Você está na página 1de 2

Sentido do ser

“Pois é manifesto que estais de há muito familiarizados com o que pretendeis propriamente
significar empregando a expressão ‘ente’, que outrora acreditávamos certamente entender
mas que agora nos deixa perplexos”. Temos hoje uma resposta à pergunta sobre o que
pretendemos significar propriamente com a palavra “ente”? De modo algum. Assim é preciso,
pois, refazer a pergunta pelo sentido de ser. Estamos hoje ao menos perplexos por não
entender a expressão “ser”? De modo algum. Então, antes do mais, cumpre despertar de novo
um entendimento para o sentido dessa pergunta. A elaboração concreta da pergunta pelo
sentido de “ser” é o objeto do tratado que segue. A interpretação do tempo como horizonte
possível de todo entendimento-do-ser em geral é sua meta provisória.

“Para os mortais, falar e evocar pelo nome, e chamar a partir da simplicidade da di-ferença,
coisa e mundo para vir. Na fala dos mortais, o dito do poema é puro chamado. Poesia nunca é
propriamente apenas um modo (melos) mais elevado da linguagem cotidiana. Ao contrário, é a
fala cotidiana que consiste num poema esquecido e desgastado, que quase não mais ressoa.
A Caminho da Linguagem, Martin Heidegger

“Uma coisa que realmente não existe é aquilo a que se dá o nome de Arte. Existem somente
artistas.” E. H. Gombrich – A história da arte.
“Revelar a arte e ocultar o artista é a finalidade da arte.” Oscar Wilde – O retrato de Dorian
Gray
“A poesia é a fundação do ser pela palavra” – Martin Heidegger

A ARTE E SEUS DOMÍNIOS

Processos de conhecimento:
- Processo seletivo: feita uma escolha, as outras possibilidades são descartadas. Ex.: religião,
filosofia, política.
- Processo acumulativo: Cada nova escolha se junta com as anteriores. Ex. arte.

Estética e Poética:
- Estética (do grego aisthesis = sensação, sensibilidade): É a reflexão filosófica em torno da arte.
Teoria geral da arte.
- Poética (do grego poién = fazer): é o caminho escolhido do “fazer” artístico.

Os domínios da arte:
- Arte lúdica: A arte como forma de jogo, diversão. O objetivo é o lazer, recreação,
entretenimento.
- Arte aplicada: A arte como forma de artesanato. Arte funcional. Oferece auxílio complementar
às exigências de fim prático.
- Arte pura: A arte como forma de expressão. A busca pela Obra de Arte. Imaginação,
criatividade, originalidade.

A MÚSICA COMO MENSAGEM

A Mensagem musical:
- A linguagem universal da música: A música está presente em todas as culturas e em todas as
civilizações. Sua linguagem é universal assim como a da matemática e da química.

Categorias musicais:
- Música folclórica: A criação é coletiva, sem um autor definido.
- Música popular: O artista é conhecido e sua linguagem é comum a todos.
- Música erudita: O artista é conhecido e sua linguagem é especializada.

Os sistemas musicais no mundo:


A música chinesa
Civilizações musicais de tradição chinesa (Japão, Vietnã).
A música da Índia.
A música do Sudeste Asiático.
A música dos povos do Islã e a herança helênica.
A linguagem musical da África.
Os povos indígenas.
O sistema ocidental.

Os sistemas musicais na antiguidade:


Pré-história (paleolítico e neolítico).
Índia.
Mesopotâmia.
China.
Egito.
Os hebreus.
Civilização greco-latina.

A música ocidental:
- Grande Sistema Perfeito: Grécia clássica.
- Sistema Modal: Idade Média e Renascimento.
- Sistema Tonal: Barroco, clássico, romântico e séc. XX.
- Sistema Atonal: Moderno e pós-moderno.

Você também pode gostar