Você está na página 1de 3

Vamos continuar nossa aulas de direito previdenciário, vamos falar do princípio da

diversidade da base de financiamento, gosto do exemplo que um professor meu sempre


dava para explicar essa diversidade da base financiamento, imaginem que a avó de
vocês falou quando vocês, quando eram criancinhas, para vocês nunca colocarem todos
os ovos no mesmo cesto, porque se o sexto cair, todo os ovos vão quebram, temos que
diversificar da mesma forma a seguridade social, a saúde, a assistência e a previdência
social são muito importantes, então não dá pra deixar tudo em uma coisa só, o dinheiro
da seguridade tem que vir de diversos locais, por isso o princípio da diversidade da base
de financiamento, vamos estudar mas a frente, mas todo trabalhador tem um desconto
em seu salário para a contribuição da previdência social, então uma parte do dinheiro
vem dos trabalhadores, mas além disso por exemplo, temos as loterias que uma parte
da arrecadação também vai para a seguridade, as empresas também ajudam nesse
financiamento, o lucro do faturamento das importações é exportações, vocês podem
ver que esse dinheiro vem de vários lugares, o constituinte ele reforçou a preservação
do caráter contributivo da previdência social, já falamos sobre isso, lembrando, a
previdência social tem caráter contributivo, todos que trabalham tem que contribuir
obrigatoriamente senão, não recebem, já a assistência social e a saúde, vocês não
precisam contribuir, vamos ver o que o inciso 6º fala

VI - diversidade da base de financiamento, identificando-se, em rubricas contábeis específicas para cada área,
as receitas e as despesas vinculadas a ações de saúde, previdência e assistência social, preservado o caráter
contributivo da previdência social

rubricas contábeis, você pode imaginar um caderninho das suas despesas, das suas
receitas, vocês fizeram sua contabilidade, isso são rubricas contábeis, a saúde a
assistência e a previdência social também tem esse caderninho, e elas tem suas contas
separadas, cada um cuida da suas receitas e despesas, por exemplo, o dinheiro que
descontaram do seu salário, a contribuição previdenciária, o desconto dos
trabalhadores, esta é uma receita da previdência, e despesa vocês vão ter na
previdência quando ela paga as aposentadorias, isso tem que estar contabilizado, de
forma organizada e separadamente, como a saúde vai ter sua receita, vai ter as suas
despesas separadas, como a assistência social também têm suas despesas, suas receitas
separadas, então diversidade da base de financiamento, identificando-se, rubricas
contábeis específicas para cada área, as receitas despesas vinculadas às ações de saúde,
previdência e assistência social, preservando o caráter contributivo da previdência,
vamos ver agora no artigo 194 da Constituição o inciso 7º

VII - caráter democrático e descentralizado da administração, mediante gestão quadripartite, com


participação dos trabalhadores, dos empregadores, dos aposentados e do Governo nos órgãos
colegiados.         (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 20, de 1998)

ele fala da gestão, ele fala da administração da seguridade social, e quem vai participar
da gestão, dos conselhos, são os trabalhadores, os empregadores, os aposentados e o
Governo, vamos ter aqui todas as partes da sociedade sendo representadas, são quatro
partes, e por isso essa gestão chama-se quadripartite, quadripartite porque tem quatro
partes sendo representadas, outra coisa importante, se a administração da gestão for
só do Governo, obviamente seria uma administração centralizada, monocrática, mas
temos aqui os trabalhadores, empregadores, aposentados que não são Governo, essas
três partes elas representam a sociedade, representa a sociedade civil, a Constituição
não só possibilidade, como ela exige que a gestão tenha que ser em quatro partes, e por
isso o caráter é democrático, tem a participação do povo, com certeza tem um caráter
democrático, e essa gestão também é descentralizada, como além do Governo você
também tem a participação da sociedade civil, então essa e uma gestão descentralizada,
e como você tem quatro partes sendo representadas, e tem diversas pessoas tomando
uma mesma decisão, como é o caso aqui, trabalhadores, empregadores, aposentados e
Governo, diversas pessoas tomando uma mesma decisão, temos aqui um órgão
colegiado, então a administração é de caráter democrático e descentralizado, pois,
temos além do Governo representantes da sociedade civil, trabalhadores,
empregadores e aposentados, participando de órgão colegiados, só para vocês terem
uma ideia, vamos ver como é composto o conselho nacional de previdência social, a
composição do conselho nacional de previdência está na lei 8.213 no artigo 3º vocês
vão ter essa gestão quadripartite, dessa forma, serão seis representantes do governo
federal, três dos aposentados e pensionistas, três representantes dos trabalhadores em
atividade, e três representantes dos empregadores, dá para observar, que temos mais
representantes da sociedade civil, do que do próprio Governo.