Você está na página 1de 4

Lição 13

OS DEZ MANDAMENTOS (PARTE 9)


Por Ray Comfort
Tradução: Fernando Guarany Jr.

“Não creio que alguém possa pregar o Evangelho sem pregar a Lei.”
Charles Spurgeon
_____

Comentário de Kirk Cameron: Uma mentira contada com “boas intenções” ainda assim é uma
mentira? Uma meia-verdade é uma meia-mentira? Uma mentira ainda é pecado, mesmo se contada por
uma “boa razão”? O que nos qualifica como mentirosos? Pelos padrões de quem seremos julgados?

_____

Perguntas e Objeções

“E se alguém disser que jamais mentiu, roubou, cobiçou alguém sexualmente ou blasfemou – se
negarem terem qualquer pecado?”

Pergunte a esta pessoa se ela guardou o primeiro dos Dez Mandamentos. Será que ela sempre
amou Deus sobre todas as coisas – de todo o seu coração, alma, mente e força (Marco 12:30)? Se disser
que sim, gentilmente diga: “A Bíblia diz que ‘não há ninguém que busque a Deus’ (Romanos 3:11).
Ninguém (exceto Jesus Cristo) jamais guardou o Primeiro dos Dez Mandamentos. Um de vocês está
mentindo – ou você ou Deus – e a Bíblia diz que é impossível para Deus mentir” (Hebreus 6:18; Tito 1:2).

Nesta unidade estudaremos o Nono Mandamento:


“Não prestarás falso testemunho contra teu próximo” (Êxodo 20:16).

É comum ao mencionar este mandamento ouvir a resposta: “Quer dizer que se uma senhora perguntar-lhe
se a acha feia, você deve dizer-lhe a verdade – que ela é?” Informe a pessoa que há uma diferença muito
grande entre discrição (sábia auto-restrição de discurso) e mentira (uma declaração falsa com o intuito de
enganar) – Deus sabe a diferença?

Será que é permitido ao Cristão em alguma circunstância contar uma mentira? Há muitas situações em
que podemos nos encontrar em uma posição difícil e perceber que contar a verdade trará terríveis
conseqüências. Por exemplo, um nazista o questiona se está escondendo algum Judeu em sua casa. Será
que você deveria contar-lhe que há dois [escondidos] debaixo da cama? Caso faça isso, o resultado será a
morte certa dos dois. Sua escolha é mentir e salvar vidas, ou falar a verdade e colaborar para um
assassinato? Outro exemplo é colocar “turista” em seu passaporte para China ao invés de “traficante de
Bíblias”, ou não contar à polícia de um país onde os Cristãos são perseguidos os nomes dos membros da
igreja subterrânea. Talvez a resposta seja que é o motivo que importa. Entretanto, a questão depende da
consciência de cada indivíduo.
A Bíblia nos diz que a Bíblia não mente, e o Nono Mandamento deixa claro que prestar falso testemunho
contra nosso próximo é errado. Prestar falso testemunho com o intuito de prejudicar os outros, ou evitar as
conseqüências de nosso comportamento errado, jamais será aceitável para um Deus que conhece o nosso
motivo.

O dicionário define mentira como uma declaração falso deliberadamente apresentada como verdade; uma
falsificação; algo cujo objetivo é enganar ou dar uma impressão errada. Muitas pessoas alegam só terem
contado mentiras com “boas intenções”. Mas, não existe diferença alguma entre este tipo de mentira e
uma “meia-verdade”, uma lorota ou um exagero. Todos são mentira aos olhos de Deus. Quantos
assassinatos alguém precisa cometer para ser chamado de assassino? Apenas um. Da mesma maneira, se
contarmos uma mentira sequer, não importa o tamanho, nos tornamos mentirosos.

O Nono Mandamento requer a verdade, toda a verdade e nada além da verdade. Deus é um Deus de
Verdade e sua Lei exige honestidade absoluta do coração. Ainda assim, o coração humano é considerado
enganoso mais do que todas as coisas. Já foi dito que escolher o caminho mais fácil é o que corrompe as
pessoas. Veja esta citação:

“. . . 20.000 alunos do ensino fundamental e médio foram entrevistados pelo


Instituto de Ética Jefferson – uma organização sem fins lucrativos em Marina del Rey,
Califórnia, que se dedica a educação do caráter. Noventa e dois por cento dos
adolescentes admitiu ter mentido para os pais no ano anterior, e 73 por cento se
autocaracterizaram como “mentirosos em série”, querendo dizer que mentem toda
semana. Apesar destas admissões, 91 por cento de todos os entrevistados afirmaram que
“estavam satisfeitos com sua própria ética e caráter.”
(Reader’s Digest, Novembro de 1999)

O caminho da mentira geralmente é um caminho fácil, mas leva ao inferno. A Bíblia alerta que todos os
mentirosos terão sua parte no Lago de Fogo (Apocalipse 21:8). Que pensamento assustador! As pessoas
podem até pensar que a mentira não é um pecado sério, mas Deus acha. Devemos sentir nossos corações
partindo ao simplesmente pensar no destino dos ímpios.
_____

Perguntas

1. Como o dicionário define ‘mentira’?


2. Qual a diferença entre mentira e descrição?
3. Você acha que é permitido ao Cristão dizer uma mentira para proteger alguém? Por quê ou por
quê não?
4. Qual a diferença entre uma “mentirinha” [com boas intenções], uma meia-verdade e um
exagero?
5. Quantas mentiras alguém precisa contar para ser um mentiroso?
6. O que acontecerá com todos os mentirosos?

O Pregador
Marlo Rota: Com licença, ouvi-o falando com aquela pessoa, e não acho que tenha o direito de julgá-la.
A Bíblia diz: “Não julgue para que não sejais julgado.”

Cristão: Não a estava julgando. Ele me disse que era uma mentirosa e acreditei nela.

Marlo Rota: Bem, não acho que tenha o direito de dizer-lhe o que disse. Você a constrangeu. Sou Cristão
e sei que o que fez foi errado.

Cristão: Apenas digo o que a Bíblia diz. Ela alerta que todos os mentirosos terão sua parte no Lago de
Fogo. Não se importa com a salvação dela?

Marlo Rota: Sim. Mas, não gostei da maneira que falou com ela.

Cristão: O que você teria dito?

Marlo Rota:Que Deus a ama.

Cristão: Posso lhe fazer uma pergunta?

Marlo Rota: Claro.

Cristão: Você se considera uma boa pessoa?

Marlo Rota: Sim.

Cristão: Tem guardado os Dez Mandamentos?

Marlo Rota: Sim.

Cristão: Nunca contou uma mentirinha, lorota, meia-verdade ou exagerou?

Marlo Rota: Nunca.

Cristão: Como pode se considerar uma boa pessoa quando a Bíblia diz que não há ninguém que seja bom
– nem mesmo uma pessoa?

Marlo Rota: Agora você está me julgando, seu idiota de !$*!#. Pare de ficar querendo empurrar suas
crenças pela garganta dos outros.

Cristão: Não estou fazendo isso. Apenas estou alertando que Deus julgará o mundo em justiça, e que as
pessoas precisam de um Salvador.

Marlo Rota: Se estas pessoas crerem em Deus e viverem uma boa vida, está tudo bem.

Cristão: Não, não está. Elas precisam arrepender-se e colocar sua esperança em Jesus Cristo.

Marlo Rota: É você que acha isso. E daí se já contei umas mentirinhas em minha vida? Não machucou
ninguém. Deus não vai me mandar para o inferno só por causa de uma mentirinha.

Cristão: Marlo, olhe para mim. Se seus olhos se encontrarem com os meus no Dia do Julgamento e você
ainda estiver em seus pecados... eu estarei livre do seu sangue. Não fui omisso em contar-lhe a verdade.
Precisa confessar e abandonar seus pecados. Não basta acreditar em Deus.

Penas para Flechas


Duas mulheres do Sul da Califórnia estavam cruzando a fronteira com o México voltando para os
Estados Unidos quando viram algo que parecia muito com um animal doente na vala ao lado do carro.
Conforme analisaram o animalzinho na escuridão da noite, viram que era um pequeno Chihuaua.
Decidiram levá-lo para casa e cuidar dele até que ficasse bom. Entretanto, tiveram medo de estar
quebrando a lei e, por isso, o colocaram no porta-malas do carro e atravessaram a fronteira. Ao chegarem
aos Estados Unidos, tiraram o animal e cuidaram dele até chegarem em casa.
Uma das mulheres ficou tão preocupada com o pobre cãozinho doente que o levou para dormir
com ela em sua própria cama, e estendeu a mão diversas vezes aquela noite para tocar o animalzinho e
deixá-lo tranqüilo que estava ali.
O cão estava tão doente no dia seguinte que ela decidiu levá-lo ao veterinário. Foi aí que descobriu
que o animal não era um “cachorrinho dodói”. Era um rato d’água do México – e estava morrendo de
hidrofobia (raiva).
O mundo, na escuridão de sua ignorância, pensa que o pecado é um “cachorrinho” com que se
ficar brincando. É a Lei de Deus que traz luz ao pecador em relação ao fato de estar dormindo com um
mortal rato.
Outrora vivíamos “enganados, servindo a toda sorte de paixões e prazeres”, mas agora, mas agora,
se formos verdadeiros convertidos, nossos olhos estao abertos. Podemos ver o veneno além de sua
cobertura açucarada.
_____

Versículo para Memorização


“A falsa testemunha não fica impune, e o que profere mentiras não escapa.”
(Provérbios 19:5)
_____

Palavras de Conforto
Em Houston, Texas, a polícia ligou suas sirenes em perseguição a três assaltantes a banco, que
estavam fugindo em meio ao trafego da auto-estrada. Dois arrombadores que tinham acabado de praticar
um roubo também estavam na rodovia e saíram em alta velocidade erroneamente pensando que as sirenes
eram para eles. Então, a polícia empreendeu-lhes perseguição e conseguiu prendê-los após baterem o
carro em pânico.
_____

Últimas Palavras
Isaac Watts (Compositor de Hinos Evangélicos):
“É uma grande misericórdia [de Deus] que eu não tenha nem medo nem pavor da morte.
Posso, se assim Deus desejar, repousar minha cabeça e morrer sem terror nesta tarde.”
______

Tradução: Fernando Guarany Jr.


www.EvangelismoBiblico.com.br