Você está na página 1de 28

Pub

Correio dos Açores


Terça-feira, 16 de Junho de 2020 Director:
Di Américo
A éi N Natalino
li ViViveiros
i - Director-Adjunto:
Di Adj
www.correiodosacores.pt
Santos
S Narciso
N i Diário
iá i ffundado
d d em 1920 por Joséé Bruno Carreiro
C i e Francisco
i Luís
í Tavares Ano 100 n.º 32156 Preço: 0,90 Euros

Vulcão das Sete Cidades


é considerado o mais
perigoso dos Açores
Pedro Soares Estudo científico incluído no volume especial Arqueólogo Alexandre Monteiro
“Há enfermeiros da revista científica “Frontiers in Eath “Já mergulhei em todos
nos Açores a ganhar Science” é dedicado aos vulcões os mares e oceanos
menos pelo Estagiar L de ilhas oceânicas do mundo e nenhum
e a fazer o mesmo que bate o dos Açores” pág. s 4 e 5

os seus colegas...”
Governo responde aos pescadores
“É preciso uma reorganização imediata
que permita o descanso dos enfermeiros.
Havendo uma segunda vaga de casos em
Lota de Rabo de Peixe
pouco tempo, pese embora que nos Açores
tenhamos tido números muito inferiores ao
vai ficar encerrada por
esperado, os enfermeiros estão exaustos
e sem descanso...”, afirma o responsável
questões de segurança
pela Secção Regional da Ordem dos En- “A Lota de Rabo de Peixe deve per-
fermeiros dos Açores. pág. s 6 e 7 manecer, para já, encerrada por motivos
de segurança, na medida em que o espaço
destinado aos compradores não é amplo
o suficiente para que sejam cumpridas as
regras de distanciamento social,” diz a Lo-
taçor. pág. 9

O estudo, envolvendo várias univer- deve ser subestimado e a probabilidade de Nas Velas de São Jorge
sidades, refere que o potencial risco vul- futuras erupções explosivas não deve ser
cânico do vulcão das Sete Cidades “não ignorada”. pág. 2
PSP devete 4 traficantes
de anfetaminas e
Bolieiro defende uma Dependência nos Açores apreendeu laboratório e
144 doses de Crystal Meth
mudança qualitativa
nos Açores assente é maior nos mais jovens A PSP de São Jorge deteve quatro indi-
víduos por tráfico e fabrico de anfetaminas,
no valor de cada ilha
pág. 14
e menor entre os mais idosos pág. 3
apreendeu 144 doses e desmantelou um la-
boratório. pág. 7

Pub Pub

Pub Pub
2 reportagem Correio dos Açores, 16 de Junho de 2020

Vulcão das Sete Cidades é dos mais perigosos dos Açores

Em cenário de explosão do vulcão


das Sete Cidades Ponta Delgada fica
coberta com um metro de detritos
É considerado um dos vulcões mais pe- afectada e pode servir como área de retiro
rigosos dos Açores, embora historicamente em caso de evacuação da costa norte.
não se registe nenhuma erupção em terra O terceiro cenário baseia-se numa erup-
desde o século XV, e por isso seja conside- ção hipotética futura, com os mesmos
rado adormecido. O vulcão das Sete Cidades parâmetros de origem eruptiva do cenário
foi o último vulcão mais activo nos últimos dois, com condições de vento a soprar em
5 mil anos, com pelo menos 17 erupções direcção a Ponta Delgada. Os parâmetros
explosivas traquíticas, algumas das quais da fonte eruptiva (volume de erupção 0,27
subplinianas, que ocorreram dentro da cal- quilómetros e altura da coluna 17.000 me-
deira do cume, o que o torna o vulcão central tros) sugerem que mais de 100 mil pessoas
mais activo do arquipélago nesse intervalo vivem em áreas que podem ser afectadas por
de tempo. É por isso que o seu potencial até um metro de piroclastos em queda, in-
para gerar erupções explosivas perigosas cluindo Ponta Delgada (com Fajã de Cima,
não deve ser negligenciado já que em alguns Fajã de Baixo e São Roque) e Lagoa. Esta
cenários e consoante o vento, os piroclastos espessura de piroclastos é suficiente para
originários de uma erupção podem chegar a causar o colapso de quase todos os edifícios,
Ponta Delgada que ficaria coberta com um incluindo construções modernas reforçadas
metro destes fragmentos. com cimento. Neste cenário, aponta o es-
O alerta consta de um artigo científico, tudo, o aeroporto, o principal porto e infra-
publicado em Maio de 2019 e agora inclu- estruturas críticas, como o hospital não es-
ído no volume especial da revista científica tarão operacionais, impedindo medidas de
“Frontiers in Eath Science” que é dedicado O cenário mais gravoso do estudo, aponta que Ponta Delgada ficará coberta com um metro evacuação ou chegada de bens de primeiros
a vulcões de ilhas oceânicas “Ocean Island de piroclastos expelidos pelo vulcão das Sete Cidades socorros. Em constante direcção e intensida-
Volcanoes: Genesis, Evolution and Impact” de do vento, a nuvem de cinzas alcançaria a
me que o transporte de partículas é controla-
[Vulcões de ilhas oceânicas: origem, evo- Madeira e Canárias dentro de 1 ou 2 dias e
do pelo efeito do vento; devido à turbulência
lução e impacto], que teve a coordenação afectariam o tráfego aéreo para essas ilhas,
atmosférica e pela velocidade de assenta-
editorial do investigador Adriano Pimentel, no Norte da África e entre a Europa e Amé-
mento das partículas. Três cenários de queda
do Centro de Informação e Vigilância Sis- rica do Sul.
de piroclastos foram simulados para obter os
movulcânica dos Açores (CIVISA) e do
parâmetros da fonte eruptiva, as condições
Instituto de Investigação em Vulcanologia e Conclusões
do vento e produzir mapas de risco vulcâ-
Avaliação de Riscos (IVAR) da Universida-
nico. Todos os três cenários assumem uma
de dos Açores. Desta forma o estudo refere que o po-
localização de ventilação única no centro da
O artigo científico intitulado “Biased tencial risco vulcânico do vulcão das Sete
caldeira das Sete Cidades actualmente.
Volcanic Hazard Assessment Due to Incom- Cidades “não deve ser subestimado e a pro-
plete Eruption Records on Ocean Islands: An babilidade de futuras erupções explosivas
Três cenários
Example of Sete Cidades Volcano, Azores” não deve ser ignorada”. Este trabalho repre-
O primeiro cenário assume uma pequena
[Avaliação de risco vulcânico parcial devido senta uma primeira tentativa de realizar uma
erupção subpliniana com ventos a soprar de
a registos incompletos de erupção nas ilhas avaliação realista do impacto de uma grande
Oeste-Sudoeste, com 0,19 quilómetros de
do oceano: um exemplo do vulcão das Sete erupção explosiva do vulcão das Sete Cida-
pedra-pomes a cair de uma coluna de 12 mil
Cidades, Açores] é da responsabilidade de des na ilha de São Miguel, podendo as in-
metros de altura e a cobrir a zona Nordeste,
Ulrich Kueppers, da Universidade de Mu- formações obtidas no estudo ser adoptadas
entre João Bom e Capelas, com um depó-
nique na Alemanha, Adriano Pimentel, do como características da avaliação de risco
sito de até três metros de espessura. Neste
CIVISA e do IVAR, Ben Ellis, da Universi- para outras ilhas oceânicas vulcânicas pro-
primeiro cenário, a maior parte do material
dade de Zurique, na Suíça, Francesca Forni, pensas a erupções explosivas.
expelido vai ser depositado no oceano e de-
da Universidade de Zurique, na Suíça, Julia Em jeito de conclusão, os investigadores
pendendo do vento, onda e correntes, gran-
Neukampf, da Universidade de Zurique, na metros de altura. Espera-se que os depósitos referem que os dois primeiros cenários mos-
des quantidades de pedras-pomes podem
Suíça, José Pacheco, do IVAR, Diego Peru- se estendam mais a Oeste até aos Mosteiros traram a forte influência do vento na disper-
permanecer à tona por semanas a meses o
gini, da Universidade de Perugia, em Itália, e cubram a maior parte das áreas ao longo são dos piroclastos. Sendo que os parâmetros
que afectará severamente - se não parar -
e Gabriela Queiroz, do CIVISA. da costa norte de São Miguel (nomeadamen- restritos da fonte eruptiva foram usados para
operações marítimas ao longo da costa nor-
De acordo com o artigo científico, com te Capelas, Rabo de Peixe, Ribeira Grande, prever um terceiro cenário, assumindo o
te de São Miguel e tornar portos de pesca
base em mapas, os investigadores reconstru- Porto Formoso e Maia) com 10 a 25 centí- vento soprando em direcção à capital da ilha.
(como Rabo de Peixe) não operacionais. As
íram os parâmetros da fonte eruptiva de três metros de piroclastos. Como a área direc- Nesse pior, mas plausível cenário, a cidade
cinzas vulcânicas fechariam o aeroporto de
erupções intra-caldeira recentes no vulcão tamente afectada é substancialmente maior de Ponta Delgada (incluindo o principal por-
Ponta Delgada, bem como causariam o fe-
das Sete Cidades e modelaram a dispersão e compreende aproximadamente metade da to, hospital e aeroporto) e as comunidades
cho parcial do espaço aéreo sobre os Açores,
de piroclastos para avaliação de riscos asso- ilha de São Miguel, o movimento humano vizinhas seriam afectadas por até um metro
afectando o tráfego entre ilhas. A nuvem de
ciados. será afectado cortando a estrada principal ao de piroclastos.
cinzas pode chegar à Europa. Neste cenário,
Os modelos mostram que há “uma alta longo da costa Norte. O depósito de pedra- Os investigadores referem que embora o
a parte central e oriental de São Miguel não
probabilidade” que erupções explosivas pomes pode provavelmente ter um impacto vulcão das Sete Cidades não tenha entrado
é afectada pela queda de piroclastos e prova-
afectem o terço ocidental da ilha de São severo nas duas centrais geotérmicas locali- em erupção nos tempos históricos, o seu po-
velmente pode servir como área de retiro em
Miguel bem como a parte central da ilha. zadas na encosta norte do vulcão do Fogo. tencial para gerar erupções explosivas peri-
caso de evacuação.
Afectaria as operações marítimas, as cinzas gosas não deve ser negligenciado. Cenários
O cenário dois é responsável por uma
Simulações de queda de piroclastos vulcânicas interromperiam o aeroporto de piores, como o considerado no cenário três,
maior erupção subpliniana com ventos so-
Foi usado um modelo de queda de piro- Ponta Delgada, bem como causariam o en- precisam de ser incluídos em abordagens ho-
prando de Sudoeste a menor altitude e de
clastos para reconstruir a dispersão e a espes- cerramento parcial do espaço aéreo sobre os lísticas da avaliação de risco vulcânico em
Oeste-Noroeste a altitude mais alta. Expe-
sura do depósito de queda de pedra-pomes na Açores, afectando o tráfego das ilhas. Nes- ilhas vulcânicas activas.
lindo aproximadamente 42% mais piroclas-
Formação de Santa Bárbara. O modelo assu- te cenário, a parte sul de São Miguel não é Carla Dias
tos, com uma coluna de erupção a 17.000
Correio dos Açores, 16 de Junho de 2020 regional/análise 3

Açores com elevada


dependência jovem
e a mais baixa
dependência
dos idosos Por: João Bosco Mota Amaral

Os Açores na Europa
há 35 anos
Passaram por estes dias 35 anos sobre a solene que atendessem ao nosso afastamento geográfico e à nossa
cerimónia de assinatura do Tratado de Adesão de Portugal pequena dimensão.
às Comunidades Europeias. No cenário, carregado de His- Tratámos por isso de movimentar as outras ilhas
tória, do claustro do Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa, europeias, certamente enfrentando dificuldades similares.
dava-se por terminada uma longa e difícil negociação, que Com o apoio da Conferencia Permanente dos Poderes Lo-
se arrastou por quase uma década, e iniciava-se um novo cais e Regionais, organismo especializado do Conselho da
capítulo da vida do nosso País, após meio milénio de deri- Europa, foi promovido, logo a partir de 1977, um processo
Os Açores continuavam a ter em 2019 o mais baixo índice de envelhecimento va imperial, dispersa por vários outros continentes. que viria a originar a realização da I Conferencia das Ilhas
O sonho da Europa Unida já tinha sido antes aflorado Europeias, em 1981, nas Canárias, e da II Conferencia
Os Açores (22) eram a terceira região portuguesa com maior ín- entre nós, mas era tido como subversivo pelos teóricos do das Ilhas Europeias, em 1984, nos Açores. Foi sendo de-
dice de dependência jovem em 2019, só ultrapassada pelo Algarve Estado Novo, impregnados de preconceitos colonialistas, senhada por essa via uma nova solidariedade inter-insular
(23,7) e pela Área Metropolitana de Lisboa (25,6). As regiões com dos quais resultava a peregrina ideia segundo a qual “Por- europeia, bem como uma doutrina sobre o desenvolvimen-
menor índice de dependência jovem eram Madeira (18,8); Norte e tugal não é um país europeu e tende cada vez mais a sê-lo to, político, económico, social e cultural dos Povos Insu-
Centro do país (19); e Alentejo (20). cada vez menos”. Alguns chegavam mesmo a defender a lares, fundamentada no princípio do respeito dos direitos
Em termos gerais, os Açores (43,5) eram em 2019 a segunda re- transferência da capital para Luanda, esquecidos da natu- humanos respectivos. A Comissão das Ilhas, instituída em
gião portuguesa com menor dependência total, atrás da Madeira (43) ral evolução desencadeada pela ida da Corte para o Brasil, 1979, por iniciativa açoriana, na Conferencia das Regiões
e muito abaixo da média nacional (55,6), segundo os dados do insti- escapando às Invasões Francesas... Periféricas Marítimas da Europa, teve nestas tarefas um
tuto Nacional de Estatística. A Revolução do 25 de Abril, também nestes do- papel instrumental.
Os Açores (21,4%) são, em contrapartida, a região portuguesa mínios, marcou uma ruptura com o passado recente. A A doutrina em causa foi fazendo o seu caminho dentro
com menor índice de dependência de idosos quando a média nacional descolonização vinha acompanhada com a democratiza- dos países envolvidos e no seio das Instituições Europeias.
é de 34,5. ção, traduzida esta na instauração das liberdades públicas e Teve imediata aplicação na Declaração sobre os proble-
É também nos Açores que o índice de envelhecimento é mor dos direitos dos cidadãos; e ficava assim aberta a porta para mas específicos dos Arquipélagos Portugueses dos Açores
(97,2) quando a média nacional é de 193,2 e na Madeira o índice de o ingresso de Portugal no concerto europeu das nações de- e da Madeira, anexa ao Tratado cujo aniversário agora se
envelhecimento é de 129,5. mocráticas, empenhadas na tarefa magna da integração, comemora. Daí saltaria, já abrangendo as outras ilhas lon-
A Região (106,2) é também a que tinha em 2019 o índice de re- com vista à consolidação da paz e do progresso económi- gínquas, designadas de ultraperiféricas, para um anexo ao
novação da população em idade activa quando a média nacional é de co, social e cultural. Tratado de Maastricht, incluindo então um compromisso
77,5 e na Madeira é de 89,9. A entrada de Portugal no Conselho da Europa, a mais formal para a implantação nas ilhas em causa de níveis de
O índice de fecundidade das mulheres dos Açores (1,24) foi o antiga das instituições criadas logo após o fim da II Guer- bem-estar e de qualidade de vida equivalentes aos valo-
segundo mais baixo do país em 2019, sendo o da Madeira (1,15) o ra Mundial, como membro de pleno direito, fortemente res médios do conjunto dos países membros. No Tratado
menor índice de fecundidade de Portugal. comprometido no respeito da democracia, dos direitos hu- de Amesterdão e no malogrado Tratado Constitucional
O índice médio de fecundidade das mulheres portuguesas é de manos e do Estado de Direito, foi acompanhada, logo em constava já de um artigo do próprio tratado, o que veio a
1,42. A região portuguesa com maior índice de fecundidade é o 1976, pelo pedido formal de abertura de negociações para repetir-se no Tratado de Lisboa, passando assim a dispor
Algarve (1,76), seguindo-se a Área Metropolitana de Lisboa (1,74), a adesão ao Mercado Comum e demais organizações com do particular valor cogente do Direito Primário da União
e o Alentejo (1,43). o mesmo conexas. Europeia.
As outras regiões portuguesas com índices de fecundidade próxi- Por essa altura, davam os primeiros passos as novas Com a sua participação no processo de integração
mos dos Açores são a zona Centro (1,27); e a zona Norte (1,25). entidades de governo próprio dos Açores, em aplicação da europeia, Portugal adquiriu visibilidade e poder, que muito
Constituição da República. A integração europeia aparecia- têm favorecido a projecção mundial dos seus interesses.
nos como uma mudança de rumo, uma verdadeira “Revo- Além disso, a solidariedade europeia permitiu acelerar a
Sindicato diz que aumenta lução Copernicana”, tão constante tinha sido, ao longo de
séculos, a fixação do Povo Açoriano no Novo Mundo, para
modernização do País e tem ajudado a resolver os proble-
mas que vão surgindo, como se espera que venha a acon-
fosso entre ricos onde emigraram sucessivas gerações de conterrâneos nos-
sos, formando comunidades perfeitamente identificadas
tecer em relação às consequências da pandemia ainda em
curso. E o mesmo se pode dizer dos Açores, beneficiando
com as peculiaridades culturais das nossas Ilhas. do estatuto europeu de região ultraperiférica, com modu-
e pobres nos Açores Além disso, algumas ilhas ligadas a países europeus, lação de políticas comunitárias e avantajados auxílios fi-
concretamente o Reino Unido e a Dinamarca, tinham fica- nanceiros.
Vitor Silva, do Sindicato das Indústrias Transformadoras, Alimentação, do de fora da CEE e era patente o desconforto pelo menos Nada disso nos faz perder a noção da importância das
Comércio e Escritórios, Hotelaria e Turismo (SITACEHT) dos Açores realçou de uma delas, a Gronelândia, com a sua integração, da qual nossas ligações transatlânticas, que são de resto um va-
ontem num encontro com jornalistas que estão a “crescer as desigualdades aliás se desvinculou anos depois. Foi por isso preciso es- lor em caixa nas relações com o todo nacional e a União
entre ricos e pobres”, nos Açores. tudar o assunto em profundidade, antes de decidir sobre Europeia. Um primeiro e significativo sinal ficou dado
O sindicalista apontou como um dos factores a “precariedade generaliza- ele. A importância do sector agrícola açoriano e a atenção logo a 1 de Janeiro de 1986, data da entrada de Portugal
da” no emprego e a diferença salarial, já que, em média, os trabalhadores por então dedicada na Europa aos problemas correspondentes, nas Comunidades Europeias: no Palácio da Conceição, ao
conta de outrem no arquipélago têm um salário líquido de 801 euros, menos determinaram a decisão positiva da nossa Região Autóno- tempo sede da Presidência do Governo da Região Autó-
110 euros do que a média nacional, e 19% dos trabalhadores recebem menos ma. Uma decisão diferente teria certamente suscitado de- noma dos Açores, foi içada a bandeira da Europa; mas na
de 600 euros por mês. licados problemas políticos e até constitucionais, para os varanda principal também figuravam as bandeiras dos Es-
quais haveria de se ter encontrado solução. tados Unidos da América e do Canadá, onde vivem mais
“Apesar de o salário mínimo aumentar, não há este mesmo reflexo nas res-
Participámos desde o primeiro momento nas comple- açorianos do que no próprio arquipélago.
tantes categorias profissionais, nem na restante tabela salarial, o que faz com
xas e fatigosas negociações em Bruxelas, determinados
que haja uma perda de rendimentos por todos os outros trabalhadores e que
a defender os nossos interesses próprios, por sinal nisso (Por convicção pessoal, o Autor
cada vez mais o salário mínimo regional vá absorvendo todas as categorias
sempre secundados pelos sucessivos titulares do Governo não respeita o assim chamado
profissionais”, ao contrário do que sucede no resto do país, salientou.
da República. O nosso ponto de vista era que precisáva- Acordo Ortográfico.)
“Corremos o risco de daqui a dois ou três anos, se nada for feito para al-
mos de soluções particulares para os problemas insulares,
terar esta situação, no setor privado só haver salário mínimo regional e isto é
gravíssimo”, sublinhou.
4 entrevista Correio dos Açores, 16 de Junho de 2020

“Combater as fakenews de que


nos Açores está a Atlântida
ou uma civilização fenícia”
Diogo Teixeira Dias, técnico superior de Arqueologia e História na Câmara de Vila
Franca, está a promover a “Conversa de Arqueólogos” da Fundação Sousa de Oliveira
Promovidas pela Fundação Sousa de Oliveira desde Maio, e dinamizadas pelo arqueólogo Diogo Teixeira
Dias, da Câmara Municipal de Vila Franca do Campo, as “Conversas de Arqueólogos” realizaram ontem a
sua XII Edição, dedicada à Preservação Digital do Património e terão sexta-feira a arqueóloga Jacinta Bu-
galhão a explicar o terramoto de Lisboa de 1755.
Na semana passada, a sessão de sexta-feira foi Se reparar, falámos de “Arte Rupestre” de “Epigra-
dedicada a “Os Naufrágios nos Açores”, para a qual fia” de “Megalitismo”, entre outros temas, que não
foi convidado o arqueólogo náutico e subaquático se cruzam com a História dos Açores. Foi proposi-
Alexandre Monteiro, que trabalhou na área da Ar- tado. Agora as pessoas que comparem os discursos
queologia Subaquática dos Açores mais de dez e, depois, acreditem no que bem entenderem. A
anos, nomeadamente na Ilha Terceira. O ‘Correio democracia fez-se para isso.
dos Açores’ assistiu ao evento em Live Stream, no
Facebook da Fundação Sousa de Oliveira, e falou Até quando irão durar as “Conversas”?
posteriormente com os dois arqueólogos sobre o Junho. No mês de junho terminaremos as ses-
programa. Diogo Teixeira Dias é arqueólogo da sões. Mas todas elas ficam automaticamente grava-
Câmara Municipal de Vila Franca do Campo e foi das, pelo que ficarão disponíveis para o público até
convidado a criar um evento em streaming pela a Fundação entender.
Fundação, que substituísse os habituais “Clubes de
História”, dadas as condicionantes impostas pela Tem colaborado com frequência com a Fun-
pandemia Covid-19 e que, no seu entender, “não dação. Neste e noutros trabalhos, pelo que nos
deviam ser obstáculo à continuidade do trabalho referiu. Sendo o seu vínculo à Câmara de Vila
pela Cultura, e muito menos um entrave à inova- Franca do Campo, como se processa essa cola-
ção”. Nessa medida, e tendo sido desafiado para o boração?
efeito, propôs as “Conversas de Arqueólogos”. É verdade. Colaboro com a Fundação Sousa de
Oliveira, graciosamente e com muito gosto, des-
Correio dos Açores - Por que razão esta ini- de pelo menos 2017, quando era militar em Ponta
ciativa? Delgada. Umas vezes é por protocolo com a Câma-
Diogo Teixeira Dias - Esta iniciativa teve dois ra, outras é no meu tempo livre.
propósitos essenciais, assumidos já nalgumas ses- Há uma ligação estreita entre a Vila e a Funda-
Carlos Melo Bento, Presidente da Fundação, e Diogo Teixeira Dias
sões: divulgar o trabalho dos arqueólogos do país ção, pelas razões que todos conhecemos. Sousa de
junto do público em geral, com uma linguagem Oliveira foi o primeiro arqueólogo a escavar nos
acessível e combater as fakenews que insistem em ciona a ciência arqueológica. E isso é, em primeiro açorianos acerca da sua História. Açores, e fê-lo em Vila Franca do Campo. De res-
andar a afirmar que nos Açores está a Atlântida ou lugar, culpa nossa (arqueólogos). Só em segundo Daí promover uma visão alargada da Arqueo- to, já fiz o inventário sumário da coleção arqueoló-
uma civilização fenícia. E muitas pessoas acredi- lugar é que é culpa de quem, com razões que des- logia em Portugal, do que ela é e do que ela não é, gica da FSO, em 2019.
tam nisso porque não sabem realmente como fun- conheço, usa o seu tempo para tentar enganar os mas para as pessoas e não só para os arqueólogos. C.A.

Arqueólogo submarino Alexandre Monteiro


“Está ainda por fazer a história da batalha
naval ocorrida ao largo de Vila Franca”
Alexandre Monteiro é arqueólogo náutico reconhecido especialista na área da Arque-
e subaquático. Não deixa de se envolver em ologia Subaquática. Há muito trabalho por
polémicas, desde que sejam em prol da Ar- fazer nos Açores nessa área, tendo em conta
queologia e contra os caçadores de tesouros. É o potencial?
membro da Academia de Marinha e dos Insti- Alexandre Monteiro - Há trabalho por fa-
tuto de Arqueologia e Paleociências e Institu- zer nos Açores para décadas, e para várias ge-
to de História Contemporânea. Recentemente rações de arqueólogos. Bastaria encontrar um
trabalhou no mar de Omã, a convite do Sultão naufrágio de uma caravela, ou de uma nau por-
e no Emirato de Sharjah, a convite do Emir, tuguesa, para termos a capacidade de desenvol-
em busca de naufrágios portugueses. Falou no ver um trabalho único, a nível mundial, sobre
dia 12 de junho de “Os Naufrágios nos Aço- a carreira das Índias e os Descobrimentos. Na
res”, tendo identificado a riqueza arqueológica verdade, tendo os Açores no seu registo arque-
do mar da Região, no qual inclusive trabalhou, ológico praticamente todos os navios, de todas
durante mais de dez anos. as nações marítimas pós-medievais, de todas
as grandes linhas de comércio transoceânico,
Alexandre Monteiro já mergulhou em todos os mares e oceanos do mundo, “à excepção dos polares” Correio dos Açores - O Alexandre é um a dificuldade maior é a de sabermos onde in-
Correio dos Açores, 16 de Junho de 2020 entrevista 5

“Já mergulhei em todos os mares e oceanos


do mundo e nenhum bate o dos Açores”
vestir tempo e recursos materiais e humanos, gregar vontades e em envolver todas as vozes trimónio Cultural Subaquático, de o salvaguar-
de modo a ganhar conhecimento histórico-ar- e todos os aportes de absolutamente todos os dar o PCS enquanto recurso finito, frágil e não
queológico. interessados por este património, desde o mer- renovável, de o usar para promover o binómio
Posso referir, por exemplo, que está ainda gulhador amador ao cientista social, passando Património/Educação, continuar a estimular o
por fazer a história da batalha naval ocorrida pelos amantes do mar e os turistas. E, finalmen- envolvimento e a participação dos cidadãos na
ao largo de Vila Franca do Campo – quando te, destacaria os açorianos, que vão beber as sua localização e salvaguarda, a incentivar as
atualizei a Base de Dados sobre Naufrágios suas raízes históricas familiares ao mar. Afinal, ações de valorização, quer no âmbito de gran-
dos Açores o ano passado, descobri vasta do- praticamente todos os que aqui estão descen- des campanhas oceanográficas, quer na reali-
cumentação de arquivo que ainda não foi con- dem de homens e mulheres que um dia atraves- zação de pequenos projetos de investigação
venientemente tratada – ou que ainda está por saram o Atlântico, a bordo de cascas de noz, académica, prosseguir a gestão da informação
contar, para o grande público, as razias que quantas vezes com o credo na boca perante as histórico-arqueológica sobre naufrágios, capi-
os corsários magrebinos faziam nas ilhas ou fortes possibilidades de terminarem a viagem, talizando os meios já existentes e os dados já
as incursões corsárias de holandeses, ingleses não nas ilhas, mas como escravos em Argel ou recolhidos, e finalmente, continuar a elaborar
e franceses nestas paragens. Para quando um como náufragos mortos no fundo do mar. itinerários turístico-culturais subaquáticos e
grande congresso nos Açores sobre o valor do promover a sua divulgação.
seu património cultural subaquático e as estó- Em termos de visão e estratégia, o que Agora, o que seria literalmente ouro sobre
rias da História, mundial, nacional e local, que recomendaria para a abordagem à Arque- azul, seria a Região localizar e escavar um nau-
só ele pode contar? ologia Subaquática nos Açores, no futuro frágio de elevado valor científico e mediático e
próximo e a longo prazo? estudá-lo de acordo com as premissas da Con-
Os Açores receberam recentemente dois O que eu gostaria de ver pessoalmente seria venção da UNESCO para a Proteção do Patri-
galardões por via do seu Património Cultu- que os Açores mantivessem o seu rumo nesta mónio Cultural Subaquático.
ral Subaquático. Que boas práticas destaca- área. Na minha opinião, a Região tem nesta al-
ria aqui na Região? tura das melhores práticas, a nível mundial, no Para quando um mergulho (novamente)
Destaco a confiança que as entidades cultu- âmbito da gestão de naufrágios históricos – os no Mar dos Açores?
rais políticas têm depositado nos seus técnicos, prémios e galardões que tem recebido assim o Por mim, era já hoje. Amanhã. O mês todo.
de arqueologia, de museologia, de conserva- atestam e confirmam, se dúvidas ainda houves- À exceção dos polares, já mergulhei em todos
ção até, para que estes possam desempenhar o se. os mares e oceanos do mundo – nenhum bate
seu papel sem constrangimentos. Destacaria a Há assim, que continuar a qualificar e a va- o dos Açores. Para o arqueólogo, é essencial “promover
visão estratégica do José Luís Neto, em con- lorizar as condições de conhecimento do Pa- C.A. o binómio Património/Educação”.
6 entrevista Correio dos Açores, 16 de Junho de 2020

Pedro Soares, presidente da Secção Regional dos Açores da Ordem dos Enfermeiros

“É preciso uma reorganização imediata


que permita o descanso dos enfermeiros”
Correio dos Açores - Nos tempos mais hoje da escola e começa a trabalhar. Isto é, no
recentes, falar de enfermagem é falar muito mínimo, pornográfico. E se ontem o apoio que
no combate à Pandemia de Covid-19. Que sentimos foi importante, hoje precisamos que
avalização faz do papel dos enfermeiros nos ajudem a resolver esta questão e que seja
açorianos neste combate? feita justiça.
Pedro Soares - Esta pandemia de Covid-
19 que assola o mundo inteiro permitiu colo- A Ordem realizou um estudo no sentido
car a descoberto toda a entrega dos enfermei- de efectuar um levantamento das condições
ros açorianos. Podemos, no imediato, retirar de trabalho na Região dos enfermeiros no
algumas conclusões destes tempos por que contexto da actual pandemia pelo Covid-
passamos. A nível da enfermagem fica bem 19. A que conclusões chegaram?
patente a importância desta profissão no siste- É importante que se perceba que tipo de
ma de saúde, assim como as reais dificuldades estudo fizemos: basicamente, todos os enfer-
porque passam os enfermeiros. meiros na Região receberam um questionário
Os enfermeiros açorianos exerceram as onde puderam indicar vários elementos refe-
suas funções, dia após dia, por vezes sem os rentes a faltas de material e equipamentos, os
equipamentos de protecção adequados que riscos ocupacionais mais comuns para a saúde
não chegavam em quantidade e qualidade e segurança e as medidas para sua prevenção
e sem serem testados colocando em risco a no contexto da actual pandemia. Esta foi uma
própria família, turno após turno, chegando oportunidade de conhecermos, de uma forma
inclusive a mais de 12 turnos seguidos de 12 alargada a todas as ilhas, a real dimensão, no
horas. Estiveram sempre presentes ao lado da terreno, das condições a que os enfermeiros
população açoriana, a cada minuto, mostran- estiveram e estão sujeitos no cenário pandé-
do todo o seu profissionalismo, entrega total, mico vivido na Região.
com coragem e muito sacrifício pessoal. Te- Os resultados de uma análise preliminar
nho a certeza que fomos um exemplo inesque- confirmam aquela que foi uma das grandes
Pedro Soares: “As palmas que ouvimos foram muito importantes, mas...”
cível, fomos a única linha que separa a nossa preocupações da Secção Regional da Ordem
comunidade desta pandemia. dos Enfermeiros, e vêm dar razão àquilo que,
É verdade que as palmas que ouvimos fo- enfermeiros. em Março, alertávamos com muita preocupa-
ram muito importantes, estamos gratos, mas o As equipas de enfermeiros estiveram Tendo em conta que não houve os devidos ção referente à falta de equipamentos de pro-
que na realidade precisamos mesmo é que en- a trabalhar em turnos de 12 horas duran- reposicionamentos na carreira de enferma- teção individual (EPI). Neste estudo, cerca de
tendam todos que não há muito tempo, - quan- te aquilo que se pode designar de pico da gem, não há um correcto reconhecimento do 49% dos Enfermeiros referiram que, inicial-
do fizemos as nossas manifestações, as nossas Pandemia. Estes enfermeiros são devida- valor dos enfermeiros especialistas e, acima de mente, não tinham disponíveis esses equipa-
greves -, foram por um melhor Sistema de mente compensados pela sobrecarga de tudo, pelo desgaste físico e emocional, como mentos ou parte deles. E, deste grupo, 69%
Saúde para todos, assim como, por melhores trabalho? defende o estudo de que falei, conclui-se que indicou que a maior falta foi de mascaras FP2,
e justas condições laborais. Eu recordo que os Recentemente, um dos resultados prelimi- os enfermeiros foram e são indevidamente seguindo-se a falta de proteção ocular.
enfermeiros ainda não foram reposicionados nares de um estudo que está a ser desenvol- compensados. Outros dados avançados prendem-se com
corretamente na sua carreira, ao contrário da vido por investigadores do Centro de Inves- Peguemos no seguinte exemplo para que o racionamento exagerado dos equipamen-
maioria de outras profissões. Lutávamos na tigação em Tecnologias e Serviços de Saúde todos percebam do que falamos: existem tos, com 72% dos enfermeiros a referirem ter
altura por nós e por toda a nossa comunida- com o objectivo de avaliar o impacto do novo enfermeiros com mais de 20 anos de carrei- havido e mesmo 11% admitem que sentiram
de, e hoje, com esta luta que travamos, ficou coronavírus na saúde mental dos enfermeiros ra que mantém de ordenado o índice inicial pressão para não utilizar os EPI – equipamen-
bem patente o quão frágil é o nosso sistema portugueses, é o de que houve um aumento remuneratório, ou seja, levam de ordenado tos de protecção individual.
de saúde. de cerca de 40% nos níveis de ansiedade dos para casa o mesmo que um enfermeiro que sai Ainda estamos a analisar todos os dados,

“Alguém mentiu ao dr. Vasco Cordeiro...”


e muito em breve iremos publicar, na íntegra, institucional. a praticamente todas as outras classes profis- da Saúde em tentarmos criar uma sinergia na
as conclusões deste estudo. Com este trabalho Para que se perceba, posso dar o exemplo sionais. Julgo que a melhor recompensa seria resolução imediata de alguns problemas que
será possível preparar o terreno, precavendo de serviços de internamento com 30 utentes esta, por uma questão de respeito e justiça. foram aparecendo, assim como toda a aten-
as situações negativas que aconteceram, as- ou mais e apenas 2 enfermeiros de serviço ou, Como classifica a relação da Ordem dos ção por parte do Dr. Vasco Cordeiro que, in-
sim como promover a eficácia e eficiência no então, de Lares, hoje pomposamente chama- Enfermeiros com as entidades de saúde nos clusive, permitiu à Ordem dos Enfermeiros
cuidado às populações por parte dos enfer- dos de Estruturas Residenciais para Idosos, Açores durante esta pandemia? O que tem apresentar as suas propostas relativamente a
meiros. onde existe 1 enfermeiro para 72 utentes. de ser melhorado no futuro próximo? uma saída do Covid-19 da Região. Temos,
Acho que é perfeitamente perceptível que Estamos neste mandato em prol dos en- igualmente, sentido algum acompanhamento
No seu entender é preciso avançar para estamos a falar de situações que não podem fermeiros e da comunidade açoriana. E para por parte dos partidos políticos sobre as nos-
a contratação de mais enfermeiros na Re- acontecer, ainda por cima numa Região que conseguirmos construir alguma coisa terá de sas reais preocupações.
gião? E os que estão no Serviço Regional possui duas escolas de enfermagem a formar haver um relacionamento exemplar com to- Num futuro próximo, e não só, julgo que
de Saúde dos Açores são devidamente com- enfermeiros em qualidade e quantidade. das as entidades com quem lidamos todos os as Ordens profissionais, nomeadamente a dos
pensados? Não temos ainda números concretos sobre dias. Como já referi, iniciámos funções em Enfermeiros, têm de ser mais envolvidas.
Iniciámos este mandato a 1 de Janeiro de o número de enfermeiros que falta visto que Janeiro e, desde o primeiro minuto, temos Existem situações em que, quem melhor que
2020, e desde essa altura que temos vindo a estávamos a iniciar o levantamento quando pautado a nossa prestação com a criação de os que estão no terreno para poderem opi-
defender que é urgente estudar, no terreno, as despoletaram todos os últimos acontecimen- pontes entre nós e a tutela, todos os partidos nar? Eu dou um exemplo: Defendemos desde
reais dotações seguras existentes nas nossas tos. Mas contámos retomar o levantamento políticos e todas as entidades, em especial li- cedo os testes, por rotina, aos profissionais de
instituições de saúde, ou seja, o número de no imediato. gadas à saúde. saúde, ponderado nos acontecimentos inter-
enfermeiros que está legislado haver em cada Sobre a questão da recompensa, a única Durante esta pandemia, sinto que estreitá- nacionais, e não fomos ouvidos. Referimos,
serviço e a realidade que existe nos serviços. coisa que os enfermeiros querem, neste mo- mos relações com algumas partes, todas as que por diversas vezes, haver falta de material no
Temos a perfeita noção que há falta de mento, é ver regularizado a sua questão do estão interessadas na defesa da enfermagem terreno, e volto a dizer: alguém mentiu ao Dr.
enfermeiros nos Açores, assim como a ne- reposicionamento correcto e com recupera- açoriana. Não seria justo não referir a gran- Vasco Cordeiro e não foram os enfermeiros,
cessidade, em alguns casos, de reorganização ção integral, à semelhança do que já foi feito de abertura que houve por parte da Secretária pegando no seu discurso quando ele referiu
Correio dos Açores, 16 de Junho de 2020 entrevista/regional 7

“Os Açores são a única região do país


com enfermeiros a receber menos pelo
‘Estagiar L’ e a fazerem as mesmas
tarefas dos seus colegas”
“É preciso uma reorganiza-
ção imediata que permita o
descanso dos enfermeiros.
Havendo uma segunda vaga
de casos em pouco tempo, Produtos e utensílios apreendidos pela PSP

pese embora nos Açores te- Em São Jorge


nhamos tido números mui-
to inferiores ao esperado, Quatro homens
os enfermeiros estão exaus-
tos e sem descanso teremos detidos na
dificuldades acrescidas para
um segundo combate se ele
posse de 144
vier a colocar-se...” doses de
que lhe tinham dado a informação que isso
não era verdade. Hoje, temos a evidência
metanfetamina
clara de que o que alertávamos a tempo e
horas era a única verdade. “É urgente uma valorização profissional” dos enfermeiros
e um laboratório
Agora que a situação da Covid-19 “as- Elementos da Esquadra da PSP das Velas
sentou” um pouco, o que é que destaca Posto isto, é urgente uma normalização ver o seu reposicionamento efectivado com de São Jorge, com “a essencial” colaboração de
como o mais positivo e o mais negativo na prestação de cuidados de saúde, com a uma recuperação total, repito, à semelhança elementos da Esquadra da Calheta, detiveram sá-
desta fase? introdução de medidas que permitam o rea- do que foi feito com outras classes profissio- bado após buscas domiciliárias, quatro indivíduos
A nível de Enfermagem destaco como o gendamento da actividade cirúrgica adiada, nais. Passados mais de 400 dias, estamos no de 45, 42, 40 e 34 anos, pela suspeita da prática
mais positivo a forma como os enfermeiros assim como a realização de consultas. Igual- mesmo patamar em que sempre estivemos, do crime de tráfico e fabrico de estupefacientes,
açorianos consideraram este combate como mente temos de fazer um reagendamento da pois nada aconteceu. a quem foram apreendidas 144 doses de produ-
uma luta realmente sua, colocando todo o prestação de cuidados de saúde primários e Devemos, igualmente, olhar para as do- to estupefaciente “Metanfetamina”, vulgarmente
seu esforço e profissionalismo em prol da a reabertura, por exemplo, de postos de saú- tações seguras nas instituições e perceber, denominado “Crystal Meth”.
nossa comunidade. O desafio dependeu, es- de entretanto fechados. de uma vez por todas, que a estatística tem Nas três buscas domiciliárias realizadas e
sencialmente, da solidariedade comum de vários ângulos interpretativos, sendo que a uma não domiciliária, foram apreendidos vários
toda a classe e isso aconteceu. Enquanto não houver novos casos de realidade por vezes não é correspondida. Se objectos relacionados com a produção do referido
Em termos negativos, ficam na história Covid-19, os enfermeiros vão voltar para os enfermeiros continuam sobrecarregados produto e um laboratório clandestino de fabrico
todos os utentes que não conseguimos prote- as suas rotinas diárias. No global, quais as com turnos extraordinários é porque alguma de Anfetaminas.
ger do Covid-19, em que os nossos cuidados dificuldades que enfrentam? coisa se passa. Ao grupo suspeito de tráfico de droga foram
não foram suficientes para os devolver ao seu Reitero que, no imediato, é preciso uma Outro assunto de fácil resolução, e da ainda apreendidas várias viaturas e uma embar-
dia-a-dia. Tenho reflectido muito em como reorganização imediata que permita o des- maior justiça, será terminar com o Estagiar cação de recreio, de valor elevado, por haver sus-
estes tempos nos vieram mostrar o quão vul- canso dos enfermeiros. Havendo uma se- L para enfermeiros. Eu recordo que os Aço- peitas de estarem relacionadas com o crime em
neráveis somos, o quão ligados estamos e o gunda vaga de casos em pouco tempo, pese res são a única Região que mantém esse pro- apreço.
quão dependentes uns dos outros. embora nos Açores tenhamos tido números grama. Todo o resto do país encontrou alter- Os detidos serão presentes a primeiro inter-
Concluo ainda que, embora o nosso muito inferiores ao esperado, os enfermeiros nativas dignas para os enfermeiros. Para que rogatório judicial para aplicação da conveniente
medida de coacção.
retorno a uma nova realidade tenha de ser estão exaustos e sem descanso teremos difi- todos percebam, este Estagiar L contrata en-
Com mais esta acção, a Divisão Policial de
progressivo e gradual, não será fácil, e os culdades acrescidas para um segundo com- fermeiros pagando um ordenado muito mais
Angra do Heroísmo, da qual estão dependentes as
enfermeiros terão um papel fulcral nesta bate se ele vier a colocar-se no imediato. Há abaixo do que o valor base que deveria ser. E
Esquadras de Velas e Calheta de São Jorge, “pre-
readaptação, num trabalho de saúde comu- igualmente a necessidade de uma readapta- esses enfermeiros vão desempenhar funções
tende dar continuidade à estratégia de prevenção
nitária por exemplo, que já vem sendo feito ção aos “novos tempos” por que passamos. iguais aos colegas do serviço para onde vão,
e combate à criminalidade, promovendo assim o
há muito, mas que agora toma ainda mais Temos, no entretanto, um problema: a entre outras questões mais.
aumento do sentimento de segurança da popula-
preponderância e valor. falta efectiva de enfermeiros para que pos- Devemos ainda olhar para os enfermei-
ção”.
samos dar o descanso merecido. Para nós ros das estruturas residenciais para idosos,
Já na Lagoa, a PSP deteve um homem de 42
Muitas áreas da saúde foram um pou- enfermeiros, - e permita-me o desabafo -, onde uma grande parte aufere ordenado
anos por condução de veículo sob a influência
co esquecidas com toda a situação vivida. vermos o copo meio cheio relativamente ao base igualmente abaixo das remunerações
de álcool, com uma taxa de alcoolemia de 1,55
Quais as que mais sofreram e o que é que Covid-19 é a oportunidade para fazer as pes- tabeladas, assim como temos de corrigir as gramas por litro. A Esquadra de Trânsito da PSP
tem de ser feito para recuperar o tempo soas entenderem, de uma vez por todas, que dotações seguras, pois 1 Enfermeiro para 72 deteve dois indivíduos 22 e 60 anos, por condu-
perdido? há situações no dia-a-dia dos enfermeiros da utentes é, a meu ver, inadmissível. ção de veículos sob a influência de álcool, com as
Temos a evidência, no terreno, de que a Região que têm de ser resolvidas. A Secção Regional da Ordem dos Enfer- taxas de alcoolemia de 1,30 g/l.
actividade cirúrgica programada, a realiza- meiros nos Açores tem, nos poucos meses A Esquadra da PSP de Rabo de Peixe deteve
ção de consultas de especialidade, a presta- Que situações enfrentam os enfermei- deste mandato, realizado várias diligên- um indivíduo do género feminino de 52 anos, por
ção de cuidados de saúde primários e até o ros que o Serviço Regional de Saúde deve- cias no sentido de ver este e outros assun- condução de veículo sob a influência de álcool,
recurso aos serviços de urgência, sofreram ria resolver o quanto antes? tos atendidos. Existem outras situações em com uma taxa de alcoolemia de 2,02 gramas por
uma redução drástica, seja por medidas to- Acima de tudo, e por uma questão de jus- que é urgente a sua correção, o que só nos litro.
madas nesse sentido, com vista à redução da tiça, é urgente que haja um reconhecimento vem lembrar a necessidade de cuidarmos No período entre 12 e 14 do corrente, regis-
possibilidade de contágio, seja pelo receio efectivo da necessidade de uma valorização de quem cuida, neste caso, dos enfermeiros taram-se 21 acidentes de viação, dos quais resul-
da população em recorrer às instituições de profissional. A 1 de Abril de 2019 foi anun- açorianos. taram 2 feridos graves; 9 feridos ligeiros e danos
saúde. ciado pela tutela que os enfermeiros iriam Luís Lobão materiais.
8 publicidade Correio dos Açores, 16 de Junho de 2020

IMOBILIÁRIAS Compra e venda


de imóveis, serviços
e soluções para sua casa!

PUB PUB PUB PUB

Licença AMI nº 12017


Licença AMI 7727

A. C. SAMPAIO
Mediação Imobilária, Soc. Unipessoal, Lda.

Rua Açoreano Oriental nº 39A


9500-013 Ponta Delgada
296 286 444 SOCIEDADE DE MEDIAÇÃO IMOBILIÁRIA

966 265 628 CAMPO DE SÃO FRANCISCO, 12-13 R/C Dto - P. DELGADA
Tel. 296 099 368 / 916 158 245
www.acsampaio.pt E-mail: info@houseclose.pt | Web: www.houseclose.pt

LIVRAMENTO REFª C00112

Loja junto ao Mercado da Graça NOVO PREÇO: 330.000€


Apartamento T3 (NOVO)
em condomínio privado,
junto à praia das Milícias.
TERCEIRA REFª C00244

  
3 2 1 228 228
   

Ref 901 Prédio Centro Histórico

PREÇO: 120.000€
Moradia T1, com jardim, localizada na zona
dos Biscoitos. Totalmente recuperada.

PONTA DELGADA REFªC00208


 
5840

    
Ref 1039 Terreno para construção 1200m2

PREÇO: 125.000€
Moradia T4 no centro histórico
Ponta Delgada de estilo clássico,
para reabilitar.
PICO DA PEDRA REFªC00224

Ref 1042 Prédio no centro Historico   


3 2 2 100 185
   

PREÇO: 75.000 EUROS


Moradia T3 com quintal, muito
próximo Ponta Delgada, a necessi-
tar de pequenas obras.

CAPELAS REFª C00181

 
260 130
   

ERA PONTA DELGADA


    

t. 296 650 240


ERA PORTAS DA CIDADE PREÇO: 62.500 EUROS
 
 


Ref 1051 Moradia com terreno t. 296 247 100 Terreno urbano na Quinta do Rosário
c/ 416 m2, muito perto de zona
de 2750 m2, Capelas. balnear.

PUB PUB
Correio dos Açores, 16 de Junho de 2020 regional/opinião 9

Lota de Rabo de Peixe vai


Um discurso brilhante
continuar encerrada por
e humanista
questões de segurança

Por: António Pedro Costa

falar da importância dos outros e da sua


redescoberta, a começar na famílias, nas
vizinhanças, nas amizades, da atenção aos
mais pobres, vulneráveis e dependentes, do
pacto entre gerações, tentando ultrapassar o
abismo já cavado entre os mais e os menos
jovens, numa fórmula absolutamente genial
que cativou quem acompanhou o seu discur-
so. O PSD pediu a reabertura imediata da Segundo a Lotaçor esta medida
De forma desassombrada, referiu-se à Lota de Rabo de Peixe. A Lotaçor respon- garantiu que o chicharro fosse sempre
Encíclica do Papa Francisco “Laudato Si”, deu. Considerando as recomendações da escoado em lota. E ainda sublinha que
nome inspirado na invocação de São Fran- Autoridade de Saúde devido à pandemia esta situação acarreta, para a Lotaçor,
cisco “Louvado sejas, meu Senhor”, que no da COVID-19, a empresa pública diz em um acréscimo de custos, nomeadamente
Cântico das Criaturas recorda que a terra se comunicado que “a Lota de Rabo de Pei- com a tenda, a segurança da tenda e a du-
pode comparar a uma irmã, com quem par- xe deve permanecer, para já, encerrada por plicação de sistemas, e com o reforço do
tilhamos a existência, apelando para a ne- motivos de segurança, na medida em que sistema de transporte de pescado. Neste
cessidade de termos “respeito pela natureza, o espaço destinado aos compradores, de sentido, a empresa pública dá conta que
pela humildade na aceitação dos nossos li- acordo com a legislação actual, não é am- também tem interesse na retoma do lei-
mites, pela primazia na afirmação da vida e plo o suficiente para que sejam cumpridas lão em Rabo de Peixe, mas há que ga-
da saúde”, e nos recordar que “o humano é as regras de distanciamento social”. Mais, rantir que todas as questões de segurança
universal e que todas as vidas contam, todas adianta que “as associações de pescadores são salvaguardadas.
as vidas importam”. e de compradores foram auscultadas sobre A Lotaçor, no documento, “repudia a
O Cardeal Tolentino de Mendonça, como as medidas a adoptar e informadas sobre afirmação do Presidente do PSD/Açores
não poderia deixar de ser, referiu-se às suas a decisão de se operar em Ponta Delgada, de que há «um grande desinvestimento»
raízes madeirenses e à influência da sua avó, sendo que a questão central é a segurança na manutenção das estruturas da Lotaçor
Já estávamos à espera de um brilhante que apesar de analfabeta lhe ensinou e lhe
discurso de D. José Tolentino Mendonça, no de todos os utilizadores das infraestruturas e de que se verifica “imprevisibilidade
transmitiu com as suas histórias todo um da Lotaçor”. de horário”. E diz que além dos investi-
dia 10 de junho, Dia de Portugal, de Camões legado geracional, com palavras singelas e
e das Comunidades Portuguesas, à semelhan- Diz ainda ser falso que e o encerramen- mentos de reposição, tem estado sempre
simples, mas cheias de encanto, evocando as to da lota de Rabo de Peixe esteja a provo- disponível para o sector, flexibilizando
ça do que o Cardeal nos tem vindo a brindar nossas raízes e a nossa força, amando o país
com reflexões absolutamente deslumbrantes car uma quebra de rendimentos nos pesca- horários e mantendo os seus serviços a
pela sua força ou pela sua fragilidade. dores. O que se verificou foi uma ligeira funcionar, durante toda a pandemia.
que deliciam quem o lê. Num discurso profundamente humanista
As comemorações que estiveram previs- baixa do preço médio devido às atuais con- Lembra também a Lotaçor que, com
foi muito assertivo, citou o Canto VI dos dições de mercado, como é o caso da lula, o apoio do Governo dos Açores, “isentou
tas para a Região Autónoma da Madeira e Lusíadas e advertiu que não há super-países,
África do Sul, foram alteradas, para assim e não ao fecho da lota de Rabo de Peixe. as taxas cobradas aos produtores e com-
como não existem super-homens, pelo que Pontualmente, verificam-se situações de pradores de pescado para fornecimento
respeitar as regras de precaução sanitária no celebrar o Dia de Portugal significa, portan-
quadro da pandemia da doença Covid-19”, baixa de preço que têm origem na quali- de gelo, congelação e conservação de
to, redescobrir e reforçar o pacto comunitário dade do pescado apresentado para venda, pescado”.
pelo que o Mosteiro dos Jerónimos, um es- que é a nossa raiz, incluindo as extensas re-
paço simbólico para o país, foi o local esco- refere na mesma nota. Quanto à acusação de que «as pró-
des da diáspora, pelo que sustentou que cada Mais, recorda a Lotaçor que em prias caixas de pescado não são substitu-
lhido para as comemorações nesta altura de português é uma expressão de Portugal e é
desconfinamento gradual. Abril, a Lotaçor, em parceria com a Au- ídas há muitos anos», “a Lotaçor também
chamado a sentir-se responsável por ele. toridade Marítima, “e em tempo recor- repudia esta afirmação, garantindo que
Num discurso profundamente humanista e Uma raiz do futuro de Portugal, acres-
brilhante, o Cardeal Tolentino de Mendonça, de”, montou uma tenda junto à Lota de ainda no mês de abril começaram a ser
centou o Cardeal madeirense, passa por Ponta Delgada para duplicar o sistema introduzidas no circuito de mais 13.000
com as suas palavras sábias, como sempre, aprofundar a contribuição dos seus mais
deixou algumas mensagens muito inspirado- de leilão eletrónico, garantindo que a caixas novas, adquiridas este ano, estan-
velhos, ajudando-os a viver e a assumir-se meia centena de compradores habituais do previsto que estejam todas em circu-
ras que interpelam à solidariedade, à justi- como mediadores de vida para as novas ge-
ça social, à cooperação, aludindo às nossas pudessem efetuar a compra de chicharro lação até ao final do mês de Julho”, con-
rações, defendendo que quis ser mais um en- no único espaço com condições para tal. forme refere no comunicado. N.C.
raízes, sobre quem somos, o que vivemos e tre 10 milhões de portugueses, apelando para
para podemos ir. que se olhe para os jovens adultos, como a
De destacar das palavras do Cardeal a
afirmação da vida e da saúde em que todas
faixa etária com menos de 35 anos que sai
desta pandemia com os olhos postos num fu- Açorianos estão a valorizar mais
as vidas contam, defendendo que é preci- turo incerto.
so reforçar o pacto comunitário e lançar a
aliança intergeracional, adiantando que a
O discurso do Cardeal José Tolenti- os resíduos urbanos
no Mendonça, nas comemorações do 10 de
vida é um valor sem variações e rejeitando Junho, foi elogiado por largos sectores da A Secretária Regional da Ener- apresentação do relatório referente à
a ideia de arrumar a sociedade em faixas sociedade portuguesa, pois trata-se de uma gia, Ambiente e Turismo adiantou produção e gestão de resíduos urba-
etárias. Os idosos são as principais vítimas figura conhecida pela sua independência e ontem que, em 2019, “os Açores va- nos nos Açores no ano de 2019.
da pandemia, do ponto de vista da saúde e criatividade, e por ser uma voz credível que lorizaram mais de metade dos resí- “Os dados constantes neste relató-
socialmente, porque mais sós, mais pobres, defende a humildade na aceitação dos limi- duos urbanos produzidos (55,2%) e, rio demonstram a evolução progressi-
remetidos muitas vezes para precários con- tes e fragilidades das pessoas, da primazia na consequentemente, a fração eliminada va e significativa da Região em maté-
textos de institucionalização. afirmação da vida e da saúde. em aterro foi menor que a valorizada ria de tratamento de resíduos urbanos
O Cardeal José Tolentino de Mendonça O próprio Presidente da República refe- (44,8%)”, confirmando a tendência de desde 2012, e com particular expres-
é considerado pelos meios intelectuais por- rindo-se ao Presidente das Comemorações crescimento da valorização destes re- são desde 2016”, frisou.
tugueses e não só, como um homem da cul- deste ano disse que o 10 de Junho de 2020 síduos. Segundo a governante, “estes são
tura, um pensador exímio, um escritor e um fica a dever-lhe o lembrar-nos o que mudou “Em 2012, 87% dos resíduos urba- dados consistentes, já que desde 2017,
poeta reconhecido, mas também um filóso- ou está a mudar na nossa vida nestes tempos nos tinham como destino a eliminação isto é, pelo terceiro ano consecutivo,
fo e ensaísta. Esta insigne figura da Igreja ingratos e decisivos. em lixeiras e aterros”, recordou Mar- os Açores estão a valorizar a maioria
aproveitou o ambão do dia solene para nos
ta Guerreiro que falava, na Horta, na dos resíduos urbanos”.
publicidade Correio dos Açores
Correio dos Açores publicidade
12 opinião/regional Correio dos Açores, 16 de Junho de 2020

Associação Espírita de São Miguel Músicos e profissionais


da música em desespero
Paz e luta Foto: Arquivo

Muitas vezes, a pretexto de servir tificados por viverem repetindo orações


a Jesus, fugimos para a sombra quieta comoventes, são almas leoninas que
do claustro, abandonando a luta em que se reconhecem necessitadas de cons-
o Mestre espera de nós a colaboração tantes preces e de meditação para não
salutar. caírem na soez armadilha da própria
Mal nos sabe a escolha, porque, em impulsividade; ao passo que tempera-
semelhante contemplação, cultivamos mentos pacíficos, de exterior indife-
a inutilidade e acordamos, ao clarim da rença por não respirarem na comunhão
morte, na condição do pássaro de asas contínua dos sagrados ensinamentos,
entorpecidas. são espíritos enobrecidos na fé, supe-
Diz-se que é preciso aborrecer o riores às tentações da calúnia ou da dor,
pecado, buscando o recanto silencioso que já sabem jornadear na Terra, ache-
da virtude improdutiva e anestesiante, gados a Deus, sem as teias de qualquer
sem o que não abominaremos Satanás empecilho humano.
e as suas obras. Ninguém abandone a luta, crendo
Não traduzirá, porém, essa atitude conquistar, assim, a paz. Festivais cancelados preocupam os músicos que não têm condições económicas
ruinoso descaso para com o mundo e Nenhum general experimenta o sol-
para com as almas que o Senhor nos dado em relvas floridas, e alma nenhu- Por causa das medidas de contenção da cedo, e mesmo que venham a acontecer mui-
confiou aos cuidados e salvaguarda? ma se elevará ao cume da purificação, epidemia da covid-19, os espetáculos e festi- tas pessoas vão ter medo de lá ir, por não
Fora preciso que o amor não pas- sem as provas compreensíveis e justas vais foram cancelados nos Açores, pelo que quererem estar em espaços com muita gen-
sasse de escura mentira, para crermos do sofrimento, no combate interior às tal situação tem preocupado muitos músicos te.
em nossa salvação exclusiva, com de- inclinações menos dignas, ante as cir- e profissionais ligados ao setor, atendendo à O setor vê, assim, com apreensão tudo o
plorável esquecimento dos outros. Um cunstâncias do mundo externo. incerteza quanto ao futuro. que se está a passar, pois trata-se duma situa-
soluço de criança na Terra destruiria o Muitas almas piedosas recolhem-se Esses trabalhadores encontram-se numa ção completamente nova e devastadora para
Céu que a teologia comum criou para aos mosteiros, procurando, debalde, no posição precária, muitos deles sem rendimen- muitos artistas, que não se sabe como irão
atender, em caráter provisório, as nos- afastamento da tentação, a serenidade e tos e sem apoios governamentais para pagar a sobreviver até ao final desta pandemia.
sas indagações. a alegria que lá não encontram, porque, renda e as despesas correntes, achando-se em A preocupação é enorme, com músicos e
O clima de contrastes em que a inte- ainda aí, o lírio que adorna o altar pro- grandes dificuldades, chegando mesmo orga- técnicos, que sem espetáculos e sem trabalho,
ligência da criatura se alarga e envolve, cede da lama desconhecida; a vela que nizar-se um movimento solidário para ajudar não têm rendimento nem forma de ir buscar
propiciando-lhe dificuldades e sombras arde em memória dos anjos consome a a mitigar situações muito difíceis de famílias dinheiro para poder fazer face às despesas,
temporárias, é, na essência, a paisagem cera extorquida às abelhas laboriosas; sem qualquer proveito para viverem. e por isso, voltam-se agora para o Governo,
indispensável ao crescimento do espí- o centeio que fornece o pão abençoado Por isso, alguns profissionais do ramo na tentativa desesperada de encontrar-se uma
rito, para a vitória do amor, no coração à mesa nasceu e cresceu na cova anó-
apelam ao Governo Regional dos Açores solução para as suas vidas.
do Homem e no caminho da Humani- nima do solo estercado; e a seriguilha
para olhar para estes casos difíceis por que A cultura é um bem que todas as socie-
dade. que cobre a carne em contemplação foi
têm passado algumas famílias e seja encon- dades necessitam para viver e todas as pes-
A paz resulta do equilíbrio e não da roubada à ovelha ao algodoal, que pro-
trada uma medida para apoiar as situações soas ligadas ao setor têm de ser vistos como
inércia. duz sob a chuva e sob o vento.
mais gritantes. trabalhadores cruciais para as comunidades
Jesus, no madeiro, desfrutava a Muitos encontram luta amarga onde
Dada a evolução desta crise pandémica, para que os artistas e bandas tenham êxito e
tranquilidade dos que podem desculpar procuram as doçuras da paz, porque a
os espetáculos ao vivo não acontecerão tão deixem de viver neste sufoco. APC
o mal e esquecê-lo. serenidade legítima provém das obriga-
Pilatos, na suntuosidade do Pretó- ções bem cumpridas no quadro de tra-
rio, conservava um espírito vacilante e balho que a realidade nos designa.
atormentado, que o arrastaria por fim Conflitos e atritos vibram em toda a Agora pode-se aguardar resultados em casa ou no alojamento
ao suicídio. parte, porque, em todos os recantos, o
O lago calmo costuma resumir-se
a depósito de lodo estanque, enquan-
espírito suspira por ascensão.
Aceitemos os desafios do mundo Açores livres de Covid-19 abrandam
to a água corrente, rolando sem cessar sem temer o pecado, as trevas, o lodo,
sobre a escarpa, chega pura aos lábios a morte. as regras de entrada na Região
ressequidos do homem. Como sustentar a beleza e a ternura
A santidade não depende da másca- do lume, se não desculparmos a dureza O Governo Regional referiu que a residência ou no local onde estiver alojado, e
ra. e a fealdade do carvão? monitorização permanente feita à evolução da não em hotel designado para o efeito.
Há príncipes da fortuna e da inte- A vanguarda do trabalho é uma are- pandemia de COVID-19 nos Açores permite O tempo que medeia entre o momento de
ligência, da autoridade e da fama, os na de que nos não cabe fugir. Defenda- concluir pela eficácia dos procedimentos apro- recolha de amostras e a obtenção do resultado
quais, embora situados entre a pol- mos em suas linhas a nossa posição de vados pelo seu executivo na contenção da dis- do teste é, no caso de S. Miguel e Terceira, de
trona macia e o louvor incessante dos serviço, amando e agindo, imaginando seminação do vírus na Região, bem como pela cerca de 12 horas. Nas ilhas que não têm labo-
grandes e dos pequenos, se esforçam, e elaborando para o bem, e o Senhor, adesão comprometimento e responsabilidade ratórios para a realização de testes, esse tempo
no serviço aos semelhantes, obedecen- por certo, nos fará Divina Mercê. dos açorianos às medidas implementadas. As- pode ser superior, uma vez que há a necessi-
do aos ditames da reta consciência; e sim, a Região não só não tem qualquer regis- dade de fazer deslocar as amostras biológicas
há mendigos, esfarrapados e sedentos, Pelo Espírito Joana Angélica to de casos positivos activos, até ontem, como para a ilha do laboratório e aí realizar o teste
que elevam mãos postas aos céus, pra- (Joanna de Ângelis) todas as cadeias de transmissão que existiram laboratorial. No caso de passageiros que che-
guejando mentalmente em desfavor do Psicografia de Francisco Cândido estão extintas. tendo sempre presente a pro- guem a um aeroporto dos Açores, mas que te-
próximo. Xavier babilidade de surgimento de novos casos de nham como destino final outra ilha da Região,
Muitos homens, aparentemente san- Do Livro: Falando à Terra COVID-19, o Conselho do Governo dos Aço- há duas opções: Ou apresentam comprovativo
res, seguindo a estratégia de desconfinamento da realização de teste PCR prévio ao embar-
social e económico que tem vindo a ser defi- que do vôo com destino aos Açores com re-
nida e implementada, entende que estão reu- sultado NEGATIVO e, neste caso, podem se-
nidas as condições para proceder a algumas guir a sua viagem normalmente; Ou realizam
alterações nas medidas e procedimentos que teste PCR à chegada, sendo que, neste caso,
estão em vigor, em duas vertentes: Mantém-se antes de seguir para a ilha de destino final,
a exigência de teste RT-PCR realizado nas 72 devem aguardar pelo resultado NEGATIVO
horas prévias ao embarque para os Açores ou, do respetivo teste em local próprio na ilha
em alternativa, a realização do mesmo tipo de de desembarque ou em hotel designado para
teste à chegada aos aeroportos da Região, com o efeito. Com o resultado NEGATIVO é que
a recolha de amostras biológicas para esse poderão seguir a sua viagem. Os custos com
fim, no momento desembarque, e neste último o alojamento desses passageiros enquanto
caso o passageiro passa a aguardar o resultado aguardam pelo resultado do teste continuam
do mesmo em isolamento profilático, na sua a ser assumidos pela Região.
Correio dos Açores publicidade
14 opinião/regional Correio dos Açores, 16 de Junho de 2020

José Manuel Bolieiro defende uma


A República não pára de
mudança qualitativa nos Açores
surpreender os Açorianos
assente no valor de cada ilha
criação de riqueza e na libertação da economia
e da iniciativa dos cidadãos”, adiantou, e deu
como exemplo o “a carência do diálogo e da
conversação social, verdadeiros ativos, que es-
tiveram ausentes nas últimas décadas, e que
agora é preciso reforçar”.
Para o líder social democrata, os Açores
Por: Manuel Estrela “têm sido igualmente deficitários na criação
de políticas públicas apoiadas no conheci-
“Durante a pandemia tramou-nos com a história da mento empírico, isto é, nos dados concretos
“continuidade territorial” e outros comportamentos menos reveladores da realidade das nossas ilhas”. As-
próprios, de que se veio redimir o Presidente da República sim, “a intuição, uma postura populista e os in-
na visita atribulada ao Nordeste. teresses eleitoralistas têm-se sobreposto a essa
Não contente com isso, António Costa volta a provocar-nos, desta vez necessidade de saber, de forma clara, o que é
encaminhando-nos para a banca, se quisermos dinheiro para combater o preciso para o arquipélago”, criticou.
impacto económico da pandemia. José Manuel Bolieiro avançou que deve ha-
Uma cópia de Passos Coelho. E todos sabemos como as cópias são ver “uma forte aposta no desenvolvimento dos
sempre piores que o original... O presidente do PSD/Açores defendeu territórios, mas que tem de ser acompanhado
A diferença é que, agora, amouchamos, obedientes e submissos. Já não uma mudança qualitativa para a Região, as- pela proximidade do poder”, advogando que
levantamos a voz como foi contra Passos Coelho. sente “numa estratégia política que potencie o “a relação dos órgãos de governo próprio com
Pior ainda: até uma deputada do PS dos Açores, na Assembleia da Re- valor de cada uma das nossas ilhas. É preciso o poder local deve ser valorizada, em sintonia
pública, elogiou a atitude do Governo da República... onde já chegamos! um governo que assuma a missão Açores e um e com igualdade de tratamento”, disse. E
A autorização para nos endividarmos até 420 milhões de compromisso com cada ilha”, avançou. Nestas focou “a transparência da chamada contratação
euros não dá para meia missa, porque se o turismo, como se eleições e para um novo ciclo, “Não bastará programática entre administrações públicas, que
prevê, vai cair 10% do PIB regional, são logo 400 milhões uma alternância democrática, aliás muito im- é fulcral, assim como um reforço de meios para
de euros que se perdem, só neste sector. portante, mas também de uma mudança efetiva a capacidade instalada em cada uma das nossas
Depois, o facto do Estado não avalizar a dívida vai provocar um aumen- de governação, uma verdadeira de alternativa”, ilhas”.
to dos juros, que poderão ir até ao dobro do que é contraído pelo Estado. disse José Manuel Bolieiro, que participava na Para o social democrata, falta também “re-
A atitude de António Costa não tem classificação. É uma provocação às sétima edição do Congresso da Cidadania, esta conhecer essa capacidade instalada ao nível das
Regiões Autónomas e uma falta de solidariedade incompreensível.” dedicada à Ilha Terceira. políticas sociais. Será um trabalho que vai obri-
Esta é uma parte do editorial do famoso jornalista Osvaldo Cabral, no “O potencial da Terceira tem, em alguns gar a uma rutura de atitudes face ao que existe
Diário dos Açores, do dia 14 de Junho corrente, o que nos fez lembrar segmentos, uma escala mundial, que está a ser actualmente”, garantiu, referindo que o balanço
certa publicidade da RTPi, que diariamente afirma que lá no fundo, lá no subvalorizado, limitando o seu desenvolvimento de 44 anos de Autonomia “teve muitas virtudes,
fundo, existem dois arquipélagos… e o do Grupo Central, assim como o peso relati- mas é preciso uma avaliação dos resultados dos
De facto e contra factos não há argumentos, os Açores e a Madeira vo que pode ter no desenvolvimento da Região”, diferentes ciclos, para poder fazer a mudança
parecem estar no fundo das prioridades e da solidariedade do centralismo afirmou o líder social democrata. que é necessária”, afirmou.
odioso de Lisboa. Ao nível da Saúde, José Manuel Bolieiro O líder do PSD regional elogiou “a cora-
Por outro lado assusta-nos bastante ter representantes na Assembleia diz ser preciso “habilitar a capacidade já instala- gem” de todos os participantes nestas iniciativas
da República que se vergam aos interesses partidários, em vez de zelarem da na ilha, no contexto de todo o arquipélago”, do partido, pois “a independência e a liberda-
pelos interesses de quem representam. destacou, estranhando o recente desvio de um de expressa fazem falta à Autonomia, sendo o
Atitudes como esta do Governo Central fazem-nos recordar o grande equipamento destinado ao hospital local “sem que se deseja para uma Democracia madura nos
Açoriano, o Rabopeixense, António Tavares Torres, que deixou o Hino qualquer explicação que justifique essa atitude Açores”.
Popular da Autonomia dos Açores: da tutela, o que é inaceitável”, disse. “Ainda há quem saiba dizer não, quem resis-
Para o presidente do PSD/Açores, o futuro ta e tenha a capacidade de não assumir a submis-
O clamor açoriano da Região precisa “de uma governação com a são como uma oportunidade, preferindo reagir
Em sã justiça fundado, capacidade de ouvir e de garantir independên- com inteligência e mostrando pensamento pró-
Pede esta ampla liberdade cia às pessoas e às instituições. Não podemos prio”, concluiu José Manuel Bolieiro.
Que se deve a um povo honrado. continuar a ter uma governação manipuladora”, O evento teve como oradores Tomaz Den-
considera. tinho, economista e professor da Universidade
Para nós é vergonhosa “A manipulação desmerece a democracia e a dos Açores, Maria Manuela Sousa, mestre em
A central tutela odiosa, liberdade, das pessoas e das instituições, quando Gerontologia Social e assessora na Santa Casa
Que em nossos lares recai. a estratégia é tão só ligada à aposta no dinheiro da Misericórdia de Angra, e António Bulcão,
Povos! Pela autonomia público, como solução para resolver os proble- advogado e professor do ensino secundário.
Batalhai com valentia, mas e forma de perpetuação no poder”, referiu. A moderação esteve a cargo de Olivéria San-
Com esp’rança batalhai e disse: “Ao invés, o que é preciso é apostar na tos, jornalista do Diário dos Açores.

Autonomia: eis o lema


Do ideal Açoriano. Em parceria com o Hospital Internacional
Negá-la seria um crime!
Combatê-la, desumano. Escola Profissional da Lagoa promove em
Eia! Avante, Açorianos
É já tempo, despertai!
Pela santa autonomia
Setembro curso de auxiliar de Saúde
Com denodo trabalhai. A partir do próximo mês de Setembro, a
Escola Profissional da Lagoa inicia o Curso
Este caso que Osvaldo Cabral tão bem narrou não é único na história de Auxiliar de Saúde. Trata-se de um Curso de
dos Açores. Recordamos as construções das docas de Ponta Delgada e Dupla Certificação - equivalência ao 12.º ano e
Horta, essenciais ao desenvolvimento dos Açores. Recordamos os aero- qualificação profissional de nível IV.
portos, etc. Para ingressar na ação de formação, os can-
De facto os Açores e a Madeira estão no fundo, como diz a RTPi. didatos devem ter o 9.º ano, no mínimo, conclu-
Julgamos que a RTPi foi do melhor que Portugal ofereceu aos Portu- ído com aproveitamento e idade até 24 anos à
gueses que vivem no estrangeiro, mas os seus responsáveis podiam en- data de 1 de setembro de 2020.
contrar outra maneira, para dizerem que todos os dias há notícias daqueles As pré-inscrições decorrem até ao dia 3 de
arquipélagos… julho, sendo que o formulário e toda a informa-
ção estão disponíveis no portal da escola pro-
Fall River fissional. Internacional dos Açores, cuja abertura aconte-
O Curso resulta da parceria com o Hospital cerá na cidade da Lagoa.
Correio dos Açores, 16 de Junho de 2020 regional 15

Câmara de Ponta Delgada intensificou


Açores - Potência Atlântica? projectos sociais para acudir famílias,
nados, como a história regista, a mais um
“ciclo” com milhares de concidadãos a fi-
idosos e sem-abrigo na pandemia
carem para trás. Se bem que, nestes novos
tempos, a milagrosa “carta de chamada”
Foram atribuídos 603 vales sociais a 147 famílias
que os retirava da pobreza, é bem capaz de
nunca chegar.
Só assim a Açorianidade poderá ser
afirmada, a Portugalidade realizada e a
Universalidade confirmada.
Não é com afirmações, como as que
Por: António Benjamim
recentemente têm sido proferidas, por al-
guns ministros de Portugal, que vamos
lá. Dizem-se democratas, embora façam
Sim. Podem e devem os Açores aspirar mais lembrar posturas de algumas figuras
a ser uma Potência Atlântica. do Estado Novo. Eram centralistas porque
Assim pensem, sintam e queiram os era essa a natureza do regime corporativo
açorianos nascidos ou os de coração. Os e totalitário.
emigrados e seus descendentes. Primeiro Em Outubro próximo voltaremos a ter
“acomodar” os que vivendo cá continuam eleições para o Parlamento Açoriano. A
no “cais a ver passar navios”, enquanto abstenção voltará a ganhar. Perde a demo-
existem ilhas a perderem população. cracia e a liberdade. Ganham os centralistas. A Câmara Municipal de Ponta Delgada fez um mês de Maio, um grupo de animadoras da Rede Mu-
Sem gente não há desenvolvimen- Que como se tem vindo a constatar, não balanço dos projectos/iniciativas criados durante a nicipal de ATL, iniciou a confeção de máscaras de
to económico. A digitalização e a nova estão só nos extremismos autoritários, mas pandemia. Assim, o projecto Vales de Apoio Social proteção, garantindo a entrega de mais de 900 unida-
globalização, ao contrário do que possa pa- igualmente nos que se dizem democratas para Famílias Carenciadas, uma das muitas medidas des, que foram distribuídas pelos colaboradores do
recer, irão ser um dos pilares fundamentais e liberais. criadas pela Câmara Municipal de Ponta Delgada município.
para atingir esse objectivo. As promessas efectuadas nas últimas
para combater as graves dificuldades sócio-econó- O BEI (Banco de Equipamentos Informáticos)
A centralidade atlântica dos Açores eleições de que iriam ser tomadas medidas
micas que surgiram no âmbito da Covid-19, apoiou foi criado pelo Município de Ponta Delgada para
com a sua zona económica exclusiva de para combater a abstenção, não foram con-
um total de 147 famílias. Foram atribuídos 603 vales possibilitar aos alunos do 1.º ciclo do Ensino Básico
quase 1.000 Km2 torna-os uma potência cretizadas. A pandemia que nos confinou
sociais, no valor de 12.060 euros. No caso do vale o acesso ao equipamento informático necessário à
oceânica, capaz de rivalizar com muitos nos últimos três meses, não vale como des-
social, o objectivo foi colmatar, no imediato, uma frequência do ensino à distância. Foram adquiridos,
países da União Europeia. culpa. Voto electrónico e premiar a cidada-
necessidade básica, resultante de situações de de- numa fase inicial, 75 equipamentos, num investi-
São eles que dão profundidade atlânti- nia, revisão dos cadernos eleitorais, parti-
semprego ou ausência prolongada ao trabalho, o que mento total de 40.000 euros para as 5 Escola Básicas
ca, não só a Portugal como à Europa. Os dos açorianos... Boas intenções que já não
provocou a redução dos rendimentos dos agregados Integradas do concelho.
avanços tecnológicos têm vindo a confir- serão realizadas nesta legislatura.
familiares. A Câmara Municipal de Ponta Delgada, ac-
mar o potencial do mar imenso que os ro- Poder-se-ão elaborar planos e orçamen-
deia. tos, que cada conjuntura exige, mas se não Também devido à Covid-19, a autarquia criou tualmente liderada por Maria José Duarte, aderiu
Felizmente que, são já muitos os aço- existir um enquadramento político estrutu- o Fundo Municipal de Solidariedade Social, destina- ainda ao Student Keep, um projecto pertencente ao
rianos com pensamento critico, que se têm ral onde as grandes decisões estratégicas do a indivíduos e agregados familiares em situação movimento #tech4COVID19 que procura combater
apercebido do quão importantes são. Todas fiquem a salvo de constrangimentos tercei- de carência socioeconómica. Os apoios financeiros o problema da desigualdade no acesso à Educação,
as verbas que têm sido disponibilizadas e ros, os Açores continuarão o seu rumo de atribuídos ao abrigo deste programa, que foram agravado pela suspensão das aulas presenciais devi-
que irão continuar, pós pandemia, não são subserviência colonial, que como se sabe agilizados, diz uma nota da edilidade, visaram o do à pandemia Covid-19.
esmolas. Não há almoços grátis. estará sempre subordinado aos “superiores pagamento de despesas de água, eletricidade e gás;
Os açorianos têm de aumentar a sua interesses da Mãe-Pátria”. aquisição e pagamento de géneros alimentícios; des- Apoio transversal a várias comunidades
auto estima e exercerem uma cidadania Partilhamos o que recentemente, três pesas escolares; despesas de saúde. O Projeto “Zero Desperdício” conta com a As-
activa. A “marca Açores” tem de se tornar admirados e respeitados “senadores” dos A autarquia incrementou a prestação de cuida- sociação de Seniores de São Miguel como entidade
um desígnio colectivo e não apenas duma nossos Açores Democráticos, afirmavam: dos e ajudas técnicas, através da cedência de 77 ca- receptora dos alimentos doados e a Câmara Muni-
elite, como vem acontecendo desde o po- “…As conclusões finais da CEVE- mas articuladas, 37 cadeiras de rodas, 6 andarilhos e cipal como entidade responsável pela supervisão
voamento. RA – Comissão Eventual para a Reforma 3 canadianas. do projeto. Este grupo, constituído por 98 voluntá-
A educação, o conhecimento crítico, os da Autonomia, serão grandes prioridades Entretanto, com vista ao apoio dos munícipes rios, tornou possível que 13 agregados carenciados,
saberes, devem estar ao alcance de todos. para o futuro dos Açores. Assistiremos a mais vulneráveis e considerando o cenário de emer- compostos na sua totalidade por 48 pessoas, fossem
Urge que os açorianos partam do mesmo resistências centralistas perante exemplos gência social decorrente do Covid-19, a Divisão de apoiados, diariamente, com refeições, durante este
patamar e em igualdade de oportunidades, de novos avanços autonómicos…” (Pro- Desenvolvimento Social promoveu a criação de período. Em Março, foram recolhidos 2.228 Kg de
mas que no ponto de chegada, todos se sin- fessor Doutor José António Vieira da Silva uma rede que assegura a entrega de bens alimentares alimentos, em abril 1.217 Kg e em Maio 1.012 Kg.
tam dignos, embora desempenhando tare- Contente). e/ou medicação sem exigir deslocação por parte dos O centro ocupacional “Casa Manaias” que apoia,
fas diferentes de acordo com os talentos de Não há muito tempo o Presidente Mota munícipes em questão. diariamente, um conjunto de pessoas em situação de
cada qual. Amaral desabafava: “...E passados 46 anos Foram criadas equipas de apoio domiciliário, sem-abrigo ou de vulnerabilidade social do centro
E aqui reside a chave do sucesso dum também são muitos os que a nível nacional disponíveis para se deslocar à residência de pessoas histórico de Ponta Delgada, durante o período de
povo. Nos nossos dias temos exemplos. têm a ideia de que os Açores são uma pos- em situação de maior vulnerabilidade social para en- pandemia, reforçou a distribuição de alimentação,
Desde a Islândia, aqui mais perto, ou então sessão de Portugal. Esta ideia ainda persiste trega de bens alimentares e/ou medicação. Cerca de cuidados de higiene pessoal, medicação e, apoio so-
a Nova Zelândia, no outro lado do mundo. na mente de muitos e não podemos deixar uma centena de idosos isolados beneficiaram deste cial, de modo, a minimizar os efeitos daí advenientes
Sugere-se que, antes das eleições de que isso aconteça…”. apoio regularmente. e encontrou respostas para as pessoas em situação
Outubro de 2020, representantes das di- “…Toda a gente fala do mar, mas não se Foi ainda criada pelo Município de Ponta Del- de sem abrigo, que ficaram em quartos e no Centro
versas forças partidárias, tomem conheci- apresentam propostas concretas para além gada, uma equipa composta por cerca de 60 colabo- Social de Santa Clara.
mento dos factores que estiveram na base de meras generalidades inconclusivas sem radores para apoio telefónico aos seniores. A equi- A “Casa Manaias” procedeu à distribuição de
do sucesso desses países. Copiar, adaptar e caminhos concretos…” (Professor Doutor pa da autarquia disponibilizou-se para contactar, um total de 757 refeições em Março, 2.508 refei-
inovar, além duma postura de humildade, é José Manuel Monteiro da Silva). telefonicamente e com regularidade, os idosos em ções em Abril e 1.885 refeições em Maio.
acima de tudo uma atitude de inteligência Será oportuno recordar a citação do Pre- situação de isolamento social, para conhecer o seu Também devido à pandemia foi criada a linha
e de bom senso. sidente José de Almeida, que os Resisten- estado, as suas necessidades ou simplesmente que- telefónica de apoio psicológico para ajudar a promo-
Os Açores são importantes. Não é só tes da Causa Açoriana fazem por lembrar, brar a solidão/isolamento social, durante o período ver o bem estar e a saúde psicológica da população
retórica. São mesmo. Foi a globalização e sempre que os Açores são tratados como a em análise. de forma não presencial (telefone, skype, whatsapp).
o digital, que permitiu a descoberta deste “última fronteira”, garante da “continuida- Quanto aos atendimentos presenciais e/ou tele- No período de março a maio, foram realizados 84
novo paradigma, daí a urgência dos aço- de territorial” do Império, como ainda ago- fónicos, foram realizados 12 para assuntos relativos contactos de acompanhamento psicológico e 16 de
rianos não se resignarem em serem ape- ra ocorreu em plena crise da pandemia. à habitação (habitação social e habitação degrada- apoio social. De forma direta ou por encaminhamen-
nas uma grande autarquia da metrópole “Ter cuidado antes de dar o próximo da), 22 no âmbito do programa de apoio ao arrenda- to, 17 pessoas passaram a receber com frequência o
centralista. O projecto de autonomia con- passo, não significa parar de sonhar ou se- mento, 151 relacionados com a Rede de ATL, 54 na apoio psicológico.
cedida, já lá vão quatro décadas, esgotou- guir em frente, mas pisar com firmeza para sequência do Programa de Apoio à 3ª Idade (Con- A Câmara também prosseguiu com a atribuição
se. não voltar.” forto, Exercício e Saúde na Terceira Idade), 35 para de bolsas de estudo aos estudantes do ensino supe-
Sem novas formas inovadoras de orga- Citação inspiradora da frase - os ideais informações sobre o Fundo Municipal de Solidarie- rior e durante os três meses manteve os apoios aos
nização política quer tenham o modelo de quando genuínos não têm prazo de valida- dade Social, 402 sobre as Bolsas de Estudo (Ensino alunos beneficiários deste programa. Foram apoia-
estado federado, de autodeterminação ou de, nem são prisioneiros de interesses de superior), 45 no âmbito dos apoios Covid19 e mais das 44 candidaturas, no valor total de 25.428 euros,
independência, os Açores estarão conde- circunstância. 190 para questões diversas, numa total de 911. No conforme revela a autarquia em comunicado.
publicidade Correio dos Açores

 
 

 

      

  
 
PUB PUB PUB PUB

PUB
Correio dos Açores, 16 de Junho de 2020 opinião/regional 17

Inaugurada hoje Museografia do


Agradecimento à Câmara
Núcleo de Arte Sacra da Ribeira Chã
Municipal de Ponta Delgada

Por: Carlos Rezendes Cabral

Fui educado pelos meus saudosos pais que, quando alguém é atendido
num pedido que faz (seja ele dirigido a uma pessoa, ou a uma entidade) A Câmara Municipal da Lagoa inaugura freguesia onde apostolou.
se deve agradecer a quem o atendeu. hoje, pelas 14h00, a nova museografia do Núcleo A exposição de longa duração integra ainda
Com a implantação da democracia neste país, parece ter ficado em de- Museológico de Arte Sacra e Etnografia da fre- mais duas temáticas. Uma delas tem como tema a
suso tal costume. Isto porque, quase toda a gente acha que só tem direitos guesia da Ribeira Chã. Um acontecimento que Arte Sacra, destacando-se a reconstituição do altar
e que não tem quaisquer deveres a cumprir, seja lá com quem for. Daí foi adiado, e não decorreu na data anteriormen- da antiga igreja de São José da Ribeira Chã, onde
que, no que toca aos agradecimentos, o assunto fica reduzido à expressão
te anunciada, em virtude da pandemia provocada se expõem variadas peças de arte sacra desse tem-
mais simples, ou seja:- não fez mais do que a sua obrigação!
pelo Coronavírus, conforme regista uma nota da plo, aspetos que a anterior exposição já continha
Não penso deste modo. Para mim, mesmo que alguém cumpra o seu
auatrquia. e que agora foram atualizados. A outra centra-se
dever ou obrigação, é merecedor de reconhecimento.
O Núcleo de Arte Sacra e Etnografia, foi fun- na Etnografia, expondo trajes tradicionais, figuras
Estamos a viver tempos difíceis em termos de pandemia. A autoridade
dado no século XX, mais precisamente na década cerâmicas concebidas por Luís da Luz Gouveia, e
sanitária fez o que devia, mas, isso não obsta que a população destas ilhas
de 80 pelo padre João Caetano Flores, que foi, a evocação da antiga escola da freguesia.
não esteja grata a quem trabalhou para que não tivéssemos resultados
recentemente, homenageado pela autarquia lago- Com a intenção de garantir maior acessibili-
ainda piores daqueles que tivemos.
Vem esta introdução a propósito de uma chamada de atenção que fiz ense com uma exposição temporária, que esteve dade, esta intervenção disponibiliza no piso térreo
neste jornal, há 15 dias, alertando a Câmara Municipal de Ponta Delgada patente na Casa da Cultura Carlos César. um documentário que permite a realização de uma
para a falta de um passadiço na zona da baía da Praia das Milícias em S. A nova museografia, localiza-se no piso su- visita virtual.
Roque. perior da sede do Centro Social e Paroquial da A autarquia recorda na mesma nota à impren-
Atendendo a que a época balnear está prestes a começar e estando a Ribeira Chã e irá contemplar, precisamente, uma sa que, através da assinatura do protocolo com a
Câmara Municipal a proceder à manutenção e embelezamento daquela área em que estará patente, com caráter duradou- paróquia da Ribeira Chã, que se realizou recen-
infraestrutura, a falta daquele passadiço incomoda muita gente, em espe- ro, uma exposição dedicada ao padre João Caeta- temente, a Câmara Municipal da Lagoa apoiou
cial as crianças que para ali se dirigem. no Flores. A intenção é homenagear e perpetuar a esta intervenção, que permitiu a integração dos
Logo após a publicação do meu escrito fui, por mensagem, informado memória do fundador dos núcleos museológicos núcleos museológicos da Ribeira Chã no Museu
pelo então Presidente da Câmara que, o assunto tinha sido endossado ao da Ribeira Chã, em reconhecimento ao facto de ter de Lagoa-Açores, instituição que fica assim repre-
senhor Vereador Dr. Pedro Furtado que resolveria a questão. dedicado, toda a sua vida, à elevação cultural da sentada nas cinco freguesias do concelho.
Como todos sabemos, a saída do Eng.º Humberto de Melo da Presi-
dência da CMPD alterou o quadro da vereação social-democrata e julguei
que a matéria fosse “enviada” para as calendas gregas. PSD reclama melhores acessos aos cuidados
Aproveito para desejar ao Eng.º. Humberto Melo, a resolução do pro-
blema de saúde o mais breve possível.
Voltando à minha chamada de atenção devo dizer que, na passada sex-
de saúde na ilha das Flores
ta-feira, dia 12 de Junho, recebi um telefonema do agora Vice-Presidente O deputado do PSD/Açores Bruno Belo quer me-
da Câmara, Dr. Pedro Furtado, a informar-me que o assunto tinha sido lhores acessos aos cuidados de saúde para os utentes
entregue à Repartição Técnica da edilidade, e que, a senhora Engª. Vânia das Flores, acusando o Governo Regional “de não
iria resolver o problema, com a colaboração das oficinas camarárias que cumprir com a legislação, discriminando claramente
executarão os passadiços de madeira, para colocação tanto na areia, como a população da ilha, pelo que se exigem medidas que
no acesso terreiro à baía. corrijam a situação atual”, afirmou, lembrando que a
Assim, tudo indica que, este ano, tanto os miúdos como os graúdos, 29 de Janeiro, o governo regional anunciou a sua pro-
não irão esfolar os pés nas pedras que ali existem quando se dirigirem gramação de deslocações de especialistas às ilhas sem
para a água. hospital, “sendo que para a ilha das Flores o aumento
Por outro lado, também fiquei a saber que este ano a Câmara irá au- foi o mais baixo da Região, com apenas 12%”. Deputado Bruno Belo
mentar o número de nadadores salvadores naquela estrutura balnear. As- Segundo a legislação aprovada em 2018, “os
sim, os banhistas ficarão com maior segurança em toda a extensão do utentes podem optar por recorrer a qualquer hospital incompreensível e injusta”, considera.
areal, coisa que não acontecia antes. do Serviço Regional de Saúde (SRS), caso o façam, Para o deputado do PSD, os açorianos residentes
Também fiquei sabendo que o plano de reordenamento costeiro da- têm direito às comparticipações como se recorressem nas ilhas sem hospital “têm de ter a garantia de aces-
quela zona não foi abandonado, estando a aguardar oportunidade finan- ao hospital da área de influência com capacidade de sibilidade e qualidade dos cuidados de saúde, ade-
ceira para a sua realização. resposta”, explica. quados à realidade geográfica da Região, sem preo-
Contrariamente a outros organismos públicos, que raramente se inte- “Mas não é dada aos doentes da ilha das Flores cupações de cariz exclusivamente economicista, mas
ressam ou respondem a reclamações vindas a público, a actual Câmara uma efetiva liberdade de escolha do hospital da Re- visando ganhos em saúde para as populações”.
Municipal de Ponta Delgada, neste caso, e provavelmente em muitos ou- gião onde pretendem ser tratados”, denuncia Bruno Bruno Belo diz que tem de ser o SRS “a adequar-
tros, exerce aquilo a que chamo de verdadeira democracia. Belo, já que “quando o utente escolhe ser tratado se à nossa realidade, procurando dar localmente o
Não sei em que condições, nem que tipo de constrangimentos irá ha- em São Miguel (HDES) ou na Terceira (HSEIT), é máximo de respostas às necessidades de saúde dos
ver por causa da pandemia que atravessamos. Certamente que nada será obrigado a suportar a diferença do custo da passagem seus utentes, ou seja, deve seguir uma estratégia de
como dantes, pelo menos por algum tempo mas, já lá diz o adágio antes aérea descontado o valor até ao Hospital da Horta”, tendencial autossuficiência na prestação de cuidados
pouco do que nada. acrescenta. “Esse procedimento não está previsto no de saúde ao nível de cada ilha”.
Como prometi ao senhor Vice-Presidente estarei atento, e exercerei o Estatuto do SRS, nem na Portaria aprovada em 2018. Assim, e num requerimento enviado à Assembleia
meu direito de cidadania quando e sempre que entender necessário. Ou seja, o Governo não está a cumprir com o que le- Legislativa, Bruno Belo quer saber as razões que le-
Para já, o meu agradecimento à Câmara Municipal de Ponta Delga- gislou e estamos perante a ilusão de uma livre esco- vam o SRS “a impor aos utentes suportarem o sobre
da. lha, sendo que na prática o utente escolhe se pagar por custo das viagens quando pretendem ser tratados no
isso”, informa o social democrata. HDES ou no HSEIT”, solicitando igualmente ex-
P. S. Texto escrito pela antiga grafia. Bruno Belo critica assim a tutela por estar a exigir plicações sobre os critérios que estiveram na base
“um esforço suplementar às famílias das Flores que, de todas estas decisões, assim a calendarização das
13 de Junho de 2020 pelo facto de ali residirem, já têm uma maior dificul- deslocações de especialistas à ilha das Flores até ao
dade no acesso aos cuidados de saúde. Essa postura é final de 2020.
publicidade Correio dos Açores

Unidade de Fisioterapia
e Reabilitação da CBJ
Consultas de Fisiatria
Tratamentos de Fisioterapia
Fisioterapia no Domicílio Marcações
Terapia Ocupacional Tel.296 285 352
Terapia da Fala
Tratamentos de Incontinência Urinária
A CBJ tem convenção com a Unidade de Saúde da Ilha de São Miguel (USISM)
e acordos com Advancecare, Medis-CTT, Multicare-Telecom e SAMS-Quadros

www.clinicabomjesus.org
Fundação Pia Diocesana do Bom Jesus - Avenida Príncipe do Mónaco - Ponta Delgada

VÁRIAS
ESPECIALIDADES
AO SEU DÍSPOR
A SUA SAÚDE EM
PRIMEIRO LUGAR

ESPECIALIDADES MÉDICAS
CARDIOLOGIA
Dra. Raquel Dourado MEDICINA DO TRABALHO
Dr. Rodrigo Rodrigues Alves
CIRURGIA GERAL Enf. Maria João Branco
Dr. Rui Quintanilha
NEFROLOGIA
CIRURGIA VASCULAR Dra. Raquel Cabral
Dr. Nelson Gomes Oliveira
NEUROLOGIA
DERMATOLOGIA Dra. Marisa Brum
Dra. Cristina Amaro
Dra. Daniela Cunha NUTRIÇÃO
Dra. Eugénia Matos Pires Dra. Maria João Eleutério
Dra. Sandra Medeiros
Dra. Virgínia Coelho de Sousa OFTALMOLOGIA
Dr. João Pedro Cardoso
ECOGRAFIA
Dra. Isabel Basto PEDIATRIA
Dr. Rui Amaral Dra. Ana Luísa Rodrigues
Dra. Sónia Medeiros Dra. Paula Maciel

ENDOCRINOLOGIA PEDOPSIQUIATRIA
Dr. João Anselmo Dr. Bruno Seixas

GASTRENTEROLOGIA PSICOLOGIA CLÍNICA E DA SAÚDE


E ENDOSCOPIA DIGESTIVA Dra. Maria da Luz Melo
Dra. Ana Catarina Rego Dra. Matilde Dias Pereira

GINECOLOGIA E OBSTRETRICIA PSICOLOGIA DA INFÂNCIA


Dr. Nuno Maciel E DA ADOLESCÊNCIA
Dra. Filipa Duarte
HEMATOLOGIA
Dra. Fátima Oliveira PSIQUIATRIA
Dra. Ana Homem de Noronha
IMUNOALERGOLOGIA
Dra. Ana Sofia Moreira UROLOGIA
Dr. Rodrigo Rodrigues Alves (Director Clínico) Dr. Carlos Ferreira

INFECCIOLOGIA E
MEDICINA DE VIAGEM
Dr. António Prisca ANÁLISES
MEDICINA GERAL E FAMILIAR
Dra. Ana Sofia Viveiros CLÍNICAS
ACORDOS COM SEGURADORAS
MEDICINA INTERNA E OUTRAS ENTIDADES
Dra. Manuela Henriques

296 636 890


FARMÁCIA
farmaciansanjos@gmail.com
NOSSA SENHORA
DOS ANJOS fb.com/farmacianossasenhoradosanjos

Fajã de Baixo
Correio dos Açores publicidade
20 saúde/publicidade Correio dos Açores, 16 de Junho de 2020

Estudo publicado na revista “Journal of Hepatology”

Mulheres não possuem um maior risco


de morte por cirrose
Investigadores da Universidade Northwes-
tern, Estados Unidos da América, realizaram
um estudo para confirmar se a cirrose cau-
sa mais mortes em mulheres do que em ho-
mens.
Os investigadores analisaram 20.045 da incerteza sobre estes dados no passado
doentes com cirrose e verificaram que as devem-se ao facto dos homens e das mulhe-
mulheres com cirrose têm uma mortalidade res terem diferentes causas de doença hepá-
global mais baixa, mas nenhuma diferença tica, diferentes graus de gravidade da doença
na causa de morte relacionada com o fíga- e uma mistura diferente de outras condições
do, apesar de terem uma taxa mais baixa de de saúde.
transplantes hepáticos em comparação com A investigação pretende garantir que
os homens. os doentes sejam tratados de forma justa e
Daniela Ladner, líder da investigação, equitativa na medicina, visto que em muitas
afirma que é importante que tanto homens áreas está cada vez mais salientado que as
como mulheres sejam tratados da mesma mulheres estão em desvantagem.
forma, pois o risco de cirrose é o mesmo, Os investigadores concluem que se esti-
destacando que os estudos com base na po- ma que a cirrose é uma das principais causas
pulação são importantes para compreender de morte que afeta mais de 4 milhões de pes- doentes com cirrose não tem doenças hepáti- associada à obesidade.
os riscos para diferentes subgrupos da popu- soas nos Estados Unidos da América. cas relacionadas com o álcool. As principais
lação. Embora o álcool seja uma das principais causas da doença nos Estados Unidos são a ALERT Life Sciences
Os investigadores afirmam que as razões causas de doenças hepáticas, a maioria dos hepatite C e a esteato-hepatite não alcoólica Computing, S.A.

Descoberta publicada na revista “Genetics in Medicine” Necrologia


Exames faciais 3D podem acelerar diagnóstico de doenças genéticas raras
A maioria das crianças com doenças genéticas zagem automática na ferramenta de forma a identi- de proteção de privacidade.
raras passa anos a fazer exames médicos e a aguar- ficar a maioria das síndromes genéticas incluídas no Os investigadores concluem que, atualmente,
dar um diagnóstico, um processo longo e cansativo conjunto de dados com precisão moderada a eleva- a abordagem tem por base câmaras 3D caras, mas
que tem consequências para as crianças e para as da. espera-se que esta situação mude com os avanços da
suas famílias, sendo que quase metade destas crian- Verificaram que 96% dos indivíduos do estudo tecnologia de câmaras de smartphones.
ças nunca obtém um diagnóstico definitivo. puderam ser corretamente classificados como não
A equipa de investigação criou uma biblioteca afetados ou com uma doença, com base na forma da ALERT Life Sciences Computing, S.A.
de imagens faciais 3D de participantes de diversas cara e, para a maioria, o algoritmo foi capaz de for-
idades e etnias, incluindo 3327 crianças e adultos necer uma lista prioritária de diagnósticos prováveis
com 396 síndromes genéticas diferentes, 727 dos com elevada precisão. Necrologia Ana Isabel Bouzon
seus familiares não afetados e 3003 outros indivídu- Os investigadores sublinham que o presente es-
os não afetados. tudo poderá facilitar os diagnósticos genéticos, mas De Almeida
Os investigadores utilizaram então esta base de que é necessário mais trabalho para implantar uma
dados segura para formar um algoritmo de aprendi- ferramenta clinicamente disponível e com sistemas Faleceu ontem dia 15-06-2020,com
48 anos de idade Ana Isabel Bouzon de
Almeida, filha de José Manuel Alves Pe-
MESTRE DOS MESTRES reira de Almeida e de Maria da Glória
MESTRE MALAM Alves Bouzon de Almeida (Falecida) e
Grande mestre e espiritualista, curandeiro, com conhecimentos e poderes absolutos de magia negra-e
Luíz Senra Aguiar de Medeiros mãe de Tomás Bouzon de Almeida Sousa
branca. Conhecedor dos casos mais desesperados, ajuda a resolver qualquer problema grave ou de difícil so- Lima.
lução com rapidez, eficácia e sabedoria em curto prazo, como por exemplo: amor, saúde, negócios e invejas, Faleceu no dia 13, do corrente mês, no O seu corpo encontra-se em câmara
doenças espirituais, impotência sexual, dependência de vícios. Lê a sorte, dá previsão de vida e futuro pelo Hospital do Divino Espírito Santo, em Pon-
bom espírito e forte talismã. Faz trabalho à distância. Considerado como um dos melhores profissionais do
ardente na Capela de Nossa Senhora das
país, tendo dado resultados eficazes. Consulta das 9h às 21h, de Segunda a Domingo.
ta Delgada, Luíz Senra Aguiar de Medeiros, Dores em São José (Ponta Delgada).
com 78 anos de idade, era viúvo de Maria A missa de corpo presente realiza-se
Resultados em 48 horas Filomena Soares Medeiros.
Pagamento após resultado. hoje pelas 10 horas, na Igreja de São José
O seu funeral realizou-se ontem, dia 15,
pelas 09h00, no cemitério de São Joaquim. (Ponta Delgada).
Telm.: 964 295 681 / 913 557 388 Sentidas Condolências.
Rua Coronel Chaves nº 106 9500-309 Ponta Delgada À família enlutada as nossas sentidas
condolências.
Correio Desportivo Correio dos Açores, 16 de Junho de 2020

Clube União Sportiva Ex-treinador do Terceira


Basket encontrado morto
Mafalda Botelho em casa
O Treinador do Tercei-
Foto TBC

no plantel sénior ra Basket até à suspensão do


campeonato nacional de bas-
quetebol devido à pandemia da
COVID-19, Luís Abreu foi en-
contrado morto em casa no pas-
sado sábado. A informação foi
Mafalda Botelho vai continuar no plantel sénior do Clube confirmada pelo Carnide, clube
que também orientou.
União Sportiva. "É com grande pesar que in-
formamos que o treinador Luís
Produto das escolas do clube, a Abreu, faleceu no dia de ontem,
jogadora apresenta-se como mais estando ainda por apurar as
uma solução para o plantel, ciente causas do seu desaparecimento.
que tem que trabalhar e aprender. Um incrível treinador, um enorme pai e sobretudo um dos
Nas palavras da jogadora “sendo grandes amigos que a família Carnide teve nos últimos anos,
ainda Sub-19, ter a oportunidade de responsável por algumas das maiores conquistas desportivas
fazer parte de uma equipa sénior é da história do clube", escreveu o clube na sua página oficial
sem dúvida algo que me deixa muito no Facebook.
feliz. Tal como na época passada os O técnico de 40 anos tinha assumido no final de Janeiro
meus objectivos passam por apro- o leme dos açorianos do Terceira Basket. No passado tinha
veitar ao máximo os treinos com treinado as equipas femininas do Carnide e do Sporting. As
jogadoras experientes para evoluir e causas da morte não foram divulgadas.
agarrar todas as oportunidades que O Terceira Basket Clube lamentou o falecimento do seu
me forem dadas a nível de jogo, de treinador, assim como o Sporting que deixou mensagem de
modo a corresponder da melhor for- condolências, a quem tinha orientado, no passado, a equipa
ma possível. A nível colectivo es- feminina de basquetebol dos “leões”.
pero que sejamos uma equipa com- PUB.
petitiva e que disputemos todas as
finais”.
O clube continua a preparar a
próxima época desportivo, tendo já
assegurado a continuidade da inter-
nacional moçambicana Vânia Sengo
e contratado as internacionais por-
tuguesas Emília Ferreira e Ana Ra- por terras espanholas ao serviço do campeonatos universitários norte-
mos. Real Canoe Madrid, enquanto Ana americanos, a representar a Univer-
Emília Ferreira regressa à Liga Ramos, vestirá as cores do União sidade de San Diego Toreros.
Feminina depois de uma aventura Sportiva depois de quatro anos nos

Motards marienses de novo na estrada


Ao fim de quase três meses e com os de cariz social, que também derivam
cuidados devidos, que derivam do des- do cancelamento de todas os eventos e
confinamento controlado, o Clube Mo- festas populares organizadas pelo muni-
tard de Santa Maria, voltou a organizar cípio e outras entidades.
um evento de forma, a que os aficcio- No ano de 2020, a intenção seria
nados marienses pudessem conduzir em os motards marienses participarem na
grupo nas estradas marienses. “Terceira Moto Fest” que iria decorrer
Quase cinco dezenas de motards res- na ilha Terceira, entre 10 e 14 de Junho,
ponderam à chamada e fizeram do dia e posteriormente, uma ida ao continen-
aparentemente chuvoso pela manhã, te português com passagem pela Costa
num dia excelente para um convívio Vicentina durante cinco dias, partici-
motard que percorreu a maioria das ba- pações que ficaram sem efeito, tendo
ías marienses, e com um almoço conví- em conta as limitações impostas pela
vio na zona balnear da Maia. pandemia do Covid19.
Esta associação tem o seu plano de A 1 de Setembro, a actual direção do
actividades suspensos, bem como todas clube irá analisar as restantes actividades
as angariações de fundos para acções até 31 de Dezembro do corrente ano.

PUB.

CONTACTE-NOS! Precisa de fazer


T:917 637 227 reparações na sua casa?
Verá que valeu apostar no
serviço 3 em 1 Precisa de quem lhe faça arranjos na rede de água?
Precisa de serviços de pintura?
Experimente e contrate a mesma pessoa para fazer “três em um”
22 desporto/publicidade Correio dos Açores, 16 de Junho de 2020

PSD indigna-se com acordo para instalar Academia de Futebol no Tecnoparque


Edilidade lagoense esclarece: “Não existe qualquer
decisão formalizada nem ‘acordo quase fechado’”
Na sequência de uma notícia, divulgada na clubes com o intuito de realizarem estágios,
imprensa, de que a Câmara Municipal da Lagoa treinos entre outras atividades desportivas, atra-
e a Santa Clara Açores-Futebol SAD têm prati- vés de um serviço de centro de estágios, apro-
camente fechado um acordo para a cedência de veitando a sinergias de alojamento nas ime-
um espaço na zona do Tecnoparque para cons- diações, integrando a componente desportiva
truir a sua Academia de Futebol e a propósito com a componente da medicina desportiva e
igualmente de uma nota da concelhia do PSD de reabilitação;
Lagoa sobre o mesmo assunto, a Câmara Mu- A candidatura apresentada encontra-se em
nicipal da Lagoa esclarece o seguinte: fase de apreciação pela Comissão de Acompa-
“À semelhança de outras intenções de in- nhamento do Programa de Apoio a Iniciativas
vestimento, e como princípio de actuação na Económicas de Interesse Municipal - Lagoa
estreita salvaguarda dos potenciais interessa- Investe, pelo que não existe qualquer decisão
dos e dos investimentos, a Câmara Municipal formalizada nem “acordo quase fechado”;
de Lagoa recusa-se a anunciar projectos sem Apenas após a apreciação técnica favorá-
decisões fundamentadas e suscetíveis de serem plexo desportivo, a instalar em dois lotes do PSD. Contudo, é do conhecimento público que vel e fundamentada da Comissão de Acompa-
alvo de aproveitamentos. Esta é a forma de Tecnoparque, numa área total de 22 139m2, o promotor tem uma participação na SAD do nhamento do Programa de Apoio a Iniciativas
conduta pela qual esta autarquia se pauta, sa- com investimento global de 4,2 milhões de Santa Clara; Económicas de Interesse Municipal - Lagoa
lientando o respeito pelos agentes económicos Euros; O projecto de investimento está vocacionado Investe é que o processo poderá tramitar nos
que manifestam interesse no Concelho e na Nos lotes do Tecnoparque (não exclusiva- para o apoio médico-desportivo aos atletas de restantes formalismos regulamentares, onde se
consideração pelos munícipes, evitando apro- mente estes), o município possui a capacidade alto rendimento, atletas federados e população inclui a discussão e decisão em sede de reu-
veitamentos de expectativas ou suposições. de os subarrendar para projectos que se verifi- desportiva em geral, com centro de medicina nião de câmara, cumprindo, deste modo, com o
Contudo, face à notícia atrás referida e in- quem relevantes e integrantes para o desenvol- desportiva e de reabilitação com apoio per- princípio da transparência e da informação;
terpretações descontextualizadas clarifica-se vimento do Concelho da Lagoa, aliás à seme- sonalizado nessa área em parceria com uma Por fim, informar que, o Tecnoparque é
que: lhança do que já sucedeu com outros projectos clínica especializada em ortopedia e medicina uma zona vocacionada para investimentos na
Deu entrada, nos serviços camarários, uma que estão a ser desenvolvidos nesta zona, e é, desportiva, credenciada como Centro Médi- área da saúde e da tecnologia, mas desde a sua
candidatura ao Programa de Apoio a Iniciati- por isso, leviano e abusivo falar em cedência co de Excelência pela FIFA, o que posiciona génese que considera um conjunto de outras
vas Económicas de Interesse Municipal - La- de lotes, situação que não corresponde à ver- o projecto num contexto internacional, inte- componentes que permitem dar vida ao local,
goa Investe, cujo regulamento está publicado dade; grando dois campos de treino com relvado na- tanto pelo desporto como pela área habitacional
em Diário da República. Trata-se de uma can- O promotor desta candidatura é a empresa tural certificado, entre outros equipamentos e e que sempre estiveram previstas no Plano de
didatura para implementação de um centro de Azul International Lda e não a entidade alegada valências; Pormenor urbanístico desta área”.
medicina desportiva e reabilitação, com com- na notícia e no comunicado da concelhia do Prevê, ainda, a captação e fidelização de
Correio dos Açores, 16 de Junho de 2020 desporto 23

Santa Clara – Portimonense, hoje a partir das 18 horas

João Henriques: “Vencer para encerrar


em definitivo a questão da manutenção”
O Santa Clara vai tentar vencer hoje o Portimonense, em jogo inserido no progra-
ma da 27.ª jornada da Primeira Liga de futebol, depois dos algarvios terem imposto
uma igualdade a duas bolas, na recepção ao Benfica.
Curiosamente, recorde-se, os “encar- à confiança que a equipa tem neste momen- mista em conseguir os três pontos”, referiu
nados” de Ponta Delgada tinham também to. Estamos numa fase em que continuamos na conferência de imprensa.
empatado a duas bolas, diante do Vitória de a criar oportunidades, à semelhança do que Paulo Sérgio pediu ainda concentração
Setúbal. fizemos anteriormente, neste momento com aos seus jogadores, para não acontecer o que
O treinador João Henriques fez ontem a mais eficácia devido à confiança e à estabi- aconteceu no último jogo frente ao Benfica,
antevisão ao jogo frente ao Portimonense, lidade da equipa, onde a tabela classificativa quando a equipa teve de correr atrás do pre-
começando por referir que uma vitória per- e os pontos dão tranquilidade e confiança juízo, quando esteve a perder por 2-0.
mitiria à sua equipa dar um passo importante para fazerem aquilo que eles sabem e po- O jogo CD Santa Clara – Portimonense
rumo à manutenção. “Uma vitória seria tre- dem fazer. Portanto, vamos continuar a ser vai ser dirigido por Gustavo Correia, árbitro
mendamente importante, porque chegar aos uma equipa pragmática, eficaz, organizada e da AF do Porto, que será assistido por Bru-
37 pontos e cavar uma vantagem destas, a competitiva, que é isso que queremos ser em no Trindade e Álvaro Mesquita. David Silva
sete jornadas do fim, seria um passo muito todos os jogos, este não foge à regra, saben- será o 4.º árbitro, Nuno Almeida estará no
importante para encerrarmos, em definitivo, do que tem uma carga emocional acrescida, VAR e André Campos no AVAR.
a questão da manutenção”. porque defrontamos um adversário directo A 27.ª jornada da Liga NOS teve ontem
Se o mais importante, neste momento, é para o objectivo principal e sabemos que um jogo antecipado, onde na Madeira, o Ma-
vencer, o treinador reforça que “uma vitória no final desta partida poderemos concluir a rítimo defrontou o Gil Vicente.
abriria também aqueles que são os objecti- primeira fase de um dos objectivos, que é a Para além do CD Santa Clara – Porti-
vos intermédios”, ou seja, fazer sempre mais manutenção”. monense (18h00), hoje jogar-se-á ainda o
e melhor do que na época anterior. O CD Santa Clara, oitavo classificado, Desportivo das Aves – FC Porto, a partir das
Sobre o adversário, que tem feito um com 34 pontos, defronta o Portimonense, 20h15.
campeonato irregular, mas que tem demons- 17.º e penúltimo classificado, com 20 pon- O restante programa desta jornada 27 é
trado qualidade, como se viu na segunda tos, em jogo a ser disputado no Estádio Ci- o seguinte:
parte contra o Benfica, João Henriques não dade do Futebol, a partir das 18 horas (mais Amanhã: Paços de Ferreira – Belenenses,
tem dúvidas que vai encontrar “uma equipa uma hora local), em Oeiras. 18h00; Rio Ave – Benfica, 20h15.
com grandes jogadores, muito bem orientada Quinta-feira: Boavista – Vitória de
e com muita qualidade em termos colectivos Paulo Sérgio: “Tarefa difícil” Setúbal, às 18h00; Sporting – Tondela, às
também”. A juntar a isto, e porque “é uma 20h15.
equipa a necessitar de conquistar pontos, Na antevisão ao jogo com o CD Santa Sexta-feira: Vitória de Guimarães – Mo-
torna o Portimonense numa equipa difícil de Clara, o técnico Paulo Sérgio referiu que a reirense, às 18h00; Famalicão – Sporting de
ultrapassar”. sua equipa “vai ter uma tarefa difícil, pois Braga, às 20h15.
João Henriques sente que a sua equipa está vamos defrontar uma boa equipa, bem tra-
confiante e a testar isto, estão os cinco golos balhada, consistente e com bons jogadores Marco Sousa
marcados em dois jogos. “A eficácia deve-se individuais”. Apesar disto, diz “estar opti-

Cryzan tem sido aposta Testes negativos Foto FPF/Diogo Pinto

regular do treinador
O golo que marcou diante do Vitória
de Setúbal foi importante para o avançado
Cryzan, não só por ter sido o primeiro com
a camisola dos “encarnados” de Ponta Del-
gada, mas porque foi também o tento que
permitiu a equipa chegar à igualdade, a duas
bolas, no Estádio do Bonfim.
Deste modo foi um golo importante, “um
momento de felicidade e espero que seja um
golo que me faça ter uma grande trajectória
no CD Santa Clara”.
A partir do banco, o atleta tem sido uma
aposta regular do treinador João Henriques,
mas esta realidade faz o jogador pensar que
pode vir a ser titular. “Tenho vindo a traba-
lhar para conquistar um espaço na equipa.
Tenho de respeitar as ideias do treinador, sendo que o clube também tem tido um pa- Os testes de detecção laboratorial ao mitiva).
continuo a trabalhar e fico feliz pelas oportu- pel importante nesse particular. SARS-CoV-2 ao plantel profissional do CD Ontem, ao final do dia, foi realiza-
nidades que me têm sido dadas”. Cryzan sente-se preparado para jogar em Santa Clara, efectuados no domingo confor- do novo teste de detecção laboratorial ao
O jogador diz que a adaptação ao clube e qualquer posição, mas prefere “jogar sobre me as recomendações da Direcção-Geral da SARS-CoV-2, cumprindo os pressupostos,
ao futebol português tem sido “feita de for- as alas”, não se importando de jogar como Saúde (DGS), 48 horas antes do início da recomendados pela DGS (24 horas antes do
ma tranquila”, e para isso tem contado com avançado ou médio. “Jogo onde for neces- partida, recolheram resultados negativos, na início da partida).
“a ajuda de amigos e colegas de equipa”, sário”, reforça. totalidade dos elementos testados (toda co-
24 divulgação Correio dos Açores, 16 de Junho de 2020

Volkswagen inicia comercialização


do ID Charge
Carregador de parede para veículos eléctricos
antecipa a chegada do novo ID.3.
A Volkswagen revelou que iniciou a a Volkswagen vai contar ainda com o ID
comercialização do novo ID Charger, o car- Charge Connect que está equipado com al-
regador de parede para veículos elétricos guns recursos de conectividade e o ID Char-
que antecipa a chegada ao mercado do ID.3, ge Pro que para além de poder ser gerido
o primeiro veículo de produção totalmente através de uma aplicação para smartphone
eléctrico da marca germânica. conta ainda com um medidor integrado de
O novo carregador de parede que foi de- forma a disponibilizar os custos do carrega-
senvolvido para o novo ID.3, também pode mento.
ser utilizado para outros veículos eléctricos Recorde-se que a Volkswagen anun-
já que está dotado de uma tomada Tipo 2 e ciou que vai lançar nos próximos 10 anos,
o seu custo na versão base arranca nos 399 70 novos modelos de veículos eléctricos.
Euros, valor que não inclui a instalação. O primeiro modelo é o ID.3 que a marca
A Wallbox da marca germânica vai estar germânica já fez saber que vai começar a ser
disponível em três versões, todas com capa- entregue aos primeiros clientes na Europa já
cidade de carga até 11kW. em Setembro, depois de alguns atrasos devi-
Assim para além da versão ID Charge, do à pandemia de Covid-19.

BMW Alpina B5: 621 cv e 800 Nm


para o novo Série 5
Alpina esticou o poder velocidades Alpina Switch-Tronic (com
patilhas no volante) foi especialmente de-
dos 4,4 litros V8 bitur- senhada para responder a toda esta força
bo para as variantes num veículo de tração integral e com o
sistema de escapa de aço inoxidável da
carro e carrinha. Alpina
A Alpina já meteu mãos ao novo BMW Em termos de prestações, o BMW
Série 5 e deixou o recentemente renovado Alpina 5 acelera dos 0 aos 100 km/h em
modelo da marca bávara com um poder 3.4 segundos na variante Saloon e em 3.6
de 621 cv de potência e 800 Nm de bi- segundos na variante Touring – o M550i
nário. tem como registo da BMW os 3.8 segun-
A especialista em modificações dos dos, além da velocidade limitada aos 250
BMW pegou no motor com 530 cv e 750 km/h.
Nm do M550i xDrive Sedan e elevou esta O Alpina B5 Saloon faz 11.3 segundos
capacidade para as variantes carro (Salo- dos 0 aos 200 km/h o Touring faz 11.9 se-
on) e carrinha (Touring). BMW Alpina B5 oferece 621 cv de po- logo desde as 2.000 até às 5.000 rpm. A gundos, comas as respetivas velocidades
O motor de 4,4 litros V8 biturbo do tência e 800 Nm de binário disponível transmissão automática desportiva de 8 máximas nos 330 e 322 km/h.

A PlayStation 5 vai ser (mesmo)


grande
No Reddit e noutros fóruns ligados aos na localização e tamanho dos dois elementos
videojogos, os fãs de consolas têm vários ca- físicos que se conseguiram ver nos esque-
nais nos quais discutem qual será o tamanho mas e fotos mostradas pela Sony. A empresa
real da nova consola da Sony – dimensões irá fazer mais apresentações até ao outono,
que a tecnológica japonesa ainda não reve- altura em que lança a consola, para indicar
lou. O utilizador u/GREBO7 colocou ima- outras características da PlayStation 5, in-
gens dos aparelhos já conhecidos, pegou nas cluindo as reais dimensões e o preço.
dimensões das entradas USB e do leitor de
discos, e extrapolou qual será a dimensão da
PlayStation 5, concluindo que será mesmo o
aparelho mais alto deste género.
Há estimativas que apontam para que te-
nha cerca de 35 centímetros de altura. Mes-
mo a Digital Edition, que não tem entrada
para discos ópticos, será bastante maior do
que as congéneres que existem no mercado
atualmente, segundo a publicação The Ver-
ge.
Segundo a “Exame Informática”, os cál-
culos e as estimativas dos fãs têm assentado
Correio dos Açores, 16 de Junho de 2020 passatempos 25

02!,(2 02!,(2

' <J Q=J


< ' <J Q=J
<
 


,
%

(
 6- 9 -89-4.549 5.-3 4153- 8 D6 56- -8- 5
- 495

-EC< <D@<E
I <HD=EDI <HF<
<K <H<< ME D =<<H
2DI /< =

!&
*J OE / HHDI
2DI CDIE  K D@<
2E>  / K

-//&/ ,*-)"1"
.GJ O<C<HH<<EGJ AE -E HI<J <DIJC=
DI =
<C< YHKOHCJ IE<C<a<GJCC EHED`E
 C<
0JC<a<<  %CF ?<E HI] JC< < <I< D< C D@< Ib<E
<K< EH=HIEHbK D
%EGJ OEGJ AE_C<HH< HEF< F<HH< CDEHHHF <
%J <
<EU /E HH<bGJ<CEH=<>E >b <HU
YHKOHDEH HI<< D<@]<
?JC<=E H< YHKOHKCECGJC
.GJbGJEF H OF< <<=@] 2<HEGJbGJE=ECE E O<E<J EC <
?JC<=E H<EC
KD< IE=< E YH KOH DEH HI< < D< @]
$ O -`E YHKOHKCECGJCCDEHHHF < C EHED`EF<HH<
   GJ < IDH E < D@E I`E  2 >EHHH CJ Q
@E FJD@<I D<
 Ib<E
<K< EH=HIEHbK D C<
GJDI D@< YHKOHCJ IE<C<a<GJC

%& "  ,

+458654958;2-58: 0 D
%D=EDI <H > Da<HM HIDIH
26 televisão Correio dos Açores, 16 de Junho de 2020

O Preço Certo - RTP1 Terra Brava - SIC


signos
Astrólogo Luís Moniz
site:http://meiodoceu-com-sapo-pt.webnode.pt

CARNEIRO BALANÇA
(21/03 a 20/04) (23/09 a 23/10)

Encare as responsabilidades com Verifique todas as atividades com rigor


frontalidade e mantenha os seus planos e evite a falta de concentração que pre-
05:31 Atlântida Madeira 01:49 19-2:T4 Ep.8 07:53 Grizzy e os 02:05 Televendas SIC 01:00 1000 à Hora ou compromissos para poder seguir o seu judica a evolução dos acontecimentos,
2020:T1 Ep.14 02:33 O Sábio Ep.136 Lemingues:T1 rumo em direção aos seus objetivos. mas adote uma atitude amável.
04:35 Os Malucos do 02:05 Mar de Paixão
07:03 Palcos Agora Ep.4 Ep.45
03:13 Televendas Riso:T10 Ep.9 03:30 TV Shop
07:30 Açores Hoje 08:00 Banda Zig Zag:T2
2019:T8 Ep.110 04:59 Manchetes 3 TOURO
Ep.3 05:00 Edição da Manhã 05:00 Os Batanetes ESCORPIÃO
08:15 Zig Zag:T19 05:30 Bom Dia Portugal 09:10 Um Dia Quero (21/04 a 20/05) (24/10 a 21/11)
08:10 Alô Portugal:T12 05:30 Diário da
Ep.111 09:00 Praça da Alegria Ser...:T1 Ep.3
08:30 Estudo do Meio e Ep.118 Manhã
12:00 Jornal da Tarde 10:06 Como se Faz:T1 Está com grande capacidade de ação e o Tem todas as condições para concreti-
Cidadania - 1º e 2º 09:15 O Programa da 09:10 Você na TV!
Anos:T1 Ep.9
13:30 À Roda da Ep.10 resultado das suas intervenções serão sur- zar os seus projetos. Defenda de forma
Alimentação:T1 11:06 Olá, Como Te 12:00 Jornal da Uma
09:00 Educação Artística Cristina:T2 Ep.118 preendentes. Trata-se de uma longa fase convicta os seus valores e demonstre
Ep.31 Sentes?:T1 Ep.2 13:45 Destinos Cru-
- 1º ao 9º Ano:T1
11:08 Vamos À Desco-
12:00 Primeiro Jornal de expansão e de segurança. sempre a sua natureza verdadeira.
Ep.16 13:46 Mesa Portuguesa... zados
berta Ep.42 13:55 Amor Maior
09:30 Estudo do Meio e Com Estrelas 15:15 A Tarde é Sua
Cidadania - 3º e 4º 12:09 Squish:T1 Ep.12 Ep.298
Com Certeza!:T1 13:00 Sociedade 17:15 Big Brother - GÉMEOS SAGITÁRIO
Anos:T1 Ep.9 15:15 Júlia:T3 Ep.114
10:00 Educação Física Ep.5 Civil:T16 Ep.111 Diário (21/05 a 20/06) (22/11 a 20/12)
- 3º e 4º Anos:T1 14:14 A Nossa Tarde 14:02 A Fé dos Homens 17:20 Amor à Vida 18:57 Jornal das 8
Ep.9 16:30 Portugal em Direto 15:06 As Mais Famosas Ep.163 Começa um período de novos contatos,
20:45 Quer o É tempo de colocar em prática os seus
10:30 Zig Zag:T19 18:09 O Preço Certo Estações da 18:57 Jornal da Noite que podem ser aproveitados para relançar
Ep.123 Europa:T1 Ep.3 Destino:T1 propósitos, mas estabeleça contatos para
10:45 Zig Zag:T19
18:59 Telejornal
16:00 Os Pézinhos Má- 20:50 Nazaré:T1 Ep.192 Ep.74 a vida amorosa, mas evite aproximações encontrar os apoios que lhe poderão aju-
Ep.124 20:00 Príncipes do precipitadas ou irrefletidas.
gicos da Franny 21:20 Terra Brava:T1 22:00 Espírito dar a alcançar muitos êxitos.
11:00 Aprender em Nada:T5 Ep.2 Ep.51
Casa:T1 Ep.38
Ep.163 Indomável:T1
20:35 Joker:T3 Ep.2 17:00 As Aventuras de
13:00 Jornal da Tarde - 22:15 Quem Quer Ep.22 CARANGUEJO CAPRICÓRNIO
21:20 Fabrico Blinky Bill:T1
Açores Namorar Com a Duas famílias, (21/06 a 22/07) (21/12 a 19/01)
Internacional:T1 Ep.41
13:20 RTP3 / RTP Açores
Ep.14 18:11 Os Lendários:T1 Agricultora?:T3 separadas há
16:00 Noticias do Atlân-
Ep.9 Uma relação entre duas pessoas necessi- Atravessa uma nova época produtiva e
tico - Açores Manuel Alberto Ra- Ep.37 décadas por
16:30 Caminhos Ep.14 18:35 She-Ra e as ta muito de afeto e de comunicação para de mudanças proveitosas, mas terá de
mos é o nome que A terceira tempo- uma rivalidade
17:00 Açores Hoje Princesas do que cada uma das partes possa partilhar alterar alguns hábitos para poder evitar
surge por detrás Poder:T1 Ep.11 mortal, reen-
2019:T8 Ep.106 rada conta, pela as suas necessidades íntimas. contrariedades na vida amorosa.
17:45 Portugal no Mun- desta sigla. Uma 18:58 Tufão:T2 Ep.31 contram-se no
primeira vez, com
do - Best Of:T1 sigla tornada nome 19:05 Ioga para presente para
Ep.1 Crianças:T1 uma concorrente
de empresa que um último ajus- LEÃO AQUÁRIO
18:37 Volta ao Mundo ficou famosa com Ep.16 mulher. Catarina (20/01 a 19/02)
te de contas. (23/07 a 22/08)
18:55 Os Nossos 19:13 Waybuloo Ep.40 Manique é do
uma das marcas No seio deste
Dias:T2 Ep.38 19:32 A Casa da
19:38 Todas as que produz, a mar- Fundão e procura Através do pensamento consegue con- Durante este longo trânsito de Saturno
Árvore:T2 Ep.10 rancor antigo,
Palavras:T5 Ep.4 ca Nelo. A Nelo são 19:40 Histórias aos Qua- o homem ideal trolar a inquietação interior, que provo- por esta Constelação, atue de forma
dois jovens vão
20:00 Telejornal Açores caiaques e canoas, dradinhos Ep.2 para constituir
ca explosões emocionais. Nesta perspe- construtiva e adquira conhecimentos
20:42 Terra Príncipe:T1 viver um amor
os melhores do 20:30 Jornal 2 tiva, tente refletir antes de agir. relacionados com a espiritualidade.
Ep.2 família. Conheça impossível,
mundo, procurados 21:04 Folha de Sala
21:00 Gente da a sua história no cujo desenlace
pela maioria dos 21:12 Aber Bergen:T3
Cidade:T19 Ep.5
Ep.9 especial “Quem poderá ser
21:26 Vejam Bem:T1 atletas olímpicos.
21:55 Nada Será Como VIRGEM PEIXES
22:16 Lisboa Azul:T1 21:53 A História da Quer Namorar com fatal. Será que (23/08 a 22/09)
Dante:T1 Ep.37 (20/02 a 20/03)
Ep.8 Europa:T1 Ep.5 a Agricultora?”. o amor vai ser
22:37 Paraíso Ep.21 22:25 Joséphine Baker,
22:52 A Nova Viagem de première icône 22:25 Amor de Mãe mais forte do Examine tudo em pormenor e todos os A conjuntura beneficia todas as ativida-
22:01 Atlântida Madeira
2020:T1 Ep.14 Sinbad noire Ep.67 que o sangue? fatores de risco devem ser analisados des desenvolvidas com dedicação, senti-
racionalmente para obter progressos na mento e muita fé. Decerto saberá o que
Qualquer alteração à programação que publicamos é da responsabilidade das respectivas estações carreira e melhorias económicas. fazer em cada circunstância.

Previsão do estado do tempo nos Açores ESTATUTO


EDITORIAL

1 - O Correio dos Açores de-


fine-se como um órgão de comuni-
cação social de grande informação
regional.

2- O Correio dos Açores


orienta-se por critérios de rigor e
criatividade editorial, sem qual-
quer dependência de ordem ideo-
lógica, política e económica.

3- O Correio dos Açores


afirma-se ainda como um porta-
voz dos princípios e valores defen-
didos e aceites pelos Açoreanos
na defesa da sua Autonomia e no
integral respeito pelos princípios
consagrados na Constituição da
República.

Informação do Instituto Português do Mar e da Atmosfera 4 - O Correio dos Açores


Centro Centro procurara veicular temas sociais,
Frente fria Frente quente Frente Oclusa Frente Estacionária de Alta Pressão de Baixa Pressão políticos e culturais diversificados,
correspondendo às motivações e
GRUPO OCIDENTAL GRUPO CENTRAL GRUPO ORIENTAL interesses de um público plural,
debatendo ideias suscetíveis de
Períodos de céu muito nublado com abertas. Céu geralmente pouco nublado. Períodos de céu muito nublado com abertas. promoverem o enriquecimento da
Vento em geral fraco (05/10 km/h). Aguaceiros em geral fracos.
Aguaceiros em geral fracos. opinião pública, sempre norteados
ESTADO DO MAR Vento do quadrante sul bonançoso a moderado (10/30 km/h), pelos valores éticos e cívicos.
Vento nordeste fresco a muito fresco (30/50 km/h) com rajadas até 60 Mar encrespado.
rodando gradualmente para norte.
Ondas nordeste de 1 a 2 metros.
km/h, tornando-se moderado (20/30 km/h). ESTADO DO MAR 5 - O Correio dos Açores com-
Temperatura da água do mar: 18ºC
Mar de pequena vaga a cavado. promete-se a assegurar o respeito
ESTADO DO MAR Ondas norte de 1 metro, passando a quadrante leste. pelos princípios deontológicos e
Mar cavado a grosso. Temperatura da água do mar: 19ºC pela ética profissional dos jornalis-
Ondas nordeste de 2 a 3 metros, diminuindo para 1 a 2 metros. tas, assim como a boa-fé dos seus
leitores.
Temperatura da água do mar: 18ºC
Correio dos Açores, 16 de Junho de 2020 agenda 27

INFORMAÇÕES DE UTILIDADE PÚBLICA

FARMÁCIAS MUSEUS MOVIMENTO AÉREO MOVIMENTO MARÍTIMO TABELA DAS MARÉS


Ponta Delgada – Farmácia Moderna Ponta Delgada Azores Airlines
Chegadas a Ponta Delgada de: NAVIOS DA MONTE BRASIL – Baixa-mar:
Largo de Camões 15-19 Museu Carlos Machado
Tel.: 296 305 780 Lisboa: 13:55 TRANSINSULAR Em viagem de Lisboa 3:01 – 15:20
Inverno (de 1 de outubro a 31 de março)
Terça a domingo, das 9h30 às 17h para Ponta Delgada
Partidas de Ponta Delgada para:
chegando amanhã
Preia-mar:
Ribeira Grande - Farmácia Ribeirinha Verão (de 1 de abril a 30 de setembro) Lisboa: 12:30
Rua Direita 1ª parte, nº1 Terça a domingo, das 10h às 17h30 MONTE DA GUIA 9:10 - 21:29
Telefone: 296479202 Air Açores
Museu Hebraico Sahar Hassamaim de Ponta Chegadas a Ponta Delgada de: – Em viagem de Ponta Delgada para Lisboa
Delgada - Portas do Céu (Sinagoga) Horta: 13:25 e Leixões TEATRO MICAELENSE
HOSPITAIS Segunda a Sexta, das 13h00 às 16h30 Santa Maria: 8:25 MALENA – Em Ponta Delgada
Terceira: 12:55; 17:55; 20:00
Ponta Delgada - 296 203 000 Museu Militar dos Açores S. JORGE – Em Ponta Delgada
Nordeste - 296 488 318 - 296 488 319 Dias úteis: 10h00 - 18h00 Partidas de Ponta Delgada para: PROGRAMAÇÃO
Vila Franca - 296 539 420 Fim-de-semana: 10h00 - 13h30 / 14h30 - 18h00 Horta: 09:00
Terceira: 7:15; 14:00; 16:00 INSULAR - Em SUSPENSA
R. Grande - 296 472 128 - 296 472727 Encerra aos feriados Lisboa
Povoação - 296 585 197 - 296 585 155
Ribeira Grande
TAP LAURA S - Em COLISEU MICAELENSE
Chegada a Ponta Delgada de: Ponta Delgada largando para Horta
POLÍCIA Museu Municipal Lisboa: 12h15
Ponta Delgada - 296 282 022, Museu “Casa do Arcano” PROGRAMAÇÃO
296 205 500 e 296 629 630 Museu da Emigração Açoriana Partida de Ponta Delgada para:
SUSPENSA
Trânsito - 296 284 327 Museu Vivo do Franciscanismo Lisboa: 12h55
R. Grande 296 472 120, 296 473 410 Casa Lena Gal NAVIOS FURNAS - Em Vila
Lagoa - 296 960 410 Aberto de 2ª a 6ª - 09.00/17.00H DA MUTUALISTA do Porto, saindo às 17 ASSOCIAÇÃO DE TÁXIS
Vila Franca - 296 539 312 AÇOREANA horas para Lisboa DE SÃO MIGUEL
Furnas - 296 549 040, 296 540 042 Museu Municipal do Nordeste CORVO - Em Lisboa
Povoação - 296 550 000, 296 550 001, 296 Aberto de 2.ª a 6.ª das 09h00
550 005 e 296 550 006 às 12h00 e das 13h00 às 16h00
Nordeste - 296 488 115, 296 480 110,
296 480 112 e 296 480 118
Maia - 296 442 444, 296 442 996 SERVIÇOS CULTURAIS
R. Peixe - 296 491 163, 296492033 BAÍA DOS ANJOS:
Capelas - 296 298 742, 296 989 433 Povoação
Vila do Porto para
Santa Maria - 296 820 110, Biblioteca:
296 820 111, 296 820 112 e 296 820 110 Transporte Marítimo Ponta Delgada
De Segunda a Sexta das 09h00 às 17h00 Parece Machado, Lda (INSTITUIÇÃO DE UTILIDADE
GNR Museu do Trigo PÚBLICA)
De Segunda a Sexta das 09h00 às 17h00
Largo Dr. Manuel Carreiro, 9504-514 Ponta Delgada
Sábados, Domingos e Feriados 11h00 às 16h00
EFEMÉRIDES Central 296 30 25 30
TelFixo: 296 306 580 / Fax: 296 306 598 296 20 50 50
Horário de Funcionamento 1722 - Morre John Churchill, geral do Partido Comunista Soviético,
Email: ct.acr@gnr.pt
militar britânico e primeiro Duque de torna-se no primeiro dirigente a acumu-
POLÍCIA MUNICIPAL
Ribeira Grande
Marlborough. lar aquele cargo com a de Presidente
TÁXIS
Centro Comunitário e de Juventude 1846 - O cardeal Giovanni Maria da União das Repúblicas Socialistas
Rua Manuel da Ponte, n.º 34 de Rabo de Peixe
9500 – 085 Ponta Delgada Teatro Ribeiragrandense
Mastai Ferretti é eleito Papa Pio IX. Soviéticas (URSS).
Tel. 296 304403/91 7570841 1911 - Nasce Paulo Gracindo, actor 1983 - O secretário-geral do Partido
Horário da 2ª a 6ª das 9h às 17h
Fax: 296 304401 brasileiro conhecido pelo personagem Comunista Soviético e comandante-
E-Mail: policiamunicipal@mpdelgada.pt
do político Odorico Paraguaçú, na em-chefe das Forças Armadas do país,
BOMBEIROS MISSAS telenovela O Bem-Amado. Yuri Andropov, é nomeado Presidente
1940 - As forças francesas aban- da URSS.
Ponta Delgada - Urgência 296 301 301 Semana >> 08h00 – Santuário do San-
Normal 296 301 313 to Cristo 08h30 – Matriz de 2ª a 6ª feira donam a linha Maginot, tomada pelos 1986 - No décimo aniversário da
Ginetes - 296950950 09h30 – Fajã de Cima (3ª a 6ª) 12h30 alemães na II Guerra Mundial. revolta do Soweto, mais de 90 por cento
Nordeste - 296488111 – Matriz 17h30 - Casa Saúde Nossa Se- 1950 - As autoridades portuguesas dos trabalhadores negros sul-africanos
Vila Franca - 296539900 nhora da Conceição (excepto segunda e reprimem sangrentamente uma mani- não comparecem ao trabalho.
296 38 2000
Ribeira Grande: 296 472318, sexta-feira). 18h00 – Igreja do Imaculado
296 470100 Coração de Maria 18h30 - Matriz; São
festação pacífica realizada em Mueda, 1992 - A cimeira americano-russa 96 29 59 255
Lomba da Maia - 296446017, 296446175 Moçambique. de Washington, entre Bush e Ieltsin,
José; 19h00 – São Pedro; Igreja Nª Sra.
Povoação - 296 550050, 296 550052 de Fátima -Lajedo; Santa Clara; Fajã de 1963 - A soviética Valentina Te- salda-se pela assinatura de uma “Carta 91 82 52 777
Centro de Enfermagem Bombeiros de Baixo (3ª e 5ª); Saúde - Arrifes - (3ª e 5ª); reshkova, primeira mulher astronauta, de Cooperação e de Amizade”.
Ponta Delgada Milagres - Arrifes - (4ª e 6ª). parte para o espaço. 1997 - Os Chefes de Estado e do
JOGOS SANTA CASA
Todos os dias das 17h00 – 20h00
Incluindo Sábados, Domingos e Feriados
1971 - Nasce Tupac Shakur, Rapper Governo dos quinze aprovam o Tratado Euromilhões
Sábado >> 12h30 - Matriz 17h – Clínica Americano. de Amsterdão (Holanda). Próximo sorteio terça-feira
do Bom Jesus 17h30 – Igreja do Cora- € 17.000.000
MARINHA ção Imaculado de Maria; Capela de São 1974 - O Presidente dos Estados 2004 - A República da África do
Último sorteio 12/06/2020
João de Deus -Fajã de Baixo; Casa Saú- Unidos da América, Richard Nixon, Sul homenageia o primeiro presidente 2 24 39 45 46 + 4 8
Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Ma-
rítimo (MRCC Delgada) de Nossa Senhora da Conceição. 18h00 e as autoridades sírias anunciam, em de Angola, António Agostinho Neto,
Tel. 296 281 777
– São José; Sete Cidades, Feteiras, Saúde Damasco, o reatamento das relações di- com a outorga do título póstumo “Oli- M1lhão
- Arrifes. 18h30 – Matriz; Santa Clara; plomáticas interrompidas na sequência ver Tambo”. Próximo sorteio sexta-feira
Polícia Marítima de Ponta Delgada (PM Delgada)
Fajã de Baixo. 19h00 - ;Mosteiros, São da guerra Israelo-Árabe de 1967. € 1.000.000
Tel. 296 205 246 Pedro; Relva; São Roque, Candelária; Último sorteio 12/06/2020
Ginetes 19h00 - Fajã de Cima; Milagres 1976 - Na cidade-dormitório de Pensamento do dia: “Amo as
PORTO DE ABRIGO TQB 30112
- Arrifes. 20h00 - Covoada. Soweto, nos arredores de Joanesburgo pessoas que almejam o impossível”-
Estação Costeira Porto de Abrigo (África do Sul), eclode uma série de Wolgang Goethe (1749-1832) - poeta Totoloto
Tel. 296 718 086 Domingo >> 08h00 – Santuário Santo revoltas contra o “Apartheid”, em que alemão Próximo sorteio quarta-feira
Cristo; Saúde – Arrifes, Mosteiros 09h00 perderam a vida mais de 600 negros e Este e o centésimo sexagésimo sé- € 2.700.000
GABINETE DE APOIO À VÍTIMA – Igreja Senhora das Mercês; Clínica Último sorteio 13/06/2020
três brancos. timo dia do ano. Faltam 198 dias para
do Bom Jesus; Fajã de Baixo; Piedade - 11 17 18 19 46 + 10
296 285 399 (número regional) Arrifes. 09h30 - Piedade – Arrifes; 10h00 1977 - Leonid Brejnev, secretário- o fim de 2020.
707 20 00 77 (número único) – Matriz; Igreja Coração Imaculado de Lotaria clássica
apav.pontadelgada@apav.pt Maria – São Pedro; Santa Clara; Mi- Próxima extração 15/06/2020
2.ª a 6.ª das 9:30 às 12:00 e das 13:00 lagres – Arrifes 10h30 – Capela de São CINEMA € 600.000
às 17:30 João de Deus - Fajã de Baixo; Covoada; Última extração 08/06/2020
BIBLIOTECAS Hospital Divino Espírito Santo; Várzea; CINEPLACE PARQUE ATLÂNTICO 1º PRÉMIO 59804
Sete Cidades, Candelária, Milagres -
Ponta Delgada Arrifes; Casa Saúde Nossa Senhora da
De 2.ª a 6.ª das 9h00 às 19h00 Lotaria popular
Sábado das 14h00 às 19h00 Conceição. 11h00 – São José; São Pedro; Encerrado por tempo indeterminado Próxima extração 18/06/2020
Biblioteca Municipal Ernesto do Canto Fajã de Cima 11h30 - Santa Clara; Fajã € 112.500
Rua Ernesto do Canto s/n 9500-313 de Baixo; São Roque 12h00 – Santuário Última extração 11/06/2020
Tel: 296 286 879; Fax: 296 281 139 Santo Cristo; Matriz; Relva; Mosteiros;
Email: biblioteca@mpdelgada.pt 1º PRÉMIO 78120
Horário: 2ª a 6ª feira das 10h00 às 18h00 Ginetes, Feteiras; Saúde - Arrifes; Igreja Centro Municipal de Cultura de Ponta Delgada
Horário de verão (durante as férias escola- Nª Sra. de Fátima Lajedo. 12h15 – Igreja Totobola
res): 2ª a 6ª feira das 8h30 às 16h3 de São Gonçalo - São Pedro 17h00 – Ma- Horário das Exposições
Próximo concurso domingo
triz 18h00 – São José 18h30 – Fajã de € 31.000
Ribeira Grande Sábados: das 14h00 às 17h00
Arquivo Municipal; Biblioteca Municipal Baixo 19h00 – São Pedro 2.ª feira a 6.ª feira: das 9h00 Último concurso 14/06/2020
De 2ª a 6ª feira das 9h00 às 17h00 às 17h00 222 2X1 X12 1122 X

Director Américo Natalino Viveiros Director-adjunto Santos Narciso Sub-director João Paz
Chefe de Redacção Nélia Câmara Redacção Carla Dias; Joana Medeiros; Rita Frias, Marco Sousa (Desporto) Fotografia Pedro Monteiro Revisão Rui Leite Melo Paginação, Composição e Montagem
João Sousa (Coordenação); Luís Craveiro; Flávio Cordeiro Marketing Madalena Oliveirinha; Pedro Raposo Correio Económico Luís Guilherme Pacheco; Óscar Rocha Colaboradores João Bosco Mota
Amaral; João Carlos Abreu; Vasco Garcia; António Pedro Costa; Álvaro Dâmaso; Gualter Furtado; Carlos Rezendes Cabral; Eduardo de Medeiros; Valdemar Oliveira; Pedro Paulo Carvalho da Silva; João
Carlos Tavares; Teófilo Braga; Sónia Nicolau; Alberto Ponte; Arnaldo Ourique; Fernando Marta; José Maria C. S. André; Frederico Cardigos; Sérgio Rezendes; Khol de Carvalho; João-Luís de Medeiros;
António Benjamim; Luís Anselmo; Beja Santos; José Adriano Ávila; Marcos Couto; Mário Moura; Dionísio Faria e Maia; Fernando Melo; Carlos E. Pacheco Amaral; Ferreira Almeida; Mário Chaves Gouveia;
Maria do Carmo Martins; Áurea Sousa; Paulo Medeiros; José Luís Tavares (Desporto)
Tiragem: 4.030 exemplares
Propriedade Gráfica Açoreana, Lda.
Contribuinte 512005915 Gráfica Açoreana, Lda.
Número de registo 100916 Rua Dr. João Francisco de Sousa, n.º 16 – 9500-187 Ponta Delgada – S. Miguel – Açores Governo dos Açores
Conselho de Gerência - Américo Natalino Pereira Viveiros; Paulo Hugo Falcão Pereira Esta publicação tem o apoio do
de Viveiros; Dinis Ponte Serviços Administrativos 296 709 887 / 296 709 888 / geral@correiodosacores.net PROMEDIA III - Programa Regional
Capital Social 473.669,97 Euros Redacção 296 709 882 / 296 709 883 / jornal@correiodosacores.net / (desporto): desporto@correiodosacores.net de Apoio à Comunicação Social Privada
Sócios com mais de 5% do Capital da Empresa Américo Natalino Pereira Viveiros; Publicidade e Marketing 296 709 889 / pub@correiodosacores.net
Octaviano Geraldo Cabral Mota; Paulo Hugo Falcão Pereira de Viveiros Informática 296 709 885

Estatuto Editorial disponível na página da internet em www.correiodosacores.pt


pub
pub ÚLTIMA

Correio dos Açores


Se não quiser vender 16 de Junho de 2020

os seus valores pode Fundado em 1920


recuperar! www.correiodosacores.pt
Nós sabemos como... Rua Dr. João Francisco de Sousa nº 16
9500-187 Ponta Delgada - São Miguel - Açores

pub

Estudos sobre a população e recursos


humanos dos Açores entregues pub

ao Conselho Económico e Social


O Presidente do Conselho Económico e Social dos Açores,
Gualter Furtado e o Secretário-Geral do CESA, Renato Medeiros,
reuniram ontem com a Vice Reitora da Universidade dos Aço-
res, Gabriela Silva, num encontro em que recebeu os Estudos
da População dos Açores e Ilhas e o dos Recursos Humanos nos
Açores.
No encontro estiveram ainda presentes Paulo Meneses, Presi-
dente do Conselho Directivo da Fundação Gaspar Frutuoso; Má-
rio Fortuna, Director do Centro de Economia Aplicada; Gilberta
Rocha em representação do Director do Centro Interdisciplinar
de Ciências Sociais; e os investigadores Fernando Diogo e Cabral
Vieira.
O documento entregue ao Conselho Económico e Social apre-
senta ainda respostas e estratégias nos domínios da evolução da
população dos Açores e ilhas e dos recursos humanos açorianos.
Estiveram envolvidos nos trabalhos dois centros de investi-
gação da Universidade dos Açores, representados por Gilberta
Rocha, Cabral Vieira, Sandro Serpa e Tomás Dentinho.
O Plenário do Conselho Económico e Social dos Açores irá
reunir no dia 26 de Junho para discutir estes Estudos e com a
participação dos Investigadores que os realizaram, bem como do
Presidente da Fundação Gaspar Frutuoso.
Os Estudos e as contribuições dos Parceiros Sociais serão
posteriormente disponibilizados à Assembleia Legislativa da Re-
gião Autónoma dos Açores, Governo da Região Autónoma dos
Açores, Autarquias, Parceiros Sociais e a todos o que manifesta-
rem interesse em terem acesso as estes trabalhos.
pub pub

FAJÃ DE BAIXO  270.000€ VILA FRANCA DO CAMPO  115.000€ RABO DE PEIXE  390.000€

V4  ABC 191M²/ LOTE  492M² T2  ABC  95M² V3  ABC 195M²/LOTE  7.220M²


Ref. 1401 Ref. 1402 Ref. 1349
Magnifica moradia! Vista mar e serra! Magnífica vista sobre
Zona calma! Com duas varandas. a costa norte.
Áreas amplas. Bom estado Moradia em zona
Ótimos acessos! conservação. sossegada.