Você está na página 1de 3

A DÍVIDA TEOLÓGICA

2 Pedro 3.14-18

Introdução:

A CONSTRUÇÃO DA DIVIDA
TEOLOGICA

1. O esvaziamento doutrinario no
COPA 2 saber cristão
1.1. Posicionamento anti teológico + a
rapidez e a informalidade na formação
A DÍVIDA de obreiros
PROFÉTICA 1.2. Doutrinamento das Tradições + a
forte adesão denominacional + -
elaboração de uma rígida tradição
15 A 20 DE
JUNHO 2020 1.3. O sincretismo de doutrina +
experiencias + paganismo

2. O esvaziamento doutrinario na
prática crista.
2.1. Os costumes eram absolutizados
em detrimento da doutrina da Palavra
de Deus

2.2. Quais eram as razões bíblicas para


o que se praticava: “a barba de
Ezequiel no rio de águas purificadoras”

2.3. A prática cristã se tornou superficial


e débil, estava mais centrada na roupa
que na vida, nos ornamentos que nas
virtudes!

3. O esvaziamento doutrinario na
liturgia cristã
3.1. Os hinos eivados de humanismo
melodramático
3.2. As pregações marcadas pela
superficialidade
3.3. As conversões se tornaram breves,
passageiras!

COPA 2
CONSEQUENCIAS DA DÍVIDA
TEOLÓGICA
A DÍVIDA
PROFÉTICA "A tradição suplantou a revelação no
ensino da igreja" "Hoje o nosso povo
conhece mais a igreja que o DEUS da
15 A 20 DE igreja"
JUNHO 2020
“Se você tem menos de 25 anos de
conversão, possivelmente nunca ouviu
o Evangelho genuíno”

A grande maioria dos crentes


desconhece os cinco fundamentos da
Reforma Protestante.
- sola fide
- sola scripture
- solo cristos
- sola gratia
- sola deo gloriae

O apóstolo Pedro alertou para


estarmos preparados para
respondermos sobre a “razão da nossa
fé” (1 Pe 3.15)

A grande maioria dos crentes não


saberia escrever um texto sobre a
justificação pela graça. Não saberia
argumentar sequer a importancia da
ressurreição de Cristo.

Uma geração cansada, fatigada de


uma fé sem conteúdo, sem razões
fundamentais.

PAGANDO A DÍVIDA TEOLÓGICA

Redescobrindo o Livro de Deus (2 Re


22.8)

A Leitura Publica do Livro da Lei (Ne 8)

Você também pode gostar