Você está na página 1de 3

Universidade Católica de Moçambique

Instituto de Educação à Distância – IED


CR- Nampula
Curso de Licenciatura em Ensino de Historia

Trabalho II

No módulo de Intr. E. Historia aborda-se vários conteúdos organizados em unidades. Sendo


assim, use os conhecimentos adquiridos no módulo de MIC ligados a elaboração de um trabalho
de pesquisa bibliográfica. Elabore o trabalho das restantes unidades do Modulo, contendo
elementos pré-textuais, textuais (argumentos e contra-argumentos, referências bibliográficas) e
pós-textuais se necessário, em 5 á 10 páginas de conteúdo no máximo.

1. Fernando Braudel considerar que no estudo da Historia a algumas ciências humanas que
se consideram imperialistas. Identifique quais são estas ciências?
2. No estudo da história há sempre uma interdependência e interpenetração das ciências
humanas onde a sociologia tem o seu papel. Explique o papel da sociologia nesta relação.

3. A interdisciplinaridade surge como consequência da renovação científica do pós-guerra e


um resultado metodológica de reflexão epistemológica. Qual foi o seu papel no contexto
da análise histórica?
4. Estudos feitos Braudel no contexto do desenvolvimento histórico concluiu que tanto as
ciências humanas, como as ciências sociais, estudam o mesmo objecto. Identifique o seu
objecto de estudo?
5. No estudo das ciências sociais sempre há uma tendência de debate em torno do
funcionamento das ciências associadas a certas ciências sociais do imperialismo do saber
onde o homem é o centro da história. Explique porquê?
6. Para Ivan Fazenda (1994) no seu livro “ a Interdisciplinaridade: História, Teoria e Pesquisa”
faz referência que a aplicação da metodologia interdisciplinar requer uma atitude especial
ante o conhecimento. De que atitudes se refere?
7. O funcionamento e a manutenção dos museus requerem a participação de profissionais
com qualificação próprias. De que profissionais se refere?
8. Com o desenvolvimento das áreas subáreas das bibliotecas o seu conceito foi evoluindo
ao longo dos tempos. Apresente um conceito de biblioteca.

9. Com o aparecimento das grandes universidades no século as bibliotecas começaram a


ganharam uma nova luz passando de uma oficina para armazena e manusear os livros
para um local de produção de conhecimento. Em poucas palavras descreva as bibliotecas
dos séculos XIV e XV.
10. Muito que se diz que sem os documentos a história como ciência não podia existir, mas,
a uma atenção especial que se deve dar a estes documentos. A que atenção se refere?
11. Co o é sabido a história para além do seu objecto de estudo também temo seu sujeito.
Qual é o sujeito da história?
12. Como é sabido a história não é uma ciência como as ciências exactas e de natureza
(matemática, física, química, etc) mas é uma ciência de tamanha complexidade. Justifique

IED-Nampula, 2020
porquê?

13. Sobre a natureza do conhecimento histórico Jacques Le Goff é rigoroso consigo ao afirmar
que não existe sociedades sem história. Desenvolva o argumento não perdendo o seu fio
de pensamento.
14. A história na qualidade de ciência respeita a objectividade, mas, o seu conhecimento é
tido como relativo. Porquê?
15. No século XIX surgiu a ideia da interdisciplinaridade como necessidade para dar resposta
à fragmentação causada pela concepção positivista. Qual foi o principal objectivo da sua
criação?
16. O prefixo “inter” é bastante usado no campo das ciências humanas para mostrar a relação
estabilidade entre as várias áreas de conhecimento como é o caso da
interdisciplinaridade. Qual é o seu significado?
17. No campo das ciências sociais, como é o caso da história, o termo interdisciplinaridade é
bastante vinculativa. Qual é o seu principal objectivo?
18. A partir da década 30, o termo interdisciplinaridade, teve um grande papel sob ponto de
vista metodológico e científico, de modo implícito e explícito., tendo sido classificada em
três em três estratégias. Mencione as estratégias a que se refere.

19. As disciplinas história económica, sociologia económica e história geográfica surgem


como fruto das estratégias desenvolvidas no seculo 30. Explique o seu surgimento com
base no fundamento apresentado nas referidas estratégias.
20. Segundo PIERE SALMON, citando por Mendes (1993) a fonte é um intermediário entre
passado e o historiador e o espelho da verdade histórica podendo se apresentar em várias
expressões para traduzir a mesma realidade ou realidade análoga. Explique em que
expressão normalmente tem sido apresentado os testemunhos?
21. Na classifica da fonte, geralmente elas são apresentadas em três tipos distinto.
Identifique.
22. Dentre os vários locais conhecido para preservação das fontes podemos encontrar as
filmotecas. O que são as filmotecas?
23. O museu constitui um espaço bastante importante para história tendo desde do tempo
da dinastia ptolemaica. Qual era a sua principal função?

24. As fontes escritas foi tida durante muito tempo como sendo uma das mais seguras para
a reconstituição da história. Mencione os vários ambientes aconselhados para sua
conservação.
25. No contexto da divisão clássica das fontes existe as mais privilegiadas. Mencione-as.
26. No contexto da dimensão intencional das fontes, elas podem serem apresentadas em
fontes em consciente e inconsciente. O que é uma fonte inconsciente?
27. As fontes para além da sua intencionalidade, elas também podem serem classificadas
quanto ao tipo de material. Classifique as fontes denominadas documentos registados.
28. As fontes secundárias são produções posteriores à época em que os factos ocorrem.
Explique como é que feita a sua reconstituição?
29. Geralmente os historiadores procuram diferenciar a filosofia da história da teoria da
história. Em que consiste estas diferenças?
30. No século XX história positiva criou o método da história designado por observação que
consistem em duas etapas, sendo a heurística e a hermenêutica ou critica das fontes. Em
que consiste a crítica externa?

Elaborado por: Alberto Américo Capena

IED-Nampula, 2020
IED-Nampula, 2020

Você também pode gostar