Você está na página 1de 41

Aula 8

Conversores CA-CC (Rectificadores


Monofásicos Não-Controlados)
Instituto Politécnico de Comunicação e Arte
Electricidade e Electrónica Industrial – CV4
Módulo: TRTAC
Docentes: Roghen Almero e Anísio Manhiça

1
Índice
• 1. Introdução aos rectificadores
• 2. Rectificadores monofásicos: onda completa com ponto médio
• Carga Resistiva
• Carga RL
• Factor de Potência
• 3. Rectificadores monofásicos: onda completa em ponte
• Carga Resistiva
• Carga RL
• Factor de Potência

2
Parte I
Introdução aos rectificadores

3
Definição
• A rectificação é um processo que consiste em converter tensão e corrente
alternadas em tensão e corrente contínuas. Os rectificadores não-controlados
são aqueles conversores CA-CC que utilizam apenas díodos como elementos
de rectificação.
• A amplitude da tensão de saída CC é determinada pela amplitude da tensão
da fonte CA. No entanto, saída CC não pura; há existência de ondas
pulsantes CA, as quais são denominadas ondulações. Para eliminá-las, é
preciso aplicar um filtro CC depois do rectificador.
4
Definição
• Neste RDA, iremos estudar os rectificadores monofásicos e trifásicos não
controlados, desde os simples, os rectificadores não controlados de meia-
onda, que utilizam apenas um díodo; até os mais complexos, os rectificadores
não controlados de onda completa, que utilizam diversos díodos.

5
Classificação dos rectificadores

Rectificadores
Monofásicos

Rectificadores
(conversores CA-CC)

Rectificadores
Trifásicos

6
Classificação dos rectificadores
De meia Em ponte
onda completa
Controlados
Onda Em ponte
Rectificadores completa mista
Monofásicos De onda Com ponto
Completa em
Ponto médio médio
Não -
Controlados De onda
Completa em
Ponte

7
Classificação dos rectificadores
De meia Em ponte Graetz
Completa
onda (6 SCRs)
Controlados
De onda Em ponte Graetz
Mista (3 SCRs e
completa 3 díodos)
Rectificadores
Trifásicos De 6 pulsos
De ponto
médio Em ponte
Não Graetz
controlados (6 SCRs)
De onda
completa
De 6 pulsos

8
Parte II
Rectificadores monofásicos: onda completa com ponto médio

9
Carga resistiva
• Circuito do rectificador

10
Carga resistiva

• Etapas de funcionamento
• Na primeira etapa, a corrente iL flui
através do díodo D1 para a carga R. O
díodo D2 funciona como circuito aberto
• Na segunda etapa, a corrente iL flui
através do díodo D2 para a carga R. O
díodo D1 funciona como circuito aberto

11
Carga resistiva

• Formas de onda
• Para VD1, as ondas tornam-se negativas
no Iº e no IIIº períodos
• Para VD2, as ondas tornam-se negativas
no IIº e no IVº períodos
• Para VL e iL, são formadas ondas
pulsantes positivas ao longo do tempo

12
Carga resistiva
• Tensão média na carga:

13
Carga resistiva
• Corrente média na carga:

14
Carga resistiva
• Características nos díodos (em cada um):

15
Carga resistiva
• Factor de potência:

16
Carga resistiva
• Frequência de ondulação:
• É definida através do dobro da frequência correspondente ao rectificador.
• Dada a frequência de 25Hz correspondente a um rectificador, a sua
frequência de ondulação será de 50Hz.

17
Carga resistiva

• Ângulo de condução de díodos:

18
Carga RL
• Circuito do rectificador

19
Carga RL

• Corrente nos díodos


• A partir do estado de bloqueio, os díodos
atingem a corrente média nos disparos
do Iº e IIIº quadrantes

20
Carga RL
• Tensão média na carga:

21
Carga RL
• Corrente média na carga:

• Corrente média em cada díodo:

22
Carga RL
• Se a condução de corrente for contínua e a corrente possuir pouca
ondulação, ou seja, a constante de tempo no circuito for muito maior, então
considera-se:

23
Carga RL
• Corrente eficaz em cada díodo:
• Se a condução for contínua com pouca ondulação

24
Carga RL

• Ângulo de condução de díodos:

25
Parte III
Rectificadores monofásicos: onda completa em ponte

26
Carga resistiva
• Circuito do rectificador:

27
Carga resistiva

• Etapas de funcionamento
• Na primeira etapa, a corrente flui do
díodo D1 à carga R e retorna a fonte
através do díodo D4. Os díodos D2 e D3
actuam como circuito-aberto
• Na segunda etapa, a corrente flui do
díodo D2 à carga R e retorna a fonte
através do díodo D3. Os díodos D1 e D4
actuam como circuito-aberto

28
Carga resistiva
• Tensão e corrente média na carga:

29
Carga RL
• Os circuitos de rectificador em ponte de carga RL são equivalentes aos
circuitos de rectificador em ponte de carga resistiva, tendo em conta a
presença da indutância.
• As etapas de funcionamento são equivalentes

30
Carga RL
• Tensão de pico reversa nos díodos:

31
Exercícios de consolidação
Vamos avaliar o aprendizado do aluno

32
Parte I
• 1. A rectificação é um processo que consiste em converter tensão e
corrente alternadas em tensão e corrente contínuas.
• a) Porque é que a tensão de saída do rectificador não é puramente contínua?
• 2. Como se classificam os rectificadores monofásicos?
• 3. Os rectificadores controlados trifásicos podem ser de meia onda e
de onda completa.
• a) Como se classificam estes rectificadores?

33
Parte II
• 1. Descreva as etapas de funcionamento de um rectificador de carga
resistiva.
• 2. Em que períodos se propagam as ondas negativas para o díodo D1?
E Para o díodo D2?
• 3. Em que ângulo os díodos permitem conduzir a corrente eléctrica?

34
Parte II
• 4. Um rectificador de onda completa com ponto médio é alimentado por
uma fonte de 120V, 60Hz. Se a resistência da carga for de 10Ω, determine:
• a) A corrente máxima na carga
• b) A tensão média na carga
• c) A corrente média na carga
• d) A corrente eficaz na carga
• e) A potência entregue à carga
• f) A tensão reversa dos díodos
• g) A frequência de ondulação
35
Parte II
• 5. Um rectificador de onda completa em ponto médio é alimentado por uma fonte de
240V, 50Hz. Se a resistência da carga for de 18Ω, determine:
• a) A corrente máxima na carga
• b) A tensão média na carga
• c) A corrente média na carga
• d) A corrente eficaz na carga
• e) A potência entregue à carga
• f) A frequência de ondulação

36
Parte II
• 6. Um rectificador de onda completa com ponto médio é alimentado por uma fonte
de 240V, 50Hz. Nos seus terminais é ligado uma carga RL de 120Ω. Determine:
• a) A tensão média na carga
• b) A corrente média na carga
• c) A potência entregue a carga
• d) A potência na entrada
• e) A eficiência no rectificador

37
Parte II
• 7. Um rectificador de onda completa com ponto médio é alimentado por uma fonte de
150V, 60Hz. Nos seus terminais é ligado uma carga RL de 170Ω. Determine:
• a) A tensão média na carga
• b) A corrente média na carga
• c) A potência entregue a carga
• d) A potência na entrada
• e) A eficiência no rectificador

38
Parte III
• 1. Descreva as etapas de funcionamento de um rectificador de onda
completa em ponte.
• 2. As combinações D1,D2 e D3,D4 não são compatíveis, pois exercem
a mesmo potencial.
• a) O que acontece com o rectificador se operar nestas condições?

39
Parte III
• 3. Uma carga resistiva de 10,8Ω é alimentada por um rectificador de onda
completa em ponte, ligado a uma fonte de 240V. Determine:
• a) A tensão de pico na carga
• b) A tensão média na carga
• c) A corrente média na carga
• d) A corrente média em cada díodo
• e) A potência média na saída
• f) A eficiência no rectificador
• g) O factor de potência
40
Parte III
• 4. Um rectificador de onda completa em ponte, ligado a uma fonte de 150V,
alimenta uma carga RL de 30Ω. Determine:
• a) A tensão de pico na carga
• b) A tensão média na carga
• c) A corrente média na carga
• d) A corrente média em cada díodo
• e) A potência média na saída
• f) A eficiência no rectificador
• g) O factor de potência
41

Você também pode gostar