Você está na página 1de 7

Notas de Aula: Análise não linear de estruturas - Método de Newton-Raphson: exemplos 1

Método de Newton-Raphson - Exercícios resolvidos e


exercícios propostos
Sumário
Exemplo resolvido 1 - Não linearidade física ................................................................................ 1
Exemplo resolvido 2 - Não linearidade geométrica ...................................................................... 2
Exercícios propostos...................................................................................................................... 2
Referências .................................................................................................................................... 3
Links para apostilas sobre o programa Scilab encontradas na internet: ...................................... 3
Algoritmos - programa Scilab ........................................................................................................ 4
Exemplo resolvido 1 - Não linearidade física ............................................................................ 4
Exemplo resolvido 2 - Não linearidade geométrica .................................................................. 6

Exemplo resolvido 1 - Não linearidade física


Seja a barra biengastada sujeita a uma força axial P, com área da seção transversal A =
1,0 cm2 e módulo de elasticidade E0 = 1,0  107 N/cm2, conforme ilustra a Figura 1. Este
problema foi estudado por Bathe (2006).
Adota-se o comportamento material elastoplástico com encruamento positivo.
Empregam-se os métodos de Newton-Raphson padrão e Newton-Raphson modificado, com
controle de força constante para o solução do sistema de equações não lineares. Considere dois
passos de carga e Fr = 20000 N. Considere tol = 1,0  10-4 e a medida de deformação de
engenharia. O critério de convergência é dado por: ||g||  tol.

Figura 1: a) Modelo estrutural da barra biengasta; b) relação constitutiva elastoplástica com encruamento
positivo.
Fonte: Adaptado de Bathe (2006)

Equações:
 Sistema a ser resolvido:
(1)
 Matriz de rigidez:
(2)
E = E0  comportamento elástico da seção
E = Et  comportamento plástico da seção
 Vetor de força interna:
(3)
Para uma seção com comportamento elástico:
(4)

Luiz Antonio Farani de Souza - notas de aula


Notas de Aula: Análise não linear de estruturas - Método de Newton-Raphson: exemplos 2

Para uma seção com comportamento plástico:


(5)
Deformação específica de engenharia:
(6)

(7)
Exemplo resolvido 2 - Não linearidade geométrica
A Figura 2 ilustra uma barra de área A e módulo de elasticidade E, sujeita a uma carga
F de tal forma que provoca um deslocamento u. Este problema foi estudado por Lourenço
(1999). Considere: EA = 5  107 N; z = 25 mm; L0 = 2500 mm; ks = 1,35 N/mm; e Fr = -7,0 N.
O critério de convergência é dado por: ||g||  tol.

Figura 2: Barra com mola.


Fonte: Adaptado de Lourenço (1999)

Equações:
 Sistema a ser resolvido:
(8)
 Força normal na barra:
(9)
 Matriz de rigidez:
(10)
 Vetor de força interna:
(11)

Exercícios propostos
1) Resolver o exemplo numérico 1 com 4 passos de carga, isto é, Fext = 20000, com
= 1,2,3,4, considerando os métodos de Newton-Raphson padrão e Newton-Raphson modificado.
Considere tol = 1,0  10-4 e a medida de deformação de engenharia. Comparar o número total de
iterações obtido por cada método. Obter a trajetória de equilíbrio (deslocamento u versus força
P).

2) Resolver o exercício proposto (1) considerando a relação constitutiva elastoplástica


perfeita (Figura 3). Obter a trajetória de equilíbrio (deslocamento u versus força P).

Luiz Antonio Farani de Souza - notas de aula


Notas de Aula: Análise não linear de estruturas - Método de Newton-Raphson: exemplos 3

Figura 3: Relação constitutiva elastoplástica perfeita

3) Resolver o exemplo numérico 1 supondo a relação constitutiva da barra elástica


linear, e considerando as seguintes medidas de deformação:
a) Green-Lagrange
b) Almansi;
c) Biot;
d) Engenharia;
Obter as trajetórias de equilíbrio (deslocamento u versus força P), comparando as
medidas de deformação num mesmo gráfico.

4) Resolver o exemplo numérico 2 com 10 passos de carga considerando Fext = Fr,


com = 1,2,,10, considerando o método de Newton-Raphson padrão. Obter a trajetória de
equilíbrio.

Referências
BATHE, K. J. Finite element procedures. Prentice Hall, 2006.

LOURENÇO, P. B. Métodos computacionais na mecânica dos sólidos não linear. Relatório


99-DEC/E-1, Departamento de Engenharia Civil, Universidade do Minho, Portugal, 1999.

Links para apostilas sobre o programa Scilab encontradas na


internet:
https://www.ime.unicamp.br/~encpos/VIII_EnCPos/Apostila_Scilab.pdf
http://www.mat.ufrgs.br/~guidi/grad/MAT01169/SciLivro2.pdf
http://www.professornemer.com/calcnum/Curso-ScilabCOBEQ04.pdf

Luiz Antonio Farani de Souza - notas de aula


Notas de Aula: Análise não linear de estruturas - Método de Newton-Raphson: exemplos 4

Algoritmos - programa Scilab


Exemplo resolvido 1 - Não linearidade física
Newton-Raphson padrão
// Problema barra com não linearidade física
clear
clc
//__________________________________
//Dados de entrada
A(1)=1; //área
A(2)=1;
L(1)=10; //comprimento indeformado
L(2)=5;
for i=1:2
E0(i)=10^7; //módulo de elesticidade inicial
Et(i)=10^5; //módulo de elastididade tangente
end
E=E0;
ey=0.002; //deformação de escoamento
Sy=0.002*10^7; //tensão de escoamento
tol=10^-8; //tolerância
Fr=20000; //incremento de carga
kmax=150; //número máximo de iterações
nmax=2; //número de passos de carga
//__________________________________
//Processamento
//Inicialização
u=0;
for i=1:2
Fint(i)=0;
end
vu(1)=0;
vf(1)=0;
ktotal=0;

for lambda=1:nmax //Passos de carga


Fext=lambda*Fr;
k=0;

while k<=kmax //Ciclo iterativo


k=k+1;
//Matriz de rigidez
for i=1:2
Ke(i)=E(i)*A(i)/L(i);
end
K=Ke(1)+Ke(2);
//Vetor de forças desequilibradas
g=lambda*Fr-(Fint(1)+Fint(2));
//Solução do sistema
du=K\g;
u=u+du; //Vetor de deslocamento
//Vetor de força interna
for i=1:2
e(i)=u/L(i); //Defomação específica
if e(i)<ey
Fint(i)=A(i)*E0(i)*e(i); //Elástico
E(i)=E0(i);
else
Fint(i)=A(i)*(Et(i)*(e(i)-ey)+Sy); //Plástico
E(i)=Et(i);
end
end
//Vetor de forças desequilibradas
g=Fext-(Fint(1)+Fint(2));
//Critério de convergência
if abs(g)<=tol then
break
end
end
vu(lambda+1)=u;
vf(lambda+1)=Fext;

Luiz Antonio Farani de Souza - notas de aula


Notas de Aula: Análise não linear de estruturas - Método de Newton-Raphson: exemplos 5

ktotal=ktotal+k;
end
//__________________________________
//Saída de dados
plot(vu,vf,'s-b'); //gráfico trajetória de equilíbrio
gca().grid=[1 1 1]; //Linhas de grade
xlabel('Deslocamento u (cm)'); //eixo x
ylabel('Força P (N)'); //eixo y
legend('NR',2);

Newton-Raphson modificado
// Problema barra com não linearidade física
clear
clc
//__________________________________
//Dados de entrada
A(1)=1; //área
A(2)=1;
L(1)=10; //comprimento indeformado
L(2)=5;
for i=1:2
E0(i)=10^7; //módulo de elesticidade inicial
Et(i)=10^5; //módulo de elastididade tangente
end
E=E0;
ey=0.002; //deformação de escoamento
Sy=0.002*10^7; //tensão de escoamento
tol=10^-4; //tolerância
Fr=20000; //incremento de carga
kmax=150; //número máximo de iterações
nmax=4; //número de passos de carga
//__________________________________
//Processamento
//Inicialização
u=0;
for i=1:2
Fint(i)=0;
end
vu(1)=0;
vf(1)=0;
ktotal=0;

for lambda=1:2 //Passos de carga


Fext=lambda*Fr;
k=0;

//Matriz de rigidez
for i=1:2
Ke(i)=E(i)*A(i)/L(i);
end
K=Ke(1)+Ke(2);

while k<=kmax //Ciclo iterativo


k=k+1;
//Vetor de forças desequilibradas
g=lambda*Fr-(Fint(1)+Fint(2));
//Solução do sistema
du=K\g;
u=u+du; //Vetor de deslocamento
//Vetor de força interna
for i=1:2
e(i)=u/L(i); //Defomação específica
if e(i)<ey
Fint(i)=A(i)*E0(i)*e(i); //Elástico
E(i)=E0(i);
else
Fint(i)=A(i)*(Et(i)*(e(i)-ey)+Sy); //Plástico
E(i)=Et(i);
end

Luiz Antonio Farani de Souza - notas de aula


Notas de Aula: Análise não linear de estruturas - Método de Newton-Raphson: exemplos 6

end
//Vetor de forças desequilibradas
g=Fext-(Fint(1)+Fint(2));
//Critério de convergência
if abs(g)<=tol then
break
end
end

vu(lambda+1)=u;
vf(lambda+1)=Fext;
ktotal=ktotal+k;

end
//__________________________________
//Saída de dados
plot(vu,vf,'s-b'); //gráfico trajetória de equilíbrio
gca().grid=[1 1 1]; //Linhas de grade
xlabel('Deslocamento u (cm)'); //eixo x
ylabel('Força P (N)'); //eixo y
legend('NRM',2);

Exemplo resolvido 2 - Não linearidade geométrica


Newton-Raphson padrão
// Problema barra com não linearidade geométrica
clear
clc
//Dados de entrada
A=1; //área da seção transversal
L0=2500; //comprimento indeformado da barra
z=25;
ks=1.35; //rigidez da mola
E0=5*10^7; //módulo de elasticidade
tol=10^-4; //tolerância
Fr=-7; //icremento de carga
kmax=150; //número máximo de iterações
nmax=10; //número de passos de carga

//Processamento
//Inicialização
u=0;
Fint=0;
vu(1)=0;
vf(1)=0;
N=0;
ktotal=0;

for lambda=1:nmax //Passos de carga


Fext=lambda*Fr;
k=0;
while k<=kmax //Ciclo iterativo
k=k+1;
//Matriz de rigidez
N=E0*A*(z/L0*u/L0+.5*(u/L0)^2); //força normal
K=E0*A/L0*(z/L0)^2+E0*A/L0^3*(2*z*u+u^2)+N/L0+ks;
//Vetor de forças desequilibradas
g=lambda*Fr-Fint;
//Solução do sistema
du=K\g;
u=u+du; //Vetor de deslocamento
//Vetor de força interna
N=E0*A*(z/L0*u/L0+.5*(u/L0)^2); //força normal
Fint=N*(z+u)/L0+ks*u; //força interna
//Vetor de forças desequilibradas
g=lambda*Fr-Fint;
if abs(g)<=tol then //Critério de convergência
break
end
end

Luiz Antonio Farani de Souza - notas de aula


Notas de Aula: Análise não linear de estruturas - Método de Newton-Raphson: exemplos 7

vu(lambda+1)=-u;
vf(lambda+1)=-Fext;
ktotal=ktotal+k;
end

plot(vu,vf,'s-b'); //gráfico trajetória de equilíbrio


gca().grid=[1 1 1]; //Linhas de grade
xlabel('Deslocamento u (mm)'); //eixo x
ylabel('Força P (N)'); //eixo y
legend('NR',2);

Luiz Antonio Farani de Souza - notas de aula

Você também pode gostar