Você está na página 1de 4

Concordância Verbal e Nominal

Concordância verbal e nominal é a parte da


gramática que estuda a conformidade estabelecida entre cada componente da oração.

Enquanto a concordância verbal se ocupa da relação entre sujeito e verbo, a


concordância nominal se ocupa da relação entre as classes de palavras:

concordância verbal = sujeito e verbo


concordância nominal = classes de palavras

Exemplo: Nós estudaremos regras e exemplos complicados juntos.

Na oração acima, temos esses dois tipos de concordância:

Ao concordar o sujeito (nós) com o verbo (estudaremos), estamos diante de um caso


de concordância verbal.

Já, quando os substantivos (regras e exemplos) concordam com o adjetivo


(complicados), estamos diante de um caso de concordância nominal.

Concordância Verbal
1. Sujeito composto antes do verbo
Quando o sujeito é composto e vem antes do verbo, esse verbo deve estar sempre no
plural.

Exemplo:

Maria e José conversaram até de madrugada.

2. Sujeito composto depois do verbo


Quando o sujeito composto vem depois do verbo, o verbo tanto pode ficar no plural
como pode concordar com o sujeito mais próximo.

Exemplos:

Discursaram diretor e professores.


Discursou diretor e professores.

3. Sujeito formado por pessoas gramaticais diferentes


Quando o sujeito é composto, mas as pessoas gramaticais são diferentes, o verbo
também deve ficar no plural. No entanto, ele concordará com a pessoa que, a nível
gramatical, tem prioridade.

Isso quer dizer que 1.ª pessoa (eu, nós) tem prioridade em relação à 2.ª (tu, vós) e a
2.ª tem prioridade em relação à 3.ª (ele, eles).

Exemplos:
Nós, vós e eles vamos à festa.
Tu e ele falais outra língua?

Concordância Nominal
1. Adjetivos e um substantivo
Quando há mais do que um adjetivo para um substantivo, os adjetivos devem
concordar em gênero e número com o substantivo.

Exemplo:

Adorava comida salgada e gordurosa.

2. Substantivos e um adjetivo
No caso inverso, ou seja, quando há mais do que um substantivo e apenas um
adjetivo, há duas formas de concordar:

2.1. Quando o adjetivo vem antes dos substantivos, o adjetivo deve concordar com o
substantivo mais próximo.

Exemplo:

Linda filha e bebê.

2.2. Quando o adjetivo vem depois dos substantivos, o adjetivo deve concordar com o
substantivo mais próximo ou com todos os substantivos.

Exemplos:

Pronúncia e vocabulário perfeito.


Vocabulário e pronúncia perfeita.
Pronúncia e vocabulário perfeitos.
Vocabulário e pronúncia perfeitos.

Exercícios
1. (IBGE) Indique a opção correta, no que se refere à concordância verbal, de acordo
com a norma culta:

X) Haviam muitos candidatos esperando a hora da prova.


b) Choveu pedaços de granizo na serra gaúcha.
c) Faz muitos anos que a equipe do IBGE não vem aqui.
d) Bateu três horas quando o entrevistador chegou.
e) Fui eu que abriu a porta para o agente do censo.

2. . (Mackenzie) Indique a alternativa em que há erro:

a) Os fatos falam por si sós.


b) A casa estava meio desleixada.
c) Os livros estão custando cada vez mais caro.
X) Seus apartes eram sempre o mais pertinentes possíveis.
e) Era a mim mesma que ele se referia, disse a moça.
3. . (FCC) Elas _____ providenciaram os atestados, que enviaram _____ às
procurações, como instrumentos _____ para os fins colimados.
X) mesmas, anexos, bastantes
b) mesmo, anexo, bastante
c) mesmas, anexo, bastante
d) mesmo, anexos, bastante
e) mesmas, anexos, bastante
4. (UFSC) Marque a única frase onde a concordância nominal aparece de maneira
inadequada.
a) Obrigava sua corpulência a exercício e evolução forçada.
b) Obrigava sua corpulência a exercício e evolução forçados.
X) Obrigava sua corpulência a exercício e evolução forçadas.
d) Obrigava sua corpulência a forçado exercício e evolução.
e) Obrigava sua corpulência a forçada evolução e exercício.

5. (Ibmec) Assinale a alternativa que preenche de forma adequada e correta as


lacunas nas frases abaixo, respectivamente.
I - Seguem _____ às cartas minhas poesias para você.

II - Polvo e lula _____ serão servidos no jantar.


III - Para a matrícula, é _____ a documentação pedida.
a) anexa - frescos - necessária
X) anexas - fresca - necessária
c) anexos - frescos - necessários
d) anexas - frescas - necessária
e) anexas - fresco - necessária

6. . (CESCEM–SP) Já ___ anos, ___ neste local árvores e flores. Hoje, só ___ ervas
daninhas.

a) fazem, havia, existe


b) fazem, havia, existe
X) fazem, haviam, existem
d) faz, havia, existem
e) faz, havia, existe

7. . (Cesgranrio) Tendo em vista as regras de concordância, assinale a opção em que


a forma verbal está errada:
a) Existem na atualidade diferentes tipos de inseticidas prejudiciais à saúde do
homem.
b) Podem provocar sérias lesões hepáticas, os defensivos agrícolas à base de DDT.
X) Faltam aos países subdesenvolvidos uma legislação mais rigorosa sobre os
agrotóxicos.
d) Persistem por muito tempo no meio ambiente os efeitos nocivos dos inseticidas
clorados.
e) Possuem elevado grau de toxidade os defensivos do tipo fosforado.

8. . (FCC) A ocorrência de interferências ___ -nos a concluir que ___ uma relação
profunda entre homem e sociedade que os ___ mutuamente dependentes.

a) leva, existe, torna


X) levam, existe, tornam
c) levam, existem, tornam
d) levam, existem, torna
e) leva, existem, tornam

9. (Fuvest) Indique a alternativa correta:


a) Tratavam-se de questões fundamentais.
b) Comprou-se terrenos no subúrbio.
c) Precisam-se de datilógrafas.
X) Reformam-se ternos.
e) Obedeceram-se aos severos regulamentos.

10. (IFSP) Conversar pressupõe um diálogo produtivo entre as pessoas. Significa


dizer que conversar é um processo cooperativo entre interlocutores.

Leia o texto abaixo, que representa uma conversa.

No trecho “a gente pode ter conversas literárias”, substituindo-se o sujeito por outro de
primeira pessoa do plural, no tempo pretérito perfeito, o resultado é o seguinte:

a) podemos ter conversas literárias.


b) podíamos ter conversas literárias
c) poderíamos ter conversas literárias
X) pudemos ter conversas literárias
e) pudéssemos ter conversas literárias

Você também pode gostar