Você está na página 1de 6

12 :: Resistores

Na aula anterior falamos sobre a resistividade dos condutores elétricos. Como foi mencionado, a
resistência de um condutor de acordo com o seu comprimento é de pouca influência na área
automobilística. Mas, independente da resistividade, podemos obter num circuito elétrico maior ou
menor resistência utilizando-se de um componente muito simples, que é o resistor.

Este componente, possui um determinado valor de resistência que vai de alguns ohms até alguns
milhões. Para sabermos o valor da resistência de um resistor, observe a figura abaixo:

Nos resistores mais comuns, devido ao seu pequeno dimensionamento, o seu valor está inscrito em
código de cores, como podemos observar na figura acima.

Temos então, três cores significativas e uma de tolerância, que vai dar o valor nominal da sua
resistência. O valor real se consegue medindo-o com um ohmímetro nos seus terminais. Veja a
seguir a tabela de cores:

Valores Cores
0 preto
1 marrom
2 vermelho
3 laranja
4 amarelo
5 verde
6 azul
7 violeta
8 cinza
9 branco

Agora que temos os valores de cada uma das cores, vamos ver qual o valor do resistor da figura
anterior. Observe:

Primeira faixa significativa » Valor 2 (vermelho)


Segunda faixa significativa » Valor 0 (preto)
Terceira faixa significativa » Valor 3 (laranja)
Quarta faixa (tolerância) » 5% (dourado)

A primeira e a segunda faixa correspondem diretamente ao número da tabela de cores, ou seja, 2 e


0. Formando com isso o número 20. A terceira faixa corresponde ao número de zeros que será
acrescentado ao número formado anteriormente, ou seja, 3 zeros acrescentados ao número 20. A
resistência então, será de:

20000OHM ou 20kOHM

A quarta faixa que indica tolerância, é a margem de erro que um resistor pode ter. Como o valor
indica 5%, significa que o mesmo pode estar entre 19000W  a 21000W  (19 a 21kW), pois, 5% de
20000 é igual a 1000.

Abaixo segue a tabela de cores conforme sua tolerância:

Tolerância Cores
1% marrom
2% vermelho
5% dourado

12 :: Resistores

Nos circuitos elétricos, os resistores são utilizados para aumentar a resistência num circuito, com
isso, podemos provocar uma diminuição da intensidade da corrente elétrica. Lembre-se, quanto
maior for a resistência, menor será a corrente elétrica.

Para sabermos o quando um resistor influenciará num circuito, é necessário conhecer algumas
associações (ligações) dos resistores.

Um resistor pode estar associado com outro resistor de três maneiras, que são: série, paralelo e
misto.

Abaixo, temos um exemplo de circuito série e paralelo:

O circuito misto é a junção de um circuito série com um circuito paralelo. Veja a figura a seguir:

Observe que no circuito acima, o primeiro resistor da esquerda está ligado em série com os demais
(que estão em paralelo entre si).

Cada um dos circuitos mencionados possuem uma característica de suma importância, que veremos
a seguir:

- Circuito série
Neste tipo de circuito, as resistências são somadas, de modo a formar um único resistor. A
resistência total deve ser maior que o resistor de maior valor e a corrente é igual em todos os
resistores.

Neste circuito, se a corrente que atravessa R1 for de 3mA, este valor será o mesmo que atravessa
R2 (levando-se em consideração uma tensão de 12V).

Outra coisa que devemos notar é que, se um dos resistores ficar em aberto (deixar de conduzir),
todo o circuito deixará de funcionar, pois, a corrente elétrica só tem um único caminho a percorrer.

Se caso houver mais de dois resistores, a resistência total será a soma de todas as resistências, ou
seja, RT = R1 + R2 + ...

- Circuito paralelo
Neste tipo de circuito, a corrente elétrica possui mais de um caminho à percorrer (ela se divide). A
sua resistência total deverá ser menor que a resistência de menor valor.

Assim, se levarmos em conta uma tensão de 12V, a corrente total no circuito será de 16mA (12V /
0,75K). Desse total, 12mA passará por R1 e 4mA passará por R2.

Neste circuito, caso tenha mais de 2 resistores, devemos utilizar a seguinte fórmula:

1/RT = 1/R1 + 1/R2 + ...

12 :: Associações de resistores

Na aula anterior vimos que os resistores podem ser associados (ligados entre si) de três formas
diferentes: Série, paralelo e misto. Nesta aula, iremos praticar um pouco essas associações.

- Calcular a resistência total do circuito abaixo:


Observe que quem define R1, R2 e
R3 é a própria pessoa que irá
desenvolver o cálculo. Normalmente
se nomeia os resistores da esquerda
para direita e de cima para baixo.

De acordo com as informações acima, desenvolva os seguintes cálculos para os circuitos abaixo:

Faça os cálculos e verifique as respostas são:


a) 15,8K
b) 18K

Vamos desenvolver agora o cálculo de um circuito paralelo simples:

Caso num circuito paralelo haja mais de dois resistores, utilizaremos a seguinte fórmula para
desenvolver o cálculo. Observe o exemplo abaixo:

Vejamos como foi desenvolvido o cálculo acima:

Passo 01- Montando a fórmula


1 / RT = 1 / R1 + 1 / R2 + 1 / R3 teremos:
1 / RT = 1 / 2 + 1 / 4 + 1 / 5

Passo 02- Calculando o mmc dos números 2 , 4 e 5 temos como resultado o número 20 que será
nosso denominador comum.
Passo 03- Divide-se o denominador comum (no caso o 20) pelos denominadores ( 2 - 4 - 5 ) e
multiplica-se o resultado pelo numerador (neste caso sempre será 1).
1 / RT = 10 + 5 + 4 / 20
1 / RT = 19 /20

Passo 04- Temos agora uma equação. Para facilitar o cálculo, basta inverter as posições da fração,
ou seja, onde era 19 / 20 passa a ser 20 / 19
RT = 20 / 19
RT = 1,05K

12 :: Associações de resistores

De acordo com as informações da página anterior, desenvolva os seguintes cálculos para os


circuitos paralelos:

Verifique se você consegue chegar nos seguintes resultados:


a) 7,5K
b) 25,53K

Como mencionamos na aula anterior, um circuito misto basicamente se consiste na junção de um


circuito série com um circuito paralelo. Assim, teremos as características dos dois circuitos. Veja o
exemplo a seguir:

Como poderíamos calcular a resistência total deste circuito?

Muito simples. Dividiremos este circuito em duas partes, ficando uma parte para o circuito paralelo e
outra para o circuito série.
Observe que o circuito (a) estão com todos os os três resistores em paralelo, que por sua vez estão
ligados em série com o circuito (b). Para calcularmos a resistência total, basta reduzir o circuito
paralelo como se fosse um único resistor, ou seja, calculando a resistência total do paralelo.

A resistência total do circuito paralelo é de 2,5K e o mesmo está em série com o resistor de 10K.

Agora, basta calcular a resistência total que é de 12,5K, uma vez que num circuito série as
resistências são somadas.

Exercício:
::> Calcular a resistência total do circuito abaixo:

OBS:
Ou pode ser utilizada também a seguinte fórmula para calcular a resistência em
paralelo com mais de dois resistores:

R eq = _______1________
_1_+_1_+_1_
R1 R2 R3

Você também pode gostar