Você está na página 1de 12

Metodologia do ensino do handebol

METODOLOGIA DO ENSINO DO HANDEBOL


Aula 06: Métodos situacional e misto e modificação
da regra de handebol de salão – 2016

AULA 06: MÉTODOS SITUACIONAL E MISTO E MODIFICAÇÃO DA REGRA DE HANDEBOL DE SALÃO – 2016
Metodologia do ensino do handebol
Objetivos: Identificar as metodologias de ensino situacional e misto;
Aplicar as modificações da regras de handebol de salão de 2016.

1 – Método Situacional;
2 – Método Misto;
3 – Modificações da regra de Handebol de Salão.

AULA 06: MÉTODOS SITUACIONAL E MISTO E MODIFICAÇÃO DA REGRA DE HANDEBOL DE SALÃO – 2016
Metodologia do ensino do handebol
Método situacional

Esse método é baseado em jogadas básicas extraídas de situações padrões de jogo. Estas podem, às
vezes, não abranger a ideia total do jogo, porém, elas têm o elemento central do mesmo; e a
participação de grupos de jogadores, em que estes jogam procurando aplicar alternativas táticas
previamente combinadas. (GRECO, 1998).

O aluno que participa de um processo de ensino-aprendizagem-treinamento pautado nesse método


tem, ao longo de toda a sua participação, contato com o jogo propriamente dito, suas regras específicas,
como também suas regras de ação.

AULA 06: MÉTODOS SITUACIONAL E MISTO E MODIFICAÇÃO DA REGRA DE HANDEBOL DE SALÃO – 2016
Metodologia do ensino do handebol
Método situacional

Alguns processos relevantes que devem ser modificados no processo de ensino-aprendizagem-


treinamento são apresentados:

• Processos cognitivos de antecipação e processos motores de execução da ação;


• Processos motivacionais e de avaliação que influenciam a regulação das ações;
• Nível de potencialidade das capacidades motoras;
• Nível das capacidades técnico-coordenativas;
• E, principalmente, a construção do conhecimento:

a contextualização sociocultural das atuais estruturas do jogo, como se chegou a elas, das regras etc.
(GRECO, 1998, p.48)

AULA 06: MÉTODOS SITUACIONAL E MISTO E MODIFICAÇÃO DA REGRA DE HANDEBOL DE SALÃO – 2016
Metodologia do ensino do handebol
Método situacional

Consiste de jogadas básicas extraídas de situações padrão de jogo;


Pode não abranger a ideia total do jogo, mas contém a temática central do mesmo.

Vantagens:

- Proximidade de ações e situações apresentadas com as encontradas no jogo formal;


- Possibilidade de que o aluno conheça o jogo em suas diferentes fases e planos, conforme estruturas
típicas do mesmo;
- Inter-relaciona capacidades técnicas, táticas e cognitivas na busca por soluções a situações problema;
- Contato, desde o início, com regras formais e de ação do jogo.

AULA 06: MÉTODOS SITUACIONAL E MISTO E MODIFICAÇÃO DA REGRA DE HANDEBOL DE SALÃO – 2016
Metodologia do ensino do handebol
Método misto

Esse método consiste da sincronia dos métodos global-parcial-global, segundo Xavier (1986). Primeiro
acontece a execução do movimento como um todo, quando o professor poderá identificar algum erro
dos movimentos praticados pelo aluno. Em seguida, o aluno repetirá em partes, já com a interferência
do professor, com o objetivo de proceder correções dos movimentos observados anteriormente.

AULA 06: MÉTODOS SITUACIONAL E MISTO E MODIFICAÇÃO DA REGRA DE HANDEBOL DE SALÃO – 2016
Metodologia do ensino do handebol
Alteração da regra 2016

Cartão azul:

O cartão azul será utilizado pelo árbitro para sinalizar que haverá registro em relatório após o atleta
ser punido com cartão vermelho. A justificativa é para publicizar aos espectadores e para a mídia
todos os detalhes da partida que antes não ficavam claros.

Logo, assim seguirá:

- Cartão vermelho: Desqualificação sem registro em relatório e sem possibilidade de suspender o


jogador após o fim da partida.
- Cartão vermelho + Cartão azul: Desqualificação com informe escrito em relatório e com
possibilidades de suspensão do atleta em momento posterior.

AULA 06: MÉTODOS SITUACIONAL E MISTO E MODIFICAÇÃO DA REGRA DE HANDEBOL DE SALÃO – 2016
Metodologia do ensino do handebol
Alteração da regra 2016

Goleiro-linha:

Não é mais necessário que o 7º (sétimo) jogador de linha entre em quadra com o uniforme de
goleiro, como ocorre atualmente. A nova regra habilita as equipes para que atuem com 7 (sete)
jogadores na linha e qualquer um pode se retirar, a qualquer momento, para que o goleiro retorne.
Caso não haja tempo para a troca, nenhum jogador de linha poderá entrar na área do goleiro e
desempenhar suas funções.

AULA 06: MÉTODOS SITUACIONAL E MISTO E MODIFICAÇÃO DA REGRA DE HANDEBOL DE SALÃO – 2016
Metodologia do ensino do handebol
Alteração da regra 2016

Jogo passivo:

Reduzindo a subjetividade, ficou definido que após os árbitros levantarem a mão, advertindo sobre o
jogo passivo, a equipe não deverá ultrapassar um total de 6 (seis) trocas de passes, sempre
dependendo da atitude da equipe atacante. A contagem não será interrompida, caso haja falta ou
lançamento bloqueado.

AULA 06: MÉTODOS SITUACIONAL E MISTO E MODIFICAÇÃO DA REGRA DE HANDEBOL DE SALÃO – 2016
Metodologia do ensino do handebol
Alteração da regra 2016

Jogador lesionado:

Na hipótese de lesão em que os árbitros entendam que o atleta é capaz de deixar a quadra por conta
própria para receber atendimento, o jogador deverá fazê-lo, sob pena de cartão amarelo ou 2 (dois)
minutos por atitude antidesportiva.
Caso o atleta não seja capaz de sair da quadra por seus próprios meios e necessite atenção médica,
os árbitros autorizarão os oficiais da equipe para que entrem na quadra para retirar o atleta
lesionado que, sob supervisão do Delegado da Partida, só poderá retornar após o fim do terceiro
ataque de sua equipe.
A IHF justifica essa mudança para que não ocorra quebra de ritmo de jogo coletivo em momentos de
situações individuais que podem ser tratadas fora da quadra.

AULA 06: MÉTODOS SITUACIONAL E MISTO E MODIFICAÇÃO DA REGRA DE HANDEBOL DE SALÃO – 2016
Metodologia do ensino do handebol
Alteração da regra 2016

Sanções no último minuto:

As sanções que antes eram aplicadas no último minuto de jogo, agora somente serão utilizadas nos
últimos 30 segundos de jogo.

A IHF salienta que a punição com Cartão vermelho + 7 metros somente ocorrerá quando a falta
oferecer risco à integridade física do jogador da equipe atacante, portanto, não será utilizada para
qualquer falta.

AULA 06: MÉTODOS SITUACIONAL E MISTO E MODIFICAÇÃO DA REGRA DE HANDEBOL DE SALÃO – 2016
Metodologia do ensino do handebol

VAMOS AOS PRÓXIMOS PASSOS?

Posicionamentos Ofensivos do
Handebol.

AVANCE PARA FINALIZAR


A APRESENTAÇÃO.
AULA 06: MÉTODOS SITUACIONAL E MISTO E MODIFICAÇÃO DA REGRA DE HANDEBOL DE SALÃO – 2016