Você está na página 1de 14

MANUAL

CLIENTE: FOLHA:
1/14
PROGRAMA: C.C:

ÁREA: SEP:

TÍTULO:
CONTROLE DE PRODUTO NÃO-CONFORME
DOC Nº: RESPONSÁVEL:

ANTONIO FERNANDO NAVARRO


ARQ. ELETR.: Nº CONTRATO: REG. CREA:

42.758/D

ÍNDICE DE REVISÕES
REV. DESCRIÇÃO E/OU FOLHAS ANTIGAS

0 PARA INFORMAÇÃO

DATA REV.0 REV.A REV.B REV.C REV.D REV.E REV.F REV.G REV.H
DATA
PROJETO
EXECUÇÃO
VERIFICAÇÃO
APROVAÇÃO

As informações deste documento foram elaboradas pelo Eng. ANTONIO FERNANDO NAVARRO, para divulgação da metodologia.....

A presente manual não deverá ser empregado para fins comerciais e tão somente para a disseminação de conhecimento, livremente, citando-se o
autor.
Código:
Data:
Revisão: 0
Página: 2/ 14

Título:
CONTROLE DE PRODUTO NÃO-CONFORME

ÍNDICE

1. OBJETIVO.................................................................................................................03

2. REFERÊNCIAS.........................................................................................................03

3. ABRANGÊNCIA .......................................................................................................03

4. TERMOS E DEFINIÇÕES.........................................................................................03

5. RESPONSABILIDADES............................................................................................06

6. MÉTODO OPERACIONAL........................................................................................07

7. ANEXOS....................................................................................................................12

8. HISTÓRICO DAS REVISÕES....................................................................................12


Código:
Data:
Revisão: 0
Página: 3/ 14

Título:
CONTROLE DE PRODUTO NÃO-CONFORME

1 OBJETIVO

Estabelecer o Controle, as Responsabilidades e Autoridade pertinentes para assegurar


que o produto/item não-conforme com os requisitos do produto sejam identificados e
controlados para evitar seu uso ou entrega não-intencional na empresa.

2 REFERÊNCIAS

− Manual de Gestão da Qualidade do Empreendimento.

− Controle de Registros.

− Auditorias Internas.

− Ação Corretiva e Ação Preventiva.

− Controle de Dados de Entrada do Projeto.

− Análise Crítica de Projeto.

− Verificação de Projeto.

− Manual do Sistema de Gestão Integrada da Segurança, Meio Ambiente e Saúde.

− Plano de Monitoramento/Medição.

− Acidentes e Incidentes.

3 ABRANGÊNCIA

Este procedimento abrange todos os serviços executados pela empresa em todas as


fases necessárias à implantação do contrato.

Este Procedimento não se aplica aos documentos de referência e outros dados de


entrada fornecidos pelo cliente ou por terceiros.

4 TERMOS E DEFINIÇÕES

4.1 Ação Corretiva


Código:
Data:
Revisão: 0
Página: 4/ 14

Título:
CONTROLE DE PRODUTO NÃO-CONFORME

Ação para eliminar a(s) causa(s) de uma não-conformidade identificada ou outra


situação indesejável.

Nota 1 – Ação Corretiva é executada para prevenir a repetição, enquanto que a Ação
Preventiva é executada para prevenir a ocorrência.

Nota 2 – Existe uma diferença entre Correção e Ação Corretiva.

4.2 Ação Preventiva

Ação para eliminar a(s) causa(s) de uma potencial não-conformidade ou outra situação
potencialmente indesejável.

Nota 1 – Ação preventiva é executada para prevenir a ocorrência, enquanto que a


ação corretiva é executada para prevenir a repetição.

4.3 Concessão

Permissão para usar ou liberar um produto que não atende a requisitos especificados.

4.4 Correção

Ação para eliminar uma não-conformidade identificada.

Nota 1 – Uma correção pode ser feita em conjunto com uma ação corretiva.

Nota 2 - Uma correção pode ser, por exemplo, um retrabalho ou reclassificação.

4.5 Item

Todo elemento que pode ser considerado e descrito individualmente.

4.6 Não Conformidade

Não atendimento a um requisito.

Para efeito do Sistema de Gestão Integrada da SMS, a não-conformidade é definida


como sendo:

Quaisquer desvios de padrões de trabalho, práticas, procedimentos, regulamentos,


desempenho do sistema de gestão, dentre outros, que possa levar, direta ou
indiretamente, a doenças ou perdas, danos à propriedade ou ao ambiente de trabalho
ou a uma combinação destes.

4.7 Processo
Código:
Data:
Revisão: 0
Página: 5/ 14

Título:
CONTROLE DE PRODUTO NÃO-CONFORME

Conjunto de atividades inter-relacionadas ou interativas que transformam insumos


(entradas) em produtos (saídas).

4.8 Produto

Resultado de um processo.

Obs.: Para efeito da aplicação deste Procedimento, o termo “produto” da Empresa


significa:
a) Os Documentos-Produto de Projeto em qualquer etapa da sua elaboração
ou,
b) Documentos-Produto ou Dados Gerados pela execução das atividades de
cada Gerência ou,
c) Os resultados dos Serviços de Construção, Montagem e Condicionamento e
demais serviços no âmbito da Empresa.

4.9 Reparo

Ação sobre um produto não-conforme, a fim de torná-lo aceitável para o uso


pretendido.

Nota 1 – Reparo compreende ações reparadoras executadas sobre um produto


previamente conforme, a fim de recuperá-lo para o uso, por exemplo, como parte de
uma atividade de manutenção.

Nota 2 – Ao contrário do retrabalho, o reparo pode afetar ou mudar partes do produto


não-conforme.

4.10 Retrabalho

Ação sobre um produto não-conforme, a fim de torná-lo conforme aos requisitos.

4.11 ABREVIATURAS

As abreviaturas utilizadas neste Procedimento são:

NC - Não-Conformidade;
RNC - Relatório de Produto Não-Conforme;
GSG – Gerência de Sistemas de Gestão
GCQ – Gerência de Controle da Qualidade
GSMS – Gerência de Segurança / Meio Ambiente / Saúde / Responsabilidade Social.
SMS – Segurança, Meio Ambiente e Saúde.
QSMS – Qualidade, Segurança, Meio Ambiente e Saúde.
Código:
Data:
Revisão: 0
Página: 6/ 14

Título:
CONTROLE DE PRODUTO NÃO-CONFORME

5 RESPONSABILIDADES

5.1 Detecção

Qualquer setor, órgão ou funcionário pode detectar uma não-conformidade.

5.2 Emissão do RNC

É de responsabilidade da Área da Qualidade a emissão e controle de RNC’s quando


ocorrer não-conformidades no Empresa QI.

O Relatório de Produto Não-Conforme - RNC é um documento formal cuja tramitação


envolve a participação de vários órgãos dentro e fora do Empreendimento. As
instruções para preenchimento, devem ser rigorosamente observadas.

5.3 Análise Crítica

A responsabilidade pela análise crítica da não-conformidade é do Líder da


Disciplina/Especialidade/Órgão ou do Gerente responsável pela execução do produto.

5.4 Tratamento

5.4.1 Proposição

A responsabilidade pela proposição do tratamento a ser dado ao produto não-conforme


é do responsável pela especialidade/disciplina/gerência específica onde for detectada a
não-conformidade, que deve discuti-la com a Área da Qualidade e, se necessário, com
o Cliente.

Caso seja emitido o RNC, esta proposição deve ser feita no prazo máximo de 3 (três)
dias úteis após a data de emissão do mesmo.

5.4.2 Aprovação

A responsabilidade pela aprovação final do tratamento a ser dado ao produto não-


conforme é do Gerente responsável, da Área da Qualidade e do Cliente (quando
aplicável).

5.4.3 Execução

O tratamento aprovado para o produto não-conforme deve ser executado pela


disciplina/especialidade ou gerência específica onde a NC foi detectada.

5.5 Verificação Final e Fechamento do RNC


Código:
Data:
Revisão: 0
Página: 7/ 14

Título:
CONTROLE DE PRODUTO NÃO-CONFORME

Cabe à Área da Qualidade a verificação final quanto à execução do tratamento


executado e o fechamento do RNC, caso o mesmo seja considerado adequado.

5.6 Arquivamento Final do RNC

Para fins de documentação final do produto ou serviço, todos os originais dos RNCs
encerrados devem ser arquivados pela Área da Qualidade. Ao final do
Empreendimento, os registros devem ser mantidos na Administração da empresa líder
da Empresa.

6 MÉTODO OPERACIONAL

6.1 Detecção

A detecção de um produto/item não-conforme decorre de um processo de avaliação,


em geral conseqüente de:

a) Análise Crítica de Projeto;


b) Verificação de Projeto;
c) Avaliação da Qualidade dos Serviços de Gerenciamento;
d) Medição e monitoramento de processos referentes a área da Qualidade;
e) Medição e monitoramento de produtos;
f) Medição e Monitoramento Operacional da SMS (pelo Empresa ou pelo Cliente).
g) Auditorias Internas e Externas;
h) Verificação da Conformidade Legal;
i) Atividades de Controle Operacional da SMS incluindo riscos de emergência;
j) Acidentes e Incidentes de Segurança e Saúde Operacional;
k) Comentários do Cliente/Entidade Certificadora/Terceiros quanto à qualidade do
Produto do Empresa;
l) Ações da Coordenação/Gerência do Projeto/Gerências do Empreendimento;
m) Monitoramento do Sistema de Gestão da Qualidade e Sistema de Gestão Integrada
da SMS.

6.2 Identificação da Não-Conformidade

Qualquer profissional da Empresa, de Empresa subcontratada ou pertencente à


fiscalização do Cliente, ao detectar um suposto Produto/item Não-Conforme, deve
transmitir esta informação, verbalmente ou por escrito à Área da Qualidade, conforme o
caso, que deverá analisar a informação e verificar a procedência ou não da não-
conformidade.

Em alguns casos, as NC’s podem estar identificadas na documentação pertinente a


atividade que as detectou.
Código:
Data:
Revisão: 0
Página: 8/ 14

Título:
CONTROLE DE PRODUTO NÃO-CONFORME

Caso a NC tenha sido detectada durante a Análise Crítica, Verificação de Projeto,


Medição e Monitoramento de Processos e Produtos, Medição e Monitoramento da
SMS, Avaliação da Qualidade dos Serviços de Gerenciamento, Auditorias da
Qualidade, Auditorias da SMS, Comentários do Cliente / Entidade Certificadora /
Terceiros, a identificação deve ser efetuada nos registros destas atividades.

Caso a detecção da NC tenha sido devido à ação do monitoramento do Sistema da


Qualidade pela Área da Qualidade ou da Coordenação /Gerência de Projeto /
Gerências do Empreendimento, a identificação deve ser através do RNC, mesmo que a
não conformidade não esteja diretamente vinculada a nenhum produto específico.

As não-conformidades relacionadas a acidentes e incidentes da Segurança e Saúde


são tratadas conforme Procedimento.

6.3 Análise Crítica e Tratamento

A Análise Crítica deve considerar todas as informações disponíveis nas Normas,


Códigos, Regulamentos, Especificações, Procedimentos e outras exigências
contratuais aplicáveis, de forma a determinar os efeitos da NC em todos os itens
envolvidos com a mesma.

As eventuais implicações da NC no comprometimento da segurança, no meio


ambiente, desempenho e confiabilidade da instalação devem ser avaliadas e, caso
necessário, ser objeto de consulta por escrito e do parecer da montadora, dos
fabricantes, do cliente, dos Órgãos Federais, Estaduais e Municipais ou de
especialistas devidamente capacitados na matéria.

Em função da Análise Crítica, deve ser proposto um dos tratamentos abaixo para o
produto/item não-conforme:

a) Correção para eliminar a não-conformidade detectada. Uma correção pode ser, por
exemplo, um retrabalho ou reclassificação.
b) Autorizar o uso, Liberar ou Aceitar sob concessão por uma autoridade pertinente e,
onde aplicável, pelo Cliente.

OBS.: Neste caso, o tratamento proposto deve ser submetido ao responsável pelo
estabelecimento do requisito não atendido ou seu representante para fins de
concessão. No caso de não atendimento ao requisito contratual, esta concessão deve
ser dada pelo cliente.

c) Reparar, a fim de tornar o produto aceitável para o uso pretendido.

OBS.: Quando o tratamento for reparar, a metodologia para o reparo deve ser
detalhada na documentação pertinente à atividade que a identificou.

d) Refugar/sucatear para impedir o uso previsto originalmente.


Código:
Data:
Revisão: 0
Página: 9/ 14

Título:
CONTROLE DE PRODUTO NÃO-CONFORME

e) Cancelar o documento-produto para impedir o seu uso pretendido ou aplicação


originais.
f) Devolver / Substituir

OBS.: O produto deve ser devolvido ao fornecedor para substituição

Cabe ao Gerente do Contrato ou à Área da Qualidade determinar a necessidade de


interrupção dos serviços quando as NC’s e o seu tratamento assim o justificarem.

A disciplina/especialidade/órgão/gerência específica responsável pela NC deve


executar o tratamento aprovado para o produto não-conforme, o qual, quando
necessário, deve ser acompanhado integralmente pela Área da Qualidade.

Os produtos/itens corrigidos devem ser reverificados conforme procedimentos


aplicáveis.

Deve ser observado que o tratamento de produto/item não-conforme visa sanar a NC,
porém não visa a prevenção de sua reincidência. Para esta finalidade as NC’s devem
ser tratadas conforme o previsto no Procedimento.

Qualquer NC comprovada tem que ter o registro do correspondente tratamento


tomado. Nos casos em que a análise crítica conclua pela não procedência da NC, ou
seja, que a detecção foi equivocada, deve ser obtido junto ao responsável pela
detecção o respectivo cancelamento.

6.4 Segregação de Produto/item Não-Conforme

Quando praticável, o produto/Item não-conforme deve ser segregado em área própria,


com o objetivo de evitar o uso inadvertido, onde recebe uma identificação do Nº do
respectivo RNC ou outro registro equivalente.

A segregação física do documento-produto de Projeto e de Gerenciamento não-


conforme não é aplicável, por não ser viável nem relevante, visto que:

a) Cópias dos documentos-produto são distribuídas também externamente e que o


controle pelo Empresa das eventuais cópias geradas a partir das emissões externas,
é impraticável;
b) A não-conformidade (NC) pode afetar apenas uma pequena parte do documento-
produto e não a sua totalidade;
c) O original do documento-produto não-conforme pode estar contido no mesmo
diretório da Rede/CD-Rom que contém documentos-produto conformes.
Código:
Data:
Revisão: 0
Página: 10/ 14

Título:
CONTROLE DE PRODUTO NÃO-CONFORME

6.5 Implementação do Tratamento Proposto

Após a definição e devidas aprovações das ações de tratamento, as mesmas devem


ser implementadas dentro do prazo estabelecido, salvo justificativas plausíveis.

6.6 Verificação da Efetividade/Eficácia do Tratamento Executado

Após a execução do tratamento proposto, a Área da Qualidade deve verificar a


efetividade / eficácia das ações tomadas, fechando o RNC.

Caso a ação tomada não reflita o tratamento proposto, deve ser aberto novo RNC para
oficializar e aprovar o tratamento.

6.7 Identificação da Necessidade de Ação Corretiva

Conforme metodologia descrita no Procedimento.

6.8 Registros

Os registros das NC’s e seu respectivo tratamento são os seguintes:

NC’s detectadas em:

a) Análise Crítica de Projeto

− Sumário da Análise Crítica de Projeto e seus anexos, conforme Procedimento;

b) Verificação de Projeto

− Cópia de Verificação, conforme Procedimento;

c) Avaliação da Qualidade dos Serviços de Gerenciamento

− RNC;

d) Medição e Monitoramento de Processos referentes a área da qualidade

- RNC;

e) Medição e Monitoramento de Produtos

- Relatórios de Inspeção e RNC;

f) Medição e Monitoramento Operacional da SMS pela Empresa ou pelo Cliente

- Relatório de Monitoramento dos desvios da SMS.


Código:
Data:
Revisão: 0
Página: 11/ 14

Título:
CONTROLE DE PRODUTO NÃO-CONFORME

g) Auditorias da Qualidade e da SMS

− Solicitação de Ação Corretiva (SAC), conforme Procedimento;

h) Verificação da Conformidade Legal

- RNC.

i) Atividades de Controle Operacional da SMS, incluindo Riscos de Emergência

- Relatório de Monitoramento dos Desvios da SMS.

j) Acidentes e Incidentes de Segurança e Saúde Ocupacional

- Relatório de Acidentes e Incidentes.

k) Comentários do Cliente/Entidade Certificadora/Terceiros quanto à qualidade


do produto da Empresa

− Cópias comentadas;
− Documentos revisados em conseqüência dos comentários;

Nota: Deve ser elaborado RNC quando o Cliente/Entidade Certificadora/Terceiros não


aprovar o produto da Empresa.

l) Ações da Coordenação/Gerência do Contrato/Gerências do Empreendimento e


Monitoramento do Sistema da Qualidade e Sistema de Gestão da SMS

− RNC.

Devem ser mantidos registros sobre a natureza das não-conformidades e quaisquer


ações subseqüentes executadas, incluindo concessões obtidas.

Os registros acima devem ser controlados conforme Procedimento.

6.9 Notificação

As NC’s detectadas nas atividades do item 7.8 são notificadas aos responsáveis pelas
mesmas, através dos próprios registros destas atividades.

6.10 Distribuição dos RNCs

6.10.1 Na Emissão

Original: para o responsável pela disciplina/gerência onde foi detectada a NC.


Código:
Data:
Revisão: 0
Página: 12/ 14

Título:
CONTROLE DE PRODUTO NÃO-CONFORME

Cópias: Gerente do Contrato, Líderes de Disciplina/Gerentes, responsáveis pelas


demais disciplinas/gerências que possam ser afetadas pela NC, QSMS e Cliente, se
necessário.

6.10.2 Na Aprovação do Tratamento

Original: Área da Qualidade.

6.10.3 No Fechamento do RNC

Original: Área da Qualidade.

Cópias: os mesmos que receberam cópia na emissão do RNC (item 7.7.1).

7 ANEXO

- Anexo 1: Relatório de Tratamento de Não-Conformidade.

8 HISTÓRICO DAS REVISÕES

Rev. 0 data Emissão inicial.


Código:
Data:
Revisão: 0
Página: 13/ 14

Título:
CONTROLE DE PRODUTO NÃO-CONFORME

ANEXO 1

RELATÓRIO DE TRATAMENTO DE NÃO-CONFORMIDADE

Número
RELATÓRIO DE TRATAMENTO RNC-
Data Folha
DE NÃO-CONFORMIDADE
Cliente Projeto / Empreendimento / Unidade

Fase do Empreendimento Disciplina / Especialidade / Gerência / Órgão

IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO/ITEM NÃO-CONFORME (DOCUMENTO, EQUIPAMENTO, PEÇA/ITEM, SISTEMA, OUTRO)

NÃO- CONFORMIDADE
Descrição

Emitido Por Assinatura

TRATAMENTO
Retrabalhar Refugar/ Sucatear Isolar/ Conter Reclassificar Autorizar o uso/ Liberar ou Aceitar Sob Concessão
Reparar Cancelar Documento Devolver/ Substituir Outro __________________________________
Proposição

Data Proponente Data Prevista para Conclusão Responsável pela Implementação

Comentários da Fiscalização (quando aplicável) Aprovação da Fiscalização

Data Assinatura
APROVAÇÃO
Gerente de Projeto / Empreendimento / Órgão Coordenação / Supervisão da Qualidade / SMS É necessário Ação Corretiva?

Sim Não
Data Assinatura Data Assinatura
VERIFICAÇÃO FINAL DO RNC
Observações

FECHAMENTO
Responsável pela Aprovação (Coordenação / Supervisão da Qualidade / SMS)

Data Assinatura
DISTRIBUIÇÃO

Gerente de Projeto / Empreendimento Gerência da QSMS Outro


Cliente Fiscalização Outro
Código:
Data:
Revisão: 0
Página: 14/ 14

Título:
CONTROLE DE PRODUTO NÃO-CONFORME

ANEXO 1 (Continuação)
INSTRUÇÕES PARA PREENCHIMENTO DO RELATÓRIO DE TRATAMENTO DE
NÃO-CONFORMIDADE

R E L A T Ó R IO D E T R A T A M E N T O
D E N Ã O -C O N F O R M ID A D E
IN S T R U M E N T O N O R M A T IV O C O R R E S P O N D E N T E : M A - 5 2 3 0 - 0 0 - 9 1 0 0 - 9 1 2 - Q G I- 0 6 3
C AM PO NÚM ERO
IN S T R U Ç Õ E S D E N ú m e r o d o R N C ( E x . R N C - X X X X X - Y Y ) o n d e : X X X X X é o n ú m e r o d o p e d id o in t e r n o q u e c a r a c t e r iz a o
P R E E N C H IM E N T O : s e rv iç o .
C AM PO D ATA
IN S T R U Ç Õ E S D E D a t a d a e m is s ã o d o R N C
P R E E N C H IM E N T O :
C AM PO FOLHA
IN S T R U Ç Õ E S D E N ú m e r o d e f o lh a e o n ú m e r o t o t a l d e f o lh a s . E x . : 1 / 2
P R E E N C H IM E N T O :
C AM PO C L IE N T E
IN S T R U Ç Õ E S D E N o m e d o C lie n t e .
P R E E N C H IM E N T O :
C AM PO P R O J E T O /E M P R E E N D IM E N T O /U N ID A D E
IN S T R U Ç Õ E S D E N o m e d o P ro je t o / E m p re e n d im e n t o / U n id a d e .
P R E E N C H IM E N T O :
C AM PO F A S E D O E M P R E E N D IM E N T O
IN S T R U Ç Õ E S D E I n d ic a r a f a s e d o E m p r e e n d im e n t o o n d e f o i e n c o n t ra d a a n ã o -c o n f o r m id a d e . E x . : P r o je t o , G e re n c ia m e n t o ,
P R E E N C H IM E N T O : S e rv iç o s , S u p rim e n t o , M o n t a g e m , C o n d ic io n a m e n t o , o u t ro s .
C AM PO D IS C IP L IN A / E S P E C IA L ID A D E / G E R Ê N C IA / Ó R G Ã O
N o m e d a d is c ip lin a / e s p e c ia lid a d e / g e r ê n c ia / ó rg ã o o n d e a N C f o i d e t e c t a d a . E x . : G e ra l; C iv il; I n s t r u m e n t a ç ã o ;
T u b u la ç ã o ; M e c â n ic a ; P r o c e s s o ; C a ld e ira ria ; M a n u s e io ; S o ld a g e m ; E q u ip a m e n t o d e I n s p e ç ã o , M e d iç ã o e
T e s t e ; E lé t r ic a , E le t rô n ic a e T e le c o m u n ic a ç õ e s ; E le m e n t o d o S is t e m a d a Q u a lid a d e ; E s t u t u r u r a M e t á lic a
IN S T R U Ç Õ E S D E M a r ít im a ; E s t r u t u r a M e t á lic a I n d u s t ria l; E q u ip a m e n t o H id r o M e c â n ic o ; C o n d ic io n a m e n t o ; P in t u r a I n d u s t r ia l;
P R E E N C H IM E N T O : P re s e rv a ç ã o ; R e c e b im e n t o ; R e v e s t im e n t o ; E q u ip a m e n t o R o t a t iv o ; E q u ip a m e n t o E s t á t ic o ; E n s a io n ã o
D e s t r u t iv o ; I s o la m e n t o T é rm ic o ; T r a t a m e n t o T é rm ic o ; S e g u ra n ç a , M e io A m b ie n t e e S a ú d e ; O u t ra .

I D E N T I F I C A Ç Ã O D O P R O D U T O / I T E M N Ã O C O N F O R M E (D O C U M E N T O , E Q U I P A M E N T O , P E Ç A / I T E M ,
C AM PO
S IS T E M A , O U T R O )
IN S T R U Ç Õ E S D E I n d ic a r o D o c u m e n t o , E q u ip a m e n t o , P e ç a , S is t e m a , o u o u t r o p ro d u t o / it e m q u e e s t á n ã o - c o n f o rm e .
P R E E N C H IM E N T O :
C AM PO N Ã O -C O N F O R M ID A D E
IN S T R U Ç Õ E S D E D e s c r e v e r a n ã o - c o n f o r m id a d e d e f o r m a c la r a , d e v id a m e n t e f u n d a m e n t a d a e m e v id ê n c ia s o b je t iv a s , e
P R E E N C H IM E N T O : e x p lic it a r o r e q u is it o n ã o a t e n d id o .
C AM PO E M IT ID O P O R
IN S T R U Ç Õ E S D E N o m e e a s s in a t u r a d o C o o r d e n a d o r / S u p e rv is o r d a Q u a lid a d e o u C o o r d e n a d o r/ S u p e r v is o r d a S M S q u e e s t á
P R E E N C H IM E N T O : e m it in d o o R N C .
C AM PO TR ATAM EN TO
IN S T R U Ç Õ E S D E A s s in a la r q u a l o t r a t a m e n t o q u e e s t á s e n d o p ro p o s t o p a r a o ( s ) P ro d u t o (s ) / it e m ( n s ) N ã o - C o n f o rm e (s ) .
P R E E N C H IM E N T O :
C AM PO P R O P O S IÇ Ã O
IN S T R U Ç Õ E S D E D e s c re v e r o tra ta m e n to p ro p o s to .
P R E E N C H IM E N T O :
C AM PO D ATA/ PR O PO N ENTE
R u b ric a d o p r o p o n e n t e d o t ra t a m e n t o , o u s e ja , d o r e s p o n s á v e l p e la d is c ip lin a / e s p e c ia lid a d e / g e r ê n c ia / ó r g ã o
IN S T R U Ç Õ E S D E
o n d e f o i d e t e c t a d a a n ã o - c o n f o r m id a d e . I n d ic a r a d a t a d e s t a a ç ã o .
P R E E N C H IM E N T O :

C AM PO D A T A P R E V IS T A P A R A C O N C L U S Ã O
IN S T R U Ç Õ E S D E I n d ic a r a d a t a e m q u e o t r a t a m e n t o d e v e rá e s t a r c o n c lu íd o .
P R E E N C H IM E N T O :
C AM PO R E S P O N S Á V E L P E L A IM P L E M E N T A Ç Ã O
IN S T R U Ç Õ E S D E I n d ic a r o r e s p o n s á v e l p e la im p le m e n t a ç ã o d o t r a t a m e n t o p r o p o s t o .
P R E E N C H IM E N T O :
C AM PO C O M E N T Á R IO S E A P R O V A Ç Ã O D A F IS C A L IZ A Ç Ã O (Q U A N D O A P L IC Á V E L )
IN S T R U Ç Õ E S D E C o m e n t a r q u a n d o a p lic á v e l, d a t a r e a s s in a r.
P R E E N C H IM E N T O :
C AM PO APRO VAÇ ÃO
R u b ric a d o G e re n t e d o C o n t r a t o / G e r e n t e d a Á e r a / Ó r g ã o , d o C o o rd e n a d o r / S u p e r v is o r d a Q u a lid a d e o u d o
IN S T R U Ç Õ E S D E C o o rd e n a d o r / S u p e rv is o r d a S M S , e a s s in a la r s e é n e c e s s á rio A ç ã o C o rr e t iv a , e a r e s p e c t iv a d a t a e m q u e
P R E E N C H IM E N T O : c a d a u m a p ro v o u o tra ta m e n to p ro p o s to .
C AM PO V E R IF IC A Ç Ã O F IN A L D O R N C
IN S T R U Ç Õ E S D E C a m p o d e s t in a d o à s o b s e r v a ç õ e s d o C o o r d e n a d o r/ S u p e r v is o r d a Q u a lid a d e o u C o o r d e n a d o r/ S u p e rv is o r d a
P R E E N C H IM E N T O : S M S q u a n t o à e f ic á c ia d o t r a t a m e n t o e x e c u t a d o .
C AM PO FECHAM ENTO
C a m p o d e s t in a d o a o C o o r d e n a d o r/ S u p e r v is o r d a Q u a lid a d e o u C o o r d e n a d o r / S u p e r v is o r d a S M S p a r a
IN S T R U Ç Õ E S D E f e c h a m e n t o d o R N C e d a t a d e s t a a ç ã o . E s t e c a m p o s ó d e v e s e r p r e e n c h id o s e o t ra t a m e n t o e x e c u t a d o f o r
P R E E N C H IM E N T O : c o n s id e r a d o e f ic a z .

C AM PO D IS T R IB U IÇ Ã O
IN S T R U Ç Õ E S D E I n d ic a r a d is t rib u iç ã o d o R N C .
P R E E N C H IM E N T O :