Você está na página 1de 2

Editado por Insight Comunicação Editor Redação

www.insightnet.com.br Claudio Fernandez 21 2509-5399

Nº 6.414
Rio de Janeiro, 27 de julho de 2020

Nem a Covid-19 contamina a reeleição de Bolsonaro


Nem o novo coronavírus está se Pesquisas, 45,6% a 36,4%). Lula, Henrique Mandetta, na competição.
mostrando capaz de deter a marcha diga-se de passagem, tem uma base Resultado: diferença de 25 pontos
firme do presidente Jair Bolsonaro de eleitores permanentes da ordem pró Capitão, 30,7% a 5,7% (o RR não
rumo à reeleição. É o que mostra de 30%, praticamente igual à de adicionou Mandetta).
sondagem realizada pelo RR na se- Bolsonaro. Quando a comparação E vamos ao segundo turno. A
mana passada junto a 78 nomes da é com Sérgio Moro, em simulação enquete do RR apontou os seguin-
sua base de assinantes. Os resultados igualmente estimulada, Bolsonaro tes resultados: na disputa contra
são muito próximos aos verificados dá uma goleada: o presidente ganha Fernando Haddad, 45% a 36% a
no levantamento do Paraná Pesquisas, do ex-juiz e ex-ministro por 32% favor de Bolsonaro (46,6% a 32%,
divulgado na última sexta-feira em a 16% na sondagem do RR para no Paraná Pesquisas); contra Ciro
parceria com a revista Veja. Bolsonaro o primeiro turno, com Lula lista- Gomes, 47% a 30% (48,1% a 31,1%
ganha de todos candidatos, em todas do. Segundo o Paraná Pesquisas, o no Paraná Pesquisas); contra Sérgio
as simulações eleitorais, no primeiro score é de 29% a 17,1% a favor de Moro, 46% a 35% (44,7% a 35% no
e no segundo turno. Ressalte-se as Bolsonaro, sem Lula listado, e de Paraná Pesquisas); contra João Dória,
diferenças entre ambos os levanta- 27,5% a 16,8%, com Lula. 54% a 22% (51,7% a 23% no Paraná
mentos. Por exemplo: a sondagem Em uma terceira simulação es- Pesquisas); e, finalmente, o celebrado
do RR é mais modesta e não incluiu timulada, a competição direta é com Luciano Huck: no RR, 47% a 29% a
diversos potenciais candidatos, tais Fernando Haddad. De acordo com o favor de Bolsonaro (50,8% a 27,6%
como João Amoedo, Guilherme Boulos levantamento junto aos assinantes no Paraná Pesquisas).
e Wilson Witzel. A conclusão é que, do RR, a diferença chega a 20 pontos Segundo um cientista político que
pelo menos por enquanto, Bolsonaro percentuais pró-Bolsonaro – 33% colaborou com o RR na sondagem,
é invencível. a 13%. O resultado é ainda superior haveria um fator de fortalecimento
Mesmo com a inclusão de Lula aos mais de 16 pontos atestados pelo eleitoral do “mito”: o auxílio emer-
na simulação eleitoral estimulada, Paraná Pesquisas (30,7% a 14,5%). gencial, que angariou gratidão junto
o presidente se distancia do petista Nessa mesma listagem de perguntas a segmentos e regiões mais pobres,
em nove pontos na sondagem do também consta o governador Flavio a exemplo do Nordeste, que era um
RR para o primeiro turno, 31% a Dino, novo darling das esquerdas. feudo exclusivo do PT. O auxílio vai
22%, uma diferença ainda maior De acordo com o RR, o abismo en- virar permanente, transformando-
do que a verificada pelo Paraná tre Bolsonaro e Dino é de 33 pontos se no programa social “Renda Bra-
Pesquisas (27,5% a 21,9%). No percentuais: 34% a 1%. Segundo o sil”. Mesmo assim, com tudo que o
segundo turno, de acordo com o Paraná Pesquisas, o presidente rece- presidente faz para envergonhar os
levantamento do RR, o intervalo beria 30,7% dos votos em primeiro brasileiros, os números assustam
entre o atual e o antigo presidente turno contra apenas 1,6% para o pela sua distância em relação aos
é ainda mais amplo, 47% a 34% governador do Maranhão. O Paraná virtuais candidatos. Será que Jair
(placar maior do que o do Paraná Pesquisas incluiu o “Mr. Pandemia”, Bolsonaro está se tornando imbatível?

Continua na próxima página


Crônica de uma demissão anunciada
A versão de que o economista Rubens Novaes deixou a que a presidência do Banco do Brasil, porque está
cansado é para inglês ver. Novaes já tinha virado a bola sete do presidente Bolsonaro. O presidente reclamava
que ele falava e Novaes não ouvia - na verdade, o economista sofre de problema auditivo. Em 2019, Paulo
Guedes segurou Novaes no cargo em pelo menos duas circunstâncias. Na célebre reunião do dia 22 de abril,
Bolsonaro não escondia dos presentes sua antipatia aberta pelo presidente do BB. Novaes não voltará a dar
consultoria, atividade que quase lhe rendeu uma cadeia por denúncia de insider information. Vai ser "aspone"
de Guedes, no Rio de Janeiro. Registre-se que Novaes foi absolvido da acusação.

O dono do mundo Inimigo meu


Nos corredores do Santander, circula a informação de que o presi- No que depender dos generais
dente do banco no Brasil, Sergio Rial, vai assumir o comando mundial palacianos, os dias do deputado
do grupo já a partir de 2021. Se bem que, modesto, Rial costuma dizer Vitor Hugo como líder do governo
que já é o "presidente global" do banco, uma vez que o Brasil responde na Câmara estão contados.
por mais de um terço dos resultados do grupo espanhol. O parlamentar mandou a
"hierarquia" às favas e não tem
Impedimento mais o menor pudor em atravessar
A cúpula da CBF está bastante apreensiva com o recomeço da Copa o ministro Luiz Eduardo Ramos,
Libertadores, previsto para 15 de setembro. Com a goleada da Covid-19 responsável pela articulação
no Brasil e as restrições a voos provenientes do país, é provável que os política, em todos os assuntos.
clubes sejam obrigados a fretar aviões para disputar a competição. Isso
se os jogadores brasileiros forem autorizados a zanzar pela América.
Prévias
Espiridião Amin articula sua
Tête-à-tête candidatura à presidência do
Segundo informações filtradas junto ao próprio MPF, são grandes Senado em 2021. Antes disso,
as chances dos procuradores convocarem o senador Flavio Bolsonaro e o desafio é outro: brecar as
seu suplente, Paulo Marinho, para uma acareação já no mês de agosto. manobras de Davi Alcolumbre
Há pelo menos duas importantes contradições entre os depoimentos para mudar o regime interno e
de ambos. Marinho garante que Flavio recebeu informações sigilosas concorrer a um novo mandato.
sobre a Operação Furna da Onça, da Polícia Federal, que investigou o Sem isso, Amin sabe que já entra
esquema de "rachadinhas" na Alerj. O "01" nega. na disputa derrotado.

A hora da xepa no real estate Fora da pista


Dona de importantes prédios de escritórios no Brasil, como a Vista O cancelamento da corrida de
Faria Lima, a gestora nova-iorquina GTIS Partners, vasculha o mercado F-1 deste ano, conforme o RR
em busca de pechinchas. Quer se aproveitar das comorbidades alheias: a antecipou em 29 de maio, é só a
pandemia jogou os preços dos ativos de real estate no chão. primeira batida. Os organizadores
do evento consideram excluir o
Fora, Chuchu! Brasil do calendário da categoria.
João Doria quer Geraldo Alckmin longe da campanha de Bruno Co-
vas à Prefeitura de São Paulo. Doria, que já não morre de amores pelos Ponto final
"cabeças brancas" do PSDB, acha que Alckmin se tornou um estorvo, Não retornaram ou não comentaram o
após ser denunciado por crime eleitoral e corrupção. assunto: Santander e GTIS.

Copyright Relatório Reservado - Negócios & Finanças. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo deste jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.
As informações publicadas neste veículo não exprimem declarações oficiais das empresas e personagens citados, à exceção de circunstanciais afirmações de caráter formal, identificadas pela divulgação entre aspas.

Assinaturas e-mail: relatorio@relatorioreservado.com - Tel: 21 2526-7004 | Disponível para os assinantes em www.relatorioreservado.com.br