Você está na página 1de 2

NATUROPATIA

HOLÍSTICA

TERAPIA ALTERNATIVA CURATIVA E PREVENTIVA

Alternativa à alopatia, a naturopatia ganha cada vez mais espaço na medicina ocidental moderna.

A naturopatia holística compreende o corpo como um todo, conectado à mente e ao espírito, por isso
trata doenças através do fortalecimento do indivíduo ao invés de apenas neutralizar os sintomas
aparentes. Vários fatores são levados em consideração na prescrição de um tratamento, como o
ambiente em que a pessoa vive, seu estado emocional e seus hábitos.

A base teórica da terapia tem como maior premissa o poder da natureza de curar e promover equilíbrio
aos seres vivos. Essa alternativa estimula o autoconhecimento, pois leva em consideração a
singularidade dos organismos, valorizando a capacidade do paciente de observar sinais que o próprio
corpo manifesta, sejam sintomas, sejam efeitos de substâncias.

Como tratamentos de naturopatia são prescritos?

A terapia se destaca pela capacidade de prevenir a ocorrência ou o agravamento de doenças de modo


geral, mas também é capaz de tratar sintomas específicos e complementar um tratamento alopático,
potencializando-o ou neutralizando seus efeitos colaterais.

Em uma consulta, o profissional, que pode ser um médico especializado em naturopatia ou um


praticante graduado em naturopatia, normalmente pergunta ao paciente seu histórico médico e seus
hábitos. O terapeuta pode requisitar exames laboratoriais, avaliar a pressão do paciente e realizar
demais procedimentos comuns a qualquer consulta médica geral.

A partir da análise da confluência dos fatores que determinam o estado do paciente, o naturopata
prescreve um tratamento específico ou um plano de tratamento com diferentes técnicas terapêuticas a
serem realizadas ao mesmo tempo ou em etapas cronológicas predeterminadas.

Quais técnicas são prescritas?

Há uma vasta gama de técnicas que podem ser utilizadas no tratamento naturopático. Planos
nutricionais, por exemplo, buscam restabelecer ou manter a saúde através do consumo consciente de
alimentos naturais, prevendo a interação entre as propriedades desses alimentos entre elas e com o
organismo.
Aromaterapia

A aromaterapia explora os efeitos físicos e psicológicos dos aromas, principalmente de óleos essenciais,
substâncias extremamente puras com cheiros acentuados, extraídas integralmente de plantas.

Homeopatia

O homeopata busca compreender a causa da doença para indicar formulações que possam restabelecer
o equilíbrio natural do corpo ao invés de focar apenas o alívio dos sintomas.

Fitoterapia

A fitoterapia consiste na confecção de produtos como pomadas, tinturas, extratos, cápsulas e chás com
base em plantas com efeitos farmacológicos. Por exemplo, diversos produtos de guaco são prescritos
para problemas respiratórios, e o gel de confrei é indicado para tratamentos cutâneos. Também é
possível a indicação de cromoterapia, hidroterapia, acupuntura, meditação, psicoterapia, entre outras
práticas.

Naturopatia e medicina tradicional oriental

A tradicional e milenar medicina chinesa tem uma base filosófica que compreende certas leis
fundamentais do corpo e sua relação com o ambiente. Os métodos desenvolvidos com essa base tratam
doenças e auxiliam na manutenção da saúde, sempre prevendo restabelecer um equilíbrio natural. Um
exemplo é a acupuntura, que utiliza agulhas para estimular pontos energéticos do corpo.

Ayurveda

A também milenar medicina indiana Ayurveda significa, em sânscrito, “conhecimento da vida” e


também é utilizada para o tratamento de condições de saúde. O especialista analisa o caso de forma
holística, classificando o tipo biológico do paciente com base na filosofia ayurvédica e desenvolvendo
uma rotina ideal para ele. Isso inclui plano alimentar, exercícios físicos, horários para dormir e realizar
práticas cotidianas, além de fitoterápicos, massagens e outros tratamentos.

Você também pode gostar