FORTALEZA

DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO
ANO LVII FORTALEZA, 04 DE JANEIRO DE 2011 Nº 14.459

PODER EXECUTIVO
GABINETE DA PREFEITA
DECRETO Nº 12.733 DE 21 DE DEZEMBRO DE 2010 Declara de utilidade pública, para fins de desapropriação o bem imóvel que indica e dá outras providências. A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA, no uso das atribuições que lhe confere o art. 83, da Lei Orgânica do Município de Fortaleza de 05 de abril de 1990, e com apoio no Decreto-Lei Federal nº 3.365 de 21 de junho de 1941, alterado pela Lei nº 2.786 de 21 de maio de 1956 e na Lei nº 4.132 de 10 de setembro de 1962 e no Decreto-Lei nº 1.075, de 21 de janeiro de 1970. DECRETA: Art. 1º - Fica declarado de utilidade pública, para fins de desapropriação pelo Município de Fortaleza, o terreno com as edificações e benfeitorias localizado nesta capital na Rua Professor Guilhon s/n, no Bairro de Fátima, com área total de 1.683,30m², matrícula nº 31.785 do Cartório de Registro de Imóveis da 2ª Zona da Comarca de Fortaleza, medindo e extremando: Ao Sul (Frente) medindo 26,10m com a Rua Professor Guilhon; Ao Norte (Fundos) medindo 25,00m com parte da quadra nº 18 de propriedade do Centro Educacional da Juventude Padre João Piamarta; Ao Leste (lateral esquerda) medindo 66,00m com Rua sem denominação oficial; Ao Oeste (lateral direita) medindo 66,00m com parte da quadra nº 18 de propriedade do Centro Educacional da Juventude Padre João Piamarta. Art. 2º - O bem imóvel descrito neste Decreto, com todas as benfeitorias e servidões nele existentes, será desapropriado pelo Município de Fortaleza para implantação de uma unidade escolar. Art. 3º - Fica a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Infra-Estrutura - SEINF, autorizada a promover amigável e a Procuradoria Geral do Município - P.G.M., a executar judicialmente a desapropriação de que trata o presente Decreto, devendo as despesas correr a conta de recursos específicos a serem transferidos para a Secretaria Executiva Regional IV - SER IV, consignadas na Rubrica 24.901.12.361.0099.1097.0007, Elemento de Despesa 44.90.61, Fonte 0101. Art. 4º - Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. PAÇO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE FORTALEZA, aos 21 dias do mês de dezembro de 2010. Luizianne de Oliveira Lins - PREFEITA DE FORTALEZA. *** *** *** DECRETO Nº 12.734 DE 27 DE DEZEMBRO DE 2010 Declara de utilidade pública, para fins de desapropriação o bem imóvel que indica e dá outras providências. A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA, no uso das atribuições que lhe confere o art. 83, da Lei Orgânica do Município de Fortaleza de 05 de abril de 1990, e com apoio no Decreto-Lei Federal nº 3.365 de 21 de junho de 1941, alterado pela Lei nº 2.786 de 21 de maio de 1956 e na Lei nº 4.132

de 10 de setembro de 1962 e no Decreto-Lei nº 1.075, de 21 de janeiro de 1970. DECRETA: Art. 1º - Fica declarado de utilidade pública, para fins de desapropriação pelo Município de Fortaleza, o bem imóvel localizado na Rua Conselheiro Araújo Lima, nº 1536, Bairro Dom Lustosa, perfazendo uma área total de 375,00m², composto pela matrícula nº 47.954 - CRI 3ª Zona, possuindo as seguintes medidas e confrontações: Ao Sul (frente) medindo 15,00m com a dita Rua Conselheiro Araújo Lima; Ao Norte (fundo) medindo 15,00m com o terreno de propriedade de José Antônio Machado Lopes Sobral, sua mulher e outros; A Oeste (lado direito) medindo 25,00m com terreno pertencente a José Antônio Machado Lopes Sobral, sua mulher e outros; A Leste (lado esquerdo), medindo 25,00m com a referida Rua Carlito Amora. Art. 2º - Os bens imóveis descritos no artigo anterior, com todas as benfeitorias e servidões nele existentes serão desapropriados pelo Município de Fortaleza para instalação da Creche ABC Santa Luzia. Art. 3º - Fica a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Infra-Estrutura SEINF, autorizada a promover amigável e a Procuradoria Geral do Município - P.G.M., a executar judicialmente a desapropriação de que trata o presente Decreto, devendo as despesas correr a conta de recursos específicos a serem transferidos para a Secretaria Executiva Regional II - SER II, Dotação Orçamentária: 24901.12.361.0099.1097.0007, Elemento 449061, Fonte 0101. Art. 4º - Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. PAÇO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE FORTALEZA, aos 27 dias do mês de dezembro de 2010. Luizianne de Oliveira Lins - PREFEITA DE FORTALEZA. *** *** *** ATO N° 11352/2010 - A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. 76, inc. VI, da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município, aprovado pelo Decreto n° 10.827, de 18 de julho de 2000, que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária, mediante concessões mútuas, objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário, atendendo à intenção manifestada por ANTÔNIO ATANACI PORTELA, de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo, devidamente identificado em seguida, e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas:
PROCESSO VARA Nº 2008.0020.3978-4 2ª 2007/057439 CDA DATA 31/12/2007 1-IPTU 2003, 2004, 2005, 2006 212000-3 TIPO EXERCÍCIO VEF. INSC.

1ª - O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento, conforme a Lei nº 9.561 - PROREM, com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. Na hipótese de o crédito, tributário ou não, ter como componente principal penalidade pecuniária, poderá ser quitado com desconto de 50% (cinqüenta por cento) do seu montante. 2ª - O executado pagará juntamente com a parcela única, os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. PAÇO MUNICIPAL, em 28 de dezembro de 2010. Pp. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima - PROCU-

DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO
FORTALEZA, 04 DE JANEIRO DE 2011 TERÇA-FEIRA - PÁGINA 2

LUIZIANNE DE OLIVEIRA LINS Prefeita de Fortaleza AGOSTINHO FREDERICO CARMO GOMES Vice-Prefeito

SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO

IMPRENSA OFICIAL DO MUNICÍPIO

S E C R E TA R I A D O
MARTÔNIO MONT’ALVERNE B. LIMA Procuradoria Geral do Município FRANCISCO WANDEMBERG R. DOS SANTOS Controladoria Geral do Município ALFREDO JOSÉ P. DE OLIVEIRA Secretaria Municipal de Planejamento e Orçamento VAUMIK RIBEIRO DA SILVA Secretaria de Administração do Município ALEXANDRE SOBREIRA CIALDINI Secretaria de Finanças do Município JOSÉ DE FREITAS UCHOA Secretaria de Desenvolvimento Econômico ALEXANDRE JOSÉ MONT’ALVERNE SILVA Secretaria Municipal de Saúde ANA MARIA DE C. FONTENELE Secretaria Municipal de Educação Mª DE FÁTIMA MESQUITA DA SILVA Secretaria de Cultura de Fortaleza MARIA ELAENE R. ALVES Secretaria Municipal de Assist. Social LUCIANO LINHARES FEIJÃO Secretaria Municipal de Desenvolv. Urbano e Infra-Estrutura DEODATO JOSÉ RAMALHO JÚNIOR Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Controle Urbano MOACIR DE SOUSA SOARES Secretaria de Turismo de Fortaleza FRANCISCO EVALDO FERREIRA LIMA Secretaria de Esporte e Lazer LUIZA DE MARILAC M. E S. PERDIGÃO Secretaria Executiva Regional do Centro GLÓRIA MARIA DOS SANTOS DIÓGENES Secretaria de Direitos Humanos de Fortaleza JOÃO RICARDO FRANCO VIEIRA Secretaria de Defesa do Consumidor PROCON - FORTALEZA FÁBIO SANTIAGO BRAGA Secretaria Executiva Regional I FRANCISCO HUMBERTO DE C. JÚNIOR Secretaria Executiva Regional II OLINDA MARIA DOS SANTOS Secretaria Executiva Regional III ESTEVÃO SAMPAIO ROMCY Secretaria Executiva Regional IV RÉCIO ELLERY ARAÚJO Secretaria Executiva Regional V RÉGIS RAFAEL TAVARES DA SILVA Secretaria Executiva Regional VI

CRIADA PELA LEI N° 461 DE 24 DE MAIO 1952

www.fortaleza.ce.gov.br

MARIA IVETE MONTEIRO Diretora

AV. JOÃO PESSOA, 4180 - DAMAS FONE: (0XX85) 3452.1746 (0XX85) 3101.5324 Fax: (0XX85) 3101.5320

FORTALEZA - CEARÁ CEP: 60.425-680

RADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. Lei 8.948/2005 c/c Decreto 11.880, de 01.09.2005. *** *** *** ATO N° 11353/2010 - A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. 76, inc. VI, da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município, aprovado pelo Decreto n° 10.827, de 18 de julho de 2000, que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária, mediante concessões mútuas, objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário, atendendo à intenção manifestada por AUGUSTUS JOSÉ TORRES PORTUGAL, de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo, devidamente identificado em seguida, e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas:
PROCESSO VARA Nº 2007.0002.3688-6 2ª 2004/022151 CDA DATA 17/11/2004 1-IPTU 1999, 2000, 2001, 2002, 2003 480451-1 TIPO EXERCÍCIO VEF. INSC.

do Município, aprovado pelo Decreto n° 10.827, de 18 de julho de 2000, que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária, mediante concessões mútuas, objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário, atendendo à intenção manifestada por ANTÔNIO ASSUNÇÃO NOVAIS JUNIOR, de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo, devidamente identificado em seguida, e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas:
PROCESSO VARA Nº 2009.0026.4462-7 2ª 2009/013475 CDA DATA 23/04/2009 1-IPTU 2006, 2007 TIPO EXERCÍCIO VEF. INSC. 405284-6

1ª - O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento, conforme a Lei nº 9.561 - PROREM, com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. Na hipótese de o crédito, tributário ou não, ter como componente principal penalidade pecuniária, poderá ser quitado com desconto de 50% (cinqüenta por cento) do seu montante. 2ª - O executado pagará juntamente com a parcela única, os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. PAÇO MUNICIPAL, em 28 de dezembro de 2010. Pp. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima - PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. Lei 8.948/2005 c/c Decreto 11.880, de 01.09.2005. *** *** *** ATO N° 11354/2010 - A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. 76, inc. VI, da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. 330 da Consolidação da Legislação Tributária

1ª - O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento, conforme a Lei nº 9.561 - PROREM, com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. Na hipótese de o crédito, tributário ou não, ter como componente principal penalidade pecuniária, poderá ser quitado com desconto de 50% (cinqüenta por cento) do seu montante. 2ª - O executado pagará juntamente com a parcela única, os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. PAÇO MUNICIPAL, em 28 de dezembro de 2010. Pp. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima - PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. Lei 8.948/2005 c/c Decreto 11.880, de 01.09.2005. *** *** *** ATO N° 11355/2010 - A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. 76, inc. VI, da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município, aprovado pelo Decreto n° 10.827, de 18 de julho de 2000, que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária, mediante concessões mútuas, objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário, atendendo à intenção manifestada por BELMIRO MAURICIO DE OLIVEIRA FILHO, de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo, devi-

DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO
FORTALEZA, 04 DE JANEIRO DE 2011
damente identificado em seguida, e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas:
PROCESSO VARA Nº 2009.0019.7856-4 2ª 2009/006899 CDA DATA 23/04/2009 1-IPTU 2005, 2006, 2007 646029-1
PROCESSO VARA Nº CDA DATA 31/12/2007 1-IPTU 2003, 2004, 2005, 2006, 2007 060239-6 TIPO EXERCÍCIO INSC.

TERÇA-FEIRA - PÁGINA 3
a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo, devidamente identificado em seguida, e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas.

TIPO

EXERCÍCIO

VEF. INSC.

1ª - O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento, conforme a Lei nº 9.561 - PROREM, com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. Na hipótese de o crédito, tributário ou não, ter como componente principal penalidade pecuniária, poderá ser quitado com desconto de 50% (cinqüenta por cento) do seu montante. 2ª - O executado pagará juntamente com a parcela única, os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. PAÇO MUNICIPAL, em 28 de dezembro de 2010. Pp. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima - PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. Lei 8.948/2005 c/c Decreto 11.880, de 01.09.2005. *** *** *** ATO N° 11356/2010 - A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. 76, inc. VI, da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município, aprovado pelo Decreto n° 10.827, de 18 de julho de 2000, que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária, mediante concessões mútuas, objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário, atendendo à intenção manifestada por AMADEU MOURA RODRIGUES, de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo, devidamente identificado em seguida, e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas.
PROCESSO VARA Nº 2009.0021.1983-2 3ª VEF 2009/006148 CDA DATA 23/04/2009 1-IPTU 2005, 2006, 2007 119333-3 TIPO EXERCÍCIO INSC.

2008.0020.4717-5

3ª VEF

2007/058704

1ª - O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. O executado pagará o valor da execução em 009 (nove) parcelas, mensais e sucessivas, conforme Decreto nº 12.175 de 22.03.07 que regulamentou a Lei nº 9.134/06. 2ª Considera-se vencidas, imediata e antecipadamente, todas as parcelas não pagas, retornando o crédito à situação anterior ao parcelamento, quando ocorrer inadimplência acumulada de 3 (três) parcelas consecutivas ou não do parcelamento realizado, bem como ocorrer inadimplência de 3 (três) parcelas de créditos tributários, cujos fatos geradores ocorrerem após a concessão do parcelamento concedido. 3ª - O executado pagará juntamente com a primeira parcela, os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal, assim como as custas processuais na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. PAÇO MUNICIPAL, em 28 de dezembro de 2010. Pp. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima - PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA - Lei nº 8.948/2005 c/c Decreto nº 11.880, de 01.09.2005. *** *** *** ATO N° 11358/2010 - A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. 76, inc. VI, da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município, aprovado pelo Decreto n° 10.827, de 18 de julho de 2000, que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária, mediante concessões mútuas, objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário, atendendo à intenção manifestada por FRANCISCO ROQUE LEONARDO, de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo, devidamente identificado em seguida, e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas:
PROCESSO VARA Nº 2009.0019.6650-7 3ª VEF 2009/004047 CDA DATA 23/04/2009 1-IPTU 2006, 2007 442314-3 TIPO EXERCÍCIO INSC.

1ª - O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. O executado pagará o valor da execução em 025 (vinte e cinco) parcelas, mensais e sucessivas, conforme Decreto nº 12.175 de 22.03.07 que regulamentou a Lei nº 9.134/06. 2ª - Considera-se vencidas, imediata e antecipadamente, todas as parcelas não pagas, retornando o crédito à situação anterior ao parcelamento, quando ocorrer inadimplência acumulada de 3 (três) parcelas consecutivas ou não do parcelamento realizado, bem como ocorrer inadimplência de 3 (três) parcelas de créditos tributários, cujos fatos geradores ocorrerem após a concessão do parcelamento concedido. 3ª O executado pagará juntamente com a primeira parcela, os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal, assim como as custas processuais na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. PAÇO MUNICIPAL, em 28 de dezembro de 2010. Pp. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA Lei nº 8.948/2005 c/c Decreto nº 11.880, de 01.09.2005. *** *** *** ATO N° 11357/2010 - A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. 76, inc. VI, da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município, aprovado pelo Decreto n° 10.827, de 18 de julho de 2000, que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária, mediante concessões mútuas, objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário, atendendo à intenção manifestada por BENIGNO MAIA DE ALMEIDA, de reconhecer

1ª - O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. O executado pagará o valor da execução em 030 (trinta) parcelas, mensais e sucessivas, conforme Decreto nº 12.175 de 22.03.07 que regulamentou a Lei nº 9.134/06. 2ª Considera-se vencidas, imediata e antecipadamente, todas as parcelas não pagas, retornando o crédito à situação anterior ao parcelamento, quando ocorrer inadimplência acumulada de 3 (três) parcelas consecutivas ou não do parcelamento realizado, bem como ocorrer inadimplência de 3 (três) parcelas de créditos tributários, cujos fatos geradores ocorrerem após a concessão do parcelamento concedido. 3ª - O executado pagará juntamente com a primeira parcela, os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal, assim como as custas processuais na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. PAÇO MUNICIPAL, em 28 de dezembro de 2010. Pp. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima - PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA - Lei nº 8.948/2005 c/c Decreto nº 11.880, de 01.09.2005. *** *** *** ATO N° 11359/2010 - A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. 76, inc. VI, da Lei Orgânica do Município e funda-

Na hipótese de o crédito. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinqüenta por cento) do seu montante. mediante concessões mútuas.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. em 28 de dezembro de 2010.2005. aprovado pelo Decreto n° 10.PROREM.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. inc. 330 da Consolidação da Legislação Tributá- .827. Pp. *** *** *** ATO N° 11363/2010 . de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. em 28 de dezembro de 2010. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. *** *** *** ATO N° 11360/2010 .09. Pp.9530-2 3ª 2007/002962 CDA DATA 23/04/2007 4-Parcelamento 2007/003058 23/04/2007 4-Parcelamento 2007/003059 23/04/2007 4-Parcelamento 663258-0 663257-2 663259-9 TIPO EXERCÍCIO VEF. VI. atendendo à intenção manifestada por JOSÉ AIRTON DE AGUIAR.PÁGINA 4 ATO N° 11361/2010 . Na hipótese de o crédito.827. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. atendendo à intenção manifestada por GILBERTO SAMPAIO DE ARAÚJO. devidamente identificado em seguida. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. aprovado pelo Decreto n° 10. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2009/014524 CDA DATA 23/04/2009 1-IPTU 2006.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento.880. ter como componente principal penalidade pecuniária. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2005. aprovado pelo Decreto n° 10. ter como componente principal penalidade pecuniária. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. de 18 de julho de 2000. mediante concessões mútuas. Lei 8.O executado pagará juntamente com a parcela única. tributário ou não. 04 DE JANEIRO DE 2011 mentado no art.09. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinqüenta por cento) do seu montante. VI. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária.880.561 . inc. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. 76. 448807-5 1ª .948/2005 c/c Decreto 11.561 .O executado pagará juntamente com a parcela única.880. ter como componente principal penalidade pecuniária.2005. VI. em 28 de dezembro de 2010. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. PAÇO MUNICIPAL. em 28 de dezembro de 2010. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. de 18 de julho de 2000. conforme a Lei nº 9. devidamente identificado em seguida. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima .PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. 1ª . 2ª .43703-6 3ª 1999/008539 CDA DATA 22/09/1999 1-IPTU 1998 TIPO EXERCÍCIO VEF. *** *** *** 1ª . de 01. INSC.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. objetivando o término do litígio e consequente extinção do crédito tributário.2005. devidamente identificado em seguida. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. 76. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. inc.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. 76. TERÇA-FEIRA .948/2005 c/c Decreto 11. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante. tributário ou não. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória.827. de 18 de julho de 2000. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. Pp. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. VI. atendendo à intenção manifestada por JOSÉ ADALBERTO PEREIRA ALENCAR. mediante concessões mútuas.PROREM.O executado pagará juntamente com a parcela única. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. de 18 de julho de 2000. conforme a Lei nº 9. atendendo à intenção manifestada por JACINTO LEITE.O executado pagará juntamente com a parcela única. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida.948/2005 c/c Decreto 11. Lei 8. INSC. aprovado pelo Decreto n° 10.7577-3 3ª TIPO EXERCÍCIO VEF. PAÇO MUNICIPAL. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. 2ª . Na hipótese de o crédito. PAÇO MUNICIPAL.561 . objetivando o término do litígio e consequente extinção do crédito tributário.2005. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. conforme a Lei nº 9.827.02.PROREM. Pp. INSC. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art.09. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo.0025. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2008. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA.880. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. mediante concessões mútuas. de 01.561 . tributário ou não. 2007 TIPO EXERCÍCIO VEF.0005. de 01. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 1999. PARC.0025.DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO FORTALEZA. devidamente identificado em seguida. Na hipótese de o crédito. *** *** *** ATO N° 11362/2010 . PAÇO MUNICIPAL. conforme a Lei nº 9.09.948/2005 c/c Decreto 11.7811-7 3ª 2005/004190 CDA DATA 28/04/2005 3-Auto Infração 435-05 641404-4 2009. 2ª .A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. 2ª . 012831-7 1ª . 76. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. de 01. tributário ou não. Lei 8.PROREM.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. Lei 8. ter como componente principal penalidade pecuniária. inc. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima .PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA.

2007 539714-6 TIPO EXERCÍCIO VEF. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2008.175 de 22. Na hipótese de o crédito. inc.O executado pagará juntamente com a parcela única. de 01. VI. mediante concessões mútuas. inc. *** *** *** ATO N° 11367/2010 . conforme Decreto nº 12.09.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA.09. VI.948/2005 c/c Decreto 11. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo.09. de 18 de julho de 2000. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima .09. ter como componente principal penalidade pecuniária. aprovado pelo Decreto n° 10.0018. de 18 de julho de 2000. em 28 de dezembro de 2010. 2007 TIPO EXERCÍCIO VEF. atendendo à intenção manifestada por JOSÉ NILSON PRATA CRISOSTOMO. mediante concessões mútuas. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2009. 2006.PROREM. retornando o crédito à situação anterior ao parcelamento. bem como ocorrer inadimplência de 3 (três) parcelas de créditos tributários.O executado pagará juntamente com a primeira parcela. de 18 de julho de 2000. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo.PÁGINA 5 zenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . Lei 8. devidamente identificado em seguida.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . 2006. ter como componente principal penalidade pecuniária. em 28 de dezembro de 2010. Pp. aprovado pelo Decreto n° 10. *** *** *** ATO N° 11366/2010 .561 . 2ª .03. 04 DE JANEIRO DE 2011 ria do Município. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. Lei 8. de 18 de julho de 2000. 2ª . O executado pagará o valor da execução em 006 (seis) parcelas. VI.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art.948/2005 c/c Decreto nº 11.2005. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante. quando ocorrer inadimplência acumulada de 3 (três) parcelas consecutivas ou não do parcelamento realizado.PROREM.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento.880.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA.948/2005 c/c Decreto 11.Lei nº 8.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. 2004. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. 3ª . cujos fatos geradores ocorrerem após a concessão do parcelamento concedido. atendendo à intenção manifestada por MARIA JOSÉ MENEZES AZEVEDO. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA .880. 1ª . 2006. conforme a Lei nº 9. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. Lei 8. PAÇO MUNICIPAL.O executado pagará juntamente com a parcela única.880.07 que regulamentou a Lei nº 9.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. conforme a Lei nº 9. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. inc. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2009. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. *** *** *** ATO N° 11364/2010 .DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO FORTALEZA.134/06. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. imediata e antecipadamente. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. mensais e sucessivas.561 . em 28 de dezembro de 2010. devidamente identificado em seguida. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. 76. *** *** *** ATO N° 11365/2010 . 76. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. Pp.6056-3 6ª 2009/003989 CDA DATA 23/04/2009 1-IPTU 2005.948/2005 c/c Decreto 11. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. Pp.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. assim como as custas processuais na Vara de Execuções Fiscais do referido processo.0018. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. objetivando o término do litígio e consequente extinção do crédito tributário. em 28 de dezembro de 2010. INSC. PAÇO MUNICIPAL. atendendo à intenção manifestada por MARIA DAS GRAÇAS CASTELLO BRANCO CHINELA. tributário ou não. ter como componente principal penalidade pecuniária.827. VI. objetivando o término do litígio e consequente extinção do crédito tributário. 2007 454712-8 TIPO EXERCÍCIO INSC. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. 2ª Considera-se vencidas. aprovado pelo Decreto n° 10. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante.561 . 1ª . Pp. 76. tributário ou não. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. 2ª . da Lei Orgânica do Município e funda- .2005. PAÇO MUNICIPAL. 2005. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município.9943-0 6ª 2007/117663 CDA DATA 31/12/2007 1-IPTU 2003. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante. mediante concessões mútuas. devidamente identificado em seguida.880.827.PROREM. INSC. de 01.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. todas as parcelas não pagas.0035. que disciplina a transação judicial entre a Fa- 1ª . objetivando o término do litígio e consequente extinção do crédito tributário.827.8967-7 3ª 2009/015464 CDA DATA 23/04/2009 1-IPTU 2005.0025.O executado pagará juntamente com a parcela única.6260-4 1ª VEF 2009/003056 CDA DATA 23/04/2009 1-IPTU 2005. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2009. de 01. 645897-1 TERÇA-FEIRA . Na hipótese de o crédito. 2007 579019-0 TIPO EXERCÍCIO VEF. inc. tributário ou não. 76. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. aprovado pelo Decreto n° 10. devidamente identificado em seguida. 1ª . INSC. de 01.2005.2005.827. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. PAÇO MUNICIPAL. Na hipótese de o crédito. conforme a Lei nº 9. atendendo à intenção manifestada por JOSÉ RODRIGUES DE OLIVEIRA. mediante concessões mútuas.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida.

que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. tributário ou não. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. de 18 de julho de 2000.PROREM. Lei 8. conforme Decreto nº 12.2005. bem como ocorrer inadimplência de 3 (três) parcelas de créditos tributários. 2ª .2005.827.880. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. PAÇO MUNICIPAL.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. mediante concessões mútuas.0021. *** *** *** 1ª .561 .0014.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA .O executado pagará juntamente com a parcela única. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. *** *** *** ATO N° 11368/2010 . 2002 136218-6 TIPO EXERCÍCIO VEF. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. 1ª . Na hipótese de o crédito. VI. mediante concessões mútuas. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . retornando o crédito à situação anterior ao parcelamento. INSC. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. de 18 de julho de 2000. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . 2ª .A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. inc. 2ª . poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante. mensais e sucessivas.A. objetivando o término do litígio e consequente extinção do crédito tributário. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art.827. 2ª Considera-se vencidas.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. de 01. INSC.175 de 22. VI. aprovado pelo Decreto n° 10.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. TIPO EXERCÍCIO INSC.827. ter como componente principal penalidade pecuniária.07 que regulamentou a Lei nº 9.1240-0 2ª 2006/019002 CDA DATA 23/06/2006 3-Auto Infração 424-03 156015-8 TIPO EXERCÍCIO VEF.O executado pagará juntamente com a parcela única.2005.948/2005 c/c Decreto 11.PROREM. inc. imediata e antecipadamente.5002-6 2ª 1752-09 207768-0 PROCESSO VARA Nº 2003/014834 CDA DATA 12/12/2003 2-ISS Autônomo 2001. aprovado pelo Decreto n° 10. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. TERÇA-FEIRA .561 . Pp. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. cujos fatos geradores ocorrerem após a concessão do parcelamento concedido. PAÇO MUNICIPAL.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal.948/2005 c/c Decreto 11.O executado pagará juntamente com a primeira parcela. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2007.09. *** *** *** ATO N° 11370/2010 .880. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo.09. PAÇO MUNICIPAL. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2006. mediante concessões mútuas.09. tributário ou não. Pp. 04 DE JANEIRO DE 2011 mentado no art.3812-3 5ª 2004/012439 CDA DATA 15/10/2004 1-IPTU 2003 TIPO EXERCÍCIO VEF.PÁGINA 6 ATO N° 11369/2010 . 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. atendendo à intenção manifestada por JOSÉ ADALBERTO PEREIRA ALENCAR. devidamente identificado em seguida. de 01. inc. Pp. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art.09. conforme a Lei nº 9.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. quando ocorrer inadimplência acumulada de 3 (três) parcelas consecutivas ou não do parcelamento realizado. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal.3472-6 1ª VEF 2009/008071 23/11/2009 2009/008070 CDA DATA 23/11/2009 3-Auto Infração 3-Auto Infração 1982-09 207768-0 2006. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. Na hipótese de o crédito.948/2005 c/c Decreto 11. 3ª . com redução de 50% (cinquenta por cento) sobre juros e multa moratória. Pp. aprovado pelo Decreto n° 10.DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO FORTALEZA.880. INSC. de 01. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante. ter como componente principal penalidade pecuniária. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. atendendo à intenção manifestada por JOSÉ PEREIRA FILHO. assim como as custas processuais na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. da Lei Orgânica do Município e funda- . 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. objetivando o término do litígio e consequente extinção do crédito tributário. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida.134/06. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. todas as parcelas não pagas. 76.2005. objetivando o término do litígio e consequente extinção do crédito tributário. devidamente identificado em seguida.880.561 . Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . SOUSA DA SILVA & CIA LTDA. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2009. 448807-5 1ª . em 28 de dezembro de 2010. devidamente identificado em seguida.Lei nº 8.PROREM. atendendo à intenção manifestada por M. PAÇO MUNICIPAL. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . de 18 de julho de 2000.03. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. em 28 de dezembro de 2010. Lei 8. em 28 de dezembro de 2010. 76. ter como componente principal penalidade pecuniária.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. tributário ou não. *** *** *** ATO N° 11371/2010 . devidamente identificado em seguida. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: 1ª .O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. de 01. em 28 de dezembro de 2010.O executado pagará juntamente com a parcela única. aprovado pelo Decreto n° 10. Na hipótese de o crédito.0003. inc.0051. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. conforme a Lei nº 9. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. Lei 8. de 18 de julho de 2000. 76. mediante concessões mútuas.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. VI.827. conforme a Lei nº 9. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. atendendo à intenção manifestada por JORGE LUIZ VIEIRA GALVÃO. 76. VI. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário.948/2005 c/c Decreto nº 11. O executado pagará o valor da execução em 003 (três) parcelas.

330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. mensais e sucessivas.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. PAÇO MUNICIPAL. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal.880. inc. em 28 de dezembro de 2010.PROREM. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. retornando o crédito à situação anterior ao parcelamento.03.09. conforme a Lei nº 9. bem como ocorrer inadimplência de 3 (três) parcelas de créditos tributários. objetivando o término do litígio e consequente extinção do crédito tributário. atendendo à intenção manifestada por JOSÉ DE LIMA PINHO.561 . tributário ou não. PROCESSO VARA Nº 2009/001257 CDA DATA 23/04/2009 1-IPTU 2005.827. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2009. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . *** *** *** ATO N° 11372/2010 . objetivando o término do litígio e consequente extinção do crédito tributário. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. mediante concessões mútuas.09.8415-3 5ª 2009/012042 CDA DATA 23/04/2009 1-IPTU 2006. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. INSC.880. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. 76. ter como componente principal penalidade pecuniária.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo.07 que regulamentou a Lei nº 9. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. aprovado pelo Decreto n° 10. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2009.948/2005 c/c Decreto 11. VI.175 de 22.2005. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante. aprovado pelo Decreto n° 10.561 .0016. 2007 537014-0 TIPO EXERCÍCIO VEF.O executado pagará juntamente com a primeira parcela. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária.0024. cujos fatos geradores ocorrerem após a concessão do parcelamento concedido. mediante concessões mútuas. Pp.880. INSC. assim como as custas processuais na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. de 01. atendendo à intenção manifestada por JOSÉ JUCIER DA SILVA. Lei 8.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. conforme a Lei nº 9. 76. aprovado pelo Decreto n° 10. mediante concessões mútuas.827.2065-2 5ª 2009/006192 CDA DATA 23/04/2009 1-IPTU 2005. devidamente identificado em seguida. imediata e antecipadamente.O executado pagará juntamente com a parcela única. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário.948/2005 c/c Decreto 11.0021. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2009. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. Na hipótese de o crédito. objetivando o término do litígio e consequente extinção do crédito tributário.6492-3 5ª VEF 2008/002184 CDA DATA 26/09/2008 4-Parcelamento 665452-5 2009. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal.948/2005 c/c Decreto nº 11. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante.827.O executado pagará juntamente com a parcela única. VI.09.Lei nº 8. devidamente identificado em seguida.134/06. Na hipótese de o crédito. PAÇO MUNICIPAL. de 18 de julho de 2000. em 28 de dezembro de 2010.O executado pagará juntamente com a parcela única.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. devidamente identificado em seguida. em 28 de dezembro de 2010. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: 1ª .PROREM. INSC. aprovado pelo Decreto n° 10.827. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. de 01. em 28 de dezembro de 2010.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. 2006 TIPO EXERCÍCIO VEF. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal.948/2005 c/c Decreto 11.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. atendendo à intenção manifestada por JOÃO BATISTA FONTENELE FILHO. de 18 de julho de 2000.PÁGINA 7 das pelo art. PAÇO MUNICIPAL. de 01. VI. no uso das atribuições que lhe são conferi- 1ª . *** *** *** ATO N° 11374/2010 . Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . inc. de 01. VI. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. 2ª . conforme a Lei nº 9. de 18 de julho de 2000.0004. 04 DE JANEIRO DE 2011 mentado no art. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. ter como componente principal penalidade pecuniária. 2ª . Pp.DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO FORTALEZA. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima .2005.827. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. 76. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. tributário ou não. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. inc.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA.2005. Pp. TERÇA-FEIRA .880.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. conforme Decreto nº 12. 2ª Considera-se vencidas. Pp. 2ª . *** *** *** ATO N° 11375/2010 . da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. 3ª . quando ocorrer inadimplência acumulada de 3 (três) parcelas consecutivas ou não do parcelamento realizado.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA . 209046-5 1ª . atendendo à intenção manifestada por JAIME MOREIRA. *** *** *** ATO N° 11373/2010 . As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. 2006. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. inc. mediante concessões mútuas. Lei 8.09. 2007 TIPO EXERCÍCIO VEF. Na hipótese de o crédito. de 18 de julho de 2000. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. todas as parcelas não pagas. PAÇO MUNICIPAL. tributário ou não.561 . de 18 de .PROREM.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. 133367-4 1ª .3059-2 5ª TIPO EXERCÍCIO PARCELAM.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. 76. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo.2005. devidamente identificado em seguida. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante. Lei 8. O executado pagará o valor da execução em 26 (vinte seis) parcelas. aprovado pelo Decreto n° 10. ter como componente principal penalidade pecuniária.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA.

2001. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. cujos fatos geradores ocorrerem após a concessão do parcelamento concedido.DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO FORTALEZA. objetivando o término do litígio e consequente extinção do crédito tributário. no uso das atribuições que lhe são conferi- 2009. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2009. todas as parcelas não pagas. *** *** *** ATO N° 11379/2010 . *** *** *** ATO N° 11376/2010 . inc. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. ter como componente principal penalidade pecuniária. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário. 2001. INSC.2005.6519-5 5ª VEF 2005/014741 2005/014742 CDA DATA 30/12/2005 30/12/2005 1-IPTU 1-IPTU 2000. de 18 de julho de 2000. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art.134/06.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. mediante concessões mútuas. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. 1ª . de 18 de julho de 2000.561 . tributário ou não.4603-5 5ª 2009/003334 1ª . TERÇA-FEIRA .O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. de 01. em 28 de dezembro de 2010. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo.880.O executado pagará juntamente com a parcela única. devidamente identificado em seguida. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art.175 de 22. em 28 de dezembro de 2010. em 28 de dezembro de 2010.827.2000. 3ª O executado pagará juntamente com a primeira parcela. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. 76. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2008. 2002.561 . RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. de 01. aprovado pelo Decreto n° 10. Pp. Na hipótese de o crédito. Lei 8.880. quando ocorrer inadimplência acumulada de 3 (três) parcelas consecutivas ou não do parcelamento realizado. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. Pp.948/2005 c/c Decreto 11. 1ª . VI.09.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA.2005.09. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: 1ª . Na hipótese de o crédito. tributário ou não. Na hipótese de o crédito. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima .0017. devidamente identificado em seguida. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. conforme Decreto nº 12. conforme a Lei nº 9. Lei 8.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. 2ª . 2003. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima .948/2005 c/c Decreto 11. inc.8.7859-6 5ª 2009/006493 CDA DATA 23/04/2009 1-IPTU 2006. ter como componente principal penalidade pecuniária.O executado pagará juntamente com a parcela única.PROREM. 2007 TIPO EXERCÍCIO VEF.2005. 138447-3 PROCESSO VARA Nº 474302-90. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. 04 DE JANEIRO DE 2011 julho de 2000.PÁGINA 8 das pelo art. VI. bem como ocorrer inadimplência de 3 (três) parcelas de créditos tributários.09. conforme a Lei nº 9.03. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . ter como componente principal penalidade pecuniária. atendendo à intenção manifestada por JOÃO BOSCO TAVARES FERREIRA. retornando o crédito à situação anterior ao parcelamento. Lei 8. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. 2006.07 que regulamentou a Lei nº 9. *** *** *** ATO N° 11377/2010 . assim como as custas processuais na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. Pp. VI. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art.0012. PAÇO MUNICIPAL. *** *** *** ATO N° 11378/2010 . aprovado pelo Decreto n° 10. PAÇO MUNICIPAL. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município.561 . INSC. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante. 76. 1998 364471-5 TIPO EXERCÍCIO VEF.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA.827. imediata e antecipadamente.827.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento.0021. devidamente identificado em seguida. 2ª . mediante concessões mútuas. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. INSC.948/2005 c/c Decreto nº 11. 76. 1997. 2007 259966-0 TIPO EXERCÍCIO VEF. VI. 2004 2000. 1995.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento.PROREM. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. tributário ou não. 76. 1996.2005. atendendo à intenção manifestada por LUCIA NOGUEIRA GUILHERME.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. atendendo à intenção manifestada por LUIS SIMÕES DA SILVA. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº CDA DATA 23/04/2009 1-IPTU 2005. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante. mediante concessões mútuas. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. de 01.948/2005 c/c Decreto 11. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida.O executado pagará juntamente com a parcela única. mediante concessões mútuas.09. devidamente identificado em seguida. atendendo à intenção manifestada por MÁRCIA DE MELO FERNANDES GRADVOHL. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. conforme a Lei nº 9. inc.880. Pp. 2ª .Considera-se vencidas.00001 5ª 1999/016427 CDA DATA 14/12/1999 1-IPTU 1994. inc.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. de 18 de julho de 2000.PROREM. PAÇO MUNICIPAL. aprovado pelo Decreto n° 10. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. objetivando o término do litígio e consequente extinção do crédito tributário.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. objetivando o término do litígio e consequente extinção do crédito tributário.880. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. PAÇO MUNICIPAL. 2004 556868-4 059609-4 TIPO EXERCÍCIO INSC. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. em 28 de dezembro de 2010. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA Lei nº 8. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. 2ª . 330 da Consolidação da Legislação Tributá- . da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. mensais e sucessivas. de 01. O executado pagará o valor da execução em 025 (vinte e cinco) parcelas. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. 2002.

Pp. será concedida redução de 50% (cinquenta por cento) na penalidade pecuniária.09.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. 2007 669634-1 TIPO EXERCÍCIO VEF. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário.827. quando for o caso. de 01.O executado pagará juntamente com a primeira parcela.948/2005 c/c Decreto 11. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante. PAÇO MUNICIPAL. 2ª . O executado pagará o valor da execução em 007 (sete) parcelas. 1ª . que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária.O executado pagará juntamente com a parcela única.561 . de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. 2ª . Lei 8. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. bem como ocorrer inadimplência de 3 (três) parcelas de créditos tributários. 04 DE JANEIRO DE 2011 ria do Município. mediante concessões mútuas. de 18 de julho de 2000. aprovado pelo Decreto n° 10. Pp. Pp.PROREM. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante. aprovado pelo Decreto n° 10. mediante concessões mútuas. poderá ser parcelado com desconto somente nos juros.6824-8 6ª 2007/090935 CDA DATA 31/12/2007 1-IPTU 2005.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. de 60% (sessenta por cento) sobre juros e multa moratória. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2009. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. inc. Na hipótese de o crédito. INSC. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. Lei 8. *** *** *** ATO N° 11381/2010 .09.PROREM. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida.1355-8 1ª 2009/001803 CDA DATA 23/04/2009 1-IPTU 2005.0984-7 2ª 2007/002351 CDA DATA 23/04/2007 4-Parcelamento 649429-3 TIPO EXERCÍCIO VEF. objetivando o término do litígio e consequente extinção do crédito tributário. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. atendendo à intenção manifestada por CONCEIÇÃO DE MARIA VASCONCELOS LIMA.827. VI. retornando o crédito à situação anterior ao parcelamento. mediante concessões mútuas. inc. 2007 407087-9 TIPO EXERCÍCIO VEF. em 28 de dezembro de 2010. com redução. Quando se tratar de estabelecimentos enquadrados no inciso I. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo.09.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. 1ª .A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. 1ª . ter como componente principal penalidade pecuniária. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima .827. de 01.0032. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. Quando se tratar de estabelecimentos enquadrados no inciso I. inc. de 18 de julho de 2000.948/2005 c/c Decreto 11. com redução.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. em 28 de dezembro de 2010. de 18 de julho de 2000.0016.Considera-se vencidas. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. devidamente identificado em seguida.948/2005 c/c Decreto 11.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. PAÇO MUNICIPAL. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda 1ª . 2ª .DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO FORTALEZA. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art.561 PROREM.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. 2006. “a” e “b” do artigo 9º da Lei nº 9. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. 2ª . que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária.880. “a” e “b” do artigo 9º da Lei nº 9.5320-0 5ª 2008/001921 CDA DATA 26/09/2008 4-Parcelamento 663588-1 TIPO EXERCÍCIO VEF. TERÇA-FEIRA . mediante concessões mútuas. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. INSC. mensais e sucessivas. cujos fatos geradores ocorrerem após a concessão do parcelamento efetivado na forma da Lei supra.880. de 18 de julho de 2000. atendendo à intenção manifestada por HENRIQUE CESAR CAMINHA MUNIZ. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. conforme a Lei nº 9. mensais e sucessivas.O executado pagará juntamente com a parcela única. atendendo à intenção manifestada por ROGÉRIO SARAIVA FRANCO.561 . de 0% (zero por cento) sobre juros e multa moratória. Lei 8.561 . devidamente identificado em seguida. em 28 de dezembro de 2010. de 01. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. ter como componente principal penalidade pecuniária. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2008.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. *** *** *** ATO N° 11382/2010 . imediata e antecipadamente. tributário ou não. imediata e . ter como componente principal penalidade pecuniária. 76.0032.880. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. tributário ou não. atendendo à intenção manifestada por RAIMUNDO NONATO DE VASCONCELOS. *** *** *** ATO N° 11380/2010 .Considera-se vencidas.PROREM. todas as parcelas não pagas. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. PARC.2005. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima .O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. devidamente identificado em seguida. conforme a Lei nº 9. quando for o caso. quando ocorrer inadimplência acumulada de 3 (três) parcelas consecutivas ou não do parcelamento realizado. Na hipótese de o crédito. aprovado pelo Decreto n° 10. 2006. O executado pagará o valor da execução em 009 (nove) parcelas. ter como componente principal penalidade pecuniária. conforme a Lei nº 9. 76. 76. devidamente identificado em seguida. VI. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2007. será concedida redução de 50% (cinquenta por cento) na penalidade pecuniária. conforme a Lei nº 9.PROREM. poderá ser parcelado com desconto somente nos juros. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo.2005. PAÇO MUNICIPAL. Na hipótese de o crédito. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária.PROREM. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. aprovado pelo Decreto n° 10.561 .827. Na hipótese de o crédito. tributário ou não.PÁGINA 9 Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. objetivando o término do litígio e consequente extinção do crédito tributário. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2009. PARC. VI. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. tributário ou não.561 . RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo.0001. 3ª .2005.

da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. ter como componente principal penalidade pecuniária. de 18 de julho de 2000. 1998. 76. Pp. *** *** *** ATO N° 11386/2010 . 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. *** *** *** ATO N° 11384/2010 . de 01.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. aprovado pelo Decreto n° 10.O executado pagará juntamente com a parcela única. conforme a Lei nº 9.880. tributário ou não. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. 2000. PAÇO MUNICIPAL. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo.09.2005. cujos fatos geradores ocorrerem após a concessão do parcelamento efetivado na forma da Lei supra. 2007 TIPO EXERCÍCIO VEF. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante. PAÇO MUNICIPAL. de 18 de julho de 2000. Lei 8. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art.0021. VI. mediante concessões mútuas. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. devidamente identificado em seguida. tributário ou não. em 28 de dezembro de 2010. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2008. em 28 de dezembro de 2010. 2004.0025. 3ª . 508325-7 1ª . quando ocorrer inadimplência acumulada de 3 (três) parcelas consecutivas ou não do parcelamento realizado. 2001 439293-0 . com redução 2002/038315 18/12/2002 1-IPTU 1997. inc.827.827. mediante concessões mútuas. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. 2000.PROREM.0035.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. 04 DE JANEIRO DE 2011 antecipadamente.2005. 2007 363687-9 TIPO EXERCÍCIO VEF. Pp. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo.02. 2001 1997. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima .948/2005 c/c Decreto 11. TERÇA-FEIRA . 76. ter como componente principal penalidade pecuniária. devidamente identificado em seguida. ter como componente principal penalidade pecuniária. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal.PROREM. INSC. tributário ou não. VI. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2003. VI. VI. INSC. Lei 8.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. atendendo à intenção manifestada por DARVAN BATISTA ROLIM.09.827.880. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2009. 055890-7 1ª . 1998. aprovado pelo Decreto n° 10.561 . bem como ocorrer inadimplência de 3 (três) parcelas de créditos tributários. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida.DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO FORTALEZA.561 . Na hipótese de o crédito. de 18 de julho de 2000. em 28 de dezembro de 2010. atendendo à intenção manifestada por FRANCISCA DE ALMEIDA MACIEL. 1999.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. 2005. 1999.O executado pagará juntamente com a parcela única. Na hipótese de o crédito. 2001 439292-2 439286-8 439291-4 TIPO EXERCÍCIO VEF.880. 76. devidamente identificado em seguida. 2001 2002/038313 2002/038314 18/12/2002 18/12/2002 1-IPTU 1-IPTU 1997. *** *** *** ATO N° 11385/2010 .A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. mediante concessões mútuas.6040-2 5ª 2007/117521 CDA DATA 31/12/2007 1-IPTU 2003. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima .56662-7 5ª 2002/038311 2002/038312 CDA DATA 18/12/2002 18/12/2002 1-IPTU 1-IPTU 1997. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. 76. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. 2ª . INSC. objetivando o término do litígio e consequente extinção do crédito tributário.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento.O executado pagará juntamente com a parcela única.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. PAÇO MUNICIPAL.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art.2005. de 01. aprovado pelo Decreto n° 10. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. *** *** *** ATO N° 11383/2010 . todas as parcelas não pagas.6497-8 5ª 2009/008357 CDA DATA 23/04/2009 1-IPTU 2006.561 . Pp. 1999. 2006. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. em 28 de dezembro de 2010. Lei 8. atendendo à intenção manifestada por FRANCISCO ADERBAL MAIA FARIAS.PÁGINA 10 de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. Lei 8. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. 2ª . 2000. Na hipótese de o crédito.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. 2001 1998.827. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . inc. conforme a Lei nº 9. aprovado pelo Decreto n° 10. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. conforme a Lei nº 9. de 01. de 18 de julho de 2000. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. de 01. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário. inc.948/2005 c/c Decreto 11. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal.09.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento.2005. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante. atendendo à intenção manifestada por FRANCISCO DE DEUS BARBOSA. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. devidamente identificado em seguida.948/2005 c/c Decreto 11. 2ª . INSC. 2000. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante. Pp.O executado pagará juntamente com a primeira parcela. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. PAÇO MUNICIPAL. mediante concessões mútuas. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2009. inc.880.09. 2000. 439285-0 1ª .8853-0 5ª 2009/013549 CDA DATA 23/04/2009 1-IPTU 2005 TIPO EXERCÍCIO VEF.948/2005 c/c Decreto 11. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. retornando o crédito à situação anterior ao parcelamento. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária.PROREM.

aprovado pelo Decreto n° 10. com redução. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. O executado pagará o valor da execução em 028 (vinte e oito) parcelas. inc. 2ª .PROREM. 2007 TIPO EXERCÍCIO VEF. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . será concedida redução de 50% (cinquenta por cento) na penalidade pecuniária. INSC. cujos fatos geradores ocorrerem após a concessão do parcelamento efetivado na forma da Lei supra. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . poderá ser parcelado com desconto somente nos juros. de 01. quando ocorrer inadimplência acumulada de 3 (três) parcelas consecutivas ou não do parcelamento realizado. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo.880. PAÇO MUNICIPAL. VI. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2009. em 28 de dezembro de 2010. 76.Considera-se vencidas. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. “a” e “b” do artigo 9º da Lei nº 9. VI.561 . quando for o caso. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária.880. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. de 18 de julho de 2000. atendendo à intenção manifestada por JOÃO MANUEL ALVES DA SILVA. ter como componente principal penalidade pecuniária. 2002 502684-9 TIPO EXERCÍCIO VEF. inc. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. retornando o crédito à situação anterior ao parcelamento. no uso das atribuições que lhe são conferi- . *** *** *** ATO N° 11388/2010 . conforme a Lei nº 9.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. bem como ocorrer inadimplência de 3 (três) parcelas de créditos tributários.561 . atendendo à intenção manifestada por FÁTIMA MARIA ALVES RODRIGUES.O executado pagará juntamente com a primeira parcela. mediante concessões mútuas. ter como componente principal penalidade pecuniária. Na hipótese de o crédito. mensais e sucessivas. Quando se tratar de estabelecimentos enquadrados no inciso I. ter como componente principal penalidade pecuniária. de 18 de julho de 2000. O executado pagará o valor da execução em 018 (dezoito) parcelas.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. Na hipótese de o crédito. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento.PROREM. INSC. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal.09. TERÇA-FEIRA . Na hipótese de o crédito. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. devidamente identificado em seguida.827. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante. 2007 235817-4 TIPO EXERCÍCIO VEF.880.561 .827. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art.561 .948/2005 c/c Decreto 11. retornando o crédito à situação anterior ao parcelamento.PROREM. 2001. tributário ou não.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. bem como ocorrer inadimplência de 3 (três) parcelas de créditos tributários. Pp.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA.Considera-se vencidas. tributário ou não.2005. em 28 de dezembro de 2010. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2009.PROREM. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. devidamente identificado em seguida. mensais e sucessivas. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2006. Lei 8. todas as parcelas não pagas. 2000. *** *** *** ATO N° 11390/2010 . Na hipótese de o crédito.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. 3ª . PAÇO MUNICIPAL. imediata e antecipadamente.948/2005 c/c Decreto 11.561 . com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. Pp.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. VI. mediante concessões mútuas. Lei 8. ter como componente principal penalidade pecuniária. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é 1ª . tributário ou não. 3ª . será concedida redução de 50% (cinquenta por cento) na penalidade pecuniária.6460-9 5ª 2009/008335 CDA DATA 23/04/2009 1-IPTU 2005.PÁGINA 11 promovida.880.0005. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. de 01.7463-7 5ª 2009/005227 CDA DATA 23/04/2009 1-IPTU 2005.PROREM.2048-9 5ª 2003/010774 CDA DATA 18/11/2003 1-IPTU 1999. devidamente identificado em seguida.09.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. “a” e “b” do artigo 9º da Lei nº 9. mediante concessões mútuas. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . quando for o caso.561 . da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. tributário ou não. com redução. aprovado pelo Decreto n° 10. de 01. imediata e antecipadamente. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. 2ª . 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . INSC.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. atendendo à intenção manifestada por FRANCISCO ADRIANO DE FREITAS.O executado pagará juntamente com a parcela única. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário. conforme a Lei nº 9. 04 DE JANEIRO DE 2011 1ª . em 28 de dezembro de 2010. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. Lei 8. conforme a Lei nº 9. de 40% (quarenta por cento) sobre juros e multa moratória. de 18 de julho de 2000. *** *** *** ATO N° 11387/2010 . Pp. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. 2ª . PAÇO MUNICIPAL.09. inc.948/2005 c/c Decreto 11. quando ocorrer inadimplência acumulada de 3 (três) parcelas consecutivas ou não do parcelamento realizado. poderá ser parcelado com desconto somente nos juros.2005.827. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. 2006. de 20% (vinte por cento) sobre juros e multa moratória.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. *** *** *** ATO N° 11389/2010 .A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA.PROREM. aprovado pelo Decreto n° 10.0018. de 01. 76.2005. 099941-5 1ª . Pp. 1ª .O executado pagará juntamente com a parcela única. cujos fatos geradores ocorrerem após a concessão do parcelamento efetivado na forma da Lei supra. PAÇO MUNICIPAL. 2ª . em 28 de dezembro de 2010. Quando se tratar de estabelecimentos enquadrados no inciso I.09.2005.O executado pagará juntamente com a primeira parcela. Lei 8. todas as parcelas não pagas.DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO FORTALEZA.0021. conforme a Lei nº 9.948/2005 c/c Decreto 11. 76.

em 28 de dezembro de 2010. retornando o crédito à situação anterior ao parcelamento. 76.O executado pagará juntamente com a parcela única. INSC. O executado pagará o valor da execução em 012 (doze) parcelas.09. conforme a Lei nº 9.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. Pp. cujos fatos geradores ocorrem após a concessão do parcelamento concedido. de 18 de julho de 2000.PROREM. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . 2004 531425-9 531423-2 152703-7 531421-6 TIPO EXERCÍCIO INSC. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2003. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória.827. conforme a Lei nº 9. inc.O executado pagará juntamente com a primeira parcela. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. Na hipótese de o crédito.827. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2008.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante. atendendo à intenção manifestada por JOSÉ CANDIDO DE QUEIROZ LIMA. 1ª .175 de 22. mediante concessões mútuas. Lei 8.134/06.09. imediata e antecipadamente. 2003 2001.561 . os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. tributário ou não. 2003. Pp. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . 2002. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida.03. VI. quando ocorrer inadimplência acumulada de 3 (três) parcelas consecutivas ou não do parcelamento realizado.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. de 18 de julho de 2000. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima .O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. em 28 de dezembro 1ª . da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art.09030-4 5ª 2002/019585 CDA DATA 19/08/2002 1-IPTU 1997. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2008.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art.6707-9 1ª VEF 2005/014559 2005/014560 2005/014561 CDA DATA 30/12/2005 30/12/2005 30/12/2005 1-IPTU 1-IPTU 1-IPTU 2001. Na hipótese de o crédito.2005. atendendo à intenção manifestada por MARLENE PONTE MOURÃO.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA .2005. 2003 2000.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. mediante concessões mútuas. INSC. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. 2000. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. VI. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário. 2ª Considera-se vencidas. *** *** *** . 2001 380327-9 TIPO EXERCÍCIO VEF.827.948/2005 c/c Decreto 11. assim como as custas processuais na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. Pp. de 18 de julho de 2000. aprovado pelo Decreto n° 10. Na hipótese de o crédito. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante. 2001.2005. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº CDA DATA 23/04/2009 1-IPTU 2005 TIPO EXERCÍCIO VEF. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. de 01. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. Pp. devidamente identificado em seguida. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. 2004 2005/014563 30/12/2005 1-IPTU 2001. PAÇO MUNICIPAL. *** *** *** ATO N° 11392/2010 . inc. 2006. INSC. todas as parcelas não pagas.880. devidamente identificado em seguida. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário. atendendo à intenção manifestada por LUIZ CARLOS TELES GOMES. 2009. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. aprovado pelo Decreto n° 10.PROREM. 76.6856-0 5ª 2007/078602 CDA DATA 31/12/2007 1-IPTU 2003. 2ª . de 01. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. 2007 351419-6 TIPO EXERCÍCIO VEF. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. bem como ocorrer inadimplência de 3 (três) parcelas de créditos tributários. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário.948/2005 c/c Decreto 11. 2ª . de 18 de julho de 2000. VI.827. 1999.09. 76.PROREM. *** *** *** ATO N° 11393/2010 .561 . 3ª . 04 DE JANEIRO DE 2011 das pelo art. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. conforme a Lei nº 9.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. 2002. atendendo à intenção manifestada por JULIO GONÇALVES COSTA. 2003.0023.948/2005 c/c Decreto 11. ter como componente principal penalidade pecuniária. devidamente identificado em seguida. conforme Decreto nº 12.0013. TERÇA-FEIRA . 460655-8 1ª .7782-3 5ª 2009/012152 1ª .PÁGINA 12 de 2010. aprovado pelo Decreto n° 10.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA.948/2005 c/c Decreto nº 11.02. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo.880.O executado pagará juntamente com a parcela única.880. Lei 8. *** *** *** ATO N° 11391/2010 .880. aprovado pelo Decreto n° 10.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. tributário ou não. mensais e sucessivas. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante.561 . ter como componente principal penalidade pecuniária. 76. em 28 de dezembro de 2010. VI. mediante concessões mútuas. PAÇO MUNICIPAL.O executado pagará juntamente com a parcela única. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo.07 que regulamentou a Lei nº 9. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal.09. 2ª . RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no disposto no art. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária.0026. PAÇO MUNICIPAL. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. mediante concessões mútuas. inc.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. em 28 de dezembro de 2010. de 01. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art.DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO FORTALEZA.Lei nº 8. inc. Lei 8. de 01. tributário ou não. ter como componente principal penalidade pecuniária.2005. devidamente identificado em seguida. PAÇO MUNICIPAL. 1998.

atendendo à intenção manifestada por MORPLAN MOREIRA PLANEJ E ASSESSORIA CONT.561 . que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária.0007. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. PAÇO MUNICIPAL.880. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário.1081-1 5ª 2007/117848 CDA DATA 31/12/2007 1-IPTU 2003.09. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. devidamente identificado em seguida. de 18 de julho de 2000. Pp. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2009. INSC.O executado pagará juntamente com a parcela única. 2006. aprovado pelo Decreto n° 10. VI. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante.PROREM. *** *** *** ATO N° 11398/2010 .948/2005 c/c Decreto 11. Na hipótese de o crédito.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. 2ª . Na hipótese de o crédito. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município.561 . no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art.827. PAÇO MUNICIPAL.0018. em 28 de dezembro de 2010.2005. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. *** *** *** ATO N° 11396/2010 . com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. VI. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. Na hipótese de o crédito. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante.PROREM. tributário ou não.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. de 18 de julho de 2000. 2ª . que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária.0001. PAÇO MUNICIPAL. aprovado pelo Decreto n° 10. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. ter como componente principal penalidade pecuniária. devidamente identificado em seguida. VI. atendendo à intenção manifestada por TEREZA VÂNIA ANDRADE HOLANDA . 330 da Consolidação da Legislação Tributá- . INSC. 2ª . VI. Lei 8. no uso das atribuições que lhe são conferi- 1ª . em 28 de dezembro de 2010.2005. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida.880.DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO FORTALEZA. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo.09. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante. devidamente identificado em seguida. tributário ou não. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. ter como componente principal penalidade pecuniária. de 01. inc. inc. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. 76. 2004. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. 1ª .827. conforme a Lei nº 9.948/2005 c/c Decreto 11.948/2005 c/c Decreto 11. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. atendendo à intenção manifestada por RICARDO DUARTE TAVEIRA. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. Lei 8.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento.561 . Pp. ter como componente principal penalidade pecuniária. em 28 de dezembro de 2010. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida.2005. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. de 18 de julho de 2000. 76. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. *** *** *** ATO N° 11395/2010 .880. Lei 8.PÁGINA 13 das pelo art. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. INSC. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. inc.827.O executado pagará juntamente com a parcela única. 2ª . 76. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2007. tributário ou não. Pp. INSC. 2007 326415-7 TIPO EXERCÍCIO VEF. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. Na hipótese de o crédito.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. *** *** *** ATO N° 11397/2010 . e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2000. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal.8511-6 5ª 2009/004318 CDA DATA 23/04/2009 1-IPTU 2005. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário. mediante concessões mútuas.09. Pp. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. 1ª . aprovado pelo Decreto n° 10. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . tributário ou não.7460-7 5ª 2003/002925 2003/002926 CDA DATA 23/06/2003 23/06/2003 3-Auto Infração 3-Auto Infração 1000204-02 501250-3 1000203-02 501250-3 TIPO EXERCÍCIO VEF.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. de 01. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo.09. de 18 de julho de 2000. 2006 583901-7 TIPO EXERCÍCIO VEF.827. 04 DE JANEIRO DE 2011 ATO N° 11394/2010 . mediante concessões mútuas.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. inc. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . 2005. de 01. 1ª . poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante. Lei 8.948/2005 c/c Decreto 11. conforme a Lei nº 9.O executado pagará juntamente com a parcela única. de 01. devidamente identificado em seguida.PROREM. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima .1135-5 5ª 2007/004667 CDA DATA 15/01/2007 3-Auto Infração 5740-06 067958-5 TIPO EXERCÍCIO VEF. mediante concessões mútuas.PROREM. 76. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2009. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário.2005. conforme a Lei nº 9. VI. em 28 de dezembro de 2010. inc.880.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. 76.0131. ter como componente principal penalidade pecuniária. aprovado pelo Decreto n° 10. mediante concessões mútuas. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida.O executado pagará juntamente com a parcela única. TERÇA-FEIRA . com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima .561 .PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. conforme a Lei nº 9. atendendo à intenção manifestada por PAULO EUGÊNIO SIQUEIRA. PAÇO MUNICIPAL.

de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. mediante concessões mútuas. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida.09. atendendo à intenção manifestada por VEREMUNDO BESSA JUNIOR. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. VI. de 18 de julho de 2000. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art.880.PROREM. atendendo à intenção manifestada por JOSÉ INÁCIO DOS SANTOS FILHO. em 28 de dezembro de 2010. tributário ou não.2005. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . de 18 de julho de 2000. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . Na hipótese de o crédito.0022.2005. PAÇO MUNICIPAL. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. VI.827. atendendo à intenção manifestada por JOSÉ CANDIDO FREIRE NETO.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. 1ª . INSC. tributário ou não. conforme a Lei nº 9.948/2005 c/c Decreto 11. 367877-6 1ª .0024. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo.4772-5 5ª 2009/008611 CDA DATA 23/04/2009 1-IPTU 2005 TIPO EXERCÍCIO VEF. 04 DE JANEIRO DE 2011 ria do Município. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. inc. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. 047191-7 1ª . os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal.O executado pagará juntamente com a parcela única.1844-9 6ª 2009/013261 CDA DATA 23/04/2009 1-IPTU 2006. em 28 de dezembro de 2010. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município.09. de 18 de julho de 2000.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante. ter como componente principal penalidade pecuniária.880. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2008. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art.561 . Pp. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário. 2001.561 . PAÇO MUNICIPAL. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário.0018.PROREM. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. mediante concessões mútuas. de 18 de julho de 2000. Lei 8. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . tributário ou não. INSC. em 28 de dezembro de 2010. 1ª . 2ª . 2007 TIPO EXERCÍCIO VEF. de 18 de julho de 2000. Pp. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário.827. atendendo à intenção manifestada por UGULA PEREIRA MARINHO. aprovado pelo Decreto n° 10.880.PROREM. Pp. tributário ou não. Lei 8. 2ª . *** *** *** ATO N° 11400/2010 . VI.948/2005 c/c Decreto 11. 2007 149405-8 TIPO EXERCÍCIO VEF.1052-8 5ª 2005/029140 CDA DATA 30/12/2005 1-IPTU 2000. aprovado pelo Decreto n° 10. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2009.948/2005 c/c Decreto 11. 2ª . ter como componente principal penalidade pecuniária. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2009. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida.O executado pagará juntamente com a parcela única.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. inc. devidamente identificado em seguida. ter como componente principal penalidade pecuniária. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. 2006. VI. Lei 8. PAÇO MUNICIPAL. de 01. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. de 01. Na hipótese de o crédito. 2003. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. aprovado pelo Decreto n° 10. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo.5800-3 3ª 2009/003583 CDA DATA 23/04/2009 1-IPTU 2005.880. 2002.827. Na hipótese de o crédito. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. atendendo à intenção manifestada por ALIETE CUNHA ALMEIDA.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. em 28 de dezembro de 2010.948/2005 c/c Decreto 11. ter como componente principal penalidade pecuniária. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. 2ª .PÁGINA 14 mediante concessões mútuas.PROREM. Lei 8. conforme a Lei nº 9. 76.827.0005. inc.O executado pagará juntamente com a parcela única. 76.2005. conforme a Lei nº 9.09. de 01.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. 76.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. mediante concessões mútuas. INSC. TERÇA-FEIRA .2005. *** *** *** ATO N° 11399/2010 . inc. de 01. *** *** *** ATO N° 11401/2010 . INSC. devidamente identificado em seguida. devidamente identificado em seguida. mediante concessões mútuas. devidamente identificado em seguida. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário. *** *** *** ATO N° 11402/2010 . 2004 386241-0 TIPO EXERCÍCIO VEF. PAÇO MUNICIPAL. Na hipótese de o crédito.O executado pagará juntamente com a parcela única. 76. aprovado pelo Decreto n° 10. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo.561 .561 . e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2009. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. Pp.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município.09. de reconhe- . com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. conforme a Lei nº 9.DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO FORTALEZA.827. aprovado pelo Decreto n° 10.

2005. atendendo à intenção manifestada por MARIA GISETE BARROSO.561 .A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA.PROREM. mediante concessões mútuas.948/2005 c/c Decreto 11. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. com redução. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. VI. 2006. PAÇO MUNICIPAL. de 01. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. VI. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. de 18 de julho de 2000.PROREM. PAÇO MUNICIPAL. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária.948/2005 c/c Decreto 11. Na hipótese de o crédito. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art.Considera-se vencidas. de 18 de julho de 2000. 511727-5 1ª .2005. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. quando for o caso. Lei 8. 2007 243710-4 TIPO EXERCÍCIO VEF. no uso das atribuições que lhe são conferi- 1ª .7282-0 3ª 2009/004238 CDA DATA 23/04/2009 1-IPTU 2005.PROREM. O executado pagará o valor da execução em 003 (três) parcelas. PAÇO MUNICIPAL. 2007 TIPO EXERCÍCIO VEF. mensais e sucessivas. em 28 de dezembro de 2010. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2009. conforme a Lei nº 9.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. tributário ou não.O executado pagará juntamente com a parcela única. Pp. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. poderá ser parcelado com desconto somente nos juros.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. mediante concessões mútuas.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. INSC.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. VI. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. tributário ou não. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima .0017. Pp. 04 DE JANEIRO DE 2011 cer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. atendendo à intenção manifestada por JOSÉ ASSIS DE OLIVEIRA. 2007 612808-4 TIPO EXERCÍCIO VEF. quando ocorrer inadimplência acumulada de 3 (três) parcelas consecutivas ou não do parcelamento realizado.O executado pagará juntamente com a parcela única. 76. em 28 de dezembro de 2010.880. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário. bem como ocorrer inadimplência de 3 (três) parcelas de créditos tributários. Lei 8. Pp. 2ª . aprovado pelo Decreto n° 10. conforme a Lei nº 9. conforme a Lei nº 9. 2ª . ter como componente principal penalidade pecuniária. cujos fatos geradores ocorrerem após a concessão do parcelamento efetivado na forma da Lei supra. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. devidamente identificado em seguida.3951-9 3ª 2009/002234 CDA DATA 23/04/2009 1-IPTU 2005.0024. conforme a Lei nº 9. *** *** *** ATO N° 11403/2010 .0018. 76. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante. PAÇO MUNICIPAL. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . Na hipótese de o crédito. será concedida redução de 50% (cinquenta por cento) na penalidade pecuniária. de 01. 1ª . de 01. Pp. 1ª . os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal.561 .PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. aprovado pelo Decreto n° 10. inc. 3ª .O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. em 28 de dezembro de 2010.4267-6 3ª 2009/013140 CDA DATA 23/04/2009 1-IPTU 2006. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento.948/2005 c/c Decreto 11.827.09. inc.4374-5 3ª 2009/013189 CDA DATA 23/04/2009 1-IPTU 2005. Quando se tratar de estabelecimentos enquadrados no inciso I. devidamente identificado em seguida. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante. tributário ou não.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. ter como componente principal penalidade pecuniária. em 28 de dezembro de 2010. 2007 TIPO EXERCÍCIO VEF. de 60% (sessenta por cento) sobre juros e multa moratória. aprovado pelo Decreto n° 10.561 .948/2005 c/c Decreto 11. VI. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. 76. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art.2005. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. *** *** *** ATO N° 11405/2010 . Lei 8. mediante concessões mútuas.880.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento.PROREM. inc. retornando o crédito à situação anterior ao parcelamento. INSC.O executado pagará juntamente com a parcela única.880. Na hipótese de o crédito. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. todas as parcelas não pagas.880. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória.O executado pagará juntamente com a primeira parcela. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. INSC.827. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. de 01. de 18 de julho de 2000. devidamente identificado em seguida.09. ter como componente principal penalidade pecuniária.827. devidamente identificado em seguida. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2009. *** *** *** ATO N° 11404/2010 . 2ª . 2ª .09. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA.2005.561 . e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2009.0024. tributário ou não. inc.PROREM. 2006. Lei 8. Na hipótese de o crédito. “a” e “b” do artigo 9º da Lei nº 9. INSC. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . 041164-7 TERÇA-FEIRA . atendendo à intenção manifestada por JOSÉ FRANCISCO LOBO.DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO FORTALEZA.561 . da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal.09. *** *** *** ATO N° 11406/2010 . objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2009. imediata e antecipadamente. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo.PÁGINA 15 das pelo art. ter como componente principal penalidade pecuniária. 76. 330 da Consolidação da Legislação Tributá- .

Pp.561 . O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. ter como componente principal penalidade pecuniária. VI. tributário ou não.827.0019. 2ª . 76. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art.2009 1-IPTU 2005. 76. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2009. mediante 1ª. aprovado pelo Decreto nº 10. 1ª. Pp. devidamente identificado em seguida.2005. atendendo à intenção manifesta por PAULO CALHEIRO DIAS de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município.880. Lei 8.DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO FORTALEZA.2005. *** *** *** ATO Nº 11407/2010 . com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória.2005. 2ª. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário.6854-0 3ª 2007/105712 CDA DATA 31. 76. tributário ou não.0023. Pp. TIPO EXERCÍCIO VEF INSC. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. os valores correspondentes aos horários da Fazenda Municipal. de 18 de julho de 2000. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária.948/2005 c/c Decreto 11. 2007 030747-5 TIPO EXERCÍCIO VEF INSC. ter como componente principal penalidade pecuniária. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. tributário ou não. inc. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. *** *** *** ATO Nº 11409/2010 . Lei 8. 2006. 2005. 527565-2 1ª . de 18 de julho de 2000.0027.0032. ter como componente principal penalidade pecuniária. *** *** *** ATO Nº 11408/2010 . 2ª. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. em 28 de dezembro de 2010. de 18 de julho de 2000.880. PAÇO MUNICIPAL.561 . de 18 de julho de 2000. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. devidamente identificado em seguida. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. VI.827.09. de 01.827. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima .7684-5 3ª 2004/038906 CDA DATA 17/11/2004 1-IPTU 2003 TIPO EXERCÍCIO VEF. mediante concessões mútuas. de 01. inc. de 01. INSC.561 .561 . Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. 2007 446916-0 TIPO EXERCÍCIO VEF INSC.PÁGINA 16 concessões mútuas. 2ª. VI. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário.PROREM. em 28 de dezembro de 2010.880. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. PAÇO MUNICIPAL.880. 1ª. Na hipótese de o crédito. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2008.7171-3 3ª 2009/005266 CDA DATA 23.827. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2007.04.12. devidamente identificado em seguida. PAÇO MUNICIPAL. Lei 8. Na hipótese de o crédito. inc. 2004.PROREM.7225-2 3ª 2009/010918 CDA DATA 23.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. devidamente identificado em seguida.948/2005 c/c Decreto 11. O executado pagará juntamente com a parcela única. atendendo à intenção manifestada por MARIA XIMENES MONTENEGRO. 2006. mediante concessões mútuas. 516786-8 TERÇA-FEIRA . 2006. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. 76. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. mediante concessões mútuas.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . Na hipótese de o crédito. de 01. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante. inc. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário.09.948/2005 c/c Decreto 11. tributário ou não. Na hipótese de o crédito. aprovado pelo Decreto nº 10. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA.04. conforme a Lei nº 9. O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. em 28 de dezembro de 2010. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. O executado pagará juntamente com a parcela única. PAÇO MUNICIPAL. atendendo à intenção manifesta por RENATO SANTANA CUNHA de reconhecer a . poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante.PROREM. atendendo à intenção manifesta por MANUEL ALBANO SILVEIRA NETO de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. os valores correspondentes aos horários da Fazenda Municipal.09.O executado pagará juntamente com a parcela única. em 28 de dezembro de 2010.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento.948/2005 c/c Decreto 11. ter como componente principal penalidade pecuniária.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. aprovado pelo Decreto nº 10.2005. *** *** *** ATO Nº 11410/2010 . da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. O executado pagará juntamente com a parcela única. aprovado pelo Decreto n° 10. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. 04 DE JANEIRO DE 2011 ria do Município.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA.2007 1-IPTU 2003. conforme a Lei nº 9. conforme a Lei nº 9. aprovado pelo Decreto nº 10. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. Pp. os valores correspondentes aos horários da Fazenda Municipal. VI. conforme a Lei nº 9. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2009.09. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art.827. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. de 18 de julho de 2000. atendendo à intenção manifesta por PAULO WAGNER REBOUÇAS CHAGAS de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. mediante concessões mútuas. Lei 8.2009 1-IPTU 2005. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante.PROREM. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município.

ter como componente principal penalidade pecuniária. de 01. mediante concessões mútuas.561 .561 .827. tributário ou não. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. aprovado pelo Decreto nº 10.09. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. 1ª. 2ª.0018. mediante concessões mútuas.2008 4-Parcelamento 1ª. Pp.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. 2008/000520 26. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2009. O executado pagará juntamente com a parcela única. mediante concessões mútuas. em 28 de dezembro de 2010. PAÇO MUNICIPAL.04. Na hipótese de o crédito.2005. de 01. tributário ou não.561 . aprovado pelo Decreto nº 10. Lei 8.2005.948/2005 c/c Decreto 11. os valores correspondentes aos horários da Fazenda Municipal. 2ª. ter como componente principal penalidade pecuniária. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. atendendo à intenção manifesta por SAMUEL STEFANO SAMPAIO de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. VI.0776-4 3ª CDA DATA TIPO EXERCÍCIO VEF PARC. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo.880. Na hipótese de o crédito. devidamente identificado em seguida. 2ª.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. Na hipótese de o crédito. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante. de 18 de julho de 2000. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . atendendo à intenção manifesta por ALFREDO MOREIRA NETO de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida.0001. O executado pagará juntamente com a parcela única. Pp.09. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2009.827. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante.09. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. conforme a Lei nº 9.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA.PROREM.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário. ter como componente principal penalidade pecuniária.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. aprovado pelo Decreto nº 10. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. atendendo à intenção manifesta por CICERO PEREIRA DE QUEIRÓZ. O executado pagará juntamente com a parcela única.7624-0 4ª 2009/006439 CDA DATA 23.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. os valores correspondentes aos horários da Fazenda Municipal. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. *** *** *** ATO Nº 11414/2010 . RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. em 28 de dezembro de 2010. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art.PÁGINA 17 cado em seguida. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. devidamente identifi- 1ª. inc.880. 1ª. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo.948/2005 c/c Decreto 11. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. 2007 307739-0 TIPO EXERCÍCIO VEF INSC. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. VI.04. no uso de suas atribuições que lhe são conferidas pelo art.0021. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida.880.6763-5 4ª 2009/005149 CDA DATA 23. 04 DE JANEIRO DE 2011 procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. O executado pagará juntamente com a parcela única. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. VI. atendendo à intenção manifesta por ANTENOR CARLOS DE LIMA de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. 2007 462724-5 TIPO EXERCÍCIO VEF INSC. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município.827. ter como componente principal penalidade pecuniária. O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. os valores correspondentes aos horários da Fazenda Municipal.5779-1 3ª 2009/004100 CDA DATA 23.09.09. *** *** *** ATO Nº 11412/2010 .2005. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: . 667151-9 TERÇA-FEIRA .PROREM. devidamente identificado em seguida. Pp. conforme a Lei nº 9.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA.PROREM. PAÇO MUNICIPAL. Pp. conforme a Lei nº 9. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. 2007 035982-3 TIPO EXERCÍCIO VEF INSC. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. inc. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. *** *** *** ATO Nº 11411/2010 . 76. O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. devidamente identificado em seguida. inc. em 28 de dezembro de 2010. 2ª. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. de 18 de julho de 2000. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . Lei 8. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante.948/2005 c/c Decreto 11. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2009.2009 1-IPTU 2005. devidamente identificado em seguida. 2006.2009 1-IPTU 2006.2005.DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO FORTALEZA. de 01. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante. VI.561 . os valores correspondentes aos horários da Fazenda Municipal. O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. 76. de 18 de julho de 2000. PAÇO MUNICIPAL. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário. de 18 de julho de 2000. inc. aprovado pelo Decreto nº 10.0019.948/2005 c/c Decreto 11. O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2009. Na hipótese de o crédito. de 01. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art.2009 1-IPTU 2006. *** *** *** ATO Nº 11413/2010 . mediante concessões mútuas. tributário ou não. 76.880.04. Lei 8.PROREM. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. 76. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário. tributário ou não. Lei 8.827. PAÇO MUNICIPAL. conforme a Lei nº 9. em 28 de dezembro de 2010.

objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário. de 18 de julho de 2000.00991-9 1ª 1999/011049 CDA DATA 25. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. devidamente identificado em seguida. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima .948/2005 c/c Decreto 11. atendendo à intenção manifesta por IDIBRA INCORPORADORA LTDA de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. VI. 2ª. VI. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória.827. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. os valores correspondentes aos horários da Fazenda Municipal. devidamente identificado em seguida. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . PAÇO MUNICIPAL. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2009.2005. 2007 518080-5 TRIBUTO EXERCÍCIO INSCRIÇÃO TERÇA-FEIRA .04.09. VI.561 . 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. ter como componente principal penalidade pecuniária. 2007 TIPO EXERCÍCIO VEF INSC. *** *** *** ATO Nº 11415/2010 . RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo.2005. devidamente identificado em seguida. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima .0023. Lei 8.948/2005 c/c Decreto 11.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. aprovado pelo Decreto nº 10. conforme a Lei nº 9. Pp. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante. 2ª.2005. aprovado pelo Decreto nº 10. conforme a Lei nº 9. O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. em 28 de dezembro de 2010.PROREM. O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. de 01. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante. ter como componente . 2006. inc. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. 2ª. Lei 8. em 28 de dezembro de 2010. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo.0025.PROREM. inc. os valores correspondentes aos horários da Fazenda Municipal. aprovado pelo Decreto nº 10.2009 1-IPTU 2006. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. 76. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. conforme Lei nº 9561 .880. em 28 de dezembro de 2010.7943-4 4ª 14868/2009 IPTU 2005. atendendo à intenção manifesta por FRANCISCO FLAVIO ARAÚJO DA SILVA de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. Na hipótese de o crédito. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. atendendo à intenção manifesta por FRANCISCO DE SOUSA NASCIMENTO de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária.880. Na hipótese de o crédito. O executado pagará juntamente com a parcela única. mediante concessões mútuas. 451238-3 TIPO EXERCÍCIO VEF INSC. de 18 de julho de 2000. conforme a Lei nº 9.09. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário. 2009. ter como componente principal penalidade pecuniária. VI.04. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. 04 DE JANEIRO DE 2011 PROCESSO Nº VARA CDA NÚMERO 2009. tributário ou não.PROREM. 2007 2006. O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art.PROREM.948/2005 c/c Decreto 11. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. devidamente identificado em seguida. 2007 2006.09. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário.04. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária.561 . 2ª. Pp. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. tributário ou não. Lei 8. os valores correspondentes aos horários da Fazenda Municipal. 423154-6 1ª. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2000. Pp. Lei 8.948/2005 c/c Decreto 11.827.880.2009 1-IPTU 2005. 107485-7 TIPO EXERCÍCIO VEF INSC. O executado pagará juntamente com a parcela única. mediante concessões mútuas. PAÇO MUNICIPAL. O executado pagará juntamente com a parcela única. mediante concessões mútuas. 1ª. mediante concessões mútuas. 76. 544259-1 1ª. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo.2005. tributário ou não.561 .0023. os valores correspondentes aos horários da Fazenda Municipal.561 . de 01. de 01. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art.0021. tributário ou não.09.827.827. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. de 18 de julho de 2000. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante. O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. PAÇO MUNICIPAL. PAÇO MUNICIPAL.8141-3 1ª 2009/012222 1ª. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária.A de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. em 28 de dezembro de 2010.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . *** *** *** ATO Nº 11416/2010 .6660-1 4ª 2009/008246 CDA DATA 23.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. Pp. de 18 de julho de 2000.2009 1-IPTU 2005.880.3010-0 4ª 2009/010669 CDA DATA 23. O executado pagará juntamente com a parcela única.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. ter como componente principal penalidade pecuniária.11. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória.PROREM. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. inc. conforme a Lei nº 9. inc. 76. atendendo à intenção manifesta por CONSTRUTORA PINTO S. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. Na hipótese de o crédito. aprovado pelo Decreto nº 10.PÁGINA 18 1ª. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município.1999 1-IPTU 1998 TIPO EXERCÍCIO VEF INSC.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA.02. de 01.DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO FORTALEZA. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº CDA DATA 23. Na hipótese de o crédito. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário. devendo o executado pagar o remanescente de uma só vez. O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. *** *** *** ATO Nº 11417/2010 . 76. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2009. *** *** *** ATO Nº 11418/2010 .

76. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2009. 2007 TRIBUTO EXERCÍCIO INSC/ PARC. de 18 de julho de 2000.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. aprovado pelo Decreto nº 10.2005. 1ª . Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . PAÇO MUNICIPAL.PÁGINA 19 CDA DATA 23.948/2005 c/c Decreto 11. devidamente identificado em seguida.948/2005 c/c Decreto 11. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art.2005. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: 1ª . da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art.2009 1-IPTU 2005.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA.09.561 .PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. inc. VI. quando ocorrer inadimplência acumulada de 3 (três) parcelas consecutivas ou não do parcelamento realizado. PAÇO MUNICIPAL. 2ª . tributário ou não.09.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. com redução de 60% (sessenta por cento) sobre juros e multa moratória. *** *** *** ATO Nº 11420/2010 .827.O executado pagará juntamente com a parcela única. mediante concessões mútuas. Quando se tratar de estabelecimentos enquadrados no inciso I.2005.561 . 2007 2006.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. 313560-8 TIPO EXERCÍCIO VEF INSC. mediante concessões mútuas. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. mediante concessões mútuas. 76. de 01. em 28 de dezembro de 2010. conforme Lei nº 9561 . ter como componente principal penalidade pecuniária.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. ter como componente principal penalidade pecuniária.827.880. O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento.09. *** *** *** ATO Nº 11422/2010 . 76. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. cujos fatos geradores ocorrerem após a concessão do parcelamento efetivado na forma da Lei supra. Lei 8.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA . objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário. . Pp. mediante concessões mútuas. Pp.8016-5 4ª 13929/2009 IPTU 2006. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. 2ª. imediata e antecipadamente. O executado pagará o valor da execução em 009 (nove) parcelas. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. “a” e “b” do artigo 9º da Lei nº 9. devidamente identificado em seguida.09.880.948/2005 c/c Decreto nº 11. Pp. Lei 8. em 28 de dezembro de 2010. Pp. 2006. devidamente identificado em seguida. atendendo à intenção manifesta por FILOMENA MARIA BEZERRA PINHEIRO de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. conforme a Lei nº 9. tributário ou não. 544307-5 1ª. todas as parcelas não pagas. poderá ser parcelado com desconto somente nos juros. os valores correspondentes aos horários da Fazenda Municipal. PAÇO MUNICIPAL. Na hipótese de o crédito. Considera-se vencidas. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no disposto no art. aprovado pelo Decreto nº 10. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo.2005. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. 2ª. PROCESSO VARA Nº 2009. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário. de 18 de julho de 2000. aprovado pelo Decreto nº 10. 76. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida.Lei nº 8. retornando o crédito à situação anterior ao parcelamento. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . inc. quando for o caso. 2007 TIPO EXERCÍCIO VEF INSC. VI. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2009. em 28 de dezembro de 2010. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante.0021. inc. de 18 de julho de 2000.PROREM.7696-8 4ª 2009/006446 CDA DATA 23/04/2009 1-IPTU 2005. inc. atendendo à intenção manifestada por JOSÉ EDSON CAVALCANTE de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida.561 . com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória.PROREM. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. de 18 de julho de 2000. Lei 8. 2007 267679-6 TIPO EXERCÍCIO VEF INSC.PROREM. devidamente identificado em seguida. O executado pagará juntamente com a primeira parcela. conforme a Lei nº 9. Na hipótese de o crédito.PROREM. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art.827. 04 DE JANEIRO DE 2011 principal penalidade pecuniária. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. 3ª. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. será concedida redução de 50% (cinqüenta por cento) na penalidade pecuniária. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. 2ª.880.2304-9 4ª 2009/010490 TERÇA-FEIRA . 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. de 01.948/2005 c/c Decreto 11. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. 437238-7 1ª. bem como ocorrer inadimplência de 3 (três) parcelas de créditos tributários.2009 1-IPTU 2006. no uso de suas atribuições que lhe são conferidas pelo art. VI.0023. de 01. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. em 28 de dezembro de 2010. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . com redução. O executado pagará juntamente com a parcela única. devendo o executado pagar o remanescente de uma só vez. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. atendendo à intenção manifesta por FRANCISCA MARQUES DOS SANTOS de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida.DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO FORTALEZA. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO Nº VARA CDA NÚMERO 2009.0025.880.04. aprovado pelo Decreto n° 10. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima .0018. O executado pagará juntamente com a parcela única. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário. conforme a Lei nº 9. PAÇO MUNICIPAL.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento.04. *** *** *** ATO Nº 11419/2010 . As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo.PROREM. *** *** *** ATO N° 11421/2010 .561 .5825-9 4ª 2009/002714 CDA DATA 23. de 01. os valores correspondentes aos horários da Fazenda Municipal.827. VI. atendendo à intenção manifestada por FÁTIMA LEIRIA AMORIM SOUZA. mensais e sucessivas.

3ª .O executado pagará juntamente com a parcela única.0019.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. 2007 TIPO EXERCÍCIO VEF. todas as parcelas não pagas. “a” e “b” do artigo 9º da Lei nº 9.09. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária.PÁGINA 20 cado em seguida. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . INSC. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. ter como componente principal penalidade pecuniária.O executado pagará juntamente com a parcela única. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. tributário ou não. 76. em 28 de dezembro de 2010.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. Na hipótese de o crédito. 2006.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. somente nos juros. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. será concedida redução de 50% (cinquenta por cento) na penalidade pecuniária. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. TERÇA-FEIRA .880. atendendo à intenção manifestada por LUIZ CARLOS VIEIRA PASSOS . RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. bem como ocorrer inadimplência de 3 (três) parcelas de créditos tributários. Quando se tratar de estabelecimentos enquadrados no inciso I.O executado pagará juntamente com a primeira parcela. 2006 TIPO EXERCÍCIO VEF. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. em 28 de dezembro de 2010. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. VI. de 18 de julho de 2000. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário. em 28 de dezembro de 2010.09. PAÇO MUNICIPAL.561 PROREM. devidamente identificado em seguida. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município.O executado pagará juntamente com a parcela única. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2009. mediante concessões mútuas.2005. VI. Pp. INSC.880.7707-0 4ª 2009/004760 CDA DATA 23/04/2009 1-IPTU 2005.0023. ter como componente principal penalidade pecuniária. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. de 18 de julho de 2000. mediante concessões mútuas.948/2005 c/c Decreto 11. tributário ou não. aprovado pelo Decreto n° 10.DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO FORTALEZA. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima .2005. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante. de 01. atendendo à intenção manifestada por JOSÉ DA ROCHA FREIRES.PROREM. inc. 170139-8 617951-7 1ª . As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. *** *** *** ATO N° 11424/2010 . Na hipótese de o crédito. aprovado pelo Decreto n° 10. mediante concessões mútuas. inc. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2009.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA .880. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal.09. tributário ou não. cujos fatos geradores ocorrerem após a concessão do parcelamento efetivado na forma da Lei Supra.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. 76.PROREM. inc. devidamente identifi- 1ª .Considera-se vencidas. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . em 28 de dezembro de 2010. conforme a Lei nº 9.Lei nº 8. imediata e antecipadamente. Na hipótese de o crédito. atendendo à intenção manifestada por JOSÉ MÁRIO BARBOSA. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. 76. mensais e sucessivas. *** *** *** ATO N° 11426/2010 . poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. 2ª . 04 DE JANEIRO DE 2011 de 0% (zero por cento) sobre juros e multa moratória. VI. PAÇO MUNICIPAL. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. poderá ser parcelado com desconto. 2006 2005. tributário ou não.880.561 . 2ª . quando ocorrer inadimplência acumulada de 3 (três) parcelas consecutivas ou não do parcelamento realizado. 010497-3 1ª . devidamente identificado em seguida. de 01. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. 76. devidamente identificado em seguida. Pp.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento.4344-4 4ª 2009/016653 CDA DATA 23/04/2009 1-IPTU 2006. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário. quando for o caso. INSC. VI. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo.0015. conforme a Lei nº 9.8010-7 4ª 2007/078757 2007/078759 CDA DATA 31/12/2007 31/12/2007 1-IPTU 1-IPTU 2005. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2009.2005. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário. atendendo à intenção manifestada por LUIZ PAIVA FILHO. de 01.09. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art.948/2005 c/c Decreto 11.827. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. mediante concessões mútuas.827. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . de 18 de julho de 2000. O executado pagará o valor da execução em 007 (sete) parcelas.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. de 18 de julho de 2000. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. ter como componente principal penalidade pecuniária. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória.948/2005 c/c Decreto nº 11. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal.948/2005 c/c Decreto 11. *** *** *** ATO N° 11425/2010 . retornando o crédito à situação anterior ao parcelamento.561 . aprovado pelo Decreto n° 10. PAÇO MUNICIPAL. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. Lei 8. *** *** *** ATO N° 11423/2010 . Pp. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo.RAIMUNDO AMADEU ROCHA. de 01. Lei 8.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA.827. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: . no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. Lei 8. aprovado pelo Decreto n° 10. conforme a Lei nº 9. Pp. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. 2ª . 2007 296629-8 TIPO EXERCÍCIO VEF.PROREM.827. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. 2ª .561 . inc. PAÇO MUNICIPAL.2005. ter como componente principal penalidade pecuniária. Na hipótese de o crédito.

ter como componente principal penalidade pecuniária. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art.561 .09.0026. inc. 1997. tudo de acordo com o disposto no Anexo I deste Edital. disponibilizando caminhões tipo furgão com baú e capacidade de carga de 4000 kg e 2000 kg. em 28 de dezembro de 2010. atendendo à intenção manifestada por LUIZ MOURÃO DA ROCHA.561 . INSC. 1998. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2001. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. VI. VI. *** *** *** ATO N° 11429/2010 .59043-5 4ª 2001/000843 CDA DATA 16/10/2001 1-IPTU 1996.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2009.880.PROREM. devidamente identificado em seguida.561 .2005. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. combustível e toda a logística e controle. de 18 de julho de 2000.948/2005 c/c Decreto 11.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art.PÁGINA 21 1ª . VI. de 01. em 28 de dezembro de 2010. Na hipótese de o crédito. Na hipótese de o crédito. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. transporte e descarga de gêneros alimentícios não perecíveis. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. Pp. de 18 de julho de 2000. *** *** *** ATO N° 11428/2010 . Lei 8.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. aprovado pelo Decreto n° 10.827. Capatazes. 2000 373959-7 TIPO EXERCÍCIO VEF. Pp. PAÇO MUNICIPAL.827. 76. 538880-5 1ª . Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . PAÇO MUNICIPAL. inc. devidamente identificado em seguida. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário.2005.09.09. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. 138838-0 1ª . devidamente identificado em seguida. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima . os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. 04 DE JANEIRO DE 2011 PROCESSO VARA Nº 2008. 1999. ter como componente principal penalidade pecuniária. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo. incluindo Motoristas.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. 76.2005. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. aprovado pelo Decreto n° 10. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município.O valor do crédito tributário será calculado no dia do efetivo pagamento. de 01. mediante concessões mútuas. de 01. em 28 de dezembro de 2010. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. 1ª . ter como componente principal penalidade pecuniária. PAÇO MUNICIPAL. Na hipótese de o crédito.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. . As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo.880. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante. As custas processuais serão pagas na Vara de Execuções Fiscais do referido processo.3112-8 4ª 2007/081948 CDA DATA 31/12/2007 1-IPTU 2003. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. RESOLVE autorizar o Procurador do Município a firmar acordo judicial nos autos do respectivo processo. de reconhecer a procedência da execução fiscal que ora lhe é promovida.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA. atendendo à intenção manifestada por MARIA VALNICE AZEVEDO DOS SANTOS.PROREM. 330 da Consolidação da Legislação Tributária do Município. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. Martônio Mont’Alverne Barreto Lima .948/2005 c/c Decreto 11. COMISSÃO PERMANENTE DE EXECUÇÃO DAS LICITAÇÕES DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA AVISO DE RESPOSTA AO PEDIDO DE ESCLARECIMENTO/ LICITAÇÃO FRACASSADA PROCESSO: Pregão Presencial nº 05/2010. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária.O executado pagará juntamente com a parcela única.O executado pagará juntamente com a parcela única. 2004 TIPO EXERCÍCIO VEF. 76.PROREM. OBJETO: Contratação de empresa para execução dos serviços de carga. INSC. tributário ou não.561 . com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória. *** *** *** ATO N° 11427/2010 . A Pregoeira comunica aos interessados que a resposta aos pedidos de esclarecimentos formulados pelas empresas EGEL Locação de Veículos Ltda e GRUPO SIGLA.8389-0 4ª 2009/004458 CDA DATA 23/04/2009 1-IPTU 2005. 2ª . conforme a Lei nº 9.880.2005. e em conformidade com as cláusulas e condições adiante estipuladas: PROCESSO VARA Nº 2009. 2006 TIPO EXERCÍCIO VEF. tributário ou não. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante. INSC.PROREM. tributário ou não. ter como componente principal penalidade pecuniária.948/2005 c/c Decreto 11. Lei 8. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. aprovado pelo Decreto n° 10. com redução de 100% (cem por cento) sobre juros e multa moratória.948/2005 c/c Decreto 11. Lei 8. pelo período de 12 (doze) meses. inc. mediante concessões mútuas. em 28 de dezembro de 2010. atendendo à intenção manifestada por MARIA NEIDE OLIVEIRA SILVA. de 01. os valores correspondentes aos honorários da Fazenda Municipal. 2ª . PAÇO MUNICIPAL.827.09. Na hipótese de o crédito.A PREFEITA MUNICIPAL DE FORTALEZA.0025. objetivando o término do litígio e conseqüente extinção do crédito tributário. tributário ou não.880. TIPO DE LICITAÇÃO: Menor preço por lote.DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO FORTALEZA.PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA.O executado pagará juntamente com a parcela única. mediante concessões mútuas.0018. 2ª .SME. que disciplina a transação judicial entre a Fazenda Municipal e o sujeito passivo da obrigação tributária.O executado pagará juntamente com a parcela única. 2007 TIPO EXERCÍCIO VEF. Pp.3509-7 4ª 2009/014325 CDA DATA 23/04/2009 1-IPTU 2006. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. poderá ser quitado com desconto de 50% (cinquenta por cento) do seu montante. da Lei Orgânica do Município e fundamentado no art. INSC. conforme a Lei nº 9. Lei 8. conforme a Lei nº 9. conforme a Lei nº 9.02. de 18 de julho de 2000. Pp. 382697-0 TERÇA-FEIRA . ORIGEM: Secretaria Municipal de Educação . 2ª .

CAPS AD e CAPS Infantil).br.SECULTFOR. na área de abrangência da SER II. no horário compreendido entre 08h30 às 08h40 e iniciada a abertura dos envelopes de propostas de preços no dia 10 de janeiro de 2011. Vital Rolim . feiras. workshops. *** *** *** AVISO DE DECISÃO DE IMPUGNAÇÃO PROCESSO: Concorrência nº 02/2010. A COMISSÃO PERMANENTE DE EXECUÇÃO DAS LICITAÇÕES DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. encontros. ORIGEM: Companhia de Transporte Coletivo . bem como no endereço: www. TIPO DE LICITAÇÃO: Técnica e preço. shows artísticos. Vital Rolim . TIPO DE LICITAÇÃO: Técnica e preço. ORIGEM: Secretaria de Cultura de Fortaleza . para prestação de serviços de Suporte Técnico . feiras. Comte.Construtora BARROS COSTA Ltda. palestras. P/06 . para um período de execução de 12 (doze) meses.SECULTFOR e Gabinete da Prefeita . bem como. também.Sobreloja e Terraço . OBJETO: Contratação de empresa para a execução dos serviços de recuperação da Praça do Mirante.ME e Rafael Macedo Monteiro Pepino . Fortaleza.br. conferências.GP. Alciléia Rios Brandão . *** *** *** AVISO DE PROSSEGUIMENTO PROCESSO: Pregão Presencial nº 18/2010.PREGOEIRA. tudo de acordo com as especificações contidas no Anexo I deste Edital. captação de recursos a título de patrocínio. comunica que a sessão para credenciamento e recebimento dos envelopes contendo as propostas de preços e a documentação de habilitação. de acordo com as demandas do Gabinete da Prefeita e da Secretaria de Cultura de Fortaleza .NUTRINE Nutrimentos Nordeste Ltda. P/02 . TIPO DE LICITAÇÃO: Menor preço global. Vital Rolim . Comte. Informa outrossim.ORPEL Construções e Serviços Ltda e P/07 . Maiores informações na Rua do Rosário.gov. seminários.PRESIDENTE DA CPEL. organização e coordenação de eventos institucionais e culturais de iniciativa própria ou a titulo de participação envolvendo solenidades. no processo em epígrafe. às 08h40. Comte.Sobreloja e Terraço Fortaleza-Ce.EPP aos termos do edital em epígrafe. Comte.PRESIDENTE DA CPEL. bem como. palestras. conforme as especificações deste edital. verduras e outros) destinados as unidades dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS Geral. A Pregoeira comunica aos licitantes e demais interessados que FOI NEGADO PROVIMENTO às IMPUGNAÇÕES.SECULTFOR e Gabinete da Prefeita .CBC . farinha. sal. Fortaleza-Ce. P/01 . cursos.Ed. A COMISSÃO PERMANENTE DE EXECUÇÃO DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. apresentadas pelas empresas ELIELZA Brasil de Oliveira .Centro .OXXI Serviços Ambientais Ltda. encontros.ME. fones: 3452-3484 e 3452-3473. 77 .Sobreloja ou nos telefones (85) 3105-1155 e 3452-3481. fones: 3452-3481 e 3452-3480.SECULTFOR. ORIGEM: Secretaria Executiva Regional II . 77 . anteriormente marcada para o dia 06 de dezembro de 2010 ocorrerá no dia 10 de janeiro de 2011. na Rua do Rosário.Construtora CORREIA LIMA Ltda.GP. OBJETO: A presente licitação tem por objeto a contratação de empresas especializadas.Sobreloja e Terraço. 03 de janeiro de 2011. *** *** *** AVISO DE IMPUGNAÇÃO PROCESSO: Concorrência nº 02/2010. *** *** *** AVISO DE DECISÃO DE IMPUGNAÇÃO/ ADIAMENTO PROCESSO: Pregão Presencial nº 09/2010. 03 de janeiro de 2011. Outrossim. para prestação de serviços de suporte técnico-operacional para promoção. P/04 . Victor Hugo Cabral de Morais . Informa. TERÇA-FEIRA .Geraldo Alves da Silva.Fortaleza-Ce.Centro . P/05 . OBJETO: Contratação de empresa para fornecimento de gêneros alimentícios (arroz. Fortaleza. Centro . macarrão. cursos.PRESIDENTE DA CPEL. milho.ME. localizada no Morro de Santa Teresinha. Fortaleza.Construtora ASTRAL Ltda . festivais. comunica aos licitantes e demais interessados no presente processo que: HABILITA A EMPRESA: P/01 . que em razão da inabilitação das empresas: P/03 .Ed.TROPICAL Mudanças e Transportes Ltda. Vital Rolim . captação de recursos a titulo de patrocínio.Sobreloja e Terraço.SER II.SER IV.CTC. 03 de janeiro de 2011.Ed.Centro .ce. *** *** *** AVISO DE HABILITAÇÃO/ INABILITAÇÃO PROCESSO: Tomada de Preços nº 07/2010. P/03 . Vital Rolim . de forma parcelada. resolve declarar a licitação Fracassada e devolver o processo ao órgão de origem da licitação. 77. em todo o território nacional. 03 de janeiro de 2011. margarina. Janelvia Almeida Saraiva . ORIGEM: Secretaria de Cultura de Fortaleza . organização e coordenação de eventos institucionais e culturais de iniciativa própria ou a título de participação envolvendo solenidades. shows artísticos. 04 DE JANEIRO DE 2011 encontram-se à disposição dos interessados na Rua do Rosário. Fortaleza. leite.fortaleza. conferências workshop. Estando a referida decisão a disposição dos interessados. que: INABILITA A EMPRESA: P/04 . a respectiva decisão e o edital encontram-se no site: www. festivas.PÁGINA 22 grafe encontrando-se a referida impugnação à disposição em sua sede situada na Rua do Rosário.Ed.gov.Transportadora ALBUQUERQUE Ltda ME e P/02 .Centro .Ed.Operacional para promoção. TIPO DE LICITAÇÃO: Menor preço por lote.fortaleza. comunica aos licitantes e demais interessados que a licitante MIX SERVIÇOS AQUISIÇÕES E EVENTOS. de acordo com as demandas do Gabinete da Prefeita e da Secretaria de Cultura de Fortaleza . 77 .666/93.CONCÓRDIA Construções Ltda. Victor Hugo Cabral de Morais . seminários. Comte. em todo o território nacional. em cumprimento ao parágrafo 1º do artigo 109 da Lei nº 8. na Rua do Rosário.ce. para que sejam adotadas as providências cabíveis. Quaisquer outras informações poderão ser obtidas na sede da Comissão.PREGOEIRA.DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO FORTALEZA. comunica aos licitantes e demais interessados que a autoridade competente do órgão de origem da licitação NEGOU PROVIMENTO A IMPUGNAÇÃO apresentada pela empresa: MARCELO SANTIAGO SILVA . A COMISSÃO PERMANENTE DE EXECUÇÃO DAS LICITAÇÕES DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. 03 de janeiro de 2011.Construtora e Imobiliária JMV Ltda. conforme as especificações deste edital. IMPUGNOU os termos do edital em epí- . OBJETO: Contratação de empresa para compra de fardamento. feijão. OBJETO: A presente licitação tem por objeto a contratação de empresas especializadas. ORIGEM: Secretaria Executiva Regional IV . Fortaleza. TIPO DE LICITAÇÃO: Menor preço por lote. Victor Hugo Cabral de Morais . 77 . polpa de frutas.

o processo em epígrafe foi Suspenso.PREGOEIRA.IMPORTADORA CEARENSE LTDA. formulou pedido de esclarecimento aos termos do edital do processo em epígrafe. Arnoldo Soares de Arruda . na Rua do Rosário. 77 . ORIGEM: Instituto Doutor José Frota . Nota Técnica (NT) = 94.50 por obter Nota Técnica inferior a 60 pontos. ORIGEM: Secretaria de Administração do Município . conforme especificações do Anexo I do Edital. 77 .br e demais informações sobre o Edital nos telefones (85) 3452-3480 e 3452-3481. O Pregoeiro comunica que o credenciamento. e que o referido pedido encontra-se à disposição dos interessados em sua sede na Rua do Rosário.ENGESOFT Engenharia e Consultoria .Ed.Fortaleza-Ce e iniciada a abertura dos envelopes de propostas de preços no dia 14 de janeiro de 2011 às 13:40h. Comte. para um período de execução de 5 (cinco) meses. CLASSIFICA AS EMPRESAS: P/ 01 .ce. *** *** *** AVISO DE PEDIDO DE ESCLARECIMENTO PROCESSO: Pregão Eletrônico nº 34/2010. TIPO DE LICITAÇÃO: Menor preço global. Vital Rolim.Centro . no horário compreendido entre 13h30h às 13:40h. OBJETO: Seleção de empresa para o registro de preços visando à aquisição de medicamentos da atenção básica.Sobreloja e Terraço. *** *** *** AVISO DE PEDIDO DE ESCLARECIMENTO PROCESSO: Pregão Eletrônico nº 48/2010. Fortaleza. *** *** *** TERÇA-FEIRA .Ed.Fortaleza-Ce ou através dos telefones (85) 31051155 e 3452-3481. por um período de 12 meses.Ed.Ed. Carlos Henrique Rocha Almeida . Winston Alves Teixeira . 03 de janeiro de 2011. Brasileira de Projetos e Empreendimentos. Nota Técnica (NT) = 43. os envelopes contendo as propostas de preços e a documentação de habilitação serão recebidos no dia 14 de janeiro de 2011. que por determinação do titular do órgão. ORIGEM: Secretaria de Turismo de Fortaleza . comunica aos licitantes e demais interessados no presente processo que: DESCLASSIFICA A EMPRESA: P/03 GEOENVI Geologia e Meio Ambiente Ltda.PREGOEIRO. para atender as necessidades do IJF.gov. encontra-se à disposição dos interessados em sua sede. no horário compreendido entre 08h30 às 08:40h. 04 DE JANEIRO DE 2011 A Pregoeira comunica as licitantes e demais interessados que no dia 07 de janeiro de 2011 às 13:30 horas dará continuidade ao procedimento licitatório referente ao processo em epigrafe. conforme especificações do Anexo I do Edital. 03 de janeiro de 2011. O Pregoeiro comunica aos interessados que a empresa EDWARDS LIFESCIENCES COMÉRCIO DE PRODUTOS MÉDICO-CIRÚRGICO LTDA. Comte. Vital Rolim . José Frota . Comte. A Pregoeira comunica aos interessados que a empresa GLAXOSMITHKLINE BRASIL LTDA.IJF.SAM. A COMISSÃO ESPECIAL DE LICITAÇÃO DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. Maiores informações poderão ser obtidas pelos telefones (85) 3452-3473 e (85) 3452-3484. em cumprimento ao parágrafo 1º do artigo 109 da Lei nº 8. François Pierre de Melo PREGOEIRO. os envelopes contendo as propostas de preços e a documentação de habilitação serão recebidos no dia 14 de janeiro de 2011. O Pregoeiro comunica aos interessados que a resposta ao pedido de esclarecimento formulado pela empresa. Vital Rolim .PREGOEIRO.SAM. Janelvia Almeida Saraiva . para que sejam feitas as alterações necessárias no edital.fortaleza. 03 de janeiro de 2011.PREGOEIRO.PREGOEIRA.Centro .fortaleza. Fortaleza.gov.Sobreloja e Terraço .COBRAPE Cia. na Rua do Rosário. Fortaleza. OBJETO: Contratação de empresa para a elaboração de estudos ambientais (EIA/RIMA) para implantação do projeto de requalificação e reforma geral dos espaços urbanísticos e paisagísticos da Avenida Beira Mar Fortaleza/Ceará. Fortaleza. 77 . Fortaleza. Comte.SETFOR.Sobreloja e Terraço . formulou pedido de esclarecimento aos termos do edital do processo em epígrafe. *** *** *** AVISO DE RESPOSTA AO PEDIDO DE ESCLARECIMENTO/ SUSPENSÃO PROCESSO: Pregão Eletrônico nº 33/2010. 03 de janeiro de 2011. Sobreloja e Terraço.Sobreloja e Terraço Fortaleza-Ce e iniciada a abertura dos envelopes de propostas de preços no dia 14 de janeiro de 2011 às 08:40h. ORIGEM: Instituto Doutor José Frota .br e demais informações sobre o Edital nos telefones (85) 3452-3480 e 3452-3481. 77. e que o referido pedido encontra-se à disposição dos interessados em sua sede na Rua do Rosário. ORIGEM: Secretaria de Administração do Município .IJF. Fortaleza. Outrossim informa aos interessados. por um período de 12 meses. Ed. COMISSÃO ESPECIAL DE LICITAÇÕES AVISO DE RESULTADO DE JULGAMENTO DE PROPOSTA TÉCNICA PROCESSO: Tomada de Preços nº 04/2010. 03 de janeiro de 2011. Maria da Conceição Silva Andrade . 03 de janeiro de 2011. OBJETO: Seleção de empresa para o registro de preços visando à aquisição de reagente para gasometria. TIPO DE LICITAÇÃO: Menor preço total por lote.DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO FORTALEZA.ce. TIPO DE LICITAÇÃO: Menor preço total por lote.00. OBJETO: Seleção de empresa para o registro de preços visando à aquisição de instrumental odontológico para suprir os Centros de Saúde da Família e os Centros de Especialidades Odontológicas e IPM.666/93. OBJETO: Seleção de empresa para o registro de preços visando à aquisição de revelador e fixador para Raio X. O Edital poderá ser lido e obtido no endereço acima mencionado e através do site: www. tudo de acordo com as especificações contidas nos anexos do edital. Vital Rolim . ORIGEM: Instituto Dr.Centro .Centro . IMPORTEC . TIPO DE LICITAÇÃO: Menor preço por lote. P/02 . Vital Rolim . Centro. Quaisquer outras informações poderão ser obtidas junto a Comissão em sua sede na Rua do Rosário. OBJETO: Seleção de empresa para o registro de preços visando à aquisição de materiais de órteses e próteses e materiais especiais.PÁGINA 23 AVISO DE CONVOCAÇÃO PROCESSO: Pregão Presencial nº 01/2011. 77 . Comte. O Pregoeiro comunica que o credenciamento. TIPO DE LICITAÇÃO: Menor preço por lote. O Edital poderá ser lido e obtido no endereço acima mencionado e através do site: www. *** *** *** AVISO DE CONVOCAÇÃO PROCESSO: Pregão Presencial nº 01/2011.IJF.

Martônio Mont´Alverne Barreto Lima . teórica e prática.PÁGINA 24 NICÍPIO.06. Término: 09.OBJETO: Concessão de estágio na modalidade não curricular e remunerado o estudante de nível superior como incentivo à formação profissional. Centro.8.SER II.PRESIDENTE ADJUNTO DA CEL *** *** *** AVISO DE NOVO RESULTADO DE JULGAMENTO PROCESSO: Tomada de Preços nº 06/2010. encontra-se à disposição dos interessados em sua sede na Rua do Rosário. RECURSOS: Próprios do concedente. A COMISSÃO ESPECIAL DE LICITAÇÃO DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA.CONVENIADA .Construtora ASTRAL Ltda ME. Nota Técnica (NT) = 77. e a estagiária ANA KELLY DOS SANTOS SOUSA *** *** *** EXTRATO DO TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO .666/93. a Universidade Estadual do Ceará (UECE) e a estagiária abaixo subscrita. 03 de janeiro de 2011.REPRESENTANTE DA SAM.12.SAM INTERVENIENTE .SAM. Victor Hugo Cabral de Morais . José Frota. tendo em vista o que dispõe o artigo 2º. Universidade Federal do Ceará .Extrato do Termo de Compromisso de Estágio.52. teórica e prática. A SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DO MUNICÍPIO . Francisco Erismar da Silva . Fortaleza. com o valor global de R$ 434.CONCEDENTE . TERÇA-FEIRA .Francisco José Wanderley Osterne e o estagiário ANTONIO CARLOS POLICARPO CARMO. de acordo com o artigo 82. PRÓ REITORA DE EXTENSÃO DA UECE Profª Celina Magalhães Ellery.06.Francisco José Wanderley Osterme e a estagiária JÚLIA DE FREITAS SOUSA.SAM.Extrato do Termo de Compromisso de Estágio que entre si celebram o Instituto Dr. INÍCIO: 10. GABINETE DO PROCURADOR GERAL E DO SECRETÁRIO DE ADMINISTRAÇÃO DO MU- . Rolim. matrícula nº 13575-01. A SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DO MUNICÍPIO . no uso de suas atribuições legais. ORIGEM: Secretaria Executiva Regional II . de 12. a Secretaria de Administração do Município .SETFOR. teórica e prática.UFC e a estagiária abaixo subscrita. a Universidade Federal do Ceará . ASSINAM O PRESENTE TERMO DE COMPROMISSO: SECRETÁRIA DA SER III .DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO FORTALEZA. ASSINAM O PRESENTE TERMO DE COMPROMISSO: O SUPERINTENDENTE INTERINO DO IJF .070.1990.UFC e a estagiária abaixo subscrita.526 . Nota Técnica (NT) . comunica aos licitantes e demais interessados no presente processo que: CLASSIFICA AS EMPRESAS: 1º lugar .Mário Mamede Filho.TRANA Construções Ltda.90. a servidora ZULEIKA STAEL PESSOA CATUNDA. Fortaleza. OBJETO: Contratação de empresa para a execução dos serviços de recuperação do Espigão do Titanzinho.2010 a 10. *** *** *** EXTRATO DO TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO . Victor Hugo Cabral de Morais . 77 .2011.Extrato do Termo de Compromisso de Estágio que entre si celebram o Instituto Dr. RECURSOS: Próprios do concedente. item III. em cumprimento ao parágrafo 1º do artigo 109 da Lei nº 8. Fortaleza/Ceará pelo período de execução de 03 (três) meses.24.Técnicos em Transporte Ltda.01.PRESIDENTE ADJUNTO DA CEL. Victor Hugo Cabral de Morais . OBJETO: Concessão de estágio na modalidade não curricular e remunerado à estudante de nível superior como incentivo à formação profissional.MEMP Construções Ltda.SAM. em 01 de outubro de 2010. de 27. Nota Técnica (NT) = 87.12. lotada no Instituto de Previdência do Município .IPM a Secretaria de Administração do Município .2011. localizado no Bairro Passaré.671.REPRESENTANTE DA SAM.IPM. RECURSOS: Próprios do concedente. P/05 .01.UFC e o estagiário abaixo subscrito . ASSINAM O PRESENTE TERMO DE COMPROMISSO: SUPERINTENDENTE DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO . 2º lugar .50.00. OBJETO: Contratação de empresa para a execução dos serviços técnicos de consultoria para elaboração do relatório de impacto no sistema de trânsito (RIST) referente ao projeto de requalificação do Zoológico e Horto Municipal. RESOLVEM prorrogar à disposição do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará.59 (Proposta de Preços aberto por força de Mandado de Segurança nº 0128897. com o valor global de R$ 438. Estatuto dos Servidores do Município de Fortaleza. ORIGEM: Secretaria de Turismo de Fortaleza . Fortaleza.2011. sem ônus para origem. A SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DO MUNICÍPIO INTERVENIENTE .34.552010.50.11.01. 03 de janeiro de 2011. Maiores Informações através dos telefones (85) 3452-3473 e (85) 34. TÉRMINO: 31. que entre si celebram Secretaria Executiva SER III.REPRESENTANTE DA SAM.SECRETÁRIO DE ADMINISTRAÇÃO EM EXERCÍCIO.02.Messias Barbosa Lima. a Universidade Federal do Ceará . da Lei nº 6. P/04 . OBJETO: Concessão de estágio na modalidade não curricular e remunerado à estudante de nível superior como incentivo à formação profissional. INÍCIO: 01.CONCEDENTE . O COORDENADOR DE EXTENSÃO (AGÊNCIA DE ESTAGIO) UFC CONVENIADA . na área de abrangência da SER II.12. RECURSOS: Próprios do concedente.IPM .59 e 3º lugar P/02 . TÉRMINO: 31. Agente Administrativo.CONCEDENTE .CONCEDENTE . a Secretaria de Administração do Município SAM. a Secretaria de Administração do Município .11. INÍCIO: 01.01. A COMISSÃO ESPECIAL DE LICITAÇÃO comunica aos interessados que a resposta ao PEDIDO DE ESCLARECIMENTO formulado pela empresa TECTRAN .06.05. OBJETO: Concessão de estágio na modalidade não curricular e remunerado à estudante de nível superior como incentivo à formação profissional.PRESIDENTE ADJUNTO DA CEL. REPRESENTANTE DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ UFC .0001).054. teórica e prática.GAIA Engenharia Ambiental.Messias Barbosa Lima.2010 e de acordo com o Processo nº 90083/2010. José Frota. Comte Vital. A SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DO MUNICÍPIO INTERVENIENTE .P/01 .Suplemento de 02.11.01. tudo de acordo com as especificações contidas nos anexos do edital.MRS Estudos Ambientais. O COORDENADOR DE EXTENSÃO (AGÊNCIA DE ESTAGIO) UFC - SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DO MUNICÍPIO ATO Nº 8539/2010 .A CONVENIADA.O PROCURADOR GERAL E O SECRETÁRIO DE ADMINISTRAÇÃO DO MUNICÍPIO.Olinda Maria dos Santos. 04 DE JANEIRO DE 2011 Ltda. INÍCIO: 05. ASSINAM O PRESENTE TERMO DE COMPROMISSO: O SUPERINTENDENTE INTERINO DO IJF . com valor global de R$ 399.84. no período de 11.749.Ed.114. *** *** *** EXTRATO DO TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO .PROCURADOR GERAL DO MUNICÍPIO.01.P/03 .1991.01.2012. 03 de janeiro de 2011. do Decreto nº 12. TÉRMINO: 04.2012. publicada no DOM nº 9.Extrato do Termo de Compromisso de Estágio que entre si celebram Instituto de Previdência do Município . *** *** *** EXTRATO DO TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO . *** *** *** AVISO DE RESPOSTA AO PEDIDO DE ESCLARECIMENTO PROCESSO: Tomada de Preços nº 08/2010. localizado no Bairro Cais do Porto.

2011. *** *** *** EXTRATO DO TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO . O COORDENADOR DA E.04. a Secretaria de Administração do Município SAM. O COORDENADOR DE EXTENSÃO AGÊNCIA DE ESTÁGIO . ASSINAM O PRESENTE TERMO: O SUPERINTENDENTE INTERINO DO IJF .2010. OBJETO: Rescisão de Termo de Estágio.E.Alex Freitas Pires e o estagiário JONATHAN MÁRCIO AMÂNCIO SALES. RECURSOS: Próprios do concedente. e a estagiária CÉLIA SILVA LIMA. a Secretaria de Administração do Município . a Secretaria de Administração do Município .Olinda Maria dos Santos.2011 à 02. a Secretaria de Administração do Município . teórica e prática.CONCEDENTE Messias Barbosa Lima.SAM.CONVENIADA .E. RECURSOS: Próprios do concedente. A SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DO MUNICÍPIO.06.CONCEDENTE .CONCEDENTE .2010.2009 à 30.F. OBJETO: Rescisão de Termo de Estágio.FIC e a estagiária abaixo subscrita.INTERVENIENTE . VIGÊNCIA: 16.2011.04. REPRESENTANTE DA FIC .E. A SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DO MUNICÍPIO . 04 DE JANEIRO DE 2011 CONVENIADA . ONDE SE LÊ: OBJETO: O presente contrato tem como objeto a aquisição de luva para procedimento não estéril extra .REPRESENTANTE DA SAM. DATA DA RESCISÃO: 04. a Universidade Federal do Ceará (UFC) e o estagiário abaixo subscrito.F. a Secretaria de Administração do Município SAM.CONVENIADA .CONVENIADA . ASSINAM O PRESENTE TERMO: DIRETOR PRESIDENTE .2010.INTERVENIENTE . ASSINAM O PRESENTE TERMO: O SUPERINTENDENTE INTERINO DO IJF .2011. a Universidade Federal do Ceará (UFC) e o estagiário abaixo subscrito.SAM.IFCE e a estagiária abaixo subscrita. VIGÊNCIA: 05. VIGÊNCIA: 03. RESPONSÁVEL PELOS ESTAGIÁRIOS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ (UFC) .Luiza de Marilac Martins e Silva Perdigão.04.11.TERMO DE CONTRATO Nº 15/2010.01. VIGÊNCIA: 16. José Frota .2011.INTERVENIENTE. OBJETO: Rescisão de Termo de Estágio.IJF.INTERVENIENTE . José Frota .2009 à 15.CONCEDENTE .INTERVENIENTE . O COORDENADOR DA E.04. DATA DA RESCISÃO: 18.04.M FIGUEIREDO CORREIA CONVENIADA .Extrato de Rescisão Unilateral do Termo de Compromisso de Estágio que entre si celebram a Secretaria Executiva Regional do Centro SERCEFOR. OBJETO: Rescisão de Termo de Estagio.IJF.IJF.11.2009 à 31.pequena .Extrato de Rescisão do Termo de Compromisso de Estágio que entre si celebram o Instituto Dr.Francisco José Wanderley Osterme e o estagiário SERGIO MURILO PINHEIRO BARBOSA.04. *** *** *** EXTRATO DE RESCISÃO UNILATERAL DO TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO .2010.02. *** *** *** EXTRATO DE RESCISÃO DO TERMO DE COMPROMISSO DE ESTAGIO . A DIRETORA DA E.02.2011. CHEFE DA DIVISÃO DE ASSUNTOS ESTUDANTIS . OBJETO: Rescisão de Termo de Estágio.José Arimá Rocha Brito. DATA DA RESCISÃO: 30.Extrato de Rescisão do Termo de Compromisso de Estágio que entre si celebram a Guarda Municipal e Defesa Civil de Fortaleza. ASSINAM O PRESENTE TERMO: SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DO MUNICÍPIO .CONVENIADA .CONCEDENTE E INTERVENIENTE .2010. *** *** *** EXTRATO DE RESCISÃO DO TERMO DE COMPROMISSO DE ESTAGIO . Ciência e Tecnologia do Ceará .01. 22 de dezembro de 2010. OBJETO: Concessão de estágio na modalidade não curricular e remunerado à estudante de nível superior como incentivo à formação profissional.2009 à 15.CONCEDENTE . VIGÊNCIA: 04.Extrato de Rescisão do Termo de Compromisso de Estágio que entre si celebram o Instituto Dr.SAM.03.José Passos Nunes.Francilene Pinagé de Andrade e a estagiária ANA PAULA VIANA CORREIA.CONVENIADA . o Instituto Federal de Educação.F. VIGÊNCIA: 20.02. RECURSOS: Próprios do concedente. a Escola do Ensino Fundamental e Médio João Mattos e a estagiária abaixo subscrita.10.DAE . OBJETO: Rescisão Unilateral do Termo de Estágio. DATA DA RESCISÃO: 31. RECURSOS: Próprios do concedente. DATA DA RESCISÃO: 08. A SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DO MUNICÍPIO . RECURSOS: Próprios do concedente.PÁGINA 25 EXTRATO DE RESCISÃO DO TERMO DE COMPROMISSO DE ESTAGIO .Messias Barbosa Lima.2010.INTERVENIENTE . ASSINAM O PRESENTE TERMO: SECRETÁRIA MUNICIPAL . *** *** *** TERÇA-FEIRA . a Escola do Ensino Fundamental e Médio Figueiredo Correia e o estagiário abaixo subscrito.M JOÃO MATTOS . DATA DA RESCISÃO: 04. A SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DO MUNICÍPIO .2010 à 03. *** *** *** EXTRATO DE RESCISÃO DO TERMO DE COMPROMISSO DE ESTAGIO . ASSINAM O PRESENTE TERMO: SECRETARIA DA SER III CONCEDENTE .11.DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO FORTALEZA. *** *** *** EXTRATO DE RESCISÃO DO TERMO DE COMPROMISSO DE ESTAGIO .REPRESENTANTE DA SAM. ASSINAM O PRESENTE TERMO: DIRIGENTE DA GMF . RECURSOS: Próprios do concedente.Extrato de Rescisão do Termo de Compromisso de Estágio que entre si celebram a Secretaria Executiva Regional III. RECURSOS: Próprios do concedente.Vaumik Ribeiro da Silva.Extrato de Rescisão do Termo de Compromisso de Estágio que entre si celebram o Instituto Dr. Fortaleza.PUBLICADO NO DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO DE 17/08/2010 . SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE ERRATA .REPRESENTANTE DA SAM. VIGÊNCIA: 18. ASSINAM O PRESENTE TERMO: O SUPERINTENDENTE INTERINO DO IJF .REPRESENTANTE DA SAM.10.Extrato de Rescisão do Termo de Compromisso de Estágio que entre si celebram a Autarquia de Regulação Fiscalização e Controle dos Serviços Públicos de Saneamento Ambiental .Messias Barbosa Lima.Celina de Oliveira Dias Ribeiro e o estagiário LUCAS PEREIRA DOS SANTOS.04.01. A SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DO MUNICÍPIO .CONVENIADA.2009 à 18.Extrato do Termo de Compromisso de Estágio que entre si celebram a Secretaria de Administração do Município SAM.2011. A SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DO MUNICÍPIO .ACFOR. a Secretaria de Administração do Município . OBJETO: Rescisão de Termo de Estágio.11. A SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DO MUNICÍPIO .2012.M JOÃO MATTOS . RECURSOS: Próprios do concedente.SAM.01. a Faculdade Integrada do Ceará .CONCEDENTE .SAM.2011.Osmar de Sá Ponte Junior e o estagiário WEBER BUSGAIB GONÇALVES.2010 à 04.A REPRESENTANTE DA SAM. VIGÊNCIA: 01.2011. DATA DA RESCISÃO: 22. a Secretaria de Administração do Município . a Escola do Ensino Fundamental e Médio João Mattos e o estagiário abaixo subscrito.Alex Freitas Pires e a estagiária JESSICA MARESSA DE OLIVEIRA MACEDO.12.Francisco José Wanderley Osterne e a estagiária PATRÍCIA LEITE LAVOR. *** *** *** EXTRATO DE RESCISÃO DO TERMO DE COMPROMISSO DE ESTAGIO . José Frota .

de acordo com o Decreto Municipal nº 12.SECRETÁRIO DA SEINF.000 VL. 28 de dezembro de 2010.260. luva para procedimento não estéril-média 30. matricula nº 12732. ou conceito equivalente e não possuir mais do que duas reprovações.0 Luva para procedimento não estéril .889/2010. simbologia DNI . 186 da Lei nº 6.1.SER III. conforme as fases a saber: Primeira Fase: Análise da documentação apresentada. e na forma que dispõe o art. b) Características quanto à duração.20 (um milhão trezentos e onze mil.150. • As cópias devem ser acompanhadas dos respectivos documentos originais para conferência. 2. das 08 as 12 horas e da 13 às 17 horas. UNIT. a) Para o legítimo preenchimento das vagas ofertadas. 3.150. luvas para procedimento não estéril pequena 30. duzentos e dezoito reais e vinte centavos).Os estagiários pertençam a Instituições de Ensino Superior cujos convênios com a PMF estejam regulares e em vigência. a partir da data da instalação.SEINF. Advogada. duzentos e cinquenta e oito mil.23 VL.médio (caixa com 100 unidades) Luva para procedimento não estéril . DA SELEÇÃO: À Comissão de Seleção caberá executar a seleção.900. em 30 de dezembro de 2010. 1. Publique-se. comporem a Comissão de Sindicância destinada a apurar a denúncia constante no bojo do Processo nº 167587/2010 .SECRETÁRIA EXECUTIVA REGIONAL .2010.1.000 caixas com 100 unidades. Em caso de empate prevalecerá.605 R$ 17. luva estéril 8.000 5. DAS INSCRIÇÕES: As inscrições estarão abertas no período de 05 de janeiro à 12 de janeiro de 2011. Processo “carona” nº 34.445.000 caixas com 100 unidades.04. luvas para procedimento não estéril . nos termos da Ata de Registro de Preços nº 03/2010.0 Luva para procedimento não estéril . TOTAL 131.794/90 e outras medidas necessárias concedendo-lhes o prazo de 30 (trinta) dias. nas disciplinas já cursadas.000 caixas com 100 unidades.000 caixas com 100 unidades.20 R$ R$ R$ R$ R$ R$ LEIA-SE: OBJETO: O presente contrato tem como objeto a aquisição de luva para procedimento não estéril extra-pequena 7.00 516. até julho de 2011.260. Fortaleza CE. um índice de rendimento.00 516. à disposição da SER II deste 05. 4. DOCUMENTOS EXIGIDOS: No ato de inscrição. Advogada.00 1. exercendo um cargo em Comissão de Encarregado de Atividades Técnicas. conforme especificações abaixo elencadas: ITEM 1 2 3 4 5 ESPECIFICAÇÃO Luva para procedimento não estéril extra .SECRETÁRIO MUNICIPAL DE SAÚDE.000 30.60 7. contados a partir da data de sua assinatura. até fevereiro de 2011.médio (caixa com 100 unidades) Luva para procedimento não estéril .23 R$ 17. LEIA-SE: O prazo de vigência deste contrato será conforme a validade da Ata de Registro de Preços nº 03/2010. R$ 17.605 R$ 17.grande 5. MARIA CRISTINA DE CARVALHO GONÇALVES.16 R$ 0.900.655. Caixa Par Caixa Caixa Caixa QUANT. RESOLVE: Designar as servidoras VERA MARIA BEZERRA DE MENEZES. de 09 de dezembro de 2008.986. II .pequena (caixa com 100 unidades) Luva estéril 8.218.000 30. • Cópia do CPF. Alexandre José Mont’Alverne Silva .218.grande (caixa com 100 unidades) Luva para procedimento não estéril . matricula nº 15307.463/08. conforme especificações abaixo elencadas: ITEM 1 2 3 4 5 ESPECIFICAÇÃO Luva para procedimento não estéril extra .000 30. ONDE SE LÊ: O prazo de vigência deste contrato será conforme a validade da Ata de Registro de Preços nº 03/2010. identificando os ditames infringidos e as sanções de que trata a Lei nº 6.par 12. Classificação Final I: A pontuação ficará a cargo da comissão de seleção. Bairro: Parquelândia.000 5.660 12. luva para procedimento não estéril-grande 5. • Uma foto 3x4. podendo para tanto fazer diligências.258. UNIT. de 27 de dezembro de 1990. igual ou superior a 6.23 R$ 17. hoje lotado nesta Secretaria. o maior número de créditos cursados pelo candidato.660 caixas com 100 unidades. 04 DE JANEIRO DE 2011 TERÇA-FEIRA .pequena (caixa com 100 unidades) VALOR TOTAL UNID.258. relativo ao servidor AMILTON JESUINO DA COSTA.311. 7.660 caixas com 100 unidades. nos termos da Ata de Registro de Preços nº 03/2010.1 e ELDA MARIA CATUNDA BASTOS. Fortaleza.660 12. do histórico escolar. SÃO REQUISITOS PARA A INSCRIÇÃO: Os candidatos deverão comprovar que cumpriram.23 VL.00 516. registre-se e cumpra-se. para conclusão dos trabalhos.445. para. • Histórico Escolar atualizado e Comprovante de matricula devidamente assinados pelo Coordenador do curso. no uso de suas atribuições legais. Caixa Par Caixa Caixa Caixa QUANT. inclusive. 7. SECRETARIA EXECUTIVA REGIONAL III EDITAL Nº 01/2011 .pequena (caixa com 100 unidades) Luva estéril 8. R$ 17. sejam por nota ou falta. Processo “carona” nº 34. para fim de desempate. Advogada.00 516.900.00 86.0 . no mínimo o 4º semestre ou ter 80 créditos e no máximo 7º semestre.000 caixas com 100 unidades. contados a partir da data de suas assinatura. LEIA-SE: R$ 1.00 1. na SER IV (exercendo suas funções na Regional II). seiscentos e cinquenta e cinco reais e sessenta centavos).23 R$ 17. será solicitado: • Cópia da carteira de identidade.pequena (caixa com 100 unidades) VALOR TOTAL UNID.655.000 VL.889/2010. luva para procedimento não estéril-pequena 30. 5.000 pares. TOTAL 131. na Secretaria Executiva Regional III. a abertura de vagas para estágio na Secretaria Executiva Regional III de Acordo com as condições e quantitativos estabelecidos no anexo único deste edital. no uso de suas atribuições legais. prorrogáveis por no máximo 15 (quinze) dias.0 (seis). carga horária. valor da bolsa SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO URBANO E INFRA-ESTRUTURA PORTARIA Nº 28/2010 . a observância de que: I -10% (dez por cento) das vagas sejam destinadas a pessoas portadoras de necessidades especiais. luvas para procedimento não estéril .60 7. Engº Luciano Linhares Feijão . DISPOSIÇÕES GERAIS: Conforme Decreto Municipal 12463/08 de 09 de dezembro de 2008. resolve tornar público e declarar. • Curriculum Vitae com seus respectivos comprovantes.900. matricula: 14. localizada na Avenida Jovita Feitosa nº 1264.23 R$ 17.médio 30. sob a presidência da primeira. GABINETE DO SECRETÁRIO DA SEINF.60 (um milhão. deverão ser respeitadas as seguintes determinações.311.60 R$ R$ R$ R$ R$ R$ ONDE SE LÊ: R$ 1.794. do Curriculum Vitae.000 caixas com 100 unidades. • Cópia da carteira de reservista (para candidatos do sexo masculino).DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO FORTALEZA.16 R$ 0.O SECRETARIO MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO URBANO E INFRAESTRUTURA.1 todas lotadas na SEINF.000 pares. disponibilidade de tempo para estagiar em um dos turnos ofertados (manhã e tarde).grande (caixa com 100 unidades) Luva para procedimento não estéril .par 12.PÁGINA 26 7. referente a possível pedido de propina. .00 86. Luvas estéril 8. • Comprovante de residência. nomear um servidor para secretariar os trabalhos objeto desta Portaria.000 30. Segunda Fase: Entrevista.0 .

O estágio não implica em vínculo funcional com o Município de Fortaleza. II A carga horária do estágio é de 20 (vinte) horas.Registre-se. de 29.SUPERINTENDENTE DO IPM. duzentos e noventa e quatro reais e oitenta e seis centavos) que em virtude da existência de mais um dependente (filho) foi feito o rateio e passou a orçar em R$ 1.RITA ÁUREA RIBEIRO. Fortaleza.PREFEITA DE FORTALEZA.JAQUELINE ALAM CASTRO. TEREZA VIEIRA DA SILVA. ANTÔNIA FERREIRA TURBANO. A pensão da viúva orçou em R$ 455. publique-se e cumpra-se. Membro .02. no uso de suas atribuições legais e tendo em vista o que consta no Processo nº 1558/2009.Este Edital terá validade de 01 (um) ano ou. 40. em Seguro de Acidente Pessoal. ou abertura de novas vagas. devendo ser pago R$ 611. filho e dependente da segurada falecida desta Autarquia Sra. 105. e ao menor NATANAEL FERREIRA TURBANO. O valor inicial da pensão orçou em R$ 747. Helly Pinheiro Ellery DIRETOR EXECUTIVO DO HDGM . V Quanto ao processo de seleção. ainda. matricula 22750. 40.O SUPERINTENDENTE DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO. inciso II da Constituição Federal. da Lei Orgânica do Município de Fortaleza c/c o art. da Lei Orgânica do Município de Fortaleza c/c o art. 105.PÁGINA 27 reais e vinte centavos). a pensão mensal de R$ 249. com fundamento no art. viúva e dependente do segurado falecido deste instituto. devendo ainda. com fundamento no art. do Decreto Municipal nº 10. da Lei Orgânica do Município de Fortaleza c/c o art. a partir de 02. enquanto não atingir a idade regulamentar. a pensão mensal de R$ 1. bem como com base no art. filha e dependente da segurada falecida deste Instituto Sra.PREFEITURA DE FORTALEZA. 22 e seguintes da Lei nº 9103.2006. ser pago a quantia de R$ 33.20 (trinta e três . § 7º. § 7º.294. RESOLVE conceder. RESOLVE: Designar os servidores relacionados para comporem a Comissão de Inventário dos Bens Patrimoniais Móveis pertencentes ao Hospital Distrital Gonzaga Mota .José Walter: Presidente . 15 de dezembro de 2010. Mário Mamede Filho . de 29. representada por seu genitor STENIO BRAULIO ALVES SOUZA. de 29. no uso de suas atribuições legais e tendo em vista o que consta no processo nº SS 19562/2010.01. referente ao mês de setembro de 2009.08 (duzentos e quarenta e nove reais e oito centavos). inciso II da Constituição Federal. enquanto não convolar novas núpcias. à menor VITÓRIA DA SILVA SOUZA. referente ao mês de novembro/2008. A pensão do dependente menor orçou em R$ 2. III .BERENICE MOTA COSTA. no uso de suas atribuições legais e tendo em vista o que consta no Processo nº SS 23898/2008. Mário Mamede Filho . que dispõe sobre a reestruturação do Regime de Previdência dos servidores do Município de Fortaleza (PREVIFOR).06. Fortaleza.O DIRETOR EXECUTIVO DO HOSPITAL DISTRITAL GONZAGA MOTA . inciso II da Constituição Federal. podendo ser prorrogado pelo mesmo período uma única vez. à Sra.O SUPERINTENDENTE DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO. VIII . MÔNICA LIMA PORTO. a ARTHUR LIMA PORTO. 04 DE JANEIRO DE 2011 entre outras.2006. a partir de 23.JOSÉ WALTER. § 7º.11. FRANCISCA MARIA NOGUEIRA DA SILVA.06.SUPERINTENDENTE DO IPM. da Lei Orgânica do Município de Fortaleza c/c o art. 167 do livro 141 do Cartório Moreira de Deus do 10º Tabelionato de Notas desta comarca. os casos omissos serão resolvidos pela Comissão de Seleção. INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO TÍTULO DE PENSÃO Nº 00039/2009 . enquanto não convolar novas núpcias. e o menor. legalmente constituída e qualificada na inclusa procuração lavrada às fls. 22 e seguintes da Lei nº 9103. 40.A seleção.2009.147.A duração do estágio será de 12 (doze) meses.02.72 (duzentos e quarenta e dois reais e setenta e dois centavos) referente ao mês de fevereiro de 2010 conforme cálculo pro rata. à Sra.24 (quatrocentos e cinquenta e cinco reais e vinte e quatro centavos) e a do menor em R$ 455.06. FRANCISCO FERREIRA DA SILVA.SECRETÁRIA EXECUTIVA . VISTO: Luizianne de Oliveira Lins .06. cento e quarenta e sete reais e três centavos) mensais. *** *** *** TÍTULO DE PENSÃO Nº 00300/2009 . Devendo ser pago R$ 242.84 (seiscentos e onze reais e oitenta e quatro centavos). em 12 de fevereiro de 2009.43 (um mil. com fundamento no art.86 (dois mil. 105.484. de 29. Membro . *** *** *** TÍTULO DE PENSÃO Nº 00072/2010 . cento e quarenta e sete reais e quarenta e três centavos).JOSÉ WALTER.09. EDUARDO CASTELO BRANCO PORTO NETO. matricula 64640. *** *** *** TITULO DE PENSÃO Nº 00052/2010 . I .43 (um mil. conforme cálculo pro-rata.O SUPERINTENDENTE DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO. 03 de janeiro de 2011.2006.A PMF realizará. GABINETE DA SUPERINTENDENTE DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. em favor dos estagiários. através de sua Procuradora MARINALVA TURBANO.2008. limitada a vigência à data de colação de graus do estagiário. VISTO: Luizianne de Oliveira Lins . inciso II da Constituição Federal.2009. matricula nº 14159. enquanto houver os candidatos no Banco de Reservas a ser publicado no DOM. Sr. bem como no art. VII . objeto deste Edital atenderá o provimento de 01 (uma) vaga em caráter imediato.36 (noventa e dez reais e trinta e seis centavos) mensais. o estudante receberá da PMF o valor correspondente a R$ 350.SUPERINTENDENTE DO IPM.2006.DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO FORTALEZA. RESOLVE conceder a partir de 15. 105. VISTO: Lui-zianne de Oliveira Lins .A título da bolsa estágio. 22 e seguintes da Lei nº 9103. GABINETE DA SUPERINTENDÊNCIA INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA.PREFEITA DE FORTALEZA. em 15 de março de 2010. semanais. adequada imperiosamente à necessidade do órgão requisitante e à jornada escolar do estagiário. Dr. a pensão da viúva orçou em R$ 910. bem como no art.O SUPERINTENDENTE DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO. a pensão mensal de R$ 455. em 26 de novembro de 2009.01. representado por seu genitor Sr. 22 e seguinte da Lei nº 9103. conforme anexo único do presente Edital.SER III. de 02 de março de 1999. enquanto não atingir a idade regulamentar. § 7º.08 (duzentos e quarenta e nove reais e oito centavos) mensais. IV . Mário Mamede Filho .00 (trezentos e cinquenta reais).147. GABINETE DA SUPERINTENDÊNCIA INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO. os excedentes classificados integrarão o cadastro de reserva para os casos de não preenchimentos. conforme cálculo pro rata. no uso de suas atribuições legais e tendo em vista o que consta no Processo nº 46909/2009. 40. RESOLVE CONCEDER a partir de 27. VI .24 (quatrocentos e cinquenta e cinco reais e vinte e quatro centavos).24 (quatrocentos e SECRETARIA EXECUTIVA REGIONAL V PORTARIA Nº 005/2010 .02. enquanto não atingir a idade regulamentar. Olinda Maria dos Santos . bem como no art. RESOLVE conceder. CURSOS/QUANTITATIVOS: ENSINO SUPERIOR CURSO Jornalismo Nº DE VAGAS 1 TERÇA-FEIRA .2010. vacância. com fundamento no art. no uso de suas atribuições legais e considerando o disposto nos artigos 2º e 5º.26 (setecentos e quarenta e sete reais e vinte e seis centavos) que devido a existência de mais dois dependente (filhos) da “de cujus” a pensão da dependente menor foi calculada em R$ 249.

06. 22 e seguintes da Lei nº 9103. a pensão mensal no valor de R$ 2. 40 da Constituição Federal. no uso de suas atribuições legais e tendo em vista o que consta no Processo nº SS 52610/2010.SUPERINTENDENTE DO IPM.06. a pensão mensal no valor de 433. 22 e seguintes da Lei nº 9103. a pensão mensal de R$ 954. GABINETE DA SUPERINTENDÊNCIA DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. bem como no art. inciso II da Constituição Federal. *** *** *** TÍTULO DE PENSÃO Nº 00146/2010 .SUPERINTENDENTE DO IPM. bem como no art.82 (duzentos e dezenove reais e oitenta e dois centavos) para cada. Mário Mamede Filho SUPERINTENDENTE DO IPM. com fundamento no art. bem como com base no art. RESOLVE conceder.PREFEITA DE FORTALEZA. Mário Mamede Filho .28 (quinhentos e nove reais e vinte e oito centavos) referente ao mês de julho/2010. inciso I do art. MARIA EUNICE SOARES DA SILVA.2010. a partir de 30. filha e dependente da segurada falecida desta Autarquia.50 (dois mil seiscentos e cinquenta e oito reais e cinquenta centavos) devendo ser pago ainda. Sr. totalizando a pensão em R$ 455. 40 da Constituição Federal. SÔNIA BARROS BRAGA. Sra. 105 da L. Fica anulado o Título Anterior de nº 00088 . conforme cálculo pro rata. inciso I da Constituição Federal. 22 e seguinte da Lei nº 9103 de 29.06.62 (duzentos e vinte e sete reais e sessenta e dois centavos) mensais e a do dependente menor em R$ 227. viúvo e dependente da segurada falecida deste Instituto Sra. Mário Mamede Filho . a importância de R$ 443. enquanto não atingir a idade . VISTO: Luizianne de Oliveira Lins .08. 105 da Lei Orgânica do Município de Fortaleza c/c o art. à Sra. inciso I do art. GABINETE DA SUPERINTENDÊNCIA DO INSTITUO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. à Sra. a quantia de R$ 219. Mário Mamede Filho . a partir de 14. de 29. VISTO: Luizianne de Oliveira Lins PREFEITA DE FORTALEZA. referente ao mês de julho/2010. com fundamento no § 7º inciso I do art. com fundamento no art. devendo ser pago ainda a importância de 115.O.O SUPERINTENDENTE DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO.24 (quatrocentos e cinquenta e cinco reais e vinte e quatro centavos) mensais. com fundamento no § 7º. a partir de 23. VISTO: Luizianne de Oliveira Lins . em 19 de julho de 2010. enquanto não atingir a idade regulamentar. RAIMUNDO DE PONTES NUNES.71 (dois mil cento e vinte e quatro reais e setenta e um centavos) devendo. ser pago a quantia de R$ 1.124. em virtude da juntada do Processo de nº 2046/2009 (filha) e 2045/2009 (filha) dependentes e filhas do de cujus foi feito o rateio e a pensão da viúva orçou em R$ 227.658. inciso I do art.2006. totalizando em R$ 439. 22 e seguintes da Lei nº 9103. 105.O. que dispõe sobre a reestruturação do Regime de Previdência dos Servidores do Município de Fortaleza (PREVIFOR).M e ainda no art. ENEIDA MARIA LIMA DOS SANTOS. TÁSSIA DANIELLE BARROS BRAGA.2010.06. VISTO: Luizianne de Oliveira de Lins .08 (quatrocentos e quarenta e três reais e oito centavos). LUIZ CRISOSTOMO DA SILVA.O SUPERINTENDENTE DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO.2006. 105 da L.64 (quatrocentos e trinta e nove reais e sessenta e quatro centavos) referente ao mês de fevereiro de 2009.IPM. em 19 de julho de 2010.PREFEITA DE FORTALEZA. duzentos e noventa e nove reais e cinco centavos).2010. MARIA IVONETE LEITE MUNIZ. *** *** *** TÍTULO DE PENSÃO Nº 00171/2010 . conforme calculo pro-rata. GABINETE DA SUPERINTENDÊNCIA DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. da Lei Orgânica do Município de Fortaleza c/c o art. VISTO: Luizianne de Oliveira Lins PREFEITA DE FORTALEZA.99 (vinte e um reais e noventa e nove centavos) referente ao mês de junho/2010. de 29. a pensão mensal de R$ 659.93 (novecentos e cinquenta e quatro reais e noventa e três centavos). Sra.2006. *** *** *** TÍTULO DE PENSÃO Nº 00166/2010 .PÁGINA 28 sua Tutora Provisória legalmente constituída Sra. conforme cálculo pro rata. 40 da Constituição Federal.06.O SUPERINTENDENTE DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO.06. GABINETE DA SUPERINTENDÊNCIA DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. a partir de 02. referente ao mês de julho/2010. mensais.05 (um mil. em 08 de setembro de 2010. e a cota-parte do companheiro orçou em 433.07. no uso de suas atribuições legais tendo em vista o que consta no Processo nº SS 53431/2010: RESOLVE conceder. § 7º. da Lei Orgânica do Município de Fortaleza c/c o art. GABINETE DA SUPERINTENDÊNCIA INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA.2010.2010. O Valor total da pensão orçou em 1. 04 DE JANEIRO DE 2011 cinquenta e cinco reais e vinte e quatro centavos). *** *** *** TÍTULO DE PENSÃO Nº 00175/2010 . no uso de suas atribuições legais e tendo em vista o que consta no Processo nº SS 52649/2010. Devendo ainda ser pago R$ 21.2006.07. JOSÉ FERREIRA DA SILVA. ainda.299. ao Sr. enquanto não convolar novas núpcias. *** *** *** TÍTULO DE PENSÃO Nº 00158/2010 . conforme cálculo pro rata.SUPERINTENDENTE DO IPM.2006. companheiro e dependente da segurada falecida desta Autarquia. representada por sua Guardiã legalmente constituída.DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO FORTALEZA. enquanto não convolar novas núpcias. bem como no art. conforme calculo pro-rata.12 (um mil cento e trinta e três reais e doze centavos) referente ao mês de julho/2010. conforme cálculo pro rata. 40 da Constituição Federal.89 (seiscentos e cinquenta e nove reais e oitenta e nove centavos).44 (cento e quinze reais e quarenta e quatro centavos).M e ainda no art.07. RESOLVE Conceder. Sr. Mário Mamede Filho . em 23 de julho de 2010. ao Sr. com fundamento no § 7º. 40. RESOLVE conceder. em 30 de agosto de 2010.O SUPERINTENDENTE DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO. Mário Mamede Filho .07.49 (novecentos e dez reais e quarenta e nove centavos) que. totalizando a pensão em R$ 910. através de TERÇA-FEIRA .62 (duzentos e vinte e sete reais e sessenta e dois centavos) mensais.06. viúva e dependente do segurado falecido deste Instituto. Devendo ainda ser pago R$ 509.SUPERINTENDENTE DO IPM.PREFEITA DE FORTALEZA. a menor ANA DAYANE COSTA.O SUPERINTENDENTE DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO. com fundamento no § 7º. § 7º. a menor JÉSSICA EDWIGES BARROS. 22 e seguintes da Lei nº 9103 de 29. GABINETE DA SUPERINTENDÊNCIA DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. a pensão mensal de R$ 2. foi efetuado o rateio. que dispõe sobre a reestruturação do regime de Previdência dos Servidores do Município de Fortaleza (PREVIFOR). no uso de suas atribuições legais e tendo em vista o que consta no Processo nº SS 51487/2010. de 29.SUPERINTENDENTE DO IPM. no uso de suas atribuições legais e tendo em vista o que consta no Processo nº SS 53303/2010.02 (quatrocentos e trinta e três reais e dois centavos) mensais. bem como com base no art. 105 da Lei Orgânica do Município de Fortaleza c/c o art. bem como no art. RESOLVE conceder. IRACY FALCÃO PONTES NUNES. 22 e seguintes da Lei nº 9103. enquanto não convolar novas núpcias. de 29. *** *** *** TÍTULO DE PENSÃO Nº 00167/2010 . 105. 40. no uso de suas atribuições legais e tendo em vista o que consta no Processo nº SS 53798/2010.2006.O SUPERINTENDENTE DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO. Sra.02 (quatrocentos e trinta e três reais e dois centavos). a partir de 26. viúva e dependente do segurado falecimento deste instituto. VISTO: Luizianne de Oliveira Lins PREFEITA DE FORTALEZA. CESARINO MUNIZ DE LIMA. que em virtude de existência de mais 02 (dois) dependente (filhos) da “de cujus”. em 08 de setembro de 2010. devendo ser pago. RESOLVE conceder a partir de 15.133. enquanto não convolar núpcias. ANTÔNIA BARROS COSTA.2010. ainda.

WAGNER TEIXEIRA LIMA.2010. a LUAN FAÇANHA PINHEIRO DE OLIVEIRA. GABINETE DA SUPERINTENDÊNCIA DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO.2006. inciso II da Constituição Federal. em 06 de outubro de 2010.2010. RESOLVE conceder. 40. ser pago a quantia de R$ 87. conforme cálculo pro rata.2006. bem como com base no art.SUPERINTENDENTE DO IPM.06. conforme cálculo pro rata. ainda. § 7º. bem como com base no art.O SUPERINTENDENTE DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO. no uso de suas atribuições legais e tendo em vista o que consta no Processo nº SS 54381/2010.PREFEITA DE FORTALEZA. *** *** *** TÍTULO DE PENSÃO Nº 00209/2010 .SUPERINTENDENTE DO IPM. PEDRO EVANGELISTA DOS SANTOS.51 (oitocentos e setenta e sete reais e cinquenta e um centavos) devendo. da Lei Orgânica do Município de Fortaleza c/c o art. de 29.84 (um mil. a pensão mensal de R$ 1. em 08 de setembro de 2010. em 13 de setembro de 2010. viúvo e dependente da segurada falecida deste Instituto Sra. da Lei Orgânica do Município de Fortaleza c/c o art.06 (quinhentos e oitenta e cinco reais e seis centavos) referente ao mês de agosto/2010. viúvo e dependente da segurada falecida desta Autarquia.06. *** *** *** TÍTULO DE PENSÃO Nº 00181/2010 .96 (três mil. que dispõe sobre a reestruturação do Regime de Previdência dos Servidores do Município de Fortaleza (PREVIFOR). setecentos e setenta e seis reais e noventa e seis centavos).190. de 29. a LUIZ DILSON PINHEIRO DE OLIVEIRA.64 (um mil. 22 e seguintes da Lei nº 9103. com fundamento no art. RESOLVE conceder. 22 e seguintes da Lei nº 9103 de 29. 40. 105. a partir de 09. quinhentos e quatro reais e trinta e dois centavos) devendo ainda. 40.O SUPERINTENDENTE DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO. com fundamento no art. Mário Mamede Filho .SUPERINTENDENTE DO IPM.231. viúva e dependente do segurado falecido deste Instituto Sr. enquanto não convolar novas núpcias.2006. enquanto não convolar novas núpcias. de 29. setecentos e setenta e seis reais e noventa e seis centavos) mensais. da Lei Orgânica do Município de Fortaleza c/c o art. viúva e dependente do segurado falecido deste Instituto Sr. VISTO: Lui-zianne de Oliveira Lins . Mário Mamede Filho . RESOLVE conceder. a quantia de R$ 1. no uso de suas atribuições legais e tendo em vista o que consta no Processo nº SS 105407/2010.75 (oitocentos e sete reais e setenta e cinco centavos) referente ao mês julho/2010. RESOLVE conceder. conforme cálculo pro rata. que é a mesma MARIA VALDENICE FAÇANHA PINHEIRO. VISTO: Luizianne de Oliveira Lins . que dispõe sobre a reestruturação do Regime de Previdência dos Servidores do Município de Fortaleza (PREVIFOR). MARIA NAZARE DA SILVA LEITÃO. à Sra. bem como com base no art.2006.2010. 04 DE JANEIRO DE 2011 regulamentar.O SUPERINTENDENTE DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO.O SUPERINTENDENTE DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO. que dispõe sobre a reestruturação do Regime de Previdência dos Servidores do Município de Fortaleza (PREVIFOR). *** *** *** TÍTULO DE PENSÃO Nº 00188/2010 . que dispõe sobre a reestruturação do Regime de Previdência dos Servidores do Município de Fortaleza (PREVIFOR). 105. com fundamento no art. GABINETE DA SUPERINTENDÊNCIA DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. a pensão mensal no valor R$ 1. no uso de suas atribuições legais e tendo em vista o que consta no Processo nº SS 103002/2010. GABINETE DA SUPERINTENDÊNCIA DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA.2010. Mário Mamede Filho . bem como com base no art. dependente da segurada falecida deste Instituto Sra. Devendo. 22 e seguintes da Lei nº 9103. 40. a partir de 09. VISTO: Luizianne de Oliveira Lins .96 (três mil. a pensão mensal de R$ 877. a partir de 10. GABINETE DA SUPERINTENDÊNCIA DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA. em 13 de setembro de 2010. *** *** *** TÍTULO DE PENSÃO Nº 00208/2010 .49 (um mil. no uso de suas atribuições legais e tendo em vista o que consta no Processo nº SS 54440/2010.80 (dois mil setecentos e sessenta e nove reais e oitenta centavos) referente ao mês agosto/2010. a Sra.DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO FORTALEZA. cento e dezesseis reais e oitenta e quatro centavos) referente ao mês setembro/2010.49 (um mil.M e ainda no art.O SUPERINTENDENTE DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO. com fundamento no § 7º inciso II do art. § 7º da Constituição Fede- TERÇA-FEIRA . VISTO: Luizianne de Oliveira Lins . bem como no art.08. em 30 de agosto de 2010.06. enquanto não convolar novas núpcias.32 (um mil.95 (oitocentos e trinta e cinco reais e noventa e cinco centavos) devendo ser pago ainda a importância de R$ 585.SUPERINTENDENTE DO IPM. quinhentos e noventa e cinco reais e quarenta e nove centavos). GABINETE DA SUPERINTENDÊNCIA DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO.06. da Lei Orgânica do Município de Fortaleza c/c o art. A pensão do viúvo orçou em R$ 3.06. § 7º. 40. 22 e seguintes da Lei nº 9103. GABINETE DA SUPERINTENDÊNCIA DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA.595. inciso II da Constituição Federal. 105. a quantia de R$ 820. 40. ser pago ainda.PREFEITA DE FORTALEZA.454.931.116.PREFEITA DE FORTALEZA.PÁGINA 29 ral a pensão da viúva orçou em R$ 3.07. *** *** *** TÍTULO DE PENSÃO Nº 00176/2010 . RESOLVE conceder. Devendo ser pago ainda. enquanto não convolar novas núpcias. quinhentos e noventa e cinco reais e quarenta e nove centavos). a partir de 10. A pensão do viúvo orçou em R$ 3.08. viúvo. Mário Mamede Filho SUPERINTENDENTE DO IPM.80 (oitocentos e vinte reais e oitenta centavos) referente ao mês agosto/2010. 105. a pensão mensal no valor de 835. ESTER ASSUNÇÃO LIMA. que dispõe sobre a reestruturação do Regime de Previdência dos Servidores do Município de Fortaleza (PREVIFOR). AURILENE SALES DOS SANTOS. ser pago a quantia de R$ 1. bem como com base no art. 105. conforme cálculo pro rata.98 (três mil.08. 105 da L. *** *** *** TÍTULO DE PENSÃO Nº 00182/2010 .776. a pensão mensal de R$ 3.504. Sra.769. a partir de 11.595. quatrocentos e cinqüenta e quatro reais e sessenta e quatro centavos).PREFEITA DE FORTALEZA. conforme cálculo pro rata. de 29. a quantia de R$ 2.O. filha e dependente da segurada falecida deste Instituto Sra.2006. inciso I da Constituição Federal. enquanto não convolar novas núpcias. VISTO: Luizianne de Oliveira Lins PREFEITA DE FORTALEZA.06.SUPERINTENDENTE DO IPM. VISTO: Luizianne de Oliveira Lins .43 (três mi.09. a pensão mensal de R$ 1. inciso II da Constituição Federal. § 7º.29 (um mil. 22 e seguintes da Lei nº 9103. ao Sr. RICARDO RUFINO LEITÃO. Mário Mamede Filho . Mário Mamede Filho .09. da Lei Orgânica do Município de Fortaleza c/c o art. MARIA VALDENICE DE OLIVEIRA FAÇANHA. de 29. referente ao mês de agosto/2010. 40 da Constituição Federal.O SUPERINTENDENTE DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO.2006. inciso II da Constituição Federal. cento e noventa reais e noventa e oito centavos) que em virtude da existência de mais um dependente (filho) foi feito o rateio e passou a orçar em R$ 1. duzentos e trinta e um reais e vinte e nove centavos) devendo ser pago ainda.PREFEITA DE FORTALEZA. 22 e seguintes da Lei nº 9103. no uso de suas atribuições legais e tendo em vista o que consta no Processo nº SS 53563/2010. novecentos e trinta e um reais e quarenta e três centavos) com base no art. ao Sr. RESOLVE conceder. com fundamento no art. § 7º. em 30 de agosto de 2010. § 7º.776. conforme cálculo pro rata.2010. enquanto não atingir a idade regula- . com fundamento no art. FRANCISCA MARIA BARROS COSTA. JOSÉ NILSON DE OLIVEIRA. MARIA DO CARMO RANGEL DE OLIVEIRA.2010. a partir de 28. no uso de suas atribuições legais e tendo em vista o que consta no Processo nº SS 105408/2010.

00 60.00 60.98 (três mil.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60. com amparo legal nas disposições contidas no artigo 1º da Lei nº 6.00 60.00 60. JOSÉ FROTA.00 60.00 60.00 60.00 60. filho e dependente da segurada falecida deste Instituto Sra.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60. JOSÉ FROTA PORTARIA Nº 1034/2010 .00 60.00 60.00 60.DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO FORTALEZA.00 60.00 60.00 60.00 INSTITUTO DR.00 60.00 60. JOSÉ FROTA.00 60.º 9. matrícula nº 0678-01.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.190.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60. publique-se e cumpra-se.00 60. ANEXO DA PORTARIA Nº 1034/2010 PLANTÃO 60% 067801 136101 141101 143601 152001 154001 172401 177301 185301 198901 231401 318301 322401 328601 339801 356201 388201 404301 426401 428201 440901 478201 478401 482101 482401 484501 485801 509101 MARIA DO SOCORRO DANTAS MORENO FRANCISCO TEOFILO FREITAS MARIA BARBOSA DE SOUZA JANDIS JANDIRA BARBOSA PEREIRA MARIA CIRA M DE ANDRADE JUCICLEIDE SAMPAIO GALDINO DARCI CAVALCANTE SIDOU ZULEIDE SOBREIRA LIMA FRANCISCO DE ASSIS REBOUÇAS LUCIA MOREIRA MORAIS MARIA HOLANDA BESSA FRANCISCA BRAGA PINHEIRO PEDRO ALVES DE SOUSA LUCIA REGINA A GOIS PENAFORTE MARIA SONIA FELICIO MAGALHÃES ANÍSIO JOSÉ ALMEIDA ALEXANDRE JAIME FERREIRA SALES FILHO ODACI OLIVEIRA SERAFIM SERGIO VANDEGLAUCIO DE S VERAS FRANCISCA LEONEIDE BORGES MARIA VALERIA VIANA DA SILVA IVETE MACIEL DA SILVA MARIA MADALENA M DA SILVA MARIA VIEIRA DE S CAVALCANTE MARIA SELMA FREITAS BORGES FRANCISCA DAS CHAGAS M ANDRADE CÉLIA ALVES DE OLIVEIRA MARIA LIGIA DE O DOS SANTOS 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60. a quantia de R$ 1.00 60.00 60. conforme cálculo pro rata.00 60.00 60.00 60.595.00 60. no uso de suas atribuições legais.00 60.00 60.921/91. VISTO: Vaumik Ribeiro da Silva . de 13 de maio de 1993.INTERINO.00 60.00 60.00 60.PREFEITA DE FORTALEZA.O SUPERINTENDENTE DO INSTITUTO DR. tendo em vista o disposto no Decreto Municipal n.00 60.00 60. GABINETE DA SUPERINTENDÊNCIA DO INSTITUTO DR.00 60.00 60. o pagamento da Gratificação de Plantão no percentual de 60% (sessenta por cento) a incidir sobre o vencimento básico da servidora MARIA DO SOCORRO DANTAS MORENO.00 60.PÁGINA 30 ALDERI GREGO DE OLIVIERA MARIA JOSE DE O PINHEIRO MARIA DO SOCORRO SANTOS MIRIAM ALMEIDA DE ANDRADE ROSA LEANDRO BARROS FRANCISCA CÉLIA DA SILVA MARIA DO SOCORRO DE OLIVEIRA ADELIA CAVALCANTI GALVÃO ELZA MARIA ROCHA MARIA IVONE MARQUES ANTONIA MARIA P DA SILVA RAIMUNDA ANTONESIA SANTIAGO AILA ZARANZA LOPES SOBREIRA FRANCISCA AVELINO A DOS SANTOS ANALIABIA SALDANHA FILOMENA DE ASSIS UCHOA ADELAIDE BARBOSA DE SOUSA MARIA DE FÁTIMA A CARNEIRO LEDA MARIA BEZERRA DE MENEZES MARIA EDNEUSA F GOMES ANA MARIA R SIQUEIRA PINHEIRO MARIA LIMA DOS SANTOS ANTONIA BARROS QUEIROZ MARIA DE FÁTIMA AGUIAR TEREZINHA DA SILVA RODRIGUES ANALIA CHAGAS PONTES HELADIO FEITOSA DE C.00 60.555/94.00 60. 29 de novembro de 2010.116. 04 DE JANEIRO DE 2011 mentar.49 (um mil. durante o período de janeiro/2011 à dezembro/2011.335/93.00 60. quinhentos e noventa e cinco reais e quarenta e nove centavos).00 60.00 60.00 60.00 60. condicionado o pagamento ao efetivo cumprimento da escala de horário estabelecida no Instituto Dr.00 60.00 60.84 (um mil.00 60. José Frota. em 06 de outubro de 2010.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60. A pensão do dependente (filho) orçou em R$ 3.00 60.00 60.SUPERINTENDENTE DO IPM. GABINETE DA SUPERINTENDÊNCIA DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO.00 60.595. cento e dezesseis reais e oitenta e quatro centavos) referente ao mês setembro/2010.00 60.00 60. RESOLVE autorizar.00 60.00 60.00 .SECRETÁRIO DE ADMINISTRAÇÃO DO MUNICÍPIO.00 60. Cientifique-se.00 60.00 60. ser pago ainda.00 60. com nova redação imposta pelo artigo 3º da Lei 7.00 60.00 60. MARIA VALDENICE DE OLIVEIRA FAÇANHA. VISTO: Luizianne de Oliveira Lins . que é a mesma MARIA VALDENICE FAÇANHA PINHEIRO. Assistente Social e outros.00 60. Messias Barbosa Lima SUPERINTENDENTE DO IJF .00 60.00 60.00 60.00 60.00 60. alterado pelo artigo 6º da Lei nº 7. 519601 520301 521301 544901 545801 556301 567701 574701 581901 582801 597301 608801 615301 616001 616401 616801 618201 619101 619301 634401 636901 640801 644301 651301 656601 1508301 555801 6931901 096401 661501 661801 664001 664301 665801 666801 679601 692101 693401 699801 702401 702801 707701 714301 720701 722001 723401 727101 729301 733201 744501 748701 771601 775601 776701 777301 789301 789701 792501 796201 804001 814201 817801 818201 831801 833101 840601 845601 851201 853901 854701 855501 862401 863301 870101 TERÇA-FEIRA . Devendo. quinhentos e noventa e cinco reais e quarenta e nove centavos).077.49 (um mil.00 60.00 60. cento e noventa reais e noventa e oito centavos) que em virtude da existência de mais um dependente (viúvo) foi feito o rateio e passou a orçar em R$ 1.00 60.00 60.00 60.00 60. Mário Mamede Filho . a pensão mensal de R$ 1. FILHO ANA CECILIA SILVA DE MESQUITA FRANCISCO DAS CHAGAS LEY MARIA JUBERLITA DE S SILVA RAIMUNDA ARAUJO DA SILVA LUCILDA ARAUJO DE SOUSA VIRGILIA MARIA DA SILVA ALDERINA SILVA RIBEIRO FRANCISCA NADIR MENEZES DIAS ELOIZA CORDEIRO DA SILVA MARIA AUREA MAGALHÃES DA SILVA MARIA DO SOCORRO G SANTIAGO FRANCISCA BERNARDO DE SOUSA MARIA DE FÁTIMA DE LIMA MARIA ILZA DE LIRA MARIA MADALENA M DA ROCHA FRED MANOEL DOURADO PAIVA MARIA ESTELA N DA COSTA SILVANA BARROS SANTOS IRACEMA CARDOSO FERREIRA MARIA MIRTES LUCENA MEIRELES LUCIMAR LEITE SILVA IVONEIDE CASSIAS SOUZA MARIA IRONE SURANO UCHOA LIDUINA SARAIVA VIEIRA RITA MARLENE DINIZ MARIA SUELY GOMES DA ROCHA MARIA IVONEIDE ALVES MACIEL FRANCISCO RONALDO P MILFONT ANTONIO DA MOTA COELHO NEILA MARIA AGUIAR RODRIGUES FRANCISCO SOARES DA SILVA MARIA DE FÁTIMA ENEIAS ROCHA MARIA ZENEIDA SOUZA PEQUENO ISAURA SANTOS DE AQUINO SANDRA CLAUDIA DE O NASCIMENTO MARIA DE FÁTIMA ALVES LIMA MARIA PÁSCOA MONTEIRO MARIA AMÉLIA DE SOUZA RIBEIRO FRANCISCO SILVEIRA FILHO MARIA MARQUES F DOS SANTOS MARIA DAS GRAÇAS SOUSA NUNES MARIA DO SOCORRO COUTINHO ANTONIO GOMES PINHEIRO DALILA MARIA RAMOS COSTA MARIA JOSE BRASIL FRANCISCA LIDUINA L DE SOUSA MARIA DO CARMO S LOPES 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 172 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 60.00 60.

00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.PÁGINA 31 MARIA VALQUIRIA DOS ANJOS ANGELA MARIA MACHADO MATOS DELIZA DIAS GIRAO JAQUELINE ALBUQUERQUE BARROS JULIA AURICELIA P DA SILVA MARIA CREUZA R DA SILVA MARIA JOSE MELO SEBASTIANA RICARDO GONCALVES MARIA IVANIZA TAVARES COSTA ROBERTO DA SILVA FREITAS MARIA DE GORETTI S TABOSA AILA MARIA PONTES GUILHERME MARIA DAS GRAÇAS MAGALHAES MARIA DE FÁTIMA S M RIBEIRO MARGARIDA MARIA L BARROS CLEIDE MARA OLIVEIRA CARVALHO MARIA AUXILIADORA DE MORAIS ANA LUCIA DE ASSIS MARIA AUZENIR DE LIMA ANGELA MARTINS F BARBOSA ANTONIA SANDRA F DA SILVA IVONE AZEVEDO B DE PAULA MARIA DA CUNHA SOUSA ALDENIRA DA ROCHA GOES TEREZA CRISTINA REBOUCAS MARLUCE ABREU GONCALVES FRANCISCA MAZARELLO B DE FREI MARIA HELENA SOUSA DE PAULA SONIA MARIA VIEIRA DE CASTRO MARTA INES ARCANJO ALVES MARIA DO CARMO DE PAIVA DIANA SILVA LEITE DE A LIMA MARIA SOCORRO BRAGA DE SANTANA ADALMIRA CAVALCANTE DE SOUSA MARIA RIVENIA A PINTO MARIA MARLI SOARES DE SOUSA TERESA CRISTINA ROCHA MARIA ELIZABETE NUNES NOGUEIRA MARTA VICTOR MARTINS MARIA CAULA LIMA ANA REGINA COSTA LAZARO SANDRA LUCIA DE ARAUJO MENEZES EDILENE MARIA SALES GOES CARLINDA FERREIRA BEZERRA ANA GLACILDA N DE OLIVEIRA HELENA ALVES DUARTE DENIZE MARIA DA SILVA FERREIRA RICARDO VASCONCELOS OLIVEIRA VERA LUCIA MARTINS BESSA MARIA CLAUDETE O DA SILVA LIREDA CELESTINO GOMES JOSE AILTON LEMOS DE SOUZA ROSA FREIRE DE SOUZA MARIA NILDA ALCÂNTARA LIMA REGIANE ALVES LIMA CONCEIÇÃO DE MARIA R DE PAIVA NILZA DE LIMA FERREIRA MARIA ALZENIR S DE OLIVEIRA FRANCISCA MARIA DA SILVA RAIMUNDA DO SOCORRO A DE SOUZA IZA PISMEL DE MATOS RENAN DOURADO PAIVA REGINA LUCIA SOUSA PEREIRA DENISE MARIA SANTOS DA SILVA RITA DE CASSIA PEREIRA PASCOAL LUCINEIDE LOURENCO DA SILVA MARTA SALES DA COSTA PATRICIA RIBEIRO BARBOSA LUCIRENE VERAS CARVALHO JUCILENE GONCALVES DA SILVA SOCORRO MARIA P DE LIMA MARLUCIA PEREIRA DA SILVA MARIA SIMONE M GUIMARAES MARIA HELIA SOARES DA F NUNES 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 .00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 1405101 1413301 1431001 1433001 1434201 1439501 1442401 1443601 1443801 1458901 1460201 1479501 1482301 1482501 1489401 1495101 1499201 1519901 1520201 1523101 1523501 1530501 1531301 1545501 1546301 1550501 1562702 1572601 1575601 1577601 1578801 1579201 1590701 1614801 1624401 1632501 1637701 1642201 1657601 1657801 1660301 1661701 1671801 1687901 1692501 1695201 1707201 1713501 1716001 1731901 1746701 1748001 1748401 1749701 1758701 1759201 1769401 1771801 1781401 1797901 1801101 1811801 1814601 1816301 1819001 1829201 1833201 1834801 1841401 1845401 1848901 1851301 1854201 1856001 TERÇA-FEIRA .00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60. 04 DE JANEIRO DE 2011 871301 881801 885901 888601 890901 891101 892801 900301 908201 910301 911701 919801 920301 924301 930501 933901 939801 941601 946001 964001 964201 970401 971701 989901 993701 994801 1013601 1015101 1018501 1025301 1030801 1033801 1034001 1037001 1039201 1039501 1045201 1047701 1054901 1055301 1056001 1056301 1057701 1057801 1063201 1075701 1077101 1077701 1083001 1102701 1112701 1115501 1124301 1143701 1150401 1161801 1164301 1198101 1201601 1251801 1273101 1275501 1284601 1306901 1307401 1319601 1334501 1342601 1344901 1346601 1381101 1383501 1387601 1390601 MARIA DE FÁTIMA D BARRETO MARIA SUZANA DA COSTA JUSCELINO DE OLIVEIRA ANTONIA GOMES DE LIMA JOSEFA PEREIRA DA SILVA LUZIA ELEUTERIO QUEIROZ ANTONIO PAULA DE MENEZES MARIA DE FÁTIMA B MATEUS MARIA CONCEICAO MADEIRA BRAGA FRANCIEUDES ANTUNES DE SOUSA PAULO RICARDO FARIAS LIMA ELIENE DA SILVA ROCHA ANA MARIA NOGUEIRA PEIXOTO MARTA MARIA A SALES ANA LUCIA MENDES TAVARES FRANCISCO DE ASSIS SOUSA TEREZINHA TAVARES VESGUEIRO CLODOALDO DE CARVALHO M NETO MARIA STELA BANDEIRA MARIA DA PAZ SILVA MERLO MARIA EURINEIDE M GOMES LUIZA MARIA FEITOSA FREITAS CELIDA SOCORRO LEAL MOTA PEDRO AUGUSTO TIMBO CORREA JAQUELINE BARBOSA P GOMES MARIA CLECIA P DE VASCONCELOS ANTONIA VALDIZIA C DA SILVA MA DO SOCORRO MACEDO FREITAS MARIEUDA CARMO DE ALMEIDA MARIA DO SOCORRO DE L BERNARDO MARIA AURELENE O SA MARIA CARMELIA DOS SANTOS FIRMINA TIAGO DE MOURA MARIA MADALENA DE F MARQUES SERGIO OLIVEIRA LOPES MARIA DE FÁTIMA N FERREIRA JOSE RAURINO P DE OLIVEIRA FRANCISCO IRINEU C DAMASCENO MARIA CLEIDE N MACIEL LEONEIDA MARIA F VASCONCELOS MARIA DO CARMO P DE SOUSA MARIA LINDALVA GUEDES JOSE RODRIGUES TEIXEIRA MARIA TEREZA R DO NASCIMENTO ANA MARIA VIEIRA DE FREITAS FRANCISCA DEIVA DO N GOMES TEREZA LIMA GONDIM EDNEUMA FERREIRA DA SILVA MARIA DE NEUZA VERCOSA MARIA DAS GRAÇAS R DA SILVA FERNANDO SANTIAGO LIMA VERDE WINDSON JOSE VERAS LEMOS MARIA DE JESUS M DE LIMA MARIA CECILIA T DOS SANTOS FLAVIO FEITOSA P CARVALHO FRANCISCO RICARDO FERNANDES MARIA EDMEA BRITO DE SOUZA MARCOS AURELIO M ROCHA MARIA INES S INACIO ANTONIA RONICE S DE MEDEIROS GERSUIRES ALVES MAGALHAES MARIA ELENA LESSA PEREIRA JAQUELINE C DE C BRANCO FRANCISCA CASTRO GOMES MARIA DE FÁTIMA LIMA RIBEIRO MERCIA LIDUINA TAVARES ANGELA MARIA MELO JARDILINO NADIA MARTINS DE LIMA MARIA IVANI JARDIM DE AGUIAR ELIZABETH MARIA O MELO RUTE FELICIO DE ARAUJO BARRETO ELIANE CAVALCANTE ANDRADE JOSE FONTENELES DOS SANTOS JOSELITA DOS SANTOS BRAGA 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO FORTALEZA.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.

00 60.00 60.º 6. JOSÉ FROTA.00 60.00 60.00 60.00 60. no uso de suas atribuições legais.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO FORTALEZA.00 60.00 60. José Frota. 04 DE JANEIRO DE 2011 1859701 1863801 1866801 1875401 1878101 1878901 1879001 1882901 1885801 1887101 1887901 1889601 1894601 1899901 1904101 1924302 1925701 1925901 1930101 1932001 1939801 1943601 1974801 1977801 1979801 1986301 1988801 1991001 1994401 1995501 1997301 1997601 2003701 2003801 2004101 2009401 2016201 2017401 2019301 2020101 2020401 2024601 2028301 2029101 2029601 2034701 2040801 2044001 2050801 2056301 2059401 2063901 2064101 2066801 2068201 2074001 2078701 2079601 2080501 2085501 2085901 2086101 2086301 2089101 2090701 2094101 2096201 2097301 2097501 2097601 2111101 2116201 2158001 2163001 ANTONIA RODRIGUES DE LIMA JOELZILA MARA BENTES PINTO FRANCISCO DAS CHAGAS SILVA MARIA LEDA DOS SANTOS EUGENIA CASTRO DA SILVEIRA ROZANGELA CONCALVES DE LIMA LUIZA MARILAC AMORIM VERA JANE PINTO MAGALHAES MARIA MARTA DE SOUSA AURINEIDE MARIA OLIVEIRA REGINA LUCIA FERREIRA COSTA MARIA ALVES SIQUEIRA FRANCISCA MARIA B DE PAULA FRANCISCO ASSIS MENDES MARIA ELIEUDA R DE SOUSA RICARDO VITOR SOARES PEREIRA ROZALIA MARIA S DE A MATOS VALDERY PEREIRA DE LIMA SOCORRO DE MARIA P PARENTE FRANCISCA RODRIGUES BARROS EDILNE CAMPOS CORDEIRO MARIA ZILMA DAMASCENO DE SALES ADAUNICE ARRUDA SILVA BENEDITA HOLANDA FONSECA NAIR LOPES DA SILVA FRANCISCO WANDEMBERG R SANTOS ANTONIA LUZIMARY T BARROS MARIA DA CONCEICAO B MOTA VALERIA CARVALHO MONTEIRO LUCY MERY DA SILVA DIAS JANIA MARIA CAETANO TARCILA DA CUNHA TEIXEIRA MARIA ELIZABETH CATUNDA GOMES STELA MARA BRITO DA COSTA CARLOS ALBERTO SAMPAIO JUNIOR TRIANA DA SILVA BEZERRA CRISTIANE RODRIGUES DE OLIVEIR ELSA MARIA LIRA GONCALVES MARIA VANDA RODRIGUES SILVA RUTH DE CASSIA S ABREU VALDISIANE MARIA BARBOSA SALES NEIDE PEREIRA ARARUNA JAQUELINE BARBOSA DE PINHO SILVANIA MORAIS MENDONCA MARIA CLEOMAR MACIEL DE SOUSA MARNAVAL ALVES MAGALHAES MARIA SILVANDIRA P DA COSTA MARIA LUCICLEIDE DE S COELHO SARAH RODRIGUES DA SILVA MARIA NILZA ALMEIDA MARIA ROSIVALBA D G L VERDE MARIA DA CONCEICAO S UCHOA MARIA GORETE M DE OLIVEIRA MARIA DA C SALES DO NASCIMENTO WLADIA MARINO LELIS ANA CLAUDIA DA SILVA LOPES FRANCISCA ELIANI A DA SILVA ANTONIA DE FÁTIMA SOARES CUNHA FRANCISCA VALENE A DE SOUSA MARTA MARIA COSTA DA SILVA ELIANE GOMES DE S V MARANHAO ANTONIA DA SILVA ALBUQUERQUE MAGNOLIA GOMES DA SILVA ELIETE UCHOA PINTO SANDRA LUCIA REINALDO DA SILVA MARIA MARLENE FERREIRA JOSE DE ARIMATEIA M FILHO SHEYLA GOMES DA SILVA SILVANY COELHO SIMPLICIO IVONEIDE RIBEIRO DA SILVA JEANNE SALES PRACIANO NORMA NOEME GUILHON MITOSO MARIA GORETTI P BARRETO PERPETUA SOUSA DE CASTRO 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 60.00 60.00 60.00 60.555/94.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.921/91. Fisioterapeuta e outros.00 60. Cientifique-se.00 60.PÁGINA 32 LINDON JONHSON BRAGA FERREIRA VALZIMEIRE DO N DE OLIVEIRA LUCINEIDE MOREIRA DE C CUNHA MARIA DA CONCEICAO DA SILVA MARIA MARLENE T DO PRADO VERONICA MARIA DOS REIS PASSOS OSELITA LEITE GONDIM BARROSO MARIA ADRIANA MACIEL DE BRITO ANA LUCIA RAFAEL DOS SANTOS MARIA DE LOURDES A VIEIRA MARIA SORAIA PINHEIRO BEZERRA SANDRA MARA PEREIRA ANA CRISTINA DE OLIVEIRA BRASI TARCILA MARIA DE A MEDEIROS SADOWA MARIA GOMES CRUZ LEILA BEUTTENMULLER C SOARES MARIA MACIEL DO NASCIMENTO MARIA GORETTI SILVEIRA CIDRAO MARIA JULIA FIGUEIREDO SILVA MARCIA OLIVEIRA NOBRE DARLA MOREIRA CARNEIRO LEITE CICERO IVAN DE AMORIM RODRIGUE MARILMAN MACIEL BENICIO MARIA VANDERLY B MARINS MARINEIDE PEREIRA LIMA FROTA MARYLEUDA MELO MOREIRA ROSEMARY MARQUES XIMENES VALERIA LAURO SOARES DE MACEDO ANA PAULA MESQUITA TAVARES MARIANA DE OLIVEIRA B DE SIUZA MARTA CRISTHIANY C PINHEIRO LUANA LEÃO CUNHA INES MARIA DE OLIVEIRA REIS SAMIA KARINE MORAES RIBEIRO CLAUDIA MARIA DOS SANTOS ALVES ANA CLEIDE LIMA DA SILVA PAULO CESAR COELHO CRUZ MARCOS SENA RODRIGUES SUELY DOS SANTOS BRAGA ANTONIO EDUARDO SILVA ABREU ANTONIA JOSILENE PINHEIRO ROCH ANTONIO CESAR DA SILVA SIMONE FERREIRA LIMA EMMANUELLA PAULA AMORA NEUBEJAMIA ROCHA DA S LEMOS PATRICIA CARVALHO BEZERRA RAIMUNDO ATALIBIO B DE OLIVEIR MARIA DE LOURDES CASTRO MOREIR ANA KARINE MARTINS FEITOSA PRISCYLA CIRIACO CORTEZ RENATA PAMPLONA SAMPAIO ANDRE LUIZ HONORIO ALESSANDRA MENDES BARBOSA ISMENIA RIBEIRO DE SOUSA 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 60.00 60.00 60.SUPERINTENDENTE DO IJF .00 60.00 60.335/93.00 60.00 60. tendo em vista o disposto no Decreto Municipal n.00 60.00 60.00 60.º 9.00 60.00 60.00 60. VISTO: . com nova redação imposta pelo artigo 3º da Lei 7.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.077.00 60.00 60.00 60.INTERINO. Messias Barbosa Lima . RESOLVE: Autorizar. durante o período de janeiro/2011 à dezembro/2011.00 60.00 60.00 60.00 60. publique-se e cumpra-se.00 60.00 60. matrícula nº 04334-01.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 2165101 2176001 2190701 2191001 2191201 2214901 2215001 2215101 2222901 2226101 2229502 2248101 2248501 2287801 2312501 2491101 2502801 2503801 4141602 4520801 4536503 5070602 5732902 6544301 6544501 6544701 6545201 6545501 6546101 6547301 6547801 6554801 6555201 6555301 6562001 6570301 6624601 7361001 7364101 7365601 7366401 7367301 7369001 7369901 7388301 7414301 7414801 7415201 7417001 7417401 7417701 7587801 7621501 8399101 TERÇA-FEIRA .00 60. 29 de novembro de 2010.00 60. JOSÉ FROTA.00 60.00 60.00 60.00 60. alterado pelo artigo 6º da Lei nº 7.00 60.00 60. o pagamento da Gratificação de Plantão no percentual de 70% (setenta por cento) a incidir sobre o vencimento básico da servidora MARIA AYRTES XIMENES PONTES DA SILVEIRA.00 60.O SUPERINTENDENTE DO INSTITUTO DR.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 *** *** *** PORTARIA Nº 1036/2010 .00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60. com amparo legal nas disposições contidas no artigo 1º da Lei n.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60. GABINETE DA SUPERINTENDÊNCIA DO INSTITUTO DR.00 60. de 13 de maio de 1993.00 60.00 60. condicionado o pagamento ao efetivo cumprimento da escala de horário estabelecida no Instituto Dr.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.00 60.

Médico e outros.0000 70.0000 70.0000 70.00 75.0000 70. Messias Barbosa Lima .00 75.00 75.SECRETÁRIO DE ADMINISTRAÇÃO DO MUNICÍPIO. matrícula nº 01228-01.00 75.0000 70.00 75.00 75.º 9.00 75.00 75.INTERINO.0000 70.00 75.0000 70.0000 70. durante o período de janeiro/2011 à dezembro/2011.00 75.00 75.00 75.00 75. de 13 de maio de 1993.00 75.00 75.PÁGINA 33 MARIA DAS GRAÇAS G DE MATOS MARIA DE FÁTIMA F DA COSTA KAREN MARINA P DE MACEDO MARIA SUZANA DA SILVA RABELO MARIA DAS DORES LIMA EMANUEL CASTELO BRANCO MOURÃO RUI BARBOSA FRANCO LIMA MA DE FÁTIMA R DE L ALBUQUERQUE FRANCISCA ALVES DE OLIVEIRA IDALINA DE FÁTIMA C DE ANDRADE ALDENORA DA SILVA VIEIRA SILVANIA DUARTE DO NASCIMENTO MARILDE FERRER DE SOUSA ELIANE PINHEIRO DE SOUSA JOÃO BARTOLOMEU V CARDOSO ANA LUCIA REGO R COSTA ISMENIA BEZERRA DE MELO DYLVARDO JOSE M DA C L FILHO GEMEA DE JESUS MILHOMEM COSTA MARTA MARIA DE SOUSA MARGARIDA MARIA SILVA MARIA CELIA DE FREITAS ANETE SILVA GONÇALVES JUSTINO MARIZETE ARAUJO DE SOUSA VALDELUCIA ALBUQUERQUE CARDOSO CLAUDIA MARIA DE A MOREIRA LUIZA JANE EYRE DE SOUZA VIEIR ALZIRA ALICE ROCHA PEREIRA MARIA TEREZA DE S L RAMOS CLAUDIA DO NASCIMENTO CAMELO MARIA SOCORRO FERREIRA SILVA NEUMA SOBREIRA DE OLIVEIRA KATIA MARIA RODRIGUES DE LIMA SORAYA MARIA B DE AZEVEDO FERNANDO STUDART DE A MATOS LUCIA MARIA NUNES DE ASSIS EDITH ROSE GUARANY NOGUEIRA FERNANDA BRITO PORDEUS MARCILIO XAVIER ADJAFRE OSCAR BITTENCOURT LINS NETO ANTONIO AUGUSTO GUIMARAES LIMA ANA CELIA FERREIRA DE SOUSA MARIA DE FÁTIMA M RODRIGUES ANA LUCIA DE SA LEITAO RAMOS ANA AECIA A DE OLIVEIRA ANA VIRGINIA P ROLIM MARIA LUCIA DA CUNHA CARNEIRO SANDRO SALGUEIRO RODRIGUES HILDA PONCIANO LIMA LUCIA MARIA DOMINGOS DE SOUSA LUCILENE BARBOSA G AGUIAR VLADIA TELES MOREIRA FRANCIMARY DE ALENCAR CAMPOS VERA LUCIA CANDIDO ROCHA LUISA DE MARILAC CASTRO MARIA PATRICIO LIMA ANTONIO WATSON MENEZES VIANA MARIA GERCINA DE SOUSA ADRIANA CARVALHO COELHO SEFORA ANDRADE DE A ARARIPE CELIA MARIA SOUSA SILVA MARIA GILVANEIDE C MOTA MARIA HELENA CARNEIRO DE SOUZA MARIA SOCORRO SIQUEIRA VIEIRA ELIANA REGIA B DE ALMEIDA PASTORA MARIA DE ARAUJO ANA NERI DUTRA E SILVA RICARDO MARTINS FREITAS FCA EDITE RODRIGUES PEREIRA ANA CECILIA BOTELHO LOCIO LUISA ARYADNA CARVALHO FEITOSA MARCOS ANTONIO C E SILVA ROSANGELA MACHADO LIMA DOMITILHA MARIA COELHO ROCHA 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 75.00 75.00 75. José Frota.0000 70.00 75.0000 70.0000 70.0000 70.00 75.O SUPERINTENDENTE DO INSTITUTO DR.0000 70.0000 70.00 75.00 75. ANEXO DA PORTARIA Nº 1037/2010 PLANTÃO 75% 122801 165701 223801 250801 336501 EDISIO MACHADO CARNEIRO FRANCISCA S PARENTE F SOARES ARCELINA MARIA DA SILVA MARIA DAS GRAÇAS DE OLIVEIRA MARIA DA FONSECA DE OLIVEIRA 173 173 173 173 173 75.0000 70.00 75.DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO FORTALEZA.00 75.00 75.00 75.0000 70. o pagamento da Gratificação de Plantão no percentual de 75% (setenta e cinco por cento) a incidir sobre o vencimento básico da servidora EDISIO MACHADO CARNEIRO.00 75.00 75.00 75.0000 70.00 75. condicionado o pagamento ao efetivo cumprimento da escala de horário estabelecida no Instituto Dr.00 75. com amparo legal nas disposições contidas no artigo 1º da Lei n.077. 04 DE JANEIRO DE 2011 Vaumik Ribeiro da Silva .00 75.00 75.00 75.SECRETÁRIO DE ADMINISTRAÇÃO DO MUNICÍPIO.00 75.00 75.00 75.0000 70. alterado pelo artigo 6º da Lei nº 7.0000 70.00 75.00 75. no uso de suas atribuições legais.0000 70.00 75.00 75.0000 355001 395801 401401 497201 533101 545401 599601 638201 686201 777801 801301 825501 872701 900101 908001 1012501 1013301 1016801 1029801 1044001 1045001 1058601 1078101 1138401 1147501 1193401 1196901 1197401 1245301 1317001 1340101 1348201 1377901 1389401 1432801 1455301 1457101 1467101 1485201 1499001 1506101 1508002 1523201 1601701 1615901 1632301 1643401 1659901 1670601 1675101 1704501 1710501 1721601 1724701 1745201 1749501 1761901 1771201 1771701 1806101 1809401 1817501 1818101 1824001 1829401 1857001 1873701 1875201 1877401 1883901 1885301 1898101 1899601 1901501 TERÇA-FEIRA .00 75.00 75.00 75.º 6.0000 70.00 75. JOSÉ FROTA.00 . publique-se e cumpra-se.00 75.00 75.00 *** *** *** PORTARIA Nº 1037/2010 .00 75.00 75.SUPERINTENDENTE DO IJF . JOSÉ FROTA. ANEXO DA PORTARIA Nº 1036/2010 PLANTÃO 70% 433401 507901 525601 653301 681501 852901 1021001 1068101 1068103 1122401 1263501 1274501 1371701 1456501 1471201 1500701 1510401 1600601 1707701 1719601 1752901 1816801 1885501 1974901 1998301 2022301 2053801 2127101 2164901 2188101 2248601 2248701 2248801 2248901 2249001 6105902 6554001 6554301 6555401 7254301 MARIA AYRTES X P SILVEIRA MARIA SALVELINA S MAGALHÃES MARIA INEZ QUEIROZ CHAVES FRANCISCA C DE A FERREIRA MARIA JOSIRE VITORINO LIMA FÁTIMA MARIA S LIMA MARIA DE FÁTIMA ALVES DE SOUSA RAIMUNDA DE FÁTIMA DANTAS RAIMUNDA DE FÁTIMA DANTAS JOANA DARC MARIANTE DE MELO JEFFERSON LEMOS CATUNDA ANA ANGELICA ELCIAS VASCO PINHEIRO DIÓGENES BASTOS MARIA SOCORRO RODRIGUES BRITO MARIA EUZENIR GOMES PEREIRA MARCIA MARIA P DANTAS EDVANIO BARBOSA NOBRE HELDER PAMPLONA DE M E SILVA FRANCISCA FERNANDA GOMES VALDENIRA MARIA PINTO MESQUITA ANTONIA ERIVALDA S DE MENEZES IVANA MARINHO PAIVA FREITAS JUCILEDA GOMES F DE LIMA FRANCISCA FURTADO LEITE ELISETE MENDES CARVALHO SONIA MARIA COELHO REGINALDO MARIA AURENICE O DA SILVA EVELANE ABREU DE SOUSA ALEIDA MARIA CAVALCANTE LIMA SIMONE DANTAS FONTELES LENISE CASTELO B C FERNANDES MARY LANDY VASCONCELOS FREITAS MONICA BASTOS VALENÇA NILCE ALMINO DE FREITAS RENATA BARREIRA PINTO BRUNO ROLIM FARIAS JULIANA COELHO SOARES NOLETO ANA CLAUDIA COELHO BRITO TARCISIO EMILIANO C DE SOUSA HELIA DE CASTRO PAMPLONA 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 70.0000 70.0000 70.00 75. RESOLVE: Autorizar.00 75.0000 70.00 75.00 75.0000 70.00 75.0000 70.00 75. Cientifique-se.00 75.00 75.0000 70.0000 70.0000 70.555/94.335/93.0000 70. com nova redação imposta pelo artigo 3º da Lei 7.00 75. VISTO: Vaumik Ribeiro da Silva .0000 70.00 75.00 75.00 75.0000 70.00 75.00 75.00 75.00 75.0000 70.00 75.00 75.00 75.00 75. tendo em vista o disposto no Decreto Municipal n.0000 70.00 75.0000 70.00 75.0000 70.0000 70. 29 de novembro de 2010. GABINETE DA SUPERINTENDÊNCIA DO INSTITUTO DR.00 75.00 75.00 75.0000 70.00 75.00 75.0000 70.921/91.00 75.00 75.

00 75.00 75.1 Elcy Uchoa de Oliveira .97 e o que consta do Decreto nº 11.00 75.00 75.GEEF.97 e o que consta do Decreto nº 11.00 75.00 75.156. VISTO: Vaumik Ribeiro da Silva .00 75.1 Rome Santos Rabelo Mat. 45592. para percepção da Gratificação Especial de Exercício de Função .00 75.00 75.Mat. para comparecerem no dia 05.01.00 75. no uso de suas atribuições legais.2011 02. para proceder à matrícula e assinatura do termo de compromisso.00 75.00 75.2011 ReMoreira .1 Emílio Ismael Carlos Liberato Alves 02.8º andar.O PRESIDENTE DA AUTARQUIA MUNICIPAL DE TRÂNSITO.00 75.00 75.1 bouças .00 75.00 75.06. publique-se e cumpra-se.IJF.00 75.00 75. Cientifique-se.00 75. os servidores abaixo relacionados.00 75.DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO FORTALEZA.O SUPERINTENDENTE DO INSTITUTO DR. José Frota .00 75.2011 Operacional de Trânsito Operacional de Trânsito Chefe de Viatura Operacional de Trânsito Motociclista Operacional de Trânsito Motociclista Operacional de Trânsito SERVIDOR A PARTIR DE *** *** *** PORTARIA Nº 228/2010 .648.06.00 75.Mat.648.01. conforme Edital de Divulgação nº 78/2010.Mat.PÁGINA 34 8409201 ISMENIA DA SILVA GIRAO 8414801 ELISANGELA MARTINS DO NASCIMEN 173 173 75.00 75.O PRESIDENTE DA AUTARQUIA MUNICIPAL DE TRÂNSITO. alterado pelo Decreto nº 10. 51907.INTERINO.2004.00 75.08.00 75. do Edital regulador do certame nº 60/2009.00 75. no uso das atribuições que lhe confere o Decreto nº 9077.00 75. instituída pelo art.00 75.00 75.00 75. da percepção da Gratificação Especial de Exercício de Função .05.00 75.00 75. SERVIÇOS PÚBLICOS E DE CIDADANIA PORTARIA Nº 227/2010 . de 31 de maio de 2004. de 29.00 75. 15 de novembro de 2010. Cientifique-se. publique-se e .01.01.00 75. de 13.00 *** *** *** EDITAL DE CONVOCAÇÃO Nº 022/2010 . de 13.Mat.00 75. Messias Barbosa Lima . 53891. instituída pelo art.00 75. os servidores abaixo relacionados.00 75.00 75.00 75.00 75.00 75.PRESIDENTE.00 75.00 75.00 75.00 75.SUPERINTENDENTE DO IJF . em 20 de dezembro de 2010. Fernando Faria Bezerra .00 75.00 75.SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO.00 75.00 75.00 75.01.00 75. alterado pelo Decreto nº 10.00 75. ANEXO GEEF Motorista Motorista de de Viatura Viatura PERC. Centro. de 29.00 75. no horário das 08h00min às 12h00min horas no Centro de Estudos e Pesquisas deste Instituto localizado a Rua Barão do Rio Branco.00 75.00 75. 10 da Lei nº 8844. em obediência ao disposto no item 10. 51782.2011. 04 DE JANEIRO DE 2011 1906101 1906103 1908501 1919801 1921001 1921401 1924001 1924301 1925601 1927601 1929701 1934201 1940401 1940501 1974001 1975601 1993901 1995801 2003001 2005901 2007001 2008001 2010601 2012101 2015501 2016401 2018701 2023601 2043101 2053201 2066601 2068501 2079201 2085701 2086001 2093301 2107101 2111401 2114601 2127801 2138701 2176401 5550202 6541501 6543601 6545601 6546001 6548901 6551401 7419601 7419701 7421001 7422101 7422201 7422401 7425401 7427601 7427701 7428201 7428501 7429301 7430301 7430701 7434801 7435301 7437601 7442901 7445501 7620701 7624301 8307201 8401301 8406701 8406901 ANA LUCIA DE MIRANDA ANA LUCIA DE MIRANDA ANAPAULA ARRUDA ROLIM AMELIA EDNA M DE MENDONÇA CRISTIANE GONCALVES LAVOR SUZANE MARIA SILVA MARTINIANO MARIA JOSE RODRIGUES BRITO RICARDO VITOR SOARES PEREIRA VERONICA DE VASCONCELOS SILVA KATIA SANDRA M RATTS ALMEIDA RICARDO PARENTE PAIVA FRANCISCA ANA SANTOS OLIVEIRA SELMA MARIA ALVES BEZERRA ISABEL DOS SANTOS MANCO DAYSE TEREZINHA REIS COUTINHO MARIA LUCIMEIRE S BEZERRA LUCIA DE SOUSA BELEM ROSANA DE SOUSA OLIVEIRA KATIA VIRGINIA ROCHA JOSE ARTUR COSTA D ALMEIDA LISIANE FURTADO PAIVA CHRISTIANE BEZERRA R LIBERATO CESAR MOURÃO MOTA MARIA DAS GRAÇAS DE S ALENCAR MARIA DE FÁTIMA M PINTO ANTONIA DE BRITO LOPES DE LIMA MARIA NUBIA MENDES DE OLIVEIRA MONICA MARIA DA COSTA NERI MARIA AGLAIR BRAZ MOTA MARIA DAS GRAÇAS P COLARES DANIELA MARTINS PIMENTEL SILVIA MARIA SOARES LOBO MARIA SONIA SILVA SOUSA ANA VIRGINIA DE ALMEIDA LOPES LUZANIRA DA SILVA MELO MARIA CRISTIANNE ALVES MARTINS MARIA ARTEMIZA M PEDROSA CLERIANE ADERALDO REIS MARIA LIDUINA GOMES DA SILVA LUCIMEIRE NERES DA ROCHA TEREZINHA MACIEL DE OLIVEIRA MARIA IRACI QUIRINO CARVALHO MARIA DELVANICE DE ABREU SILVA ALINE SANTOS DE OLIVEIRA DANIELE FRANCELINO GOMES FRANCISCA ROSENILDA MARQUES BE JAMILE TAVARES DA ROCHA FRANCISCA LILIANE LUCAS CHAVES MARIA ZULEIDE DA SILVA VIEIRA MARIA EDINY SIMÃO GLADSTONE DE ALENCAR FILHO LUCILEIDE GOMES DA SILVA MARGARIDA DA COSTA CARDOZO MARIA PATRICIA BARROS LIMA FERNANDA PAULA F NASCIMENTO DIANA MARIA DA SILVA DEBORA KENIA P CAVALCANTE SANDRA MARIA O DE MENDONÇA SANDRA BERNADETE S BANDEIRA OSMARLEILA SOARES CAVALCANTE LUIZA ERIKA DE S SILVA COSTA GISELLE PEREIRA ROVERE IRAMIR VIEIRA LOIOLA COUTINHO CRISTIANE DO AMARAL GURGEL RAIMUNDO NONATO R DA SILVA MONICA VIANA VASCONCELOS MARIA ALZENIR DOS SANTOS SILVA SUZETE SHEYLA BEZERRA PINHEIRO TEREZA RAQUEL M DE SÁ FERREIRA GUSTAVO PINHEIRO ANDRADE ANTONIA DIVA FERREIRA DE SOUSA MARIA SANDRA M MIRANDA E ARAUJ ELIZABETTHE SALES CARVALHO EDNA PONTES DOS REIS 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 173 75.00 75. GABINETE DO PRESIDENTE.00 75. 1816 .00 75.00 75. 10 da Lei nº 8844. de 07.2011 02. JOSÉ FROTA.00 75.93.00 75. JOSÉ FROTA. SERVIÇOS PÚBLICOS E DE CIDADANIA DE FORTALEZA.00 75.1 02. % 25% 25% 25% 60% 60% Reginaldo Nunes de Aquino . munidos da documentação constante no mesmo item.2011 02.00 75.00 75.00 75.05.00 75.93. sob pena de perda do direito à vaga. no uso das atribuições que lhe confere o Decreto nº 9077. RESOLVE designar.00 75. de 31 de maio de 2004.2004.00 TERÇA-FEIRA .00 75.00 75. AUTARQUIA MUNICIPAL DE TRÂNSITO.156. 51735.00 75. RESOLVE dispensar. SERVIÇOS PÚBLICOS E DE CIDADANIA DE FORTALEZA.GEEF.08. NOME Leonardo de Freitas Silva Rogério Domingos Barreto CLASSIFICAÇÃO 1º 2º GABINETE DA SUPERINTENDÊNCIA DO INSTITUTO DR.00 75.01. de 07. convoca os candidatos abaixo relacionados aprovados na I Seleção Pública para o Programa de Residência Odontológica na área de Cirurgia e Traumatologia Buco-Máxilo Facial do Instituto Dr.00 75.00 75.00 75.

CONSELHO FISCAL .1 Castro .25% Cícero Wagner Feitosa racional de Trânsito Motociclista Motociclista nal de Trânsito nal de Trânsito Mat.DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO FORTALEZA.00 compulsórios Despesas com pessoal 0.00 0.00 Fornecedores 0.00 0.01.00 0.00 pessoal 0.00 Adiantamento de projetos 0.PRESIDENTE . 0.00 TOTAL DO RESULTADO DO EXERCÍCIO FUTURO 0.PRESIDENTE. ACORDO E AJUSTES Convênio Público Valores a receber de terceiros Adiantamento a empregados (-) Provisão para devedores duvidosos TOTAL DO CONVÊNIO.00 TOTAL DO ATIVO REALIZÁVEL 0.203.00 Outros passivos exigíveis IMOBILIZADO Móveis e utensílios Máquina e equipamentos Instalações 0.00 Remuneração de dirigentes 0.00 0. *** *** *** REFLORECER CNPJ = 09.60% Deyville de Sousa de DIVERSOS REFLORECER CNPJ = 09.2011 Operacio.00 PASSÍVEL EXIGÍVEL A LONGO PRAZO ATIVO PERMANENTE Empresário e financiamento a pagar 0.00 0.00 0.Fortaleza .00 ajuda de custo voluntários TOTAL DAS DESPESAS 0.00 Reservas constituídas Superávits/Déficits acumulados Superávits/Déficits exerci-cio Outras contas do patrimônio social Déficit do exercício ATIVO ATIVO CIRCULANTE Disponível Caixa Contas Vinculadas TOTAL DO ATIVO CIRCULANTE CONVÊNIO.00 Patrimônio patrimonial) Outros ativos permanentes 0.00 Obrigações sociais Prestações de serviços 0.00 Encargos dirigentes 0.00 Obrigações fiscais exceto imposto de renda e CSLL 0.CPF 845.00 (-) Recursos de lei de incentivos fiscais utilizados Despesas antecipadas TOTAL DE OUTRAS CONTAS DO ATIVO CIRCULANTE 0.2011 Investimentos TOTAL DO ATIVO PERMANENTE Operacional de Trânsito Operacional de Trânsito Viatura 25% Francisco Sharles Pe02.00 com 0.336.00 TOTAL DO PASSIVO 0.Mat. Gilberto Mendonça de Freitas CONSELHO FISCAL . Adriano Silveira de Araújo .00 (com vínculo empregatício) sociais ACORDO E AJUSTES 0.00 0.710/0001-93 Avenida Presidente Castelo Branco nº 3022 .00 CIRCULANTE 0.00 PATRIMÔNIO SOCIAL 0.00 0.Mat.00 CONVÊNIO PÚBLICO 0.00 0.2011 02.1 Barros .Auxílios públicos DESPESAS COM PESSOAL Salários Encargos 0.Ceará BALANÇO PATRIMONIAL ENCERRADO EM 31/12/2008 Diferido Sônia Maria Cavalcante Dias Olimpio .Convênios públicos Recursos .750.710/0001-93 Avenida Presidente Castelo Branco nº 3022 .00 Subvenções públicas OUTRAS CONTAS DO ATIVO CIRCU.Fortaleza .2690. % Viatura 25% Adriano Torres Guimarães .PÁGINA 35 SERVIDOR A PARTIR DE 02.00 RECEITAS OPERACIONAIS Prestação de serviços (Exceto Saúde/Educação) Recursos .01.00 TOTAL DO ATIVO 0. VISTO: Vaumik Ribeiro da Silva . ANEXO GEEF Motorista Motorista de de PERC. 04 DE JANEIRO DE 2011 cumpra-se.00 Doações patrimoniais 0.00 DO EXERCÍCIO TOTAL DO PASSIVO EXIGÍVEL A LONGO PRAZO TERÇA-FEIRA .00 TOTAL DO PATRIMÔNIO SOCIAL 0.00 incentivos fiscais 0.00 PASSIVO PASSIVO CIRCULANTE 0. GABINETE DO PRESIDENTE.Mat.00 0.1 reira de Sousa .00 Provisão para Imposto de Renda e CSLL Sentenças judiciais trabalhistas a pagar 0.00 PÚBLICO 0.00 0.Recursos LANTE Estoque de leis de 0.00 diversas com 0. Gisele Guerra de Assis .Bairro Jacarecanga .00 0.00 do 0.01.243-76.00 Obrigações trabalhistas 0.1 Chefe de Viatura Ope.00 0. 54024. 46112.SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO.00 Aluguéis a pagar Empréstimos e financiamentos a pagar CP 0.00 0.00 Sentenças ATIVO REALIZÁVEL Valores e receber a longo prazo judiciais a 0.00 TOTAL DO PASSIVO 0.00 pessoal Despesas 0. em 20 de dezembro de 2010.00 0.Subvenções públicas Recursos .00 0.00 Resultado futuro 0.CONTADOR CRC/CE .203.00 do exercício 0.00 0.00 0.00 0. 84813.00 0.PF Receita de convênios de saúde privados Recursos .00 0.00 0.951.00 Outros encargos sociais 0.00 0.CPF 007.Bairro Jacarecanga . 84594.00 0.Ceará DEMONSTRATIVO DO RESULTADO APURADO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2008 .01.00 Doações e contribuições para 0.Termo de parceria pagar exceto trabalhistas Outros passivos circulante TOTAL DO CONVÊNIO 0.01.1 02.543-48.00 RESULTADOS FUTURO 0.00 0.2011 02.60% Lúcio Magno Fontenelle Computadores e periféricos Veículos (-) Depreciação/amortização acumulada 0.Contribuições públicas Recursos . 53965.00 TOTAL DO IMOBILIZADO social (fundo 0.00 0.00 COM PESSOAL sociais com 0.00 Contas a pagar Aluguéis antecipados 0.858-04.CPF 017.Mat.00 custeio . Fernando Faria Bezerra .00 de funcionários 0.2011 Operacio.

00 SERVIÇOS CONTRATADOS TERÇA-FEIRA .00 DESPESAS FILANTRÓPICAS Doação de alimentos 0. TAXAS E CONTRIBUI0.00 prestados por terceiros despesas 0.00 0. campanhas e patrocínios Recursos TOTAL internacionais DAS 0. Gilberto Mendonça de Freitas CONSELHO FISCAL .00 energia elétrica 0. AMORTIZAÇÃO E 0.00 Aluguéis pagos 0.00 CONTRATADOS 0.00 0.858-04.00 0.00 TAXAS ÇÕES DE E 0.00 RECEITAS) Impostos federais Impostos estaduais Impostos municipais CPMF COFINS IOF Outros tributos.00 0.00 IMPOSTOS.00 0.00 Curso superior 0. 04 DE JANEIRO DE 2011 Prestação de serviços de saúde não-conveniados SUS .00 0.Fortaleza .PRESIDENTE .00 150.00 0.00 100.Bairro Jacarecanga .00 Prêmios contratados de seguros 0.00 IMPOSTOS.00 TIVAS 500.00 Hospedagem 0.Sistema Único de Saúde Inscrições de cursos e vestibulares Serviços educacionais Taxas.00 CUSTOS E PROJETOS 500.00 Outras despesas administrativas TOTAL DAS DESPESAS GERAIS E ADMINISTRA0.00 mercado 0. mensalidades e contribuições .750.CPF 017. AMORTIZAÇÃO E LEASING Despesas com depreciaRECEITAS NÃO-OPERACIONAIS Vanda de ativo permanente Doações recebidas em bens ou mercadorias Outras operacionais receitas não0.00 0.PF Contribuição mantenedoras Doações.00 escritório expediente despesas com comunica0.00 0.00 0.543-48. CONTRIBUI0.00 ÇÕES (NÃO LANÇADOS EM 0.00 0.00 Serviços técnicos e 0.00 Recursos 0.00 Despesa com limpeza 0. ções RECEITAS FINANCEIRAS PATRIMO.00 0.00 OUTRAS DESPESAS OPERACIONAIS 0.Pessoa jurídica 500.CONTADOR CRC/CE .PÁGINA 36 Outras despesas com 0.00 0.CPF 007. taxas e contribuições TOTAL 0.00 Despesas com consumo de água 0.00 Doação agasalhos Doação de medicamentos Outras despesas filantrópicas TOTAL DE OUTRAS DESPESAS FILANTRÓPICAS 0.00 Custo de projetos DEDUÇÕES DAS RECEITAS (-) Bolsas de estudo concedidas (-) Atendimento gratuito (-) Descontos obtidos (-) PIS sobre receitas (-) CONFINS Sobre vendas (-) ISS sobre serviços (-) Vendas canceladas (-) Outras deduções TOTAL DAS DEDUÇÕES DAS RECEITAS comerciais 0. Gisele Guerra de Assis .00 0.00 ção Despesas com amortização Despesas com leasing TOTAL LEASING DE DEPRECIA0.CPF 845.00 0.00 DESPESAS GERAIS E ADMINISTRATIVAS Despesa com consumo de 0.00 0.00 Ensino fundamental Estagiários 0.00 FINANCEIRAS 0.00 0.00 Mestrados. Adriano Silveira de Araújo .00 outras 0.00 ternos .00 0.00 DESPESAS FINANCEIRAS Descontos concedidos Despesas bancárias Outras despesas financeiras TOTAL DE DESPESAS 0.00 sociais e culturas 0.243-76.00 Transportes Material Telefone.00 TOTAL DAS RECEITAS NÃOOPERACIONAIS Doações em materiais RECEITAS OPERACIONAIS de empresas 0.00 0.00 ÇÃO.00 0.710/0001-93 Avenida Presidente Castelo Branco nº 3022 .00 FINANCEIRAS 154.Ceará DEMONSTRATIVO DO RESULTADO APURADO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2008 OUTRAS RECEITAS Outras receitas não classificadas anteriormente 0.00 0.DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO FORTALEZA.951.203.00 Despesas com atividades 0.00 DEPRECIAÇÃO.2690.00 A 0.00 0.Publicações técnicas NIAIS Descontos obtidos Renda de aluguéis e arrendamentos Rendimentos aplicações financeiro (-) Imposto nas aplicações financeiras Outras receitas financeiras TOTAL AIS DAS RECEITAS PATRIMONIde no títulos e 0.00 bolsas de estudo TOTAL DESPESAS BOLSAS DE ESTUDO TERCEIROS Sônia Maria Cavalcante Dias Olimpio .00 TOTAL COM CUSTOS E PROJETOS 0.00 de roupas e 0.00 serviços contratados TOTAL DOS SERVIÇOS 0.00 0.00 com 0.00 DESPESAS BOLSAS DE ESTUDO A TERCEIROS 0.Pessoa Física humanos serviços externos .00 especializados Despesas com informática de fax consumo 96. Doutorados e Pós-Doutorados 0.00 .00 e 0.336.00 0.00 Recursos INSS Outras sobre humanos ex0. *** *** *** REFLORECER CNPJ = 09.CONSELHO FISCAL .

00 CONVÊNIO PÚBLICO Valores a receber de terceiros TERÇA-FEIRA . Adriano Silveira de Araújo .00 0.PRESIDENTE .00 0.CPF 007.CPF 845.00 ACORDO E AJUSTES 0.00 ATIVO REALIZÁVEL Valores a receber a longo prazo TOTAL DO ATIVO REALIZÁVEL 0.00 Provisão para Imposto de Renda e CSLL Sentenças judiciais tra0.00 0.00 0.CPF 845.CONSELHO FISCAL . Gilberto Mendonça de Freitas CONSELHO FISCAL .00 Obrigações sociais Prestação de serviços 0.CPF 017.00 0.00 0. Gisele Guerra de Assis .00 TOTAL DO PASSIVO 0.00 0.00 DO EXERCÍCIO IMOBILIZADO 0. Adriano Silveira de Araújo .858-04.00 Adiantamento de projetos 0.00 0.543-48.00 0. *** *** *** .336.00 ATIVO PERMANENTE classificadas anteriormente OUTRAS DESPESAS E CUSTOS PRAZO Emprestimo e financiamento a pagar 0.00 0.00 Subvenções públicas DESPESAS NÃO-OPERACIONAIS Custo de ativo permanente vendido Custo de ativo permanente baixado Outras TOTAL despesas DE não0.00 balhistas a pagar Sentenças judiciais a pagar exceto trabalhistas Outros passivos circulante TOTAL 0.DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO FORTALEZA.00 0.00 do exercício 0.00 0.00 0.00 Investimentos 0.00 0.CONTADOR CRC/CE .00 Outros passivos exigíveis TOTAL DO PASSIVO EXIGÍVEL A LONGO PRAZO 0.00 operacionais NÃO-OPERACIONAIS 0.203.00 TOTAL DO ATIVO 0.00 OUTRAS CONTAS DO ATIVO CIRCU.00 0.00 PASSÍVEL EXIGÍVEL A LONGO OUTRAS DESPESAS E CUSTOS Outras TOTAL despesas DE não 0.951.00 (-) Recursos de lei de incentivos fiscais utilizados 0.PÁGINA 37 0.CPF 017.543-48.750.00 0.858-04.00 0.336.00 0.00 0.00 DESPESAS 0.00 PATRIMÔNIO SOCIAL 0. Gilberto Mendonça de Freitas CONSELHO FISCAL .00 mentos a pagar CP 0.00 0.00 incentivos fiscais 0.00 0.00 0.00 Aluguéis a pagar Empréstimos e financia0.00 exercício Outras contas do patrimônio social ATIVO ATIVO CIRCULANTE Disponível Caixa Contas Vinculadas TOTAL DO ATIVO CIRCULANTE CONVÊNIO.CONTADOR CRC/CE . Gisele Guerra de Assis .00 0.00 Obrigações trabalhistas 0.PRESIDENTE .00 0.00 CIRCULANTE Sônia Maria Cavalcante Dias Olimpio .00 Adiantamento a empregados (-) Provisão para devedores duvidosos TOTAL DO CONVÊNIO.00 Resultado futuro 0.00 TOTAL DO ATIVO PERMANENTE PROVISÕES CONSTITUÍDAS Previsão para imposto de renda e CSLL Outras provisões constituídas TOTAL DE OUTRAS RECEITAS TOTAL DAS RECEITAS TOTAL DE PROVISÕES 0.00 TOTAL DO RESULTADO DO EXERCÍCIO FUTURO 0.00 0.00 0.Ceará BALANÇO PATRIMONIAL ENCERRADO EM 31/12/2009 Sônia Maria Cavalcante Dias Olimpio . *** *** *** REFLORECER CNPJ = 09.710/0001-93 Avenida Presidente Castelo Branco nº 3022 .00 Despesas antecipadas TOTAL DE OUTRAS CONTAS DO ATIVO CIRCULANTE PARTICIPAÇÕES E CONTRIBUIÇÕES Participações e contribuições TOTAL ÇÕES ÇÕES DE E PARTICIPACONTRIBUI0.951.00 Obrigações fiscais exceto imposto de renda e CSLL PASSIVO PASSIVO CIRCULANTE 0.00 RESULTADOS FUTURO 0.CPF 007.Recursos LANTE Estoque de leis de 0.00 500.00 Móveis e utensílios Máquina e equipamentos 0.00 Fornecedores 0.00 Déficit do exercício TOTAL DO PATRIMÔNIO SOCIAL social (fundo 0. ACORDO E AJUSTES Convênio Público 0.243-76.Bairro Jacarecanga .CONSELHO FISCAL .243-76.00 CONSTITUÍDAS 500.2690. 04 DE JANEIRO DE 2011 (-) Recuperação de despesas Outras despesas operacionais TOTAL NAIS DE OUTRAS OPERACIO0.00 0.Fortaleza .00 0.00 Contas a pagar Aluguéis antecipados 0.00 TOTAL DO PASSIVO 0.2690.00 0.00 TOTAL DAS DESPESAS 0. 0.00 Instalações Computadores e periféricos Veículos (-) Depreciação/amortização acumulada Diferido Outros ativos permanentes TOTAL DO IMOBILIZADO 0.00 Patrimônio patrimonial) Doações patrimoniais Reservas constituídas Superávits/Déficits acumulados Superávits/Déficits do 0.00 DESPESAS 0.750.00 0.00 PÚBLICO DO CONVÊNIO 0.

00 0.00 DESPESAS FILANTRÓPICAS Doação de alimentos 0.00 SERVIÇOS CONTRATADOS IMPOSTOS.00 0.PF Contribuição mantenedoras Doações.00 0.Ceará DEMONSTRATIVO DO RESULTADO APURADO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009 OUTRAS RECEITAS Outras receitas não classificadas anteriormente 0.00 IMPOSTOS.00 outras 0.00 DESPESAS FINANCEIRAS de fax consumo 70.00 dos por terceiros empresas e 0.00 0.Auxílios públicos Recursos .00 Doação de roupas e agasalhos Doação de medicamentos Outras despesas filantrópicas TOTAL DE OUTRAS DESPESAS FILANTRÓPICAS 0.00 serviços contratados SERVIÇOS 0.00 0.00 contribuições .203.00 Mestrados.00 Hospedagem 0.Bairro Jacarecanga .00 ajuda de custo voluntários TOTAL DAS DESPESAS 0.00 Recursos humanos externos 0.Ceará DEMONSTRATIVO DO RESULTADO APURADO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009 RECEITAS OPERACIONAIS Prestação de serviços (Exceto Saúde/Educação) Recursos .Termo de parceria Doações e contribuições para custeio .Subvenções públicas Recursos .00 pessoal Despesas 0. patrocínios Recursos Doações em materiais TOTAL DAS RECEITAS OPERACIONAIS campanhas 0. TAXAS E CONTRIBUIÇÕES (NÃO LANÇADOS EM 0.00 0. Doutorados e Pós-Doutorados Outras despesas com 0.00 0.00 Aluguéis pagos 0. Gilberto Mendonça de Freitas CONSELHO FISCAL .00 TERÇA-FEIRA .00 aplicações no mercado financei- Sônia Maria Cavalcante Dias Olimpio .710/0001-93 Avenida Presidente Castelo Branco nº 3022 .00 Curso superior 0.Fortaleza .00 FINANCEIRAS PATRIMONIAIS 80.CONTADOR CRC/CE .00 0.00 Transportes Material Telefone.2690.CPF 007.336.Convênios públicos Recursos .00 de 0.DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO FORTALEZA.00 0.00 0.00 COM PESSOAL sociais com 0.00 0.750. CONTRIBUI0.00 0.00 0.00 Ensino fundamental Estagiários 0.00 0. Adriano Silveira de Araújo .00 sociais e culturas Outras despesas adminis0.00 0.00 e 0.Publicações técnicas NIAIS Descontos obtidos Renda de aluguéis e arrendamentos 0.00 A 0.00 ÇÕES DE E saúde não-conveniados Sistema DESPESAS COM PESSOAL Salário Encargos 0.00 (com vínculo empregatício) Rendimentos ro (-) Imposto nas aplicações financeiras Outras receitas financeiras TOTAL DAS RECEITAS de títulos e 0. ções RECEITAS FINANCEIRAS PATRIMO.203.00 0.CPF 845.00 Outras TOTAL despesas DOS com 0.00 0.00 0.243-76.00 RECEITAS NÃO-OPERACIONAIS DESPESAS BOLSAS DE ESTUDO A TERCEIROS 0.00 bolsas de estudo TOTAL DESPESAS BOLSAS DE ESTUDO TERCEIROS 0. *** *** *** REFLORECER CNPJ = 09.00 Despesas com consumo de água 0.00 0.00 0.00 100.710/0001-93 Avenida Presidente Castelo Branco nº 3022 .00 0.00 pessoal 0. 04 DE JANEIRO DE 2011 REFLORECER CNPJ = 09.00 TOTAL COM CUSTOS E PROJETO 0.00 diversas com 0.PF Receita de convênio de saúde privados Prestação SUS Saúde Inscrições de cursos e vestibulares Serviços educacionais Taxas.00 de funcionários 0.Contribuições públicas Recursos .00 0.00 .Pessoa jurídica INSS sobre serviços presta400.858-04.00 0.00 0.00 Serviços técnicos e especializados Despesas com informática 0.00 0.Bairro Jacarecanga .00 Custo de projetos DEDUÇÕES DAS RECEITAS (-) Bolsas de estudos concedidas (-) Atendimento gratuito (-) Descontos comerciais obtidos (-) PIS sobre receitas (-) COFINS sobre vendas (-) ISS sobre serviços (-) Vendas canceladas (-) Outras deduções TOTAL DAS DEDUÇÕES DAS RECEITAS 0.00 CUSTOS E PROJETOS 400. Gisele Guerra de Assis .00 0.951.00 TOTAL DAS RECEITAS NÃOOPERACIONAIS 0.00 .00 escritório expediente despesas com comunica0.00 0.00 trativas TOTAL DAS DESPESAS GERAIS E ADMINISTRA0.00 CONTRATADOS internacionais 0. taxas e contribuições TOTAL TAXAS 0.543-48. mensalidades de e de serviços Único de 0.00 Recursos humanos externos .PRESIDENTE .00 sociais com 0.00 DESPESAS GERAIS E ADMINISTRATIVAS Despesa com consumo de energia elétrica 0.00 Despesas com limpeza 0.Pessoa Física 0.00 RECEITAS) Impostos federais Impostos estaduais Impostos municipais CPMF COFINS IOF Outros tributos.00 Remuneração de dirigentes Encargos 0.00 Vanda de ativo permanente Doações recebidas em bens ou mercadorias Outras racionais receitas não-ope0.PÁGINA 38 Prêmios contratados de seguros 0.00 Despesas com atividades 0.CPF 017.00 TIVAS 400.00 com-pulsórios Despesas com pessoal 0.00 150.00 0.CONSELHO FISCAL .Fortaleza .00 dirigentes Outros encargos sociais 0.

..ANO BASE 2008 Situação em 31 de dezembro de 2008 ENTRADAS Saldo Anterior. 01 Doações 0.00 107...00 Saldo Anterior.. CPF: 004..00 02 Aquisição Imobilizado 300.73 R$ 2...........00 CONSTITUÍDAS TOTAL DAS RECEITAS 400......CONTADOR CRC/CE ..296...58 0...053-20.67 08 Xerox 1.296.. Luz e Telefone Material de Expediente Despesas Cartorárias Impostos e Taxas Diversas Xerox Despesas Diversas 0.. CPF: 894...00 R$ 2.50 2......00 0.549.....00 0.... Cargo: SEGUNDA CONSELHEIRA.00 2.03 R$ 2.....00 operacionais TOTAL DE ASSINATURAS: Nome: Maria do Socorro L..998..... Nome: Márcia Palmeira Bezerra.. CPF: 004. Gilberto Mendonça de Freitas CONSELHO FISCAL ...00 0. Fortaleza-Ce...CPF 017..90331.336.00 0. Cargo: PRIMEIRA CONSELHEIRA.00 0.00 07 Impostos e Taxas Diversas 120......00 R$ 0.....903-04... Adriano Silveira de Araújo .ACCF CNPJ: 05.......00 0.. CPF: 021.CPF 007.. 04 DE JANEIRO DE 2011 Descontos concedidos Despesas bancárias Outras despesas financeiras TOTAL DE DESPESAS 0....903-31...35 06 Despesas Cartorárias 52. CPF: 894.. Cargo: SEGUNDA CONSELHEIRA..998..PÁGINA 39 ASSOCIAÇÃO CULTURA CINTURA FINA ..00 Saldo atual .00 0.40 187...744/0001-23 BALANCETE FINANCEIRO ..CRC 2690-CE....45 0........31 05 Material de Expediente 15..PRESIDENTE ..CPF: 117....00 classificadas anteriormente TOTAL DE OUTRAS DESPESAS E CUSTOS 0... Luz e Telefone 340.CPF 845. Cargo: PRESIDENTE.. AMORTIZAÇÃO E LEASING Despesas com depreciação Despesas com amortização Despesas com leasing TOTAL DE DEPRECIAÇÃO. Nome: Edvane Sousa Santos....00 0..549.750.DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO FORTALEZA..00 e contribui0......455. Cargo: TERCEIRA CONSELHEIRA...256.CONSELHO FISCAL .... CPF 001..00 Sônia Maria Cavalcante Dias Olimpio ..00 0.......... 31 de dezembro de 2008 NÃO-OPERACIONAIS PARTICIPAÇÕES E CONTRIBUIÇÕES Participações ções TOTAL DE PARTICIPA0.. Cargo: TERCEIRA CONSELHEIRA.... Adriano Silveira de Araújo ..256.... AMORTIZAÇÃO E LEASING 0...00 SAÍDAS 01 Aluguel 2...... Gisele Guerra de Assis ..00 TERÇA-FEIRA ....00 0.243-76.00 5.00 TOTAL DAS DESPESAS 400.. *** *** *** ASSINATURAS: Nome: Maria do Socorro Lima da Cruz CPF: 117..723-04.. *** *** *** ASSOCIAÇÃO CULTURA CINTURA FINA ..... Nome: Márcia Palmeira Bezerra.951.160....00 100. Cargo: PRESIDENTE..00 ÇÕES E CONTRIBUIÇÕES OUTRAS DESPESAS E CUSTOS Outras despesas não 0....455..... 01 02 Doações Contribuições de Apoiadores SAÍDAS 01 02 03 04 05 06 07 Aluguel Aquisição Imobilizado Material de Limpeza Água..CRC 2690-CE. Cargo: PRIMEIRA CONSELHEIRA.00 02 Contribuições de Apoiadores 2.642.20 09 Despesas Diversas 0.00 03 Material de Limpeza 8......ACCF CNPJ: 05... Nome: Rosalba de Jesus Leite....903-04.25 205..48 Saldo atual .543-48....... da Cruz . Adriano Silveira de Araújo .....642. Nome: Rosalba de Jesus Leite.. Nome: Edvane Sousa Santos.858-04..21 305....923-02.00 DESPESAS 0.......50 04 Água.2690...00 0..00 OUTRAS DESPESAS OPERACIONAIS (-) Recuperação de despesas Outras despesas operacionais TOTAL DE OUTRAS DESPESAS OPERACIONAIS 0..00 0.48 2.053-20..... *** *** *** ....00 0..ANO BASE 2007 Situação em 31 de dezembro de 2007 ENTRADAS FINANCEIRAS DEPRECIAÇÃO...00 PROVISÕES CONSTITUÍDAS Provisão para imposto de renda e CSLL Outras provisões constituídas TOTAL DE OUTRAS RECEITAS TOTAL DE PROVISÕES 0. CPF 001.744/0001-23 BALANCETE FINANCEIRO .00 0... 31 de dezembro de 2007 DESPESAS NÃO-OPERACIONAIS Custo de ativo permanente vendido Custo de ativo permanente baixado Outras despesas não0.. Fortaleza-Ce..998.00 08 09 302.00 0.. CPF: 021.723-04.831.831.......923-02.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful