Você está na página 1de 5

MODELO DE PROJETO

ENDRYK CASAGRANDE 8067425


Música

ENSINO COLETIVO DE CORDAS FRICCIONADAS

Tutor: Prof. Nome do Tutor

Claretiano - Centro Universitário

CHAPECÓ
2019
CONTEXTUALIZAÇÃO/REVISÃO BIBLIOGRÁFICA
O acesso à educação musical para todos é uma ideia que vem sendo pensada e aceita entre os
profissionais da área por haver unanimidade e compreensão de que a música tem poder de
renovar e promover no ser humano tanto em sociedade quanto indivíduo.
Para que tenhamos sucesso nessa tarefa, é imprescindível que se faça e utilize uma abordagem de
ensino que realmente respeite o aluno enquanto ser, que respeite as limitações e qualidades,
capacidade de assimilar e absorver, na intenção de promover o prazer e gosto pelo ato do
aprendizado musical. Segundo Cruvinel (2004): “Acredita-se que o ensino coletivo é uma das
alternativas para democratização do ensino musical” (p.70)
O ato de desenvolver um trabalho de educação musical nunca foi tarefa fácil ou pouco
complexo, muito pelo contrário, quando olhamos para o crescimento populacional, problemas
sócio-econômicos e culturais do nosso pais, mais podemos constatar a importância do ensino
coletivo e seus reflexos como um maior contato das pessoas com a música.

JUSTIFICATIVA
No Brasil, cresce o número de projetos sociais e entidades que apostam na prática do ensino
coletivo de cordas friccionadas, pelo fato de este método de ensino proporcionar uma
disseminação maior do ensino com o mesmo esforço que seria direcionado a apenas uma aula
individual, atingindo assim, não apenas um aluno que talvez, continuaria na área, mas dezenas de
alunos que, dos quais, haveriam os que continuariam no caminho. Este método pode atingir e
resultar em um número mais expressivo no produto final resultante dessas classes, que optam por
este estilo de aula.
Podemos listar algumas vantagens sobre a abordagem de ensino coletivo de cordas friccionadas
sem denegrir a abordagem de aprendizagem individual, pois esta também tem sua significativa
importância. As aulas coletivas auxiliam no aprendizado de maneira mais humana, pois é
possível que os alunos observem dificuldades em comum, interajam e busquem soluções,
fazendo-os exercitar de maneira mais eficaz os conteúdos apresentados que em situações como
essas não são possíveis nas abordagens individuais.

OBJETIVOS
Proporcionar ao aluno todo o conhecimento necessário para que o mesmo se torne competente e
qualificado para executar o instrumento da melhor forma. Podendo assim, adquirir de forma
independente os conhecimentos sobre a área musical. A qual será desenvolvida por meio de
práticas musicais, acompanhamentos com os instrumentos, aulas teóricas e desenvolvimento
social-musical.

METODOLOGIA
Nesse presente artigo será utilizado a pesquisa bibliográfica para aplicar sobre o estudo coletivo
de cordas friccionadas. A pesquisar bibliográficas são aquelas que se referem como base a
artigos científicos, anais de congresso, bem como livros e periódicos. É um tipo de pesquisa que
não se aplica a coleta de dados em estudos de caso e exemplos in natura não descritos em livros.
Nesse trabalho será utilizado essa pesquisa baseado em artigos científicos e livros, como também
em meios eletrônicos, podendo usufruir de maior quantidade de dados para explicar melhor o
conteúdo do trabalho.

REFERÊNCIAS

Orientações Gerais

* Para formatação dos elementos pré-textuais, textuais e pós-textuais, siga as orientações do tópico “2.1.
Estrutura do Artigo Científico”, Unidade 3, do Caderno de Referência de Conteúdo (CRC).

* Para referenciar corretamente as fontes utilizadas (item “Referências”) siga as orientações do tópico “2.8.
Referências”, Unidade 2, do Caderno de Referência de Conteúdo (CRC).

* Após a constituição do Projeto de Pesquisa, ao fazer a transição para o Artigo Científico, substitua os itens
(“Contextualização/revisão Bibliográfica”, “Justificativa” etc.) pelas seções “Introdução”, “Desenvolvimento”,
“Considerações Finais” e mantenha o item “Referências”, conforme exemplo a partir da página 3.
MODELO DE ARTIGO CIENTÍFICO
GRACILIANO RAMOS (112140)
Bacharelado em Letras

A POÉTICA DE RESISTÊNCIA EM POEMAS DA OBRA


POESIA EM PÂNICO (1938), DE MURILO MENDES

Tutor: Prof. Dr. Álvares de Azevedo

Claretiano - Centro Universitário


BATATAIS
2016

A POÉTICA DE RESISTÊNCIA EM POEMAS DA OBRA


POESIA EM PÂNICO (1938), DE MURILO MENDES
Resumo: É a apresentação concisa do texto, com destaque para seus aspectos mais relevantes.
Elabore-o contendo entre 100 e 300 palavras (Times New Roman, corpo 12, parágrafo único e
simples, justificado), seguido de três (03) a cinco (05) palavras-chave.

1. INTRODUÇÃO

2. DESENVOLVIMENTO (ou RESULTADOS E DISCUSSÃO)

3. CONSIDERAÇÕES FINAIS (ou CONCLUSÃO)

REFERÊNCIAS