Você está na página 1de 15

Sistemas

Não Reparáveis
Sistemas
Reparáveis
Prof. João Paulo Barbosa, D.Sc.
Componentes versus Sistemas

• Sistema é um conjunto de dois ou mais componentes


interconectados para a realização de uma ou mais
funções;

• A distinção entre sistema, sub-sistema e componente é


meramente por conveniência de modelagem e
determinada, muitas vezes na prática, pelo nível de
detalhamento desejado assim como pelo nível de
informação (dados de falha, manutenção, etc) que se
tem a disposição.
Componentes versus Sistemas
Componente ou Sistemas Não Reparáveis

• É aquele que para os objetivos da presente análise de


confiabilidade está operando em t = 0 (início do período
de observação) e que continua em serviço até o tempo
de falha em T = t;
• Ao ocorrer uma falha, nós não consideramos a
possibilidade de o mesmo ser reparado e colocado
novamente em operação;
• Assim, pode-se considerar que um componente não
reparável é aquele que é descartado ou substituído por
um novo componente quando o mesmo falha:
– A “manutenção” do mesmo compreenderia em sua
completa substituição por um novo componente.
Componente ou Sistemas Não Reparáveis
• Se o mesmo não é substituído por um novo componente,
considera-se que a “manutenção” simplesmente
restabelece o componente para o estado operacional
como se fosse novo! Obviamente, cuidado é necessário
ao fazer esta consideração;
• Note que o conceito de componente não reparável é
dependente dos objetivos da análise de confiabilidade
bem como da informação disponível sobre o componente
durante a nossa análise, exemplos:
– Lâmpadas;
– Transistores;
– Pentes de memória RAM;
– Alguns eletrodomésticos (dependendo do custo de
manutenção versus a compra de um novo equipamento);
– Alguns tipos de satélites não passíveis de manutenção.
Componente ou Sistemas Não Reparáveis
• A confiabilidade de sistemas/componentes não
reparáveis é analisada através da distribuição do tempo
de falha. Esta distribuição pode ser representada pela
função de densidade de probabilidade (PDF), função de
distribuição acumulada (CDF), ou taxa de falha.
Componente ou Sistemas Reparáveis

• Sistema reparável: é um sistema que, quando uma falha


ocorre, pode retornar a uma condição de operação
através de algum processo de reparo, ao invés da
substituição de todo o sistema.

• Reparável: relacionado a equipamentos e/ou sistemas


industriais.

• Eventos Recorrentes: definição geral em que pode estar


ligado a qualquer área do conhecimento. Eventos
recorrentes significa que para o segundo ocorrer o
primeiro tem que ter ocorrido.
Componente ou Sistemas Reparáveis

• Sistema reparável: é um sistema que, quando uma falha


ocorre, pode retornar a uma condição de operação
através de algum processo de reparo, ao invés da
substituição de todo o sistema.

• Reparável: relacionado a equipamentos e/ou sistemas


industriais.

• Eventos Recorrentes: definição geral em que pode estar


ligado a qualquer área do conhecimento. Eventos
recorrentes significa que para o segundo ocorrer o
primeiro tem que ter ocorrido.
Exemplo (Um Sistema): dados de falhas de um software

Gráfico de eventos
Definições

• Falha: término da condição de operação;


• Defeito: alteração da condição de operação;
• Manutenção Corretiva: retornar o sistema à condição de
operação após uma falha.
• Manutenção Preventiva: parada programada para
melhorar a condição do sistema.
• Manutenção Preventiva Perfeita: retorna o sistema a
condição de "tão bom quanto novo".
• Reparo Mínimo: corretiva que retorna o sistema à
Visão Geral dos modelos

• Reparo Mínimo: sistema continua no estado de “tão ruim


quanto velho”;

• Reparo Perfeito: sistema retorna ao estado de “tão ruim


quanto novo”;
Objetivos

• Comportamento do(s) Sistema(s). Mudança da taxa de


ocorrência de falhas ao longo do tempo;
• Tempo Ótimo de Manutenção;
• Comparação de diferentes sistemas;
• Identificar e caracterizar fontes de heterogeneidade;
• Predição e outros.
Escala de Medidas

• Temporal (idade ou calendário) MAIS COMUM;


• Comprimento de tecido (número de defeitos);
• Distância percorrida (quilometros rodados): chamadas na
garantia.
Exemplo 1:
Utilizando dos dados de falha da tabela abaixo, encontre o gráfico de eventos
utilizando o MatLab.
Sistemas
Não Reparáveis
Sistemas
Reparáveis
Prof. João Paulo Barbosa, D.Sc.

Você também pode gostar