Você está na página 1de 10

ATIVIDADE 1- Observe os mapas sobre a formação do território brasileiro.

a-Os contornos do nosso país, tal como o vemos hoje em um mapa, não foram sempre os mesmos.

Para melhor ocupar sua colônia sul-americana, o governo português resolveu dividi-la em
grandes faixas de terra, que foram chamadas de capitanias. Principais atividades econômicas: a
exploração do pau brasil , o cultivo da cana de açúcar e Século XVII, as drogas do sertão .

 Nessa época, as capitanias tinham contornos bem diferentes dos iniciais e o território brasileiro já possuía
um traçado próximo do atual. Principais atividades econômicas século XVIII: extração do ouro.

Em  1821, as capitanias passaram a se chamar províncias e, em 1889, estados, nome que conservam
até os dias atuais. Atividade econômica: cultivo do café.
OBS: As "drogas" eram produtos nativos do Brasil, que não existiam na Europa e, por isso, atraíam o
interesse dos europeus que as consideravam como novas especiarias.

b) Em quais séculos as Capitanias ainda eram utilizadas como referência na organização do


território brasileiro.

Resposta: As Capitanias hereditárias eram utilizadas como referência nos séculos XVI e XVII

ATIVIDADE 2- Sabemos que a formação dos povos nativos do território brasileiro data de
aproximadamente 8 mil anos e que somente há 514 anos o Brasil vivenciou a chegada de
novas etnias vindas de outros continentes do mundo. Com base nisso, quais são os
impactos para um determinado país que possui sua população nativa há tanto tempo se
deparar com uma nova e diferente etnia?

Resposta: Aconteceria um choque cultural e étnico entre os dois grupos, além de causar vários conflitos
entre os indivíduos de diferentes culturas, podendo ocasionar uma guerra no país. Mas após estabelecer a
paz, acredito que o país uniria essas duas culturas e tornaria em uma só.
ATIVIDADE 3- A figura a seguir, a despeito de apresentar a delimitação territorial atual do
Brasil, representa a formação espacial colonial-escravista brasileira na passagem do
século XVIII para o século XIX, momento fundamental para a compreensão da formação
territorial do Brasil. A figura delimita as diversas atividades econômico-demográficas, do
que resulta um dado arranjo espacial.

a) Relacione as áreas de
pecuária, no
final do século XVIII, aos biomas
existentes no Brasil.
Resposta: Biomas: Amazônia,
Caatinga, Cerrado e Pampas.
Das áreas apresentadas no mapa, as
mais significativas sob o ponto de
vista econômico foram as do sertão
nordestino ( Caatinga) e da Região
Sul(Pampas) . No sertão, a
predominância da caatinga e o
regime de chuvas irregular eram
responsáveis pela má qualidade das
pastagens, ocasionando uma
pecuária de reduzido valor
econômico. Já no Sul, a existência de
boas pastagens naturais permitiu
uma atividade criatória que, embora
também extensiva, apresentava rebanhos de melhor qualidade e de maior valor econômico.

b) A expansão da atividade pecuária pelo território esteve vinculada também ao tropeirismo.


Descreva o papel da atividade pecuária e do tropeirismo na constituição do território brasileiro.

Resposta: No Nordeste, o contínuo avanço dos rebanhos para o interior, em busca de novas pastagens, permitiu a
colonização de um extenso território, tendo a pecuária contribuído para a ocupação do sertão nordestino e de
vastas regiões do Brasil central. No Sul, a existência de rebanhos e pastagens foi importante fator de atração de
migrantes e imigrantes, permitindo a incorporação ao Brasil de territórios inicialmente ocupados por espanhóis.
Por sua vez, o tropeirismo, ligando as áreas criatórias sulinas à área mineradora, contribuía para a colonização do
vasto espaço que separa as duas regiões.

Observe a charge para responder as atividades 4 e 5.

Muito daquilo que conhecemos do Brasil atualmente, não fazia parte de seu território na
época da colonização portuguesa.
ATIVIDADE 4- Quais são os fatores que contribuíram para a expansão territorial do Brasil?
Resposta: Essencialmente, a diversidade de atividades que se desenvolveram no Brasil
Colônia, a expansão demográfica e a crise do ciclo de cana de açúcar no Nordeste foram os
fatores que mais influenciaram a expansão territorial do nosso país.

Além disso, o desenvolvimento pecuário também teve sua importância como razão para as
incursões no interior do país. A exploração econômica do território amazônico foi a
motivação para expansão do Brasil na região Norte.

O Tratado de Tordesilhas, assinado em 1494, estabelecia que Portugal poderia explorar e


ocupar as terras brasileiras até determinada faixa costeira do Atlântico. Os demais territórios
teriam sua exploração pelo Reino de Castela, hoje conhecido como Espanha.
No entanto, não havia um interesse especial da coroa de Castela em explorar essas terras,
enquanto a portuguesa desejava desbravar mais territórios. Portugal já sabia do potencial da
colônia e, mesmo contrariando o acordo, iniciou a expansão territorial do Brasil.

Focada em descobrir riquezas em ouro e minério e reconhecer o interior do país, o avanço


português causou atritos entre as duas nações.

ATIVIDADE 5- Quais cidades foram capitais do nosso país ao longo de sua constituição
territorial?

Resposta: Ao longo da história do país e do seu desenvolvimento, a capital federal,


que inicialmente se encontrava na Região Nordeste do país, foi transferida para a
Região Sudeste e, posteriormente, para a Região Centro-Oeste.
*A primeira capital do Brasil foi a cidade de Salvador, localizada na Bahia. A
escolha da cidade como capital deu-se em 1549, ano de sua fundação, tendo à frente
do governo o militar e político português Tomé de Sousa, o primeiro governador-geral
do Brasil.
A escolha de Salvador como a capital foi influenciada tanto pela sua localização, que
facilitava o escoamento dos recursos naturais explorados no território brasileiro para o
continente europeu, quanto pela existência do pau-brasil e a produção de cana-de-
açúcar na região. Salvador foi a capital do país por 214 anos.
*Posteriormente, houve a transferência da capital do Brasil para a cidade do Rio
de Janeiro, localizada no estado do Rio de Janeiro, na Região Sudeste do país, tendo
em vista a nova realidade econômica vivida naquele período. A economia açucareira
passou a dar espaço para a economia mineradora, com extração do ouro especialmente
nos estados do Mato Grosso, Minas Gerais e Goiás. O Rio de Janeiro foi a capital do
país entre 1763 e 1960.
*A atual capital do Brasil é Brasília, localizada na Região Centro-Oeste,
correspondendo também à sede do governo do Distrito Federal. Na cidade, encontra-se
a sede dos Poderes Legislativo, Executivo e Judiciário, assim como as embaixadas dos
países do mundo. Brasília, considerada Patrimônio Mundial pela Organização das
Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), tornou-se a capital do
país em 1960, quando foi inaugurada pelo então presidente do país, Juscelino
Kubitschek.
EMANA S
SEMANA 2

Observe as obras para responder as atividades 1 e 2.


ATIVIDADE 1 – Qual atividade econômica foi representada em cada uma das pinturas?
Quando ocorreram?
Resposta: Figura 1-Ciclo do Café
Logo após o ciclo do algodão, temos um dos principais ciclos econômicos do Brasil: o do
café. Este ficou conhecido como o ‘ouro negro’. Este passou a ser o principal produto de
exportação assim que as primeiras mudas chegaram ao Brasil, por volta do século XVIII,
mas alcançou seu auge durante o século XIX. Os principais locais de cultivo foram o oeste
paulista e a região do Vale do Paraíba, uma vez que tinham terra roxa, solo bastante
favorável para o plantio.
Figura 2-Ciclo do Ouro
Passado algum tempo, os portugueses encontram diversas jazidas de mineral por volta do
final do século XVII, principalmente em Minas Gerais. A partir disso, começam as
explorações das jazidas de ouro em Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso, alcançando o auge
do seu ciclo durante o século XVIII. Esse ciclo foi o auge da economia colonial, fazendo com
que os portugueses passassem a investir mais na extração do minério, acreditando que
seria a estabilidade econômica, visto que vinham sofrendo com a concorrência mundial na
venda de açúcar.
ATIVIDADE 2 – Quem eram os trabalhadores (a mão de obra) em cada uma das atividades
econômicas? Em qual região brasileira as atividades econômicas foram desenvolvidas?
Resposta: Figura1- mão de obra escrava nas lavouras de café. Os principais locais de cultivo foram o oeste
paulista e a região do Vale do Paraíba, uma vez que tinham terra roxa,solo bastante favorável para o plantio.
Figura 2- mão de obra escrava voltada para a mineração. os portugueses encontram diversas jazidas de
mineral por volta do final do século XVII, principalmente em Minas Gerais. A partir disso, começam as
explorações das jazidas de ouro em Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso, alcançando o auge do seu ciclo
durante o século XVIII.

Observe o gráfico para responder as atividades 3 e 4.


ATIVIDADE 3 – ANALISE o ritmo de crescimento da população colonial entre os séculos XVII
e XVIII, relacionando as atividades econômicas predominantes na colônia nesse mesmo
período.

Resposta: No final do século XVII e XVIII, ocorreu um grande crescimento da população colonial, este
rápido crescimento foi motivado pela descoberta de ouro e pedras preciosas no Brasil.
ATIVIDADE 4 – COMPARE o desempenho do açúcar e do ouro na pauta de exportações
coloniais e estabeleça uma conclusão sobre a importância econômica desses dois
produtos para a colônia.
Resposta: O comércio colonial teve entre seus principais produtos exportados o açúcar e o ouro.
Estes foram os produtos que mais deram lucros para a metrópole, embora o açúcar foi o produto
que mais deu resultado na pauta das exportações.

ATIVIDADE 5 – Hora de ser o artista! Faça um desenho representando uma das atividades
econômicas, com detalhes que representem suas características.

Resposta pessoal.

Semana 3

Agora é hora de testar seus conhecimentos, lembre-se de que as pesquisas e consultas


são permitidas e bem-vindas para que você realize com sucesso as atividades.
Observe o mapa para responder as atividades 1 e 2:

Expectativa ao nascer e população idosa (2015)


ATIVIDADE 1 – Quais elementos que
compõem os mapas você consegue identificar
no mapa temático ao lado? Falta algum
elemento? Qual?

Resposta: Os elementos que compõem um


mapa, ou seja, as partes obrigatórias dos
mapas,
são: o título (e, às vezes, o subtítulo), as
legendas, a escala, a orientação e a fonte
(quando
e quem elaborou o mapa) para a produção do referido documento. O título do mapa indica o
tema ou assunto, bem como informações gerais como localidade, tempo. A legenda, é a
especificação do significado atribuído aos símbolos presentes nos mapas. Esses podem
apresentar-se em forma de ícones, cores, áreas, entre outras formas de representação. A
orientação cartográfica indica os pontos cardeais que são necessários para que o leitor
tenha uma correta noção da posição relativa da área indicada no mapa. Geralmente, ela
apresenta-se nos mapas com uma seta apontando para o norte (N), mas também pode ser
indicada por uma rosa dos ventos. Escala, é a proporção matemática entre a área real e a
sua respectiva representação cartográfica. Existem dois tipos de escala, a numérica e a
gráfica, ambas presentes no exemplo do mapa acima. No mapa acima está faltando a rosa dos ventos
indicada pelos pontos cardeais.

ATIVIDADE 2 – Considerando o estado no qual você reside, descreva como se comporta a expectativa de
vida bem como a população idosa.
Resposta: De acordo com a projeção da população feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e
Estatística (IBGE), em uma década e meia, a quantidade de mineiros maiores de 65 anos vai
ultrapassar o contingente de menores de 15 anos. Enquanto o tempo de vida tem se
prolongado, menos pessoas têm nascido no país, fator decisivo para a inversão da pirâmide
populacional. Minas Gerais tem hoje a menor taxa de fecundidade do Brasil, bem abaixo do
nível nacional (1,77). Até 2060, o número de filhos por mulher vai diminuir ainda mais: a
estimativa é de que no Brasil chegue a 1,66 e, em Minas, despenque para 1,55. Quando há
queda nos grupos etários de 20 a 24 anos, que é a faixa na qual a fecundidade se dá com mais
intensidade, o impacto é geral.
Observe o mapa a seguir para responder as atividades 3 e 4.

Densidade demográfica:
ATIVIDADE 3 – Qual o fenômeno representado no mapa temático?

Resposta: o fenômeno representado no mapa é a concentração da população brasileira nas


áreas litorâneas e nos grandes centros urbanos.

ATIVIDADE 4 – O que as cores do mapa representam? Como o fenômeno mapeado se comporta no estado
de Minas Gerais?

Resposta: As cores no mapa representam a distribuição da população brasileira pelo território. Em Minas
Gerais o índice populacional está concentrado nos grandes centros de referências estaduais como a
capital Belo Horizonte.

ATIVIDADE 5 – Observe a tirinha e responda:

a) Você, como Suzanita considera a representação do


mapa como um erro? Justifique.
Resposta pessoal:
b) Leia a afirmativa e explique: “Na elaboração de uma
mapa há sempre implícita a intenção e as crenças do
cartógrafo?
Resposta: o conhecimento da história da
cartografia também merece destaque,
relacionando-se, principalmente, ao uso ideológico dos planisférios.
Na visão eurocêntrica do planisfério de Mercator (os mapas mais tradicionais), vemos
o hemisfério norte colocado para “cima” e maior que o real – dando impressão de
domínio do hemisfério norte sobre o hemisfério sul. Na visão terceiro-mundista do
planisfério de Peters, vemos o mapa de “ponta cabeça” e as áreas dos continentes são
mantidas – mostrando que o hemisfério sul é maior que o hemisfério norte.

Essas abordagens exemplificam como os mapas não são uma representação fiel e
imparcial da realidade, mas podem ser usados para transmitir modos de ver o mundo.

SEMANA 4

Observe o mapa para responder as atividades 1 e 2.

ATIVIDADE 1 – Quais áreas estão representadas no mapa? A quais países essas áreas estavam submetidas?
Dica: Lembre-se de usar a divisão do continente Americano em América do Norte, do Sul e Central.

Resposta: Esse enorme território é dividido em subcontinentes: América do Norte, América


Central e América do Sul. Essas áreas estavam submetidas pelos seguintes países:
Espanha, Portugal, Gran Bretanha, França e Holanda.

ATIVIDADE 2 – Localizem o Brasil, qual país o colonizou? Quem eram os povos representados pela cor
cinza no mapa? Observe as imagens para responder as atividades de 3 a 5.

Resposta: O país que colonizou o Brasil foi Portugal. Os povos originários.


ATIVIDADE 3 – O que foi o pacto colonial? Como você imagina que ocorriam os fluxos econômicos
entre as colônias e as metrópoles?

Resposta: Pacto Colonial foi como ficou conhecido a relação de comércio entre a


metrópole e suas colônias no período das colonizações europeias, na Idade Moderna.
Ocorreu ao longo dos séculos XV, XVII e XVIII, de uma forma geral, dentro do chamado
Antigo Sistema Colonial, onde as Américas eram colônias, sendo dominadas e exploradas
pelas metrópoles europeias: Espanha, Portugal, França e Inglaterra. Assim, o Novo Mundo
passou a ser fonte de abastecimento de sua economia. O Pacto Colonial consistia no
“exclusivismo”, o que significava que a colônia só poderia comercializar com a sua
metrópole ou para os mercadores que convinham a Portugal. Essa era uma medida para
impedir que os navios estrangeiros comercializassem os produtos para vender e lucrar na
Europa. Importante ressaltar também que a metrópole tinha reserva sobre o mercado
brasileiro.
ATIVIDADE 4 – O que existia nas colônias que poderia ser de interesse da metrópole? O que
será que poderia existir nas metrópoles que não havia nas colônias?

Resposta: O mercantilismo era baseado no monopólio sobre atividades nas colônias, na balança comercial
favorável, em medidas protecionistas e no metalismo (ouro e prata).

ATIVIDADE 5 – Descreva cada uma das imagens, considerando a atividade econômica e a


forma de trabalho destacada.

Resposta: primeira imagem- Representa o ciclo do ouro, mão de obra escrava; O ciclo do ouro é
considerado o período em que a extração e exportação do ouro figurava como principal atividade
econômica na fase colonial do país e teve seu inicio no final do século XVII, época em que as exportações
do açúcar nordestino decaiam pela concorrência mundial do mercado consumidor.
Segunda imagem- ciclo da cana de açúcar ( engenhos), mão de obra escrava; O ciclo da cana-de-
açúcar teve início no Brasil colônia, na época em que foram criadas as capitanias hereditárias. A empresa
açucareira brasileira foi durante os séculos XVI e XVIII, a maior empresa agrícola do mundo ocidental.
Terceira imagem- extração do pau brasil, mão de obra escrava; O ciclo do Pau-Brasil aconteceu porque
a árvore de Pau-Brasil, uma riqueza natural e nativa da Mata Atlântica foi encontrada em
abundância, no território brasileiro. Essa árvore era utilizada pelos índios nativos da nova
terra, como tintura para os corpos.

A tinta da árvore do Pau-Brasil tem a coloração vermelha e a madeira era facilmente encontrada
nas regiões costeiras do país, isso acabou facilitando a exploração da riqueza natural. Os
portugueses logo perceberam o grande potencial dessa matéria prima.

Quarta imagem- escravidão; A escravidão no Brasil foi implantada no início do século XVI. Em 1530
chegou o primeiro navio com negros escravizados e o trabalho escravo só terminou em 1888. Portanto,
durante 358 a escravidão foi a força de produção no país. Inicialmente, os indígenas foram as
primeiras vítimas, e posteriormente, os negros africanos, trazidos de possessões como Angola e
Moçambique.

Você também pode gostar