Você está na página 1de 1

Do Imposto sobre Veículos do Regulamento do Código Tributário de

Automotores (IPVA) e as Condições de Goiás os casos de isenção.


Isenção.
Sendo isento do pagamento o proprietário
1
Vivemos em uma época cujo uso de de veículos: . destinados à utilização
2
veículos automotivos se tornou exclusiva em serviços agrícolas; .
indispensável no dia-a-dia útil da fabricados para servirem como
sociedade. Estudos do Instituto Brasileiro ambulância; 3. utilizados como automóveis
4
de Planejamento Tributário (IBPT) apontam de aluguel (Táxi); . utilizados no
existir uma média de um veículo transporte público urbano de passageiros;
5
emplacado para cada 4,8 habitantes no . com 10 (dez) anos ou mais de uso,
Brasil. contados a partir do primeiro dia do ano
6
civil seguinte do de sua fabricação; .
Dessa forma, por se tratar de um amplo fabricados especialmente para uso de
campo arrecadatório, os Estados possuem deficientes físicos, ou para tal finalidade
7
competência para instituírem o IPVA, que é adaptados; . pertencentes a empresas
um imposto anual, cobrado do proprietário públicas ou sociedades de economia
de veículo automotor de qualquer espécie, mista.
cujo valor da exação será relativo a uma
série de fatores. Isso significa que, em qualquer dos casos
acima transcritos, o contribuinte não é
Ocorre que, a despeito da estrita obrigado pagar qualquer valor a título de
necessidade de pagamento dos tributos IPVA, devendo, para tanto, ser a referida
instituídos, existem as possibilidades isenção previamente reconhecida pela
normativas que dispensam, legalmente, o Administração Tributária.
contribuinte da prestação pecuniária, as
chamadas regras isentivas. O contribuinte, sendo o elo mais fraco das
relações fático-econômicas e jurídicas com
Essas regras devem ser rigorosamente o Fisco, poderá, sempre, se valer da
cumpridas pelos órgãos fazendários Administração Pública (SEFAZ) nos casos
estaduais, em cumprimento aos princípios de constatação de qualquer irregularidade
da legalidade, da segurança jurídica, e da na cobrança ou dúvida acerca de como
proteção a confiança legítima, vez que a proceder quando do pagamento indevido
legislação indica, pormenorizadamente, ou a maior
todas as hipóteses e condições de isenção.
Por fim, é bastante importante ficar atento
Um grande exemplo é a legislação estadual acerca dos impostos ou eventuais valores
de Goiás, que delimita no Artigo 92 do cobrados e suas finalidades, de modo a
Código Tributário Estadual e o Artigo 405 fazer valer o princípio da transparência
fiscal emanado da Constituição Federal.

Você também pode gostar