Você está na página 1de 6

1.

O QUE É RADIAÇÃO
Elementos físicos estáveis se desintegram e ao se desintegrarem emitem
energia e essa emissão de energia é que forma a radiação, energia que é
transmitida em forma de ondas ou partículas e se propagam no vácuo na
velocidade da luz.
O estudo dos raios catódicos e a descoberta do elétron trouxeram como
conseqüência a descoberta da radiação, na época o físico-matemático Wilhem
Conrad Roentgen fazendo experiências com raios catódicos observou que esses
raios atravessavam materiais de baixa densidade e usando chapas fotográficas
descobriu que era possível reproduzir sombras do interior dos objetos, na época
não sabia se esses raios eram emitidos em formas de ondas ou partículas, então
foram nomeados como Raios-X.
Depois dessa descoberta Henri Becquerel e o casal Currie fizeram estudos
que levaram a descoberta da radioatividade e de elementos que emitiam
energia até então de origem desconhecida.
Estudos feitos pelo cientista Maxwell mostraram que a luz se propaga através
de campos elétricos e magnéticos, essa hipótese foi anos mais tarde confirmada
por Hertz que criou e detectou ondas eletromagnéticas, esses estudos
trouxeram um grande avanço no campo de radiação eletromagnética e na
propagação de ondas de rádio.

2. O ESPECTRO ELETROMAGNÉTICO

2.1 Conceitos importantes


Maxwell desenvolveu a teoria da radiação eletromagnética, essa radiação é
resultado da aceleração das partículas elétricas e magnéticas. Com suas teorias
foi concluído que a característica mais importante que diferencia as radiações
são seus respectivos comprimentos de onda ou suas respectivas freqüências, à
medida que a tecnologia foi se desenvolvendo foi criado métodos para que se
pudesse obter um feixe de luz e separar seus diversos comprimentos, esse feixe
de luz foi denominado espectro de raias, onde cada linha indica um
comprimento de onda e sua respectiva freqüência. A partir desses estudos em
meados do século XIX foi descoberto que cada elemento químico possuía um
espectro de raias diferenciado um do outro o que facilitou a identificação dos
elementos.
Na figura abaixo está representado o espectro eletromagnético, a seguir
descreverei os tipos de radiação indicados na mesma.

 Luz Visível: Perceptível ao olho humano, mesmo que de forma restrita,


possui comprimentos de onda de 400 nm (tons de violeta) até
aproximadamente 700 nm (tons de vermelho), onde os tons de vermelho
aparecem na extremidade de freqüência mais baixa do espectro e o violeta
na extremidade de freqüência mais alta. É formada por partículas, onde
cada partícula possui uma energia proporcional à freqüência da onda.

 Raios Gama: Emitidos por diversos núcleos radioativos, são liberados após
desintegração radioativa de um núcleo que fica em um estado de alta
energia, possuem os menores comprimentos de onda, não possuem carga
elétrica e por ser uma das formas mais penetrantes de radiação são nocivos
para a saúde humana. São usados na construção de bombas, usinas
nucleares e na medicina de modo controlado em um procedimento chamado
radioterapia onde se trata pacientes com câncer.

 Raios-X: Esse tipo de radiação possui grande freqüência e um


comprimento de onda pequeno, praticamente do mesmo tamanho do átomo,
elemento que constitui nosso corpo, sendo assim ele consegue penetrar no
tecido, mas não nos ossos que possuem uma densidade maior, por esse
motivo são amplamente utilizados para diagnósticos médicos.

 Ultravioleta: São produzidos pelo Sol e não são perceptíveis pelo olho
humano e a exposição a esse tipo de radiação pode causar câncer de pele e
queimaduras. O gás ozônio presente na atmosfera absorve grande parte
dessa radiação.

 Infravermelho: Quando os átomos ou as moléculas mudam seus


movimentos de rotação ou vibração eles emitem raios infravermelhos, são
formados através da perca ou ganho da energia interna de um objeto,
quanto maior for a temperatura do objeto maior será sua intensidade de
emissão de radiação infravermelha. Controles remotos de aparelhos como
as televisões funcionam através do envio de ondas infravermelhas do
controle para o receptor do aparelho.

 Ondas de Rádio: São usadas na transmissão e recepção de sinais de Rádio


e TV e produzidas por elétrons que oscilam através de circuitos elétricos,
são bastante sujeitas a interferências. As emissoras AM transmitem sua
programação em uma freqüência entre 535 kHz e 1605 kHz enquanto a FM
esta em uma faixa entre 88 MHz e 108 MHz apesar de terem um alcance
menor as ondas FM possuem pouca ou nenhuma interferência.
 Microondas: Usadas em transmissões via satélites, como por exemplo, em
telefones, são caracterizadas como ondas curtas de rádio e produzidas por
circuitos elétricos oscilantes. Os fornos microondas transmitem uma
freqüência que transfere energia para as moléculas de água do alimento,
como os alimentos que são consumidos pelos humanos possuem água, por
conseqüência o alimento também e aquecido.

2.2 A radiação eletromagnética


As radiações são divididas em dois grupos: Radiações ionizantes e Radiações
não-ionizantes.
As radiações ionizantes são aquelas que possuem alta frequência e são
nocivas aos seres vivos, elas possuem a capacidade de atravessar e arrancar
elétrons dos átomos do objeto ou material pelo qual é incidido são exemplos de
radiação ionizante, os Raios-X e os Raios Gama. Esse tipo de radiação causa
danos ao DNA e as células, os efeitos são transmitidos hereditariamente
causando defeitos genéticos no descendente.
As radiações não-ionizantes são aquelas de baixa frequência e que até o
presente momento não foram detectadas como nocivas aos seres vivos, a
energia que elas emitem não são suficientes para arrancar elétrons dos átomos
como nas radiações ionizantes, mas isso não significa que podem ser menos
perigosas. São exemplos de radiações não-ionizantes os raios ultravioleta e as
ondas de rádio.

3. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

1. HALLIDAY, RESNICK, KRANE. Física 4.

2. YOUNG & FREEDMAN. Ótica e física moderna. Física IV.

3. FEYNMAN. Lições de física vol. I: The Feynman Lectures on Physics.


4. HALLIDAY. Fundamentos da Física: Ótica e física moderna, vol. 4.

5. http://www.ifi.unicamp.br/~ghtc/Biografias/Maxwell/Maxwelleletreluz.ht
ml

6. http://www.cienciamao.usp.br/tudo/exibir.phpmidia=tne&cod=_radiacaoe
letromagneticaf

7. http://www6.ufrgs.br/engcart/PDASR/rem.html