Você está na página 1de 16

CIÊNCIA E SAÚDE

Nº 85
Ano 8/2020
1ª Edição

BIOSSEGURANÇA
CS - 035
Ministério dos Desbravadores
Igreja Adventista do Sétimo Dia

1
EXPEDIENTE
1ª Edição: Disponível em
www.mundodasespecialidades.com.br
Direção Geral:
Pedro Paz
Rossalles Freitas
Victor Ariel
Diagramação e Edição:
Rossalles Freitas
Coord. de Guias das Especialidades:
Gabriel Silveira
Editoração e Revisão: Maira Cardoso
Autores: Gabriel Silveira; Maira Cardoso; e
Vinícius Kümpel

SITE MUNDO DAS ESPECIALIDADES


Telefones:+55 81 9 9835-8482
O ano é 2020 e estamos em guerra. Nosso exército E-mail:mundodasespecialidades@gmail.com
está cercado e amedrontado. Todos se perguntam o que Site: www.mundodasespecialidades.com
Facebook:Facebook.com/mundodasespecialidades
devem fazer. O inimigo avança invisível e sorrateiro: ataca
quando menos esperamos. DIREITOS RESERVADOS:
Ei, soldado, está na escuta? Recebi informações A reprodução deste material seja de forma total ou
parcial de seus textos ou imagens é permitida, desde
valiosas sobre nosso inimigo e acredito que podemos que seja referenciado o Mundo das Especialidades
vencê-lo. O que me diz? Está pronto? e seus autores pela nova autoria ao fim de seu
material. Todos os direitos reservados para Mundo
Pois bem, nossas armas já estão prontas. Esteja atento, das Especialidades
soldado. O primeiro passo é estar preparado e equipado
com a armadura de Deus: pegue o escudo e a espada (Ef UNIÃO LESTE BRASILEIRA
UNIÃO NORDESTE BRASILEIRA
6:10-16). Não se esqueça do mais importante: a oração. UNIÃO SUL BRASILEIRA
Ainda está na escuta? Então, aqui vai mais uma dica tática:
IGREJA ADVENTISTA DO SÉTIMO DIA
leia esse guia e você vai saber tudo que precisa para vencer MINISTÉRIO DOS DESBRAVADORES
o inimigo. Recife, PE, Abril de 2020

Contamos com você, soldado. Nos vemos em breve,


no clube! Câmbio, desligo. Olá! Me chamo
Maira Cardoso
Vinícius Dias Meu nome é do Amaral.
K ü m p e l , Gabriel Silveira. Estudante de
engenheiro G a ú c h o , Letras, Líder de
biotecnológico engenheiro Desbravadores
e mestre em e Líder de e uma das
biociências Desbravadores, conselheiras
pela UNESP, atualmente sou da unidade Panda, no clube
engenheiro diretor associado Mensageiros do Vale, de São
de segurança do trabalho pela no clube Mensageiros do Vale, em Leopoldo – ANSR/USB. No ME,
UCAM. Líder Máster Avançado São Leopoldo (ANSR/USB). Estou estou na coordenação da revisão
de Desbravadores, regional na na coordenação dos Guias de linguística para o biênio 2020/21.
macrorregião Beta da Associação Especialidades de Desbravadores, Grande abraço, do tamanho do Rio
Norte Paranaense, USB/DSA. aqui, no ME. Um forte abraço! Grande!

mundodasespecialidades@gmail.com mundodasespecialidades @mundodasespecialidades


Vamos a
algumas definições...
Biossegurança vêm de um neologismo que
deriva de bio (vida) juntamente com segurança. Os
procedimentos da biossegurança são aplicados em
hospitais, laboratórios e qualquer outra organização
que pode apresentar risco à saúde e à vida, seja ela
humana, animal ou ao próprio meio ambiente. Estes
procedimentos formam um conjunto de ações que
tem por objetivo o combate a qualquer ameaça que
prejudique um sistema biológico. Devem ser praticadas
em indústrias, escritórios ou residências. Além disso,
está relacionada aos trabalhos de desenvolvimento
de estudos e de pesquisas biológicas. Costa (1996)
define biossegurança como um conjunto de medidas
técnicas, administrativas, educacionais, médicas e
psicológicas.
Um agente de risco é um fator – ou substância
– que pode causar danos à saúde ou causar
acidentes. A exposição a um agente de risco pode
não ter consequências imediatas, pois depende de
variáveis como: tempo de exposição, concentração,
intensidade, combinação de agentes diferentes no
ambiente e a capacidade do indivíduo de suportar uma
substância. Podem ser físicos (pressão, temperatura,
radiação, ruído, etc.), químicos (substâncias químicas
sólidas, líquidas ou gasosas) ou biológicos (vírus,
bactérias, fungos, protozoários, etc.).

3
Aerossóis?
Que negócio é esse?
Os aerossóis são compostos
por minúsculas partículas sólidas ou
líquidas dispersas no ar sob a forma de
uma névoa fina e podem permanecer
“flutuando” por um longo período de
tempo. Essas micropartículas possuem
dimensões de 0,1 a 50 micrômetros
(1 milímetro corresponde a 1000
micrômetros), e entram no organismo
por meio das vias respiratórias ou dos
olhos.

É isso mesmo,
produção?
Material biológico é aquele
que tem origem em um ser vivo.
Esse termo é muito utilizado para se
referir a todo tipo de secreção que o
corpo produz como: sangue, células,
mucosas, suor, lágrimas, urina, fezes,
pus, entre outros.

4
Acidente
ou incidente?
Chama-se acidente uma
ocorrência imprevista, instantânea ou
não, que pode causar lesão corporal
ou ainda a morte. Algumas vezes,
quando acontece essa ocorrência, não
há pessoas por perto, permanecendo
apenas o prejuízo material. Este
último caso, chamamos de incidente.
Qualquer agente de risco pode
ocasionar situações indesejáveis.
É importante nos atentarmos às
práticas de biossegurança sempre,
pois um “inofensivo” incidente pode se
transformar em um perigoso acidente
pondo vidas em risco (especialmente
se os agentes envolvidos forem
químicos ou biológicos).

Pato o quê???
Patogênico é o elemento ou meio capaz de
produzir algum tipo de doença no corpo de um ser
humano, animal ou vegetal, cujas condições estão
predispostas às ocasiões mencionadas. Quanto maior
for a sua patogenicidade, maior é a probabilidade de
causar uma doença.

5
Deem um escudo
a esse homem...
O escudo era uma arma de defesa um elemento de risco. Por exemplo, uma
de muitos guerreiros. Nos dias atuais, não máquina com engrenagens pode ter uma
é tão diferente. Você sabia que em muitas grade de proteção como EPC, assim o
profissões os trabalhadores também operador não coloca a mão nas peças
precisam usar “escudos” para se proteger? móveis. O funcionário de uma construção
utiliza um capacete como EPI. Caso uma
Os EPI’s (Equipamento de Proteção pedra caia sobre sua cabeça, não irá
Individual) e os EPC’s (Equipamentos de machucá-lo.
Proteção Coletiva) são dispositivos que
atuam como um escudo contra a ação de Vamos ver outros exemplos:

EPI EPC
• proteção da cabeça; • barreiras de proteção e de proteção
contra luminosidade e radiação;
• abafadores de ruídos e protetores
auriculares; • corrimão;
• proteção respiratória; • fitas sinalizadoras;
• proteção facial; • antiderrapantes em degraus de
escada e piso antiderrapante;
• proteção ocular;
• sinalizadores.
• proteção de tronco;
• proteção de mãos e braços;
• proteção de pés e pernas;

AVENTAL DESCARTÁVEL LUVAS DE SEGURANÇA

MACACÃO DE SEGURANÇA
MÁSCARA
TOUCA

ÓCULOS DE SEGURANÇA

SAPATO DE SEGURANÇA

Mas e os profissionais da
saúde? Eles também usam
equipamentos de proteção?
Sim. A higienização constante e
a frequência em que os EPIs são
trocados é muito importante
para evitar contaminações.
Alguns dos principais EPIs
usados pelos profissionais da
saúde:

6
Se liga!

SURTO EPIDEMIA PANDEMIA ENDEMIA

aumento repentino no quando um surto em uma escala de não está relacionada


número de casos de acontece em diversas gravidade, a pandemia a uma questão
uma doença em uma regiões. Pode ser é o pior dos cenários. quantitativa. Uma
região específica; de nível municipal, Acontece quando uma doença é classificada
estadual e nacional; epidemia se espalha como endêmica
por diversas regiões (típica) de uma região
do planeta; quando acontece com
muita frequência no
local. Também pode
ser sazonal.

Esteja preparado!
Você pode estar
Siga as recomendações das autoridades de saúde se perguntando: o que
fazer quando surge uma
epidemia ou uma pandemia?
Primeiramente, procure
Evite aglomerações manter a calma. Veja algumas
dicas.

Reforce as medidas de higiene no seu dia-a-dia

Procure não ter contato com pessoas contaminadas


ou doentes. Adote algum método de afastamento,
como por exemplo, a quarentena (se estiver
infectado) ou isolamento social, caso não esteja
infectado.

7
QUARENTENA ISOLAMENTO SOCIAL
é o período de reclusão em que tem por objetivo reter pessoas
indivíduos se submetem, após sintomáticas (ou assintomáticas)
contato com agente causador em investigação clínica e
de uma doença, a fim de evitar laboratorial, para evitar a
que ela se espalhe. Apesar propagação da infecção e
de o nome fazer referência ao transmissão local. O aumento
período de 40 dias, é importante do período dependerá do risco
lembrar que o tempo não é de transmissão.
exatamente esse. Segundo
o Ministério da Saúde, essa
medida pode se estender pelo
tempo que for necessário.

Cuide de suas mãos!


Você, desbravador, sabe como lavar as mãos direitinho e protegê-las dos pequenos
e indesejáveis seres? Sim? Parabéns, amigo!! Ainda não? Então, não perde essa super dica:

(https://gizmodo.uol.com.br/estudo-lavar-maos/amp/)

8
Depois de lavar, é hora de secar as mãos. mãos com muito mais eficiência e rapidez,
Você sabia que a toalha comum não é a mais além de serem muito práticas.
indicada? Vejamos por quê.
Você pode estar se perguntado: e o
As toalhas de algodão, quando estão álcool gel? Qual usar? Quando usar? (pôr uma
úmidas, colaboram – e muito – para a imagem ilustrativa do álcool gel por aqui)
proliferação de germes e bactérias. Sendo
assim, uma toalha compartilhada por muitas Na saúde, “álcool” se refere a dois
pessoas pode transmitir doenças por meio compostos químicos que se dissolvem na água
da contaminação cruzada. Fique atento: suas – álcool etílico (etanol) e álcool isopropílico
mãos podem até estar limpas após lavá-las – que têm características germicidas por
na pia, mas ao secá-las em uma toalha que conta de suas concentrações. Surge uma
não foi higienizada, a contaminação acontece pergunta: “Se ele é menos concentrado, por
mesmo assim. que é mais eficiente que o álcool 99,6%?”. A
resposta é simples: o álcool 70% tem, mais ou
É por essa razão que se usa toalhas menos, 30% de água. Nessa solução, ocorre
de papel em banheiros com grande a desnaturação de proteínas e de estruturas
movimentação. Não tem como manter uma lipídicas da membrana celular, ou seja, a
toalha de algodão seca e higienizada durante destruição do micro-organismo com maior
o dia todo nesses ambientes. eficiência do que em outras porcentagens
de etanol. Os fungos e os vírus também são
O uso de toalhas de papel é higiênico, destruídos pelo álcool.
econômico e seguro para os usuários e para
quem administra o espaço. Elas secam as

Como utilizar o álcool:

Lavar as mãos com água e sabão é a melhor forma de retirar sujeiras


visíveis e invisíveis da pele. O álcool em gel reduz o número de
micro-organismos em nossas mãos, sendo, portanto, um aliado na
higienização das mãos e na prevenção de certas doenças.

QUANDO TOSSIR OU ESPIRRAR


não cubra com as mãos!

Pois, assim, damos aos germes a


oportunidade de infectar outras Use a parte interna do seu braço
pessoas pelos objetos que
compartilhamos.

9
De novo não!
É, amiguinhos, pandemias
semelhantes à COVID-19 já assombraram o
mundo. Certamente você já ouviu falar de
alguma! Vamos ver alguns exemplos:
tratamento é feito com antibióticos e há a
PESTE NEGRA
necessidade de isolamento durante cerca
Peste negra (1347-1353): Também ficou de 6 dias. Pessoas que convivem com o
conhecida como peste bubônica, doença paciente também devem ser examinadas.
causada pela bactéria Yersinia pestis, por
VARÍOLA
meio de pulgas.
Varíola (1896 a 1980). Por serem
Atingiu o mundo em meados do
desconhecidos até pouco tempo atrás,
século XIV. Os historiadores acreditam que
pouco se sabia quanto à transmissão
a doença teve origem em algum lugar da
de doenças causadas por vírus. No caso
Ásia Central, mas existem inúmeras teorias
da varíola, a transmissão se dá pelo
sobre seu surgimento. A mais aceita, sugere
contato com pessoas doentes, objetos
que tenha sido na China e, por algum tempo,
contaminados ou ainda pelo contato com
a peste tenha atuado exclusivamente na
as secreções dos doentes.
Ásia Central; somente a partir do século
XIV ela se espalhou pelo mundo. Estima-se Entrando no corpo, o patógeno (você
que tenham sido entre 75 e 200 milhões as leu sobre ele ali atrás) se espalha pela
vítimas fatais. Na Europa, resultou na morte corrente sanguínea provocando febre alta,
de, pelo menos, 1/3 da população. mal-estar, dores no corpo e problemas
gástricos. Depois destes sintomas surgem,
A teoria mais aceita da transmissão
em todo o corpo, numerosas protuberâncias
entre a Europa e Ásia é a de que tenha
cheias de pus que causam dor e coceira
ocorrido em meio ao conflito que aconteceu
intensa; dificilmente cessam sem deixar
em Caffa, colônia genovesa localizada na
cicatrizes. Estima-se que os mortos se
Crimeia. O principal agravante foi a falta
somam mais de 300 milhões.
de estrutura sanitária da época. Assim, as
pulgas contaminadas tinham contato com A vacina da varíola foi descoberta
seres humanos e a transmissão passava em 1796, por Edward Jenner. O único
a ser de humano para humano, pelas reservatório conhecido dessa doença é o
secreções do corpo ou por vias respiratórias. próprio homem, e a maneira mais comum
de transmissão é a passagem do vírus por
Conforme o historiador Hilário Franco
contato muito próximo, mediante gotículas
Júnior (2006), a pessoa contaminada
de saliva e secreções respiratórias contendo
falecia entre dois a cinco dias. Os principais
o agente infeccioso. O contágio indireto a
sintomas eram: febre alta, vômito com a
maiores distâncias, através de aerossóis,
presença de sangue e complicações nos
é bem menos comum. Sua transmissão
pulmões. Além de manchas negras por
também ocorria pelo contato com a
todo o corpo.
secreção das pústulas na pele do doente.
Hoje em dia, ainda podem existir
surtos da doença, mas com o avanço da
medicina a taxa de mortalidade é baixa. O

10
GRIPE ESPANHOLA isolamento social e o fim de aglomerações.
A gripe espanhola (1918-1919) foi Nem todos os países tomaram as medidas
uma pandemia de vírus influenza. Ocorreu de prevenção necessárias. Exemplo
paralela à Primeira Guerra Mundial e se disso foi o desfile na Filadélfia, em 28 de
espalhou rapidamente pelo mundo. setembro de 1918, realizado apesar de
alertas dos especialistas em saúde de
Você, desbravador, deve estar que representava risco de disseminação
perguntando onde a gripe (que também da gripe espanhola. Seis semanas após o
é causada pelo influenza) surgiu, correto? desfile, 47 mil pessoas estavam doentes e
A pandemia recebeu esse nome porque 12 mil haviam morrido.
surgiu na Espanha? Não mesmo. Não se
sabe o local exato, mas alguns historiadores TIFO
acreditam que ela teria surgido em campos Tifo é o nome dado às doenças
de treinamento militar nos Estados Unidos. infecciosas provocadas por bactérias da
Isso, porque os primeiros casos da doença família Rickettsiaceae, mas não confunda
foram registrados lá. Além disso, ela se com a febre tifoide, causada por outra
espalhou na Europa logo depois que bactéria, a Salmonella entérica typhi.
soldados norte-americanos foram enviados Os microrganismos podem contaminar
para a frente de guerra nesse continente. diversos mamíferos como bois, ovelhas,
Mas porque recebeu esse nome, gatos, cães, gambás, guaxinins e ratos.
então? Acontece que os países que estavam Outros pequenos parasitas, já muito
em guerra não falaram sobre a gripe mortal conhecidos, como carrapatos, ácaros e
para não espalhar pânico entre as tropas. piolhos se responsabilizam pela transmissão
A Espanha estava neutra na guerra e as ao ser humano por meio de picadas ou no
notícias se espalharam a partir do que a contato de suas fezes com feridas abertas.
imprensa espanhola noticiava. São três os principais tipos de tifo: tifo
Os especialistas acreditam que a epidêmico, tifo endêmico e tifo-do-mato.
doença matou cerca de 50 milhões de A Rickettsia prowazekii, causadora do tifo
pessoas, embora algumas estatísticas epidêmico, foi descrita pela primeira vez por
mencionem 100 milhões. No Brasil, um médico brasileiro chamado Henrique
apareceu por volta de setembro de 1918, da Rocha Lima e seu colega Stanislaus von
atingindo grandes centros como Salvador, Prowazek, em 1916.
São Paulo e Rio de Janeiro. Pessoas A facilidade de se difundir em
influentes também foram infectadas, como ambientes insalubres com precárias
o presidente eleito Rodrigues Alves que condições de higiene e sem controle
acabou morrendo. dos parasitas vetores, fizeram do tifo
Os sintomas eram: febre, dor no corpo, o protagonista de grandes epidemias;
coriza e tosse. Em casos mais graves, os especialmente em prisões durante guerras.
pacientes apresentavam sérios problemas Anne Frank e sua irmã, que tiveram suas
respiratórios, digestivos e cardiovasculares. histórias eternizadas na literatura e no
cinema, teriam morrido de tifo durante a
Os médicos procuravam tratar os 2ª Guerra Mundial. Logo após a 1ª Guerra
pacientes da melhor maneira possível, mas Mundial, entre 1918 e 1922, o número de
o domínio da medicina na época era muito mortes é estimado em 3 milhões.
limitado. Atualmente, já existem vacinas
para o combate da doença. Foi notável a epidemia que os soldados
de Napoleão Bonaparte enfrentaram em
As medidas de prevenção foram 1812, ao mesmo tempo em que tentavam
semelhantes às demais pandemias, como combater os russos. Centenas de milhares

11
de soldados morreram com a doença. GRIPE SUÍNA:
Naquela época, era obrigatório tomar Em 1909, a gripe A (ou gripe suína),
cuidados como raspar a barba e os cabelos se tornou uma pandemia com fortes
na tentativa de eliminar os piolhos. De efeitos mundiais. Uma nova variação do
fato, a biossegurança para controle do tifo vírus Influenza, o H1N1, infectou 651 mil
incluía a eliminação dos vetores, além de pessoas em mais de 200 países, durante o
estimular os cidadãos e as instituições a período de 16 meses. Quando a pandemia
adotarem hábitos de higiene no corpo e nas foi considerada controlada, já tinha deixado
roupas, o que não costumava acontecer quase 18,5 mil mortos. Em 2013, um estudo
nos exércitos. em 20 países demonstrou que entre 20% a
Outro surto de tifo foi registrado na 27% da população chegou a contrair a gripe,
Irlanda, entre 1846 e 1849, no momento comprovando que é altamente contagiosa.
em que o país já enfrentava a fome severa. O contágio é feito como com outros
As duas moléstias foram responsáveis por tipos de gripe, através do contato com
reduzir a população irlandesa para menos gotículas de saliva (tosse, espirro, etc.) ou
de um terço. com superfícies.
Os primeiros sintomas podem Seus primeiros sinais são: tosse, febre,
aparecer entre 7 e 14 dias, após o contágio. dor de cabeça intensa, dores musculares e
No início, podem ser confundidos com os nas articulações, irritação nos olhos e coriza.
da Influenza (gripe H1N1): tosse, febre alta, Como toda doença viral, os tratamentos são
dores na cabeça e nas articulações, fadiga voltados aos sintomas e ao fortalecimento
e calafrios. Esses indícios podem evoluir do sistema imunológico, mas a prevenção
com a formação de lesões avermelhadas e é altamente eficaz por meio da vacina.
caroços na pele, além de náuseas, vômitos
e diarreia. Em casos mais graves, o paciente Os cuidados tomados não foram tão
pode ter delírios, hemorragias, pneumonia rigorosos, mas as pessoas infectadas eram
e estupor: um estado em que o paciente colocadas em isolamento, e em muitos
está consciente, mas permanece imóvel e lugares as aulas foram suspensas. Em alguns
não reage a estímulos externos. locais, os viajantes eram direcionados a
um setor específico para triagem. Essas
Atualmente, além da análise dos medidas foram mais brandas que as da
sintomas, o diagnóstico é feito com atual pandemia da Covid-19, pois naquele
exames laboratoriais para identificar período já havia medicamentos para ajudar
a bactéria. O tratamento é feito com no combate à doença, que também foi
antibióticos específicos e corticosteroides. menos contagiosa e menos letal.
A administração de medicamentos
intravenosos e suplementos de oxigênio O estado do Paraná foi o mais afetado
podem ser necessários. Durante a 2ª Guerra no Brasil, com mais de 58% dos 53 mil
Mundial foi desenvolvida uma vacina, mas casos confirmados no país. As fronteiras
ela já não é muito utilizada hoje. com Argentina e Paraguai e o clima
temperado foram os maiores contribuintes
dessas estatísticas. Por meses, o controle
nas fronteiras foi intensificado, incluindo
desinfecção de veículos e controle de
pessoas e alimentos. A busca por máscaras
e luvas também foi grande durante a
pandemia. Eventos foram adiados e aulas
foram suspensas para evitar grandes
aglomerações. Reuniões religiosas não
foram proibidas, mas eram grandemente
desaconselháveis.

12
Além das pandemias citadas, existem doenças que até hoje não foram erradicas e, por mais
incrível que pode parecer, ainda existem surtos. Vamos olhar a tabela a seguir.

Agente Forma de
Doença Sintomas Surto/epidemia/pandemia Existe cura? Prevenção
etiológico contágio

Diarreia; Saneamento
Náuseas; básico;
Vômitos: Tratamento
Alterações de Água;
de humor;
Sim. Tratamento Higiene;
Letargia; com reidratação, Diagnóstico
Água e alimentos Pressão 1911 – último grande surto, fluidos precoce;
Cólera Bactéria intravenosos,
contaminados. arterial baixa;
Arritmia
nos EUA. Evitar viajar
para uma
suplementos
cardíaca; nutricionais e região
Cãibras. endêmica.
antibióticos. Vacina.

Tosse com ou sem Vacina BCG em


secreção; Fadiga; crianças, exceto
Falta de ar; Febre Pandemia atual – em todo o em pacientes de
Sim. Tratamento
Gotículas de baixa; Perda de mundo, 10 milhões de pessoas AIDS;
por 6
Tuberculose Bactéria saliva em vias apetite e peso; são infectadas por ano, com
meses com
Evitar
respiratórias. Rouquidão; cerca de 1,2 milhão de mortes aglomerações;
Dor no peito. medicamentos Sem contato
anuais. com objetos
diariamente
contaminados.

Febre;
Dor muscular;
Picada do mosquito Náuseas; Vacina;
Vômitos; Endêmica de regiões tropicais. Sim. Tratamento Repelentes, roupas
Febre Aedes aegypti, o
Perda de apetite; 2017 a 2018 – epidemia no dos sintomas e telas para afastar
Vírus mesmo transmissor
Amarela da dengue, ou
Fraqueza; Brasil. 1376 casos, com 483 e reposição os mosquitos;
Icterícia; mortes. de sangue, se Controle do
do mosquito Dores abdominais; mosquito
necessário.
Haemagogus. Hemorragia. transmissor.

Febre; 2019 a 2020 – surto na Rep.


Tosse; Democrática do Congo. 330 mil
Irritação nos olhos;
casos, com 6300 mortes. Ainda Sim.
Coriza; Tratamento dos
Manchas não foi controlada.
2018 a 2020 – surto no Brasil. sintomas.
Gotículas de avermelhadas pelo
Pode deixar Vacina.
Sarampo Vírus saliva em vias corpo; 13,5 mil casos somente em
sequelas.
respiratórias. Dores musculares; 2019, com 15 mortes.
Fadiga;
Dores de cabeça e
garganta;
Pneumonia.

Febre;
Século II – epidemias na
Calafrios; Grécia, Itália e outras áreas Remédios
Sudorese; da Europa. preventivos
Dores de cabeça e 1906 – Panamá. 21 mil antiparasitários
nas articulações; mortes durante a construção antes, durante e
Tremores; do Canal do Panamá. Sim. Tratamento depois de viajar a
Picada do mosquito Perda de apetite; um local endêmico;
Malária Protozoário Anopheles. Náuseas;
2018 e 2019 – epidemia com
Controle do
Vômitos; no Burundi – 6 milhões de medicamentos. mosquito
Prostração; casos, como mais de 2 mil transmissor;
Anemia; mortes em 2019. Diagnóstico
Convulsões; 2018 – surto no Brasil, precoce.
Coma. estado do Espírito Santo –
142 casos e uma morte.

Não há vacina.
Febre persistente; Evitar relações
Tosse seca; sexuais com
Suores noturnos; possibilidade de
Dores de garganta, Não. contágio;
nos músculos e Tratamento com Teste de sangue
1981 a 2020 – Epidemia em
Sangue ou articulações; medicamentos
antes de uma
diversos locais no mundo. 75
AIDS Vírus fluidos sexuais Rápida perda de
milhões de infectados, com 32 pode retardar o
transfusão;
Evitar drogas
contaminados. peso;
Fadiga; milhões de mortes. aparecimento injetáveis;
de sintomas. Evitar o contato
Candidíase; com materiais
Diarreia; perfurocortantes
Manchas em laboratórios e
avermelhadas e estabelecimentos de
feridas na pele. saúde.

OBS: as informações na tabela são apenas uma representação. Mais informações devem
ser obtidas em pesquisa, para conclusão da especialidade.
13
Quem tem medo
de agulha?
Você já deve ter ouvido falar das campanhas
de vacinação que são promovidas em nosso país,
certo? Mas afinal, o que são vacinas e para que elas
servem?
As vacinas estimulam nosso sistema
imunológico a produzir anticorpos que combatem
as doenças infecciosas, tornando o corpo imune a
elas.
E vacinar para quê?
A vacinação é a principal forma de proteção
contra doenças causadas por vírus e bactérias.
Assim, as vacinas induzem o sistema imunológico
a preparar defesas contra um agente infeccioso
causador de determinada doença.

Bem pensado...
Jesus nos diz, na Bíblia, que antes Você também crê nisso? Espero
de vir novamente para esse mundo, que sim, querido amigo. Oro para que
muitas coisas ruins iriam acontecer. você tenha fé e confie nos cuidados
Mas não tenha medo. Calamidades em do Pai.
todo o mundo, guerras horripilantes,
desastres e problemas no clima são Cristo vem: prepare-se!
alguns dos sinais que nos servem de
alerta: Ele está vindo.
Quando Cristo voltar, irá
transformar e renovar nosso planeta
e nele não existirão doenças, medo,
sofrimento ou morte. Nosso lar será
perfeito e nele não haverá nada
que nos desagrade. Lá não teremos
isolamento social jamais. Iremos sorrir,
cantar e brincar com nossos familiares
e amigos todo dia! Não é maravilhoso?
Essa é nossa grande esperança: um
mundo perfeito criado por Deus e que
será perfeito para sempre!

14
Requisitos
acompanhe seu desenvolvimento
1. Defina os seguintes termos:
a) Aerossóis
b) Agente de risco
c) Biossegurança
d) Material biológico
e) Acidente químico ou biológico
f) Incidente químico ou biológico
g) Patogênico
2. O que são EPIs? Para que eles servem? Fale quais podem ser usados pelos profissionais da saúde.
3. Diferenciar surto, epidemia, pandemia e endemia?
4. Em meio a uma epidemia/pandemia, quais os principais cuidados que devem ser tomados?
5. TQual a diferença de isolamento e quarentena?
6. Escolha da lista abaixo duas doenças e diga: quando aconteceu? quantos foram infectados? qual era
a maneira de contágio? quais eram os sintomas? encontraram cura? quais foram os cuidados de
biossegurança?
a) Peste negra
b) Varíola
c) Gripe espanhola
d) Tifo
e) Gripe suína
7. Escolha uma das doenças abaixo e responda: Quais são os sintomas? Como é a forma de contágio? Existe cura
atualmente? Onde e quando já houve surto/epidemia/pandemia? Existe prevenção dessa doença?
a) Cólera
b) Tuberculose
c) Febre amarela
d) Sarampo
e) Malária
f) AIDS
8. Como as vacinas funcionam? Qual a importância de estar com as vacinas em dia?
9. Sobre a lavagem das mãos:
a) Faça um vídeo demonstrando ou apresente pessoalmente a seu instrutor como deve ser feita a lavagem correta das
mãos. Explique porque é importante seguir cada passo.
b) Por qual motivo não é recomendável usar toalhas que serão usadas várias vezes por várias
pessoas e sim toalhas de papel?
10. Por que o adequado é usar álcool 70% e não outros tipos de álcool? Qual a forma correta de utilizálo?
11. . Que atitudes devem ser tomadas ao tossir e espirrar para evitar contaminar outras pessoas?
12. De acordo com Mateus 24 e Apocalipse 6, o que a Bíblia fala sobre as doenças no fim dos tempos?
13. De acordo com I Coríntios 15 e Apocalipse 21 e 22, o que acontecerá com os doentes e com as doenças quando
formos ao céu?

Referências:
https://www.fop.unicamp.br/index.php/pt-br/biosseguraca-aerossois.html

https://educacao.uol.com.br/disciplinas/geografia/surto-epidemia-pandemia-e-endemia-
entenda-qual-e-a-diferenca-entre-eles.htm

https://www.anasps.org.br/isolamento-x-quarentena-voce-sabe-a-diferenca/

https://brasilescola.uol.com.br/historiag/pandemia-de-peste-negra-seculo-xiv.htm

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2001000600024

https://brasilescola.uol.com.br/historiag/pandemia-de-peste-negra-seculo-xiv.htm

https://brasilescola.uol.com.br/historiag/i-guerra-mundial-gripe-espanhola-inimigos-visiveis-
invisiveis.htm

COSTA, M.A.F. Biossegurança: segurança química básica para ambientes biotecnológicos e


hospitalares. São Paulo: Ed. Santos, 1996.

JÚNIOR, Hilário Franco. A Idade Média: nascimento do Ocidente. São Paulo: Brasiliense,
2006, p. 29.

15

Você também pode gostar