Você está na página 1de 18

Aula 08

Introdução:

•Através do Desenho Arquitetônico o arquiteto ou o


desenhista gera os documentos necessários para as
construções;
•Este contem, na linguagem de desenho, informações
técnicas relativas a uma Obra Arquitetônica.
•NBR-6492: Representação de projetos de arquitetura
Os elementos do desenho arquitetônico são vistas
ortográficas formadas a partir de projeções ortogonais, ou
seja, sistemas em que as linhas projetantes são paralelas
entre si e perpendiculares ao plano projetante.
Desenhos Utilizados na Representação dos
Projetos Arquitetônicos de Edificações

•Planta de situação;
•Planta de localização;
•Plantas baixas dos diversos pavimentos;
•Cortes longitudinais e transversais;
•Fachadas;
•Desenhos de detalhes;
•Outros.
Planta de situação
Deve conter os dados disponíveis para situar da melhor
forma possível o terreno da região onde o mesmo se localiza.
Conforme NBR 6492/94 devem constar os seguintes dados, se
disponíveis:
•Curvas de nível existentes e projetadas, além de eventual
sistema de coordenadas referenciais;
•Indicação do norte;
•Vias de acesso ao conjunto, arruamento e logradouros
adjacentes com os respectivos equipamentos urbanos;
•Indicações de áreas a serem edificadas;
•Denominação dos diversos edifícios ou blocos;
•Construções existentes, demolições ou remoções futuras, áreas
não edificáveis;
•Escala;
•Notas gerais, desenhos de referencia e legenda.
Planta de Localização ou de Locação
• Devem ser representados todos os elementos necessários para localizar a
edificação no terreno, deve ter:
• Sistema de coordenadas referenciais do terreno, curvas
de nível existentes e projetadas;
• Indicação do norte;
• Indicação de vias de acesso, vias internas,
estacionamentos, áreas cobertas, platôs e taludes;
• Perímetro do terreno, marcos topográficos, cotas gerais e
níveis principais;
• Indicação dos limites externos das edificações: recuos e
afastamentos;
• Eixos do projeto;
• Amarrações dos eixos do projeto a um ponto de
referência;
• Denominação das edificações;
• Escalas;
• Notas gerais, desenhos de referência e carimbo.
Cortes longitudinais e transversais
•A edificação é representada como se tivesse sido cortada por
um ou mais planos, os quais devem ter sua posição
determinada nas plantas-baixas, deve ter:
• Eixos do projeto;
• Sistema estrutural;
• Indicação de cotas verticais;
• Indicação de cotas de nível acabado e em osso;
• Caracterização dos elementos de projeto:
• Fechamentos externos e internos;
• Circulações verticais e horizontais;
• Áreas de instalação técnica e de serviço;
• Cobertura/telhado e captação de águas pluviais;
• Forros e demais elementos significativos;
• Denominação dos diversos compartimentos seccionados;
• Escalas;
• Notas gerais, desenhos de referência e carimbo;
• Marcação dos cortes transversais nos cortes longitudinais e vice-versa.
CORTES
CORTES
CORTE AB
Fachadas
•Representação gráfica de planos externos da edificação.
Os cortes transversais e longitudinais podem ser
marcados nas fachadas.
Desenhos de detalhes
•Podem representar regiões determinadas do projeto com
um nível de detalhes maior e em escala mais ampliada que
as demais plantas. Os detalhes devem ser referenciados nas
plantas-baixas;
•No item A-13 da NBR 6492 é apresentada uma sugestão de
como devem ser referenciados estes detalhes;
•Além de ampliação e detalhamento de algumas regiões do
desenho, determinados elementos, como por exemplo as
esquadrias são, usualmente desenhados em detalhes
ampliados.
ATIVIDADE 09 Elaborar: planta baixa