Você está na página 1de 36

SIMULADO

ENEM

1 SERÁ ATRIBUÍDA NOTA ZERO À PROVA QUANDO O ALUNO: 4 Decorrido o tempo determinado, será distribuído o
a) utilizar ou portar, durante a realização da prova, CARTÃO-RESPOSTA, o qual será o único documento vá-
MÁQUINAS e(ou) RELÓGIOS DE CALCULAR, bem lido para a correção da prova.
como RÁDIOS, GRAVADORES, HEADPHONES, TE-
LEFONES CELULARES ou FONTES DE CONSULTA DE 5 Não dobre, não amasse, nem rasure o CARTÃO-RES-
QUALQUER ESPÉCIE; POSTA. Ele não poderá ser substituído.
b) ausentar-se da sala em que se realiza a prova le-
vando consigo o CADERNO DE QUESTÕES e(ou) o 6 Para cada uma das questões objetivas, são apresenta-
CARTÃO-RESPOSTA antes do prazo estabelecido; das 5 opções, identificadas com as letras A, B, C, D
c) agir com incorreção ou descortesia para com qualquer e E. Apenas uma responde corretamente à questão.
participante do processo de aplicação das provas; Você deve, portanto, assinalar apenas uma opção em
d) comunicar-se com outro participante, verbalmente, cada questão. A marcação de mais de uma opção anula
por escrito ou por qualquer outra forma; a questão, mesmo que uma das respostas esteja correta.
e) apresentar dado(s) falso(s) na sua identificação pessoal.
f) for ao banheiro portando CELULAR, mesmo que desligado, 7 No CARTÃO-RESPOSTA, marque, para cada questão, a
APARELHO DE ESCUTA, MÁQUINA DE CALCULAR ou qual- letra correspondente à opção escolhida para a respos-
quer outro MATERIAL DE CONSULTA relativo à prova. Na ta, preenchendo todo o espaço compreendido no cír-
ida ao banheiro, durante a realização da prova, o aluno será culo, com caneta esferográfica de tinta azul ou preta.
submetido à revista por meio de DETECTOR DE METAL.
8 Reserve os 30 minutos finais para marcar seu CARTÃO-
2 Este CADERNO DE QUESTÕES contém 90 questões, nu- -RESPOSTA. Os rascunhos e as marcações assinaladas
meradas de 1 a 90 e dispostas da seguinte maneira: no CADERNO DE QUESTÕES não serão considerados na
a) as questões de número 1 a 45 são relativas à área avaliação.
de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias;
b) as questões de número 1 a 5 são relativas à área de 9 O aluno, ao sair da sala, deverá entregar, definitivamen-
Língua Estrangeira; te, seu cartão-resposta devidamente assinado, devendo
c) as questões de número 46 a 90 são relativas à área ainda assinar a folha de presença e o cartão de identifi-
de Matemática e suas Tecnologias. cação de sala.

3 Verifique no CARTÃO-RESPOSTA se os seus dados estão 10 O tempo disponível para estas provas é de quatro
registrados corretamente. Caso haja alguma divergên- horas e trinta minutos.
cia, comunique-a imediatamente ao aplicador.
LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS 13. from us. They have asked if the same could happen
TECNOLOGIAS 14. to me. I have always told them not to worry, but the
Questões de 1 a 45 15. truth is I carry a “faulty” gene, BRCA1, which sharply
Questões de 1 a 5 (opção Inglês) 16. increases my risk of developing breast cancer and
17. ovarian cancer.
QUESTÃO 1 18. My doctors estimated that I had an 87 percent risk of
19. breast cancer and a 50 percent risk of ovarian cancer,
20. although the risk is different in the case of each woman.
21. Once I knew that this was my reality, I decided to be
22. proactive and to minimize the risk as much I could.
23. I made a decision to have a preventive double
24. mastectomy. I started with the breasts, as my risk of
25. breast cancer is higher than my risk of ovarian cancer,
26. and the surgery is more complex.
Disponível em: <http://www.nytimes.com>. Acesso em: 21 maio 2013.

No dia 14 de maio de 2013, Angelina Jolie surpreendeu o


Disponível em: <www.commonsenseevaluation.com>. Acesso em: 21 maio 2013.
mundo ao escrever uma carta em que declarou ter passado
por uma mastectomia dupla – cirurgia para retirada dos seios
O atentado à bomba na Maratona de Boston matou três – para reduzir suas chances de ter um câncer de mama. De
pessoas e deixou mais de 200 feridos. Dois irmãos de origem acordo com o texto anterior, que transcreve um trecho da
chechena, Tamerlan e Dzhokhar Tsarnaev, são os principais referida carta, Angelina Jolie
suspeitos de terem promovido os ataques. Um deles morreu AA mencionou a longa e intensa batalha que sua mãe trava
em tiroteio com a polícia, o outro está sob custódia. Com contra o câncer de mama, desde que ela foi diagnostica-
base na imagem anterior, ao fazer uso do vocábulo welfare, da com a doença há mais de uma década.
o cartunista BB cogitou, inúmeras vezes, a possibilidade de não realizar a
AA revela toda a sua indignação quanto à política de assis- cirurgia, tendo em vista as questões de natureza estética
tência social praticada pelo governo americano. que envolvem a retirada das mamas.
BB clama pela necessidade de repensar as políticas gover- CC reduziu, com a mastectomia preventiva, a probabilidade
namentais de concessão de bolsas de estudo. genética de ter um câncer de mama, diminuindo de 87%
CC exige a reforma imediata do sistema carcerário, além da para 50% o risco de contrair a doença.
suspensão dos benefícios concedidos aos detentos. DD levou em consideração, entre outros fatores, a neces-
DD questiona a inoperância das autoridades policiais que sidade de tranquilizar seus filhos para que eles não se
não conseguem garantir a segurança da sociedade. preocupem com uma eventual morte da mãe.
EE defende a inocência dos irmãos Tsarnaev, atribuindo a EE assumiu o risco de contrair câncer no ovário, tendo em
culpa dos atentados à ineficácia do governo. vista que a cirurgia de remoção do órgão esbarra em seu
intenso desejo de engravidar e ter mais filhos.
QUESTÃO 2

My medical choice
01. My mother fought cancer
02. for almost a decade and
03. died at 56. She held out
04. long enough to meet the
05. first of her grandchildren
06. and to hold them in
07. her arms. But my other
08. children will never have
09. the chance to know her and experience how loving and
10. gracious she was.
11. We often speak of “Mommy’s mommy,” and I find
12. myself trying to explain the illness that took her away

LC – 2o dia | Página 2
QUESTÃO 3 QUESTÃO 4

Disponível em: <www.nydailynews.com>. Acesso em: 21 maio 2013.

Chris Holmes é um britânico criativo que encontrou uma


forma diferente de pedir sua demissão. Holmes trabalhava
no controle de imigração do Aeroporto de Stansted, em
Londres. No dia em que completou 31 anos, decidiu tomar
uma atitude e mudar o rumo da sua carreira. Com base
em seu “comunicado comestível” reproduzido na imagem
anterior, Holmes
AA queixa-se da atitude de seus colegas de trabalho que fre-
quentemente o criticavam por causa de sua dedicação
intensa ao trabalho de confeiteiro.
Disponível em: <www.solopassion.com>. Acesso em: 21 maio 2013. BB justifica a sua saída da empresa pelo fato de ter sido con-
vidado por uma confeitaria para trabalhar com a decora-
Morreu na manhã do dia 8 de abril de 2013, aos 87 anos,
ção de bolos especiais.
a ex-primeira-ministra britânica Margaret Thatcher, após
CC explica que o nascimento do filho foi um fator que pesou
sofrer um derrame. Margaret Thatcher foi a primeira mulher
na decisão de deixar o emprego para dedicar-se à família
a ocupar o cargo de primeira-ministra no país, em 1979,
e ao seu negócio de bolos.
onde permaneceu por três mandatos consecutivos, até 1990
DD aproveita para tentar convencer os funcionários da em-
pelo Partido Conservador. De acordo com a imagem anterior,
presa da qual ele se demitiu a adquirir os bolos que ele
duas das ideias contidas nas citações de Margaret Thatcher
produz para eventos especiais.
são
EE comunica que os bolos que ele cria estão expostos em
AA a importância de reconhecer as derrotas e a concepção
um site na internet, mas que os pedidos devem ser feitos
maniqueísta de mundo.
por telefone ou pessoalmente.
BB a necessidade de posicionamento político e o desprezo
pelo conceito de sociedade.
CC a aliança entre os Estados Unidos e a Europa e o valor do
movimento feminista.
DD a habilidade de comunicar-se com clareza e o apoio aos
movimentos populares.
EE a capacidade de comprometer-se com os ideais e a im-
portância de saber liderar.

LC – 2o dia | Página 3
QUESTÃO 5
LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS
Souvenir of the Ancient World TECNOLOGIAS
Questões de 1 a 45
Clara strolled in the garden with the children.
The sky was green over the grass, Questões de 1 a 5 (opção Espanhol)
the water was golden under the bridges,
QUESTÃO 1
other elements were blue and rose and orange,
a policeman smiled, bicycles passed,
a girl stepped onto the lawn to catch a bird,
the whole world – Germany, China – 
All was quiet around Clara.
The children looked at the sky: it was not forbidden.
Mouth, nose, eyes were open. There was no danger.
What Clara feared were the flu, the heat, the insects.
Clara feared missing the eleven o’clock trolley,
waiting for letters slow to arrive,
not always being able to wear a new dress. But Tras una década de investigación, el CSIC y la
she strolled in the garden, in the morning! biotecnológica española Innaves han desarrollado un
They had gardens, they had mornings in those days! tratamiento 100% natural para el control de la presión arterial,
Carlos Drummond de Andrade, translated by Mark Strand.
obtenido de las proteínas de la leche.
Disponível em: <http://www.bostonglobe.com>. Acesso em: 21 maio 2013. El complemento alimenticio, denominado Lowpept y el
primero con una patente española, se obtiene rompiendo
O poeta americano Robert Pinsky compartilhou, com os
las proteínas mayoritarias de la leche mediante una enzima
leitores do The Boston Globe, a sua reação aos atentados
digestiva, la pepsina.
ocorridos durante a maratona de Boston. Em dado momento,
ele faz referência a um poema de Carlos Drummond de Sus fragmentos, llamados péptidos, disminuyen la
Andrade, cujo título, na sua versão em inglês, é “Souvenir of tensión al reducir la producción de angiotensina, molécula
the Ancient World”. Com base no poema, Drummond responsable del estrechamiento de los vasos sanguíneos y,
AA descreve os horrores da guerra na perspectiva pueril de por tanto, del aumento de la tensión arterial.
uma criança que testemunha a perda da sua própria in- "Es un ingrediente natural con propiedades antihiper-
fância. tensivas demostradas", explica Isidra Recio, del Instituto de
BB resgata, por meio da memória, a tranquilidade de um Investigación en Ciencias de la Alimentación del CSIC.
mundo anterior à guerra, contrapondo-a ao presente El producto, presentado en comprimidos, es capaz de
ameaçador. reducir la presión arterial de personas hipertensas unos 12,5
CC enaltece a nobreza de quem insiste em lidar com as ame- milímetros de mercurio de media, según ensayos clínicos
aças do presente pela ótica da ingenuidade infantil. llevados a cabo en el Hospital Ramón y Cajal de Madrid.
DD critica aqueles que nutrem uma visão nostálgica do mun- En personas con la tensión normal, no produce ningún
do, sem adaptar-se às exigências impostas pelo presente. efecto sobre la presión arterial.
EE argumenta que a compreensão dos perigos do mundo Disponível em: <http://www.noticiasdenavarra.com>. Acesso em: 04 abr. 2013.

atual é possível apenas por meio da correta leitura do


O título de um texto normalmente antecipa o que será tratado
passado.
adiante. Com base nisto e no conteúdo do texto anterior,
marque o item em que encontramos o melhor título possível.
AA Espanha lança seu primeiro medicamento contra a hiper-
tensão.
BB Pepsina: a enzima digestiva ativada pelo leite capaz de
curar.
CC A hipertensão arterial e a possibilidade de uma cura de-
finitiva.
DD Cresce o número de espanhóis com hipertensão arterial.
EE É criado na Espanha novo remédio para sanar os proble-
mas arteriais.

LC – 2o dia | Página 4
QUESTÃO 2 QUESTÃO 4
Las ventas de ordenadores
registran la peor caída de su historia
La decepcionante acogida de Windows 8, que no encuentra
su lugar en el mercado, augura nuevos descensos en
los próximos meses

Las ventas de ordenadores personales se han desplomado


un 14% durante el primer trimestre de este año, su mayor
descenso en dos décadas de registros. Esto sucede en un
momento en el que las tabletas siguen ganando popularidad y
los compradores parecen evitar el nuevo ecosistema Windows
8 de Microsoft, según una empresa de datos del sector.
Las compañías atribuyeron la caída a menores ventas
de netbooks, los mini ordenadores portátiles que quedaron
obsoletos con las tabletas, y un mayor gasto del consumidor
destinado a teléfonos inteligentes. “Los consumidores están
migrando el consumo de contenidos desde los ordenadores
personales a otros aparatos conectados, como tabletas y
smartphones”, dijo Mikako Kitagawa, analista de Gartner. Disponível em: <http://goo.gl/26jH5>.
“Incluso en los mercados emergentes, donde la penetración
de los ordenadores personales es baja, no se espera De acordo com o cartaz anterior, pode-se dizer que o animal
que exista un crecimiento fuerte para los vendedores de A está vacinado e é de raça pura.
ordenadores personales”, agregó. B carrega uma corrente na pata.
Bill Rigby, 11 abr. 2013. Disponível em: <http://goo.gl/oItVY> (adaptado). C não possui um de seus caninos.
D morde quando alguém se aproxima dele.
De acordo com o texto, um dos motivos para o decréscimo
E é do sexo masculino e se chama Lucky.
de vendas de computadores seria
A seu tamanho e seu peso, que já não agradam.
B a criação e o uso do novo Windows 8. QUESTÃO 5
C o preço e a que são vendidos os tablets.
D a popularidade dos tablets e celulares inteligentes. AY SI AY SI!!!
E o investimento em telefones fixos inteligentes.
INBOX!!!
QUESTÃO 3
El dolor de muela, para muchos quienes lo han padecido,
es catalogado como uno de los más fuertes que existe,
comparado incluso con el dolor de un parto. En la mayoría
de los casos, el dolor de muela está relacionado con alguna
bacteria que ha infectado e inflamado la pulpa.
Disponível em: <http://goo.gl/NAQ11>.
QUE TODOS VEAN QUE PLATICAMOS EN SECRETO
Y SE MUERAN DE ENVIDIA PORQUE NO SABEN DE QUÉ
Encontramos no texto que a “dolor de muela” é catalogada
Disponível em: <http://goo.gl/7T0yp>.
como uma das dores mais fortes que existem, comparada
inclusive com a dor de um parto. Pode-se dizer que “dolor de Levando em consideração o conteúdo do texto, o que
muela” seria uma dor poderia completar a estrutura “y se mueran de envidia
A no ventre, por isso é comparada à dor do parto. porque no saben de qué”?
B no dente, que pode estar com cárie ou outros problemas. A Nos intriga.
C nos tendões, uma vez que pode ser do estiramento dos B Conversamos.
mesmos. C Tentamos saber.
D nos rins, indicando sérios problemas renais. D Sabemos tanto.
E no peito, pois pode estar relacionada com o infarto. E Queremos saber.

LC – 2o dia | Página 5
QUESTÃO 6 Nos últimos anos, as tecnologias de informação e
comunicação têm modificado de forma substancial a forma
das pessoas trabalharem. De acordo com o que foi proposto
no texto, pode-se inferir que
Faça suas compras com toda a segurança, pagando pelo Itaú. O Itaú garante o sigilo de todas as informações
digitadas aqui e assegura que só fornecerá a ASTROPAYCARD.COM a confirmação de pagamento de sua
AA o fim dos deslocamentos diários proporcionou uma re-
compra. dução significativa nos fatores causadores do estresse
na vida da dona de casa Adamaris Gallucci.
Para clientes e não clientes Itaú. Exclusivo para correntistas Itaú
BB a concentração das pessoas em suas casas associada
Boleto Bancário Débito em conta
Para cliente com conta corrente no Itaú que deseja
aos empregos gerados pelas novas tecnologias têm
pagar através de transferência bancária reduzido os problemas de mobilidade urbana nos
Financiamento
Para cliente com conta corrente no Itaú que
deseja parcelar o saldo total de suas compras em
grandes centros.
Cartão de Crédito
prestações. *sujeito à aprovação de crédito CC o comércio de brinquedos antigos no portal Mercado
Livre tem sido responsável pelo crescimento de 26%
das vendas nessa plataforma comercial.
DD a inserção de Adamaris Gallucci no mercado de traba-
Disponível em: <http://goo.gl/hWskh>. Acesso em: 02 de maio 2013.
lho exemplifica as transformações que a internet tem
Uma parte significativa das operações bancárias já é ocasionado na vida dos latino-americanos.
realizada pela internet, o que lhes garante maior rapidez e EE as pessoas trabalham e administram, cada vez mais,
eficiência. Com base na leitura do texto anterior, pode-se serviços de suas casas, tendência que deve diminuir
observar que os serviços ofertados pelo banco visam a com o passar dos anos.
AA originar mais despesas aos clientes envolvidos com o
comércio virtual. QUESTÃO 8
BB instituir mais burocracia no relacionamento entre os
clientes e a instituição. O triângulo da vida
CC desobstruir as relações estabelecidas entre cliente e
comerciante. Minha bisavó não falava errado, falava no antigo,
DD fiscalizar e controlar as ações dos clientes no universo ficou agarrada às raízes e desusos da linguagem
virtual. e eu assimilei seu modo de falar.
EE deliberar uma política que privilegia os clientes de alta
renda. Ela jamais pronunciou “metro”, sempre
[“côvado” ou “vara”.
QUESTÃO 7 nunca disse “travessa” e sim “terrina”, rasa ou
[funda que fosse,
Venda pela internet é fonte de renda
para cerca de 30 mil brasileiros nunca dizia “bem vestido”, falava - “janota” e “fama” era
[“galarim”.
Aos 57 anos, a então dona de casa Adamaris Gallucci
descobriu uma nova utilidade para o computador. Ela Sobraram na fala goiana algumas expressões
começou a vender brinquedos antigos no portal Mercado [africanas, como Inhô, Inhá,
Livre no ano passado e voltou a trabalhar após 10 anos Inhora, Sus Cristo. Muito longe a currutela dos negros
sem emprego. Com cerca de 40 itens comercializados
Que seus descendentes vão corrigindo através
por mês, Adamaris consegue um lucro líquido mensal
entre R$ 1 000 e R$ 1 500. A vendedora faz parte de um [de gerações.
grupo de cerca de 60 mil pessoas na América Latina que Cora Coralina.

obtêm sua renda no Mercado Livre. A estimativa do portal Disponível em: <http://goo.gl/sx9xq>. Acesso em: 02 maio 2013.

é que metade desses empreendedores está no Brasil.


A quantidade de pessoas que declararam a comercia- A partir da análise da linguagem utilizada no poema, infere-
lização no portal Mercado Livre como sua principal fonte -se que o eu lírico revela-se como uma aprendiz e falante de
de renda atingiu 38,8 mil em 2007, segundo levantamento uma variedade linguística específica. Essa falante, em seu
feito pela ACNielsen. O portal já encomendou uma atua- grupo social, pode ser identificada como uma pessoa
lização da pesquisa e estima que o número de usuários
que obtém renda no Mercado Livre acompanhou o cresci- AA que habita a periferia de um grande centro urbano bra-
mento da plataforma, afirma Helisson Lemos, diretor co- sileiro.
mercial e de marketing da companhia. O portal somou 40 BB que obedece aos cânones da gramática normativa.
milhões de usuários cadastrados no terceiro trimestre de CC que apresenta baixo nível de letramento.
2009, uma expansão de 25% em um ano. Com esta taxa
de crescimento, a estimativa é que cerca de 60 mil pes- DD que se prende às regras da norma culta lusitana.
soas já vivam de comercializar produtos na plataforma. EE que adota uma linguagem de uma comunidade locali-
Disponível em: <http://goo.gl/N8f0t>. Acesso em: 02 maio 2013. zada nos rincões do Brasil.

LC – 2o dia | Página 6
QUESTÃO 9 DD foram aperfeiçoados pela introdução do aparato eletrôni-
co advindo do universo on-line, tornando desnecessária a
Tempo e espaço para brincar preocupação com a motricidade.
EE compreendem o conjunto de regras como algo imutável
e mantenedor de um intenso diálogo com os aspectos
socioculturais.

QUESTÃO 10

Eu sou o rap
Eu sou o sonho de cada moleque em meio ao frio
Sou a realidade de cada um que me viu
Eu sou o presente e o passado de quem me sentiu
“É no brincar, e talvez apenas no brincar, que a criança e o adulto fruem sua Mesmo sem arma sou a verdadeira guerra civil
liberdade de criação.” (Winnicott)
Eu sou o pão pra cada homem que hoje sente fome
Avião, amarelinha, pega-pega, corda, pião. Brincadeira Eu sou a fome que faz movimentar cada homem
é coisa séria, e para que ela possa acontecer precisamos Eu sou a esperança de paz da quebrada
oferecer tempo e espaço adequados para nossas crianças. Eu sou a casa onde a revolução fez a morada
Mas, será que isso tem acontecido nos dias de hoje em Eu sou a alma da raça dita a mais fraca
grandes centros urbanos ou mesmo no interior do país? Eu sou o olhar do guerreiro no momento que ataca
Quantas crianças vemos brincando pelas ruas, ocupando Eu sou a bondade e o sorriso de cada senhora
praças e parques com imaginação e movimento? Eu sou a perseverança de quem fica quando alguém vai
Devemos sempre nos lembrar de nossas brincadeiras embora
infantis, pois elas, além de integrar e alegrar nossa memória,
Na hora que você olhar bem dentro dos meus olhos cê
fizeram parte de nossa formação social, intelectual e afetiva.
vai ver
Através de nossas brincadeiras, socializamos, nos definimos
Um mundo novo, um renascer
e introjetamos muitos dos hábitos culturais da vida adulta. O
E agora fica aqui que é seu lugar
brincar é a linguagem da criança, e é imprescindível para um
Se existe luta no seu coração é onde eu vou estar
pleno desenvolvimento infantil.
Projota.
Podemos dizer que, com o passar do tempo, o brincar
Disponível em: <http://letras.mus.br/projota/1754756/>. Acesso em: 05 maio 2013.
cedeu lugar a outras atividades que afastaram nossas crianças
do exercício da criatividade e da liberdade de expressão. E O rap é um dos elementos que fazem parte do hip-hop,
por que isso aconteceu? A diminuição do brincar criativo é um movimento cultural que surgiu no início dos anos 1970,
um fato, e suas consequências são múltiplas. As crianças no bairro Bronx em Nova Iorque, criado por jovens negros
da atualidade perderam as ruas e ganharam as telas. Com e imigrantes. A partir dos anos 1980, o rap se difundiu por
a saída das mães para o mercado de trabalho, o aumento vários países do mundo. No Brasil, o primeiro elemento da
da violência urbana e, principalmente, a falta de espaços cultura hip-hop a se desenvolver foi o break, um tipo de
públicos convidativos e adequados às brincadeiras infantis, dança desenvolvida no hip-hop. Jovens que frequentavam
o brincar livre e espontâneo saiu de cena e os aparatos os bailes black dos anos 1970 se reuniam na estação São
eletrônicos convidam nossas crianças à paralisia em frente Bento do Metrô de São Paulo para dançar o novo estilo que
às telas. chegava aos poucos pela mídia. Foi a partir do break que o
Lais Fontenelle. movimento hip-hop começou a se organizar no Brasil. Com
Disponível em: <http://goo.gl/IYpPH>. Acesso em: 02 maio 2013. o tempo os “breakers” foram adquirindo conhecimento sobre
Analisando as brincadeiras e os jogos como importantes o hip-hop e as outras manifestações artísticas como o rap e
instrumentos de interação social, pode-se inferir que ambos o grafite foram se desenvolvendo. Atualmente, o rap feito no
AA possibilitam o diálogo entre pessoas de diferentes faixas Brasil tem desempenhado o papel de porta-voz das culturas
etárias, mas impedem o entrosamento entre pessoas de marginalizadas das periferias dos grandes centros urbanos,
classes sociais distintas. como pode-se observar na seguinte passagem
BB sofreram as primeiras interferências nas suas configura- AA “Eu sou o sonho de cada moleque em meio ao frio”
ções, precisamente, nos últimos anos do século XX, devi- BB “Eu sou o presente e o passado de quem me sentiu”
do às modificações do espaço urbano. CC “Eu sou a esperança de paz da quebrada”
CC desenvolvem múltiplas habilidades tanto de ordem mo- DD “Eu sou o olhar do guerreiro no momento que ataca”
tora quanto de ordem cognitiva nas vivências dos brin- EE “Eu sou a perseverança de quem fica quando alguém vai
cantes. embora”

LC – 2o dia | Página 7
QUESTÃO 11 Como resultados, observou-se a diminuição dos
acidentes de trabalho, o aumento da produtividade e a
Os anúncios fazem parte de uma campanha do Governo melhoria das condições dos trabalhadores. Hoje, mais de 1/3
Federal que expõe os efeitos do alcoolismo no trânsito. dos trabalhadores japoneses a praticam diariamente.
Atualmente, menos pessoas são “consumidas” pelo
trabalho do que no século XIX, mas, em compensação, a
automação, a informatização e o avanço tecnológico fizeram
com que muitos trabalhadores sejam “operadores de
máquinas”, ao mesmo tempo que afastaram os trabalhadores
uns dos outros, tornando o trabalho exaustivo e exigente.
Mais do que nunca, as pessoas trabalham sozinhas, sendo
pressionadas por metas e tarefas a cumprir.
Devido a todas essas particularidades decorrentes da
globalização, os trabalhadores hoje necessitam mais do que
nunca de uma atividade física, e, se ela acontece no meio de
seu expediente, no ambiente de trabalho, e ainda promove
interação, descontração e relaxamento de corpo e mente,
torna-se ainda mais indispensável.
Disponível em: <http://goo.gl/OukY0>. Acesso em: 02 maio 2013.

Com base na leitura do texto e nos conhecimentos sobre o


tema, pode-se inferir que a ginástica laboral
AA tem o objetivo de manter a saúde dos funcionários de de-
terminado local de trabalho através de exercícios físicos
direcionados para atividades alheias às que eles desen-
volvem na empresa.
BB deve ser acompanhada e orientada por um profissional
da área da saúde física (um educador físico) para que
obtenham-se resultados esperados, como o aumento da
massa muscular.
CC além de diminuir a carga de estresse por interromper o
trabalho, ela ainda aumenta a prática do sedentarismo
por parte dos trabalhadores da empresa.
O emprego dos recursos verbais e não verbais nesse gênero DD pode melhorar muito o desempenho de um funcionário,
textual adota como uma das estratégias persuasivas além de evitar lesões por esforço repetitivo (LER) e outras
AA evidenciar o descaso das pessoas com os bens materiais doenças provocadas pelo trabalho descontínuo.
na sociedade contemporânea. EE é composta por exercícios físicos, alongamentos, relaxa-
BB indicar com precisão a quantidade de álcool que pode mento muscular e flexibilidade das articulações, e promove,
desencadear um acidente. psicologicamente, o aumento do poder de concentração.
CC apontar para o aspecto escatológico e pouco educativo
das campanhas do Ministério da Saúde.
DD mostrar a relação direta entre o uso de álcool e os aciden-
tes de trânsito.
EE indicar que os que mais sofrem as consequências do
alcoolismo são os pedestres.

QUESTÃO 12

A ginástica laboral
A princípio denominada “ginástica de pausa para
operários”, surgiu em 1925, na Polônia. Depois, foi sendo
aderida também em outros locais como a Holanda, a Rússia,
a Bulgária, a Alemanha etc. Em 1928, chegou ao Japão,
sendo aplicada nos trabalhadores do correio, e, após a
Segunda Guerra Mundial, espalhou-se por todo o país.

LC – 2o dia | Página 8
QUESTÃO 13 BB ironiza o vocabulário usado pelas pessoas do estado da
Bahia.
CC desassocia a língua do topos onde habitam os seus fa-
lantes.
DD sugere que a linguagem dos baianos é inferior a dos de-
mais habitantes do Brasil.
EE valoriza a memória nacional pelo registro escrito de algu-
mas variedades linguísticas pouco prestigiadas.

QUESTÃO 14
Palmadas nele!!
Outro dia, em um desses “sebos", encontrei uma obra rara
que me chamou a atenção. Era o livro Curso de português,
de Aníbal Bruno, 24a edição, de 1962. Nele, o autor nos traz a
carta de Machado de Assis escrita a José Veríssimo, datada
de 21 de abril de 1902. Machado escreve ao crítico literário
José Veríssimo e manifesta sua opinião sobre o romance
Canaã, de Graça Aranha.
Após a exposição da carta de Machado de Assis, o
Baba, retado, porreta, tá rebocado, lá ele, é de lenhar,
paletada, pau viola e se picar, são expressões que correm professor Aníbal Bruno, registra em seu “Estudo do texto”
pelas ruas da Bahia. Há 21 anos, um engenheiro nascido no a seguinte análise: “Observe o emprego do pronome de
interior do Rio de Janeiro, resolveu catalogar essa linguagem tratamento você com o possessivo correspondente, de
viva e transformar em um livro. O cara, “encegueirado” terceira pessoa, seu, e os pronomes oblíquos lhe e o: o seu
pelo estado que o recebeu há 40 anos, não só conseguiu a recado, para lhe apertar a mão. É erro grave usar na mesma
façanha de reunir o dialeto extraoficial baiano, como atingiu frase você e tu ou vós, ou o possessivo teu e vosso”.
a marca impossível de 200 mil exemplares vendidos. Por O professor Aníbal Bruno, representante da ala mais
ano, Nivaldo Lariú, esta é a sua graça, negocia 10 mil livros conservadora do estudo da gramática, indiretamente, tenta
e com distribuição apenas em Salvador e vizinhança. A gente nos convencer de que a gramática é só para alguns e que o
poderia dizer: “Nivaldo, lavou a jega”. Mas ele não diz que domínio da língua é um grande mistério reservado a poucos
ficou rico e nem revela o quanto ganha. Para o ex-funcionário iluminados. Ao encontrar “erros” em Machado de Assis,
da Telebahia, o negócio do livro só vinga com persistência e colocando-o como alguém que não domina a norma padrão,
autocrítica, e frisou a última. “Você tem que ter a autocrítica
esse estudioso nos faz pensar o quanto são profundas as
para ver se o produto é bom ou não é”. Lariú acredita também
raízes da tradição prescritiva no ensino da língua portuguesa.
que para o livro ser bem-sucedido, depende de quatro fatores:
qualidade, divulgação, distribuição e preço. No papel de Disponível em: <http://goo.gl/OGmch>. Acesso em: 23 abr. 2013.

criador e empreendedor do próprio livro, ele já descartou a O fragmento anterior foi extraído do artigo escrito pelo
distribuição de grandes editoras nacionais para ter direito a professor Maurício Santos sobre a análise que o gramático
uma fatia melhor na sua publicação. “A praxe no Brasil, aliás, Aníbal Bruno fez da escrita de Machado de Assis. Desse
internacional, é que o autor só tenha 10% do preço de capa”,
modo, infere-se que a análise empreendida pelo gramático
afirmou. Na conversa com o Bahia Notícias, Nivaldo Lariú
AA demostra que Machado de Assis, apesar de ser um dos
ainda falou sobre a paixão pela Bahia, a aventura do livro, a
grandes escritores do Brasil, possui um escasso conheci-
relação com o politicamente correto, o mercado on-line e o
setor de fomento. Para os deslumbrados com a possibilidade mento gramatical e ortográfico.
de virem a ser tão vendidos como um Paulo Coelho, avisou: BB é destituída de um olhar que compreenda a língua como
“É muito difícil ganhar dinheiro com livro no Brasil. Eu ganho algo que vai além dos conceitos da gramática normativa.
um pouco mais porque eu sou meu próprio editor”. Confira a CC dá preferência à linguagem oral, valorizando aspectos
entrevista na íntegra! peculiares do falar brasileiro, como o emprego incorreto
Disponível em: <http://goo.gl/HLbkj>. Acesso em: 25 abr. 2013. dos pronomes.
Considerando que as variedades linguísticas existentes no DD reconhece a importância do registro do português do Bra-
Brasil constituem patrimônio cultural, o dicionário de baianês sil ao buscar sistematizar a língua na sua expressão oral.
de Nivaldo Lariú EE reflete a respeito dos métodos de elaboração do bruxo
AA mostra hábitos linguísticos comuns a todos os moradores do Cosme Velho, valorizando os seus malabarismos lin-
do Norte do Brasil. guísticos.

LC – 2o dia | Página 9
QUESTÃO 15 QUESTÃO 16

Escritor e musicólogo brasileiro Somos tão jovens


Mário de Andrade

Como fazer um filme sobre um ídolo de várias


gerações, conhecido por posturas nada ortodoxas diante de
preceitos passados de pai para filho? Embarcar no espírito
revolucionário e chutar o balde, ou maneirar mais na tinta e
assim dar um colorido, quem sabe, mais suave? Somos tão
jovens prometia retratar o passado do cantor, compositor e
O escritor Mário de Andrade, autor de Macunaíma, retratado por Lasar Segall. poeta Renato Russo, e fez isso. Mas não será estranho ouvir
alguém falar sobre uma sensação de que rolou um certo
Um dos criadores do modernismo no Brasil, Mário Raul "descompasso e desperdício", resultando (com trocadilho)
de Morais Andrade, era de família rica e aristocrática. Ele em tempo perdido. Será que dá para tanto?
formou-se no Conservatório Dramático e Musical de São A produção aborda os primeiros contatos de Renato com
Paulo, onde seria professor. Seu trabalho com a literatura o punk rock e a conturbada relação dentro do Aborto Elétrico,
começou bem cedo, em críticas escritas para jornais e grupo que viraria o Legião Urbana e o Capital Inicial. Mas
revistas. Em 1917, nosso célebre escritor publicou o primeiro começando pelo começo, a afirmação sobre uma suposta
livro, versos assinados com o pseudônimo Mário Sobral: Há perda de tempo reside no fato de que a obra foi realizada
uma gota de sangue em cada poema. Em 1921, Oswald com total apoio da família e, portanto, era de se esperar que
de Andrade (depois de ter lido os originais de Pauliceia sobrariam informações incríveis e desconhecidas sobre o
desvairada, que seria lançado em 1922) escreveu para o músico. Mas o roteiro escrito por Marcos Bernstein (do ótimo
Jornal do Commercio um artigo em que chamava Mário de Central do Brasil), passa muito rápido e por muita coisa.
"meu poeta futurista". Junto com Oswald e outros intelectuais, "Esse é o meu novo eu", diz ele para a família e para você.
ele ajudou a preparar a Semana de Arte Moderna de 1922. Tá certo que são dispensáveis os detalhes da tal doença
No segundo dia de espetáculos, durante o intervalo, em pé rara que o imobilizou, mas deixar de explorar o momento que
na escadaria do Teatro Municipal, esse paulista leu algumas o fez um "mobilizador de pensamentos", lendo e ouvindo
páginas de seu livro de ensaios A escrava que não é Isaura. muito, é não relevar os pilares da formação deste que viria a
O público, despreparado para a ousadia, reagiu com vaias. ser um verdadeiro menestrel pop.
Disponível em: <http://goo.gl/uV5rT>. Acesso em: 2 maio 2013. Disponível em: <http://goo.gl/tQBoL>. Acesso em: 25 abr. 2013.

A coesão do texto é construída principalmente a partir do(a) Ao escolher este gênero textual, o produtor do texto objetivou
AA repetição de palavras e expressões, como “meu poeta AA construir uma apreciação irônica, sarcástica e voltada
futurista”, que entrelaçam as informações apresentadas para a depreciação de todas as passagens do filme.
no texto. BB evidenciar argumentos contrários aos filmes que já foram
BB substituição de palavras por sinônimos como “revista” e feitos sobre a biografia de Renato Russo.
“críticas escritas para jornais”. CC elaborar uma narrativa com descrição de tipos literários
CC emprego de pronomes pessoais, possessivos e demons- capazes de transformar Renato Russo em um persona-
trativos: “seu”, “esse”, “nosso”, “ele”. gem complexo da literatura.
DD emprego de diversas palavras que rememoram o léxico DD apresentar ao leitor um painel da obra, que teve o roteiro
brasileiro do final do século XIX. escrito por Marcos Bernstein, e se posicionar criticamente.
EE ausência de expressões que indicam sequência, progres- EE afirmar que o filme transcende o seu objetivo inicial e, por
sividade, como “formou-se”. isso, perde muito em termos de qualidade.

LC – 2o dia | Página 10
QUESTÃO 17

Disponível em: <http://goo.gl/bHvaO>. Acesso em: 02 maio 2013.

Para convencer o leitor, o anúncio emprega como recurso expressivo, principalmente,


AA a imagem da filha de Silvia Almeida.
BB o uso dos verbos no modo imperativo.
CC a repetição enfática do número 136.
DD o uso de metáforas como “dançar” e “viajar”.
EE a informação sobre as consequências do abandono da medicação.

QUESTÃO 18
Os sertões
Decididamente era indispensável que a campanha de canudos tivesse objetivo superior à função estúpida e bem pouco
gloriosa de destruir um povoado dos sertões. Havia um inimigo mais sério a combater, em guerra mais demorada e digna.
Toda aquela campanha seria um crime inútil e bárbaro, se não se aproveitassem os caminhos abertos à artilharia para uma
propaganda tenaz, contínua e persistente, visando trazer para o nosso tempo e incorporar à nossa existência aqueles rudes
compatriotas retardatários. [...]
Canudos não se rendeu.
Fechemos este livro.
Canudos não se rendeu. Exemplo único em toda a história, resistiu até ao esgotamento completo. Expugnado palmo a
palmo, na precisão integral do termo, caiu no dia 5, ao entardecer, quando caíram os seus últimos defensores, que todos
morreram. Eram quatro apenas: um velho, dois homens feitos e uma criança, na frente dos quais rugiam raivosamente 5 mil
soldados.
Os sertões, de Euclides da Cunha, São paulo: Círculo do Livro, 1975.

Disponível em: <http://www.cce.ufsc.br/~nupill/literatura/sertoes.html>. Acesso em: 05 abr. 2013.

O romance de Euclides da Cunha tem como ponto de partida um fato da história nacional, a Guerra de Canudos. Nesse
poema, a relação entre texto literário e contexto histórico indica que a produção literária é sempre uma recriação da realidade,
mesmo quando faz referência a um fato histórico determinado. No romance de Euclides da Cunha, a recriação se concretiza
por meio
AA da recusa do autor de inserir na passagem final o desfecho histórico da Guerra de Canudos: a derrota, a prisão e a morte
de Antônio Conselheiro.
BB do distanciamento entre o tempo da escrita e o da Guerra de Canudos, que, questionada no âmbito ficcional, alcança sua
dimensão histórica mais profunda.
CC do caráter trágico, que, mesmo sem corresponder à realidade, foi atribuído ao fato histórico pelo autor a fim de exaltar o
heroísmo dos sertanejos de Canudos Inconfidentes.
DD da narração da ocorrência do próprio fato, que, recriado, passa a existir como forma narrativa associada à história nacional.
EE da descrição idealizada e fantasiosa do fato histórico, transformado em batalha épica que exalta a força dos ideais dos
guerreiros de Canudos.

LC – 2o dia | Página 11
QUESTÃO 19 A obra poética de Adélia Prado é prova de que a poesia
não precisa nascer somente do solo duro do eixo Rio-São
Aviso aos náufragos Paulo. Como poucas, ela sabe resgatar para o seu leitor
Esta página, por exemplo, toda trama cultural e social do piccolo mondo das cidades
não nasceu para ser lida. do interior brasileiro. Pequenas histórias familiares, dramas
Nasceu para ser pálida, do dia a dia, tudo isso filtrado pelo seu olhar arguto, resulta
um mero plágio da Ilíada, numa poesia extremamente refinada e bela. É aquela famosa
alguma coisa que cala, história de que, ao tratar de sua aldeia, o poeta está sendo
folha que volta pro galho, universal. Morando em Divinópolis, Minas Gerais, onde
muito depois de caída. nasceu em 1935, Adélia Prado é uma das mais importantes
poetas brasileiras.
Nasceu para ser praia,
Com base no texto e na temática do poema "Simplesmente
quem sabe Andrômeda, Antártida
amor", conclui-se que a autora
Himalaia, sílaba sentida,
AA define o amor sob uma perspectiva lógica, direta e
nasceu para ser última
objetiva.
a que não nasceu ainda.
BB considera o sentimento como algo fundamental para sua
Palavras trazidas de longe poesia panfletária.
pelas águas do Nilo, CC associa o modo de composição do poema ao trabalho do
um dia, esta página, papiro, ourives.
vai ter que ser traduzida, DD apresenta uma concepção naturalista e positivista do
para o símbolo, para o sânscrito, amor.
para todos os dialetos da Índia, EE revela sentimentos e aspectos paradoxais da condição
vai ter que dizer bom-dia sentimental dos que amam.
ao que só se diz ao pé do ouvido,
vai ter que ser a brusca pedra
QUESTÃO 21
onde alguém deixou cair o vidro.
Não é assim que é a vida?
Paulo Leminski.
Disponível em: <http://goo.gl/KGfxp>. Acesso em: 25 abr. 2013.

A linguagem do fragmento anterior foi empregada pelo autor


com o objetivo principal de
AA silenciar os sentimentos do eu lírico, suas sensações, re-
flexões e opiniões frente ao mundo real.
BB destacar o processo de construção de seu poema, ao fa-
Disponível em: <http://goo.gl/Hz7v5>. Acesso em: 02 maio 2013.
lar sobre o papel da própria linguagem e do poeta.
CC limitar as possibilidades de contato comunicativo entre o O efeito de humor da tirinha se deve ao fato
emissor da mensagem, de um lado, e o locutor, de outro. AA de Calvin evitar o contato com o universo feminino.
DD transmitir informações históricas e fazer referência a BB de a amiga de Calvin assumir uma postura conservadora
acontecimentos observados no mundo exterior.
na brincadeira.
EE envolver, persuadir o interlocutor, nesse caso, o leitor, por
CC de o discurso de Calvin ser permeado por uma visão de
meio de um forte apelo à sua insensibilidade.
mundo inovadora.
DD de o discurso da amiga de Calvin romper com as expec-
QUESTÃO 20 tativas formuladas no primeiro quadro.
EE de Calvin permanecer sem compreender a evolução das
Simplesmente amor brincadeiras na contemporaneidade.
Amor é a coisa mais alegre
Amor é a coisa mais triste
Amor é a coisa que mais quero
Por causa dele falo palavras como lanças
Amor é a coisa mais alegre
Amor é a coisa mais triste
Amor é a coisa que mais quero
Por causa dele podem entalhar-me:
Sou de pedra sabão.
Alegre ou triste
Amor é a coisa que mais quero.
Adélia Prado.
Disponível em: <http://goo.gl/Jl3Ig>. Acesso em: 05 maio 2013.

LC – 2o dia | Página 12
QUESTÃO 22 QUESTÃO 23

Kombike pretende promover a A carta de solicitação de emprego é o documento pelo qual


cultura da bike na periferia de São Paulo uma pessoa se apresenta a uma determinada empresa ou
entidade colocando-se à disposição para o preenchimento
de uma vaga de trabalho.
Segue um modelo de carta de solicitação de emprego:
....................................
(localidade), (dia) de (mês) de (ano).

À (nome da empresa)
Sr(a). (gerente de recursos humanos ou o nome, caso
conheça)
Ref: Candidatura à vaga de emprego

Eu, (nome), (nacionalidade), (estado civil), (profissão), residente


e domiciliado à (endereço), venho por meio desta apresentar
minha candidatura à vaga de (especificar a vaga almejada),
anexando nesta oportunidade meu curriculum vitae.
Sou uma pessoa responsável, com boa formação
acadêmica, prezando sempre pela organização e eficiência
O Kombike é um projeto sem fins lucrativos do Coletivo nas atividades que desempenho.
Cru em parceria com Aromeiazero, Bike Anjo, Coletivas e Conforme se pode verificar de meu currículo, tenho
Las Magrelas. O objetivo é levar informação sobre os direitos experiência profissional em estágio na empresa (especificar)
dos ciclistas, a manutenção da bike e a ocupação do espaço
por um período de X meses e cursos de idioma estrangeiro
público para as pessoas que pedalam nas periferias da
e informática.
cidade.
Uma vez por mês, a Kombi estaciona em alguma estação Coloco-me à disposição para qualquer contato e solicitação
de trem que tenha bicicletário e o ciclista pode parar com o para entrevista. Os meios de contato seguem abaixo.
grupo, ajustar a bicicleta, beber água e trocar informações. Atenciosamente,
Como o veículo é grande, é possível levar tudo para apoiar
os ciclistas: ferramentas, materiais de conserto, panfletos, (assinatura)
água e os voluntários. Para saber onde vai ser a próxima (nome)
parada, acesse a página do Kombike. .......................................
O grupo pretende, a longo prazo, fazer com que os
Disponível em: <http://goo.gl/Sxl2l>. Acesso em: 02 maio 2013.
bairros tenham organizações próprias para promover o uso
da bicicleta. Considerando as informações anteriores, pode-se perceber
Disponível em: <http://goo.gl/n3BUh>. Acesso em: 02 maio 2013. que há na carta de solicitação de emprego
AA o uso de uma linguagem metafórica.
Neste texto, a função da linguagem predominante é
BB a ênfase nos elementos icônicos.
AA emotiva, porque o texto prioriza os sentimentos do emissor.
CC o registro informal da língua.
BB referencial, porque o texto apresenta um teor imparcial e
DD a obediência ao padrão culto da língua.
impessoal.
EE a utilização de gírias.
CC metalinguística, porque há uma analogia entre dois mun-
dos distintos: o dos ciclistas e o dos não ciclistas.
DD poética, porque o autor do texto tenta convencer seu leitor
de que o bicicletário modificará a paisagem urbana.
EE apelativa, porque, mesmo sem ser uma propaganda, o
redator busca a adesão do leitor ao ciclismo.

LC – 2o dia | Página 13
QUESTÃO 24 QUESTÃO 25

Cotas democratizam a Educação sem oferecer risco à Ouvir estrelas


qualidade das universidades “Ora (direis) ouvir estrelas! Certo
Estudos mostram que não existe uma diferença conside- Perdeste o senso!” E eu vos direi, no entanto,
rável entre o desempenho de cotistas e não cotistas, e Que, para ouvi-las, muita vez desperto
ajudam a validar as políticas atuais. E abro as janelas, pálido de espanto...
E conversamos toda a noite, enquanto
A Via-Láctea, como um pálio aberto,
Cintila. E, ao vir o Sol, saudoso e em pranto,
Inda as procuro pelo céu deserto.
Direis agora: “Tresloucado amigo!
Que conversas com elas? Que sentido
Tem o que dizem, quando estão contigo?”
E eu vos direi: “Amai para entendê-las!
Pois só quem ama pode ter ouvido
Capaz de ouvir e de entender estrelas.”
BILAC, Olavo. "Ouvir estrelas". In: Tarde, 1919.

No último mês, as cotas sociais nas universidades Uvi strella


públicas foram manchete nos principais jornais do país. A Che scuitá strella, né meia strella!
política foi criada para corrigir uma defasagem histórica e Você stá maluco! e io ti diró intanto,
inegável. Dos concluintes do Ensino Médio no Brasil, 85% Chi p'ra iscuitalas montas veiz livanto,
são do sistema público de ensino. No Ensino Superior, i vô dá una spiada na gianella.
porém, apenas 57% dos estudantes vêm da escola pública – I passo as notte acunversáno c'oella,
um sinal de que existe um funil que impede muitos jovens de Inguanto cha as otra lá d'un canto
baixo nível socioeconômico de seguirem os estudos. St'o mi spiano. I o sol como um briglianto
Nasce. Ogliu p'ru çeu: — Cadê strella?!
Os críticos às cotas afirmam que os alunos beneficiados
têm menos bagagem acadêmica e, por isso, mais Direis intó: — Ó migno inlustre amigo!
dificuldades em alcançar as expectativas de aprendizagem O chi é chi as strallas tidizia
– o que poderia impactar a qualidade do Ensino Superior. O Quano illas viéro acunversá contigo?
argumento, se analisado a fundo, não se sustenta. Um estudo E io ti diró: — Studi p'ra intendela,
conduzido por Fábio Waltenberg e Márcia de Carvalho, da Pois só chi giá studô Astrolomia,
Universidade Federal Fluminense (UFF), divulgado em abril, É capaiz de intendê istas strella.
aponta que existem algumas diferenças entre os resultado Juó Bananére.
Disponível em: <http://goo.gl/lr7Su>. Acesso em: 02 maio 2013.
de cotistas e não cotistas, mas elas são pouco significativas
(cerca de 8%). “É um preço pequeno perto do ganho social A partir da comparação entre os poemas, verifica-se que,
que a política traz”, afirma Waltenberg. AA no texto de Bilac, a construção do eixo temático se deu
Disponível em: <http://goo.gl/qHCP8>. Acesso em: 02 maio 2013.
em linguagem denotativa, enquanto no de Juó Bananére,
em linguagem conotativa.
Para convencer o leitor da veracidade das informações BB no texto de Bilac, as estrelas são inacessíveis, distantes,
contidas no texto, o autor recorre à estratégia de e no texto de Juó Bananére, são as moças que têm pro-
AA citar autoridades especialistas no assunto discutido no blemas amorosos.
texto. CC no texto de Juó Bananére, percebe-se o uso de uma lin-
BB destacar positivamente o discurso dos que criticam as guagem com marcas típicas do registro do português não
cotas. padrão.
DD no texto de Juó Bananére, a linguagem é mais formal,
CC apresentar citações de diferentes fontes de divulgação
mais trabalhada, como se observa no uso de estruturas
científica. como “intendela” e “Astrolomia”.
DD detalhar os procedimentos efetuados durante o processo EE no texto de Olavo Bilac, a visão romântica apresentada
da pesquisa. para alcançar as estrelas é enfatizada na última estrofe
EE elencar as várias e possíveis consequências positivas do de seu poema com a recomendação de compreensão
sistema de cotas. científica do fato amoroso.

LC – 2o dia | Página 14
QUESTÃO 26 QUESTÃO 27
Texto 1 A tecnologia precisa estar presente na sala de aula
Pesquisadora da PUC-SP alerta que o currículo escolar
não pode continuar dissociado das novas possibilidades
tecnológicas.

Disponível em: <http://goo.gl/V9eIC>. Acesso em: 24 mar. 2013.


"A tecnologia precisa estar à mão para a produção de
Texto 2 conhecimento dos alunos à medida que surja a necessidade",
diz a professora Maria Elizabeth Bianconcini de Almeida
Em um mundo cada vez mais globalizado, utilizar
as novas tecnologias de forma integrada ao projeto
pedagógico é uma maneira de se aproximar da geração
que está nos bancos escolares. A opinião é de Maria
Elizabeth Bianconcini de Almeida, coordenadora e docente
do Programa de Pós-Graduação em Educação: Currículo,
da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP).
Defensora do uso das Tecnologias de Informação e
Comunicação (TICs) em sala de aula, Beth Almeida faz uma
ressalva: a tecnologia não é um enfeite e o professor precisa
compreender em quais situações ela efetivamente ajuda no
aprendizado dos alunos. "Sempre pergunto aos que usam
a tecnologia em alguma atividade: qual foi a contribuição?
O que não poderia ser feito sem a tecnologia? Se ele não
consegue identificar claramente, significa que não houve um
Disponível em: <http://goo.gl/bjf4b>. Acesso em: 25 mar. 2013. ganho efetivo", explica.
As duas capas de revistas são destinadas ao público jovem, Disponível em: <http://goo.gl/P3Gz8>. Acesso em: 25 abr. 2013.

mas diferem quanto No contexto das políticas de inclusão digital, as escolas, nos
AA à linguagem, pois há expressões linguísticas na segunda usos pedagógicos das tecnologias de informação, de acordo
que a tornam mais antiga que a primeira. com o pensamento da pesquisadora Maria Elizabeth de
BB à ênfase na apresentação de um ícone do mundo ado- Almeida, devem
lescente, apresentado na condição de modelo de estética
AA estorvar o diálogo entre os seus projetos pedagógicos e
masculina.
as novas tecnologias.
CC ao aspecto contraditório dos temas trabalhados, pois a
BB ir de encontro a um mundo cada vez mais globalizado,
primeira revista aborda temas irrelevantes para o univer-
so adolescente. buscando democratizar o conhecimento.
DD ao uso de recursos específicos de textos escritos em lin- CC utilizar a tecnologia como um adereço na vida dos estu-
guagem formal, pois tanto o primeiro quanto o segundo dantes de diferentes faixas etárias.
evitam o diálogo com as marcas de oralidade. DD reduzir o gasto com professores, pois os computadores
EE à utilização de termos denotativos empregados de forma os substituem com proficiência em sala de aula.
metafórica e grandiloquente na confecção de um texto de EE compreender que o professor desempenha um papel
caráter político. proeminente na mediação entre o aluno e a tecnologia.

LC – 2o dia | Página 15
QUESTÃO 28 BB as formas predominantes na janela da figura 2 são com-
plexas, enquanto as formas da janela da figura 3 são sim-
Figura 1 ples, geométricas e desprovidas de apuro estético.
CC a janela da figura 1 segue um padrão artesanal, enquanto
a janela da figura 2 segue um padrão neoclássico.
DD ao longo do tempo, a arquitetura das janelas foi se adap-
tando consoante as necessidades humanas, a capacida-
de técnica e a insensibilidade estética de uma sociedade.
EE a janela da figura 3, assim como as janelas das figuras
1 e 2, ilustram a evolução tecnológica da arquitetura das
janelas na história da humanidade.

Disponível em: <http://goo.gl/KDYiJ>. Acesso em: 05 maio 2013.


QUESTÃO 29
Figura 2 Amante da algazarra
Não sou eu quem dá coices ferradurados no ar.
É esta estranha criatura que fez de mim seu encosto.
É ela !!!
Todo mundo sabe, sou uma lisa flor de pessoa,
Sem espinho de roseira nem áspera lixa de folha de figueira.
Esta amante da balbúrdia cavalga encostada ao meu sóbrio
ombro
Vixe!!!
Disponível em: <http://goo.gl/8UC2Q>. Acesso em: 05 maio 2013.
Enquanto caminho a pé, pedestre – peregrino atônito até a
morte.
Figura 3 Sem motivo nenhum de pranto ou angústia rouca ou
desalento:
Não sou eu quem dá coices ferradurados no ar.
É esta estranha criatura que fez de mim seu encosto
E se apossou do estojo de minha figura e dela expeliu o
estofo.
Quem corre desabrida
Sem ceder a concha do ouvido
A ninguém que dela discorde
É esta
Disponível em: <http://goo.gl/QX7T8>. Acesso em: 05 abr. 2013.
Selvagem sombra acavalada que faz versos como quem
morde.
Segundo os estudos científicos empreendidos pelos Waly Salomão.
pesquisadores da área da Arquitetura, as origens da janela Disponível em: <http://www.jornaldepoesia.jor.br/wsalomao.html#poesia>. Acesso em: 15 abr. 2013.

estariam em uma variação da porta, ou seja, uma diminuição


da parcela que chamamos peitoril. Esta mudança, muito É próprio da poesia de Waly Salomão expor os labirintos e
mais do que física, é simbólica, pois a janela não possibilita a angústias comuns às vivências do homem contemporâneo.
passagem de corpos, apenas a de luz, a do ar e a do olhar. A No poema, o eu lírico, para comunicar essas experiências,
janela, que é a grande parcela transparente das construções, se expressa por meio de uma linguagem
é o instrumento de abertura à luz, a qual é responsável AA simples, porém expressiva no uso de metáforas para de-
pela construção da sensação de espaço. Comparando as finir o fazer poético do eu lírico poeta.
figuras, que apresentam janelas de épocas diferentes, em BB denotativa, já que realça elementos das religiões afro-
que a figura 1 corresponde a de uma janela da Alta Idade -brasileiras.
Média, a figura 2, a de uma janela da Baixa Idade Média CC referencial, voltada para o instrumentalismo técnico e o
e a figura 3, a de uma janela moderna, pode-se inferir que pragmatismo poético.
AA os materiais e as ferramentas usados na confecção da DD rebuscada, para evidenciar a oposição entre elementos
janela da figura 2, assim como os materiais e as ferra- da natureza e da cavalaria.
mentas utilizados na confecção da janela da figura 3, de- EE metonímica, repleta de neologismos que tornam incon-
terminaram a estética das janelas. sistente seu universo poético.

LC – 2o dia | Página 16
QUESTÃO 30 Relacionando as concepções artísticas com os procedi-
mentos de construção do texto literário de Arnaldo Antunes,
pode-se inferir que
AA o poema anterior recebeu forte influência do Concretismo
ao exigir o mínimo de participação do leitor na confecção
do significado.
BB o poeta vai de encontro ao uso de múltiplos recursos
como o acústico, o visual, a carga semântica, o espaço
tipográfico e a disposição geométrica dos vocábulos na
página.
CC a literatura é criação e, como tal, impetra dar voz às diver-
sas maneiras que o homem encontra para dar sentido à
própria vida.
DD a capacidade do poeta de criar está condicionada aos
processos de modernização tecnológicos.
Disponível em: <http://goo.gl/tZlFw>.
EE as palavras no cotidiano estão desgastadas, por isso à
A ideia expressa em “Tão jovens, tão rápido, tão absurdo” poesia resta o território da incomunicabilidade, ou seja, o
consegue se diferenciar das demais que foram veiculadas espaço da iminência do desaparecer.
em outros jornais porque compartilha de um recurso estilístico
conhecido como
QUESTÃO 32
AA metáfora, que consiste no emprego de uma palavra com
sentido que não lhe é comum pelo resultado de uma re-
Adote São Paulo
lação de semelhança, de interseção entre dois termos.
BB anáfora, que consiste na repetição de termos semelhan- Caro Milton Jung, deveríamos começar uma campanha
tes no início de versos ou frases, aproximando caracterís- colocando placa de papel com nome de batismo para
ticas que lhes são peculiares. problemas nas cidades. Usaríamos os nomes dos vereadores
CC ironia, que consiste na revelação de um enunciado que em ordem alfabética para não desprestigiar ninguém. E, é
pode, claramente, substituir outro com a mesma carga claro, cada vereador teria centenas de problemas nomeados
semântica. em sua homenagem, por nada fazerem de concreto pelas
DD silepse, que consiste numa concordância que se dá mais cidades e cidadãos (“Paulistano vai cuidar do meio ambiente
no plano ideológico, dando vazão, em alguns casos, a um nas cidades brasileiras”, blog do Milton Jung).
rompimento com as regras impostas pela norma culta. Sérgio da Silva.
EE metonímia, que consiste na supressão de um termo que Disponível em: <http://goo.gl/F73GT>. Acesso em: 05 maio 2013.

pode, facilmente, ser apreendido pelo contexto.


Em nossa sociedade letrada, diversos textos são construídos
QUESTÃO 31 para dar conta de nossa ânsia de comunicação com o outro.
Assim, para utilizar-se de algum gênero textual, é necessário
MÁXIMO FIM que conheçamos os elementos que o constituem. A carta do
leitor é um gênero textual que se
AA constitui por um estilo caracterizado pelo diálogo obriga-
tório com temas ligados ao universo político e pelo uso do
variedade não padrão da língua.
BB edifica em torno de um tema, representando, em conjun-
to, as ideias e as opiniões de locutores que interagem di-
retamente com o veículo de comunicação.
CC apresenta estruturada em estrofes, organizada pela tipo-
logia da ordem da injunção (comando) e estilo de lingua-
gem com alto grau de formalidade.
DD inscreve em uma categoria cujo objetivo é o de descrever
os assuntos e temas que circularam nos jornais e revistas
do país semanalmente.
EE estabelece por meio de uma estrutura de elementos bas-
Arnaldo Antunes. tante flexível em que o locutor encaminha a ampliação
Disponível em: <http://goo.gl/5C9lY>. Acesso em: 15 maio 2013. dos temas tratados para a equipe da revista.

LC – 2o dia | Página 17
QUESTÃO 33 O cancioneiro popular de uma nação sempre revela
passagens importantes de sua trajetória histórica. A partir
Baden e Vinicius da leitura do texto anterior, pode-se perceber que os afros-
Os afro sambas (1966) sambas de Baden e Vinicius
AA congregam elementos das culturas populares brasileiras,
descartando os valores afro-brasileiros de nossa formação.
BB mostram que o espaço se exime de qualquer responsabi-
lidade sobre a condução das tramas desenvolvidas pela
memória.
CC valorizam a cultura popular como fonte legítima de tradu-
ção da memória brasileira e ratificam a sua importância
na construção da identidade nacional.
DD modificam a visão do leitor sobre o período da coloniza-
ção no Brasil, dando ênfase ao papel de protagonista de-
senvolvido pelo português.
EE ironizam o cancioneiro popular, pois são desprovidos de
valores nobres e humanos.

QUESTÃO 34
Texto 1

No início dos anos sessenta, Vinicius de Moraes foi


presenteado pelo baiano Carlos Coqueijo Costa com um
exemplar do LP Sambas de roda e candomblés da Bahia,
disco esse que impressionou profundamente o poeta,
descortinando para ele uma vertente da música popular que
ele ainda não havia descoberto. Vinicius então mostra o disco
a Baden Powell, seu parceiro mais constante na ocasião, e
Disponível em: <http://goo.gl/U3AGX>. Acesso em: 15 maio 2013.
este também se encanta. Em 1962, Baden visita a Bahia
para apresentar um show com Silvia Teles no Country Club,
familiariza-se com artistas e intelectuais baianos, demonstra Texto 2
seu interesse pelas tradições afro-baianas e acaba sendo O artista espanhol Jaume Plensa inaugurou nesta
apresentado ao capoeirista Canjiquinha que o leva a terreiros, segunda-feira (3), na Praia de Botafogo, na Zona Sul do Rio,
rodas de capoeira e, o mais importante, interpreta para ele os a escultura do rosto gigante de uma mulher, feita em pedra
cânticos e sons do candomblé. Baden fica fascinado, não de mármore e resina. Segundo o escultor, trata-se de uma
propriamente pelo sentido místico do que vira, mas sim pela homenagem a Iemanjá, orixá do qual ele diz ser devoto, e foi
beleza das harmonias do que ouvira. construída ao longo de quatro meses pelo artista, que está
Ao se reencontrar com Vinicius, compõe o samba no Brasil desde novembro. A obra, intitulada Awilda, ficará na
"Berimbau" e, juntos, resolvem iniciar uma série de canções beira do mar por dois meses, segundo Jaume. A obra faz
sobre a cultura afro-brasileira. Nessa época, Baden Powell parte da mostra de arte pública OIR – Outras Ideias para
estudava canto gregoriano com o maestro Moacyr Santos e o Rio.
percebeu que eles tinham semelhança com os cânticos afros Disponível em: <http://goo.gl/L336y>. Acesso em: 15 maio 2013.

que havia ouvido na Bahia e, inspirando-se nessas duas Com base nos textos verbal e não verbal anteriormente
influências, resolve compor uma série de temas, mesclando- expostos, pode-se perceber que a obra de Jaume Plensa
os com a batida do samba. O resultado é esplêndido e pode ser interpretada como uma
de grande beleza melódica, surgindo assim uma nova AA intervenção contemporânea.
modalidade musical, os afrossambas, no dizer de Vinicius de BB performance contemporânea.
Moraes, que seria uma característica inconfundível na obra CC escultura expressionista.
musical de Baden. DD performance naturalista.
Disponível em: <http://goo.gl/vyVwG>. Acesso em: 25 abr. 2013. EE escultura naturalista.

LC – 2o dia | Página 18
QUESTÃO 35 "Muitas pessoas acreditam que as novas tecnologias
estão acabando com a cultura tradicional. Nós tentamos
encontrar caminhos para usar essa tecnologia como incentivo
para preservar as tradições", conta à DW Brasil o australiano
Steven Bird, professor da Universidade de Melbourne e que
está à frente do projeto.
A ideia é simples. Bird e sua equipe desenvolveram um
software de fácil manejo batizado de Aikuma, que permite
aos falantes gravar e traduzir sua língua. O aplicativo não
utiliza a escrita e funciona com ícones. "Nós achávamos que
seria fácil desenvolver a tecnologia, mas descobrimos que
Disponível em: <http://ocquo.com/home/?p=1519>. Acesso em: 25 abr. 2013. era muito difícil, pois os aplicativos trabalham com a escrita,
e não poderíamos ter sete mil versões [número de línguas
faladas no mundo]. Além disso, muitas dessas línguas não
têm um sistema de escrita", diz Bird.
Disponível em: <http://goo.gl/LRKxj>. Acesso em: 25 abr. 2013.

Com base na leitura do texto, conclui-se, sobre as línguas


indígenas, que
AA a ausência de falantes dessas línguas as impossibilitará
de serem estudadas no futuro.
BB as novas tecnologias amortizam o acesso dos pesquisa-
dores às culturas ágrafas.
CC o léxico dessas línguas é culturalmente inferior ao da lín-
Disponível em: <http://goo.gl/0pm2S>.
gua de origem dos pesquisadores.
Acesso em: 25 abr. 2013. DD as línguas faladas no Brasil se destacam das demais por
O desenvolvimento das capacidades físicas (qualidades apresentarem registros orais e escritos.
motoras passíveis de treinamento) ajuda na tomada de deci- EE mesmo com a extinção de algumas sociedades indíge-
sões em relação à melhor execução do movimento. A capa- nas, as gramáticas dessas línguas ainda poderão ser es-
cidade física predominante nos movimentos representados tudadas.
nas imagens é
AA a velocidade, que permite ao músculo executar uma su- QUESTÃO 37
cessão rápida de gestos em movimentação de intensida- Inclassificáveis
de máxima.
que preto, que branco, que índio o quê?
BB a resistência, que admite a realização de movimentos du-
que branco, que índio, que preto o quê?
rante considerável período de tempo, sem perda da qua-
que índio, que preto, que branco o quê?
lidade da execução.
CC a flexibilidade, que permite a amplitude máxima de um que preto branco índio o quê?
movimento, em uma ou mais articulações, sem causar branco índio preto o quê?
lesões. índio preto branco o quê?
DD a agilidade, que possibilita a execução de movimentos aqui somos mestiços mulatos
rápidos e ligeiros com mudanças de direção. cafuzos pardos mamelucos sararás
EE o equilíbrio, que permite a realização dos mais variados crilouros guaranisseis e judárabes
Arnaldo Antunes.
movimentos, com o objetivo de sustentar o corpo sobre
Disponível em: <http://letras.mus.br/arnaldo-antunes/91636/>. Acesso em: 25 abr. 2013.
uma base.
A partir da leitura do último verso da canção, podemos
QUESTÃO 36 perceber que há nele o uso de
AA regionalismos, por conter palavras características de de-
Projeto usa smartphone para preservar línguas indígenas terminada área geográfica.
Software desenvolvido por australiano possibilita que BB termos técnicos, vocábulos que designam elementos de
línguas de comunidades remanescentes possam ser área específica de atividade.
ouvidas, compreendidas e aprendidas por gerações futuras. CC estrangeirismos, elementos linguísticos originados em
No Brasil, 190 estão ameaçadas de desaparecer. No meio outras línguas e representativos de outras culturas.
da floresta amazônica brasileira, telefones celulares estão DD neologismos, criações de novos itens linguísticos pelos
sendo usados para coletar histórias da literatura oral. O mecanismos que o sistema da língua disponibiliza.
objetivo da expedição é preservar o patrimônio linguístico de EE gírias, que compõem uma linguagem originada em deter-
comunidades indígenas que correm o risco de desaparecer minado grupo social e que pode vir a se disseminar em
sem deixar qualquer vestígio. uma comunidade mais ampla.

LC – 2o dia | Página 19
QUESTÃO 38 DD a obra de Ingres influenciou a de Botticelli, destacando
aspectos da arte clássica como as cores neutras e os te-
Quadro 1 mas mitológicos.
EE ambos faziam uso de pinceladas rápidas de cores puras
e dissociadas diretamente na tela, conferindo movimento
às obras.

QUESTÃO 39

Jornalismo mandou lembranças


Todos estamos cansados de saber que neutralidade, ou
mesmo imparcialidade, são ideais impossíveis de serem
alcançados pelo jornalismo. Em muitos casos é até indevido
buscar alguns desses ideais, mas há uma linha clara que
separa o jornalismo, mesmo opinativo, de assessoria de
imprensa. Os jornais recentemente têm esquecido este
Disponível em: <http://goo.gl/T1Zy3>.
limite, esta linha, simplesmente prestando assessoria de
Quadro 2 imprensa para o governo federal na questão de Belo Monte.
Cerca de 300 indígenas de diversas etnias invadiram
o canteiro de Belo Monte, contanto inclusive com o apoio
dos funcionários do canteiro invadido. Esta é mais uma
manifestação que demonstra a total insatisfação dos povos
originários com uma obra construída sem que eles fossem
consultados e tivessem seus direitos respeitados. Participam
da ocupação também indígenas da etnia Munduruku, cujo
território se encontra invadido pelo exército e pela Força
Nacional com a desculpa de que serão feitos estudos para
a construção de não se sabe quantas usinas hidrelétricas na
região do rio Tapajós e os indígenas sabem, por experiência,
que não serão consultados e tão somente sofrerão os
impactos negativos da obra.
Em torno de Belo Monte, indígenas já encontram
dificuldade em ter acesso a água, ao passo que em Altamira
casos de prostituição forçada, prostituição infantil e aumento
na criminalidade e nos preços dos imóveis, resultando em
expulsão daqueles mais pobres de suas casas, se tornaram
lugar comum. O mesmo, temem os Mundurukus, que
aconteça em sua região.
Raphael Tsavkko Garcia em 14 maio 2013.
Disponível em: <http://goo.gl/eR578>. Acesso em: 25 abr. 2013.

Disponível em: <http://www.unicamp.br/chaa/PDFTrabs/MJ-cabanel.pdf>. Acesso em: 25 abr. 2013.


Levando em consideração os elementos constitutivos de um
O quadro 1 é O nascimento de Vênus (1485), do pintor italiano texto jornalístico, infere-se que o autor teve como principal
renascentista Botticelli, já o quadro 2 é a Vênus Anadiômena objetivo
(1848), do pintor neoclássico Jean Auguste Dominique Ingres AA exaltar o emprego da linguagem figurada, utilizando re-
(1848). Ao compará-los, pode-se reconhecer que cursos estilísticos comuns aos prosadores da ficção.
BB criar suspense sobre o surgimento dos novos problemas
AA enquanto Botticelli se preocupa com o equilíbrio e os tons
que surgirão em decorrência da construção de novas usi-
naturais, Ingres faz uso de técnicas abstratas na confec-
nas no cerrado.
ção de sua tela, prezando pela liberdade. CC influenciar a opinião dos leitores sobre o tema, com as
BB a obra de Ingres é tida como uma releitura da obra de marcas argumentativas de seu posicionamento.
Botticelli, apresentando um tom parodístico, sarcástico e DD induzir o leitor a pensar que os Mundurukus representam
descompromissado com o tema mitológico. a condição de grupo indígena aculturado.
CC os dois artistas utilizavam a cor preta, fazendo contornos EE exercitar a ironia ao empregar a expressão “Belo Monte”
nítidos, que melhor definem as imagens e as cores do com o intuito de desconstruir a obra megalomaníaca do
objeto representado. Governo Federal.

LC – 2o dia | Página 20
QUESTÃO 40 QUESTÃO 41

Google e Amazon iniciam vendas As danças sempre foram um importante componente cultural
de livros digitais no Brasil da humanidade. O folclore brasileiro é rico em danças que
representam as tradições e a cultura de uma determinada
Maior varejista on-line do mundo agora tem site com região. Estão ligadas aos aspectos religiosos, festas, lendas,
versão brasileira. Venda de dispositivos para conteúdo digital fatos históricos, acontecimentos do cotidiano e brincadeiras.
reflete importância do país. As danças folclóricas brasileiras caracterizam-se pelas
músicas animadas (com letras simples e populares) e
figurinos e cenários representativos. Estas danças são
realizadas, geralmente, em espaços públicos: praças, ruas
e largos. Sobre essa abordagem, pode-se identificar como
dança folclórica típica da Região Norte
AA o frevo, estilo de carnaval que é uma espécie de marchi-
nha muito acelerada, que não possui letra, sendo sim-
plesmente tocada por uma banda que segue os blocos
carnavalescos.
BB o baião, ritmo musical com dança. Os instrumentos usa-
dos nas músicas de baião são: triângulo, viola, acordeom
e flauta doce. A dança ocorre em pares.
CC a catira, também conhecida como cateretê, é uma dança
caracterizada pelos passos, batidas de pés e palmas dos
dançarinos.
DD o balé, em que se utilizam músicos, bailarinos e vários
Se depender da tecnologia e da concorrência, os outros profissionais para narrar uma história em forma de
brasileiros vão ler cada vez mais. No mesmo dia, duas espetáculo.
gigantes na venda de livros digitais chegaram ao país. EE o carimbó, dança em que homens trajam uma calça curta
A maior varejista on-line do mundo, a Amazon, agora tem no estilo pescador e uma camisa que contenha estam-
pas. Já as mulheres utilizam uma saia rodada e com es-
site com versão brasileira. São mais de 13 mil e-books em
tampas, uma blusa, colares e flores presas aos cabelos.
língua portuguesa. “O Brasil é um mercado fantástico”, diz
o vice-presidente de conteúdo do Kindle, leitor eletrônico da
Amazon. David Naggar aposta na paixão do brasileiro por QUESTÃO 42
tecnologia para vender. Veja quais são as línguas mais faladas no Twitter
Aposta que a concorrente Google Play do Brasil também
faz. Nesta quinta-feira (6), a loja de aplicativos do sistema
operacional Android passou a vender livros e filmes para
smartphones e tablets.
Patrícia Taufer.
Disponível em: <http://goo.gl/523oh>. Acesso em: 25 abr. 2013.

A partir da leitura do texto, infere-se que a venda do livro


digital no Brasil
AA garantirá a democratização dos usos da tecnologia no
país, mas pouco modificará o arcabouço comercial das
empresas envolvidas nesse comércio.
BB impulsionará o crescimento da qualidade da leitura dos We are social. Disponível em: <http://goo.gl/gnhqE>. Acesso em: 15 maio 2013.

brasileiros, uma vez que as empresas envolvidas no pro- A análise das informações do gráfico apresentado asse-
cesso só comercializarão livros estrangeiros de qualidade. guram que
CC possibilitará o acesso das diferentes regiões do país às AA o português é mais falado que o japonês, mas é menos
obras vindas do exterior, aumentando de forma conside- falado que o inglês.
rável a disseminação de idiomas estrangeiros no país. BB o malaio e o holandês juntos são mais falados que o ja-
DD criará a expectativa de viabilizar a democratização da lei- ponês.
tura, dialogando com novas plataformas digitais de disse- CC o espanhol é mais falado que o holandês, o coreano e o
minação do conhecimento. japonês.
EE fará com que os livros impressos sejam excluídos das DD o malaio é mais falado que o árabe e menos falado que
prateleiras das livrarias, contribuindo sobremaneira para o japonês.
o fim das gráficas e empresas de editoração. EE o coreano é mais falado que o inglês e o japonês juntos.

LC – 2o dia | Página 21
QUESTÃO 43

Cecilia Whitaker Alves Pinto – Ciça. Pagando o pato. Porto Alegre: L&PM, 2006.

Analisando os recursos expressivos empregados na tirinha, pode-se inferir que


AA o humor decorre da inversão dos papéis sociais, pois o filho é que deveria estar ajudando o pai com as tarefas escolares.
BB a artista se utilizou da figura de linguagem antítese, pois as personagens são seres não humanos aos quais ela atribuiu
reações próprias de humanos.
CC o discurso do filho, obedecendo às regras da língua culta, ratifica a preocupação da artista com o uso do registro formal
da língua.
DD o silêncio do pai demonstra a fraqueza de seu caráter e a sua desilusão com o destino educacional e político do filho.
EE o registro de uma linguagem tipicamente coloquial se dá na seguinte passagem: ‘‘... ou você precisa ainda que eu te ajude
a fazer minha lição de casa?”

QUESTÃO 44

Operários (1993), de Tarsila do Amaral.

Com a intenção de criar uma arte que valorizasse a cultura brasileira, Tarsila do Amaral e outros artistas modernistas
AA mantiveram de forma fiel a realidade nas figuras retratadas, defendendo uma liberdade artística baseada em conceitos
clássicos e neoclássicos.
BB buscaram a liberdade na composição de suas figuras, dialogando com temas recorrentes da pintura barroca.
CC procuraram libertar a arte brasileira do arcabouço acadêmico europeu, valorizando os temas e as cores nacionais.
DD defenderam a valorização dos aspectos monocromáticos da pintura, utilizando de forma irrestrita um padrão baseado na
harmonia e no equilíbrio.
EE representaram a ideia de que a arte deveria copiar fielmente o ambiente natural, tendo como finalidade o desenvolvimento
da identidade nacional.

LC – 2o dia | Página 22
QUESTÃO 45 MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS
A Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Questões de 46 a 90
Brasileira vem, por meio desta, reafirmar o seu posicionamento
contrário à construção do desastroso Complexo Hidrelétrico QUESTÃO 46
de Belo Monte. O governo brasileiro tem assumido uma
Número é um objeto da matemática usado para descrever
postura negligente e desrespeitosa com os povos indígenas,
quantidade, ordem ou medida. O conceito de número
uma vez que além de violar integralmente os direitos dos
provavelmente foi um dos primeiros conceitos matemáticos
povos indígenas garantidos na Constituição Federal vigente e
assimilados pela humanidade no processo de contagem.
na legislação internacional (Convenção 169 OIT e Declaração
Para isto, os números naturais eram um bom começo. Os
da ONU), que exige consentimento livre, prévio e informado
números inteiros são uma extensão dos números naturais
dos povos indígenas em caso de empreendimentos que
que incluem os números inteiros negativos. Os números
afetem suas vidas, o governo tem permitido também que a
racionais, por sua vez, incluem frações de inteiros. Os
Eletronorte tente cooptar os indígenas. Cestas básicas não
números reais são todos os números racionais mais os
vão matar a nossa fome por justiça e a nossa sede pelo Xingu
números irracionais.
vivo. Estamos ao lado dos guerreiros do nosso povo. Por que Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Número>. Acesso em: 14 jan. 2013.
o governo brasileiro não quer escutar a nossa voz? A nossa
voz é a voz de Raoni Metuktire, Davi Kopenawa, Megaron
Txukarramãe, Josinei Arara, Ozimar Juruna e de tantos
outros líderes e anônimos que gritam um lamento por causa
das históricas injustiças, explorações, devastações e toda a
miséria que aconteceu e acontece aos povos indígenas. Toda
essa maldição foi embarcada na caravela do progresso. Não
queremos esse progresso. Que progresso é esse que só
destrói aquilo que deveria se preservar?
Disponível em: <http://goo.gl/sc4iZ>. Acesso em: 25 abr. 2013.

O trecho é parte de uma carta escrita pelos indígenas


Marcos Apurinã e Sonia Guajajara, encaminhada, em janeiro
de 2011, à presidenta da república Dilma Rousseff. As
opções linguísticas dos remetentes mostram que seu texto
foi elaborado em linguagem A ilustração anterior foi retirada da revista π in the Sky de
AA regional, adequada à realidade dos povos que habitam o junho de 2000. A figura mostra um quadro no qual consta
território amazônico. um número
BB indígena, exigida pelo tema relacionado a um problema AA natural.
que afeta o grupo. BB inteiro.
CC coloquial, considerando-se que ele era um cidadão bra- CC racional.
sileiro comum. DD irracional.
DD culta, adequando-se ao seu interlocutor e à situação de EE complexo.
comunicação.
EE informal, pressupondo o grau de escolaridade dos interlo-
cutores, ambos indígenas. QUESTÃO 47

Em uma aula sobre conjuntos


numéricos, o professor Demétrius
mostrou a seus alunos os
diferentes tipos de números
que existem. Em determinado
momento, ele escreveu no
quadro a representação ao lado.

A representação decimal dessa


fração corresponde a um número
AA natural.
BB inteiro.
CC decimal não periódico infinito.
DD decimal periódico infinito.
EE decimal exato.

MT – 2o dia | Página 23
QUESTÃO 48 QUESTÃO 51
Ruth estava brincando de formar quadrados a partir de peças
com o formato mostrado a seguir.

Ela possui muitas peças de cor cinza e muitas peças de


cor branca. Em determinado momento, havia montado a
sequência abaixo.

Disponível em: <www.shoptime.com.br> (adaptado). Acesso em: 07 nov. 2012.

Levando em consideração o anúncio, uma pessoa que


realizar uma compra acima de R$ 99,00, terá um desconto
real de
1a 2a 3a 4a 5a AA 22,01%.
BB 22,98%.
O número de quadradinhos de cor cinza da figura que ocupa CC 21,98%.
o 59o lugar nessa sequência é DD 21,80%.
AA 600. EE 20,80%.
BB 841.
CC 900.
DD 1 741.
EE 3 481. QUESTÃO 52

Em uma atividade de sala, o professor Robério planificou um


QUESTÃO 49
cubo e escreveu nas faces os numerais de 1 a 6 conforme a
“... Em São Paulo, o metrô é o mais lotado do mundo, cobre figura a seguir.
74,3 km e é 80% menor que o de Nova Iorque.”
Disponível em: <http://planetasustentavel.com.br>. Acesso em: 18 mar. 2013.

De acordo com o texto, a extensão do metrô de Nova Iorque é 6 2


AA 594,4 km.
BB 371,5 km. 5 3
CC 148,6 km.
DD 92,8 km.
EE 89,3 km. 4 1

QUESTÃO 50
De acordo com a ilustração,
Um supermercado está vendendo cada caixa de chocolates AA a soma dos numerais das faces opostas é sempre um
DUBOM com 5 barras de acordo com o anúncio seguinte. numeral par.
BB o produto dos numerais das faces opostas é sempre um
numeral par.
CC a soma dos numerais das faces opostas é sempre um
divisor de 3.

bo
chocm
olate
s
DD a soma dos numerais das faces não opostas à face 1 é

Du
um numeral múltiplo de 3.
5 EE o produto dos numerais das faces não opostas à face 6
Leve
agu e4 é igual a 20.
p

O desconto aplicado ao preço de cada barra corresponde,


em porcentagem, a
AA 8%.
BB 10%.
CC 12,5%.
DD 20%.
EE 25%.

MT – 2o dia | Página 24
QUESTÃO 53 O côvado
Medida de comprimento que foi usada por diversas
Os geradores eólicos
civilizações antigas. Era baseado no comprimento do
são máquinas capazes A
antebraço, da ponta do dedo médio até o cotovelo. Ninguém
de transformar a energia
sabe quando esta medida entrou em uso. O côvado era
cinética dos ventos em
B usado regularmente por vários povos antigos, entre eles
energia elétrica.
os babilônios, os egípcios e os hebreus. O côvado real dos
antigos egípcios media 50 cm. O dos romanos media 45 cm.
Admita que as hélices do Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Côvado>.
gerador mostrado têm
35 m de comprimento O comprimento da Arca de Noé medido no côvado egípcio
cada, ou seja, em rotação, C tem uma diferença em relação ao côvado romano em
as pontas descrevem AA 300 m.
uma circunferência de BB 150 m.
diâmetro aproximado de CC 135 m.
70 m. Sabendo que as pontas das hélices são igualmente DD 15 m.
espaçadas, então a figura plana formada ao ligarmos os EE 5 m.
pontos A, B e C é um triângulo
AA retângulo de hipotenusa aproximadamente igual a 70 2 m.
QUESTÃO 56
BB isósceles de perímetro aproximadamente igual a 105 3 m. O volume de um cilindro é dado pela expressão V = πr 2h,
CC obtusângulo com ângulos de 120o, 30o e 30o. onde r é o raio da base do cilindro e h é a altura do mesmo.
DD escaleno de perímetro aproximadamente igual a 105 m.
EE retângulo de perímetro aproximadamente igual a
( )
70 + 35 2 m.

QUESTÃO 54 h
Dois triângulos, A e B, foram desenhados em um papel
quadriculado 1 × 1 conforme figura.
r
y
O gráfico que melhor representa a dependência entre o
A volume e o raio da base de todos os cilindros que têm altura
5 cm é
AA V (cm3)
B
1
0 x 0 r (cm)
1
BB V (cm3)

Sabendo que os dois triângulos são semelhantes, a escala
utilizada para construí-los foi
0
AA 1 : 1. r (cm)

BB 1 : 2.
CC V (cm3)
CC 1 : 3.
DD 1 : 4.
EE 1 : 5. 0 r (cm)

QUESTÃO 55 DD V (cm3)

Gênesis 6:14-15
Faze para ti uma arca da madeira de gofer; farás 0 r (cm)
compartimentos na arca e a betumarás por dentro e por fora
com betume. E desta maneira a farás: de trezentos côvados EE V (cm3)

o comprimento da arca, e de cinquenta côvados a sua 5

largura, e de trinta côvados a sua altura.


Disponível em: <http://www.bibliaonline.com.br>. 0 r (cm)

MT – 2o dia | Página 25
QUESTÃO 57 onde x é o tempo medido em dias. Assim, entre o 2o e o 3o
dia, o número de indivíduos da comunidade
Certo número de funcionários realizava um trabalho em 6 AA aumentará em exatamente 9 unidades.
horas. Descobriu-se que, se eles fossem 40% mais eficientes, BB aumentará em exatamente 10 unidades.
com 2 funcionários a menos, esse trabalho seria feito em 5 CC aumentará em exatamente 90 unidades.
horas. Qual o número de funcionários em questão? DD diminuirá em exatamente 9 unidades.
AA 10 EE diminuirá em exatamente 90 unidades.
BB 11
CC 12 QUESTÃO 61
DD 13
EE 14 Trezentos estudantes foram classificados, quanto à
inteligência, em “muito inteligentes” e “normais”.
QUESTÃO 58
Observe a sequência de figuras a seguir.

4 palitos 12 palitos 24 palitos

Uma fórmula para calcular o número de palitos utilizados


Sabe-se que 40% dos “muito inteligentes” e 5% dos
para construir, com este mesmo procedimento, uma figura
“normais” são míopes, totalizando 50 estudantes. O número
cujo quadrado externo tem x palitos em cada lado é
de estudantes “normais” e sem miopia é
AA 2x2 + 2x.
AA 90.
BB x2.
BB 110.
CC x2 + x.
CC 140.
DD (x + 1)2.
DD 170.
EE (2x + 1)2.
EE 190.

QUESTÃO 59
QUESTÃO 62
Uma instituição financeira oferece um tipo de aplicação tal
que, após t meses, o montante relativo ao capital aplicado é Do centro de uma cidade até o aeroporto, são 40 km por uma
dado por grande avenida. Os táxis que saem do aeroporto cobram R$
3,60 pela bandeirada e R$ 0,80 por km rodado. Os que saem
M(t) = C · 20,04t, onde C > 0. do centro cobram R$ 2,00 pela bandeirada e R$ 0,60 por
O menor tempo possível para quadruplicar uma certa quantia km rodado. Dois amigos se encontram em um restaurante
aplicada nesse tipo de aplicação é que fica nessa avenida, sendo que um tomou o táxi que sai
AA 5 meses. do aeroporto e o outro tomou o táxi que parte do centro e,
BB 2 anos e 6 meses. para sua surpresa, os dois gastos foram exatamente iguais.
CC 4 anos e 2 meses. A distância do restaurante ao aeroporto é de
DD 6 anos e 4 meses. AA 13 km.
EE 8 anos e 5 meses. BB 14 km.
CC 15 km.
DD 16 km.
QUESTÃO 60 EE 17 km.
A quantidade de indivíduos de certa comunidade é dada pela
expressão

 1 
f ( x ) =  10 − x  ⋅ 1000
 10 

MT – 2o dia | Página 26
QUESTÃO 63 Considerando que o declínio das importações seja
linear, então, em 2026, os Estados Unidos importarão
Um computador executa um pequeno programa de cálculo aproximadamente
seguindo o fluxograma a seguir AA 1,68 bilhão de barris.
BB 1,32 bilhão de barris.
Pede um número CC 1,25 bilhão de barris.
maior que zero DD 1,18 bilhão de barris.
EE 1,08 bilhão de barris.

Calcula o inverso QUESTÃO 65


desse número
O gráfico seguinte descreve como a população da cidade
hipotética de Geometrix que tem 10 anos ou mais, em 2012,
Loop Soma 1 a esse
estava distribuída em relação ao sexo e quanto aos anos de
inverso
estudo.
Distribuição da população de 10 anos ou mais de idade,
Mostra o novo agrupadas segundo o sexo e os anos de estudo
número na tela
(%)
45

Após certo número de vezes que o Loop é repetido, observa- 40 38,8

-se que o número que aparece na tela é sempre o mesmo, 35


32,6
para uma certa quantidade de casas decimais. O valor exato 30 26,1
29,8
28,1
25,7
desse número é 25

20
5 16,5 15,8 16,9
AA . 15
11,4 12,3
13,5

2 10
10,3
8,6
10,7

1+ 5
BB . 0
Sem instrução e 1 a 3 anos de 4 a 7 anos de 8 a 10 anos de 11 anos ou
2 menos de 1 ano estudo estudo estudo mais de
estudo

5 −1 Total Mulheres Homens


CC .
2

1+ 5 De acordo com essa informação, é possível concluir que


DD .
3 em 2012, em Geometrix, entre as pessoas com 10 anos ou
mais, o percentual de homens é menor do que o percentual
5 −1 de mulheres, na faixa de
EE . AA menos de 1 ano de instrução.
3
BB 1 a 3 anos de estudo.
CC 4 a 7 anos de estudo.
QUESTÃO 64 DD 8 a 10 anos de estudo.
EE 11 anos de estudo ou mais.
Menos é mais
Maiores consumidores de energia do mundo, os Estados
Unidos reduziram sua dependência do petróleo de outros
países. Em 2012, os americanos importaram 3 bilhões de
barris, o volume mais baixo desde o fim da década de 1990. A
explicação para a virada está na produção própria de energia.
O país ampliou a exploração local de petróleo e desenvolveu
métodos para extrair gás de xisto – um tipo de gás natural
– de suas reservas. Com isso, além de importar menos, os
americanos estão conseguindo até exportar petróleo. Nesse
ritmo, eles podem alcançar a autossuficiência energética em
2035, algo antes inimaginável.
Adaptado de: Exame, n. 1.033, 23 jan. 2013.

MT – 2o dia | Página 27
QUESTÃO 66

Consumo de gasolina C no Brasil


(Em milhões de m3)
3,5

2012 3,24
3,25
3,10
3,06
2011 3

2,84

2,52
2,5
Jan. Maio Set.
Folha de S. Paulo, 06 nov. 12.

O gráfico mostra o comparativo do consumo de gasolina, em milhões de m3, no Brasil, nos anos de 2011 e 2012. Em valores
absolutos, a maior diferença no consumo de 2012 em relação a 2011, ocorreu no mês de
AA janeiro.
BB março.
CC abril.
DD maio.
EE setembro.

QUESTÃO 67

O gráfico a seguir mostra a redução no preço do quilo do frango vivo na cidade de São Paulo, considerando o período de
14/03 a 21/03 de 2013.

Demanda fraca
Preço do frango cai
(Em R$ por quilo de animal vivo, em São Paulo)

2,80 2,80

2,70

2,65

2,60 2,60

14/03 15/03 18/03 19/03 20/03 21/03


2013
Folha de S. Paulo, 22 mar. 2013.

A referida redução foi de aproximadamente


AA 7,7%.
BB 7,2%.
CC 6,7%.
DD 6,1%.
EE 5,7%.

MT – 2o dia | Página 28
QUESTÃO 68 QUESTÃO 70
Taxa mensal de desemprego, em % A estação rodoviária da cidade de Geometrix é o ponto de
Comparação com mês imediatamente anterior partida das viagens intermunicipais. De uma plataforma da
6,2
estação, a cada 15 minutos, partem os ônibus da Viação
6,0
5,8 5,9 Quadrado, com destino à cidade Pitágoras, enquanto da
5,7
5,4 5,4 5,4
5,6 plataforma vizinha partem, a cada 18 minutos, com destino à
5,3 5,3
cidade Tales, os ônibus da Viação Triângulo. A jornada diária
4,9
4,6 das duas companhias tem início às 7 horas, e às 22 horas
partem juntos os dois ônibus para a última viagem do dia. O
número total de viagens das duas companhias é
Mar. Abr. Maio Jun. Jul. Ago. Set. Out. Nov. Dez. Jan Fev. Mar.
AA 108.
2012 2013 BB 110.
IBGE. CC 112.
Adaptado de: Folha de S. Paulo, 29 abr. 2013. DD 114.
O gráfico mostra a taxa de desemprego no Brasil, no período EE 116.
de março de 2012 a março de 2013. O maior crescimento
absoluto dessa taxa foi encontrado no período de QUESTÃO 71
AA maio/2012 a jun/2012. Ruth quer arrumar seus 8 CDs em uma disqueteira tipo
BB ago/2012 a set/2012. torre de 8 lugares. São 5 CDs do ritmo musical A e 3 CDs
CC dez/2012 a jan/2013. do ritmo musical B. De quantos modos esses CDs podem
DD jan/2013 a fev/2013. ser dispostos, de maneira que tanto os CDs do ritmo musical
EE fev/2013 a mar/2013. A quantos os CDs do ritmo musical B estejam em uma
determinada ordem, podendo ser misturados os CDs dos
QUESTÃO 69 dois tipos de música?
AA 56
AEROPORTOS QUE MAIS CRESCERAM
BB 326
Da rede Infraero
CC 6.720
Crescimento médio dos últimos cinco anos, em % DD 20.160
Aeroportos com mais de 2 milhões de passageiros EE 40.320
Aeroportos com menos de 2 milhões de passageiros
Campinas (SP)
São José dos Campos (SP) 49
67
QUESTÃO 72
Carajás (PA) 44
Montes Claros (MG) 35 Uma rede de supermercados promove a venda de uma
Navegantes (SC) 27
Juazeiro do Norte (CE) 26 máquina de lavar com a seguinte oferta:
Santos Dumont (RJ) 24 “Leve agora e pague daqui a 3 meses”
Petrolina (PE) 23
Porto Velho (RO) 22
Caso o cliente decida pagar à vista, o supermercado oferece
João Pessoa (PB) 22
Palmas (TO) 20 um desconto de 20%. Caso o consumidor prefira aproveitar
Uberaba (MG) 20 a oferta, pagando no final do 3o mês após a compra, a
Foz do Iguaçu (PR) 20
taxa anual de juros simples que estará sendo aplicada no
11 dos 13 aeroportos com taxa financiamento será de
de crescimento médio acima de AA 20%.
20% possuem movimento inferior
a 2 milhões de passageiros/ano* BB 50%.
* Levantamento considera apenas CC 80%.
aeroportos com movimento anual de DD 100%.
passageiros superior a 100 mil
Lunica e Infraero.
EE 120%.
Folha de S. Paulo, 9 mar. 2013.

De acordo com os dados, os aeroportos cujos crescimentos


representam a moda e a mediana podem ser representados,
respectivamente, por
AA Juazeiro do Norte e Foz do Iguaçu.
BB Santos Dumont e Uberaba.
CC Uberaba e Santos Dumont.
DD Foz do Iguaçu e Juazeiro do Norte.
EE Campinas e Foz do Iguaçu.

MT – 2o dia | Página 29
QUESTÃO 73 7
AA .
Em uma grande bandeira, foi pintado o escudo de um clube 4
de futebol que é uma estrela regular de 4 pontas inscrita em
uma circunferência de raio 2 m. 3
BB .
2

4
CC .
3

5
240° DD .
4

7
EE .
6

QUESTÃO 75
Levando em consideração a medida do ângulo assinalado
na figura, então o perímetro da estrela é Uma pedra preciosa que possui o formato de octaedro
regular está guardada no interior de uma caixa transparente
2 6 em formato de cubo com 4 cm de aresta conforme a figura
AA .
3 a seguir.

4 6
BB .
3

8 6
CC .
3

16 6
DD . Os vértices da pedra preciosa coincidem com os centros das
3 faces do cubo. O volume dessa pedra é
64
32 6 AA cm3.
EE . 3
3
32
QUESTÃO 74 BB cm3.
3

Observe as figuras seguintes. 16


CC cm3 .
3

8
DD cm3 .
3

4
EE cm3.
Figura 1 Figura 2
3

Figura 3

A figura 1 foi ampliada para a figura 2 e esta também foi


ampliada para a figura 3. O fator de ampliação da figura 2
para a figura 3 é

MT – 2o dia | Página 30
QUESTÃO 76 QUESTÃO 77

Alguns filmes em DVD apresentam imagens cuja razão No quadriculado seguinte, está representado o caminho
16 percorrido por uma joaninha eletrônica, em que o menor
entre largura e altura é (figura 1). quadrado tem lado cujo comprimento representa 1 m.
9
Figura 1
A
Imagem em forma widescreen

A distância real entre o ponto de partida C da joaninha e o


ponto de chegada A é
AA 2 10 m.
BB 2 5 m.

Para esses filmes serem exibidos sem distorções, em uma CC 2 2 m.


TV tradicional de tela plana, cuja razão entre a largura e a DD 2 m.
4
altura é , surgem faixas pretas na horizontal conforme a
3 EE 2 2 m.
figura 2. 3

Figura 2
Tela de TV no formato tradicional

Jessica Biel e Edward Norton em cena do filme O ilusionista (The illusionist)


–  2006 Yari film group.

A área ocupada pelas faixas pretas, em relação à área total


da tela dessa TV, é
AA 20%.
BB 23%.
CC 25%.
DD 28%.
EE 30%.

MT – 2o dia | Página 31
QUESTÃO 78 QUESTÃO 79
Um fabricante de produtos esportivos gasta R$ 10,00 para A planta baixa de uma casa popular está representada na
produzir uma bola de tênis. Ele estima que, se vender cada figura.
bola por x reais, conseguirá produzir e vender (150 – x) A 3m B
unidades desse produto. Sabendo que o lucro y que ele tem
com a venda de cada bola é a diferença entre o preço unitário 4m
de venda e o preço unitário de custo, o gráfico que melhor E 2m
F
1m
representa a variação do lucro desse fabricante, com o preço C 3m D
da venda, é 5m

AA Lucro total H 7m G

4m

150 I 4m J

Cada segmento de reta corresponde a uma parede, e os


x
pontos destacados estão todos a uma mesma altura de 1,5 m
em relação ao piso da casa. Sabe-se ainda que a distância
do piso para a laje do teto é 4 m. O eletricista vai embutir nas
BB Lucro total paredes eletrodutos rígidos para a fiação elétrica e seguirá
o caminho ABCDEFGHIJ. Se ele desejar gastar a menor
quantidade possível de eletroduto unindo os pontos A e J,
então ele deve instalar o eletroduto
AA por via subterrânea e assim economizar aproximadamen-
te 3 m do referido material.
BB por cima da laje e assim economizar aproximadamente
10 150 x 5 m do referido material.
CC por via subterrânea e assim economizar aproximadamen-
te 17 m do referido material.
CC Lucro total
DD por cima da laje e assim economizar aproximadamente
15 m do referido material.
EE por cima da laje e assim economizar aproximadamente
18 m do referido material.

QUESTÃO 80
10 150 x
Um técnico de futebol estimou que a probabilidade de seu
time vencer o jogo do próximo final de semana é de 60% se
DD Lucro total
não chover e de 40% se chover durante o jogo. O serviço de
meteorologia previu que a probabilidade de chuva no período
em que ocorrerá o jogo é de 80%. Levando em consideração
apenas esses dados, a probabilidade do time vencer o jogo é
de
AA 48%.
10 150 x BB 46%.
CC 44%.
DD 42%.
EE Lucro total
EE 40%.

10 150 x

MT – 2o dia | Página 32
QUESTÃO 81
O professor Robério possui uma sala retangular de dimensões 5,60 m × 7,20 m que deverá ser revestida com lajotas
quadradas sem precisar cortar nenhuma. Ele recebeu três propostas de revestimento, a saber:
Proposta I: utilizar lajotas 40 cm × 40 cm;
Proposta II: utilizar lajotas 50 cm × 50 cm;
Proposta III: utilizar lajotas quadradas de maior dimensão possível.
Com o intuito de utilizar a menor quantidade possível de lajotas, o professor concluiu que
AA a proposta I é mais viável, pois, apesar de haver quebra de lajotas, será utilizada a menor quantidade.
BB a proposta I é mais viável, pois não haverá quebra de lajotas e utilizará a menor quantidade das mesmas.
CC a proposta II é mais viável, pois, apesar de haver quebra de lajotas, será utilizada a menor quantidade.
DD a proposta II é mais viável, pois não haverá quebra de lajotas e utilizará a menor quantidade das mesmas.
EE a proposta III é mais viável, pois não haverá quebra de lajotas e utilizará a menor quantidade das mesmas.

QUESTÃO 82
Um grupo de determinada sala era formado por quatro meninas e cinco meninos que concorreram ao sorteio de um livro.
Foram sorteados dois desses componentes ao acaso, em duas etapas, de modo que quem foi sorteado na primeira etapa
não concorria ao sorteio na segunda etapa. A probabilidade de terem sido sorteadas duas pessoas de sexos diferentes é

5
AA .
9

4
BB .
9

5
CC .
8

1
DD .
2

5
EE .
18

QUESTÃO 83

Uma loja divulgou na internet a seguinte propaganda.

Em relação à operação numérica escrita nesse anúncio, sem considerar o propósito do mesmo, o resultado
AA está correto do ponto de vista matemático.
BB está incorreto, uma vez que o correto seria 1 + 1 + 1 = 3!.
CC está incorreto, já que o correto seria 1 + 1 + 1 = 4 · 3 · 2 · 1.
DD está incorreto, já que o correto seria 1! + 1! + 1! = 3!
EE está incorreto, uma vez que o correto seria 1 + 1 + 1 = 3.

MT – 2o dia | Página 33
QUESTÃO 84 AA a quantidade de lona é suficiente para fabricar uma bar-
“Em uma das áreas residenciais mais ricas do país, o Lago raca e ainda sobram 12 m2, o que corresponde a um erro
Sul, em Brasília, o consumo diário de água é equivalente a de apenas 8%.
825 litros por pessoa e em uma área pobre próxima da cidade, BB a quantidade de lona é suficiente para fabricar uma bar-
o Riacho Fundo, cada habitante consome diariamente 110 raca e ainda sobram 24 m2, o que corresponde a um erro
litros de água. O consumo do Lago Sul é igual a 5,5 vezes o de apenas 9%.
recomendado por organismos internacionais.” CC a quantidade de lona é suficiente para fabricar uma bar-
raca e ainda sobram 36 m2, o que corresponde a um erro
Adaptado: O Estado de S. Paulo, Cidades/Metrópole. p.C4, 05 set. 2005.
de apenas 10%.
Nessas condições, é verdade que o consumo diário por DD a quantidade de lona é insuficiente para fabricar uma bar-
pessoa raca e ainda faltam 48 m2, o que corresponde a um erro
1 de mais de 30%.
AA no Riacho Fundo é menor do que do consumo do
8 EE a quantidade de lona é insuficiente para fabricar uma bar-
Lago Sul.
BB recomendado por organismos internacionais é de 140 litros. raca e ainda faltam 60 m2, o que corresponde a um erro
CC no Lago Sul ultrapassa o recomendado por organismos de mais de 40%.
internacionais em 450%.
QUESTÃO 87
DD no Riacho Fundo é inferior ao recomendado por organis-
mos internacionais em 25%. Bruno propôs a seus amigos de um grupo de determinada
EE no Lago Sul é igual a 650% do consumo no Riacho Fundo. rede social que, por ocasião do ano novo, cada membro
mandasse 3 mensagens a todos os demais. Todos os
QUESTÃO 85 amigos desse grupo aceitaram a proposta. Houve um total
de 468 mensagens enviadas. Portanto,
O Sr. Epaminondas, dono de uma grande lanchonete,
AA apesar do combinado, pelo menos uma pessoa do grupo
adultera os sucos que vende misturando à polpa da fruta
uma grande quantidade de água. Ele compra 450 litros de recebeu apenas 2 mensagens.
polpa a R$ 18,00 o litro e mistura um litro de água a cada 9 BB apesar do combinado, no máximo duas pessoas do gru-
litros de polpa. O negociante pretende obter R$ 1 500,00 de po receberam 4 mensagens.
lucro após a venda do suco e para tanto fez alguns cálculos CC não é possível que cada membro do grupo receba 3 men-
e concluiu que precisa vender cada litro dessa mistura por sagens de outros membros.
R$ 18,90. Desse modo, os cálculos do Sr. Epaminondas DD para que o combinado seja executado, é necessário que
AA estão corretos. a quantidade de membros do grupo seja 12.
BB estão errados, pois o preço que está vendendo é R$ 0,30 EE para que o combinado seja executado, é necessário que
acima do que lhe proporcionaria o lucro desejado. a quantidade de membros do grupo seja 13.
CC estão errados, pois o preço que está vendendo é R$ 0,30
abaixo do que lhe proporcionaria o lucro desejado. QUESTÃO 88
DD estão errados, pois o preço que está vendendo é R$ 0,50
Uma empresa usa, para um deter- Embalagem Embalagem
acima do que lhe proporcionaria o lucro desejado. A B
minado produto, as embalagens
EE estão errados, pois o preço que está vendendo é R$ 0,50 4 cm
fechadas da figura, confecciona-
abaixo do que lhe proporcionaria o lucro desejado.
das com o mesmo material, que
custa R$ 0,10 o cm2.
QUESTÃO 86 20 cm

Uma fábrica de barracas de lona produz seus produtos com


o formato mostrado a seguir.
8 cm

6 cm

Supondo π = 3,
AA a diferença entre os custos das embalagens A e B é de
R$ 7,00.
BB a diferença entre os custos das embalagens A e B é de
Cada barraca tem base quadrada de lado 8,0 m e altura 3,0 m R$ 8,00.
e a lona também é colocada na base. Certo dia, houve um CC a diferença entre os custos das embalagens A e B é de
problema no computador que comanda os cortes da lona R$ 9,00.
para a fabricação das barracas, sendo que esse computador DD a diferença entre os custos das embalagens A e B é de
enviou para a máquina de cortes um comando liberando 96 m2 R$ 10,00.
de lona por barraca. Desse modo, EE não há diferença entre os custos das embalagens A e B.

MT – 2o dia | Página 34
QUESTÃO 89
As tabelas a seguir mostram o tempo de escolaridade de candidatos a uma vaga de vendedor de uma empresa nos anos de
2011 e 2012.
2011 2012
Número de candidatos Tempo de escolaridade (anos) Número de candidatos Tempo de escolaridade (anos)
8 4 10 4
4 8 5 8
5 11 10 11
3 15 12 15

De 2011 a 2012, o tempo médio de escolaridade entre os candidatos à vaga de vendedor dessa empresa
AA permaneceu constante.
BB decresceu 1,8%.
CC decresceu 10%.
DD cresceu 1,8%.
EE cresceu 22%.

QUESTÃO 90

FOTOS >>
3G 32s

4G 2s

MÚSICA >>
3G 94s

4G 5s

VÍDEO >>
3G 9h15min

4G 30min

Folha de S. Paulo, 22 abr. 2003.

O quadro anterior mostra algumas diferenças de download entre as tecnologias das redes 3G e 4G de telefonia celular. João
resolve fazer o download de uma foto, depois, de uma música e, logo após, de um vídeo. Utilizando a rede 4G, ele fará isso
em
AA 8h45min30s mais rápido do que se utilizasse uma rede 3G.
BB 8h45min39s mais rápido do que se utilizasse uma rede 3G.
CC 8h45min59s mais rápido do que se utilizasse uma rede 3G.
DD 8h46min30s mais rápido do que se utilizasse uma rede 3G.
EE 8h46min59s mais rápido do que se utilizasse uma rede 3G.

MT – 2o dia | Página 35