Você está na página 1de 1

Titulo: Experiência no tratamento do Adenocarcinoma Gástrico Código:

Objectivo: A Quimioterapia (QT) e Radioterapia (RT) adjuvante são o tratamento standard dos tumores gástricos,
nos doentes submetidos a Cirurgia. A finalidade desta análise é comparar os resultados obtidos neste grupo de
doentes com os resultados do INT 0116 trial e avaliar a correlação entre a extensão de resseção e sobrevivência.
Material e métodos: Foram incluídos neste estudo retrospectivo, 61 doentes (dts) com diagnóstico de
Adenocarcinoma gástrico submetidos a Cirurgia, seguida de QT/RT adjuvante, conforme o protocolo do INT 0116
trial, entre Fevereiro de 2003 e Fevereiro 2010. Em 56.2% dos dts foi executada gastrectomia total. A localização
do tumor foi proximal em 18.7% dos dts, no terço médio em 37.5% e distal em 43.7%. 50% dos tumores
apresentavam dimensão inferior a 50 mm. 31 (50%) dts apresentavam tumores grau histológico 3. A dissecção
ganglionar D1 foi efectuada em 75% dos dts. A esplenectomia foi realizada em 10,8% dos dts. A localização
tumoral, o tipo de resseção, a linfadnectomia D1 ou D2, a percentagem de gânglios isolados e de gânglios positivos
foram analisados ratio gânglios isolados/gânglios positivos. A recidiva foi categorizada em loco-regional (leito
tumoral ou gânglios regionais), peritoneal, hepático e outros locais à distância.
Resultados: Este grupo de dts apresentava um follow-up médio de 30 meses (95% CI =18-40 m). Com idade
média de 62 anos e 62.3% dos dts eram do sexo masculino. Dez dts (16.4%) omitiram o follow-up e 19 dts
faleceram, (quatro sem evidência de doença). A sobrevivência global aos 2 anos foi 36% (22dts) e 8% (5dts) aos 5
anos. A sobrevivência média global e causa específica foram de 16 meses (95% CI =8-31m) e 15 meses (95% CI
=7-31m) respectivamente. Onze dts (18%) tiveram recidiva da doença: 6 dts com recidiva peritoneal, 6 dts com
doença metastática e 1 dt com recidiva loco-regional Do grupo de dts sobreviventes 54.8% (p=0.05) apresentavam
uma ratio gânglios isolados/gânglios positivos de <20% e 81.2% dts (p=0.03) exibiam margens microscópicas
negativas.
Conclusões: Os tumores gástricos são muito agressivos. A ressecção Cirúrgica permanece o tratamento primário
curativo e conjuntamente com a QT/RT adjuvante é actualmente o tratamento standard. O nosso estudo, apesar do
número reduzido de doentes incluídos, demonstrou que as resseções R0 e o ratio gânglios isolados/gânglios
positivos são fortes factores preditivos de sobrevivência.

Resumo de (por favor assinale 1): Comunicação Livre Poster


(CAMPO OBRIGATÓRIO – assinale apenas uma categoria):
Mama Cabeça e Pescoço Pulmão Cuidados Paliativos e Psicológicos
Ginecologia SNC Digestivo Física
Urologia Dermatologia Hematologia Outros
Nome do Autor: Santa Cruz ,O. 1
Nome dos Co-Autores: Vasconcelos, A.L.1; Pina, F. 1; Melich-Cerveira, J.2; Marcelino, G.2; Monteiro Grillo, I. 1,3
Instituição: HSM Telf.: