Você está na página 1de 5

Cópia não autorizada

MAR 1998 NBR 14040-8


Inspeção de segurança veicular -
Veículos leves e pesados
ABNT-Associação
Brasileira de
Normas Técnicas
Parte 8: Eixos e suspensão
Sede:
Rio de Janeiro
Av. Treze de Maio, 13 - 28º andar
CEP 20003-900 - Caixa Postal 1680
Rio de Janeiro - RJ
Tel.: PABX (021) 210 -3122
Fax: (021) 220-1762/220-6436
Endereço Telegráfico:
NORMATÉCNICA

Origem: Projeto 16:012.07-008:1997


CB-16 - Comitê Brasileiro de Transportes e Tráfego
CE-16:012.07 - Comissão de Estudo de Vistoria e Inspeção de Segurança
Veicular
NBR 14040-8 - Safety vehicular inspection - Light and heavy vehicles -
Part 8: Axis and suspension
Descriptors: Vehicular safety. Axis. Suspension
Copyright © 1998, Válida a partir de 30.04.1998
ABNT–Associação Brasileira Esta Norma incorpora a Errata nº 1 de SET 1999
de Normas Técnicas
Printed in Brazil/
Impresso no Brasil
Todos os direitos reservados
Palavras-chave: Segurança veicular. Eixos. Suspensão 5 páginas

Sumário 2 Definições
Prefácio
1 Objetivo
Para os efeitos desta Norma, aplicam-se as seguintes
2 Definições
definições:
3 Requisitos
ANEXO
A Bibliografia 2.1 índice de transferência de peso da suspensão: Re-
lação percentual entre o menor peso dinâmico transferido
Prefácio ao solo pela roda e o peso estático, quando a suspensão
é excitada mecanicamente até atingir, pelo menos, a fre-
A ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas - é qüência de ressonância do sistema.
o Fórum Nacional de Normalização. As Normas Bra-
sileiras, cujo conteúdo é de responsabilidade dos Co-
mitês Brasileiros (CB) e dos Organismos de Normalização 2.2 desequilíbrio de funcionamento da suspensão:
Setorial (ONS), são elaboradas por Comissões de Estudo Determinado através da comparação percentual entre
(CE), formadas por representantes dos setores envol- os índices de transferência de peso medidos em cada
vidos, delas fazendo parte: produtores, consumidores e roda de um mesmo eixo. O desequilíbrio é obtido pela
neutros (universidades, laboratórios e outros). seguinte fórmula:

Os Projetos de Norma Brasileira, elaborados no âmbito


dos CB e ONS, circulam para Votação Nacional entre os  I - i 
D =   x 100
associados da ABNT e demais interessados.  I 

O anexo A desta Norma é de caráter informativo.


onde:
1 Objetivo
D é o desequilíbrio de funcionamento da suspensão,
Esta Norma especifica como deve ser efetuada a inspeção
em porcentagem;
de segurança veicular, denominada nesta parte da norma
de grupo 7: Eixos e suspensão. Esta Norma utiliza o mé-
todo de inspeção visual, para veículos leves e pesados, I é o índice de transferência de peso da roda com
e a inspeção mecanizada somente para veículos leves. maior valor, em porcentagem;
Cópia não autorizada
2 NBR 14040-8:1998

i é o índice de transferência de peso da roda com g) elementos de regulagem (excêntricos, calços, pa-
menor valor, em porcentagem. rafusos reguladores);

Exemplo: Se o veículo ensaiado no banco de provas h) elementos limitadores (batentes);


apresentar os seguintes valores:
i) elementos de fixação (grampos, parafusos, rebi-
tes);
- roda direita: índice de transferência de
peso = 60%;
j) elementos complementares (estabilizadores);

- roda esquerda: índice de transferência k) suspensão pneumática.


de peso = 45%;
3.2.1 Funcionamento da suspensão
tem-se que o desequilíbrio nesse eixo é de:
Antes de iniciar esta inspeção, o veículo deve ter seus
pneus calibrados, conforme as recomendações do fa-
 60 - 45   bricante.
D =    x 100 = 25%
 60  
Feito isso, o veículo deve ser conduzido até o banco de
provas de suspensão, posicionando-se as rodas de um
3 Requisitos mesmo eixo sobre as placas do equipamento.

3.1 Equipamentos O veículo deve ser testado quanto ao “índice de transfe-


rência de peso” e ao “desequilíbrio de funcionamento da
Para a inspeção mecanizada, são necessários os se- suspensão”, em cada eixo.
guintes equipamentos:
3.2.2 Eixos
a) banco de provas de suspensão;
Com o veículo posicionado no fosso ou no elevador,
acionar o equipamento para verificação de folgas e ve-
b) equipamento para verificação de folgas; rificar o estado geral, fixação e folgas.

c) elevador ou fosso de inspeção; Esta inspeção pode ser complementada com a utilização
do macaco móvel para avaliação das folgas dos ro-
d) macaco móvel (opcional); lamentos de rodas.

3.2.3 Elementos elásticos (molas)


e) sistema de ar comprimido;
Com o veículo posicionado no fosso ou no elevador, ve-
f) calibrador de pneus. rificar eventuais modificações das características originais
e, após, acionar o equipamento para verificação de folgas
3.2 Inspeção e verificar o estado geral, fixação e folgas das molas e
feixes.
A inspeção de segurança veicular deste grupo deve
3.2.4 Elementos absorvedores de energia (amortecedores)
abranger os seguintes itens:
Com o veículo posicionado no fosso ou no elevador,
a) funcionamento da suspensão (aplicável somente acionar o equipamento para verificação de folgas e ve-
para veículos leves); rificar o estado geral, fixação e vazamento de fluido hi-
dráulico.
b) eixos;
3.2.5 Elementos estruturais (braços, suportes e tensores)
c) elementos elásticos (molas);
Com o veículo posicionado no fosso ou no elevador,
acionar o equipamento para verificação de folgas e ve-
d) elementos absorvedores de energia (amortece- rificar o estado geral, fixação e folgas.
dores);
3.2.6 Elementos de articulação (articulação esférica)
e) elementos estruturais (braços, suportes e ten-
sores); Com o veículo posicionado no fosso ou no elevador,
acionar o equipamento para verificação de folgas e ve-
f) elementos de articulação (articulação esférica); rificar o estado geral, fixação e folgas.
Cópia não autorizada
NBR 14040-8:1998 3

3.2.7 Elementos de regulagem (excêntricos, calços, para- 3.2.10 Elementos complementares (estabilizadores)
fusos reguladores)
Com o veículo posicionado no fosso ou no elevador,
Com o veículo posicionado no fosso ou no elevador, acio- acionar o equipamento para verificação de folgas e veri-
nar o equipamento para verificação de folgas e verificar ficar a existência (quando obrigatórios), o estado geral e
o estado geral, fixação e folgas. fixação.

3.2.11 Suspensão pneumática


3.2.8 Elementos limitadores (batentes)
Com o veículo posicionado no fosso ou no elevador,
Com o veículo posicionado no fosso ou no elevador, veri- verificar o estado geral, fixação e estanqueidade do sis-
ficar o estado geral e fixação. tema.

3.3 Classificação de defeitos


3.2.9 Elementos de fixação (grampos, parafusos, rebites)
Os resultados da inspeção devem ser registrados no
Com o veículo posicionado no fosso ou no elevador, relatório final, sendo os eventuais defeitos encontrados
acionar o equipamento para verificação de folgas e ve- classificados em leves (DL), graves (DG) ou muito graves
rificar o estado geral e fixação. (DMG), de acordo com a tabela 1.

Tabela 1 - Grupo 7 - Eixos e suspensão

Item DL DG DMG

7.1 Funcionamento da suspensão

• Uma ou mais rodas com índice de transferência de peso menor que 15% x

• Desequilíbrio superior a 30 % x

• Desequilíbrio entre 15% e 30% x

7.2 Eixos

• Conservação/fixação deficiente x

• Folgas excessivas x

• Soldagens não recomendadas x

7.3 Elementos elásticos (molas)

• Conservação/fixação deficiente x

• Com deformações permanentes x

• Com modificações das características originais x

• Folgas excessivas x

7.4 Elementos absorvedores de energia (amortecedores)

• Conservação/fixação deficiente x

• Vazamentos do fluido dos amortecedores x

7.5 Elementos estruturais (braços, suportes e tensores)

• Conservação/fixação deficiente x

• Folgas excessivas x

• Soldagens não recomendadas x


Cópia não autorizada
4 NBR 14040-8:1998

Tabela 1 (conclusão)

Item DL DG DMG

7.6 Elementos de articulação (articulação esférica)

• Conservação/fixação deficiente x

• Folgas excessivas x

7.7 Elementos de regulagem (excêntricos, calços, parafusos reguladores)

• Conservação/fixação deficiente x

• Folgas excessivas x

7.8 Elementos limitadores (batentes)

• Inexistente(s) x

• Conservação/fixação deficiente x

7.9 Elementos de fixação (grampos, parafusos, rebites)

• Conservação/fixação deficiente x

7.10 Elementos complementares (estabilizadores)

• Inexistentes, quando obrigatórios x

• Conservação/fixação deficiente x

• Folgas excessivas x

7.11 Suspensão pneumática

• Conservação/fixação deficiente x

• Falta de estanqueidade x

/ANEXO A
Cópia não autorizada
NBR 14040-8:1998 5

Anexo A (informativo)
Bibliografia

Lei nº 9503 de 23/09/1997 - Código de Trânsito Brasileiro. NBR 9506:1986 - Suspensão - Veículos rodoviários
automotores - Terminologia.
Resoluções do CONTRAN.