Você está na página 1de 91

Gilmar Possati

Aula 04

ESCRITURAÇÃO
Sumário

1 – Aspectos Introdutórios ................................................................................................................ 3

1.1. Obrigatoriedade da Escrituração ........................................................................................... 4

2 – Livros de Escrituração.................................................................................................................. 5

2.1. Livro Diário ............................................................................................................................. 5

2.1.1. Finalidade .......................................... . . ........................................................................ 5

2.2. Livro Razão.............................................................................................................................. 6

2.2.2. Finalidades do livro Razão ............................................................................................... 7

2.2.3. Razonete .......................................................................................................................... 7

2.3. Livro Caixa .............................................................................................................................. 8

2.4. Livros Obrigatórios para as Sociedades Anônimas ................................................................ 8

2.5. Formalidades da Escrituração Contábil .................................................................................. 9

2.5.1. Formalidades Extrínsecas e Intrínsecas .......................................................................... 10

3 – Lançamentos Contábeis ............................................................................................................ 12

3.1. Elementos essenciais do lançamento ................................................................................... 12

3.2. Fórmulas de Lançamento ..................................................................................................... 13

3.2.1. Exemplos de fórmulas de lançamento ........................................................................... 13

3.3. Erros de Escrituração e sua correção (retificação) ................................................................ 16

4 – Escrituração de operações típicas ............................................................................................. 18

5 – Balancete de Verificação ........................................................................................................... 34

6 – Questões Comentadas .............................................................................................................. 37

1
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

7 – Lista das Questões Comentadas............................................................................................... 75

8 – Resumo...................................................................................................................................... 89

9 – Gabarito .................................................................................................................................... 91

2
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

1 – ASPECTOS INTRODUTÓRIOS
Escrituração Contábil é a técnica utilizada para o registro dos fatos contábeis. A escrituração é
realizada por meio de lançamentos em livros destinados ao registro das operações que afetam o
patrimônio. Os lançamentos, por sua vez, são efetuados por meio do método das partidas
dobradas, o qual estudaremos a seguir.
Por oportuno, destaca-se que a escrituração contábil deve ser mantida em registros permanentes,
obedecendo a legislação comercial (societária ou empresarial) e aos princípios de contabilidade
geralmente aceitos, além de observar métodos ou critérios uniformes, conforme prescreve a Lei
6.404/76 em seu art. 177.
Outro aspecto introdutório importante está previsto no art. 177, § 2º da Lei 6.404/76. Referido
artigo prescreve que a companhia observará exclusivamente em livros ou registros auxiliares, sem
qualquer modificação da escrituração mercantil e das demonstrações reguladas nesta Lei, as
disposições da lei tributária, ou de legislação especial sobre a atividade que constitui seu objeto,
que prescrevam, conduzam ou incentivem a utilização de métodos ou critérios contábeis
diferentes ou determinem registros, lançamentos ou ajustes ou a elaboração de outras
demonstrações financeiras.
Exemplo: Imagine que a legislação do ICMS de determinado Estado preceitue que as empresas
contribuintes devem elaborar um demonstrativo anual do imposto recolhido aos cofres públicos.
Nesse caso, como se trata de uma demonstração financeira não prevista na legislação comercial,
as empresas deverão ter registros auxiliares, sem qualquer modificação da escrituração mercantil
e das demonstrações reguladas.
Por fim, cabe destacar que a escrituração está regulamentada na Resolução CFC n. 1.330/2011.
No decorrer desta aula destacaremos os pontos que mais são exigidos nas provas.

(IBRAM/2009) A contabilidade utiliza-se de registros por meio de lançamentos de partidas


dobradas.
Comentários
Trata-se da definição de escrituração que acabamos de estudar.
Gabarito: Certo

3
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

1.1. Obrigatoriedade da Escrituração


O Código Civil Brasileiro (Lei n. 10.406/02) determina a obrigatoriedade da escrituração contábil
em seu art. 1.179, senão vejamos:
Art. 1.179. O empresário e a sociedade empresária são obrigados a seguir um sistema de
contabilidade, mecanizado ou não, com base na escrituração uniforme de seus livros, em
correspondência com a documentação respectiva, e a levantar anualmente o balanço patrimonial e
o de resultado econômico.
Como toda boa regra há exceções, quais sejam, o produtor rural e o pequeno empresário
(microempreendedor individual - MEI), os quais estão dispensados da escrituração contábil.
E o que é considerado pequeno empresário para efeito de aplicação dessa dispensa?
De acordo com a LC 155/2016:
Para os efeitos desta Lei Complementar, considera-se MEI o empresário individual que se
enquadre na definição do art. 966 da Lei nº 10.406, de 10 de janeiro de 2002 - Código Civil, ou o
empreendedor que exerça as atividades de industrialização, comercialização e prestação
de serviços no âmbito rural, que tenha auferido receita bruta, no ano-calendário anterior,
de até R$ 81.000,00 (oitenta e um mil reais), que seja optante pelo Simples Nacional e que
não esteja impedido de optar pela sistemática prevista neste artigo.

4
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

2 – LIVROS DE ESCRITURAÇÃO
2.1. Livro Diário
O Livro diário é obrigatório, principal e cronológico.
Obrigatório: é exigido pelo Código Civil, estando sujeito às formalidades intrínsecas e extrínsecas
que estudaremos logo a seguir.
Regra: obrigatório
Exceção: pequeno empresário (MEI) – até 81 mil de receita bruta.
Principal: registra todos os fatos contábeis.
Cronológico: os fatos contábeis são registrados em ordem cronológica.
Este livro está regulado pelo Código Civil, que prescreve:
Art. 1.179. O empresário e a sociedade empresária são obrigados a seguir um sistema de
contabilidade, mecanizado ou não, com base na escrituração uniforme de seus livros, em
correspondência com a documentação respectiva, e a levantar anualmente o balanço patrimonial e
o de resultado econômico.
Art. 1.180. Além dos demais livros exigidos por lei, é indispensável o diário, que pode ser
substituído por fichas no caso de escrituração mecanizada ou eletrônica.
Parágrafo único. A adoção de fichas não dispensa o uso de livro apropriado para o lançamento do
balanço patrimonial e do de resultado econômico.

2.1.1. Finalidade
O livro diário é um livro que contém o registro de todo e cada lançamento em ordem
cronológica, fato que nos permite compreender a sequência de acontecimentos ocorridos na
empresa.

A escrituração do livro diário NÃO PODE ser substituída pela escrituração obrigatória do livro
razão.

5
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

Facultativo/obrigatório: facultativo pela legislação societária e obrigatório pelo Regulamento do


Imposto de Renda (RIR/2018) somente para as entidades obrigadas a declarar o IR com base no
Lucro Real.
Principal: registra todos os fatos contábeis.
Sistemático: os fatos contábeis são registrados por tipo de contas (bancos, duplicatas a receber
fornecedores, capital social).

Segundo a legislação do IR, os contribuintes sujeitos à apuração do lucro real devem escriturar
o livro razão.

Além disso, o contribuinte do Imposto de Renda sob Lucro Real deve manter, entre outros,
basicamente os seguintes livros:
§ Registro de Inventário;
§ Registro de Compras;
§ Apuração de Lucro Real – LALUR.

2.2.2. Finalidades do livro Razão


A finalidade do livro Razão é demonstrar a movimentação analítica das contas escrituradas no
diário e constantes do balanço.
2.2.3. Razonete
Trata-se da representação gráfica de uma conta em forma de “T”, em que o lado esquerdo é de
saldo devedor e o lado direito é de saldo credor. O razonete é uma forma simplificada do Razão.
Nome da Conta

Lado Esquerdo Lado Direito

Saldo Devedor Saldo Credor

7
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

VII - o livro de Atas e Pareceres do Conselho Fiscal.

(IBRAM/2009) Os principais livros utilizados pela contabilidade são o livro diário e o livro caixa.
No primeiro, são escriturados os fatos decorrentes da atividade da companhia, explicados no
histórico, e, no segundo, são feitos os registros em cada conta do sistema contábil.
Comentários
Os principais livros utilizados pela contabilidade são o livro Diário e o livro Razão. No primeiro,
são escriturados os fatos decorrentes da atividade da companhia, explicados no histórico, e, no
segundo, são feitos os registros em cada conta do sistema contábil.
No Livro Caixa são registrados cronologicamente todos os recebimentos e pagamentos realizados.
Perceba que o examinador trocou o livro Razão pelo livro Caixa.
Gabarito: Errado

2.5. Formalidades da Escrituração Contábil


A Interpretação Técnica 2000 (ITG 2000), estabelece que a escrituração em forma contábil deve
conter, no mínimo:
§ data do registro contábil, ou seja, a data em que o fato contábil ocorreu;
§ conta devedora;
§ conta credora;
§ histórico que represente a essência econômica da transação ou o código de histórico
padronizado, neste caso baseado em tabela auxiliar inclusa em livro próprio;
§ valor do registro contábil;
§ informação que permita identificar, de forma unívoca, todos os registros que integram um
mesmo lançamento contábil.
Esses são o que a doutrina denomina de requisitos das partidas do Diário ou, ainda, os
elementos essências do registro contábil.
Destaca-se, ainda que se admite a escrituração resumida do Diário, com totais que não excedam
o período de trinta dias, relativamente a contas, cujas operações sejam numerosas ou realizadas
fora da sede do estabelecimento, desde que utilizados livros auxiliares regularmente autenticados,

9
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

para registro individualizado, e conservados os documentos que permitam a sua perfeita


verificação.

A legislação societária permite:


§ que o lançamento no Diário seja feito por meio de partidas mensais;
§ a escrituração resumida ou sintética, com valores totais que não excedam as operações
de um mês, desde que haja escrituração analítica lançada em registros auxiliares;
§ Serão lançados no Diário o balanço patrimonial e o de resultado econômico, devendo
ambos ser assinados por profissional de Contabilidade legalmente habilitado e pelo
empresário ou sociedade empresária.

A ITG 2000 (R1) informa que o registro contábil deve conter o número de identificação do
lançamento em ordem sequencial relacionado ao respectivo documento de origem externa ou
interna ou, na sua falta, em elementos que comprovem ou evidenciem fatos contábeis.
Por fim, a Interpretação destaca que a terminologia utilizada no registro contábil deve expressar
a essência econômica da transação.

2.5.1. Formalidades Extrínsecas e Intrínsecas


Formalidades Extrínsecas
A finalidade das formalidades extrínsecas é dificultar a adulteração do livro. Correspondem à
forma de apresentação material do livro.
Segundo a ITG 2000 (R1), os livros contábeis obrigatórios, entre eles o Livro Diário e o Livro Razão,
em forma não digital, devem revestir-se de formalidades extrínsecas, tais como:
a) serem encadernados;
b) terem suas folhas numeradas sequencialmente;
c) conterem termo de abertura e de encerramento assinados pelo titular ou representante legal
da entidade e pelo profissional da contabilidade regularmente habilitado no Conselho Regional
de Contabilidade.
Os livros contábeis obrigatórios, entre eles o Livro Diário e o Livro Razão, em forma digital, devem
revestir-se de formalidades extrínsecas, tais como:

10
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

a) serem assinados digitalmente pela entidade e pelo profissional da contabilidade regularmente


habilitado;
b) quando exigível por legislação específica, serem autenticados no registro público ou entidade
competente.
Em caso de escrituração contábil em forma digital, não há necessidade de impressão e
encadernação em forma de livro, porém o arquivo magnético autenticado pelo registro público
competente deve ser mantido pela entidade.
Cabe destacar que a inobservância das formalidades extrínsecas invalida todo o livro, o qual passa
a fazer prova apenas contra o contribuinte.
Formalidades Intrínsecas
A finalidade das formalidades intrínsecas é resguardar a fidedignidade dos fatos ocorridos em
relação aos fatos registrados. Estão relacionadas com o lançamento contábil. Sendo assim, a
escrituração deve ser executada:
a) em idioma e em moeda corrente nacionais;
b) em forma contábil;
c) em ordem cronológica de dia, mês e ano;
d) com ausência de espaços em branco, entrelinhas, borrões, rasuras ou emendas; e
e) com base em documentos de origem externa ou interna ou, na sua falta, em elementos que
comprovem ou evidenciem fatos contábeis.
A inobservância das formalidades intrínsecas invalida apenas o registro ou registros onde
ocorrem.

11
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

3 – LANÇAMENTOS CONTÁBEIS
3.1. Elementos essenciais do lançamento
Os elementos essenciais do lançamento contábil no livro Diário são:
- local e data;
- conta(s) debitada(s);
- conta(s) creditada(s);
- histórico;
- valor.
Vejamos um exemplo:
Local e data
Brasília, 10 de janeiro de 20X1.

Conta Debitada
D – Bancos Conta Movimento
C – Caixa ................ 500,00 Conta Creditada e valor

Conforme recibo de depósito nº 001 do Banco XYZ S.A no valor de R$ 500,00.


Histórico

O exemplo acima é de um lançamento mecanizado. Abaixo segue o mesmo exemplo, mas de um


lançamento manual:

Local e data
Brasília, 10 de janeiro de 20X1.
Conta Debitada
Bancos Conta Movimento
Conta Creditada e valor
a Caixa ................ 500,00

Conforme recibo de depósito nº 001 do Banco XYZ S.A no valor de R$ 500,00.


Histórico

Observe que na escrituração do livro Diário pelo processo manual, usa-se a preposição “a” para
indicar a conta creditada.
Pessoal, é claro que essa formalidade toda você não vai fazer na hora da sua prova. Para fins de
praticidade, basta fazermos:

D – Bancos
C – Caixa

12
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

Na venda de mercadorias, há aumento da conta Caixa (entrada de bens) e aumento de receitas.


Em contrapartida temos uma redução de mercadorias (saída de bens), ocasionando o surgimento
do Custo da Mercadoria Vendida – CMV (aumento de despesa).
Ativo à Natureza Devedora à Entrada de Bens (Dinheiro) à Debita
Receitas à Natureza Credora à Aumento de Receitas (Vendas) à Credita
Ativo à Natureza Devedora à Saída de Bens (Mercadorias) à Credita
Despesa à Natureza Devedora à Aumento de Despesas (CMV) à Debita

(IBRAM/2009) O lançamento de segunda fórmula corresponde a mais de um débito e apenas


um crédito, enquanto o de terceira fórmula corresponde a um débito e diversos créditos.
Comentários
Galera, quando nos depararmos com uma questão desse “naipe”, devemos lembrar da nossa
tabelinha:

Observe que a questão inverte os conceitos de 2ª e 3ª fórmulas.


Gabarito: Errado

15
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

3.3. Erros de Escrituração e sua correção (retificação)


Os principais erros de escrituração (lançamento) no livro Diário são:
§ Título;
§ Valor;
§ Inversão;
§ Duplo registro;
§ Omissão;
§ Histórico incorreto.
O lançamento realizado de forma errônea pode ser corrigido (retificado) por meio de:
§ Estorno;
§ Transferência; e
§ Complementação.
Destaca-se que em qualquer dessas formas o histórico do lançamento deve precisar o motivo da
correção, a data e a localização do lançamento de origem.
Vejamos do que se trata cada uma dessas formas de correção:
O estorno consiste em lançamento inverso àquele feito erroneamente, anulando-o integralmente.
Em regra, a correção envolve dois lançamentos, o de estorno e o que corretamente registra a
transação.
Exemplo: Registro errado de compra à vista de veículos

D – Veículos
C – Fornecedores ......... 20.000

Lançamento de estorno:

D – Fornecedores
C – Veículos .............. 20.000

Após o estorno, realiza-se o registro correto a fim de registrar a compra à vista de veículos:

D – Veículos
C – Caixa ......... 20.000

16
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

A transferência, por sua vez, consiste no estorno parcial. É aquele que promove a regularização
de conta indevidamente debitada ou creditada, por meio da transposição do registro para a conta
adequada. A transferência permite a correção do erro mediante um único lançamento. Assim, não
há necessidade de estornar integralmente o lançamento errado.
Exemplo: Registro errado de compra à vista de veículos

D – Veículos
C – Fornecedores ......... 20.000

Como o erro foi apenas na conta creditada (fornecedores), efetuamos o estorno somente nessa
conta e, em seu lugar, creditamos a conta correta:

D – Fornecedores
C – Caixa ............. 20.000

A complementação, por fim, consiste em complementar, aumentando ou reduzindo o valor


anteriormente registrado. Assim, repete-se o lançamento errado e registra-se a diferença de valor.
Exemplo: Registro errado de compra à vista de veículos no valor de R$ 15.000,00, sendo o correto
R$ 20.000,00.

D – Veículos
C – Caixa ......... 15.000

Assim, o lançamento de complementação seria:

D – Veículos
C – Caixa ......... 5.000

(TRT-10/2013) A retificação de lançamento é o processo técnico de correção de registro que


tenha sido realizado com erro na escrituração contábil da entidade e pode ser feita por meio
de estorno, transferência ou complementação.
Comentários
Perfeito! Trata-se da definição exata da retificação (correção) de lançamento.

17
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

Gabarito: Certo
(IBRAM/2009) O lançamento suplementar serve para estornar o registro original que foi
lançado com valor inferior ao devido.
Comentários
Como vimos, o lançamento suplementar serve para complementar o registro original que foi
lançado com valor inferior ao devido.
Gabarito: Errado

4 – ESCRITURAÇÃO DE OPERAÇÕES TÍPICAS


Para abordarmos esse ponto, vamos nos valer de um exemplo doutrinário adaptado para o nosso
propósito em que constam as principais operações elaboradas por uma empresa comercial. Sendo
assim, para cada operação vamos:
a. Identificar os efeitos do fato contábil e classificá-lo;
b. Efetuar os lançamentos em razonete e em diário;
A empresa comercial “Tchê Bagual” realizou as seguintes operações durante determinado ano:
Operação 1: Subscrição de capital com integralização em dinheiro no valor de R$100.000.
Operação 2: Depósito bancário no valor de R$40.000.
Operação 3: Compra de mercadorias a prazo por R$20.000, aceitando duplicatas.
Operação 4: Aplicação financeira no valor de R$10.000.
Operação 5: Obtenção de empréstimo bancário no valor de R$3.000.
Operação 6: Venda de mercadorias à vista por R$10.000, com lucro de 20% sobre o preço de
venda.
Operação 7: Apropriação da folha de pagamento no valor de R$2.000.
Operação 8: Apropriação de rendimentos financeiros no valor de R$1.000.
Operação 9: Pagamento de duplicata no valor de R$4.000, em dinheiro, com juros de 10%.
Operação 10: Pagamento, em dinheiro, de despesas administrativas no valor de R$500.
Operação 11: Pagamento dos salários provisionados em dinheiro.
Operação 12: Compra de veículo para uso por R$20.000, sendo 10% à vista, em dinheiro, e o
restante a prazo.
Operação 13: Pagamento, em cheque, de duplicata no valor de R$6.000, com desconto de 10%.
Operação 14: Desconto de R$ 5.000 em duplicatas a vencer no prazo de 30 dias, sob a taxa de
juros de 10% ao mês.
Bem, pessoal, mãos à obra! Vamos destrinchar as operações!

18
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

Operação 1: Subscrição de capital com integralização em dinheiro no valor de R$100.000.


A subscrição de capital nada mais é do que a colocação de recursos (bens e/ou direitos) na
empresa. Na operação acima a subscrição foi realizada em dinheiro.
Efeitos do fato contábil à aumento na conta caixa (+A) e aumento na conta capital social (+ PL).
Classificação à trata-se de um fato modificativo aumentativo (+A; +PL)
Lançamentos em razonete

Caixa Capital Social

(1) 100.000 100.000 (1)

100.000 100.000

Lançamentos no diário

D – Caixa
C – Capital Social ... 100.000

Estudaremos com maiores detalhes o assunto de subscrição e integralização de capital nas


questões comentadas.
Operação 2 à Depósito bancário no valor de R$40.000.
Efeitos do fato contábil à saída na conta caixa (- A) e entrada de valor na conta bancos (+ A).
Classificação à trata-se de um fato permutativo (-A; +A)
Lançamentos em razonete

Caixa Bancos

(1) 100.000 40.000 (2) (2) 40.000

60.000 40.000

Lançamentos no diário

19
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

D – Bancos
C – Caixa ... 40.000

Operação 3 à Compra de mercadorias a prazo por R$20.000, aceitando duplicatas.


Efeitos do fato contábil à entrada de valor na conta estoque (+A) e surgimento de uma obrigação
(+P).
Classificação à trata-se de um fato permutativo (+A; +P)
Lançamentos em razonete

Estoque Duplicatas a Pagar

(3) 20.000 20.000 (3)

20.000 20.000

Lançamentos no diário

D – Estoques
C – Duplicatas a Pagar ... 20.000

Operação 4 à Aplicação financeira no valor de R$10.000.


Pessoal, antes de procedermos com os nossos registros, cabe destacar que em operações
financeiras (caso da operação 4) devemos visualizar três momentos diferentes:
Momento 1 à aplicação
Ocorre somente uma troca de valores entre componentes patrimoniais (+A, -A).
Momento 2 à apropriação1 dos rendimentos
Há o reconhecimento da aplicação financeira pelo rendimento obtido, ou seja, houve um aumento
de PL em virtude de uma receita financeira (+A, +PL).
Momento 3 à resgate
É o inverso da aplicação, ou seja, a empresa resgata o valor da aplicação e retorna para a conta no
banco (+A,-A). Nesse caso, somam-se os rendimentos apropriados, se houver.
Considerações realizadas, passemos ao registro da operação.

1
Apropriar significa reconhecer a ocorrência do fato gerador de uma receita ou despesa.

20
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

Efeitos do fato contábil à diminuição de valor da conta Bancos (-A) e aumento de valor da conta
Aplicação Financeira (+A).
Classificação à trata-se de um fato permutativo (-A; +A)
Lançamentos em razonete

Banco Aplicações Financeiras

(2) 40.000 10.000 (4) (4) 10.000

30.000 10.000

Lançamentos no diário

D – Aplicações Financeiras
C – Banco ... 10.000

Operação 5 à Obtenção de empréstimo bancário no valor de R$3.000.


Na obtenção de empréstimos temos a mesma linha de raciocínio das aplicações financeiras, senão
vejamos:
Momento 1 à obtenção do empréstimo
Ocorre somente uma troca de valores entre componentes patrimoniais (+A, +P).
Momento 2 à apropriação dos juros (provisão dos encargos financeiros)
Há o reconhecimento da apropriação dos encargos financeiros incidentes sobre a operação, ou
seja, houve uma diminuição do PL em virtude de uma despesa financeira e o aumento do passivo
(+P, -PL).
Momento 3 à pagamento (quitação da dívida)
Corresponde à saída de valor da conta bancos para quitar a obrigação assumida (-A, -P).
Vamos aos registros...
Efeitos do fato contábil à aumento de valor da conta Bancos (+A) e aumento de valor da conta
Empréstimos Bancários (+P).
Classificação à trata-se de um fato permutativo (+A; +P)
Lançamentos em razonete

21
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

Empréstimos
Banco Bancários

(2) 40.000 10.000 (4) 3.000 (5)

(5) 3.000

33.000 3.000

Lançamentos no diário

D – Banco
C – Empréstimos Bancários ... 3.000

Operação 6 à Venda de mercadorias à vista por R$10.000, com lucro de 20% sobre o preço
de venda.
Trata-se de uma operação de venda. Pessoal, em qualquer operação de venda sempre haverá, no
mínimo, dois momentos.
Momento 1 à Reconhecimento da venda
Corresponde ao valor de entrada, vale dizer, o preço pelo qual a mercadoria foi vendida.
Momento 2 à Reconhecimento do custo
Corresponde ao valor de saída, ou seja, ao custo da mercadoria que foi baixada do estoque da
entidade.
Aqui cabe uma observação: perceba que falamos em “no mínimo” dois momentos. Ocorre que
nas operações de vendas, em geral, registramos além do reconhecimento da venda e do custo, o
reconhecimento dos impostos incidentes sobre as vendas e o reconhecimento de devoluções,
abatimentos, descontos e cancelamentos, se houver. Essas operações serão detalhadas em
momento oportuno do nosso curso.
Efeitos do fato contábil à entrada de valor na conta Caixa (+A); saída de valor do estoque (-A); e
aumento no PL, decorrente da receita com vendas (+PL).
Classificação à trata-se de um fato misto aumentativo (+A; -A; +PL)
Para efetuarmos os registros, vamos calcular o valor do lucro e o valor do custo.
Preço de venda: 10.000
Lucro: 20% de 10.000 = 2.000
Custo: 10.000 - 2.000 = 8.000

22
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

Lançamentos em razonete
Pelo reconhecimento da venda

Caixa Receita c/ Vendas

(1) 100.000 40.000 (2) 10.000 (6)

(6) 10.000

70.000 10.000

Pelo reconhecimento do custo

Estoque CMV

(3) 20.000 8.000 (6) (6) 8.000

12.000 8.000

Lançamentos no diário
Pelo reconhecimento da venda

D – Caixa
C – Receita c/ Vendas ... 10.000

Pelo reconhecimento do custo

D – CMV
C – Estoque .................. 8.000

Operação 7 à Apropriação da folha de pagamento no valor de R$2.000.


Antes de efetuarmos o registro, cabe destacarmos alguns pontos para melhor compreensão.
Nesse fato, temos o reconhecimento de uma despesa já incorrida, vale dizer, cujo fato gerador já
ocorreu, mas que ainda não foi paga. Tal fato decorre do regime da competência, previsto na
Estrutura Conceitual (CPC 00) segundo o qual as receitas e as despesas devem ser reconhecidas
no momento da ocorrência do seu fato gerador, independentemente de recebimento ou de
pagamento.
Bem, no caso da folha de pagamento, os salários dos colaboradores são pagos no início do mês
subsequente ao trabalhado. Entretanto, os trabalhadores fizeram jus a esse salário ao final do mês

23
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

trabalhado (mês anterior). Sendo assim, o fato gerador da despesa com salários ocorreu ao final
do mês anterior. Portanto, em obediência ao regime da competência (CPC 00), a empresa deve
reconhecer a despesa com salários ao final do mês trabalhado, para pagamento posterior.
Considerações realizadas, vamos ao registro da operação.
Efeitos do fato contábil à reconhecimento de uma despesa, diminuindo o PL (-PL) e surgimento
de uma obrigação (+P).
Classificação à trata-se de um fato modificativo diminutivo (+P; -PL)
Lançamentos em razonete

Desp. c/ Salários Salários a Pagar

(7) 2.000 2.000 (7)

2.000 2.000

Lançamentos no diário

D – Despesa com Salários


C – Salários a Pagar ... 2.000

Operação 8 à Apropriação de rendimentos financeiros no valor de R$1.000.


Chegou a hora de apropriarmos os rendimentos financeiros da aplicação.
Efeitos do fato contábil à aumento no saldo da aplicação financeira (+A) e reconhecimento de
uma receita, aumentando o PL da empresa (+PL).
Classificação à trata-se de um fato modificativo aumentativo (+A; +PL)
Lançamentos em razonete

Rendimentos
Aplicação Financeira Financeiros

(4) 10.000 1.000 (8)

(8) 1.000

11.000 1.000

Lançamentos no diário

24
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

D – Aplicação Financeira
C – Rendimentos Financeiros ... 1.000

Operação 9 à Pagamento de duplicata no valor de R$4.000, em dinheiro, com juros de 10%.


Efeitos do fato contábil à baixa na obrigação (duplicatas a pagar) (-P), diminuição da conta caixa
(-A) e reconhecimento de uma despesa (juros passivos), diminuindo o PL (-PL).
Classificação à trata-se de um fato misto diminutivo (-A; -P; -PL)
Antes de efetuarmos os registros vejamos os valores envolvidos.
Valor da duplicata: 4.000,00
Despesa de juros (10%): 400,00
Valor desembolsado: 4.400,00
Lançamentos em razonete

Caixa Duplicatas a Pagar

(1) 100.000 40.000 (2) (9) 4.000 20.000 (3)

(6) 10.000 4.400 (9)

65.600 16.000

Juros Passivos

(9) 400

400

Lançamentos no diário

D – Duplicatas a Pagar .... 4.000


D – Juros Passivos .......... 400
C – Caixa ...................... 4.400

25
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

Operação 10 à Pagamento, em dinheiro, de despesas administrativas no valor de R$500.


Efeitos do fato contábil à saída de valor da conta caixa (-A) e reconhecimento de uma despesa,
diminuindo o PL (-PL).
Classificação à trata-se de um fato modificativo diminutivo (-A; -PL)
Lançamentos em razonete

Despesas
Caixa Administrativas

(1) 100.000 40.000 (2) (10) 500

(6) 10.000 4.400 (9)

500 (10)

65.100 500

Lançamentos no diário

D – Despesas Administrativas
C – Caixa ... 500

Operação 11 à Pagamento dos salários provisionados em dinheiro.


Efeitos do fato contábil à saída de valor da conta caixa (-A) e a baixa de uma obrigação (-P).
Classificação à trata-se de um fato permutativo (-A; -P)
Lançamentos em razonete

Caixa Salários a Pagar

(1) 100.000 40.000 (2) (11) 2.000 2.000 (7)

(6) 10.000 4.400 (9)

500 (10) 0

2.000 (11)

63.100

Lançamentos no diário

26
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

D – Salários a Pagar
C – Caixa ... 2.000

Operação 12 à Compra de veículo para uso por R$20.000, sendo 10% à vista, em dinheiro, e
o restante a prazo.
Efeitos do fato contábil à entrada de valor na conta Veículos (+A); saída de valor da conta Caixa
(-A); e entrada de valor na conta Financiamentos a Pagar (+P).
Classificação à trata-se de um fato permutativo (+A; -A; +P)
Lançamentos em razonete

Financiamentos a
Caixa Pagar

18.000
(1) 100.000 40.000 (2) (12)

(6) 10.000 4.400 (9)

500 (10)

2.000 (11) 18.000

2.000 (12)

61.100

Veículos

(12) 20.000

20.000

Lançamentos no diário

D – Veículos ....................... 20.000


C – Financiamento a Pagar ... 18.000

27
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

C – Caixa ........................... 2.000

Operação 13 à Pagamento, em cheque, de duplicata no valor de R$6.000, com desconto de


10%.
Efeitos do fato contábil à baixa de obrigação (duplicata a pagar) (-P); saída de valor da conta
Bancos (-A); e reconhecimento de uma receita (descontos obtidos), aumentando o PL (+PL).
Classificação à trata-se de um fato misto aumentativo (-A; -P; +PL)
Antes de efetuarmos os registros vejamos os valores envolvidos.
Valor da duplicata: 6.000,00
Desconto obtido (10%): 600,00
Valor desembolsado: 5.400,00
Lançamentos em razonete

Banco Duplicatas a Pagar

(2) 40.000 10.000 (4) (9) 4.000 20.000 (3)

(5) 3.000 5.400 (13) (13) 6.000

10.000

27.600

Descontos Obtidos

600 (13)

600

Lançamentos no diário

D – Duplicatas a Pagar ...... 6.000


C – Banco ........................ 5.400
C – Descontos Obtidos ....... 600

28
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

Operação 14 à Desconto de R$ 5.000 em duplicatas a vencer no prazo de 30 dias, sob a taxa


de juros de 10% ao mês.
Pessoal, essa é uma operação muito comum no âmbito corporativo. Como as empresas
atualmente necessitam realizar muitas vendas a prazo, ocorre que em muitos casos falta liquidez
para a empresa comprar mercadorias para venda. Sendo assim, uma saída muito utilizada é o
desconto de duplicatas. Nessa operação, a entidade entrega as duplicatas de sua emissão ao
Banco. Este promoverá a cobrança dessas duplicatas e antecipará à entidade o valor respectivo,
obviamente que para tanto cobrará juros e despesas bancárias, por ocasião da operação
financeira. Perceba que na essência essa operação corresponde a um empréstimo. Por isso a conta
Duplicatas Descontadas atualmente é classificada no Passivo, pois representa uma obrigação da
empresa perante o banco.
Destaca-se que a empresa nessa operação assume responsabilidade solidária, pois caso o cliente
não realize o pagamento na data prevista, o banco debita o valor da duplicata na conta corrente
da empresa.
Entendido a essência da operação de desconto de duplicatas, vejamos como se efetiva o seu
registro.
Efeitos do fato contábil à aumento do saldo da conta Bancos (+A); aumento do saldo da conta
Encargos Financeiros a Transcorrer (a vencer) (-P); e aumento do saldo da conta Duplicatas
Descontadas (+P).
Classificação à trata-se de um fato permutativo (+A; -P; +P)
Antes de efetuarmos os registros vejamos os valores envolvidos.
Valor da duplicata: 5.000,00
Encargos Financeiros (10%): 500,00
Valor Ativado na conta Bancos: 4.500,00
Lançamentos em razonete

Duplicatas
Banco Descontadas

(2) 40.000 10.000 (4) 5.000 (14)

(5) 3.000 5.400 (13)

(14) 4.500 5.000

32.100

29
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

Encargos Financeiros a
Transcorrer

(14) 500

500

Lançamentos no diário

D – Banco .............................................. 4.500


D – Encargos Financeiros a Transcorrer ...... 500
C – Duplicatas Descontadas ...................... 5.000

A conta encargos financeiros a transcorrer, nesse caso, é uma conta retificadora da conta
duplicatas descontadas.
Pessoal, para finalizar a operação de duplicatas descontadas devemos saber que no vencimento
das duplicatas temos três hipóteses:
1ª Hipótese à O cliente paga as duplicatas. Nesse caso a empresa registra o seguinte lançamento:

D – Duplicatas Descontadas
C – Duplicatas a Receber

Usando os dados do nosso exemplo, teríamos:

D – Duplicatas Descontadas
C – Duplicatas a Receber ...... 5.000

Perceba que zeramos o saldo da conta duplicatas descontadas e demos baixa nas duplicatas a
receber, afinal o cliente efetuou o pagamento.
2ª Hipótese à O cliente não paga as duplicatas. Nesse caso a empresa registra o seguinte
lançamento:

D – Duplicatas Descontadas
C – Bancos

30
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

Como o cliente não pagou as duplicatas no vencimento para o banco, a empresa efetua o
pagamento, pois é responsável solidária. Observe que não há, nesse caso, baixa das duplicatas a
receber, pois ocorreu o vencimento e não foram pagas pelo cliente.
Usando os dados do nosso exemplo, teríamos:

D – Duplicatas Descontadas
C – Bancos ......................... 5.000

3ª Hipótese à O cliente paga apenas uma parte do valor das duplicatas. Nesse caso a empresa
registra o seguinte lançamento:

D – Duplicatas Descontadas
C – Duplicatas a Receber
C – Bancos

Voltando ao nosso exemplo, digamos que o cliente efetuou o pagamento de apenas R$ 3.000,00.
Assim, teríamos:

D – Duplicatas Descontadas ..... 5.000


C – Duplicatas a Receber ......... 3.000
C – Bancos ............................ 2.000

Como o cliente pagou apenas 3.000,00, a empresa baixa esse valor das duplicatas a receber e o
restante (2.000,00) quem paga é a empresa.
Vale destacar que os Encargos Financeiros a Transcorrer precisam ser baixados em seu
vencimento, de acordo com a competência (nesse nosso exemplo 30 dias, pois foi somente uma
parcela). Assim, devemos efetuar o seguinte registro:

D – Despesas Financeiras
C – Encargos Financeiros a Transcorrer ... 500,00

Vamos ver um “exemplo real”!

31
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

(SEFIN-RO/2010) Em 01/06/X9, a empresa Dara efetuou o desconto de duplicatas no valor de


R$ 30.000,00, cujo vencimento era 31/07/X9, à taxa de juros de 2,5% a.m. (juros simples).
As despesas cobradas pelo banco foram de R$ 500,00. Sabendo que no dia 31/07/X9 o cliente
não pagou a duplicata, a empresa, nesta data, debitou:
a) Duplicatas Descontadas e creditou Disponível, no valor de R$ 28.000,00.
b) Duplicatas Descontadas e creditou Clientes, no valor de R$ 30.000,00.
c) Perdas com Clientes e creditou Clientes, no valor de R$ 28.000,00.
d) Duplicatas Descontadas e creditou Disponível, no valor de R$ 30.000,00.
e) Disponível e creditou Duplicatas Descontadas no valor de R$ 28.000,00.
Comentários
Essa é uma típica questão que exige conhecimentos das operações de descontos de duplicatas.
Em um primeiro momento parece uma questão difícil, não é mesmo? Mas, sabendo as 3 hipóteses
que acabamos de estudar não tem erro! Vamos à resolução.
Primeiramente, devemos enquadrar em uma das hipóteses (1ª – o cliente pagou; 2ª – o cliente não
pagou; e 3ª – o cliente pagou parcialmente).
No caso apresentado pela banca, o cliente não pagou a duplicata. Nesse caso, a empresa deveria
efetuar o seguinte lançamento:
D – Duplicatas Descontadas
C – Bancos (disponível) ... 30.000
Gabarito: D

Veja que nesse tipo de questão nem precisamos entrar no mérito dos juros pagos, pois a questão
pede a contabilização no vencimento!
Mas, professor, e se a questão pedisse a contabilização na data da operação do desconto
(01/06/X9), qual o lançamento a ser registrado?
Bem, pessoal, nesse caso teríamos que efetuar os cálculos. Vejamos como ficaria:
Valor das Duplicatas = 30.000,00
Taxa mensal = 2,5% a.m.
Prazo até o vencimento = 2 meses
Juros a serem pagos = 30.000,00 x (2 meses x 2,5%) = 1.500,00
Despesas Bancárias = 500,00
Valor líquido a ser recebido pela entidade (01/06/X9) = 28.000,00
De posse dessas informações, vamos aproveitar para ver todos os lançamentos:
Em 01/06/x9, foi feito o seguinte lançamento:

32
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

D - Banco ... 28.000


D - Encargos financeiros a transcorrer ...1.500 (=30.000 x 2,5% x 2) ***
D - Despesas Bancárias ... 500
C - Duplicatas descontas ... 30.000

Em 30/06/x9, foi feito o seguinte lançamento:

D - Juros passivos ... 750


C- Encargos financeiros a transcorrer ... 750 ***

Em 31/07/x9, foram feitos os seguintes lançamentos:


1) apropriação dos encargos financeiros

D - Juros passivos ... 750


C- Encargos financeiros a transcorrer ... 750 ***

2) pagamento da duplicata

D - Duplicatas descontas ... 30.000


C – Banco ... 30.000

3) baixa da duplicata não paga (considerando não haver estimativa de crédito de liquidação
duvidosa pré constituída)

D - Perdas com créditos de liquidação duvidosa ... 30.000


C - Duplicatas a receber ... 30.000

*** Perceba que o encargo financeiro vai sendo apropriado pelo regime de competência ao final
de cada mês (mesmo que tenha sido pago no momento do desconto da duplicata).
Observe que a conta "encargos financeiros a transcorrer" registra o valor cobrado pelo Banco
para "adiantar" o pagamento da duplicata. O fato gerador da despesa financeira oriunda do
citado encargo financeiro é o decorrer do tempo. Nas questões comentadas vamos retornar ao
assunto.

33
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

registro, erro de título, determinados registros em duplicidade, entre outros. Obviamente que as
bancas sabem desse detalhe e certamente já foi alvo de exigência.

(ABIN/2010) Quando a soma dos saldos credores for igual à soma dos saldos devedores no
balancete de verificação, não haverá nenhum erro nos lançamentos contábeis do período.
Comentários
Questão de fixação! Como acabamos de ver, o fato de o somatório dos saldos devedores ser igual
ao somatório dos saldos credores não significa que a escrituração está 100% correta, pois existem
erros que não podem ser detectados pelo levantamento do balancete.
Gabarito: Errado

Para finalizar o tópico referente ao balancete de verificação cabe destacar que o balancete pode
ser sintético ou analítico. O balancete sintético relaciona apenas as contas principais ou de
primeiro grau (exemplo: conta “Bancos”). O balancete analítico relaciona as subcontas de
segundo, terceiro e demais graus (exemplo: conta “Banco do Brasil S.A”).

(ABIN/2010) O balancete analítico relaciona as subcontas de segundo, terceiro e outros graus


e o balancete sintético relaciona apenas as contas principais ou de primeiro grau.
Comentários
Trata-se da classificação dos balancetes de verificação de acordo com o grau das contas que
relacionam, conforme acabamos de estudar.
Gabarito: Certo

36
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

6 – QUESTÕES COMENTADAS
1. (CESPE/Auditor do Estado/CAGE-RS/2018) Considerando o disposto no Código Civil sobre
o livro diário, assinale a opção correta.
a) A prescrição ou decadência dos atos consignados no diário não eximem o empresário e a
entidade empresária da sua guarda por um prazo adicional de cinco anos.
b) Antes de ser colocado em uso, o livro diário deverá ser autenticado no Registro Público de
Empresas Mercantis, salvo disposição especial de lei.
c) Mesmo no caso de escrituração mecanizada ou eletrônica, o diário não poderá ser substituído
por fichas.
d) O balanço patrimonial e o de resultado econômico devem ser lançados em livro distinto do
diário.
e) No diário, deve constar unicamente a assinatura do técnico em ciências contábeis legalmente
habilitado e responsável pelos lançamentos nele efetuados.
Comentários
Questão interessante para complementarmos o estudo das disposições do Código Civil sobre os
livros. Vamos analisar as assertivas.
a. Errado. Não previsão no Código Civil desse prazo adicional de 5 anos. Nos termos do Código
Civil,
Art. 1.194. O empresário e a sociedade empresária são obrigados a conservar em boa guarda toda
a escrituração, correspondência e mais papéis concernentes à sua atividade, enquanto não ocorrer
prescrição ou decadência no tocante aos atos neles consignados.
b. Certo. É o que dispõe o art. 1.181 do Código Civil, senão vejamos:
Art. 1.181. Salvo disposição especial de lei, os livros obrigatórios e, se for o caso, as fichas, antes
de postos em uso, devem ser autenticados no Registro Público de Empresas Mercantis.
c. Errado. O Diário pode sim ser substituído por fichas. Veja o que dispõe o Código Civil:
Art. 1.180. Além dos demais livros exigidos por lei, é indispensável o Diário, que pode ser
substituído por fichas no caso de escrituração mecanizada ou eletrônica
d. Errado. Ambos demonstrativos devem ser lançados no diário.
Art. 1184 § 2º Serão lançados no Diário o balanço patrimonial e o de resultado econômico,
devendo ambos ser assinados por técnico em Ciências Contábeis legalmente habilitado e pelo
empresário ou sociedade empresária
e. Errado. Nos termos do Código Civil,
Art. 1184 § 2º Serão lançados no Diário o balanço patrimonial e o de resultado econômico, devendo
ambos ser assinados por técnico em Ciências Contábeis legalmente habilitado e pelo
empresário ou sociedade empresária.

Gabarito: B

37
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

2. (CESPE/Auditor do Estado/CAGE-RS/2018) A respeito do regime de competência e dos


livros contábeis, julgue os itens a seguir.
I No regime de competência, as receitas são reconhecidas quando são ganhas, mesmo que não
recebidas.
II No lançamento em livro diário, devem-se descrever o título e o saldo da conta.
III No livro razão, o confronto dos créditos e dos débitos denomina-se saldo.
IV De acordo com o regime de competência, as receitas e as despesas são consideradas em
função dos recebimentos ou dos pagamentos.
Estão certos apenas os itens
a) I e II.
b) I e III.
c) III e IV.
d) I, II e IV.
e) II, III e IV.
Comentários
Vamos analisar as assertivas.
I – Certo. É isso mesmo. Pelo regime de competência as receitas são reconhecidas pelo fato
gerador (quando “ganhas”, nos termos do item ora analisado), independentemente de seu
recebimento. O mesmo raciocínio se aplica às despesas, as quais devem ser reconhecidas no
momento do fato gerador, independentemente do pagamento.
II - Errado. Os requisitos das partidas do Diário são os seguintes:
§ data do registro contábil, ou seja, a data em que o fato contábil ocorreu;
§ conta devedora;
§ conta credora;
§ histórico que represente a essência econômica da transação ou o código de histórico
padronizado, neste caso baseado em tabela auxiliar inclusa em livro próprio;
§ valor do registro contábil;
§ informação que permita identificar, de forma unívoca, todos os registros que integram um
mesmo lançamento contábil.
É no razão que temos o título da conta e o saldo.
III – Certo. Perfeito, é isso mesmo. Basta você se lembrar do razonete. Ao confrontarmos os
lançamentos a crédito e débito de uma conta (os dois lados do razonete) chegamos ao saldo dessa
conta.

38
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

IV – Errado. De acordo com o regime de caixa, as receitas e as despesas são consideradas em


função dos recebimentos ou dos pagamentos.
Gabarito: B

3. (CESPE/Perito Criminal/PC-MA/2018) A respeito do método das partidas dobradas e de


seus desdobramentos na ciência contábil, julgue os itens seguintes.
I As aplicações de recursos são representadas por meio de débitos em determinadas rubricas
contábeis, enquanto as origens dos recursos aplicados provocam registro a crédito em outras
rubricas.
II A aquisição de bens para comercialização a prazo e com juros é um exemplo de partida de
segunda fórmula.
III Em uma venda de mercadoria, ocorre a baixa, a crédito, da mercadoria vendida, em
contrapartida à correspondente conta de receita por venda de mercadorias.
IV A existência de um conjunto de levantamentos refletindo um elemento ou componente formado
ou em formação pertencente a um patrimônio, expresso geralmente em moeda corrente, é
inerente ao método das partidas dobradas.
Estão certos apenas os itens
a) I e II.
b) I e IV.
c) II e III.
d) I, III e IV.
e) II, III e IV.
Comentários
Vamos analisar as assertivas.
I – Certo. Estudamos o assunto em aula passada. A dica é você relacionar aplicações de recursos
com débitos (tendo em vista que as aplicações de recursos – ativos e despesas – possuem natureza
devedora) e origens de recursos com créditos (passivo, PL e receitas possuem natureza credora).
II – Errado. Nesse caso temos um lançamento de 3ª fórmula. Vamos ver o mesmo exemplo da
aula passada, pois é basicamente a operação descrita nesse item:
Pagamento de duplicatas no valor de R$ 10.000,00 com juros de 10%

Débito: Duplicatas a Pagar ....................................... 10.000,00 (+A)


Débito: Juros Passivos .............................................. 1.000,00 (- PL)
Crédito: Caixa ........................................................... 11.000,00 (- P)

39
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

III – Errado. Sei que pode parecer difícil um item desses na prova. Porém, lembre-se da operação
6 que estudamos na parte teórica. Na oportunidade comentamos o seguinte:
Trata-se de uma operação de venda. Pessoal, em qualquer operação de venda sempre haverá, no
mínimo, dois momentos.
Momento 1 à Reconhecimento da venda
Corresponde ao valor de entrada, vale dizer, o preço pelo qual a mercadoria foi vendida.
Momento 2 à Reconhecimento do custo
Corresponde ao valor de saída, ou seja, ao custo da mercadoria que foi baixada do estoque da
entidade.
Assim, temos os seguintes lançamentos:

D – Custo da Mercadoria Vendida (CMV)


C – Estoques

D – Caixa/banco
C – Receita de Vendas

IV – Certo. Não é muito comum as bancas utilizarem conceitos mais antigos. Porém, nesse item o
examinador tomou como base uma definição clássica de “contas” presente na obra do teórico
Vicenso Mais. Basicamente o item nos traz a definição de conta para esse autor. E as contas estão
diretamente associadas ao método das partidas dobradas.
Gabarito: B

4. (CESPE/Técnico Judiciário/Contabilidade/TRE-BA/2017) No que se refere à escrituração, o


lançamento que consiste na regularização da conta indevidamente debitada ou creditada com
a transposição do registro para a conta adequada é denominado
a) transferência.
b) estorno.
c) retificação.
d) complementação.
e) ressalva.
Comentários
A transferência consiste no estorno parcial. É aquele que promove a regularização de conta
indevidamente debitada ou creditada, por meio da transposição do registro para a conta
adequada. A transferência permite a correção do erro mediante um único lançamento. Assim, não
há necessidade de estornar integralmente o lançamento errado.

40
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

Dica: memorize a palavra-chave “transposição”. TRANSferência à TRANSposição


Gabarito: A

5. (CESPE/Técnico Judiciário/Contabilidade/TRE-BA/2017) A pessoa jurídica tributada com


base no lucro real deverá manter o livro razão ou fichas utilizadas para resumir e totalizar, por
conta ou subconta, os lançamentos efetuados no livro diário.
Com relação ao livro razão, assinale a opção correta.
a) É obrigatória a escrituração do livro razão por qualquer pessoa jurídica.
b) A escrituração do livro razão deverá ser individualizada, obedecendo-se à ordem cronológica
das operações.
c) O livro razão, com escrituração sintética, é auxiliar do livro diário.
d) São dispensados no livro razão os termos de abertura e de encerramento.
e) As entidades comerciais que adotem escrituração completa estão obrigadas a autenticar o livro
razão.
Comentários
Vamos analisar as assertivas.
a. Errado. Negativo. O Razão é facultativo pela legislação societária e obrigatório pelo
Regulamento do Imposto de Renda (RIR/2018) somente para as entidades obrigadas a declarar o
IR com base no Lucro Real.
b. Certo. Perfeito! A escrituração no razão deve obedecer à ordem cronológica das operações.
c. Errado. O razão é um livro principal. Não é auxiliar.
d. Errado. Tanto o Diário como o Razão devem conter termo de abertura e de encerramento.
e. Errado. Razão é dispensado da autenticação.
Gabarito: B

6. (CESPE/Contador/DPU/2016) Uma das finalidades do balancete de verificação é demonstrar


a correta aplicação do método das partidas dobradas, pois o total devedor deve ser igual ao
total credor, ou seja, para cada débito em uma ou mais contas deve haver crédito de igual
valor em uma ou mais contas.
Comentários
Perfeito! Conforme estudamos, o Balancete de Verificação é um demonstrativo auxiliar, vale dizer,
não obrigatório, levantado para fins operacionais. É composto por todas as contas com os seus
respectivos saldos, extraídos do Livro Razão.
O objetivo do Balancete de Verificação é verificar se o método das partidas dobradas foi
obedecido ao longo do processo de escrituração dos fatos contábeis, ou seja, se os débitos e
créditos foram efetuados corretamente.

41
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

A estrutura do balancete de verificação, basicamente, compreende duas colunas: uma coluna para
os saldos devedores e outra para os saldos credores.
A consequência lógica do balancete é a seguinte: como o valor total debitado corresponde ao
valor total creditado, então o somatório dos débitos corresponde ao somatório dos créditos
efetuados. Sendo assim, se os totais divergirem entre si, ficará evidenciado erro na escrituração e
desobediência ao método das partidas dobradas.
Gabarito: Certo

7. (CESPE/Contador/DPU/2016) Os documentos base para a elaboração do balancete de


verificação são o livro diário, de onde são extraídos os saldos finais das contas, e o livro razão,
no qual estão demonstradas as movimentações contábeis.
Comentários
Conforme vimos no comentário da questão anterior, o Balancete de Verificação é composto por
todas as contas com os seus respectivos saldos, extraídos do Livro Razão.
O livro diário não é utilizado na elaboração do Balancete.
Gabarito: Errado

8. (CESPE/Agente de Polícia Federal/2014) Para que se demonstre com fidelidade a situação


patrimonial de determinada entidade, faz-se necessária a observância de normas técnicas e
legais de elaboração das demonstrações contábeis. Com relação a esse tema, julgue o próximo
item.
O balancete de verificação é feito a partir da extração dos saldos contidos no livro diário.
Comentários
Para Fixar! Veja que as questões se repetem... O Balancete de Verificação é um demonstrativo
auxiliar, vale dizer, não obrigatório, levantado para fins operacionais. É composto por todas as
contas com os seus respectivos saldos, extraídos do Livro Razão.
Gabarito: Errado

9. (CESPE/Técnico em Contabilidade/SUFRAMA/2014) No que se refere ao balancete de


verificação, julgue o item subsequente.
Em um balancete de verificação, é possível verificar a igualdade entre o total de débitos e o total
de créditos, o que garante a correção dos procedimentos contábeis adotados.
Comentários
Conforme estudamos, o fato de o somatório dos saldos devedores ser igual ao somatório dos
saldos credores não significa que a escrituração está 100% correta. Existem erros que não podem
ser detectados pelo levantamento do balancete, quais sejam: omissão de registro, erro de título,
determinados registros em duplicidade, entre outros.
Gabarito: Errado

42
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

10. (CESPE/Analista Judiciário/Contabilidade/TRT10/2013) Em relação às contas e à


escrituração contábil, julgue o item seguinte.
O balanço patrimonial e o de resultado econômico devem ser lançados no livro razão. Ambos têm
de ser assinados por técnico em ciências contábeis legalmente habilitado e pelo empresário ou
sociedade empresária.
Comentários
A questão foi baseada no art. 1.184, §2º do código civil, senão vejamos:
§ 2º Serão lançados no Diário o balanço patrimonial e o de resultado econômico, devendo ambos
ser assinados por técnico em Ciências Contábeis legalmente habilitado e pelo empresário ou
sociedade empresária.
Observe que tanto o Balanço Patrimonial como a DRE são lançados no Diário e não no Razão,
conforme afirma o item.
Gabarito: Errado

11. (CESPE/Auditor Fiscal da Receita Estadual/SEFAZ-ES/2013/Adaptada) Com relação aos


livros do empresário e à sua escrituração, julgue o item a seguir.
O empresário e a sociedade empresária são obrigados a adotar um sistema de contabilidade,
mecanizado ou não, com base na escrituração uniforme de seus livros, em correspondência com
a documentação respectiva, e a levantar anualmente o balanço patrimonial e o de resultado
econômico.
Comentários
A questão trata sobre a obrigatoriedade da escrituração, O Código Civil Brasileiro (Lei n.
10.406/02) determina a obrigatoriedade da escrituração contábil em seu art. 1.179, senão
vejamos:
Art. 1.179. O empresário e a sociedade empresária são obrigados a seguir um sistema de
contabilidade, mecanizado ou não, com base na escrituração uniforme de seus livros, em
correspondência com a documentação respectiva, e a levantar anualmente o balanço patrimonial e
o de resultado econômico.
Como toda boa regra há exceções, quais sejam, o produtor rural e o pequeno empresário, os
quais estão dispensados da escrituração contábil.
E o que é considerado pequeno empresário para efeito de aplicação dessa dispensa?
É o empresário individual caracterizado como microempresa nos termos da Lei Complementar nº
123/2006 que aufira receita bruta anual de até R$ 81.000,00 (oitenta e um mil reais).
Gabarito: Certo

12. (CESPE/Analista Administrativo/Contábil/PREVIC/2011) Acerca de noções básicas da


metodologia e do sistema contábil, julgue o item a seguir.
O registro do aumento de determinada conta do lado esquerdo do razonete não significa que a
conta deva estar posicionada no lado esquerdo no balanço patrimonial.

43
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

Comentários
Em primeiro lugar, nem todas as contas são classificadas no balanço patrimonial, mas somente as
contas patrimoniais (ativo, passivo, PL e retificadoras desses elementos). Além disso, segundo a
natureza das contas, temos:
Contas devedoras: aumentam no lado esquerdo do razonete. São elas: Ativo, retificadora de
passivo e PL e despesas.
Contas credoras: aumentam no lado direito do razonete. São elas:
Passivo, retificadora de ativo e receitas.
Logo, o registro do aumento de determinada conta do lado esquerdo do razonete não significa
que a conta deva estar posicionada no lado esquerdo no balanço patrimonial (lado do ativo).
Exemplo: reconhecimento de uma receita (aumento no lado esquerdo do razonete, mas não
evidenciado no lado esquerdo do balanço patrimonial, mas sim na demonstração do resultado).
Gabarito: Certo

13. (CESPE/Analista Judiciário/Contabilidade/TRE-ES/2011) Julgue o item que se segue,


acerca da utilização das técnicas contábeis no registro e controle do patrimônio das entidades.
O sistema de partidas dobradas consiste no registro de fatos contábeis de modo que, para cada
conta debitada, corresponde uma conta creditada e com o mesmo valor.
Comentários
O Método das Partidas Dobradas preceitua que:
A todo o débito corresponde um ou mais créditos, sendo que o total de débito é exatamente igual
ao total de crédito.

Perceba que, segundo esse método, não existe débito sem crédito. Porém, pode ocorrer um ou
mais débitos ou créditos, conforme o caso. Isso ficará mais claro quando estudarmos as fórmulas
de lançamentos.
Gabarito: Errado

14. (CESPE/Analista Judiciário/Contabilidade/TRE-ES/2011) Julgue o item que se segue,


acerca da utilização das técnicas contábeis no registro e controle do patrimônio das entidades.
Se, indevidamente, um contabilista registrar a compra à vista de um automóvel, debitando a conta
de veículos em uso e creditando a conta de fornecedores, a única forma possível de corrigir o
lançamento errado será efetuar um lançamento de estorno.
Comentários
A questão exige conhecimentos sobre as formas de correção dos lançamentos.
Nesse caso, existem duas formas possíveis: efetuar um lançamento de estorno ou fazer o
lançamento de transferência da conta fornecedores para a conta caixa. O exemplo exposto na
teoria estudada na aula aplica-se ao caso apresentado na questão.

44
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

Gabarito: Errado

15. (CESPE/Agente de Polícia Federal/2009) Julgue o item a seguir, com base nos conceitos e
normas aplicáveis à escrituração contábil.
Os livros diário e razão, por constituírem os registros permanentes de uma entidade e por serem
obrigatórios, devem ser registrados no registro público competente.
Comentários
Conforme estudamos, o livro diário é obrigatório para todas as empresas, porém o livro razão é
facultativo pela legislação societária e obrigatório pelo Regulamento do Imposto de Renda
(RIR/2018).
Gabarito: Errado

16. (CESPE/Técnico de Contabilidade/FUB/2008) São elementos essenciais de um lançamento


contábil: data, conta debitada, conta creditada, histórico e valor.
Comentários
Para fixar! Os elementos essenciais do lançamento contábil no livro Diário são:
§ local e data;
§ conta(s) debitada(s);
§ conta(s) creditada(s);
§ histórico;
§ valor.
Gabarito: Certo

17. (CESPE/Técnico de Contabilidade/FUB/2008) O método das partidas dobradas pressupõe


a inexistência de devedor sem credor correspondente.
Para fixar! Segundo o método das partidas dobradas, a todo o débito corresponde um ou mais
créditos, sendo que o total de débito é exatamente igual ao total de crédito. Logo, referido
método pressupõe a inexistência de devedor sem credor correspondente.
Gabarito: Certo

18. (CESPE/Técnico de Contabilidade/FUB/2008) O razão é considerado um livro contábil.


Essa é da série “mamão com açúcar”, não é mesmo? Típica questão que não podemos errar de
jeito nenhum, pois TODOS os candidatos minimamente preparados acertarão. Claro que alguns
aventureiros que tomaram a (péssima) decisão de deixar tudo em branco a parte de Contabilidade
ou não estudaram nada sobre o assunto estarão em desvantagem. Mas, fique na paz, pois você
jamais deixará de somar pontos em questões dessa natureza.
Comentários

45
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

Conforme estudamos, os principais livros de escrituração são o diário e o razão. Além desses, o
livro caixa é também importante.
Gabarito: Certo

19. (CESPE/Técnico de Contabilidade/FUB/2008) O diário é um livro obrigatório para fins de


escrituração contábil.
Conforme estudamos, o livro diário é obrigatório, principal, comum e cronológico.
Gabarito: Certo

20. (CESPE/Técnico de Contabilidade/FUB/2008) São formalidades extrínsecas do livro diário:


utilização de idioma nacional e uso da linguagem mercantil.
Comentários
Conforme estudamos, a utilização de idioma nacional e uso da linguagem mercantil são
formalidades intrínsecas do livro diário, pois estão relacionadas ao lançamento contábil. Lembre-
se que as formalidades extrínsecas estão relacionadas à forma de apresentação material do livro
Diário.
Gabarito: Errado

21. (CESPE/Técnico de Contabilidade/FUB/2008) Efetuar um lançamento de sétima fórmula


significa dizer que se está registrando fatos administrativos que envolvem uma conta
devedora e duas credoras.
Comentários
E aí, pessoal! Essa estava barbada, não é mesmo? Sétima fórmula? Tá de sacanagem! Os fatos
administrativos que envolvem uma conta devedora e duas credoras necessitam de um lançamento
de segunda fórmula.
Gabarito: Errado

22. (CESPE/Técnico de Contabilidade/FUB/2008) A compra de material de escritório por R$


2.000,00 à vista e com pagamento em dinheiro gera um lançamento de primeira fórmula.
Efetuando o lançamento temos:

D – Material de Escritório
C – Caixa ... 2.000,00

Perceba que realmente é um lançamento de primeira fórmula, pois envolve 1 débito e 1 crédito
(11).
Gabarito: Certo

46
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

23. (CESPE/Técnico de Contabilidade/FUB/2008) O registro contábil utilizando mais de uma


conta devedora e mais de uma conta credora significa o registro simultâneo de um lançamento
de quarta fórmula.
Comentários
Perfeito! Trata-se da essência de um lançamento de 4ª fórmula: 2 débitos ou mais e 2 créditos ou
mais (22).
Gabarito: Certo

24. (CESPE/Técnico de Contabilidade/FUB/2008) Para efetuar um lançamento de segunda


fórmula, o contabilista deverá utilizar uma conta devedora e mais de uma conta credora.
Comentários
Perfeito! Trata-se da essência de um lançamento de 2ª fórmula: 1 débito e 2 créditos ou mais (12).
Gabarito: Certo

25. (CESPE/Técnico em Contabilidade/FHCGV-PA/2004) Em contabilidade, o lançamento


corresponde ao registro dos fatos administrativos ou contábeis. Para atingir a perfeição, o
lançamento deve apresentar clareza, exatidão, propriedade descritiva e intitulativa.
Comentários
Perfeito! O lançamento corresponde ao registro dos fatos administrativos ou contábeis. Ademais,
são características necessárias ao lançamento: clareza, exatidão, propriedade descritiva e
intitulativa.
Gabarito: Certo

26. (CESPE/Técnico em Contabilidade/FHCGV-PA/2004) O método atualmente utilizado para


registro contábil é o das partidas dobradas. Entende-se por partida o registro de um fato ou
vários fatos patrimoniais em forma contábil, que tem como elementos essenciais a conta
debitada, o valor, o histórico, o local e a data.
Comentários
Os elementos essenciais do lançamento contábil no livro Diário são:
§ local e data;
§ conta(s) debitada(s);
§ conta(s) creditada(s);
§ histórico;
§ valor.
Vejamos um exemplo:
Local e data
Brasília, 10 de janeiro de 20X1.
Conta debitada

47
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

D – Bancos Conta Movimento


Conta Creditada e valor
C – Caixa ................ 500,00
Conforme recibo de depósito nº 001 do Banco XYZ S.A no valor de R$ 500,00.
Histórico

O exemplo acima é de um lançamento mecanizado. Abaixo segue o mesmo exemplo, mas de um


lançamento manual:
Local e data
Brasília, 10 de janeiro de 20X1.
Conta Debitada
Bancos Conta Movimento
Conta Creditada e valor
a Caixa ................ 500,00
Conforme recibo de depósito nº 001 do Banco XYZ S.A no valor de R$ 500,00.
Histórico

Observe que na escrituração do livro Diário pelo processo manual, usa-se a preposição “a” para
indicar a conta creditada.
Pessoal, é claro que essa formalidade toda você não vai fazer na hora da sua prova. Para fins de
praticidade, basta fazermos:

D – Bancos
C – Caixa

Voltando ao item sob análise, observa-se que o seu erro está no fato de ter omitido um dos
elementos essenciais. Corrigindo o item temos:
O método atualmente utilizado para registro contábil é o das partidas dobradas. Entende-se por
partida o registro de um fato ou vários fatos patrimoniais em forma contábil, que tem como
elementos essenciais a(s) conta(s) debitada(s), a(s) conta(s) creditada(s) o valor, o histórico, o local
e a data.
Gabarito: Errado

27. (CESPE/Técnico em Contabilidade/FHCGV-PA/2004) Para que a contabilidade exerça a


função de escrituração, é necessária a utilização de um método próprio denominado método
das partidas simples, ou seja, para cada débito, existirá um crédito correspondente.
Comentários
Em sua função de escrituração, a contabilidade utiliza-se do método das partidas dobradas, no
qual a todo o débito corresponde um ou mais créditos, sendo que o total de débito é exatamente
igual ao total de crédito.
Gabarito: Errado

48
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

28. (CESPE/Técnico em Contabilidade/HCGV/2004) A junção de diversos lançamentos de


primeira fórmula em uma só partida caracteriza o lançamento de quarta fórmula.
Comentários
Perfeito! Sabemos que um lançamento de primeira fórmula envolve uma conta debitada e uma
conta creditada. Além disso, é de nosso conhecimento que um lançamento de quarta fórmula
envolve dois débitos ou mais e dois créditos ou mais. Logo, podemos afirmar que a junção de
diversos lançamentos de primeira fórmula em uma só partida caracteriza o lançamento de quarta
fórmula.
Gabarito: Certo

29. (FGV/Analista Judiciário/Auditor/TJ-PI/2015) Com relação à escrituração contábil de uma


entidade, analise as afirmativas abaixo:
I - O registro contábil deve conter o número de identificação do lançamento em ordem sequencial
relacionado ao respectivo documento de origem externa ou interna ou, na sua falta, em elementos
que comprovem ou evidenciem fatos contábeis.
II - Lançamento de complementação é aquele que promove a regularização de conta
indevidamente debitada ou creditada, por meio da transposição do registro para a conta
adequada.
III - Segunda Fórmula: são os lançamentos que envolvem mais de uma conta a débito e apenas
uma conta a crédito.
Está correto o que se afirma em:
a) somente I.
b) somente I e II;
c) somente I e III;
d) somente II e III;
e) I, II e III;
Comentários
Vamos analisar as assertivas.
I – Certo. Segundo a ITG 2000,

7. O registro contábil deve conter o número de identificação do lançamento em ordem


sequencial relacionado ao respectivo documento de origem externa ou interna ou, na
sua falta, em elementos que comprovem ou evidenciem fatos contábeis.

II – Errado. É o lançamento de transferência que promove a regularização de conta indevidamente


debitada ou creditada, por meio da transposição do registro para a conta adequada.
III – Errado. O item refere-se ao lançamento de 3ª fórmula.

49
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

Gabarito: A

30. (FGV/Contador/SUDENE/2013) A escrituração do fato de pagamento em dinheiro de


duplicatas no valor de $50 antes do vencimento com desconto financeiro de $2 é realizada da
seguinte forma:
a) D = Duplicatas a Pagar $50; C = Caixa $48; C = Desconto Obtido $2.
b) D = Duplicatas a Vencer $50; C = Caixa $48; C = Desconto Obtido $2.
c) D = Duplicatas a Pagar $50; D = Desconto Obtido $2; C = Caixa $48.
d) D = Desconto Obtido $ 2; D = Duplicatas a Vencer $48; C = Caixa $50.
e) D = Duplicatas a Vencer $50; C = Banco Conta Movimento $48; C = Desconto Obtido
$2.
Comentários
Observe que houve um pagamento em dinheiro, logo há uma saída do caixa e, portanto, devemos
creditar a conta caixa. E qual o valor que foi pago? Veja que a duplicata a pagar era de $50, porém
houve um desconto de $2. Logo, o pagamento foi de $48. Com esse raciocínio, já ficamos entre
as opções “A”, “B” e “C”. O valor do desconto obtido é uma receita financeira. Logo, devemos
creditar a conta “desconto obtido”. Por fim, devemos efetuar a baixa da obrigação (conta
“duplicatas a pagar”). Para tanto, devemos debitar essa conta. Assim, temos:

D – Duplicatas a Pagar ... 50,00


C – Caixa ... 48,00
C – Desconto Obtido (receita financeira) ... 2,00

Observe que sempre o total dos créditos (no caso, 48 + 2) deve ser igual ao total dos débitos (no
caso, 50).
Gabarito: A

31. (FGV/Técnico de Gestão Administrativa/Contador/ALEMA/2013) Como forma de garantir


a encomenda, determinada entidade efetuou um adiantamento de parte do valor a fornecedor
de matéria prima.
Após a entrega da matéria prima e passados 30 dias dessa entrega, a escrituração do pagamento
da dívida no dia do vencimento do título, considerando todas as operações descritas, será
a) D = Matéria prima; C = Fornecedor
b) D = Matéria prima; C = Caixa
c) D = Adiantamento a Fornecedor; C = Caixa
d) D = Matéria prima; C = Adiantamento a Fornecedor; C = Caixa
e) D = Fornecedor; C = Adiantamento a Fornecedor; C = Caixa

50
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

Comentários
Vamos estruturar o raciocínio para entendermos a questão. Veja que são dois fatos diferentes.
Primeiro houve o adiantamento de parte do valor a um fornecedor. Nesse momento, temos o
seguinte lançamento:

D – Adiantamento a Fornecedor*
C – Caixa

* Trata-se de um direito (receber a matéria-prima) que a empresa tem contra o fornecedor. Logo, estamos
diante de uma conta do ativo.
Em um segundo momento, houve a entrega e, passados 30 dias, o pagamento.
Na data da entrega, temos o seguinte lançamento:

D – Estoques
C – Fornecedores/duplicatas a pagar

A banca quer saber qual o lançamento no dia do vencimento do título e do consequente


pagamento. Assim, temos que:
a) dar baixa da obrigação (fornecedores = duplicatas a pagar), ou seja, devemos debitar essa
conta;
b) dar baixa do direito (adiantamento a fornecedor), pois a matéria-prima foi entregue. Para tanto,
devemos creditar essa conta;
c) dar baixa do valor pago, ou seja, creditar a conta caixa.
O lançamento, portanto, fica:

D – Fornecedor
C – Adiantamento a fornecedor
C – Caixa

Gabarito: E

32. (FGV/Contador/BADESC/2010) Com base na lei 6404/76, analise os lançamentos


contábeis a seguir.
Bancos
a Diversos
a Duplicatas a Receber
a Receitas de Juros

51
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

Esses lançamentos contábeis representam:


a) pagamento de duplicata com juros.
b) recebimento de duplicatas com juros.
c) pagamento de empréstimo com juros contratuais.
d) emissão de duplicata com ágio.
e) aceite de duplicata com deságio.
Comentários
Pessoal, conforme estudamos, sempre que vier o “a” antes da conta, significa que ela está sendo
creditada. Uma dica para resolver a questão é “traduzir” o lançamento. No caso do lançamento
dessa questão fica:

D – Bancos
C – Duplicatas a Receber
C – Receitas de Juros

Veja que fica mais clara a visualização do fato ocorrido.


Observe que houve um débito na conta “bancos”, logo há uma entrada de recursos no banco,
pois o ativo aumenta a débito. Além disso, há uma baixa da conta “duplicatas a receber”, pois
essa conta está sendo creditada e, como sabemos, o ativo diminui a crédito. Por fim, há o
reconhecimento de uma receita, pois as receitas aumentam a crédito. Logo, o que o lançamento
nos indica é o seguinte:
Houve uma entrada de recursos referentes a duplicatas a receber com juros sendo depositado o
valor na conta “bancos”, ou seja, houve um recebimento de duplicatas com juros.
Veja que em questões envolvendo escrituração, devemos raciocinar por partes... entender o que
está acontecendo: é um recebimento? Um pagamento? Refere-se a quê? Uma duplicata a pagar?
Um empréstimo? Uma aquisição de mercadorias? Enfim... procure identificar o que está
acontecendo e, a partir disso, basta aplicar o raciocínio da natureza das contas que já estudamos
em nosso curso. Veja que saber o mecanismo de débito e crédito é fundamental, principalmente
dessas operações básicas que estudamos nesta aula.
Gabarito: B

33. (CESGRANRIO/Profissional/Ciências Contábeis/LIQUIGÁS/2018) De acordo com as normas


brasileiras de contabilidade, mais precisamente da ITG 2000 (R1), o Livro Diário, em forma
digital, deve revestir-se de formalidades extrínsecas, dentre as quais:
a) Ser encadernado
b) Ser assinado digitalmente pela entidade e pelo profissional de contabilidade legalmente
habilitado

52
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

c) Ter nele lançadas, em ordem cronológica, com individualização, clareza e referência ao


documento probante, todas as operações ocorridas, e, lançados, quaisquer outros fatos que
provoquem variações patrimoniais
d) Ter as suas folhas numeradas sequencialmente
e) Conter termo de abertura e de encerramento, assinados pelo titular ou representante legal da
entidade e pelo profissional da contabilidade regularmente habilitado no Conselho Regional de
Contabilidade
Comentários
Segundo a ITG 2000,

10. Os livros contábeis obrigatórios, entre eles o Livro Diário e o Livro Razão, em forma
digital, devem revestir-se de formalidades extrínsecas, tais como:
a) serem assinados digitalmente pela entidade e pelo profissional da contabilidade
regularmente habilitado;
b) quando exigível por legislação específica, serem autenticados no registro público ou
entidade competente.

As opções “A”, “D” e “E” são formalidades extrínsecas aplicáveis aos livros na forma não digital.
A opção”C” nos retorna uma característica do livro diário prevista na ITG 2000 (item 14), mas não
uma formalidade extrínseca de livro na forma digital.
Gabarito: B

34. (CESGRANRIO/Analista Júnior/Financeiro/TRANSPETRO/2018) O método das partidas


dobradas, amplamente usado para registro das transações contábeis, é baseado na lógica de
lançamento de origem e aplicação de recursos.
Assim, o registro contábil do pagamento de saldo em aberto de R$ 1.000,00 a fornecedores tem
como lançamento referente à aplicação de recursos um
a) débito em fornecedores
b) débito em estoques de mercadorias
c) débito em bancos c/movimento
d) crédito em fornecedores
e) crédito em bancos c/movimento
Comentários
No pagamento de fornecedores há uma saída do caixa (crédito em caixa) e a baixa da obrigação
(débito em fornecedores):

D – Fornecedores

53
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

C – Caixa ... 1.000,00

Gabarito: A

35. (CESGRANRIO/Técnico Júnior/TRANSPETRO/2018) As entidades devem manter, nos


termos da lei societária e normas contábeis vigentes, registros contábeis suportados por
documentos legais e hábeis, tais como notas fiscais, recibos e contratos. Ainda de acordo com
a teoria contábil, tais registros devem ser realizados no livro Diário, por lançamento cuja
quantidade de elementos é
a) dois
b) três
c) quatro
d) cinco
e) seis
Comentários
Conforme estudamos, os elementos essenciais do lançamento contábil no livro Diário são:
- local e data;
- conta(s) debitada(s);
- conta(s) creditada(s);
- histórico;
- valor.
Logo, são cinco elementos!
Gabarito: D

36. (ESAF/Analista de Comércio Exterior/2012) O lançamento de terceira fórmula é chamado de lançamento


composto porque é formado de
a) duas contas devedoras e duas contas credoras.
b) duas contas devedoras e uma conta credora.
c) uma conta devedora e duas ou mais contas credoras.
d) duas ou mais contas devedoras e duas ou mais contas credoras.
e) duas ou mais contas devedoras e uma conta credora.
Comentários
Lembra-se da nossa tabelinha?

Exemplo de lançamento de 3ª fórmula:

54
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

e) débito em Duplicatas Descontadas e crédito em Duplicatas a Receber.


Comentários
A questão solicita a contabilização de uma operação de desconto de duplicatas em seu
vencimento, informando que o cliente efetuou o pagamento. Conforme estudamos em nossa aula,
nesse caso, temos o seguinte lançamento:

D – Duplicatas Descontadas
C – Duplicatas a Receber

Sei que tem muitos alunos que ainda estão sedimentando o conhecimento sobre a famigerada
operação de desconto de duplicatas. Vamos aproveitar essa questão para tratar novamente de
forma mais detalhada para você que naturalmente ainda está com dúvida. Para tanto vamos usar
dados hipotéticos.
Momento 1 - a empresa Alfa vende para a empresa Beta, à prazo, mercadorias no valor de R$
100.000

D – Duplicatas a receber ... R$ 100.000


C – Receita de Vendas ... R$ 100.000

Momento 2 - a empresa Alfa vai ao Banco e solicita o adiantamento do valor devido pela empresa
Beta (sua cliente). O Banco cobra um preço por esse pagamento antecipado da duplicata (R$
10.000).

D – Caixa ... R$ 90.000


D – Encargos financeiros a transcorrer ... R$ 10.000
C – Duplicatas descontadas ... R$ 100.000

Observe que o direito que a empresa Alfa tem de receber da empresa Beta continua registrado
no ativo (duplicatas a receber). O desconto da duplicata, no entanto, gera uma obrigação da
empresa Alfa para com o Banco.
Momento 3 - a empresa Beta paga a duplicata (essa é a operação a que se refere a questão em
comento)

D – Duplicatas descontadas ... R$ 100.000


C – Duplicatas a receber ... R$ 100.000

Não há entrada de caixa na empresa Alfa, há apenas a baixa do direito perante a empresa Beta
(duplicatas a receber) e da obrigação perante o Banco (duplicatas descontas).
Gabarito: E

57
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

39. (ESAF/Analista Técnico-Administrativo/MF/2013) Assinale a opção correta.


a) A contabilização feita ao mesmo tempo a débito de duas contas e a crédito de apenas uma
conta caracteriza um lançamento de terceira fórmula.
b) O lançamento contábil efetuado a débito de uma conta de despesa aumentará o patrimônio
líquido, pois a conta representa um consumo de riquezas.
c) A contabilização feita ao mesmo tempo a débito de duas contas e a crédito de apenas uma
conta caracteriza o registro de um fato administrativo aumentativo.
d) O lançamento contábil efetuado a crédito de uma conta de receita aumentará o patrimônio
líquido, pois a conta representa uma redução de consumo.
e) O lançamento contábil efetuado a crédito de uma conta de despesa reduzirá o patrimônio
líquido, pois a conta representa um consumo de riquezas.
Comentários
Vamos analisar as opções.
a. Certa. Perfeito! 2 débitos, 1 crédito (21) = 3ª fórmula.
b. Errada. Conforme estudamos, as despesas possuem saldo devedor e o PL, saldo credor. Assim,
um débito em uma conta de despesa aumenta o valor das despesas e, portanto, acaba diminuindo
o valor do PL.
c. Errada. Não necessariamente irá caracterizar um fato aumentativo, pois pode perfeitamente
caracterizar um fato permutativo.
d. Errada. De fato, o lançamento contábil efetuado a crédito de uma conta de receita aumentará
o patrimônio líquido. No entanto, a conta de receita não representa uma redução de consumo e
sim um aumento de benefícios econômicos.
e. Errada. O lançamento a crédito de despesa irá aumentar o PL e não diminuí-lo, conforme afirma
o item. Vale destacar que não é muito comum as contas de despesa serem creditadas. Na grande
maioria dos casos e, especialmente, em questões de concurso, as contas de despesas serão
debitadas. No entanto, há exceções. Imagine, por exemplo, que haja um lançamento de estorno
de despesa (o estorno consiste em lançamento inverso àquele feito erroneamente, anulando-o
totalmente, de acordo com a ITG 2000). Nesse caso, a conta será creditada. Haverá, então, um
aumento do PL.
Gabarito: A

40. (ESAF/Analista Tributário da Receita Federal do Brasil/2009) Observemos o seguinte fato


contábil: pagamento, mediante a emissão de cheque, de uma duplicata antes do vencimento,
obtendo-se um desconto financeiro, por essa razão.
Para que o registro contábil desse fato seja feito em um único lançamento, deve-se utilizar a
a) primeira fórmula, com 1 conta devedora e 1 conta credora.

58
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

b) segunda fórmula, com 1 conta devedora e 2 contas credoras.


c) terceira fórmula, com 2 contas devedoras e 1 conta credora.
d) quarta fórmula, com 2 contas devedoras e 2 contas credoras.
e) terceira fórmula, com 3 contas devedoras e 1 conta credora.
Comentários
Vamos analisar o fato descrito na questão:
... pagamento, mediante a emissão de cheque, de uma duplicata antes do vencimento, obtendo-
se um desconto financeiro.
Para facilitar: vamos imaginar que se trata do pagamento de uma oficina contratada para realizar
a manutenção dos veículos da empresa.
No momento da prestação do serviço, a empresa contratante fará o seguinte registro contábil:

D – Despesas com manutenção


C – Duplicatas a pagar

No momento do "pagamento, mediante a emissão de cheque, de uma duplicata antes do


vencimento, obtendo-se um desconto financeiro".

D − Duplicatas a pagar
C – Bancos
C − Descontos financeiros

Logo, trata-se de um lançamento de 2ª fórmula, 1 conta devedora e 2 contas credoras (12).


Gabarito: B

41. (ESAF/Auditor Fiscal da Receita Federal do Brasil/2012) O balancete de verificação


evidencia
a) os estornos efetuados no período.
b) a configuração e classificação correta dos itens contábeis.
c) a igualdade matemática dos lançamentos efetuados no período.
d) o registro dos movimentos individuais das contas contábeis no período.
e) os lançamentos do período, quando efetuados de forma correta no período.
Comentários
O Balancete de Verificação é um demonstrativo auxiliar, vale dizer, não obrigatório, levantado
para fins operacionais. É composto por todas as contas com os seus respectivos saldos, extraídos
do Livro Razão.

59
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

Observação: nesse caso os saldos não são iguais, pois algumas contas foram omitidas.
Com essas informações já podemos eliminar algumas opções:
a. Errado. Temos R$ 144.000,00 de saldo credor.
b. Errado. Temos R$ 133.000,00 de saldo devedor.
c. Errado. Temos R$ 84.000,00 de ativo (contas destacadas acima).
e. Errado. Temos R$ 42.000,00 de passivo exigível (contas destacadas acima).
Logo, por eliminação, resta-nos a opção “D”. Essa é a melhor estratégia na hora da prova. Porém,
para fins didáticos, vamos encontrar o valor do PL. Para tanto, devemos confrontar as contas de
resultado, identificando o resultado do exercício. Assim, temos:
Receita de Vendas R$ 32.000,00
(-) Descontos Concedidos (R$ 4.000,00)
(-) CMV (R$ 21.000,00)
(+) Juros Ativos R$ 5.000,00
(-) Salários e Ordenados (R$ 12.000,00)
(=) Resultado R$ 0,00
De posse do resultado, basta somarmos com os valores das contas de PL fornecidas:
Capital Social R$ 57.000,00
(+) Resultado R$ 0,00
(+) Reserva Legal R$ 2.000,00
(=) Total do PL R$ 59.000,00
Gabarito: D

Dúvida de Aluno: Estou com dificuldade na resolução de questões em que a banca


fornece uma lista de contas em que há necessidade de classificar para identificar a
natureza das contas, se é devedora ou credora. O que posso fazer para melhorar
meu desempenho em questões como essas?

Resposta: Pessoal, saber classificar as contas não é um processo de rápido entendimento, pois
muitas contas vão fazer maior sentido quando você estudar tópicos mais avançados da disciplina.
Com certeza, ao longo do curso e da resolução dos exercícios você passará a ter mais facilidade
para classificar as contas. Para facilitar sua vida, vamos ver algumas dicas que vão ser úteis nesse
processo:

67
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

Ativo: bens (carros, imóveis, estoques...) e direitos (contas a receber, patentes, pagamentos
antecipados de despesas). Possui natureza devedora (conta retificadora = natureza credora)
Passivo: obrigações com terceiros (salário de funcionários, fornecedores, empréstimos
concedidos, tributos a pagar). Possui natureza credora (conta retificadora = natureza devedora)
PL: obrigações com proprietários (capital social, reservas...). Possui natureza credora (conta
retificadora = natureza devedora)
Receitas: aumentam a situação patrimonial líquida. Possui natureza credora.
Despesas: diminuem a situação patrimonial líquida. Possui natureza devedora.
Os saldos das contas de receita e despesa, ao final do exercício, são "incorporados" ao PL.
Para diferenciar se a conta é patrimonial (ativo ou passivo) ou de resultado (receita e despesa) vale
algumas dicas:
a) sufixo = em regra, contas com sufixo são patrimoniais ("juros ativos a vencer" é conta
patrimonial e "juros ativos" é conta de resultado, por exemplo)
b) despesa e receita são variáveis do tipo "fluxo" = são apuradas em um determinado período
de tempo (um ano, um bimestre, etc.).
c) Ativos e passivos são variáveis do tipo "estoque" = indicam uma posição em um determinado
período do tempo (por exemplo, o saldo da conta caixa no dia 31/12 era de R$ 20.000).
d) contas de receita e despesa derivam de operações que envolvem ativos e passivos. Por
exemplo, na venda de uma mercadoria: há a "transformação" de um ativo em receita (valor
recebido ou a receber pela venda) e despesa (o custo do estoque).

45. (ESAF/Analista Tributário da Receita Federal do Brasil/2012) A companhia Metalgrosso


S.A. apresenta como extrato de seu Livro Razão, em 31.12.2011, a seguinte relação de contas
e respectivos saldos:
Contas saldos
01 - Ações de Coligadas 60
02 - Ações em Tesouraria 10
03 - Aluguéis Passivos 32
04 - Amortização Acumulada 25
05 - Bancos c/ Movimento 100
06 - Caixa 80
07 - Capital a Realizar 45
08 - Capital Social 335
09 - Clientes 120

68
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

10 - Comissões Ativas 46
11 - Custo das Vendas 200
12 - Depreciação 28
13 - Depreciação Acumulada 45
14 - Descontos Concedidos 18
15 - Descontos Obtidos 17
16 - Despesas de Organização 90
17 - Duplicatas a Receber 85
18 - Duplicatas a Pagar 115
19 - Duplicatas Descontadas 35
20 - Fornecedores 195
21 - Máquinas e Equipamentos 130
22 - Mercadorias 145
23 - Móveis e Utensílios 40
24 - Obrigações Trabalhistas 18
25 - Prêmio de Seguros 40
26 - Prejuízos Acumulados 12
27 - Provisão para Devedores Duvidosos 30
28 - Provisão para Imposto de Renda 22
29 - Receitas de Vendas 350
30 - Reservas de Capital 65
31 - Reservas de Lucro 125
32 - Salários e Ordenados 60
33 - Seguros a Vencer 28
34 - Títulos a Pagar 20
35 - Veículos 180
Elaborando um balancete de verificação com os saldos acima, certamente encontraremos saldos
credores no montante de
a) R$ 1.065,00.
b) R$ 1.308,00.
c) R$ 1.338,00.

69
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

d) R$ 1.373,00.
e) R$ 1.443,00.
Comentários
Vamos elaborar o balancete de verificação:

Contas (classificação) Saldo Devedor Saldo Credor

01 - Ações de Coligadas (ativo) 60

02 - Ações em Tesouraria (redutora PL) 10

03 - Aluguéis Passivos (despesa) 32

04 - Amortização Acumulada (redutora ativo) 25

05 - Bancos c/ Movimento (ativo) 100

06 – Caixa (ativo) 80

07 - Capital a Realizar (redutora PL) 45

08 - Capital Social (PL) 335

09 – Clientes (ativo) 120

10 - Comissões Ativas (receita) 46

11 - Custo das Vendas (despesa) 200

12 – Depreciação (despesa) 28

13 - Depreciação Acumulada (redutora ativo) 45

14 - Descontos Concedidos (despesa) 18

15 - Descontos Obtidos (receita) 17

16 - Despesas de Organização (despesa) 90

17 - Duplicatas a Receber (ativo) 85

18 - Duplicatas a Pagar (passivo) 115

19 - Duplicatas Descontadas (passivo) 35

70
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

20 – Fornecedores (passivo) 195

21 - Máquinas e Equipamentos (ativo) 130

22 – Mercadorias (ativo) 145

23 - Móveis e Utensílios (ativo) 40

24 - Obrigações Trabalhistas* (passivo) 18

25 - Prêmio de Seguros (ativo) 40

26 - Prejuízos Acumulados (PL) 12

27 - Provisão para devedores duvidosos 30


(redutora ativo)

28 - Provisão para Imposto de Renda 22


(passivo)

29 - Receitas de Vendas (receita) 350

30 - Reservas de Capital (PL) 65

31 - Reservas de Lucro (PL) 125

32 - Salários e Ordenados (despesa) 60

33 - Seguros a Vencer (ativo) 28

34 - Títulos a Pagar (passivo) 20

35 – Veículos (ativo) 180

Total 1.503 1.443

* A banca poderia ter facilitado nossa vida inserindo o sufixo “a pagar” para deixar bem claro que
se trata de um passivo. De qualquer forma, o termo “obrigação” já deu uma boa dica que se
tratava de um passivo.

71
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

Dúvida de aluno: “Prêmio de seguros" e "Seguros a vencer" são sinônimos? Se


não, poderia explicar a diferença entre elas?
Resposta: Não são sinônimos. "Prêmio de seguros a vencer" e "Seguros a vencer"
são utilizadas para registrar despesa de seguro pagas antecipadamente (ativo).
Por outro lado, quando essas contas aparecem sem o sufixo "a vencer" (ou seja,
"prêmio de seguros" e "seguros"), são utilizadas para registrar, pelo regime de competência, a
despesa de seguro (resultado).

Gabarito: E

46. (QUADRIX/Contador/CRA-PR/2019) Os livros contábeis e os documentos relativos à


escrituração devem ser mantidos apenas até o encerramento do exercício fiscal.
Comentários
É claro que não! Veja o que estabelece o Código Civil:
Art. 1.194. O empresário e a sociedade empresária são obrigados a conservar em boa guarda toda a
escrituração, correspondência e mais papéis concernentes à sua atividade, enquanto não ocorrer prescrição
ou decadência no tocante aos atos neles consignados.

Gabarito: Errado

Comentários
O balancete de verificação é de elaboração facultativa! Além disso, as informações são extraídas
do livro razão.
Gabarito: Errado

47. (QUADRIX/Contador/CRA-PR/2019) A escrituração de determinada entidade pode


apresentar erros ainda que o balancete de verificação demonstre a correspondência entre os
valores totais de saldos devedores e credores.
Comentários
Para fixar! O fato de o somatório dos saldos devedores ser igual ao somatório dos saldos credores
não significa que a escrituração está 100% correta. Existem erros que não podem ser detectados
pelo levantamento do balancete, quais sejam: omissão de registro, erro de título, determinados
registros em duplicidade, entre outros.
Gabarito: Certo

48. (FUNDATEC/Tesoureiro/Pref. Salvador das Missões-RS/2019) O Livro Caixa, geralmente


mantido na Tesouraria da entidade, é um livro auxiliar que se destina ao controle da
movimentação e do saldo da conta Caixa. Nele são registradas todas entradas e saídas de
dinheiro. Sobre ele, assinale a alternativa correta.
a) O saldo do Livro Caixa pode ser positivo ou negativo, dependendo da movimentação diária.

72
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

b) O saldo do Livro Caixa deve corresponder ao saldo da conta Caixa da contabilidade.


c) A movimentação bancária não transita no Livro Caixa, ou seja, nele não são registrados, por
exemplo, nem os cheques emitidos, nem os depósitos bancários de dinheiro da entidade.
d) As vendas à vista, registradas no Livro Caixa, são creditadas na conta Caixa da contabilidade.
e) O adiantamento de numerário para viagem de um funcionário deve ser feito mediante vale, que
não será registrado no Livro, mas mantido no cofre e lançado na conta Caixa da contabilidade da
entidade.
Comentários
Vamos analisar as assertivas.
a. Errado. O saldo do Livro Caixa somente pode ser positivo ou zero, jamais poderá ser negativo!
Se conter saldo negativo, temos uma situação de omissão de entradas de caixa ou algum erro de
escrituração.
b. Certo. Justamente! O Livro Caixa registra apenas os fatos que envolvem movimentação de
dinheiro (numerário) na conta “Caixa”. Logo, o saldo do Livro Caixa deve corresponder ao saldo
da conta Caixa da contabilidade.
c. Errado. Há movimentações bancárias que impactam a conta caixa e, portanto, constará no livro
caixa! Exemplo clássico são os recebimentos em cheques! Existem tesourarias (setores financeiros)
mais “raízes” que recebem ainda (mesmo com toda a evolução dos meios de pagamento)
cheques.
d. Errado. As vendas à vista, registradas no Livro Caixa, são debitadas na conta Caixa da
contabilidade. Lembre-se que o ativo possui natureza devedora e, portanto, aumento a débito.
Como a conta Caixa é ativo, aumenta a débito. O lançamento da venda à vista é o seguinte:

D – Caixa
C – Receita de Vendas

e. Errado. No adiantamento de numerário para viagem temos o seguinte lançamento contábil:

D – Adiantamento de numerário p/ viagem


C – Caixa

Logo, há registro no caixa e, portanto, deve constar no Livro Caixa.


Gabarito: B

49. (FUNDATEC/Contador/Pref. de Gramado-RS/2019) Em relação às técnicas contábeis, o


pagamento, em cheque bancário, do valor de uma duplicata, acrescido de encargos de juros
e de mora, deve ser contabilizado em lançamento de:
a) Terceira fórmula.

73
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

b) Quarta fórmula.
c) Segunda fórmula.
d) Quinta fórmula.
e) Primeira fórmula.
Comentários
No pagamento, em cheque bancário, do valor de uma duplicata, acrescido de encargos de juros
e de mora, temos o seguinte registro:

D – Duplicatas a Pagar
D – Despesas Financeiras (juros passivos)
C – Banco

Como temos duas contas debitadas e uma conta creditada (21), há um lançamento de 3ª fórmula.
Gabarito: A

74
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

7 – LISTA DAS QUESTÕES COMENTADAS


1. (CESPE/Auditor do Estado/CAGE-RS/2018) Considerando o disposto no Código Civil sobre
o livro diário, assinale a opção correta.
a) A prescrição ou decadência dos atos consignados no diário não eximem o empresário e a
entidade empresária da sua guarda por um prazo adicional de cinco anos.
b) Antes de ser colocado em uso, o livro diário deverá ser autenticado no Registro Público de
Empresas Mercantis, salvo disposição especial de lei.
c) Mesmo no caso de escrituração mecanizada ou eletrônica, o diário não poderá ser substituído
por fichas.
d) O balanço patrimonial e o de resultado econômico devem ser lançados em livro distinto do
diário.
e) No diário, deve constar unicamente a assinatura do técnico em ciências contábeis legalmente
habilitado e responsável pelos lançamentos nele efetuados.
2. (CESPE/Auditor do Estado/CAGE-RS/2018) A respeito do regime de competência e dos
livros contábeis, julgue os itens a seguir.
I No regime de competência, as receitas são reconhecidas quando são ganhas, mesmo que não
recebidas.
II No lançamento em livro diário, devem-se descrever o título e o saldo da conta.
III No livro razão, o confronto dos créditos e dos débitos denomina-se saldo.
IV De acordo com o regime de competência, as receitas e as despesas são consideradas em
função dos recebimentos ou dos pagamentos.
Estão certos apenas os itens
a) I e II.
b) I e III.
c) III e IV.
d) I, II e IV.
e) II, III e IV.
3. (CESPE/Perito Criminal/PC-MA/2018) A respeito do método das partidas dobradas e de
seus desdobramentos na ciência contábil, julgue os itens seguintes.
I As aplicações de recursos são representadas por meio de débitos em determinadas rubricas
contábeis, enquanto as origens dos recursos aplicados provocam registro a crédito em outras
rubricas.

75
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

II A aquisição de bens para comercialização a prazo e com juros é um exemplo de partida de


segunda fórmula.
III Em uma venda de mercadoria, ocorre a baixa, a crédito, da mercadoria vendida, em
contrapartida à correspondente conta de receita por venda de mercadorias.
IV A existência de um conjunto de levantamentos refletindo um elemento ou componente formado
ou em formação pertencente a um patrimônio, expresso geralmente em moeda corrente, é
inerente ao método das partidas dobradas.
Estão certos apenas os itens
a) I e II.
b) I e IV.
c) II e III.
d) I, III e IV.
e) II, III e IV.
4. (CESPE/Técnico Judiciário/Contabilidade/TRE-BA/2017) No que se refere à escrituração, o
lançamento que consiste na regularização da conta indevidamente debitada ou creditada com
a transposição do registro para a conta adequada é denominado
a) transferência.
b) estorno.
c) retificação.
d) complementação.
e) ressalva.
5. (CESPE/Técnico Judiciário/Contabilidade/TRE-BA/2017) A pessoa jurídica tributada com
base no lucro real deverá manter o livro razão ou fichas utilizadas para resumir e totalizar, por
conta ou subconta, os lançamentos efetuados no livro diário. Com relação ao livro razão,
assinale a opção correta.
a) É obrigatória a escrituração do livro razão por qualquer pessoa jurídica.
b) A escrituração do livro razão deverá ser individualizada, obedecendo-se à ordem cronológica
das operações.
c) O livro razão, com escrituração sintética, é auxiliar do livro diário.
d) São dispensados no livro razão os termos de abertura e de encerramento.
e) As entidades comerciais que adotem escrituração completa estão obrigadas a autenticar o livro
razão.
6. (CESPE/Contador/DPU/2016) Uma das finalidades do balancete de verificação é demonstrar
a correta aplicação do método das partidas dobradas, pois o total devedor deve ser igual ao

76
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

total credor, ou seja, para cada débito em uma ou mais contas deve haver crédito de igual
valor em uma ou mais contas.
7. (CESPE/Contador/DPU/2016) Os documentos base para a elaboração do balancete de
verificação são o livro diário, de onde são extraídos os saldos finais das contas, e o livro razão,
no qual estão demonstradas as movimentações contábeis.
8. (CESPE/Agente de Polícia Federal/2014) Para que se demonstre com fidelidade a situação
patrimonial de determinada entidade, faz-se necessária a observância de normas técnicas e
legais de elaboração das demonstrações contábeis. Com relação a esse tema, julgue o próximo
item.
O balancete de verificação é feito a partir da extração dos saldos contidos no livro diário.
9. (CESPE/Técnico em Contabilidade/SUFRAMA/2014) No que se refere ao balancete de
verificação, julgue o item subsequente.
Em um balancete de verificação, é possível verificar a igualdade entre o total de débitos e o total
de créditos, o que garante a correção dos procedimentos contábeis adotados.
10. (CESPE/Analista Judiciário/Contabilidade/TRT10/2013) Em relação às contas e à
escrituração contábil, julgue o item seguinte.
O balanço patrimonial e o de resultado econômico devem ser lançados no livro razão. Ambos têm
de ser assinados por técnico em ciências contábeis legalmente habilitado e pelo empresário ou
sociedade empresária.
11. (CESPE/Auditor Fiscal da Receita Estadual/SEFAZ-ES/2013/Adaptada) Com relação aos
livros do empresário e à sua escrituração, julgue o item a seguir.
O empresário e a sociedade empresária são obrigados a adotar um sistema de contabilidade,
mecanizado ou não, com base na escrituração uniforme de seus livros, em correspondência com
a documentação respectiva, e a levantar anualmente o balanço patrimonial e o de resultado
econômico.
12. (CESPE/Analista Administrativo/Contábil/PREVIC/2011) Acerca de noções básicas da
metodologia e do sistema contábil, julgue o item a seguir.
O registro do aumento de determinada conta do lado esquerdo do razonete não significa que a
conta deva estar posicionada no lado esquerdo no balanço patrimonial.
13. (CESPE/Analista Judiciário/Contabilidade/TRE-ES/2011) Julgue o item que se segue,
acerca da utilização das técnicas contábeis no registro e controle do patrimônio das entidades.
O sistema de partidas dobradas consiste no registro de fatos contábeis de modo que, para cada
conta debitada, corresponde uma conta creditada e com o mesmo valor.
14. (CESPE/Analista Judiciário/Contabilidade/TRE-ES/2011) Julgue o item que se segue,
acerca da utilização das técnicas contábeis no registro e controle do patrimônio das entidades.

77
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

Se, indevidamente, um contabilista registrar a compra à vista de um automóvel, debitando a conta


de veículos em uso e creditando a conta de fornecedores, a única forma possível de corrigir o
lançamento errado será efetuar um lançamento de estorno.
15. (CESPE/Agente de Polícia Federal/2009) Julgue o item a seguir, com base nos conceitos e
normas aplicáveis à escrituração contábil.
Os livros diário e razão, por constituírem os registros permanentes de uma entidade e por serem
obrigatórios, devem ser registrados no registro público competente.
16. (CESPE/Técnico de Contabilidade/FUB/2008) São elementos essenciais de um lançamento
contábil: data, conta debitada, conta creditada, histórico e valor.
17. (CESPE/Técnico de Contabilidade/FUB/2008) O método das partidas dobradas pressupõe
a inexistência de devedor sem credor correspondente.
Para fixar! Segundo o método das partidas dobradas, a todo o débito corresponde um ou mais
créditos, sendo que o total de débito é exatamente igual ao total de crédito. Logo, referido
método pressupõe a inexistência de devedor sem credor correspondente.
18. (CESPE/Técnico de Contabilidade/FUB/2008) O razão é considerado um livro contábil.
Essa é da série “mamão com açúcar”, não é mesmo? Típica questão que não podemos errar de
jeito nenhum, pois TODOS os candidatos minimamente preparados acertarão. Claro que alguns
aventureiros que tomaram a (péssima) decisão de deixar tudo em branco a parte de Contabilidade
ou não estudaram nada sobre o assunto estarão em desvantagem. Mas, fique na paz, pois você
jamais deixará de somar pontos em questões dessa natureza.
19. (CESPE/Técnico de Contabilidade/FUB/2008) O diário é um livro obrigatório para fins de
escrituração contábil.
20. (CESPE/Técnico de Contabilidade/FUB/2008) São formalidades extrínsecas do livro diário:
utilização de idioma nacional e uso da linguagem mercantil.
21. (CESPE/Técnico de Contabilidade/FUB/2008) Efetuar um lançamento de sétima fórmula
significa dizer que se está registrando fatos administrativos que envolvem uma conta
devedora e duas credoras.
22. (CESPE/Técnico de Contabilidade/FUB/2008) A compra de material de escritório por R$
2.000,00 à vista e com pagamento em dinheiro gera um lançamento de primeira fórmula.
23. (CESPE/Técnico de Contabilidade/FUB/2008) O registro contábil utilizando mais de uma
conta devedora e mais de uma conta credora significa o registro simultâneo de um lançamento
de quarta fórmula.
24. (CESPE/Técnico de Contabilidade/FUB/2008) Para efetuar um lançamento de segunda
fórmula, o contabilista deverá utilizar uma conta devedora e mais de uma conta credora.
25. (CESPE/Técnico em Contabilidade/FHCGV-PA/2004) Em contabilidade, o lançamento
corresponde ao registro dos fatos administrativos ou contábeis. Para atingir a perfeição, o
lançamento deve apresentar clareza, exatidão, propriedade descritiva e intitulativa.

78
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

26. (CESPE/Técnico em Contabilidade/FHCGV-PA/2004) O método atualmente utilizado para


registro contábil é o das partidas dobradas. Entende-se por partida o registro de um fato ou
vários fatos patrimoniais em forma contábil, que tem como elementos essenciais a conta debitada,
o valor, o histórico, o local e a data.
27. (CESPE/Técnico em Contabilidade/FHCGV-PA/2004) Para que a contabilidade exerça a
função de escrituração, é necessária a utilização de um método próprio denominado método
das partidas simples, ou seja, para cada débito, existirá um crédito correspondente.
28. (CESPE/Técnico em Contabilidade/HCGV/2004) A junção de diversos lançamentos de
primeira fórmula em uma só partida caracteriza o lançamento de quarta fórmula.
29. (FGV/Analista Judiciário/Auditor/TJ-PI/2015) Com relação à escrituração contábil de uma
entidade, analise as afirmativas abaixo:
I - O registro contábil deve conter o número de identificação do lançamento em ordem sequencial
relacionado ao respectivo documento de origem externa ou interna ou, na sua falta, em elementos
que comprovem ou evidenciem fatos contábeis.
II - Lançamento de complementação é aquele que promove a regularização de conta
indevidamente debitada ou creditada, por meio da transposição do registro para a conta
adequada.
III - Segunda Fórmula: são os lançamentos que envolvem mais de uma conta a débito e apenas
uma conta a crédito.
Está correto o que se afirma em:
a) somente I.
b) somente I e II;
c) somente I e III;
d) somente II e III;
e) I, II e III;
30. (FGV/Contador/SUDENE/2013) A escrituração do fato de pagamento em dinheiro de
duplicatas no valor de $50 antes do vencimento com desconto financeiro de $2 é realizada da
seguinte forma:
a) D = Duplicatas a Pagar $50; C = Caixa $48; C = Desconto Obtido $2.
b) D = Duplicatas a Vencer $50; C = Caixa $48; C = Desconto Obtido $2.
c) D = Duplicatas a Pagar $50; D = Desconto Obtido $2; C = Caixa $48.
d) D = Desconto Obtido $ 2; D = Duplicatas a Vencer $48; C = Caixa $50.
e) D = Duplicatas a Vencer $50; C = Banco Conta Movimento $48; C = Desconto Obtido
$2.

79
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

31. (FGV/Técnico de Gestão Administrativa/Contador/ALEMA/2013) Como forma de garantir


a encomenda, determinada entidade efetuou um adiantamento de parte do valor a fornecedor
de matéria prima.
Após a entrega da matéria prima e passados 30 dias dessa entrega, a escrituração do pagamento
da dívida no dia do vencimento do título, considerando todas as operações descritas, será
a) D = Matéria prima; C = Fornecedor
b) D = Matéria prima; C = Caixa
c) D = Adiantamento a Fornecedor; C = Caixa
d) D = Matéria prima; C = Adiantamento a Fornecedor; C = Caixa
e) D = Fornecedor; C = Adiantamento a Fornecedor; C = Caixa
32. (FGV/Contador/BADESC/2010) Com base na lei 6404/76, analise os lançamentos
contábeis a seguir.
Bancos
a Diversos
a Duplicatas a Receber
a Receitas de Juros
Esses lançamentos contábeis representam:
a) pagamento de duplicata com juros.
b) recebimento de duplicatas com juros.
c) pagamento de empréstimo com juros contratuais.
d) emissão de duplicata com ágio.
e) aceite de duplicata com deságio.
33. (CESGRANRIO/Profissional/Ciências Contábeis/LIQUIGÁS/2018) De acordo com as normas
brasileiras de contabilidade, mais precisamente da ITG 2000 (R1), o Livro Diário, em forma
digital, deve revestir-se de formalidades extrínsecas, dentre as quais:
a) Ser encadernado
b) Ser assinado digitalmente pela entidade e pelo profissional de contabilidade legalmente
habilitado
c) Ter nele lançadas, em ordem cronológica, com individualização, clareza e referência ao
documento probante, todas as operações ocorridas, e, lançados, quaisquer outros fatos que
provoquem variações patrimoniais
d) Ter as suas folhas numeradas sequencialmente

80
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

e) Conter termo de abertura e de encerramento, assinados pelo titular ou representante legal da


entidade e pelo profissional da contabilidade regularmente habilitado no Conselho Regional de
Contabilidade
34. (CESGRANRIO/Analista Júnior/Financeiro/TRANSPETRO/2018) O método das partidas
dobradas, amplamente usado para registro das transações contábeis, é baseado na lógica de
lançamento de origem e aplicação de recursos.
Assim, o registro contábil do pagamento de saldo em aberto de R$ 1.000,00 a fornecedores tem
como lançamento referente à aplicação de recursos um
a) débito em fornecedores
b) débito em estoques de mercadorias
c) débito em bancos c/movimento
d) crédito em fornecedores
e) crédito em bancos c/movimento
35. (CESGRANRIO/Técnico Júnior/TRANSPETRO/2018) As entidades devem manter, nos
termos da lei societária e normas contábeis vigentes, registros contábeis suportados por
documentos legais e hábeis, tais como notas fiscais, recibos e contratos. Ainda de acordo com
a teoria contábil, tais registros devem ser realizados no livro Diário, por lançamento cuja
quantidade de elementos é
a) dois
b) três
c) quatro
d) cinco
e) seis
36. (ESAF/Analista de Comércio Exterior/2012) O lançamento de terceira fórmula é chamado
de lançamento composto porque é formado de
a) duas contas devedoras e duas contas credoras.
b) duas contas devedoras e uma conta credora.
c) uma conta devedora e duas ou mais contas credoras.
d) duas ou mais contas devedoras e duas ou mais contas credoras.
e) duas ou mais contas devedoras e uma conta credora.
37. (ESAF/Analista de Comércio Exterior/2012) Observe as seguintes sugestões de
lançamento e assinale a opção incorreta.
a) Compras
a Diversos

81
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

a Caixa
a Fornecedores
Neste lançamento está sendo contabilizada uma operação de compra de mercadorias a prazo com
entrada, sem impostos.
b) Diversos
a Caixa
Fornecedores
Juros
Neste lançamento está sendo contabilizado um pagamento de dívidas com juros.
c) Diversos
a Vendas
Clientes
Impostos a Recuperar
Neste lançamento está sendo contabilizada uma venda a prazo com ICMS.
d) Fornecedores
a Diversos
a Caixa
a Descontos
Neste lançamento está sendo contabilizado um pagamento de dívidas com descontos.
e) Caixa
a Diversos
a Clientes
a Juros
Neste lançamento está sendo contabilizado um recebimento de créditos com juros.
38. (ESAF/Analista do Mercado de Capitais/CVM/2010) O Banco do Brasil emitiu aviso de
débito comunicando à empresa Fermônio S.A. a quitação de uma de suas duplicatas da
Carteira de Desconto, no valor de R$ 2.000,00. Ao receber tal aviso, a empresa tomadora do
empréstimo contabilizou o evento, lançando:
a) débito em Duplicatas Descontadas e crédito em Bancos conta Movimento.
b) débito em Duplicatas a Receber e crédito em Duplicatas Descontadas.
c) débito em Bancos conta Movimento e crédito em Duplicatas Descontadas.
d) débito em Bancos conta Movimento e crédito em Duplicatas a Receber.

82
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

e) débito em Duplicatas Descontadas e crédito em Duplicatas a Receber.


39. (ESAF/Analista Técnico-Administrativo/MF/2013) Assinale a opção correta.
a) A contabilização feita ao mesmo tempo a débito de duas contas e a crédito de apenas uma
conta caracteriza um lançamento de terceira fórmula.
b) O lançamento contábil efetuado a débito de uma conta de despesa aumentará o patrimônio
líquido, pois a conta representa um consumo de riquezas.
c) A contabilização feita ao mesmo tempo a débito de duas contas e a crédito de apenas uma
conta caracteriza o registro de um fato administrativo aumentativo.
d) O lançamento contábil efetuado a crédito de uma conta de receita aumentará o patrimônio
líquido, pois a conta representa uma redução de consumo.
e) O lançamento contábil efetuado a crédito de uma conta de despesa reduzirá o patrimônio
líquido, pois a conta representa um consumo de riquezas.
40. (ESAF/Analista Tributário da Receita Federal do Brasil/2009) Observemos o seguinte fato
contábil: pagamento, mediante a emissão de cheque, de uma duplicata antes do vencimento,
obtendo-se um desconto financeiro, por essa razão.
Para que o registro contábil desse fato seja feito em um único lançamento, deve-se utilizar a
a) primeira fórmula, com 1 conta devedora e 1 conta credora.
b) segunda fórmula, com 1 conta devedora e 2 contas credoras.
c) terceira fórmula, com 2 contas devedoras e 1 conta credora.
d) quarta fórmula, com 2 contas devedoras e 2 contas credoras.
e) terceira fórmula, com 3 contas devedoras e 1 conta credora.
41. (ESAF/Auditor Fiscal da Receita Federal do Brasil/2012) O balancete de verificação
evidencia
a) os estornos efetuados no período.
b) a configuração e classificação correta dos itens contábeis.
c) a igualdade matemática dos lançamentos efetuados no período.
d) o registro dos movimentos individuais das contas contábeis no período.
e) os lançamentos do período, quando efetuados de forma correta no período.
42. (ESAF/Contador/MF/2013) Na data de encerramento do exercício social, a empresa ABN
S.A. apresentou a seguinte relação de contas e saldos constantes do seu livro Razão:
Contas Saldos
Capital Social 18.000,00
Receitas de Vendas 16.500,00

83
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

Duplicatas a Receber 14.000,00


Duplicatas a Pagar 13.000,00
Clientes 12.000,00
Fornecedores 11.000,00
Móveis e Utensílios 10.000,00
Veículos 9.000,00
Bancos c/Movimento 8.500,00
Custo das Vendas 6.800,00
Reserva Legal 6.300,00
Empréstimos Obtidos 6.000,00
Mercadorias 5.000,00
Ações de Coligadas 4.300,00
Salários e Ordenados 4.200,00
Provisão p/Férias 3.500,00
Descontos Concedidos 3.200,00
Depreciação Acumulada 2.900,00
Aluguéis Ativos 2.500,00
Depreciação 2.100,00
Capital a Realizar 1.800,00
Juros Ativos 1.500,00
Caixa 1.500,00
Provisão p/Devedores Duvidosos 1.100,00
Provisão p/IR 1.000,00
Devedores Duvidosos 900,00
Ao mandar elaborar um balancete geral de verificação a partir dos saldos acima, a empresa
encontrará saldos devedores no valor de
a) R$ 83.300,00.
b) R$ 81.500,00.
c) R$ 80.400,00.
d) R$ 79.300,00.
e) R$ 77.500,00.

84
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

43. (ESAF/Contador/MF/2013) Considerando que a movimentação contábil sempre ocorre em


forma de equação, para que as origens de recursos sejam iguais à sua aplicação, organize os
seguintes elementos segundo os critérios de débito e crédito.
Aumentos de ativo R$ 1.000,00
Aumentos de passivo R$ 1.200,00
Bens existentes R$ 2.000,00
Consumos realizados R$ 700,00
Direitos a receber R$ 1.500,00
Ganhos e rendas obtidos R$ 950,00
Obrigações a pagar R$ 2.150,00
Reduções de ativo R$ 450,00
Reduções de passivo R$ 800,00
Situação Líquida anterior R$ 1.350,00
Considerando que todo o movimento contábil dessa entidade está expresso na relação acima,
pode-se dizer que o item que a completará será
a) débito no valor de R$ 100,00.
b) crédito no valor de R$ 100,00.
c) débito no valor de R$ 50,00.
d) crédito no valor de R$ 50,00.
e) redução de caixa no valor de R$ 50,00.
44. (ESAF/Analista Técnico-Administrativo/MF/2013) As contas escrituradas no livro Razão da
empresa Alfa, em 31 de dezembro, apresentaram saldos nos seguintes valores:
Caixa R$ 15.000,00
Imóveis R$ 40.000,00
Capital Social R$ 57.000,00
Mercadorias R$ 17.000,00
Receita de Vendas R$ 32.000,00
Custo da Mercadoria Vendida R$ 21.000,00
Fornecedores R$ 26.000,00
Empréstimo Bancário R$ 10.000,00
Contas a Receber R$ 18.000,00
Salários e Ordenados R$ 12.000,00

85
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

Salários a Pagar R$ 6.000,00


Juros Ativos R$ 5.000,00
Descontos Concedidos R$ 4.000,00
Reserva Legal R$ 2.000,00
Depreciação Acumulada R$ 6.000,00
Elaborando o balancete geral de verificação e o balanço patrimonial com os saldos apresentados
nestas contas, o valor encontrado será:
a) R$ 143.000,00 de saldo credor.
b) R$ 133.000,00 de saldo devedor.
c) R$ 90.000,00 de ativo.
d) R$ 59.000,00 de patrimônio líquido.
e) R$ 36.000,00 de passivo exigível.
45. (ESAF/Analista Tributário da Receita Federal do Brasil/2012) A companhia Metalgrosso
S.A. apresenta como extrato de seu Livro Razão, em 31.12.2011, a seguinte relação de contas
e respectivos saldos:
Contas saldos
01 - Ações de Coligadas 60
02 - Ações em Tesouraria 10
03 - Aluguéis Passivos 32
04 - Amortização Acumulada 25
05 - Bancos c/ Movimento 100
06 - Caixa 80
07 - Capital a Realizar 45
08 - Capital Social 335
09 - Clientes 120
10 - Comissões Ativas 46
11 - Custo das Vendas 200
12 - Depreciação 28
13 - Depreciação Acumulada 45
14 - Descontos Concedidos 18
15 - Descontos Obtidos 17

86
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

16 - Despesas de Organização 90
17 - Duplicatas a Receber 85
18 - Duplicatas a Pagar 115
19 - Duplicatas Descontadas 35
20 - Fornecedores 195
21 - Máquinas e Equipamentos 130
22 - Mercadorias 145
23 - Móveis e Utensílios 40
24 - Obrigações Trabalhistas 18
25 - Prêmio de Seguros 40
26 - Prejuízos Acumulados 12
27 - Provisão para Devedores Duvidosos 30
28 - Provisão para Imposto de Renda 22
29 - Receitas de Vendas 350
30 - Reservas de Capital 65
31 - Reservas de Lucro 125
32 - Salários e Ordenados 60
33 - Seguros a Vencer 28
34 - Títulos a Pagar 20
35 - Veículos 180
Elaborando um balancete de verificação com os saldos acima, certamente encontraremos saldos
credores no montante de
a) R$ 1.065,00.
b) R$ 1.308,00.
c) R$ 1.338,00.
d) R$ 1.373,00.
e) R$ 1.443,00.
46. (QUADRIX/Contador/CRA-PR/2019) Os livros contábeis e os documentos relativos à
escrituração devem ser mantidos apenas até o encerramento do exercício fiscal.
47. (QUADRIX/Contador/CRA-PR/2019) A escrituração de determinada entidade pode
apresentar erros ainda que o balancete de verificação demonstre a correspondência entre os
valores totais de saldos devedores e credores.

87
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

48. (FUNDATEC/Tesoureiro/Pref. Salvador das Missões-RS/2019) O Livro Caixa, geralmente


mantido na Tesouraria da entidade, é um livro auxiliar que se destina ao controle da
movimentação e do saldo da conta Caixa. Nele são registradas todas entradas e saídas de
dinheiro. Sobre ele, assinale a alternativa correta.
a) O saldo do Livro Caixa pode ser positivo ou negativo, dependendo da movimentação diária.
b) O saldo do Livro Caixa deve corresponder ao saldo da conta Caixa da contabilidade.
c) A movimentação bancária não transita no Livro Caixa, ou seja, nele não são registrados, por
exemplo, nem os cheques emitidos, nem os depósitos bancários de dinheiro da entidade.
d) As vendas à vista, registradas no Livro Caixa, são creditadas na conta Caixa da contabilidade.
e) O adiantamento de numerário para viagem de um funcionário deve ser feito mediante vale, que
não será registrado no Livro, mas mantido no cofre e lançado na conta Caixa da contabilidade da
entidade.
49. (FUNDATEC/Contador/Pref. de Gramado-RS/2019) Em relação às técnicas contábeis, o
pagamento, em cheque bancário, do valor de uma duplicata, acrescido de encargos de juros
e de mora, deve ser contabilizado em lançamento de:
a) Terceira fórmula.
b) Quarta fórmula.
c) Segunda fórmula.
d) Quinta fórmula.
e) Primeira fórmula.

88
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

8 – RESUMO
ESCRITURAÇÃO
Técnica utilizada para o registro dos fatos contábeis;
A escrituração é obrigatória, exceto para produtor rural e pequeno empresário (receita
bruta anual de até R$ 81.000,00);
Método das Partidas Dobradas: a todo o débito corresponde um ou mais créditos.
Débitos = Créditos.
LIVROS DE ESCRITURAÇÃO
RAZÃO
Obrigatório: pelo Regulamento do Imposto de Renda (RIR/2018) somente para as
entidades obrigadas a declarar o IR com base no lucro real.
Facultativo: pela legislação societária.
Principal: registra todos os fatos contábeis.
Sistemático: os fatos contábeis são registrados por tipo de contas (bancos, duplicatas a
receber, fornecedores, capital social, etc).
ESCRITURAÇÃO

DIÁRIO
Obrigatório: exigido pelo Código Civil;
Principal: registra todos os fatos contábeis;
Comum: para todas as empresas;
Cronológico: fatos contábeis registrados em ordem cronológica.
FORMALIDADES
Extrínsecas (forma de apresentação material)
Encadernado; folhas numeradas e rubricadas; autenticado; termo abertura e
encerramento;
Objetivo: dificultar a adulteração do livro;
A inobservância das formalidades extrínsecas invalida todo o livro.
Intrínsecas (relacionadas com o lançamento contábil)
Ordem cronológica; não deve haver rasuras, borrões, sinais, linhas em branco,
entrelinhas, folhas em branco, etc; língua e moeda nacionais;
Objetivo: resguardar a fidedignidade dos fatos ocorridos em relação aos fatos
registrados;

89
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91
Gilmar Possati
Aula 04

A inobservância das formalidades intrínsecas invalida apenas o registro onde ocorrem.


ELEMENTOS ESSENCIAIS
§ local e data;
§ conta(s) debitada(s);
§ conta(s) creditada(s);
§ histórico;
§ valor.
FÓRMULAS
LANÇAMENTOS

FORMAS DE CORREÇÃO
Estorno: lançamento inverso àquele feito erroneamente, anulando-o integralmente.
Transferência: estorno parcial.
Complementação: consiste em complementar (suplementar) o valor registrado a menor
(registro original).

Demonstrativo auxiliar, não obrigatório, levantado para fins operacionais;


BALANCETE DE VERIFICAÇÃO

É composto por todas as contas com os seus respectivos saldos, extraídos do Livro
Razão;

Objetivo: verificar se o método das partidas dobradas foi obedecido ao longo do


processo de escrituração dos fatos contábeis;

Existem erros que não podem ser detectados pelo levantamento do balancete. O fato
de o somatório dos saldos devedores ser igual ao somatório dos saldos credores não
significa que a escrituração está 100% correta.

90
Contabilidade p/ PC-DF (Agente) Com Videoaulas - Pós-Edital
91