Você está na página 1de 11

Cópia não autorizada

C6pia impressa pelo Sistema CENWIN

01.013
ACOS INOXlDAVElS E ACOS RESISTENTES A0 CALOR
SELECAO NBR 6847

Procedimanto .SET/lSBl

1 OBJETIVO

1.1 Esta.Norma fixa as condi@es exigiveis para a sele$ao de a$o inoxidivel e

ago resistente ao calor levando em consideragzo as propriedades do ago e as Pro


pr iedades necesssr ias para pega acabada.

1.2 OS ages inoxidiveis e resistentes ao calor sgo largamente usados onde forem
necessirios resistGncia G corrosgo, resistgncia a elevadas e baixas temperaturas,

levando-se em consideraSao tambgm a resistkcia 5 tra$go, dutilidade, apar&cia


etc. .

1.3 A sele@o do aso consiste na identificagso de uma ou de urn conjunto das pro
priedades acima e depende da ponderacao entre as propriedades exigidas e o compor
tamento da pe(;a.

2 CONDlCdES GERAIS

2.1 @opriedades de cornportamento da pega acabada


a) resistzncia ZI corrosS0 atmosfgrica:

- marinha;
- industrial;
- rural;
- urbana;
- qualquer associagao destas atmosferas.

b) resist&cia 5 corrosgo em ind6strias quimicas de:

- produtos farmac&sticos;
- petr6leo;
- bebidas;
- produtos alimenticios.

Origam: ABNT NB-802/78


CB-1 - Cornits Brasileiro de Minerqk e Metalurgia
CE-1:2.13 - Comisssb de Estudo da Produtos Planos Laminados de AGO Inoxidhel

SISTEMA
METROLOGIA,
NACIONAL
NORMALIZACAO
DE I ~
ABNT - ASSOCIACAO BRASILEI RA
DE NORMAS TtCNICAS
E QUALIDADE INDUSTRIAL I
@
II

Pa<avrachave: aqo inoxickvel WR 3 NORMA BRASILEIRA REGISTRADA


I

CDU: 889.14.blf3.8 Todos OS diraitos resarvados 11 P6ginas


Cópia não autorizada
C6pia impressa pelo Sistema CENWIN
2 NRR 6947/1981

c) resistGncia s carbonetagao;

d) resis&cia 5 oxidac;ao superficial (formaSao de carepa);

e) resistgncia Z sulfuragZ0;

f) resist&cia i eros;io;

g) resistgncia a abrasa”o;

h) resistgncia s traga”o e dutil idade a:

- temperaturas elevadas;
- temperatura ambiente;
- temperatura para aplicasGes criog&iicas.

i ) acabamento para :

- aparEncia, arquitetura, trabalhos decorativos;


- facilidade de limpeza;
- facil idade de esteri 1 izaga”o;
- superfCcie lisa.

j) refletividade;

1) propriedades mag&ticas;

m) propriedades nao-magngticas;

n) rigidez;

0) gume:
- retenc;a”o de bordas de torte.

p) resi ldgncia;

q) resist&cia i escoria@es;

r) resistcncia a0 emperramento;

s) condutividade &r-mica;

t) expansao t<rmica;

u) resistividade el6trica;

v) estabilidade dimensional;

x) estabilidade estrutural;

z) estabilidade de tensijes (resistgncia a mudangas das tensoes internas).

2.2 Exig&cias na fabricagiio do aGo para deteminada pep


a) superficie para:

- trabalho a quente;
Cópia não autorizada

C6pia impressa pelo Sistema CENWIN NRR 6847/1981 3

- trabalho a frio;
- acabamento a frio;
- solda branca;
- brazagem;
- solda.

b) caracteristica de conformagao:

- trabalho a quente ou a frio coma por exemplo: forjamento, recalque, 1%


minagso, estampagem, extrusao, trefilagao, dobramento, pungonamento e
repuxamen to.

c) capacidade de acabamento:

- antes de conformar;
- ap&s conformagZ0.

d) caracteristicas de uniao:

- solda;
- solda branca;
- brazagem.

e) usinabilidade:

- antes da fabricagso;
- ap6s fabricacgo;
- ap& tratamento tGrmico posterior ‘a fabricacao.

2.3 Fatores de corrosi;o

2.3.1 Alguns dos fatores mais importantes que afetam a resistsncia i car rosa0

Go:

a) composigao quimica dos meios corrosives, incluindo as impurezas;

b) estado dos meios:

- liquido;
- gasoso;
- s6lido; ou
- combinaczo dos mesmos.

c) varia@es de temperatura e concentragoes kidas dos meios;

d) teor de oxigznio dos meios;

e) aeraga”o dos meios;

f) ionizagao dos meios;

g) forma@0 repetida e desaparecimento de bolhas no meio;


Cópia não autorizada
C6pia impressa pelo Sistema CENWIN
4 NEm6847/1981

h) relativa agitaskdos meios em relasao ao ac;o;

i) composi$a”o quimica do aso;

j) teor de bact<rias dos meios;

1) deformagzo mecsnica i frio;

d constitui$so do aso:

- natureta e distribui$o de seus constituintes meta logri4f ices;

4 varia@es de temperatura do aso;

0) tempo de exposigao do aso nos meios;

PI condi$ao de superficie do aso;

9) tensoes no aso durante a exposiSao nos meios;

4 urn ou mais materiais metglicos diferentes em contato corn o aso;

d correntes el6tricas parasitas no aso;

t) diferengas de potential no aso;

u) dep&itos de carbon0 provenientes de compostos orgsnicos aquecidos;

4 retensao de p6 em superficies expostas;

xl efei tos da soldagem, brazagem e solda branca;

4 decantac$o de i6do no fundo dos tanques.

2.3.2 A selecso de urn tipo especial de aso inoxidhel e aGo resistente ao calor, para
urn dado meio corrosive ou melos, frequentemente obedece a extensivos estudos de dados
comparatives das propriedades do aso, e algumas vezes de ensaios pilotos, ou aplicasa”o
direta do material, conforme Tabela 1.

/TABELA i
Cópia não autorizada

C6pia impressa pelo Sistema CENWIN


lum 5847/1981 5

TABELA 1 - Resist&ha P corros;?o relativa

Tipo
,tmosferz
‘randa e
gua fre: I ndus-
Atmosf era r Agua l- Qu imica

trial 4arinha Sal ina Branda Oxidante Redu tora


a

201 X X X X X
202 X X X X X
205 X X X X X
301 X X X X X
302 X X X X X
302 B X X X X X
303 X X X
303 Se X X X
304 X X X X X
304 L X X X X X
304 N X X X X X
305 X X X X X
308 X X X X X
309 X X X X X
309 s X X X X X
310 X X X X X
310 s X X X X X
314 X X X X X
316 X X X X X
316 F X X X X X
316 L X X X X X
316 N X X X X X
317 X X X X X
317 L X X X X X
321 X X X X X
329 X X X X X
330 X X X X X
347 X X X X X
348 X X X X X
384 X X X X X
403 X X
405 X X
409 X X
410 X X
414 X X

/cant i nua
Cópia não autorizada
C6pia impressa pelo Sistema CENWIN
6 MH?6647/1961

TABELA 1 - Resistenciaa corrosGorelativa


/cant i nuacso
itmosfera
Atmosfera Agua Quimica
randa e
Tipo
gua frei I ndus- Marinha Sal ina Branda Oxidante Redutora
a :rial

416 X
416 Se X
420 X
420 F X
422 X
429 X X X
430 X X X
430 F X X X
430 F S X X X
431 X X X
434 X X X
436 X X X
440 A X X
440 B X
440 c X X
442 X X X
446 X X X
501 X
502 X X X

Iota: 0 “Xi’ indica que urn tipo especifico pode ser considerado resistente aque
le meio corrosive.
Cópia não autorizada

C6pia impressa pelo Sistema CENWIN


NBR 6847/1981

2.4 ApZicagzes t&has dos ages inoxidiitteis


Conforme Tabela 2.

TABELA 2 - Aplica@es tipicas dos *OS inoxidheis

Tipo Apl i ca$ao

201 Utensilios domkticos; pias; carros ferrovlirios; trailers; equi


pamentos de restaurantes; calotas; guarnisoes de automoveis.

202 Utensilios dom6sticos (panelas, potes); calotas; equipamentos pa-


ra pasteuritasso e estocagem; carros ferrovigrios; reboques de ca-
mi nhoes ; rolos; pias.

301 Fins estruturais; correias transportadoras; utensil ios dom& t i


cos; ferragens; diafragmas; adornos de autotiveis, equipamentos
para transporte; aeronaves; ferragens para postes; f ixadores (gram
pos, fechos, estojos); conjuntos estruturais onde alta resistGi
cia 6 exigida em aeronaves, auto&veis, caminhoes e carrocer ias;
carros ferroviirios.

302 Telas em geral; guarnis6es arquitet&icas; exteriores arquitetzni


cos; garrafas t6rmicas e esterilizadores, equipamentos para ret:
zimentos; pias; lavadoras de pra tos ; utensilios domkticos; equt
pamentos hospitalares; tanques de gasolina; equipamentos para fz
bricaG;o de sorvetes; congeladores; guarni@es para portas; equT
pamentos par? laticinios; maquinaria para engarrafamento; tanque?
de fermentagao; equipamentos para armazenagem e processamento de
produtos alimenticios; dobradisas; refinarias de asircar; carros
ferroviirios.

302 B Pesas resistentes a0 calor; elementos de aquecimento de tubos ra-


diantes; caixas de recozimento; suportes de tubosi aplica$es ot~
de exija resistgncia ?I oxida$a”o a temperaturas ate 926OC e pa ra
servi$o intermitente envolvendo resfriamento ripido a temperatura
at; 870% (P.ex.: partes de fornos, se$es de queimadores, abafa_
dores de recozimento).

303 Parafusos; porcas; pregos; eixos; cabos; fechaduras; componentes


de aeronaves; buchas; peGas produzidas em mgquinas automiticas e
outras de miquinas operatrizes.

304 Utensilios domkticos; fins estruturais; equipamentos para ind$


tria quimica e naval; indistria farmacgutica; indcstria textil,
indiistria de papel e celulose; refinaria de petr6leo; pe rmu tado
res de calor; vilvulas e peGas de tubula$oes; indistria frigorif1
ca; instalagoes criog6nicas; depkitos de cerveja; tanques de fey
mentasao de cerveja; tanques de estocagem de cerveja; equ i pamen
tos para refino de produtos de milho; equipamentos para latic1
nios; ciipula para casa de reator de usina at6mica; tubos de va-
por; equipamentos e recipientes para usinas nucleares; peGas para
deposit0 de algumas bebidas carbonatadas; condutores descendentes
de sguas pluviais; carros ferroviSrios; calhas.

/con t i nua
Cópia não autorizada

S C6pia impressa pelo Sistema CENWIN NSR 6847,,98,

TABELA 2 - Aplica#es tip&s dos ages inoxickiveis


/continuasao

304 L Revestimento para tremonhas de carvao; tanques de pulveriza$ao de


fertilizantes lfquidos; tanques para estoque de massa de toma te ;
quando se faz necesssrio urn teor de carbon0 menor que o tipo 304
para restringir a precipi tac$o de carbonetos resultantes da solda
gem, particularmente quando as pesas nao podem ser tratadas term1
camente ap& a solda; carros ferroviirios.

305 Pegas fabricadas por meio de severas deforma@es a frio.

308 Fornos industriais; valvulas; eletrodos de soldagem; solu$es de


sulfetos a alta temperatura.

309 Apl ica@es a alta temperaturas; suportes de tubos; abafadores; cai-


xas de cementagzo; depkitos de bebidas; partes de queimadores. a
Glee; refinarias; equipamentos para fsbrica de produtos quimicos;
partes de bombas; revestimento de fornos; componentes de caldei
ras; componentes para fornalha de msquinas a vapor; aquecedores:
trocadores de calor; pecas para motores a jato.

Aquecedores de ar; caixas de recozimento; estufa de secagem; ‘ante


paros de caldeira de vapor; caixa de cementasao; equipamentos par:
.
fibrica de tinta; suportes para ab6bada de forno; fornos de fundr
$a0 ; transportadores e suportes de fornos; revestimento de fornos;
componentes de turbinas a gis; trocadores de calor; incineradores;
componentes de queimadores de 6leo; equipamentos de refinaria de
petrGle0; recuperadores; cilindros para fornos de rolos transporta
dores ; tubulac;a”o de soprador de fuligem; chapas para fornalha; chx
min& e comportas de chamind de fornos; conjuntos de diafragma dos
bocais para motores turbojatos; cubas de cristalizaggo de ni tra
tos; equipamentos para usina de papel.

314 Caixas de recozimento; caixas de cementaG;o; acess6rios para trata


men tos t&mi cos ; tubos de radiagao.

316 Pegas que exigem alta resistkcia i corrosgo localizada:


- equipamentos de indcstrias quimicas, farmac&tica, textil, petri
leo, papel, celulose, borracha, nylon e tintas;
- pegas e componentes diversos usados na construga”o naval;
- equipamentos criogGnicos;
- equipamentos para processamento de filme fotogrifico;
- cubas de fermentaszo; instrumentos circrgicos.

316 L - peGas de vilvulas;


- bombas;
- quando se faz necessgrio urn teor de carbon0 menor que o tipo 304
para restringir a precipita$ao de carbonetos resultantes da sol
dagem, particularmente quando as pegas nao podem ser tratadas
termicamente ap& a solda;
- tanques;
- evaporadores e agitadores;
- equipamentos texteis;
- condensadores ;
- pegas expostas s atmosfera maritima;
- adornos;
- tanques soldados para estocagem de produtos quimicos e org5n i
cos;
/cant inua
Cópia não autorizada

C6pia impressa pelo Sistema CENWIN Nf3R 6847/1981

TABELA 2 - Aplic&ks tipicar dos aws inoxideveis


/con t i nuac$o

- bandejas;
- revestimento para fornos de calcina$o.

317 - equipamentos de secagem;


- equipamentos pata f;bricas de tintas.

321 - para estruturas soldadas e peGas sujeitas a aquecimento na faixa


de preci pi taGso de carbonetos;
- an&is coletores de aeronaves;
- revestimento de caldeiras;
- aquecedores de cabines;
- parede corta-fogo;
- vasos pressurizados;
- sistema de exaustso de 6leo sob alta pressso;
- revestimento de chamin6;
- componentes de aeronaves;
- superaquecedor radiante;
- foles;
- equipamentos de refinaria de petr6leo;
- apl icaG6es decorativas.

347 - tubos para superaquecedores radiantes;


- tubo de exaustzo de motor de combustso interna;
- tubulaggo de vapor a alta pressso;
- tubos de caldeiras;
- tubo de destilaga”o de refinaria de petr6leo;
- venti lador;
- revestimento de chaminG;
- para estruturas soldadas e peGas sujeitas a aquecimento na faixa
de precipitagao de carbonetos;
- tanques soldados para transporte de produtos quimicos;
- a&is coletores;
- juntas de expansgo;
- resistores tGrmicos.

403 - la^minas de turbina sujeitas 5 corrosso e desgaste por abrasso e


erosso em meio cmido;
- an6is de motores a jato;
- se@es altamente tensionadas em turbina i gss.

405 - caixas de recozimento.

410 - Glvulas;
- bombas;
- parafusos e fechaduras;
- tubo de controle de aquecimento;
- chapa para molas;
- cutelaria (facas, canivetes etc.);
- mesa de prancha;
- instrumentos de medida;
- penei ras;
- eixos acionadores;
- maquinaria de minera$ao;
- ferramentas manuais;
- chaves;

/cant inua
Cópia não autorizada
C6pia impressa pelo Sistema CENWIN
10 NRR 6647/1661

TABELA 2 - Apiica#es t ipicasdos aqos inoxid6veis


/con t i nua+

- para aplica@es que exigem boa resiskcia & oxida$o a elevada


temperatura (abaixo de 650~C) ta is coma partes de fornos, quei-
madores etc. ;
- equipamentos rodoviirios;
- sedes de vslvulas de seguransa para locomotivas;
- plaquetas tipogrificas;
- apetrechos de pesca;
- peGas de calibradores;
- f ixadores.

416 - parafusos usinados;


- porcas;
- engrenagens;
- tubos;
- eixos;
- fechaduras.

420 - cutelaria;
- instrumentos cirijrgicos e dentsrios;
- rgguas;
- med i dores ;
- engrenagens;
- eixos;
- pinos;
- rolamentos de esferas;
- bolas de moinho.

440 A - eixos;
B - pinos;
C - instrumentos cirl;rgicos e dentirios;
- cutelaria;
- a&is.

430 - cunhagem de moedas;


- adornos de autom&eis;
- calhas;
- miquinas de lavar roupa;
- revestimento da ca^mara de combustzo para motores diesel;
- equipamentos para fabricagso de &ido nitrico;
- f i xadores;
- aquecedores ;
- portas para cofres;
- pias.

442 - componentes de fornos;


- ca^maras de combustao.

446 - caixas de recozimento;


- chapas grossas para abafadores;
- queimadores;
- aquecedores;
- tubos para piGmetros;
- recuperadores;
- vilvulas e conexoes;
- aplicask a altas temperaturas quando g necesdria resi--st&cia
a oxidagao, sem exighcias de propriedades mechicas.

/cant inua
Cópia não autorizada

C6pia impressa pelo Sistema CENWIN N6R 6847/1981 11

TABELA 2 - Aplica@es t ipicas dos aws inoxidkeis


/continuasZo

502 - pr6 aquecedores de ar e 6leo;


- trocadores de ca lor;
- condutores de vapor e oleo quentes;
- tubos condensadores de refinaria;
- gaxetas;
- componentes de torres de craqueamento.

Você também pode gostar