Você está na página 1de 112

Microsoft Excel

Para Engenheiros
Caro Treinando,

O treinamento de Excel para Engenheiros tem por objetivo apresentar as fer-


ramentas avançadas do aplicativo bem como as principais funções que utiliza-
das nas planilhas ajudam a otimizar o tempo na geração de relatórios, manipu-
lação de dados e ter uma melhor analise das informações sempre com foco na
Área de Engenharia.

Para a realização deste treinamento o participante deve ter participado do trei-


namento de Excel Básico ou possuir conhecimento similar.

Este material de apoio contém uma primeira parte que é uma revisão dos con-
ceitos básicos necessários para que o participante possa ter um melhor apro-
veitamento deste treinamento.

Este material deverá ser utilizado durante o treinamento tanto para acompa-
nhamento das aulas quanto para posterior consulta.

Ao final de cada aula haverão exercícios complementares a serem realizados


em horários livres ou quando solicitado pelo instrutor. Estes exercícios se en-
contram no final do material identificados de acordo com as respectivas aulas.

O intuito dos exercícios é fixar o conteúdo visto durante as aulas.

A realização dos exercícios é muito importante para um bom acompanhamento


e aproveitamento do curso.

Para dúvidas durante ou após o treinamento estará disponível o e-mail:

duvidas@digicad.com.br

DIREITOS AUTORAIS ADQUIRIDOS PELA DIGICAD INFORMÁTICA E


CONSULTORIA LTDA. PROIBIDA A REPRODUÇÃO DOS TEXTOS ORIGI-
NAIS, MESMO PARCIAIS, POR QUALQUER PROCESSO, SEM PRÉVIA
AUTORIZAÇÃO DA DIGICAD INFORMÁTICA E CONSULTORIA LTDA.

Revisão: 00
13/04/2018
INFORMAÇÕES AOS ALUNOS
Prezado aluno a Digicad tem um imenso prazer em contar com sua presença em
nossos treinamentos. Esperamos que você tenha um excelente aproveitamento, re-
plicando os conhecimentos na área profissional e pessoal.
Abaixo algumas informações e procedimentos importantes para um perfeito anda-
mento de seu treinamento.

 Assinar a lista de presença em todas as aulas em que estiver presente, con-


ferindo a grafia do nome, pois assim será impressa no certificado.
 Todo atraso e saída antecipada será anotada pelo instrutor na lista de pre-
sença.
 Desligar ou colocar em modo silencioso seu aparelho celular.
 Não comer ou beber em sala de aula.
 Haverá, em todas as aulas, um intervalo de 15 minutos para café.
 Para a certificação, o aluno deve ter frequência mínima de 80% e aproveita-
mento mínimo, na avaliação do instrutor.
 Para o curso de Autocad, além do item acima, será efetuada uma prova de
avaliação prática.
 Cancelamento de aula em cursos VIP: conforme contrato os alunos de curso
VIP devem desmarcar aulas com 12 horas de antecedência para as aulas di-
urnas e 6 horas de antecedência para as aulas noturnas, caso contrário as
horas agendadas serão consideradas como ministradas.
 Garantia de aprendizado:
o Todos os alunos, de todos os cursos, terão direito a Garantia de
Aprendizado, pagando 5% do valor do curso para matricular-se nova-
mente, dentro do prazo de 01 ano do início do 1º curso.
o Após 01 ano poderá fazer a reciclagem, independente de versão.
o Caso o curso tenha sido descontinuado, modificado ou substituído,
consulte novas condições comerciais com o atendimento da escola e
conheça nosso programa de reciclagem profissional, mais uma vanta-
gem para o aluno Digicad
 Você terá suporte permanente mesmo após o curso podendo tirar suas dú-
vidas pertinentes ao treinamento e obter outras informações pelo e-mail:

duvidas@digicad.com.br

Agradecemos sua confiança em nossos treinamentos.

Atenciosamente
Direção
Microsoft Excel para Engenheiros

Pag.: 4 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

SUMÁRIO

REVISÃO....................................................................................................................................................... 7
Interface do Microsoft Excel 2013 ....................................................................................................... 7
Modo de Compatibilidade ................................................................................................................. 11
Versões do Microsoft Excel ............................................................................................................... 12
Limites do Microsoft Excel ................................................................................................................ 12
Formatos (extensões) de Arquivos ................................................................................................... 13
Teclas de Atalho Básicas .................................................................................................................. 13
Formatação Básica ........................................................................................................................... 14
Operadores ....................................................................................................................................... 18
Cálculos Básicos ............................................................................................................................... 19
Referências de Células relativas e absolutas ................................................................................... 21
Opções de Cálculos .......................................................................................................................... 22
Conceito de Funções ........................................................................................................................ 23
Repetir linhas e/ou colunas em várias páginas ................................................................................ 25
Congelar Painéis ............................................................................................................................... 26
Exibir duas partes de uma planilha ao mesmo tempo ...................................................................... 27
Gerar Arquivos PDF ou XPS ............................................................................................................. 28
Ajuda do Microsoft Excel ................................................................................................................... 30

AULA 01 ...................................................................................................................................................... 31
Conversando com Excel ................................................................................................................... 31
Função MOD ..................................................................................................................................... 31
Função SE ......................................................................................................................................... 32
Aninhando a Função SE ................................................................................................................... 34
Funções Trigonométricas .................................................................................................................. 36

Aula 2 .......................................................................................................................................................... 39
Gráficos ............................................................................................................................................. 39
Gráficos com Linha de Tendência .................................................................................................... 44

Aula 3 .......................................................................................................................................................... 49
Derivada ............................................................................................................................................ 49
Integral .............................................................................................................................................. 52
Operações com Matrizes e Determinantes ....................................................................................... 54
Função MATRIZ_MULT .................................................................................................................... 56
Função MATRIZ.DETERM ................................................................................................................ 57
Função TRANSPOR ......................................................................................................................... 58
Função MATRIZ.INVERSO ............................................................................................................... 59
Solução de Sistemas de Equações Lineares .................................................................................. 60
Função CONVERTER ....................................................................................................................... 61
Tabela de Dados ............................................................................................................................... 63

Aula 4 .......................................................................................................................................................... 65
Solver ................................................................................................................................................ 65
Análise de Dados .............................................................................................................................. 69
Histograma ........................................................................................................................................ 70
Estatística Descritiva ......................................................................................................................... 73
Intervalo de Confiança ...................................................................................................................... 76
Método de Monte Carlo ..................................................................................................................... 77

Aula 5 .......................................................................................................................................................... 79
Guia Desenvolvedor .......................................................................................................................... 79
Macros ............................................................................................................................................... 80
Criando Funções no Excel ................................................................................................................ 86

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 5


Microsoft Excel para Engenheiros

Exercícios Complementares .................................................................................................................... 89


Exercícios Complementares - Revisão ............................................................................................. 89
Exercícios Complementares - Aula 01 .............................................................................................. 91
Exercícios Complementares - Aula 02 .............................................................................................. 93
Exercícios Complementares - Aula 03 .............................................................................................. 94
Exercícios Complementares - Aula 04 .............................................................................................. 95
Exercícios Complementares - Aula 05 .............................................................................................. 98

Resumo das Funções (Português/Inglês) ............................................................................................. 103

Anotações ................................................................................................................................................ 109

Pag.: 6 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

REVISÃO
Esta revisão tem por objetivo ajudar o participante do treinamento de Microsoft Excel para Engenheiro a
relembrar alguns conceitos básicos necessários para um bom aproveitamento do treinamento.
A revisão poderá e deverá ser consultada pelo participante sempre que julgar necessário. Aproveite o
tempo livre para ler e praticar os conceitos aqui apresentados, pois o treinamento terá um melhor apro-
veitamento se o participante tiver um bom conhecimento dos recursos e funções básicas do Excel.
Se julgar necessário poderá tirar as dúvidas com seu instrutor ou através do e-mail
duvidas@digicad.com.br.

Interface do Microsoft Excel


Faixa de Opções

Seu novo centro de controle, a Faixa de Opções.


Não há muita mudança com relação as versão anteriores. O que você precisa está mais visível e mais
fácil de acessar. Em vez de ter cerca de 30 barras de ferramentas não exibidas e comandos escondidos
em menus, você tem uma central de controle — a Faixa de Opções, que reúne os itens essenciais e os
torna bastante visuais.
Quando experimentar o software, você vai descobrir que os comandos que precisa estão agrupados de
maneiras que fazem sentido para você.

O que há na Faixa de Opções?


As três partes da Faixa de Opções são guias, grupos e comandos.

Há três componentes básicos para a Faixa de Opções:


1. Guias – Existem sete guias na parte superior. Cada uma representa tarefas principais executa-
das no Excel.
2. Grupos – Cada guia tem grupos que mostram itens relacionados reunidos.
3. Comandos – Um comando é um botão, uma caixa para inserir informações ou um menu.

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 7


Microsoft Excel para Engenheiros

Os principais comandos do Excel estão na primeira guia, a guia Página Inicial. Os comandos dessa guia
são aqueles que a Microsoft identificou como os mais comumente usados quando as pessoas realizam
tarefas básicas com planilhas.
Por exemplo, os comandos Colar, Recortar e Copiar são organizados primeiramente na guia Página
Inicial, no grupo Área de Transferência. Os comandos de formatação de fonte estão próximos, no gru-
po Fonte. Comandos para centralizar o texto ou alinhar texto à esquerda ou à direita estão no grupo
Alinhamento e comandos para inserir e excluir células, linhas, colunas e planilhas estão no grupo Célu-
las.
Os grupos reúnem todos os comandos de que você pode precisar para um tipo específico de tarefa e,
durante toda a tarefa, eles permanecem em exibição e disponíveis, em vez de serem ocultados em me-
nus. Esses comandos vitais ficam visíveis acima do seu espaço de trabalho.
Veja um exemplo da conveniência: se desejar que o texto seja exibido em várias linhas de uma célula,
não é necessário clicar em um comando de um menu, clicar em uma guia de uma caixa de diálogo e, em
seguida, em uma opção na caixa de diálogo. Basta clicar no botão Quebrar texto automaticamente

no grupo Alinhamento na Página Inicial. Você tentará isso na sessão prática.

Mais comandos, mas apenas quando você precisa deles


Se criarmos um gráfico clicando em um botão na guia Inserir no grupo Gráficos. Em seguida, as Fer-
ramentas de Gráfico ficam disponíveis com as guias Design e Formato.

Os comandos na Faixa de Opções são aqueles utilizados com mais frequência. Em vez de mostrar to-
dos os comandos a todo momento, o Excel mostra alguns comandos quando eles podem ser necessá-
rios, em resposta a uma ação efetuada por você.
Por exemplo, se você não tem um gráfico em sua planilha, os comandos para trabalhar com gráficos não
são necessários.
Mas depois de criado um gráfico, as Ferramentas de Gráfico aparecem com três guias: Design e For-
mato. Nessas guias, você encontrará os comandos necessários para trabalhar com o gráfico. A Faixa de
Opções responde à sua ação.
Use a guia Design para alterar o tipo de gráfico ou para mover o local do gráfico; e a guia Formato para
adicionar cores de preenchimento ou para alterar estilos de linha. Quando concluir o gráfico, clique fora
da área do gráfico. As Ferramentas de Gráfico desaparecem. Para reexibi-las, clique dentro do gráfico.
As guias reaparecem.
Portanto, não se preocupe se não vir todos os comandos necessários em todos os momentos. Execute
as primeiras etapas. Em seguida, os comandos necessários estarão visíveis.

Pag.: 8 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

Modo de Exibição do Microsoft Office Backstage


O modo de exibição Backstage é uma inovação da interface de usuário do Microsoft Office Fluent e um
recurso complementar para a faixa de opções. Acessível com um clique no menu Arquivo, o modo de
exibição Backstage é o local onde você abre, salva, imprime, compartilha e gerencia arquivos, bem como
define as opções do programa.

Usar o modo de exibição Backstage


No Microsoft Excel, a guia Arquivo e o modo de exibição Backstage substituem e expandem o menu
Arquivo de versões anteriores. O modo de exibição Backstage é o espaço para criar novos arquivos,
abrir, salvar e imprimir os existentes, definir opções do Excel e muito mais.
1. Para começar, clique na guia Arquivo e clique em Novo.
2. Você pode clicar em Pasta de Trabalho em Branco ou, para usar um modelo, clique em Mode-
los de Exemplo. Você pode escolher um desses modelos ou procurar um diferente no Offi-
ce.com.

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 9


Microsoft Excel para Engenheiros

3. No caso de opções de impressão, clique na guia Imprimir.

4. Na guia Salvar e Enviar, há opções para enviar um arquivo por email, por fax, para um site do
Microsoft Office SharePoint Server e muito mais.
5. Os botões Salvar, Salvar como, Abrir e Fechar são sempre exibidos na guia Arquivo.
6. Agora clique em Opções na guia Arquivo. Aí estão os comandos que costumavam ficar em Op-
ções no menu Ferramentas.

Pag.: 10 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

Modo de Compatibilidade
A compatibilidade entre as diferentes versões do programa e seus arquivos, na prática não oferece qual-
quer complicação aos usuários, mas alguns pontos devem ser observados.
Ao abrir um arquivo com a extensão .xls o Excel abre o arquivos sem alterações de layout devido um
conversor implementado no programa e na barra de título será exibida a frase Modo de Compatibilida-
de.

Compatibilizando arquivos para versões anteriores


Para compatibilizar uma Planilha de dados do Microsoft Office Excel para qualquer outra versão, anterior
a atual, não são necessárias operações complicadas ou a utilização de plug-ins externos de qualquer
ordem. Basta especificar a extensão adequada do arquivo, a partir do comando Salvar Como.
Supondo ser necessário salvar uma Planilha do Excel de forma a torná-la compatível com uma versão
anterior, proceda da seguinte maneira:
1. Clique no Menu Arquivo.
2. Em seguida clicar na opção Salvar como;
3. Na janela de Salvar como escolha o Tipo de arquivo como Pasta de Trabalho do Excel 97-
2003, para compatibilizá-la com as versões anteriores do Excel.

4. Nomeie o arquivo se desejar e clique no botão Salvar.

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 11


Microsoft Excel para Engenheiros

Versões do Microsoft Excel

Ano Versão
1987 Excel 2.0 para Windows
1990 Excel 3.0
1992 Excel 4.0
1993 Excel 5.0 (Office 4.2 e 4.3)
1995 Excel 7.0 (Office 95)
1997 Excel 8.0 (Office 97)
1999 Excel 9.0 (Office 2000)
2001 Excel 10.0 (Office XP)
2003 Excel 11.0 (Office 2003)
2007 Excel 12.0 (Office 2007)
2010 Excel 14.0 (Office 2010)
2013 Excel 15.0 (Office 2013)

Limites do Microsoft Excel

Até Excel Após Excel


Limite
2003 2003
Colunas em uma planilha 256 16.384
Linhas em uma planilha 65.536 1.048.576
Número de Cores Diferentes permitidas em uma Planilha 56 4,3 bilhões
Número de Condições de formato condicional aplicado a uma Memória Dispo-
3
célula nível
Número de Níveis de Classificação 3 64
Número de Itens exibidos em uma lista de AutoFiltro 1.024 32.768
Número Total de Caracteres exibidos em uma célula 1.024 32.768
Número total de caracteres por célula que o Excel pode imprimir 1.024 32.768
Número total de estilos de células exclusivos em uma planilha 4.000 65.536
Extensão máxima de uma fórmula, em caracteres 1.024 8.192
Número de níveis aninhados permitido em uma fórmula (SE) 7 64
Número máximo de argumentos em uma fórmula 30 255
Número de caracteres que pode ser armazenado e exibido em
255 32.768
uma célula com um formato de texto
Número de Colunas permitido em uma Tabela Dinâmica 255 16.384
Número de campos exibidos no painel de tarefas da lista de
255 16.384
campos da tabela
Número de campos exibidos no painel de tarefas da Lista de
255 16.384
Campos da Tabela dinâmica

Pag.: 12 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

Formatos (extensões) de Arquivos


Abaixo estão listados os principais formatos dos arquivos do Microsoft Excel com suas respectivas ex-
tensões:
Formato Extensão
Pasta de Trabalho .xlsx
Pasta de Trabalho do Excel 97-2003 .xls
Pasta de Trabalho habilitada para macro .xlsm
Pasta de Trabalho Binária .xlsb
Modelo .xltx
Modelo habilitado para macro .xltm
Modelo do Excel 97-2003 .xlt
Suplemento .xlam
Suplemento do Excel 97-2003 .xla

Teclas de Atalho Básicas

Teclas de Atalho Descrição


CTRL+PAGE DOWN Move para a próxima planilha na pasta de trabalho.
CTRL+PAGE UP Move para a planilha anterior na pasta de trabalho.
CTRL+HOME Move para o início de uma planilha.
PAGE DOWN Move uma tela para baixo na planilha.
PAGE UP Move uma tela para cima na planilha.
Move para a margem da região de dados atual em uma
CTRL+TECLAS DE DIREÇÃO
planilha.
CTRL + Mouse Seleciona intervalos de células separadamente.
SHIFT + Setas de Direção Seleciona as células.
F2 Edita o conteúdo de uma célula.
Duplo Clique na Guia da Planilha Renomeia a planilha.

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 13


Microsoft Excel para Engenheiros

Formatação Básica
Alinhamentos Especiais
Os alinhamentos de células do Excel proporcionam várias soluções para os problemas do dia a dia a
seguir veremos alguns exemplos úteis:
Exemplo:
Para o alinhamento o título da planilha, “Solicitação de Compras”, selecione da célula A1 até G1 e
clique na guia Página Inicial, grupo Alinhamento clique no botão Mesclar e Centralizar.

Caso deseje remover o recurso de Mesclar e Centralizar basta selecionar a célula mesclada e clicar
novamente no botão para desativar o recurso.

Retorno automático do texto

 Selecione a linha (clicando sobre o nº da linha) na qual deseja aplicar o retorno automático do
texto;
 Clique na Guia Página Inicial, e no grupo Alinhamento, clique sobre o botão Quebrar Texto
Automaticamente.

Quando utilizado o recurso de Quebrar Texto Automaticamente o Excel faz o retorno automático do
texto dentro das células, quando o conteúdo for maior que a célula.
DICA

Para fazer uma Quebra manual do texto utilize ALT + ENTER

Pag.: 14 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

Para melhorar podemos ainda clicar nos botões de alinhamento Centralizar e No meio para centralizar
o conteúdo dentro das células.

Outra maneira de realizar os comandos de alinhamento é clicar no indicador de Caixa de dialogo ( )


do grupo Alinhamento e na janela que se abre marcar as opções desejadas e clique em OK.

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 15


Microsoft Excel para Engenheiros

Centralizar Seleção
O comando Centralizar Seleção produz o mesmo efeito que o comando Mesclar, porém, com uma
grande vantagem. Não provoca mensagens de erro como no uso do comando Mesclar.
1. Selecione o intervalo desejado (o que você iria mesclar), clique no botão do grupo Alinhamento.

2. Clique na setinha da caixa de combinação Horizontal e selecione a opção Centralizar


Seleção.

3. Após pressionar o botão OK do diálogo acima, você verá o seguinte efeito:

A aparência é a do comando Mesclar mas, no entanto, as células continuam existindo. Ou seja, quando
você usa o comando mesclar, todas as células do intervalo selecionado passam a ter o nome da
primeira. No caso acima, o intervalo A1:G1, passaria a ter o nome A1. Com o uso do comando
Centralizar Seleção as células A1, B1, C1, D1, E1, F1 e G1 continuarão a existir. Faça o teste.

Usando o recurso de Centralizar Seleção o efeito é semelhante ao Mesclar e tem mais


DICA

uma vantagem quando utilizado em funções ou fórmulas com referencias a essas células
formatadas não dão erro, pois são interpretadas individualmente. Ex: Funções como
PROCV, PROCH, ÍNDICE e/ou CORRESP.

Pag.: 16 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

Inserindo número sob a forma de texto

O Excel reconhece todo número digitado como número, ou seja, constante numérica válida para fórmu-
las e cálculos. Se você desejar inserir algum número que não quer inserir como parte do cálculo em uma
célula, basta introduzir o número com apostrofo ( ‘ ) antes do valor.
Se um valor for digitado desta forma em uma tabela de soma, por exemplo, o Excel não o somará.

Estes números foram digitados diretamente sobre uma planilha de soma.


Todos os números digitados foram assumidos pelo Excel como constan-
tes numéricas e somados ao valor final: 180.

Agora o número 82 foi inserido com o apostrofo antes: ’82. Dessa forma o
Excel insere o número normalmente na Planilha, mas ele é considerado uma
constante não-numérica, e não é levado em conta para o cálculo do resultado
da Planilha: 98.

Pode-se utilizar o apostrofo ( ‘ ) também antes de uma fórmula para que a mesma fi-
que exibida na célula e o Excel não realize o cálculo.
DICA

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 17


Microsoft Excel para Engenheiros

Operadores
Operador Exemplo
+ (adição) =3+3 ou =A1+B1
– (subtração) =3-3 ou =A1-B1ou Negação (–1)
Matemáticos

* (multiplicação) =3*3 ou =A1*B1


/ (divisão) =3/3 ou =A1/B1
% (porcentagem) 20%
^ (Potenciação) =3^3 ou =A1^B1 ou para raiz =25^(1/2)
= (igual a) =A1=B1
> (maior do que) =A1>B1
Lógicos

< (menor do que) =A1<B1


>= (maior ou igual a) =A1>=B1
<= (menor ou igual a) =A1<=B1
<> (diferente de) =A1<>B1
="mal"&" sucedido" ou =soma(A1:B4)&“ horas”
& (E comercial)
Concatena dois valores para produzir um valor de texto contínuo.
=SOMA(A2:A100)
: (dois-pontos) Operador de intervalo, que produz uma referência para todas as célu-
las entre duas referências, incluindo as duas referências
Separador de argumentos. Separa os argumentos de uma função.
; (ponto e virgula)
=SOMA(B1;B5;B9)
###### ou #VALOR!
Exibido em sequência significa que o a célula é menor que o valor ou
# (Sustenido/Cerquilha)
a formatação utilizada não é válida. Também pode vir junto a uma
mensagem de erro de fórmula.
=$A$2*B2 ou =A$2*$B2
Especiais

Utilizado para indicar que aquele endereço não se alterará quando for
$ (Cifrão)
copiado para um novo endereço. Representa uma referência Absolu-
ta, ou seja, uma referência fixa.
=(100+50)*4 ou =Maior(A2:A10;3) ou (R$ 300.000,00)
Representa "prioridade" de "resolução" em uma expressão algébrica.
( ) (Parenteses)
Separa os argumentos de uma função ou representa valores negati-
vos no formato contábil.
[h]:mm - Utilizado para aplicar um formato personalizado a uma célu-
[ ] (Colchetes)
la.
={A1:A4*B1:B4}
Utilizados em fórmulas matriciais. Não pode ser digitado ele é inserido
{ } (Chaves)
através das teclas CTRL+SHIFT+ENTER após a digitação da fórmu-
la.
=ÍNDICE({5\6; 7\8};0;2) - O operador \ é usado em fórmulas matrici-
\ (Contra Barra) ais. neste caso, o ; (ponto e vírgula) é um separador de linha e,
o operador \ (contra barra) é um separador de colunas.

Pag.: 18 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

Cálculos Básicos
Nesta etapa, será feita uma breve revisão e refinamento de como trabalhar em uma planilha com fórmu-
las básicas, além de apresentar as maneiras de se inserir fórmulas em uma célula. Também será revisa-
do os conceitos básicos de células, intervalos, formatação e operadores.
Colunas, linhas, células e intervalos
A área de trabalho de uma planilha (do Excel ou qualquer outra) é uma área formada pela interseção de
linhas com designações numéricas (do lado esquerdo) e de colunas designadas por letras (no topo da
folha).

A interseção de uma coluna com uma linha chama-se célula. As células


são designadas pela conjunção do nome da coluna com o nome da linha.
Numa planilha com milhares de células poderá ser difícil encontrar aquela
que pretende. Para isso o Excel possui uma caixa de nome, onde pode
digitar diretamente a célula para onde pretende ir (seguido de Enter). Por
exemplo, a célula fruto da interseção da coluna B com a linha 4 será
chamada “B4”.

Intervalo é um conjunto células. Ex: B1:B5 (Lê-se: De B1 até B5)

Temos que tomar cuidado ao digitar uma fórmula que precise utilizar o operador de intervalo : (dois pon-
tos), pois se digitarmos errado e colocarmos o ; (ponto e virgula) teremos não um intervalo mas 2 argu-
mentos. Ex.: B1;B5 (Lê-se: B1 e B5)

Podemos utilizar o separador de argumentos e o operador de intervalos em uma mesma fórmula, geral-
mente em funções como no exemplo abaixo:
=SOMA(B1:B5;D1:D5;F1:F5)
Na fórmula estamos somando 3 intervalos não consecutivos.

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 19


Microsoft Excel para Engenheiros

Inserindo fórmulas em uma célula


Existem algumas maneiras diferentes de se inserir fórmulas no Excel:
 Usando o Auto Soma () para fazer somatórios;
 Usando o sinal de igual (=) e inserindo a fórmula manualmente;
 Usando o assistente de função ;

AutoSoma
A AutoSoma é usado quando se é necessário fazer uma somatória de valores contidos em várias célu-
las. Por padrão, ao clicar no botão de  na barra de ferramentas, a fórmula de soma busca realizar a
conta com as células adjacentes a ela, que contêm valores numéricos. Se o intervalo de células sugerido
para o somatório estiver incorreto pode-se alterá-lo, bastando para tanto selecionar as células a serem
somadas usando o procedimento normal de seleção de células.

Através do botão  podemos incluir outras funções além da AutoSoma. Para isto, em vez de clicar no
botão  na barra de ferramentas, clique na seta al ao lado dele e escolha a função desejada.
DICA

Para fazer uma AutoSoma ALT =

Inserindo fórmulas manualmente


Uma outra maneira de inserir fórmulas é usando o sinal de igual (=), depois digitando-se os endereços
das células intercalados pelos sinais das operações a serem feitas.
É uma maneira mais flexível de se montar qualquer fórmula, pois é aberta à inserção de valores, variá-
veis (endereços de células), e funções para a execução de qualquer cálculo.

Pag.: 20 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

Referências de Células relativas e absolutas


Um conceito que precisa ser bem entendido e fixado é o de referência de células relativas e absolutas. É
bastante usado este conceito em fórmulas avançadas, bem como no uso da alça de preenchimento para
se copiar fórmulas de uma célula para outras.
Muitas vezes é necessário fixar o endereço de uma célula em certas fórmulas/funções. Para isto, usa-se
endereços de células absolutas, isto é, quando se copia o conteúdo de uma célula para outra, certos
endereços na fórmula não se devem alterar, precisam ser fixos, independente do endereço da célula de
destino.
Por outro lado, quando é necessário que os endereços contidos na fórmula sejam alterados de acordo
com a nova posição, usam-se os endereços relativos.

Referência Relativa
Uma referência relativa de uma célula em uma fórmula/função é simplesmente a combinação do endere-
ço da coluna seguido do endereço da linha.
Por exemplo: tem-se na célula D2 a seguinte fórmula: =B2*C2, nesta fórmula todos os endereços das
células são relativos, pois quando se copia esta fórmula para a célula D3, esta tornar-se-á =B3*C3, ob-
serve que todos os endereços foram atualizados de acordo com a nova posição da fórmula e assim su-
cessivamente para as demais.

Fórmula e ou funções que possuem célula com endereços relativos, quando são copia-

! das para outras posições têm seus endereços alterados de acordo com a nova posi-
ção.

Referência Absoluta
Uma referência absoluta de uma célula em uma fórmula/função possui na frente da letra da coluna e/ou
na frente do número da linha, o símbolo de $ indicando que aquele endereço não se alterará quando for
copiado para um novo endereço.
Por exemplo: tem-se na célula E2 a seguinte fórmula: =D2/$D$8, nesta fórmula $D$8 indica que a colu-
na e a linha estão fixadas.
Quando esta fórmula é copiada para a célula E3, ela é alterada para =D3/$D$8, observe que o endereço
que possui o $ não foi atualizado, por outro lado, o que não possui, foi, de acordo com a nova posição da
fórmula.

As referências em uma célula também podem ser Mistas quando utilizamos na mesma fórmulas refe-
rências Relativas e Absolutas como no exemplo anterior.
As opções para fixação de uma célula podem ser as seguintes:

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 21


Microsoft Excel para Engenheiros

Colocar $ antes da letra da coluna para fixar apenas a coluna quando tiver arrastando uma
$C1
fórmula no sentido horizontal. Neste exemplo somente a coluna C esta fixa.
Colocar $ antes do número da linha para fixar apenas a linha quando tiver arrastando uma
C$1
fórmula no sentido vertical. Neste exemplo somente a linha 1 esta fixa.
Colocar $ antes da letra da coluna e antes do número da linha para fixar tanto linha quanto
$C$1 coluna quando tiver arrastando uma fórmula no sentido horizontal e também no vertical.
Neste exemplo toda a célula C1 esta fixa.

Fórmula/funções que possuem células com endereços absolutos, quando são copiadas
para outras posições, têm os endereços das células com $ inalterados.
DICA

A tecla de Atalho F4 permite alternar entre as 3 situações previstas, linha, coluna ou am-
bas.

Opções de Cálculos
Em algumas situações como por exemplo, planilhas muito grande com diversos cálculos, as mesma
podem demorar para processar os dados, pois por padrão todas as vezes que alteramos o conteúdo de
alguma célula o Excel recalcula toda a planilha automaticamente o que pode levar um certo tempo de-
pendendo do tamanho da planilha.
Para resolver este problema podemos alterar o modo de cálculo de
Automático para Manual. Para isso clique na Fórmulas e no grupo
Cálculo clique no botão Opções de Cálculo e selecione a opção
desejada.
Se a opção selecionada for a Manual lembre-se que quando for feita
a alteração no valor de alguma célula da planilha a mesma não atua-
lizará os resultados nas fórmulas automaticamente, você precisara
clicar no comando Calcular Agora que se encontra na guia Fórmu-
las e no grupo Cálculo.

A quantidade do mouse é 15 e o total R$ 180,00 Se a quantidade do mouse for alterada para 30 o total
continuará sendo R$ 180,00 pois a Opção de Cálculo
foi definida como Manual e nesse caso precisávamos
ter clicado no comando Calcular Agora.

Se preferir pode utilizar as seguintes teclas de atalho para atualizar os dados:


DICA

F9  Calcula a Pasta de Trabalho Inteira


Shift + F9  Calcula apenas a Planilha Atual (Ativa)

Pag.: 22 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

Conceito de Funções
Uma função é um procedimento de cálculo previamente definidos, que determina um resultado. Assim
como todo cálculo deve ser iniciada com “=” e de ser seguida de um ou mais parâmetros.
= Nome da Função ( Argumentos )
Os argumentos podem ser números, texto, valores lógicos, como VERDADEIRO ou FALSO, matrizes,
valores de erro como #N/D ou referências de célula
Como dito anteriormente as funções são procedimentos de cálculos pré-definidos que determinam um
resultado. As funções podem realizar um cálculo especifico ou simplificar uma fórmula como no exemplo
abaixo onde foi simplificada a fórmula da soma das células pela função:

Assistente de Função 
Através do assistente de função, insere-se funções com auxílio passo a passo. Pode-se escolher uma
função específica que exista dentro do Excel, inserindo, quando requisitado pelo assistente, apenas os
endereços das células que contêm os valores a serem usados na função, ou então os valores numéricos
propriamente ditos.
Para utilizar o assistente de funções clique na guia Fórmulas e em seguida clique no botão Inserir Fun-
ção ou através do botão Inserir Função da Barra de Fórmulas.

As funções também podem ser digitadas diretamente na célula. Durante a digitação da função, um pequeno
quadro de auxilio para a sintaxe do nome da função poderá ser exibido. Para completar a digitação do nome
da função, poderá clicar sobre o nome correspondente, inserindo-o corretamente na célula.
DICA

Pode-se também utilizar as setas de direção para selecionar o nome da função e pressionar a
tecla TAB para completar a digitação.

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 23


Microsoft Excel para Engenheiros

Funções Básicas

Função Descrição Exemplo


Soma todos os números das células men- =SOMA(célula1; célula2; ...)
SOMA cionadas. =SOMA(célulainicial:célulafinal)
Retorna o maior valor dentre as células =MÁXIMO(célula1; célula2; ...)
MÁXIMO mencionadas. =MÁXIMO(célulainicial:célulafinal)
Retorna o menor valor dentre as células =MÍNIMO(célula1; célula2; ...)
MÍNIMO mencionadas. =MÍNIMO(célulainicial:célulafinal)
Retorna a média aritmética dos valores. =MÉDIA(célula1; célula2; ...)
MÉDIA
=MÉDIA(célulainicial:célulafinal)
Retorna dentro de um intervalo de dados o =MAIOR(Intervalo;Critério)
MAIOR maior valor através de um critério especifi-
cado na função. Critério: Valor a ser retornado 1, 2 , 3...
Retorna dentro de um intervalo de dados o =MENOR(Intervalo;Critério)
MENOR menor valor através de um critério especi-
ficado na função. Critério: Valor a ser retornado 1, 2 , 3...
Conta quantas células contêm números e
CONT.NÚM também os números na lista de argumen- =CONT.NÚM(intervalo)
tos.
Calcula o número de células não vazias e
CONT.VALORES os valores na lista de argumentos. =CONT.VALORES(Intervalo)

Conta o número de células vazias no inter-


CONTAR.VAZIO valo especificado. =CONTAR.VAZIO(intervalo)

Retorna a data atual. Esta função fará com


que cada vez que você abrir o arquivo a
HOJE data venha atualizada, você sempre terá o =HOJE( )
dia correto.
Retorna a data e hora atual. Esta função
AGORA fará com que cada vez que você abrir o =AGORA( )
arquivo a data venha atualizada.
Arredonda o valor para baixo até o número =INT(Número)
INT inteiro mais próximo. =IINT(Fórmula)
Arredonda um número até uma quantidade =ARRED(Número;Nº de dígitos)
ARRED especificada de dígitos. =ARRED(Fórmula;Nº de dígitos)
Omite a parte fracionária de um número de
acordo com quantidade especificada de =TRUNCAR(Número;Nº de dígitos)
TRUNCAR
dígitos. =TRUNCAR(Fórmula;Nº de dígitos)

Retorna o resto depois de uma divisão de


MOD um número por um divisor. O resultado =MOD(Número;Divisor)
possui o mesmo sinal do divisor.
Retorna um número aleatório entre 0 e 1.
ALEATÓRIO Um novo número é retornado toda vez que =ALEATÓRIO( )
a planilha é calculada.

Pag.: 24 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

Repetir linhas e/ou colunas em várias páginas


Muitas vezes é necessário repetirmos ou uma linha ou uma coluna em todas as páginas para isso:
 Clique na guia Layout de Página, grupo Configurar Página, clique no botão Imprimir Títulos;

 Na janela Configurar Página, na guia Planilha, vá até a seção Linhas a repetir na parte supe-
rior e clicando no botão de seleção (botão recolher), selecione por exemplo a linha 3.
 Selecione Colunas a repetir à esquerda se desejar usar títulos verticais em cada página.

 Clique em OK.
 As linhas e/ou colunas serão repetidas em todas as páginas da planilha.

Abaixo as demais opções desta janela:


1. Área de Impressão - Clique na caixa Imprimir área para selecionar um intervalo de planilha pa-
ra imprimir e, em seguida, arraste pelas áreas da planilha que você deseja imprimir.
2. Imprimir:
 Linhas de Grade - Marque a caixa de seleção Linhas de Grade para imprimir linhas de
grade de célula verticais e horizontais nas planilhas.
 Preto e branco - Marque a caixa de seleção Preto e branco se tiver formatado dados com
cores mas estiver utilizando uma impressora monocromática. Se você estiver usando uma
impressora colorida, a seleção dessa opção pode reduzir o tempo de impressão.

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 25


Microsoft Excel para Engenheiros

 Qualidade Rascunho – Marque a caixa de seleção Qualidade Rascunho para reduzir o


tempo de impressão. Quando essa opção é selecionada, o Microsoft Excel não imprime nem
as linhas de grade nem a maior parte dos elementos gráficos.
 Títulos de linha e coluna – Marque a caixa de seleção Títulos de linha e coluna para im-
primir números de linha e letras de coluna em um estilo de referência A1 ou linhas e colunas
numeradas em um estilo de referência L1C1.
3. Ordem da página – Clique em Abaixo e acima ou Acima e abaixo para controlar a ordem na
qual os dados são numerados e impressos quando não couberem em uma página. A figura de
exemplo mostra a direção na qual seu documento será impresso quando você selecionar uma
dessas opções.
4. Opções – Clique em Opções para definir opções específicas para a impressora selecionada.
Para obter maiores informações, consulte a documentação da sua impressora.

Congelar Painéis
Com o recurso de Congelar Painéis é possível manter os rótulos de linhas e colunas visíveis enquanto
rola.
 Para congelar o painel horizontal superior, selecione a linha abaixo do lugar onde você dese-
ja que apareça a divisão.
 Para congelar o painel vertical esquerdo, selecione a coluna à direita do lugar onde você de-
seja que apareça a divisão.
 Para congelar os painéis superior e esquerdo, clique na célula abaixo e à direita do lugar on-
de você deseja que apareça a divisão.

Na guia Exibição, no grupo Janela, clique no botão Congelar Painéis.

Para descongelar clique na guia Exibição, no grupo Janela e clique Congelar Painéis e em seguida, no
comando Descongelar painéis.

Pag.: 26 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

Exibir duas partes de uma planilha ao mesmo tempo


Posicione o cursor no local onde deseja dividir a janela e em seguida, na Guia Exibição, no grupo Jane-
la, Clique no botão Dividir.

O exemplo abaixo mostra uma janela dividida:

Para voltar ao normal clique na Guia Exibição, no grupo Janela, Clique no botão Dividir. Se a janela
estiver dividida, este passo irá remover a divisão.
Para voltar ao normal clique na Guia Exibição, no grupo Janela, Clique no botão Dividir. Se a janela
estiver dividida, este passo irá remover a divisão.

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 27


Microsoft Excel para Engenheiros

Gerar Arquivos PDF ou XPS


Agora você pode exportar dados para um formato PDF (Portable Document Format) ou XPS (XML Paper
Specification) para impressão, lançamento e distribuição por e-mail, desde que você primeiramente
instale o Publish como suplemento de PDF ou XPS. A exportação de uma planilha para um arquivo PDF
ou XPS permite que você capture informações facilmente distribuído que mantém todas as suas
características de formatação, mas não exige que outras pessoas tenham o Excel instalado em seus
computadores para imprimir ou revisar sua saída. Será possível exportar para um arquivo de formato
PDF ou XPS a partir do Office 2007 somente após a instalação do suplemento.
Seguem algumas informações sobre os formatos de arquivo:
 PDF (Portable Document Format) o PDF é um formato de arquivo eletrônico de layout fixo
que mantém a formatação do documento e habilita o compartilhamento de arquivos. O formato
PDF assegura que na exibição ou impressão do arquivo online, seja mantido exatamente o
formato planejado e que os dados do arquivo não possam ser facilmente copiados ou alterados.
O formato PDF também é útil para documentos que serão reproduzidos por métodos de
impressão comercial.
 XPS (XML Paper Specification) O XPS é um formato de arquivo eletrônico que mantém a
formatação do documento e habilita o compartilhamento de arquivos. O formato XPS assegura
que na exibição ou impressão do arquivo online, ele mantenha exatamente o formato planejado
e que os dados do arquivo não possam ser facilmente copiados ou alterados.
Para gerar um arquivo em PDF siga as instruções abaixo:
 Clique na planilha a ser Exportada;
 Clique no Menu Arquivo, em seguida clique em clique na opção Exportar, clique em Criar
Documento PDF/XPS e clique no botão Criar PDF/XPS;

 Na janela que se abre selecione o local onde será salvo o arquivo. Renome o arquivo;

Pag.: 28 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

 Clique no botão Opções caso queira modificar


alguma propriedade;
 Clique em OK e em seguida no botão Publicar.
Pronto o arquivo será criado.

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 29


Microsoft Excel para Engenheiros

Ajuda do Microsoft Excel


Sempre que você tiver alguma dúvida sobre uma função ou ferramenta do Excel utilize o botão de Ajuda
do Microsoft Excel para consultar maiores informações sobre ferramentas, função e visualizar exem-
plos de aplicação das mesmas.
Para utilizar a Ajuda do Microsoft Excel clique no ícone de ajuda da Barra de Títulos ou pressione a
tecla F1.

Na janela que se abre digite o assunto a ser pesquisado e pressione Enter:

Basta agora clicar nos assuntos e ler o conteúdo.

Exercícios Propostos
Para fixar o conteúdo da Revisão e tirar possíveis dúvidas realize os exercícios complementares que se
encontram no final do material e em casos de dúvidas você poderá tirar com seu instrutor durante o trei-
namento ou através do e-mail:
duvidas@digicad.com.br

Pag.: 30 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

AULA 01

Conversando com Excel


Você pode dar entrada de afirmações nas células do Excel e ele retorna se suas informações são VER-
DADEIRAS ou FALSAS.

Partindo destes resultados é que vamos entender como em alguns casos que estabelecemos uma com-
paração entre células o Excel trabalha.

Experimente em uma célula qualquer indicar uma afirmação, por exemplo:

= 4+3 = 7 e pressione Enter

Você poderá perceber que o Excel retorna o valor VERDADEIRO.

Faça então o mesmo procedimento agora com uma afirmação errada.

= 4+3 = 9
E o resultado será FALSO.

Conseguiremos a partir destes resultados formular comparações ou testes lógicos que serão aplicados
em algumas funções muito importantes do Excel.

Função MOD
Retorna o resto da divisão de um número. O resultado possui o mesmo sinal que o divisor.

=MOD(Núm;Divisor)

No nosso primeiro exemplo vamos aplicar a Função MOD para observarmos que o sinal obedece sem-
pre o divisor.
Na célula C4 insira a função MOD com esses parâmetros =MOD(A4;B4)

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 31


Microsoft Excel para Engenheiros

Aplicando agora a função MOD em um exemplo de produção:

No nosso exercício vamos calcular a partir do total de peças e a capacidade por caixa, quantas caixas eu
posso formar, mas atenção o resultado desse calculo não pode dar números “quebrados”.
Na célula C12 iremos inserir a seguinte fórmula:
=INT(A12/B12)

Obtido o resultado do número de caixas então vamos calcular quantas peças sobram.
Na célula D12 iremos inserir a seguinte fórmula:
=MOD(A12;B12)
Através desta função atingimos o resto das peças em questão.

Função SE
Esta é uma função lógica que retorna um valor baseado no teste lógico. A função SE retornará um valor
se uma condição que você especificou for considerada VERDADEIRO e um outro valor se essa condição
for considerada FALSO.

=SE(teste_lógico;[valor_se_verdadeiro];[valor_se falso])

 teste_lógico - Obrigatório. Qualquer valor ou expressão que possa ser avaliado como
VERDADEIRO ou FALSO.
 valor_se_verdadeiro - Opcional. O valor que você deseja que seja retornado se o argumento
teste_lógico for considerado VERDADEIRO.
 valor_se_falso - Opcional. O valor que você deseja que seja retornado se o argumento
teste_lógico for considerado FALSO.

Utilizaremos o exemplo a seguir para calcular quando um ano é bissexto. Para isso deveremos analisar
se o resto da divisão do número do ano por 4 for igual a zero, então iremos escrever “Ano Bissexto” caso
contrário a célula deverá ficar em branco (“”,abre e fecha aspas sem espaço no meio).

Falso Verdadeiro
=MOD(A4;4)=0

"" "Ano Bissexto"

Pag.: 32 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

Na célula B4 colocaremos a função SE, nossa comparação ou teste lógico dependerá da célula com o
valor do ano (A4). Vamos fazer o seguinte calculo:
Para se obter o resto de uma divisão o Excel disponibiliza a fórmula MOD. Então na função SE Coloca-
remos:
=SE(MOD(A4;4)=0; “Ano Bissexto”; “”)
Sempre que o resultado do teste lógico for “0” então ele retornará VERDADEIRO eo texto exibido na
célula será Ano Bissexto.

Podemos também utilizar a fórmula abaixo:


=SE(MÊS(DATA(A4; 2; 29))=2; "Bissexto"; "")

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 33


Microsoft Excel para Engenheiros

Aninhando a Função SE
A função SE pode ser encadeada (aninhamento) de forma que uma das respostas seja uma nova função
SE. A partir do Excel 2007, são permitidos 64 aninhamentos. Nas versões anteriores eram permitidos
somente 7.
O exemplo a seguir demonstra a aplicação desta função para a classificação ABC (ou curva ABC) onde
os itens cujos percentuais acumulados somarem 80% serão classificados como “A”, os que somarem até
90% e 100% serão classificados como “B” e “C” respectivamente.

Na célula B2 vamos inserir a seguinte função:


=SE(A2<=80%; “A”;SE(A2<=90%; “B”; “C”))

Reparem que se o primeiro teste lógico for falso então a função SE passará para próxima função SE
colocada no argumento: valor_se_falso.

Pag.: 34 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

No próximo exemplo iremos aninhar um número maior de Função SE:

Para o cálculo do imposto, na célula C2 você deverá escrever uma fórmula que apresente o percentual a
ser aplicado ao produto conforme o intervalo da tabela F2:G6. Lembre-se: a fórmula deve ser tal que , ao
atualizar os valores na tabela, você não precise corrigir a fórmula digitada
Insira a fórmula na célula C2 faça um autopreenchimento até C10.
 Para preços até R$ 20,00, a taxa será de 7%;
 Para preços até R$ 100,00, a taxa será de 9%;
 Para preços de R$ 500,00, a taxa será de 10,0%;
 Para preços de R$ 1.000,00, a taxa será de 12,5% e acima disto, será de 15%.
Para o cálculo do Novo preço, você deverá somar o preço acrescido do seu percentual. Na célula D2 use
a fórmula:
=B2*(1+C2)

O número de Função SE depende exclusivamente da quantidade de possíveis resulta-


dos que eu tenho que exibir. Para não errar use:
DICA

NFSE=QR-1
Número de função SE Quantidade de Resultados

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 35


Microsoft Excel para Engenheiros

Funções Trigonométricas
Ao invés de “GRAUS”, as funções trigonométricas utilizam o “RADIANO” como unidade dos argumentos.
Considerando que existem 2𝜋 radianos em 360 graus, então você pode converter graus em radianos
𝜋
multiplicando graus por .
180

Pag.: 36 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

Na prática algumas funções não existem para o Excel, por isso nós deixamos alguns exemplos de cálcu-
los trigonométricos abaixo:

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 37


Microsoft Excel para Engenheiros

No próximo exemplo faremos alguns cálculos com as funções descritas neste item.
Efetue os cálculos para encontrar os resultados de Seno, Cosseno, Tangente, Cotangente, Secante e
Cossecante.

Exercícios Propostos
Para fixar o conteúdo da AULA 01 e tirar possíveis dúvidas realize os exercícios complementares que se
encontram no final do material e em casos de dúvidas você poderá tirar com seu instrutor durante o trei-
namento ou através do e-mail:
duvidas@digicad.com.br

Pag.: 38 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

Aula 2

Gráficos
A representação gráfica é uma das melhores maneiras de sintetizar e exibir resultados de um conjunto
de informações em uma planilha. No campo da engenharia é uma das ferramentas essenciais para reso-
lução de problemas matemáticos e cotidianos do engenheiro.
O engenheiro só consegue otimizar sua área de ação através da formulação de gráficos.
Estes são os tipos de gráficos:

Gráficos de Coluna:
Os gráficos de colunas mostram comparações entre itens individuais em um período específico, ou so-
mente comparações entre itens.
Para construir um gráfico de coluna siga os passos:
Selecione o intervalo C3:D9.

Na guia Inserir clique em Colunas e escolha um dos subtipos de gráficos de colunas.

E teremos um resultado parecido com este:

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 39


Microsoft Excel para Engenheiros

Gráficos de Linha:
Gráficos de linhas exibem dados contínuos ao longo do tempo, e são ideais para mostrar tendências em
dados a intervalos iguais.
Para construirmos um gráfico de linha siga os passos:
Selecione o intervalo A9:E9.

E depois na guia Inserir clique em Linhas e escolha um dos subtipos do gráfico de linha.

E teremos o seguinte resultado:

Agora vamos editar o gráfico.


Com o gráfico selecionado clique na guia Design e no grupo Dados clique em Selecionar dados;

Pag.: 40 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

Na janela que se abre clique no botão Editar em Rótulos do Eixo Horizontal (Categorias);

Em seguida selecione o intervalo de B3:E3 e clique em OK;

Pronto! Agora você pode fazer as formatações necessárias utilizando o botão de Elementos do Gráfico.
Pode incluir Legenda, Rótulos de Dados e etc.

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 41


Microsoft Excel para Engenheiros

Gráficos de Dispersão (XY):


Gráficos de dispersão são utilizados para exibir e comparar valores numéri-
cos, como dados científicos e estatísticos muito usados na engenharia.
Esses gráficos podem expressar equações matemáticas que demostram
certos comportamentos experimentais.
Para construirmos um gráfico de dispersão siga os passos:
Selecione o intervalo A4:B15.

Na guia Inserir clique em Dispersão e escolha Somente Marcadores.

E teremos o seguinte resultado:

Pag.: 42 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

Faça o mesmo procedimento e escolha agora Dispersão com linha reta e marcadores.

Agora escolha Dispersão com linhas suaves e marcadores.

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 43


Microsoft Excel para Engenheiros

Gráficos com Linha de Tendência


Linhas de tendência são utilizadas para mostrar em que direção os dados dos gráficos se movem. Você
pode também apresentar a equação que gera a referida linha.
Esses são tipos de linha de tendência:
Tendência Linear:
É aquela que divide os dados ao meio, ou seja, é
a que melhor reduz a variância dados até a linha.
Para inserir uma linha de tendência siga os se-
guintes passos:
1. Selecione o gráfico desejado e clique no bo-
tão Elementos do Gráfico, clique em Linha
de Tendência. Então escolha Mais Opções.
2. No painel à direita escolha Linha de tendên-
cia linear.

Linha de Tendência Logarítmica:


Neste caso, o que acontece é que no início os valores sobem rapidamente. Eventualmente, os valores
começam a reduzir o tamanho do aumento e cada aumento subsequente será menor que o aumento
anterior. Neste tipo de gráfico não é possível ter valores menores ou iguais a zero para as variáveis X.

Linha de Tendência Exponencial:


Esta tendência possui características semelhantes à da logarítmica, mas ao invés de iniciar com rápido
crescimento e depois reduzir o ritmo, ocorre exatamente o contrário. No início os valores sobem lenta-
mente e, de repente, entram em um processo de crescimento exponencial.
Um gráfico com linha de tendência exponencial também não pode conter valores iguais ou menores do
que zero, caso contrário as opções irão aparecer desabilitadas.

Pag.: 44 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

Agora vamos exercitar:


Exercício de Gráfico (Coluna)
Crie um gráfico de colunas.
Selecione o intervalo A3:C16.

Na guia Inserir escolha Colunas.

Escolha um subtipo de gráfico de coluna e teremos o seguinte resultado:

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 45


Microsoft Excel para Engenheiros

Exercício de Gráfico (Linha)


Selecione o intervalo A3:B25.

Vá até a guia Inserir e escolha Linhas.

Escolha um subtipo de gráfico de linha e teremos o seguinte resultado:

Pag.: 46 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

Exercício de gráfico (Dispersão)


2
Crie um gráfico obedecendo a função x +16x+8, com valores de 0>=x<=1.
Na célula A5 digite 0 e vá na guia Página inicial no grupo Edição, clique em Preencher.

Na ferramenta Preencher clique em Série. Na janela Série selecione colunas, em tipo linear, incremen-
to 0,05 e limite 1.

Depois na célula B5 vamos inserir a seguinte fórmula:


=A5^2+16*A5+8

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 47


Microsoft Excel para Engenheiros

Agora selecione o intervalo A4:B25 vá na guia Inserir, clique em Dispersão e somente marcadores.

Teremos o seguinte resultado:

Exercícios Propostos
Para fixar o conteúdo da AULA 02 e tirar possíveis dúvidas realize os exercícios complementares que se
encontram no final do material e em casos de dúvidas você poderá tirar com seu instrutor durante o trei-
namento ou através do e-mail:
duvidas@digicad.com.br

Pag.: 48 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

Aula 3

Derivada
Graficamente a derivada da função num ponto é representada pela inclinação da reta tangente ao gráfico
da função neste ponto.
No caso de funções discretas, a derivada de uma função num ponto pode ser calculada através do cál-
culo da tangente do ângulo, definido pela variação da função e pela (∆𝑥) variação da abscissa (∆𝑦).
𝚫𝒚
𝚫𝒙
Vamos fazer um exemplo do cálculo de derivada:
Na célula A4 digite 0 e depois na guia página inicial clique em Preencher e Série.
Na janela Série selecione colunas, em tipo linear, incremento 0,05 e limite 1.

Na célula B4 digite a seguinte fórmula: =A4^3+2*A4^2+1 e depois faça o autopreenchimento.

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 49


Microsoft Excel para Engenheiros

Na célula C4 digite 0 e na C5 vamos calcular a derivada usando a função:


=(B5-B4)/(A5-A4)
E faça o autopreenchimento.

Selecione o intervalo A3:B24 e crie um gráfico de dispersão somente com marcadores. Depois vá até a
guia Design das Ferramentas de Gráfico e clique em Selecionar Dados.

Vamos adicionar uma nova série ao gráfico a série da derivada.

Pag.: 50 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

Então de o nome da série que deseja inserir, no nosso caso é derivada, depois selecione o intervalo que
corresponde aos valores de x (A4:A24) e finalmente os valores do cálculo da derivada (C4:C24).

Teremos o gráfico da derivada.

Selecione a série da derivada e insira uma linha de tendência polinomial, clique em exibir equação no
gráfico e chegaremos em um resultado muito próximo a derivada exata.

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 51


Microsoft Excel para Engenheiros

Integral
Os processos matemáticos de integração aparecem em numerosos problemas físicos e de engenharia.

Aplicando conceitos básicos de análise numérica, é possível resolvê-los com certa precisão utilizando o
Excel.

Um mecanismo simples para minimizar os erros é utilizar trapézios ao invés de retângulos.

Observe que estamos somando as áreas de trapézios. A área de um trapézio é a semissoma das alturas
multiplicado pela base.

Vamos aplicar isso no nosso exemplo:

Pag.: 52 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

Na célula A4 digite 0 e depois na guia página inicial clique em Preencher e Série. Na janela Série se-
lecione colunas, em tipo linear, incremento 0,1 e limite 1.

Na célula B4 digite a fórmula: =EXP(-A4) e faça um autopreenchimento.

Na célula C4 vamos calcular a área dos trapézios formados pela curva da fórmula anterior, insira então
na célula a seguinte fórmula:
=(B4+B5)*$A$5/2

E na célula D4 (0) e na D5 vamos calcular a soma dessas áreas cujo resultado é o valor mais aproxima-
do da integral exata. Digite a fórmula: =C4+D4.

Integral

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 53


Microsoft Excel para Engenheiros

Operações com Matrizes e Determinantes


A matriz e os determinantes não são encontrados apenas no estudo da matemática, mas também na
engenharia, informática, tabelas financeiras etc.
Uma matriz é um conjunto ordenado de elementos dispostos em linhas e colunas representadas respec-
tivamente por m e n, onde n ≥ 1 e m ≥ 1.

A= 1 2 3
4 5 6

Por exemplo, a matriz a cima é uma matriz de ordem 2x3 com elementos naturais.
Para fazer esse tipo de cálculo no Excel você terá de saber a ordem da matriz resultado.

Multiplicação por um escalar:

A multiplicação por um escalar é uma das operações mais simples que podem ser feitas com matrizes.
Para multiplicar um número K qualquer por uma matriz basta multiplicar cada item da matriz por K.
Vejamos nosso exemplo no Excel:

Vamos multiplicar 2 por uma matriz 2x3, o resultado desta operação vai gerar uma matriz 2x3. Então
para fazer esse cálculo selecionemos o espaço correspondente a uma matriz 2x3.
E nessa seleção vamos colocar a seguinte fórmula: =A2*C2:E3.

Para efetuarmos o cálculo devemos pressionar a tecla de atalho Ctrl+Shift+Enter.


DICA

Quando realizamos um cálculo matricial e pressionamos o atalho Ctrl+Shift+Enter, re-


pare que a função que foi inserida na célula fica entre { }.

Pag.: 54 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

Adição e subtração entre matrizes:

Para somarmos uma matriz no Excel temos que saber a ordem da matriz resultado antes. Vejamos nos-
so exemplo:

Estamos somando uma matriz 3x3 por outra 3x3 o resultado será então uma matriz 3x3. Selecione o
espaço correspondente a matriz 3x3.

E na seleção coloque a seguinte fórmula: =A6:C8+E6:G8

Feito isso é só pressionar Ctrl+Shift+Enter.

Para a subtração faça o mesmo procedimento colocando na seleção a seguinte fórmula:


=A11:C13-E11:G13.

Feito isso é só pressionar Ctrl+Shift+Enter.

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 55


Microsoft Excel para Engenheiros

Função MATRIZ_MULT
Retorna o produto de duas matrizes. O resultado é uma matriz com o mesmo número de linhas que ma-
triz1 e com número de colunas que matriz2. O número de colunas na matriz1 deve ser igual ao número
de linhas em matriz2, e as duas matrizes devem conter apenas números.

=MATRIZ.MULT(matriz1; matriz2)

Por exemplo uma matriz 2x3 multiplicada por outra 3x2, tem como resultado uma matriz 2x2.
Vejamos nosso exemplo:

Sabendo que o resultada dessa multiplicação é uma matriz 2x2, selecione o intervalo correspondente a
essa matriz e digite a seguinte função: =MATRIZ_MULT(A2:C3;E2:F4)

Pressione o atalho Ctrl+Shift+Enter.

Pag.: 56 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

Função MATRIZ.DETERM
Calcula o determinante de uma matriz. O determinante de uma matriz é dado pelo valor numérico resul-
tante da subtração entre o somatório do produto dos tempos da diagonal secundária. Nas matrizes qua-
dradas de ordem 3x3 esses cálculos podem ser efetuados repetindo-se a 1ª e a 2ª coluna, aplicando em
seguida a regra de Sarrus. Lembrando que uma matriz é quadrada quando o número de linhas é igual ao
número de colunas.

=MATRIZ.DETERM(matriz)

Vejamos nosso exemplo:

Na célula B5 calcule o determinante da matriz acima, digite a seguinte função:


=MATRIZ.DETERM(A2:B3).

E teremos os seguinte resultado:

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 57


Microsoft Excel para Engenheiros

Função TRANSPOR
Retorna a matriz transposta. Todos os elementos da primeira linha tornar-se-ão elementos da primeira
coluna, todos os elementos da segunda linha, tornar-se-ão elementos da segunda coluna.

Para usar essa função você deverá saber a ordem da matriz resultado.
Vejamos o exemplo:

Selecione o espaço correspondente a uma matriz 3x2. E insira a seguinte função:


=TRANSPOR(A16:C17).

Pressione Ctrl+Shift+Enter.

Pag.: 58 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

Função MATRIZ.INVERSO
-1
Retorna o inverso da matriz armazenada em uma matriz. Uma matriz A é dita inversa de uma matriz A,
-1
se obedece à equação matricial A.A =I, ou seja, se o produto entre as matrizes é a matriz identidade.

A analogia com os números reais é evidente, pois assim como o produto entre dois números inversos é a
unidade (elemento neutro da multiplicação), o produto entre duas matrizes inversas é a matriz identida-
de.

A condição necessária e suficiente para que uma matriz quadrada seja inversível é possuir um determi-
nante não nulo, sendo que para uma dada matriz A, a matriz inversa é única. A necessidade de possuir
determinante não nulo é evidente na equação, pois nela o determinante da matriz original é denominador
de uma fração.

=MATRIZ.INVERSO(matriz)

Vamos fazer nosso exemplo:

Selecione o espaço em que vamos colocar a matriz inversa e insira a fórmula:


=MATRIZ.INVERSO(A4:C6).

Pressione Ctrl+Shift+Enter.

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 59


Microsoft Excel para Engenheiros

Solução de Sistemas de Equações Lineares


Para resolvermos um sistema de equações como este de nosso exemplo abaixo:

Devemos distribuir os valores nas células como se fossem as seguintes matrizes:

E então resolveremos esse problema usando cálculo de matrizes. Repare que vamos aninhar a função
MATRIZ.INVERSO na MATRIZ.MULT.
Selecione então o intervalo de solução (H2:H4), insira a seguinte função:

=MATRIZ.MULT(MATRIZ.INVERSO(A2:C4);E2:E4)

Pressione o atalho Ctrl+Shift+Enter.

Pag.: 60 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

Função CONVERTER
Esta função serve para converter um número de um sistema de unidades para outro como por exemplo,
transformar valores em milhas de uma tabela de distâncias em valores em quilômetros.

=CONVERTER(núm;de_unidade;para_unidade)

 Núm: é o valor de unidades a ser convertido.


 De_unidade: é a unidade do núm.
 Para_unidade: é a unidade do resultado.

Para os argumentos de unidade desta função o Excel aceita os seguintes valores de textos:

Peso e massa De Unidade ou Para Unidade


Grama "g"
Libra massa "sg"
Massa em libras (avoirdupois) "lbm"
U (unidade de massa atômica) "u"
Massa em onças (avoirdupois) "ozm"
Distância De Unidade ou Para Unidade
Metro "m"
Milha inglesa "mi"
Milha marítima "Nmi"
Polegada "in"
Pé "ft"
Jarda "yd"
Ângstrom "ang"
Paica (1/72 pol.) "Pica"
Hora De Unidade ou Para Unidade
Ano "yr"
Dia "day"
Hora "hr"
Minuto "mn"
Segundo "sec"
Pressão De Unidade ou Para Unidade
Pascal "Pa" (ou "p")
Atmosfera "atm" (ou "at")
mm de Mercúrio "mmHg"
Força De Unidade ou Para Unidade
Newton "N"
Dyna "dyn" (ou "dy")
Libra força "lbf"
Energia De Unidade ou Para Unidade
Joule "J"
Erg "e"
Caloria termodinâmica "c"
Caloria IT "cal"
Eletron-volt "eV" (ou "ev")
Cavalo-força-hora "HPh" (ou "hh")
Watt-hora "Wh" (ou "wh")
Pé-libra "flb"
BTU "BTU" (ou "btu")

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 61


Microsoft Excel para Engenheiros

Potência De Unidade ou Para Unidade


Cavalo-força "HP" (ou "h")
Watt "W" (ou "w")
Magnetismo De Unidade ou Para Unidade
Tesla "T"
Gauss "ga"
Temperatura De Unidade ou Para Unidade
Grau Celsius "C" (ou "cel")
Grau Fahrenheit "F" (ou "fah")
Kelvin "K" (ou "kel")
Medida líquida De Unidade ou Para Unidade
Colher de chá "tsp"
Colher de sopa "tbs"
Onça fluida "oz"
Xícara "cup"
Pinta americana "pt" (ou "us_pt")
Pinta inglesa "uk_pt"
Quarto "qt"
Galão "gal"
Litro "l" (ou "lt")

Os seguintes prefixos abreviados de unidades podem ser anexados a qualquer valor métrico De Unidade
ou Para Unidade.

Prefixo Multiplicador Abreviação


hexa 1,00E+18 "E"
peta 1,00E+15 "P"
tera 1,00E+12 "T"
giga 1,00E+09 "G"
mega 1,00E+06 "M"
quilo 1,00E+03 "k"
hecto 1,00E+02 "h"
deca 1,00E+01 "e"
deci 1,00E-01 "d"
centi 1,00E-02 "c"
mili 1,00E-03 "m"
micro 1,00E-06 "u"
nano 1,00E-09 "n"
pico 1,00E-12 "p"
fento 1,00E-15 "f"
ato 1,00E-18 "a"

! Os nomes de unidades e prefixos fazem distinção entre maiúsculas e minúsculas.

Pag.: 62 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

Tabela de Dados
O Excel permite a criação de tabelas baseadas em uma ou duas variáveis. Existem dois tipos de tabelas
de dados:

Tabela de entrada única:

Vejamos nosso exemplo:

Na célula B7 digite a seguinte fórmula para calcularmos a velocidade média:

=SE(B3<0; “”;((B3-0)/(B6-B5))/24)

E depois nas células B10 e B13 digite “=B7”.

Depois de ter calculado a velocidade média para a distância de 590 km, vamos calcular a velocidade
para diferentes distâncias.

Selecione as células B9:E10, vá até a guia Dados, clique em Teste de Hipóteses e Tabela de Dados.

Se os dados que estão alterando na linha de nossa área selecionada são as distâncias, então devemos
clicar em célula de entrada de linha e digitar B3.

Clique no botão OK.

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 63


Microsoft Excel para Engenheiros

E teremos o seguinte resultado:

Tabela de duas Entradas:

Na etapa anterior nós calculamos nossa tabela com uma variável só. Agora vamos calcular a velocidade
média para diferentes distâncias e tempo de chegada diferentes.

Como no nosso exemplo a seguir:

Selecione o intervalo B13:E17, na guia Dados, em Teste de Hipóteses e Tabela de Dados.

Se os dados de nossa área selecionado que alteram na linha forem o tempo de chegada, então em célu-
la de entrada de linha digite B6. E se os dados que se alteram na coluna de nossa área selecionada
forem a distância, então digite em célula de entrada de coluna B3 e pressione OK.

Exercícios Propostos
Para fixar o conteúdo da AULA 03 e tirar possíveis dúvidas realize os exercícios complementares que se
encontram no final do material e em casos de dúvidas você poderá tirar com seu instrutor durante o trei-
namento ou através do e-mail:
duvidas@digicad.com.br

Pag.: 64 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

Aula 4

Solver
Esta ferramenta chamada solver trabalha com um grupo de células relacionadas direta ou indiretamente
com a fórmula na célula de destino. O solver ajusta os valores nas células variáveis que você especificar
(chamadas de células ajustáveis) para produzir o resultado especificado por você na fórmula da célula
de destino. Você pode aplicar restrições para os valores que o Solver poderá usar no modelo. As restri-
ções podem se referir a outras células que afetem a fórmula da célula de destino.

Com o Solver você pode, dentre outras soluções, solucionar um sistema de equações qualquer. Por
exemplo, um sistema de 5 equações e cinco incógnitas como veremos adiante.

Para habilitar o Solver


Vá até o menu Arquivo e clique em Opções.

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 65


Microsoft Excel para Engenheiros

E depois em Suplementos, gerenciar e clique no botão Ir.

Escolha então a ferramenta Solver.

Ele aparecerá na guia Dados no grupo Análise.

Pag.: 66 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

Recomposição de Valores
Suponha a seguinte situação: você tem uma tabela com diversos valores individuais de vendas. E, men-
salmente, você recebe algumas notas fiscais que englobam diversas vendas. Seu objetivo é descobrir
quais valores individuais referem-se a uma determinada nota.

As células abaixo possuem fórmulas e não devem ser alteradas.

C5 =SOMAPRODUTO($B$6:$B$22*C6:C22)
D5 =SOMAPRODUTO($B$6:$B$22*D6:D22)
E5 =SOMAPRODUTO($B$6:$B$22*E6:E22)
B23 =SOMA(B6:B22)
F23 =SOMA(C5:E5)

Para a solução iremos utilizar os critérios abaixo:

 Clique na guia Dados e em seguida clique em Solver;

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 67


Microsoft Excel para Engenheiros

 Na janela que se abre realize as configurações necessárias para cada solução.

 Clique no botão Adicionar para incluir uma restrição conforme abaixo. Clique em OK.

 Para solucionar clique no botão Resolver.

 Repita o processo para as demais soluções.

Pag.: 68 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

Análise de Dados
O Excel é uma ferramenta poderosa de análise de grande quantidade de dados. Este software inclui um
pacote de suplementos que pode ser instalado separadamente ou no momento da instalação inicial do
software.

Ativando Análise de Dados


Vá em menu Arquivo e clique em Opções.

E depois em Suplementos, gerenciar e clique no botão Ir.

Escolha então a Ferramentas de Análise.

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 69


Microsoft Excel para Engenheiros

Histograma
Histograma é uma representação gráfica da distribuição de frequências
com o objetivo de facilitar a sua interpretação. O histograma permite tirar
conclusões dos dados em análise de forma muito rápida e precisa.

Vejamos nosso exemplo:

Temos uma planilha com nomes e notas de alunos, se aplicarmos a ferra-


menta de análise de dados nessa tabela vamos obter informações de com
que frequência ocorrem cada uma das notas e poderemos até saber da %
acumulada.

Na guia Dados vá até Análise de Dados.

E depois em Análise de Dados clique em Histograma.

Coloque então o intervalo de entrada (o intervalo que queremos analisar) B4:B31.

Pag.: 70 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

No intervalo de saída digite D4.

Nos parâmetros estão indicados as opções de local onde serão arquivados os resultados da ferramenta
e que serão posteriormente visualizados:

 Pareto: organiza os dados conforme a maior frequência;

 Porcentagem cumulativa: indica a porcentagem acumulada das frequências;

 Resultado do gráfico: mostra um gráfico com o resultado.

Vamos selecionar também o item resultado do gráfico e teremos o seguinte resultado:

Note que a descrição da frequência das notas e a representação gráfica das mesmas.

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 71


Microsoft Excel para Engenheiros

Vamos pôr em prática o Histograma. Vejamos o Exemplo:

Uma cidade trocou o seu sistema de transporte urbano.

Em engenheiro registrou os tempos de viagem entre sua casa e seu trabalho antes e depois que o novo
sistema foi implantado. Os dados são mostrados no exemplo abaixo. Que conclusões podem ser tiradas
da análise dos histogramas?

Da simples observação do gráfico de histograma, o nosso engenheiro chegou as seguintes conclusões:

 O tempo médio de viagem piorou;


 A variação do tempo viagem é grande: antes assumia-se que sua viagem duraria entre 13 a 16
minutos em quase 90% das vezes. Agora, o tempo de viagem pode variar de 14 a 20 minutos
(fato que deixa o usuário irritado);
 Os tempos mínimos e máximos da viagem aumentaram.

Essas conclusões podem ser constatadas matematicamente realizando uma análise de Estatística Des-
critiva.

Vai um desafio para você: O que acontece nos diferentes dias da semana?

Pag.: 72 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

Estatística Descritiva
A estatística descritiva é um ramo da estatística que aplica várias das muitas técnicas usadas para su-
marizar um conjunto de dados. De certa forma estamos tentando descrever ou sumarizar as característi-
cas dos dados que pertencem a esse conjunto
Técnicas:

As técnicas usadas costumam classificar-se como:


 Descrição Tabular: na qual usa-se tabelas para sumarizar os dados, por exemplo, tabelas de fre-
quências;
 Gráficos Descritivos: são usados vários tipos de gráficos para sumarizar os dados, por exemplo,
histogramas;
 Descrição Paramétricas: na qual estimamos os valores de certos parâmetros, os quais assumi-
mos que completam a descrição do conjunto dos dados, por exemplo, média.

As duas primeiras técnicas já foram abordadas, por isso faremos uma breve introdução ao item Descri-
ção Paramétrica.

Descrição Paramétrica:

Os parâmetros que descrevem uma população são de dois tipos:

1. Parâmetros que nos mostram como diferentes observações são semelhantes , são chamadas de
“medidas de tendência central”.
2. Parâmetros que nos mostram como diferentes observações diferem, são chamados de “medidas
de dispersão”.

Média Aritmética:

Há dois tipos de média aritmética simples. A média aritmética é a mais utilizada no nosso dia-a-dia. Ela é
obtida dividindo-se a soma das observações pelo número delas.

Mediana:

Em teoria da probabilidade e em estatística, a mediana é uma medida de tendência central, um número


que caracteriza as observações de uma determinada variável de tal forma que este número, a mediana
de um grupo de dados ordenados, separa a metade inferior da amostra, população ou probabilidade de
distribuição, da metade superior.

Moda:

Em estatística descritiva, a moda é o valor que detém o maior número de observações, ou seja, o valor
ou valores mais frequentes. A moda não é necessariamente única, ao contrário da média e da mediana.

Medidas de Dispersão:

As medidas mais comuns de variabilidade para dados quantitativos são a variância, a sua raiz quadrada
e o desvio padrão. A amplitude total, a distância interquartílica e o desvio absoluto são mais alguns
exemplos de medidas de dispersão.

Variância:

A variância indica quão longe em geral os seus valores se encontram do valor esperado.

Desvio Padrão:

O desvio padrão é a medida mais comum da dispersão estatística. Define-se como a raiz quadrada da
variância. É definido de forma a dar uma medida da dispersão que seja:
 Um número não negativo;
 E que use as mesmas unidades de medida que os dados.

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 73


Microsoft Excel para Engenheiros

Curtose:

A curtose é uma medida de dispersão que caracteriza o “achatamento” da curva da função de distribui-
ção quando comparada com a distribuição normal.
 Se o valor da curtose for próximo de zero, tem-se o mesmo achatamento que a distribuição nor-
mal;
 Se o valor é positivo, a distribuição em questão é mais alta (afunilada) e concentrada que a distri-
buição normal;
 Se o valor da curtose é negativo, a função de distribuição é mais achatada que a distribuição nor-
mal.

Agora vamos usar a estatística descritiva no nosso exemplo anterior de Tempo de viagem e analisar os
dados descritos acima.

Para acessar a estatística descritiva vá até a guia Dados, Análise de Dados.

E clique em Estatística Descritiva.

Coloque no intervalo de entrada C5:C44, intervalo de saída digite I3 e selecione Resumo Estatístico.

Pag.: 74 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

E teremos os seguintes dados:

Faça o mesmo procedimento para o intervalo medido depois da alteração do transporte urbano(G5:G44)
e veja as alterações.

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 75


Microsoft Excel para Engenheiros

Intervalo de Confiança
Define-se uma área e pode-se afirmar com certa segurança onde o parâmetro estimado se encontra. Se
o intervalo de confiança é de 95%, vamos ter certeza de que a média de 95% das amostras extraídas
contenha a amostra da população.

O intervalo de confiança está entre a média de uma amostra o valor limite (que depende do intervalo de
confiança) multiplicado pelo desvio padrão da população (em geral se adota o desvio da amostra) e divi-
dido pela raiz no número de amostras.

Para isso usamos a Função INT.CONFIANÇA.

=INT.CONFIANÇA.NORM(alfa;desv_padrão;tamanho)

 Alfa: é o valor da porcentagem de confiança desse intervalo, por exemplo, se você 95% de acer-
to nesse intervalo no alfa você de digitar 0,05.

 Desvio padrão: É o desvio padrão da amostra em questão.

 Tamanho: É a quantidade de números da amostra.

E se você quiser delimitar o espaço desse intervalo é só fazer o valor do resultado dessa função menos
a média e o mesmo resultado mais a média. E nesse intervalo está descrito o comportamento com 95%
de acerto de uma população.

Vamos fazer isso com nosso exemplo:

O intervalo A4:C13 nos fornece os valores de rupturas dos 30


blocos da amostra.

Retire a média e o desvio padrão desse intervalo.

E com base nisso use agora a função seguinte:


=INT.CONFIANÇA.NORM(0,05;G4;30)

Teremos então o resultado do intervalo de segurança para 95% de acerto, para saber o limite dessa área
de acerto vamos fazer o seguinte cálculo:

Na célula G11 digite a seguinte fórmula: =G3-G7.


E na célula G12 digite a seguinte fórmula: =G3+G7 e o limite de nosso intervalo vai de 10,86 até 12,23.

Agora represente isso graficamente.

Pag.: 76 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

Método de Monte Carlo


O método de monte Carlo é um algoritmo que se baseia em repetição dos cálculos com valores de en-
trada aleatórios para obter resultados. Geralmente é usado para simular complexos problemas físicos e
financeiros. A ideia surgiu durante o desenvolvimento de armas atômicas no laboratório de Los Alamos,
que recebeu esse nome em referência ao famoso Cassino de Monte Carlo em Mônaco.

O método é especialmente útil em sistemas complexos, com grande quantidade de variáveis associadas
e cujos comportamentos não são determinísticos.

O método consiste em simular as entradas do problema com uma grande quantidade de valores aleató-
rios, que respeitam os intervalos de variação e a distribuição probabilística das variáveis de entrada para
obter resultados com este conjunto de variáveis e resumir resultados. Esse teste torna valores aleatórios
o mais perto da realidade possível.

Vamos fazer uma simulação aleatória que obedece a média 5.

Vá até Análise de Dados e escolha Geração de números aleatórios.

Em Números de números aleatórios digite 100, em distribuição coloque Normal, em média digite 5,
Desvio padrão é 1 e intervalo de saída coloque a célula A1.

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 77


Microsoft Excel para Engenheiros

Aplique o Histograma para analisar o comportamento desses números. E teremos um resultado parecido
com este:

Isso se aplica em problemas que temos uma base de comportamento, mas os resultados futuros são
desconhecidos. Com a geração de números aleatórios chegamos o mais perto possível da realidade.

Exercícios Propostos
Para fixar o conteúdo da AULA 04 e tirar possíveis dúvidas realize os exercícios complementares que se
encontram no final do material e em casos de dúvidas você poderá tirar com seu instrutor durante o trei-
namento ou através do e-mail:
duvidas@digicad.com.br

Pag.: 78 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

Aula 5

Guia Desenvolvedor
A guia Desenvolvedor não é exibida por padrão, mas você pode adicioná-la à faixa de opções quando
desejar fazer ou usar o seguinte:
 Escrever macros.
 Executar macros que você gravou anteriormente.
 Usar controles de formulário no Microsoft Excel.
 Usar controles ActiveX.
 Usar comandos XML.
 Criar aplicativos para usar com os programas do Microsoft Office.

Habilitando a Guia Desenvolvedor


 Clique na guia Arquivo, em seguida clique em Opções.

 Clique em Personalizar a Faixa de Opções.


 Em Personalizar a Faixa de Opções, marque a caixa de seleção Desenvolvedor.
 Clique em OK.

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 79


Microsoft Excel para Engenheiros

Macros
Macro é uma sequência de comandos ou ações que são gravadas a fim de automatizar as tarefas mais
utilizadas no dia a dia. Tem o objetivo de facilitar a vida do usuário tornando mais rápido e produtivo.

Existem dois tipos de macro no Excel:


 Macro Gravador: O usuário grava esta macro interativamente, isto é, aciona-se o gravador e to-
dos os comandos são armazenados para uso posterior.
 Macro Comandos: Este tipo de macro envolve programação, exigindo certo raciocínio lógico do
usuário. É construído a partir da digitação de macro comandos em uma folha de macro.

Programa para o cálculo de reações numa viga com dois apoios

Seja uma viga bi apoiada submetida de vão l, a uma carga concentrada F aplicada a x metros do apoio
A como ilustrado na Figura abaixo:

A B

Rb
Ra

Os valores da reação são:

𝑭(𝒍−𝒙) 𝑭𝒙
Ra = e Rb =
𝑳 𝒍

Para resolvermos esse problema vamos até guia desenvolvedor e Visual Basic.

Pag.: 80 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

Então abrirá a seguinte plataforma.

Vá até inserir e clique em Userform

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 81


Microsoft Excel para Engenheiros

E então vamos começar a montar nosso programa em uma plataforma parecida com essa:

Em controles vamos selecionar a ferramenta rótulos.

Vamos colocar 5(cinco) rótulos.

Pag.: 82 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

E depois vamos selecionar Caixa de Texto.

Insira 5(cinco) caixas de texto.

Depois vamos inserir dois Botões.

Teremos então essa aparência:

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 83


Microsoft Excel para Engenheiros

Clique em cima de um dos botões e se abrirá no canto esquerdo de sua plataforma suas propriedades,
vá até Caption e mude o texto do botão.

Faça o mesmo procedimento para o outro botão.

Clique no botão com o texto Calcula e se abrirá a seguinte tela:

Entre Private Sub CommandButton1_Click() e End Sub, coloque o seguinte código:

TextBox2 = TextBox1.Value * (TextBox4.Value - TextBox3.Value) / TextBox4.Value


TextBox5 = TextBox1.Value * TextBox3.Value / TextBox4.Value

Clique duas vezes no botão com o texto Fechar.

Entre Private Sub CommandButton2_Click() e End Sub, coloque o seguinte código:


End

Pag.: 84 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

Depois feche a janela do Visual Basic e vá até a planilha e coloque um Botão de Controles ActiveX.

Clique duas vezes no botão da planilha e insira o seguinte código:

E nosso programa está pronto!

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 85


Microsoft Excel para Engenheiros

Criando Funções no Excel


Vamos criar uma função simples no Excel para que o modo de criação fique claro em sua mente.
Entre na plataforma do Visual Basic e vá até Inserir e escolha Módulo.

Se abrirá então uma folha em branco para sua criação, digite o seguinte código:

Feche a plataforma do VBA e vá até sua planilha e digite a função Kubo e você vai perceber que a fun-
ção aparece agora na listagem de função do Excel.

Agora vamos criar uma função um pouco mais complexa, como por exemplo, uma função para verificar
se o CPF informado é válido ou não.

Para isso vamos dar uma olhada no seguinte cálculo que está em nossa planilha:

Pag.: 86 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

Pelo nosso algoritmo acima você já pode perceber que nós colocamos o número do CPF em posições
diferentes que vão de 1 a 9 deixando de lado os dois últimos dígitos.
Depois multiplique cada número por sua posição e some todas as multiplicações; com o resultado desta
soma faça a divisão pelo número de dígitos do CPF, ou seja, 11 nós vamos obter um resto igual ao pri-
meiro dos dois últimos dígitos.

Agora pegue novamente o número do CPF e coloque nas posições que de 0 a 1, deixando de lado só o
último digito do seu CPF.

Multiplique os números novamente pelas suas posições e some as multiplicações e com resultado dessa
soma dívida pelo número de dígitos do CPF(11). O resultado então vai ser o mesmo do último digito do
CPF.

Insira um módulo na plataforma VBA e coloque o seguinte código:

1 Public Function VerificarCPF(sCPF As String) As String

2 Dim d1 As Integer
3 Dim d2 As Integer
4 Dim d3 As Integer
5 Dim d4 As Integer
6 Dim d5 As Integer
7 Dim d6 As Integer
8 Dim d7 As Integer
9 Dim d8 As Integer
10 Dim d9 As Integer
11 Dim d10 As Integer
12 Dim d11 As Integer
13 Dim DV1 As Integer
14 Dim DV2 As Integer
15 Dim UltDig As Integer
16
17 'Completa com zeros à esquerda caso não esteja com os 11 digitos

18 If Len(sCPF) < 11 Then


19 sCPF = String(11 - Len(sCPF), "0") & sCPF
20 End If
21
22 'Pega a posição do último dígito
23 UltDig = Len(sCPF)
24
25 'Sai da função caso a célula esteja vazia

26 If sCPF = "00000000000" Then


27 VerificarCPF = ""
28 Exit Function
29 End If
30
31 'Pega cada dígito do CPF informado e
32 'coloca nas variáveis específicas
33
34 d1 = CInt(Mid(sCPF, UltDig - 10, 1))
35 d2 = CInt(Mid(sCPF, UltDig - 9, 1))
36 d3 = CInt(Mid(sCPF, UltDig - 8, 1))
37 d4 = CInt(Mid(sCPF, UltDig - 7, 1))
38 d5 = CInt(Mid(sCPF, UltDig - 6, 1))
39 d6 = CInt(Mid(sCPF, UltDig - 5, 1))
40 d7 = CInt(Mid(sCPF, UltDig - 4, 1))
41 d8 = CInt(Mid(sCPF, UltDig - 3, 1))
42 d9 = CInt(Mid(sCPF, UltDig - 2, 1))
43 d10 = CInt(Mid(sCPF, UltDig - 1, 1)) '<----- Aqui são os DVs informados

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 87


Microsoft Excel para Engenheiros

44 d11 = CInt(Mid(sCPF, UltDig, 1)) '<----- no CPF analizado


45
46 '----------- Aqui é executado o calculo para obter os digitos verificadores corretos

47 DV1 = d1 + (d2 * 2) + (d3 * 3) + (d4 * 4) + (d5 * 5) + (d6 * 6) + (d7 * 7) + (d8 * 8) + (d9 * 9)


48 DV1 = DV1 Mod 11 'Obtem o resto
49 'se o resto for igual a 10 altera pra 0

50 If DV1 = 10 Then
51 DV1 = 0
52 End If
53
54 DV2 = d2 + (d3 * 2) + (d4 * 3) + (d5 * 4) + (d6 * 5) + (d7 * 6) + (d8 * 7) + (d9 * 8) + (DV1 * 9)

55 DV2 = DV2 Mod 11 'Obtem o resto

56 'se o resto for igual a 10 altera pra 0

57 If DV2 = 10 Then

58 DV2 = 0

59 End If
60
61 '---------- Fazendo a comparação dos dvs informados -------

62 If d10 = DV1 And d11 = DV2 Then

63 VerificarCPF = "CPF Válido"


64 Else
65 VerificarCPF = "CPF Inválido"
66 End If
67
68 End Function

Feche a plataforma VBA vá até sua planilha e digite a função na célula.

Exercícios Propostos
Para fixar o conteúdo da AULA 05 e tirar possíveis dúvidas realize os exercícios complementares que se
encontram no final do material e em casos de dúvidas você poderá tirar com seu instrutor durante o trei-
namento ou através do e-mail:
duvidas@digicad.com.br

Pag.: 88 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

Exercícios Complementares

Exercícios Complementares - Revisão

Revisão 01

Monte a planilha abaixo e realize os cálculos:

1. Elabore uma função para o Total (ano), onde deverá somar todos os valores de cada refrige-
rante durante o ano.
2. Crie uma fórmula para o Total Bruto, onde se deve multiplicar o Total (ano) pelo Preço de
Venda de cada produto.
3. Elabore uma fórmula para o Total Líquido, onde se deve multiplicar o Total (ano) pelo Preço
de Compra de cada produto.
4. Utilize uma fórmula para o faturamento onde deverá subtrair o Total Bruto pelo Total Líquido
de cada refrigerante.
5. Elabore uma função para calcular o Máximo, o Mínimo e a Média de cada mês.

Revisão 02

Monte a planilha a seguir e realize os cálculos:

1. Fórmulas:
2. Estoque = Quantidade Restante + Quantidade Vendida.
3. Total Vendido = Quantidade Vendida * Valor Unitário.
4. Valor da Comissão = Total Vendido * Valor da Comissão.

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 89


Microsoft Excel para Engenheiros

Revisão 03

Monte a planilha de Folha de Pagamento e realize os cálculos abaixo:


1. Na célula D5, calcule o Salário Bruto. Insira a fórmula somente uma vez e arraste para as demais
células (até D13).
2. As colunas E, F,G e H serão sempre uma porcentagem aplicada sobre o Salário Bruto. Portanto, a
célula E5, é a única na qual você deverá digitar a fórmula que calcula o percentual de desconto sobre
o Salário Bruto. Em seguida você deverá arrastá-la para os demais funcionários bem como para os
demais descontos até a coluna H.
3. Na célula I5, calcule o Total de Descontos para cada funcionário. Também digite a fórmula uma
única vez. Pode se usar o comando de AutoSoma se você selecionar as células de E5:I13.
4. O cálculo de 5% de Bônus na célula J5 deverá ser calculado sobre o Salário Bruto;
5. Na coluna K5, calcule o Salário Líquido lembrando que bônus é um acréscimo ao salário.
6. Os cálculos nas células de K15:K18 referem-se à coluna do Salário Líquido.
7. Na célula K19 você deverá calcular a quantidade de funcionários na empresa utilizando a coluna A
onde estão os respectivos nomes.
8. Os cálculos das células K20 e K21 referem-se à coluna B de Horas trabalhadas.

Pag.: 90 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

Exercícios Complementares - Aula 01

Exercício 01

Preencha a coluna B da seguinte forma:


Pontos <=100, desconto de 0%
Pontos>100 e <=500, desconto de 5%
Pontos>500, desconto de 20%
E de acordo com estas porcentagens calcule o valor a pagar de cada compra.

Exercício 02
Caso a data de vencimento seja inferior a data de hoje, mandar cobrança deverá ser preenchido com
Sim. Caso contrário, preencher Não.

Exercício 03

Preencha a tabela acima de acordo com as seguintes condições:


Se as vendas forem maior ou igual a R$ 10.000,00 o vendedor terá uma comissão de 10%, senão a co-
missão será de 5%.
Se o total de Vendas (B7) for maior que R$ 50.000,00 e Vendas for maior que R$ 9.000,00 o prêmio será
de R$ 1.000,00, senão 0.

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 91


Microsoft Excel para Engenheiros

Exercício 04
Utilizando os recursos aprendidos solucionar o desafio abaixo:
1. Digitar a planilha e aplicar as formatações;

2. Na célula C5 não haverá fórmula somente a digitação de algum valor que deverá ser sempre in-
teiro, ou seja, o Excel não poderá aceitar valores que não sejam inteiros na célula;
3. Quando você posicionar o cursor na célula C5 aparecerá a mensagem “Digite um número In-
teiro”;
4. Caso você digite um número que não seja inteiro será exibida a mensagem “Erro - Você deve
digitar um nº inteiro”;
5. Na célula E5 deverá montar uma fórmula onde aparecer a mensagem “PAR” (na cor azul) ou
“IMPAR” (na cor vermelha) de acordo com o valor digitado na célula C5.

Exercício 05
Em um plano inclinado, quando a componente do peso no sentido da descida do plano inclinado se tor-
nar maior que a máxima força de atrito, o objeto começa a se mover. O peso poderá ser decomposto em
duas forças . sen𝜃 no sentido da descida do plano e cos𝜃 perpendicular ao plano. Isto significa que a
força na descida é zero quando o ângulo é zero, e a força normal é igual ao peso quando o ângulo é
zero.

Pag.: 92 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

 A célula A9 contém o valor 0, para começar o ângulo do eixo 0.


 Na célula A10 insira a fórmula =A9+D$6 para gerar o ângulo do eixo adicionado pelo incremento
em D6 ao valor da célula anterior.
 Na célula C9 digite a fórmula =D$3*D$4*COS(RADIANOS(A9)).Observe a aplicação da função
RADIANOS para converter graus em radianos.
 Na célula E9 digite a fórmula =D$3*D$4*SEN(RADIANOS(A9)).
 Na célula G9 digite a fórmula =D$5*C9 (força de atrito máxima para este ângulo, isto é, coefici-
ente de atrito estático vezes a força normal).
 Crie o gráfico para verificar a ação dessas forças.

Exercícios Complementares - Aula 02


Exercício 01

Deseja-se comparar as médias de


notas de uma disciplina de instala-
ções hidros sanitárias, objetiva-se
observar a evolução das notas de
cada projeto e fazer uma compara-
ção entre turmas. Crie um gráfico de
colunas para isso.

Exercício 02

Sejam os dados coletados num experimentos no qual se mede a velocidade


de um corpo caindo, através de uma técnica fotográfica de várias exposi-
ções. A máquina fotográfica dispara a cada 1/10 de segundo, logo, as dis-
tâncias percorridas são medidas nas fotos.

Crie uma gráfico de linha para examinar o seu comportamento.

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 93


Microsoft Excel para Engenheiros

Exercício 03

Insira um gráfico que obedeça a seguinte equação: e-x.cos45º.


Exiba também a equação no gráfico.
Para x atribua valores de 0 a 1.

Exercício 04

Insira um gráfico de dispersão que obedeça a seguinte equação: x3+10x2-25.


Exiba também a equação no gráfico e atribua valores de x entre 0 e 1.

Exercícios Complementares - Aula 03

Exercício 01
Faça uma simulação de financiamento usando a ferramenta Tabela de Dados com os seguintes dados
que vamos exibir abaixo:

Repare que na célula B8 existe uma função. =PGTO(B2;B3;-(B4-B1);;0)

Exercício 02

Faça a derivada da seguinte função x4+10x3+5x2+8x+9.


Exiba a equação da derivada no gráfico.

Exercício 03

1
Faça a Integral da seguinte equação: ∫0 𝑥 2 𝑑𝑥 e exiba a equação da integral no gráfico.

Pag.: 94 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

Exercício 04
Resolva o seguinte sistema de equação utilizando cálculo matricial:
8w + 25x + 9y + 27z = 140
78w + 30x + 50y – 32z = 40
9w + 32x + 40y + 44z = 15
12w + 5x + 23y + 50z = 25

Exercícios Complementares - Aula 04

Exercício 01
Determina como investir o excesso de caixa em CDBs de 1 mês, 3 meses e 6 meses assim como maxi-
mizar a renda de juros, atendendo aos requisitos de caixa da empresa (mais a margem de segurança).
Se você é um agente ou gerente financeiro, uma de suas tarefas é gerenciar o caixa e investimentos de
curto prazo de modo a maximizar a renda de juros, mantendo fundo disponível para atender as despe-
sas. Você deve trocar as taxas de juros mais altas dos investimentos a longo prazo pela flexibilidade
proporcionada pela posse de fundos em investimentos de curto prazo.
Este modelo calcula o caixa final com base no caixa inicial (do mês anterior), vencimentos dos certifica-
dos de depósito bancário, fluxos para novos CDBs e o caixa necessário para operações da empresa
para cada mês.
Você tem um total de nove decisões a tomar: a quantia a investir em CDBs de 1 mês nos meses 1 a 6; a
quantia a investir em CDBs de 3 meses nos meses de 1 a 4 e a quantia a investir em CDBs de 6 meses
no mês 1.

Especificações do problema
Célula de destino H8 O objetivo é maximizar os juros recebidos.

Células variáveis B14:G14 O valor investido em cada tipo de CDB.


B15, E15, B16
Restrições B14:G14>=0 O investimento em cada tipo de CDB deve ser
B15:B16>=0 maior do que ou igual a zero.
E15>=0
B18:H18>=100000 O caixa final deve ser maior do que ou igual a
R$100.000.

A solução ótima determinada pelo Solver alcança uma renda de juros total de R$16.531 investindo o
máximo possível em CDBs de 3 e 6 meses e, em seguida, transforma-os em CDBs de 1 mês. A solução
satisfaz a todas as restrições.

Suponhamos, entretanto, que você queira garantir suficiência de caixa no mês 5 para o pagamento de
um equipamento. Adicione uma restrição para que a média de vencimento de um investimento detido no
mês 1 não seja maior do que quatro meses.

A fórmula na célula B20 calcula o total das quantias investidas no mês 1 (B14, B15, e B16), ponderadas
pelos vencimentos (1, 3 e 6 meses) e, em seguida, subtrai deste valor o investimento total, ponderado
por 4.
Se esta quantia for igual ou menor do que zero, o vencimento médio não excederá a 4 meses. Para adi-
cionar esta restrição, restaure os valores originais e clique em Solver no menu Ferramentas. Clique em
Adicionar.

Digite b20 na caixa Referência de célula, digite 0 na caixa Restrição e clique em OK. Para resolver o

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 95


Microsoft Excel para Engenheiros

problema, clique em Resolver.

Para satisfazer à restrição de vencimento de 4 meses, o Solver transfere fundos dos CDBs de 6 meses
para CDBs de 3 meses. Os fundos transferidos têm vencimento em 4 meses agora e, de acordo com o
plano atual, são reinvestidos por novos CDBs de 3 meses. Se você precisa dos fundos, entretanto, pode
manter o caixa em vez de reinvesti-lo. Os R$56.896 adquiridos no mês 4 são mais do que suficientes
para o pagamento do equipamento no mês 5. Você trocou cerca de R$460 em renda de juros para obter
esta flexibilidade.

Exercício 02
Faça o Histograma da seguinte população que foi alvo de estudo em uma escola e diga qual a média da
idade dessa população.

Exemplifique o Histograma em um gráfico com a curva de distribuição.

Pag.: 96 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

Exercício 03
Aplique a Ferramenta de Estatística Descritiva no Exemplo da Aula 4 p. 68 e indique o limite que deve
ser usado para exemplificar quais dados devem ser usados para uma produção adequada.

Exercício 04
Faça usando o Método de Monte Carlo uma simulação para o teste de ruptura usado no exercício anteri-
or, o engenheiro desta fábrica precisa saber os resultados de uma produção aumenta para 200 indiví-
duos da amostra e se o seu limite ou intervalo de confiança irá mudar.

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 97


Microsoft Excel para Engenheiros

Exercícios Complementares - Aula 05


Exercício 01
Crie o Formulário a seguir Simulação de Vendas:

Nesta planilha estaremos aplicando uma série de objetos para tornar mais flexível a consulta de produtos
que são vendidos por uma loja de eletrodomésticos. Deste modo o cliente desta loja escolhe o produto
desejado em uma lista (Produto) e a planilha deverá apresentar automaticamente o valor unitário do
produto selecionado, sem a necessidade de programação. Define a quantidade de produtos que preten-
de levar (em Quant.), indica condições de pagamento (% Entrada e Número Parcelas) e a planilha já
apresenta o valor total das mercadorias (Total da Venda) e o valor da prestação (Valor da Parcela).
Na segunda planilha da pasta de trabalho, encontramos a planilha Apoio.

Esta planilha contém 3 tabelas que deverão ser nomeadas conforme abaixo para facilitar o trabalho com
os objetos de formulários do Excel.
Intervalos Nomes
A3:B5 TabelaFrete
D4:E15 TaxaJuros
G4:H10 TabelaProdutos
G4:G10 ListaProd
A primeira tabela indica o fator referente as despesas de Frete e Seguro (intervalo de A3:B5). A se-
gunda tabela indica o número de prestações e a taxa de juros para cada parcela (intervalo de D4:E15). A
terceira tabela indica a lista de produtos e o seu respectivo preço (intervalo de G4:H10). Iremos renome-
ar também a lista dos Produtos (intervalo de G4:G10)
Observe os nomes definidos para cada uma das áreas indicadas.

Pag.: 98 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

Para desenha os controle deste formulário utilizaremos a opção de Controles de Formulário.


1. Na célula B3 desenhe um controle Caixa de combinação (Drop-down),
que irá listar todos os produtos. Após desenhá-lo, pressione o botão direito
do mouse sobre este controle, selecione Formatar Controle.

2. Na caixa de diálogo Formatar Controle, selecione a guia Controle, e você terá a seguinte caixa
de diálogo:

3. Atribua os seguintes valores. Onde:


 Intervalo de entrada: ListaProd
 Vínculo da célula: $B$3
 Linhas suspensas: 4

4. Na célula B4, vamos inserir uma função que irá pesquisar o valor do produto na planilha Apoio,
em uma área chamada TabelaProdutos. Para o nosso exemplo vamos usar a função ÍNDICE
da seguinte forma:
=ÍNDICE(TabelaProdutos;B3;2)
5. Na célula C5, vamos inserir um controle que irá informar a quantidade de produtos a serem ad-
quiridos. Dessa forma insira um Botão de Rotação:

6. Usando o botão direito sobre este, selecione Formatar Controle, na guia Controle insira os se-
guintes dados.

Onde:
 Valor mínimo: 1  Mudança incremental: 1
 Valor máximo: 30  Vínculo da célula: $B$5

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 99


Microsoft Excel para Engenheiros

7. Na célula D3 insira uma Caixa de grupo e digite o seguinte título:


Local da Entrega.
8. Na Caixa de grupo, adicione 3 botões e aplique os nomes con-
forme relação abaixo. Para executar este passo utilize o Botão
de opção dos Controles de Formulários: Grande São Paulo,
Estado de São Paulo e Outros Estados.
9. Com o botão direito do mouse sobre um dos botões de opção, selecione Formatar Controle e
na guia Controle em Vínculo da célula digite E2 e pressione o botão OK.
10. Dessa forma à cada seleção dos botões será atribuído automaticamente um número de 1 à 3.
Clique sobre os botões e observe em E2.
11. Na célula B6, vamos inserir uma fórmula que irá exibir o valor total da compra, com base no
local de entrega. Dessa forma devemos inserir a fórmula:
=(B4*B5)*ÍNDICE(TabelaFrete;E2;2)
12. Clique na guia da planilha Apoio e observe a tabela: Despesas de Frete e Seguro - Fator. A
fórmula acima, esta baseada nesta tabela, onde ao selecionar um local de entrega será adicio-
nado o valor do frete correspondente.
13. Clique nos botões de opção e veja que o Valor Total é alterado dependendo do Local da En-
trega.
14. Na célula B7 insira um Botão de Rotação e, usando o botão direito sobre este, selecione For-
matar Controle. Na guia Controle insira os seguintes valores:

Onde:
 Valor mínimo: 10  Mudança incremental: 5
 Valor máximo: 100  Vínculo da célula: $C$7
15. Como o Botão de Rotação não permite trabalharmos com valores de mudança incremental infe-
rior a 1, devemos utilizar uma célula de apoio para indicarmos o valor percentual desejado.
16. Na célula B7, devemos inserir uma fórmula que irá exibir o valor da entrada em Percentual. Des-
sa forma insira a seguinte fórmula: =C7/100.
17. Em C8, desenhe uma Barra de rolagem, usando o botão direito sobre este, selecione Formatar
Controle, na guia Controle:

Pag.: 100 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

Insira os seguintes dados onde:


 Valor mínimo: 1  Mudança incremental: 1
 Valor máximo: 12  Mudança de página: 0
 Vínculo da célula: $B$8
18. Na célula B9 vamos inserir uma fórmula que faz o cálculo da taxa de juros, com base no número
de parcelas selecionada. Observe que na fórmula existe um nome de um intervalo. Este nome
refere-se à tabela usada na planilha chamada Apoio.
=ÍNDICE(TaxaJuros;B8;2)
19. Na célula B10 vamos inserir uma fórmula para exibir o valor da entrada, dessa forma digite:
=B6*B7. Lembrando que na célula B6 contém uma fórmula que traz o valor total da compra, de-
pendendo do local da entrega e na célula B7, contém uma fórmula que traz o valor Percentual
da Entrada.
20. Na célula B11, devemos inserir uma fórmula que, com base no valor da entrada, Taxa de Ju-
ros, Número de parcela, Valor total e subtraindo a entrada informada irá exibir o valor da par-
cela. Dessa forma digite a seguinte fórmula: =SE(B7=1;0;PGTO(B9;B8;-B6+B10))
21. Para finalizar devemos indicar o valor total da venda, de forma que na célula B12, insira a se-
guinte fórmula: =B11*B8+B10.
22. Para que os números apresentados sejam exibidos de forma correta devemos formatá-los da
seguinte forma, selecione a célula B4 pressione a tecla [CTRL] e clique nas células B6, B10,
B11 e B12.
23. Mantendo as células acima selecionadas pressione o botão direito do mouse, selecione Forma-
tar Células e na guia Número selecione a categoria Contábil com 2 casas decimais e símbolo
R$.
24. Utilizando o mesmo procedimento acima descrito, selecione as células B7 e B9, aplicando o
formato Porcentagem com 2 casas decimais.
25. Para finalizar vamos personalizar a planilha colocando uma
cor em toda a sua extensão.
26. Para que os números exibidos nas células C7 e E2 sejam
ocultos, selecione estas células e aplique o formato perso-
nalizado ;;; (três pontos e virgulas) para ocultar a apresen-
tação das informações das células.
27. Dessa forma a sua planilha deverá estar como abaixo:

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 101


Microsoft Excel para Engenheiros

Exercício 02

Através do VBA crie funções para as equações abaixo:

Fórmula Quadrática: Área do Triangulo: Cálculo de Capital:


1
−𝑏 ± √𝑏 2 − 4𝑎𝑐 𝐴 = 𝑏ℎ
𝑥= 2
2𝑎

Exercício 03

Através do VBA crie as 3 funções abaixo de acordo com as Equivalentes Derivadas:

Pag.: 102 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

Resumo das Funções (Português/Inglês)

Português Inglês Definição Categoria


Retorna o valor absoluto de um Matemática e
ABS ABS
número, um número sem sinal. Trigonometria
Retorna o arco cosseno ou o cosse-
no inverso de um número. O arco
cosseno é o ângulo cujo cosseno é Matemática e
ACOS ACOS
núm. O ângulo retornado é fornecido Trigonometria
em radianos no intervalo de 0 (zero)
a pi.
Retorna o número de série da data e
AGORA NOW Data e Hora
da hora atuais
Retorna um número aleatório entre Matemática e
ALEATÓRIO RAND
0e1 Trigonometria
Retorna um número aleatório inteiro
entre os números especificados. Um
Matemática e
ALEATÓRIOENTRE RANDBETWEEN novo número aleatório inteiro será
Trigonometria
retornado sempre que a planilha for
calculada.
Converte um número de série em
ANO YEAR Data e Hora
um ano
Arredonda um número até uma Matemática e
ARRED ROUND
quantidade especificada de dígitos Trigonometria
Arredonda um número para baixo,
Matemática e
ARREDMULTB FLOOR aproximando-o de zero, até o múlti-
Trigonometria
plo mais próximo de significância.
Arredonda um número para baixo Matemática e
ARREDONDAR.PARA.BAIXO ROUDDOWN
até zero. Trigonometria
Arredonda um número para cima Matemática e
ARREDONDAR.PARA.CIMA ROUNDUP
afastando-o de zero. Trigonometria
ARRUMAR TRIM Remove espaços do texto Texto
Retorna o arco seno ou o seno in-
verso de um número. O arco seno é
Matemática e
ASEN ASIN o ângulo cujo seno é núm. O ângulo
Trigonometria
retornado é fornecido em radianos
no intervalo de -pi/2 a pi/2.
Retorna o arco tangente, ou a tan-
gente inversa, de um número. O
arco tangente é o ângulo cuja tan- Matemática e
ATAN ATAN
gente é núm. O ângulo retornado é Trigonometria
fornecido em radianos no intervalo -
pi/2 a pi/2.
Retorna o arco tangente, ou a tan-
gente inversa, das coordenadas x e
y especificadas. O arco tangente é o
ângulo entre eixo x e uma linha que Matemática e
ATAN2 ATAN2
contém a origem (0, 0) e um ponto Trigonometria
com coordenadas (núm_x; núm_y).
O ângulo é fornecido em radianos
entre -pi e pi, excluindo -pi.
Conta as células que contêm núme-
BDCONTAR DCOUNT Banco de dados
ros em um banco de dados
Conta células não vazias em um
BDCONTARA DCOUNTA Banco de dados
banco de dados
Calcula o desvio padrão com base
BDDESVPA DSTDEVP na população inteira de entradas Banco de dados
selecionadas de um banco de dados

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 103


Microsoft Excel para Engenheiros

Português Inglês Definição Categoria


Estima o desvio padrão com base
BDEST DSTDEV em uma amostra de entradas sele- Banco de dados
cionadas de um banco de dados
Extrai de um banco de dados um
BDEXTRAIR DGET único registro que corresponde a um Banco de dados
critério específico
Retorna o valor máximo de entradas
BDMÁX DMAX Banco de dados
selecionadas de um banco de dados
Calcula a média dos valores em
uma coluna de uma lista ou banco
BDMÉDIA DAVERAGE Banco de dados
de dados que corresponde às con-
dições especificadas por você.
Retorna o menor número de uma
coluna em uma lista ou banco de
BDMÍN DMIN Banco de dados
dados que coincide com as condi-
ções especificadas por você.
Multiplica os valores em um campo
específico de registros que corres-
BDMULTIPL DPRODUCT Banco de dados
pondem ao critério em um banco de
dados
Adiciona os números à coluna de
BDSOMA DSUM campos de registros do banco de Banco de dados
dados que correspondem ao critério
Estima a variância com base em
BDVAREST DVAR uma amostra de entradas selecio- Banco de dados
nadas de um banco de dados
Calcula a variância com base na
BDVARP DVARP população inteira de entradas sele- Banco de dados
cionadas de um banco de dados
Retorna o caractere especificado
por um número. Use CARACT para
converter em caracteres números de
CARACT CHAR Texto e Dados
páginas de código que você pode
obter em arquivos de outros tipos de
computador.
Retorna o número da coluna de uma Pesquisa e
COLUNA COLUMN
referência referência
Agrupa vários itens de texto em um
CONCATENAR CONCATENATE Texto
item de texto
Calcula quantos números há na lista
CONT.NÚM COUNT Estatística
de argumentos
Calcula o número de células não
CONT.SE COUNTIF vazias em um intervalo que corres- Estatística
pondem ao critério especificado
Aplica critérios a células em vários
intervalos e conta o número de ve-
CONT.SES COUNTIFS Estatística
zes que todos os critérios são aten-
didos.
Calcula quantos valores há na lista
CONT.VALORES COUNTA Estatística
de argumentos
Conta o número de células vazias
CONTAR.VAZIO COUNTBLANK Estatística
no intervalo especificado
Converte um número de um sistema
CONVERTER CONVERT Engenharia
de medida para outro.
Retorna a posição relativa de um
item em uma matriz que coincide Pesquisa e
CORRESP MATCH
com um valor especificado em uma referência
ordem específica.
Matemática e
COS COS Retorna o cosseno do ângulo dado.
Trigonometria

Pag.: 104 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

Português Inglês Definição Categoria


Retorna o número de série de uma
DATA DATE Data e Hora
data específica
Converte uma data armazenada
DATA.VALOR DATEVALUE como texto em um número de série Data e Hora
que o Excel reconhece como data.
É uma função não documentada do
Excel, ou seja, ela existe e funciona
muito bem. No entanto ela não faz Não
DATADIF DATEDIF
parte da documentação do Excel. Documentada
Esta função é muito útil para o cal-
culo de idades e tempo de serviço.
Retorna um número de série de data
DATAM EDATE que é o número de meses indicado Data e Hora
antes ou depois de data_inicial.
Converte um número de série em
DIA DAY Data e Hora
um dia do mês
Converte um número de série em
DIA.DA.SEMANA WEEKDAY Data e Hora
um dia da semana
Calcula o número de dias entre duas
DIAS360 DAYS360 datas com base em um ano de 360 Data e Hora
dias
Retorna um número que representa
uma data que é o número indicado
DIATRABALHO WORKDAY Data e Hora
de dias úteis antes ou após uma
data (a data inicial).
Retorna o número de dias úteis
DIATRABALHOTOTAL NETWORKDAYS Data e Hora
inteiros entre duas datas
Retorna os caracteres mais à direita
DIREITA RIGHT Texto
de um valor de texto
Retorna VERDADEIRO se todos os
E AND Lógica
argumentos forem VERDADEIRO
Valor se referir ao valor de erro
É.NÃO.DISP ISNA Informações
#N/D (valor não disponível).
O valor faz referência a qualquer
item que não seja texto. Observe
É.NÃO.TEXTO ISNONTEXT que essa função retornará VERDA- Informações
DEIRO se o valor fizer referência a
uma célula em branco.
ÉCÉL.VAZIA ISBLANK Valor se referir a uma célula vazia. Informações
Valor se referir a um valor de erro
ÉERRO ISERR Informações
exceto #N/D.
Retorna VERDADEIRO se o valor
ÉERROS ISERROR Informações
for um valor de erro
ÉLÓGICO ISLOGICAL Valor se referir a um valor lógico. Informações
ÉNÚM ISNUMBER Valor se referir a um número. Informações
Retorna os caracteres mais à es-
ESQUERDA LEFT Texto
querda de um valor de texto
Retorna e elevado à potência de
núm. A constante e é igual a Matemática e
EXP EXP
2,71828182845904, a base do loga- Trigonometria
ritmo natural.
Retorna um número específico de
caracteres de uma sequência de
EXT.TEXTO MID Texto
texto começando na posição especi-
ficada
FALSO FALSE Retorna o valor lógico FALSO. Lógica
Retorna o último dia do mês antes
FIMMÊS EOMONTH ou depois de um dado número de Data e Hora
meses.

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 105


Microsoft Excel para Engenheiros

Português Inglês Definição Categoria


Matemática e
GRAUS DEGREES Converte radianos em graus.
Trigonometria
Retorna o número de série da data
HOJE TODAY Data e Hora
de hoje
Converte um número de série em
HORA HOUR Data e Hora
uma hora
Retorna o número arredondado para
Matemática e
ÍMPAR ODD cima até o inteiro ímpar mais próxi-
Trigonometria
mo.
Retornar o valor de um elemento em
Pesquisa e
ÍNDICE INDEX uma tabela selecionado pelos índi-
referência
ces de número de linha e coluna.
Arredonda um número para baixo Matemática e
INT INT
até o número inteiro mais próximo. Trigonometria
Retorna o número da linha de uma Pesquisa e
LIN ROW
referência referência
Retorna o logaritmo de um número Matemática e
LOG LOG
de uma base especificada. Trigonometria
Retorna o maior valor k-ésimo de
MAIOR LARGE Estatística
um conjunto de dados
MAIÚSCULA UPPER Converte o texto em maiúsculas Texto
Retorna um número arredondado ao Matemática e
MARRED MROUND
múltiplo desejado. Trigonometria
Retorna o determinante de uma
Matemática e
MATRIZ.DETERM MDETERM matriz de uma variável do tipo ma-
Trigonometria
triz.
Retorna o inverso da matriz arma- Matemática e
MATRIZ.INVERSO MINVERSE
zenada em uma matriz. Trigonometria
Retorna o produto de duas matrizes.
O resultado é uma matriz com o
Matemática e
MATRIZ.MULT MMULT mesmo número de linhas que ma-
Trigonometria
triz1 e com o mesmo número de
colunas que matriz2.
Retorna o valor máximo em uma
MÁXIMO MAX Estatística
lista de argumentos
MÉDIA AVERAGE Retorna a média dos argumentos Estatística
Retorna a média (média aritmética)
de todas as células em um intervalo
que satisfazem um determinado Matemática e
MÉDIASE AVERAGEIF
critério. Semelhante a função SO- Trigonometria
MASE só que neste caso ela calcula
a média.
Retorna a média (média aritmética)
Matemática e
MÉDIASES AVERAGEIFS de todas as células que satisfazem
Trigonometria
vários critérios.
Retorna o menor valor k-ésimo em
MENOR SMALL Estatística
um conjunto de dados
Converte um número de série em
MÊS MONTH Data e Hora
um mês
Retorna o valor mínimo na lista de
MÍN MIN Estatística
argumentos
MINÚSCULA LOWER Converte texto para minúsculas Texto e Dados
Converte um número de série em
MINUTO MINUTE Data e Hora
um minuto.
Retorna o resto depois da divisão de
MOD MOD Não
número por divisor.
Retorna um valor convertido em um
N N Informação
número.
NÃO NOT Inverte o valor lógico do argumento Lógica

Pag.: 106 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel para Engenheiros

Português Inglês Definição Categoria


Retorna o valor de erro #N/D. Signi-
NÃO.DISP NA fica "não há nenhum valor disponí- Informações
vel."
Retorna o número total de paga-
NPER NPER mentos ou períodos de um investi- Financeira
mento.
Retorna o número de caracteres em
NÚM.CARACT LEN Texto e Dados
uma sequência de texto
Retorna o número que indica onde
NÚMSEMANA WEEKNUM se encontra a semana, numerica- Data e Hora
mente, em um ano.
Retorna VERDADEIRO se um dos
OU OR Lógica
argumentos for VERDADEIRO
Retorna o número arredondado para Matemática e
PAR EVEN
o inteiro par mais próximo. Trigonometria
Localiza um valor de texto dentro de
PESQUISAR SEARCH outro (não diferencia maiúsculas de Texto
minúsculas).
Retorna o pagamento periódico de
PGTO PMT Financeira
uma anuidade
Retorna o número 3,14159, a cons-
Matemática e
PI PI tante matemática pi, com precisão
Trigonometria
de até 15 dígitos.
Fornece o resultado de um número Matemática e
POTÊNCIA POWER
elevado a uma potência. Trigonometria
Coloca a primeira letra de cada pa-
PRI.MAIÚSCULA PROPER Texto e Dados
lavra em maiúscula
Procura na linha superior de uma
Pesquisa e
PROCH HLOOKUP matriz e retorna o valor da célula
referência
especificada
Procura um valor de texto dentro de
PROCURAR FIND outro (diferencia maiúsculas de mi- Texto
núsculas).
Procura na primeira coluna de uma
Pesquisa e
PROCV VLOOKUP matriz e move ao longo da linha
referência
para retornar o valor de uma célula
Matemática e
RADIANOS RADIANS Converte graus em radianos.
Trigonometria
Matemática e
RAIZ SQRT Retorna uma raiz quadrada positiva
Trigonometria
Repete um texto um determinado
REPT REPT Texto e Dados
número de vezes
Especifica um teste lógico a ser
SE IF Lógica
executado
Retorna um valor especificado se
uma fórmula gerar um erro; caso
SEERRO IFERRO Informação
contrário, retorna o resultado da
fórmula.
Converte um número de série em
SEGUNDO SECOND Data e Hora
um segundo
Matemática e
SEN SIN Retorna o seno de um ângulo dado.
Trigonometria
Matemática e
SOMA SUM Adiciona os argumentos
Trigonometria
Retorna a soma dos quadrados dos Matemática e
SOMAQUAD SUMSQ
argumentos. Trigonometria
Multiplica os componentes corres-
Matemática e
SOMARPRODUTO SUMPRODUCT pondentes nas matrizes fornecidas e
Trigonometria
retorna a soma destes produtos.

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 107


Microsoft Excel para Engenheiros

Português Inglês Definição Categoria


Adiciona as células especificadas Matemática e
SOMASE SUMIF
por um determinado critério Trigonometria
Soma as células em um intervalo
(intervalo: duas ou mais células em
uma planilha. As células de um in- Matemática e
SOMASES SUMIFS
tervalo podem ser adjacentes ou Trigonometria
não adjacentes.) que atendem a
vários critérios.
Substitui um novo texto por um texto
SUBSTITUIR SUBSTITUTE Texto e Dados
antigo em uma sequência de texto
Retorna um subtotal em uma lista ou Matemática e
SUBTOTAL SUBTOTAL
em um banco de dados. Trigonometria
Retorna a tangente de um determi- Matemática e
TAN TAN
nado ângulo. Trigonometria
Retorna a taxa de juros ou taxa de
TAXA RATE desconto de um empréstimo ou Financeira
investimento.
Retorna um número arredondado
para cima, afastando-o de zero, até Matemática e
TETO CEILING
o múltiplo mais próximo de signifi- Trigonometria
cância.
Formata um número e o converte
TEXTO TEXT Texto e Dados
em texto
A função TRANSPOR retorna um
Pesquisa e
TRANSPOR TRANSPOSE intervalo vertical de células como
Referência
intervalo horizontal, ou vice-versa.
Matemática e
TRUNC TRUNC Trunca um número para um inteiro
Trigonometria
Converte um argumento de texto em
VALOR VALUE Texto e Dados
um número
Retorna o valor lógico VERDADEI-
VERDADEIRO TRUE Lógica
RO.
Retorna o valor do investimento ou
VF FV empréstimo depois da efetuação de Financeira
todos os pagamentos.
Retorna o valor de um investimento
VP PV ou empréstimo no início do período Financeira
de investimento.

Pag.: 108 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel 2010 para Engenheiros

Anotações

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 109


Microsoft Excel para Engenheiros

Pag.: 110 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166


Microsoft Excel 2010 para Engenheiros

Fone: 4121-6166 Reprodução Proibida Pag.: 111


Microsoft Excel para Engenheiros

Pag.: 112 Reprodução Proibida Fone: 4121-6166

Você também pode gostar