Você está na página 1de 3

CENTRO DE ENSINO DÉBORAH CORREIA LIMA

DISCIPLINA FILOSOFIA. PROFESSOR ERICSSON CASTELLO BRANCO


ALUNO(A):____________________________________________TURMA 1º ANO
_____

AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA

1. No livro VII da República, Platão conta um mito de extraordinária força, em que


representa simbolicamente a situação do homem e sua relação com a filosofia e, ao
mesmo tempo, a estrutura da realidade.
Este mito relatado por Platão ficou conhecido como Mito da:
A. ( ) república.
B. ( ) sombra.
C. ( ) caverna.
D. ( ) realidade.
E. ( ) intelectualidade.

2. "Arístocles, de cognome Platão (428-7 a 348-7 a.C), ateniense, foi discípulo de


Sócrates. Vivendo nos bastidores da política desde criança, pois sua família descendia de
pessoas importantes politicamente, percebe muito bem as manobras políticas de seu
tempo. Muito aprende com Sócrates contra os sofistas, a desmascará-los como os que
utilizavam da palavra independentemente da verdade, que Sócrates tanto prezava. Com a
condenação do mestre, por acusações indébitas e tramoia política, Platão fica desiludido
com a justiça. Mas, a influência socrática continuaria nele; a exemplo disso, tem-se a sua
preocupação em precisar os conceitos em nome do conhecimento e questão da ética. O
objetivo platônico, passa, então, à associação entre verdade e filosofia, voltando aos
ideais políticos de conceber algo justo".

PLATAO. A República. Trad. Pietro Nassetti. São Paulo: Martin Claret, 2003,
complemento de leitura. (Col. A obra-prima de cada autor).

De suas experiências e viagens, Platão elaborará a concepção do "sábio governante",


que expressa na sua obra A República. Na referida obra, mais especificamente no livro
VII, o seu "Mito da Caverna" expõe o seu dualismo a nível do seu idealismo no campo do
conhecimento. Entre as citações abaixo marque "V" para verdadeiro e "F" falso nas
afirmações retiradas do "Mito da Caverna" e, por vezes, modificadas a fim de testar
vossos conhecimentos sobre o tema - Platão: das aparências ao mundo das ideias
perfeitas. As declarações a serem marcadas como verdadeiras são aquelas que
contemplam integralmente o pensamento do filósofo Platão e as declarações a serem
marcadas como falsas podem ter sido alteradas em seu sentido original. Logo após
estabelecer uma sequência de cima para baixo, aponte a alternativa que corresponda
inteiramente a esse encadeamento.

( ) "... se um homem nessas condições descesse de novo para o seu antigo posto, não
teria os olhos cheios de trevas, ao regressar subitamente da luz do Sol?";
( ) "... pessoas nessas condições não pensavam que a realidade fosse senão a sombra
dos objetos";
( ) "... olharia mais facilmente para as sombras, depois disso, para as imagens dos
homens e dos outros objetos, refletidas na água, e, por último, para os próprios objetos";
( ) "Mas quem fosse inteligente (...) lembrar-se-ia de que as perturbações visuais são
duplas, e por dupla causa, da passagem da luz à sombra, e da sombra à luz";
( ) "... a educação não é o que alguns apregoam que ela é. Dizem eles que arranjam a
introduzir ciência numa alma em que ela não existe, como se introduzissem a vista em
olhos cegos";
( ) "... à lei não importa que uma classe qualquer da cidade passe excepcionalmente bem,
mas procura que isso aconteça à totalidade dos cidadãos, harmonizando-os pela
persuasão ou pela coação, e fazendo com que partilhem uns com os outros do auxílio que
cada um deles possa prestar à comunidade".

A) F,V,F,F,V e F

B) F,V,V,V,F e V

C) V,V,F,V,F e F

D) V,V,V,V,V e V

E) V,F,V,F,V e V

3. A defesa da imortalidade da alma em algumas das obras de Platão decorre:

A - do fato de a reencarnação ser necessária à sustentação da teoria platônica do


conhecimento como recordação.
B - do fato de todos nascerem, de acordo com o autor, como tabula rasa.
C - da necessidade de se ver o ímpio pagando pelos seus atos, se não na vida atual, em
outra.
D - da crítica que o autor faz aos filósofos pré-socráticos por aderirem a análises do
mundo natural, desconsiderando a dimensão espiritual.
E – da crença na ressurreição da alma.

Considere o texto para responder às questões de números 4 a 8:

"Essa imagem, caro Glauco, deves aplicar a tudo o que foi dito anteriormente,
assemelhando o lugar que vemos com nossos olhos à morada na prisão, e a luz da
fogueira que arde lá ao poder do sol. E, se tomares a subida até o alto e a visão das
coisas que lá estão como ascensão da alma até o mundo inteligível, não me frustrarás em
minha expectativa, já que queres ouvir-me falar dela. Deus sabe se ela é verdadeira... Em
todo o caso, eis o que penso. No mundo cognoscível, vem por último a ideia do bem que
se deixa ver com dificuldade, mas, se é vista, impõe-se a conclusão de que para todos é a
causa de tudo quanto é reto e belo e que, no mundo visível, é ela quem gera a luz e o
senhor da luz e, no mundo inteligível, é ela mesma que, como senhora, propicia verdade
e inteligência, devendo tê-la diante dos olhos quem quiser agir com sabedoria na vida
privada e pública."

(República, Martins Fontes, 2006)

4. O texto pode ser caracterizado como o caminho do

A) cidadão para a liberdade.


B) homem para a morte.
C) cego para a luz.
D) filósofo para a verdade.
E) sofista para a sombra.
5. A separação do mundo em visível e inteligível equivale, respectivamente, à vida
A) pública e à vida privada.
B) do bem e à vida do mal.
C) do corpo e à vida da alma.
D) física e à vida biológica.
E) fácil e à vida difícil.

6. A ideia do bem é o que orienta a ascensão da alma. Este movimento caracteriza a

A) retórica socrática.
B) dialética platônica.
C) dúvida cartesiana.
D) lógica aristotélica.
E) hedonismo epicúreo.

7. A ideia do bem gera a luz e propicia a verdade. Desse modo,

A) só os bons conhecem a luz e a verdade.


B) só quem compreende o bem conhece a luz e a verdade.
C) só sei que nada sei é um bem.
D) a luz e a verdade são bens privados.
E) a luz e a verdade são bens públicos.

8. Assinale a alternativa correta.

A) O visível e o inteligível são modos de agir.


B) O visível e o inteligível são maneiras de sentir.
C) O visível e o inteligível são métodos de memorização.
D) O visível e o inteligível são caminhos para a riqueza.
E) O visível e o inteligível são formas de saber.

9. Segundo o pensamento platônico, é correto afirmar:

A.( ) chegamos aos conceitos por meio da experiência.


B.( ) é impossível classificar os objetos em classes ou categorias.
C.( ) todo conhecimento é uma recordação.
D.( ) a alma não consegue transmigrar de um corpo a outro após a morte.
E.( ) o corpo favorece o conhecimento, na medida em que ele é puro e racional.

10. A estrutura do mundo das idéias constituída por multiplicidade, porém, distintas
do sensível e do inteligível foi concebida por:

A) Sócrates;
B) Kant;
C) Platão;
D) Aristóteles;
E) Heráclito.