Você está na página 1de 25

CARTILHA DE LEIS ESSENCIAIS

DO DIREITO EMPRESARIAL

1
03 Introdução

SUMÁRIO 07

09
Aplicação do Direito Empresarial

Pagamento de impostos

10 Comerciante e empresário
12 Comerciante
13 Empresário

14 Diferentes tipos de empresa


17 Sociedade Limitada (LTDA)
17 Sociedade Anônima (SA)
18 Microempreendedor Individual (MEI) 

19 Cláusulas obrigatórias no contrato social de cada tipo de empresa

21 Sociedade simples
22 Sociedade limitada

2
INTRODUÇÃO

3
Originado do Código Civil de 1916, primeiramente

conhecido como Direito Comercial, o Direito Empresarial

é um conjunto de normas de direito privado, responsável

pelas atividades das empresas e empresários e das

relações empresariais e comerciais. Ele foi atualizado

em 2002, mesmo ano em que recebeu a nomeação que

conhecemos agora.

4
É nesse conjunto de normas que encontramos os direitos e deveres

de empresas e as determinações que envolvem assuntos como:

CONTRATOS MERCANTIS;

CONTRATOS;

TEORIA EMPRESARIAL;

RECUPERAÇÃO JUDICIAL;

TÍTULO DE CRÉDITO;

FALÊNCIA;

RELAÇÃO COMERCIAL, CONCORRENCIAL,


INTELECTUAL E INDUSTRIAL.

5
A atualização no código trouxe várias novidades e substituiu leis

arcaicas e que mereciam atenção. Além disso, algumas normas

que ainda não existiam foram adicionadas e contribuíram para

tornar mais justo o Direito da Empresa que conhecemos hoje. Como há vários dados a serem esclarecidos

sobre esse assunto, o E-Diário resolveu criar uma


Por conta dessas manutenções normativas, esse Direito passa
cartilha com a reunião de leis essenciais sobre
a ser regulado pela codificação civil da Parte Especial do Livro
o Direito Empresarial. Assim, você que precisa
II. Ele é dividido em:
checar informações sobre essas determinações

• TÍTULO I - Do empresário; de forma facilitada, clara e objetiva, tem um

documento esclarecedor nas mãos para utilizar


• TÍTULO II - Da sociedade;
em qualquer momento.
• TÍTULO III - Do estabelecimento;

• TÍTULO IV - Dos institutos complementares.

6
APLICAÇÃO
DO DIREITO
EMPRESARIAL

7
O Direito Empresarial é bastante amplo e, por conta disso, reúne Ela prevê que não haja mais limitações da lei em relação

várias especificidades sobre direitos e deveres, sociedade, aos atos praticados. Na norma anterior, só era considerada

tributação, direitos dos consumidores, obrigações trabalhistas atividade empresarial algumas que estavam detalhadas no

e várias outras questões. código ou quem praticava atos de mercancia. Agora essa

atividade é muito mais ampla.


Com as novas leis adicionadas ao Código Civil, em 2002,

algumas alterações chamam atenção e devem ser inteiramente É importante deixar claro que, antes de qualquer ação, quem

conhecidas por quem tem o interesse de abrir uma empresa. deseja exercer ações empresariais, precisa registrar o negócio

A principal delas é a teoria da empresa, que substitui a antiga e regularizá-la perante as leis vigentes. Por isso, conhecer

teoria dos atos de comércio. detalhadamente o que trata o Direito Empresarial sobre o

registro de uma nova empresa.

8
PAGAMENTO DE IMPOSTOS

Outro ponto importantíssimo presente no Direito Empresarial é o Direito

Tributário. Eles se unem pois qualquer empresa tem entre as obrigações

o dever de pagar impostos. Como no caso de empreendimentos a

tributação é algo específico para cada tipo de empresa, para ramos de

atuação e vários outros quesitos que podem envolver diversas taxas

diferentes, deve ser sempre um ponto de atenção.

Hoje em dia, os regimes de tributação existentes para empresas são:

• SIMPLES NACIONAL;

• LUCRO PRESUMIDO;

• LUCRO REAL.

9
COMERCIANTE
E EMPRESÁRIO

10
Comumente vemos os termos comerciante e empresário se
confundirem ou, até mesmo, serem usados como sinônimo. Todo
comerciante é empresário? Todo empresário é comerciante? Há
alguma diferença entre essas nomenclaturas?

Na verdade, um não é sinônimo do outro e, principalmente, se


você está tomando como base o Código Civil, é importante
entender o que os difere e o que diz a lei sobre isso.

11
COMERCIANTE

Desde 1916, na primeira versão do Código Civil há um detalhamento

sobre o que é ato de comércio. Por mais que ele tenha sido atualizado

para teoria da empresa, o Artigo 19 do Regulamento de número

737/1850 manteve o que é considerado como atividade de um

comerciante. Assim, é comerciante quem:

COMPRA E VENDE OU TROCA BENS MÓVEIS OU SEMOVENTES;

FAZ OPERAÇÕES DE CÂMBIO, BANCO E CORRETAGEM;

FABRICA, DEPOSITA, FAZ EXPEDIÇÃO E


TRANSPORTA MERCADORIAS;

REALIZA ESPETÁCULOS PÚBLICOS, SEGUROS, FRETAMENTOS;

FAZ ARMAÇÃO E EXPEDIÇÃO DE NAVIOS.

12
EMPRESÁRIO

Já os empresários, segundo o Artigo 966 do, Código Civil, são aqueles

que exercem profissionalmente uma atividade econômica organizada

para a produção ou circulação de bens e serviços.

Para que não existam dúvidas, o mesmo Artigo trata de esclarecer

também quem não é considerado empresário pela lei. Em parágrafo

único, a norma expõe que profissionais intelectuais de natureza

científica, literária ou artística não entram nesta categoria.

13
DIFERENTES
TIPOS DE EMPRESA

14
Existem vários tipos de empresa e sociedade. Por conta disso,
SOCIEDADE LIMITADA;
é importante dar ainda mais atenção ao que está previsto no

Novo Código Civil, já que em cada caso há determinações SOCIEDADE ILIMITADA;

e obrigações diferentes que podem impactar positiva ou


SOCIEDADE MISTA;
negativamente, quando não há uma precaução preliminar.
SOCIEDADE ANÔNIMA;
Antes de firmar uma sociedade, é exigido o estabelecimento
SOCIEDADE EM NOME COLETIVO.
de um contrato social. Nele será explicado em qual tipo de

sociedade a empresa está enquadrada e, a partir disso, quais

são as responsabilidades, deveres e direitos de cada sócio.

Atualmente, esses são os tipos de sociedade existentes:

15
Para os diferentes tipos de empresas também há determinações

variadas que regulamentam quantidade de funcionários, renda bruta

anual do negócio, benefícios para pessoa jurídica, entre outros. Veja

os mais conhecidos:

MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL

EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA;

EMPRESÁRIO INDIVIDUAL;

EMPRESA DE GRANDE PORTE.

Detalhamos os mais adotados pelas empresas para que você

entenda melhor.

16
SOCIEDADE SOCIEDADE
LIMITADA (LTDA) ANÔNIMA (SA)

A Sociedade Limitada é a mais adotada no Brasil. Nesse tipo de sociedade, há uma divisão entre capital

Ela é válida quando existem, ao menos, dois sócios e aberto e fechado. No capital aberto, as ações da

exige um registro na Junta Comercial. empresa são negociadas na bolsa de valores. Já no

capital fechado, elas não precisam ser negociadas


Nesse caso, a responsabilidade de cada sócio é
na bolsa, elas podem ser divididas entre os sócios e
limitada ao número de cotas capitais investidas na
convidados.
empresa. Além disso, vale ressaltar que as contas

pessoais dos sócios e as contas da empresa são Na Sociedade Anônima, com a divisão do capital da

obrigatoriamente separadas. empresa, os sócios são chamados acionistas.

17
MICROEMPREENDEDOR
INDIVIDUAL (MEI)

O MEI também é um tipo de empresa bastante utilizado. Ele diz

respeito aos empresários com receita anual de até R$81 mil.

Seu registro é gratuito e pode ser feito pela internet.

O microempreendedor pode optar pelo modelo Simples

Nacional ou SIMEI. Cada um tem um tipo diferente de tributação

e obrigações quanto a funcionários, filiais, benefícios etc.

18
CLÁUSULAS OBRIGATÓRIAS
NO CONTRATO SOCIAL DE
CADA TIPO DE EMPRESA

19
Como já dissemos, para cada tipo de empresa há normas,
obrigações e deveres diferenciados. Como cada sociedade
determina como cada uma delas será aplicada, esse
detalhamento precisa constar em contrato. Portanto, entenda
melhor quais são as cláusulas obrigatórias no contrato social
de cada tipo de empresa, de acordo com o Novo Código Civil.

20
SOCIEDADE SIMPLES

• Nome, nacionalidade, estado civil, profissão e • As prestações que se obriga o sócio (se a
residência dos sócios, se pessoas naturais, e a contribuição for em serviços);
firma ou denominação social, nacionalidade e
• As pessoas naturais incumbidas da administração
sede, se jurídicas;
de sociedade e seus poderes e atribuições;
• Denominação, objeto, sede e prazo da sociedade;
• A participação de cada sócio nos lucros
• Capital da sociedade, podendo compreender e nas perdas;
qualquer bem suscetível de avaliação;
• Se os sócios respondem, ou não,
• A quota de cada sócio no capital social e o modo subsidiariamente, pelas obrigações.
de realização;

21
SOCIEDADE LIMITADA

• Nome empresarial (firma ou denominação) capital • Prazo de duração da sociedade;


da sociedade, quota de cada sócio, forma e prazo
• Data de encerramento do exercício social (quando
para integralização;
não coincidir com o ano civil);
• Endereço completo da sede e filiais;
• Pessoas naturais incumbidas da administração e
• Declaração precisa e detalhada do objeto social; seus poderes e atribuições;

• Declaração de que a responsabilidade de • Qualificação do administrador não sócio


cada sócio é restrita ao valor de suas quotas, designado no contrato;
mas todos respondem solidariamente pela
• Participação de cada sócio nos lucros e perdas;
integralização;
• Foro.

22
SOBRE O E-DIÁRIO

23
O E-Diário é um portal de envio de matérias para quem pretende

publicar informações do Diário Oficial do Estado ou no Diário

Oficial da União de forma segura. Essas publicações podem

ser atas, balanços patrimoniais, editais de convocação e outros

documentos do interesse público.

Nossos serviços são realizados por profissionais especializados

para que o seu conteúdo esteja de acordo com os padrões

exigidos pelos jornais. Por conta disso, também oferecemos a

diagramação de matérias.

O E-Diário atende empresas, sindicatos, associações,

comissões pró-fundação, partidos políticos, órgãos públicos,

conselhos, escritórios, agências e pessoas jurídicas.

ACESSE AQUI

24
25

Você também pode gostar