ressalvou.
Santos. Houve ainda cinco votos Por sua vez, Júlio Santos, que
nulos. A lista G também ganhou abandonou a sede social-democra-
para a mesa do plenário de secção, ta pouco depois de conhecer os re-
com Pedro Nobre a conseguir 243 sultados, lamentou ter havido nes-
votos, mais 106 que Ester Amorim, tas eleições «autênticos sindicatos
tendo-se registado três votos nulos de votos». «Nós não alinhamos em
e quatro brancos. esquemas. Houve “máquinas” bem
«São resultados inequívocos», montadas, aliás, basta ver quem
sublinhou Sérgio Costa, apelidan- foram os apoiantes da outra lista
do de «maioria quase absoluta» para vermos de onde vêm esses
o facto de quase dois terços dos apoios», criticou o candidato à
militantes em condições de votar presidência da concelhia derrota-
terem escolhido a sua lista. Na sua do pela segunda vez consecutiva.
opinião, os sociais-democratas O líder da lista A espera agora que
Sérgio Costa compromete-se a manter uma «relação institucional» com o presidente da Câmara e pouco mais
também escolheram «o caminho o vencedor «tenha juízo, porque se
que querem para o partido na continua a afrontar a maioria PSD
Novo presidente da concelhia da Guarda do PSD obteve vitória confortável Guarda nos próximos dois anos» na Câmara receio que vá partir o
e fez questão de associar presidente da Câmara à derrota de Júlio Santos e que será o de garantir que «o partido». No entanto, Júlio Santos
Destituído da vice-presidência Carlos Chaves Monteiro à derrota sinal», atirou Sérgio Costa, suge- projeto político iniciado em 2013 teme que Sérgio Costa passe a
da autarquia e relegado a vereador de Júlio Santos após registar que rindo que «cada um tire as ilações nunca seja colocado em causa, seja ser «oposição» a Carlos Chaves
sem pelouros em março, Sérgio o presidente do município esteve que quiser». Indireta à parte, o levado até ao fim e possa perdurar Monteiro, que é a «opção natural»
Costa é o novo presidente da «grande parte da tarde» com o seu sucessor de Tiago Gonçalves, que nos próximos anos». Para tal, o para candidato à autarquia em
concelhia social-democrata e vai adversário. era um dos proponentes da sua líder concelhio compromete-se a 2021. «Nós estaremos ao lado dele
ter uma palavra a dizer sobre a «Não quero dizer que ele sai candidatura, promete trabalhar manter uma «relação institucio- e acredito que essa seja a decisão
escolha do candidato à Câmara em derrotado desta eleição, mas de «com todos e para todos» e defen- nal» com o presidente da Câmara da comissão política nacional»,
2021. No sábado, o líder recém- facto os militantes votaram maio- der «o projeto político votado de e pouco mais. Sobre as autárqui- afirmou.
eleito fez questão de associar ritariamente na lista G e deram um forma clara e inequívoca em 2013 cas, Sérgio Costa repetiu o que

Guarda
Celorico da Beira

Grupo Bernardo Marques daquele grupo de transporte de Conhecidos finalistas


do concurso
mercadorias, que pagou cerca de
56 mil euros. «Desde 2013, ano

compra primeiro lote do em que foi criado o parque em-


presarial A25, este é o primeiro
lote a ser vendido para a insta- “Mostra o que Vales”
parque empresarial A25 lação de uma infraestrutura no
setor da logística e transporte»,
refere a autarquia, segundo a
Já são conhecidos os fina-
listas do concurso de talentos
Pedro Gaspar. OS três primeiros
classificados vão receber 700,
“Mostra o que Vales”, promovido 500 e 250 euros, respetivamen-
qual o investimento pelo centro comercial La Vie te. Nesta edição haverá ainda um
Irá reforçar «a capacidade Guarda. prémio extra, no valor de 200
industrial» daquela área em- As primeiras atuações terão euros, para o melhor talento,
presarial situada junto à auto- lugar este sábado, a partir das para o vencedor da categoria
estrada A25, próximo da sede 17h30, e estão reservadas para júnior, que se enquadrem nas
do concelho. A Tir2Rent tem Leonor Cabaços, Jéssica Pinto, o idades compreendidas entre
agora nove meses para iniciar duo Núria Damasceno e Matilde os 10 e 13 anos. As atuações no
o projeto de edificação das in- Toscano, Liliana Oliveira, Diogo “Mostra o que Vales” terão um
fraestruturas e, posteriormen- Tavares e Miriam Lopes. No dia número reduzido de presenças
te, dois anos para concluir as 18 vão subir ao palco Inês Bor- físicas na assistência, mas serão
construções. «É expetativa do rego, Mafalda Rocha, Bruna Fon- transmitidas online nas redes
município de Celorico da Beira seca, Ana Carolina Lima, o duo sociais do La Vie.
que o parque empresarial A25 Vanessa Santos e Ana Santos e
sirva, sobretudo, para fomentar
indústrias de média/ grande
dimensão capazes de alavancar
a economia local», reforça a
autarquia presidida por Carlos
O grupo Transportes Ber- e transporte que irá criar «20 Ascensão. A área dispõe de 11
nardo Marques adquiriu o pri- postos de trabalho», anunciou lotes de terreno devidamente in-
meiro lote de terreno do parque o município. fraestruturados para instalação
empresarial A25, em Celorico O espaço com mais de 5.000 de pequenas e médias empresas
da Beira, para a instalação de metros quadrados vai ser ocu- industriais, oficinas e armazéns.
uma infraestrutura de logística pado pela Tir2Rent, empresa
Quarta-feira • 01 de julhoo de 2020 • •5

Pandemia fez aumentar o número


de famílias carenciadas na região
A Covid-19 fez aumentar significativamente o número de pessoas que recorrem a donativos alimentares.
Covilhã foi o concelho mais afetado, segundo o Banco Alimentar
SO

de 50 famílias (80 pessoas) que


Número de pessoas já auxiliava. «A Câmara Muni-
cipal apoiava com cabazes as
apoiadas pela famílias carenciadas», explica
fonte da organização. Apesar de
Cáritas Guarda não quantificar, a Cáritas admite
quase duplicou que «o volume de entregas de
alimentos aumentou em relação
ao ano passado», mas está, «até
«Antes da Covid-19 apoia- ao momento», a conseguir dar
vam-se mensalmente, no início resposta. «A Cáritas Portugue-
de 2020, cerca de 254 pessoas. sa desenvolveu um Programa
Com a pandemia assistiu-se a Intermédio de Apoio Social,
um aumento do número de pe- que consistiu na atribuição de
didos de ajuda, nomeadamente Ticket Restaurant, que foram
de novas famílias. Atualmente atribuídos a beneficiários depois
são apoiados todos os meses de se proceder a uma avaliação
470 beneficiários». Os números prévia», explica a instituição, que
foram revelados a O INTERIOR também disponibilizou auxílio
pela Cáritas Diocesana da Guar- financeiro para pagamentos de
da, que confirma o agravamen- «renda habitacional, eletricida-
to do número de famílias em de, água, gás e medicação».
situação de carência. O maior «Com esta resposta, foi pos-
aumento registou-se, segundo a sível minimizar constrangimen-
«O aumento de famílias carenciadas está centralizado sobretudo nas localidades urbanas, com indústrias», instituição, no «apoio a famílias tos psicossociais em muitas
afirma o presidente do Banco Alimentar Cova da Beira
migrantes», que ascendem a famílias, que de outra forma não
O número de pessoas a recorrer «O aumento de famílias carenciadas cerca de sete toneladas de alimentos 123 pessoas no conjunto das poderiam fazer face aos com-
a donativos alimentares cresceu está centralizado sobretudo nas lo- por mês, um valor que «representa três Cáritas Paroquiais de Seia, promissos assumidos», refere a
abruptamente, com a região a regis- calidades urbanas, com indústrias», um aumento de cerca de 20 por cen- Gouveia e Covilhã. A maioria são organização, numa resposta por
tar aumentos de pedidos «na casa apesar do número ser «variável». to em relação a igual período do ano estudantes oriundos dos Países escrito. A Cáritas destaca tam-
dos 60 por cento». A estimativa é Com a pandemia «aumentaram so- passado», segundo Paulo Pinheiro. Africanos de Língua Oficial Por- bém os contributos dos grupos
de Paulo Pinheiro, presidente da bretudo os casos relacionados com «Apesar da grande resposta de mui- tuguesa (PALOP). DIA (Minipreço), que ofereceu
direção do Banco Alimentar Cova pessoas que trabalhavam de forma tos que, na nossa região, nos fizeram Segundo a Cáritas há, em alimentos não perecíveis, AU-
da Beira (BACB), segundo o qual o informal», sem descontos, revela o chegar donativos, tem sido difícil Seia, 58 famílias apoiadas (156 CHAN, que «permite à Caritas
impacto da pandemia «foi realmente responsável, que relata que «muitos conseguir dar uma resposta ade- pessoas), sendo a maior parte da Guarda, uma recolha de bens
muito elevado». destes casos tinham um rendimento quada a um tão grande aumento no agregados que já eram auxilia- alimentares» e das ofertas do
Antes do surgimento da Co- estável e foram mandados para casa número de casos», alerta, dizendo dos. Em Gouveia há 40 famí- Banco Alimentar. A organização
vid-19, o BACB apoiava «cerca de sem pré-aviso». «Foi assustador a que a distribuição e a falta de equi- lias (80 pessoas) a beneficiar refere ainda o Programa Opera-
2.600 pessoas nos 13 concelhos quantidade de pessoas que, de um pamentos são os grandes desafios da de ajuda, mas não se registou cional de Apoio às Pessoas mais
em que procede à distribuição de momento para o outro, nos diziam organização. O dirigente nota agora qualquer aumento do número Carenciadas, cofinanciado pela
alimentos. Atualmente este número estarem desesperadas e que passa- uma tendência para «a estabilização de pedidos. Quanto à Covilhã a União Europeia, que permite
já ultrapassa as 4.000», afirma o res- ram de uma vida normal para uma [dos números de pedidos de auxílio] Cáritas ressalva que a instituição distribuir bens alimentares e de
ponsável. Paulo Pinheiro adianta que situação em que não conseguiam nestas últimas semanas» e espera local esteve fechada entre 13 de primeira necessidade mensal-
a Covilhã é o concelho mais afetado, comprar um litro de leite», lamenta que, «se não houver segunda vaga, março e 1 de junho, pelo que não mente a 40 famílias, perfazendo
mas também Guarda, Fundão e Seia o responsável. comece a diminuir, sobretudo no registou alterações ao universo um total de 135 beneficiários
registaram impactos significativos. Atualmente o BACB distribui quarto trimestre do ano».

Covilhã Fundão

Plataforma Social concelhia


Dois novos
casos detetados
no concelho
vai continuar a funcionar Há dois novos casos de contá-
gio por covid-19 no concelho do
Fundão. De acordo com a Rádio
Cova da Beira um dos indivíduos
A Câmara da Covilhã estabele- que gerimos hoje dados de todas valor de 15, 25 e 35 euros, tendo Operacional às Pessoas Mais Ca- é familiar da senhora a quem foi
ceu programas de apoio social que as freguesias (o que não aconte- sido emitidos 411 entre o início renciadas (cofinanciado por fundos detado o contágio na semana pas-
atualmente ajudam «450 famílias». cia antes)», ressalva a autarquia da pandemia e a Páscoa, num europeus), que assegura, junto com sada. O outro caso refere-se a um
A O INTERIOR, a autarquia refere numa resposta escrita enviada a O valor total de 9.871 euros. Foram sete instituições sociais, o apoio ali- indivíduo que trabalha na área da
que «quando as entidades que INTERIOR. A Câmara estabeleceu também entregues «quase dois mil mentar nos territórios de Belmonte Grande Lisboa e se deslocou ao
asseguravam essa ajuda alimentar como medida de apoio a Platafor- cabazes» de alimentos em 37 dis- concelho.
e Covilhã. «No total, abrangia 385
ma Social Concelhia, localizada na Testou positivo no passado fim
deixaram de poder assumir as suas tribuições feitas «diretamente ou beneficiários, tendo este número
de semana e estará hospitalizado
missões, a Divisão de Ação Social sede da Refood da Covilhã, onde através das Juntas de Freguesia», sido aumentado em mais 50 por
no Centro Hospitalar Universi-
e Saúde recebeu informação «de convergem os apoios à população, adianta o município. Nesse senti- cento (578) nos meses de junho e tário da Cova da Beira ( CHUCB),
aproximadamente 75 por cento do feitos com base em parcerias es- do, a Plataforma Social irá manter- julho. A partir de agosto, o número segundo declarações prestadas
número atual de famílias». tabelecidas com entidades como se em funcionamento: «Em termos duplicará, passando para 770 bene- pelo presidente da câmara muni-
O município acrescenta que, o Banco Alimentar, Conferências da distribuição de cabazes, está ficiários durante um período de 10 cipal do Fundão, Paulo Fernandes
após «um longo e exigente tra- Vicentinas, Cruz Vermelha, Juntas previsto que algumas dessas en- meses», explica a edilidade. Além em conferência de imprensa. O
balho de verificação», apurou um de Freguesia, paróquias e Refood, tidades retomem a sua missão a desta ajuda, o município irá manter edil assegurou que o homem está
número de aproximadamente 225 que auxiliam «na referenciação de partir de agosto, no contexto de «o pagamento de contas de bens «estável» e que não há cadeias de
famílias carenciadas. «Entretanto, famílias carenciadas, na gestão de um Movimento de Cidadania Ativa ou serviços essenciais, a entrega transmissão no concelho.
este número quase que duplicou voluntariado e em ações de recolha que a Câmara apoiará financeira e de medicamentos e alimentos nos Apesar disso faltava, à hora de
nos últimos três meses, o que não de alimentos». logisticamente». domicílios de pessoas vulneráveis fecho desta edição, realizar cerca
significa literalmente um agrava- Uma das primeiras iniciativas A autarquia é também a enti- ou em risco, o apoio psicológico, de 15 testes a pessoas familiares
mento nessa proporção, uma vez foi a entrega de vales solidários no dade coordenadora do Programa em terapia ocupacional ou outros». da senhora infetada.
6• • Quarta-feira • 01 de julho de 2020

S Quinta das Palmeiras é a


melhor escola do distrito
Sociedade de Castelo Branco SC

Guarda

Feira de
Antiguidades
no domingo
A Feira de Antiguidades e
Colecionismo da Guarda está
de regresso este domingo à
Alameda de Santo André, a
partir das 10 horas.
Promovida pela autar-
quia, a iniciativa pretende
dinamizar a cidade nos me-
ses de Verão e vai repetir-se
no primeiro domingo dos
meses de agosto, setembro e
outubro. Devido à pandemia
da Covid-19, vendedores e
visitantes terão de cumprir
as normas de segurança e
distanciamento social estabe-
lecidas pela Direção-Geral de
Saúde (DGS). No recinto será
obrigatório o uso de máscara
ou viseira e o atendimento
deverá ser feito de forma
organizada, limitado a um
consumidor de cada vez, res-
peitando as regras de higiene Escola da Covilhã foi a que obteve melhores resultados nos rankings do ensino Básico e Secundário
e segurança. Esta feira tem
como objetivo a divulgação A Escola Quinta das Palmeiras, dois exames após um percurso sem da Vila Velha de Rodão (35.71%). Apesar disso esta última é a melhor
e comercialização de objetos na Covilhã, surge em 80º lugar retenções no 7º e 8º anos de esco- Esta escola é aquela onde, dos três colocada nos rankings dos exames
antigos com valor artístico no ranking dos exames do ensino laridade, e comparação do valor da concelhos apresentados, o cenário (120) do concelho onde se insere,
e cultural e constitui uma básico, que classifica as melhores escola com a média nacional). Esta socioeconómico dos alunos é mais sendo também a que possui melhor
prática comercial que atrai médias nos exames de português e escola apresenta o melhor contexto desfavorável, ou seja, onde o número contexto socieconómico do Fundão.
ao centro da cidade da Guarda matemática realizados no 9º ano de socioeconómico da Cova da Beira, ou médio de anos de escolaridade dos De referir ainda que, mesmo tendo
muitos visitantes. escolaridade. A instituição subiu os seja, é a instituição de ensino onde o pais é baixo (8.34) – o mais baixo do baixado o valor do ranking de exa-
valores obtidos neste critério face número médio de pais escolarizados distrito - assim como a percentagem mes a Escola teixosense é a segunda
a 2018 (obteve 3.55 nesse ano, e é superior mas o número de alunos de alunos que não são apoiados pelo melhor da Cova da Beira no ranking
subiu para 3.70 em 2019), e surge abrangidos pela Ação Social Escolar estado (apenas 39.40%). Apesar dos percursos diretos de sucesso, e
como a escola mais bem classificada (apoios do estado) é inferior. Nesta disso a variação dos valores obtidos quinta melhor do distrito (posição
do distrito de Castelo Branco. É a escola, que foi aquela onde foram re- em exame face aos valores espera- 90º a nível nacional). Já a Escola
segunda melhor da Beira Interior, alizadas o maior número de provas dos, tendo em conta este contexto, Frei Heitor Pinto destaca-se pela
logo a seguir à Escola Básica Caro- na Cova da Beira, a taxa de retenções é considerado positivo. negativa: possui a segunda média
lina Beatriz Ângelo, da Guarda, que é baixa, embora não seja a menor de mais baixa do distrito, logo a seguir
surge no 77.º lugar. todo o distrito. De um modo geral todas as à Escola Básica de Vila Velha de Ro-
A Escola Quinta das Palmeiras escolas básicas do distrito de Cas- dão, cujo contexto socioeconómico é
é também a que obtém melhor clas- Por outro lado, o quadro menos telo Branco subiram a médias das mais desfavorável. Esta escola, assim
sificação no ranking dos percursos favorável surge na Escola Básica e notas obtidas pelos alunos nos dois como o Externato Capitão Santiago
de sucesso no distrito de Castelo Secundária de Belmonte, que apre- exames do 9º ano de escolaridade, de Carvalho, no concelho do Fundão,
Branco. Este indicador refere-se à senta maior taxa de retenção da com exceção da Escola Frei Heitor são as únicas da lista apresentada
percentagem de percursos diretos Cova da Beira (33.33%) e a segunda Pinto, na Covilhã, a Escola Básica que apresentam classificações em
de sucesso (percentagem de alunos maior do distrito de Castelo Branco, nº2 do Teixoso e a Escola Básica exame abaixo do esperado.
que obtiveram nota positiva nos apenas superada pela Escola Básica Serra da Gardunha, no Fundão.

(Ensino Básico)

(Ensino Secundário)
Quarta-feira • 01 de julhoo de 2020 • •7

Carolina Beatriz Ângelo


foi a escola com melhor
desempenho nos exames
nacionais
A média obtida pelos alunos da escola da Guarda no ano letivo de 2018/2019 foi a mais alta do distrito. Escola Básica
de Fornos de Algodres destaca-se na sexta posição da tabela que classifica o sucesso do percurso escolar.

comparação com a média nacional),


surge em clara vantagem a Escola
Básica e Secundária de Fornos de Escola de Trancoso é 30ª no percurso
Algodres. Esta escola, que ocupa a de sucesso no secundário
sexta posição do ranking a nível na-
cional, tem uma taxa de retenção de No ranking relativo aos percursos diretos de sucesso do
0 por cento. Contudo, no ranking que ensino secundário, que avalia o desempenho escolar de forma
avalia o desempenho nos exames de mais abrangente, a Escola Secundária Anes Bandarra lidera as
Português e Matemática, a escola classificações do distrito, ocupando a 30ª posição a nível nacional.
fornense surge no 324º lugar. Segue-se a Secundária de Pinhel (34º) e a EB e Secundária Padre
No que respeita ao referido José Augusto da Fonseca (Aguiar da Beira), que se posiciona na
ranking – denominado de “percur- 39ª posição. No concelho da Guarda a escola mais bem classificada
sos diretos de sucesso”, aparece, em neste ranking de avaliação do sucesso escolar global é a Afonso
seguida, a Escola Carolina Beatriz de Albuquerque, em 139º. De destacar ainda o 57º lugar da EB e
Ângelo (129º lugar) e a Escola Básica Secundária Dr. José Casimiro Matias (Almeida). A pior classificação
São Miguel (180º). A escola do dis- neste indicador foi obtida pela Escola Secundária do Sabugal, que
Instituição guardense surge em 77º lugar a nível nacional trito que apresenta pior classificação está na 525ª posição.
neste parâmetro é a Secundária de No que respeita ao ranking que avalia os resultados nos exa-
A Escola Básica Carolina Be- o contexto socioeconómico mais Figueira Castelo Rodrigo, na 912ª mes nacionais do último ano letivo, as classificações são, de forma
atriz Ângelo, na Guarda, é melhor favorável (pais com maior média posição. Esta é também a escola do geral, menos favoráveis. Esta grelha considera a média dos oito
classificada do distrito no ranking de anos de escolaridade e menor distrito com maior taxa de retenção exames nacionais do secundário. No distrito da Guarda a melhor
nacional das escolas básicas, segun- percentagem de alunos abrangidos de alunos (19,35 por cento). Além classificação foi obtida pela Escola Básica e Secundária da Sé, que
do as tabelas publicadas no passado pelos apoios do Estado). Em tercei- disso, esta instituição de ensino está está em 139º lugar, possuindo uma média de 11,16 valores, na
sábado pelo jornal “Público”, que se ro lugar está a também guardense ainda incluída no conjunto das seis escala que vai de zero a 20. Seguem-se a Afonso de Albuquerque,
baseiam em dados do Ministério da Escola Básica e Secundária da Sé, na escolas que tiveram um desempe- dez posições abaixo, e a EB e Secundária Padre José Augusto da
Educação. 210ª posição. Já o estabelecimento nho inferior ao esperado, tendo em Fonseca (Aguiar da Beira), na 183ª posição. Nesta lista a média
A instituição guardense, que de ensino com o pior desempenho conta o contexto socioeconómico. mais baixa foi obtida também pela Secundária de Figueira de
surge em 77º lugar, é assim a que no distrito é a Escola Básica de São Das 23 escolas do distrito incluem- Castelo Rodrigo, que mais uma vez ocupa o pior lugar do distrito
possui a média mais alta do distrito Miguel, também na Guarda, que se nesta lista, além da escola de com a 547ª posição do ranking a nível nacional e uma média de
(3,73) no que respeita às notas ocupa o 722º lugar. Figueira, a EB e Secundária Dr. José 8,69 valores.
dos alunos nos exames nacionais No ranking relativo aos percur- Casimiro Matias (Almeida), a EB Especificando por disciplinas é possível verificar que, a Mate-
de Português e Matemática do 9º sos diretos de sucesso do ensino de São Miguel (Guarda), a EB e Se- mática A, como a Português, a melhor média nos exames foi obtida
ano de escolaridade no ano letivo básico, que considera o desempenho cundária de Mêda, a Secundária do em Aguiar da Beira, com 13,25 e 14.11, respetivamente. A pior em
de 2018/2019. Segue-se a Escola global dos alunos em todo o 3º ciclo Sabugal e a privada Escola Regional Matemática A foi registada em Manteigas: 7,59 valores. Já a Por-
Afonso de Albuquerque, também (nota positiva em exames, percurso Dr. José Dinis Fonseca, na Cerdeira tuguês a classificação mais baixa foi a da EB e Secundária Tenente
da Guarda, no 180º lugar, que possui sem chumbos no 7º e 8º anos e (Sabugal). Coronel Adão Carrapatoso (Vila Nova de Foz Côa), com uma média
de 9,69 valores. Por sua vez, a
Escola de Fornos de Algodres
(Ensino Secundário) obteve a melhor média a Física
e Química A com 11,11 valores,
enquanto a pior classificada
nesta disciplina foi a Secundária
de Trancoso com 7,42 valores. A
Biologia e Geologia a melhor média
foi a da Escola Afonso de Albuquer-
que (11,09) e a pior verificou-se na
Secundária do Sabugal, com 8,67
valores de média.

(Ensino Básico)

PARABÉNS
Você é diferente! Está a ler isto sem estar no

www.facebook.com/ointerior
8• • Quarta-feira • 01 de julho de 2020

Beira Interior
Aldeia Viçosa estamos a viver», refere o realizador
Documentário mostra de 47 anos, que também editou,
compôs a música, fez a sonoplastia
efeitos da pandemia e a pós-produção. A ideia inicial

põe produtores à
numa aldeia beirã foi sugerida pela sua mãe, Lucinda
Coutinho Duarte, que todos os anos
Aldeia Viçosa é o tema de um regressa com a família à terra natal
mini filme documental sobre os para passar «um tempo» na casa

prova «num ano


efeitos da pandemia da Covid-19 onde nasceu. «É Aldeia Viçosa, mas
nos seus habitantes, rituais e pode representar qualquer aldeia
costumes. do interior do país e também das
Realizado por Rodrigo Couti- ilhas», acrescenta Rodrigo Coutinho
nho Duarte, cuja mãe é natural da Duarte. De resto, “A Fé do Mondego”

diferente»
localidade do concelho da Guarda, sucede a outro mini filme documen-
“A Fé do Mondego” foi filmado tal sobre as consequências da pan-
com um telemóvel entre 28 de demia na urbanização onde reside,
maio e 3 de junho. «O foco é sobre na Portela (Loures), «o quilómetro
uma aldeia no interior profundo quadrado em Portugal com maior
Comissão Vitivinícola aposta em concurso de vinhos e de de Portugal, neste caso na Aldeia densidade populacional», assinala
Viçosa, nas suas pessoas e os seus o autor. O resultado pode ser visto
gastronomia para reforçar a «visibilidade» dos produtores e dinamizar rituais nestes tempos atípicos que no seu canal de Youtube.
a restauração da região

Manteigas
Trabalhadores do Inatel
cumpriram um dia de greve
Os trabalhadores da unidade por parte da Fundação Inatel, em
hoteleira da Fundação Inatel em particular em relação às matérias
Manteigas estiveram em greve na da componente remuneratória e dos
passada sexta-feira. subsídios de turno e noturno». O sin-
O protesto deveu-se à decisão dicalista acusa ainda que a Fundação
«incompreensível» da instituição de Inatel de ter faltado ao compromisso
«Temos vinhos de qualidade, diversidade e para todos os preços. «alterar de forma unilateral os horá- assumido em fevereiro de 2019 – e
se os consumirmos estamos a ajudar a economia local», apelou o presidente da CVRBI rios» dos trabalhadores de «um dia registado em ata – de renegociação
Setenta e um vinhos, de 26 CVRBI acredita que a edição deste aceite por mais de três dezenas de para o outro», sem aviso prévio, de de salários no ano passado.
produtores, participam no XIIIº ano vai manter o nível de qualidade restaurantes de norte a sul da Beira acordo com declarações de Afonso Por estes motivos, os quatro
Concurso de Vinhos da Beira Inte- das anteriores e, tendo em conta Interior, cujas iguarias serão postas Figueiredo, dirigente do Sindicato trabalhadores da receção da unida-
rior, cujas provas cegas decorrem a as circunstâncias atuais, considera à prova por um júri presidido pelo dos Trabalhadores da Indústria de de hoteleira (cujos horários foram
8 e 9 de julho na sede da Comissão «um número interessante» partici- crítico Fernando Melo. O objetivo Hotelaria, Turismo, Restaurantes e alterados) e responsáveis sindicais
Vitivinícola Regional (CVRBI). Num parem 71 tintos, brancos, rosados, é «harmonizar» a cozinha tradi- Similares do Centro, que convocou a estiveram no passado dia 26 reu-
ano «diferente», o júri presidido espumantes e frisantes certificados cional e a gastronomia de autor greve de 24 horas. O responsável ale- nidos com a Autoridade para as
pelo crítico e jornalista Aníbal Cou- como DOC (Denominação de Ori- com os vinhos da região: «Neste ga que a Inatel fixou as escalas «em Condições no Trabalho (ACT), na
tinho foi reduzido a sete elementos gem Controlada) Beira Interior e momento tão difícil para o setor da períodos de três meses» – ao invés Guarda, local onde foram prestadas
e não haverá Escolha no Feminino IG (Indicação Geográfica) Terras restauração e para os produtores das habituais trocas de turno sema- declarações aos jornalistas. O INTE-
nem gala de entrega dos prémios. da Beira, das colheitas efetuadas de vinho é importante darmos as nais – para «não pagar o subsídio de RIOR contactou a Fundação Inatel,
Os vencedores serão revelados em entre 1999 e 2018. O concurso é mãos para mitigar a situação», dis- turno». Segundo Afonso Figueiredo, mas não obteve resposta até ao fecho
conferência de imprensa a realizar promovido pela CVRBI, NERGA - se Rodolfo Queirós, segundo o qual há «um reiterado incumprimento desta edição.
este mês, no Solar do Vinho. Associação Empresarial da Região «ainda há um défice» de vinhos da
«O setor está a sofrer com a da Guarda e AEBB – Associação Beira Interior nas cartas dos res-
pandemia e faremos tudo o que Empresarial da Beira Baixa. taurantes locais. «Temos vinhos de
pudermos para o promover e para De 10 de julho a 10 de agosto qualidade, diversidade e para todos
dar visibilidade aos nossos produ- decorre também o Iº Beira Inte- os preços. Se todos consumirmos
tores», disse Rodolfo Queirós na rior Gourmet, um concurso em os nossos vinhos estamos a ajudar
apresentação da iniciativa, na pas- que gastronomia vai “casar” com a economia local», sublinhou o
sada quinta-feira. O presidente da o vinho da região. O desafio foi responsável.

Três meses permita destilar vinho certificado,


quando devia destinar-se «a vinho
últimos três meses.
«No canal Horeca houve
sem vender ainda não certificado ou chumbado
na Câmara de Provadores, porque
uma quebra enorme devido ao
fecho de restaurantes, hotéis
uma garrafa assim não se retirava vinho bom
do mercado». Agostinho Montei-
e demais comercializadores. O
negócio tem estado parado, mas
ro, membro da direção da CVRBI está a recomeçar aos poucos»,
Os responsáveis da CVRBI e presidente da Adega de Pinhel, afirma Luís Costa, que não du-
consideram que o apoio de acrescenta que a medida «é ridí- vida que a próxima campanha
15 milhões de euros dispo- cula» por levar os produtores «a vai ser «muito má, haverá menos
nibilizado pelo Ministério da queimar os melhores vinhos e a vinho e a procura será menor».
Agricultura aos produtores viti- irem para o mercado com o pior». Agostinho Monteiro é da mesma
vinícolas (ver última edição de O Já Luís Costa, outro elemento da opinião: «Temos que preparar Fornos de Algodres
INTERIOR) é «pouco dinheiro» direção e gerente dos Vinhos 2.5 a vindima numa altura em que
e terá um «benefício residual» de Belmonte, refere que os apoios ainda temos vinho na Adega e Inscrições abertas para ocupação
na região. poderiam ser direcionados para os não sabemos o que vai acontecer
Rodolfo Queirós diz mesmo produtores afetados pelo granizo e porque o confinamento tradu- de tempos livres
que a compensação de 30 a 40 pela trovoada no no final de maio, ziu-se no bloqueio das vendas. Está a decorrer o período de ins- 14 e 25 anos são os destinatários e
cêntimos por litro é «extre- ou pelo míldio. «A tutela também Nessa fase não vendemos uma crições para a 3ª edição do Programa podem inscrever-se até esta quinta-
mamente baixa e não cobre os devia ser mais rápida a fazer che- única garrafa, perdemos o mer-
Municipal de Ocupação de Tempos feira nos projetos “Jovens Atentos
custos». gar o dinheiro ao terreno», refere o cado Horeca e tivemos que rene-
Além disso, diz não ser «um empresário, que fala numa quebra gociar contratos», exemplificou. Livres, a desenvolver de 6 de julho à Floresta”, “Férias Desportivas de
bom princípio» que o programa de 90 por cento nas vendas nos a 28 de agosto. Os jovens residentes Jovem para Jovem” e “Guarda Rios”.
no concelho, com idades entre os
Quarta-feira • 01 de julhoo de 2020 • •9

UBI Ambiente
Conselho geral
aprova redução
de propinas de
Amianto vai ser retirado
licenciatura
e mestrado em 13 escolas da região
integrado abrigo de um programa que cus-
A Universidade da Beira In- tará 60 milhões e será financiado
terior (UBI) terá um valor mais por verbas comunitárias.
baixo de propinas no próximo ano A medida tinha sido anuncia-
letivo, segundo anunciado no site da no início de junho como forma
da instituição. de aproveitar o encerramento
A decisão foi aprovada no dos estabelecimentos de ensino
Conselho Geral, realizado no dia devido à pandemia da Covid-19.
26 de junho, tendo a propina dos A utilização de fibras de amianto
cursos do 1º Ciclo e Mestrado foi proibida no quadro normativo
Integrado sido reduzida para 697
nacional em 2005 e, até agora, os
euros anuais. Trata-se de uma
redução de cerca de 170 euros investimentos na requalificação e
face ao valor anteriormente pra- modernização de escolas permi-
ticado de 871,5 euros. Na sessão tiram proceder gradualmente à
foi aprovado também o Relatório remoção de parte deste material,
de Atividades e Contas Consolida- que ainda não foi totalmente eli-
das do ano de 2019 que mereceu minado dos estabelecimentos de
«aprovação unânime por parte ensino. No ciclo de investimentos
dos conselheiros que participa- 2014-2020, «foi dada prioridade à
ram na sessão, a primeira do ór- remoção de materiais com amian-
gão depois de decretada a pande- to na sua composição presentes
mia da Covid-19», segundo a UBI.
em escolas, o que permitiu pro-
Na mesma reunião foram também
apresentados e apreciados o Rela- ceder à substituição de mais de
tório do Provedor do Estudante 440 mil metros quadrados de co-
relativo ao primeiro semestre berturas constituídas por placas
de 2019/2020 e o Relatório de EB de São Miguel é uma das escolas abrangidas na Guarda de fibrocimento em mais de 200
Atividades e Contas Consolidadas. escolas públicas do 2º e 3º ciclos
do ensino básico e secundário»,
Ainda há treze escolas com dos Ministérios da Educação e EB e Secundária de Fornos de lê-se ainda.
amianto na região das Beiras e da Coesão Territorial. Da região Algodres, a EB Serra da Gardu- A Quercus considera que a
Serra da Estrela e que vão ser constam a EB e Secundária Padre nha (Fundão), a EB da Póvoa do divulgação desta lista é um passo
alvo de obras para retirar essa José Augusto da Fonseca (Aguiar Mileu e de São Miguel (ambas na erradicação desta substância
substância cancerígena das suas da Beira), o jardim de infância do na Guarda), a EB nº2 de Pinhel, em Portugal, mas insuficiente pois
estruturas. Centro Cultural, no Colmeal da a EB de Tourais-Paranhos e a EB não cumpre toda a legislação por-
A lista atualizada contem Torre (Belmonte) e as EB de São Dr. Abranches Ferrão (ambas em que não contempla a «totalidade»
578 edifícios e foi publicada em Domingos, da Vila de Carvalho, Seia) completam a lista. Segundo dos edifícios, equipamentos e in-
“Diário da República” no dia 23 nº2 do Teixoso e Pêro da Covilhã, o despacho, os trabalhos de remo- fraestruturas públicas e privadas
de junho, num despacho conjunto todas no concelho da Covilhã. A ção do amianto vão decorrer ao que contenham amianto.
10 • • Quarta-feira • 01 de julho de 2020 Publicidade

Dra Assunção Vaz Patto Prof. Doutor


L. Taborda Barata
Neurologista
Consultas de Neurologia
Imunoalergologista
Medicina Desportiva Exames: Electromiografia Asma e Doenças Alérgicas
Drª. Rita Lourenço e Potenciais Evocados
Rua Comendador Campos Melo, nº 29 – 1º Esq, Covilhã;
- Exame Médico-Desportivo CLIFIG - Rua Pedro Álvares Cabral -
(Atestado
Descontos: para
GNR, prática desportiva)
PSP, ADSE, SAMS… Tel: 275334876
Edifício Gulbenkian, s/n Cliniform, Rua Mouzinho da Silveira nº 15 R/C, Guarda;
-Acompanhamento Clínico do Atleta
Guarda 6300-745 Guarda Tel: 271211905

Prof. Celso Pereira ADVOGADOS


Imuno-Alergologia Vitor Nascimento
(Doenças Alérgicas)
Ass Graduado HU Coimbra /
Bárbara Brigas
Fac Medicina UC Telefone: 271 086 518
e_mails:
Oftalmologia
Covilhã: Clínica Médica Serra da Estrela
Galerias de S. Silvestre - Piso 3 Telf: 960023455 vitor.nascimento-5874c@adv.oa.pt Drª Emília Cardoso
Guarda: Clínica de Fisioterapia da Guarda
barbarabrigas-4041c@adv.oa.pt Consultas
Descontos: aos
GNR, PSP, sábados
ADSE, SAMS…
Av. Rainha D. Amélia, nº 6 - 271238581/96
Coimbra: 239802700; 968574777 e 918731560 Rua do Encontro, nº 9 - 3º • 6300-704 Guarda Guarda

ADVOGADOS Médico
António Ferreira, Paula Camilo Diogo Cabrita
& Associados Cirurgião geral
Sociedade de Advogados, RL
tratamento de varizes e suas
Eletromiografia membros Telefone: 271 213 346 • Fax: 271 082 765
e_mails:
complicações, pequenas cirurgias,
antonio.ferreira.adv@gmail.com • paula.m.camilo@gmail.com hérnias, hidrocelos, vesícula Litiásica.
Drª Vera Montes Marcações : (Clínica Cembi)
- neurologista - Rua Alves Roçadas, nº 27 A, 1º CM2
Telef.: 271213445
Descontos: GNR, PSP, ADSE, SAMS… (ao lado da loja MANGO)
Exame para estudo do funcionamento
6300-663 Guarda Protocolo com a Médis
dos nervos e músculos Guarda

PUB

António Gil Advogado


Tel. / Fax 271 238 344
R. Dr. Lopo de Carvalho, 30-2º • 6300-700 Guarda

antonio.gil-5388C@adv.oa.pt
Quarta-feira • 01 de julhoo de 2020 • • 11

Pinhel Música
Música no coreto
às quartas-feiras Festival InJazz & Blues começa esta
quarta-feira na esplanada do TMG
Este mês há música todas
as quartas-feiras no coreto
do Jardim 5 de Outubro, em
Pinhel.
A iniciativa organizada DR

pelo município arranca esta O trio TGB abre esta quarta-


noite (21h30) com a atuação feira, na Guarda, o festival InJazz &
do duo David Cruz e Cláudia Blues, que resulta da fusão de duas
Santos, que proporcionarão atividades do TMG, o ciclo Guarda in
um espetáculo de música e Jazz e o Festival de Blues da Guarda,
teatro. Até ao final do mês vão devido à pandemia da Covid-19.
passar pelo palco ao ar livre, Cabe a Sérgio Carolino (tuba),
sempre no mesmo horário, Mário Delgado (guitarra) e Alexan-
a acordeonista Flávia Castro dre Frazão (bateria) dar o pontapé
(dia 8), Zé Mágico (dia 15),
de saída de uma atividade que de-
os blues de Luís Oliveira (dia
corre sempre a partir das 18h30 na
22) e o guitarrista Júlio Reis
(dia 29). A atividade “Quartas- esplanada no café-concerto do TMG.
Feiras no Coreto” destina-se a Na quinta-feira atua Túlio Augusto,
animar as noites de Verão na guitarrista, cantor e harmonista
“cidade falcão”. Para cumprir que se dedica ao repertório clássico
as normas recomendadas pe- do blues de Chicago, e na sexta é a
las autoridades de saúde há vez de Maria João apresentar o seu
lugares marcados e limitados, projeto mais recente. Ogre junta a
sendo que a Câmara de Pinhel voz versátil da cantora ao jazz e à
recomenda o uso obrigatório música eletrónica. Peter Storm &
de máscara.
The Blues Society é a proposta para
o final da tarde de sábado. Trata-se
de um quarteto de músicos que já Os TGB – Sérgio Carolino, Mário Delgado e Alexandre Frazão –atuam esta noite
Teatro pertenceram a outras formações
dedicadas ao blues e que nesta ban-
“A Caminhada da revisitam o melhor legado deste voz e meia bateria destilam originais ção livre e espontânea. O InJazz & normas de segurança, higiene e
dos Elefantes” género musical. e versões de blues e rock’n’roll com Blues termina no dia seguinte com distanciamento social exigidas pela
no Festival Y O festival prossegue dia 8 com o influências que vão de Jack White a os portuenses Serushiô, cuja fusão Direção-Geral de Saúde. Assim, a
O Festival Y prossegue João Barradas Trio, fundado por um Legendary Tigerman. Os The Pos- explosiva do blues com o rock já deu “lotação” está definida para um
este sábado (17h30), na Covi- acordeonista com uma capacidade tcard Brass Band sobem ao palco origem a vários discos e a atuações máximo de 50 pessoas e os bilhetes,
lhã, com a peça “A Caminhada extraordinária para recriar o jazz, e no dia 10 com um repertório que intensas. que são gratuitos, são de levanta-
dos Elefantes”, da Companhia no dia seguinte regressa o blues com vai do jazz tradicional das ruas de Como não podia deixar de mento obrigatório no próprio local,
de Teatro Formiga Atómica. o duo Dog’s Bollocks. Duas guitarras, Nova Orleães ao jazz de improvisa- ser, os concertos vão respeitar as diariamente.
Em cena no auditório do
Teatro das Beiras, este espe-
táculo de teatro infantil conta
a história de um homem e de
uma manada de elefantes e é UBI

Concurso Record’Art já tem vencedores


uma reflexão sobre «a exis-
tência, a vida e a morte, e o
caminho que todos temos de
fazer, um dia, para nos despe-
dirmos de alguém». O projeto
Lívia Glória, Henrique Pais e abordado pelo projeto estudantil. da Guarda), Catarina Moura (vice- #ElasAoSomdaFábrica pretende
contemplou um trabalho de
Duarte Faustino são os vencedores Os jovens vencedores conquistaram presidente da Faculdade de Artes e «valorizar a mulher operária no seu
pesquisa junto de cerca de 200
crianças, com idades entre os do concurso Record’Art, promovido prémios de 300, 150 e 100 euros, Letras da UBI), Paulo Osório (diretor todo e relembrar a diáspora entre os
6 e os 10 anos. No final haverá pelo projeto #ElasAoSomDaFábrica, respetivamente. O júri foi consti- da Licenciatura em Ciências da Cul- anos 1940 a 1980 do século XX, pres-
uma conversa entre a equipa organizado pelos finalistas de Ciên- tuído por responsáveis de várias tura da UBI), Rita Salvado (diretora tando uma “simbólica homenagem”
artística e o público para co- cias da Cultura da Universidade da em entidades parceiras do projeto, do Museu de Lanifícios), Graça Rojão a essas mulheres», segundo os orga-
nhecer o processo criativo. A Beira Interior (UBI). nomeadamente Urbano Sidoncha (presidente da CooLabora), Maria do nizadores. A iniciativa foi divulgada
encenação é de Miguel Fraga- O concurso consistia na apre- (presidente do Conselho Estraté- Carmo Mendes (docente de História através de exposições, testemunhos,
ta, com texto de Inês Barahona sentação de trabalhos artísticos gico da candidatura da Guarda a de Arte) e Fátima Santos (finalista performances transmitidas nas
e interpretação de Miguel de representação feminina «em Capital Europeia da Cultura 2027), de Ciências da Cultura e coordena- redes sociais.
Fragata. O Festival Y – Festival contexto de operária fabril», o tema Carla Morgado (Teatro Municipal dora geral do projeto). A atividade
de Artes Performativas, que já
vai na 16ª edição, é organizado PUB
pela Quarta Parede.

Seia
Museu do
Pão adquire
escrivaninha de
Fernando Pessoa
O Museu do Pão, em Seia,
enriqueceu o seu acervo com
a aquisição da escrivaninha de
Fernando Pessoa e uma rara
primeira edição da sua obra
“Mensagem”.
As duas peças vão ficar
acessíveis ao público a partir
da próxima semana através
da sua integração no circui-
to expositivo permanente
do museu, que divulgará os
contornos da sua aquisição
numa conferência de impren-
sa convocada para a próxima
terça-feira.
12 • • Quarta-feira • 01 de julho de 2020 Publicidade
PUB PUB

VIDENTE
Com longos anos de experiência
Trata inveja, mau olhado, espiritual, estudos, negócios,
empresas, amor, problemas familiares, saúde, etc.
Sempre pronto a dar resposta aos seus problemas.
Saiba tudo sobre o seu futuro e o porquê que tudo
corre mal em sua vida?
Não hesite, fale com quem sabe. Tenha FÉ:
271238451 ou 969012923

O Interior, nº 1069 de 01/07/2020

Empresa de transportes admite:


COMERCIAL
Procuramos profissional com o seguinte perfil:
• Fluente na língua francesa (imprescindível);
• Conhecimentos de língua inglesa;
• Informática na ótica do utilizador;
• Valorizam-se conhecimentos e relações comerciais
no setor de transportes;
Oferecemos:
• Formação;
• Disponibilização de computador portátil;
• Trabalho a partir de casa;
Enviar Curriculum Vitae para Apartado 196, 6300-909 GUARDA

Diretor e Editor: Luís Baptista-Martins • Rua da Corredoura, 80 - R/C Dto - C


• 6300-825 Guarda •

Redação: Luis Martins (Chefe de Redacção) e Sofia Craveiro. • Conselho Editorial: António
Ferreira, Nuno Amaral Jerónimo, Cláudia Quelhas, João Canavilhas, José Carlos Alexandre, Diogo
Cabrita e Maurício Vieira.

Colunistas e Colaboradores: Acácio Pereira, Albino Bárbara, Ângela Guerra, António Costa,
António Ferreira, António Godinho, Cláudia Quelhas, David Santiago, Diogo Cabrita, Eduardo
Lourenço, Fernando Pereira, Fidélia Pissarra, Frederico Lucas, Hélder Sequeira, Honorato Robalo,
João Canavilhas, Joana C. Pereira, Joana Dente, João Mendes Rosa, João Morgado, João Santiago
Correia, Joaquim Igreja, Jorge Noutel, José Carlos Alexandre, José Carlos Breia Lopes, José Pires
Manso, Júlio Sarmento, Melanie Alves, Miguel Castelo Branco, Miguel Moreira, Miguel Sousa Tavares,
Filipe Pinto Norberto Gonçalves, Nuno Jerónimo, Telma Madaleno e Víctor Afonso. Desporto: António Silva,
Fotojornalista Arlindo Marques, Cristina Sofia, Daniel Soares, José Luís Costa, Miguel Machado e Rui Geraldes.
• Cartoon: Maurício Vieira. • Paginação: Jorge Coragem • Projeto Gráfico: Maurício Vieira. •
Departamento Comercial: Natalina Martins • Impressão: FIG-Indústrias Gráficas, S.A. • Rua
Adriano Lucas – 3020-430 Coimbra • Telefone 239 499 922 • Fax 239 499 981 • e-mail: fig@fig. O Interior, nº 1069 de 01/07/2020
pt • Sede, Redação e Publicidade: Rua da Corredoura, 80 - R/C Dto - C • 6300-825 Guarda

Vende-se
N.I.P.C. – P-504847422. • Nº de registo na ERC: 123436 • Depósito Legal:146398/00 • Tiragem
Escadas do Quebra Costas, Nº 2 • 6200-170 COVILHÃ desta edição: 5.200 exemplares • Periodicidade: Semanário • Edição Internet: O Interior •
Telef. 275 336 805 • Telem. 919 487 978 • Telem. 964 196 950 Propriedade: JORINTERIOR - Jornal • O Interior, Ldª. Detentores com 5% ou mais do capital
E-mail: filipepintofoto@sapo.pt • fotoacademica@hotmail.com da empresa: José Luís Carrilho Agostinho de Almeida e Luís Baptista-Martins. Quinta com Casa, cerca de 12 ha
à beira do rio Mondego, perto das rotundas
Estatuto Editorial: https://www.ointerior.pt/ficha-tecnica/ • da A25 e IP2 • Lageosa do Mondego
Guarda - Redacção/Publicidade: 271212153 • www.ointerior.
pt • publicidade@ointerior.pt Contactos: 966473371 • 271926638
www.ointerior.pt

Cupão de Anúncios Classificados


Envie o seu anúncio classificado para Jornal O Interior, Rua da Corredoura, 80 R/C Dto C • 6300-825 Guarda
Condições gerais dos classificados
Localização Identificação
do anúncio
1. Preencha o cupão com texto em maiúsculas,
deixando um espaço entre cada palavra. Nome: __________________________________________________________________
Grátis

2. O preço é acrescido de IVA à taxa legal em vigor. Imobiliário


*

3. É obrigatório o envio do número de contribuinte (NIF).


4. A identificação é um campo de preenchimento
Vende-se Aluga-se Morada: ________________________________________________________________
obrigatório. A falta de elementos pode implicar a não Trespassa-se Diversos
publicação do anúncio.
5. A “O Interior” reserva-se o direito de rejeitar a
Emprego Código Postal: ________ - _____ Localidade: ___________________________
Euros
2,50

publicidade que não esteja de acordo com a sua Oferece-se Precisa-se


orientação editorial.
6. A recepção de anúncios para cada edição Veículos Contribuinte nº: _________________ Contacto: ______________________
termina 72 horas antes da data da publicação. Vende-se Procura-se
7. Não se aceitam cópias, faxes ou emails deste cupão. Assinatura ________________________________ Data ___/___/______
Euros
4,00

Diversos
* Grátis até à 2ª publicação, a partir
da qual acresce um custo de 2 euros. Para esclarecimentos pode contactar-nos através do telefone 271212153 ou para ointerior@ointerior.pt

Modo de Pagamento: O recibo ser-lhe-á enviado posteriormente


Transferência Bancária (forma mais rápida e vantajosa) Transferência Avulsa Transfira o valor em questão para o NIB indicado e junte
Autorização de pagamento: Exmos Senhores, por crédito na conta abaixo indicada, queiram proceder,
até nova comunicação aos pagamentos das subscrições que vos forem apresentadas pelo Jornal O Interior. IBAN: PT50 001000002256785000177 a este cupão o talão comprovativo da transferência.

Banco _____________ Balcão _____________ NIB _________________________ Data ___/___/______ Assinatura ________________________________________
Nome do Titular _______________________________________________________ Cheque / Vale Postal nº _____________________ Banco _________________
Data ___/___/______ Assinatura ________________________________________ Numerário
Quarta-feira • 01 de julhoo de 2020 • • 13

Presidente e vice-presidente
concorrem à Associação
de Futebol da Guarda
Após 17 anos juntos, Amadeu Andrade Poço e Artur Batista são adversários nas eleições deste sábado

Andrade Poço e Artur Batista têm visões diferentes para o futuro da AF Guarda

Presidente e vice-presidente para dar melhores condições um futuro digno» para a AFG. Paulo sária «uma mudança» e «nova di- formação das diferentes modali-
cessantes são adversários nas às nossas seleções», sublinha, Menano, Américo Moura – que fa- nâmica» na AFG para acompanhar dades, nas seleções distritais e na
eleições deste sábado para a As- adiantando que esta «ambição zem parte da atual direção –, José «o ritmo elevado» com que a FPF arbitragem, área que elogia.
sociação de Futebol da Guarda antiga» terá agora condições para Alberto Morgado (vice-presidente está a trabalhar para desenvolver Com uma equipa «jovem e
(AFG). Eleitos sempre na mesma ser concretizada com o apoio da da Câmara de Almeida), Isabel o futebol de 11, o futsal e o futebol competente», da sua lista para a
lista desde 2003, Amadeu Andrade Federação Portuguesa de Futebol Antunes e Rodrigo Gata são os seus feminino. O candidato assume direção fazem parte César Caei-
Poço e Artur Batista apresentam (FPF). O local onde será construí- elementos para a nova direção, também «diferenças de opinião e ro, Paulo Camurça, Paula Santos,
agora projetos diferentes para da ainda não está definido, sendo enquanto Luís Tadeu (autarca divergências» com Amadeu Andra- Telmo Monteiro, Nuno Proença e
o organismo que rege o futebol que o projeto surgirá no concelho de Gouveia) recandidata-se à de Poço na gestão e funcionamento Nuno Cordeiro. Fábio Cardoso con-
distrital. que «melhores condições nos ga- Assembleia-Geral. Hugo Fernandes da associação, nomeadamente no corre ao Conselho de Arbitragem,
O atual presidente recandida- rantir», garante Amadeu Andrade (Conselho Fiscal), Daniel Soares caso do dirigente de um clube com Carlos Gonçalves à Assem-
ta-se a um quinto mandato, que Poço. Há 17 anos na direção, o (Conselho de Arbitragem), José dívidas à associação que é diri- bleia-Geral, Jacinto Dias ao Con-
será o último se for eleito, porque recandidato considera também Sarmento (Conselho de Disciplina) gente da AFG. Estar mais próximo selho de Disciplina, Ricardo Avelãs
«não podia abandonar o barco» «importantes» os seus contactos e Francisco Felipe (Conselho de dos clubes e das autarquias, bem Nunes ao Conselho de Justiça e
numa fase em que será necessário na FPF e o «bom relacionamento» Justiça) são os restantes candida- como conseguir patrocinadores Paulo Caetano ao Conselho Fiscal.
concluir projetos e ações interrom- com os dirigentes federativos. tos da lista de Amadeu Andrade para as atividades do organismo
pidas pela pandemia da Covid-19. Já a sua lista junta «experiên- Poço. distrital do futebol são algumas
«Há que avançar com a construção cia» e «juventude», todas pessoas Por sua vez, Artur Batista das suas prioridades. Artur Batista
da Academia do Futebol Distrital «com um passado que justifique avança por considerar que é neces- quer também «apostar mais» na

Ler Jornais é saber Mais


PUB

Assine O INTERIOR
Renove a sua Assinatura
Identificação: Nacional_ ____ Semestral.....(16€) Anual.. (30e)
Nome: _________________________________________________________________________________________________________
Estrangeiro_ Semestral.....(18€) Anual.. (35e)

Morada: ________________________________________________________________________________ Código Postal: _________ - ______ Localidade: _____________________________________________

NIF: ________________________ Telefone/Telemóvel: __________________________________________________ Email: ________________________________________________________________

Modo de Pagamento:
Enviar para: Rua da Corredoura 80, R/C Dto C • 6300-825 Guarda
Transferência Avulsa
IBAN: PT50 001000002256785000177
Data ___/___/______ Assinatura ________________________________________ Assinatura __________________________________________________ Data _____/_____/________
Transfira o valor da Assinatura para o NIB indicado e junte a este cupão o talão comprovativo da transferência.
O Jornal O Interior compromete-se a adoptar as medidas de segurança necessárias para garantir a salvaguarda dos dados
Cheque / Vale Postal nº _____________________ Banco _________________ pessoais / empresas dos assinantes contra a sua eventual utilização abusiva ou contra o acesso não autorizado.
O contrato de assinatura renovar-se-á por iguais e sucessivos períodos de tempo (seis/12 meses), até que qualquer das partes
Numerário denuncie a desistência por meio de comunicação escrita com antecedência mínima de 30 (trinta) dias.
14 • • Quarta-feira • 01 de julho de 2020

opinião
opinião
António Godinho Gil
João Mendes Rosa * godgil@sapo.pt

Cartas ao Marquês (I) Messidor


No início deste mês, zonas centrais da Guarda estiveram sem
Caro Sebastião José: te o cárcere da Marquesa mediania satisfeita, que por energia elétrica. Foi o meu caso, durante cerca de três horas. Mas
Peço-te desde já que me de Alorna em Chelas, que sinal continua bem activa por para grandes males, grandes remédios. Nesse período de tempo
dispenses de um tratamen- impiedosamente mantiveste, cá, no decurso deste milénio resolvi provar a mim mesmo que seria possível continuar as
to mais protocolar – afinal mesmo sabendo que ela que terceiro após N.S.J.C. Acresce tarefas domésticas, com um mínimo de perturbação, desde que
escrevo-te do teu Palácio, lia, como tu, Rousseau, Vol- a isto o corajoso edicto de acionasse o plano B. E em que consistia o plano B? Usar meios
neste sábado de nevoenta taire, Montesquieu e Bayle – e abolição da escravatura em alternativos ao dispor. Quais? Um “laptop” com carga, uma lanterna
sonolência matinal, numa sabias tão bem quanto ela o Portugal Continental, o des- de caminhada, um candeeiro de campismo, óculos com LED, robot
das tuas salas preferidas, quão estávamos precisados mantelamento da Inquisição de limpeza com carga, lâmpada USB, um altifalante “Bluetooth”,
bordejada de requintada azu- de enciclopedistas lusos. Ela, (mau grado tenhas criado telemóvel com carga, fogão a gás. Deste modo foi possível: lavar
lejaria barroca, disfrutando a divina Leonor, que traduziu uma outra à tua imagem), a a loiça com água aquecida no fogão, aspirar a casa, fazer o jantar,
do vislumbre panorâmico e Horácio, como sabes, cujo laicização do ensino com as ouvir música, ler e ver televisão. Conclusão: devemos ter sempre,
inspirador que a tua Capela busto, caro Sebastião José, “aulas régias”, a reconstru- mas sempre, um plano B.
d a s M e rc ê s p r o p o rc i o n a , encomendaste a Machado ção de Lisboa, os vinhos, os 2. “Neo normalidade” é a mais recente aquisição linguística por
primorosamente desenhada de Castro e mandaste de- lanifícios um pouco por todo via da pandemia. Já li por aí “viralizar”. Um brasileirismo curioso,
pelo imenso Carlos Mardel, pois colocar na Cascata dos o país… Reconheço que foste criado por medida para o mundo virtual. Em especial para as redes
maçon como tu – e um dos Poetas nos jardins deste teu vítima daquele sentimento sociais. Consigo imaginar a Ana Deus, vocalista dos saudosos Ban
magistrais obreiros da re- palácio… Outro horaciano, consubstanciado na palavra – liderados por João Loureiro, sim, esse mesmo – no tema “Irreal
construção da cidade fundada o esteta neoclássico Correia com que Camões fechou o Social”, cantando «viralizar por aí», em vez de «surrealizar». Ou
por Ulisses. Olhando para o Garção, fundador da Arcádia Canto X e último de “Os Lu- num cover imaginativo. Mas voltemos ao início. A neo normalidade.
interior do templo, reaprecio Lusitana (1756) e director da síadas”. Eu mesmo sei o que Onde cada um pode lá meter o que quiser. E poder ser cada vez
os detalhes dos estuques as- “Gazeta de Lisboa” (1760- isso é: a inveja muito pode mais o que nunca deixou de ser. Objectivamente, alguns compor-
sinados pelo italiano Giovanni 1762), também o mandaste para quem nada tem de seu tamentos irão mudar. Deixarão de ser ditados pela emergência e
Grossi em diálogo com as prender sem culpa formada para dar ao mundo. Criaturas passarão a ser regra cultural. E qual deve ser a atitude do cínico
cores rutilantes das soberbas e acabou por morrer nas miserandas que, por saberem idealista, como no caso do escriba? Adaptar-se. Não desistir de
telas de André Gonçalves; – masmorras do Limoeiro por que jamais figurarão nos acreditar em milagres.
começo por te dizer que, se a razões que só tu sabes. Inco- anais da história, procuram 3. O verdadeiro cínico tem como lema a “Autopsicografia”,
nossa relação recua a tempos modavam-te, talvez, versos em vão eternizar os fátuos de Pessoa. Sobretudo a última parte. Pois se a dor não fosse
já remotos, ela foi na verdade como este: «O senhor opu- momentos em que durou o verdadeira, seria simplesmente um mistificador. Ora, o verdadeiro
iniciada da pior maneira. E lento/ Ao seu pobre vizinho seu néscio senhorio… Foi cínico é também, por tradição, um desastre nas chamadas relações
a culpa nem foi bem nossa. encurte o campo/ Que alegre assim, não é verdade? amorosas. Embora a tradição já não seja o que era. Um desastre,
Foi, “quod absurdum”, do cultivava; / Levantando so- “Vincit concordia fra- porque se esforça para isso. Para a dor parecer verdadeira. Mas
Camilo! Sim, esse: “picado de berbos edifícios, / Arranque trum”: diria até que tu mesmo sabe que há um limite. De outra forma, passava por insensível. E a
génio de bexigas” – o Camilo as oliveiras…» Mas os seus vieste ao meu encontro e dor, que deveras sente, mais não seria do que estratégia. O limite do
Castelo Branco! Sabes? Não poemas verberavam contra a parece que sinto o eco dos cínico é, pois, a razão da sua sustentabilidade. Finge a dor, porque
sei que caprichos do acaso opulência da mesma aristo- teus passos quando o silêncio sabe que, se não o fizesse, não seria levado a sério. Mas como não
me impeliu para a leitura cracia que conjurou contra se instala neste teu Palácio pode ocultar de si próprio a dor que não finge, nem desembaraçar-
do “Per fil do Marquês” aí ti, Sebastião José, que não em horas mais íntimas. E de se dela sem um pesado preço, prefere pagar a pronto e retomar o
por volta dos quinze anos. te perdoou nunca a tua fidal- quando em quando desces jogo. Até acabar o crédito. É este o seu segredo.
E tal facto determinou que guia menos ancestral. Como comigo até ao jardim, passa- 4. Há dias, vi uma parte do noticiário das 20.00 na SIC N.
tivesse por ti a desafeição vês – e nisso o Camilo tinha mos o Terraço das Araucárias Durante 20 minutos, extensa reportagem sobre as circunstâncias
que desconcertações como razão – o meu desapego não e, defronte à Cascata dos da morte de Floyd, incluindo um documentário com imagens
a que se vai ler, articuladas procedia «do afecto ao padre Poetas, recorro ao caderno novas, um comício dos republicanos em Oklahoma, sem cumprir
no proémio inclemente à nem do desagravo da reli- de notas para te ler, diante as normas de distanciamento, mais umas maldades de Trump,
obra citada, inculcam num gião» – repara que nem aludi de Neptuno, o soneto que novamente uma derrota judicial do presidente, ao não conseguir
rapazote a entrar numa ado- à ordem de Loyola – era, na Basílio da Gama te dedicou, a proibição da venda de um livro de um antigo funcionário da Casa
lescência não era totalmente verdade, de outra natureza. quando eras já ministro de- Branca, os números da pandemia nos EUA e mais umas coisas
arredia – pobre de mim! – de Mas esta carta pretende caído e advinda a “Viradeira”; sobre o Trump. Nem uma palavra sobre a situação no norte de
aspirações intelectivas: «O ser de concórdia, “Concordia no momento em que os que Moçambique, na China, ou em Lisboa. Não sou adepto de teorias
meu ódio, grande, entranha- Fratum” diria até – para invo- se aproveitavam da tua obra, da conspiração. Mas é preocupante assistir à condescendência
do e único da minha vida, car a célebre pintura no tecto tentavam apagar o teu nome com que que grande parte da comunicação social acompanha
ao marquês de Pombal…» da sala do mesmo nome, atri- e assinar por ti o edifício que a ofensiva cultural da extrema esquerda. Onde qualquer coisa é
Urdida tão magistralmente buída a Joana do Salitre aqui construíste: «Não temas, não, pretexto para atacar a democracia liberal e o “capitalismo”. Do
a trama da desafeição como ao lado. Ao longo dos anos fui marquês, que o povo injusto/ “New York Times” a Carnaxide.
só Camilo sabia, vibrou com procurando compreender-te e De teus grandes ser viços 5. O momento pós-consulta do/ a médico/a de família. Um
irreprimível fulgor no meu o vulto do estadista ímpar que esquecido, / Pelos gritos da festival de “wishfull thinking”, a que se segue a lenta acomodação
permeável aparelho auditivo, foste, a áurea do iluminista inveja enfurecido/ Solicite à ditadura do hábito. Ensaiemos um registo visual. Um gráfico,
impregnadamente camiliano preclaro, superou as titubea- abolir teu nobre busto». Mas por exemplo, com alguns valores em alta: perder barriga, mais e
já que, por esse tempo, au- ções de juízo advindas do teu o veredicto da História – o melhor exercício, beber muita água, mudança drástica de hábitos
tores como Eça me estavam lado lunar: gestos proceden- único juiz perante o qual alimentares, cortar no sal e no açúcar, etc. Com estas metas na
vedados por imperativos ditos tes de um despotismo aqui e estou disposto a inclinar-me cabeça, como se fosse a banda sonora do paraíso, saio do consul-
salvíficos, resguardando as alia pouco esclarecido, conve- – acabou por te fazer justiça. tório. Passado um bocado, a música já começa a saturar e muda-se
minhas certezas fideístas do nhamos, que também existia Caro Sebastião José: de registo. Nas horas seguintes sobrevem um encolher de ombros
fogo eterno, da perdição da em ti, foram relativizados face “mutatis mutandis”, temos imperceptível. No “day after” já me pergunto: «Ontem afinal fui ao
alma e do senhorio da Trinda- à emergência do reforma- afinal mais em comum do médico? O que é que ele disse ao certo?»
de santíssima. Mas não foi só dor diligente da anquilosada que seria de imaginar, não é 6. Sem recados para salvar ou ser salvo. Trapézio sem rede.
isso: sempre me horrorizou a administração pública por- assim? Só o embalo para desafiar as paredes. Despir a roupa e dançar no
chacina dos Távoras, pavor tuguesa, das medidas de in- chão da tribo. Socorro, só da música que não teima em sair das
agravado pelas célebres lito- cremento económico e social, * Escritor veias. Tropeçar não para a queda, mas para o mergulho. Tão perto.
gravuras coevas que intensifi- a reestruturação do ensino, o ** O autor segue a ortografia Os passos afundando-se na neve. O chão da tribo, não de terra,
cavam o drama das torturas e estadista de dimensão euro- anterior ao AO de 1990 mas de mármore. O fio de Ariane, esquecido na partilha do sol.
coerções. Custa-me perdoar- peia que se sobrepôs a uma
*O autor escreve de acordo com a antiga ortografia
Quarta-feira • 01 de julhoo de 2020 • • 15

mitocôndrias e quasares
opinião opinião
António Costa
antoniomanuelcosta@gmail.com
Nuno Amaral Jerónimo
extremo.acidental@gmail.com
Observatório de Ornitorrincos
Que felga, a celga da Helga, uma melga belga
Albert Einstein Por mero acaso de arrumação, ao lado de
uma colectânea de ensaios e contos de G. K.
Ao rodar a lata para ler as indicações, leio
com espanto e deleite uma descrição psicológi-
Seis anos antes de mor- de comunicação da época, Chesterton, jaz na minha secretária uma lata ca, feita num estilo literário recortado em frases
rer, o cientista mais popular as novas teorias do jovem que tem escrito “elimina insetos voadores” (e curtas e muito devedor a Samuel Beckett, do
talvez por consequência, consoantes mudas). primeiro-ministro em reuniões do Infarmed, com
de todos os tempos estava físico alemão tinham des- Como “The Guardian” e “The New York Review “Aerossol extremamente inflamável. Recipiente
muito consciente de se ter tronado a teoria de Newton. of Books” já se debruçaram suficientemente sob pressão. Risco de explosão sob acção do
transformado numa figura A sua fama cresceu rapida- sobre o escritor católico inglês, julgo que terá calor. Muito tóxico.”
pública. Einstein atribuía mente. Encetou um período muito mais interesse para o leitor dar alguma Resisti inicialmente a esta interpretação,
a atração que causava na de viagens de comboio, atenção à lata de insecticida de uso domésti- numa atitude negacionista como a de quem
sociedade à aura de mistério barco e avião, com o seu co, a tal que mata melgas e consoantes. Num recusa acreditar que a Bíblia é a prova real de
e complexidade que rodeava violino sempre por perto, pensamento lateral, parece-me que este Verão que a vida na Terra é, na verdade, uma experi-
as suas teorias, mas não há para atender aos múltiplos há menos melgas no tecto e mais na televisão. ência laboratorial de extra-terrestres.
dúvida de que a sua biogra- convites para conferências. A lata apresenta-se em versão trilingue No entanto, tal como a revelação bíblica se
fia, com elementos de sobra A sua vida, recheada de (português, inglês e francês), sendo que, nos encontra no livro do Apocalipse, é também no
idiomas estrangeiros, “inseticida” sem C passa fim da lata de insecticida, no quadro da com-
para alimentar a curiosidade êxitos e reconhecimentos, a “insecticide” com C. No frontispício, acrescem posição química, que se percebe com toda a
extra científica, também fa- não esteve livre de dissabo- umas pernas de insecto e a indicação “sem certeza que se trata verdadeiramente de uma
vorecia o fenómeno. res. Às tragédias históricas odores desagradáveis”. Estaremos, provavel- descrição do Governo português: “Substâncias
Albert Eisntein nasceu da época que lhe coube mente, perante um insecticida com aroma de inertes: 98,997%”.
em Ulm, no sul da Alema- em sorte (Einstein viveu água de colónia. * O autor escreve de acordo com a antiga ortografia
nha, em 1879, no seio de as duas guerras mundiais
uma família judia. Foi uma e conheceu uma Europa
criança e um jovem genial impregnada de antissemitis- opinião
e indisciplinado. Incapaz mo; foi em diferentes etapas
de dar respostas acríticas cidadão alemão, apátrida, Sair de casa a tempo e horas? Sim,é possível
que lhe exigiam na escola, austríaco, suíço e norte- Deixar tudo o que vai precisará de ir tomando ao longo do dia.
entregava-se a uma refle- americano), viriam juntar-se precisar preparado, de vés- No que diz respeito à preparação do dia pro-
xão incansável sobre as os problemas familiares. pera, é o segredo. Fácil, não priamente dito, também esta pode ser feita de vés-
questões que despertavam O seu primeiro casamento é? Na verdade, este feito pera, consultando-se, de antemão, a agenda do dia
o seu interesse. Em criança, com Mileva iniciou-se como resume-se em duas pala- seguinte e confirmando-se que tudo o que vai ser
quando o pai, um comercian- uma história romântica, vras: organização e método. necessário já está pronto. Se isso incluir documen-
te sem grandes dotes para interrompida por uma gra- Como fazer? tos, pode mesmo garantir que tudo fica aprontado
No dia anterior comece no dia anterior ou, então, na manhã do próprio dia.
os negócios chamado Her- videz indesejada e meses
por deixar pronta a toalha que vai usar, logo de Outra dica importante está relacionada com
mann Einstein, lhe mostrou de penúria económica. O manhã, após o duche. Aproveite e defina também a diversas outras coisas que devemos levar connosco
o funcionamento da bússola, casamento, do qual nas- roupa que vai vestir, de modo a não perder tempo na quando saímos de casa, logo pela manhã. Também
sentiu-se fascinado pela for- ceram três filhos, acabou hora de se arranjar. Também os acessórios devem essas, preferencialmente, devem ser preparadas no
ça magnética que acionava numa guerra de ciúmes ser previamente separados e até as chaves do carro dia anterior: um presente de aniversário que vamos
o mecanismo. Não tardou a e censuras. Einstein viria podem ser colocadas, com a devida antecedência, entregar depois de sair do trabalho, uns sapatos
imaginar a experiência que a afastar-se dos filhos e na mala escolhida para usar nesse dia. diferentes que vamos querer combinar para um jan-
lhe permitiria perseguir e a juntou-se àquela que seria Se está habituado a levar almoço e snacks para tar especial nessa noite, ou, simplesmente, o saco
alcançar um raio de luz e a sua segunda esposa, a o trabalho, prepare-os, igualmente, na noite anterior. com o equipamento desportivo ou um instrumento
viajar pelo dorso. prima Elsa Lowenthal. Pode até deixar tudo devidamente acondicionado musical que precisamos para a aula desse dia.
e, de manhã, só tem de colocar tudo na sacola. No No caso de ter, ainda, de levar as crianças a
Em 1896 ingressou na Pacifista e defensor fer-
caso de ser adepto de batidos, pense em deixar atividades extracurriculares (ou outras) é importante
Escola Politécnica de Zuri- voroso da solidariedade os vegetais e as frutas já cortadas (e congeladas, garantir que tudo está preparado e sai consigo de
que, depois de abandonar entre as pessoas, não pôde, se necessário), em sacos individuais, algo que casa, logo de manhã.
o ensino básico prematura- nem quis, evitar «a vida contribuirá para poupar tempo na hora de preparar Ah! E não se esqueça de colocar o despertador
mente, e muito aborrecido. diária, com a sua doloro- o pequeno-almoço. na noite anterior – isso também é fundamental!.
Nesta situação de ensino sa crueza e monotonia». Quem tomar comprimidos, deve separá-los, * @joanadente
superior teve professores Crueza que sofreu na pró- antecipadamente, deixando os que tem de tomar Jurista / Makeup Artist / Fashion Stylist
da estatura do matemático pria pele ao ver como a em jejum de lado e colocando, na mala, os que
Hermann Minkowsi e co- sua famosa equação de
nheceu aquela que seria a equivalência entre massa e
sua primeira mulher, Mileva energia teve uma verificação
Maric. Einstein conseguiu experimental na criação
aprovação nos exames fi- das bombas atómicas que Médico
nais, apesar do elevado
absentismo às aulas.
puseram termo à Segunda
Guerra Mundial. Em 1939,
opinião
Ana Margarida Simões*
Fasceíte Plantar
Em 1902 obteve um em- convicto da possibilidade
prego pouco exigente, na dos alemães fabricarem a Já alguma vez sentiu dor que a união osso- ligamento acabe * Médica interna de Medicina
no seu pé? por se calcificar.
Repartição de Patentes de bomba atómica, dirigiu-se Uma dor intensa sob o cal- Geral e Familiar na USF
Quais são os principais fatores
Berna, que lhe proporciona- ao presidente Roosevelt canhar quando dá os primeiros de risco? “A Ribeirinha”
va um salário e lhe deixava para lhe pedir que apoiasse passos da manhã ou após um Obesidade, músculos des- Orientadora dra. Ana Isabel
muito tempo livre para pen- essa investigação. Depois período de inatividade física? condicionados, piso irregular, “pé Santos
Pois, estima-se que cerca de chato”, calçado inadequado e até
sar em teorias físicas. Em de Hiroxima e Nagasáqui, 10% da população mundial já mesmo saltos altos são alguns
1905, o annus mirabillis, saiu Einstein liderou sem êxito o apresentou ou irá apresentar, dos fatores que podem estar im- N.R.: A rubrica “ABC Médico” é
do completo anonimato ao movimento que procurava durante a sua vida, alguma plicados. da responsabilidade do grupo
tornar pública a Teoria da uma forma de impedir o uso queixa de dor no pé sendo que Como é feito o diagnóstico? de Internato Médico da USF “A
Relatividade Restrita (além futuro das bombas. a Fasceíte Plantar é uma das O diagnóstico é sobretudo Ribeirinha”, da Unidade Local
causas mais frequentes. clínico, ou seja, baseado essen- de Saúde da Guarda, e pretende
do estudo sobre o efeito Einstein costumava di- Mas o que é então a Fas- cialmente nos sintomas da pessoa.
fotoelétrico, cujo desenvol- zer que o que mais desejava ceíte Plantar? Exames complementares apenas aumentar a literacia em saúde
vimento lhe valeria o Prémio no mundo era a solidão, De uma forma simples, a serão necessários para excluir na área do distrito da Guarda. O
Nobel da Física em 1921). encontrar um recanto onde forma em arco da planta do outras causas. objetivo desta coluna mensal é
nosso pé é mantida por fortes E o tratamento? capacitar a comunidade a fazer
Em 1909 iniciou a carreira se pudesse entregar à arte ligamentos que se unem no O alívio dos sintomas é muitas
de docente universitário em e à ciência e explorar o seu parte integrante do seu processo
calcanhar, ajudando a suavizar vezes conseguido com pequenos de saúde/doença, motivando-a
Zurique. Seis anos depois sonho de criar uma teoria o impacto da carga cada vez exercícios de reabilitação, como
que caminhamos, corremos exercícios em bicos de pés ou para comportamentos de vida
publicou a Teoria Geral da unificadora de tudo, que
ou saltamos. massagem da planta do pé com saudáveis e decisões adequadas.
Relatividade. abarcasse tanto a relativi- Para tal, serão escolhidos temas
Ora, quando submetidos uma garrafa ou uma bola de ténis.
No entanto, a sua popu- dade como a física quântica a demasiada pressão durante No entanto, o seu médico de pertinentes que serão apresenta-
laridade estava ainda restrita do infinitamente pequeno. um longo período, eles podem família será a pessoa indicada dos por ordem alfabética, daí a
aos domínios académicos. A Não conseguiu: nem ficou inflamar. E muitas vezes essa para o aconselhar sobre qual será designação “ABC Médico”.
transformação numa autênti- longe do ruído mundano, inflamação prolongada faz com a melhor abordagem ao problema.
ca celebridade só aconteceu nem encontrou a relação
em 1919, ano que teve lugar matemática que lhe teria
a expedição de Eddington, permitido aceder a essa
que deu o suporte experi- lei unificadora. Morreu em
mental definitivo à Teoria da Nova Jérsia, a 18 de abril
Relatividade Geral. Confor- de 1955.
me o publicitado pelos meios
16 • • Quarta-feira • 01 de julho de 2020

rua da corredoura, 80 - R/C Dto - C 6300-825 Guarda


Redacção/Publicidade: 271212153 • www.ointerior.pt
publicidade@ointerior.pt • ointerior@ointerior.pt

Guarda

Câmara pode

opinião
comprar sede bilhete postal
dcabrita@iol.pt

da Associação
Diogo Cabrita

A próstata

Comercial
As ideias não correm como seria ideal. É um fluxo lento,
pingado, quase caído nos pés. A bexiga volumosa torna mais
difícil a contração muscular que permite a micção, e desse modo,
com a próstata também a aborrecer, a urina conversa com ele
antes de se mostrar. Saio ou não? A urina da hipertrofia benigna
da próstata (HBP) é como as ideias de alguns(umas) tipos (as).
Acumulam pensamentos não criativos, avolumam-se referências,
crescem elaboradas estruturas gramaticais, mas ideias? Criativi-
dade? Solução para os problemas? Isso, não há. A urina grita da
bexiga dolorosa que se abra caminho, aparece uma dor abdominal
baixa, ele desaperta a calça, encosta-se, abre a torneira, faz força,
a dor aumenta, a ansiedade cresce e a bica não pinga. A próstata,
por vezes, é como a máquina de cerveja que entupiu. Está lá a
cerveja, mas não sai. A hipertrofia benigna da próstata é uma
doença comum que hoje tem alguns medicamentos importan-
tes: a serenoa repens é derivada de uma palmeira pequena e é o
primeiro degrau nesta luta. Para muitos é suficiente. Para outros
há a alfuzosina, depois a tanzulozina, a dutasterida e por aí fora.
O manancial não cirúrgico da HBP é significativo. O problema é
que para a ausência de criatividade nem cocaína, nem maconha,
nem heroína. Uns alucinogénios talvez sugiram uns sonhos raros,
mas se não tem magia, a fantasia não vem. A doença prostática e
as suas noites difíceis, fazendo levantar para urinar, dificultando
viagens longas sem paragens, tem semelhanças com algumas
pessoas. Os “próstatas errantes” são obstipados de ideias, pin-
gam frases para os pés, esforçam-se, mas ficam sempre aquém,
o seu crescimento não transporta benefício.

Guarda

ULS homenageou
médico Baeta de Campos
«Neste e noutros casos, o município será sempre interessado, mas não a qualquer preço», afirmou o presidente da autarquia

A Câmara da Guarda poderá maioria, com 68 votos a favor e Intermunicipal das Beiras e Serra
adquirir a sede da insolvente uma abstenção, a proposta do da Estrela». Solicita-se também
Associação Comercial (ACG), que CDS-PP a autorizar a autarquia ao presidente da Câmara que
está à venda no âmbito do pro- «a participar na hasta pública ou peça uma audiência à ministra
cesso de liquidação da instituição. noutra qualquer modalidade de da Justiça a respeito do tema,
O interesse foi confirmado venda da sede da insolvente» da «pugnando pela posição expres-
por Carlos Chaves Monteiro na Associação Comercial, «adquirin- sa» pela AM. Segundo o texto da
sessão de terça-feira da Assem- do-a e passando o edifício para o moção, está a decorrer o período
bleia Municipal, que voltou a património público do municí- de discussão pública relativo
decorrer no grande auditório do pio». No documento, o centrista à proposta de Decreto-Lei do
Teatro Municipal (TMG). «Neste justifica que o edifício está «do- Governo que visa transitar 12
e noutros casos, o município será tado de um conjunto de valências concelhos do distrito da Guarda
sempre interessado, mas não a físicas que podem fazer dele um (todos com exceção de Manteigas
qualquer preço», afirmou o pre- local excelente para instalação de e Sabugal) da área de jurisdição
sidente da autarquia em resposta um centro incubador de empre- do Tribunal Administrativo e
a Henrique Monteiro (CDS-PP), sas». Entre as várias intervenções, Fiscal de Castelo Branco para a
que apresentou uma proposta de Cidália Valbom, presidente da área de jurisdição do Tribunal
aquisição pela Câmara do edifício AM, declarou que o imóvel, a ser Administrativo e Fiscal de Viseu.
situado no centro histórico da ci- adquirido pela autarquia, poderia A moção lembra que, aten- A Unidade Local de Saúde (ULS) tregaram à ULS a pasta académica e
dade. O edil acrescentou que reu- ser «muito interessante» para dendo às distâncias, «custos da Guarda atribuiu o nome do mé- a insígnia da Ordem dos Médicos do
niu recentemente com a empresa acolher aquele órgão autárquico. de deslocação e inexistência de
dico Baeta de Campos, fundador do seu pai. O médico Luís Erse Baeta de
liquidatária dos bens da ACG, Nesta sessão os deputados transportes públicos tanto a
serviço de Pneumologia do Hospital Campos, falecido a 12 de setembro
cujos bens serão vendidos em aprovaram por unanimidade opção por Castelo Branco como
Sousa Martins, à Sala de Reuniões do de 2018, foi diretor da Pneumologia
hasta pública pelo valor base de uma moção que propõe ao Go- a opção por Viseu se revelam
412.799 euros. «Vamos ver como verno a criação de um Tribunal insuficientes e geradoras de pro- Conselho de Administração daquela desde 1975 até se aposentar. Assu-
vão correr as coisas, mas obvia- Administrativo e Fiscal na Guar- fundas desigualdades e dificulda- entidade. miu ainda funções de diretor clínico
mente que estamos interessados e da. Apresentada pelo deputado des no acesso ao direito e à tutela O descerramento da placa com por duas vezes e de diretor do Hos-
queremos usar duas prerrogativas Miguel Bandarra (PSD), a moção da Justiça Administrativa pelos o nome do médico teve lugar na pital Distrital da Guarda na década
que a lei também nos dá, mas não defende que este tribunal «tenha habitantes da área do distrito segunda-feira e coube às filhas do de 1970. e Dra. Adelaide Campos,
a qualquer preço», avisou Carlos como área de jurisdição toda a da Guarda e até da Comunidade homenageado. Na ocasião, Luísa que entregaram simbolicamente à
Chaves Monteiro. área do distrito da Guarda ou, em Intermunicipal das Beiras e Serra Campos e Adelaide Campos, que é instituição a Pasta Académica e a
De resto, a AM aprovou por alternativa, a área da Comunidade da Estrela». cirurgiã na unidade guardense, en- insígnia da Ordem dos Médicos.