Você está na página 1de 4

Data

1ª. PROVA DE AVALIAÇÃO 04/04/05


Treinamento Sequi
Nome/assinatura
Modalidade: Acessórios de Tubulação - Teórica

1 - Para as inspeções tipo C, que documentos são apresentados ao órgão inspetor para sua aprovação?
a) desenho de conjunto
b) RM
c) FD
d) Especificações técnicas
e) Plano de inspeção e testes – PIT

2 – O tipo de inspeção E refere-se a que situação:


a) o mesmo da inspeção tipo A
b) o mesmo da inspeção tipo B
c) o mesmo da inspeção tipo C
d) equipamento com explosividade
e) nra

3 – Podemos citar como objetivo de auditoria de qualidade:


a) verificar se estão sendo obedecidos os programas de fabricação
b) verificar se estão sendo obedecidos os programas de diligenciamento
c) verificar se estão sendo obedecidos os programas de procedimentos e controle de qualidade
d) verificar se estão sendo obedecidos os programas de qualidade dos instrumentos de medição e a
frequência de sua aferição
e) existem duas respostas corretas acima

4 – A documentação relativa a um fornecimento, numa inspeção tipo B, deve ser verificado pelo inspetor:
a) após o término dos testes
b) após o inicio da fabricação
c) antes do inicio dos testes
d) antes do inicio da fabricação

5 – Se uma indicação for avaliada como verdadeira, então a peça deverá ser automaticamente rejeitada?
a) Verdadeiro
b) Falso

6 - A classificação AISI 309S representa um aço inoxidável:


a) com 3,09% de carbono
b) com 3,09% de enxofre
c) ferrítico, com teor de enxôfre diferente da do aço AISI 309
d) austenítico, de composição química diferente da do aço AISI 309
e) nra

7 – Basicamente o que você entende de um material SAE 4043?


a) aço carbono com 0,43 %C
b) aço inoxidável com 0,40 %Cr
c) aço liga com tensão de ruptura acima de 40 kgf/cm2
d) aço liga com 0,40 % de carbono
e) nra

8 – O diâmetro nominal de uma tubulação indica:


a) diâmetro externo para diâmetro nominal maior ou igual a 14”
b) diâmetro interno
c) diâmetro externo
d) razão entre diâmetros externo e interno
e) diâmetro médio

9 – As especificações ASTM A36, AISI 316, SAE 1030 e GG40 correspondem respectivamente a:
a) aço carbono, aço inox, aço estrutural e ferro fundido
b) ferro fundido, aço inox, aço carbono e aço estrutural
c) aço estrutural, aço inox, ferro fundido e aço carbono
d) aço estrutural, aço inox, aço carbono e ferro fundido
Data
1ª. PROVA DE AVALIAÇÃO 04/04/05
Treinamento Sequi
Nome/assinatura
Modalidade: Acessórios de Tubulação - Teórica

10 – Ferro comercialmente puro é:


a) todo produto siderúrgico com teor máximo de carbono de 0,008%
b) todo produto siderúrgico com teor de carbono maior que 0,009%
c) todo produto siderúrgico com teor de carbono máximo de 0,02%
d) todo produto siderúrgico com solubilidade máxima de carbono no ferro de 0,008% na
temperatura ambiente

11 – Tubos em aço Cr-Mo são usados para serviços de alta corrosividade ou alta temperatura, enquanto que
os tubos em aço liga de niquel são usados para serviços em baixa temperatura:
a) Verdadeira
b) Falso

12 – Correlacionar corretamente:
(a) eletrodo revestido ( ) solda estrutural
(b) MAG ( ) solda de grande responsabilidade
(c) arco submerso ( ) tubo de parede fina
(d) TIG ( ) grande depósito de solda

13 – Qual das propriedades abaixo tem grande influência na deformação dos metais durante a soldagem:
a) condutividade térmica
b) ponto de fusão
c) resistência ao impacto
d) densidade e dureza

14 – Qual dos processos abaixo é caracterizado como revestimento dos aços:


a) aplicação de material cerâmico
b) tinta de fundo
c) isolamento térmico
d) chapa cladeada
e) nitretação

15 - Qual a sequência mais correta para a fabricação de uma peça soldada e usinada:
a) conformação, usinagem, soldagem e alivio de tensões
b) conformação, soldagem, alivio de tensões e usinagem
c) soldagem, conformação, alivio de tensões e usinagem
d) alivio de tensões, soldagem, conformação e usinagem

16 – Podemos afirmar que o processo de fundição produz uma estrutura mais grosseira e um limite de
resistência menor que o processo de forjamento?
a) Verdadeiro
b) Falso

17 – As ranhuras de um flange podem ser concêntricas ou espiraladas:


a) Verdadeiro
b) Falso

18 – O que deve ser verificado em um gráfico de tratamento térmico?


a) tempo de encharque
b) tempo de aquecimento para alcançar a temperatura do patamar do tratamento
c) temperatura de tratamento
d) taxa de resfriamento
e) todas as respostas anteriores estão corretas

19 – Qual a finalidade do termopar?


a) medir temperaturas a grandes distâncias
b) medição de temperaturas
c) medir deformações térmicas
d) medir baixas temperaturas
Data
1ª. PROVA DE AVALIAÇÃO 04/04/05
Treinamento Sequi
Nome/assinatura
Modalidade: Acessórios de Tubulação - Teórica

20 – Assinale a resposta correta:


a) o tratamento de revenimento aumenta a dureza e diminui a tenacidade
b) após a têmpera, um aço SAE 1060 apresenta menor dureza do que um aço SAE 1040
c) o tratamento de revenimento visa precipitar carbonetos
d) o revenimento visa diminuir a dureza dos aços temperados

21 – O tratamento térmico pode produzir:


a) somente soluções ferriticas de alta dureza e baixa ductilidade
b) somente fases martensiticas de baixa dureza e alta ductilidade
c) soluções ferriticas de alta dureza e martensiticas de baixa dureza
d) soluções ferriticas de alta ductilidade e martensiticas de alta dureza

22 – O recozimento subcrítico é aplicado para:


a) transformar toda a austenita retida
b) alivio de tensões
c) endurecimento superficial
d) esferoidização dos aços de alto carbono

23 – Os espelhos de um trocador de calor construido em ASTM A351 Gr. CF8M foram soldados pelo processo
de arco elétrico manual. Qual tratamento térmico deve ser aplicado para evitar sua oxidação posterior?
a) envelhecimento
b) austenitização
c) reprecipitação
d) solubilização

24 – Os métodos de dureza que se baseiam na medição da profundidade de impressão são:


a) apenas o método Brinell
b) apenas o método Vickers
c) os métodos Rockwell e Brinell
d) os métodos Vickers e Rockwell
e) apenas o método Rockwell

25 – A afirmação: “A correlação entre dureza e limite de resistência à tração é aproximada em virtude das
diferentes composições químicas e processos de fabricação dos aços, podendo haver divergência entre
os valores dos limites de resistência à tração obtidos através da correlação entre a dureza e os valores
reais dos limites de resistência à tração”
a) Verdadeiro
b) Falso

26 – O ensaio macrográfico pode ser realizado para:


a) definir os contornos de grão de uma estrutura metalográfica
b) definir os limites entre as zonas fundida e afetada termicamente de uma junta soldada
c) determinar o grau de acabamento de uma superfície usinada
d) determinar a temperatura de transformação da austenita para a ferrita

27 – O método Vickers é mais preciso que o método Brinell?


a) Verdadeiro
b) Falso

28 – Um corpo de prova está sofrendo um esforço perpendicular à direção de laminação. Como está
especificado o ensaio de tração em relação a sua orientação?
a) corpo de prova laminado
b) corpo de prova transversal
c) corpo de prova longitudinal
d) corpo de prova forjado
e) nra
Data
1ª. PROVA DE AVALIAÇÃO 04/04/05
Treinamento Sequi
Nome/assinatura
Modalidade: Acessórios de Tubulação - Teórica

29 – Dado o gráfico abaixo, indique a afirmativa correta:

IV
σ
III

VI
II

a) I = limite de resistência à tração, II = tensão de ruptura, III = deformação total, IV = deformação uniforme,
V = região elástica, VI = tensão de escoamento

b) I = limite de resistência à tração, II = tensão de ruptura, III = deformação total, IV = deformação até a
ruptura, V = deformação plástica, VI = tensão de escoamento

c) I = tensão máxima, II = tensão de ruptura, III = deformação total, IV = deformação até a ruptura,
V = deformação elástica, VI = tensão de escoamento

d) I = limite de resistência à tração, II = tensão de ruptura, III = deformação elástica, IV = deformação total,
V = deformação plástica, VI = limite de escoamento

e) I = tensão máxima, II = tensão de ruptura, III = deformação uniforme, IV = deformação total,


V = zona elástica, VI = tensão de escoamento

30 – O ensaio de LP não detecta:


a) porosidade superficial
b) trincas superficiais
c) falhas internas
d) dobra de laminação superficial