Você está na página 1de 116

1

SUMÁRIO
1.FUNDAMENTOS ............................................................................................................................................................................... 3
2. CINEMÁTICA ................................................................................................................................................................................... 3
GABARITO CINEMÁTICA ............................................................................................................................................................... 10
3.DINÂMICA...................................................................................................................................................................................... 10
GABARITO DINÂMICA .................................................................................................................................................................. 17
4.TRABALHO, ENERGIA E POTÊNCIA ................................................................................................................................................. 18
GABARITO TRABALHO, ENERGIA E POTÊNCIA ............................................................................................................................. 23
5.IMPULSO, QUANTIDADE DE MOVIMENTO E CHOQUES ................................................................................................................ 24
GABARITO IMPULSO, QUANTIDADE DE MOVIMENTO E CHOQUES ............................................................................................. 28
6.ESTÁTICA ....................................................................................................................................................................................... 28
GABARITO ESTÁTICA .................................................................................................................................................................... 30
7.HIDROSTÁTICA ............................................................................................................................................................................... 31
GABARITO HIDROSTÁTICA ........................................................................................................................................................... 38
8.HIDRODINÂMICA ........................................................................................................................................................................... 39
GABARITO HIDRODINÂMICA........................................................................................................................................................ 40
9.GRAVITAÇÃO UNIVERSAL .............................................................................................................................................................. 40
GABARITO GRAVITAÇÃO UNIVERSAL ........................................................................................................................................... 41
10.DILATAÇÃO TÉRMICA .................................................................................................................................................................. 41
GABARITO DILATAÇÃO TÉRMICA ................................................................................................................................................. 44
11.CALORIMETRIA ............................................................................................................................................................................ 44
GABARITO CALORIMETRIA ........................................................................................................................................................... 50
12.ESTUDO DOS GASES E TERMODINÂMICA .................................................................................................................................... 50
GABARITO ESTUDO DOS GASES E TERMODINÂMICA .................................................................................................................. 61
13.MOVIMENTO HARMÔNICO SIMPLES .......................................................................................................................................... 62
GABARITO MHS............................................................................................................................................................................ 63
14.ÓPTICA GEOMÉTRICA .................................................................................................................................................................. 63
GABARITO ÓPTICA GEOMÉTRICA................................................................................................................................................. 70
15.ONDAS ......................................................................................................................................................................................... 71
GABARITO ONDAS........................................................................................................................................................................ 78
16.ELETROSTÁTICA ........................................................................................................................................................................... 78
GABARITO ELETROSTÁTICA .......................................................................................................................................................... 82
17.ELETRODINÂMICA ....................................................................................................................................................................... 83
GABARITO ELETRODINÂMICA ...................................................................................................................................................... 93
18.ELETROMAGNETISMO ................................................................................................................................................................. 94
GABARITO ELETROMAGNETISMO .............................................................................................................................................. 105
19.FÍSICA MODERNA ...................................................................................................................................................................... 106
GABARITO FÍSICA MODERNA ..................................................................................................................................................... 116

2
1.FUNDAMENTOS
1. (PUCRS 2007)
Um professor resolveu fazer uma campanha no sentido de diminuir a ocorrência de erros no uso de unidades de
medida em anúncios, em placas de sinalização nas estradas, em cartazes nos mais diversos lugares e até
mesmo em livros didáticos. Analisou com seus alunos as seguintes frases:

• Velocidade máxima permitida: 40Km/h, das 6hs às 22h30min e 60km/h, das 22h30min às 6h
• R$ 5,00 por quilo ou 2Kg por R$ 8,00
• Temperatura mínima de 20 graus centígrados às 6h e temperatura máxima de 30 graus Celsius às 15h

A análise resultou na identificação de um total de _________ erros nas frases examinadas.


A) dois
B) quatro
C) cinco
D) sete
E) oito

2. CINEMÁTICA
1. (PUCRS 2004)
A velocidade angular do movimento de rotação da Terra é, aproximadamente,
A) (π/12) rad/h
B) (π/6) rad/h
C) (π/4) rad/h
D) π rad/h
E) 2π rad/h

2. (PUCRS 2004)
Uma pessoa pula de um muro, atingindo o chão, horizontal, com velocidade de 4,0m/s, na vertical. Se ela dobrar
pouco os joelhos, sua queda é amortecida em 0,020s e, dobrando mais os joelhos, consegue amortecer a queda
em 0,100s. O módulo da aceleração média da pessoa, em cada caso, é, respectivamente,
A) 2,0m/s² e 4,0m/s²
B) 20m/s²e 4,0m/s²
C) 20m/s² e 40m/s²
D) 200m/s² e 4,0m/s²
E) 200m/s² e 40m/s²

3. (PUCRS 2004)
Uma bola rolou para fora de uma mesa de 80 cm de altura e avançou horizontalmente, desde o instante em que
abandonou a mesa até o instante em que atingiu o chão, 80 cm. Considerando g = 10 m/s2, a velocidade da bola,
ao abandonar a mesa, era de
A) 8,0 m/s
B) 5,0 m/s
C) 4,0 m/s
D) 2,0 m/s
E) 1,0 m/s

4. (PUCRS 2005)
Um jogador de tênis recebe uma bola com velocidade de 20,0 m/s e a rebate na mesma direção e em sentido
contrário com velocidade de 30,0 m/s. Se a bola permanecer 0,100 s em contato com a raquete, o módulo da
sua aceleração média será de
A) 100 m/s²
B) 200 m/s²
C) 300 m/s²
D) 500 m/s²
E) 600 m/s²

3
5. (PUCRS 2005)
Um corpo é lançado verticalmente para cima, com uma velocidade de 40 m/s, num lugar onde o módulo da
aceleração da gravidade é 10 m/s2. Considerando-se que a única força atuante sobre o corpo é seu peso, conclui-
se que o tempo de subida do corpo é
A) 2,0 s
B) 4,0 s
C) 6,0 s
D) 8,0 s
E) 10,0 s

6. (PUCRS 2006)
Para responder à questão a seguir, considerar o texto e as afirmativas que o complementam.
Uma pessoa lança uma moeda verticalmente para cima, dentro de um trem parado. A moeda leva 0,7 s para
atingir o piso do trem. O experimento é repetido nas mesmas condições, mas agora com o trem em movimento
retilíneo e uniforme, com velocidade em módulo 8,0 m/s. Desconsiderando o atrito com o ar, neste último
experimento, a moeda atingirá o piso do trem

I. na mesma posição do primeiro impacto, em relação a um observador no interior do trem.


II. a 5,6 m da posição do primeiro impacto, em relação a um observador no interior do trem.
III. na mesma posição do primeiro impacto, em relação a um observador em repouso, fora do trem.

Pela análise das afirmativas, conclui-se que está / estão correta(s) apenas
A) a I.
B) a II.
C) a III.
D) a I e a III.
E) a II e a III.

7. (PUCRS 2007)

INSTRUÇÃO: Para responder à questão seguinte, considere a figura que representa um círculo, no qual
o arco AB tem o mesmo comprimento que os raios AC e BC. Nesse círculo, um inseto faz o trajeto ABCA
com velocidade de módulo constante.
Os gráficos 1 a 5 representam a distância de um ponto ao centro do círculo em função de uma unidade
de tempo arbitrária.

4
O gráfico que corresponde à distância do inseto ao centro da circunferência em função do tempo para o referido
movimento é o de número
A) 1
B) 2
C) 3
D) 4
E) 5

8. (PUCRS 2007)
Um corpo parte do repouso e move-se em linha reta com aceleração constante. Nessa situação, a velocidade é
diretamente proporcional ao tempo e a distância é diretamente proporcional ao quadrado do tempo.

O par de gráficos posição (x) e velocidade (v) versus tempo (t) correspondente à situação descrita é

5
9. (PUCRS 2008)
Responder à questão A seguir com base no gráfico a seguir, o qual representa as posições ocupadas
por um veículo em função do tempo.

Um veículo passa pela cidade A, localizada no quilômetro 100, às 10h, e segue rumo à cidade C (localizada no
quilômetro 500) passando pela cidade B (localizada no quilômetro 300). Nessas circunstâncias, é correto afirmar
que o veículo passa pela cidade B às
A) 2,5h
B) 3,0h
C) 11,5h
D) 12,5h
E) 13,0h

10. (PUCRS 2008)


INSTRUÇÃO: Responder a próxima questão com base nas informações apresentadas no quadro a seguir.
Medidas referentes ao movimento de uma pequena bola, rolando para baixo pela encosta de um terreno em
declive, foram registradas na tabela a seguir.

A figura que melhor representa a forma aproximada do terreno referido é


6
11. (PUCRS 2010)
Para responder seguinte, considere a figura e o texto a seguir, preenchendo adequadamente as lacunas.

Entrando pelo portão O de um estádio, um torcedor executa uma trajetória, representada pelas linhas contínuas
OABC, até alcançar a sua cadeira C. Considerando que, na figura, a escala seja 1:1.000, é correto afirmar que
o torcedor percorreu uma distância de _________ e teve um deslocamento de _________.
A) 2,4x102 m
1,2x102m, na direção da reta OC

B) 2,4x102 m
1,2x102m

C) 2,4x10m, na direção da reta OC


1,2x10m

D) 1,2x10m
1,4x10m, na direção da reta OC

E) 2,4x10m
1,2x10m, na direção da reta OC

12. (PUCRS 2010)


O acoplamento de engrenagens por correia C, como o que é encontrado nas bicicletas, pode ser
esquematicamente representado por:

Considerando-se que a correia em movimento não deslize em relação às rodas A e B, enquanto elas giram, é
correto afirmar que
7
A) a velocidade angular das duas rodas é a mesma.
B) o módulo da aceleração centrípeta dos pontos periféricos de ambas as rodas tem o mesmo valor.
C) a frequência do movimento de cada polia é inversamente proporcional ao seu raio.
D) as duas rodas executam o mesmo número de voltas no mesmo intervalo de tempo.
E) o módulo da velocidade dos pontos periféricos das rodas é diferente do módulo da velocidade da correia.

13. (PUCRS 2013)


Uma esteira horizontal despeja minério dentro de um vagão. As pedras de minério saem da esteira com
velocidade horizontal de 8,0 m/s e levam 0,60 s numa trajetória parabólica até o centro do vagão. Considerando
o peso como força resultante atuando em cada pedra e a aceleração da gravidade como 10 m/s 2, os módulos
dos deslocamentos horizontal e vertical, bem como o da velocidade das pedras quando chegam ao vagão são,
respectivamente,

A) 6,0 m 6,0 m 14 m/s


B) 6,0 m 4,8 m 14 m/s
C) 4,8 m 3,6 m 10 m/s
D) 4,8 m 1,8 m 10 m/s
E) 4,8 m 1,8 m 6,0 m/s

14. (PUCRS 2014)


Muitos acidentes acontecem nas estradas porque o motorista não consegue frear seu carro antes de colidir com
o que está à sua frente. Analisando as características técnicas, fornecidas por uma revista especializada,
encontra-se a informação de que um determinado carro consegue diminuir sua velocidade, em média, 5 m/s a
cada segundo. Se a velocidade inicial desse carro for 90 km/h (25 m/s) a distância necessária para ele conseguir
parar será de, aproximadamente,

a) 18,5 m
b) 25,0 m
c) 31,5 m
d) 45,0 m
e) 62,5 m

15. (PUCRS 2015)


Considere o gráfico abaixo, que representa a velocidade de um corpo em movimento retilíneo em função do
tempo, e as afirmativas que seguem.

I. A aceleração do móvel é de 1,0 m/s².


II. A distância percorrida nos 10 s é de 50 m.
III. A velocidade varia uniformemente, e o móvel percorre 10 m a cada segundo.
IV. A aceleração é constante, e a velocidade aumenta 10m/s a cada segundo.

São verdadeiras apenas as afirmativas


a) I e II.
b) I e III.
c) II e IV.
d) I, III e IV.
e) II, III e IV.

16. (PUCRS 2016)


Analise o gráfico x ( t ) abaixo, que representa três partículas, A, B e C, de massas diferentes, que têm suas
posições descritas com o transcorrer do tempo.
8
A alternativa que melhor representa a comparação entre os módulos das velocidades médias (V) medidas para
as partículas no intervalo entre 0 e t1 é
a) VA  VB  VC
b) VA  VB  VC
c) VA  VB = VC
d) VA = VB  VC
e) VA = VB = VC

17. (PUCRS 2016)


Analise o gráfico abaixo. Ele representa as posições x em função do tempo t de uma partícula que está em
movimento, em relação a um referencial inercial, sobre uma trajetória retilínea. A aceleração medida para ela
permanece constante durante todo o trecho do movimento.

Considerando o intervalo de tempo entre 0 e t2, qual das afirmações abaixo está correta?
a) A partícula partiu de uma posição inicial positiva.
b) No instante t1 a partícula muda o sentido do seu movimento.
c) No instante t1 a partícula está em repouso em relação ao referencial.
d) O módulo da velocidade medida para a partícula diminui durante todo o intervalo de tempo.
e) O módulo da velocidade medida para a partícula aumenta durante todo o intervalo de tempo.

Responder as próximas 2 questões com base nas informações a seguir.

O smartphone tornou-se uma ferramenta de uso diário para os mais variados fins. Entre os aplicativos mais
utilizados, podemos citar os que oferecem serviços de transporte de passageiros. Em um grande centro urbano
como Porto Alegre, uma empresa oferece esse serviço, em que o custo depende de uma taxa fixa – a tradicional
bandeirada – e da distância percorrida. Suponha que, em horário de pico, a bandeirada seja de R$ 2,50 e que o
custo por quilômetro percorrido seja de R$ 2,30 em trajetos de até 10 km, e de R$ 2,00 em trajetos acima de 10
km.

18. (PUCRS 2018)


Considerando os dados acima, um trajeto realizado com velocidade escalar média de 33 km/h e com duração de
20 minutos em um horário de pico custará
A) entre R$ 10,00 e R$ 14,99.
B) entre R$ 15,00 e R$ 19,99.
C) entre R$ 20,00 e R$ 24,99.

9
D) mais que R$ 25,00.

19. (PUCRS 2018)


Em uma promoção, a mesma empresa oferece um desconto de 20% no preço da corrida, limitado a R$ 15,00.
Para obter o desconto máximo no horário de pico, a corrida deve ser de aproximadamente _____ km.
A) 30
B) 36
C) 45
D) 50

GABARITO CINEMÁTICA

Resposta da questão 1: [C]


[A]
Resposta da questão 11:
Resposta da questão 2: [A]
[E]
Resposta da questão 12:
Resposta da questão 3: [C]
[D]
Resposta da questão 13:
Resposta da questão 4: [D]
[D]
Resposta da questão 14:
Resposta da questão 5: [E]
[B]
Resposta da questão 15:
Resposta da questão 6: [A]
[A]
Resposta da questão 16:
Resposta da questão 7: [E]
[A]
Resposta da questão 17:
Resposta da questão 8: [E]
[A]
Resposta da questão 18:
Resposta da questão 9: [C]
[D]
Resposta da questão 19:
Resposta da questão 10: [B]

3.DINÂMICA
1. (PUCRS 2004)
INSTRUÇÃO: Responder à questão seguinte com base na figura, na qual R1 representa uma roldana
móvel, R2 uma roldana fixa e o sistema está em repouso. As massas das cordas e das roldanas, bem
como os atritos, são desprezíveis.

A relação entre as massas m1 e m2 é

10
A) m1 = m2
B) m1 = 2 m2
C) m1 = 3 m2
D) m2 = 2 m1
E) m2 = 3 m1

2. (PUCRS 2006)
Um bloco A, de massa mA, está apoiado sobre o carrinho B, de massa mB, que se move com aceleração
constante de 2 m/s2, em relação a um observador em repouso no solo, como mostra a figura abaixo. Despreza-
se a resistência do ar.

Admitindo todas as unidades de medida no Sistema Internacional, para que o bloco A não se movimente em
relação ao bloco B, o valor da força de atrito entre as superfícies de A e de B deve ser numericamente igual a
A) zero
B) 2 mA
C) 2 mB
D) 2 (mB - mA)
E) 2 (mB + mA)

3. (PUCRS 2007)
INSTRUÇÃO: Para responder à questão seguinte, considere as afirmações a seguir.

I. A força de atrito estático que o chão exerce nos pés de uma pessoa está orientada no sentido em que ela se
movimenta, ao caminhar.
II. A força de atrito cinético que o chão exerce nos pneus de um carro que desliza com as rodas bloqueadas
está orientada no sentido oposto ao do deslizamento.
III. A força de atrito que o chão exerce nos pneus de um carro muito carregado é maior do que quando ele está
com pouca carga.

Está (Estão) correta(s)

A) I, apenas.
B) II, apenas.
C) I e III, apenas.
D) II e III, apenas.
E) I, II e III.

4. (PUCRS 2007)
Sobre uma gota de chuva atuam, principalmente, duas forças: o peso e a força de resistência do ar, ambas com
direções verticais, mas com sentidos opostos. A partir de uma determinada altura h em relação ao solo, estando
na gota com velocidade v, essas duas forças passam a ter o mesmo módulo.

Considerando a aceleração da gravidade constante, é correto afirmar que


A) o módulo da força devido à resistência do ar não se altera desde o início da sua queda.
B) o módulo do peso da gota varia durante a sua queda.
C) durante a queda, a aceleração da gota aumenta.
D) a velocidade com que a gota atinge o solo é v.
E) a partir da altura h até o solo, a velocidade da gota vai diminuir.

5. (PUCRS 2008)
Um objeto largado de um avião descreve uma trajetória parabólica como mostra a linha tracejada da figura a
seguir. Se a resistência do ar é desprezada, a força resultante que age sobre o projétil na posição indicada pode
ser representada pelo vetor

11
A) 𝐴⃗
B) 𝐵⃗⃗
C) 𝐶⃗
D) 𝐷⃗⃗
E) 𝐸⃗⃗

6. (PUCRS 2008)
Vamos supor que você esteja em um supermercado, aguardando a pesagem de uma quantidade de maçãs em
uma balança de molas cuja unidade de medida é o quilograma-força.
A leitura da balança corresponde

A) ao módulo da força normal, pois essa é a força de interação entre as maçãs e a balança, cujo valor é
supostamente igual ao do módulo do peso das maçãs.
B) tanto ao valor do módulo da força peso quanto ao do módulo da força normal, pois ambas constituem um par
ação-reação, segundo a terceira lei de Newton.
C) ao módulo do peso das maçãs, pois essa é a força de interação entre as maçãs e a balança.
D) ao módulo da força resultante sobre as maçãs.
E) à quantidade de matéria de maçãs.

7. (PUCRS 2009)
INSTRUÇÃO: Responder a próxima questão com base nas informações a seguir.
Um estudante empurra um armário, provocando o seu deslizamento sobre um plano horizontal, ao mesmo tempo
em que o armário interage com o plano por meio de uma força de atrito cinético. Essa força de atrito mantém-se
constante enquanto o armário é empurrado e o efeito da resistência do ar é desprezado. No instante representado
na figura, a força exercida pelo estudante tem módulo ligeiramente superior ao módulo da força de atrito entre o
armário e o plano.

Se o módulo da força 𝐹⃗ permanecer inalterado, o módulo da velocidade do armário _________; se o módulo de


𝐹⃗ diminuir, mas permanecer ainda superior ao módulo da força de atrito, o módulo da velocidade do armário, nos
instantes subsequentes, _________; se o módulo de 𝐹⃗ diminuir até tornar-se igual ao módulo da força de atrito,
o módulo da velocidade do armário, nos instantes subsequentes, _________.

A sequência correta de preenchimento das lacunas acima é:


A) permanecerá constante – permanecerá constante – permanecerá constante
B) aumentará – aumentará – permanecerá constante
C) aumentará – permanecerá constante – diminuirá
D) permanecerá constante – diminuirá – atingirá o valor zero
E) aumentará – diminuirá – atingirá o valor zero

12
8. (PUCRS 2009)
Decidido a mudar de lugar alguns móveis de seu escritório, um estudante começou empurrando um arquivo cheio
de papéis, com cerca de 100kg de massa. A força empregada, de intensidade F, foi horizontal, paralela à
superfície sobre a qual o arquivo deslizaria e se mostrou insuficiente para deslocar o arquivo. O estudante
solicitou a ajuda de um colega e, desta vez, somando à sua força uma outra força igual, foi possível realizar a
mudança pretendida. A compreensão dessa situação foi tema de discussão na aula de Física, e o professor
apresentou aos estudantes um gráfico que relacionava as intensidades da força de atrito (fe, estático, e fc,
cinético) com as intensidades das forças aplicadas ao objeto deslizante.

A correta relação entre as informações apresentadas no gráfico e a situação vivida pelos estudantes é:
A) A força de atrito estático entre o arquivo e o chão é sempre numericamente igual ao peso do arquivo.
B) A força de intensidade F, exercida inicialmente pelo estudante, foi inferior ao valor da força de atrito cinético
entre o arquivo e o chão.
C) O valor da força de atrito estático é sempre maior do que o valor da força de atrito cinético entre duas mesmas
superfícies.
D) A força resultante da ação dos dois estudantes conseguiu deslocar o arquivo porque foi superior ao valor
máximo da força de atrito estático entre o arquivo e o chão.
E) A força resultante da ação dos dois estudantes conseguiu deslocar o arquivo porque foi superior à intensidade
da força de atrito cinético entre o arquivo e o chão.

9. (PUCRS 2011)
Imponderabilidade é a sensação de ausência de peso. Essa sensação também ocorre quando a aceleração do
corpo é a aceleração da gravidade, como numa queda livre, e não necessariamente pela ausência de gravidade,
como se poderia imaginar. A imponderabilidade é sentida pelos astronautas quando em órbita numa estação
espacial ou até mesmo por você, quando o carro em que você está passa muito rápido sobre uma lombada. A
imponderabilidade pode ser sentida também pelos tripulantes de um avião que faça manobras especialmente
planejadas para tal.

A figura a seguir mostra a trajetória de um avião durante uma manobra planejada para produzir a sensação de
imponderabilidade na qual se pretende que, num determinado ponto da trajetória, a força resultante seja
centrípeta e proporcionada pelo peso.

Qual deve ser a velocidade do avião, em módulo, para que no ponto P indicado na trajetória os passageiros
fiquem em queda livre e, portanto, sintam-se imponderáveis?

A) v = √(2gR)
B) v = √(gR)
C) v = gR
D) v = g
E) v = √(g/R)

13
10. (PUCRS 2012)
Um livro encontra-se apoiado sobre uma mesa plana e horizontal. Considerando apenas a força de reação normal
e a força peso que atuam sobre o livro, são feitas as seguintes afirmativas:

I. As intensidades da força normal e da força peso são iguais e uma é a reação da outra.
II. As intensidades da força normal e da força peso são iguais e têm origem em interações de tipos diferentes.
III. A força normal sobre o livro, devida à interação do livro com a mesa, é de origem gravitacional.
IV. A força normal sobre o livro é de origem eletromagnética.

Estão corretas apenas as afirmativas


A) I e II.
B) I e III.
C) II e IV.
D) III e IV.
E) II, III e IV.

11. (PUCRS 2012)


Freios com sistema antibloqueio (ABS) são eficientes em frenagens bruscas porque evitam que as rodas sejam
bloqueadas e que os pneus deslizem no pavimento. Essa eficiência decorre do fato de que a força de atrito que
o pavimento exerce sobre as rodas é máxima quando

A) os pneus estão deslizando, porque o atrito cinético é maior que o estático máximo.
B) os pneus estão na iminência de deslizar, porque o atrito estático máximo é maior que o cinético.
C) o carro está parado, porque o atrito estático é sempre máximo nessa situação.
D) a velocidade do carro é constante, porque o atrito cinético é constante.
E) a velocidade do carro começa a diminuir, porque nessa situação o atrito cinético está aumentando.

12. (PUCRS 2014)


Em muitas tarefas diárias, é preciso arrastar objetos. Isso pode ser mais ou menos difícil, dependendo das forças
de atrito entre as superfícies deslizantes. Investigando a força necessária para arrastar um bloco sobre uma
superfície horizontal, um estudante aplicou ao bloco uma força horizontal F e verificou que o bloco ficava parado.
Nessa situação, é correto afirmar que a força de atrito estático entre o bloco e a superfície de apoio é, em módulo,

a) igual à força F.
b) maior que a força F.
c) igual ao peso do bloco.
d) maior que o peso do bloco.
e) menor que o peso do bloco.

13. (PUCRS 2015)


Analise a situação descrita.

Um geólogo, em atividade no campo, planeja arrastar um grande tronco petrificado com auxílio de um cabo de
aço e de uma roldana. Ele tem duas opções de montagem da roldana, conforme as ilustrações a seguir, nas
quais as forças F e T não estão representadas em escala.

Montagem 1: A roldana está fixada numa árvore; e o cabo de aço, no tronco petrificado.

Montagem 2: A roldana está fixada no tronco petrificado; e o cabo de aço, na árvore.


14
Considerando que, em ambas as montagens, a força aplicada na extremidade livre do cabo tem módulo F, o
módulo da força T que traciona o bloco será igual a
a) F, em qualquer das montagens.
b) F/2 na montagem 1.
c) 2F na montagem 1.
d) 2F na montagem 2.
e) 3F na montagem 2.

TEXTO PARA AS PRÓXIMAS 2 QUESTÕES:


Para responder à(s) questão(ões), considere as afirmativas referentes à figura e ao texto abaixo.

Na figura acima, está representada uma pista sem atrito, em um local onde a aceleração da gravidade é
constante. Os trechos T1, T2 e T3 são retilíneos. A inclinação de T1 é maior do que a inclinação de T3 e o trecho
T2 é horizontal. Um corpo é abandonado do repouso, a partir da posição A.

14. (PUCRS 2015)


Sobre as informações, afirma-se que a força resultante sobre o corpo

I. é nula no trecho T2.


II. mantém a sua direção e o seu sentido durante todo o movimento.
III. é maior em módulo no trecho T1 do que no trecho T3.

Está/Estão correta(s) a(s) afirmativa(s)


a) I, apenas.
b) II, apenas.
c) I e III, apenas.
d) II e III, apenas.
e) I, II e III.

15. (PUCRS 2015)


Com base nessas informações, afirma-se:

I. O movimento do corpo, no trecho T1, é uniforme.


II. No trecho T3, o corpo está em movimento com aceleração diferente de zero.
III. No trecho T2, a velocidade e a aceleração do corpo têm a mesma direção e o mesmo sentido.

Está/Estão correta(s) a(s) afirmativa(s)


a) I, apenas.
b) II, apenas.
c) I e III, apenas.

15
d) II e III, apenas.
e) I, II e III.

16. (PUCRS 2016)


Sobre uma caixa de massa 120 kg atua uma força horizontal constante F de intensidade 600 N A caixa encontra-
se sobre uma superfície horizontal em um local no qual a aceleração gravitacional é 10 m/s². Para que a
aceleração da caixa seja constante, com módulo igual a 2 m/s² e tenha a mesma orientação da força F, o
coeficiente de atrito cinético entre a superfície e a caixa deve ser de
a) 0,1
b) 0,2
c) 0,3
d) 0,4
e) 0,5

17. (PUCRS 2016)


Imagine a situação de um elevador de massa M que, de maneira simplificada, estaria sujeito somente a duas
forças: a tensão produzida pelo cabo que o sustenta T e o peso P. Suponha que o elevador esteja descendo
com velocidade que decresce em módulo com o transcorrer do tempo. A respeito dos módulos das forças T, P e
FR (força resultante sobre o elevador), pode-se afirmar que
a) T = P e FR = 0
b) T  P e FR  0
c) T  P e FR  0
d) T  P e FR = 0
e) T  P e FR = 0

18. (PUCRS 2018)


A migração pendular é um fenômeno urbano no qual diariamente milhões de pessoas residentes em pequenas
cidades se deslocam para grandes centros urbanos para trabalhar e/ou estudar, retornando ao final do dia para
suas residências.

Nas cidades próximas de Porto Alegre, um meio de transporte muito utilizado é o Trensurb, que em 2016 teve
uma média de 186.343 usuários por dia útil.

Uma criança embarca em um dos vagões do Trensurb segurando um balão que contém, em seu interior, gás
hélio. Enquanto o trem está parado, o balão encontra-se na posição vertical. O gráfico a seguir representa a
velocidade medida para o vagão do Trensurb em que a criança embarcou em função do tempo necessário para
ele se movimentar entre duas estações consecutivas.

Considere que as janelas dos vagões estejam fechadas e que, nesse intervalo de tempo, a criança permaneça
em repouso em relação ao vagão.

As respectivas posições do balão nos instantes t1, t2 e t3 encontram-se na alternativa

16
19. (PUCRS 2019)
Um objeto de massa 1,0 kg é lançado verticalmente para cima com uma velocidade inicial de 30 m/s em relação
a um observador em repouso no solo. Despreze os efeitos da resistência do ar e considere a aceleração da
gravidade constante e igual a 10 m/s2 para o local do lançamento. Ao atingir, pela primeira vez, a altura de 25 m
em relação ao nível do lançamento, o intervalo de tempo decorrido a partir do instante de lançamento e o valor
da força resultante calculada para o objeto serão, respectivamente,
A) 1 s e 1 N
B) 3 s e 1 N
C) 1 s e 10 N
D) 3 s e 10 N

GABARITO DINÂMICA

Resposta da questão 1:
[B] Resposta da questão 7:
[B]
Resposta da questão 2:
[B] Resposta da questão 8:
[D]
Resposta da questão 3:
[E] Resposta da questão 9:
[B]
Resposta da questão 4:
[D] Resposta da questão 10:
[C]
Resposta da questão 5:
[E] Resposta da questão 11:
[B]
Resposta da questão 6:
[A] Resposta da questão 12:

17
[A] Resposta da questão 16:
[C]
Resposta da questão 13:
[D] Resposta da questão 17:
[C]
Resposta da questão 14:
[C] Resposta da questão 18:
[D]
Resposta da questão 15: Resposta da questão 19:
[B] [C]

4.TRABALHO, ENERGIA E POTÊNCIA


1. (PUCRS 2004)
Dois corpos de massas mA e mB, com mA = 2mB, e velocidades vA e vB, apresentam a mesma energia cinética.
Nesse caso, o valor de (vA/vB)2 é igual a
A) 1/4
B) 1/2
C) 1
D) 3/4
E) 2

2. (PUCRS 2005)
INSTRUÇÃO: Responder à questão 2 com base na figura a seguir, que representa uma parte dos degraus
de uma escada, com suas medidas.

Uma pessoa de 80,0kg sobe 60 degraus dessa escada em 120s num local onde a aceleração da gravidade é de
10,0m/s². Desprezando eventuais perdas por atrito, o trabalho realizado ao subir esses 60 degraus e a potência
média durante a subida são, respectivamente,

A) 7,20kJ e 60,0W
B) 0,720kJ e 6,00W
C) 14,4kJ e 60,0W
D) 1,44kJ e 12,0W
E) 14,4kJ e 120W

3. (PUCRS 2006)
INSTRUÇÃO: Responder à questão 1 com base na figura e na situação descrita a seguir.
Dois projéteis P1 e P2 , de mesma massa, são lançados simultaneamente do topo de um prédio, atingem a
mesma altura máxima e posteriormente chegam juntos ao solo. A figura abaixo representa as trajetórias dos dois
projéteis, a partir dos seus pontos de lançamento até o ponto em que atingem o solo. Os efeitos do ar são
desprezados em ambos os movimentos e assume-se que o topo do prédio e o solo são perfeitamente horizontais.

18
No momento do lançamento, a energia cinética do projétil P1 é _________ do projétil P2. Na altura máxima, a
energia potencial gravitacional do projétil P1 é _________ do projétil P2. Ao longo de suas trajetórias, a
aceleração a que o projétil P1 está sujeito é _________ do projétil P2.

As expressões que, na ordem apresentada, preenchem corretamente as lacunas do parágrafo acima, referente
à descrição dos movimentos dos projéteis P1 e P2, são, respectivamente,

A) menor que a – menor que a – menor que a


B) menor que a – igual à – igual à
C) igual à – igual à – igual à
D) igual à – igual à – menor que a
E) igual à – menor que a – igual à

4. (PUCRS 2008)
Para responder a questão a seguir, considere o texto e as afirmativas sobre o movimento de uma
locomotiva.

No fim das linhas de metrô, em algumas estações, existe uma mola horizontal, colocada na direção dos trilhos,
cuja função é amortecer uma eventual colisão da locomotiva. Num pequeno descuido do condutor, uma
locomotiva de 1,2x104 kg, movendo-se com velocidade de 3,0 m/s, colide com uma dessas molas, vindo a parar.
Sabendo que a mola tem constante elástica de 2,0x106 N/m, e supondo que não haja dissipação de energia
mecânica, são feitas as seguintes afirmativas:

I. A variação da energia cinética da locomotiva é de -5,4x104 J.


II. O trabalho realizado pela força restauradora (elástica) da mola sobre a locomotiva durante a compressão é de
5,4x104 J.
III. A variação do momento linear da locomotiva é de -3,6x104 kg.m/s.

Está / Estão correta(s) apenas as afirmativas


A) I.
B) II.
C) I e II.
D) I e III.
E) II e III.

5. (PUCRS 2009)
A figura a seguir mostra a curva característica do desempenho do motor de um carro modelo 1.0, relacionando
a potência, em cavalo-vapor (cv), desenvolvida pelo referido motor e a rotação desse motor, em rotações por
minuto (rot/min). Considere 1cv = 735,5W.

19
Analisando os dados mostrados no gráfico e considerando que o motor do carro opera na potência máxima,
durante 10s, desenvolvendo uma velocidade constante de 72km/h, o trabalho realizado pelo motor e a força
média exercida por ele são, respectivamente, de _________ e _________.
A) 5,1x105J 2,6x103N
B) 7,0x102J 9,7x10-1N
C) 7,0x102J 3,5x100N
D) 1,0x106J 5,1x103N
E) 1,4x103J 7,0x100N

6. (PUCRS 2011)
Uma escada rolante transporta 20 pessoas (60kg cada, em média) por minuto do 1°. para o 2°. andar de uma
loja, elevando-as 5,0m na direção vertical. Considerando a aceleração da gravidade como 10m/s 2, a potência
média desenvolvida contra a gravidade é, em watts,
A) 1,0x102
B) 2,0x102
C) 1,0x103
D) 2,0x103
E) 6,0x104

7. (PUCRS 2011)
Uma bola de borracha é largada a partir do repouso, de 100cm de altura, caindo sobre um piso cerâmico. Ao
atingir o piso, a bola repica, subindo verticalmente até 70cm de altura. O atrito com o ar durante a queda e a
subida dissipa 5% da energia potencial gravitacional inicial. Nestas condições, é correto afirmar que

A) a velocidade inicial de subida da bola, imediatamente após o impacto com o piso, é 30% menor do que a
velocidade com a qual ela atinge o piso na sua queda.
B) a quantidade de movimento da bola no início da subida é 30% menor do que a quantidade de movimento no
instante em que atinge o piso.
C) a energia cinética no início da subida é 30% menor do que no instante em que a bola atinge o piso.
D) a colisão com o piso, não sendo perfeitamente elástica, dissipa 25% da energia potencial gravitacional inicial.
E) a colisão com o piso dissipa 30% da energia cinética que a bola tem quando o atinge.

8. (PUCRS 2012)
O sistema KERS (Kinetic Energy Recovery System), que pode ser traduzido como Sistema de Recuperação de
Energia Cinética, foi sugerido pela primeira vez pelo físico Richard Feynman na década de 50. O sistema, que
tem sido utilizado nos últimos anos nos carros de Fórmula 1 e agora também em carros de passeio, permite
converter parte da energia cinética que seria dissipada devido ao atrito no momento da frenagem em alguma
outra forma de energia que possa ser armazenada para uso posterior. Supondo que o sistema KERS de um
carro forneça 50 kW de potência e libere 400 kJ de energia e assumindo que 80,0 % dessa energia liberada seja
convertida novamente em energia cinética, o intervalo de tempo máximo que o sistema pode ser acionado e a
energia cinética adicional que fornece são, respectivamente,

A) 8,0 s – 320 kJ
B) 8,0 s – 50 kW
C) 0,12 s – 400 kJ
D) 0,12 s – 40 kW
E) 0,12 s – 320 kJ

9. (PUCRS 2012)
Num salto em altura com vara, um atleta atinge a velocidade de 11 m/s imediatamente antes de fincar a vara no
chão para subir. Considerando que o atleta consiga converter 80 % da sua energia cinética em energia potencial
gravitacional e que a aceleração da gravidade no local seja 10 m/s 2, a altura máxima que o seu centro de massa
pode atingir é, em metros, aproximadamente,

A) 6,2
B) 6,0
C) 5,6
D) 5,2
E) 4,8

20
10. (PUCRS 2013)
Um atleta de 75kg, carregando uma mochila de 15 kg, percorre uma trilha, subindo em 10 s um aclive com 8,0
m de desnível. Considerando unicamente o trabalho realizado contra a gravidade, se este mesmo atleta estiver
sem a mochila e desenvolver a mesma potência, ele subirá o aclive em, aproximadamente,

A) 5,0 s
B) 6,5 s
C) 7,2 s
D) 8,3 s
E) 9,0 s

11. (PUCRS 2014)


Ao realizarmos as tarefas diárias, utilizamos energia fornecida pelos alimentos que ingerimos. Pensando nisso,
uma pessoa de 90 kg cronometrou o tempo para subir, pela escada, os cinco andares até chegar ao seu
apartamento. Sendo g = 10m/s² e considerando que essa pessoa subiu 16 m em 30 s é correto afirmar que, ao
subir, desenvolveu uma potência média de
a) 0,18 kW
b) 0,27 kW
c) 0,48 kW
d) 0,76 kW
e) 0,90 kW

12. (PUCRS 2015)


Uma caixa com um litro de leite tem aproximadamente 1,0 kg de massa. Considerando g = 10 m / s2 , se ela for
levantada verticalmente, com velocidade constante, 10cm em 1,0 s, a potência desenvolvida será,
aproximadamente, de
a) 1,0  102 W
b) 1,0  10W
c) 1,0  100 W
d) 1,0  10−1W
e) 1,0  10−2 W

13. (PUCRS 2015)


Responda à questão com base na figura abaixo, que representa o trecho de uma montanha-russa pelo qual se
movimenta um carrinho com massa de 400 kg. A aceleração gravitacional local é de 10 m/s².

Partindo do repouso (ponto A) para que o carrinho passe pelo ponto B com velocidade de 10 m/s, desprezados
todos os efeitos dissipativos durante o movimento, a altura hA, em metros, deve ser igual a
a) 5
b) 7
c) 9
d) 11
e) 13

14. (PUCRS 2016)


Um pêndulo simples e de massa m oscila, a partir do repouso na posição 1, livre de qualquer tipo de força
dissipativa. A figura abaixo representa algumas das posições ocupadas pela massa m durante um ciclo de seu

21
movimento oscilatório, em um campo gravitacional constante e vertical para baixo.

Sobre as energias cinética (EC ), potencial gravitacional (EP ) e mecânica (EMEC ), medidas para a massa m
em relação ao referencial h, é correto afirmar:
a) EC = EP
2 1
b) EC2  EC3
c) EMEC  EMEC
1 2
d) EP3  EP1
e) EP  EP3
2

15. (PUCRS 2017)


Na figura abaixo, são representadas, em perspectiva, duas esferas, A e B, que deslizam livres de quaisquer
atritos sobre dois trilhos. Em um mesmo instante, as duas esferas passam pela posição (1) com velocidades
iguais, medidas em relação a um mesmo referencial inercial. Ao passarem pela posição (2), qual será a relação
entre os módulos das velocidades das esferas A e B e entre os intervalos de tempo necessários para elas
percorrerem as distâncias entre (1) e (2)?

a) v A  vB e Δt A = ΔtB
b) v A  vB e Δt A  ΔtB
c) v A = vB e Δt A  ΔtB
d) v A = vB e Δt A = ΔtB
e) v A  vB e Δt A  ΔtB

16. (PUCRS 2017)


O gráfico abaixo representa a quantidade de movimento Q em função da velocidade v para uma partícula de
massa m.

22
A área hachurada no gráfico é numericamente igual a qual grandeza física?
a) Impulso
b) Deslocamento
c) Energia cinética
d) Força resultante
e) Torque

17. (PUCRS 2018)


Os grandes parques de diversões espalhados pelo mundo são destinos tradicionais de férias das famílias
brasileiras. Considere um perfil de montanha-russa mostrado na imagem, na qual o looping possui um raio R.
Desprezando qualquer forma de dissipação de energia no sistema e supondo que a energia cinética medida para
o carrinho seja apenas de translação, a altura mínima em relação ao nível de referência em que o carrinho pode
partir do repouso e efetuar o looping com sucesso é

A) h1
B) h2
C) h3
D) h4

18. (PUCRS 2020)


A figura mostra um bloco no ponto X. No trecho entre X e Y, não há atrito entre o bloco e a superfície e, no trecho
entre Y e Z, a superfície encontra-se em um plano horizontal e é rugosa.

O bloco parte do repouso e desliza entre X e Y. A partir do ponto Y, a velocidade do bloco diminui até parar no
ponto Z. O bloco leva 1,25 s para se deslocar entre os pontos Y e Z. Considerando a aceleração da gravidade
constante e igual a 10 m/s2, qual é o coeficiente de atrito cinético entre o bloco e a superfície rugosa?
A) 0,25
B) 0,33
C) 0,80
D) 0,92

GABARITO TRABALHO, ENERGIA E POTÊNCIA

Resposta da questão 1: [B]


[B]
Resposta da questão 4:
Resposta da questão 2: [D]
[A]
Resposta da questão 5:
Resposta da questão 3: [A]

23
[C]
Resposta da questão 6:
[C] Resposta da questão 13:
[B]
Resposta da questão 7:
[D] Resposta da questão 14:
[A]
Resposta da questão 8:
[A] Resposta da questão 15:
[ANULADA]
Resposta da questão 9:
[E] Resposta da questão 16:
[C]
Resposta da questão 10:
[D] Resposta da questão 17:
[B]
Resposta da questão 11:
[C] Resposta da questão 18:
[C]
Resposta da questão 12:

5.IMPULSO, QUANTIDADE DE MOVIMENTO E CHOQUES


1. (PUCRS 2004)
INSTRUÇÃO: Responder a questão com base nos quatro gráficos a seguir, relacionados ao movimento
de um corpo. A força indicada nos gráficos 3 e 4 é a resultante no sentido do movimento.

As áreas hachuradas nos gráficos são numericamente iguais, respectivamente, à


A) variação da velocidade, variação da aceleração, trabalho e impulso.
B) variação da energia cinética, variação da energia potencial, impulso e variação da quantidade de movimento.
C) variação da energia cinética, variação da energia potencial, trabalho e potência.
D) variação da velocidade, variação da aceleração, variação da força e potência.
E) distância percorrida, variação da velocidade, variação da energia cinética e variação da quantidade de
movimento linear.

2. (PUCRS 2004)
Dois corpos de massas diferentes, tendo partido do repouso, movem-se em queda livre (a única força atuante
sobre os corpos é seu peso). Após terem caído durante certo tempo,
A) o corpo de maior massa apresenta menor aceleração.
B) o corpo de menor peso apresenta maior velocidade.
C) o corpo de maior peso apresenta maior velocidade.
D) o corpo de maior massa apresenta maior quantidade de movimento.
E) os dois corpos apresentam a mesma quantidade de movimento.

24
3. (PUCRS 2005)
Um pequeno vagão de massa m e velocidade v movendo-se sobre trilhos, na horizontal e em linha reta, atinge
outro vagão de massa 3m, que está em repouso sem estar freado, ficando engatado neste.
Imediatamente após o impacto, os vagões movem-se com velocidade
A) 3v.
B) 2v.
C) 1v.
D) v/3.
E) v/4.

4. (PUCRS 2008)
Um jovem de massa 60kg patina sobre uma superfície horizontal de gelo segurando uma pedra de 2,0kg.
Desloca-se em linha reta, mantendo uma velocidade com módulo de 3,0m/s. Em certo momento, atira a pedra
para frente, na mesma direção e sentido do seu deslocamento, com módulo de velocidade de 9,0m/s em relação
ao solo.

Desprezando-se a influência da resistência do ar sobre o sistema patinador-pedra, é correto concluir que a


velocidade do patinador em relação ao solo, logo após o lançamento, é de

A) 3,0m/s, para trás.


B) 3,0m/s, para frente.
C) 0,30m/s, para trás.
D) 0,30m/s, para frente.
E) 2,8m/s, para frente.

5. (PUCRS 2010)
Em uma rodoviária, um funcionário joga uma mala de 20,0kg com velocidade horizontal de 4,00m/s, sobre um
carrinho de 60,0kg, que estava parado. O carrinho pode mover-se livremente sem atrito; além disso, a resistência
do ar é desprezada. Considerando que a mala escorrega sobre o carrinho e para, é correto afirmar que, nessa
colisão entre a mala e o carrinho, o módulo da velocidade horizontal adquirida pelo sistema carrinho-mala é
____________ e a energia mecânica do sistema __________________.

As expressões que completam correta e respectivamente as lacunas são:


A) 1,33m/s permanece a mesma
B) 1,33m/s diminui
C) 1,00m/s diminui
D) 1,00m/s aumenta
E) 4,00m/s permanece a mesma

6. (PUCRS 2011)
Dois carros, A e B, se aproximam de uma esquina movimentada da cidade vindos de direções perpendiculares
entre si. O carro A, de massa 1200 kg, se move com velocidade de 50 km/h, enquanto o carro B, de 1000 kg, se
move com velocidade de 60 km/h. Na esquina os carros colidem e, imediatamente após a colisão, se movem
juntos. Desprezando-se a influência de quaisquer forças que não as que atuam entre os dois carros e indicando
respectivamente por 𝑝𝑖𝐵 e 𝑝𝑖𝐵 o momento linear dos carros A e B antes da colisão e por 𝑝𝑓𝐴𝐵 o momento linear
dos carros imediatamente depois da colisão, o diagrama vetorial que pode representar corretamente esses
momentos lineares é

25
7. (PUCRS 2012)
INSTRUÇÃO: Para resolver a questão seguinte, analise as informações, o gráfico e as afirmativas.

Uma bola de massa 100g cai sobre um piso duro, realizando uma colisão que pode ser considerada elástica. O
gráfico a seguir mostra como evolui a intensidade da força que o piso faz sobre a bola durante a colisão.

Analisando o gráfico à luz das leis da mecânica, são feitas as seguintes afirmativas:

I. O impulso recebido pela bola durante a colisão foi 0,20 Ns na vertical para cima.
II. A variação no momento linear da bola devido à colisão foi 0,20 kgm/s na vertical para cima.
III. A variação no módulo do momento linear da bola devido à colisão foi 0,20 kgm/s.
IV. A variação no módulo da velocidade da bola devido à colisão foi 2,0 m/s.

As afirmativas corretas são, apenas,


A) I e II.
B) I e III.
C) II e III.
D) II e IV.
E) III e IV.

26
8. (PUCRS 2012)
É possível, para um praticante de surfe a vela (windsurf) numa lagoa sem ondas, deslocar-se com sua prancha
a vela numa velocidade de módulo superior ao módulo da velocidade do vento que incide na vela?
A) Não, pois o vento não teria como impactar a vela.
B) Não, pois o atrito com o ar e a água seria muito grande.
C) Não, pois a massa total do sistema (pessoa+ prancha+vela) seria certamente maior do que a massa do ar
atingindo a vela.
D) Sim, pois o vento, quando atinge a vela, transfere quantidade de movimento e não velocidade.
E) Sim, desde que a pessoa incline o seu corpo para frente.

9. (PUCRS 2013)
A partir de 1º de janeiro, todo veículo novo abaixo de 3500kg, fabricado no Brasil ou importado, deve vir equipado
com airbag na parte frontal.

O airbag é uma bolsa que, instalada no volante, no painel ou em outras partes do carro, infla no momento de
uma colisão, ajudando a proteger motorista e passageiros. Se o automóvel estiver sem airbag, a cabeça dos
ocupantes dos bancos da frente pode colidir com o para-brisa. Comparando o efeito da colisão da cabeça de
uma pessoa com o airbag inflado e, caso não haja airbag, com o efeito da colisão direta no para-brisa do
automóvel, constata-se que o para-brisa detém o movimento da cabeça num intervalo de tempo menor.

Portanto, o airbag inflado reduz _____________ da pessoa.

A) a variação de velocidade da cabeça


B) a variação de momento linear da cabeça
C) a variação na energia cinética da cabeça
D) o impulso sobre a cabeça
E) a força sobre a cabeça

10. (PUCRS 2016)


Para responder à questão, analise a situação a seguir.

Duas esferas – A e B – de massas respectivamente iguais a 3 kg e 2 kg estão em movimento unidimensional


sobre um plano horizontal perfeitamente liso, como mostra a figura 1.

Inicialmente as esferas se movimentam em sentidos opostos, colidindo no instante t1. A figura 2 representa a
evolução das velocidades em função do tempo para essas esferas imediatamente antes e após a colisão
mecânica.

Sobre o sistema formado pelas esferas A e B, é correto afirmar:


a) Há conservação da energia cinética do sistema durante a colisão.
b) Há dissipação de energia mecânica do sistema durante a colisão.
c) A quantidade de movimento total do sistema formado varia durante a colisão.
d) A velocidade relativa de afastamento dos corpos após a colisão é diferente de zero.
e) A velocidade relativa entre as esferas antes da colisão é inferior à velocidade relativa entre elas após colidirem.

27
11. (PUCRS 2019)
Um bloco A de massa 2,00 kg, abandonado do repouso a partir de uma altura H, desce um plano inclinado de
declividade constante, como mostra a figura abaixo.

Ao chegar ao ponto P, ele colide com outro bloco B de massa 8,00 kg que se encontrava inicialmente em repouso.
Assuma que a colisão seja perfeitamente inelástica, que as forças de atrito entre os blocos e a rampa sejam
desprezíveis para todo o trajeto e que a aceleração da gravidade tenha módulo de 10 m/s 2. Sabendo que, após
a colisão, a velocidade medida para os blocos A e B é de 1,00 m/s, de qual altura H, em metros, foi abandonado
o bloco A?
A) 0,80
B) 1,00
C) 1,25
D) 1,50

GABARITO IMPULSO, QUANTIDADE DE MOVIMENTO E CHOQUES

Resposta da questão 1:
[E] Resposta da questão 7:
[A]
Resposta da questão 2:
[D] Resposta da questão 8:
[D]
Resposta da questão 3:
[E] Resposta da questão 9:
[E]
Resposta da questão 4:
[E] Resposta da questão 10:
[B]
Resposta da questão 5:
[C] Resposta da questão 11:
[C]
Resposta da questão 6:
[E]

6.ESTÁTICA
1. (PUCRS 2004)
INSTRUÇÃO: Para responder à questão seguinte, considere a figura, que representa uma barra
homogênea de peso P, na horizontal, apoiada no suporte S e equilibrada com uma força F, na vertical
para cima.

28
A relação entre os módulos de P e F é
A) P = 2 F
B) P = 3 F
C) P = 4 F
D) F = 2 P
E) F = 3 P

2. (PUCRS 2010)
Dois operários suspendem um balde por meio de cordas, conforme mostra o esquema a seguir.

Sabe-se que o balde, com seu conteúdo, tem peso 50N, e que o ângulo formado entre as partes da corda no
ponto de suspensão é 60o. A corda pode ser considerada como ideal (inextensível e de massa desprezível).
Quando o balde está suspenso no ar, em equilíbrio, a força exercida por um operário, medida em newtons, vale:
A) 50
B) 25
C) 50/√3
D) 25 2
E) 0,0

3. (PUCRS 2012)
Uma régua apoiada numa superfície horizontal pode girar sobre a mesma vinculada a um pino localizado na
marca de 80 cm. Uma força horizontal 𝐹⃗1 está sendo aplicada perpendicularmente à régua na marca de 0 cm,
como é mostrado na figura a seguir.

Supondo-se que quaisquer forças dissipativas possam ser desprezadas, a força horizontal 𝐹⃗2 que deve ser
aplicada na marca de 100 cm para evitar que a régua gire em torno do pino deve ter
1
A) |𝐹⃗2 | = |𝐹⃗1 |, na mesma direção e sentido de 𝐹⃗1 .
4

1
B) |𝐹⃗2 | = 4 |𝐹⃗1 |, na mesma direção, mas em sentido contrário a 𝐹⃗1 .

C) |𝐹⃗2 | = 4 |𝐹⃗1 |, na mesma direção e sentido de 𝐹⃗1 .

D) |𝐹⃗2 | = 4 |𝐹⃗1 |, na mesma direção, mas em sentido contrário a 𝐹⃗1 .

E) |𝐹⃗2 | = |𝐹⃗1 |, na mesma direção e sentido de 𝐹⃗1 .

4. (PUCRS 2017)
No sistema apresentado na figura abaixo, o bloco M está em equilíbrio mecânico em relação a um referencial
inercial. Os três cabos, A, B e C estão submetidos, cada um, a tensões respectivamente iguais a TA, TB e TC.
Qual das alternativas abaixo representa corretamente a relação entre os módulos dessas forças tensoras?
29
a) TA > TC
b) TA < TC
c) TA = TC
d) TB = TC
e) TB > TC

5. (PUCRS 2020)
Dois pilares A e B sustentam, em posição horizontal, uma barra uniforme de 100 N e comprimento L. Um objeto
com o peso de 800 N encontra-se apoiado na barra. Para manter o sistema em equilíbrio, o pilar A exerce uma
força 3F em uma das extremidades da barra. Na outra extremidade, o pilar B exerce uma força F.

Qual o valor aproximado da distância X entre o pilar A e o objeto na barra?

A) 0,11 L
B) 0,22 L
C) 0,38 L
D) 0,44 L

GABARITO ESTÁTICA

Resposta da questão 1:
[B]

Resposta da questão 2:
[C]

Resposta da questão 3:
[C]

Resposta da questão 4:
[B]

Resposta da questão 5:
[B]

30
7.HIDROSTÁTICA
1. (PUCRS 2004)
O empuxo que atua num corpo parcialmente submerso e em equilíbrio num líquido homogêneo
A) depende da massa específica do líquido.
B) é maior que o peso do corpo.
C) é menor que o peso do corpo.
D) independe do volume submerso do corpo.
E) independe da massa específica do líquido.

2. (PUCRS 2005)
No Sistema Internacional, as unidades de pressão, frequência e peso são, respectivamente,
A) pascal, hertz e newton.
B) pascal, volt e quilograma.
C) newton, pascal e ampère.
D) pascal, hertz e quilograma.
E) quilograma, pascal e newton.

3. (PUCRS 2005)
Um corpo de peso 40N encontra-se flutuando em equilíbrio na água (massa específica de 1,0g/cm 3), com metade
de seu volume submerso. Nessas condições, é correto afirmar que os valores da força de empuxo hidrostático
sobre o corpo e de sua massa específica são, respectivamente,
A) 20N e 0,5 g/cm3
B) 20N e 1,0 g/cm3
C) 20N e 1,5 g/cm3
D) 40N e 0,5 g/cm3
E) 40N e 1,0 g/cm3

4. (PUCRS 2005)
INSTRUÇÃO: Responder à questão seguinte com base na figura a seguir, que representa um recipiente
com gás acoplado a um tubo que contém mercúrio e cuja extremidade direita está aberta para a
atmosfera, num lugar onde a pressão atmosférica é 1,0 atm.

Analisando-se a figura, é correto afirmar que a pressão do gás é


A) 0,5 atm
B) 1,0 atm
C) 1,5 atm
D) 2,0 atm
E) 2,5 atm

5. (PUCRS 2006)
Pressão é uma grandeza que representa a razão entre uma força aplicada perpendicularmente a uma superfície
e a área dessa superfície.
Na figura abaixo está representada uma vista lateral de cinco recipientes cheios de água e abertos na parte
superior.

31
Em qual dos recipientes a pressão que a água exerce sobre a base é maior?
A) 1
B) 2
C) 3
D) 4
E) 5

6. (PUCRS 2006)
Um densímetro é um dispositivo que permite medir a massa específica ou densidade de fluidos. Um densímetro
muito simples, para avaliar massas específicas, pode ser feito com um canudinho e um contrapeso (C) colado
na base do mesmo. As figuras abaixo representam o efeito no densímetro (D), em equilíbrio, mergulhado em
dois fluidos diferentes, Fluido 1 e Fluido 2.

A partir da figura, é correto afirmar que


A) o peso do densímetro no Fluido 1 é maior do que no Fluido 2.
B) no Fluido 2, o densímetro recebe um empuxo maior do que no Fluido 1.
C) o densímetro afunda mais no Fluido 2 porque a massa específica deste fluido é maior.
D) o empuxo sobre o densímetro é o mesmo no Fluido 1 e no Fluido 2.
E) o Fluido 1 é mais denso do que o Fluido 2.

7. (PUCRS 2007)
INSTRUÇÃO: Para responder à questão seguinte, considere a figura e o texto a seguir.

No Museu Interativo de Ciências e Tecnologia da PUCRS existe um experimento no qual uma pequena balança
apresenta-se inicialmente equilibrada, tendo em um de seus braços uma bola de isopor e no outro um pequeno
pedaço de metal. A balança é mantida sob uma campânula C. Apertando um botão, o visitante pode extrair o ar
de dentro da campânula.

Com a retirada do ar de dentro da campânula, os braços da balança


A) continuam equilibrados, pois o empuxo sobre os objetos pendurados não se altera com a ausência de ar.
B) desequilibram-se, girando no sentido anti-horário, pois o empuxo sobre a bola, na presença do ar, é maior.
C) desequilibram-se, girando no sentido horário, pois o empuxo sobre o metal, na presença do ar, é menor.
D) desequilibram-se, girando no sentido anti-horário, pois o empuxo sobre a bola, na presença do ar, é menor.
E) desequilibram-se, girando no sentido horário, pois o empuxo sobre o metal, na presença do ar, é maior.

32
8. (PUCRS 2008)
Um manômetro de mercúrio de tubo aberto, como o mostrado na figura a seguir, está ligado a um recipiente
contendo um gás. Verifica-se que nessa situação o mercúrio atinge 30cm a mais no ramo da direita do que no
ramo da esquerda, para uma pressão atmosférica equivalente a uma coluna de mercúrio de 76cm de altura.

Considerando as informações, é correto concluir que a pressão do gás será equivalente àquela originada por
uma
coluna de mercúrio cuja altura, em cm, é:
A) 30
B) 46
C) 106
D) 146
E) 152

9. (PUCRS 2009)
Uma lata de refrigerante vazia, colocada na superfície de uma lagoa, irá boiar se tivermos o cuidado de não
deixar entrar água no seu interior. No entanto, se amassarmos completamente a lata, ela afunda na água. Isso
ocorre porque a lata amassada

A) desloca um volume menor de água do que a lata intacta, diminuindo o empuxo exercido pela água.
B) apresenta-se com densidade menor do que a da lata intacta, facilitando o mergulho na água.
C) tem seu peso diminuído e, portanto, o empuxo sobre ela é menor.
D) possui massa maior do que a lata intacta e, portanto, tem peso maior.
E) sofre o efeito de uma pressão atmosférica maior, a qual lhe confere uma densidade maior do que a da água.

10. (PUCRS 2010)


A figura a seguir representa um cubo C, em equilíbrio, suspenso por um dinamômetro D e com metade do seu
volume imerso em água. O cubo tem volume de 6,4x10-5m3 e peso de 1,72N.

Considere que a massa específica da água é 1,0x10 3kg/m3, e que o módulo da aceleração da gravidade é 10m/s2.
Neste caso, a leitura do dinamômetro, em newtons, é:
A) 1,7
B) 1,4
C) 0,85
D) 0,64
E) 0,32

11. (PUCRS 2010)


Um recipiente aberto na parte superior contém glicerina até a altura de 1,00m e, sobre ela, mais 10,0cm de água,
conforme representado na figura.
33
Considere a massa específica da água 1,00g/cm 3 e da glicerina 1,30g/cm3. Use a aceleração da gravidade igual
a 10,0m/s2 e a pressão atmosférica igual a 1,01x10 5Pa. Neste caso, a pressão, em pascais, na interface água-
glicerina e no fundo do recipiente é, respectivamente, _________ e _________.

A) 1,02x105 1,34x105
B) 1,21x105 1,34x105
C) 1,02x105 1,25x105
D) 1,01x105 1,21x105
E) 1,02x105 1,15x105

12. (PUCRS 2011)


Dois blocos maciços, homogêneos e idênticos, ou seja, de mesmo material e dimensões, flutuam em equilíbrio
num líquido, como mostrado na figura a seguir.

Assim, é correto afirmar que


A) o bloco A desloca maior volume de líquido, porque a pressão do líquido atua sobre uma área menor do bloco.
B) o bloco B desloca maior volume de líquido, porque a pressão exercida pelo líquido sobre sua base é menor.
C) o bloco A desloca maior volume de líquido, porque sua parte submersa está mais profunda no líquido.
D) o bloco B desloca maior volume de líquido, porque sua parte submersa tem uma área maior.
E) os dois blocos deslocam o mesmo volume de líquido, porque ambos têm o mesmo peso.

13. (PUCRS 2012)


No duplo cilindro mostrado no desenho a seguir, o diâmetro do pistão maior D 1 é 9,00cm, sendo o triplo do
diâmetro do pistão menor D2.

Assim sendo, a intensidade da força F 1 que é preciso aplicar no pistão maior para equilibrar a força F 2 é:
A) 11,1 N
B) 33,3 N
C) 100 N
D) 300 N
E) 900 N

14. (PUCRS 2012)


Os recipientes cujas vistas laterais são mostradas na figura a seguir são preenchidos até o mesmo nível com o
mesmo líquido e estão abertos para a atmosfera.

34
Nesse caso, é correto afirmar que
A) a força que o líquido exerce no fundo dos recipientes é a mesma em todos os recipientes.
B) a maior pressão ocorre no fundo do recipiente 2, porque ele tem o fundo de menor área.
C) a pressão no fundo dos recipientes 1 e 3 é igual, porque eles contêm o mesmo volume de líquido.
D) a menor pressão ocorre no fundo do recipiente 2, porque ele contém o menor volume de líquido.
E) a pressão no fundo dos recipientes é a mesma, porque a altura da coluna de líquido é igual em todos eles.

15. (PUCRS 2013)


Um copo contendo água e um pedaço de gelo encontra-se cheio até a borda. O gelo tem 30,0 g de massa e
flutua com 8% do seu volume fora da água. Sendo 1,00 g/cm 3 a massa específica da água na fase líquida e
0,920 g/cm3 a do gelo (água na fase sólida), o volume de água que derramaria quando o gelo derretesse
completamente seria, em cm3,

A) 0,00
B) 5,00
C) 10,0
D) 20,0
E) 27,6

16. (PUCRS 2013)


A altitude de cruzeiro de um avião a jato é, em geral, de 30.000 pés, o que corresponde a 9.144 m. Nessa altitude,
a pressão externa é reduzida, de modo que é necessário pressurizar o interior do avião.
Um avião cuja pressão interna é 7,0x10 4 Pa voa a uma altitude em que a pressão externa é 3,0x10 4 Pa. Nessa
situação, considerando que a área de cada janela da cabine de passageiros é 0,10m 2, a força que atua
perpendicularmente a uma dessas janelas devido à diferença entre as pressões externa e interna é, em newtons,
de

A) 1,0x106
B) 1,0x104
C) 4,0x105
D) 4,0x103
E) 2,3x103

17. (PUCRS 2014)


O gráfico mostra a velocidade instantânea de uma gota de chuva caindo verticalmente através da atmosfera.
Analisando o gráfico, verifica-se que, após algum tempo de queda, a gota de chuva atinge uma velocidade
constante, denominada velocidade terminal.

Considerando que as únicas forças que atuam sobre a gota, em qualquer ponto da sua trajetória, são a força
peso (P), o empuxo exercido (E) e a força de atrito com o ar, também chamada de força de arrasto (A), a partir
do instante em que a gota atinge a velocidade terminal, os módulos das forças atuantes sobre ela satisfazem a
relação

35
a) P = E
b) P = A
c) E = A
d) P = E – A
e) P = E + A

18. (PUCRS 2014)


Em um laboratório de Física, há uma cadeira com assento formado por pregos com as pontas para cima. Alguns
receiam sentar-se nela, temendo machucar-se. Em relação à situação descrita, é correto concluir que, quanto
maior é o número de pregos, __________ na pessoa que senta na cadeira.

a) menor é a força total que o conjunto de pregos exerce


b) maior é a força total que o conjunto de pregos exerce
c) maior é a pressão exercida
d) maior é a área e a pressão exercida
e) maior é a área e menor a pressão exercida

19. (PUCRS 2015)


No oceano a pressão hidrostática aumenta aproximadamente uma atmosfera a cada 10 m de profundidade. Um
submarino encontra-se a 200 m de profundidade, e a pressão do ar no seu interior é de uma atmosfera. Nesse
contexto, pode-se concluir que a diferença da pressão entre o interior e o exterior do submarino é,
aproximadamente, de
a) 200 atm
b) 100 atm
c) 21atm
d) 20 atm
e) 19 atm

20. (PUCRS 2015)


Analise a figura abaixo, que representa um recipiente com cinco ramos abertos à atmosfera, em um local onde
a aceleração gravitacional é constante, e complete as lacunas do texto que segue. As linhas tracejadas, assim
como o fundo do recipiente, são horizontais.

Considerando que o recipiente está em equilíbrio mecânico e contém um fluido de massa específica constante,
afirma-se que a pressão exercida pelo fluido no __________ é __________ pressão exercida pelo fluido no
__________.
a) ponto A – menor que a – ponto D
b) ponto A – menor que a – ponto C
c) ponto B – igual à – ponto E
d) ponto D – menor que a – ponto F
e) ponto D – igual à – ponto C

21. (PUCRS 2016)


Para responder à questão, considere as situações a seguir.

Uma das extremidades de uma mola encontra-se fixa no fundo de um recipiente, enquanto a outra extremidade
está presa em uma esfera de massa m. O sistema está em equilíbrio mecânico, e a mola, para essa situação,
encontra-se comprimida, conforme a figura 1. Quando água é colocada no recipiente e se reestabelece o
equilíbrio mecânico, a mola fica esticada, como mostra a figura 2.

36
Desconsiderando o efeito do ar, analise as afirmativas sobre as forças peso, empuxo e elástica que atuam na
esfera nas figuras 1 e 2, e preencha os parênteses com V (verdadeiro) ou F (falso).

( ) A força peso é vertical para baixo nas figuras 1 e 2.


( ) As forças elástica e peso têm sentidos opostos entre si tanto na figura 1 quanto na 2.
( ) A força elástica é vertical para cima na figura 1; na figura 2, é vertical para baixo.
( ) Na figura 2, as forças elástica e empuxo têm o mesmo sentido.
( ) Na figura 2, as forças peso e empuxo têm a mesma intensidade.

O correto preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é


a) V – F – V – F – F
b) V – V – F – F – F
c) V – F – F – F – V
d) F – V – F – V – V
e) F – V – V – V – F

22. (PUCRS 2016)


Para responder à questão, analise a situação representada na figura abaixo, na qual uma esfera de isopor
encontra-se totalmente submersa em um recipiente contendo água. Um fio ideal tem uma de suas extremidades
presa à esfera, e a outra está fixada no fundo do recipiente. O sistema está em equilíbrio mecânico.

Considerando que as forças que atuam na esfera sejam o peso (P), o empuxo (E) e a tensão (T), a alternativa
que melhor relaciona suas intensidades é
a) E = P + T
b) E  P + T
c) P = E + T
d) P  E + T
e) P = E e T = 0

23. (PUCRS 2018)


O lixo produzido nas residências de todo o Brasil é recolhido diariamente e transportado para diferentes destinos.
Na cidade de Porto Alegre, o lixo orgânico é acomodado em caminhões que levam resíduos com uma densidade
média de 250 kg/m3 até o município de Minas do Leão, a aproximadamente 100 km da capital do RS. Em Minas
do Leão, há um aterro sanitário e uma central de tratamento de resíduos, com capacidade estimada para receber
23 milhões de toneladas de resíduos e com operação prevista para os próximos vinte e três anos.

Com base nessas informações, se o lixo orgânico produzido pelo município de Porto Alegre fosse acomodado
nos caminhões com uma densidade _________ do que a atual, a massa de resíduos transportada por viagem
iria _________, e o custo por tonelada transportada iria _________.

A) menor – aumentar – aumentar


37
B) maior – aumentar – diminuir
C) maior – diminuir – aumentar
D) menor – diminuir – diminuir

24. (PUCRS 2018)


Uma criança está brincando, de manhã, na piscina do condomínio em que reside durante as férias de verão e
observa que uma bola flutua na água da piscina. À tarde, a criança vai à praia e coloca o mesmo brinquedo na
água do mar. Sabe-se que a densidade da água da piscina é menor do que a da água do mar.

Considerando que o brinquedo boiava em equilíbrio mecânico na água da piscina, ao ser colocado na água do
mar, após atingir o equilíbrio mecânico, o brinquedo ________, e o empuxo que atua sobre ele será _________
exercido quando estava em equilíbrio na água da piscina.

A) afundará – igual ao
B) afundará – menor do que o
C) boiará – maior do que o
D) boiará – igual ao

25. (PUCRS 2019)


Ao imergir completamente um corpo em um fluido, o corpo ficará sujeito a uma força que, na escala microscópica,
tem origem eletromagnética e é conhecida como empuxo hidrostático. Essa interação entre o corpo e o fluido
também pode ser descrita macroscopicamente como o resultado da pressão exercida pelo fluido sobre toda a
superfície imersa do corpo.

Considere, então, que três corpos maciços – uma esfera, um cone e um cilindro –, todos medindo o mesmo
volume, estejam mergulhados completamente em um líquido num mesmo recipiente, sem tocar o fundo. Nessa
situação, é correto afirmar que todos os corpos apresentam, necessariamente,
A) a mesma densidade.
B) a mesma massa.
C) o mesmo material.
D) o mesmo empuxo.

GABARITO HIDROSTÁTICA

Resposta da questão 1: [B]


[A]
Resposta da questão 11:
Resposta da questão 2: [E]
[A]
Resposta da questão 12:
Resposta da questão 3: [E]
[D]
Resposta da questão 13:
Resposta da questão 4: [E]
[C]
Resposta da questão 14:
Resposta da questão 5: [E]
[A]
Resposta da questão 15:
Resposta da questão 6: [A]
[D]
Resposta da questão 16:
Resposta da questão 7: [D]
[B]
Resposta da questão 17:
Resposta da questão 8: [E]
[C]
Resposta da questão 18:
Resposta da questão 9: [E]
[A]
Resposta da questão 19:
Resposta da questão 10: [D]
38
Resposta da questão 20: Resposta da questão 23:
[A] [B]

Resposta da questão 21: Resposta da questão 24:


[A] [D]

Resposta da questão 22: Resposta da questão 25:


[A] [D]

8.HIDRODINÂMICA
1. (PUCRS 2004)
Quando a água passa numa tubulação horizontal de uma secção de 4,0cm de diâmetro para outra secção de
2,0cm de diâmetro,
A) sua velocidade diminui.
B) sua velocidade não se altera.
C) a pressão diminui.
D) a pressão aumenta.
E) a pressão não se altera.

2. (PUCRS 2005)
Quando um fluido é incompressível (massa específica constante), sua vazão em qualquer secção reta de uma
tubulação de diâmetro variável é sempre a mesma e vale A.v, onde A é a área da secção reta e v é o valor médio
da velocidade do fluido na secção. Considerando-se uma parte da tubulação onde a área da secção reta é A1 e
a velocidade média do fluido é v1 , e outra região onde a área da secção reta é A2 = 3A1 e a velocidade média
é v2 = xv1 , o valor de x é
A) 9
B) 3
C) 1
D) 1/3
E) 1/9

3. (PUCRS 2011)
Numa tubulação horizontal, a água em escoamento laminar (não turbulento) passa de uma secção do tubo com
diâmetro maior para outra secção com diâmetro menor. Nessas condições, é correto afirmar que a _________
da água _________.

A) velocidade diminui
B) velocidade não se altera
C) vazão diminui
D) vazão permanece a mesma
E) pressão aumenta

4. (PUCRS 2013)
INSTRUÇÃO: Para resolver a questão seguinte, leia o texto e selecione as palavras para preencher as
lacunas.
Ao observar como a água escoa verticalmente e sem turbulência de uma torneira parcialmente aberta, pode- se
notar que esse líquido assume a forma de um filete que se estreita à medida que se afasta da torneira. Esse
fenômeno ocorre porque a área da secção transversal do filete de água deve diminuir quando a _________ do
fluido aumenta para que a _________ seja constante.

A sequência de palavras que completa correta e respectivamente as lacunas é


A) velocidade vazão
B) velocidade pressão
C) pressão vazão
D) pressão velocidade
E) vazão velocidade

39
GABARITO HIDRODINÂMICA

Resposta da questão 1:
[C]

Resposta da questão 2:
[D]

Resposta da questão 3:
[D]

Resposta da questão 4:
[A]

9.GRAVITAÇÃO UNIVERSAL
1. (PUCRS 2004)
De acordo com a Lei da Gravitação Universal, a força gravitacional entre dois corpos
A) duplica quando as massas dos dois corpos são duplicadas.
B) duplica quando a distância entre os dois corpos é duplicada.
C) quadruplica quando a distância entre os dois corpos é reduzida à metade.
D) quadruplica quando a distância entre os dois corpos é duplicada.
E) quadruplica quando a distância entre os dois corpos é quadruplicada.

2. (PUCRS 2006)
INSTRUÇÃO: Para responder à questão a seguir, considerar o texto e as afirmativas que o
complementam.
Durante cerca de oito dias, um astronauta brasileiro dividiu com astronautas estrangeiros uma missão a bordo
da Estação Espacial Internacional (EEI). Inúmeras fotografias da parte interna da Estação mostraram objetos e
os astronautas “flutuando” no seu interior. Este fenômeno ocorre porque

I. a aceleração da gravidade sobre eles é zero.


II. os objetos e os astronautas têm a mesma aceleração da Estação.
III. não há força resultante sobre eles.

Pela análise das afirmativas conclui-se que somente


está / estão correta(s)

A) a I.
B) a II.
C) a III.
D) a I e a III.
E) a II e a III.

3. (PUCRS 2009)
INSTRUÇÃO: Responder a próxima questão com base nas informações a seguir.
Um satélite geoestacionário é um tipo especial de satélite que orbita no plano do equador terrestre, e que
permanece em repouso em relação a um observador em repouso em relação à Terra.
Para um observador que do espaço observasse a Terra e o satélite girando,
I. o sentido de rotação do satélite seria contrário ao da Terra.
II. o período de rotação do satélite seria o mesmo da Terra.
III. a velocidade angular do satélite seria a mesma da Terra.
IV. a força centrípeta exercida sobre o satélite seria menor do que o seu peso na superfície da Terra.

As alternativas corretas são, apenas,


A) I e II.
B) II e IV.
C) I, II e III.
D) II, III e IV.
E) I, III e IV.

40
GABARITO GRAVITAÇÃO UNIVERSAL

Resposta da questão 1:
[C]

Resposta da questão 2:
[B]

Resposta da questão 3:
[D]

10.DILATAÇÃO TÉRMICA
1. (PUCRS 2007)
Um termostato é um dispositivo utilizado para controlar a temperatura em diversos equipamentos elétricos.
Um dos tipos de termostato é construído com duas lâminas metálicas 1 e 2, firmemente ligadas, conforme a
Figura 1.

Quando a temperatura aumenta, o conjunto se curva em forma de arco (Figura 2), fazendo com que, a partir de
certa temperatura, o circuito seja aberto, interrompendo a passagem de corrente elétrica. Supondo que a lâmina
seja constituída de ferro e cobre, cujos coeficientes de dilatação linear médios são, respectivamente, 1,2 X 10 -
5
°C-1 e 1,7 X 10-5 °C-1, para produzir-se o efeito descrito, a lâmina ________ deve ter coeficiente de dilatação
_________ do que a outra, correspondendo, portanto, ao _________.

As informações que preenchem correta e respectivamente as lacunas estão reunidas em


A) 1 menor ferro
B) 1 menor cobre
C) 1 maior cobre
D) 2 menor ferro
E) 2 maior ferro

2. (PUCRS 2009)
INSTRUÇÃO: Responda a próxima questão com base nas informações e no gráfico a seguir.
A água apresenta um comportamento incomum entre 0 e 4°C: nesse intervalo de temperatura, enquanto a
temperatura diminui, a água se expande, ao contrário do que acontece, em geral, com outras substâncias.
Esse comportamento permite a sobrevivência da fauna e flora aquáticas durante o inverno. No gráfico que segue,
o volume da substância água é relacionado com a sua temperatura em graus celsius (°C).

41
A propósito das informações anteriores, afirma-se:
I. Em temperatura ambiente acima de 4°C, a água no fundo do lago apresentará temperatura mais baixa do que
a da superfície.
II. Em temperatura ambiente inferior a 0°C, a água ficará congelada na superfície e líquida em profundidades
maiores, pois o gelo da superfície isola termicamente as águas mais profundas.
III. Em qualquer temperatura ambiente, a temperatura da água será a mesma em todas as profundidades.
A(s) afirmativa(s) correta(s) é/são, apenas,
A) I.
B) II.
C) III.
D) I e II.
E) II e III.

3. (PUCRS 2010)
INSTRUÇÃO: Responder à questão seguinte com base nas informações, no gráfico e nas afirmativas a seguir.
As variações de volume de certa quantidade de água e do volume interno de um recipiente em função da
temperatura foram medidas separadamente e estão representadas no gráfico abaixo, respectivamente, pela linha
contínua (água) e pela linha tracejada (recipiente).

Estudantes, analisando os dados apresentados no gráfico, e supondo que a água seja colocada dentro do
recipiente, fizeram as seguintes previsões:
I. O recipiente estará completamente cheio de água, sem haver derramamento, apenas quando a temperatura
for 4°C.
II. A água transbordará apenas se sua temperatura e a do recipiente assumirem simultaneamente valores acima
de 4ºC.
III. A água transbordará se sua temperatura e a do recipiente assumirem simultaneamente valores acima de 4°C
ou se assumirem simultaneamente valores abaixo de 4°C.

A(s) afirmativa(s) correta(s) é/são:


A) I, apenas.
B) I e II, apenas.
C) I e III, apenas.
D) II e III, apenas.
E) I, II e III.

4. (PUCRS 2011)
O alumínio é um material que dilata isotropicamente, ou seja, dilata igualmente em todas as direções. Um anel
como o mostrado na figura a seguir foi recortado de uma lâmina uniforme de alumínio.

42
Elevando-se uniformemente a temperatura desse anel, verifica-se que
A) o diâmetro externo do anel de alumínio aumenta enquanto o do orifício se mantém constante.
B) o diâmetro do orifício diminui enquanto o diâmetro do anel de alumínio aumenta.
C) a área do orifício aumenta um percentual maior que a área do anel de alumínio.
D) a expansão linear faz com que o anel tome a forma de uma elipse.
E) a área do orifício aumenta o mesmo percentual que a área do anel de alumínio.

5. (PUCRS 2014)
O piso de concreto de um corredor de ônibus é constituído de secções de 20m separadas por juntas de dilatação.
Sabe-se que o coeficiente de dilatação linear do concreto é 12  10−6 C−1, e que a variação de temperatura no
local pode chegar a 50°C entre o inverno e o verão. Nessas condições, a variação máxima de comprimento, em
metros, de uma dessas secções, devido à dilatação térmica, é
a) 1,0  10−2
b) 1,2  10−2
c) 2,4  10−4
d) 4,8  10−4
e) 6,0  10−4

6. (PUCRS 2015)
Num laboratório, um grupo de alunos registrou o comprimento L de uma barra metálica, à medida que sua
temperatura T aumentava, obtendo o gráfico abaixo:

Pela análise do gráfico, o valor do coeficiente de dilatação do metal é


a) 1,05  10−5 C−1
b) 1,14  10−5 C−1
c) 1,18  10−5 C−1
d) 1,22  10−5 C−1
e) 1,25  10−5 C−1

7. (PUCRS 2017)
As três placas de um mesmo material metálico, A, B e C, representadas na figura abaixo são submetidas a um
mesmo aumento na temperatura.

43
Assumindo que todas as placas inicialmente estejam em equilíbrio térmico entre si, o maior aumento na dimensão
paralela ao eixo x e o maior aumento na área ocorrem, respectivamente, nas placas
a) A e B.
b) A e C.
c) B e A.
d) C e B.
e) C e A.

GABARITO DILATAÇÃO TÉRMICA

Resposta da questão 1:
[A]
Resposta da questão 5:
Resposta da questão 2: [B]
[D]
Resposta da questão 6:
Resposta da questão 3: [E]
[C]
Resposta da questão 7:
Resposta da questão 4: [E]
[E]

11.CALORIMETRIA
1. (PUCRS 2004)
As unidades das grandezas capacidade térmica e vazão podem ser, respectivamente,

A) cal/°C e cm3/s
B) g/cal.°C e cm3/s
C) °C/s e cm3/g
D) J/kg e kg/l
E) J/s e kg/cm3

2. (PUCRS 2004)
Numa garrafa térmica a 20°C, contendo água também a 20°C, é colocado um pedaço de gelo com 200g a 0°C.
Na situação final de equilíbrio térmico, verifica-se uma mistura de água e 100g de gelo. Sendo de 80cal/g o calor
de fusão do gelo, o calor absorvido (da garrafa térmica e da água que nela se encontrava) pelo gelo e a
temperatura final são, respectivamente,

A) 1,6kcal e 20°C.
B) 3,0kcal e 10°C.
C) 6,0kcal e 10°C.
D) 6,4kcal e 0°C.
E) 8,0kcal e 0°C.

44
3. (PUCRS 2005)
INSTRUÇÃO: Responder à questão seguinte com base no gráfico a seguir, referente à temperatura em
função do tempo, de um corpo que está sendo aquecido e que absorve 20 cal/s.

A capacidade térmica do corpo é


A) 20 cal/°C
B) 30 cal/°C
C) 40 cal/°C
D) 50 cal/°C
E) 60 cal/°C

4. (PUCRS 2005)
Um médico recomendou a um paciente que fizesse exercícios com uma toalha quente sobre os ombros, a qual
poderá ser aquecida, a uma mesma temperatura, embebendo-a com água quente ou utilizando - se um ferro de
passar roupa, que a manterá seca. Quando a temperatura da toalha tiver baixado 10 0C, a toalha

A) úmida terá liberado mais calor que a seca, devido ao grande calor específico da água.
B) úmida terá liberado menos calor que a seca, devido ao pequeno calor específico da água.
C) seca terá liberado a mesma quantidade de calor que a toalha úmida.
D) seca terá liberado mais calor que a úmida, devido à grande massa específica da água.
E) seca terá liberado menos calor que a úmida, devido à pequena massa específica da água.

5. (PUCRS 2006)
Uma fonte térmica de potência constante e igual a 360 cal/min começa a fornecer calor a um sistema de massa
200 g e temperatura 20 °C que se encontra na fase líquida. O gráfico abaixo descreve o comportamento da
temperatura do sistema em função do tempo.

A partir da análise dos dados fornecidos no gráfico, pode-se afirmar corretamente que o calor específico na fase
líquida e o calor latente de vaporização do sistema são, respectivamente,

A) 0,030 cal/g°C ; 18 cal/g


B) 0,030 cal/g°C ; 3,6 cal/g
C) 0,045 cal/g°C ; 1,8 cal/g
D) 0,060 cal/g°C ; 18 cal/g
E) 0,060 cal/g°C ; 36 cal/g

6. (PUCRS 2007)
INSTRUÇÃO: Para responder à questão a seguir, considere as afirmativas a seguir.
A capacidade térmica de um corpo é determinada pelo quociente entre a quantidade de energia que deve receber
ou ceder e a variação de temperatura correspondente.

Esse conceito permite concluir corretamente que


I. uma unidade de capacidade térmica pode ser kWh/°C.
II. no Sistema Internacional, a unidade de capacidade térmica é J/K.
III. uma garrafa térmica que não tenha sido previamente aquecida ou resfriada e que conserva bem a temperatura
do líquido que está dentro dela deve apresentar grande capacidade térmica.
IV. uma garrafa térmica que não tenha sido previamente aquecida ou resfriada e que conserva bem a temperatura
45
do líquido que está dentro dela deve apresentar pequena capacidade térmica.

Estão corretas apenas


A) I, II e III.
B) I, II e IV.
C) I e III.
D) II e III.
E) II e IV.

7. (PUCRS 2008)
INSTRUÇÃO: Para responder à questão 3, considere as informações a seguir e preencha os parênteses
com V (verdadeiro) e F (falso).

Uma panela de pressão cozinha alimentos em água em um tempo menor do que as panelas comuns.
Esse desempenho da panela de pressão se deve à

( ) influência da pressão sobre a temperatura de ebulição da água.


( ) maior espessura das paredes e ao maior volume interno da panela de pressão.
( ) temperatura de ebulição da água, que é menor do que 100oC, neste caso.
( ) pressão interna, de uma atmosfera (1 atm), mantida pela válvula da panela de pressão.

A sequência correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é


A) V – F – F – F
B) V – V – F – V
C) F – F – V – V
D) F – V – V – V
E) V – V – F – F

8. (PUCRS 2009)
INSTRUÇÃO: Responder a próxima questão com base na figura a seguir, na qual um diagrama relaciona
o comportamento das temperaturas celsius T e as quantidades de calor Q recebidas por três substâncias
diferentes, A, B e C, todas sujeitas à mesma pressão atmosférica.

Com base na figura, podemos afirmar que


A) a substância B possui uma temperatura de fusão mais elevada do que a substância A.
B) a substância B é necessariamente água pura.
C) a substância B possui uma temperatura de solidificação mais elevada do que a substância A.
D) o calor de vaporização da substância B é maior do que o da substância C.
E) a fase final da substância A é sólida.

9. (PUCRS 2009)
INSTRUÇÃO: Responder a próxima questão com base nas informações a seguir.
Para melhorar o desempenho térmico de seu refrigerador doméstico, um indivíduo tomou três medidas:
I. Distribuiu os alimentos nas prateleiras, cuidando para que sobrassem espaços vazios entre eles, com a
conseqüente circulação de ar frio para baixo e de ar quente para cima.
II. Diminuiu o intervalo de tempo em que a porta do refrigerador era mantida aberta.
III. Manteve a camada de gelo nas paredes do congelador bem espessa para fortalecer as trocas de calor
internas.

Considerando teorias da Física, a(s) ação/ações correta(s) é/são


A) a I, apenas.
B) a II, apenas.
C) a I e a II, apenas.
46
D) a II e a III, apenas.
E) a I, a II e a III.

10. (PUCRS 2012)


Dois blocos A e B, constituídos de materiais diferentes, têm massas iguais. Esses blocos apresentam
temperaturas de 0°C e 100°C, respectivamente, quando são colocados em contato térmico entre si. Mantendo-
se os blocos perfeitamente isolados do meio externo, é correto afirmar que a temperatura dos mesmos no
equilíbrio térmico é

A) maior que 50°C se a capacidade térmica de B for maior que a de A.


B) maior que 50°C se a quantidade de calor absorvida por B for maior que a absorvida por A.
C) igual a 50°C se a quantidade de calor absorvida por B for igual à perdida por A.
D) menor que 50°C se a quantidade de calor absorvida por B for maior que a absorvida por A.
E) menor que 50°C se a capacidade térmica de B for maior que a de A.

11. (PUCRS 2012)


INSTRUÇÃO: Responder a questão seguinte com base nas informações e afirmativas a seguir.
Um recipiente contém inicialmente uma quantidade desconhecida de água na fase sólida e 900 g de água na
fase líquida em equilíbrio térmico a 0 ºC. A mistura é lentamente aquecida absorvendo 200 cal/min, e sua
temperatura é medida em diversos instantes. Os dados registrados são mostrados no gráfico a seguir. O calor
de fusão da água é 80,0 cal/g e seu calor específico é 1,00 cal/g°C.

Com base nas informações do gráfico e do texto acima, afirma-se:


3
I. O calor recebido pela mistura nos 40 min iniciais do aquecimento é 8,00 X 10 cal.
II. A massa de água congelada inicialmente presente na mistura é 100 g.
III. Nos 10 min finais do aquecimento, a temperatura da mistura aumenta 2,00 °C.

Está/Estão correta(s) a(s) afirmativa(s)


A) I, apenas.
B) II, apenas.
C) I e III, apenas.
D) II e III, apenas.
E) I, II e III.

12. (PUCRS 2013)


Nuvens são constituídas por gotículas de água (portanto em fase líquida) que se originam da condensação do
vapor de água, o qual é invisível, pois é formado por moléculas de água isoladas e distanciadas umas das outras.
Com base nessas informações, considere a seguinte situação:
Uma massa de ar ascendente quente e úmido, ao encontrar o ar frio e seco numa altitude superior, permite a
formação de uma pequena nuvem com 10,0 kg de água em 226 s (aproximadamente 3,8 min).
Sendo –2,26x106 J/kg o calor de condensação da água, a potência em módulo desenvolvida na formação da
nuvem é de
A) 2,26 kW
B) 22,6 kW
C) 1,00 kW
D) 10,0 kW
E) 100 kW

13. (PUCRS 2014)


Uma forma de aquecer água é usando aquecedores elétricos de imersão, dispositivos que transformam energia
elétrica em energia térmica, mediante o uso de resistores elétricos. Um desses aquecedores, projetado para
47
fornecer energia na razão de 500 calorias por segundo, é utilizado no aquecimento de 500 gramas de água, da
temperatura de 20 °C para 80 °C Considerando que toda a energia transferida é aproveitada no aquecimento da
água e sabendo que o calor específico da água é c = 1cal/g°C o tempo necessário para atingir 80 °C é igual a

a) 60 s
b) 68 s
c) 75 s
d) 84 s
e) 95 s

14. (PUCRS 2014)


A umidade relativa é a razão obtida dividindo-se a massa de vapor de água presente num dado volume de ar
pela massa de vapor de água que poderia estar presente nesse mesmo volume e à mesma temperatura, caso o
ar estivesse saturado. Portanto, ar saturado de vapor de água tem umidade relativa de 100%.
Verifica-se, que numa sala com 320 m3 de ar a 23°C, a umidade relativa é de 50%. Sabendo-se que ar saturado
a 23°C contém 20 gramas de vapor de água por metro cúbico de ar e que a massa específica da água é
1,0 kg / L, conclui-se que, se todo o vapor de água presente na sala fosse liquefeito, seria possível obter um
volume de água de

a) 2,0 L
b) 2,5 L
c) 2,8 L
d) 3,0 L
e) 3,2 L

15. (PUCRS 2014)


Aquecedores de passagem são acionados pela passagem da água no seu interior, ou seja, ligam quando a
torneira é aberta. O manual de instalação de um aquecedor deste tipo informa que “a pressão mínima necessária
para o correto funcionamento do equipamento é equivalente a 10m de coluna de água”.

Levando-se em conta que a massa específica da água é 1000kg/m 3 e a aceleração da gravidade no local é
aproximadamente 10m/s2, a informação se refere à pressão hidrostática, em pascais, de
a) 1,0  106
b) 1,0  105
c) 1,0  104
d) 1,0  103
e) 1,0  102

16. (PUCRS 2016)


Para responder à questão, considere as informações e as afirmativas sobre o gráfico a seguir.

O gráfico abaixo representa a temperatura (T) em função da quantidade de calor fornecido (Q) para uma
substância pura de massa igual a 0,1kg, inicialmente na fase sólida (trecho a).

I. A temperatura de fusão da substância é 30 C.


II. O calor específico da substância na fase sólida é constante.

48
III. Ao longo de todo o trecho b, a substância encontra- se integralmente na fase líquida.

Está/Estão correta(s) apenas a(s) afirmativa(s)


a) I.
b) II.
c) I e II.
d) I e III.
e) II e III.

17. (PUCRS 2016)


Um corpo A, homogêneo, de massa 200 g, varia sua temperatura de 20°C para 50°C ao receber 1200 calorias
de uma fonte térmica. Durante todo o aquecimento, o corpo A se mantém na fase sólida. Um outro corpo B,
homogêneo, constituído da mesma substância do corpo A, tem o dobro da sua massa. Qual é, em cal gC, o
calor específico da substância de B?
a) 0,1
b) 0,2
c) 0,6
d) 0,8
e) 1,6

Responder as próximas 2 questões com base na situação apresentada a seguir.

Desde julho de 2016, as lâmpadas incandescentes comuns deixaram de ser comercializadas em território
nacional. Alinhada a atitudes sustentáveis, a proibição de venda dessas lâmpadas visa aumentar a utilização de
equipamentos com maior eficiência energética.

18. (PUCRS 2018)


A tabela abaixo apresenta informações de três tipos de lâmpadas com fluxos luminosos equivalentes.

Considerando apenas a relação entre vida média e preço por unidade, a opção pelo uso da lâmpada _________
acarretaria um custo _________ maior em relação à lâmpada LED.

A) halógena – 50%
B) halógena – 200%
C) fluorescente – 20%
D) fluorescente – 80%

19. (PUCRS 2018)


Em um mesmo intervalo de tempo, a observação do efeito Joule na lâmpada de LED é _________ do que na
lâmpada halógena. Além disso, a porcentagem de conversão de energia elétrica em energia _________ é maior
na lâmpada de LED do que na halógena.

A) menor – luminosa
B) menor – térmica
C) maior – luminosa
D) maior – térmica

20. (PUCRS 2019)


Uma massa de água no estado sólido, inicialmente à temperatura de –10 ºC, é aquecida até atingir a temperatura
final de 80 ºC. Considere que todo o processo tenha ocorrido à pressão constante de 1,0 atm e que essa massa
de água tenha recebido um total de 16.500 cal para o processo térmico. Sem levar em conta os efeitos de
sublimação do gelo para temperaturas abaixo de 0 ºC, assuma que o valor para o calor específico do gelo seja

49
de 0,5 cal/g ºC, que o calor específico da água seja 1,0 cal/g ºC e que o calor latente de fusão do gelo seja de
80,0 cal/g. Nesse caso, a massa de água aquecida, em gramas, durante o processo é de
A) 100
B) 200
C) 300
D) 400

GABARITO CALORIMETRIA

Resposta da questão 1:
[A] Resposta da questão 11:
[E]
Resposta da questão 2:
[E] Resposta da questão 12:
[E]
Resposta da questão 3:
[D] Resposta da questão 13:
[A]
Resposta da questão 4: Resposta da questão 14:
[A] [E]

Resposta da questão 5: Resposta da questão 15:


[D] [B]

Resposta da questão 6: Resposta da questão 16:


[B] [C]

Resposta da questão 7: Resposta da questão 17:


[A] [B]

Resposta da questão 8: Resposta da questão 18:


[D] [C]

Resposta da questão 9: Resposta da questão 19:


[C] [A]

Resposta da questão 10: Resposta da questão 20:


[A] [A]

12.ESTUDO DOS GASES E TERMODINÂMICA


1. (PUCRS 2004)
INSTRUÇÃO: Responder à questão seguinte com base nas afirmações a seguir.
I. A energia trocada entre dois sistemas, unicamente devida à diferença de temperatura entre ambos, chama-se
calor.
II. Na transformação adiabática de um gás, sua energia interna permanece constante.
III. A energia interna de um sistema não depende do número de partículas que o constituem.
IV. A temperatura absoluta de um sistema depende do número de partículas que o constituem.

Pela análise das afirmações, conclui-se que somente


A) está correta a I.
B) está correta a II.
C) está correta a III.
D) estão corretas a I e a III.
E) estão corretas a II e a IV.

50
2. (PUCRS 2004)
Uma amostra de gás hélio, contida num cilindro com êmbolo, é comprimida isotermicamente recebendo trabalho
de –500J, passando do estado (1,00atm; 2,00L; 300K) para o estado (p2; 0,50L; T2). Os valores de p2, T2 e da
variação de energia interna são, respectivamente,
A) 1,00atm, 600K e zero J
B) 1,00atm, 600K e 500J
C) 2,00atm, 300K e 500J
D) 4,00atm, 300K e –500J
E) 4,00atm, 300K e zero J

3. (PUCRS 2005)
A temperatura de um gás é diretamente proporcional à energia cinética das suas partículas. Portanto, dois
gases A e B, na mesma temperatura, cujas partículas tenham massas na proporção de mA / mB = 4/1, terão
as energias cinéticas médias das suas partículas na proporção EcA / EcB igual a
A) 1/4
B) 1/2
C) 1
D) 2
E) 4

4. (PUCRS 2005)
INSTRUÇÃO: Responder à questão seguinte com base nas afirmações a seguir.
I. Na transformação isotérmica de um gás que segue a equação de estado do gás ideal, sua energia interna
permanece constante.
II. A energia interna de um sistema é a soma das energias cinéticas e potenciais de suas partículas e, por isso,
depende do número de partículas do sistema.
III. A temperatura absoluta de um sistema depende da energia cinética média de suas partículas, e também da
quantidade de partículas.
IV. Quando uma onda sonora se propaga num gás, as compressões e rarefações que ocorrem na passagem da
onda são tão rápidas que podem ser consideradas adiabáticas.

Pela análise das afirmações, conclui-se que somente


estão corretas
A) I e II.
B) I e III.
C) I, II e IV.
D) II e III.
E) II, III e IV.

5. (PUCRS 2005)
INSTRUÇÃO: Responder à questão 4 com base na figura a seguir, que representa as variações da pressão
de um gás, cujo comportamento é descrito pela equação de estado do gás ideal, em função do seu
volume.

O gás passa sucessivamente pelos estados (1), (2) e (3), retornando ao estado (1). Considerando que entre os
estados (1) e (2) a transformação é adiabática, ocorre troca de calor com o ambiente

A) somente entre (1) e (2).


B) somente entre (2) e (3).
C) somente entre (3) e (1).
D) entre (1) e (2) e entre (2) e (3).
E) entre (2) e (3) e entre (3) e (1).
51
6. (PUCRS 2006)
INSTRUÇÃO: Responder à questão 5 analisando as afirmações com base no gráfico a seguir, o qual
representa a pressão de um gás, que segue a equação de estado do gás ideal, em função do seu volume.

No gráfico, os pontos i e f indicam, respectivamente, o estado inicial e final do gás, e as curvas representadas
são as isotermas correspondentes às temperaturas Ti e Tf desses estados. Os seguintes processos são descritos
no gráfico:

processo 1 – uma transformação isobárica seguida de uma transformação isovolumétrica.


processo 2 – uma transformação isovolumétrica seguida de uma transformação isotérmica.

I. Comparando o trabalho W realizado pelo gás em cada processo, verifica-se que W1 > W2.
II. Comparando a troca de calor Q com o gás em cada processo, verifica-se que Q1 < Q2.
III. Comparando a variação da energia interna U do gás em cada processo, verifica-se que U1 = U2.

Analisando as afirmativas, pode-se concluir que está/ estão correta/s


A) somente II.
B) somente III.
C) somente I e II.
D) somente I e III.
E) I, II e III.

7. (PUCRS 2006)
Motores de potências relativamente altas são utilizados em embarcações marítimas, locomotivas, geradores e
caminhões, tendo por base o ciclo Diesel de quatro tempos. Esses motores, em geral, são alimentados com a
injeção direta do combustível em cada cilindro. O gráfico abaixo, da pressão em função do volume, representa
esquematicamente o ciclo Diesel, por meio de seus quatro processos: compressão adiabática AB, expansão
isobárica BC, expansão adiabática CD e transformação isovolumétrica DA.

Considerando o ciclo Diesel apresentado no gráfico,


A) não há variação de temperatura durante o processo AB.
B) não há variação de temperatura durante o processo DA.
C) a temperatura aumenta durante o processo AB.
D) a temperatura aumenta durante o processo CD.
E) a temperatura diminui durante o processo BC.

8. (PUCRS 2007)
INSTRUÇÃO: Para responder à questão seguinte, considere as informações e a figura a seguir.

Um cilindro de metal dotado de um êmbolo móvel, em cujo interior se encontra um gás em equilíbrio
termodinâmico, é semelhante a uma bomba de encher pneus de bicicleta com a saída de ar bloqueada.
52
Ao fazer-se uma força sobre o êmbolo, resultando na compressão muito rápida do gás, o que caracteriza uma
transformação adiabática,

I. ocorre um aumento na temperatura do gás.


II. o trabalho realizado pela força aumenta a energia interna do gás.
III. o trabalho realizado pela força é igual ao calor liberado para o meio externo.

Está(Estão) correta(s) apenas


A) I.
B) II.
C) III.
D) I e II.
E) I e III.

9. (PUCRS 2007)
INSTRUÇÃO: Para responder à questão a seguir, considere as afirmativas a seguir e o gráfico Pressão
(P) x Volume (V), que apresenta quatro transformações de um gás, cujo comportamento é o de um gás
ideal. Duas das transformações são isotérmicas, e o gás está contido em um cilindro com êmbolo.

I. A transformação do estado 1 para o estado 2 é isométrica com aquecimento.


II. Na passagem do estado 2 para o estado 3, não ocorre variação de temperatura, e o gás realiza trabalho
positivo.
III. Na passagem do estado 3 para ao estado 4, há resfriamento do gás e não há realização de trabalho, pois a
transformação é isométrica.
IV. Na transformação do estado 4 para o estado 1, não há variação da energia interna do gás, e um agente
externo realiza um trabalho sobre ele.

Estão corretas apenas


A) I e II.
B) II e III.
C) I e IV.
D) III e IV.
E) II, III e IV.

10. (PUCRS 2008)


Para responder a próxima questão, leia o texto e relacione as propriedades termométricas (Coluna A) aos
respectivos tipos de termômetros que as utilizam (Coluna B), numerando os parênteses.

Termômetro é um instrumento utilizado para medir a temperatura de um sistema físico. Seu funcionamento
baseia-se em algumas propriedades termométricas desse sistema, ou seja, em propriedades que variam com a
temperatura.

Coluna A Coluna B
1. pressão de gases ( ) termômetro de gás a volume constante
2. dilatação de fluidos ( ) termômetro bimetálico
3. dilatação de sólidos ( ) termômetro de líquido-em-vidro
53
A sequência correta, de cima para baixo, é
A) 1 – 3 – 2
B) 1 – 2 – 3
C) 2 – 3 – 3
D) 2 – 3 – 2
E) 3 – 1 – 1

11. (PUCRS 2008)


INSTRUÇÃO: Para responder a próxima questão, analise o texto e as afirmações referentes às leis da
termodinâmica, e preencha os parênteses utilizando o código a seguir.

1V- A afirmativa refere-se à primeira lei e é verdadeira.


1F- A afirmativa refere-se à primeira lei e é falsa.
2V- A afirmativa refere-se à segunda lei e é verdadeira.
2F- A afirmativa refere-se à segunda lei e é falsa.

A primeira lei da termodinâmica expressa o princípio da conservação da energia, incluindo fenômenos térmicos,
enquanto a segunda lei da termodinâmica se refere às limitações nas transformações de energia.

( ) Numa transformação adiabática, a energia interna de um sistema não varia, pois não ocorre troca de calor
entre o sistema e sua vizinhança.

( ) Para produzir trabalho continuamente, uma máquina térmica, operando em ciclos, deve necessariamente
receber calor de uma fonte fria e ceder calor para uma fonte quente.

( ) Numa transformação isométrica, o trabalho realizado por um sistema é nulo; portanto, a variação da sua
energia interna é igual à quantidade de calor trocada entre o sistema e a sua vizinhança.

( ) Nenhuma máquina térmica operando em ciclos entre duas temperaturas dadas pode apresentar um
rendimento maior que o de uma máquina de Carnot que opere entre as mesmas temperaturas.

A sequência correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é


A) 1F – 2F – 1V – 2V
B) 1V – 2V – 1F – 2F
C) 2F – 1F – 2V – 1F
D) 2V – 1V – 1F – 2F
E) 1V – 2F – 2F – 1V

12. (PUCRS 2008)


INSTRUÇÃO: Responder a próxima questão a partir da análise da situação descrita e das afirmativas
abaixo.

Em meados do século 19, Joseph Louis Gay-Lussac e depois James Prescott Joule estudaram a dependência
da energia interna de um gás em relação a seu volume. Para tal, realizaram a experiência cuja montagem está
esquematizada na figura a seguir.

Em um recipiente isolado contendo água, foram colocados dois balões, A e B, cujas paredes eram rígidas e
diatérmicas, ou seja, permitiam trocas de calor. Esses balões eram conectados por uma válvula V, inicialmente
fechada. Para determinar a variação na temperatura da água, foi usado um termômetro T. O balão A estava
preenchido com um gás e o balão B tinha sido evacuado (não continha gás algum). Iniciou-se a experiência
fazendo a leitura do termômetro com o sistema em equilíbrio térmico. Em seguida, abriu-se a válvula V de modo
que o gás pudesse se expandir para o balão B. Quando o sistema estava novamente em equilíbrio, foi feita nova
leitura da temperatura. Os resultados mostraram que não houve variação na temperatura da água.

54
Com base na experiência e em seus resultados, afirma-se:

I. Não houve troca de calor entre o gás e a água.


II. O processo de expansão do gás ocorreu sem realização de trabalho.
III. A pressão do gás não foi alterada, apesar de o gás ter se expandido.
IV. A energia interna do gás não foi alterada, apesar de o gás ter se expandido.

De acordo com as teorias da termodinâmica, a alternativa que contém todas e apenas afirmativas corretas é:
A) I e II.
B) II e III.
C) I, III e IV.
D) I, II e IV.
E) II, III e IV.

13. (PUCRS 2009)


O êmbolo de um cilindro que contém um gás ideal é empurrado para baixo conforme mostra a figura a seguir.
Sabe-se que tanto as paredes do cilindro como o próprio êmbolo constituem-se de materiais que são isolantes
térmicos.

Com relação a esse processo, é correto afirmar que


A) não houve trocas de energia entre o gás e a vizinhança, e a pressão do gás aumentou, enquanto sua
temperatura permaneceu constante.
B) não houve trocas de energia entre o gás e a vizinhança, e a pressão e a temperatura do gás permaneceram
constantes.
C) o gás recebeu energia da vizinhança, e sua pressão e temperatura aumentaram.
D) o gás recebeu energia da vizinhança, sua pressão aumentou e a sua temperatura diminuiu.
E) o gás perdeu energia para a vizinhança, sua pressão diminuiu e sua temperatura permaneceu constante.

14. (PUCRS 2010)


Para responder a questão seguinte, considere o texto e o gráfico, o qual relaciona o rendimento de uma
máquina de Carnot e a razão T2/T1 das temperaturas em que opera a máquina.

O ciclo de Carnot é um ciclo termodinâmico especial, pois uma máquina térmica que opera de acordo com este
ciclo entre duas temperaturas T1 e T2, com T1 maior do que T2, obtém o máximo rendimento possível. O
rendimento r de uma máquina térmica é definido como a razão entre o trabalho líquido que o fluido da máquina
executa e o calor que absorve do reservatório à temperatura T1.

Pode-se concluir, pelo gráfico e pelas leis da termodinâmica, que o rendimento da máquina de Carnot aumenta
quando a razão T2/T1 diminui,
A) alcançando 100% quando T2 vale 0oC.
B) alcançando 100% quando T1 é muito maior do que T2.
C) alcançando 100% quando a diferença entre T 1 e T2 é muito pequena.
55
D) mas só alcança 100% porque representa o ciclo ideal.
E) mas nunca alcança 100%.

15. (PUCRS 2010)


INSTRUÇÃO: Responder a questão seguinte considerando a descrição do ciclo Otto e o respectivo
gráfico.

O ciclo Otto é um ciclo termodinâmico constituído por dois processos adiabáticos e dois processos
isovolumétricos, como mostra o gráfico que segue.

Num motor que opera segundo este ciclo, um pistão inicialmente na posição correspondente ao máximo volume,
estado 1, comprime o ar até que atinja o volume mínimo, estado 2. Então ocorre a combustão, resultando em
um súbito aumento da pressão enquanto o volume permanece constante, levando o ar ao estado 3. O processo
que segue é a ejeção de potência quando o ar expande adiabaticamente para o estado 4. No processo final,
calor é transferido para a vizinhança e o ciclo é completado.

A partir das informações obtidas pela análise do gráfico representativo do ciclo Otto e de acordo com as leis
da termodinâmica, é correto afirmar que:

A) o calor líquido trocado no ciclo é nulo, visto que a temperatura final é igual à temperatura inicial.
B) o sistema realiza um trabalho líquido nulo durante o ciclo, pois o volume final é igual ao volume inicial.
C) o trabalho realizado no processo de compressão adiabática é maior do que o realizado no processo de
expansão adiabática.
D) o sistema absorve calor durante a compressão adiabática e rejeita calor durante a expansão adiabática.
E) a variação da energia interna no ciclo é zero, porque o estado final é igual ao estado inicial.

16. (PUCRS 2011)


INSTRUÇÃO: Para responder a questão seguinte, considere as informações e afirmativas a seguir.
Gases, vapores e misturas de gases e vapores, quando afastados de seus pontos de liquefação, apresentam
um comportamento comum descrito pela equação p.V = n.R.T. Portanto, nas mesmas condições de pressão e
temperatura, esses sistemas, para um mesmo volume, apresentarão a mesma quantidade de partículas. Assim,
se uma molécula de água ingressar no ar, alguma outra deverá sair.

Aplicando essas considerações para o ar seco (com pouco ou nenhum vapor de água) e para o ar úmido (com
vapor de água), afirma-se:

I. O ar úmido é mais denso que o ar seco, pois o vapor de água (H 2O) é mais denso do que o ar seco.
II. O ar úmido é menos denso que o ar seco, porque a massa da molécula de água é menor do que a das
moléculas de oxigênio (O2) e nitrogênio (N2).
III. O ar seco é menos denso que o ar úmido, porque apresenta menor quantidade de moléculas.

A(s) afirmativa(s) correta(s) é/são:


A) I, apenas.
B) II, apenas.
C) I e III, apenas.
D) II e III, apenas.
E) I, II e III.

17. (PUCRS 2011)


Ar contido num cilindro com pistão sofre uma compressão adiabática, indo do estado (1,00 atm ; 20,0L ; 300K)
para o estado (66,3 atm ; 1,00 L ; 994 K), resultando num trabalho de -11,7 kJ.

56
Assumindo que o ar se comporte como um gás ideal, se a compressão entre os mesmos volumes inicial e final
indicados no processo adiabático tivesse sido isotérmica, os valores finais de pressão e temperatura e a variação
da energia interna teriam sido, respectivamente,

A) 1,00 atm 994K 11,7kJ


B) 2,00 atm 300K -11,7kJ
C) 20,0 atm 994K zero
D) 20,0 atm 300K zero
E) 66,3 atm 300K zero

18. (PUCRS 2011)


INSTRUÇÃO: Para responder a questão seguinte, considere as informações e afirmativas.
O gráfico a seguir mostra três isotermas para um gás ideal que se encontra num sistema fechado, no qual as
diferenças de temperatura entre isotermas consecutivas são iguais, ou seja, T3 - T2 = T2 - T1. Neste gráfico, são
indicados quatro processos termodinâmicos para esse gás: 1 e 2 são isobáricos, 3 e 4 são isométricos.

Com base nas informações disponibilizadas no gráfico, afirma-se:


I. No processo 2, a variação da energia interna do gás é maior do que no processo 4.
II. No processo 2, o trabalho realizado é menor do que no processo 3.
III. No processo 2, a variação da energia interna do gás é maior do que no processo 3.
IV. No processo 4, a variação da energia interna é igual ao calor trocado com o meio.

Estão corretas apenas as afirmativas


A) I e II.
B) II e IV.
C) III e IV.
D) I, II e III.
E) I, III e IV.

19. (PUCRS 2012)


Os histogramas a seguir mostram o calor Q e o trabalho W trocados por um gás com o meio externo, bem como
a variação da sua energia interna U. O gás segue a equação geral dos gases (pV=nRT) nos processos
termodinâmicos apresentados.

57
De acordo com os respectivos histogramas, em ordem de apresentação, de cima para baixo, os processos
podem ser:

A) adiabático – isotérmico – isovolumétrico – isobárico


B) adiabático – isovolumétrico – isotérmico – isobárico
C) isotérmico – isobárico – isovolumétrico – adiabático
D) isotérmico – adiabático – isovolumétrico – isobárico
E) isobárico – isotérmico – adiabático – isovolumétrico

20. (PUCRS 2012)


Um fabricante alega ter construído uma máquina térmica que, operando entre duas fontes térmicas cujas
temperaturas são 200K e 100K, em cada ciclo retira 100J da fonte quente, cede 25J para a fonte fria e realiza
75J de trabalho.

Nesse contexto, é correto concluir que a alegação do fabricante é


A) inviável, visto que essa máquina térmica contraria tanto a 1ª quanto a 2ª lei da termodinâmica.
B) inviável, visto que o rendimento termodinâmico dessa máquina seria superior ao de uma máquina operando
pelo ciclo de Carnot entre as mesmas temperaturas.
C) viável, visto que essa máquina térmica atenderia o princípio da conservação da energia.
D) viável, visto que seu rendimento é menor que a unidade.
E) viável, visto que a temperatura da fonte quente é maior que a da fonte fria.

21. (PUCRS 2013)


𝑝 𝑝
Pode-se escrever a equação geral dos gases na forma 𝑇 .µ1 = 𝑇 .µ2 onde p, T e μ são respectivamente a pressão,
1 1 2 2

a temperatura e a massa específica do gás. A 10 km de altitude acima do nível do mar, encontram-se importantes
rotas aéreas. Nessa altitude, a pressão é p 2 = 0,26 atm e a temperatura é T 2 = - 50 ºC (223K). Tomando como
referência o nível do mar, onde a pressão é p1 = 1,00 atm e a temperatura é T 1 = 15ºC(288K), e o nível a 10 km
𝑝 𝑇1 µ2
de altitude, verifica-se que 𝑝2 ≈ 0,26 e ≈ 1,3. Assim sendo, a razão entre as massas específicas do ar nas
1 𝑇2 µ1

respectivas altitudes é, aproximadamente,


A) 2,94
B) 2,20
C) 1,00
D) 0,52
E) 0,34

22. (PUCRS 2013)


Um motor opera com um gás que se comporta conforme a equação geral e de acordo com o ciclo termodinâmico
descrito a seguir:

Processo 1-2. O gás, em alta pressão e temperatura, absorve calor de uma fonte quente e se expande em
temperatura constante. Nesta etapa, o motor realiza trabalho.

Processo 2-3. O gás libera calor para uma fonte fria, o que reduz a sua pressão. Não há realização de trabalho
nesta etapa.

58
Processo 3-4. O gás é comprimido em temperatura constante, liberando calor para uma fonte fria. Nesta etapa,
parte do trabalho realizado no processo 1-2 é utilizado para comprimir o gás.

Processo 4-1. O gás absorve calor de uma fonte quente, o que aumenta a sua pressão. Não há realização de
trabalho nesta etapa.

O gráfico que representa corretamente o ciclo descrito é

23. (PUCRS 2014)


Numa turbina, o vapor de água é admitido a 800K e é expulso a 400K. Se o rendimento real dessa turbina é 80%
do seu rendimento ideal ou limite, fornecendo-se 100kJ de calor à turbina ela poderá realizar um trabalho igual
a
a) 80kJ
b) 60kJ
c) 40kJ
d) 20kJ
e) 10kJ

24. (PUCRS 2015)


Leia o texto e as afirmativas que seguem.

As principais partes de um refrigerador doméstico são o congelador, o condensador e o compressor, sendo que
essas duas últimas peças estão localizadas na parte externa do aparelho. O funcionamento do refrigerador
depende da circulação de um fluido refrigerante impulsionado pelo compressor. Durante o ciclo termodinâmico,
o fluido sofre transformações nas variáveis estado, pressão e temperatura, o que determina o resfriamento no
interior do aparelho, levando para fora a energia oriunda dos alimentos refrigerados.

Em relação a essas transformações, considere as seguintes afirmativas:

I. No congelador, a pressão do gás diminui, e sua temperatura se eleva com a absorção de energia.
II. No congelador, a pressão do gás aumenta, e sua temperatura diminui com a liberação de energia.
III. No condensador, a pressão do gás é maior do que no congelador, e sua temperatura diminui com a liberação
de energia.
IV. No condensador, a pressão do gás diminui, e sua temperatura aumenta.

Estão corretas apenas as afirmativas


a) I e III.
b) I e IV.
c) II e III.
d) II e IV.
e) II, III e IV.

25. (PUCRS 2015)


Analise a figura abaixo, que representa transformações termodinâmicas às quais um gás ideal está submetido,
e complete as lacunas do texto que segue.

59
De acordo com o gráfico, a temperatura do gás no estado A é __________ do que a do estado B. A
transformação BC é __________, e o trabalho envolvido na transformação CD é __________ do que zero.
a) maior – isobárica – maior
b) menor – isométrica – maior
c) menor – isobárica – menor
d) maior – isométrica – menor
e) menor – isobárica – maior

26. (PUCRS 2016)


Ondas sonoras se propagam longitudinalmente no interior dos gases a partir de sucessivas e rápidas
compressões e expansões do fluido. No ar, esses processos podem ser considerados como transformações
adiabáticas, principalmente devido à rapidez com que ocorrem e também à baixa condutividade térmica deste
meio. Por aproximação, considerando-se que o ar se comporte como um gás ideal, a energia interna de uma
determinada massa de ar sofrendo compressão adiabática __________; portanto, o __________ trocado com
as vizinhanças da massa de ar seria responsável pela transferência de energia.
a) diminuiria – calor
b) diminuiria – trabalho
c) não variaria – trabalho
d) aumentaria – calor
e) aumentaria – trabalho

27. (PUCRS 2016)


Para responder à questão, considere as afirmativas sobre as transformações gasosas a que uma amostra de
massa constante de um gás ideal pode ser submetida.

I. Em uma transformação isotérmica, não ocorre troca de calor entre o gás e o meio externo.
II. Em uma transformação isobárica, o volume e a temperatura absoluta do gás são diretamente proporcionais.
III. Em uma transformação isométrica, o calor trocado com o gás é integralmente utilizado para variar sua energia
interna.

Está/Estão correta(s) a(s) afirmativa(s)


a) I, apenas.
b) II, apenas.
c) I e III, apenas.
d) II e III, apenas.
e) I, II e III.

28. (PUCRS 2017)


Em uma máquina térmica ideal que opere em ciclos, todos os processos termodinâmicos, além de reversíveis,
não apresentariam dissipação de energia causada por possíveis efeitos dos atritos internos nos mecanismos ou
turbulências no fluido operador da máquina. O ciclo de Carnot é um bom exemplo de processo termodinâmico
idealizado, que apresentaria a maior eficiência possível na transformação de calor em trabalho útil. A eficiência
para uma máquina de Carnot operando entre as temperaturas absolutas de 300K e 900K seria de
aproximadamente __________, e a entropia do sistema ficaria __________ durante o processo.
a) 66% – maior
b) 66% – igual
c) 33% – menor
d) 33% – maior
e) 100% – igual

60
29. (PUCRS 2018)
A observação de alguns corpos celestes tem se tornado difícil em grandes centros urbanos, principalmente por
conta da poluição luminosa produzida.
Os rastros luminosos deixados no céu pelas estrelas cadentes, por exemplo, são mais facilmente observados
em locais ermos e distantes das cidades. As estrelas cadentes são, na verdade, meteoros cujas velocidades
medidas são da ordem de milhares de quilômetros por hora. Erroneamente se atribui o aquecimento das regiões
próximas ao meteoro ao atrito entre ele e a atmosfera, mas a principal razão desse aquecimento é a _________
do ar atmosférico logo à frente do meteoro.

A) compressão isobárica
B) compressão adiabática
C) expansão isobárica
D) expansão adiabática

30. (PUCRS 2019)


Um gás ideal é submetido a uma transformação adiabática reversível, em que a quantidade de mols do gás se
mantém sempre constante durante todo o processo. Sobre essa situação, afirma-se
A) Caso o gás sofra uma expansão, ocorrerá um aumento na sua energia interna.
B) O produto das variáveis de estado, pressão (p) e volume (V), permanece constante durante todo o processo.
C) Como no processo são desprezadas as trocas de calor com as vizinhanças do gás, não ocorre variação na
sua energia interna.
D) Como as variáveis de estado, pressão (p), volume (V) e temperatura (T), variam no processo, a transformação
pode ser denominada politrópica.

31. (PUCRS 2020)


Um gás ideal está sob temperatura T, volume V e pressão 100 kPa. Reduzindo-se a pressão para 20 kPa e
mantendo-se a temperatura constante, o volume do gás passará a ser
A) (1/5) V
B) (1/2) V
C) 2 V
D) 5 V

GABARITO ESTUDO DOS GASES E TERMODINÂMICA

Resposta da questão 1:
[A] Resposta da questão 11:
[A]
Resposta da questão 2:
[E] Resposta da questão 12:
[D]
Resposta da questão 3:
[C] Resposta da questão 13:
[C]
Resposta da questão 4:
[C] Resposta da questão 14:
[E]
Resposta da questão 5:
[E] Resposta da questão 15:
[E]
Resposta da questão 6:
[D] Resposta da questão 16:
[B]
Resposta da questão 7:
[C] Resposta da questão 17:
[D]
Resposta da questão 8:
[D] Resposta da questão 18:
[C]
Resposta da questão 9:
[E] Resposta da questão 19:
[D]
Resposta da questão 10:
[A] Resposta da questão 20:
61
[B] [E]

Resposta da questão 21: Resposta da questão 27:


[E] [D]

Resposta da questão 22: Resposta da questão 28:


[E] [B]

Resposta da questão 23: Resposta da questão 29:


[C] [B]

Resposta da questão 24: Resposta da questão 30:


[A] [D]

Resposta da questão 25: Resposta da questão 31:


[E] [D]
Resposta da questão 26:

13.MOVIMENTO HARMÔNICO SIMPLES


1. (PUCRS 2010)
Um bloco está apoiado em uma superfície horizontal de atrito desprezível e encontra-se preso a uma mola
ideal, de tal forma que executa um movimento harmônico simples. Na figura a seguir, os pontos A, 0 e B
representam os pontos de máxima compressão, de equilíbrio e de máxima elongação da mola,
respectivamente.

O gráfico de barras que representa corretamente os percentuais da energia cinética do bloco e da energia
potencial elástica armazenada na mola para as posições A, 0 e B, indicadas na figura, é:

2. (PUCRS 2014)
A figura mostra um pêndulo simples, constituído de uma pequena esfera ligada a um fio de massa desprezível e
de comprimento constante. A linha XOY indica a trajetória da esfera enquanto oscila.

62
Considerando a linha tracejada horizontal que passa pelo ponto O como referencial para a energia potencial
gravitacional e sabendo que não atuam forças dissipativas no sistema, a razão
energia cinética
_______________________________________

energia cinética + energia potencial gravitacional

nos pontos X, O e Y é
a) 2 ; 2 ; 2
b) 1 ; 1 ; 1
c) 1 ; 0 ; 1
d) 0 ; 1 ; 0
e) 1/2 ; 1/2 ; 1/2

GABARITO MHS

Resposta da questão 1:
[A]

Resposta da questão 2:
[D]

14.ÓPTICA GEOMÉTRICA
1. (PUCRS 2004)
Uma lente convergente de 2,00 dioptrias (popularmente 2,00 “graus”) tem distância focal de
A) 500 cm
B) 200 cm
C) 100 cm
D) 50 cm
E) 20 cm

2. (PUCRS 2005)
INSTRUÇÃO: Responder à questão seguinte com base nas afirmações a seguir, que se referem ao globo
ocular humano.

I. O olho emetrope, ou normal, deve ser capaz de focalizar na retina objetos localizados no infinito, ou seja, a
grandes distâncias, sem acomodação do cristalino.
II. O olho emetrope deve ser capaz de focalizar na retina, sem qualquer esforço de acomodação, objetos que se
encontram na distância mínima de visão distinta, que é de 25 cm.
III. Na miopia, os raios de luz paralelos que incidem no globo ocular são focalizados antes da retina, e a sua
correção é feita com lentes divergentes.
IV. Na hipermetropia, os raios de luz paralelos que incidem no globo ocular são focalizados depois da retina, e
sua correção é feita com lentes convergentes.

Analisando as afirmativas, conclui-se que somente estão corretas


A) I e II
B) II e III
63
C) III e IV
D) I, II e III
E) I, III e IV

3. (PUCRS 2006)
As fibras óticas são muito utilizadas para guiar feixes de luz por um determinado trajeto. A estrutura básica
dessas fibras é constituída por cilindros concêntricos com índices de refração diferentes, para que ocorra o
fenômeno da reflexão interna total. O centro da fibra é denominado de núcleo, e a região externa é denominada
de casca.
Para que ocorra o fenômeno da reflexão interna total numa fibra ótica, o ângulo crítico de incidência da luz em
relação à direção normal é _________, e o índice de refração do núcleo deve ser _________ índice de refração
da casca.

A alternativa correta que preenche a afirmativa é


A) menor do que 90° – igual ao
B) menor do que 90° – menor do que o
C) igual a 90° – menor do que o
D) menor do que 90° – maior do que o
E) igual a 90° – maior do que o

4. (PUCRS 2007)
Vários fenômenos podem ocorrer com a luz visível. Assim, os azulejos de uma piscina com água parecem ter
tamanho diferente do real, uma piscina parece ser mais rasa do que realmente é, e uma colher dentro de um
copo com água parece quebrada. Os fenômenos citados ocorrem devido ao fenômeno da
A) polarização.
B) reflexão.
C) dispersão.
D) refração.
E) difusão.

5. (PUCRS 2008)
Em relação a fenômenos ópticos e suas aplicações, é correto afirmar:

A) A refração da luz é o fenômeno pelo qual, ao passar de um meio para outro, a velocidade da luz permanece
a mesma, ainda que sua direção de propagação sofra uma mudança.
B) A imagem real ou virtual de um objeto, obtida por meio de espelhos planos ou esféricos, provém da reflexão
da luz por esses espelhos.
C) A imagem formada por um espelho plano é sempre real.
D) As fibras ópticas são aplicações tecnológicas da reflexão total, fenômeno pelo qual a luz passa de um meio
menos refringente para outro mais refringente.
E) Defeitos de visão como a miopia e a hipermetropia, nos quais a imagem é formada, no primeiro caso, antes
da retina e, no segundo, depois da retina, são corrigidos com lentes convergentes e divergentes,
respectivamente.

6. (PUCRS 2009)
Instrumentos ópticos podem permitir a observação da imagem de um objeto em condições mais favoráveis do
que a observação a olho nu. Há 400 anos, Galileo Galilei usou uma luneta para observar o céu, o que o ajudou
a reforçar a tese de que a Terra não era o centro do universo. No nosso cotidiano, é comum usarmos uma lupa
para observarmos detalhes de um objeto ou fazermos a leitura de uma bula de remédios, por exemplo.

Sobre a lupa, afirma-se:


I. O princípio de seu funcionamento baseia-se nas propriedades reflexivas das lentes curvas e no fato de possuir
uma distância focal pequena, de alguns centímetros.
II. A imagem que ela fornece é obtida por uma lente biconvexa, sendo sempre virtual e direita.
III. Ela utiliza um espelho esférico côncavo e fornece uma imagem direita se estiver próxima do objeto.

Está/Estão correta(s) apenas a(s) afirmativa(s):


A) I.
B) II.
C) III.
D) I e II.
E) I e III.

64
7. (PUCRS 2011)
A afirmativa que descreve corretamente características de lentes e de imagens por elas produzidas é:

A) Lentes esféricas que apresentam bordas com espessura menor do que a espessura da parte central podem
ser usadas para corrigir a miopia.
B) Lentes esféricas que apresentam bordas com espessura maior do que a espessura da parte central são
divergentes.
C) Uma lente esférica biconvexa é divergente.
D) Uma lente esférica bicôncava é convergente.
E) As imagens que um objeto perpendicular ao eixo principal de uma lente divergente pode formar são reais,
direitas e menores do que o objeto.

8. (PUCRS 2011)
Um raio de luz monocromática atravessa três materiais distintos sobrepostos, como mostrado no esquema
abaixo.

A partir desta representação, considerando os índices de refração absolutos (em relação ao vácuo, n = 1) desses
materiais, é correto afirmar que:
A) n1 > n2 > n3
B) n2 > n1 > n3
C) n3 > n2 > n1
D) n3 > n1 > n2
E) n1 > n3 > n2

9. (PUCRS 2012)
Um raio de luz incide horizontalmente sobre um espelho plano inclinado 20º em relação a um plano horizontal
como mostra a figura a seguir.

Quanto ao raio refletido pelo espelho, é correto afirmar que ele


A) é vertical.
B) forma um ângulo de 40º com o raio incidente.
C) forma um ângulo de 20º com a direção normal ao espelho.
D) forma um ângulo de 20º com o plano do espelho.
E) forma um ângulo de 20º com o raio incidente.

10. (PUCRS 2013)


Ao observar a imagem da Lua formada por um pequeno espelho côncavo, um astrônomo amador na Terra
percebe que esta imagem se forma
A) aproximadamente no foco do espelho.
B) aproximadamente no centro do espelho.
C) a meia distância entre o foco e o vértice do espelho.
D) a meia distância entre o centro e o foco do espelho.
E) exatamente no vértice do espelho.

11. (PUCRS 2013)


Um estudante, para analisar o fenômeno da reflexão da luz, realizou uma série de experiências nas quais fez um
raio luminoso incidir num espelho plano, medindo os ângulos de incidência (i) e de reflexão (r) em relação à
direção normal ao espelho. Em seguida, construiu um gráfico do ângulo de reflexão em função do ângulo de
incidência numa mesma escala. O gráfico construído pelo estudante é, tomando como referência o eixo das
abscissas, uma

65
A) reta paralela.
B) reta inclinada a 45º.
C) curva exponencial crescente.
D) curva logarítmica.
E) curva senoidal.

12. (PUCRS 2013)


A figura a seguir mostra um espelho côncavo e diversas posições sobre o seu eixo principal. Um objeto e sua
imagem, produzida por este espelho, são representados pelas flechas na posição 4.

O foco do espelho está no ponto identificado pelo número


a) 1
b) 2
c) 3
d) 4
e) 8

13. (PUCRS 2015)


Um salão de beleza projeta instalar um espelho que aumenta 1,5, vezes o tamanho de uma pessoa posicionada
em frente a ele. Para o aumento ser possível e a imagem se apresentar direita (direta), a pessoa deve se
posicionar, em relação ao espelho,
a) antes do centro de curvatura.
b) no centro de curvatura.
c) entre o centro de curvatura e o foco.
d) no foco.
e) entre o foco e o vértice do espelho.

14. (PUCRS 2015)


Analise a situação em que diferentes raios luminosos emanam de um mesmo ponto de uma vela e sofrem
refração ao passarem por uma lente.
Montagem 1: A vela encontra-se posicionada entre o foco e o dobro da distância focal (ponto antiprincipal) de
uma lente convergente. A imagem da vela está projetada no anteparo.

Montagem 2: A metade inferior da lente foi obstruída por uma placa opaca.

Na montagem 2, a imagem projetada no anteparo será:

66
a)

(Apenas a metade superior da vela é vista, e com uma intensidade luminosa menor que a da
imagem formada na montagem 1.)

b)

(Apenas a metade superior da vela é vista, e com a mesma intensidade luminosa que a da
imagem formada na montagem 1.)

c)

(Apenas a metade inferior da vela é vista, e com a mesma intensidade luminosa que a da imagem
formada na montagem 1.)

d)

(Toda a vela é vista, e com a mesma intensidade luminosa que a da imagem formada na
montagem 1.)

e)

(Toda a vela é vista, e com uma intensidade luminosa menor que a da imagem formada na
montagem 1.)

15. (PUCRS 2016)


Para responder à questão, considere as informações a seguir.

Um feixe paralelo de luz monocromática, ao se propagar no ar, incide em três recipientes transparentes contendo
substâncias com índices de refração diferentes quando medidos para essa radiação. Na figura abaixo, são
representados os raios incidentes (ri ), bem como os respectivos ângulos (α ) que eles formam com as normais
(N) às superfícies.

67
Na tabela abaixo, são informados os índices de refração da radiação para as substâncias.

Meio Índice
Agua (20 C) 1,33
Álcool etílico 1,36
Solução de açúcar (80%) 1,49

Quando a radiação é refratada pelas substâncias para a situação proposta, qual é a relação correta para os
ângulos de refração ( θ ) da radiação nas três substâncias?
a) θágua = θálcool etílico = θsolução de açúcar
b) θágua  θálcool etílico  θsolução de açúcar
c) θágua  θálcool etílico  θsolução de açúcar
d) θágua  θálcool etílico  θsolução de açúcar
e) θágua  θálcool etílico  θsolução de açúcar

16. (PUCRS 2016)


Para responder à questão, analise a figura abaixo, que mostra a obra Autorretrato, do artista holandês M.C.
Escher (1898-1972).

Pode-se considerar que a esfera vista na figura se comporta como um espelho __________. A imagem
conjugada pelo espelho é __________ e se encontra entre o foco e o __________ do espelho.
a) côncavo – real – vértice
b) convexo – real – vértice
c) convexo – virtual – vértice
d) convexo – virtual – centro de curvatura
e) côncavo – virtual – centro de curvatura

17. (PUCRS 2017)


Em Física, os modelos utilizados na descrição dos fenômenos da refração e da reflexão servem para explicar o
funcionamento de alguns instrumentos ópticos, tais como telescópios e microscópios.

Quando um feixe monocromático de luz refrata ao passar do ar (nAR = 1,00) para o interior de uma lâmina de
vidro (nvidro = 1,52), observa-se que a rapidez de propagação do feixe __________ e que a sua frequência
__________. Parte dessa luz é refletida nesse processo. A rapidez da luz refletida será __________ que a da
luz incidente na lâmina de vidro.
a) não muda – diminui – a mesma
b) diminui – aumenta – menor do
c) diminui – não muda – a mesma
d) aumenta – não muda – maior do
e) aumenta – diminui – menor do

68
18. (PUCRS 2017)
Na figura abaixo, ilustra-se um espelho esférico côncavo E e seus respectivos centro de curvatura (C), foco (F)
e vértice (V). Um dos infinitos raios luminosos que incidem no espelho tem sua trajetória representada por r.
As trajetórias de 1 a 5 se referem a possíveis caminhos seguidos pelo raio luminoso refletido no espelho.

O número que melhor representa a trajetória percorrida pelo raio r, após refletir no espelho E, é
a) 1
b) 2
c) 3
d) 4
e) 5

19. (PUCRS 2018)


O edifício 20 Fenchurch Street, localizado em Londres e conhecido como Walkie Talkie, tem causado diversos
problemas para a sua vizinhança. Moradores e funcionários da região têm argumentado que, desde a sua
construção, os ventos estão mais intensos nas imediações do prédio. Além disso, houve registros de carros
estacionados nas proximidades do prédio que tiveram suas pinturas danificadas e suas peças derretidas por
conta da reflexão da luz solar ocasionada pelo arranha-céu.

Os carros foram danificados porque pelo menos uma das faces do prédio tem formato semelhante a

A) um espelho côncavo.
B) um espelho convexo.
C) uma lente divergente.
D) uma lente convergente.

TEXTO PARA AS PRÓXIMAS 2 QUESTÕES


A figura abaixo esquematiza a reflexão de um raio de luz sobre a superfície de dois espelhos, e1 e e2,
perpendiculares entre si. No lado oposto ao espelho e1, temos um anteparo. O raio de luz incide no espelho e1
seguindo a direção indicada pela flecha, formando um ângulo θ em relação à normal ao espelho e1 e depois
segue em direção a P2 no espelho e2, encerrando, para esta situação, sua trajetória em P3 no anteparo.

69
20. (PUCRS 2019)
Sabendo que o quociente entre a distância de P3 a P2 e a distância de P3 ao plano do espelho e2 vale 2, o sen
(90º – θ) vale
A) 1/2
B) 2/2
C) 3/2
D) 2

21. (PUCRS 2019)


Se aumentarmos o ângulo de incidência para o raio de luz em relação ao espelho e1, o ângulo entre o raio
refletido em e2 e o espelho e2 _________. A imagem conjugada de um objeto real por um espelho plano será
_________.
A) aumentará – real
B) aumentará – virtual
C) diminuirá – real
D) diminuirá – virtual

22. (PUCRS 2020)


Em frente a um espelho côncavo de foco principal F e vértice V, um objeto O está posicionado no centro de
curvatura C, conforme mostra a figura abaixo.

Quando este objeto for aproximado do espelho, ficando entre o foco e o vértice, sua imagem posicionar-se-á
A) no foco.
B) no infinito.
C) atrás do espelho.
D) no centro de curvatura.

GABARITO ÓPTICA GEOMÉTRICA

Resposta da questão 1:
[D] Resposta da questão 8:
[B]
Resposta da questão 2:
[E] Resposta da questão 9:
[D]
Resposta da questão 3:
[D] Resposta da questão 10:
[A]
Resposta da questão 4:
[D] Resposta da questão 11:
[B]
Resposta da questão 5:
[B] Resposta da questão 12:
[B]
Resposta da questão 6:
[B] Resposta da questão 13:
[E]
Resposta da questão 7:
[B] Resposta da questão 14:
70
[E]
Resposta da questão 19:
Resposta da questão 15: [A]
[B]
Resposta da questão 20:
Resposta da questão 16: [C]
[E]
Resposta da questão 21:
Resposta da questão 17: [B]
[A]
Resposta da questão 22:
Resposta da questão 18: [C]
[D]

15.ONDAS
1. (PUCRS 2004)
A velocidade de uma onda sonora no ar é 340m/s, e seu comprimento de onda é 0,340m. Passando para outro
meio, onde a velocidade do som é o dobro (680m/s), os valores da frequência e do comprimento de onda no
novo meio serão, respectivamente,
A) 400Hz e 0,340m
B) 500Hz e 0,340m
C) 1000Hz e 0,680m
D) 1200Hz e 0,680m
E) 1360Hz e 1,360m

2. (PUCRS 2004)
INSTRUÇÃO: Responder à questão a seguir com base nas afirmações a seguir.

I. As ondas sonoras são longitudinais.


II. A velocidade de uma onda sonora não é alterada quando passa do ar para a água.
III. Os batimentos originam-se da interferência de ondas sonoras de frequências próximas.
IV. A velocidade de propagação do som pode ser alterada pelo movimento da fonte que o está produzindo.

Estão corretas somente


A) I e II
B) I, II e III
C) I e III
D) II e IV
E) II, III e IV

3. (PUCRS 2004)
INSTRUÇÃO: Responder à questão seguinte com base nas afirmativas a seguir.

I. A decomposição da luz branca, quando passa por um prisma, é devida ao espalhamento.


II. O que difere um feixe de laser de um feixe de luz comum de mesmo comprimento de onda é a coerência,
isto é, o fato de estarem em fase os raios que constituem o feixe de laser.
III. A luz polarizada é necessariamente monocromática.
IV. Quando um raio luminoso vai de um ponto a outro de um meio não-homogêneo, segue o caminho de menor
tempo de percurso entre os pontos.

Estão corretas somente


A) I e II
B) II e IV
C) III e IV
D) I, II e III
E) II, III e IV

4. (PUCRS 2005)
Para a percepção inteligível de dois sons consecutivos, o intervalo de tempo entre os mesmos deve ser igual ou
maior que 0,100s. Portanto, num local onde a velocidade de propagação do som no ar é de 350m/s, para que
71
ocorra eco, a distância mínima entre uma pessoa gritando seu nome na direção de uma parede alta e a referida
parede deve ser de

A) 17,5m
B) 35,0m
C) 175m
D) 350m
E) 700m

5. (PUCRS 2005)
INSTRUÇÃO: Responder à questão seguinte com base nas afirmações a seguir.
I. A luz é uma onda transversal, por isso pode ser polarizada.
II. A refração da luz é originada pela alteração de sua velocidade quando passa de um meio homogêneo
para outro.
III. A luz não se propaga no vácuo.
IV. Na reflexão de um raio luminoso por um espelho, o quociente entre o ângulo de incidência e o ângulo de
reflexão é igual a 1.

Pela análise das afirmações, conclui-se que somente estão corretas


A) I e II.
B) I e III.
C) II, III e IV.
D) I, II e III.
E) I, II e IV.

6. (PUCRS 2006)
Chama-se de espectro eletromagnético o conjunto de todas as ondas eletromagnéticas conhecidas, distribuídas
em termos de seus comprimentos de onda, freqüências ou energias. Todas essas ondas eletromagnéticas se
propagam no vácuo com uma velocidade cuja ordem de grandeza é 108 m/s.

No que se refere ao sentido da visão, a retina do olho humano é sensível à radiação eletromagnética em apenas
uma pequena faixa de comprimentos de onda em torno de 1 µm (10 -6 m), razão pela qual essa faixa de radiação
é chamada de luz visível.

A ordem de grandeza da freqüência, em hertz, da luz visível é de


A) 10-14
B) 10-6
C) 102
D) 108
E) 1014

7. (PUCRS 2006)
A radiação emitida pelo Sol corresponde aproximadamente à de um corpo negro a 6000 K (temperatura da
superfície do Sol). Uma parte dessa radiação, correspondente às maiores quantidades de energia, atravessa
chapas de vidro usadas como coberturas dos coletores solares. No interior desses coletores, a radiação
dominante está associada a uma temperatura de aproximadamente 300 K, que corresponde à faixa do
infravermelho, para a qual o vidro é praticamente opaco. Essas circunstâncias contribuem para a ocorrência do
chamado “Efeito Estufa”, que também acontece na atmosfera, tornando a Terra habitável e impedindo-a de
resfriar-se em demasia à noite.

Com base nas informações acima, é correto concluir que


A) os comprimentos de onda e as freqüências da faixa de radiação do infravermelho são superiores aos da faixa
do ultravioleta.
B) os comprimentos de onda e as freqüências da faixa de radiação do infravermelho são inferiores aos da faixa
do ultravioleta.
C) os comprimentos de onda da faixa de radiação do infravermelho são superiores aos da faixa do ultravioleta,
mas as freqüências são menores.
D) os comprimentos de onda da faixa de radiação do infravermelho são inferiores aos da faixa do ultravioleta,
mas as freqüências são maiores.
E) a faixa de radiação do infravermelho tem comprimentos de onda e freqüências inferiores aos da faixa de luz
visível.

72
8. (PUCRS 2007)
Quando uma ambulância se aproxima ou se afasta de um observador, este percebe uma variação na altura do
som emitido pela sirene (o som percebido fica mais grave ou mais agudo). Esse fenômeno é denominado Efeito
Doppler. Considerando o observador parado,

A) o som percebido fica mais agudo à medida que a ambulância se afasta.


B) o som percebido fica mais agudo à medida que a ambulância se aproxima.
C) a freqüência do som emitido aumenta à medida que a ambulância se aproxima.
D) o comprimento de onda do som percebido aumenta à medida que a ambulância se aproxima.
E) o comprimento de onda do som percebido é constante, quer a ambulância se aproxime ou se afaste do
observador, mas a freqüência do som emitido varia.

9. (PUCRS 2007)
A luz visível corresponde à faixa do espectro eletromagnético entre a do infravermelho e a do ultravioleta. Em
qual dos conjuntos as cores estão em ordem decrescente de comprimento de onda?
A) Verde – azul – vermelho.
B) Amarelo – laranja – vermelho.
C) Azul – violeta – vermelho.
D) Vermelho – azul – violeta.
E) Violeta – azul – verde.

10. (PUCRS 2007)


Ondas eletromagnéticas são caracterizadas por suas freqüências e seus comprimentos de onda. A alternativa
que apresenta as ondas em ordem crescente de comprimento de onda é

A) raios gama – luz visível – microondas.


B) infravermelho – luz visível – ultravioleta.
C) luz visível – infravermelho – ultravioleta.
D) ondas de rádio – luz visível – raios X.
E) luz visível – ultravioleta – raios gama.

11. (PUCRS 2008)


O eco é o fenômeno que ocorre quando um som emitido e seu reflexo em um anteparo são percebidos por uma
pessoa com um intervalo de tempo que permite ao cérebro distingui-los como sons diferentes. Para que se
perceba o eco de um som no ar, no qual a velocidade de propagação é de 340m/s, é necessário que haja uma
distância de 17,0m entre a fonte e o anteparo. Na água, em que a velocidade de propagação do som é de
1.600m/s, essa distância precisa ser de

A) 34,0m
B) 60,0m
C) 80,0m
D) 160,0m
E) 320,0m

12. (PUCRS 2009)


Sabe-se que uma forma de propagação de energia em diferentes meios ocorre através de ondas. A partir dessa
afirmação, é correto dizer que
A) a onda eletromagnética emitida por um telefone celular viaja à velocidade da luz.
B) o alto-falante de uma caixa de som emite uma onda eletromagnética transversal que é detectada pelo ouvido
humano e interpretada como música pelo cérebro.
C) as ondas do mar propagam-se com a mesma velocidade com que as ondas sonoras se propagam no ar.
D) ondas sonoras nunca sofrem o fenômeno da difração, pois isso é uma característica apenas da luz visível.
E) no vácuo, as ondas sonoras se propagam com uma velocidade maior do que se propagam na água.

13. (PUCRS 2009)


Um aparelho de rádio receptor pode operar nas faixas AM (Amplitude Modulada) e FM (Frequência Modulada).
Na faixa AM, capta sinais de rádio no intervalo de frequências entre 550 e 1550 kHz e, na faixa FM, entre 88 e
108 MHz.

Com base nessas informações e nos conceitos relacionados com as radiações eletromagnéticas em geral, é
correto afirmar:

A) A velocidade dessas ondas, no vácuo, é menor do que a da luz visível, também no vácuo.

73
B) As ondas da faixa FM têm maior velocidade, no vácuo, de que as ondas da faixa AM.
C) Os comprimentos de onda das ondas AM são menores que os das ondas FM, no vácuo.
D) Ondas na faixa FM têm comprimentos de onda da ordem de grandeza 100m.
E) Ondas na faixa AM têm comprimentos de onda da ordem de grandeza entre 105m e 106m.

14. (PUCRS 2010)


Em relação às ondas sonoras, é correto afirmar:
A) O fato de uma pessoa ouvir a conversa de seus vizinhos de apartamento através da parede da sala é um
exemplo de reflexão de ondas sonoras.
B) A qualidade fisiológica do som que permite distinguir entre um piano e um violino, tocando a mesma nota, é
chamada de timbre e está relacionada com a forma da onda.
C) Denominam-se infrassom e ultrassom as ondas sonoras cujas frequências estão compreendidas entre a
mínima e a máxima percebidas pelo ouvido humano.
D) A grandeza física que diferencia o som agudo, emitido por uma flauta, do som grave, emitido por uma tuba, é
a amplitude da onda.
E) A propriedade das ondas sonoras que permite aos morcegos localizar obstáculos e suas presas é denominada
refração.

15. (PUCRS 2010)


INSTRUÇÃO: Resolver a questão seguinte com base nas informações a seguir.
O efeito causado pela incidência da luz solar sobre um vidro, dando origem a um feixe colorido, é conhecido
como dispersão da luz branca. Este fenômeno é resultado da refração da luz ao atravessar meios diferentes, no
caso, do ar para o vidro. Na superfície de separação entre os dois meios, a luz sofre um desvio em relação à
direção original de propagação desde que incida no vidro em uma direção diferente da direção normal à
superfície.

A tabela abaixo informa os índices de refração de um tipo de vidro para algumas das diferentes cores que
compõem a luz branca.

A partir das informações e da tabela apresentadas, em relação a um raio de luz branca proveniente do ar que
incide no vidro, é correto afirmar que

A) as cores são percebidas porque o vidro apresenta aproximadamente o mesmo índice de refração para todas
elas.
B) há a predominância da luz verde porque o índice de refração do vidro para essa cor aproxima-se da média
dos índices para todas as cores.
C) a luz violeta é a que sofre menor desvio.
D) a luz vermelha é a que sofre maior desvio.
E) a luz azul sofre desvio maior do que a luz vermelha.

16. (PUCRS 2010)


O comprimento de uma corda de guitarra é 64,0cm. Esta corda é afinada para produzir uma nota com frequência
igual a 246Hz quando estiver vibrando no modo fundamental. Se o comprimento da corda for reduzido à metade,
a nova frequência fundamental do som emitido será:
A) 123Hz
B) 246Hz
C) 310Hz
D) 369Hz
E) 492Hz

74
17. (PUCRS 2010)
INSTRUÇÃO: Responder a questão seguinte relacionando o fenômeno ondulatório da coluna A com a
situação descrita na coluna B, numerando os parênteses.

Coluna A
1 – Reflexão
2 – Refração
3 – Ressonância
4 – Efeito Doppler

Coluna B
( ) Um peixe visto da margem de um rio parece estar a uma profundidade menor do que realmente está.
( ) Uma pessoa empurra periodicamente uma criança num balanço de modo que o balanço atinja alturas cada
vez maiores.
( ) Os morcegos conseguem localizar obstáculos e suas presas, mesmo no escuro.
( ) O som de uma sirene ligada parece mais agudo quando a sirene está se aproximando do observador.

A numeração correta da coluna B, de cima para baixo, é:


A) 2 – 4 – 1 – 3
B) 2 – 3 – 1 – 4
C) 2 – 1 – 2 – 3
D) 1 – 3 – 1 – 4
E) 1 – 3 – 2 – 4

18. (PUCRS 2011)


A afirmativa que descreve corretamente características de lentes e de imagens por elas produzidas é:

A) Lentes esféricas que apresentam bordas com espessura menor do que a espessura da parte central podem
ser usadas para corrigir a miopia.
B) Lentes esféricas que apresentam bordas com espessura maior do que a espessura da parte central são
divergentes.
C) Uma lente esférica biconvexa é divergente.
D) Uma lente esférica bicôncava é convergente.
E) As imagens que um objeto perpendicular ao eixo principal de uma lente divergente pode formar são reais,
direitas e menores do que o objeto.

19. (PUCRS 2012)


Um sonar fetal, cuja finalidade é escutar os batimentos cardíacos de um bebê em formação, é constituído por
duas pastilhas cerâmicas iguais de titanato de bário, uma emissora e outra receptora de ultrassom. A pastilha
emissora oscila com uma frequência de 2,2x10 6Hz quando submetida a uma tensão variável de mesma
frequência. As ondas de ultrassom produzidas devem ter um comprimento de onda que possibilite a reflexão das
mesmas na superfície pulsante do coração do feto. As ondas ultrassônicas refletidas que retornam à pastilha
receptora apresentam frequência ligeiramente alterada, o que gera interferências periódicas de reforço e
atenuação no sinal elétrico resultante das pastilhas. As alterações no sinal elétrico, após serem amplificadas e
levadas a um alto-falante, permitem que os batimentos cardíacos do feto sejam ouvidos.

Considerando que a velocidade média das ondas no corpo humano (tecidos moles e líquido amniótico) seja 1540
m/s, o comprimento de onda do ultrassom que incide no coração fetal é _________, e o efeito que descreve as
alterações de frequência nas ondas refletidas chama-se _________.

A alternativa que completa corretamente as lacunas é:

A) 0,70 mm Joule
B) 7,0 mm Joule
C) 0,70 mm Doppler
D) 7,0 mm Doppler
E) 70 mm Pascal

20. (PUCRS 2013)


Fazendo vibrar um fio esticado entre dois pontos fixos, como numa corda de violão, é possível obter diversos
padrões de ondas estacionárias, os quais são denominados de harmônicos. No esquema a seguir, que não está
em escala, é mostrado um desses harmônicos.

75
Analisando esse harmônico, pode-se afirmar corretamente que o comprimento de onda e a amplitude da onda
estacionária, em metros, são, respectivamente,

A) 0,50 e 6,0
B) 2,0 e 0,25
C) 2,0 e 0,50
D) 4,0 e 0,25
E) 6,0 e 0,50

21. (PUCRS 2014)


Analise a figura abaixo, que mostra uma corda presa nas duas extremidades, vibrando de modo a produzir três
meios comprimentos de onda (λ / 2), na extensão de 1,2 m.

Admitindo que, durante a vibração da corda, é originada a onda estacionária representada na figura, cujos ventres
oscilam 120 vezes por segundo, é possível afirmar que a velocidade de propagação dos pulsos, na corda, é igual
a

a) 30 m/s
b) 84 m/s
c) 96 m/s
d) 110 m/s
e) 120 m/s

22. (PUCRS 2014)


Um estudante de Física encontra-se num barco ancorado num lago de águas calmas. Repentinamente, começa
a soprar uma brisa leve, que gera pequenas ondulações na superfície da água, fazendo oscilar uma folha que
flutua nas proximidades do barco. Observando essas ondulações e o movimento da folha, o estudante estima
que a distância entre duas cristas de onda sucessivas é aproximadamente 40cm e que passam pela folha 30
cristas por minuto.

De acordo com essas informações, a frequência, o comprimento de onda e a velocidade de propagação das
ondas são, respectivamente,
a) 0,50Hz 0,40m 0,20m/s
b) 0,50Hz 0,40m 2,0m/s
c) 2,0Hz 0,20m 2,0m/s
d) 2,0Hz 0,80m 0,20m/s
e) 30Hz 0,80m 8,0m/s

23. (PUCRS 2015)


Comparando as características ondulatórias da radiação ultravioleta e das micro-ondas, é correto afirmar que
a) ambas possuem a mesma frequência.
b) as micro-ondas não podem ser polarizadas.
c) apenas a radiação ultravioleta pode ser difratada.
d) ambas se propagam no vácuo com velocidades de mesmo módulo.
e) apenas as micro-ondas transportam quantidade de movimento linear.

76
24. (PUCRS 2015)
Nossos sentidos percebem de forma distinta características das ondas sonoras, como: frequência, timbre e
amplitude. Observações em laboratório, com auxílio de um gerador de áudio, permitem verificar o comportamento
dessas características em tela de vídeo e confrontá-las com nossa percepção. Após atenta observação, é correto
concluir que as características que determinam a altura do som e a sua intensidade são, respectivamente,
a) frequência e timbre.
b) frequência e amplitude.
c) amplitude e frequência.
d) amplitude e timbre.
e) timbre e amplitude.

25. (PUCRS 2019)


A força tensora sobre uma corda e a sua densidade linear são aspectos relevantes para que se possa determinar
o valor da velocidade de propagação de um pulso mecânico nesse meio. Na expressão abaixo, FT representa a
força tensora na corda, µ a densidade linear do meio e v a velocidade de propagação do pulso na corda.

Para a situação de uma corda instalada, como mostra a figura abaixo, assuma que o comprimento de onda seja
muito maior do que o deslocamento transversal máximo.

Considere que inicialmente uma força tensora de intensidade F esteja aplicada ao cabo, produzindo uma onda
estacionária de frequência ƒ e comprimento de onda λ. Para se obter uma frequência três vezes maior para a
onda na mesma corda, mantendo-se constante o seu comprimento de onda, seria necessário aumentar a massa
do bloco _________, e o som produzido seria mais _________.

A) 3 vezes – grave
B) 3 vezes – agudo
C) 9 vezes – grave
D) 9 vezes – agudo

26. (PUCRS 2020)


O gráfico abaixo apresenta a forma de uma corda, em um determinado instante, por onde se propaga uma onda
cuja velocidade de propagação é 12 cm/s.

O comprimento de onda, a frequência e a amplitude da onda valem, respectivamente,


A) 12 cm – 1,0 Hz – 2,0 cm
77
B) 12 cm – 2,0 Hz – 4,0 cm
C) 24 cm – 4,0 Hz – 2,0 cm
D) 24 cm – 4,0 Hz – 4,0 cm

GABARITO ONDAS

Resposta da questão 1: Resposta da questão 14:


[C] [B]

Resposta da questão 2: Resposta da questão 15:


[C] [E]

Resposta da questão 3: Resposta da questão 16:


[B] [E]

Resposta da questão 4: Resposta da questão 17:


[A] [B]

Resposta da questão 5: Resposta da questão 18:


[E] [B]

Resposta da questão 6: Resposta da questão 19:


[E] [C]

Resposta da questão 7: Resposta da questão 20:


[C] [D]

Resposta da questão 8: Resposta da questão 21:


[B] [C]

Resposta da questão 9: Resposta da questão 22:


[D] [A]

Resposta da questão 10: Resposta da questão 23:


[A] [D]

Resposta da questão 11: Resposta da questão 24:


[C] [B]

Resposta da questão 12: Resposta da questão 25:


[A] [D]

Resposta da questão 13: Resposta da questão 26:


[D] [A]

16.ELETROSTÁTICA
1. (PUCRS 2004)
As unidades joule, pascal e coulomb correspondem, respectivamente, a
A) energia, pressão e carga elétrica.
B) energia, pressão e corrente elétrica.
C) trabalho, empuxo e corrente elétrica.
D) trabalho, empuxo e resistência elétrica.
E) trabalho, vazão e condutividade elétrica.

78
2. (PUCRS 2005)
INSTRUÇÃO: Responder à questão 7 com base na figura a seguir, que representa duas cargas elétricas
de mesma intensidade e sinais opostos colocadas nos vértices inferiores do triângulo eqüilátero.

O vetor que representa o campo elétrico resultante no vértice superior do triângulo é

A) E1

B) E2

C) E3

D) E4

E) E5

3. (PUCRS 2006)
INSTRUÇÃO: Responder à questão 6 com base na figura e na situação descrita a seguir.
A quantização da carga elétrica foi observada por Millikan em 1909. Nas suas experiências, Millikan mantinha
pequenas gotas de óleo eletrizadas em equilíbrio vertical entre duas placas paralelas também eletrizadas, como
mostra a figura abaixo. Para conseguir isso, regulava a diferença de potencial entre essas placas alterando,
consequentemente, a intensidade do campo elétrico entre elas, de modo a equilibrar a força da gravidade.

Suponha que, em uma das suas medidas, a gota tivesse um peso de 2,4x10 -13 N e uma carga elétrica positiva
de 4,8x10-19 C. Desconsiderando os efeitos do ar existente entre as placas, qual deveria ser a intensidade e o
sentido do campo elétrico entre elas para que a gota ficasse em equilíbrio vertical?
A) 5,0x105 N/C, para cima.
B) 5,0x104 N/C, para cima.
C) 4,8x10-5 N/C, para cima.
D) 2,0x10-5 N/C, para baixo.
E) 2,0x10-6 N/C, para baixo.

4. (PUCRS 2006)
Um dispositivo muito usado em circuitos elétricos é denominado capacitor, cujo símbolo é .Calcula-se a
capacitância (C) de um capacitor por meio da razão entre a carga (Q) que ele armazena em uma de suas
armaduras e a tensão (V) aplicada a ele, ou seja, C = Q / V.
Um capacitor A, com capacitância CA, está inicialmente submetido a uma tensão V. Então, um outro capacitor,
B, de capacitância diferente CB, é conectado em paralelo com A, mantendo-se na associação a mesma tensão
elétrica V. Em relação à associação dos capacitores, A e B, pode-se afirmar que

A) depois de associados, os capacitores terão cargas iguais.


B) a energia da associação é igual à energia inicial de A.
C) a energia da associação é menor do que a energia inicial de A.
79
D) depois de associados, o capacitor de menor capacitânc00ia terá maior carga.
E) a capacitância da associação é igual à soma das capacitâncias de A e B.

5. (PUCRS 2008)
A condução de impulsos nervosos através do corpo humano é baseada na sucessiva polarização e
despolarização das membranas das células nervosas.

Nesse processo, a tensão elétrica entre as superfícies interna e externa da membrana de um neurônio pode
variar de -70mV – chamado de potencial de repouso, situação na qual não há passagem de íons através da
membrana, até +30mV – chamado de potencial de ação, em cuja situação há passagem de íons. A espessura
média de uma
membrana deste tipo é da ordem de 1,0 x10 -7m.

Com essas informações, pode-se estimar que os módulos do campo elétrico através das membranas dos
neurônios, quando não estão conduzindo impulsos nervosos e quando a condução é máxima, são,
respectivamente, em newton/coulomb,
A) 7,0x105 e 3,0x105
B) 7,0x10-9 e 3,0x10-9
C) 3,0x105 e 7,0x105
D) 3,0x108 e 7,0x108
E) 7,0x10-6 e 3,0x10-6

6. (PUCRS 2009)
INSTRUÇÃO: Responda abaixo com base nas informações e na figura, que representa duas esferas em
contato, e localizadas próximo a uma barra eletrizada.

Duas esferas condutoras A e B idênticas, eletricamente neutras (N), estão em contato uma com a outra e isoladas
eletricamente de qualquer influência, a não ser quando se aproxima de uma delas uma barra eletricamente
negativa. Enquanto a barra é mantida nessa posição, as esferas são separadas uma da outra.

Se, na sequência, a barra for afastada das duas esferas, a carga elétrica dessas esferas resultará
A) positiva, tanto para A quanto para B.
B) positiva para A e negativa para B.
C) negativa para A e positiva para B.
D) nula para as duas esferas, que permanecem neutras.
E) negativa para as duas esferas.

7. (PUCRS 2011)
A figura a seguir mostra três linhas equipotenciais em torno de uma carga positiva que pode ser considerada
puntiforme (as dimensões da carga são muito menores que as distâncias consideradas no problema).

80
O trabalho realizado por uma força externa ao deslocar, com velocidade constante, a carga de prova de 1,0x 10-
6
C de A até C através do caminho indicado ABC, em joules, é:

A) -5,0x10-6
B) -3,0x10-6
C) -2,0x10-6
D) 1,0x10-6
E) 2,0x10-6

8. (PUCRS 2012)
Num determinado modelo para o átomo de hidrogênio, o núcleo é constituído por um próton de massa M e carga
Q e um elétron de massa m e carga q movendo- se ao redor desse núcleo numa órbita circular de raio r e com
velocidade tangencial v. Nesse modelo, a força elétrica entre o próton e o elétron é a força centrípeta. Denotando
por K a constante de Coulomb para a força elétrica, o raio da órbita do elétron é
𝑘𝑄𝑞
A) 𝑚𝑣 2

𝑘𝑄𝑞
B) 𝑀𝑣 2

𝑘𝑄𝑞
C)
𝑀𝑣

𝑘𝑄
D) 𝑚𝑣 2

𝑘𝑄𝑞
E) 𝑚𝑣

9. (PUCRS 2013)
Uma esfera metálica neutra é suspensa por um fio isolante. Quando um bastão feito de material isolante e
positivamente carregado é posicionado perto da esfera metálica sem encostar nela, observa-se que a esfera

A) é repelida pelo bastão, porque a esfera se torna positivamente carregada.


B) é atraída para o bastão, porque a esfera se torna negativamente carregada.
C) é atraída para o bastão, porque o número de prótons na esfera é menor que no bastão.
D) é repelida pelo bastão, porque ocorre um rearranjo de prótons na esfera.
E) é atraída para o bastão, porque ocorre um rearranjo dos elétrons na esfera, que continua neutra.

10. (PUCRS 2014)


Uma pequena esfera de peso 6,0  10−3 N e carga elétrica 10,0  10−6 C encontra-se suspensa verticalmente por
um fio de seda, isolante elétrico e de massa desprezível. A esfera está no interior de um campo elétrico uniforme
de 300 N / C, orientado na vertical e para baixo. Considerando que a carga elétrica da esfera é, inicialmente,
positiva e, posteriormente, negativa, as forças de tração no fio são, respectivamente,

a) 3,5  10−3 N e 1,0  10−3 N


b) 4,0  10−3 N e 2,0  10−3 N
c) 5,0  10−3 N e 2,5  10−3 N
d) 9,0  10−3 N e 3,0  10−3 N
e) 9,5  10−3 N e 4,0  10−3 N

11. (PUCRS 2016)


Para responder à questão a seguir considere as informações que seguem.

Três esferas de dimensões desprezíveis A, B e C estão eletricamente carregadas com cargas elétricas
respectivamente iguais a 2q, q e q. Todas encontram-se fixas, apoiadas em suportes isolantes e alinhadas
horizontalmente, como mostra a figura abaixo:

81
O módulo da força elétrica exercida por B na esfera C é F. O módulo da força elétrica exercida por A na esfera
B é
a) F 4
b) F 2
c) F
d) 2F
e) 4F

12. (PUCRS 2016)


Para responder à questão, considere a figura abaixo, que representa as linhas de força do campo elétrico gerado
por duas cargas puntuais QA e QB .

A soma QA e QB é necessariamente um número


a) par.
b) ímpar.
c) inteiro.
d) positivo.
e) negativo.

GABARITO ELETROSTÁTICA

Resposta da questão 1: Resposta da questão 7:


[A] [C]

Resposta da questão 2: Resposta da questão 8:


[B] [A]

Resposta da questão 3: Resposta da questão 9:


[A] [E]

Resposta da questão 4: Resposta da questão 10:


[E] [D]

Resposta da questão 5: Resposta da questão 11:


[A] [B]

Resposta da questão 6: Resposta da questão 12:


[B] [D]

82
17.ELETRODINÂMICA
1. (PUCRS 2004)
Algumas grandezas físicas são propriedades dos corpos, e outras são propriedades das substâncias que os
constituem. A grandeza física que é propriedade de um corpo é
A) o índice de refração.
B) o calor específico.
C) a massa específica.
D) a capacidade térmica.
E) a resistividade elétrica.

2. (PUCRS 2004)
Dois fios metálicos de mesma resistividade elétrica e mesmo comprimento têm diâmetros de 2,0mm e 4,0mm.
Se aplicarmos a mesma diferença de potencial entre seus extremos, o quociente entre a intensidade de corrente
no condutor de maior diâmetro e a intensidade de corrente no condutor de menor diâmetro é
A) 4
B) 2
C) 1
D) 1/2
E) 1/4

3. (PUCRS 2004)
Mantida constante a resistência elétrica de um condutor e duplicando o valor da ddp entre seus extremos, os
valores da intensidade da corrente e da potência dissipada ficarão multiplicados, respectivamente, por
A) 2 e 2
B) 2 e 4
C) 4 e 2
D) 4 e 4
E) 4 e 8

4. (PUCRS 2005)
Um chuveiro dissipa 4000 J de energia elétrica em 1,0s. Assim, num banho de 30min, o consumo de energia
elétrica em quilowatt-hora é
A) 4,0kWh
B) 3,5kWh
C) 3,0kWh
D) 2,5kWh
E) 2,0kWh

5. (PUCRS 2005)
Três resistores iguais de 4,0 Ω, cada um, estão ligados em série e a uma bateria de 12V. Se percorrermos o
circuito externamente, indo do pólo positivo para o negativo da bateria, a intensidade de corrente em cada um
dos resistores será, respectivamente,

A) 3,0A 2,0A 1,0A


B) 1,0A 1,0A 1,0A
C) 3,0A 3,0A 3,0A
D) 1,0A 2,0A 3,0A
E) 6,0A 4,0A 2,0A

6. (PUCRS 2005)
INSTRUÇÃO: Responder à questão seguinte com base na figura a seguir, que representa um circuito
elétrico com gerador de corrente contínua.

As diferenças de potencial elétrico, em volts, em cada um dos resistores R1, R2 e R3 com a chave S aberta,

83
e depois fechada, serão, respectivamente, de

A) 2,0 ; 4,0 ; 6,0 e 2,0 ; 4,0 ; zero


B) 2,0 ; 4,0 ; 6,0 e 4,0 ; 8,0 ; zero
C) 2,0 ; 4,0 ; 6,0 e 6,0 ; 4,0 ; 2,0
D) 6,0 ; 4,0 ; 2,0 e 4,0 ; 6,0 ; 2,0
E) 6,0 ; 4,0 ; 2,0 e 8,0 ; 4,0 ; zero

7. (PUCRS 2006)
INSTRUÇÃO: Responder à questão seguinte a partir da análise do circuito abaixo, em que R representa
a resistência elétrica de um reostato que pode ser regulada para assumir valores entre 0 e um valor
máximo de 20 kΩ.

Considerando uma variação da resistência R entre os seus limites, as intensidades máxima e mínima da corrente
elétrica que passa no resistor de 10 kΩ são, respectivamente,
A) 8,0 mA e 2,0 mA
B) 8,0 mA e 4,0 mA
C) 8,0 mA e 5,0 mA
D) 10 mA e 2,5 mA
E) 10 mA e 5,0 mA

8. (PUCRS 2006)
Para responder à questão a seguir, considerar as informações a seguir.
Um eletricista tem uma tarefa para resolver: precisa instalar três lâmpadas, cujas especificações são 60W e
110V, em uma residência onde a tensão é 220V.
A figura abaixo representa os três esquemas considerados por ele.

Analisando os elementos da figura, é correto concluir que, no esquema


A) 1, todas as lâmpadas queimarão.
B) 2, duas lâmpadas queimarão, e a outra terá seu brilho diminuído.
C) 3, todas as lâmpadas terão seu brilho diminuído.
D) 1, só uma das lâmpadas queimará, e as outras não acenderão.
E) 2, duas lâmpadas exibirão brilho normal.

9. (PUCRS 2007)
De modo geral, os aparelhos elétricos de residências (chuveiros, lâmpadas, aquecedores) são ligados em
________ . Comparando o consumo desses aparelhos, verifica-se que um chuveiro elétrico de 2400 W, ligado
durante uma hora, emprega ________ energia elétrica que uma lâmpada incandescente de 100 W ligada durante
um dia inteiro.

As palavras que preenchem correta e respectivamente as lacunas estão reunidas em


A) série menos
B) série mais
C) paralelo menos
D) paralelo mais
E) paralelo a mesma

84
10. (PUCRS 2007)
Um chuveiro tem as seguintes especificações: 4000W – 220V. Para aumentar a temperatura da água que sai
desse chuveiro, pode-se

A) ligá-lo em uma rede cuja tensão é 127V.


B) selecionar um comprimento maior para o comprimento do resistor do chuveiro.
C) selecionar um comprimento menor para o comprimento do resistor do chuveiro.
D) conectá-lo com um disjuntor que permita maior passagem de corrente.
E) substituir os fios da rede por outros de maior diâmetro.

11. (PUCRS 2007)


Preocupado com o meio ambiente, um cidadão resolveu diminuir o gasto de energia elétrica de seu escritório,
no qual havia dez lâmpadas de 100W e um condicionador de ar de 2000W (cerca de 7200 BTU/h), que
permaneciam ligados oito horas por dia. Com essa intenção, foram propostas várias soluções. Qual a que
proporciona maior economia de energia elétrica?

A) Substituir definitivamente as dez lâmpadas de 100W por dez lâmpadas de 75W.


B) Manter apagadas as lâmpadas durante o horário do almoço, totalizando duas horas por dia.
C) Desligar o condicionador de ar durante o mesmo período do almoço, ou seja, duas horas por dia.
D) Manter apagadas as lâmpadas e desligado o condicionador de ar durante uma hora por dia.
E) Diminuir o número de lâmpadas de 100W para oito e mantê-las apagadas durante o horário de almoço, ou
seja, duas horas por dia

12. (PUCRS 2008)


INSTRUÇÃO: Responder à questão 6 a partir das informações a seguir.
Uma família que costuma controlar seu consumo de energia elétrica registrou, ao final de um mês, os seguintes
dados:

Supondo que o valor de um quilowatt-hora (1kWh) de energia elétrica é cerca de R$ 0,45, e desprezando outros
custos além das informações constantes no quadro, a família concluirá que:

I. O custo mensal de energia elétrica ficará entre 55 e 60 reais.


II. Dentre os itens listados na tabela, o chuveiro elétrico foi o que gerou a maior despesa.
III. As oito lâmpadas foram as responsáveis pelo menor consumo de energia elétrica.

A(s) afirmativa(s) correta(s) é/são


A) I, apenas.
B) II, apenas.
C) III, apenas.
D) II e III, apenas.
E) I, II e III.

13. (PUCRS 2008)


Um circuito elétrico muito comum em residências é o de um interruptor popularmente conhecido como “chave-
hotel”. Este tipo de interruptor é utilizado com o objetivo de ligar e desligar uma mesma lâmpada por meio de
interruptores diferentes, A e B, normalmente instalados distantes um do outro, como, por exemplo, no pé e no
topo de uma escada ou nas extremidades de um corredor longo.

Qual das alternativas a seguir corresponde ao circuito “chave-hotel”?

85
14. (PUCRS 2009)
NSTRUÇÃO: Responder a próxima questão com base nas informações e na figura a seguir.
No esquema de circuito elétrico abaixo, RV representa a resistência de um reostato, cujo valor é variável desde
zero até um valor máximo, dependendo da posição do cursor C. Esse tipo de dispositivo é utilizado, por exemplo,
em interruptores conectados a uma lâmpada, para permitir alterações no seu brilho.
Os valores das resistências R1 e R2 dos demais resistores são fixos. V é a tensão fornecida ao circuito, cujo
valor é mantido constante.

Considerando as informações anteriores, é correto afirmar que


86
A) a intensidade de corrente elétrica no circuito é máxima se o valor da resistência do reostato for máxima.
B) a resistência equivalente do circuito é mínima se o valor da resistência do reostato é nulo.
C) para qualquer valor da resistência do reostato, as intensidades de corrente que passam por R1 e Rv são
iguais.
D) se o valor de R2 é muito pequeno, a corrente que passa por R1 e por Rv pode tender a zero.
E) independentemente do valor de Rv, a tensão sobre R2 se mantém constante.

15. (PUCRS 2009)


A conta mensal enviada por uma companhia elétrica a uma residência informa um consumo de 176 kWh.
Sobre essa informação, é correto afirmar:
A) Esse consumo indica que uma potência elétrica total de 176 watts foi utilizada durante o mês.
B) A corrente elétrica total no período do mês em questão foi de 76 ampères.
C) Esse consumo corresponde à energia total consumida na residência durante o mês.
D) Em cada hora de consumo, foram utilizados 176 quilowatts de potência elétrica.
E) Se esse consumo se deu em uma rede elétrica de 110 V, a corrente média que circulou na residência foi de
1,6 ampères.

16. (PUCRS 2009)


Uma lâmpada incandescente possui as seguintes especificações: 120V e 40W. Nessas condições, é correto
afirmar que

A) a resistência elétrica da lâmpada é de 121W.


B) a resistência elétrica da lâmpada é maior do que a de outra lâmpada cujas especificações são 220V e 40W.
C) o consumo de energia elétrica desta lâmpada será o mesmo de uma lâmpada com especificações 220V e
40W, caso ambas fiquem ligadas pelo mesmo intervalo de tempo nas suas respectivas tensões características.
D) se a lâmpada for ligada em 220V, a sua potência elétrica não será alterada.
E) se a lâmpada for ligada em 220V, a corrente elétrica que circulará por ela será inferior à que circularia se ela
fosse ligada em 120V.

17. (PUCRS 2010)


INSTRUÇÃO: Para responder à questão 6, leia as informações a seguir, e analise as afirmativas.
Pensando em tomar chimarrão, um gaúcho usa um ebulidor (ou resistência elétrica) para aquecer 1,0kg de água,
de 30°C até 80°C. O ebulidor foi conectado a uma tensão de 100V. O processo de aquecimento acontece em 10
minutos. Considera-se que o calor específico da água é 4,2x103 J/kg°C.

Sobre o processo descrito acima, afirma-se:

I. A energia absorvida pela água no processo é de2,1x105J.


II. Desprezando quaisquer trocas de energia, a não ser as que ocorrem entre a água e o ebulidor, a potência
elétrica requerida pelo ebulidor é de 2,1x10 4W.
III. A resistência elétrica do ebulidor é maior do que 2,5x101W.

A(s) afirmativa(s) correta(s) é/são


A) II, apenas.
B) I e II, apenas.
C) I e III, apenas.
D) II e III, apenas.
E) I, II e III.

18. (PUCRS 2010)


Durante um experimento realizado com um condutor que obedece à lei de Ohm, observou-se que o seu
comprimento dobrou, enquanto a área da sua secção transversal foi reduzida à metade. Neste caso, se as
demais condições experimentais permanecerem inalteradas, pode-se afirmar que a resistência final do condutor,
em relação à resistência original, será

A) dividida por 4.
B) quadruplicada.
C) duplicada.
D) dividida por 2.
E) mantida.

87
19. (PUCRS 2011)
A figura a seguir representa esquematicamente a linha de transmissão que liga uma residência a um
transformador. Neste esquema, A representa um amperímetro que indica 50A, V1 é o voltímetro que indica a
tensão de saída do transformador (no caso, 240V) e V2 é o voltímetro que indica a tensão de chegada na
residência (no caso, 220V).

A potência dissipada entre os pontos onde estão instalados V1 e V2, na linha de transmissão esquematizada, é
A) 1,0kW
B) 2,0kW
C) 2,5kW
D) 4,0kW
E) 20,0kW

20. (PUCRS 2012)


No circuito representado a seguir, a diferença de potencial V é mantida constante, as resistências R são iguais
e a chave C encontra-se inicialmente desligada.

Ligando a chave C, os valores da resistência equivalente, intensidade de corrente i e potência elétrica total
dissipada nos resistores em relação aos valores iniciais, com a chave C aberta, ficam, respectivamente,
A) o dobro, a metade, igual.
B) a metade, o dobro, o dobro.
C) a metade, o dobro, igual.
D) o dobro, o dobro, a metade.
E) o dobro, a metade, a metade.

21. (PUCRS 2012)


Dois fios condutores são constituídos pelo mesmo metal, cuja resistividade elétrica pode ser considerada
constante nas condições de operação consideradas.
Um desses fios tem o dobro do comprimento e a metade da área do outro. Se a mesma diferença de potencial
elétrico for aplicada nas extremidades de ambos os fi os, o quociente entre as potências elétricas dissipadas
pelos fios de maior e menor comprimento será
A) 1/4
B) 1/2
C) 1
D) 2
E) 4

22. (PUCRS 2012)


INSTRUÇÃO: Para responder a questão seguinte, observe o diagrama do circuito de referência abaixo e,
a seguir, os diagramas numerados de 1 a 5, considerando que todos contêm lâmpadas incandescentes
idênticas e fontes de tensão também idênticas.

88
Nesse contexto, conclui-se que a(s) lâmpada(s) do circuito ______ brilhará/brilharão com intensidade idêntica à
do circuito de referência.

23. (PUCRS 2013)


O esquema a seguir representa um circuito elétrico.

Os valores da resistência elétrica R2, da corrente elétrica i2 e da diferença de potencial elétrico entre os pontos
A e B são, respectivamente,

A) 10,0 Ω 4,0 A 20,0 V


B) 10,0 Ω 2,0 A 20,0 V
C) 15,0 Ω 3,0 A 30,0 V
D) 20,0 Ω 4,0 A 40,0 V
E) 20,0 Ω 2,0 A 40,0 V

24. (PUCRS 2013)


O gráfico a seguir mostra o comportamento da corrente elétrica em função da diferença de potencial entre os
extremos de um fio condutor.

Analisando os dados mostrados no gráfico, conclui-se que a resistência elétrica e a potência dissipada nesse
condutor quando percorrido por uma corrente elétrica de 1,50 A são, respectivamente,
89
A) 60 Ω 60 W
B) 60 Ω 80 W
C) 40 Ω 90 W
D) 40 Ω 120 W
E) 20 Ω 150 W

25. (PUCRS 2014)


Considere o texto e a figura para analisar as afirmativas apresentadas na sequência.

No circuito elétrico mostrado na figura a seguir, um resistor de 4,0Ω e uma lâmpada, cuja resistência elétrica é
8,0 Ω, estão ligados a uma fonte de 24V. Nesse circuito são conectados dispositivos de medida de corrente
elétrica, os amperímetros A1 e A2, e de diferença de potencial elétrico, o voltímetro V. Assume-se que os
amperímetros e o voltímetro podem ser considerados ideais, ou seja, que seu efeito no circuito pode ser
desprezado na forma como estão ligados.

A partir da análise do circuito, afirma-se que:

I. As leituras dos amperímetros A1 e A2 são, respectivamente, 2,0A e 2,0A.


II. A leitura do voltímetro V é 24V.
III. As potências dissipadas no resistor e na lâmpada são, respectivamente, 16W e 32W.

Está(ão) correta(s) a(s) afirmativa(s)


a) I, apenas.
b) I e II, apenas.
c) I e III, apenas.
d) II e III, apenas.
e) I, II e III.

26. (PUCRS 2014)


Analise o texto e as afirmativas apresentadas a seguir.

Uma residência tem rede elétrica de 120 V. Em determinado dia, observa-se que, durante duas horas,
permanecem ligadas à tensão de 120 V uma lâmpada de filamento com potência de 100 W , um ferro de passar
roupas de 800 W e um aquecedor elétrico de água de 4000 W. Em decorrência disso, é possível afirmar que

9,8 kWh.
I. o consumo de energia elétrica total durante as duas horas é de
3 A.
II. a corrente elétrica no resistor do ferro de passar roupas é
3,6 .
III. a resistência elétrica do aquecedor de água vale
IV. a resistência elétrica da lâmpada é menor do que a do ferro de passar e a do aquecedor.

Estão corretas apenas as afirmativas


a) I e II.
b) I e III.
c) I e IV.
d) II e III.
e) I, II e IV.

90
27. (PUCRS 2015)
O circuito alimentado com uma diferença de potencial de 12 V, representado na figura a seguir, mostra quatro
lâmpadas associadas, cada uma com a inscrição 12 V / 15 W.

Considerando essa associação entre as lâmpadas, é correto afirmar que


a) a intensidade da corrente elétrica é diferente nas lâmpadas 1 e 2.
b) a diferença de potencial é diferente nas lâmpadas 1 e 2.
c) a intensidade de corrente elétrica na lâmpada 2 é maior do que na 3.
d) cada uma das lâmpadas 1 e 2 está sujeita à diferença de potencial de 6,0 V.
e) cada uma das lâmpadas 3 e 4 está sujeita à diferença de potencial de 12 V.

28. (PUCRS 2015)


Para responder à questão, considere o texto e a figura abaixo.

No circuito abaixo, estão representadas três lâmpadas idênticas, L1 L 2 e L3 , associadas por fios condutores
ideais a uma bateria ideal B. Cada uma das lâmpadas dissipa, respectivamente, uma potência P1, P2 e P3 .

Sobre a potência elétrica dissipada pelas lâmpadas, é correto afirmar que:


a) P1 = P2 = P3
b) P1  P2  P3
c) P1  P2 = P3
d) P1  P2 = P3
e) P1  P2  P3

29. (PUCRS 2016)


Dois resistores ôhmicos de resistências elétricas R1 e R2 são associados em série, e a associação é ligada aos
extremos de uma bateria considerada ideal. Sabe-se que o valor da resistência elétrica de R2 é quatro vezes
menor do que o valor da resistência elétrica de R1. Caso a intensidade da corrente elétrica no resistor R1 seja
igual a 2 A, qual dos valores abaixo representa corretamente a intensidade da corrente elétrica, em ampères
(A), no resistor R2 ?
a) 4
b) 2
c) 1

91
d) 0,5
e) 0,25

30. (PUCRS 2017)


Na figura abaixo, estão representadas quatro lâmpadas idênticas associadas por fios condutores ideais a uma
bateria ideal B. Uma chave interruptora C e três amperímetros ideais também fazem parte do circuito. Na figura,
a chave interruptora está inicialmente fechada, e os amperímetros A1, A 2 e A3 medem intensidades de
correntes elétricas, respectivamente, iguais a i1, i2 e i3 .

Quando a chave interruptora C é aberta, as leituras indicadas por A1, A 2 e A3 passam a ser, respectivamente,
a) menor que i1, menor que i2 e igual a i3 .
b) menor que i1, igual a i2 e igual a i3 .
c) igual a i1, maior que i2 e maior que i3 .
d) igual a i1, igual a i2 e menor que i3 .
e) maior que i1, maior que i2 e maior que i3 .

31. (PUCRS 2018)


“Vivi por 34 anos sob o jugo do chuveiro elétrico. Ah, lastimável invento! Já gastei mais de uma crônica
amaldiçoando seus fabricantes; homens maus, que ganham a vida propagando a falácia da temperatura com
pressão, quando bem sabemos que, na gélida realidade dos azulejos, ou a água sai abundante e fria, ou é um
fiozinho minguado e escaldante, sob o qual nos encolhemos, cocuruto no Saara e os pés na Patagônia, sonhando
com o dia em que, libertos das inúteis correntes (de elétrons), alcançaremos a terra prometida do aquecimento
central.”
PRATA, Antonio. Felicidade sim. http://www1.folha.uol.com.br/fsp/cotidian/12078-felicidade-sim.shtml.
Folha de São Paulo, quarta-feira, 30 de novembro de 2011.

Considere que a chave seletora (inverno/verão) de um chuveiro elétrico se mantenha inalterada. Optando por
“água abundante e fria” em detrimento de “um fiozinho minguado e escaldante”, ou seja, aumentando a vazão
de água no chuveiro elétrico, pode-se afirmar que a potência elétrica do chuveiro _________ e a diferença de
potencial _________.

A) diminui – aumenta
B) permanece constante – permanece constante
C) aumenta – diminui
D) diminui – permanece constante

32. (PUCRS 2019)


Considere um pedaço de fio de comprimento L constituído de uma liga de níquel, ferro e cromo, com uma
resistência elétrica R. Quando o fio condutor é ligado a uma tensão elétrica U, assume-se que dissipará energia
elétrica a uma taxa constante P. Caso o mesmo fio tenha seu comprimento reduzido pela metade, qual seria a
potência elétrica dissipada por uma das metades desse fio condutor, mantendo-se a mesma tensão elétrica U
entre seus extremos?
A) P
B) 2P
C) 4P
D) 8P
92
33. (PUCRS 2020)
A figura apresenta parte de um circuito elétrico composto por resistores em uma associação mista.

O resultado da resistência equivalente entre os pontos A e B é


A) 0,25 R
B) 0,50 R
C) 0,75 R
D) 1,00 R

GABARITO ELETRODINÂMICA

Resposta da questão 1: Resposta da questão 14:


[D] [B]

Resposta da questão 2: Resposta da questão 15:


[A] [C]

Resposta da questão 3: Resposta da questão 16:


[B] [C]

Resposta da questão 4: Resposta da questão 17:


[E] [C]

Resposta da questão 5: Resposta da questão 18:


[B] [B]

Resposta da questão 6: Resposta da questão 19:


[B] [A]

Resposta da questão 7: Resposta da questão 20:


[E] [B]

Resposta da questão 8: Resposta da questão 21:


[E] [A]

Resposta da questão 9: Resposta da questão 22:


[E] [B]

Resposta da questão 10: Resposta da questão 23:


[C] [E]

Resposta da questão 11: Resposta da questão 24:


[C] [C]

Resposta da questão 12: Resposta da questão 25:


[A] [C]

Resposta da questão 13: Resposta da questão 26:


[C] [B]

93
Resposta da questão 27: [B]
[C]
Resposta da questão 31:
Resposta da questão 28: [B]
[C]
Resposta da questão 32:
Resposta da questão 29: [B]
[B]
Resposta da questão 33:
Resposta da questão 30: [D]

18.ELETROMAGNETISMO
1. (PUCRS 2004)
Dois longos fios condutores retilíneos e paralelos, percorridos por correntes de mesma intensidade, atraem-se
magneticamente com força F. Duplicando a intensidade da corrente em cada um deles e a distância de separação
dos condutores, a intensidade da força magnética que atua entre eles ficará
A) 4F
B) 3F
C) 2F
D) F/2
E) F/4

2. (PUCRS 2004)
Um próton descreve movimento circunferencial uniforme sob a ação de um campo magnético uniforme. Nessas
condições,
A) as linhas do campo magnético uniforme aplicado ao próton são paralelas ao plano do movimento.
B) as linhas do campo magnético uniforme aplicado ao próton são perpendiculares ao plano do movimento.
C) a força magnética sobre o próton é paralela à sua velocidade.
D) a força magnética sobre o próton é perpendicular à sua velocidade e paralela ao campo aplicado.
E) o trabalho realizado pela força magnética sobre o próton não é nulo.

3. (PUCRS 2004)
Responder à questão seguinte com base nas afirmativas a seguir.
Quando aproximamos um ímã em forma de barra perpendicularmente ao plano das espiras circulares de um
solenóide, o valor absoluto da diferença de potencial induzida nas extremidades do fio que forma as espiras
cresce com o aumento

I. do número de espiras.
II. da variação no tempo do fluxo magnético na região das espiras.
III. da velocidade de aproximação.
IV. da condutividade elétrica do metal que constitui o fio.

Estão corretas somente


A) I e II
B) I, II e III
C) I, III e IV
D) II, III e IV
E) III e IV

4. (PUCRS 2004)
Num transformador de perdas de energia desprezíveis, os valores eficazes da corrente e da tensão, no primário,
são respectivamente 2,00A e 80,0V, e no secundário, o valor eficaz da corrente é de 40,0A. Portanto, o quociente
entre o número de espiras no primário e o número de espiras no secundário, e a tensão no secundário são,
respectivamente,
A) 40 e 40,0V
B) 40 e 20,0V
C) 20 e 20,0V
D) 20 e 4,0V
E) 10 e 2,0V
94
5. (PUCRS 2004)
Com relação a um transformador, é correto afirmar:
A) As correntes no primário e no secundário são iguais.
B) Se a tensão no secundário for menor que no primário, a corrente no secundário também o será.
C) Se o secundário tiver mais espiras do que o primário, a potência elétrica no secundário será maior do que no
primário.
D) Para que a tensão no secundário seja maior do que no primário, o número de espiras no secundário deve ser
maior do que no primário.
E) Se o secundário tiver menos espiras do que o primário, a tensão e a corrente no secundário serão menores
do que no primário.

6. (PUCRS 2005)
INSTRUÇÃO: Responder à questão seguinte com base na figura e nas afirmações a seguir.

Considerando o circuito representado na figura, se a chave C for periodicamente fechada e aberta, a força
eletromotriz induzida nas extremidades da bobina B2

I. depende do número de espiras de B2.


II. não depende do número de espiras de B2.
III. será variável e de polaridade variável.
IV. será variável e de mesma polaridade.

Pela análise das afirmações, conclui-se que somente estão corretas


A) I e III.
B) I e IV.
C) I, II e III.
D) II e III.
E) II, III e IV.

7. (PUCRS 2005)
INSTRUÇÃO: Responder à questão seguinte com base nas afirmativas a seguir.

I. O campo magnético terrestre induz correntes elétricas na fuselagem de alumínio de um avião que esteja
voando.
II. Um ímã colocado dentro de um solenóide induz uma diferença de potencial elétrico entre as extremidades
deste solenóide, quer esteja parado, quer em movimento em relação ao mesmo.
III. O fluxo magnético através de uma superfície é diretamente proporcional ao número de linhas de indução que
a atravessam.
IV. Um dínamo e um transformador são equipamentos projetados para empregar a indução eletromagnética e
por isso geram energia elétrica.

Analisando as afirmativas, conclui-se que somente estão corretas


A) I, II e III
B) I, II e IV
C) II, III e IV
D) I e III
E) II e IV

8. (PUCRS 2005)
Considerando dois condutores A e B, retilíneos, paralelos e percorridos por correntes iA = 5,0A e iB = 10,0A,
respectivamente, é correto afirmar que a força magnética

A) entre os condutores é de atração se as correntes tiverem sentidos opostos.


B) entre os condutores é de atração se as correntes tiverem o mesmo sentido.

95
C) no condutor A é o dobro da que atua no condutor B.
D) no condutor A é a metade da que atua no condutor B.
E) é nula, pois seu valor é máximo quando os condutores são mutuamente perpendiculares.

9. (PUCRS 2006)
Uma interessante e histórica experiência foi realizada pelo físico dinamarquês Hans Christian Oersted, em 1820,
ao utilizar uma pilha conectada aos extremos de um condutor metálico nas proximidades de uma bússola, cuja
agulha estava orientada inicialmente na direção norte-sul do campo magnético terrestre.
Com o estabelecimento da corrente elétrica no condutor, Oersted pôde perceber que a agulha da bússola se
desviava em relação a sua orientação inicial.
Os resultados dessa experiência permitiram concluir corretamente que

A) uma mesma teoria passaria a dar conta de fenômenos elétricos e magnéticos, até então considerados
independentes um do outro.
B) os polos da agulha da bússola são inseparáveis.
C) as correntes elétricas são estabelecidas apenas em condutores metálicos.
D) os polos da pilha são os responsáveis pela alteração do alinhamento original da bússola.
E) o campo magnético terrestre afeta a corrente elétrica no condutor.

10. (PUCRS 2006)


INSTRUÇÃO: Responder à questão 8 a partir da análise da situação descrita abaixo.
A figura mostra uma região onde existe um campo magnético uniforme perpendicular à página e orientado para
dentro da mesma. As linhas indicadas correspondem às trajetórias de três partículas – um elétron, um próton e
um nêutron – lançadas a partir dos pontos 1, 2 e 3 para dentro dessa região.

Considerando apenas a ação do campo magnético, pode-se afirmar que:


A) O nêutron foi lançado do ponto 1 e o próton foi lançado do ponto 2.
B) O elétron foi lançado do ponto 2 e o nêutron foi lançado do ponto 3.
C) O próton foi lançado do ponto 3 e o elétron foi lançado do ponto 2.
D) O nêutron foi lançado do ponto 2 e o elétron foi lançado do ponto 3.
E) O elétron foi lançado do ponto 3 e o nêutron foi lançado do ponto 1.

11. (PUCRS 2007)


Os aparelhos elétricos são construídos para funcionarem com determinadas tensões. Quando a tensão de
funcionamento dos aparelhos não coincide com a tensão da fonte, é necessário intercalar entre os dois um
transformador. A respeito de um transformador, é correto afirmar que

A) no transformador que eleva a tensão, a potência no secundário é maior do que no primário.


B) no transformador que eleva a tensão, o número de espiras no secundário é maior do que no primário.
C) no transformador que abaixa a tensão, a corrente no secundário é menor do que no primário.
D) tanto no transformador que eleva como no que abaixa a tensão, a corrente no secundário é igual à corrente
no primário.
E) qualquer que seja a relação entre o número de espiras no primário e no secundário, se a tensão no primário
for contínua e constante, a tensão no secundário será a mesma que no primário.

12. (PUCRS 2008)


A figura a seguir representa um esquema de uma das experiências que Michael Faraday (século 19) realizou
para demonstrar a indução eletromagnética.

96
Nessa figura, uma bateria de tensão constante é conectada a uma chave interruptora C e a uma bobina B1,
que, por sua vez, está enrolada a um núcleo de ferro doce, ao qual também se enrola uma outra bobina B2, esta
conectada a um galvanômetro G, que poderá indicar a passagem de corrente elétrica.

Quando a chave C fecha o circuito com a bobina B1, o ponteiro do galvanômetro G

A) não registra qualquer alteração, porque a fonte de corrente do circuito da bobina B1 é contínua.
B) não registra qualquer alteração, porque a fonte de corrente do circuito só inclui a bobina B1.
C) indica a passagem de corrente permanente pela bobina B2.
D) indica a passagem de corrente pela bobina B2 por um breve momento, e logo volta à posição original.
E) gira alternadamente para a direita e para a esquerda, indicando a presença de corrente alternada circulando
pela bobina B2.

13. (PUCRS 2008)


INSTRUÇÃO: Responder a próxima questão com base no texto e na figura a seguir.
Um fio metálico retilíneo é colocado entre os pólos de um ímã e ligado, simultaneamente, a uma fonte de tensão
V, como indica a figura a seguir.

Nessas circunstâncias, é correto afirmar que a força magnética que atua sobre o fio
A) é nula, pois a corrente no fio gera um campo magnético que anula o efeito do ímã sobre ele.
B) é nula, pois o campo elétrico no fio é perpendicular às linhas de indução do ímã.
C) tem direção paralela às linhas de indução magnética, e o mesmo sentido dessas linhas.
D) tem direção perpendicular à superfície desta página, e sentido voltado para dentro dela.
E) tem a direção e o sentido da corrente no fio.

14. (PUCRS 2009)


INSTRUÇÃO: Responder a próxima questão com base nas informações e na figura.
Há poucos meses, a mídia internacional comentou um experimento utilizando um super-acelerador de partículas,
o LHC (em português, Grande Colisor de Hádrons), que pretende promover uma colisão entre prótons para testar
um modelo que interpreta as partículas elementares e suas interações. Basicamente, um acelerador de partículas
utiliza campos elétricos e magnéticos para acelerar e provocar as colisões entre partículas. Entre outras teorias,
o eletromagnetismo contribui para a descrição dos efeitos desses campos sobre partículas, de acordo com suas
propriedades.

A figura representa partes das trajetórias assumidas por três tipos de partículas X, Y e Z, lançadas verticalmente
com a mesma 𝑉 ⃗⃗ velocidade em uma região onde existe um campo magnético 𝐵 ⃗⃗ constante. A direção desse
campo é perpendicular ao plano da página, no sentido para dentro, como informa a representação Ä.

97
Nesse caso, é correto concluir que
A) a partícula Z não sofre o efeito do campo magnético.
B) todas as partículas têm o mesmo sinal de carga elétrica.
C) se todas as partículas tiverem a mesma massa, as partículas X têm mais carga.
D) a força magnética sobre as partículas é anulada pelo desvio destas.
E) se as cargas das partículas Y e Z têm a mesma intensidade, a massa de Y será maior do que a de Z.

15. (PUCRS 2009)


INSTRUÇÃO: Responder à questão seguinte a partir da análise da situação descrita abaixo.
A figura mostra o esquema de um tubo de TV, em que a direção do movimento de um feixe de elétrons, lançados
com velocidade v, é controlada por meio de um campo elétrico E e de um campo magnético B, de modo que os
elétrons atinjam o anteparo na região desejada.

Supondo que a direção inicial do feixe seja horizontal, conforme indicado pela linha pontilhada na figura, ao
passar pelos campos elétrico e magnético, os elétrons
A) serão desviados para a região 1 do anteparo.
B) serão desviados para a região 2 do anteparo.
C) serão desviados para a região 3 do anteparo.
D) serão desviados para a região 4 do anteparo.
E) não serão desviados, atingindo o centro do anteparo.

16. (PUCRS 2010)


INSTRUÇÃO: Resolver a questão seguinte com base nas informações a seguir.
O músculo cardíaco sofre contrações periódicas, as quais geram pequenas diferenças de potencial, ou tensões
elétricas, entre determinados pontos do corpo. A medida dessas tensões fornece importantes informações sobre
o funcionamento do coração. Uma forma de realizar essas medidas é através de um instrumento denominado
eletrocardiógrafo de fio. Esse instrumento é constituído de um ímã que produz um campo magnético intenso por
onde passa um fio delgado e flexível. Durante o exame, eletrodos são posicionados em pontos específicos do
corpo e conectados ao fio. Quando o músculo cardíaco se contrai, uma tensão surge entre esses eletrodos e
uma corrente elétrica percorre o fio. Utilizando um modelo simplificado, o posicionamento do fio retilíneo no
campo magnético uniforme do ímã do eletrocardiógrafo pode ser representado como indica a figura a seguir,
perpendicularmente ao plano da página, e com o sentido da corrente saindo do plano da página.

98
Com base nessas informações, pode-se dizer que, quando o músculo cardíaco se contrai, o fio sofre uma
deflexão
A) lateral e diretamente proporcional à corrente que o percorreu.
B) lateral e inversamente proporcional à intensidade do campo magnético em que está colocado.
C) vertical e inversamente proporcional à tensão entre os eletrodos.
D) lateral e diretamente proporcional à resistência elétrica do fio.
E) vertical e diretamente proporcional ao comprimento do fio.

17. (PUCRS 2010)


Uma partícula eletrizada positivamente de massa 4mg é lançada horizontalmente para a direita no plano xy,
⃗⃗
conforme a figura a seguir, com velocidade 𝑣⃗ de 100m/s. Deseja-se aplicar à partícula um campo magnético 𝐵
de tal forma que a força magnética equilibre a força peso 𝑃⃗⃗.

Considerando q = 2x10-7C e g = 10m/s2, o módulo, a direção e o sentido do vetor campo magnético são,
respectivamente,

A) 2x106T, perpendicular à 𝑣⃗ e saindo do plano xy.


B) 2x106T, paralelo à 𝑣⃗ e entrando no plano xy.
C) 2T, perpendicular à 𝑣⃗ e saindo do plano xy.
D) 2T, perpendicular à 𝑣⃗ e entrando no plano xy.
E) 2T, paralelo à 𝑣⃗ e saindo do plano xy.

18. (PUCRS 2011)


INSTRUÇÃO: Para responder a questão seguinte, considere as informações e afirmativas a seguir:
Planetas, planetoides e satélites naturais que apresentam campo magnético possuem um núcleo condutor
elétrico no qual, originalmente, foram induzidas correntes elétricas pelo campo magnético da estrela-mãe, as
quais foram intensificadas pela autoindução, empregando a energia do movimento de rotação desses astros. O
campo magnético do nosso planeta é de extrema importância para os seres vivos, pois, aprisionando uma grande
parte das partículas com carga elétrica que o atingem, vindas do espaço, reduz drasticamente a radiação de
fundo, que é danosa a eles.

Considerando essas informações, são feitas as seguintes afirmativas:

I. As partículas aprisionadas pelo campo magnético terrestre são constituídas por núcleos de hélio, elétrons,
prótons e nêutrons livres.
II. As partículas aprisionadas pelo campo magnético terrestre, quando interagem com as partículas da atmosfera,
podem dar origem às auroras austrais e boreais.
III. Um planeta que não apresenta campo magnético não tem correntes elétricas induzidas no seu núcleo.

A(s) afirmativa(s) correta(s) é/são:

A) I, apenas.
B) III, apenas.
C) I e II, apenas.
D) II e III, apenas.
E) I, II e III.

19. (PUCRS 2012)


Uma partícula eletricamente carregada se move no plano da página numa região onde existe um campo mag-
nético uniforme e constante no tempo entrando perpendicularmente na página. O desenho a seguir representa
a trajetória da partícula e a orientação do campo magnético.

99
A trajetória representada para a partícula é possível, desde que
A) a partícula tenha carga negativa e sua velocidade esteja diminuindo.
B) a partícula tenha carga negativa e sua velocidade esteja aumentando.
C) a partícula tenha carga positiva e sua velocidade esteja diminuindo.
D) a partícula tenha carga positiva e sua velocidade esteja aumentando.
E) a força eletromagnética sobre a partícula esteja aumentando.

20. (PUCRS 2012)


Um seletor de velocidades é utilizado para separar partículas de uma determinada velocidade. Para partículas
com carga elétrica, um dispositivo deste tipo pode ser construído utilizando um campo magnético e um campo
elétrico perpendiculares entre si. Os valores desses campos podem ser ajustados de modo que as partículas
que têm a velocidade desejada atravessam a região de atuação dos campos sem serem desviadas.
Deseja-se utilizar um dispositivo desse tipo para selecionar prótons que tenham a velocidade de 3,0  104 m / s. .
Para tal, um feixe de prótons é lançado na região demarcada pelo retângulo em que existe um campo magnético
de 2,0  10−3 T, perpendicular à página e nela entrando, como mostra a figura a seguir.

Nessas condições, o módulo e a orientação do campo elétrico aplicado na região demarcada, que permitirá
selecionar os prótons com a velocidade desejada, é

a) 60 V/m – perpendicular ao plano da página – apontando para fora da página


b) 60 V/m – perpendicular ao plano da página – apontando para dentro da página
c) 60 V/m – no plano da página – apontando para baixo
d) 0,15 V/m – no plano da página – apontando para cima
e) 0,15 V/m – no plano da página – apontando para baixo

21. (PUCRS 2012)


Uma espira condutora retangular percorre com velocidade constante de módulo v uma região onde existe um
campo magnético uniforme de módulo B perpendicular ao plano da espira, como mostra a figura a seguir.

O gráfico que melhor representa a corrente induzida na espira em função do tempo, à medida que a espira
atravessa o campo, é:

100
22. (PUCRS 2012)
Uma bobina é ligada a um galvanômetro e mantida fixa num suporte enquanto um ímã pode ser movimentado
livremente na direção do eixo longitudinal da bobina. Nestas condições, é correto afirmar que

A) a corrente indicada no galvanômetro é inversamente proporcional à velocidade com que o ímã se aproxima
ou se afasta da bobina.
B) se o ímã estiver se aproximando da bobina, verifica-se uma deflexão na agulha do galvanômetro, indicando a
presença de corrente elétrica, pois o fluxo magnético através da bobina está variando.
C) se o ímã estiver se afastando da bobina, não há indicação de corrente elétrica no galvanômetro, pois o fluxo
magnético através da bobina está diminuindo.
D) se o imã estiver em repouso em relação à bobina, o galvanômetro não indica a presença de corrente elétrica,
pois não há fluxo magnético através da bobina.
E) se o imã estiver em repouso dentro da bobina, o galvanômetro indica a máxima corrente elétrica, pois neste
caso o fluxo magnético através da bobina é máximo.

23. (PUCRS 2013)


Um fio longo e reto é posicionado no mesmo plano que uma espira condutora retangular, como mostra o esquema
a seguir. Uma corrente elétrica i percorre o condutor no sentido indicado.

Nestas circunstâncias, a corrente induzida na espira será


A) no sentido anti-horário se a corrente i for constante e a distância entre a espira e o fio for continuamente
diminuída.
B) no sentido horário se a corrente i for constante e a distância entre a espira e o fio for continuamente
aumentada.
C) no sentido anti-horário se a corrente i for continuamente aumentada e a distância entre a espira e o fio for
constante.
D) no sentido horário se a corrente i for continuamente diminuída e a distância entre a espira e o fio for constante.
E) nula se a corrente i for constante e a distância entre a espira e o fio for mantida.

24. (PUCRS 2013)


O módulo da indução magnética num ponto exterior a um longo condutor retilíneo é diretamente proporcional à
intensidade de corrente elétrica que o percorre e inversamente proporcional à distância do centro do condutor
até o ponto considerado.
Na figura a seguir, são representados dois longos condutores retilíneos e paralelos, com indicação das distâncias
entre eles e das correntes elétricas que os percorrem. Observe que o condutor 1 é percorrido por uma corrente
elétrica de 2,0 A e encontra-se a uma distância de 90 cm do condutor 2.

101
A intensidade de corrente elétrica no condutor 2, para que a indução magnética no ponto P, que se encontra a
30 cm deste condutor, seja nula, deve ser
A) 1,0 A no mesmo sentido de i1.
B) 1,0 A e sentido oposto ao de i1.
C) 2,0 A no mesmo sentido de i1.
D) 2,0 A e sentido oposto ao de i1.
E) 3,0 A no mesmo sentido de i1.

25. (PUCRS 2015)


Responda à questão com base na informação e nas três situações a seguir apresentadas.

Um fio retilíneo F1 muito longo é percorrido por uma corrente elétrica de intensidade constante i1. O condutor
está disposto perpendicularmente ao plano π em três situações distintas:

Situação 1: Um nêutron se aproxima do fio 1 F1 com velocidade crescente em relação ao fio.

Situação 2: Um segundo condutor retilíneo F2 , muito longo e percorrido por uma corrente elétrica constante i2 ,
é disposto paralelamente ao fio 1 F1, ficando bem próximo dele.

Situação 3: Um ímã em formato de U é disposto no plano π, envolvendo o fio 1 F1.

102
Em qual(ais) situação(ões) atua uma força de origem magnética no fio 1 F1 ?
a) Na 1, apenas.
b) Na 2, apenas.
c) Na 3, apenas.
d) Na 2 e na 3, apenas.
e) Na 1, na 2 e na 3.

26. (PUCRS 2015)


A figura a seguir mostra a posição inicial de uma espira retangular acoplada a um eixo de rotação, sob a ação
de um campo magnético originado por ímãs permanentes, e percorrida por uma corrente elétrica. A circulação
dessa corrente determina o aparecimento de um par de forças na espira, que tende a movimentá-la.

Em relação aos fenômenos físicos observados pela interação dos campos magnéticos originados pelos ímãs e
pela corrente elétrica, é correto afirmar que
a) o vetor indução magnética sobre a espira está orientado do polo S para o polo N.
b) o vetor indução magnética muda o sentido da orientação enquanto a espira se move.
c) a espira, percorrida pela corrente i, tende a mover-se no sentido horário quando vista de frente.
d) a força magnética que atua no lado da espira próximo ao polo N tem orientação vertical para baixo.
e) a força magnética que atua no lado da espira próximo ao polo S tem orientação vertical para cima.

27. (PUCRS 2016)


Para uma espira circular condutora, percorrida por uma corrente elétrica de intensidade i, é registrado um campo
magnético de intensidade B no seu centro. Alterando-se a intensidade da corrente elétrica na espira para um
novo valor ifinal' observa-se que o módulo do campo magnético, no mesmo ponto, assumirá o valor 5B. Qual é
a razão entre as intensidades das correntes elétricas final e inicial (ifinall i)?
1
a)
5
b) 1 25
c) 5
d) 10
e) 25

103
28. (PUCRS 2017)
Sobre o fenômeno de indução eletromagnética, apresentam-se três situações:

Situação 1:
Uma espira condutora gira em torno do eixo indicado, enquanto um ímã encontra-se em repouso em relação ao
mesmo eixo.

Situação 2:
Uma espira condutora encontra-se em repouso em relação a um circuito elétrico no qual uma lâmpada pisca com
uma frequência constante.

Situação 3:
Uma espira condutora se encontra em repouso em relação a um fio condutor retilíneo, ligado a um circuito
elétrico, no qual circula uma corrente elétrica i contínua e constante.

Verifica-se uma corrente elétrica induzida na espira condutora na(s) situação(ões)


a) 1, apenas.
b) 3, apenas.
c) 1 e 2, apenas.
d) 2 e 3, apenas.
e) 1, 2 e 3.

29. (PUCRS 2019)


Duas cargas elétricas, qA e qB, de massas iguais são lançadas perpendicularmente às linhas de indução
magnética no interior de um campo magnético 𝐵 ⃗⃗ constante no espaço e no tempo. Sabe-se que as cargas
ficam sujeitas a forças magnéticas no interior desse campo.

104
A partir das trajetórias representadas na figura em que x representa o campo magnético entrando
perpendicularmente ao plano da página, é possível afirmar que a natureza elétrica das cargas A e B seja,
respectivamente,
A) negativa e positiva.
B) negativa e negativa.
C) positiva e positiva.
D) positiva e negativa.

GABARITO ELETROMAGNETISMO

Resposta da questão 1: Resposta da questão 14:


[C] [E]

Resposta da questão 2: Resposta da questão 15:


[B] [D]

Resposta da questão 3: Resposta da questão 16:


[B] [A]

Resposta da questão 4: Resposta da questão 17:


[D] [D]

Resposta da questão 5: Resposta da questão 18:


[D] [D]

Resposta da questão 6: Resposta da questão 19:


[A] [A]

Resposta da questão 7: Resposta da questão 20:


[D] [B]

Resposta da questão 8: Resposta da questão 21:


[B] [E]

Resposta da questão 9: Resposta da questão 22:


[A] [B]

Resposta da questão 10: Resposta da questão 23:


[D] [E]

Resposta da questão 11: Resposta da questão 24:


[B] [A]

Resposta da questão 12: Resposta da questão 25:


[D] [D]

Resposta da questão 13: Resposta da questão 26:


[D] [C]

105
Resposta da questão 27: [C]
[C]
Resposta da questão 29:
Resposta da questão 28: [D]

19.FÍSICA MODERNA
1. (PUCRS 2004)
INSTRUÇÃO: Responder à questão 45 com base nas afirmativas a seguir.

I. A força que mantém os prótons no núcleo de um átomo é de natureza eletrostática.


II. No Sol, como em outras estrelas, ocorrem reações de fusão nuclear.
III. Na fusão nuclear, núcleos fundem-se com grande absorção de energia.
IV. Na fissão nuclear, núcleos são divididos, liberando energia.

Estão corretas somente


A) I e II
B) I e III
C) I, III e IV
D) II e III
E) II e IV

2. (PUCRS 2005)
INSTRUÇÃO: Responder à questão seguinte com base no texto e nas afirmações a seguir.
Após inúmeras sugestões e debates, o ano 2005 foi declarado pela ONU o “Ano Mundial da Física”. Um dos
objetivos dessa designação é comemorar o centenário da publicação dos trabalhos de Albert Einstein, que o
projetaram como físico no cenário internacional da época e, posteriormente, trouxeram-lhe fama e
reconhecimento.
Um dos artigos de Einstein publicado em 1905 era sobre o efeito fotoelétrico, que foi o principal motivo da sua
conquista do Prêmio Nobel em 1921. A descrição de Einstein para o efeito fotoelétrico tem origem na quantização
da energia proposta por Planck em 1900, o qual considerou a energia eletromagnética irradiada por um corpo
negro de forma descontínua, em porções que foram chamadas quanta de energia ou fótons. Einstein deu o passo
seguinte admitindo que a energia eletromagnética também se propaga de forma descontínua e usou esta
hipótese para descrever o efeito fotoelétrico.

Em relação ao efeito fotoelétrico numa lâmina metálica, pode-se afirmar que:


I. A energia dos elétrons removidos da lâmina metálica pelos fótons não depende do tempo de exposição à luz
incidente.
II. A energia dos elétrons removidos aumenta com o aumento do comprimento de onda da luz incidente.
III. Os fótons incidentes na lâmina metálica, para que removam elétrons da mesma, devem ter uma energia
mínima.
IV. A energia de cada elétron removido da lâmina metálica é igual à energia do fóton que o removeu.

Analisando as afirmativas, conclui-se que somente


A) está correta a afirmativa I.
B) está correta a afirmativa IV.
C) estão corretas as afirmativas I e III.
D) estão corretas as afirmativas II e IV.
E) estão corretas as afirmativas III e IV.

3. (PUCRS 2006)
INSTRUÇÃO: Responder à questão seguinte com base no texto a seguir.
A escolha do ano de 2005 como o Ano Mundial da Física teve como um de seus objetivos a comemoração do
centenário da publicação dos primeiros trabalhos de Albert Einstein.

No entanto, é importante salientar que muitos outros cientistas contribuíram para o excepcional desenvolvimento
da Física no século passado. Entre eles cabe destacar Max Planck, o qual, em 1900, propôs a teoria da
quantização da energia.

106
Segundo esta teoria, um corpo negro irradia energia de forma _________, em porções que são chamadas de
_________, cuja energia é proporcional à _________ da radiação eletromagnética envolvida nessa troca de
energia.

A seqüência de termos que preenche corretamente as lacunas do texto é


A) descontínua – prótons – freqüência
B) contínua – prótons – amplitude
C) descontínua – fótons – freqüência
D) contínua – fótons – amplitude
E) descontínua – elétrons – freqüência

4. (PUCRS 2006)
INSTRUÇÃO: Responder à questão a seguir com base nas informações a seguir e nas afirmativas.
Define-se como meia-vida de um elemento radioativo o tempo necessário para que a metade de seus átomos
tenha se desintegrado. No caso do Césio- 137, a meia-vida é de 30 anos.
O gráfico abaixo indica o percentual de átomos radioativos, P(%), presentes em duas amostras radioativas puras,
X e Y, em função do tempo, medido em unidades t.

A partir do gráfico, afirma-se que


I. a meia-vida de X é o dobro da de Y.
II. a meia-vida de X é 3 t.
III. transcorrido um tempo 6 t, o percentual de átomos radioativos, da amostra X, que se desintegraram é maior
do que o da amostra Y.

Pela análise das informações acima, conclui-se que está / estão correta(s) apenas a(s) afirmativa(s)
A) I.
B) II.
C) III.
D) I e III.
E) II e III.

5. (PUCRS 2007)
No ano passado, comemorou-se o centenário de divulgação de teorias atribuídas a Albert Einstein. Entre elas,
destaca - se a do “efeito fotoelétrico”, o qual consiste na retirada de elétrons da superfície de um metal atingido
por radiações eletromagnéticas que cedem energia aos elétrons do metal. Nesse efeito, a energia dos fótons
incidentes depende diretamente da __________ da radiação incidente, enquanto o número de elétrons liberados
por ação da radiação depende da _________ dessa radiação.

As informações que preenchem correta e respectivamente


as lacunas estão reunidas em
A) intensidade velocidade
B) intensidade freqüência
C) freqüência intensidade
D) freqüência velocidade
E) velocidade intensidade

6. (PUCRS 2007)
INSTRUÇÃO: Para responder à próxima questão, considere as informações a seguir.
A energia que as estrelas e o Sol irradiam por bilhões de anos nasce da reação nuclear conhecida como fusão.
Essa acontece no interior das estrelas sob altíssimas temperaturas. De uma forma simplificada, podemos dizer

107
que dois dêuterons (núcleos do deutério, ou hidrogênio pesado, formado por um próton e um nêutron) se unem
(fundem) dando origem a um núcleo de hélio.

A relação E = m.c2, que expressa a relação entre massa e energia, pode ser lida como: “a cada variação E
de energia corresponde uma variação m de massa e vice-versa”. Por outro lado, c representa o valor da
velocidade da luz no vácuo.

Considerando a massa de cada dêuteron como m, e a massa do núcleo de hélio como 1,99m, é correto afirmar
que, no processo de fusão de dois dêuterons em um núcleo de hélio,

A) houve ganho de massa.


B) a diferença de massa foi 0,99m.
C) a energia liberada na fusão aumenta a massa total do Sol.
D) a energia liberada na fusão não altera a massa total do Sol.
E) a energia liberada na fusão diminui a massa total do Sol.

7. (PUCRS 2008)
INSTRUÇÃO: Responder a seguinte questão a partir das informações contidas no texto a seguir.

Em 1905, Einstein propôs que a luz poderia se comportar como partículas, os fótons, cuja energia E seria dada
por E = hf, onde h é a constante de Planck e f é a freqüência da luz. Já em 1923, inspirado nas idéias de Einstein,
Luis de Broglie propôs que qualquer partícula em movimento poderia exibir propriedades ondulatórias. Assim
sendo, uma partícula em movimento apresentaria uma onda associada cujo comprimento de onda λ seria dado
por λ = (h/p) onde h é a constante de Planck e p é o momento linear da partícula. Estas relações participam da
descrição do comportamento dualístico (partícula-onda) da matéria.

Supondo que um elétron, um próton e uma bola de futebol se movam com a mesma velocidade escalar, a
seqüência das partículas, em ordem crescente de seus comprimentos de onda associados, é:

A) elétron – bola de futebol – próton


B) elétron – próton – bola de futebol
C) próton – bola de futebol – elétron
D) bola de futebol – elétron – próton
E) bola de futebol – próton – elétron

8. (PUCRS 2008)
“Determinadas grandezas podem caracterizar tanto raios X quanto um átomo de hidrogênio”.
Dentre as grandezas a seguir, qual NÃO se enquadra nessa descrição?
A) Comprimento de onda
B) Momento linear
C) Velocidade
D) Energia
E) Massa de repouso

9. (PUCRS 2009)
Dispositivos conhecidos como células fotovoltaicas convertem energia solar em energia elétrica e funcionam
baseados no chamado efeito fotoelétrico, cuja explicação foi apresentada pela primeira vez, por Albert Einstein,
em 1905. Sobre as células fotovoltaicas, é correto afirmar:

A) A exposição à luz causa o aquecimento dessas células, fornecendo energia térmica suficiente para
movimentar cargas elétricas.
B) A luz solar causa a decomposição química dos átomos da célula, enviando prótons para um lado e elétrons
para outro.
C) A carga elétrica é atraída pelo campo eletromagnético da luz, produzindo corrente elétrica.
D) Pacotes de energia luminosa incidem sobre uma placa metálica, liberando elétrons.
E) A radiação solar produz o decaimento dos núcleos da célula fotovoltaica, liberando energia.

10. (PUCRS 2009)


Um dos cientistas mais populares da atualidade é Albert Einstein, principalmente pela conhecida Teoria da
Relatividade. Entretanto, foi a sua explicação sobre o chamado Efeito Fotoelétrico que resultou em um Prêmio
Nobel, em 1921. O efeito fotoelétrico consiste em arrancar elétrons de um metal pela incidência de radiação
eletromagnética de certa frequência. A base dessa teoria consiste no fato de que toda radiação eletromagnética,
segundo Einstein, é constituída por quanta (plural de quantum) de energia, os fótons.
108
Ainda de acordo com essa teoria, a energia de cada fóton é dada por E = hf, onde h representa a constante de
Planck e f representa a frequência da radiação.

Sobre o efeito fotoelétrico, então, é correto afirmar que


A) independentemente do número de fótons da radiação incidente, cada fóton só arrancará um elétron se a
energia desse fóton for suficiente para tal.
B) qualquer que seja a frequência da radiação incidente, os fótons terão energia para arrancar elétrons do metal
sobre o qual incidem.
C) quanto maior for o número de fótons da radiação incidente sobre um metal, mais elétrons serão arrancados,
independentemente da sua energia.
D) quanto maior for o comprimento de onda dos fótons da radiação incidente, mais elétrons serão arrancados.
E) quanto maior for a velocidade dos fótons da radiação incidente, mais elétrons serão arrancados.

11. (PUCRS 2010)


INSTRUÇÃO: Para responder à questão seguinte, leia as informações a seguir.
A Física Médica é uma área da Física voltada ao estudo das aplicações da Física na Medicina. Estas aplicações
incluem, entre outras, a obtenção de imagens do corpo que auxiliam no diagnóstico de doenças. Um dos
equipamentos utilizados para obter essas imagens é o aparelho de raios X. A produção dos raios X ocorre no
tubo de raios X, o qual consiste basicamente de uma ampola evacuada que contém dois terminais elétricos, um
positivo e um negativo. Os elétrons liberados por um filamento no terminal negativo são acelerados em direção
a um alvo metálico no terminal positivo por uma tensão aplicada entre esses terminais. Ao chegarem ao alvo, os
elétrons são bruscamente freados e sua energia cinética é convertida em radiação infravermelha e raios X.

Em relação ao descrito acima, afirma-se:

I. A energia cinética adquirida pelos elétrons é diretamente proporcional à tensão aplicada entre os terminais
positivo e negativo do tubo de raios X.
II. O trabalho realizado sobre os elétrons é inversamente proporcional ao campo elétrico existente no tubo de
raios X.
III. Se toda a energia cinética de um determinado elétron for convertida em um único fóton de raios X, esse fóton
terá uma frequência f igual a E/h, onde E é a energia cinética do elétron e h é a constante de Planck.
IV. Em relação ao espectro eletromagnético, a radiações produzidas (radiação infravermelha e raios X) têm
frequências superiores às da luz visível.

Estão corretas apenas as afirmativas


A) I e III.
B) I e IV.
C) II e IV.
D) I, II e III.
E) II, III e IV.

12. (PUCRS 2010)


INSTRUÇÃO: Para responder a questão seguinte, considere as informações e preencha os parênteses
com V (verdadeiro) ou F (falso).

A fissão e a fusão são processos que ocorrem em núcleos energeticamente instáveis como forma de reduzir
essa instabilidade. A fusão é um processo que ocorre no Sol e em outras estrelas, enquanto a fissão é o processo
utilizado em reatores nucleares, como o de Angra I.
( ) Na fissão, um núcleo se divide em núcleos mais leves, emitindo energia.
( ) Na fusão, dois núcleos se unem formando um núcleo mais pesado, absorvendo energia.
( ) Na fusão, a massa do núcleo formado é maior que a soma das massas dos núcleos que se fundiram.
( ) Na fissão, a soma das massas dos núcleos resultantes com a dos nêutrons emitidos é menor do que a massa
do núcleo que sofreu a fissão.
( ) Tanto na fissão como na fusão ocorre a conversão de massa em energia.

A sequência correta, de cima para baixo, é:


A) F – V – F – V – V
B) F – F – V – V – F
C) V – F – V – F – V
D) V – F – F – V – V
E) V – V – V – F – F

109
13. (PUCRS 2011)
Define-se como meia-vida de um elemento radioativo o tempo necessário para que a metade dos átomos
radioativos inicialmente presentes em uma amostra pura desse elemento se desintegre. Assim sendo, decorrido
o tempo correspondente a uma meia-vida, o número de átomos radioativos, N, presentes na amostra será a
metade do número inicial de átomos radioativos, N0.

O gráfico a seguir mostra a fração de átomos radioativos, N/N 0, presentes em três amostras radioativas puras,
X, Y e Z, em função do tempo.

A alternativa que apresenta as amostras em ordem crescente de suas meias-vidas é:

A) X – Y – Z
B) X – Z – Y
C) Y – X – Z
D) Y – Z – X
E) Z – X – Y

14. (PUCRS 2012)


Da fissão de um núcleo de 235U, resultam dois ou mais núcleos menores e dois ou três nêutrons. Nesse
processo, ocorre a conversão de massa em energia. A relação entre a massa e a energia é dada por E = mc².
Nessa relação, m representa a diferença de massa e c o valor da velocidade da luz no vácuo, que é 3,0x10 8m/s.
Considerando que na fissão de um determinado núcleo de 235U a energia liberada seja 2,7x10-11J, é correto
afirmar que
A) não há diferença entre a massa do núcleo de 235U e a soma das massas dos produtos da sua fissão.
B) a soma das massas dos produtos da fissão do 235U é maior que a massa do núcleo de 235U.
C) a energia liberada na fissão não altera a massa do núcleo de 235U fissionado.
D) a diferença entre a massa do núcleo de 235U fissionado e a soma das massas dos produtos da sua fissão é
aproximadamente 3,0x10-28 kg.
E) a diferença entre a massa do núcleo 235U fissionado e a soma das massas dos produtos da sua fissão é
aproximadamente 9,0x10-16 kg.

15. (PUCRS 2012)


De acordo com a quantização da energia de Planck, sabe-se que a energia de um fóton é E = hf onde h é a
constante de Planck e f é a frequência da radiação.
Considerando os fótons de radiação eletromagnética a seguir, numere os parênteses em ordem crescente de
sua energia, sendo 1 o de menor energia e 5 o de maior energia.

( ) luz azul
( ) luz vermelha
( ) raios gama
( ) radiação ultravioleta
( ) radiação infravermelha

A correta numeração dos parênteses, de cima para baixo, é


A) 1 – 2 – 3 – 4 – 5
B) 2 – 1 – 4 – 3 – 5
C) 3 – 2 – 5 – 4 – 1
D) 4 – 3 – 5 – 2 – 1
E) 5 – 2 – 1 – 4 – 3

16. (PUCRS 2012)


Na natureza existem diversos isótopos radioativos, os quais emitem radiação espontaneamente. A respeito das
características que se pode atribuir aos três tipos mais comuns de radiação de origem nuclear (alfa, beta e gama),
é correto afirmar que
110
A) as radiações beta e gama possuem, ambas, massa e cargas elétricas nulas.
B) a radiação beta possui massa zero e sua carga elétrica também é zero.
C) as radiações alfa e gama possuem massa zero, mas ambas têm carga elétrica positiva.
D) a radiação alfa possui massa, mas sua carga elétrica é zero.
E) as radiações alfa e beta possuem massa e cargas elétricas não nulas.

17. (PUCRS 2013)


INSTRUÇÃO: Resolver a questão seguinte com base no texto e nas afirmativas.
No Instituto do Cérebro da PUCRS, isótopos radioativos que emitem pósitrons são utilizados para mapear as
funções cerebrais.
O pósitron é a antipartícula do elétron. Elétrons e pósitrons são partículas que têm massas iguais e cargas
elétricas de módulo também igual, mas com sinais contrários: o elétron é negativo e o pósitron é positivo. Essas
partículas constituem o que é conhecido como um par matéria e antimatéria, as quais se aniquilam quando se
encontram, gerando dois fótons gama. Se, no instante da aniquilação, o par estiver com velocidade desprezível
em relação à da luz, os fótons terão energias iguais e, por conservação de momento linear, serão emitidos na
mesma direção, porém em sentidos contrários. Neste caso, a energia desses fótons é dada pela relação E =
mc2, onde m é a massa da partícula e c=3,0x108m/s é a velocidade da luz no vácuo.

Num exame médico denominado Tomografia por Emissão de Pósitrons (PET – Positron Emission Tomography),
esses fótons, os quais têm a mesma direção mas sentidos contrários, são rastreados e permitem a formação da
imagem do cérebro. Num exame típico, a aniquilação de pósitrons e elétrons resulta numa perda de massa total
de 2,0x10-26 kg a cada segundo.

Em relação ao processo de aniquilação descrito acima, afirma-se:

I. A energia emitida na forma de fótons a cada segundo, devida à aniquilação dos pósitrons e elétrons, é 1,8x10-
9
J.
II. Ocorre conservação da energia, já que a energia associada à massa do par elétron-pósitron se transforma
inteiramente na energia dos fótons.
III. Não ocorre conservação da carga, já que a carga elétrica do par elétron-pósitron não é nula, enquanto a carga
elétrica dos fótons o é.

Está / Estão correta(s) a(s) afirmativa(s)


A) I, apenas.
B) II, apenas.
C) III, apenas.
D) I e II, apenas.
E) I, II e III.

18. (PUCRS 2013)


Os primeiros estudos detalhados sobre o efeito fotoelétrico foram realizados por Philipp Lenard. A explicação
para o fenômeno, no entanto, só foi possível quando Einstein, baseado na teoria da quantização de Planck,
propôs que toda radiação eletromagnética é constituída por quanta (plural de quantum) de energia, os fótons. De
acordo com essa teoria, a energia de cada fóton é dada por E = hf, onde h representa a constante de Planck e f
representa a frequência da radiação.
O gráfico a seguir mostra a energia cinética máxima dos elétrons ejetados em função da frequência da radiação
(luz) incidente para dois materiais diferentes, A e B.

De acordo com as informações apresentadas no texto e no gráfico, é correto afirmar que


A) o número de fótons necessário para produzir efeito fotoelétrico no material A é maior do que no material B.
B) a velocidade dos fótons necessária para produzir efeito fotoelétrico no material A é maior do que no material
B.

111
C) a energia mínima dos fótons necessária para produzir efeito fotoelétrico no material A é menor do que no
material B.
D) a energia cinética máxima dos elétrons ejetados do material A é igual à do material B, desde que a frequência
da luz incidente seja a mesma.
E) a energia cinética máxima dos elétrons ejetados de ambos os materiais independe da energia dos fótons
incidentes.

19. (PUCRS 2014)


Analise as afirmativas que seguem, referentes a fenômenos descritos pela Física Moderna.

I. A energia de um fóton é diretamente proporcional à sua frequência.


II. A velocidade da luz, no vácuo, tem um valor finito, considerado constante para todos os referenciais inerciais.
III. No efeito fotoelétrico, há uma frequência mínima de corte, abaixo da qual o fenômeno não se verifica, qualquer
que seja a intensidade da luz incidente.
IV. A fissão nuclear acontece quando núcleos de pequena massa colidem, originando um núcleo de massa maior.

Estão corretas apenas as afirmativas


a) I e II.
b) I e III.
c) III e IV.
d) I, II e III.
e) II, III e IV.

20. (PUCRS 2014)


Para responder à questão, analise o texto e os dados a seguir.

A matéria apresenta um comportamento dualístico, ou seja, pode se comportar como onda ou como partícula.

Uma partícula em movimento apresenta um comprimento de onda associado a ela, o qual é descrito por λ = h / p,
onde p é o módulo do seu momento linear, e h é a constante de Planck.
Considere as seguintes partículas movendo-se livremente no espaço e suas respectivas massas e velocidades:
Partícula 1 – massa m e velocidade v
Partícula 2 – massa m e velocidade 2v
Partícula 3 – massa 2m e velocidade 2v

Os comprimentos de onda associados às partículas estão relacionados de tal modo que


a) λ1 = λ 2 = λ 3
b) λ1 = λ 2  λ 3
c) λ1  λ 2 = λ 3
d) λ1  λ 2  λ 3
e) λ1  λ 2  λ 3

21. (PUCRS 2015)


Associe os itens da coluna A às informações da coluna B.
Coluna A
1. Fissão Nuclear
2. Fusão Nuclear

Coluna B
( ) Processo cujos produtos são radioativos de longa duração.
( ) Processo de conversão de energia que ocorre no Sol.
( ) Processo de funcionamento da usina de Fukushima, onde, em 2011, houve um acidente nuclear.

A numeração correta, de cima para baixo, é


a) 2 – 1 – 2
b) 1 – 1 – 2
c) 1 – 2 – 1
d) 1 – 2 – 2
e) 2 – 1 – 1

112
22. (PUCRS 2016)
Para responder à questão, analise as afirmativas abaixo, referentes ao efeito fotoelétrico.

I. A frequência mínima da radiação incidente para que o efeito fotoelétrico seja observado depende da
constituição química do material.
II. A energia de cada fotoelétron ejetado no processo depende da intensidade da radiação incidente.
III. A quantidade de fotoelétrons ejetados no processo depende da intensidade da radiação eletromagnética
incidente.
Está/Estão correta(s) a(s) afirmativa(s)
a) I, apenas.
b) II, apenas.
c) I e III, apenas.
d) II e III, apenas.
e) I, II e III.

23. (PUCRS 2016)


Em Física de Partículas, uma partícula é dita elementar quando não possui estrutura interna. Por muito tempo
se pensou que prótons e nêutrons eram partículas elementares, contudo as teorias atuais consideram que essas
partículas possuem estrutura interna. Pelo modelo padrão da Física de Partículas, prótons e nêutrons são
formados, cada um, por três partículas menores denominadas quarks. Os quarks que constituem tanto os prótons
quanto os nêutrons são dos tipos up e down, cada um possuindo um valor fracionário do valor da carga elétrica
elementar e (e = 1,6  10−19 C).
A tabela abaixo apresenta o valor da carga elétrica desses quarks em termos da carga elétrica elementar e.

Quark up Quark down


+2 −1
Carga elétrica e e
3 3

Assinale a alternativa que melhor representa os quarks que constituem os prótons e os nêutrons.

Próton Nêutron
a) up; up; down up; up; up
b) down;down; down up; down; down
c) up; down; down up; up; down
d) up; up; down up; down; down
e) up; down; down down; down; down

24. (PUCRS 2017)


Utilize as partículas β + (beta-mais), β− (beta-menos) e α (alfa) para completar as lacunas dos decaimentos
radioativos abaixo:

99
43 Tc →99
44 Ru + _____ + υe

169
79 Au →165
77 Ir + _____

164
74 W →164
73 Ta + _____ + υe

Considerando que υ e e υ e são, respectivamente, as representações do anti-neutrino do elétron e do neutrino


do elétron, o correto preenchimento das lacunas, de cima para baixo, é
a) β− α β +
b) β + β− α
c) β + α β−
d) β− β + α
e) α β− β +

113
Responder as próximas 2 questões com base no contexto a seguir.
Em hospitais de grande porte das principais cidades do país são realizados tratamentos que utilizam
radioisótopos emissores de radiações alfa, beta e gama.

25. (PUCRS 2018)


O iodo 131, por exemplo, é um radioisótopo utilizado no tratamento de hipertireoidismo. O gráfico abaixo
representa a massa residual de iodo 131 (N) presente em uma amostra em função do tempo (t).

A função que melhor descreve a massa residual de iodo 131 presente na amostra, em função do tempo,
é N(t)=N0ekt , onde

A) N0>0 e k>0
B) N0<0 e k>0
C) N0>0 e k<0
D) N0<0 e k<0

26. (PUCRS 2018)


Em relação às radiações alfa, beta e gama, afirma-se:
I. Todas possuem massa de repouso.
II. Apenas duas possuem carga elétrica.
III. Em geral, a radiação gama é a que possui maior poder de penetração no corpo humano.

Está/Estão correta(s) apenas a(s) afirmativa(s)

A) I.
B) II.
C) I e III.
D) II e III.

TEXTO PARA AS PRÓXIMAS 2 QUESTÕES


A linguagem científica apresenta uma especificidade, uma hermeticidade e um caráter esotérico que pode torná-
la, muitas vezes, inacessível ao público leigo em geral. Como em muitos campos das ciências, na Física Nuclear
utiliza-se uma terminologia própria e específica para a descrição dos fenômenos radioativos. Costuma-se
empregar a expressão nuclídeo, por exemplo, quando se está interessado apenas nas propriedades intrínsecas
dos núcleos atômicos e utiliza-se a expressão núcleons para fazer referência aos prótons e aos nêutrons do
núcleo. A grande maioria dos nuclídeos conhecidos são radioativos, decaindo espontaneamente pela emissão
de partículas e se transformando em novos nuclídeos. Sabe-se, também, que a taxa de decaimento desses
nuclídeos é proporcional ao número de nuclídeos radioativos presentes na amostra radioativa.

O gráfico abaixo apresenta o número de nuclídeos radioativos restantes, N(t), no instante de tempo t, para quatro
amostras radioativas (I, II, III e IV).

114
27. (PUCRS 2019)
Considerando a figura acima, escolha a alternativa em que a amostra apresenta a maior meia vida.

A) I
B) II
C) III
D) IV

28. (PUCRS 2019)


Considerando que a quantidade de nuclídeos restantes das amostras I, II, III e IV é descrita por funções da
forma N(t) = N0 e–βt, NÃO é correto afirmar que

A) βI > βII
B) βII > βIII
C) o valor de N0 na amostra II é maior que na III, mas, após decorrido um tempo t 0, temos
NII(t) < NIII(t), para t > t0.
D) os valores de N0 são iguais nas amostras III e IV.

29. (PUCRS 2019)


O desenvolvimento de uma teoria física que explicasse satisfatoriamente o efeito fotoelétrico resultou do trabalho
de muitos pesquisadores na transição entre os séculos XIX e XX. Alguns desses cientistas, tais como Hertz,
Hallwachs, Thomson, Lenard e Schweidler, ainda hoje são apresentados nos currículos de Física. No entanto, é
a partir da publicação do artigo de Einstein intitulado “Sobre um ponto de vista heurístico concernente à geração
e transformação da luz”, em 1905, que o efeito fotoelétrico recebe uma explicação satisfatória, rendendo ao
cientista o prêmio Nobel de Física em 1921.

Sobre o efeito fotoelétrico, resultado da exposição de um alvo metálico à radiação de determinada frequência,
NÃO é correto afirmar que
A) a intensidade da radiação incidente é relevante para se estabelecer o número de elétrons que são retirados
do metal.
B) a energia máxima dos elétrons que são retirados do metal independe da frequência da radiação incidente.
C) o material de que é constituído o alvo onde incide a radiação influencia na determinação da frequência de
corte.
D) a função trabalho é a energia mínima necessária para o elétron ser retirado do metal.

30. (PUCRS 2020)


Em um laboratório de Física, dois feixes de raios X (I e II) são disparados e incidem sobre uma placa de chumbo,
sendo totalmente absorvidos por ela. O comprimento de onda do feixe II é quatro vezes maior que o comprimento
de onda do feixe I. Ao serem absorvidos, um fóton do feixe I transfere à placa de chumbo uma energia E 1 e um
fóton do feixe II transfere uma energia E2. A razão entre as energias E2 e E1 é
A) 1/16
B) 1/4
C) 4
D) 16
115
GABARITO FÍSICA MODERNA

Resposta da questão 1: Resposta da questão 16:


[E] [E]

Resposta da questão 2: Resposta da questão 17:


[C] [D]

Resposta da questão 3: Resposta da questão 18:


[C] [C]

Resposta da questão 4: Resposta da questão 19:


[C] [D]

Resposta da questão 5: Resposta da questão 20:


[C] [E]

Resposta da questão 6: Resposta da questão 21:


[E] [C]

Resposta da questão 7: Resposta da questão 22:


[E] [C]

Resposta da questão 8: Resposta da questão 23:


[E] [D]

Resposta da questão 9: Resposta da questão 24:


[D] [A]

Resposta da questão 10: Resposta da questão 25:


[A] [C]

Resposta da questão 11: Resposta da questão 26:


[A] [D]

Resposta da questão 12: Resposta da questão 27:


[D] [A]

Resposta da questão 13: Resposta da questão 28:


[C] [A]

Resposta da questão 14: Resposta da questão 29:


[D] [B]

Resposta da questão 15: Resposta da questão 30:


[C] [B]

116