Você está na página 1de 4

ENVELHECIMENTO FACIAL

SUAS FASES E T R ATAMENTOS

O ORGANISMO HUMANO SOFR E DESGASTES NATUR AIS E


ALTER AÇÕES FISIOLÓGICAS QUE PRODUZEM DIVERSAS CONDIÇÕES,
QUE PODEM SER INTER PR ETADAS COMO OS PR IMEIROS SINAIS DE
ENVELHECIMENTO. PER R ICONE (20 01), CONSIDER A QUE ENVELHECER
NÃO É SINÔNIMO DE PELE APR ESENTANDO PTOSE E RUGAS. O
AUTOR ENTENDE TAIS CAR ACTERÍSTICAS COMO DOENÇA DA PELE
QUE PODE SER EVITADA COM HÁBITOS SAUDÁVEIS, TANTO NA
ALIMENTAÇÃO, QUANTO NOS CUIDADOS DIÁR IOS.

A expectativa de vida do homem, atualmente, é muito superior em Outro grande fator associado ao envelhecimento são os radicais
relação ao século passado. Em consequência a preocupação livres, moléculas de oxigênio que perderam um elétron nas
com a terceira idade e sua qualidade de vida aumentou interações com outras moléculas. Resultam em moléculas
consideravelmente, tanto no aspecto da saúde, quanto da extremamente instáveis ou reativas. Na tentativa de se equilibrar,
aparência. Guirro e Guirro (2002), consideram que se faça um os radicais livres retiram elétrons de outras moléculas saudáveis,
acompanhamento das diferentes fases do envelhecimento gerando outros radicais livres e danificando os componentes
através de medidas profiláticas ou curativas, para conservar a das células. O problema é que uma das substâncias mais
qualidade de vida do organismo. suscetíveis aos radicais livres é o colágeno, que constitui a
proteína da pele que é responsável pela elasticidade e viço.
CAUSAS DO ENVELHECIMENTO É necessário então o uso de antioxidantes como vitaminas,
peptídeos e neurocosméticos.
A degeneração dos tecidos ocorre, principalmente, segundo
Guirro e Guirro (2002), em regiões que estão mais expostas,
AS FASES DO ENVELHECIMENTO CUTÂNEO
em contato mais direto com a luz solar, como por exemplo
face, pescoço, dorso das mãos e antebraços. A pele adquire
características como ptose, hiperpigmentação, linhas de Æ Æ DOS 14 AOS 18 ANOS
expressão, que agravam o aspecto dos sulcos e linhas naturais. Fase da puberdade é comum o surgimento da acne.
Este processo é conhecido por fotoenvelhecimento. Outro fator de
envelhecimento está no excesso de mímica, ou seja, indivíduos
que, por força de expressão facial, movimentam demais alguns
Æ Æ DOS 18 AOS 25 ANOS
grupos musculares da face, fazendo com que ocorra um O equilíbrio hormonal. Observa-se que as melhoras da
desgaste antecipado das fibras elásticas, formando sulcos ao pele são mais nítidas no sexo feminino, o teor de hidratação
redor dos olhos e boca. passa a ser mais estável com o equilíbrio da produção e
eliminação do sebo. Em bom número de mulheres a partir
Existem dois tipos de envelhecimento da pele, o intrínseco
dos 25 anos os fibroblastos diminuem a produção de
(interno, com o passar do tempo) e o extrínseco (externo, ação
colágeno solúvel, o que determina alterações marcantes
da radiação, poluição, etc...) (GOMES E DAMÁZIO, 2009);
na hidratação da pele.
(BRANDT, 2003).
RUGAS
Æ Æ DOS 25 AOS 30 ANOS
As rugas, segundo Guirro e Guirro (2002), são resultado do
A pele diminui a produção de colágeno solúvel, que tem a declínio das funções do tecido conjuntivo, aliado à degeneração
capacidade de retenção de água. das fibras elásticas, menor oxigenação dos tecidos provocando
uma desidratação da pele.
Æ Æ DOS 30 AOS 35 ANOS
A base para o surgimento das rugas da pele são as linhas
A pele passa a demonstrar destacadamente os sinais
de tensão, cuja função é fornecer à pele certo grau de
de carência de um equilíbrio hídrico ideal para um bom
extensibilidade em direções que correspondem às demandas
funcionamento da epiderme. Acontece o surgimento de
naturais de cada região do corpo. Em particular na face, as
rugas com sulcos profundos. Decresce a produção de
fibras musculares estão diretamente ligadas à pele e as rugas
sebo e suor, a espessura da camada córnea diminui.
pronunciadas devem-se normalmente, à atividade muscular
intensa (expressão facial).
Æ Æ DOS 35 AOS 40 ANOS
De acordo com Guirro e Guirro (2002), podem classificar-se em
A espessura da epiderme torna-se menor, surgem rugas
rugas profundas (sulcos ou rugas permanentes) e superficiais.
na testa e pés de galinha.
As rugas profundas são aquelas que não sofrem modificação
DOS 40 AOS 45 ANOS quando a pele é esticada e, geralmente, são decorrentes da
ação do sol, apresentando-se, principalmente, em locais onde a
A secreção sebácea mostra sinais de hipoprodução. pele fica exposta, como na face. Já as rugas superficiais tendem
As lâminas da camada córnea vão se destacando mais a desaparecer quando se traciona a região, apresentam-se
rapidamente. Os depósitos de cálcio e magnésio nas também na pele que não fica necessariamente exposta, e é
fibras elásticas, nos vasos sanguíneos da face alteram a decorrente do envelhecimento cutâneo cronológico.
sua dinâmica, podendo determinar nas peles alípicas o
surgimento de dilatação de pequenos vasos na face e no Uma outra forma de classificação das rugas, ainda de acordo
nariz (COUPEROSE). com Guirro e Guirro (2002), é em dinâmicas e estáticas. As
dinâmicas são aquelas decorrentes de movimentos repetitivos
Æ Æ DOS 45 AOS 50 ANOS dos músculos responsáveis pela expressão facial e aparecem
em decorrência do movimento. Já as estáticas aparecem
A fragilidade das fibras elásticas e a carência das fibras
mesmo na ausência de movimento e podem ser atribuídas à
colágenas solúveis determinam o 1º maior grau das rugas.
fadiga das estruturas que constituem a pele, em decorrência da
Surgem as linhas transversais na testa, a evolução da
repetição de movimentos.
arcada dentária superior contribui para a acentuação dos
sulcos nasogenianos.
PTOSE
Æ Æ DOS 50 AOS 55 ANOS Da mesma forma que a pele torna-se delgada e menos elástica,
As fibras colágenas ficam ainda mais entrelaçadas e o tecido subcutâneo, muscular e osteocartilaginoso, também
ricas em colágeno insolúvel. A pele torna-se flácida, por sofre alterações do tipo atrofia. A pele inelástica, não consegue
também as fibras elásticas não conseguirem manter as acompanhar a redução de conteúdo, resultando num envoltório
tensões necessárias ao bom funcionamento da pele. Os excessivo e consequente flacidez.
melanócitos reduzem a produção em mais de 80%.
A perda do contorno facial também ocorre pela distorção sofrida
pela mandíbula, consequência da reabsorção óssea que ocorre
Æ Æ DOS 55 AOS 60 ANOS
em decorrência do processo de envelhecimento.
Nesta faixa de idade a desidratação da camada córnea
atinge quase o seu apogeu, as fibras colágenas em
ATIVOS INDICADOS
volta dos lóbulos (orelhas) estão em deteriorização. Os
sulcos e as rugas aprofundam-se mais e ganham uma Dentre os produtos antioxidantes disponíveis, destaca-se o
cor acinzentada. Nos lábios, finas irradiações vão dando dimetilaminoetanol – conhecido como DMAE (PERRICONE, 2003,
origem à futura boca senil, a espessura dos lábios já são a p.147). Um ativo derivado de peixes marinhos, principalmente
metade dos de 30 anos. anchova, salmão e sardinha, além de ser sintetizado em
laboratório (RESENDE, 2004, p. 34-35). A vantagem da utilização
Æ Æ DOS 60 AOS 90 ANOS do DMAE está na possibilidade de ser incluído em fórmulas
cosméticas ou usado em tratamentos estéticos.
Circulação dérmica bem diminuída devido à presença
do colesterol no interior dos vasos. A epiderme não Aminoácidos também são importantes. São ativos biológicos,
acompanha mais os movimentos musculares, tornando- indicados para a autorregeneração do tecido, repondo às
se lentamente um pergaminho, cai a capacidade da células substâncias que estão em falta devido ao processo de
regeneração da pele diante de lesões. O rosto com a envelhecimento ou pelo desgaste precoce do tecido. Produzem,
involução dentária e óssea toma o formato de um triângulo ainda, proteínas como colágeno, elastina, reticulina e queratina,
com a vértice invertida, voltada para o pescoço. substâncias responsáveis pela vitalidade e juventude da pele. Os
aminoácidos associados aos silanóis, por exemplo, aumentam a
energia celular e oferecem às células a matéria-prima necessária para

P R OTO C O LO S FA C I A I S
serem transformadas em fibras de colágeno, elastina e reticulina.

Lipossomas de Coenzima Q10, também conhecida como


ubiquinona, interrrompem a reação em cadeia química que transforma
os ácidos graxos essenciais em radicais livres destruidores; portanto
protege contra o alto nível de atividade dos radicais livres encontrados
na mitocôndria celular, que é vital para manter a capacidade de
geração de energia das células. A associação de outros ativos como
Exsy-ARL é uma importante ferramenta para que ocorra a perfeita
reestruturação do tecido epitelial.

E, não menos importante, a utilização de Vitamina C, que


atua como potente agente antioxidante no combate ao
envelhecimento precoce. Outra revolucionária arma contra
os sinais do envelhecimento é a utilização dos Fatores de
Crescimento. Depois de amplamente utilizados pela área médica
em produtos manipulados, os Fatores de Crescimento (GF) já
são encontrados em produtos cosmecêuticos industrializados
e vêm sendo utilizados com sucesso em tratamentos de
rejuvenescimento, medicina estética, pré e pós-operatório,
tendo o respaldo dos testes de segurança e eficácia.

Os Fatores de Crescimento são proteínas (citoquinas)


produzidas por células do tecido e são responsáveis pelo
fenômeno conhecido por “comunicação celular”. É graças
a esta comunicação química entre as células que o tecido
desempenha a sua função. Os Fatores de Crescimento e
seus peptídeos são obtidos por biotecnologia, pela técnica
de produção de proteínas recombinantes, a mesma técnica
adotada na produção de vacinas, antibióticos e enzimas.

Na pele, os Fatores de Crescimento e seus peptídeos são


responsáveis pelo processo de cicatrização, substituindo o tecido
danificado por um tecido novo, pela estimulação da produção de
matriz extracelular, promovem a angiogênese no folículo capilar,
por aumentar a população de folículos capilares.

Os Fatores de Crescimento que atuam especificamente na


regeneração do tecido cutâneo são o Fator de Crescimento
Epidermal (EGF), o Fator de Crescimento Insulínico (IGF), Fator de
Crescimento Vascular (VGF) e o Fator de Crescimento Fibroblástico
(bFGF). Tais elementos preparam a pele para procedimentos de
medicina estética, pré e pós-operatórios; melhoram a circulação
sanguínea; e estimulam a produção de colágeno e elastina.

Outra novidade de peso é a utilização da Vitamina D Like


(Vederine), que age no organismo de maneira similar à Vitamina
D, essencial para as peles da terceira idade, já que nessa fase
há redução da síntese desse componente.

A Linha Supreme da Buona Vita tem como base uma formulação


avançada em cosméticos para a terceira idade, com destaque
para a Vitamina D Like (Vederine), de uso inédito em cosméticos no
Brasil e ganhadora do Prêmio de Ouro como ativo mais inovador
durante a In Cosmetics Asia, em novembro de 2012. Na prática,
estimula a mesma ação e resposta celular da Vitamina D, entre elas
a de controlar os Fatores de Crescimento, agir na diferenciação e
proteção celular, além de exercer papel imunológico.

P R OTO C O LO S FA C I A I S
FINALIZAÇÃO
R EVITALIZAÇÃO FACIAL
OXIGENOTER APIA FACIAL 1. Aplicar uma máscara de Argila Lifting Facial Buona Vita
COM NEUROCOSMÉTICO, SI LÍCIOS E AMINOÁCIDOS dissolvida em Águas Duras Buona Vita, em consistência
cremosa que também nutre e revitaliza a pele. Para retirar,
A revitalização facial (face, pescoço, colo e olhos) pode ser utilizada, utilizar a Loção Hidratante Buona Vita, para reidratar a argila,
com os mesmos procedimentos, para todos os tipos de pele: seca, tornando fácil a remoção com uma espátula e os resíduos
desvitalizada, oleosa, mista, seborreica e átona (madura). restantes com bandalete úmida.

2. Finalizar com o Solar Hidra Active Buona Vita ou Hidra Milk


HIGIENIZAÇÃO
Sun Buona Vita.
1. Higienizar as mãos do profissional e do cliente com o
Higisystem Buona Vita. MANUTENÇÃO DIÁRIA DO CLIENTE

2. Aplicar a Emulsão de Limpeza Buona Vita em todo o rosto, Emulsão de Limpeza Buona Vita 60g, Loção Tônica Buona
pescoço e colo, (inclusive na região de olhos e lábios, pois Vita 140ml, e os produtos do Kit Day e Night, Gel Creme
tem ação demaquilante) e retirar. Nanocápsulas Buona Vita 50g uso diurno e Tenso Active Buona
Vita 50g, uso noturno e nutricosmético Acqua Lift Buona Vita.
3. Aplicar o Peeling Buona Vita e fazer massagens com
movimentos circulares até o produto formar grumos NÃO ESQUECER QUE O SUCESSO DO TRATAMENTO TAMBÉM
(rollings). Retirar com algodão úmido. DEPENDE DA MANUTENÇÃO DIÁRIA DO CLIENTE.

4. Aplicar Loção Tônica Buona Vita, pele normal, mista ou


FREQUÊNCIA DE TR ATAMENTO
seca ou Loção Normalizadora Buona Vita, pele oleosa, para
normalizar o pH da pele. Fazer 10 a 15 sessões, duas vezes na semana.

TR ATAMENTO
5. Para proporcionar uma melhor oxigenização superficial,
utilizar o equipamento de alta frequência, da seguinte
forma, a cliente segura o saturador com as duas mãos, a
profissional realiza manobras de pinçamento de jaqueta, por
uns 10 minutos, em toda a região a trabalhar (rosto, pescoço
e colo). Ocorrerá um aumento na quantidade de oxigênio
local e também um aumento da permeabilidade cutânea.

6. Aplicar Serun Vitalizante Buona Vita em todo o local a ser


tratado, da seguinte maneira:

Opção 1 - Espalhar leve camada em toda a região a ser


tratada e realizar iontoforese. Por ser solução eletrolítica
deve ser utilizado na polaridade positiva (5 minutos) e
negativa (5 minutos).

Opção 2 - Aplicar no local desejado e eletroporar, conforme


pedir o manual do aparelho.

Opção 3 - Para protocolos que não se faz uso de eletroterapia


espalhar leve camada em toda a região a ser tratada e fazer
manobras de massagem até total absorção do produto.

P R OTO C O LO S FA C I A I S