Você está na página 1de 7

INSTRUÇÕES DE USO E INFORMAÇÕES GERAIS:

CÂMARA FRIGORÍFICA
1. INFORMAÇÕES SOBRE OS COMPONENTES DA INSTALAÇÃO:

1.1 QUADRO ELÉTRICO:

Dentro do quadro elétrico, girando-se o botão de fechamento da tampa frontal,


distinguem-se facilmente os disjuntores:
Tripolar da esquerda ( compressor de congelados )....em sequência
Ao seu lado: bipolar do degelo de congelados
logo após : bipolar ( compressor de resfriados )
por ultimo: bipolar de comando

Em segundo plano, notam-se os contatores magnéticos, convenientemente distribuídos e


interligados entre si;

À esquerda : contactora tripolar com relé para congelados....em sequência


Ao meio : contactora de de degelo do congelados
Por último: compressor de resfriados

Relés térmicos são muito importantes para a vida dos compressores. A regulagem do relé
deve ficar de 2 amperes acima da corrente nominal dos compressores;
Na hipótese de um relé térmico estar regulado com mais de 3 amperes, provavelmente o
mesmo irá queimar o(s) compressor(es);
Nunca colocar relé(s) na posição “automático”, pois esse, ligará e desligará o compressor
ininterruptamente até queima-lo.

GABINETES ONDE ESTÃO LOCALIZADOS OS TERMOSTATOS ELETRÕNICOS:

Em frente a Câmara de Congelados:

lado esquerdo: liga/ desliga da resistência da porta


ao meio: termostato TC 900 E
lado direito: liga/ desliga da câmara

Em frente a Câmara de Resfriados:

ao meio: termostato MT 512 E


lado direito: liga/ desliga da câmara
Já foi constatado, em inúmeros casos, que diversos clientes e/ou seus representantes regulam os relés térmicos
com mais de 3 amperes quando a corrente elétrica está muito abaixo dos 220volts ou 380 volts. Informados que
TAL procedimento é incorreto podendo provocar a perda do compressor. Nesse sentido, alertamos ao cliente que
somente pessoas qualificadas tecnicamente podem regular a instalação.
1.2 UNIDADE CONDENSADORA:

Composta de base e suporte, estruturada em chapa dobrada e montada sobre o mesmo


motor/compressor, o condensador, em tubos de cobre e aletas de alumínio, tanque de
armazenamento de líquido, filtro secador, válvula solenoide para comando de injeção de
gás, visor de líquido e pressostato de alta e baixa pressão.

1.3 VISOR DE LÍQUIDO:

Está situado na unidade condensadora. Quando seu indicador estiver no CAUTION a


Emerson Climate ( fabricante do visor ) indica que só poderá ser usado CFC, HCFC e HFC,
isto é, Refrigerantes R 404a R 134a e R 22 . .
Se o visor permanecer na cor rosa, há presença de umidade, a troca do filtro secador deve
ser imediata.

1.4 UNIDADE CONDENSADORA ONDE FOI SUBSTITUIDO O GÁS R 404a PARA O R


134a.....modêlo ESM-4149-ETE:

Na unidade condensadora o uso do gás R 404a e o R 134a são compatíveis, pois, ambos
usam o mesmo óleo: Poliolester dentro do seu compressor e AMBOS SÃO ECOLÓGICOS.
Se fosse óleo mineral seria impossível usá-lo, porque este não seria missível com qualquer
desses dois gases ( R 404a e R 134a ).
A diferença primordial quando utilizado o gas 134a é de que por ele ter uma pressão de
sucção e descarga menores do que o 404a, permite que se coloque uma carga maior de
refrigerante 134a, melhorando consideravelmente o COP do compressor, principalmente por
estar num regime de refrigeração ( câmara de resfriados ).
O gás R 404a seria ideal para regime de congelados ( como utilizamos na câmara de
congelados ).
O condensador quando é projetado para R 404a, quando utiliza R 134a, tem sobra de
capacidade, pois as pressões de sucção e descarga são menores.
Exemplo: Um dos gases que não seria compatível com este modelo de compressor seria o
R 22

2. CUIDADOS IMPORTANTES:

2.1 CUIDADOS A SEREM TOMADOS E RIGOROSAMENTE OBSERVADOS QUANDO NA


OPERAÇÃO DA CÂMARA FRIGORÍFICA:

1°) Evitar a utilização desnecessária da porta frigorífica, restringindo-se tão somente as


aberturas bem rápidas com menor frequência possível, pois caso contrário, teremos um
bloqueio muito rápido no evaporador devido à entrada de ar úmido, por conseguinte subindo
a temperatura do ambiente desnecessariamente. O operador, devidamente protegido,
deverá permanecer durante a operação de carga e descarga dentro da câmara.

Já foi constatado, em inúmeros casos, que diversos clientes e/ou seus representantes regulam os relés térmicos
com mais de 3 amperes quando a corrente elétrica está muito abaixo dos 220volts ou 380 volts. Informados que
TAL procedimento é incorreto podendo provocar a perda do compressor. Nesse sentido, alertamos ao cliente que
somente pessoas qualificadas tecnicamente podem regular a instalação.
O armazenamento da mercadora deve ser realizado obrigatoriamente através de prateleiras,
com espaçamento entre os produtos para permitir a circulação do ar frio entre eles. As
mercadorias nunca devem ser encostadas nas paredes da câmara, pois a função dos
painéis (parede de painéis) é para conservação do frio e não para apoio estrutural.
Também salientamos que os produtos não podem ficar em contato direto com o chão e nem
com as paredes, pois o frio não circula corretamente, podendo provocar descongelamento
nos alimentos em atrito com o chão, parede ou teto.
O empilhamento da mercadoria nunca deverá atingir o teto da câmara devendo permanecer
pelo menos a uma distância de 50cm do mesmo, permitindo uma boa circulação de ar frio,
assim como, nunca deverá ser empilhada toda altura da câmara fria em frente aos
ventiladores, sendo aconselhável um empilhamento escalonado, subindo dos fundos em
direção à porta.

2°) Nas áreas próximas onde está instalada a unidade condensadora (compressor) deverá
estar sempre limpa, especialmente na descarga do jato de ar aquecido do condensador,
pois caso contrário ocorrerá um retorno de ar aquecido viciando o ambiente, provocando
assim a queda de rendimento. Portanto, não atingindo a temperatura interna desejada, ou
ainda provocando a parada de alguma unidade condensadora pelo pessostato de alta
pressão.

3°) Quando da falta de energia elétrica, ou seja, interrupção de suprimento pela


concessionária por mais de três horas, seria conveniente lacrar a porta principal da câmara
interrompendo totalmente qualquer movimento de porta. Orienta-se a desligar o disjuntor
tripolar geral, pois normalmente estando em posição automática, e, havendo um reinício de
alimentação de energia, o pico de voltagem poderá danificar o sistema elétrico ou mesmo
provocar o desarme de algum disjuntor. Neste caso, após o reinício da alimentação de
energia, o equipamento frigorífico deverá ser ligado manualmente e progressivamente,
obedecendo a seguinte ordem:
Religar o disjuntor geral do quadro de comando;
Após esse comando o compressor ligará automaticamente.

3. Esclarecendo possíveis eventos na instalação:


As instruções descritas abaixo devem ser efetuadas por pessoal técnico especializado.

3.1 Compressor para e não parte:

Verificar:

Falta de energia elétrica.


Disjuntor de comando desligado.
Pressostato de alta pressão desarmado.
Alta temperatura ambiente: providenciar boa entrada de ar fresco externo, ou banhar com
água fresca a tubulação dos condensadores.
Pressostato de baixa aberto.
Já foi constatado, em inúmeros casos, que diversos clientes e/ou seus representantes regulam os relés térmicos
com mais de 3 amperes quando a corrente elétrica está muito abaixo dos 220volts ou 380 volts. Informados que
TAL procedimento é incorreto podendo provocar a perda do compressor. Nesse sentido, alertamos ao cliente que
somente pessoas qualificadas tecnicamente podem regular a instalação.
3.2 Condensador parcialmente obstruído por poeira ou qualquer outra impureza, exemplo:
farinha.

Verificar:

Limpeza com escovas ou mesmo lavagem com querosene ou ar comprimido.

3.3 Compressor funciona, porém não atinge a temperatura:

Verificar:

Visor de líquido perceptível a passagem do gás.


Válvula solenoide deverá estar ligada (lâmpada amarela) com aquecimento na região da
bobina.

3.4 Ventilado(es) do evaporador(es) desligado (s) e compressor funcionando:

Verificar:

Disjuntor da alimentação dos motores do forçador (evaporador).


Rearme automático.

4. MANUTENÇÃO:

4.1 Verificação de rotina diária:

 Checar na medida do possível a voltagem de entrada que deverá ser sempre 380volts ou
220volts, de acordo com o local.

 A voltagem nunca pode ultrapassar ou ser inferior a 10% da alimentação do local, ou seja,
se a voltagem é 380, a instalação não poderá ser alimentada com voltagem 10 %
superior a 380 ou a 10 % inferior a 380volts.
 Ocorrendo tal variação, o cliente deve comunicar a empresa fornecedora de energia
elétrica, pois essa variação pode causar queima do compressor.
 Toda a queda de tensão avaria os bobinados dos motores, sendo o prejuízo cumulativo
na instalação, avariando gradativamente a instalação.
 Controlar na medida do possível as tampadas de sinalização do quadro elétrico.
 Normalmente a troca de óleo é considerada supérflua nas nossas instalações, as quais
sofrem cuidadosa secagem e limpeza. No caso de eventual troca ou reposição de óleo,
somente podem ser usados os especiais especificados no projeto.

5. OBSERVAÇÕES ÚTEIS:

 Desligar a iluminação ao sair da câmara.


Já foi constatado, em inúmeros casos, que diversos clientes e/ou seus representantes regulam os relés térmicos
com mais de 3 amperes quando a corrente elétrica está muito abaixo dos 220volts ou 380 volts. Informados que
TAL procedimento é incorreto podendo provocar a perda do compressor. Nesse sentido, alertamos ao cliente que
somente pessoas qualificadas tecnicamente podem regular a instalação.
 Se não há ante-câmara, usar a porta frigorífica o mínimo possível. Evitem martê-la aberta,
pois, provocará aumento de temperatura na câmara tornando-a mais agradável somente
para operar. Use abrigo adequado contra o frio para evitar que isto aconteça.
 Não coloque vasos com agua ou produtos com alto índice de umidade sem proteção
(selagens plásticas) para evitar bloqueio de gelo no evaporador.
 Na entrega da instalação, nossos técnicos instruem a operação da mesma, treinando
pessoal indicado para operação da mesma.
 Portanto, para que a instalação tenha o rendimento esperado é necessário que os
funcionários que operem a câmara sejam devidamente informados por seus empregadores
das instruções contidas neste manual.
 Para que a instalação tenha rendimento esperado é necessário que a tensão seja
correspondente ao previsto.

6. COMO DESLIGAR CORRETAMENTE O EQUIPAMENTO:

1° Desligar a solenoide;
2° Aguardar até parar completamente o compressor quando sinalizador apagar, desligue-o
na botoeira;
3° Desligue o evaporador.

7. COMO LIGAR CORRETAMENTE O EQUIPAMENTO:

1° Podem ser ligados todos os sinalizadores independentes da ordem de ligação..

8. Informações e bibliografia complementar parar clientes que exercem atividade


econômica na área de alimentos:

 Resoluções da Anvisa: RDC 275-2002;


 Portaria 326-1997 da Anvisa;
 Regulamento Técnico de boas práticas de alimentos Anvisa;
 Normas vigentes da Vigilância Sanitária do seu município e estado.

Já foi constatado, em inúmeros casos, que diversos clientes e/ou seus representantes regulam os relés térmicos
com mais de 3 amperes quando a corrente elétrica está muito abaixo dos 220volts ou 380 volts. Informados que
TAL procedimento é incorreto podendo provocar a perda do compressor. Nesse sentido, alertamos ao cliente que
somente pessoas qualificadas tecnicamente podem regular a instalação.
AS INFORMAÇÕES E BIBLIOGRAFIAS DESCRITAS ACIMA SÃO MERAMENTE
INFORMATIVAS, CABE AO CLIENTE OBTER INFORMAÇÕES SOBRE A
REGULAMENTAÇÃO ESPECÍFICA DA SUA ÀREA.

*Ressaltamos que para o bom funcionamento do equipamento e, também, para a cobertura


da garantia se faz necessário o preenchimento de alguns requisitos, quais sejam: o bom uso
dos equipamentos por seus operadores, alimentação elétrica de qualidade e manutenção da
instalação.

*Lembramos que o dever de guarda dos produtos é de inteira responsabilidade do cliente,


sendo que o controle da temperatura dever ser contínuo, de acordo com as normas da
Vigilância Sanitária, Anvisa e/ou órgão/entidade reguladora da atividade econômica da
empresa, bem como todas as disposições legais pertinentes a execução da atividade. A
Sistemfrio não se responsabiliza pelos produtos armazenados na câmara.

Já foi constatado, em inúmeros casos, que diversos clientes e/ou seus representantes regulam os relés térmicos
com mais de 3 amperes quando a corrente elétrica está muito abaixo dos 220volts ou 380 volts. Informados que
TAL procedimento é incorreto podendo provocar a perda do compressor. Nesse sentido, alertamos ao cliente que
somente pessoas qualificadas tecnicamente podem regular a instalação.
CERTIFICADO DE GARANTIA

Certificamos a garantia do equipamento por um período de 12 meses, desde que sejam


observados o USO DAS CÃMARAS FRIAS DENTRO DAS NORMAS.

Estariam fora dessa garantia os problemas ocasionados, por falta de fase ou tensão
abaixo de 198 Volts ou acima de 220 Volts.

Atenciosamente,

SISTEMFRIO – SISTEMAS DE REFRIGERAÇÃO LTDA


Departamento de Projetos

Canoas 11 de março de 2019

Já foi constatado, em inúmeros casos, que diversos clientes e/ou seus representantes regulam os relés térmicos
com mais de 3 amperes quando a corrente elétrica está muito abaixo dos 220volts ou 380 volts. Informados que
TAL procedimento é incorreto podendo provocar a perda do compressor. Nesse sentido, alertamos ao cliente que
somente pessoas qualificadas tecnicamente podem regular a instalação.

Você também pode gostar